definição e composição de esquemas instâncias documentação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "definição e composição de esquemas instâncias documentação"

Transcrição

1 X170 definição e composição de esquemas instâncias documentação 2002, 2005, 2008 Helder da Rocha 1

2 Cabeçalho e namespace Todas as declarações do XML Schema estão contidas em um elemento <xs:schema> que deve definir: Um atributo xmlns, declarando o namespace do XML Schema, geralmente associando-o a um prefixo (xs ou xsd). Um atributo targetnamespace*, contendo uma URI que identifique o namespace da linguagem-alvo que o XML Schema está descrevendo Um segundo atributo xmlns*, declarando o namespace da linguagem-alvo, possivelmente associando-o a um prefixo. <xs:schema xmlns:xs="http://www.w3.org/2001/xmlschema" targetnamespace="http://www.empresa.com/pontodevenda" xmlns="http://www.empresa.com/pontodevenda"> Se a linguagem não usar namespaces: <xs:schema xmlns:xs="http://www.w3.org/2001/xmlschema > 2

3 Composição de esquemas <xs:include> insere componentes de esquema do mesmo namespace localizados em outros arquivos Atributo schemalocation informa a URI onde se encontra o arquivo que será incluído <xs:include schemalocation="esquema.xsd"/> <xs:import> importa componentes de namespaces diferentes Atributo namespace é obrigatório Atributo schemalocation é opcional <xs:import namespace="http://ns.com" schemalocation="esquema.xsd"/> <xs:redefine> permite redefinir componentes 3

4 <xs:include> <xs:schema xmlns:xs="http://www.w3.org/2001/xmlschema" targetnamespace="http://www.empresa.com/pontodevenda" xmlns="http://www.empresa.com/pontodevenda"> <xs:include schemalocation="ofertatypescomplex.xsd"/> <xs:include schemalocation="ofertatypessimple.xsd"/> <xs:element name="oferta" type="ofertatype" /> <xs:element name="codigo" type="codigotype"/> <xs:element name="preco" type="precotype"/> <xs:element name="itens" type="itenstype"/> </xs:schema> ofertatypescomplex.xsd ofertatypessimple.xsd <xs:complextype name="ofertatype"> <xs:simpletype name="precotype"> 4

5 <xs:import> <xs:schema xmlns:xs="http://www.w3.org/2001/xmlschema" targetnamespace="http://www.empresa.com/pontodevenda" xmlns="http://www.empresa.com/pontodevenda" xmlns:pdvt="http://www.empresa.com/pontodevenda/tipos"> <xs:import namespace="http://www.empresa.com/pontodevenda/tipos" schemalocation="ofertatypesall.xsd"/> <xs:element name="oferta" type="pdvt:ofertatype" /> <xs:element name="codigo" type="pdvt:codigotype"/> <xs:element name="preco" type="pdvt:precotype"/> <xs:element name="itens" type="pdvt:itenstype"/> </xs:schema> <xs:schema targetnamespace="http://www.empresa.com/pontodevenda/tipos"... > 5

6 <xs:import> : o outro lado <xs:schema targetnamespace="http://www.empresa.com/pontodevenda"... > <xs:schema xmlns:xs="http://www.w3.org/2001/xmlschema" targetnamespace="http://www.empresa.com/pontodevenda/tipos" xmlns="http://www.empresa.com/pontodevenda/tipos" xmlns:pdv="http://www.empresa.com/pontodevenda"> <xs:import namespace="http://www.empresa.com/pontodevenda" schemalocation="ofertaelementsall.xsd"></xs:import> <xs:complextype name="ofertatype"> <xs:sequence> <xs:element ref="pdv:codigo"/> <xs:element ref="pdv:preco"/> <xs:element ref="pdv:itens"/> </xs:sequence> <xs:attribute name="validade" use="required" type="xs:nmtoken"/> </xs:complextype> <xs:complextype name="codigotype">...</xs:complextype> <xs:simpletype name="precotype">...</xs:simpletype> <xs:simpletype name="itemtype">...</xs:simpletype> </xs:schema> 6

7 Defaults <xs:schema> contém atributos que definem defaults para tipos e elementos. attributeformdefault="qualified unqualified" elementformdefault="qualified unqualified" blockdefault="#all substitution extension restriction" finaldefault="#all extension restriction list union" Determinam comportamento default em declarações e definição de componentes (Mais sobre isto adiante) 7

8 Instâncias associadas a um XML Schema Uma instância pode ser formalmente vinculada a uma instância através de atributos globais Namespace XML Schema Instance: Este namespace deve ser atribuído a prefixo para que se possa usar seus 4 atributos: schemalocation para vincular um ou mais XML Schemas à instância nonamespaceschemalocation para vincular a um XML Schemas que não usa namespace nil e type usados em elementos e atributos 8

9 Exemplos com namespace <oferta xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/xmlschema- instance" xsi:schemalocation="http://www.empresa.com/pontodevenda ofertaelementsallimport.xsd" xmlns="http://www.empresa.com/pontodevenda" validade=" "> <codigo numero="4599" tipo="t"/> <preco>15.2</preco> <itens>14</itens> </oferta> <pdv:oferta xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/xmlschema- instance" xsi:schemalocation="http://www.empresa.com/pontodevenda ofertaelementsallimport.xsd" xmlns:pdv="http://www.empresa.com/pontodevenda" validade=" "> <pdv:codigo numero="4599" tipo="t"/> <pdv:preco>15.2</pdv:preco> <pdv:itens>14</pdv:itens> </pdv:oferta> 9

