de Ambientes Automação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "de Ambientes Automação"

Transcrição

1 Automação de Ambientes Este documento solução é de propriedade da ARTIERE e fica expressamente proibida a reprodução e/ou divulgação, sem a permissão por escrito da Artiere Comercial Ltda. Todos os direitos são reservados.

2 Instrutor: Eng. Eduardo Freitas Gerente Geral da ARTIERE Eletrônica e Teleinformática Engenheiro Eletricista com Ênfase em Eletrônica e Telecomunicações Especialista em Redes de Telecomunicações pela BICSi Contato: (41) (41)

3 Sites ARTIERE Login: integrador Senha: artiere

4 Luminotécnica

5 Lâmpadas Incandescentes Descarga LED (Light Emitter Diode)

6 Lâmpadas Incandescentes É constituída de um filamento de tungstênio alojado no interior de um bulbo de vidro, preenchida por gás inerte, normalmente nitrogênio, que evita a oxidação do Tungstênio. Temperatura de Cor de 2700K Possui geralmente IRC de 100% Rendimento Baixo de 10 a 15lm/W

7 Lâmpadas Incandescentes Halógenas Também é constituída de um filamento de tungstênio alojado no interior de um bulbo de quartzo, preenchida por gás inerte e partículas de um elemento halógeno, normalmente Bromo ou Iodo.

8 Lâmpadas Incandescentes Halógenas Durante seu funcionamento, os átomos de tungstênio que evaporam do filamento, combinam-se com as partículas do halógeno, capturando estes átomos e os depositando novamente sobre o filamento.

9 Lâmpadas Incandescentes Halógenas Tamanho reduzido Temperatura de Cor de 3000K Possui geralmente IRC de 100% Rendimento de 15 a 25lm/W

10 Lâmpadas de Descarga Fluorescente Constituídas de um tubo translúcido revestido internamente com material fluorescente. Emite radiação UV após a ionização do gás, a camada de fósforo converte para luz visível. IRC entre 70 e 85%

11 Lâmpadas de Descarga Fluorescente

12 Lâmpadas LED (Light Emitter Diode)

13 Lâmpadas LED (Light Emitter Diode) A cor da luz emitida depende da composição e da condição do material semicondutor usado, podendo ser infravermelha, visível ou ultravioleta. Opera com fontes de corrente constante.

14 Lâmpadas LED (Light Emitter Diode) LED Branco Quente (Warm White) Eficiência de 30 lm/w IRC de 80 a 90% Temperatura de Cor de 2800 a 3200K

15 Lâmpadas LED (Light Emitter Diode) LED Branco Frio (Cold White) Eficiência de 45 lm/w IRC de 60 a 70% Temperatura de Cor de 5000 a 8000K

16 Acessórios Transformadores Reatores Drivers

17 Acessórios Transformadores Dispositivos para transformação de tensões de 127/220V em saída de 12V para alimentação de lâmpadas incandescentes halógenas. Pode ser eletromagnéticos ou eletrônicos. Dimmerizáveis ou fixos.

18 Acessórios Reatores Dispositivo eletromagnético ou eletrônico para ignição e alimentação de lâmpadas de descarga. Podem ser dimmerizáveis (1~10V) ou fixos.

19 Acessórios Drivers Dispositivos eletrônicos para acionamento de lâmpadas LED de baixa tensão. Fornecem corrente constante para excitação de LEDs individuais ou associações. Podem ser dimmerizados por PWM (Modulação por largura de pulso).

20 Como controlar a intensidade luminosa das lâmpadas

21 Automação de Iluminação Conceito: Trata-se do controle da intensidade da iluminação através de dispositivos eletrônicos denominados Dimmers.

22 Dimmer Controle de Intensidade: Para alterar a intensidade luminosa de uma lâmpada devemos controlar a quantidade de energia entregue a esta.

23 Dimmer Controle de Intensidade: Corrente Alternada: Ângulo de Condução (Incandescentes) Frequência de Operação (Fluorescentes) Corrente Contínua: PWM (Modulação por Largura de Pulso)

24 Dimmer Corrente Alternada: A luminosidade de uma lâmpada pode ser controlada através da variação da potência elétrica que lhe é entregue, e isso pode ser feito alterando-se o ângulo de disparo durante cada semi-ciclo.

25 Dimmer Controle por Ângulo de Condução:

26 Dimmer Corrente Contínua: A luminosidade de uma lâmpada pode ser controlada através da variação da potência elétrica que lhe é entregue, e isso pode ser feito alterando-se a duração do ciclo ativo em uma modulação em PWM. O princípio de controle da intensidade luminosa em corrente contínua é baseado na Modulação por Largura de Pulso (PWM), chaveando uma tensão em alta freqüência e variando-se o tempo de ciclo ativo.

27 Dimmer Controle por Largura de Pulso:

28 Automação Residencial de Ambientes Cenários: Os cenários, aplicados a iluminação residencial, permitem a variação da intensidade luminosa de grupos de lâmpadas, criando efeitos estéticos e decorativos, enriquecendo detalhes da arquitetura de interiores.

29 Automação Residencial de Ambientes Cenários: O controle por cenários comanda a intensidade de um conjunto de iluminação e não cada lâmpada individualmente.

30 Automação Residencial de Ambientes Cabeamento Elétrico: Basicamente existem dois modelos de configuração: Sistemas Autônomos Sistemas Centralizados

31 Automação Residencial de Ambientes Configurações: Autônomos: Os dispositivos são concebidos de forma integrada, onde tanto os comandos como os acionadores estão localizados no mesmo ambiente a ser automatizado. Centralizada: Os dispositivos de automação estão centralizados em uma sala ou armário específico para este fim. Toda a rede elétrica a ser controlada converge para este ponto.

32 Automação Residencial de Ambientes Cabeamento Elétrico: O cabeamento elétrico para sistemas de automação de ambientes deve atender integralmente a norma da ABNT NBR5410. O circuito alimentador do sistema de automação de ambientes deverá possuir protetor contra surtos e contra sobrecarga. O circuito deverá ser exclusivo para esta função.

33 Automação Residencial de Ambientes Cabeamento Elétrico: O circuito alimentador deverá ser dimensionado conforme a carga total controlada, ou seja, deverá considerar a corrente máxima, a queda de tensão, causada pela distância entre o controlador e o quadro elétrico, e a ocupação dos conduítes, levando-se em conta os fatores de correção de agrupamento e temperatura.

