ANEXO II RENOVAÇÃO, RECONDICIONAMENTO, MANUTENÇÃO E REPARO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO II RENOVAÇÃO, RECONDICIONAMENTO, MANUTENÇÃO E REPARO"

Transcrição

1 ANEXO II RENOVAÇÃO, RECONDICIONAMENTO, MANUTENÇÃO E REPARO NCM DESCRIÇÃO 8.7 Motores de pistão, alternativo ou rotativo, de ignição por centelha (motores de explosão) Motores de pistão alternativo dos tipos utilizados para propulsão de veículos do Capítulo 87: De cilindrada superior a 5cm³, mas não superior a 5cm³ De cilindrada superior a 5cm³, mas não superior a.cm³ 87.. Monocilíndricos 87.. Outros De cilindrada superior a.cm³ 87.. Monocilíndricos 87.. Outros Outros motores 8.8 Motores de pistão, de ignição por compressão (motores diesel ou semi-diesel) Motores dos tipos utilizados para propulsão de veículos do Capítulo De cilindrada inferior ou igual a.5cm³ 88.. De cilindrada superior a.5cm³, mas inferior ou igual a.5cm³ 88.. De cilindrada superior a.5cm³, mas inferior ou igual a.5cm³ 88.. Outros 88. -Outros motores 88.. Estacionários, de potência contínua máxima superior ou igual a 7,5kW (5HP), a mais de. rpm, segundo Norma DIN 67 "A" 88.. Outros 8. Outros motores e máquinas motrizes. 8. -Motores hidráulicos: 8. --De movimento retilíneo (cilindros) 8.. Outros Outros 8.7 Máquinas automáticas para processamento de dados e suas unidades; leitores magnéticos ou ópticos, máquinas para registrar dados em suporte sob forma codificada, e máquinas para processamento desses dados, não especificadas nem compreendidas em outras posições Máquinas automáticas para processamento de dados, portáteis, de peso não superior a kg, contendo pelo menos uma unidade central de processamento, um teclado e uma tela 87.. De peso inferior a,5kg com teclado alfanumérico de no mínimo 7 teclas e com uma tela de área superior a cm e inferior a 56cm

2 87.. Outras 8.8 Árvores de transmissão (incluídas as árvores de cames e virabrequins) e manivelas; mancais e bronzes ; engrenagens e rodas de fricção; eixos de esferas ou de roletes; redutores, multiplicadores, caixas de transmissão e variadores de velocidade, incluídos os conversores de torque; volantes e polias, incluídas as polias para cadernais; embreagens e dispositivos de acoplamento, incluídas as juntas de articulação Árvores de transmissão (incluídas as árvores de "cames" e virabrequins) e manivelas Árvores de transmissão providas de acoplamentos dentados com entalhes de proteção contra sobrecarga, de comprimento superior ou igual a 5mm e diâmetro do eixo superior ou igual a mm 88.. Caixas de transmissão, redutores, multiplicadores e variadores de velocidade, incluídos os conversores de torques (binários) 85.7 Aparelhos telefônicos, incluídos os telefones para redes celulares e para outras redes sem fio; outros aparelhos para transmissão ou recepção de voz, imagens ou outros dados, incluídos os aparelhos para comunicação em redes por fio ou redes sem fio (tal como um rede local (LAN) ou uma rede de área estendida (WAN)), exceto os aparelhos das posições 8., 85.5, 85.7 ou Outros aparelhos para transmissão ou recepção de voz, imagem ou outros dados, incluídos os aparelhos de comunicação em rede com ou sem fio (tais como uma rede local (LAN) ou uma rede de área estendida (WAN)): Estações base De telefonia celular Digitais, de freqüência superior ou igual a 5GHz e inferior ou igual a GHz e taxa de transmissão inferior ou igual a 8Mbits/s Digitais, de freqüência superior a GHz Outras Aparelhos de recepção, conversão e transmissão ou regeneração de voz, imagens ou outros dados, incluindo os aparelhos de comutação e roteamento Distribuidores de conexões para redes ( hubs ) Moduladores/demoduladores ( modens )

3 88.5 APARELHOS E DISPOSITIVOS PARA LANÇAMENTO DE VEÍCULOS AÉREOS ; APARELHOS E DISPOSITIVOS PARA ATERRISSAGEM DE VEÍCULOS AÉREOS EM PORTA -AVIÕES E APARELHOS E DISPOSITIVOS SEMELHANTES; APARELHOS DE TREINAMENTO DE VÔO EM TERRA; SUAS PARTES Aparelhos de treinamento de vôo em terra e suas partes Simuladores de combate aéreo e suas partes Outros

4 b) RECOF AUTOMOTIVO NCM DESCRIÇÃO 8.7 EMPILHADEIRAS; OUTROS VEÍCULOS PARA MOVIMENTAÇÃO DE CARGA E SEMELHANTES, EQUIPADOS COM DISPOSITIVOS DE ELEVAÇÃO Autopropulsados, de motor elétrico 87.. Empilhadeiras 87.. De capacidade de carga superior a 6,5t 87.. Outras 87.. Outros 87. -Outros, autopropulsados 87.. Empilhadeiras com capacidade de carga superior a 6,5t 87.. Outros Outros 8. BULLDOZERS", "ANGLEDOZERS", NIVELADORES, RASPO- TRANSPORTADORES ("SCRAPERS"), PÁS MECÂNICAS, ESCAVADORES, CARREGADORAS E PÁS " CARREGADORAS, COMPACTADORES E ROLOS OU CILINDROS COMPRESSORES, AUTOPROPULSADOS 8. -"Bulldozers" e "angledozers" 8. --De lagartas 8.. De potência no volante superior ou igual a 87,76kW (5HP) 8.. Outros 8. --Outros 8.. "Bulldozers" de potência no volante superior ou igual a,kw (5HP) 8.. Outros 8. -Niveladores 8.. Motoniveladores articulados, de potência no volante superior ou igual a 5,7kW (75HP) 8.. Outros 8.. -Raspo-transportadores ("Scrapers") 8.. -Compactadores e rolos ou cilindros compressores 8.5 -Pás mecânicas, escavadores, carregadoras e pás carregadoras Carregadoras e pás carregadoras, de carregamento frontal 8.5. Carregadoras-transportadoras 8.5. Do tipo das utilizadas em minas subterrâneas 8.5. Outras 8.5. Infraestruturas motoras, próprias para receber equipamentos do item De potência no volante superior ou igual a 5,kW (6HP)

5 8.5. Outras 8.5. Outras 8.5. De potência no volante superior ou igual a 7,5 kw ( HP) 8.5. De potência no volante inferior ou igual a, kw (5 HP) 8.5. Outras Máquinas cuja superestrutura é capaz de efetuar uma rotação de Escavadoras 8.5. De potência no volante superior ou igual a 8,7 kw (65 HP) 8.5. De potência no volante inferior ou igual a, kw (5 HP) 8.5. Outras 8.5. Outras Outros 8. OUTRAS MÁQUINAS E APARELHOS DE TERRAPLENAGEM, NIVELAMENTO, RASPAGEM, ESCAVAÇÃO, COMPACTAÇÃO, EXTRAÇÃO OU PERFURAÇÃO DA TERRA, DE MINERAIS OU MINÉRIOS; BATE-ESTACAS E ARRANCA- ESTACAS; LIMPA-NEVES 8.. -Bate-estacas e arranca-estacas 8.. -Limpa-neves 8. -Cortadores de carvão ou de rochas e máquinas para perfuração de túneis e galerias 8. --Autopropulsados 8.. Cortadores de carvão ou de rocha 8.. Outros 8. --Outros 8.. Cortadores de carvão ou de rocha 8.. Outras 8. -Outras máquinas de sondagem ou perfuração 8. --Autopropulsadas 8.. Perfuratriz de percussão 8.. Perfuratriz rotativa 8.. Máquinas de sondagem, rotativas 8.. Outras 8. --Outras 8.. Perfuratriz de percussão 8.. Máquinas de sondagem, rotativas 8.. Outras Outras máquinas e aparelhos, autopropulsados 8.6 -Outras máquinas e aparelhos, exceto autopropulsados Máquinas de comprimir ou compactar Outros 8.6. Equipamentos frontais para escavo-carregadoras ou carregadoras 8.6. Com capacidade de carga superior a m 5

6 8.6. Outros 8.6. Outros 8. MÁQUINAS E APARELHOS PARA COLHEITA OU DEBULHA DE PRODUTOS AGRÍCOLAS, INCLUÍDAS AS ENFARDADEIRAS DE PALHA OU FORRAGEM ; CORTADORES DE GRAMA (RELVA) E CEIFEIRAS; MÁQUINAS PARA LIMPAR OU SELECIONAR OVOS, FRUTAS OU OUTROS PRODUTOS AGRÍCOLAS, EXCETO AS DA POSIÇÃO Outras máquinas e aparelhos para colheita; máquinas e aparelhos para debulha Ceifeiras-debulhadoras Outras máquinas e aparelhos para debulha Máquinas para colheita de raízes ou tubérculos Outros 8.5. Colheitadeiras de algodão 8.5. Com capacidade para trabalhar até dois sulcos de colheita e potência no volante inferior ou igual a 5,7kW (8HP) 8.5. Outras 8.5. Outros 87. TRATORES (EXCETO OS CARROS-TRATORES DA POSIÇÃO 87.) Motocultores Tratores rodoviários para semi-reboques Tratores de lagartas 87.. Tratores especialmente concebidos para arrastar troncos ( log skidders ) 87.. Outros 87. VEÍCULOS AUTOMÓVEIS PARA TRANSPORTE DE PESSOAS OU MAIS, INCLUINDO O MOTORISTA Com motor de pistão, de ignição por compressão (diesel ou semidiesel) 87. -Outros 87.. Trolebus 87.. Outros 87. AUTOMÓVEIS DE PASSAGEIROS E OUTROS VEÍCULOS AUTOMÓVEIS PRINCIPALMENTE CONCEBIDOS PAR A TRANSPORTE DE PESSOAS (EXCETO OS DA POSIÇÃO 87.), INCLUÍDOS OS VEÍCULOS DE USO MISTO ("STATION WAGONS") E OS AUTOMÓVEIS DE CORRIDA Veículos especialmente concebidos para se deslocar sobre a neve; veículos especiais para transporte de pessoas nos campos de golfe e veículos semelhantes 87. -Outros veículos com motor de pistão alternativo, de ignição por centelha (faísca) De cilindrada não superior a.cm 6

