Tecnologia em Sinalização

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tecnologia em Sinalização"

Transcrição

1 es s

2 Tecnologia em Sinalização Entendendo o que é um Uma pequena lâmpada, um grande impacto. Um (Light Emitting Diode), algo como diodo emissor de luz, é uma fonte de luz eletrônica. A maioria das pessoas conhece esta minúscula lâmpada do seu aparelho de som estéreo ou do painel do seu carro. Uma típica lâmpada consiste de um chip semicondutor montado numa cavidade reflexiva em condutores de metal, e então encapsulado em epóxi transparente. O encapsulado pode ser transparente ou colorido, possui uma cúpula no topo que age como uma lente para o controle da distribuição de luz. Diferentes formas de lente criam padrões bem focados de radiação fina ou padrões amplos de radiação, dependendo do projeto. O que é um? Utilizando este componente que possui excelente benefício em transformar energia elétrica em luz adicionando uma ponte retificadora, um resistor e uma base que pode ser Ba9s, Ba15d ou outra qualquer temos o. es Maior e mais completa linha Baixo custo de manutenção. A linha de es da ACE SCHMERSAL possui a maior variedade do mercado brasileiro. A vida útil elevada e a fácil adaptação possibilita a aplicação não só nos botões e sinaleiros da ACE SCHMERSAL, mas também na maioria dos sinalizadores ou botões iluminados com bases Ba9s entre outros. Disponíveis em diversas cores, vêm de encontro aos novos conceitos de redução de custos com qualidade e tecnologia. Encaixe Ba9S Fácil adaptação na maioria dos botões e sinaleiros existentes. O encaixe Ba9s permite a fácil adaptação à maioria dos botões e sinaleiros existentes no mercado brasileiro e internacional. Na linha de botões e sinalizadores ACE SCHMERSAL, a conexão do frontal com bloco pode ser feita através de dois modelos de blocos de contato para os botões e também com dois modelos de elemento-base para os sinaleiros, inclusive com redutor de tensão quando for o caso (vide tabela). 02

3 Tecnologia em Sinalização Inúmeras aplicações Quais as aplicações destes es s? Estes componentes possuem inúmeras aplicações, que vão desde sinalização de estradas até painéis luminosos de propaganda em grandes avenidas. Em particular os es s têm suas principais aplicações nas grandes indústrias, como por exemplo a alimentícia e a automobilística. Todas possuem grandes setores de manutenção e de processo, onde uma máquina ou um painel de controle é responsável por algum comando que deve ser sinalizado. É aí que os es s se mostram ideais, desempenhando as mesmas funções de uma lâmpada íncandescente comum mas com inúmeras vantagens. s ou lâmpadas incandescentes? Desenvolvimento de Produtos Especiais Vantagens dos es s em relação às lâmpadas incandescentes Características e Benefícios Imune a vibração mecânica; Baixa dissipação térmica; Menor consumo de energia; Maior confiabilidade; Mais eficiência (Maior brilho); Custos reduzidos de horas extras devido à inúmeras trocas de lâmpadas fora ou dentro do horário de trabalho. Dados Técnicos: Características Vida útil VAC/DC 220V hs VAC/DC 125V hs VAC/DC 24V hs Vibração mecânica Imune Dissipação térmica Baixa Cons. de energia 770 mw S7 mw mw -125V Definição de cores Alta Incandescente Baixa hs Sensível (filamento) Alta > mw/ mw - 130V Não possui (depende de lente) Solicite o desenvolvimento de um produto especial através do nosso site: Muitos dos nossos produtos standard foram desenvolvidos através de solicitações para desenvolvimento de produtos que atendessem as necessidades específicas de cada cliente, possuímos a mesma filosofia para a nossa linha de es s, ou seja, para toda e qualquer aplicação com temos uma equipe apta a analisar o projeto e viabilizá-lo, basta consultar nosso departamento técnico. Composição da linha de es s: Tipo de Tipo de Cor Tensões Alto Brilho Br Vm Am Vd Az 6VAC/DC /DC 4VAC/DC 60VAC/DC 125VAC/DC135VAC/DC /DC S1L** S S3L S S4L S S5L N S7L N S9L N ** Todos os sinalizadores possuem dupla polaridade trabalhando em circuitos de corrente contínua ou alternada. Tabela de bases E10 E Ba9s Ba15d Luminosidade dos s Alto Brilho Intensidade (mcd) mcd mcd mcd até mcd até mcd 03

4 com 5 s S5L-Ba9s Acoplável em sinaleiros e botões de comando S5L/13 /DC 4VAC/DC 75VDC S5L/ S5L/15 Exemplo de especificação: com 5 s na cor vermelha em 24 Volts. Código: S5L/13 /DC Bloco EL1 B2/13 + EL1 + S5L/13 /DC s Botão Veja como especificar um botão tipo B2 com lente vermelha, iluminado com um sinalizador de 5 s, juntamente com bloco de contato conjugado com 1NA e 1NF e base. Botão Bloco 2.0 5s,6 com 9 s S9L-Ba9s Exclusivamente para sinaleiros Ø22,3mm a 30,3mm S9L/13 20 /DC 4VAC/DC S9L/ S9L/15 Exemplo de especificação: com 9 s na cor vermelha em 24 Volts. Código: S9L/ /DC V221/ + L001 + S9L/ /DC Bloco L001 s Sinaleiro Veja como especificar um sinaleiro tipo V221 com lente amarela, iluminado com um sinalizador de 9 s, com alimentação direta de 24 Volts em corrente contínua ou alternada. Sinaleiro Bloco 9s Ø17,5 Obs.: Utilizável somente em sinaleiros. Opções de instalação Botões A ACE SCHMERSAL possui dois tipos de blocos de contato para botões iluminados: Blocos modulares BL Blocos conjugados EL1 Estes módulos (BL e EL1) possuem além da base, contatos 1NA e 1NF, sendo disponíveis em até 6NA e 6NF. (consulte nossa linha de botões e blocos de contato). 04