34 Automação Residencial de Ambientes Aplicações: Home Theaters Suítes e Quartos Salas de Estar e Jantar Salões de Festa e Salas de Cinema Condomínios Hall decorados Edifícios Salas de Reuniões Salas de Videoconferências Vitrines

35

36

37

38 Principais Características Illuminare 4 cenas/4 zonas Modo Cena/Dimmer 4 zonas (200W cada) 4 cenas Caixa 2x4 profundidade simples 800W Bivolt Entrada para Pulsador Sleep

39 Principais Características Illuminare 8 zonas 8 zonas (200W cada) 8 cenas Display Caixa 4x4 profundidade simples 1500W Entrada para sensor/paralelo/pulsador Timer/Sleep de 2 a 60min

40 Retorno 8 zonas Alimentação F/N 220V/127V/0V Fase (Cargas) Entrada Saída 9VDC

41 Principais Características Illuminare 8 zonas Touch 8 zonas (200W cada) 8 cenas/dimmer Touch Screen Bivolt Automático Caixa 4x4 profundidade simples 1600W Entrada para sensor/paralelo/pulsador Timer/Sleep de 2 a 60min Programação Horária/Relógio de Tempo Real Função Learn IR

42 Retorno 8 zonas Alimentação F/N 220V/127V/0V Entrada Saída 12VDC

43 Programação de Cenas Configurações Programação Horária

44 Novos Produtos Controlador Pulsador 6 zonas 6 zonas (100W por canal) 6 Pulsadores Controle IR opcional Baixo Custo Programação Simples

45 Acessórios Adaptador Liga/Desliga Adaptador para Persianas Adaptador de Potência (1000W)

46 F N

47 F N

48 F N Adaptador Liga-Desliga

49 F N Comum Desce Sobe

50 F N 10 x 100W

51 F N

52 F N

53 F N Interruptor

54 F N Pulsadores

55 Projeto de Iluminação Automação de Ambientes

56 Automação Residencial de Ambientes Projeto: Automação da iluminação da Sala de Estar e Jantar conjugadas e da parte externa da residência. O dispositivo controla 8 grupos de lâmpadas, permitindo a programação de até 8 cenários independentes.

57 Controlador Arandela 40W Lâmpada Incandescente 127V/60W Spot Direcional com Lâmpada PAR20 127V/50W Plafon com Lâmpada Fluorescente Espiral 25W Interruptor Paralelo Caixa de Distribuição Elétrica Poste Concessionária Projetor Lâmpada Halógena 127V/500W Concessionária

58 Controlador Arandela 40W Lâmpada Incandescente 127V/60W Spot Direcional com Lâmpada PAR20 127V/50W Plafon com Lâmpada Fluorescente Espiral 25W Interruptor Paralelo Caixa de Distribuição Elétrica Poste Concessionária Projetor Lâmpada Halógena 127V/500W Concessionária

59 Controlador Arandela 40W Lâmpada Incandescente 127V/60W Spot Direcional com Lâmpada PAR20 127V/50W Plafon com Lâmpada Fluorescente Espiral 25W Interruptor Paralelo Caixa de Distribuição Elétrica Poste Concessionária Projetor Lâmpada Halógena 127V/500W Concessionária

60 Controlador Arandela 40W Lâmpada Incandescente 127V/60W Spot Direcional com Lâmpada PAR20 127V/50W Plafon com Lâmpada Fluorescente Espiral 25W Interruptor Paralelo Caixa de Distribuição Elétrica Poste Concessionária Projetor Lâmpada Halógena 127V/500W Concessionária

61 Controlador Arandela 40W Lâmpada Incandescente 127V/60W Spot Direcional com Lâmpada PAR20 127V/50W Plafon com Lâmpada Fluorescente Espiral 25W Interruptor Paralelo Caixa de Distribuição Elétrica Poste Concessionária Projetor Lâmpada Halógena 127V/500W Concessionária

62 Controlador Arandela 40W Lâmpada Incandescente 127V/60W Spot Direcional com Lâmpada PAR20 127V/50W Plafon com Lâmpada Fluorescente Espiral 25W Interruptor Paralelo Caixa de Distribuição Elétrica Poste Concessionária Cargas Zona 1: 40W Zona 2: 40W Zona 3: 40W Zona 4: 100W Zona 5: 50W Fluor Zona 6: 180W Zona 7: 500W Zona 8: 40W Projetor Lâmpada Halógena 127V/500W Concessionária

63 8 x 1,5mm2 187,5W/zona Controlador Arandela 1.500W 8 x Retornos Spot Direcional com Lâmpada PAR V/50W Lâmpada Incandescente Fase/Neutro 2,5mm2 20 m Imax = 11,81A Imax (por zona) = 0,68A 8 zonas Interruptor Paralelo Caixa de Distribuição Elétrica Poste de Entrada Circuito Monofásico 127V(F/N) Automação de Iluminação Proteção Elétrica: - Sobrecarga: Disjuntor Termomagnético DIN - curva B - 16A - Surto: DPS (280VCA/40KA) Concessionária

64

65 F N Adaptador Liga-Desliga Pulsadores Adaptador Potência

66 Artiere Eletrônica e Teleinformática CREA: PR F (41) Rua Prof. João Soares Barcelos, 2962 Salas 09/10/11 Curitiba Paraná Responsável Técnico: Eng. Eletricista Eduardo Freitas CREA: PR D (41)

PEA - Eletrotécnica Geral 1 LÂMPADAS ELÉTRICAS ( FONTES LUMINOSAS )

PEA - Eletrotécnica Geral 1 LÂMPADAS ELÉTRICAS ( FONTES LUMINOSAS ) PEA - Eletrotécnica Geral 1 LÂMPADAS ELÉTRICAS ( FONTES LUMINOSAS ) PEA - Eletrotécnica Geral 2 - OBJETIVOS: 1) CONCEITOS BÁSICOS DE FOTOMETRIA E DA AÇÃO DA LUZ SOBRE O OLHO 2) TIPOS DE LÂMPADAS 2.1) LÂMPADAS

Leia mais

Instrutor: Eng. Eduardo Freitas. Contato:

Instrutor: Eng. Eduardo Freitas. Contato: Integrador ARTIERE Este documento solução é de propriedade da ARTIERE e fica expressamente proibida a reprodução e/ou divulgação, sem a permissão por escrito da Artiere Comercial Ltda. Todos os direitos

Leia mais

Eletrônicos. Convencionais. Manual do do Reator. Partida rápida. Fabricamos produtos com certificação: Descarga OCP 0018.