7 87. --De cilindrada superior a.cm, mas não superior a.5cm 87.. Com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6, incluído o condutor 87.. Outros De cilindrada superior a.5cm, mas não superior a.cm 87.. Com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6, incluído o condutor 87.. Outros De cilindrada superior a.cm 87.. Com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6, incluído o condutor 87.. Outros 87. -Outros veículos, com motor de pistão, de ignição por compressão (diesel ou semidiesel) De cilindrada não superior a.5cm 87.. Com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6, incluído o condutor 87.. Outros De cilindrada superior a.5cm mas não superior a.5cm 87.. Com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6, incluído o condutor 87.. Outros De cilindrada superior a.5cm 87.. Com capacidade de transporte de pessoas sentadas inferior ou igual a 6, incluído o condutor 87.. Outros Outros 87. VEÍCULOS AUTOMÓVEIS PARA TRANSPORTE DE MERCADORIAS Dumpers concebidos para serem utilizados fora de rodovias 87.. Com capacidade de carga superior ou igual a 85t 87.. Outros 87. -Outros, com motor de pistão, de ignição por compressão (diesel ou semidiesel) De peso em carga máxima não superior a 5 toneladas 87.. Chassis com motor e cabina 87.. Com caixa basculante 87.. Frigoríficos ou isotérmicos 87.. Outros De peso em carga máxima superior a 5 toneladas, mas não superior a toneladas 87.. Chassis com motor e cabina 87.. Com caixa basculante 87.. Frigoríficos ou isotérmicos 7

8 87.. Outros De peso em carga máxima superior a toneladas 87.. Chassis com motor e cabina 87.. Com caixa basculante 87.. Frigoríficos ou isotérmicos 87.. Outros 87. -Outros, com motor de pistão, de ignição por centelha (faísca) De peso em carga máxima não superior a 5 toneladas 87.. Chassis com motor e cabina 87.. Com caixa basculante 87.. Frigoríficos ou isotérmicos 87.. Outros De peso em carga máxima superior a 5 toneladas 87.. Chassis com motor e cabina 87.. Com caixa basculante 87.. Frigoríficos ou isotérmicos 87.. Outros Outros 87.5 VEÍCULOS AUTOMÓVEIS PARA USOS ESPECIAIS (POR EXEMPLO: AUTO-SOCORROS, CAMINHÕES-GUINDASTES, VEÍCULOS DE COMBATE A INCÊNDIOS, CAMINHÕES-BETONEIRAS, VEÍCULOS PARA VARRER, VEÍCULOS PARA ESPALHAR, VEÍCULOS-OFICINAS, VEÍCULOS RADIOLÓGICOS), EXCETO OS CONCEBIDOS PRINCIPALMENTE PARA TRANSPORTE DE PESSOAS OU DE MERCADORIAS Caminhões-guindastes Com haste telescópica de altura máxima superior ou igual a m, capacidade máxima de elevação superior ou igual a 6 t, segundo a Norma DIN 5, Parte, e com ou mais eixos de rodas direcionáveis Outros Torres ("derricks") automóveis, para sondagem ou perfuração Veículos de combate a incêndios Caminhões-betoneiras Outros Caminhões para a determinação de parâmetros físicos característicos (perfilagem) de poços petrolíferos Outros 87. VEÍCULOS AUTOMÓVEIS SEM DISPOSITIVO DE ELEVAÇÃO, DOS TIPOS UTILIZADOS EM FÁBRICAS, ARMAZÉNS, PORTOS OU AEROPORTOS, PARA TRANSPORTE DE MERCADORIAS A CURTAS DISTÂNCIAS; CARROS-TRATORES DOS TIPOS UTILIZADOS NAS ESTAÇÕES FERROVIÁRIAS; SUAS PARTES 8

9 87. -Veículos Elétricos Outros Partes 87.. VEÍCULOS E CARROS BLINDADOS DE COMBATE, ARMADOS OU NÃO, E SUAS PARTES 87. MOTOCICLETAS (INCLUÍDOS OS CICLOMOTORES) E OUTROS CICLOS EQUIPADOS COM MOTOR AUXILIAR, MESMO COM CARRO LATERAL; CARROS LATERAIS Com motor de pistão alternativo de cilindrada não superior a 5cm 87. -Com motor de pistão alternativo de cilindrada superior a 5cm mas não superior a 5cm 87.. Motocicletas de cilindrada inferior ou igual a 5cm 87.. Motocicleta de cilindrada superior a 5cm 87.. Outros Com motor de pistão alternativo de cilindrada superior a 5cm mas não superior a 5cm Com motor de pistão alternativo de cilindrada superior a 5cm mas não superior a 8cm Com motor de pistão alternativo de cilindrada superior a 8cm Outros 87.6 REBOQUES E SEMI-REBOQUES, PARA QUAISQUER VEÍCULOS; OUTROS VEÍCULOS NÃO AUTOPROPULSADOS; SUAS PARTES Reboques e semi-reboques, para habitação ou para acampar, do tipo "trailer" (caravana*) Reboques e semi-reboques, autocarregáveis ou autodescarregáveis, para usos agrícolas Outros reboques e semi-reboques, para transporte de mercadorias Cisternas Outros Outros reboques e semi-reboques Outros veículos Partes Chassis de reboques e semi-reboques Outras

10 c) RECOF INFORMÁTICA/TELECOMUNICAÇÕES NCM DESCRIÇÃO 8.7 MÁQUINAS DE CALCULAR E MÁQUINAS DE BOLSO QUE PERMITAM GRAVAR, REPRODUZIR E VISUALIZAR INFORMAÇÕES, COM FUNÇÃO DE CÁLCULO INCORPORADA; MÁQUINAS DE CONTABILIDADE, MÁQUINAS DE FRANQUEAR, DE EMITIR BILHETES E MÁQUINAS SEMELHANTES, COM DISPOSITIVO DE CÁLCULO INCORPORADO; CAIXAS REGISTRADORAS Calculadoras eletrônicas capazes de funcionar sem fonte externa de energia elétrica e máquinas de bolso com função de cálculo incorporada que permitam gravar, reproduzir e visualizar informações Caixas registradoras Eletrônicas Com capacidade de comunicação bidirecional com computadores ou outras máquinas digitais Outras 8.7 MÁQUINAS AUTOMÁTICAS PARA PROCESSAMENTO DE DADOS E SUAS UNIDADES; LEITORES MAGNÉTICOS OU ÓPTICOS, MÁQUINAS PARA REGISTRAR DADOS EM SUPORTE SOB FORMA CODIFICADA, E MÁQUINAS PARA PROCESSAMENTO DESSES DADOS, NÃO ESPECIFICADAS NEM COMPREENDIDAS EM OUTRAS POSIÇÕES Máquinas automáticas para processamento de dados, analógicas ou híbridas 87. -Máquinas automáticas para processamento de dados, digitais, portáteis, de peso não superior a kg, contendo pelo menos uma unidade central de processamento, um teclado e uma tela ("écran") 87.. Capazes de funcionar sem fonte externa de energia 87.. De peso inferior a 5g, com teclado alfanumérico de no mínimo 7 teclas e com uma tela ("écran") de área não superior a cm 87.. De peso inferior a,5kg, com teclado alfanumérico de no mínimo 7 teclas e com uma tela ("écran") de área superior a cm e inferior a 56cm 87.. Outras 87.. Outras 87. -Outras máquinas automáticas digitais para processamento de dados Contendo, no mesmo corpo, pelo menos uma unidade central de processamento e, mesmo combinadas, uma unidade de entrada e uma unidade de saída 87.. De peso inferior a 75g, sem teclado, com reconhecimento de escrita,

11 entrada de dados e de comandos por meio de uma tela ("écran") de área inferior a 8cm 87.. Outras Outras, apresentadas sob a forma de sistemas 87.. Unidades de processamento digitais da subposição Do item Do item Do item Do item Do item Impressoras dos itens ou Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do item Impressoras do item Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Traçadores gráficos ("plotters") do item ou unidades de entrada do item

12 87.. Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Unidades do item ; unidades de saída por vídeo do item ; terminais de auto-atendimento bancário do item ; outras unidades de entrada ou de saída do item Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do item Do subitem Do subitem Unidades de memória da subposição Do subitem Do subitem Do subitem Dos subitens ou 87.7.