10 Múltiplos namespaces Schemas compostos requerem a declaração de múltiplos namespaces na instância Esquema principal <xs:schema targetnamespace="http://cosmos.org.br" xmlns:cm="http://cosmos.org.br/com" xmlns:st="http://cosmos.org.br/sat" xmlns="http://cosmos.org.br" xmlns:xs="http://www.w3.org/2001/xmlschema"> Instância <se:sistemaestelar xmlns:se="http://cosmos.org.br" xmlns:sat="http://cosmos.org.br/sat" xmlns:cmt="http://cosmos.org.br/com" xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/xmlschema- instance" xsi:schemalocation="http://cosmos.org.br sistema.xsd satelites.xsd cometas.xsd"> 10

11 Exemplo com múltiplos namespaces <html xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/xmlschema- instance" xsi:schemalocation="http://www.w3.org/1999/xhtml xhtml.xsd oferta.xsd" xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" xmlns:pdv="http://www.empresa.com/pontodevenda"> <head>...</head> <body><div class="oferta > <pdv:oferta validade=" "> <pdv:codigo numero="4599" tipo="t"/> <pdv:preco>15.2</pdv:preco> <pdv:itens>14</pdv:itens> </pdv:oferta> </div></body> </html> <html xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/xmlschema- instance" xsi:schemalocation="http://www.w3.org/1999/xhtml xhtml.xsd oferta.xsd" xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" > <head>...</head><body><div class="oferta > <oferta validade=" " xmlns="http://www.empresa.com/pontodevenda"> <codigo numero="4599" tipo="t"/> <preco>15.2</preco> <itens>14</itens> </oferta> </div></body> </html> 11

12 Exemplo sem namespace <oferta xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/xmlschema- instance" xsi:nonamespaceschemalocation="ofertaelementsnons.xsd" validade=" "> <codigo numero="4599" tipo="t"/> <preco>15.2</preco> <itens>14</itens> </oferta> 12

13 Anotações <xs:annotation> Mecanismo de documentação e extensão do XML Schema Pode ser usado em qualquer elemento do XML Schema Dois sub-elementos: <xs:documentation> e <xs:appinfo> <xs:documentation> Para documentação que será lida por humanos <xs:appinfo> Ponto de extensão para informações de processamento que serão lidas por máquina 13

14 Anotações <xs:complextype name="ofertatype"> <xs:annotation> <xs:documentation xml:lang="pt- BR"> Os codigos existentes podem ser obtidos na tabela PROD_CODIGOS. </xs:documentation> <xs:appinfo> SELECT CODIGOS FROM PROD_CODIGOS WHERE STATUS < 2; </xs:appinfo> </xs:annotation> <xs:sequence> <xs:element ref="codigo"/> <xs:element ref="preco"/> <xs:element ref="itens"/> </xs:sequence> <xs:attribute name="validade" use="required" type="xs:nmtoken"/> </xs:complextype> 14

XML: uma introdução prática X100. Helder da Rocha (helder@argonavis.com.br)

XML: uma introdução prática X100. Helder da Rocha (helder@argonavis.com.br) XML: uma introdução prática X100 Helder da Rocha (helder@argonavis.com.br) Atualizado em Jan 2003 O que é um Esquema XML? Documentos que aderem à especificação (válidos) O esquema representa uma classe

Leia mais

XML Schema. Vanessa Braganholo. Curso baseado em mini-cursos apresentados no SBBD. Autores: Carlos Heuser, Carina Dorneles e Vanessa Braganholo

XML Schema. Vanessa Braganholo. Curso baseado em mini-cursos apresentados no SBBD. Autores: Carlos Heuser, Carina Dorneles e Vanessa Braganholo XML Schema Vanessa Braganholo Curso baseado em mini-cursos apresentados no SBBD. Autores: Carlos Heuser, Carina Dorneles e Vanessa Braganholo XML Schema Utilizado para descrever a estrutura de um documento

Leia mais

XML Schema. Vanessa de Paula Braganholo vanessa@inf.ufrgs.br ftp://metropole/pub/curso/xml/index.html. Janeiro de 2001. XML Schema

XML Schema. Vanessa de Paula Braganholo vanessa@inf.ufrgs.br ftp://metropole/pub/curso/xml/index.html. Janeiro de 2001. XML Schema XML Schema Vanessa de Paula Braganholo vanessa@inf.ufrgs.br ftp://metropole/pub/curso/xml/index.html Janeiro de 2001 XML Schema XML Schema Utilizado para descrever a estrutura de um documento XML, assim

Leia mais

http://rogerioaraujo.wordpress.com Série Rações Semanais XML Schema Rogério Araújo

http://rogerioaraujo.wordpress.com Série Rações Semanais XML Schema Rogério Araújo http://rogerioaraujo.wordpress.com Série Rações Semanais XML Schema Rogério Araújo http://rogerioaraujo.wordpress.com Série Rações Semanais XML Schema Rogério Araújo Questões Eu descobri que sempre tenho

Leia mais

Adenda Técnica :: LCPA :: Manual Técnico XML

Adenda Técnica :: LCPA :: Manual Técnico XML Adenda Técnica :: LCPA :: Manual Técnico XML Ficheiros de Reporte no Âmbito da Lei dos Compromissos e Pagamentos em Atraso Ver. 2.0 31 agosto 2012 www.acss.min-saude.pt www.acss.min-saude.pt 1 Página 1

Leia mais

Dados Semi-Estruturados e XML Vanessa Braganholo. Lista de Exercícios 3 XML Schema

Dados Semi-Estruturados e XML Vanessa Braganholo. Lista de Exercícios 3 XML Schema Autor: Marcio Antelio Neves da Silva Dados Semi-Estruturados e XML Vanessa Braganholo Lista de Exercícios 3 XML Schema 1. Dado o documento XML abaixo, crie um esquema que o valide.