Eletrônicos. Convencionais. Manual do do Reator. Partida rápida. Fabricamos produtos com certificação: Descarga OCP 0018. Eletrônicos Convencionais Manual do do Partida rápida Fabricamos produtos com certificação: Descarga es BV OCP 0018 Índice Eletrônico de Descarga Índice PIS FPN 10 PIS AFP 10 PIS DICRÓICA 11 PID FPN 11

Leia mais

TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS. CONFORTO AMBIENTAL Aula 8

TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS. CONFORTO AMBIENTAL Aula 8 TECNOLOGIA EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS CONFORTO AMBIENTAL Aula 8 Permite o uso noturno das edificações e da cidade. Um bom projeto de iluminação deve garantir a possibilidade de executar uma tarefa visual

Leia mais

Exemplo de uma planta de distribuição elétrica utilizando parte da simbologia acima.

Exemplo de uma planta de distribuição elétrica utilizando parte da simbologia acima. TOMADA NO PISO PONTO DE FORÇA 2 3 3w 4w INTERRUPTOR DE 1 SEÇÃO INTERRUPTOR DE 2 SEÇÕES INTERRUPTOR DE 3 SEÇÕES INTERRUPTOR THREE-WAY PARALELO INTERRUPTOR FR-WAY INTERMEDIÁRIO ACIONADOR DE CIGARRA CIGARRA

Leia mais

C ATÁ L O G O D E P R O D U T O S

C ATÁ L O G O D E P R O D U T O S CATÁLOGO DE PRODUTOS Reator Eletrônico para lâmpadas fluorescentes tubulares e compactas 4 pinos Reator Eletrônico alto fator de potência para lâmpadas fluorescentes RET AF e RET BF RET HI-TECH e RET DYNAMIC

Leia mais

PROJETOR 1 LED O Projetor1LED foi desenvolvido para substituir a iluminação tradicional de projetores em halogêneo e Iodetos metálicos. A redução dos consumos pode chegar a %. Liga diretamente à rede elétrica

Leia mais

EDI-34 Instalações Elétricas

EDI-34 Instalações Elétricas EDI-34 Instalações Elétricas Plano de Disciplina 2º semestre de 2015 1. Identificação Sigla e título: EDI-34 Instalações Elétricas Curso de Engenharia Civil-Aeronáutica Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Leia mais

Soluções de iluminação LED

Soluções de iluminação LED Soluções de iluminação LED SOLUÇÕES DE ILUMINAÇÃO LED 2 LED SOLUTIONS 3 anos Benefícios das lâmpadas : O que a oferece a você: Economia de energia de até 85% comparando-se com as lâmpadas incandescentes

Leia mais

TOPLEDS Lighting Solutions 1

TOPLEDS Lighting Solutions 1 TOPLEDS Lighting Solutions 1 INOVAÇÃO SUSTENTABILIDADE ECONOMIA LED, sigla em inglês de Diodo Emissor de Luz, é um semicondutor com vida útil extremamente longa, montado em um chip de silício que recebe

Leia mais

Avaliação da conformidade para luminárias LED para IP e lâmpadas LED. Alexandre Paes Leme - Inmetro São Paulo 22/07/2014

Avaliação da conformidade para luminárias LED para IP e lâmpadas LED. Alexandre Paes Leme - Inmetro São Paulo 22/07/2014 Avaliação da conformidade para luminárias LED para IP e lâmpadas LED Alexandre Paes Leme - Inmetro São Paulo 22/07/2014 Breve histórico Requisitos mínimos para luminárias LED Requisitos mínimos de segurança

Leia mais

Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante

Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante Curso de Projetos de Iluminação Eficiente Professor Tomaz Nunes Cavalcante Conteúdo do Curso Introdução. Conceito de Eficiência Energética. Conceitos de Iluminação. Luminotécnica. Avaliação financeira

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS ILUMINAÇÃO EM LED: TENDÊNCIA MUNDIAL. A utilização da iluminação em LED, além de oferecer produtos com maior durabilidade e segurança, minimizam o custo e o consumo de energia elétrica,

Leia mais

Gabriel Peixoto G. U. e Silva Diretor Presidente. www.neocontrol.com.br

Gabriel Peixoto G. U. e Silva Diretor Presidente. www.neocontrol.com.br Gabriel Peixoto G. U. e Silva Diretor Presidente www.neocontrol.com.br A Neocontrol INDÚSTRIA BRASILEIRA 9 anos no mercado de automação residencial - indústria; 214 revendas brasileiras, 1 na Argentina,

Leia mais

Avaliação da conformidade para luminárias LED para IP e lâmpadas LED Alexandre Paes Leme - Inmetro São Paulo 10/09/2014

Avaliação da conformidade para luminárias LED para IP e lâmpadas LED Alexandre Paes Leme - Inmetro São Paulo 10/09/2014 Avaliação da conformidade para luminárias LED para IP e lâmpadas LED Alexandre Paes Leme - Inmetro São Paulo 10/09/2014 Requisitos mínimos para luminárias LED Requisitos mínimos de segurança para a luminária

Leia mais

Capítulo VIII Automação e eficiência energética

Capítulo VIII Automação e eficiência energética 40 Capítulo VIII Automação e eficiência energética Por José Roberto Muratori e Paulo Henrique Dal Bó* Nos últimos anos, as questões relativas à preservação ambiental tomaram espaço nas mídias especializadas

Leia mais

FIN AR 111 FIN Candle FIN Lumin FIN PAR FIN Spotlight Downlight Globo PL. Linha Home & Office. www.leddy.com.br

FIN AR 111 FIN Candle FIN Lumin FIN PAR FIN Spotlight Downlight Globo PL. Linha Home & Office. www.leddy.com.br FIN AR 111 FIN Candle FIN Lumin FIN PAR FIN Spotlight Downlight Globo PL Linha Home & Office www.leddy.com.br FIN AR 111 praticidade e eficiência Ø110mm Ø95mm Ø111mm 67mm Leddy FIN AR 111 Dotada de base