5 com 1 de alto brilho S1L-Ba9s Acoplável em sinaleiros e botões de comando S1L/10 S1L/13 S1L/ S1L/15 S1L/ VAC/DC 13 12VAC/DC /DC 4VAC/DC VAC/DC/DC Exemplo de especificação: com 1 na cor vermelha em 24 Volts. Código: S1L/13 /DC Bloco EL1 B2/13 + EL1 + S1L/13 /DC Botão Veja como especificar um botão tipo B2 com lente vermelha, iluminado com um sinalizador de 1, juntamente com bloco de contato com 1NA+1NF e base. Botão Bloco 1 com 3 s de alto brilho S3L-Ba9s Exclusivamente para sinaleiros Ø22,3mm a 30,3mm 9 12VAC/DC /DC 7 4VAC/DC /DC 125VAC/DC 220VDC S3L/10 S3L/13 S3L/ S3L/15 S3L/16 Exemplo de especificação: com 3 s na cor em 4 Volts. Código: S3L/15 4VAC/DC V221/15 + L001 + S3L/15 4VAC/DC Bloco L001 Sinaleiro Veja como especificar um sinaleiro tipo V221 com lente, iluminado com um sinalizador de 3 s, com alimentação direta de 4 Volts em corrente contínua. Obs.: Utilizável somente em sinaleiros. Opções de instalação Sinaleiros A ligação dos sinaleiros pode ser feita através de dois modelos de elementos-base: L001 LR 001 O modelo L001 deve ser utilizado onde se terá alimentação direta no sinaleiro e o modelo LR deve ser utilizado onde há a necessidade de redução na tensão de alimentação (vide tabela). Entrada 220V 220V 220V 0V 0V Saída 125 VAC 125 VDC 24 VAC 24 VAC/DC 4 VAC/DC 10mA 10mA 05

6 com 7 s encapsulado S7L-Ba9s Fácil manutenção frontal VAC S7L/13 S7L/ S7L/15 Exemplo de especificação: com 7 s na cor em 24 Volts. Código: S7L/15 Bloco L001 VP222SV + L001 + S7L/15 Estrutura para s encapsulado Veja como especificar um sinaleiro de Ø 22 mm, com lente, iluminado com sinalizador de 7 s s, com estrutura de aro frontal preto e com alimentação direta de 24 Volts em corrente contínua. com 1 encapsulado es Encapsulado com 1 alto brilho - Ba9s 12 4VAC 4 Encap/10 Encap/13 Encap/ Encap/15 Encap/16 Exemplo de especificação: com 1 na cor vermelha em 24 Volts. Código: Encap/13 Tabela de modelos de frontais para sinalizadores encapsulados Aro Frontal Termoplástico Zamak Produto Cromado Redondo Preto Redondo Preto Quadrado Cromado Redondo Dimensões Ø30mm Ø22mm Estruturas para sinaleiros encapsulado V222 V302 VP222 VP302 VSPQ VZ222 VZ302 Consulte nossa linha completa de botões, sinaleiros, blocos de contatos e elementos bases 06

7 Outras bases para es s S1L-E S1L/10 12VDC 12 4VAC 4 220VDC S1L/13 S1L/ S1L/15 S1L/16 Exemplo de especificação: com 1 na cor em com base E. Código: S1L/15 E. S3L-E S3L/ ,5 4VAC 220VDC S3L/13 S3L/ S3L/15 S3L/16 Exemplo de especificação: com 3 s na cor em 24 Volts com base E. Código: S3L/15 E. S1L-Ba15d S1L/10 S1L/13 S1L/ S1L/15 S1L/ VAC 4 Exemplo de especificação: com 1 na cor em 24 Volts com base Ba15d. Código: S1L/16 Ba15d. S3L-Ba15d S3L/10 S3L/13 S3L/ S3L/15 S3L/ ,5 4VAC Exemplo de especificação: com 3 s na cor vermelha em com base Ba15d. Código: S3L/13 Ba15d. S4L-Ba15d S4L/10 S4L/13 S4L/ S4L/15 S4L/ ,5 6 4VAC Exemplo de especificação: com 4 s na cor vermelha em. Código: S4L/13 Ba15d. Todos estes sinalizadores poderão ser vendidos com dupla polaridade. Basta solicitar ao nosso departamento técnico. Exemplo: S1L/10 24 VAC/DC E Cores de Lentes Disponíveis (Translúcidas) Cor: Código: Simbologia: Cor: Código: Simbologia: Cor: Código: Simbologia: Branco /10 Vermelha /13 Verde /15 Amarela / Azul /16 07

Soluções em Sistemas de Segurança e Automação. E algo mais. Botões, Comutadores, Sinaleiros e B l o c o d e C o n t a t o

Soluções em Sistemas de Segurança e Automação. E algo mais. Botões, Comutadores, Sinaleiros e B l o c o d e C o n t a t o Botões, Comutadores, Sinaleiros e B l o c o d e C o n t a t o Soluções em Sistemas de Segurança e Automação. E algo mais. Eletroeletrônica Industrial Ltda. Design Praticidade e economia Beleza e ergonomia

Leia mais

Torres Luminosas Compactas e Modulares

Torres Luminosas Compactas e Modulares Torres Luminosas Compactas e Modulares Safe solutions for your industry Índice TLC-60 Torre Luminosa Compacta Página 4 TLM-70 Torre Luminosa Modular Página 10 3 TLC-60 Torre Luminosa Compacta Desenvolvida

Leia mais

Manual de instruções. Botões de comando Série 44

Manual de instruções. Botões de comando Série 44 Manual de instruções Botões de comando Série 44 1- Introdução A série 44 caracteriza-se pelo seu sistema modular de pelo seu sistema modular de elementos de contatos e, pela numerosa possibilidade de configuração

Leia mais

Comando e Sinalização 3SB6. Catálogo resumido. www.siemens.com.br/botoes

Comando e Sinalização 3SB6. Catálogo resumido. www.siemens.com.br/botoes Comando e Sinalização 3SB6 Catálogo resumido www.siemens.com.br/botoes Dez 2012 SIRIUS dispositivos de comando e sinalização O crescente aumento da complexidade de máquinas e processos, promovem riscos