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DE MENSAGEM

MANUAL TÉCNICO DE MENSAGEM MANUAL TÉCNICO DE MENSAGEM 1 Histórico de Versões Data Versão Descrição Responsável 08/11/2012 1.0 Versão Inicial 28/12/2012 1.1 1. Inclusão do texto "Em casos de mensagens públicas o campo To terá como

Leia mais

XML Schema (Parte 2) Vanessa Braganholo

XML Schema (Parte 2) Vanessa Braganholo XML Schema (Parte 2) Vanessa Braganholo Curso baseado em mini-cursos apresentados no SBBD. Autores: Carlos Heuser, Carina Dorneles e Vanessa Braganholo Conteúdo Misto

Leia mais

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) XML Origens. HTML Problemas

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) XML Origens. HTML Problemas Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) (extensible( Markup Language ) Origens (extensible Markup Language linguagem de marcação extensível) Criada em 1996 pelo W3C (World

Leia mais

PEDRO FILIPE DE JESUS VIEIRA MARQUES TROCA DE INFORMAÇÃO DE NEGÓCIO PARA NEGÓCIO - DO EDI AO XML/EDI E EBXML UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA

PEDRO FILIPE DE JESUS VIEIRA MARQUES TROCA DE INFORMAÇÃO DE NEGÓCIO PARA NEGÓCIO - DO EDI AO XML/EDI E EBXML UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA PEDRO FILIPE DE JESUS VIEIRA MARQUES TROCA DE INFORMAÇÃO DE NEGÓCIO PARA NEGÓCIO - DO EDI AO XML/EDI E EBXML UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA PORTO 2003 PEDRO FILIPE DE JESUS VIEIRA MARQUES TROCA DE INFORMAÇÃO

Leia mais

XML Schema (Parte. Vanessa de Paula Braganholo

XML Schema (Parte. Vanessa de Paula Braganholo XML Schema (Parte 2) Vanessa de Paula Braganholo {braganholo@dcc.ufrj.br} Curso baseado em mini-cursos apresentados no SBBD. Autores: Carlos Heuser, Carina Dorneles e Vanessa Braganholo Conteúdo Misto

Leia mais

Namespaces e Esquemas XML. Namespaces - Motivação

Namespaces e Esquemas XML. Namespaces - Motivação Namespaces e Esquemas XML Namespaces - Motivação Problema 1: Cada usuário ou grupo pode criar suas próprias etiquetas (tags): mesmas tags podem ter sîgnificados diferentes Problema 2: quando se juntam

Leia mais

Série Desenvolvimento de Sistemas. Curso de XML. Conceito básicos, XML Schema, Namespaces, DOM/SAX, XPath, XSLT, XLink e XPointer.

Série Desenvolvimento de Sistemas. Curso de XML. Conceito básicos, XML Schema, Namespaces, DOM/SAX, XPath, XSLT, XLink e XPointer. Série Desenvolvimento de Sistemas Curso de XML Conceito básicos, XML Schema, Namespaces, DOM/SAX, XPath, XSLT, XLink e XPointer Rogério Araújo Série Desenvolvimento de Sistemas Curso de XML Conceitos básicos,

Leia mais

Histórico de Revisões

Histórico de Revisões 1 Histórico de Revisões Data Versão Responsável Histórico 16/03/2012 1.0 Robson M. Matos Elaboração da documentação técnica 24/10/2014 2.0 Robson M. Matos Atualização da documentação técnica 2 Histórico

Leia mais

Soluções de integração: SOA, web services e REST + XML/XSD

Soluções de integração: SOA, web services e REST + XML/XSD Soluções de integração: SOA, web services e REST + XML/XSD WWW.DOMINANDOTI.COM.BR Acesse nosso site em WWW.DOMINANDOTI.COM.BR Cursos Livros Fórum Simulados Blog Materiais Turmas em Brasília, na sua cidade,

Leia mais

Esquemas para Dados XML

Esquemas para Dados XML Esquemas para Dados XML Definição da Organização hierárquica do documento XML Conteúdo de elementos simples e atributos Cardinalidade de sub-elementos Documento XML válido Respeita as regras de um esquema

Leia mais

Roteiro para Transmissão Ambiente de Testes da Guias Online

Roteiro para Transmissão Ambiente de Testes da Guias Online Roteiro para Transmissão Ambiente de Testes da Guias Online (GRH) Acessar o sistema pelo site: http://www.sdas.org.br/ Acessar o sistema com o Usuário: 9999 e Senha: PMG52 Será disponibilizado o ambiente

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Gestão e Tratamento de Informação

INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Gestão e Tratamento de Informação Número: Nome: 1 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------- INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Gestão e Tratamento de Informação Exame 2 - Solução

Leia mais

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES EDI XML - Importação de Pedidos via XML

CATÁLOGO DE APLICAÇÕES EDI XML - Importação de Pedidos via XML CATÁLOGO DE APLICAÇÕES EDI XML - Importação de Pedidos via XML Objetivo do projeto Este projeto tem como objetivo tratar a importação de Pedidos de Venda, Orçamentos e Faturas de Exportação através de

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao Agosto-2008 NFe Nota Fiscal Eletrônica Referências

Leia mais

Web Services XML SOAP WSDL UDDI Desenvolvimento Informações Adicionais 1 Web Services Definição Web services são aplicações modulares auto- descritas e auto-contidas, que podem ser conectadas e acopladas

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica NFe

Nota Fiscal Eletrônica NFe Nota Fiscal Eletrônica NFe Fernando Hadad Zaidan Maio-2009 1 2 Referências COMPUTERWORLD. SP deve emitir 60 milhões de notas fiscais eletrônicas por mês até 2009. Disnponível em:

Leia mais

ANEXO 1. Informação Técnica para entidades exploradoras de jogo online com Liquidez Partilhada

ANEXO 1. Informação Técnica para entidades exploradoras de jogo online com Liquidez Partilhada ANEXO 1 Informação Técnica para entidades exploradoras de jogo online com Liquidez Partilhada 1 Índice 1. Enquadramento... 3 1.1 Objetivo... 3 2. Criação sistemática de relatórios com informação de jogo

Leia mais

Web de hoje (2.0) Porquê WEB 2.0?

