Oxylog Ventilador de urgência e de transporte Instruções de serviço Software 1.n. Because you care

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Oxylog 3000. Ventilador de urgência e de transporte Instruções de serviço Software 1.n. Because you care"

Transcrição

1 Oxylog 3000 MT Ventilador de urgência e de transporte Instruções de serviço Software 1.n Emergency Care OR/Anesthesia Critical Care Perinatal Care Home Care Because you care

2 É assim que trabalha com estas Instruções de serviço No cabeçalho o assunto... do capítulo principal. Por baixo o título do subcapítulo para a orientação e a navegação rápidas. Na página... as indicações referentes ao uso numa combinação de texto e figura. As informações são transformadas directamente em acções com as quais o utilizador apresende a utilização do aparelho pela actividade directa. Coluna esquerda o texto... dá explicações, e conduz o utilizador numa sequência ergonómica e categoricamente com breves instruções ao proveito do produto. Pontos marcam os passos das acções, cifras estabelecem a relação à figura e a sequência no caso de vários passos das acções. Coluna direita a figura... estabelece a relação ao texto e a orientação em direcção do aparelho. Elementos mencionados no texto são sublinhados, renuncia-se a elementos insignificantes. Indicações no ecrã conduzem o utilizador, e confirmam os passos das acções. Preparação Carga da bateria substituível Conservar a temperatura ambiente de 0 a 35 C durante a carga! Quando existe um abastecimento externo de corrente: 1 A lâmpada verde está acesa» N «, independentemente se o aparelho está ligado ou desligado. A bateria substituível é carregada. 2 A lâmpada de três cores» J «para indicar o estado de carga da bateria substituível está acesa: em amarelo: quando a bateria substituível ainda é carregada, em verde: quando a bateria substituível está carregada, em vermelho: quando nenhuma bateria substituível a funcionar está posta ou não pode ser carregada porque por exemplo o aparelho é utilizado fora do sector de temperatura de 0 a 35 C. As lâmpadas» N «e» J «são apagadas no caso de um abastecimento interno só com bateria substituível. A estação de carga de baterias abastecida por tensão de rede Oxylog 3000 pode ser utilizada para carregar externamente uma bateria substituível, vide o capítulo "Lista de encomendas", página 102. Informar-se sobre as características de carga e de descarga (por exemplo o efeito de memória) do tipo respectivo de baterias na especificação técnica do fabricante. Indicação da capacidade da bateria / serviço de baterias 3 O Oxylog 3000 ligado mostra graficamente na janela de informação à direita na linha inferior a capacidade actual da bateria substituível em passos de 25 %: durante a cairga com um abastecimento externo de corrente, durante a descarga durante o serviço com a bateria substituível. Exemplo: 75 % carregados. A precisão da indicação da capacidade pode variar por exemplo em dependência da idade e do grau de uso da bateria substituível, vide o capítulo "Dados técnicos", página 90. Se o aparelho tiver que indicar outras mensagens mais importantes, a indicação desaparece a favor das mensagens mais importantes. Alarmes adicionais indicam o tempo de serviço residual durante o serviço com a bateria substituível. Durante o serviço com a bateria substituível, o aparelho reduz a brilhância do ecrã para economizar corrente. Nas regulações, o aparelho aumenta automaticamente a brilhância do ecrã durante 1 minuto ao máximo. Oxylog ➂

3 Índice Para a sua segurança e para a segurança dos seus doentes 5 Objectivo 9 Conceito de utilização 11 Preparação 17 Controlo do estado de entrada em serviço 27 Serviço 33 Avaria Causa Solução 55 Preparação 59 O que é o quê 67 Modo do serviço de assistência técnica 73 Abreviaturas/Símbolos 81 Dados técnicos 85 Descrição 93 Lista de encomendas 100 Lista alfabética 101 3

4 4

5 Para a sua segurança e para a segurança dos seus doentes Para a sua segurança e para a segurança dos seus doentes Para a sua segurança e para a segurança dos seus doentes Indicações referentes ao uso seguro

6 Para a sua segurança e para a segurança dos seus doentes Para a sua segurança e para a segurança dos seus doentes Observar as Instruções de serviço Cada manuseio no aparelho exige o conhecimento e a observação exactos destas Instruções de serviço. O aparelho é previsto unicamente para o emprego descrito. Manutenção O aparelho tem que ser submetido todos os dois anos a inspecções e manutenções por especialistas. As reparações no aparelho devem unicamente ser executados por especialistas. Recomendamos o serviço de assistência técnica Dräger para efectuar um contrato de manutenção e para as reparações. Só utilizar as peças originais Dräger para efectuar a manutenção. Observar o capítulo "Intervalos de manutenção". Acessórios Não utilize acessórios que não estejum especificados na lista de acessórios anexa. Responsabilidade pelo funcionamento ou por danos A responsabilidade pelo funcionamento do aparelho passa sempre ao proprietário ou ao explorador quando o aparelho é mantido ou reparado impropriamente por pessoas que não pertencem ao serviço de assistência técnica Dräger, ou quando é efectuado um manuseio que não corresponde ao emprego conforme o previsto. A Dräger não assume qualquer responsabilidade por danos que se apresentam devido à não-observação das indicações mencionadas anteriormente. As condições de garantia e de responsabilidade das condições de venda e de fornecimento da Dräger não são ampliadas pelas indicações mencionadas anteriormente. Dräger Medical AG & Co. KGaA Indicações referentes ao uso seguro Vigilar a ventilação Utilizar o aparelho sob a vigilância de profissionais qualificados para poder encontrar imediatamente uma solução apropriada no caso de uma função defeituosa! Não utilizar o aparelho em conjunto com gases inflamáveis resp. narcóticos, perigo de incêndio! Não utilizar telemóveis numa zona de alcance de 10 metros ao aparelho. Os telemóveis podem perturbar a função de aparelhos electromedicinais, e pôr o doente em perigo! * Não utilizar o aparelho durante uma ressonância magnética nuclear (MTR, NMR, NMI)! A função do aparelho pode ser perturbada, e o doente pode ser posto em perigo por isto. Não utilizar o aparelho em câmaras de pressão controlada! A função do aparelho pode ser perturbada, e o doente pode ser posto em perigo por isto. Evitar as substâncias nocivas no ar ambiente! O Oxilog 3000 ventila com ar ambiente com concentrações de oxigénio inferiores a 100 vol %. As substâncias nocivas chegariam ao doente. Ter à disposição um equipamento de ventilação manual Se a função de suporte de vida já não for garantida no caso de uma falha no ventilador, por exemplo no caso da falha do abastecimento de corrente ou do abastecimento de ar comprimido com um defeito no ventilador, a ventilação do doente tem que ser iniciada imediatamente com um outro dispositivo de ventilação, eventualmente com o PEEP e/ou com uma maior concentração inspiratória de oxigénio. Nenhum serviço em sectores ameaçados por explosões O aparelho não é autorizado para o serviço em sectores ameaçados por explosões. * Os aparelhos medicinais da Dräger satisfazem as exigências à resistência à perturbação conforme as normas específicas dos produtos resp. conforme a norma EN (IEC ). Consoante o tipo de construção do telemóvel e a situação de utilização podem produzir-se na zona de alcance directa de um telemóvel intensidades de campo que excedem os valores das normas indicadas, e que conduzem por isto a perturbações. 6

7 Para a sua segurança e para a segurança dos seus doentes Supervisão adequada O Oxylog 3000 tem uma função de supervisão. Esta função garante uma supervisão adequada durante a ventilação. Para a assegurar, regular sempre os limites de alarme seguintes: Pressão da via respiratória, Paw Volume minuto expiratório, MV Frequência respiratória. A não-regulação de limites de alarme adequados poderia suprimir alarmes que se referem a uma alteração aguda do estado do doente regulações erradas e um manejo errado uma avaria do aparelho. 7