13 87..6 Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do item Unidades da subposição Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do item Outros, da subposição Do subitem Do subitem Do subitem Do subitem Do item Do subitem Unidades de processamento digitais, exceto as das subposições 87. ou 87., podendo conter, no mesmo corpo, um ou dois dos seguintes tipos de unidades: unidade de memória, unidade de entrada e unidade de saída De pequena capacidade, baseadas em microprocessadores, com capacidade de instalação, dentro do mesmo gabinete, de unidades de memória da subposição 87.7, podendo conter múltiplos conectores de expansão ("slots"), e valor FOB inferior ou igual a US$.5,, por unidade De média capacidade, podendo conter no máximo uma unidade de entrada

14 e outra de saída da subposição 87.6, com capacidade de instalação, dentro do mesmo gabinete, de unidades de memória da subposição 87.7, podendo conter múltiplos conectores de expansão ("slots"), e valor FOB superior a US$.5, e inferior ou igual a US$ 6.,, por unidade De grande capacidade, podendo conter no máximo uma unidade de entrada e outra de saída da subposição 87.6, com capacidade de instalação interna, ou em módulos separados do gabinete do processador central, de unidades de memória da subposição 87.7, e valor FOB superior a US$ 6., e inferior ou igual a US$.,, por unidade De muito grande capacidade, podendo conter no máximo uma unidade de entrada e outra de saída da subposição 87.6, com capacidade de instalação interna, ou em módulos separados do gabinete do processador central, de unidades de memória da subposição 87.7, e valor FOB superior a US$.,, por unidade Outras Unidades de entrada ou de saída, podendo conter, no mesmo corpo, unidades de memória Impressoras de impacto De linha De caracteres Braille Outras matriciais (por pontos) Outras Outras impressoras, com velocidade de impressão inferior a páginas por minuto A jato de tinta líquida, com largura de impressão inferior ou igual a mm De transferência térmica de cera sólida ("solid ink" e "dye sublimation", por exemplo) A "laser", LED (Diodos Emissores de Luz) ou LCS (Sistema de Cristal Líquido), monocromáticas, com largura de impressão superior a mm e resolução superior ou igual 6 x 6 pontos por polegada (dpi) A "laser", LED (Diodos Emissores de Luz) ou LCS (Sistema de Cristal Líquido), policromáticas Outras, a "laser", LED (Diodos Emissores de Luz) ou LCS (Sistema de Cristal Líquido), monocromáticas, com largura de impressão inferior ou igual a mm Outras, com largura de impressão superior a mm

15 87.6. Outras Outras impressoras, com velocidade de impressão superior ou igual a páginas por minuto Traçadores gráficos ("plotters") Por meio de penas Com largura de impressão superior a 58mm, exceto por meio de penas Outros Unidades de entrada Teclados Indicadores ou apontadores ( mouse e track-ball, por exemplo) Mesas digitalizadoras Outras Aparelhos terminais que tenham, pelo menos, uma unidade de entrada por teclado alfanumérico e uma unidade de saída por vídeo (terminais de vídeo) Com unidade de saída por vídeo monocromático Com unidade de saída por vídeo policromático Unidades de saída por vídeo (monitores) Com tubo de raios catódicos, monocromáticas Com tubo de raios catódicos, policromáticas Outras, monocromáticas Outras, policromáticas Terminais de auto-atendimento bancário Outras Impressoras de código de barras postais, tipo em 5, a jato de tinta fluorescente, com velocidade de até,5m/s e passo de,mm Outras Unidades de memória Unidades de discos magnéticos 5

16 87.7. Para discos flexíveis Para discos rígidos, com um só conjunto cabeça-disco (HDA-"Head Disk Assembly") Outras Unidades de discos para leitura ou gravação de dados por meios ópticos (unidade de disco óptico) Exclusivamente para leitura Outras Unidades de fitas magnéticas Para fitas em rolos Para cartuchos Para cassetes Outras Outras Outras unidades de máquinas automáticas para processamento de dados Unidades de controle ou de adaptação e unidades de conversão de sinais Controladora de comunicações ( front-end processor ) Tradutores (conversores) de protocolos para interconexão de redes ("gateways") Distribuidores de conexões para redes ("hubs") Outras Outras 87. -Outros 87.. Leitores ou gravadores 87.. De cartões magnéticos 87.. Leitores de códigos de barras 87.. Leitores de caracteres magnetizáveis 87.. Digitalizadores de imagens ( scanners ) 6

17 87.. Outros 87.. Outros 8.7 OUTRAS MÁQUINAS E APARELHOS DE ESCRITÓRIO [POR EXEMPLO: DUPLICADORES HECTOGRÁFICOS OU A ESTÊNCIL, MÁQUINAS PARA IMPRIMIR ENDEREÇOS, DISTRIBUIDORES AUTOMÁTICOS DE PAPEL- MOEDA, MÁQUINAS PARA SELECIONAR, CONTAR OU EMPACOTAR MOEDAS, APONTADORES (AFIADORES) MECÂNICOS DE LÁPIS, PERFURADORES OU GRAMPEADORES] 87. Outros 87.. Distribuidores (dispensadores) automáticos de papel-moeda, incluídos os que efetuam outras operações bancárias 85.7 APARELHOS ELÉTRICOS PARA TELEFONIA OU TELEGRAFIA, POR FIO, INCLUÍDOS OS APARELHOS TELEFÔNICOS POR FIO CONJUGADO COM APARELHO TELEFÔNICO PORTÁTIL SEM FIO E OS APARELHOS DE TELECOMUNICAÇÃO POR CORRENTE PORTADORA OU DE TELECOMUNICAÇÃO DIGITAL; VIDEOFONES Aparelhos telefônicos; videofones: Aparelhos telefônicos por fio conjugado com aparelho telefônico portátil sem fio Outros Interfones Públicos Outros Não combinados com outros aparelhos Outros Telecopiadores (FAX) e teleimpressores: Telecopiadores (FAX) Com impressão por sistema térmico Com impressão por sistema "laser" Com impressão por jato de tinta Outros Aparelhos de comutação para telefonia e telegrafia 7

18 857.. Centrais automáticas para comutação de linhas telefônicas, exceto de videotexto Públicas, de comutação eletrônica, incluídas as de trânsito Públicas, de comutação eletromecânica, incluídas as de trânsito Privadas, de capacidade inferior ou igual a 5 ramais Privadas, de capacidade superior a 5 ramais e inferior ou igual a ramais Privadas, de capacidade superior a ramais Outras Centrais automáticas de comutação de pacotes Com velocidade de tronco superior a 7 kbits/s e de comutação superior a.6 pacotes por segundo, sem multiplexação determinística Outras Centrais automáticas de sistema troncalizado Roteadores digitais Do tipo Crossconect de granularidade igual ou superior a Mbits/s Com velocidade de interface serial de pelo menos Mbits/s, próprios para interconexão de redes locais com protocolos distintos Outros Outros Outros aparelhos, para telecomunicação por corrente portadora ou para telecomunicação digital Moduladores/demoduladores (modens) Equipamentos terminais ou repetidores Sobre linhas metálicas Sobre linhas de fibras ópticas, com velocidade de transmissão superior a,5gbits/s Outros Multiplexadores por divisão de freqüência Multiplexadores por divisão de tempo 8

19 Digitais síncronos, com velocidade de transmissão igual ou superior a 55Mbits/s Outros Concentradores De linhas de assinantes (terminal de central ou terminal remoto) De circuitos digitais (DCME - "Digital Circuits Multiplication Equipment") Outros Outros Terminais de texto que operem com código de transmissão Baudot, providos de teclado alfanumérico e visor ("display"), mesmo com telefone incorporado Outros Outros aparelhos 85.5 APARELHOS TRANSMISSORES (EMISSORES) PARA RADIOTELEFONIA, RADIOTELEGRAFIA, RADIODIFUSÃO OU TELEVISÃO, MESMO INCORPORANDO UM APARELHO DE RECEPÇÃO OU UM APARELHO DE GRAVAÇÃO OU DE REPRODUÇÃO DE SOM; CÂMERAS DE TELEVISÃO; CÂMERAS DE VÍDEO DE IMAGENS FIXAS E OUTRAS CÂMERAS DE VÍDEO; CÂMERAS FOTOGRÁFICAS DIGITAIS Aparelhos transmissores (emissores) com aparelho receptor incorporado De telecomunicação por satélite Para estação principal terrena fixa, sem conjunto antena-refletor Para estações VSAT ("Very Small Aperture Terminal"), sem conjunto antenarefletor Digital, para transmissão de voz ou dados operando em banda C, Ku, L ou S Outros De telefonia celular Para estação base Terminais portáteis Terminais fixos, sem fonte própria de energia Terminais móveis, do tipo dos utilizados em veículos automóveis

20 855.. Outros Do tipo modulador-demodulador ("rádio modem") De radiodifusão ou televisão De radiodifusão De televisão, de freqüência superior a 7GHz Outros De sistema troncalizado ("trunking") Para estação central Terminais portáteis Terminais fixos, sem fonte própria de energia Terminais móveis, do tipo dos utilizados em veículos automóveis Outros Outros, de radiotelefonia ou radiotelegrafia, analógicos Portáteis (por exemplo: "walkie talkie" e "handle talkie") Terminais fixos, sem fonte própria de energia, monocanais Terminais móveis, do tipo dos utilizados em veículos automóveis Outros Outros, de radiotelefonia ou radiotelegrafia, digitais, de freqüência inferior a 5GHz De taxa de transmissão inferior ou igual a 8Mbits/s, exceto os de sistema bidirecional de radiomensagens de taxa de transmissão inferior ou igual a kbits/s De taxa de transmissão superior a 8Mbits/s e inferior ou igual a Mbits/s

21 Para estação base de sistema bidirecional de radiomensagens, de taxa de transmissão inferior ou igual a kbits/s Terminais portáteis de sistema bidirecional de radiomensagens, de taxa de transmissão inferior ou igual a kbits/s Outros Outros, de radiotelefonia ou radiotelegrafia, digitais De freqüência inferior ou igual a GHz e taxa de transmissão inferior ou igual a oito Mbits/s Outros Outros. APARELHOS DE FOTOCÓPIA, POR SISTEMA ÓPTICO OU POR CONTATO, E APARELHOS DE TERMOCÓPIA. -Outros aparelhos de fotocópia.. --Por sistema óptico