Web de hoje (2.0) Porquê WEB 2.0? WEB 2.0 Conceitos O termo Web 2.0 refere-se a mudança para uma Internet como plataforma e um entendimento das regras para obter sucesso nesta nova plataforma. Segundo Tim O'Reilly, um dos criadores do

Leia mais

Desmistificando XML: da Pesquisa à Prática Industrial

Desmistificando XML: da Pesquisa à Prática Industrial Capítulo 5 Desmistificando XML: da Pesquisa à Prática Industrial Mirella M. Moro, Vanessa Braganholo Abstract XML is a language for specifying semi or completely structured data. It has been widely explored

Leia mais

XDocValidator: Uma Interface Gráfica Para Atualização e Validação Incremental de Documentos XML

XDocValidator: Uma Interface Gráfica Para Atualização e Validação Incremental de Documentos XML XDocValidator: Uma Interface Gráfica Para Atualização e Validação Incremental de Documentos XML Fabio Pasquali 1, Denio Duarte 2 1 Universidade Comunitária Regional de Chapecó / Unochapecó CETEC 2 Universidade

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica de Compartilhamento de Informações entre Órgãos Públicos Versão 2.02a Março 2010 Pág. 1 / 68 Controle de Versões Versão Data 1.00 29/04/2008 SP 1.00a 03/05/2008 RS/SP 1.01

Leia mais

2.Consulta UDDI. 3.Obtém URL, WSDL. 1.Registra. 4.Invoca o serviço. 5.Retorno (opcional)

2.Consulta UDDI. 3.Obtém URL, WSDL. 1.Registra. 4.Invoca o serviço. 5.Retorno (opcional) WS-* Desenvolvimento 1 Definição Web services são aplicações modulares auto- descritas e auto-contidas, que podem ser conectadas e acopladas a outros web services [IBM] são componentes de software com

Leia mais

SISTEMA DE INTEGRAÇÃO DE TECNOLOGIAS DE AGREGAÇÃO DE MEDIÇÃO

SISTEMA DE INTEGRAÇÃO DE TECNOLOGIAS DE AGREGAÇÃO DE MEDIÇÃO SISTEMA DE INTEGRAÇÃO DE TECNOLOGIAS DE AGREGAÇÃO DE MEDIÇÃO E.F.V. E SILVA 1, J.C B. LEITE 1, O.G. LOQUES 1, A. CORRADI 1, P. R. DOS SANTOS 2 E N. RIZZI JUNIOR 2 1 Instituto de Computação Universidade

Leia mais

MANUAL DE CARGA DA CENTRAL DE INFORMAÇÕES DO REGISTRO CIVIL NACIONAL CRC NACIONAL. Provimento nº 38/2014 e 46/2015 Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

MANUAL DE CARGA DA CENTRAL DE INFORMAÇÕES DO REGISTRO CIVIL NACIONAL CRC NACIONAL. Provimento nº 38/2014 e 46/2015 Conselho Nacional de Justiça (CNJ) MANUAL DE CARGA DA CENTRAL DE INFORMAÇÕES DO REGISTRO CIVIL NACIONAL CRC NACIONAL Provimento nº 38/2014 e 46/2015 Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Versão 2.0 MANUAL DE CARGA DA CENTRAL DE INFORMAÇÕES

Leia mais

Manual de Orientação do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais

Manual de Orientação do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais Projeto Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais Manual de Orientação do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais Versão 1.00 Junho, 2012 Controle de

Leia mais

XML Schema XPath 2.0 XSLT 2.0 XQuery...

XML Schema XPath 2.0 XSLT 2.0 XQuery... OD 2002 Tendências ncias em XML XML Schema XPath 2.0 XSLT 2.0 XQuery... Helder da Rocha (helder@acm.org) argonavis.com.br Objetivos Discutir as novidades desenvolvidas nos grupos de trabalho do W3C em

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Declaração DOCTYPE e Tag Raiz html

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Declaração DOCTYPE e Tag Raiz html IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage DeclaraçãoDOCTYPEeTagRaizhtml ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger

Leia mais

Introdução ao XML. Extensible Markup Language

Introdução ao XML. Extensible Markup Language Introdução ao XML Extensible Markup Language Tutorial - XML XML: Extensible Markup Language Uma linguagem de marcas na estruturação, no armazenamento e no transporte de dados na Web Gere os dados numa

Leia mais

A Estrutura de um Web Service

A Estrutura de um Web Service A Estrutura de um Web Service Paulo Vitor Antonini Orlandin paulovitor_e@hotmail.com Resumo Atualmente, o Serviço Web é a solução mais utilizada para integração entre sistemas, pois apresenta vantagens

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2010/001 Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2010/001 Divulga orientação de preenchimento de campos do novo leiaute da NF-e e PL_006d Março-2010 Pág. 1 / 9 1.

Leia mais

SIOE-E: WebService público DGAEP

SIOE-E: WebService público DGAEP SIOE-E: WebService público DGAEP Índice 1 Introdução... 5 2 SIOESERVICE... 6 2.1 Search... 6 2.1.1 Request... 6 2.1.2 Response... 42 2.2 Get... 43 2.2.1 FetchInfo... 44 2.2.2 GetResponse... 48 3 Adenda...