8 8

9 Objectivo Objectivo Objectivo

10 Objectivo Objectivo Oxylog 3000 um ventilador de urgência e de transporte com comando do tempo, constante no volume e com pressão assistida para doentes a partir de 50 ml de volume corrente. Para a aplicação dos modos de respiração IPPV/IPPVAssist Intermittent Positive Pressure Ventilation Ventilação controlada e assistida, constante no volume com PEEP para CPPV. SIMV/ASB Synchronized Intermittent Mandatory Ventilation Procedimento de desabituação para doentes que respiram espontâneamente com suporte por pressão regulável durante a respiração espontânea. CPAP/ASB Continuous Positive Airway Pressure Respiração espontânea com pressão positiva da via respiratória e suporte por pressão regulável. BIPAP/ASB* Biphasic Positive Airway Pressure Ventilação com pressão assistida combinada com uma respiração espontânea livre durante o ciclo respiratório completo e com suporte por pressão regulável ao nível CPAP. Sectores de emprego Emprego móvel na medicina de urgência ou na assistência primária de doentes do departamento de urgência: Durante o transporte em ambulâncias ou helicópteros No serviço de urgência, na sala para acordar-se depois da operação. Emprego móvel durante transportes secundários: Durante mudanças terrestres e aéreas dos doentes Durante a mudança de doentes com problemas de respiração dentro da clínica. Formas especiais Ventilação de apneia Para mudar automaticamente para uma ventilação com volume controlado e mandatária no caso de uma apneia. NIV Ventilação não invasiva para uma ventilação por máscara com compensação da fuga. Para a inalação de oxigénio Utilização com máscara de inalação Com monitorização Pressão da via respiratória Paw Volume minuto expiratório MV Apneia Vigilância de rastelo: Frequência alta Alarme Estas Instruções descrevem o volume máximo do Oxylog O volume pode reduzir-se das opções seguintes, dependentemente da configuração do aparelho: Mistura de oxigénio BIPAP ASB Inalação de oxigénio 100 % O2 * Marca de fábrica licenciada 10

11 Conceito de utilização Conceito de utilização Conceito de utilização Tecla para ligar/desligar Elementos de comando para a ventilação Selecção do modo de respiração Teclas para funções de rotina e funções adicionais Elementos de comando para a função do ecrâ Estrutura das janelas no ecrã Janela no ecrã "Valores medidos" Janela no ecrã "Regulações" Janela no ecrã "Alarmes" Página principal com curvas de pressão Página principal com curvas de fluxo Janela de informação no ecrã

12 Conceito de utilização Conceito de utilização Tecla para ligar/desligar 1 Premir brevemente a tecla»o«para ligar o aparelho. 1 Para o desligar, manter premida a tecla»o«durante aprox. 3 segundos, e 2 confirmar a mensagem de desligação = premir o botão. Oxylog Elementos de comando para a ventilação 3 Teclas para a selecção dos modos de respiração: IPPV, SIMV, CPAP, BIPAP* SIMV/ASB* CPAP/ASB* BIPAP/ASB* O conceito de utilização considera a utilização diferente do aparelho. 3 No caso da assistência primária o Oxilog 3000 arranca com a configuração respectiva no modo de respiração IPPV com valores de arranque configurados para o utilizador para I:E (1:1,5) como regulação da fábrica) e PEEP (5 mbar como regulação da fábrica). Os parâmetros de respiração mais importantes são regulados com os reguladores por baixo do ecrâ: 4 Volume corrente VT [ml], Frequência respiratória Freq. [1/min], Pressão máx. inspiratória Pmax [mbar], Concentração de oxigénio O2 [%] Durante o transporte secundário podem ser regulados modos de respiração diferenciados e os seus parâmetros de respiração na janela do ecrã com a selecção respectiva com o botão central (por exemplo Tinsp, PEEP, ASB, Pinsp) 5 Seleccionar o parâmetro = girar o botão Activar o parâmetro = premir o botão Regular o valor = girar o botão Confirmar o valor = premir o botão * BIPAP, SIMV/ASB, CPAP/ASB e BIPAP/ASB são modos de respiração opcionais. 12

13 Conceito de utilização Selecção do modo de respiração 1 Manter premida a tecla respectiva para o modo de respiração durante aprox. 3 segundos, ou 1 premir brevemente a tecla para o modo de respiração, e 2 confirmar, o modo de respiração seleccionado é eficaz. 3 O modo de respiração actual é indicado no ecrã no canto superior esquerdo. Instruções detalhadas quanto à regulação dos modos de respiração vide na página 34 e seguintes. 3 1 Teclas para funções de rotina e funções adicionais As teclas utilizadas frequentemente para funções de rotina encontram-se à direita na placa frontal: 4 Tecla» g «para suprimir o alarme acústico durante 2 minutos. 5 Tecla»Alarm Reset«para confirmar ou pôr mensagens na posição inicial. 6 Tecla»Insp. hold«para uma inspiração activada manualmente e um prolongamento da inspiração. 7 Tecla»Inalação de O2«(opção) para a inalação de oxigénio ou a tecla»100% O2«(opção) para uma dosagem de oxigénio de 100 %. Elementos de comando para a função do ecrâ 2 Oxylog Botão central para seleccionar e regular no ecrã. Teclas para manejar o ecrã: 9 Tecla»Valores «para mudar as páginas no ecrã na janela "Valores medidos" para a indicação de valores medidos. 10 Tecla»Curvas «para seleccionar a página principal, para a indicação da curva de pressão ou da curva de fluxo. 11 Tecla»Regulação «para focar e mudar as páginas no ecrã na janela "Regulações" para regular outros parâmetros de respiração. 12 Tecla»Alarmes «para focar e mudar as páginas no ecrã na janela "Alarmes" para regular e indicar os límites de alarme Oxylog 3000 Mudança das páginas no ecrã nas janelas Seleccionar a próxima página na janela "Regulações" ou "Alarmes". 11 Tecla»Regulação «ou premir novamente a 12 tecla»alarmes «. Mudar para a página principal da curva de pressão ou de fluxo: 10 Premir a tecla»curvas «

14 Conceito de utilização Estrutura das janelas no ecrã 1 Janela para a indicação do estado e comunicações do alarme 2 Janela para indicações do valor de medição 3 Janela para curvas e valores medidos 4 Janela para regulações e alarmes 5 Janela para informações ➀ ➁ ➂ ➃ ➄ Janela no ecrã "Valores medidos" 6 Linha para indicar todos os valores medidos no modo de respiração actual. 7 Na linha superior, entre a indicação do modo de respiração e a janela de alarme, indica-se um triggering bem sucedido do doente por uma curta indicação de uma pequena estrela. 8 valores medidos 1/5 : Primeira página de 5 páginas disponíveis. Mudar para a próxima página: Premir a tecla»valores «. As páginas são indicadas continuamente. ➅ ➆ ➇ Janela no ecrã "Regulações" 9 Menú de regulação para regular os parâmetros de respiração ampliados dependentemente do modo de respiração desejado: Relação do tempo de respiração»i:e«, Tempo de inspiração»tinsp«, Pressão positiva no fim da expiração»peep«, Suporte por pressão» ASB«, Pressão de inspiração»pinsp«, Sensibilidade»Dispario«, Tempo de pausa»tplat«, Tempo de aumento da pressão»rampa«, Ventilação não invasiva»niv«, Brilho do ecrã, Frequência com uma ventilação de apneia fapnéia, Volume corrente com uma ventilação de apneia VTApnéia 10 Regulação 1/2 : Primeira página de 2 páginas disponíveis. Seleccionar o parâmetro. O parâmetro seleccionado é marcado por um quadro. ➈ ➉

15 Conceito de utilização Activar o parâmetro para a regulação. O parâmetro activado aparece numa cor clara num fundo escuro. Regular o parâmetro, e confirmá-lo. Mudar para a próxima página: Premir a tecla»regulação «. As páginas são indicadas continuamente. Janela no ecrã "Alarmes" 1 Menú de regulação para os límites de alarme e os parâmetros de alarme. Instruções detalhadsa para o uso, vide o capítulo "Regulação dos limites de alarme", página 46. Alarmes 1/2 : Primeira de duas páginas do menú. Mudar para a próxima página: Premir a tecla»alarmes «. As páginas são indicadas continuamente. Página principal com curvas de pressão Indicação da curva Paw (t). ➀ Página principal com curvas de fluxo Indicação da curva de fluxo (t)