22 d) RECOF SEMICONDUTORES NCM DESCRIÇÃO 8.7 PARTES E ACESSÓRIOS (EXCETO ESTOJOS, CAPAS E SEMELHANTES) RECONHECÍVEIS COMO EXCLUSIVA OU PRINCIPALMENTE DESTINADOS ÀS MÁQUINAS E APARELHOS DAS POSIÇÕES 8.6 A Partes e acessórios das máquinas da posição Circuitos impressos com componentes elétricos ou eletrônicos, montados 87.. Placas-mãe ("mother boards") 87.. Placas (módulos) de memória com uma superfície inferior ou igual a 5cm 87.. Cartões de memória ("memory cards") Partes e acessórios que possam ser utilizados indiferentemente com as máquinas ou aparelhos de duas ou mais das posições 8.6 a Cartões de memória ("memory cards") 85. LÂMPADAS, TUBOS E VÁLVULAS, ELETRÔNICOS, DE CÁTODO QUENTE, CÁTODO FRIO OU FOTOCÁTODO (POR EXEMPLO: LÂMPADAS, TUBOS E VÁLVULAS, DE VÁCUO, DE VAPOR OU DE GÁS, AMPOLAS RETIFICADORAS DE VAPOR DE MERCÚRIO, TUBOS CATÓDICOS, TUBOS E VÁLVULAS PARA CÂMERAS DE TELEVISÃO), EXCETO OS DA POSIÇÃO Tubos catódicos para receptores de televisão, incluídos os tubos para monitores de vídeo: 85.. Em cores 85. -Partes De tubos catódicos 85.. Bobinas de deflexão ("yokes") 85.. Núcleos de pó ferromagnético para bobinas de deflexão ("yokes") 85.. Canhões eletrônicos 85.. Painel de vidro, máscara de sombra e blindagem interna, reunidos, para tubos tricromáticos 85.. Outras 85. CIRCUITOS INTEGRADOS E MICROCONJUNTOS, ELETRÔNICOS

23 85.. -Cartões munidos de um circuito integrado eletrônico ( cartões inteligentes ) 85. -Circuitos integrados monolíticos Digitais 85.. Não montados 85.. Montados, próprios para montagem em superfície (SMD - "Surface Mounted Device") 85.. Memórias dos tipos RAM estáticas (SRAM) com tempo de acesso inferior ou igual a 5ns, EPROM, HÍPERON, PROM, ROM e FLASH 85.. Microprocessadores 85.. Microcontroladores 85.. Co-processadores 85.. Do tipo "chipset" Outras memórias Outros 85.. Outros 85.. Memórias dos tipos RAM estáticas (SRAM) com tempo de acesso inferior ou igual a 5ns, EPROM, EEPROM, PROM, ROM e FLASH 85.. Microprocessadores 85.. Microcontroladores 85.. Co-processadores 85.. Do tipo "chipset" Outras memórias Outros Outros 85.. Não montados 85.. Montados 85.. Digitais-analógicos

24 85.. Outros Circuitos integrados híbridos De espessura de camada inferior ou igual a micrometro (mícron) Com freqüência de operação superior ou igual a 8 MHz Outros Outros Microconjuntos eletrônicos 85. -Partes 85.. Suportes-conectores apresentados em tiras ("lead frames") 85.. Coberturas para encapsulamento (cápsulas) 85.. Outras

ANEXO I PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS

ANEXO I PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS ANEXO I PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS a) RECOF AERONÁUTICO NCM DESCRIÇÃO 8801.00.00 Balões e dirigíveis; planadores, asas voadoras e outros veículos aéreos, não concebidos para propulsão com motor. 88.02 Outros

Leia mais

Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria de Política de Informática e Automação. Regime de Origem do Acordo Mercosul-Chile

Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria de Política de Informática e Automação. Regime de Origem do Acordo Mercosul-Chile Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria de Política de Informática e Automação Regime de Origem do Acordo Mercosul-Chile APÊNDICE 4 DO ANEXO 13 DO ACE - 35 REGIME DE ORIGEM PARA O SETOR DE INFORMÁTICA

Leia mais

BENS DE INFORMÁTICA E DE TELECOMUNICAÇÕES NOMENCLATURA, TARIFA EXTERNA COMUM E CONVERGÊNCIA

BENS DE INFORMÁTICA E DE TELECOMUNICAÇÕES NOMENCLATURA, TARIFA EXTERNA COMUM E CONVERGÊNCIA Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria de Política de Informática e Automação BENS DE INFORMÁTICA E DE TELECOMUNICAÇÕES NOMENCLATURA, TARIFA EXTERNA COMUM E CONVERGÊNCIA ATUALIZADA CONFORME O DECRETO

Leia mais

Capítulo 87. Veículos automóveis, tratores, ciclos e outros veículos terrestres, suas partes e acessórios

Capítulo 87. Veículos automóveis, tratores, ciclos e outros veículos terrestres, suas partes e acessórios Capítulo 87 Veículos automóveis, tratores, ciclos e outros veículos terrestres, suas partes e acessórios Notas. 1. O presente Capítulo não compreende os veículos concebidos para circular unicamente sobre

Leia mais

DESCRIÇÃO 84.27. 8427 10 01 Empilhadeiras. 8427. 1 0. 11 De capacidade de carga superior a 6,5 toneladas. 842710 19 Outras. 8427.10.

DESCRIÇÃO 84.27. 8427 10 01 Empilhadeiras. 8427. 1 0. 11 De capacidade de carga superior a 6,5 toneladas. 842710 19 Outras. 8427.10. NCM DESCRIÇÃO 84.27 Empilhadeiras; outros veículos para movimentação de carga e semelhantes, equipados com dispositivos de elevação. 8427.10 -Autopropulsados, de motor elétrico 8427 10 01 Empilhadeiras

Leia mais

Capítulo 87. Veículos automóveis, tratores, ciclos e outros veículos terrestres, suas partes e acessórios

Capítulo 87. Veículos automóveis, tratores, ciclos e outros veículos terrestres, suas partes e acessórios Capítulo 87 Veículos automóveis, tratores, ciclos e outros veículos terrestres, suas partes e acessórios Notas. 1.- O presente Capítulo não compreende os veículos concebidos para circular unicamente sobre

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 35, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 35, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA N 35, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2013 * Publicada no DOE em 19/12/13 Altera a Instrução Normativa n.º 04, de 31 de janeiro de 2013, que lista os produtos de informática de que tratam a alínea

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N. 16, DE 04 DE ABRIL DE 2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA N. 16, DE 04 DE ABRIL DE 2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA N. 16, DE 04 DE ABRIL DE 2013 * Publicado no DOE em 10/04/2013 Altera a Instrução Normativa n.º 04, de 31 de janeiro de 2013, que lista os produtos de informática de que tratam a alínea

Leia mais

PRINCIPAIS PRODUTOS PRODUZIDOS PELAS ASSOCIADAS DA ANFAVEA, POR CLASSIFICAÇÃO FISCAL (versão de 28/03/2013)

PRINCIPAIS PRODUTOS PRODUZIDOS PELAS ASSOCIADAS DA ANFAVEA, POR CLASSIFICAÇÃO FISCAL (versão de 28/03/2013) PRINCIPAIS PRODUTOS PRODUZIDOS PELAS ASSOCIADAS DA, POR CLASSIFICAÇÃO FISCAL (versão de 28/03/2013) 1. Automóveis, comerciais leves, comerciais pesados (caminhões, ônibus e chassis com motor) AUTOMÓVEIS

Leia mais

PRINCIPAIS PRODUTOS PRODUZIDOS PELAS ASSOCIADAS DA ANFAVEA, POR CLASSIFICAÇÃO FISCAL

PRINCIPAIS PRODUTOS PRODUZIDOS PELAS ASSOCIADAS DA ANFAVEA, POR CLASSIFICAÇÃO FISCAL PRINCIPAIS PRODUTOS PRODUZIDOS PELAS ASSOCIADAS DA, POR CLASSIFICAÇÃO FISCAL 1. Automóveis, comerciais leves, comerciais pesados (caminhões, ônibus e chassis com motor) AUTOMÓVEIS 8703.21.00 Automóveis

Leia mais

CIRCULAR Nº 83, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2008 (publicada no D.O.U. de 08/12/2008)

CIRCULAR Nº 83, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2008 (publicada no D.O.U. de 08/12/2008) MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTERIOR CIRCULAR Nº 83, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2008 (publicada no D.O.U. de 08/12/2008) O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR,

Leia mais

ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO

ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO Abrangência: operações interestaduais originadas do estado de São Paulo e destinadas ao estado do Rio de Janeiro. Produto: eletrônicos, eletroeletrônicos

Leia mais

Itens excluídos: Itens incluídos:

Itens excluídos: Itens incluídos: Abrangência: operações interestaduais originadas do estado de São Paulo e destinadas ao estado do Amapá. Produto: eletrônicos, eletroeletrônicos e eletrodomésticos. Conteúdo: alteração do acordo de substituição

Leia mais

ANEXO IV REGIME DE ORIGEM. Apêndice 2 Artigo 5º REQUISITOS ESPECÍFICOS DE ORIGEM PARA PRODUTOS DO SETOR AUTOMOTIVO

ANEXO IV REGIME DE ORIGEM. Apêndice 2 Artigo 5º REQUISITOS ESPECÍFICOS DE ORIGEM PARA PRODUTOS DO SETOR AUTOMOTIVO ANEXO IV REGIME DE ORIGEM Apêndice 2 Artigo 5º REQUISITOS ESPECÍFICOS DE ORIGEM PARA PRODUTOS DO SETOR AUTOMOTIVO REQUISITOS ESPECÍFICOS DE ORIGEM SETOR AUTOMOTIVO Artigo 1. Os requisitos que se estabelecem

Leia mais

Art. 2º O RTU será aplicado às mercadorias relacionadas no Anexo a este Decreto.