Leia mais

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS -XML NAMESPACES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS -XML NAMESPACES. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza GERÊNCIA DE DADOS SEMIESTRUTURADOS -XML NAMESPACES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza Introdução XML Namespaces fornecem um método para evitar conflitos de nomes de elementos

Leia mais

Configuração dos Controles Remotos do KDE. Michael Zanetti Tradução: Marcus Gama

Configuração dos Controles Remotos do KDE. Michael Zanetti Tradução: Marcus Gama Configuração dos Controles Remotos do KDE Michael Zanetti Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Introdução 5 1.1 Requisitos.......................................... 5 2 Uso 6 2.1 Controles remotos e modos................................

Leia mais

Controle de Restrições de Integridade de Domínio em Documentos XML

Controle de Restrições de Integridade de Domínio em Documentos XML UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Alexandre Tagliari Lazzaretti Controle de Restrições de Integridade de Domínio em Documentos XML Trabalho Individual

Leia mais

Nota Técnica 2013/004

Nota Técnica 2013/004 Projeto Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais Divulga Pacote de Liberação Preliminar e MOC da versão 1.00a Outubro 2013 1. Resumo Esta Nota Técnica divulga: Pacote de Liberação Preliminar de Schemas

Leia mais

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes Desenvolvimento Web Introdução a XHTML Prof. Bruno Gomes 2014 Introdução HTML e XHTML Estrutura básica do documento DTDs Validação do documento Exercícios HTML e XHTML HTML (Hipertext Markup Language)

Leia mais

Tecnologias Java para Implementação de NF e Edilmar Alves Novembro/2008 edilmaralves@intersite.com.br

Tecnologias Java para Implementação de NF e Edilmar Alves Novembro/2008 edilmaralves@intersite.com.br Tecnologias Java para Implementação de NF e Edilmar Alves Novembro/2008 edilmaralves@intersite.com.br Palestrante Mestre em Ciência da Computação pela UNICAMP/SP; Professor Universitário nas áreas de Redes

Leia mais

Web Services utilizando JAX-WS

Web Services utilizando JAX-WS Web Services utilizando JAX-WS JAX-WS Facilitar o uso da API JAX-RPC e do modelo de implantação Anotações baseados em JSR-181 Exemplo Básico: Anotações: @WebService @WebMethod @WebParam @WebResult Exemplo

Leia mais

extensible Markup Language (XML) XML é uma linguagem de anotação. XML utiliza tags para descrever informação.

extensible Markup Language (XML) XML é uma linguagem de anotação. XML utiliza tags para descrever informação. extensible Markup Language (XML) XML é uma linguagem de anotação. XML utiliza tags para descrever informação. Em XML, os tags não são pré-definidos. Temos de definir os nossos tags. XML utiliza um Document

Leia mais

Manual de Orientações do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação

Manual de Orientações do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação Conhecimento de Transporte Eletrônico MOC CT-e 2.00a Projeto Conhecimento de Transporte Eletrônico Manual de Orientações do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação Versão 2.00a Janeiro/2014 Pág. 1

Leia mais

Manual de Orientações do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação

Manual de Orientações do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação Projeto Conhecimento de Transporte Eletrônico de Orientações do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação Versão 1.0.4 Julho 2011 Pág. 1 / 177 Controle de Versões Versão Data 1.00 07/03/2008 - SP 1.01

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações XML. Wamberg Oliveira, Msc, PMP, COBIT-F Instrutor

Desenvolvimento de Aplicações XML. Wamberg Oliveira, Msc, PMP, COBIT-F Instrutor Desenvolvimento de Aplicações XML Wamberg Oliveira, Msc, PMP, COBIT-F wamberg@gmail.com 24-2-2010 1 Instrutor o Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Estadual do Ceará- UECE; o Mestre em

Leia mais

Manual para Integração XML

Manual para Integração XML Manual para Integração XML Acessar o sistema pelo site: http://www.sindaspcg.org.br/ Informar seu login e senha. Selecionar a opção Importação GRH (Formato XML). Essa é a tela transmissão de arquivo GRH

Leia mais

Manual de Integração - Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação

Manual de Integração - Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação Projeto Conhecimento de Transporte Eletrônico Padrões Técnicos de Comunicação Versão 1.0.1 Julho 2008 Pág. 1 / 133 Controle de Versões Versão Data 1.00 07/03/2008 - SP 1.01 02/07/2008 SP/RS Pág. 2 / 133

Leia mais

Hugo Pedro Proença, 2007

Hugo Pedro Proença, 2007 Stored Procedures À medida que a complexidade dos sistemas aumenta, torna-se cada vez mais difícil a tarefa de integrar o SQL com as aplicações cliente. Além disto, é necessário que todas as aplicações

Leia mais

Manual de Orientações do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação

Manual de Orientações do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação Conhecimento de Transporte Eletrônico de Orientações - Contribuinte Projeto Conhecimento de Transporte Eletrônico de Orientações do Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação Versão 1.0.4c Abril/2012

Leia mais

O Documento Único Automóvel

O Documento Único Automóvel O Documento Único Automóvel Marta H. Jacinto 1, Jorge Nuno Pereira 2 1 ITIJ Instituto das Tecnologias de Informação na Justiça Ministério da Justiça 1049-068 Lisboa marta.jacinto@itij.mj.pt 2 INCM Imprensa