16 Conceito de utilização Mudar para a próxima página: 1 Premir a tecla»curvas «. As páginas são indicadas continuamente. Seleccionar outras páginas no ecrã: Premir as teclas respectivas. Por exemplo 2 a página no ecrã»regulação «ou 3»Alarmes «. Voltar para a página principal com curvas de pressão resp. curvas de fluxo: 1 Premir a tecla»curvas « Oxylog Janela de informação no ecrã O aparelho indica simultâneamente os valores numéricos para estes parâmetros na janela de informação durante a regulação de f e VT com os reguladores por baixo do ecrã. O aparelho calcula durante a regulação de um parãmetro de respiração os parâmetros desviados, e indica-os na janela de informação. Se por exemplo I:E for modificado, o Oxylog 3000 síncrono indica a modificação que resulta dos parâmetros desviados "Fluxo" e "Tinsp". Se a pressão PEEP for regulada em valores superiores a 10 mbar, o Oyilog 3000 exige a confirmação com uma mensagem no ecrã: Confirme PEEP acima de 10 mbar? Confirmar com o botão. A seguir podem ser reguladas maiores pressões PEEP Todas as indicações na janela de informação produzidas por processos de regulação, desaparecem depois do fim da regulação. Como indicação standard aparece uma informação referente à capacidade da bateria sibstituível e ao consumo de gás

17 Preparação Preparação Preparação Montagem dos acessórios de respiração recuperáveis Ligação dos acessórios de respiração não recuperáveis Estabelecimento do abastecimento de corrente Abastecimento interno com bateria substituível Abastecimento externo com o transformador DC/DC Abastecimento externo com o equipamento para alimentação a partir da rede Estabelecimento do abastecimento de gás Antes do primeiro serviço

18 Preparação Preparação Acessórios de respiração recuperáveis ou acessórios de respiração não recuperáveis podem ser utilizados alternadamente, vide no capítulo "Lista de encomendas", página 100. Montagem dos acessórios de respiração recuperáveis Utilizar as peças preparadas! Montagem da válvula de respiração 1 Não retirar o disco de borracha na caixa, nem danificá-lo nem deformá-lo, caso contrário haverá uma função perturbada da válvula, e o doente será ameaçado Colocar a membrana na válvula de respiração observar a posição de montagem correcta. 3 Colocar a tampa, e girá-la de aprox. 90 no sentido dos ponteiros do relógio = bloquear. 4 Enfiar o sensor de fluxo na válvula de respiração, observar a ranhura como posição de prioridade. 5 Enfiar a peça angular no sensor de fluxo. Utilizar sempre a peça angular. Se a peça angular não for utilizada, o aparelho pode medir valores errados para o volume minuto

19 Preparação Ao utilizar um filtro antibacteriano ou um HME (Heat Moisture Exchanger) Ligar sempre o filtro antibacteriano ou um HME à peça angular. Os filtros antibacterianos aumentam a resistência de respiração e o volume do espaço morto dos acessórios de respiração. A função da medição de fluxo perto do doente é independente da utilização de um HME Enfiar o tubo respiratório na conexão da válvula de respiração. Não utilizar tubos respiratórios que podem conduzir corrente! O aparelho e o ajudante podem ser postos em perigo durante a defibrilação. 2 Enfiar os tubos de medição de fluxo nas conexões do sensor de fluxo observar os diferentes diâmetros Enfiar o conector dos tubos de medição de fluxo no Oxylog Não estabelecer pressão na ligação para a medição de fluxo, o sensor interno pode ser destruído! 4 Enfiar o tubo respiratório na conexão no Oxylog

20 Preparação Ligação dos acessórios de respiração não recuperáveis como alternativa aos acessórios de respiração recuperáveis. Utilizar unicamente os acessórios de respiração não recuperáveis mencionados na lista de encomendas. Os outros acessórios de respiração não recuperáveis podem causar uma medição errada do volume minuto e funções erradas do aparelho. Ao utilizar os acessórios de respiração não recuperáveis, o sector da temperatura de serviço do aparelho é limitado a 10 o C até 50 o C Enfiar o tubo de medição de fluxo azul na conexão azul, 2 enfiar o tubo de medição de fluxo transparente na outra conexão. Não trocar os tubos de medição de fluxo. Os tubos de medição de fluxo trocados causam uma medição errada do volume. 3 Enfiar o tubo respiratório na conexão no Oxylog Ao utilizar um filtro antibacteriano ou um HME (Heat Moisture Exchanger) Ligar o filtro antibacteriano ou o HME. Os filtros antibacterianos aumentam a resistência de respiração e o volume do espaço morto dos acessórios de respiração. A função da medição de fluxo perto do doente é independente da utilização de um HME Durante a substituição dos acessórios de respiração Se, em lugar dos acessórios recuperáveis, tiverem que ser utilizados os acessórios de respiração não recuperáveis, ou vice-versa: Mandar substituir as conexões de medição do aparelho por especialistas e configurar o aparelho, vide o capítulo "Modo do serviço de assistência técnica" página

21 Preparação Estabelecimento do abastecimento de corrente O Oxylog 3000 é conebido para diversas alimentações de tensão. Abastecimento interno com bateria substituível (bateria especificada Smart, vide o capítulo "Dados técnicos", página 86). Abastecimento externo especial Para a carga necessária da bateria substituível e para prolongar os tempos de serviço eléctricos com a bateria substituível com tensão contínua da rede de bordo através do transformador DC/DC ou com o equipamento para alimentação a partir da rede AC/DC. Também durante o serviço num abastecimento externo tem que ser montada sempre uma bateria substituível! Manter carregada a bateria substituível, página 22. O aparelho só pode ventilar continuamente com a bateria substituível carregada no caso de uma interrupção do abastecimento de corrente. Abastecimento interno com bateria substituível Substituição da bateria substituível Tipos utilizáveis, vide o capítulo "Dados técnicos", página 88. No lado da ligação: 1 Soltar o parafuso da tampa do compartimento de baterias ao girá-lo para a esquerda até que a tampa possa ser aberta. 2 Dobrar a tampa para baixo. 3 Puxar a bateria substituível com a conexão de extracção para frente, e retirá-la. Controlar o estado de carga da bateria substituível carregada: Premir a tecla na bateria substituível. As LEDs na bateria substituível indicam a percentagem do estado de carga. Recomendação: Utilizar uma bateria substituível completamente carregada Premir a bateria substituível carregada para dentro conexão da ficha em baixo 2 dobrar a tampa para cima, 1 aparafusar bem o parafuso. Ao substituir a bateria substituível com o aparelho ligado e abastecimento externo de corrente não ligado, o Oxylog 3000 interrompe a ventilação. Continua com a ventilação com a última regulação ao mais tardar 3 segundos depois de introduzir uma bateria substituível carregada

22 Preparação Carga da bateria substituível Conservar a temperatura ambiente de 0 a 35 C durante a carga! Quando existe um abastecimento externo de corrente: 1 A lâmpada verde está acesa» N «, independentemente se o aparelho está ligado ou desligado. A bateria substituível é carregada. 2 A lâmpada de três cores» J «para indicar o estado de carga da bateria substituível está acesa: em amarelo: quando a bateria substituível ainda é carregada, em verde: quando a bateria substituível está carregada, em vermelho: quando nenhuma bateria substituível a funcionar está posta ou não pode ser carregada porque por exemplo o aparelho é utilizado fora do sector de temperatura de 0 a 35 C. As lâmpadas» N «e» J «são apagadas no caso de um abastecimento interno só com bateria substituível. A estação de carga de baterias abastecida por tensão de rede Oxylog 3000 pode ser utilizada para carregar externamente uma bateria substituível, vide o capítulo "Lista de encomendas", página 100. Oxylog Informar-se sobre as características de carga e de descarga (por exemplo o efeito de memória) do tipo respectivo de baterias na especificação técnica do fabricante. Indicação da capacidade da bateria / serviço de baterias 3 O Oxylog 3000 ligado mostra graficamente na janela de informação à direita na linha inferior a capacidade actual da bateria substituível em passos de 25 %: durante a cairga com um abastecimento externo de corrente, durante a descarga durante o serviço com a bateria substituível. Exemplo: 75 % carregados. A precisão da indicação da capacidade pode variar por exemplo em dependência da idade e do grau de uso da bateria substituível, vide o capítulo "Dados técnicos", página 88. Se o aparelho tiver que indicar outras mensagens mais importantes, a indicação desaparece a favor das mensagens mais importantes. Alarmes adicionais indicam o tempo de serviço residual durante o serviço com a bateria substituível. Durante o serviço com a bateria substituível, o aparelho reduz a brilho do ecrã para economizar corrente. Nas regulações, o aparelho aumenta automaticamente a brilho do ecrã durante 1 minuto ao máximo. ➂