Leia mais

Comando e Sinalização 3SB6. Catálogo resumido. www.siemens.com.br/botoes

Comando e Sinalização 3SB6. Catálogo resumido. www.siemens.com.br/botoes Comando e Sinalização 3SB6 Catálogo resumido www.siemens.com.br/botoes Abril 2012 SIRIUS dispositivos de comando e sinalização O crescente aumento da complexidade de máquinas e processos, promovem riscos

Leia mais

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas Botões de Comando e Sinalização Ø 22mm HB2-E (Plastico) A linha de Botões de comando e Sinalizações HB2-E com seu design moderno, alta confiabilidade e baixo custo, com grandes variedades de configurações,

Leia mais

Circuitos Lógicos. Aulas Práticas

Circuitos Lógicos. Aulas Práticas Circuitos Lógicos Aulas Práticas A Protoboard A Protoboard A Protoboard é um equipamento que permite interconectar dispositivos eletrônicos tais como resistores, diodos, transistores, circuitos integrados

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO FICHA TÉCNICA DO PRODUTO A barra sinalizadora Winglux-S oferece uma solução moderna de sinalização com tecnologia 100% digital. Equipada com módulos de 4 ou 8 LEDs de 1W - 45 Lumens (típico) conhecidos

Leia mais

TOPLEDS Lighting Solutions 1

TOPLEDS Lighting Solutions 1 TOPLEDS Lighting Solutions 1 INOVAÇÃO SUSTENTABILIDADE ECONOMIA LED, sigla em inglês de Diodo Emissor de Luz, é um semicondutor com vida útil extremamente longa, montado em um chip de silício que recebe

Leia mais

Botões e Sinaleiros Ø 22 eø30mm

Botões e Sinaleiros Ø 22 eø30mm Botões e Sinaleiros Ø 22 eø30mm Benefícios Botões e Sinaleiros Maior e mais completa linha Baixo custo de manutenção Os botões de comando e sinaleiros com furação internacional de Ø 22 mm e 30 mm são os

Leia mais

XXX -modelo do frontal vide catálogo. Cor do Aro 2 - aro cromado 6 - aro plástico cinza. Cor da Lente ou Atuador

XXX -modelo do frontal vide catálogo. Cor do Aro 2 - aro cromado 6 - aro plástico cinza. Cor da Lente ou Atuador 2 7 EAO LINHA 22,5mm SÉRIE44 Chave de Códigos 44 xxx.x x xxx Série 44 modelo do frontal vide catálogo Cor do Aro 2 aro cromado 6 aro plástico Cor da Lente ou Atuador vide catálogo Furação 22,5mm Série

Leia mais

Eletrônica (Dispositivos optoeletrônicos-introdução) Prof. Manoel Eusebio de Lima

Eletrônica (Dispositivos optoeletrônicos-introdução) Prof. Manoel Eusebio de Lima Eletrônica (Dispositivos optoeletrônicos-introdução) Prof. Manoel Eusebio de Lima Dispositivos optoeletrônicos A optoeletrônica é a tecnologia que combina a ótica com a eletrônica. Exemplos de dispositivos

Leia mais

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas Botões de Comando e Sinalização Ø 22mm HB2-E (Plastico) A linha de Botões de comando e Sinalizações HB2-E com seu design moderno, alta confiabilidade e baixo custo, com grandes variedades de configurações,

Leia mais

fig. 1 - símbolo básico do diodo

fig. 1 - símbolo básico do diodo DIODOS São componentes que permitem a passagem da corrente elétrica em apenas um sentido. Produzidos à partir de semicondutores, materiais criados em laboratórios uma vez que não existem na natureza, que

Leia mais

Chave de Códigos. LINHA 22,5mm - SÉRIE-04 EAO. 704. xxx.x - x. Furação 22,5mm Sistema modular Alta durabilidade Engate rápido.

Chave de Códigos. LINHA 22,5mm - SÉRIE-04 EAO. 704. xxx.x - x. Furação 22,5mm Sistema modular Alta durabilidade Engate rápido. 2 6 EAO LINHA 22,5mm - SÉRIE-04 Chave de Códigos 704. xxx.x - x Série 04 - modelo do frontal vide catálogo Cor da Lente Furação 22,5mm Sistema modular Alta durabilidade Engate rápido Tipo de Contato 1-NA

Leia mais

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/6 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp Plus foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

BR10 DISPOSITIVOS DE COMANDO E SINALIZAÇÃO. www.krausnaimer.com.br

BR10 DISPOSITIVOS DE COMANDO E SINALIZAÇÃO. www.krausnaimer.com.br BR10 DISPOSITIVOS DE COMANDO E SINALIZAÇÃO www.krausnaimer.com.br Montagem Os dispositivos de comando e sinalização da Kraus & Naimer possuem fixação frontal com furo de,5mm de diametro. O sistema modular,

Leia mais

46.52 46.61. 2 reversíveis, 8 A Plug-in/terminais a solda. 2 reversíveis 8/15 250/440 2000 350 0.37. AgNi

46.52 46.61. 2 reversíveis, 8 A Plug-in/terminais a solda. 2 reversíveis 8/15 250/440 2000 350 0.37. AgNi Série - Mini relé industrial 8-16 SÉRIE Características.52.61 1 ou 2 contatos.52-2 contatos reversíveis 8.61-1 contato reversível 16 Montado diretamente em base ou via conectores Faston Bobinas em C ou

Leia mais

2 contatos, 10 A Conexão a parafuso Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) Montagem em trilho 35 mm (EN 60715)

2 contatos, 10 A Conexão a parafuso Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) Série - 7-0 A SÉRIE Características.3.33.34 Relé Modular de interface, 3 e 4 contatos, largura 7 mm. Interface ideal para sistemas eletrônicos e para PLC..3 - contatos 0 A (conexão a parafuso).33-3 contatos

Leia mais

KBR - A Solução Definitiva. KBR Eletrônica Ltda.