Leia mais

Iluminação artificial: Tipos de lâmpada Sistemas de iluminação Exemplos

Iluminação artificial: Tipos de lâmpada Sistemas de iluminação Exemplos Iluminação artificial: Tipos de lâmpada Sistemas de iluminação Exemplos Lâmpadas são fontes elementares de luz elétrica. Podemos proteger, refletir, refratar,filtrar, dimerizar, ou simplesmente expor as

Leia mais

ILUMINAÇÃO ARTIFICIAL FONTES DE LUZ

ILUMINAÇÃO ARTIFICIAL FONTES DE LUZ ILUMINAÇÃO ARTIFICIAL FONTES DE LUZ INCANDESCENTES HALÓGENAS FLUORESCENTES DESCARGA EM ALTA PRESSÃO LEDS E OLEDS INCANDESCENTES HALÓGENAS FLUORESCENTES DESCARGA EM ALTA PRESSÃO MÓDULOS LED DAS MAIS ANTIGAS

Leia mais

Iluminação automatizada

Iluminação automatizada a u t o m a ç ã o Iluminação automatizada Da Redação Fotos de Caio Reisewitz Detalhes de uma instalação AUTOMATIZAR A ILUMINAÇÃO DE UMA RESIDÊNCIA, em alguns casos, esbarra no desalentador custo proibitivo.

Leia mais

ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA. Prof. Arq. Minéia Johann Scherer

ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA. Prof. Arq. Minéia Johann Scherer ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA Prof. Arq. Minéia Johann Scherer FONTES DE LUZ ARTIFICIAL HISTÓRICO Antes da invenção da lâmpada fogo, velas, lampiões a gás; Primeira lâmpada elétrica Thomas Edson, em 1879;

Leia mais

LINHA ILUS Interruptores e tomadas

LINHA ILUS Interruptores e tomadas LINHA ILUS Interruptores e tomadas IDEIA VISUAL O design que você quer. A qualidade que você precisa! Você pediu a Siemens fez A qualidade e a segurança associada à marca Siemens está presente na nova

Leia mais

Projeto Gráfico. Tiragem. planovisual.com.br. 2.000 unidades

Projeto Gráfico. Tiragem. planovisual.com.br. 2.000 unidades Projeto Gráfico planovisual.com.br Tiragem 2.000 unidades Todas as imagens contidas neste catálogo são meramente ilustrativas. A Kian se reserva no direito de alterar características, substituir ou retirar

Leia mais

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212 Londrina PR Brasil http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Proteção de Sistemas Elétricos Disjuntores, DR e DPS. Júlio Bortolini Engenheiro Eletricista Soprano Eletrometalúrgica e Hid. Ltda

Proteção de Sistemas Elétricos Disjuntores, DR e DPS. Júlio Bortolini Engenheiro Eletricista Soprano Eletrometalúrgica e Hid. Ltda Proteção de Sistemas Elétricos Disjuntores, DR e DPS Júlio Bortolini Engenheiro Eletricista Soprano Eletrometalúrgica e Hid. Ltda DISJUNTORES Definição Disjuntor Disjuntor: dispositivo de seccionamento

Leia mais

ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA. Prof. Arq. Minéia Johann Scherer

ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA. Prof. Arq. Minéia Johann Scherer ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA Prof. Arq. Minéia Johann Scherer LÂMPADAS A VAPOR DE MERCÚRIO São lâmpadas de descarga à alta pressão. Há no interior da lâmpada um tubo de descarga de quartzo que suporta altas

Leia mais

TE067-Laboratório de Engenharia Elétrica V Lâmpadas

TE067-Laboratório de Engenharia Elétrica V Lâmpadas Lâmpadas Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@eletrica.ufpr.br Lâmpadas Lâmpadas Incandescentes Lâmpadas para Iluminação Pública e para Grandes

Leia mais

TOMADAS E INTERRUPTORES

TOMADAS E INTERRUPTORES BORNES COM CONEXÃO AUTOMÁTICA 6110 11 6110 21 6120 11 6120 16 Interruptores Interruptores simples 20 6110 10 1 módulo borne automático 1 20 6110 00 1 módulo 1 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1 10 6120

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Catálogo 2015 2016 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Há muitas formas de perceber uma oportunidade. Muitas tentativas de encontrar a decisão certa para reduzir custos e tornar seu negócio mais lucrativo. Estar preparado

Leia mais

Fontes Artificiais de Luz: Características e Novas Tecnologias

Fontes Artificiais de Luz: Características e Novas Tecnologias 1 Encontro Nacional de Iluminação de Monumentos e Conjuntos Urbanos Protegidos Fonte Schréder Mercado Municipal de São Paulo Projeto: Franco & Fortes Lighting Design Senzi Consultoria Luminotécnica Fontes

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Consultoria Jurídica

Ministério de Minas e Energia Consultoria Jurídica Ministério de Minas e Energia Consultoria Jurídica PORTARIA INTERMINISTERIAL N o 1.007, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010. OS MINISTROS DE ESTADO DE MINAS E ENERGIA, DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA E DO DESENVOLVIMENTO,

Leia mais

Emb. Ref. 20 6110 10 1 módulo borne automático 1. 20 6110 00 1 módulo 1. 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1. 10 6120 10 2 módulos borne automático 2

Emb. Ref. 20 6110 10 1 módulo borne automático 1. 20 6110 00 1 módulo 1. 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1. 10 6120 10 2 módulos borne automático 2 6110 10 6120 10 6110 21 6120 16 Emb. Ref. 10 A - 250 V9 módulos 20 6110 10 1 módulo borne automático 1 20 6110 00 1 módulo 1 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1 10 6120 10 2 módulos borne automático 2 10

Leia mais

O futuro da iluminação.

O futuro da iluminação. www.osram.com.br O futuro da iluminação. PORTFÓLIO COMPLETO! LampLEDs para iluminação geral e iluminação de efeito. www.osram.com.br O futuro da iluminação. Para a OSRAM, especialista em iluminação, os

Leia mais

automação residencial module neocontrol

automação residencial module neocontrol automação residencial module neocontrol 2014 www.neocontrol.com.br A Neocontrol S/A, indústria brasileira, oferece produtos e soluções para o mercado de automação residencial e predial. Com mais de 215

Leia mais

Iluminando com Luz Fria

Iluminando com Luz Fria 1 Fonte: Lumatek Iluminação http://www.luzfria.com.br/web/catalogo/tutorial_iluminando_lf.htm Iluminando com Luz Fria As lâmpadas fluorescentes são uma eficiente fonte de luz, com qualidades que nenhum

Leia mais

Lâmpadas MASTER LED. Veja do que a luz é capaz

Lâmpadas MASTER LED. Veja do que a luz é capaz Lâmpadas MASTER LED SPOT - Serviço Philips de Orientação Técnica Fone: 0800 979 19 25 E-mail: luz.spot@philips.com www.philips.com/masterled Veja do que a luz é capaz Especifi cações e informações técnicas

Leia mais

Projeto de Instalações Elétricas Residenciais

Projeto de Instalações Elétricas Residenciais Projeto de Instalações Elétricas Residenciais Me. Hader Aguiar Dias Azzini hader_azzini@hotmail.com Campinas - ES 2014 Introdução Em geral, o projeto elétrico compreende quatro partes: Memória (justificativa

Leia mais

Luminotécnica. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CT INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Prof. Dr. Rafael Rocha Matias

Luminotécnica. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CT INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Prof. Dr. Rafael Rocha Matias UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CT INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Prof. Dr. Rafael Rocha Matias Luminotécnica Isaías de Sousa Barbosa Júnior Jaílson Leite Silva Leiviane Camarço

Leia mais

MY HOME INTRODUÇÃO TOUCH SCREEN. Comando de Automação

MY HOME INTRODUÇÃO TOUCH SCREEN. Comando de Automação TOUCH SCREEN Comando de Automação Central de Cenário 54 ÍNDICE DE SEÇÃO 56 A casa como você quer 62 As vantagens de 66 Dispositivos BUS 68 Integração das funções My Home 70 Vantagens da instalação BUS

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Eletricidade, Máquinas e Medidas Elétricas: 1.1. Princípios da Eletrodinâmica: Tensão Elétrica, Corrente Elétrica, Resistores Elétricos, Potência Elétrica e Leis de OHM; 1.2. Circuitos

Leia mais

A iluminação além da imaginação

A iluminação além da imaginação A iluminação além da imaginação 2014 Índice Introdução... 4 Aplicações...5 Conhecendo o Iluminador... 6 Instalação e Uso... 7 Recomendações Elétricas... 8 Solucionando problemas... 13 Especificações técnicas...

Leia mais

KBR - A Solução Definitiva. KBR Eletrônica Ltda.

KBR - A Solução Definitiva. KBR Eletrônica Ltda. KBR Eletrônica Ltda. KBR - A Solução Definitiva Iluminação de emergência Alarme de incêndio Luminária fluorescente para acendimento em tensão contínua (VCC) Inversor para lâmpada fluorescente Reator eletrônico

Leia mais

Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 INTRODUÇÃO

Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 INTRODUÇÃO Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 Curso Técnico em Eletrônica Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM Prof. Ariovaldo Ghirardello INTRODUÇÃO Os controles de potência,

Leia mais

Lâmpadas de Descarga (HID)

Lâmpadas de Descarga (HID) Lâmpadas de Descarga (HID) ARTCOLOUR (MH-T) HPLN (Mercúrio) Lâmpada de Multi-Vapor Metálico coloridas, tipo MH-T, consistem de um tubo de descarga em quartzo, contendo vapor de mercúrio em alta pressão

Leia mais

Sumário. Detectores Automáticos. Iluminação de Emergência. Prof. Ivan Bottger

Sumário. Detectores Automáticos. Iluminação de Emergência. Prof. Ivan Bottger Sumário Detectores Automáticos Iluminação de Emergência Sumário Análise de riscos Resistência / Reação Atuação Detecção Extinção Retirada dos ocupantes Detectores Automáticos NBR 17240:2011 - Execução

Leia mais

catálogo de lâmpadas

catálogo de lâmpadas catálogo de lâmpadas uma ideia ligada em você LÂMPADAS LORENZETTI Acreditamos que a inovação das grandes ideias pode contribuir para um mundo sustentável. Para nós uma mudança simples de atitude aumenta

Leia mais

PRÁTICAS PARA A DISCIPLINA LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

PRÁTICAS PARA A DISCIPLINA LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PRÁTICAS PARA A DISCIPLINA LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS APOSTILA DO PROFESSOR 2 APOSTILA DO PROFESSOR PRÁTICA N 1 - Dispositivos de comando de iluminação. LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS APOSTILA

Leia mais

Critérios Construtivos do Padrão de Entrada

Critérios Construtivos do Padrão de Entrada Notas: Critérios Construtivos do Padrão de Entrada A fiação do ramal de saída deve ser a mesma fiação do ramal de entrada. O padrão de entrada na zona rural deverá ficar no mínimo de 10 metros e no máximo

Leia mais

Guia de Instalação. Affinium LED Cooler Philips para refrigeradores Value Plus e Vision Plus LCM310.

Guia de Instalação. Affinium LED Cooler Philips para refrigeradores Value Plus e Vision Plus LCM310. Guia de Instalação Affinium LED Cooler Philips para refrigeradores Value Plus e Vision Plus 310. SPOT - Serviço Philips de Orientação Técnica Fone: 0800 979 19 25 (11) 2125-0635 Fax: (11) 2125-0735 E-mail:

Leia mais

LED - ILUMINAÇÃO DE ESTADO SÓLIDO

LED - ILUMINAÇÃO DE ESTADO SÓLIDO LED - ILUMINAÇÃO DE ESTADO SÓLIDO Marcelle Gusmão Rangel, Paula Barsaglini Silva, José Ricardo Abalde Guede FEAU/UNIVAP, Avenida Shisima Hifumi 2911, São José dos Campos - SP marcellerangel@gmail.com,

Leia mais

LABORATÓRIO CASEIRO DE FÍSICA MODERNA * 1

LABORATÓRIO CASEIRO DE FÍSICA MODERNA * 1 LABORATÓRIO CASEIRO DE FÍSICA MODERNA * 1 S. M. Arruda D. O. Toginho Filho Departamento de Física UEL Londrina PR Resumo A montagem de um laboratório de Física Moderna enfrenta um obstáculo muitas vezes

Leia mais

FLUORESCENTES INCANDESCENTES HALÓGENAS HID

FLUORESCENTES INCANDESCENTES HALÓGENAS HID FLUORESCENTES INCANDESCENTES HALÓGENAS HID INDICE FLUORESCENTES COMPACTAS..................................................7 Espirais T2 Espirais alta potência Retas 2U e 3U Retas de alta potência Espirais

Leia mais

Automação Residencial Legrand CST/MARKETING

Automação Residencial Legrand CST/MARKETING Automação Residencial Legrand CST/MARKETING 1 OFERTA COMPLETA O sistema de automação Legrand oferece funções avançadas integradas com diferentes aplicações para: O que é Automação? CONFORTO SEGURANÇA CONTROLE

Leia mais

Congresso Neocontrol 2010

Congresso Neocontrol 2010 Congresso Neocontrol 2010 Posicionamento. Busca contínua de parcerias. Pioneirismo. Integradores. Construtoras. Relacionamento. Obras realizadas em 4 continentes. Busca contínua por inovações. A Neocontrol

Leia mais

Introdução à luminotécnica. Introdução à luminotécnica. Introdução à luminotécnica. Introdução à luminotécnica

Introdução à luminotécnica. Introdução à luminotécnica. Introdução à luminotécnica. Introdução à luminotécnica Lâmpadas e Comandos Iluminação - Grandezas de Luminotécnica; - Iluminação Incandecente; - Iluminação fluorescente; - Lâmpadas de descarga de alta pressão; - Interruptores. Conceitos básicos de luminotécnica

Leia mais

Boletim Te cnico. Tema: BT002 Fontes para lâmpadas UV

Boletim Te cnico. Tema: BT002 Fontes para lâmpadas UV Boletim Te cnico Tema: BT002 Fontes para lâmpadas UV As fontes para lâmpadas ultravioleta são os circuitos de potência responsáveis pela alimentação das lâmpadas de média pressão. São também conhecidas

Leia mais

Caixas de Embutir para Alvernaria 4 x 4 e 4 x 2

Caixas de Embutir para Alvernaria 4 x 4 e 4 x 2 Caixas de Embutir para Alvernaria 4 x 4 e 4 x 2 Disjuntores UNIC Novas caixas de embutir Pial Legrand fabricadas com características técnicas exclusivas para melhorar a qualidade da instalação: Alta resistência

Leia mais

SPOTS SUPERLED DE EMBUTIR

SPOTS SUPERLED DE EMBUTIR www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 SPOTS SUPERLED DE EMBUTIR SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ VERSATILIDADE AO SEU DISPOR SPOT E SUPERLED AGORA EM UM PRODUTO ÚNICO E DE MUITO BOM GOSTO

Leia mais

Tipos de linhas. Sumário Linhas Elétricas Dimensionamento. Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas

Tipos de linhas. Sumário Linhas Elétricas Dimensionamento. Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Tipos de linhas Sumário Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Instalação dos condutores Aspectos Gerais Características Tipos de Linhas Os cabos multipolares só deve conter os condutores de um

Leia mais

Prime IHC. Intelligent Home Control. Automação residencial com estilo, segurança e economia de energia.

Prime IHC. Intelligent Home Control. Automação residencial com estilo, segurança e economia de energia. Intelligent Home Control com estilo, segurança e economia de energia. Projetos inteligentes exigem um sistema de automação completo. Funcionamento do sistema. O funciona com entradas e saídas, controlando

Leia mais

www.alumbra.com.br SAC 0800-193130

www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ www.alumbra.com.br INOVA NO NOME E EM SEUS AMBIENTES INOVA PRÓ JÁ ENCANTA PELO DESIGN E POR APRESENTAR UM CONJUNTO HARMONIOSO Traços retos e

Leia mais

Catálogo Técnico 2013

Catálogo Técnico 2013 Catálogo Técnico 203 Tudo o que se espera em material elétrico Identificação Esquema de ligação Interruptor imples - 0A/250V~ 2 FAE Permite comandar uma o u m a i s l â m p a d a s exclusivamente de um

Leia mais

As lâmpadas LED oferecem as mesmas intensidades luminosas (lúmens [lm]) das lâmpadas tradicionais, porém consumindo menos Watts.

As lâmpadas LED oferecem as mesmas intensidades luminosas (lúmens [lm]) das lâmpadas tradicionais, porém consumindo menos Watts. As lâmpadas LED oferecem as mesmas intensidades luminosas (lúmens [lm]) das lâmpadas tradicionais, porém consumindo menos Watts. Incandescente E27 E14 LED Lúmens 100W 1400 1300 1350lm 16W 1200 1100 1000

Leia mais

REQUISITOS E CONSIDERAÇÕES GERAIS REF. NBR 10898 DA ABNT

REQUISITOS E CONSIDERAÇÕES GERAIS REF. NBR 10898 DA ABNT ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA JUNTO A DGST REQUISITOS E CONSIDERAÇÕES GERAIS REF. NBR 10898 DA ABNT ANÁLISE E VISTORIA DOS SISTEMAS DE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA Objetivo

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais A

Instalações Elétricas Prediais A Instalações Elétricas Prediais A ENG04482 Prof. Luiz Fernando Gonçalves AULA 7 Simbologia de Projetos Elétricos Porto Alegre - 2012 Tópicos Projeto de instalações elétricas prediais Simbologia para instalações

Leia mais

Manual de Luminotécnica

Manual de Luminotécnica Apostila auxiliar da disciplina ENE-065 para o curso de Engenharia Elétrica da UFJF Manual de Luminotécnica Prof. Rodrigo Arruda Felício Ferreira 2010 Sumário Grandezas e conceitos... 1 Tipos e características

Leia mais

Lâmpadas de Multivapores Metálicos

Lâmpadas de Multivapores Metálicos a u l a p r á t i c a Lâmpadas de Multivapores Metálicos Por Adriana Felicíssimo Eficiente, durável, econômica e... de luz branca SURGIDA HÁ CERCA DE 40 ANOS, A LÂMPADA de multivapores metálicos vem sendo

Leia mais

RANDAL KULAIF. Vendas Corporativas

RANDAL KULAIF. Vendas Corporativas Produto Foto Descrição G4 Lampada Led G4 Bipino 1,5 Wa s Para Lustre E Pendentes - BRANCO FRIO - BRANCO QUENTE 110V G9 Lâmpada Led Halopim G9 - Para Lustres E Pendentes - 3w - opção Frio ou Quente - Ângulo

Leia mais

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES PROJETOS DE HOSPITAIS SUSTENTÁVEIS EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES É importante destacar os benefícios de um edifício sustentável. Os green buildings podem ser definidos pelas seguintes

Leia mais

Catálogo Comparativo

Catálogo Comparativo Catálogo Comparativo Upgrade nas vendas Com as lâmpadas compactas você sempre ganhou muito. Agora é a vez das lâmpadas de LED. Você ganhando muito mais! www.avantled.com.br facebook.com/avantlighting Catálogo

Leia mais

Investigação e Desenvolvimento

Investigação e Desenvolvimento Investigação e Desenvolvimento Título: Lâmpadas LED vs Lâmpadas Normais. Caso de estudo (trabalho de investigação realizado no âmbito da disciplina de proteção ambiental) Autor: SAj António Coelho (Curso

Leia mais

www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 LÂMPADAS SUPERLED SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ

www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 LÂMPADAS SUPERLED SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 LÂMPADAS SUPERLED SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ www.alumbra.com.br EFICIÊNCIA ENERGÉTICA É O QUE SE BUSCA NOS DIAS DE HOJE E a Alumbra entende a

Leia mais

Estrutura. Fabricante de relés e temporizadores desde 1954

Estrutura. Fabricante de relés e temporizadores desde 1954 Estrutura Fabricante de relés e temporizadores desde 1954 Estrutura Finder 17 filiais 4 fábricas f na Europa Presente em mais de 50 países com ampla rede de distribuição Produtos Mais de 250.000 relés

Leia mais

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/6 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp Plus foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

Eletrônica Analógica e de Potência

Eletrônica Analógica e de Potência Eletrônica Analógica e de Potência Conversores CC-CC Prof.: Welbert Rodrigues Introdução Em certas aplicações é necessário transformar uma tensão contínua em outra com amplitude regulada; Em sistemas CA

Leia mais

Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda.

Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda. Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda. Confiança e economia na qualidade da energia. Recomendações para a aplicação de capacitores em sistemas de potência Antes de iniciar a instalação,

Leia mais

Produtos de Baixa Tensão. Quadros de distribuição de energia elétrica Linha Europa

Produtos de Baixa Tensão. Quadros de distribuição de energia elétrica Linha Europa Produtos de Baixa Tensão Quadros de distribuição de energia elétrica Linha Europa Quadros de distribuição de energia elétrica Soluções residenciais 8 6 3 2 1 5 4 7 5 1 3 2 1 Proteção contra curtocircuitos

Leia mais

REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO

REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO Sumário Página 4: Quadro completo Disjuntores Transformador isolador Protetor elétrico Fonte primária VT CFTV Funcionalidades Baterias Página 6: Ponto de distribuição

Leia mais

Produtos LED Linha Alta Performance

Produtos LED Linha Alta Performance Produtos LED Linha Alta Performance Fichas Técnicas / Setembro 2014 Rev.2.1 Lâmpada Tubular LED Lâmpada Tubular LED Lâmpada Tubular HO LED Lâmpada Tubular LED Lâmpada Tubular LED Lâmpada Tubular LED Lâmpada

Leia mais

Quadros de distribuição de energia elétrica

Quadros de distribuição de energia elétrica Catálogo Técnico Quadros de distribuição de energia elétrica de embutir de sobrepor 206-01/2009-0 Quadros de distribuição de energia elétrica Linha Luxury ÍNDICE Características técnicas...2 Acessórios...4

Leia mais

Elegância, variedade e flexibilidade. A linha Módena tem tudo isso e agora com Tecnologia Wireless.

Elegância, variedade e flexibilidade. A linha Módena tem tudo isso e agora com Tecnologia Wireless. Tecnologia Wireless Arq. João Jannini, Ana Boverio e Cristina Sagarra Francisco Cálio - Designer de interiores Elegância, variedade e flexibilidade. A linha Módena tem tudo isso e agora com Tecnologia

Leia mais

ANÁLISE DA VIABILIDADE DE ILUMINAÇÃO À LED S EM RESIDÊNCIAS. Rodrigo Evandro da Mota, Tiago Augusto da Silva, José Ricardo Abalde Guede

ANÁLISE DA VIABILIDADE DE ILUMINAÇÃO À LED S EM RESIDÊNCIAS. Rodrigo Evandro da Mota, Tiago Augusto da Silva, José Ricardo Abalde Guede ANÁLISE DA VIABILIDADE DE ILUMINAÇÃO À LED S EM RESIDÊNCIAS. Rodrigo Evandro da Mota, Tiago Augusto da Silva, José Ricardo Abalde Guede FEAU/UNIVAP, Avenida Shisima Hifumi 2911, São José dos Campos - SP

Leia mais

1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA 5 2. NEOCMODULE DIMMER 13 3. NEOCMODULE RELAY 15 4. NEOCMODULE AV 18 5. NEOCMODULE TASK 21 6.

1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA 5 2. NEOCMODULE DIMMER 13 3. NEOCMODULE RELAY 15 4. NEOCMODULE AV 18 5. NEOCMODULE TASK 21 6. Índice 1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA 5 1.1. DESCRIÇÃO GERAL 5 1.2. INTEGRAÇÃO DOS MÓDULOS 6 1.3. PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO 8 1.4. OPERAÇÃO 9 1.5. PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO 11 1.6. OPERAÇÃO 12 2. NEOCMODULE

Leia mais

www.alumbra.com.br SAC 0800-193130

www.alumbra.com.br SAC 0800-193130 www.alumbra.com.br SAC 0800193130 SOLUÇÕES FEITAS PARA VOCÊ www.alumbra.com.br RAVELO VALORIZA OS AMBIENTES DESIGN, ELEGÂNCIA E FUNCIONALIDADE EM UMA LINHA ÚNICA Apresentamos uma ótima opção para projetos