23 Preparação Abastecimento externo com o transformador DC/DC Para ligar o Oxylog 3000 a redes de bordo de tensão contínua de diferentes tensões (12 V, 24 V, 28 V DC) é necessário o uso do transformador DC/DC. A tensão da rede de bordo de tensão contínua pode oscilar devido às diferentes condições de abastecimento de modo que o sector admissível da tensão de alimentação do Oxylog 3000 seja ultrapassado ou não seja atingido. O transformador DC/DC transforma esta tensão contínua numa tensão contínua constante de aprox. 19 V DC: Abastecer o aparelho no caso de um abastecimento de uma fonte externa de tensão contínua (por exemplo a rede de bordo do veículo) sempre com o transformador DC/DC, vide a "Lista de encomendas", página Ligar o transformador DC/DC com o grande conector à rede de bordo de tensão contínua, 2 ligar o pequeno conector ao casquilho para a tensão contínua do Oxylog Ao ligar o Oxylog 3000 ao abastecimento externo de corrente está acesa a lâmpada» N «, e indica a sua disposição para carregar a bateria substituível. Oxylog V DC 24 V DC 28 V DC Abastecimento externo com o equipamento para alimentação a partir da rede Utilizar unicamente o equipamento para alimentação a partir da rede AC/DC, vide o capítulo "Lista de encomendas", página Enfiar a ficha de rede na tomada de corrente de rede, 5 enfiar o conector de tensão contínua no casquilho para a tensão contínua do Oxylog Durante a ligação do Oxylog 3000 ao abastecimento externo de corrente está acesa a lâmpada» N «, e indica a sua disposição para carregar a bateria substituível. Oxylog

24 Preparação Estabelecimento do abastecimento de gás Cuidado ao trabalhar com oxigénio: Proteger as garrafas de oxigénio para que não caiam, e não expô-las a um forte calor, perigo de explosão! Não olear nem lubrificar as ligações de oxigénio como as válvulas das garrafas, os redutores de pressão, nem tocar nestas com as mãos oleosas, perigo de incêndio! Só abrir e fechar as válvulas das garrafas com a mão, girálas uniformemente. Não utilizar ferramentas. Não fumar, nenhum fogo aberto. O oxigénio promove intensivamente qualquer queimadura! O Oxylog 3000 pode ser abastecido alternadamente com oxigénio ou ar comprimido. Regular o tipo de gas no menú de configuração para atingir uma dosagem correcta, vide "Selecção do tipo de gás", página 54. No caso do abastecimento a partir de uma garrafa de oxigénio Só utilizar as garrafas de ar comprimido que correspondem às prescrições nacionais e que são autorizadas. Utilizar uma garrafa de oxigénio cheia. Atarraxar o redutor de pressão (para a pressão secundária de 2,7 a 6,0 bar, pressão nominal de 5 bar) na garrafa de oxigénio. Só utilizar redutores de pressão com uma válvula de purga ao lado da saída que limita a pressão secundária a 10 bar no máx. no caso de uma falha! 1 Atarraxar o tubo de ar comprimido de oxigénio no Oxylog Ligar o tubo de ar comprimido de oxigénio ao redutor de pressão. 3 Atarraxar lentamente a válvla da garrafa, e abrí-la completamente. 1 3 Não montar válvulas de dosagem nem debitómetros no abastecimento de gás do Oxylog 3000, perigo de uma perturbação da função do aparelho! 2 O

25 Preparação Averiguação do período de serviço pneumático provável do Oxylog 3000 Exemplo para uma reserva de ar comprimido: Pressão da garrafa medida no manómetro do redutor de pressão: 200 bar Volume de enchimento da garrafa de oxigénio: 2,5 L Reserva de ar comprimido: 2,5 L x 200 bar = aprox. 500 L Exemplo para o período de serviço pneumático: Modo de respiração IPPV, Freq. 10 1/min, VT = 1 L, O2 = 100 % Volume minuto = 10 1/min x 1 L = 10 L/min Período de serviço = Período de serviço = Reserva de ar comprimido [L] (MV +0,5*) [L/min] 500 aprox. 48 minutos 10,5 Se o Oxylog 3000 for utilizado com uma concentração de oxigénio inferior a 100 % O2, aumenta-se o período de serviço pneumático visto que o aparelho produza então adicionalmente ar ambiente. 1 O Oxylog 3000 indica na janela de informação à esquerda na linha inferior a quantidade de gás actualmente consumida do abastecimento de alta pressão em L/min (próprio consumo do aparelho + MV do doente). Se o aparelho tiver que indicar outras mensagens mais importantes, esta indicação desaparece a favor da mensagem mais importante. Exemplo: Cons. de gás = 2.5 L/min ➀ * Próprio consumo do aparelho: 0,5 L/min no máx. 25

TAKAOKA MONTEREY SMART

TAKAOKA MONTEREY SMART TAKAOKA MONTEREY SMART OPERAÇÃO NO RECÉM-NASCIDO O Monterey Smart é um respirador microprocessado desenvolvido para atender pacientes adultos, infantis e neonatais em terapia intensiva e transporte intra

Leia mais

Ventiladores para adultos e pediátricos. Guia de preparação rápida. Português

Ventiladores para adultos e pediátricos. Guia de preparação rápida. Português Ventiladores para adultos e pediátricos Guia de preparação rápida Português Configuração Utilização não invasiva Cabo eléctrico CA Máscara Stellar 2 Tubagem de ar 3 4 5 1 Cabo eléctrico CA Clipe de fixação

Leia mais

Savina. Ventilador de cuidados intensivos Software 3.n Manual de uso

Savina. Ventilador de cuidados intensivos Software 3.n Manual de uso Savina Para uma compreensão plena das características de desempenho deste dispositivo médico, o utilizador deverá ler atentamente estas Instruções de Utilização antes da utilização do dispositivo médico.

Leia mais

Filtro de partículas diesel

Filtro de partículas diesel Filtro de partículas diesel 12.07 - anual de instruções P 51145778 DFG 316-320 08.10 DFG 316s-320s DFG 425-435 DFG 425s-435s Prefácio Para obter o melhor e mais seguro rendimento do veículo industrial,

Leia mais

VS III. Ventilador a volume e pressão Para uso invasivo e não-invasivo

VS III. Ventilador a volume e pressão Para uso invasivo e não-invasivo VS III Ventilador a volume e pressão Para uso invasivo e não-invasivo Sua solução de ventilação versátil, eficiente e fácil de usar, do hospital para a residência DESTAQUES DA TECNOLOGIA Desempenho avançado

Leia mais

Este manual de instruções é parte integrante do produto e deve ficar na posse do cliente final. Imagem 1: Vista frontal

Este manual de instruções é parte integrante do produto e deve ficar na posse do cliente final. Imagem 1: Vista frontal Painel de comando e sinalização N.º art. MBT 2424 Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas por electricistas especializados.

Leia mais

4 Confiabilidade Metrológica do Ventilador Pulmonar

4 Confiabilidade Metrológica do Ventilador Pulmonar 4 Confiabilidade Metrológica do Ventilador Pulmonar A metrologia avançou muito na área industrial e científica, mas, apesar de sua óbvia importância, sua aplicação ainda é incipiente na área da saúde.