Art. 2º O RTU será aplicado às mercadorias relacionadas no Anexo a este Decreto. DECRETO Nº 6.956, DE 09 DE SETEMBRO DE 2009 Regulamenta o disposto na Lei nº 11.898, de 8 de janeiro de 2009, que institui o Regime de Tributação Unificada - RTU na importação, por via terrestre, de mercadorias

Leia mais

Capítulo 85. Notas. 1. Este Capítulo não compreende:

Capítulo 85. Notas. 1. Este Capítulo não compreende: Capítulo 85 Máquinas, aparelhos e materiais elétricos, e suas partes; aparelhos de gravação ou de reprodução de som, aparelhos de gravação ou de reprodução de imagens e de som em televisão, e suas partes

Leia mais

anexo metodológico capítulo 9 Indicadores de difusão e caracterização das atividades...

anexo metodológico capítulo 9 Indicadores de difusão e caracterização das atividades... anexo metodológico capítulo 9 Indicadores de difusão e caracterização das atividades... A 9 Anexo Metodológico Capítulo 9 Indicadores de difusão e caracterização das atividades de Tecnologias da Informação

Leia mais

Diária Imposto sobre a Exportação (IE) 0107 Exportação, cujo registro da declaração para despacho aduaneiro tenha se verificado 15 dias antes.

Diária Imposto sobre a Exportação (IE) 0107 Exportação, cujo registro da declaração para despacho aduaneiro tenha se verificado 15 dias antes. AGENDA TRIBUTÁRIA informativo Dezembro Data de Diária Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) Rendimentos do Trabalho Tributação exclusiva sobre remuneração indireta 2063 FG ocorrido no mesmo dia Rendimentos

Leia mais

PORTARIA Nº 285 DE 10 DE AGOSTO DE 2007

PORTARIA Nº 285 DE 10 DE AGOSTO DE 2007 PORTARIA Nº 285 DE 10 DE AGOSTO DE 2007. Publicado no D.O.E. nº 9.615, de 16 de agosto de 2007.. Alterado pela Portaria 351, de 1º de junho de 2012. O SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA E GESTÃO PÚBLICA,

Leia mais

Protoc. ICMS CONFAZ 24/09 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 24 de 03.06.2009

Protoc. ICMS CONFAZ 24/09 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 24 de 03.06.2009 Protoc. ICMS CONFAZ 24/09 - Protoc. ICMS - Protocolo ICMS CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA FAZENDÁRIA - CONFAZ nº 24 de 03.06.2009 D.O.U.: 04.06.2009 Dispõe sobre a substituição tributária nas operações interestaduais

Leia mais

ANEXO 3 AO COMUNICADO: SÃO PAULO E SANTA CATARINA ALTERAÇÃO DE ACORDO DE ST.

ANEXO 3 AO COMUNICADO: SÃO PAULO E SANTA CATARINA ALTERAÇÃO DE ACORDO DE ST. ANEXO 3 AO COMUNICADO: SÃO PAULO E SANTA CATARINA ALTERAÇÃO DE ACORDO DE ST. Abrangência: operações interestaduais originadas do Estado de São Paulo e destinadas ao Estado de Santa Catarina. Produto: eletrônicos,

Leia mais

DECRETO Nº 7.660, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011

DECRETO Nº 7.660, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011 DECRETO Nº 7.660, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011 Aprova a Tabela de Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados - TIPI. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso

Leia mais

Boletimj. Manual de Procedimentos. ICMS - IPI e Outros. Pernambuco. Federal. Estadual. IOB Setorial. IOB Comenta. IOB Perguntas e Respostas

Boletimj. Manual de Procedimentos. ICMS - IPI e Outros. Pernambuco. Federal. Estadual. IOB Setorial. IOB Comenta. IOB Perguntas e Respostas Boletimj Manual de Procedimentos Fascículo N o 03/2014 Pernambuco Aviso Importante Este fascículo contém folhas extras dos Calendários Mensais de Obrigações e Tabelas Práticas IOB referentes aos meses

Leia mais

INFORMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO I

INFORMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO I CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ INFORMÁTICA PARA ADMINISTRAÇÃO I Unidade II O usuário se comunica com o núcleo do computador (composto por CPU e memória principal) através de dispositivos de entrada

Leia mais

Considerando a necessidade do contínuo desenvolvimento e atualização do PROCONVE, resolve:

Considerando a necessidade do contínuo desenvolvimento e atualização do PROCONVE, resolve: MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N o 433, DE 13 DE JULHO DE 2011 Dispõe sobre a inclusão no Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores- PROCONVE

Leia mais

Prof. Célio Conrado 1

Prof. Célio Conrado 1 O usuário se comunica com o núcleo do computador (composto por CPU e memória principal) através de dispositivos de entrada e saída (dispositivos de E/S). Todo objeto que faz parte do sistema e tem por

Leia mais

ALB200 ALB250 BALANCEADORA DE RODAS BALANCEADORA DE RODAS MOTORIZADA SISTEMA COLUNA BALANCEADORA DE RODAS MOTORIZADA SISTEMA COLUNA.

ALB200 ALB250 BALANCEADORA DE RODAS BALANCEADORA DE RODAS MOTORIZADA SISTEMA COLUNA BALANCEADORA DE RODAS MOTORIZADA SISTEMA COLUNA. BALANCEADORA DE RODAS ALB250 BALANCEADORA DE RODAS MOTORIZADA SISTEMA COLUNA Equipamento de balanceamento computadorizado com leitura digital para captação do desequilibrio de peso do conjunto pneu/roda.

Leia mais

Prof. Orlando Rocha. Qual o nosso contexto atual?

Prof. Orlando Rocha. Qual o nosso contexto atual? 1 Qual o nosso contexto atual? Atualmente, vivemos em uma sociedade que é movida pela moeda informação! No nosso dia-a-dia, somos bombardeados por inúmeras palavras que na maioria das vezes é do idioma

Leia mais

ADEQUAÇÃO DA TARIFA EXTERNA COMUM

ADEQUAÇÃO DA TARIFA EXTERNA COMUM MERCOSUL/CCM/DIR. Nº 07/95 ADEQUAÇÃO DA TARIFA EXTERNA COMUM TENDO EM VISTA: as Decisões Nº 9/94 e 22/94 do Conselho do Mercado Comum e a Recomendação Nº 4/95 do Comitê Técnico Nº 1 - Tarifas, Nomenclatura

Leia mais

SISTEMA ELÉTRICO. Bateria 64 Ah. Giro da lança Esquerda: 50 / Direita: 80. Comprimento do chassi Bitola da esteira Número de roletes

SISTEMA ELÉTRICO. Bateria 64 Ah. Giro da lança Esquerda: 50 / Direita: 80. Comprimento do chassi Bitola da esteira Número de roletes CX80 MIDIESCAVADEIRA MOTOR Modelo Tipo Isuzu AU-4LE2X 4 tempos, turboalimentado, intercooler Cilindros 4 Deslocamento 2,2 l (2.189 cm 3 ) Diâmetro x Curso 85 x 96 mm Injeção de combustível eletrônica Filtro

Leia mais

Empresas Habilitadas e Produtos Aprovados. Por Ordem Alfabética do Nome das Empresas

Empresas Habilitadas e Produtos Aprovados. Por Ordem Alfabética do Nome das Empresas Empresas Habilitadas e Produtos Aprovados Por Ordem Alfabética do Nome das Empresas Atualizado até a PI 645 de 07/08/09 NCM EMPRESA PI PRODUTO INCENTIVADO Aastra 914/08 Central automática privada, de capacidade

Leia mais

Profa. Dra. Amanda Liz Pacífico Manfrim Perticarrari. amanda@fcav.unesp.br

Profa. Dra. Amanda Liz Pacífico Manfrim Perticarrari. amanda@fcav.unesp.br Profa. Dra. Amanda Liz Pacífico Manfrim Perticarrari amanda@fcav.unesp.br Documentário http://www.youtube.com/watch?v=sx1z_mgwds8 Introdução Computadores de primeira geração (1946 1959): A primeira geração

Leia mais

ANEXO I. (Art. 4, Inciso I, RICMS) LISTA DE SERVIÇOS ANEXA À LEI COMPLEMENTAR Nº 116, DE 31 DE JULHO DE 2003.

ANEXO I. (Art. 4, Inciso I, RICMS) LISTA DE SERVIÇOS ANEXA À LEI COMPLEMENTAR Nº 116, DE 31 DE JULHO DE 2003. ANEXO I (Art. 4, Inciso I, RICMS) LISTA DE SERVIÇOS ANEXA À LEI COMPLEMENTAR Nº 116, DE 31 DE JULHO DE 2003. 1 Serviços de informática e congêneres. 1.01 Análise e desenvolvimento de sistemas. 1.02 Programação.