Leia mais

CARLOS EDUARDO GESSER UMA ABORDAGEM PARA A INTEGRAÇÃO DINÂMICA DE SERVIÇOS WEB EM PORTAIS

CARLOS EDUARDO GESSER UMA ABORDAGEM PARA A INTEGRAÇÃO DINÂMICA DE SERVIÇOS WEB EM PORTAIS CARLOS EDUARDO GESSER UMA ABORDAGEM PARA A INTEGRAÇÃO DINÂMICA DE SERVIÇOS WEB EM PORTAIS FLORIANÓPOLIS 2006 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENG. ELÉTRICA UMA ABORDAGEM

Leia mais

Nota Técnica 2013/013

Nota Técnica 2013/013 Conhecimento de Transporte Eletrônico Nota Técnica 2013/013 Projeto Conhecimento de Transporte Eletrônico Nota Técnica 2013/013 Divulga correções na versão MOC 2.00 e Pacote de Schemas (Altera NT 2013/012

Leia mais

7. Cascading Style Sheets (CSS)

7. Cascading Style Sheets (CSS) 7. Cascading Style Sheets (CSS) O CSS (Folha de Estilo em Cascata) é um padrão de formatação para páginas web que vai além das limitações impostas pelo HTML. O Cascading Style Sheets não é exatamente uma

Leia mais

XML extensible Markup Language. Prof. Fellipe Aleixo fellipe.aleixo@ifrn.edu.br

XML extensible Markup Language. Prof. Fellipe Aleixo fellipe.aleixo@ifrn.edu.br XML extensible Markup Language Prof. Fellipe Aleixo fellipe.aleixo@ifrn.edu.br XML Projetada para transportar e armazenar dados (estruturados) Importante conhecer e fácil de entender Exemplo de documento

Leia mais

WEBDESIGN. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira

WEBDESIGN. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira WEBDESIGN Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 1 CDI - Curso de Webdesign - Prof. Paulo Trentin Objetivos para esta aula Debater sobre

Leia mais

LUIZ WAGNER ARAÚJO NUNES ANÁLISE DA UTILIZAÇÃO DA API JAXR PARA ACESSO A REGISTROS XML

LUIZ WAGNER ARAÚJO NUNES ANÁLISE DA UTILIZAÇÃO DA API JAXR PARA ACESSO A REGISTROS XML LUIZ WAGNER ARAÚJO NUNES ANÁLISE DA UTILIZAÇÃO DA API JAXR PARA ACESSO A REGISTROS XML Palmas 2005.2 LUIZ WAGNER ARAÚJO NUNES ANÁLISE DA UTILIZAÇÃO DA API JAXR PARA ACESSO A REGISTROS XML Trabalho apresentado

Leia mais

MANUAL DE CARGA DA CENTRAL DE INFORMAÇÕES DO REGISTRO CIVIL NACIONAL CRC NACIONAL. Provimento nº 38/2014 e 46/2015 Conselho Nacional de Justiça (CNJ)

MANUAL DE CARGA DA CENTRAL DE INFORMAÇÕES DO REGISTRO CIVIL NACIONAL CRC NACIONAL. Provimento nº 38/2014 e 46/2015 Conselho Nacional de Justiça (CNJ) MANUAL DE CARGA DA CENTRAL DE INFORMAÇÕES DO REGISTRO CIVIL NACIONAL CRC NACIONAL Provimento nº 38/2014 e 46/2015 Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Versão 2.2 MANUAL DE CARGA DA CENTRAL DE INFORMAÇÕES

Leia mais

Keli Cristina Manini Susane Schmidt. Uma Ferramenta para Geração de Esquemas XML a partir de Documentos XML

Keli Cristina Manini Susane Schmidt. Uma Ferramenta para Geração de Esquemas XML a partir de Documentos XML Keli Cristina Manini Susane Schmidt Uma Ferramenta para Geração de Esquemas XML a partir de Documentos XML Florianópolis - SC 2006 Keli Cristina Manini Susane Schmidt Uma Ferramenta para Geração de Esquemas

Leia mais

Lista de Revisão. 3. Analise a afirmativa a seguir como verdadeira ou falsa e justifique.

Lista de Revisão. 3. Analise a afirmativa a seguir como verdadeira ou falsa e justifique. Lista de Revisão 1. Nos sistemas web, geralmente os usuários apresentam dois problemas típicos, a desorientação e a sobrecarga cognitiva. Discorra sobre esses problemas. 2. Apresente as principais diferenças

Leia mais

Este relatório tem por objetivo, abordar a sintaxe XML.

Este relatório tem por objetivo, abordar a sintaxe XML. Relatório do GPES Este relatório tem por objetivo, abordar a sintaxe XML. XML Estrutura do documento Um documento XML é uma árvore rotulada onde um nó externo consiste de: [1] Dados de caracteres (uma

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 5 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Apresentar as principais tags utilizadas na construção de páginas Web. Compreender as principais funcionalidades de cada tag utilizada.