Leia mais

mudanças em qualquer uma dos ajustes nas janelas do paciente ou do ventilador sejam implementadas.

mudanças em qualquer uma dos ajustes nas janelas do paciente ou do ventilador sejam implementadas. 1- DESCRIÇÃO O xlung é um simulador virtual da interação paciente-ventilador pulmonar que incorpora os principais recursos do suporte ventilatório a diferentes configurações de aspectos demográficos, de

Leia mais

Manual de Instruções SATA 67595

Manual de Instruções SATA 67595 1. Conheça o produto...2 2. Âmbito do fornecimento...5 3. Dados técnicos...6 4. Modo de atuação da unidade de limpeza de ar com adsorvente de carvão ativo e do cinto sem adsorvente de carvão ativo...7

Leia mais

Ventiladores para adultos e pediátricos. Guia de configuração rápida. Português

Ventiladores para adultos e pediátricos. Guia de configuração rápida. Português Ventiladores para adultos e pediátricos Guia de configuração rápida Português Configuração Utilização não invasiva Cabo de alimentação CA Máscara Stellar 2 Tubos de ar 3 4 5 1 Umidificador aquecido H4i

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO. Ventilador de Cuidados Intensivos EVITA 4 Dräger Medical AG & Co. KGaA

INSTRUÇÕES DE USO. Ventilador de Cuidados Intensivos EVITA 4 Dräger Medical AG & Co. KGaA INSTRUÇÕES DE USO Ventilador de Cuidados Intensivos EVITA 4 Dräger Medical AG & Co. KGaA Distribuidor: Dräger Indústria e Comércio Ltda. Autorização de funcionamento: 1.04.073-7 Alameda Pucuruí, 51 Tamboré

Leia mais

Como você é beneficiado: Ventilação de qualidade Versatilidade da aplicação Facilidade de uso Operação silenciosa. CHEST / Dezembro de 2005

Como você é beneficiado: Ventilação de qualidade Versatilidade da aplicação Facilidade de uso Operação silenciosa. CHEST / Dezembro de 2005 O novo ventilador semi-intensivo Carina Cuidado semi-intensivo é um serviço de tratamento médico em rápido crescimento para pacientes que precisam de procedimentos diagnósticos e invasivos, mas não procedimentos

Leia mais

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Características Quatro zonas com capacidade de teste/isolamento. Dois circuitos de alarme com possibilidade de isolamento. Fonte de alimentação

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FAP2 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 2 zonas de detecção,

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FP4 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 4 zonas de detecção,

Leia mais

MEDUMAT Transport. Ventilador. Descrição do aparelho e instruções de uso para aparelhos a partir da versão de firmware 2.17

MEDUMAT Transport. Ventilador. Descrição do aparelho e instruções de uso para aparelhos a partir da versão de firmware 2.17 MEDUMAT Transport Ventilador Descrição do aparelho e instruções de uso para aparelhos a partir da versão de firmware 2.17 Índice 1. Vista geral.................... 4 2. Descrição do aparelho..........

Leia mais

1 Indicações de segurança

1 Indicações de segurança KNX actuador persianas 4 canais DC 12-48 V KNX actuador persianas 2 canais AC 230 V, 1 canal DC 12-48 V KNX actuador persianas 4 canais AC 230 V, 2 canais DC 12-48 V KNX actuador persianas 8 canais AC

Leia mais

INTRODUÇÃO. Rua Andr e Adolf o Ferra ri, nº 550 - Distrit o Ind ustrial No va Era - Indai atub a - SP - C.P.208 6 - CEP:13.347-395

INTRODUÇÃO. Rua Andr e Adolf o Ferra ri, nº 550 - Distrit o Ind ustrial No va Era - Indai atub a - SP - C.P.208 6 - CEP:13.347-395 TRANSPORTADOR BART-ONE GUIA GERAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO INTRODUÇÃO Este presente manual tem por objetivo proporcionar as informações fundamentais necessárias para o uso e manutenção do equipamento.

Leia mais

4 5 Estética inteligente

4 5 Estética inteligente 2 3 Design e desempenho O que é bom não precisa de ser aperfeiçoado. Com este objectivo conseguimos desenvolver uma geração completamente nova de máquinas de ventilação. A bellavista garante óptimas perspectivas

Leia mais

Alarme Aquecimento Quarto Sala Cozinha Garagem Presente Param. Mensagem

Alarme Aquecimento Quarto Sala Cozinha Garagem Presente Param. Mensagem Minha habitação Aplicação para telemóvel Manual de instalação e utilização PT Alarme Aquecimento Quarto Sala Cozinha Garagem Presente Mensagem Índice 1- Apresentação...............................................3

Leia mais

Manual de instruções. Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312. Para o utilizador. Leia atentamente antes de utilizar o aparelho.

Manual de instruções. Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312. Para o utilizador. Leia atentamente antes de utilizar o aparelho. Manual de instruções Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312 Para o utilizador Leia atentamente antes de utilizar o aparelho. 7 747 010 152-01/2007 PT Índice 1 Para a sua segurança...........................................

Leia mais

Adenda ao Manual do Operador

Adenda ao Manual do Operador Opção NeoMode Introdução Esta adenda mostra como utilizar a opção de software NeoMode no Ventilador Puritan Bennett 840. Consulte o Manual de referência técnica e do operador do sistema do ventilador Puritan

Leia mais

SUNNY CENTRAL. 1 Introdução. Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra

SUNNY CENTRAL. 1 Introdução. Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra SUNNY CENTRAL Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra 1 Introdução Alguns fabricantes de módulos recomendam ou exigem a ligação à terra negativa ou positiva do gerador fotovoltaico

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

1 Indicações de segurança. 2 Estrutura do aparelho. Facility Pilot Server. N.º art. : FAPV-SERVER-REG N.º art. : FAPVSERVERREGGB. Manual de instruções

1 Indicações de segurança. 2 Estrutura do aparelho. Facility Pilot Server. N.º art. : FAPV-SERVER-REG N.º art. : FAPVSERVERREGGB. Manual de instruções Facility Pilot Server N.º art. : FAPV-SERVER-REG Facility Pilot Server N.º art. : FAPVSERVERREGGB Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas

Leia mais

Breve introdução testo 51043

Breve introdução testo 51043 Breve introdução testo 51043 Breve introdução testo 510 de Tampa de protecção: posição de encaixe Conexão do sensor de pressão diferencial Visor Botões de comando Compartimento para as pilhas, ímans de

Leia mais

Guia de Instalação, Programação e Funcionamento. Conteúdo. Bem-vindo! Programador Fácil de Programar (STPi)

Guia de Instalação, Programação e Funcionamento. Conteúdo. Bem-vindo! Programador Fácil de Programar (STPi) Bem-vindo Programador Fácil de Programar (STPi) Guia de Instalação, Programação e Funcionamento Obrigado por ter adquirido o programador Rain Bird fácil de programar Nas páginas seguintes, vai encontrar

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR POR KF 14925 MANUAL DO UTILIZADOR Conteúdo Introdução... 2 Características... 2 Lista de Acessórios... 2 Ilustração... 3 Preparando a máquina para Detectar... 3 Operação... 4 Relatório de Detecção... 4

Leia mais

Easy Series. Guia do utilizador. Painel de Controlo de Intrusão

Easy Series. Guia do utilizador. Painel de Controlo de Intrusão Easy Series PT Guia do utilizador Painel de Controlo de Intrusão Easy Series Guia do utilizador Utilizar o teclado de comando Utilizar o teclado de comando Estados do Dispositivo de Visualização Dispositivo

Leia mais

Divinolândia 19 de agosto de 2013

Divinolândia 19 de agosto de 2013 Divinolândia 19 de agosto de 2013 Prezados senhores interessados Esta comissão de Julgamento de Licitação do Conderg Hospital Regional de Divinolândia, esclarece através deste, alterações feita no Edital

Leia mais

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista Mesa Digitalizadora Manual do Utilizador Windows 2000 / XP / Vista 1 I. Informação Geral 1. Visão Geral Bem-vindo ao mundo das canetas digitais! Irá descobrir que é muito fácil controlar o seu computador

Leia mais

Sistema de Alarme GSM com Lcd

Sistema de Alarme GSM com Lcd Sistema de Alarme GSM com Lcd Manual Instruções Instruções de Funcionamento Versão de lingua Ingles/Chines integrado para as necessidades do cliente: 8 zonas de proteção sem fios, cada zona pode ter ate

Leia mais

Manual Utilização. Central Detecção Incêndio. JUNIOR-NET CSA v.4. Sistema Analógico Endereçável

Manual Utilização. Central Detecção Incêndio. JUNIOR-NET CSA v.4. Sistema Analógico Endereçável Manual Utilização Central Detecção Incêndio JUNIOR-NET CSA v.4 Sistema Analógico Endereçável Modelo com aprovação das normas EN54PT2 e PT4 1999 GFE 1/5 Legenda da Central: 1 33 32 2 3 31 30 4 10 5 29 28

Leia mais

1 Indicações de segurança

1 Indicações de segurança Actuador regulador universal 1 canal, 50-210 W com entrada binária N.º art. 3210 UP Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas

Leia mais

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização!