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GO GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ORGANIZAÇÃO DE COPUTADORES HELIAS ANTONIO TAVARES PEREIRA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GO GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ORGANIZAÇÃO DE COPUTADORES HELIAS ANTONIO TAVARES PEREIRA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GO CURSO UNIDADE CURRICULAR PROFESSOR ALUNO GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ORGANIZAÇÃO DE COPUTADORES HELIAS ANTONIO TAVARES PEREIRA DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAIDA -Como

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO CONSULTA PÚBLICA Nº 04, DE 04 DE MARÇO DE 2015.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO CONSULTA PÚBLICA Nº 04, DE 04 DE MARÇO DE 2015. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO CONSULTA PÚBLICA Nº 04, DE 04 DE MARÇO DE 2015. O Secretário do Desenvolvimento da Produção do Ministério

Leia mais

ANEXO ÚNICO. Agenda Tributária Outubro de 2009. Código Darf. Data de. Código GPS. Período de Apuração do Fato Gerador (FG)

ANEXO ÚNICO. Agenda Tributária Outubro de 2009. Código Darf. Data de. Código GPS. Período de Apuração do Fato Gerador (FG) ANEXO ÚNICO Agenda Tributária Outubro de 2009 5 Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) Rendimentos de Capital Títulos de renda fixa - Pessoa Física 8053 21 a 30/setembro/2009 Títulos de renda fixa - Pessoa

Leia mais

40,7 kw / 54,6 CV a 2.000 rpm 8.330 kg 4.180-4.675 mm DX80R. Gama compacta

40,7 kw / 54,6 CV a 2.000 rpm 8.330 kg 4.180-4.675 mm DX80R. Gama compacta 40,7 kw / 54,6 CV a 2.000 rpm 8.330 kg 4.180-4.675 mm DX80R Gama compacta DOOSAN DX80R Escavadora Hidráulica: um novo modelo com novas funções A nova escavadora hidráulica DX80R oferece valor adicional

Leia mais

TR-350XL. CAPACIDADE DO GUINDASTE 31.800 kg a 3,0 m

TR-350XL. CAPACIDADE DO GUINDASTE 31.800 kg a 3,0 m TADANO GUINDASTE HIDRÁULICO SOBRE RODAS CATÁLOGO DE ESPECIFICAÇÕES N.º TR-350XL-3-00101/EX-10 TR-350XL DADOS GERAIS CAPACIDADE DO GUINDASTE 31.800 kg a 3,0 m LANÇA 4 seções, 9,95 m - 32,0 m DIMENSÕES GERAIS

Leia mais

ANEXO 4 AO COMUNICADO: ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO

ANEXO 4 AO COMUNICADO: ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO ANEXO 4 AO COMUNICADO: ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO Abrangência: operações interestaduais originadas do estado do Rio de Janeiro e destinadas ao estado de São Paulo. Produto:

Leia mais

RELAÇÃO DE PRODUTOS CUJA IMPORTAÇÃO ESTÁ SUJEITA À APRESENTAÇÃO DE CERTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA

RELAÇÃO DE PRODUTOS CUJA IMPORTAÇÃO ESTÁ SUJEITA À APRESENTAÇÃO DE CERTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA 3407.00.10 Exclusivamente pastas para modelar, 3407.00.90 Exclusivamente massas para modelar, 3506.91.10 3506.91.20 3506.91.90 Exclusivamente adesivos à base de borracha, com aspecto lúdico, Exclusivamente

Leia mais

EPS 617 Bancada de teste Diesel Eficiência e versatilidade

EPS 617 Bancada de teste Diesel Eficiência e versatilidade EPS 617 Bancada de teste Diesel Eficiência e versatilidade Características e vantagens da bancada EPS 617 Acessórios necessários para o uso da bancada. A nova bancada de teste Diesel Bosch EPS 617 apresenta

Leia mais

Insumos - EQUIPAMENTOS

Insumos - EQUIPAMENTOS EQUIPAMENTOS - AQUISIÇÃO 3127 Vibrador de imersão, diesel 4 hp UN 2.200,00 3130 Máquina para bloco intertravado, (prensa), gasolina 3 hp UN 12.200,00 3001-CA Trator de esteiras, com lâmina, diesel 110

Leia mais

TS-300BR. CAPACIDADE DO GUINDASTE 30.000 kg à 2,5 m

TS-300BR. CAPACIDADE DO GUINDASTE 30.000 kg à 2,5 m TADANO GUINDASTE HIDRÁULICO SOBRE RODAS CATÁLOGO DE ESPECIFICAÇÕES N TS-300BR TS-300BR DADOS GERAIS CAPACIDADE DO GUINDASTE 30.000 kg à 2,5 m LANÇA 4 seções, 9,8 m - 31,0 m DIMENSÕES GERAIS Comprimento

Leia mais

Capítulo 5 Trabalho e Potência

Capítulo 5 Trabalho e Potência Capítulo 5 Trabalho e Potência Neste capítulo discutiremos conceitos relativos a trabalho e potência. Discutiremos ainda os efeitos do atrito e as perdas de potência causadas por ele. Definiremos rendimento

Leia mais

Calibradores de Minerais

Calibradores de Minerais uma Companhia Astec Industries Calibradores de Minerais Calibradores de Minerais/Calibradores de Rolos para Aplicações Primárias/Secundárias e Terciárias A gama Osborn de Calibradores de Rolos de Eixo

Leia mais

PORTFÓLIO DE PRODUTOS. Equipamentos para o segmento de rochas ornamentais

PORTFÓLIO DE PRODUTOS. Equipamentos para o segmento de rochas ornamentais PORTFÓLIO DE PRODUTOS Equipamentos para o segmento de rochas ornamentais ATLAS COPCO STONETEC Fundada em 1993 em Bagnolo Piemonte, na província de Cuneo, é um dos principais fabricantes de equipamentos

Leia mais

TRATOR DE ESTEIRA D170

TRATOR DE ESTEIRA D170 TRATOR DE ESTEIRA D170 Potência líquida no volante Peso operacional 170 hp (127 kw) 16.580 kg a 19.130 kg CAPACIDADE DA LÂMINA Angle dozer (SAE J1265) 3,2 m 3 D170 A New Holland é reconhecida em todo o

Leia mais

SOFTWARE PARA BALANCEAMENTO EM UM E DOIS PLANOS NK780

SOFTWARE PARA BALANCEAMENTO EM UM E DOIS PLANOS NK780 SOFTWARE PARA BALANCEAMENTO EM UM E DOIS PLANOS NK780 MANUAL DE INSTRUÇÃO E OPERAÇÃO TEKNIKAO ÍNDICE CONECTORES DA INTERFACE... 3 SENSOR ÓPTICO... 3 SOFTWARE PARA BALANCEAMENTO NK780... 5 INSTALANDO O

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO MÍNIMA PARA ESTAÇÃO REPETIDORA DIGITAL P25, FASE COM SISTEMA IRRADIANTE

ESPECIFICAÇÃO MÍNIMA PARA ESTAÇÃO REPETIDORA DIGITAL P25, FASE COM SISTEMA IRRADIANTE ESPECIFICAÇÃO MÍNIMA PARA ESTAÇÃO REPETIDORA DIGITAL P25, FASE COM SISTEMA IRRADIANTE COMPOSIÇÃO DA ESTAÇÃO REPETIDORA DIGITAL P25 A estação repetidora digital P25 será composta pelos seguintes equipamentos:

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N.º, DE DE DE 2010.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N.º, DE DE DE 2010. MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO N.º, DE DE DE 2010. Dispõe sobre a inclusão das máquinas agrícolas e rodoviárias nas exigências do Programa de Controle da Poluição

Leia mais

ACOPLAMENTO ELÁSTICO MADEFLEX MN

ACOPLAMENTO ELÁSTICO MADEFLEX MN CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Os acoplamentos são compostos por dois cubos simétricos de ferro fundido cinzento, e um elemento elástico alojado entre eles, de borracha sintética de elevada resistência a abrasão.

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente Conselho Nacional do Meio Ambiente CONAMA

Ministério do Meio Ambiente Conselho Nacional do Meio Ambiente CONAMA Ministério do Meio Ambiente Conselho Nacional do Meio Ambiente CONAMA Procedência: MMA/IBAMA Data: 20/08/2008 Processo n 02000.000611/2004-15 Assunto: Proposta de revisão da Resolução nº 258/99, que determina

Leia mais

GEAPS EXCHANGE 99 Sessão Educacional. O que há de novo: Watchdog Elite da 4B Elevator Components Ltd. Monitor de Elevador de Caçamba para o Século 21

GEAPS EXCHANGE 99 Sessão Educacional. O que há de novo: Watchdog Elite da 4B Elevator Components Ltd. Monitor de Elevador de Caçamba para o Século 21 GEAPS EXCHANGE 99 Sessão Educacional Visita 4B no Stand # 500 O que há de novo: Watchdog Elite da 4B Elevator Components Ltd. Monitor de Elevador de Caçamba para o Século 21 Uma apresentação por Johnny

Leia mais

DECRETO Nº 52.837, DE 26 DE MARÇO DE 2008

DECRETO Nº 52.837, DE 26 DE MARÇO DE 2008 DECRETO Nº 52.837, DE 26 DE MARÇO DE 2008 (DOE 27-03-2008) Introduz alteração no Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte

Leia mais

DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO ALTERAÇÕES FEITAS PELA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 601/2012

DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO ALTERAÇÕES FEITAS PELA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 601/2012 CIRCULAR Nº 01/2013 São Paulo, 02 de Janeiro de 2013. DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO ALTERAÇÕES FEITAS PELA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 601/2012 Prezado Cliente, No dia 28/12/2012, foi publicada a Medida Provisória

Leia mais

T.D.B. do Brasil Indústria e Comércio Ltda.