KBR - A Solução Definitiva. KBR Eletrônica Ltda. KBR Eletrônica Ltda. KBR - A Solução Definitiva Iluminação de emergência Alarme de incêndio Luminária fluorescente para acendimento em tensão contínua (VCC) Inversor para lâmpada fluorescente Reator eletrônico

Leia mais

30.22. Baixo consumo Contatos dourados Montagem em circuito impresso 0.8. Vista lado cobre. 2 reversíveis 2/3 125/250 125 25

30.22. Baixo consumo Contatos dourados Montagem em circuito impresso 0.8. Vista lado cobre. 2 reversíveis 2/3 125/250 125 25 Série 30 - Relé miniatura Dual in Line A Características 30. Montagem em circuito impresso A para comutação de sinais contatos reversíveis para comutação de baixas cargas Relé miniatura para padrão industrial

Leia mais

Conceitos Fundamentais de Eletrônica

Conceitos Fundamentais de Eletrônica Conceitos Fundamentais de Eletrônica A eletrônica está fundamentada sobre os conceitos de tensão, corrente e resistência. Podemos entender como tensão a energia potencial armazenada em uma pilha ou bateria

Leia mais

BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE

BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE MANUAL DE INSTALAÇÃO ATENÇÃO! LEIA TODAS AS INSTRUÇÕES DO MANUAL ANTES DE INSTALAR E OPERAR ESTE EQUIPAMENTO Parabéns, você adquiriu um produto com o selo Qualidade Máxima

Leia mais

Anemômetro SEY A20. Anemômetro Digital Multitensão IP67. Manual De Instrução

Anemômetro SEY A20. Anemômetro Digital Multitensão IP67. Manual De Instrução Anemômetro SEY A20 Anemômetro Digital Multitensão IP67 Manual De Instrução 1. DESCRIÇÃO Anemômetro Digital Seyconel com dois níveis de alarme e sinalizador visual foi projetado para cumprir a norma brasileira

Leia mais

MONTAGEM E CONFIGURAÇÃO DE UMA PISTA/PISO DE LEDS

MONTAGEM E CONFIGURAÇÃO DE UMA PISTA/PISO DE LEDS MONTAGEM E CONFIGURAÇÃO DE UMA PISTA/PISO DE LEDS CONDIÇÕES GERAIS Utilize o texto e vídeo abaixo como referencia se você deseja montar uma pista de LEDs, LEMBRANDO QUE É APENAS UMA SUGESTÃO, VOCÊ PODE

Leia mais

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores. 2000 fluorescente compacta (CFL) W

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores. 2000 fluorescente compacta (CFL) W Série - Contator modular 25-40 - 63 A SÉRIE Características.32.0.xxx.1xx0.32.0.xxx.4xx0 Contator modular de 25A - 2 contatos Largura do módulo, 17.5 mm Contatos NA com abertura 3mm com dupla abertura Energização

Leia mais

Chave de Códigos. LINHA 16mm - SÉRIE 31 e 51 EAO. 51. xxx.x - x. Furação 16mm Contatos auto limpante Alta versatilidade Dimensões reduzidas

Chave de Códigos. LINHA 16mm - SÉRIE 31 e 51 EAO. 51. xxx.x - x. Furação 16mm Contatos auto limpante Alta versatilidade Dimensões reduzidas 2 8 EAO LINHA 16mm - SÉRIE 31 e 51 Chave de Códigos 51. xxx.x - x Linha de Produtos XXX - modelo e número dos contatos vide catálogo Tipo de Contato Cor da Lente Furação 16mm Contatos auto limpante Alta

Leia mais

Atividade experimental Gerando energia elétrica com a luz do Sol

Atividade experimental Gerando energia elétrica com a luz do Sol Atividade experimental Gerando energia elétrica com a luz do Sol É impossível imaginar o mundo atual sem energia elétrica. Pense em todas as atividades que você realiza em um dia na sua casa; em várias

Leia mais

22.32.0.xxx.1xx0 22.32.0.xxx.4xx0. Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores

22.32.0.xxx.1xx0 22.32.0.xxx.4xx0. Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores Série 22 - Contator modular 25-40 - 63 A SÉRIE 22 Características 22.32.0.xxx.1xx0 22.32.0.xxx.4xx0 Contator modular de 25A - 2 contatos argura do módulo, 17.5 mm Contatos NA com abertura 3mm com dupla

Leia mais

Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica

Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica 1 Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica João Alexandre da Silveira autor do livro Experimentos com o Arduino Apresentação Uma bancada de Eletronica é um pequeno laboratório de montagens

Leia mais

Boletim técnico informativo Nº 006

Boletim técnico informativo Nº 006 Boletim técnico informativo Nº 006 Estamos apresentando uma NOVA família de transformadores eletrônicos, especificamente projetados para a área de dimerização. A família compõe-se de dois tipos de transformadores

Leia mais

AV. Herminio Gimenez RC - RUC: 80061756-8 COR: CIUDAD DEL ESTE-PY TEL: +595 983 613802 contato@options-sa.net - www.options-sa.net

AV. Herminio Gimenez RC - RUC: 80061756-8 COR: CIUDAD DEL ESTE-PY TEL: +595 983 613802 contato@options-sa.net - www.options-sa.net COR: -Instalação rápida e fácil, fixação com resina, ondulação de 2 a 4 mm para passagem dos cabos de energia. - Pode ser instalada em piscinas ou hidromassagens onde não tenha sido previsto sistema de

Leia mais

CONFIE NO ORIGINAL PRODUZIDO NO BRASIL COM ENGENHARIA ALEMÃ

CONFIE NO ORIGINAL PRODUZIDO NO BRASIL COM ENGENHARIA ALEMÃ Em 1958, Otto Pfannenberg inventou o primeiro ventilador com filtro da indústria, um verdadeiro marco no setor de climatização industrial. Hoje, a Pfannenberg fornece uma ampla variedade de soluções para

Leia mais

DIODO SEMICONDUTOR. íon negativo. elétron livre. buraco livre. região de depleção. tipo p. diodo

DIODO SEMICONDUTOR. íon negativo. elétron livre. buraco livre. região de depleção. tipo p. diodo DIODO SEMICONDUOR INRODUÇÃO Materiais semicondutores são a base de todos os dispositivos eletrônicos. Um semicondutor pode ter sua condutividade controlada por meio da adição de átomos de outros materiais,