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização! Manual de instalação e utilização Esquentadores a gás minimaxx WRD 11-2.B.. WRD 14-2.B.. WRD 18-2.B.. Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento,

Leia mais

Manual de Operação dos Painéis de Alarme de Incêndio da Série 2X-F

Manual de Operação dos Painéis de Alarme de Incêndio da Série 2X-F Manual de Operação dos Painéis de Alarme de Incêndio da Série 2X-F P/N 501-405021-2-20 REV 2.0 ISS 04MAY11 Copyright Marcas comerciais e patentes Fabricante Versão Certificação Directivas da União Europeia

Leia mais

Manual de Operação da série 2X

Manual de Operação da série 2X Manual de Operação da série 2X P/N 00-3250-505-0021-04 ISS 04MAY15 Copyright Marcas comerciais e patentes Fabricante Versão Certificação 2015 UTC Fire & Security. Todos os direitos reservados. A série

Leia mais

Manual de instruções para carregadores de acumuladores. utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters

Manual de instruções para carregadores de acumuladores. utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters Manual de instruções para carregadores de acumuladores CCC 405 e CCC 410 24V/5A 24V/10A utilizados para carregar acumuladores de cadeiras de rodas e scooters Certified to EN60601-1 3 rd ed. Em conformidade

Leia mais

Instruções de Utilização Manual do Sistema. Aparelho de comando áudio 1287 00

Instruções de Utilização Manual do Sistema. Aparelho de comando áudio 1287 00 Instruções de Utilização Manual do Sistema Aparelho de comando áudio 1287 00 Índice Informações acerca do sistema...3 Tipologias de montagem...5 Montagem de uma estação externa encastrada...7 Montagem

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções Especificações técnicas Voltagem de funcionamento: 12V Voltagem de reserva (Backup): 12V Frequência de funcionamento: 433MHz Sonoridade do alarme: 85dB Características de função Podem

Leia mais

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização!

Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler as instruções de utilização! Manual de instalação e utilização Esquentadores a gás minimaxx WRD 11-2 KME... WRD 14-2 KME... WRD 17-2 KME... Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO A EQUIPEL assegura ao proprietário deste aparelho garantia de 01 ano contra qualquer defeito de peça ou de fabricação desde que,

Leia mais

Gerenciamento Contínuo de Vácuo Função Peça Presente Função Expulsar Peça. Construção leve e compacta. Ajuste digital para leitura de vácuo

Gerenciamento Contínuo de Vácuo Função Peça Presente Função Expulsar Peça. Construção leve e compacta. Ajuste digital para leitura de vácuo SaveAir Gerador e Gerenciador de Vácuo Gerenciamento Contínuo de Vácuo Função Peça Presente Função Expulsar Peça Construção leve e compacta Ajuste digital para leitura de vácuo Função Peça Presente garante

Leia mais

Rio 30. Manual de instruções e Instruções de segurança. Telefone com fios com identificação de chamada. 06/04hj

Rio 30. Manual de instruções e Instruções de segurança. Telefone com fios com identificação de chamada. 06/04hj Rio 30 Manual de instruções e Instruções de segurança Telefone com fios com identificação de chamada 1 06/04hj Índice Vista geral do aparelho... 3 Por baixo... 4 De lado... 4 Conteúdo da caixa... 4 Características...

Leia mais

BEDIENUNGSANWEISUNG IKD 943.1. mit Montageanweisungen

BEDIENUNGSANWEISUNG IKD 943.1. mit Montageanweisungen BEDIENUNGSANWEISUNG mit Montageanweisungen GB F NL I E P Instructions for use and installation instructions Instructions d'utilisation et avis de montage Gebruiksaanwijzing en montagehandleiding Istruzioni

Leia mais

Introdução. Nokia N77-1 1ª Edição PT

Introdução. Nokia N77-1 1ª Edição PT Introdução Nokia N77-1 1ª Edição PT Teclas e componentes (frente e lateral) Número do modelo: Nokia N77-1. A seguir referido como Nokia N77. 1 Sensor de luz 2 Câmara secundária com menor resolução 3 Teclas

Leia mais

Instruções de instalação

Instruções de instalação Instruções de instalação Acessórios Cabos de ligação do acumulador da caldeira de aquecimento Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem. Logano plus GB225-Logalux LT300 6 720 642 644

Leia mais

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A.

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. WinREST Sensor Log A Restauração do Séc. XXI WinREST Sensor Log Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. 2 WinREST Sensor Log Índice Índice Pag. 1. WinREST Sensor Log...5 1.1. Instalação (aplicação ou serviço)...6

Leia mais

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por:

Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES. Desenvolvido por: Manual de instruções RECICLADOR AUTOMOTIVO RECIGASES Desenvolvido por: Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. FUNÇÕES BÁSICAS... 4 3. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 5 4. CONDIÇÕES DE SEGURANÇA... 7 5. COMPONENTES

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO DA FECHADURA TW3000

GUIA DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO DA FECHADURA TW3000 GUIA DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO DA FECHADURA TW3000 Características Abertura por código e/ou chave mecânica; Teclado standard de 12 teclas; Resistente a água (chuvas e salpicos); Fechadura submetida a

Leia mais

Instalação e Funcionamento da Back-UPS Pro 1200/1500 230 V

Instalação e Funcionamento da Back-UPS Pro 1200/1500 230 V Instalação e Funcionamento da Back-UPS Pro 1200/1500 230 V l Inventário Segurança bu001a (2) Não instale a Back-UPS onde fique exposta à luz solar directa, haja excesso de calor, humidade ou onde possa

Leia mais

PT-700. Manual de Instruções

PT-700. Manual de Instruções PT-700 Manual de Instruções Parabéns!!! Você acaba de adquirir um produto para a sua segurança e conforto com a ótima qualidade Protection. O Alarme para Piscina Protection, PT-700, foi desenvolvido para

Leia mais

Ventilação e oxigenoterapia Componentes de ventilação para serviços de emergência médica e hospitais

Ventilação e oxigenoterapia Componentes de ventilação para serviços de emergência médica e hospitais A A Componentes de ventilação para serviços de emergência médica e hospitais O equipamento médico disponível para os serviços de emergência médica e para os funcionários hospitalares é crucial para o sucesso

Leia mais

Atenção: Consulte o manual antes de trabalhar com o medidor.

Atenção: Consulte o manual antes de trabalhar com o medidor. MEDIDOR DIGITAL DE RESISTÊNCIA DE TERRA MODELO: ST-5300 / ST-5300A O comprovador digital de resistência de terra vem mudar o gerador de mão convencional usado actualmente para fazer estas verificações.

Leia mais

Manual de instalação e operação

Manual de instalação e operação Manual de instalação e operação Central de alarme de incêndio endereçável INC 2000 Central de alarme de incêndio INC 2000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul.

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

TRZ 12-2. Português 6 720 610 625 (01.11) OSW

TRZ 12-2. Português 6 720 610 625 (01.11) OSW Português OSW Índice 1 Indicações sobre o aparelho 35 2 Instalação 36 3 Comando 37 1 Indicações sobre o aparelho Regulador de temperatura ambiente de duas posições para comando do queimador de caldeiras

Leia mais

Software de aplicação Tebis

Software de aplicação Tebis 5 Software de aplicação Tebis TL304C V 1 x 4 entradas TL310A V 1 x 10 entradas TL302B V 1 x 2 entradas TL304B V 1 x 4 entradas Referência do produto TXA304 TXA310 TXB302 TXB304 Descrição Módulo 4 entradas

Leia mais

Parte 2: Instruçes de montagem classe 806

Parte 2: Instruçes de montagem classe 806 Indice Página: Parte : Instruçes de montagem classe 806 1. Equipamento da máquina de costura............................... 3. Montagem da máquina de costura.1 Dispositivos de segurança para transporte.............................