Leia mais

Uma Proposta de Mapeamento do Modelo XML Schema para o Modelo Relacional

Uma Proposta de Mapeamento do Modelo XML Schema para o Modelo Relacional UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Cláudio Roberto Marquetto Mauricio Uma Proposta de Mapeamento do Modelo XML Schema para o Modelo Relacional Dissertação

Leia mais

J550 Tag Libraries e JSTL

J550 Tag Libraries e JSTL J550 Tag Libraries e JSTL Helder da Rocha (helder@acm.org) www.argonavis.com.br 1 Custom tags JSP com JavaBeans fornecem um meio de diminuir código Java da página, mas não totalmente Designers de página

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica de Eventos da Nota Fiscal Eletrônica Versão 0.03 Agosto 2009 Controle de Versões Versão Data 0.00 09/12/2008 SP 0.01 22/04/2009 Reunião GO 0.02 21/05/2009 Reunião RS 0.03

Leia mais

Faculdade Lourenço Filho - ENADE 2011-1

Faculdade Lourenço Filho - ENADE 2011-1 1. Quando se constrói um banco de dados, define-se o modelo de entidade e relacionamento (MER), que é a representação abstrata das estruturas de dados do banco e seus relacionamentos. Cada entidade pode

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica de Emissão da NF-e em Contingência Versão 1.01 Março 2009 Controle de Versões Versão Data 1.00 03/03/2009 SP 1.01 11/03/2009 ENCAT PE Pág. 2 / 52 Identificação e vigência

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix Ingress SQL

Leia mais

Manual de Integração - Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação

Manual de Integração - Contribuinte Padrões Técnicos de Comunicação Projeto Conhecimento de Transporte Eletrônico Padrões Técnicos de Comunicação Versão 1.0.0 Março 2008 Pág. 1 / 134 Controle de Versões Versão Data 1.00 07/03/2008 - SP Pág. 2 / 134 Identificação e vigência

Leia mais

Computação Orientada aos Serviços. Introdução Semestre de Inverno 11/12

Computação Orientada aos Serviços. Introdução Semestre de Inverno 11/12 Computação Orientada aos Serviços Introdução Semestre de Inverno 11/12 Arquitecturas de Sistemas: Centralizadas Terminal Terminal Terminal Terminal Terminal Mainframe Terminal Terminal Terminal Terminal

Leia mais

Introdução a XML X100

Introdução a XML X100 Introdução a XML X100 Helder da Rocha (helder@argonavis.com.br) Atualizado em setembro de 2001 1 O que é XML? extensible Markup Language: padrão W3C Uma maneira de representar informação não é uma linguagem

Leia mais

Universidade do Minho Cartão Bancário como Título de Transporte Pós-Pago ago ós-p te P io como ranspor tão Bancár Car Título de T

Universidade do Minho Cartão Bancário como Título de Transporte Pós-Pago ago ós-p te P io como ranspor tão Bancár Car Título de T Universidade do Minho Escola de Engenharia Alexandre Vilela Ribeiro Cartão Bancário como Título de Transporte Pós-Pago UMinho 2010 Alexandre Vilela Ribeiro Cartão Bancário como Título de Transporte Pós-Pago

Leia mais

Sistema Nacional de Registro de Hóspedes - SNRHos. PGTUR Plataforma de Gestão do Turismo Manual Técnico de Utilização do Web Service Versão 1.

Sistema Nacional de Registro de Hóspedes - SNRHos. PGTUR Plataforma de Gestão do Turismo Manual Técnico de Utilização do Web Service Versão 1. Sistema Nacional de Registro de Hóspedes - PGTUR Plataforma de Gestão do Turismo Manual Técnico de Utilização do Web Service Versão 1.0 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 3. TÉCNOLOGIA

Leia mais

Modelos de Dados e Arquitetura de um SGBD. Introdução 1º Bimestre Prof. Patrícia Lucas

Modelos de Dados e Arquitetura de um SGBD. Introdução 1º Bimestre Prof. Patrícia Lucas Modelos de Dados e Arquitetura de um SGBD Introdução 1º Bimestre Prof. Patrícia Lucas Abstração Modelo de Dados Conjunto de conceitos que podem ser utilizados para descrever a estrutura lógica e física

Leia mais

GERÊNCIA DE DADOS SEMI ESTRUTURADOS -XML. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

GERÊNCIA DE DADOS SEMI ESTRUTURADOS -XML. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. GERÊNCIA DE DADOS SEMI ESTRUTURADOS -XML Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. O QUE É XML? Tecnologia desenvolvida pelo W3C http://www.w3c.org W3C: World Wide Web Consortium consórcio formado por acadêmicos

Leia mais

Orientador: Antônio Cláudio Gómez de Sousa Projeto (graduação) UFRJ/POLI/Departamento de Eletrônica e de Computação COPPE, 2013.

Orientador: Antônio Cláudio Gómez de Sousa Projeto (graduação) UFRJ/POLI/Departamento de Eletrônica e de Computação COPPE, 2013. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Escola Politécnica Departamento de Eletrônica e de Computação Centro de Tecnologia, bloco H, sala H-217, Cidade Universitária. Rio de Janeiro RJ CEP 21949-900 Este

Leia mais

Prof. Daniela Barreiro Claro

Prof. Daniela Barreiro Claro Definição schemaless or self-describing terms that indicate that there is no separate description of type or structure of the data (Abiteboul S. et al., 1999) Dados que apresentam uma representação estrutural

Leia mais

Projeto de Regulamento que define os Requisitos Técnicos do Sistema Técnico do Jogo Online. - Liquidez Partilhada -

Projeto de Regulamento que define os Requisitos Técnicos do Sistema Técnico do Jogo Online. - Liquidez Partilhada - Projeto de Regulamento que define os Requisitos Técnicos do Sistema Técnico do Jogo Online - Liquidez Partilhada - 1 Índice 1 Enquadramento Legal... 3 1.1 Objeto 3 1.2 Destinatários... 3 1.3 Versão 3 2

Leia mais

Manual do Desenvolvedor. Versão 2.7

Manual do Desenvolvedor. Versão 2.7 Manual do Desenvolvedor Plataforma e-banrisul Versão 2.7 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO......... 3 1.1 OBJETIVO... 3 1.2 PÚBLICO-ALVO... 3 1.3 ETAPAS... 3 1.4 SUPORTE... 3 2. PRODUTO......... 4 2.1 MODALIDADES

Leia mais

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Objetivos: Criar restrições para atributos, chaves primárias e estrangeiras; Explorar consultas SQL com uso de

Leia mais

Informatica PowerCenter (Versão 9.6.0) Guia XML

Informatica PowerCenter (Versão 9.6.0) Guia XML Informatica PowerCenter (Versão 9.6.0) Guia XML Informatica PowerCenter Guia XML Versão 9.6.0 Janeiro 2014 Copyright (c) 1998-2014 Informatica Corporation. Todos os direitos reservados. Este software e

Leia mais

Bibliografia. http://www.w3schools.com/ Use a Cabeça HTML com CSS e XHTML, Freeman e Freeman. XML for Dummies, Lucinda Dykes.