Leia mais

Manutenção de Hardware. Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br

Manutenção de Hardware. Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Manutenção de Hardware Fonte de Alimentação Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Sumário Conexões para AT Conexões para ATX Simbologia Sinais de tensão especiais Conectores Unidade 5 ¼ Unidade 3 ½ SATA

Leia mais

ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA DADOS TÉCNICOS

ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA DADOS TÉCNICOS 1 de 7 Sistemas Autônomos: VU-06 Sistema Autônomo Modelo VU-06 com dois faroletes com lâmpadas dicróicas de 20 Watts cada, com sensor de luminosidade, com bateria interna selada tipo gel de 12V-7Ah, autonomia

Leia mais

ME30 infobox basic. ME30 infobox basic. Opções para infobox basic. Operação e visualização LED / Backlight Alarme ou indicação de estado

ME30 infobox basic. ME30 infobox basic. Opções para infobox basic. Operação e visualização LED / Backlight Alarme ou indicação de estado Opções para infobox basic Opção Disponível para a variante conectores com todas as variantes parafusos backlight ao invés de LED até 6 alarmes para todas as variantes de alimentação (vermelho/verde) c/

Leia mais

Exercícios Leis de Kirchhoff

Exercícios Leis de Kirchhoff Exercícios Leis de Kirchhoff 1-Sobre o esquema a seguir, sabe-se que i 1 = 2A;U AB = 6V; R 2 = 2 Ω e R 3 = 10 Ω. Então, a tensão entre C e D, em volts, vale: a) 10 b) 20 c) 30 d) 40 e) 50 Os valores medidos

Leia mais

Catálogo Técnico 2013

Catálogo Técnico 2013 Catálogo Técnico 203 Tudo o que se espera em material elétrico Identificação Esquema de ligação Interruptor imples - 0A/250V~ 2 FAE Permite comandar uma o u m a i s l â m p a d a s exclusivamente de um

Leia mais

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO

Monitor de Nível de Óleo para Transformadores - MNO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Nível de Óleo para Transformadores e reatores MNO, é um equipamento microprocessado de alta precisão que indica o nível de óleo em escala

Leia mais

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores. 2000 fluorescente compacta (CFL) W

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores. 2000 fluorescente compacta (CFL) W Características 22.32.0.xxx.1xx0 Série 22 - Contator modular 25 A 22.32.0.xxx.4xx0 Contator modular de 25A - 2 contatos Largura do módulo, 17.5 mm Contatos NA com abertura 3mm com dupla abertura Energização

Leia mais

Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 INTRODUÇÃO

Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 INTRODUÇÃO Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM página 1 de 6 Curso Técnico em Eletrônica Eletrônica Industrial Apostila sobre Modulação PWM Prof. Ariovaldo Ghirardello INTRODUÇÃO Os controles de potência,

Leia mais

Instituição Escola Técnica Sandra Silva. Direção Sandra Silva. Título do Trabalho Fonte de Alimentação. Áreas Eletrônica

Instituição Escola Técnica Sandra Silva. Direção Sandra Silva. Título do Trabalho Fonte de Alimentação. Áreas Eletrônica Instituição Escola Técnica Sandra Silva Direção Sandra Silva Título do Trabalho Fonte de Alimentação Áreas Eletrônica Coordenador Geral Carlos Augusto Gomes Neves Professores Orientadores Chrystian Pereira

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Monitor de Temperatura MONITEMP

Monitor de Temperatura MONITEMP ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp foi desenvolvido para supervisionar até 3 (três) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

Fig. 2.2 - Painel do multímetro com a função ohmímetro em destaque.

Fig. 2.2 - Painel do multímetro com a função ohmímetro em destaque. 2 MULTÍMETRO 2.1 - Objetivos Aprender a manusear o multímetro na realização de medidas de tensões e correntes elétricas, contínuas e alternadas, bem como medir resistências elétricas. 2.2 - Introdução

Leia mais

Lovato Electric do Brasil. Produtos e soluções para automação industrial

Lovato Electric do Brasil. Produtos e soluções para automação industrial Lovato Electric do Brasil Produtos e soluções para automação industrial www.lovatoelectric.com.br Controlador automático para grupo gerador - Funcionamento a microprocessador - Sistema completo de medição

Leia mais

Análise de Circuitos I Sumário

Análise de Circuitos I Sumário Sumário CODIFICAÇÃO DE CORES PARA RESISTORES DE 4 FAIXAS...3 CODIFICAÇÃO DE CORES PARA RESISTORES DE 5 FAIXAS...5 VALORES PADRONIZADOS PARA RESISTORES DE PELÍCULA...7 Laboratório de Eletrônica Código de

Leia mais

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores Características 22.32.0.xxx.1xx0 Série 22 - Contator modular 25 A 22.32.0.xxx.4xx0 Mini contator modular de 25A - 2 contatos Largura do módulo, 17.5 mm Contatos NA com abertura 3mm com dupla abertura Energização

Leia mais

Motores Energia Automação Tintas. Automação Comando e Sinalização - Linha CSW

Motores Energia Automação Tintas. Automação Comando e Sinalização - Linha CSW Motores Energia Automação Tintas Automação Comando e Sinalização WEG (Ø 22mm) - Linha CSW Nº Descrição 1 Botão Duplo 2 Proteção para Botão Duplo 3 Botão Faceado luminado 4 Botão Faceado 5 Proteção para

Leia mais

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Características Quatro zonas com capacidade de teste/isolamento. Dois circuitos de alarme com possibilidade de isolamento. Fonte de alimentação

Leia mais

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada!