Leia mais

Decibelímetro Modelo SL130

Decibelímetro Modelo SL130 Manual do Usuário Decibelímetro Modelo SL130 Introdução Parabéns pela sua compra do Decibelímetro SL130 Extech. Desenhado para montagem em parede, mesa, ou montagem em tripé, este medidor está de acordo

Leia mais

Controlador de Segurança para chamas de Gás

Controlador de Segurança para chamas de Gás Controlador de Segurança para chamas de Gás Para queimadores de gás atmosféricos de 2 estágios: Detecção de chamas: - Sonda de Ionização - Detector de Infra-vermelho IRD 1020 - Sensor de chamas Ultravioleta

Leia mais

DATA LOGGERS SÉRIE SIMPLE LOGGER II

DATA LOGGERS SÉRIE SIMPLE LOGGER II DATA LOGGERS SÉRIE SIMPLE LOGGER II Modos de programação de registo; Intervalos de registo programáveis; Capacidade de memória para 240.000 medidas; Alimentação por pilhas alcalinas; Ligação a computador

Leia mais

Connect-i Manual do Usuário - Português

Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário Contronics Automação Ltda. Rua Tenente Silveira, 225 Ed. Hércules - 10 andar Centro - Florianópolis - SC, 88010-300 Brasil Fone: (48)

Leia mais

FICHET BAUCHE NEVO MANUAL DE INSTRUÇÕES

FICHET BAUCHE NEVO MANUAL DE INSTRUÇÕES FICHET BAUCHE NEVO MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Refª.: BASS-0011-B/21-02-2014 Sumário 1- CARACTERÍSTICAS... 4 1-1 Modelos... 4 1-2 Dimensões e Pesos... 4 1-3 Acessórios interiores (standard e opcionais)... 5

Leia mais

Contador de electricidade instantâneo

Contador de electricidade instantâneo Contador de electricidade instantâneo Modo de utilização Ref. 54385 Linha de apoio: hotline@chacon.be CONTEÚDO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO 1 SEGURANÇA 2 DENTRO DA CAIXA 3 PROCURAR O CABO DE ALIMENTAÇÃO 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

BABÁ ELETRÔNICA MANUAL DE INSTRUÇÕES MONITOR DE ÁUDIO DIGITAL FPV - 700 IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA

BABÁ ELETRÔNICA MANUAL DE INSTRUÇÕES MONITOR DE ÁUDIO DIGITAL FPV - 700 IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA FPV - 700 BABÁ ELETRÔNICA MANUAL DE INSTRUÇÕES IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA MONITOR DE ÁUDIO DIGITAL ÍNDICE VISÃO GERAL DO EQUIPAMENTO... 04 PREPARANDO SUA BABÁ ELETRÔNICA... 05 CARREGANDO A BATERIA DO

Leia mais

RÁDIO RELÓGIO SY-1045 MANUAL DE INSTRUÇÕES

RÁDIO RELÓGIO SY-1045 MANUAL DE INSTRUÇÕES RÁDIO RELÓGIO SY-1045 MANUAL DE INSTRUÇÕES ATENÇÃO Esta sinal de exclamação adverte o utilizador da presença de instruções importantes de operatividade. O raio adverte o utilizador da presença de voltajem

Leia mais

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br Monitoramento de motores monofásico/trifásico MRU, MRI, MRM 1 Características Tensão de Alimentação UC12-48V ou UC110-240V Contato Reversível Entradas de medição separadas galvanicamente da alimentação

Leia mais

INFO DIAG FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO

INFO DIAG FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO CITROËN DTAV INFO DIAG FERRAMENTAS DE DIAGNÓSTICO FILIAIS / IMPORTADORES / DR DISTRIBUIDOR DE VN CITROËN - Preparador de VN - Coordenador de Campanhas REPARADORES AUTORIZADOS CITROËN - Responsável pelo

Leia mais

Descrição do Produto...2. 1. Utilização prevista...2 2. Construção...3 3. Descrição do funcionamento...3 4. Especificações técnicas...

Descrição do Produto...2. 1. Utilização prevista...2 2. Construção...3 3. Descrição do funcionamento...3 4. Especificações técnicas... ÍNDICE Descrição do Produto...2 1. Utilização prevista...2 2. Construção...3 3. Descrição do funcionamento...3 4. Especificações técnicas...4 Instruções de segurança gerais...5 1. Dever de diligência do

Leia mais

Guardar estas instruções sempre com o Indicador de pesagem

Guardar estas instruções sempre com o Indicador de pesagem PT Art.Nr. F355 Digi-Star EZ000/EZ000V Índice Índice. Sobre o produto.... Características dos indicadores EZ000 e EZ000V.... Especificações de manejo....3 Caixa.... Manejo... LIGAR O INDICADOR... DESLIGAR

Leia mais

SOLUTION. Painel Convencional de Alarme de Incêndio. SOLUTION - Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio. Revisão 1.1 Maio de 2006

SOLUTION. Painel Convencional de Alarme de Incêndio. SOLUTION - Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio. Revisão 1.1 Maio de 2006 SOLUTION Painel Convencional de Alarme de Incêndio TABELA DE CONTEÚDO Capitulo 1: Descrição do Produto... 2 1.1: Características...2 1.2: Especificações...2 Capitulo 2: Lógica de Detecção e Alarme de Incêndios...

Leia mais

Central Analógica Endereçável GST200 - Manual do utilizador - MANUAL DO UTILIZADOR

Central Analógica Endereçável GST200 - Manual do utilizador - MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR 1 Índice Índice... 2 1. GST200 Estrutura e configuração do painel de controlo... 3 1.1.Descrição da estrutura interna e configuração típica... 3 1.2. Estrutura do painel frontal da

Leia mais

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida

Dados técnicos. necessário. Consumo de corrente Placa de medição não abrangida 3 ma Placa de medição abrangida 0102 Designação para encomenda Características Para montagem na caixa Montagem directa em accionamentos normais Directivas europeias para máquinas cumpridas Certificado de verificação de modelos TÜV99

Leia mais

Painel sinóptico BAT 100 LSN. Guia de instruções

Painel sinóptico BAT 100 LSN. Guia de instruções Painel sinóptico BAT 100 LSN pt Guia de instruções Painel sinóptico Índice pt 3 Índice 1 Instruções de segurança 4 2 Descrição funcional 4 3 Vista geral do sistema 6 4 Instalação 7 5 Ligação 11 6 Manutenção

Leia mais

Moldura Digital para Fotografias

Moldura Digital para Fotografias DENVER DPF 741 Manual do Utilizador Moldura Digital para Fotografias ATENÇÃO O cabo de alimentação com adaptador/dispositivo para desligar o aparelho deve estar facilmente acessível e deve poder ser desligado

Leia mais

IH 30. Instruções de utilização. Inalador

IH 30. Instruções de utilização. Inalador IH 30 Inalador Instruções de utilização BEURER GmbH + Co. KG Söflinger Str. 218 89077 Ulm (Germany) Tel.: 0731 / 39 89-144 Fax: 0731 / 39 89-255 www.beurer.de Mail: kd@beurer.de Indicações Este inalador

Leia mais

Características da Lt408

Características da Lt408 Lt408 Guia Rápido Características da Lt408 A Lt408 a geração de impressoras industriais robustas de alto rendimento com alta resolução. A Lt408 é uma impressora fácil de usar, com um rendimento e velocidade

Leia mais

CCT-5001 MANUAL DO UTILIZADOR

CCT-5001 MANUAL DO UTILIZADOR CCT-5001 MANUAL DO UTILIZADOR facebook.com/denverelectronics PT-1 Parte da câmara de vídeo Preparar para usar 1. Porta HDMI 6. Ecrã 11. Protetor 16. PARA CIMA 2. Ranhura para 7. Luz do indicador 12. Coluna

Leia mais

EM398x-R1 UPS 600-1000-1600VA

EM398x-R1 UPS 600-1000-1600VA EM398x-R1 UPS 600-1000-1600VA EM398X-R1 - UPS 600-1000-1600VA 2 PORTUGUÊS Índice 1.0 Introdução... 2 1.1 Funções e funcionalidades... 2 1.2 Conteúdo da embalagem... 3 1.3 Ligar a UPS... 3 2.0 Software

Leia mais

Instruções do Reanimador Manual de Silicone MD

Instruções do Reanimador Manual de Silicone MD REANIMADOR MANUAL DE SILICONE MD Balão de Silicone Autoclavável Adulto Balão de Silicone Autoclavável Pediátrico Balão de Silicone Autoclavável Neonatal Obrigado por investir no Reanimador Manual de Silicone

Leia mais

MÓDULO 4 4.8.2 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE POLIETILENO PARAGASES E AR COMPRIMIDO

MÓDULO 4 4.8.2 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE POLIETILENO PARAGASES E AR COMPRIMIDO MÓDULO 4 4.8.2 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE POLIETILENO PARAGASES E AR COMPRIMIDO Normas Aplicáveis - NBR 14.462 Sistemas para Distribuição de Gás Combustível para Redes Enterradas

Leia mais

CELSIUSNEXT WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31. Manual de instalação e utilização

CELSIUSNEXT WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31. Manual de instalação e utilização Manual de instalação e utilização CELSIUSNEXT 6720608913-00.1AL WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31 Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler

Leia mais

Introduzir aqui o código identificação do seu aparelho!