T.D.B. do Brasil Indústria e Comércio Ltda. TDB CAMINHÃO - GUINDASTE 30 TONELADAS MÉTRICAS T.D.B. do Brasil Indústria e Comércio Ltda. Rua Doutor Djalma Pinheiro Franco, n 829 Vila Santa Catarina São Paulo SP CEP: 04368-000. Telefone: ( 0xx11 )

Leia mais

ACORDO DE COMPLEMENTAÇÃO ECONÔMICA Nº 14 SUBSCRITO ENTRE A REPÚBLICA ARGENTINA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Quadragésimo Protocolo Adicional

ACORDO DE COMPLEMENTAÇÃO ECONÔMICA Nº 14 SUBSCRITO ENTRE A REPÚBLICA ARGENTINA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Quadragésimo Protocolo Adicional ALADI/AAP.CE/14.40 13 de junho de 2014 ACORDO DE COMPLEMENTAÇÃO ECONÔMICA Nº 14 SUBSCRITO ENTRE A REPÚBLICA ARGENTINA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Quadragésimo Protocolo Adicional Os Plenipotenciários

Leia mais

Concreto e Agregados CATÁLOGO DE PRODUTOS. Pág. 1. Seção C

Concreto e Agregados CATÁLOGO DE PRODUTOS. Pág. 1. Seção C I-3001 PRENSA HIDRÁULICA MANUAL 100T COM 1 MANÔMETRO NBR NM-ISO 7500-1; NBR 12767, 7680, 5739; DNER-ME091; MN 101 PALAVRA-CHAVE: Prensa, Corpos de Prova, compressão, tração, flexão, diametral Prensa manual

Leia mais

Dados técnicos Guindaste sobre esteiras HS 895 HD

Dados técnicos Guindaste sobre esteiras HS 895 HD Dados técnicos Guindaste sobre esteiras HS 895 HD Dimensões Máquina básica com carro inferior R 9760 3650 10000 5480 3675 2445 1810 3950 1610 1700 7945 9360 3975 1720 R 6360 1100 6800 620 17380 Peso operacional

Leia mais

... CIRCULAR 171... Novos produtos sujeitos a Substituição Tributária a partir de 06/2009.

... CIRCULAR 171... Novos produtos sujeitos a Substituição Tributária a partir de 06/2009. ... CIRCULAR 171......... Novos produtos sujeitos a Substituição Tributária a partir de 06/2009. Prezados Clientes, Foi publicado no DOE de 18/05/2009 através do Decreto Nº. 54.338 a relação com novos

Leia mais

ANEXO I. Pará Pag.: 2 Governo Municipal de Água Azul do Norte. Preço Unit (R$) Código

ANEXO I. Pará Pag.: 2 Governo Municipal de Água Azul do Norte. Preço Unit (R$) Código Pará Pag.: 1 001835 LOCAÇÃO DE VEICULO UTILITÁRIO CAMIONETE 1.500,0000 DIA PICK-UP 4X4 Cabine Dupla, Potência Mínima de 120 CV, Direção Hidráulica, Ar-Condicionado,Bancos Reclináveis, Freio a Disco nas

Leia mais

Atlas Copco Compressores de ar portáteis

Atlas Copco Compressores de ar portáteis Atlas Copco Compressores de ar portáteis XA(T,H)S 37-97 32-89 l/s, 1,9-5,3 m 3 /min, 67-190 cu.ft/min a 7-12 bar(e), 102-175 psig Série 7 Uma gama completa, concebida para obter os maiores níveis de satisfação

Leia mais

res 31-2008 - SF - SP - ICMS - PRODUTOS - INDÚSTRIA DE PROCESSAMENTO ELETRÔNICO DE DADOS - APROVAÇÃO

res 31-2008 - SF - SP - ICMS - PRODUTOS - INDÚSTRIA DE PROCESSAMENTO ELETRÔNICO DE DADOS - APROVAÇÃO res 31-2008 - SF - SP - ICMS - PRODUTOS - INDÚSTRIA DE PROCESSAMENTO ELETRÔNICO DE DADOS - APROVAÇÃO RESOLUÇÃO SF Nº 31, DE 30 DE JUNHO DE 2008 DO-SP 02.07.2008 Aprova a relação de produtos da indústria

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO O que é a Informática? A palavra Informática tem origem na junção das palavras: INFORMAÇÃO + AUTOMÁTICA = INFORMÁTICA...e significa, portanto, o tratamento da informação

Leia mais

Sensores e Atuadores (2)

Sensores e Atuadores (2) (2) 4º Engenharia de Controle e Automação FACIT / 2009 Prof. Maurílio J. Inácio Atuadores São componentes que convertem energia elétrica, hidráulica ou pneumática em energia mecânica. Através dos sistemas

Leia mais

INFORMÁTICA DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA. Prof. MSc. Glécio Rodrigues de Albuquerque

INFORMÁTICA DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA. Prof. MSc. Glécio Rodrigues de Albuquerque INFORMÁTICA DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA de Albuquerque Ementa Conceitos de Hardware e Software Dispositivos de Entrada e Saída Processadores e Memórias Componentes das janelas Paint e WordPad Arquivos

Leia mais

RADAR COMERCIAL Análise do Mercado de Portugal. 1 Panorama do País

RADAR COMERCIAL Análise do Mercado de Portugal. 1 Panorama do País Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC Secretaria de Comércio Exterior SECEX Departamento de Planejamento e Desenvolvimento do Comércio Exterior DEPLA Coordenação Geral de

Leia mais

ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX MSN

ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX MSN ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX MSN CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Os acoplamentos MADEFLEX MSN são compostos por dois cubos simétricos de ferro fundido nodular, e um elemento poliuretano alojado entre eles

Leia mais

ANÁLISE DOS ENCARGOS COM A UTILIZAÇÃO DAS MÁQUINAS AGRÍCOLAS

ANÁLISE DOS ENCARGOS COM A UTILIZAÇÃO DAS MÁQUINAS AGRÍCOLAS Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas DGADR Direcção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural ANÁLISE DOS ENCARGOS COM A UTILIZAÇÃO DAS MÁQUINAS AGRÍCOLAS Setembro 2008 DGADR

Leia mais

TÉCNICO EM MECÂNICA NOME: Nº INSC.: PRRH. Pró-Reitoria de Recursos Humanos

TÉCNICO EM MECÂNICA NOME: Nº INSC.: PRRH. Pró-Reitoria de Recursos Humanos TÉNIO M MÂNI NOM: Nº INS.: PRRH Pró-Reitoria de Recursos Humanos Para a usinagem de uma engrenagem de 55 dentes, de módulo 2 mm, foi utilizada uma barra de seção circular de 5". onsiderando a necessidade

Leia mais

CONJUNTO DIDÁTICO PARA ESTUDO DE MÁQUINAS ELÉTRICAS OPENLAB

CONJUNTO DIDÁTICO PARA ESTUDO DE MÁQUINAS ELÉTRICAS OPENLAB CONJUNTO DIDÁTICO PARA ESTUDO DE MÁQUINAS ELÉTRICAS OPENLAB Este sistema é formado pelos seguintes elementos, compatíveis entre si e especialmente projetados para o estudo de máquinas elétricas. Código

Leia mais

CORTE DOS METAIS. Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 1

CORTE DOS METAIS. Prof.Valmir Gonçalves Carriço Página 1 CORTE DOS METAIS INTRODUÇÃO: Na indústria de conformação de chapas, a palavra cortar não é usada para descrever processos, exceto para cortes brutos ou envolvendo cortes de chapas sobrepostas. Mas, mesmo

Leia mais

Capítulo 84 Reatores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, e suas partes

Capítulo 84 Reatores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, e suas partes Capítulo 84 Reatores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, e suas partes Notas. 1.- Este Capítulo não compreende: a) as mós e artefatos semelhantes para moer e outros artefatos

Leia mais

Bosch Tecnologia em Medição. FWA 411 e 412 Bosch Alinhadores de direção de última geração para geometria de suspensão

Bosch Tecnologia em Medição. FWA 411 e 412 Bosch Alinhadores de direção de última geração para geometria de suspensão FWA 411 e 412 Bosch Alinhadores de direção de última geração para geometria de suspensão FWA 411 e 412 Bosch Alinhadores de direção de última geração para geometria de suspensão O software Microsoft Windows

Leia mais

Tabela 4.3.13 Produtos Sujeitos à Alíquota Zero da Contribuição Social (CST 06):

Tabela 4.3.13 Produtos Sujeitos à Alíquota Zero da Contribuição Social (CST 06): Tabela 4.3.13 Produtos Sujeitos à Alíquota Zero da Contribuição Social (CST 06): Código Descrição do Produto NCM 100 INSUMOS E PRODUTOS AGROPECUÁRIOS 101 Adubos ou fertilizantes classificados no Capítulo

Leia mais

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 51, de 26 de abril de 2012.) ANEXO ÚNICO

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 51, de 26 de abril de 2012.) ANEXO ÚNICO (Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 51, de 26 de abril de 2012.) ANEXO ÚNICO vencimento: data em que se encerra o prazo legal para pagamento dos tributos administrados pela Secretaria

Leia mais

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 64, de 21 de junho de 2012.) ANEXO ÚNICO

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 64, de 21 de junho de 2012.) ANEXO ÚNICO (Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 64, de 21 de junho de 2012.) ANEXO ÚNICO vencimento: data em que se encerra o prazo legal para pagamento dos tributos administrados pela Secretaria

Leia mais

CAPÍTULO 4 Interface USB

CAPÍTULO 4 Interface USB Interfaces e Periféricos 29 CAPÍTULO 4 Interface USB Introdução Todo computador comprado atualmente possui uma ou mais portas (conectores) USB. Estas portas USB permitem que se conecte desde mouses até