Electron do Brasil. Tecnologia ao seu alcance. Tecnologia Digital. www.electrondobrasil.com. Catálogo Monitemp - rev3. Qualidade Comprovada! Electron do Brasil Tecnologia Digital Qualidade Comprovada! Ensaios de Tipo Realizados Tecnologia ao seu alcance Catálogo Monitemp - rev3 Produtos Certificados! www.electrondobrasil.com O Monitor de Temperatura

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto Descrição do Produto A Série Energy da Altus traz uma solução confiável para um dos pontos mais críticos em uma aplicação industrial: o fornecimento de alimentação para todos os dispositivos do sistema

Leia mais

Botoeiras e Sinalizadores

Botoeiras e Sinalizadores A linha de botoeiras e sinalizadores foi projetada para o mercado de automação de máquinas, acionamentos e comandos comerciais e industriais. 66 Botões de Comando Montados Botão Pulsador NA NF ntegrados

Leia mais

PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 28/08/2006 Última versão: 18/12/2006

PdP. Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 28/08/2006 Última versão: 18/12/2006 TUTORIAL Utilizando uma Fonte de Computador Autor: Luís Fernando Patsko Nível: Intermediário Criação: 28/08/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Minicurso de Arduino

Minicurso de Arduino Minicurso de Arduino Gabriel Vasiljević Wanderson Ricardo August 28, 2015 Gabriel Vasiljević Wanderson Ricardo Minicurso de Arduino August 28, 2015 1 / 45 Roteiro do curso O que é o Arduino (especificações,

Leia mais

CHANDER FIRE DO BRASIL. equipamentos de segurança

CHANDER FIRE DO BRASIL. equipamentos de segurança CHANDER FIRE DO BRASIL equipamentos de segurança www.chanderfiredobrasil.com.br SISTEMA ENDEREÇÁVEL CENTRAL ENDEREÇÁVEL DE 250 ENDEREÇOS Especificações Técnicas: - Alimentação primária: 110V ou 220V AC

Leia mais

Conceitos básicos de Componentes SMD. Eng. Décio Rennó de Mendonça Faria

Conceitos básicos de Componentes SMD. Eng. Décio Rennó de Mendonça Faria Conceitos básicos de Componentes SMD Eng. Décio Rennó de Mendonça Faria Maio de 2014 Componentes em SMD Atualmente, nos equipamentos eletrônicos modernos, a utilização de resistores e capacitores convencionais

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL

SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL SISTEMA DE MONITORAMENTO DIGITAL Módulos para automação Características gerais - Processamento independente - Possui alerta sonoro e luminoso de falta de conexão - Não precisa ser configurado (Plug and

Leia mais

ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA

ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA Versão 2.0 Julho 2013 linhas 300 a 411 GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA - ITSCAM-ITSLUX/SUPERLUX Para a instalação rápida da ITSCAM-ITSLUX/SUPERLUX, devem-se seguir

Leia mais

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/7 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MASTERTEMP foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

INDICADOR DE POSIÇÃO DE TAP DIGITAL - IPTE

INDICADOR DE POSIÇÃO DE TAP DIGITAL - IPTE Catálogo Técnico INDICADOR DE POSIÇÃO DE TAP DIGITAL - IPTE CATÁLOGO TÉCNICO ÍNDICE CATÁLOGO TÉCNICO... 1 INTRODUÇÃO... 2 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 2 DADOS TÉCNICOS... 3 ENSAIOS DE TIPO REALIZADOS...

Leia mais

W o r l d w i d e P a r t n e r

W o r l d w i d e P a r t n e r GE Consumer & Industrial Power Protection W o r l d w i d e P a r t n e r Série CB Contactores até 45kW NOVIDADE Série PB Unidades de Comando e Sinalização GE imagination at work Série CB Contactores Tipo

Leia mais

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N

CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N CONTROLE DE ACESSO Modelo PP-360/N Imagem Ilustrativa Características: 1. Leitura de 125 khz do cartão de proximidade com o EM chip acoplado internamente para o modelo padrão. 2. Os parâmetros do sistema

Leia mais

1º Experimento 1ª Parte: Resistores e Código de Cores

1º Experimento 1ª Parte: Resistores e Código de Cores 1º Experimento 1ª Parte: Resistores e Código de Cores 1. Objetivos Ler o valor nominal de cada resistor por meio do código de cores; Determinar a máxima potência dissipada pelo resistor por meio de suas

Leia mais

O futuro da iluminação.

O futuro da iluminação. www.osram.com.br O futuro da iluminação. PORTFÓLIO COMPLETO! LampLEDs para iluminação geral e iluminação de efeito. www.osram.com.br O futuro da iluminação. Para a OSRAM, especialista em iluminação, os

Leia mais

Projeto Gráfico. Tiragem. planovisual.com.br. 2.000 unidades

Projeto Gráfico. Tiragem. planovisual.com.br. 2.000 unidades Projeto Gráfico planovisual.com.br Tiragem 2.000 unidades Todas as imagens contidas neste catálogo são meramente ilustrativas. A Kian se reserva no direito de alterar características, substituir ou retirar

Leia mais

Calculando resistor limitador para LED.

Calculando resistor limitador para LED. Calculando resistor limitador para LED. Texto Adaptado de: http://www.py2bbs.qsl.br/led.php. Acesso em: 01/03/2011 Aviso: Leia este texto completamente, não pule partes, pois explico o básico do básico

Leia mais

Simbologia de instalações elétricas

Simbologia de instalações elétricas Simbologia de instalações elétricas Os símbolos gráficos usados nos diagramas unifilar são definidos pela norma NBR5444, para serem usados em planta baixa (arquitetônica) do imóvel. Neste tipo de planta

Leia mais

Video Porteiro Externo Coletivo VPC (p. 44) Porteiro Coletivo MPS (p. 42) pág. 32 Porteiro Eletrônico F8 NT. pág. 33 Porteiro Eletrônico F8 NLB e

Video Porteiro Externo Coletivo VPC (p. 44) Porteiro Coletivo MPS (p. 42) pág. 32 Porteiro Eletrônico F8 NT. pág. 33 Porteiro Eletrônico F8 NLB e pág. 32 Porteiro Eletrônico F8 NT pág. 33 Porteiro Eletrônico F8 NLB e Porteiro Eletrônico F8 NTL pág. 35 Porteiro Eletrônico F9AZ pág. 36 Interfone LD pág. 38 Interfone AZ pág. 39 Unidade Externa F9AZ

Leia mais

1 contato NA Montagem em trilho 35 mm Largura do módulo 17.5 mm. 3000 1000 fluorescente com reator eletrônico W 1000 350 CFL W 600 300 LED 230 V W

1 contato NA Montagem em trilho 35 mm Largura do módulo 17.5 mm. 3000 1000 fluorescente com reator eletrônico W 1000 350 CFL W 600 300 LED 230 V W Série - Relé de impulso eletrônico e modular monoestável 10-16 A SÉRIE Características.81.91.81 - Relé de impulso eletrônico silencioso Montagem em trilho 35 mm - 1 contato.91 - Relé de impulso eletrônico

Leia mais

SEGURANÇA AUMENTADA IP65W BLOCO AUTÔNOMO DE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA. Central de Relacionamento : (11) 2894-6470 www.brasdistribuidora.com.