Bibliografia. http://www.w3schools.com/ Use a Cabeça HTML com CSS e XHTML, Freeman e Freeman. XML for Dummies, Lucinda Dykes. Conceitos e tecnologias relacionadas à Internet: Protocolos relevantes para aplicações Internet; Princípios e arquitetura da Internet; Linguagens de marcação, transformação e apresentação. Usabilidade,

Leia mais

XML e Banco de Dados. Prof. Daniela Barreiro Claro DCC/IM/UFBA

XML e Banco de Dados. Prof. Daniela Barreiro Claro DCC/IM/UFBA XML e Banco de Dados DCC/IM/UFBA Banco de Dados na Web Armazenamento de dados na Web HTML muito utilizada para formatar e estruturar documentos na Web Não é adequada para especificar dados estruturados

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica Padrões Técnicos de Comunicação Versão 3.0 Março 2009 Pág. 1 / 145 Controle de Versões Versão Data 0.1.0 16/12/2005 SC 1.0.0 06/01/2006 SP 1.0.1 11/01/2006 GO 1.0.2 19/01/2006

Leia mais

CONHECIMENTO ESPECÍFICO

CONHECIMENTO ESPECÍFICO CONHECIMENTO ESPECÍFICO 26. Considere o trecho de código a seguir. public class List public E head; public List tail; public List(E h, List t) if ( h == null ) throw new Error(); public int size()

Leia mais

ModusOne. ModusOne Client. Version: 5.2

ModusOne. ModusOne Client. Version: 5.2 ModusOne ModusOne Client Version: 5.2 Written by: Product Documentation, R&D Date: February 2013 2012 Perceptive Software. All rights reserved ModusOne é uma marca registrada da Lexmark International Technology

Leia mais

OWL-DL Propriedades. Tópicos Especiais em Ontologias UTFPR/CPGEI/Prof. Tacla

OWL-DL Propriedades. Tópicos Especiais em Ontologias UTFPR/CPGEI/Prof. Tacla OWL-DL Propriedades Tópicos Especiais em Ontologias UTFPR/CPGEI/Prof. Tacla PROPRIEDADES Propriedades são relações entre dois indivíduos. Tipos de propriedades em OWL Object properties: liga um indivíduos

Leia mais

XML: uma introdução prática X100. Helder da Rocha

XML: uma introdução prática X100. Helder da Rocha XML: uma introdução prática X100 Helder da Rocha (helder@argonavis.com.br) Atualizado em setembro de 2001 1 Como criar um documento XML XML não tem comandos, nem operadores, nem funções, nem tipos Não

Leia mais

Internet. Gabriela Trevisan Bacharel em Sistemas de Infomação

Internet. Gabriela Trevisan Bacharel em Sistemas de Infomação Internet Gabriela Trevisan Bacharel em Sistemas de Infomação Histórico da Web World Wide Web o nosso www é o meio de comunicação mais utilizado no mundo atualmente. Através da WWW qualquer usuário conectado

Leia mais

INTEGRAÇÃO COM A S_LINE Como Configurar o seu Sistema

INTEGRAÇÃO COM A S_LINE Como Configurar o seu Sistema 1. Introdução O Serviço de Resultado de Exames via Internet da S_Line implementa características de INTEGRIDADE e GERENCIAMENTO, tornando eficiente, seguro e ágil o processo de entrega de Resultado de

Leia mais

Programação para a Web - I. José Humberto da Silva Soares

Programação para a Web - I. José Humberto da Silva Soares Programação para a Web - I José Humberto da Silva Soares Fundamentos de Internet Rede Mundial de Computadores; Fornece serviços, arquivos e informações; Os computadores que têm os recursos são chamados

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO DO FRAMEWORK - versão 2.0

DOCUMENTAÇÃO DO FRAMEWORK - versão 2.0 DOCUMENTAÇÃO DO FRAMEWORK - versão 2.0 Índice 1 - Objetivo 2 - Descrição do ambiente 2.1. Tecnologias utilizadas 2.2. Estrutura de pastas 2.3. Bibliotecas já incluídas 3 - Características gerais 4 - Criando

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Curso: Sistemas de Informações Arquitetura de Software Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 7 JPA A Persistência com JPA Para configurar o JPA

Leia mais

Documentos XML 1/20. Exemplo de documento XML:

Documentos XML 1/20. Exemplo de documento XML: 1/20 Documentos XML XML é a abreviatura de extensible Markup Language. É uma linguagem de marcas ou anotações como HTML. Mas a linguagem XML foi concebida para descrever informação enquanto que a linguagem

Leia mais

HTML 5 + CSS APRESENTANDO O CSS ESTILOS LOCAIS

HTML 5 + CSS APRESENTANDO O CSS ESTILOS LOCAIS APRESENTANDO O CSS CSS Cascading Style Sheets, ou, em português, Folha de Estilo em Cascata - é uma linguagem de estilo que pode ser utilizada na formatação de documentos HTML. Com CSS, podemos criar regras

Leia mais