Leia mais

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 110, de 26 de dezembro de 2012.) ANEXO ÚNICO

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 110, de 26 de dezembro de 2012.) ANEXO ÚNICO (Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 110, de 26 de dezembro de 2012.) ANEXO ÚNICO vencimento: data em que se encerra o prazo legal para pagamento dos tributos administrados pela

Leia mais

Site : Sniperpspg1.besaba.com. Email : profdjair@sniperpspg1.besaba.com

Site : Sniperpspg1.besaba.com. Email : profdjair@sniperpspg1.besaba.com Site : Sniperpspg1.besaba.com Email : profdjair@sniperpspg1.besaba.com Introdução ao PC ( Personal Computer ) Entre as décadas de 1950 e 1970, nós primórdios da disseminação da informática, vários fabricantes

Leia mais

CIRCULAR N o 98, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2003 (publicada no DOU de 30/12/2003)

CIRCULAR N o 98, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2003 (publicada no DOU de 30/12/2003) MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTERIOR CIRCULAR N o 98, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2003 (publicada no DOU de 30/12/2003) O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR,

Leia mais

ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX GR (COM GARRAS)

ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX GR (COM GARRAS) ACOPLAMENTOS ELÁSTICOS MADEFLEX GR (COM GARRAS) CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Os acoplamentos MADEFLEX GR são compostos por dois cubos simétricos de ferro fundido cinzento, e um elemento elástico alojado entre

Leia mais

857 Sistema de proteção. Para proteção do motor e do alimentador Boletim 857, Série A Guia de especificação

857 Sistema de proteção. Para proteção do motor e do alimentador Boletim 857, Série A Guia de especificação 857 Sistema de proteção Para proteção do motor e do alimentador Boletim 857, Série A Guia de especificação Sumário Seção Descrição Página 1.0 Funções de proteção... 1 Proteção Synchrocheck (25)... 1 Proteção

Leia mais

CAMINHÕES MILITARES UAI M1-50 e M1-34 UM TREM BÃO DAS GERAIS

CAMINHÕES MILITARES UAI M1-50 e M1-34 UM TREM BÃO DAS GERAIS CAMINHÕES MILITARES UAI M1-50 e M1-34 UM TREM BÃO DAS GERAIS No auge da Indústria de Material de Defesa no Brasil, nos anos 80, uma empresa mineira, localizada em Belo Horizonte, montadora de equipamentos

Leia mais

Tecnologia em equilíbrio entre força e movimento

Tecnologia em equilíbrio entre força e movimento Tecnologia em equilíbrio entre força e movimento Parker Hannifin A Parker é a líder global na fabricação de componentes destinados aos mercados de movimento e controle do movimento, dedicada a oferecer

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 8.248, DE 23 DE OUTUBRO DE 1991. Mensagem de veto Dispõe sobre a capacitação e competitividade do setor de informática e automação,

Leia mais

OBRIGAÇÕES FEDERAIS DE AGOSTO DE 2015

OBRIGAÇÕES FEDERAIS DE AGOSTO DE 2015 OBRIGAÇÕES FEDERAIS DE AGOSTO DE 2015 DIÁRIO IRPF Declarações da Pessoa Física Declaração Final de Espólio Até o último dia útil do mês de abril do ano-calendário subseqüente ao: I - da decisão judicial

Leia mais

ANEXO I. Medidas (Largura, Altura, Profundidade): 45 mm, 20 mm, 15 mm; Parafusos e porcas para fixação e espaçadores se necessário;

ANEXO I. Medidas (Largura, Altura, Profundidade): 45 mm, 20 mm, 15 mm; Parafusos e porcas para fixação e espaçadores se necessário; ANEXO I Lista de peças com características pré-definidas. Peças que não possuem características aqui descritas podem ser escolhidas de forma a serem integradas com as peças dos Anexos II e III e a placa

Leia mais

Descrição técnica dos Balanceadores WATT computadorizados mod.: WBCP

Descrição técnica dos Balanceadores WATT computadorizados mod.: WBCP Descrição técnica dos Balanceadores WATT computadorizados mod.: WBCP Os Balanceadores Computadorizados WATT são inteiramente projetados e fabricados no Brasil, possuindo as seguintes vantagens em relação

Leia mais

Equipamento para Ensaio de Redução sob Carga RUL e Colagem Automatizado

Equipamento para Ensaio de Redução sob Carga RUL e Colagem Automatizado Equipamento para Ensaio de Redução sob Carga RUL e Colagem Automatizado O Equipamento para Ensaio de Redução sob Carga RUL e Colagem AN3230 foi desenvolvido para a realização de ensaios de pelotas de minério

Leia mais

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DO TURISMO - MICT

MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DO TURISMO - MICT MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, DO COMÉRCIO E DO TURISMO - MICT INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL- INMETRO Portaria INMETRO/DIMEL/Nº 076, de 15 de julho de 1997. O Diretor

Leia mais

Sexta-feira, 15 de Abril de 2016 Edição N 153 Caderno I. ESTADO DA BAHIA Câmara Municipal de Catu

Sexta-feira, 15 de Abril de 2016 Edição N 153 Caderno I. ESTADO DA BAHIA Câmara Municipal de Catu Onde lê-se: LOTE III Aviso aos interessados em participar do Pregão Presencial Nº 08/2016 do termo de referencia do referido edital 3. Estabilizador 3.1. Configuração única 5 unidades Leia-se: LOTE III

Leia mais

Simopeças Viaturas Limpeza Urbana, Lda

Simopeças Viaturas Limpeza Urbana, Lda Simopeças Viaturas Limpeza Urbana, Lda Viaturas Eléctricas MEGA E-Worker VANTA GE NS - Fiabilidade e Qualidade - Baixa manutenção - Sem emissões poluentes - Custos de operação MUITO reduzidos GAR ANTIA

Leia mais

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 5, de 24 de janeiro de 2012.) ANEXO ÚNICO

(Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 5, de 24 de janeiro de 2012.) ANEXO ÚNICO (Fl. 1 do Anexo Único ao Ato Declaratório Executivo Codac nº 5, de 24 de janeiro de 2012.) ANEXO ÚNICO vencimento: data em que se encerra o prazo legal para pagamento dos tributos administrados pela Secretaria

Leia mais

TORRE TELESCÓPICA AUTO SUPORTADA DE 18 METROS TORRE TEMPORÁRIA TRANSPORTÁVEL COMPACTA SBF INDÚSTRIA MECÂNICA LTDA.

TORRE TELESCÓPICA AUTO SUPORTADA DE 18 METROS TORRE TEMPORÁRIA TRANSPORTÁVEL COMPACTA SBF INDÚSTRIA MECÂNICA LTDA. TORRE TELESCÓPICA AUTO SUPORTADA DE 18 METROS TORRE TEMPORÁRIA TRANSPORTÁVEL COMPACTA SBF INDÚSTRIA MECÂNICA LTDA. PRODUTO SBF TTAS-18 DESCRITIVO TÉCNICO 1.1. Finalidade da Torre A Torre Telescópica Auto

Leia mais

ACORDO SOBRE A POLÍTICA AUTOMOTIVA COMUM ENTRE A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E A REPÚBLICA ORIENTAL DO URUGUAI

ACORDO SOBRE A POLÍTICA AUTOMOTIVA COMUM ENTRE A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E A REPÚBLICA ORIENTAL DO URUGUAI ACORDO SOBRE A POLÍTICA AUTOMOTIVA COMUM ENTRE A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E A REPÚBLICA ORIENTAL DO URUGUAI TÍTULO I ÂMBITO DE APLICAÇÃO E DEFINIÇÕES ARTIGO 1º - Âmbito de Aplicação As disposições

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA ROR

MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA ROR MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA ROR ÍNDICE I - INTRODUÇÃO... 02 II - RECEBENDO SEU SISTEMA ROR... 02 III - MONTAGEM DO EQUIPAMENTO... 03 IV - LIGANDO SUA BALANÇA... 03 V - RECURSOS PARA OPERAÇÃO... 04 VI -

Leia mais

SECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO DE PERNAMBUCO ALÍQUOTAS DO ICMS

SECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO DE PERNAMBUCO ALÍQUOTAS DO ICMS SECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO DE PERNAMBUCO ALÍQUOTAS DO ICMS ALÍQUOTA OPERAÇÃO/PRESTAÇÃO 7% A partir de 1º de janeiro de 2016, nas operações e prestações internas ou de importação com produto de informática

Leia mais

R-2 X-PLY VEJA A LISTA COMPLETA DE MEDIDAS. 1 de 2 27/09/2011 10:33 a.m. MEDIDAS ÍNDICE DE CARGA E CÓDIGO DE VELOCIDADE

R-2 X-PLY VEJA A LISTA COMPLETA DE MEDIDAS. 1 de 2 27/09/2011 10:33 a.m. MEDIDAS ÍNDICE DE CARGA E CÓDIGO DE VELOCIDADE http://www.pirelli.com/tyre/br/pt/agro_otr/agro/pd22_special_lug.print 1 de 2 27/09/2011 10:33 a.m. Pneu para uso em eixos trativos, em culturas de solos alagadiços. R-2 X-PLY EXCELENTE DESEMPENHO EM TERRENOS

Leia mais

ACOPLAMENTO ELÁSTICO MADEFLEX CR (COM CRUZETA)

ACOPLAMENTO ELÁSTICO MADEFLEX CR (COM CRUZETA) ACOPLAMENTO ELÁSTICO MADEFLEX CR (COM CRUZETA) CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Os acoplamentos MADEFLEX CR são compostos por dois cubos simétricos de ferro fundido cinzento, e um elemento elástico alojado entre

Leia mais