SEGURANÇA AUMENTADA IP65W BLOCO AUTÔNOMO DE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA. Central de Relacionamento : (11) 2894-6470 www.brasdistribuidora.com. BLOCO AUTÔNOMO DE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA Bloco de Iluminação de Emergência Ex d a prova de explosão e td proteção por involucro, Zonas 1 ou 2, 21 ou 22, Grupos IIA/IIB/IIC, IIIA/IIIB/IIIC. Tipo de Proteção

Leia mais

AUTOMATION. Dispositivos de comando, controle e sinalização Industrial. Comando e sinalização de máquinas

AUTOMATION. Dispositivos de comando, controle e sinalização Industrial. Comando e sinalização de máquinas Comando e sinalização de máquinas Controladores multi-eixos, joystick e postos de comando Comando e sinalização em rede Produtos especiais AUTOMATION. Dispositivos de comando, controle e sinalização Industrial

Leia mais

SISTEMA DIGITAL 2 FIOS NOVA SOLUÇÃO ÁUDIO TECNOLOGIA 2 FIOS

SISTEMA DIGITAL 2 FIOS NOVA SOLUÇÃO ÁUDIO TECNOLOGIA 2 FIOS SISTEMA DIGITAL 2 FIOS NOVA SOLUÇÃO ÁUDIO TECNOLOGIA 2 FIOS Sistema digital 2 fios A solução mais simples Devido à solução de cablagem, utilizando 2 Fios não polarizados A ligação torna-se mais simples

Leia mais

Uso da Tecnologia de Estado Sólido (LEDs) na Iluminação Pública. Autor: João Gabriel Pereira de Almeida Rio de Janeiro 24 de maio de 2005

Uso da Tecnologia de Estado Sólido (LEDs) na Iluminação Pública. Autor: João Gabriel Pereira de Almeida Rio de Janeiro 24 de maio de 2005 Uso da Tecnologia de Estado Sólido (LEDs) Autor: João Gabriel Pereira de Almeida Rio de Janeiro 24 de maio de 2005 O que é o LED (light emitting diode)*? Diodo semicondutor: dispositivo eletrônico que

Leia mais

FLUORESCENTES INCANDESCENTES HALÓGENAS HID

FLUORESCENTES INCANDESCENTES HALÓGENAS HID FLUORESCENTES INCANDESCENTES HALÓGENAS HID INDICE FLUORESCENTES COMPACTAS..................................................7 Espirais T2 Espirais alta potência Retas 2U e 3U Retas de alta potência Espirais

Leia mais

Principais características

Principais características Botões de Comando e Sinalização Ø 22mm HB5-A (Plástico) A linha de Botões de comando e Sinalizações HB5-A com seu design moderno, alta confiabilidade e com grandes variedades de configurações, são perfeitamentes

Leia mais

KRAUS & NAIMER DISPOSITIVOS OPCIONAIS CATÁLOGO 101 BR LINHA AZUL. www.krausnaimer.com.br DESDE 1907

KRAUS & NAIMER DISPOSITIVOS OPCIONAIS CATÁLOGO 101 BR LINHA AZUL. www.krausnaimer.com.br DESDE 1907 KRAUS & NAIMER LINHA AZUL www.krausnaimer.com.br DESDE 1907 CATÁLOGO 101 BR DISPOSITIVOS OPCIONAIS DADOS CONSTRUTIVOS Os comutadores das séries C, CA e CAD oferecem infinitas aplicações e soluções para

Leia mais

SAN.T.IN.NT 31. Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda sua extensão, exceto nos pontos de conexão.

SAN.T.IN.NT 31. Os barramentos instalados em subestações e/ou cubículos deverão ser pintados em toda sua extensão, exceto nos pontos de conexão. 1 / 7 SUMÁRIO: 1. FINALIDADE 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3. CONCEITOS BÁSICOS 4. PROCEDIMENTOS 5. REFERÊNCIAS 6. ANEXOS 1. FINALIDADE Esta norma tem como finalidade regulamentar os princípios básicos e procedimentos

Leia mais

KIT FREE LC-LVC KIT FREE LVC VAS/101 LVC/01 KIT FREE LC VAS/101 LC/01. www.came.com. Português KIT FREE_LC-LVC 24810510 25-11-14_PT

KIT FREE LC-LVC KIT FREE LVC VAS/101 LVC/01 KIT FREE LC VAS/101 LC/01. www.came.com. Português KIT FREE_LC-LVC 24810510 25-11-14_PT KIT FREE LC-LVC 24810510 KIT FREE LVC LVC/01 KIT FREE LC www.came.com LC/01 PT Português 106 A 70 43,5 7,5 57 45 Avisos gerais Leia com atenção as instruções antes de iniciar a instalação e realize as

Leia mais

Multiplexação de Displays

Multiplexação de Displays Multiplexação de Displays Versão 202 RESUMO Nesta experiência são apresentados alguns conceitos sobre displays ou mostradores. São discutidas as formas de multiplexá-los de modo a reduzir a quantidade

Leia mais

3. Cite o nome e características do ponto mais alto e do ponto mais baixo de uma onda?

3. Cite o nome e características do ponto mais alto e do ponto mais baixo de uma onda? Exercícios: 1. Sobre:Ondas Responda: a. O que é a Natureza de Ondas? b. O que origina as Ondas Mecânicas? c. As Ondas Mecânicas se propagam no vácuo? Explique a sua resposta. d. Quais são os elementos