Introduzir aqui o código identificação do seu aparelho! Manual de instruções DULCOMETER D1C Parte 2: Configuração e operação, Variável de medição oxigénio ProMinent O 2 2.00 ppm DULCOMETER STOP START O 2 2.00 ppm DULCOMETER STOP START Tipo D Tipo W D1C A Introduzir

Leia mais

Biblioteca de aplicações

Biblioteca de aplicações Biblioteca de aplicações Observação: as descrições que se seguem mostram as ligações que permitem aceder à aplicação correspondente. Se o software Zelio Soft 2 estiver instalado, clique uma vez na ligação

Leia mais

Guia do Usuário. Luxímetro Registrador de Dados com Interface para PC. Modelo HD450

Guia do Usuário. Luxímetro Registrador de Dados com Interface para PC. Modelo HD450 Guia do Usuário Luxímetro Registrador de Dados com Interface para PC Modelo HD450 Introdução Parabéns pela sua compra do Luxímetro Digital Extech HD450. O HD450 mede a iluminância em Lux e Foot candles

Leia mais

Esquentador WTD KB. Conclusão - 30/12/2010 Revisões: 1ª - 30/12/2010; Pág. 1 de 24

Esquentador WTD KB. Conclusão - 30/12/2010 Revisões: 1ª - 30/12/2010; Pág. 1 de 24 Esquentador WTD KB Documentação técnica P.A.T. Este documento é confidencial e de uso exclusivo dos Postos Oficiais de Assistência Técnica Vulcano/Junkers Conclusão - 30/12/2010 Revisões: 1ª - 30/12/2010;

Leia mais

Instruções de montagem e de manutenção

Instruções de montagem e de manutenção Instruções de montagem e de manutenção Acumulador combinado Logalux P750 S Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem e da manutenção 6 720 619 324-03/2001 PT Ficha técnica Para a montagem

Leia mais

Máscara Nasal Mirage Vista

Máscara Nasal Mirage Vista Português 60 50 40 30 20 10 0 4 6 10 12 14 16 1 20 . AVISOS Máscara Nasal Mirage Vista Somente Rx A máscara nasal Mirage Vista é um acessório para ventiladores (respiradores) não contínuos, desenhada

Leia mais

CR-718 B R U K S A N V I S N I N G M O D E D E M P L O I MANUAL DE INSTRUÇÕES INSTRUCCIONES DE U SO K Ä Y T T Ö O H J E E T GEBRUIKERSHANDLEIDING

CR-718 B R U K S A N V I S N I N G M O D E D E M P L O I MANUAL DE INSTRUÇÕES INSTRUCCIONES DE U SO K Ä Y T T Ö O H J E E T GEBRUIKERSHANDLEIDING CR-718 I N S T R U C T I O N M A N U A L B R U K S A N V I S N I N G B E T J E N I N G S V E J L E D N I N G B E D I E N U N G S A N L E I T U N G M O D E D E M P L O I MANUAL DE INSTRUÇÕES INSTRUCCIONES

Leia mais

VIESMANN VITOSOLIC. Dados técnicos VITOSOLIC 100 VITOSOLIC 200. Controlador para sistemas de energia solar

VIESMANN VITOSOLIC. Dados técnicos VITOSOLIC 100 VITOSOLIC 200. Controlador para sistemas de energia solar VIESMANN VITOSOLIC Controlador para sistemas de energia solar Nº de referência e preços: ver lista de preços VITOSOLIC 100 Controlador electrónico por diferença de temperatura Para sistemas com produção

Leia mais

GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante com dois sensores Instruções de instalação e funcionamento

GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante com dois sensores Instruções de instalação e funcionamento Labkotec Oy Myllyhaantie 6 FI-33960 PIRKKALA FINLAND Tel: + 358 29 006 260 Fax: + 358 29 006 1260 19.1.2015 Internet: www.labkotec.fi 1/12 GA-2 Dispositivo de Alarme de Separador de Massa Lubrificante

Leia mais

CO-6 Medidor de dióxido de carbono (CO2)

CO-6 Medidor de dióxido de carbono (CO2) CO-6 Medidor de dióxido de carbono (CO2) DETECTOR 1. Sensor de temperatura e umidade 2. Sensor de CO2 (parte traseira) 3. display LCD 4. Conector adaptador AC 5. porta RS232 6. Teclado 7. Compartimento

Leia mais

CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBADA MANUAL DE INSTALAÇÃO

CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBADA MANUAL DE INSTALAÇÃO CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBADA MANUAL DE INSTALAÇÃO Ler estas instruções na sua totalidade antes de colocar em funcionamento e devem ser guardadas para consulta futura. 1. GENERALIDADES

Leia mais

Índice PREXISO P80 788508 1

Índice PREXISO P80 788508 1 Índice PT Configuração do instrumento - - - - - - - - - - - - - - - -2 Apresentação geral - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2 Visor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Leia mais

Índice. 1 Sistema DaisaTest. 1. Porquê instalar um Sistema DaisaTest? 2. Funções de um Sistema DaisaTest. 3. Elementos de um Sistema DaisaTest

Índice. 1 Sistema DaisaTest. 1. Porquê instalar um Sistema DaisaTest? 2. Funções de um Sistema DaisaTest. 3. Elementos de um Sistema DaisaTest 1 Sistema DaisaTest Índice 1. Porquê instalar um Sistema DaisaTest? 2. Funções de um Sistema DaisaTest 3. Elementos de um Sistema DaisaTest 3.1 Instalação e guia para a cablagem 3.2 Luminárias de emergência

Leia mais

Carina home Ventilador de Cuidados Domiciliários. Instruções de uso para pessoal médico e técnico Software 2.n

Carina home Ventilador de Cuidados Domiciliários. Instruções de uso para pessoal médico e técnico Software 2.n Carina home Ventilador de Cuidados Domiciliários Instruções de uso para pessoal médico e técnico Software.n Conteúdo Para sua segurança e a de seus pacientes 5 Sobre Carina home 9 Instalação e conexão

Leia mais

Detectores de Fumo por Aspiração Convencionais - Série FCS-320-TM

Detectores de Fumo por Aspiração Convencionais - Série FCS-320-TM Sistemas de Detecção de Incêndio Detectores de Fumo por Aspiração Convencionais - Série FCS-320-TM Detectores de Fumo por Aspiração Convencionais - Série FCS-320-TM Para ligar a painéis de incêndio convencionais

Leia mais

Quality makes the Difference. powerpackpoint. Instruções de Operação Bateria Recarregável

Quality makes the Difference. powerpackpoint. Instruções de Operação Bateria Recarregável Quality makes the Difference powerpackpoint Instruções de Operação Bateria Recarregável NÚMERO DE SÉRIE A HOFFRICHTER GmbH libera todos os seus sistemas e aparelhos com um número de série que garante que

Leia mais

Guia do Usuário. Modelo 380260 Testador de Isolamento / Megômetro

Guia do Usuário. Modelo 380260 Testador de Isolamento / Megômetro Guia do Usuário Modelo 380260 Testador de Isolamento / Megômetro Introdução Parabéns pela sua compra do Testador de Isolamento/Megômetro da Extech. O Modelo 380260 fornece três faixas de teste mais continuidade

Leia mais