Leia mais

Detectores de Partículas. Thiago Tomei IFT-UNESP Março 2009

Detectores de Partículas. Thiago Tomei IFT-UNESP Março 2009 Detectores de Partículas Thiago Tomei IFT-UNESP Março 2009 Sumário Modelo geral de um detector. Medidas destrutivas e não-destrutivas. Exemplos de detectores. Tempo de vôo. Detectores a gás. Câmara de

Leia mais

Linha de Módulos de Comando

Linha de Módulos de Comando RKM SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E CONTROLE LTDA. Rua Catão Coelho, 215 PORTO ALEGRE RS Fone: (51) 3029-3250 www.rkmautomacao.com.br Linha de Módulos de Comando RKM Aurora MANUAL DE CONFIGURAÇÃO Rev. 1.0 Abril

Leia mais

Sede Central São Paulo Av. Mutinga, 3800 Pirituba - 05110-902 Tel.: (55 11) 3908-2000 Fax: (55 11) 3908-2631

Sede Central São Paulo Av. Mutinga, 3800 Pirituba - 05110-902 Tel.: (55 11) 3908-2000 Fax: (55 11) 3908-2631 Sede Central São Paulo Av. Mutinga, 3800 Pirituba - 05110-902 Tel.: (55 11) 3908-2000 Fax: (55 11) 3908-2631 Central de Atendimento Tel.: 0800 541 7676 atendimento.br@siemens.com www.siemens.com.br Impressão

Leia mais

Segredos da Iluminação

Segredos da Iluminação Introdução Reunimos neste guia, informações de A az sobre luminárias e iluminação. Esperamos que ele seja de grande utilidade para você. 1 Abertura de Facho Trata-se do ângulo sólido luminoso formado em

Leia mais

Tecnologia em Sinalização

Tecnologia em Sinalização es s Tecnologia em Sinalização Entendendo o que é um Uma pequena lâmpada, um grande impacto. Um (Light Emitting Diode), algo como diodo emissor de luz, é uma fonte de luz eletrônica. A maioria das pessoas

Leia mais

DIODO SEMICONDUTOR. íon negativo. elétron livre. buraco livre. região de depleção. tipo p. diodo

DIODO SEMICONDUTOR. íon negativo. elétron livre. buraco livre. região de depleção. tipo p. diodo DIODO SEMICONDUOR INRODUÇÃO Materiais semicondutores são a base de todos os dispositivos eletrônicos. Um semicondutor pode ter sua condutividade controlada por meio da adição de átomos de outros materiais,

Leia mais

ENGEMATEC CAPACITORES

ENGEMATEC CAPACITORES ENGEMATEC CAPACITORES CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA Confiança e economia na qualidade da energia. Equipamentos Elétricos e Elêtronicos de Potência Ltda 2 MODELOS DOS CAPACITORES TRIFÁSICOS PADRONIZADOS

Leia mais

Catálogo Técnico 2013

Catálogo Técnico 2013 Catálogo Técnico 2013 Design e Sofisticação com Personalidade Esquemas de Ligação Interruptor Simples - 16A/250V~ Interruptor Simples: 2 Bornes para conexão elétrica. Permite comandar uma ou mais lâmpadas

Leia mais

GE Iluminação. Lâmpadas Eletrônicas. Integradas e Não Integradas. imagination at work

GE Iluminação. Lâmpadas Eletrônicas. Integradas e Não Integradas. imagination at work GE Iluminação Lâmpadas Eletrônicas Integradas e Não Integradas imagination at work Economiza até % de energia* s e s Utilize as lâmpadas da GE para decorar seus ambientes. As lâmpadas Fluorescentes Compactas

Leia mais

Monitor de Temperatura MONITEMP

Monitor de Temperatura MONITEMP ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp foi desenvolvido para supervisionar até 3 (três) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO XII - MEMORIAL DESCRITIVO OBJETO: Contratação de empresa c/ Tradição no Ramo (trabalha de forma especializada) p/ Locação e Execução (Instalação, Montagem, Manutenção, Operacionalização e Desmontagem)

Leia mais

SOLUÇÕES EM ILUMINAÇÃO

SOLUÇÕES EM ILUMINAÇÃO SOLUÇÕES EM ILUMINAÇÃO SOLUÇÕES EM ILUMINAÇÃO HÁ 27 ANOS A LEMCA OFERECE AO MERCADO SOLUÇÕES INOVADORAS EM SISTEMAS DE ILUMINAÇÃO QUE SOMAM PRODUTOS DE ALTA PERFORMANCE, EFICIÊNCIA ENERGÉTICA, ECONOMIA

Leia mais

Manual de Instruções. Controle Remoto para Ventiladores e Lâmpadas Fan Controller

Manual de Instruções. Controle Remoto para Ventiladores e Lâmpadas Fan Controller Controle Remoto para Ventiladores e Lâmpadas Fan Controller Atendimento ao consumidor msn: sac@forceline.com.br skype: sac.forceline Casos Diferenciados (011) 6099-7747 Manual de Instruções Force Line

Leia mais

Vídeo Porteiro, Casa Inteligente Alarme, CFTV, Signage, muita segurança e tranquilidade! INSTALADOR AUTORIZADO

Vídeo Porteiro, Casa Inteligente Alarme, CFTV, Signage, muita segurança e tranquilidade! INSTALADOR AUTORIZADO Vídeo Porteiro,, Casa Inteligente Alarme, CFTV, Signage, muita segurança e tranquilidade! INSTALADOR AUTORIZADO VOXI VOXI X10 Tenha o controle de seu bem estar em suas mãos! Com a vida agitada e estressante

Leia mais

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 1 PROJETO ELÉTRICO

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 1 PROJETO ELÉTRICO AULA 1 PROJETO ELÉTRICO 1- Introdução 2- Normas técnicas Todo projeto deve ser concebido a luz de uma norma técnica. No Brasil, a normatização é de responsabilidade da Associação Brasileira de Normas Técnica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA EEL7011 Eletricidade Básica AULA 07 COMANDO DE LÂMPADAS INCANDESCENTES

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA EEL7011 Eletricidade Básica AULA 07 COMANDO DE LÂMPADAS INCANDESCENTES UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA EEL7011 Eletricidade Básica AULA 07 COMANDO DE LÂMPADAS INCANDESCENTES 1 INTRODUÇÃO A presente aula tem por objetivo principal

Leia mais