Leia mais

TLC 60 TORRE LUMINOSA COMPACTA

TLC 60 TORRE LUMINOSA COMPACTA TLC 60 TORRE LUMINOSA COMPACTA TLC-60 Torre Luminosa Compacta Desenvolvida para ser a melhor opção em custo/benefício, a Torre Luminosa Compacta - TLC-60 combina tecnologia e performance na medida ideal

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final)

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) 1 - INTRODUÇÃO: CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) Trata-se de uma sistema de alarme de incêndio para utilização onde há somente acionadores manuais e sirenes convencionais, não

Leia mais

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 CATÁLOGO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Relé de Proteção de Motores RPM foi desenvolvido para supervisionar até 2 (dois) grupos ventiladores/motores simultaneamente, é utilizado

Leia mais

LX - 101 - P - Z LS - 401P - C2 LS - H91F - A SENSOR PARA FIBRA OPTICA SENSOR DE MARCA / CORES SENSOR A LASER. Sensor de marca série LX-101

LX - 101 - P - Z LS - 401P - C2 LS - H91F - A SENSOR PARA FIBRA OPTICA SENSOR DE MARCA / CORES SENSOR A LASER. Sensor de marca série LX-101 SENSOR PARA FIBRA OPTICA SENSOR DE MARCA / CORES LX 100 LX SENSOR A LASER 100 Sensor de marca série LX101 Sensor de marca de alta resolução. Detecta qualquer cor marca pois possui sistema RGB (combinação

Leia mais

Valores eternos. MATÉRIA. PROFESSOR(A) Hermann ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência equivalente entre os terminais A e B é igual a:

Valores eternos. MATÉRIA. PROFESSOR(A) Hermann ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência equivalente entre os terminais A e B é igual a: Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA Física III PROFESSOR(A) Hermann ANO SEMESTRE DATA 3º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência

Leia mais

DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos

DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos ou sistemas que se queiram supervisionar, via contatos

Leia mais

Código de capacitores e tipos de capacitores Capacitores Alguns capacitores apresentam uma codificação que é um tanto estranha, mesmo para os

Código de capacitores e tipos de capacitores Capacitores Alguns capacitores apresentam uma codificação que é um tanto estranha, mesmo para os Código de capacitores e tipos de capacitores Capacitores Alguns capacitores apresentam uma codificação que é um tanto estranha, mesmo para os técnicos experientes, e muito difícil de compreender para o

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas Botões de Comando e Sinalização Ø 22mm HB4-B (Metálica cromado) A linha de Botões de comando e Sinalizações HB4-B com seu design moderno, alta confiabilidade e com grandes variedades de configurações,

Leia mais

Seleção de Produtos. Sensor Fotoelétrico. Como especificar. TECNI-AR Ltda - Tel: 31 3362-2400 w.tecni-ar.com.br

Seleção de Produtos. Sensor Fotoelétrico. Como especificar. TECNI-AR Ltda - Tel: 31 3362-2400 w.tecni-ar.com.br Seleção de Produtos Sensor Fotoelétrico Como especificar Saída coletor PNP aberto Saída coletor NPN aberto Temporizador embutido Tipo padrão Tipo relflexivo (Tipo Difuso) Tipo feixe estreito Emissor Receptor

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES EFA72C35-A/00

MANUAL DE INSTRUÇÕES EFA72C35-A/00 Histórico N. Doc. Revisão Data Descrição Aprovado 601165 A 24/01/14 Inicial Faria Executado: Edson N. da cópia: 01 Página 1 de 7 SUMÁRIO 1- INTRODUÇÃO 2- CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS E MECÂNICAS 2.1 - Entrada

Leia mais

ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA. Prof. Arq. Minéia Johann Scherer

ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA. Prof. Arq. Minéia Johann Scherer ILUMINAÇÃO NA ARQUITETURA Prof. Arq. Minéia Johann Scherer LÂMPADAS A VAPOR DE MERCÚRIO São lâmpadas de descarga à alta pressão. Há no interior da lâmpada um tubo de descarga de quartzo que suporta altas

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Central de Iluminação de Emergência 12 V(cc), 20 A, com Capacidade de 240 W. Código AFB240 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial (110 ou 220 volts) e também possui

Leia mais

O Capacitor Q = V. C. V C = Vcc. (1 e t/τ ) τ = R. C

O Capacitor Q = V. C. V C = Vcc. (1 e t/τ ) τ = R. C O Capacitor Componente eletrônico constituído de duas placas condutoras, separadas por um material isolante. É um componente que, embora não conduza corrente elétrica entre seus terminais, é capaz de armazenar

Leia mais

MÓDULOS PLUG & PLAY. MÓDULO ADL Manual de referência

MÓDULOS PLUG & PLAY. MÓDULO ADL Manual de referência MÓDULOS PLUG & PLAY MÓDULO ADL Manual de referência Parabéns pela aquisição de um produto STUDIO R! Eles foram projetados para anos de operação confiável sob as mais rigorosas condições. Seu STUDIO R deverá

Leia mais

Simbologia de instalações elétricas

Simbologia de instalações elétricas Simbologia de instalações elétricas Os símbolos gráficos usados nos diagramas unifilar são definidos pela norma NBR5444, para serem usados em planta baixa (arquitetônica) do imóvel. Neste tipo de planta

Leia mais

Universidade Federal Fluminense UFF Escola de Engenharia TCE Curso de Engenharia de Telecomunicações TGT

Universidade Federal Fluminense UFF Escola de Engenharia TCE Curso de Engenharia de Telecomunicações TGT Universidade Federal Fluminense UFF Escola de Engenharia TCE Curso de Engenharia de Telecomunicações TGT Programa de Educação Tutorial PET Grupo PET-Tele Dicas PET-Tele Uma breve introdução à componentes

Leia mais

Monitor de Temperatura M96

Monitor de Temperatura M96 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura M96 foi desenvolvido para supervisionar até 8 (oito) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais