NEGOCIAÇÃO COM COREN PARA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO - PERÍODO DE 1º MAIO DE 2012 A 30 DE ABRIL DE 2013.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NEGOCIAÇÃO COM COREN PARA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO - PERÍODO DE 1º MAIO DE 2012 A 30 DE ABRIL DE 2013."

Transcrição

1 NEGOCIAÇÃO COM COREN PARA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO - PERÍODO DE 1º MAIO DE 2012 A 30 DE ABRIL DE GARANTIA DA DATA BASE Fica estabelecido primeiro de maio como data base da categoria REAJUSTE SALARIAL E AUMENTO REAL Salários vigentes de 30 de abril de 2012 serão reajustados pela variação do INPC referente ao período de primeiro de maio de 2010 à 30 de abril de 2012 (4,88%) mais aumento real.total de 7% (sete por cento) COMPENSAÇÕES São compensadas todas as majorações nominais de salário salve as decorrentes de promoção, reclassificação, transferência de cargo, aumento real e equiparação salarial JORNADA DE TRABALHO 40 horas semanais PISO SALARIAL Reajuste de 7% (sete por cento) sobre o piso salarial vigente em 30 de abril de 2012 (1.318,89) SALÁRIO SUBSTITUIÇÃO Ao servidor substituto será garantida a mesma gratificação percebida pelo servidor substituído PAGAMENTO DOS VENCIMENTOS Garantia de 30 minutos nos dias de pagamento, dentro da jornada de trabalho, para recebimento no Banco ou posto bancário (duas vezes ao mês) ADIANTAMENTO DE SALÁRIO Adiantamento salarial até o dia 15 (quinze) de cada mês em proporção nunca inferior a 40% (quarenta por cento) do salário mensal TOLERÂNCIA Além dos 10 (dez) minutos de tolerância na entrada e na saída previstos no parágrafo primeiro do artigo 58 da CLT será concedida tolerância mensal de 40 minutos para cobertura de eventuais atrasos PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM HORÁRIO EXTRAORDINÁRIO As horas extras trabalhadas serão remuneradas com adicional de 50% (cinqüenta por cento) de segunda a sábado e com adicional de 100% (cem por cento) domingos e feriados O trabalho noturno será remunerado em conformidade com o artigo 73 da CLT 1

2 BANCO DE HORAS Será instituído banco de horas. As horas acumuladas pelos servidores serão gozadas na mesma proporção do percentual de acréscimo das horas extras, ou seja: (50 e 100%) ANUÊNIO O anuênio será discutido entre o Sindicato e Coren nas mesas permanentes de negociação, jumtamente com o PCCS SERVIÇOS EXTERNOS Para os serviços externos habituais ou não o Coren se responsabilizará pelo pagamento das despesas de deslocamento, alimentação e hospedagem FÉRIAS Garantia de conversão de 1/3 das férias em abono pecuniário e adiantamento de 50% (cinqüenta por cento) do décimo terceiro salário. O início das férias não poderá coincidir com sábados, domingos e feriados PROLONGAMENTO DE FERIADOS O Coren planejará e divulgará com 30 (trinta) dias de antecedência calendário relativo aos dias intercorrentes aos feriados. Os dias intercorrentes não serão compensados pelos servidores LICENÇA GALA Será concedida licença de 5 (cinco) dias úteis contada da data do casamento ou da união estável ou união civil entre pessoas do mesmo sexo VALE TRANSPORTE O Coren concederá vale transporte aos servidores pelo menor ônus possível. Em nenhuma hipótese será exigida devolução dos vales transportes concedidos UNIFORMES Quando exigidos serão fornecidos gratuitamente aos funcionários VALE REFEIÇÃO O vale atual de R$ 27,00 (vinte e sete reais) será reajustado em 4,88% por cento. Em nenhuma hipótese será exigida a devolução dos vales concedios no todo ou em parte. O Coren deverá fornecer vale refeição aos funcionários que prestar serviço em horário extraordinário CESTA BÁSICA Reajuste do valor atual em 7% (sete por cento) JORNADA DE ESTUDANTE O Coren abonará a falta do funcionário estudante para prestação de exames escolares (provas finais) e vestibulares AUXÍLIO CRECHE 2

3 Auxílio creche de 30% (trinta por cento) sôbre o piso salarial por mês e por filho com idade até 5 anos, 11 meses e 29 dias. Para filho excepcional o auxílio creche será de 45% (quarenta e cinco) por cento sobre o piso salarial. Esse benefício será concedido até os 14 anos de idade LICENÇA PATERNIDADE 5 (cinco) dias úteis, inclusive no caso de adoção de criança de 0 a 12 meses de idade AUXÍLIO FUNERAL Em caso de falecimento do funcionário, do seu cônjuge ou de seus ascendentes e descendentes diretos, auxílio funeral de 2 (dois) pisos salariais LICENÇA NOJO 5 (cinco) dias úteis consecutivos em razão do falecimento do cônjuge, companheiro, pais, madrasta, padastro, irmãos, filhos, enteados e menores sobre sua guarda ou tutela SAÚDE E SEGURIDADE NO TRABALHO O Coren concederá aos funcionários pela manhã e à tarde intervalo de 5 minutos sem compensação, devendo ainda nesse período fornecer gratuitamente em local adequado café e chá, esse intervalo deverá ser gozado obrigatoriamente no local de trabalho SEGURIDADE SOCIAL O Coren garantirá a seus funcionários afastados por motivo de saúde, (doença ou acidente) a complementação do auxílio previdenciário para que perceba a mesma remuneração que receberia em atividade durante o prazo de 30 dias ATESTADOS DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE a) serão aceitos em qualquer hipótese para efeito de abono os atestados de profissionais de saúde fornecidos por órgão público de saúde, convênios ou de particulares, inclusive os que comprovem acompanhamento de familiar. b) O Coren concederá até 15 dias de afastamento ao funcionário, prorrogáveis pelo mesmo período quantas vezes forem necessárias, sem prejuízo da remuneração, nos casos de necessidade de cuidados especiais e/ou internação de cônjuge, filhos, enteados e menores sob sua guarda ou tutela até 18 anos. LICENÇA MATERNIDADE adoção de licença maternidade pelo período de 180 dias ESTABILIDADE PRÉ-APOSENTADORIA É vedada a dispensa do funcionário que esteja a pelo menos dois anos de adquirir o direito à aposentadoria. ESTABILIDADE NO PROCESSO ELEITORAL É vedada a dispensa de funcionário no período compreendido entre um mês qie antecede as eleições no Coren até os seis meses sucessivos contados da posse dos eleitos. 3

4 ENTRADA DE DIRETORES SINDICAIS NO RECINTO DE TRABALHO Sempre que se fizer necessário, os representantes do SINSEXPRO, ou pessoas por ele credenciadas, terão livre acesso nos recintos de trabalho, para distribuição de boletins, convocatórias e para efetuar sindicalizações, medainte previa comunicação ao Coren. LICENÇA À ASSOCIADO DO SINSEXPRO Fica garantida a associado do SINSEXPRO, licença remunerada para sua participação, mediante convocação, de cursos, seminários, congressos etc., promovidos pelo SINSEXPRO e/ou pela Federação Nacional dos Servidores das Autarquias de Fiscalização do Exercício Profissional FENASERA. Desde que apresente o oficio antecipado à realização do evento, com cópia da ata que elegeu o associado para participar do evento limitado a 01 (um) e limitado a 01 (um) participante por evento, por no máximo de 12 eventos no ano. LICENÇA A DIRIGENTE SINDICAL O COREN garantirá a licença de 03 (três) dias por mês ao dirigente do SINSEXPRO, limitado a 02 (dois) servidores, que necessitar afastar-se de suas funções no trabalho para prestação de serviços ao SINSEXPRO, sem prejuízo de seus vencimentos e demais benefícios. MENSALIDADE SINDICAL a) As mensalidades associativas sindicais, devidas pelos funcionários ao SINSEXPRO, deverão ser descontadas pelo COREN em folha de pagamento e repassadas ao SINSEXPRO mediante depósito em conta corrente que este indicar ou contra recibo em sua tesouraria, até o 5º (quinto) dia após a efetivação do desconto. O repasse deverá ser acompanhado do fornecimento de relação nominal de todos os funcionários e dos valores individualmente descontados, observado o artigo 545 da C.L.T. Consolidação das Leis do Trabalho; UTILIZAÇÃO DE QUADRO DE AVISOS o coren colocará a disposição do sinsexpro, quadro de avisos para, no prazo máximo de 48 (quarenta e oito) horas, afixar, em suas formas originais, comunicados, informações e convocações. TAXA NEGOCIAL O Coren praticará desconto negocial quando do primeiro pagamento dos salários já reajustados, em favor do SINSEXPRO. O desconto compreenderá o índice equivalente ao total de aumento salarial concedido no item 02 do presente instrumento, sendo limitado ao constante no Precedente Normativo nº 21 do TRT-SP (5%) ou ao valor de R$200,00 (duzentos reais), o que for menor, e será 4

5 descontado em 5 (cinco) parcelas iguais e consecutivas de 1% (um por cento) ao mês, conforme definido pelos trabalhadores em assembléia local. O trabalhador terá 10 (dez) dias consecutivos, após o protocolo do Acordo Coletivo de Trabalho assinado pelo CRF no SINSEXPRO, para manifestar eventual oposição ao desconto, da seguinte forma: Os trabalhadores lotados na capital deverão comparecer à sede do SINSEXPRO para preencher formulário de oposição nos seguintes dias: segunda, terça, quarta e sextafeira das 9h00 as 18h00 e às quintas-feiras das 10h00 as 19h00. Os trabalhadores lotados na Grande São Paulo, Interior e Litoral, poderão retirar o formulário de oposição através do site do SINSEXPRO na Internet ou solicitar seu envio por ou fax. Depois de preenchido o formulário, o trabalhador deverá reconhecer firma da assinatura e encaminhar pelo correio à sede do SINSEXPRO, como carta registrada. Só serão aceitas as oposições que forem postadas até o último dia do prazo. O Coren se compromete a comunicar aos trabalhadores a data de protocolo do Acordo Coletivo de Trabalho no SINSEXPRO. O SINSEXPRO se compromete a enviar para ao Coren a relação dos trabalhadores que manifestaram regularmente a oposição ao desconto da contribuição negocial. O desconto só será processado após a comunicação formal do SINSEXPRO ao Coren das oposições recebidas MEIOS ALTERNATIVOS DE SOLUÇÃO DE CONFLITOS É vedado ao COREN e ao SINSEXPRO, buscarem solução para conflitos individuais dos funcionários, decorrentes da relação de trabalho, perante comissões de conciliação prévia ou núcleos de conciliação estranhos à categoria abrangida pelo SINSEXPRO, sob pena de nulidade e fraude ao direito do trabalho, de que trata o Art. 9º da CLT, vista que o SINSEXPRO ainda não constituiu referida comissão no âmbito da categoria profissional. O Coren e o SINSEXPRO priorizarão as Mesas Permanentes de Negociação para solução de eventuais conflitos MESA PERMANTE DE NEGOCIAÇÃO Ordinariamente a cada três meses e extraordinariamente mediante necessidade e convenção VIGÊNCIA DO ACORDO COLETIVO a) Estabelecem as partes que o presente Acordo Coletivo de Trabalho tem como data de início de vigência o dia 1º de maio de 2006 a 30 de abril de ABRANGÊNCIA 5

6 Aplica-se a presente convenção, na sua integridade, a todos os funcionários da autarquia que pertencem à categoria abrangida pelo SINSEXPRO, inclusive os admitidos após a data-base. CASOS OMISSOS Os assuntos não previstos em Lei e no Acordo Coletivo de Trabalho poderão ser acordados entre o COREN e o SINSEXPRO. 6

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES SÓCIO-ECONÔMICAS, PARA O PERÍODO DE 1º DE MAIO DE 2009 A 30 DE ABRIL DE 2011.

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES SÓCIO-ECONÔMICAS, PARA O PERÍODO DE 1º DE MAIO DE 2009 A 30 DE ABRIL DE 2011. PAUTA DE REIVINDICAÇÕES SÓCIO-ECONÔMICAS, PARA O PERÍODO DE 1º DE MAIO DE 2009 A 30 DE ABRIL DE 2011. ITEM 01 GARANTIA DE DATA BASE Manutenção de 1º de maio como data base da categoria. ITEM 02 - REAJUSTE

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001554/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR032670/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023032/2010-49 DATA DO

Leia mais

CLÁUSULA 1ª - DATA BASE Fica reconhecida e garantida como data-base da categoria a data de 1º de março.

CLÁUSULA 1ª - DATA BASE Fica reconhecida e garantida como data-base da categoria a data de 1º de março. PAUTA DO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO FIRMADO ENTRE O SINDICATO DOS SERVIDORES EM CONSELHOS E ORDENS DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL E ENTIDADES COLIGADAS E AFINS DO ESTADO DO ESPIRITO SANTO SINDICOES-ES E

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000096/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/01/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064426/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.042751/2011-40 DATA DO

Leia mais

1.01 - Fica reconhecida como data-base da categoria a data de 1 de maio.

1.01 - Fica reconhecida como data-base da categoria a data de 1 de maio. Acordo Coletivo de Trabalho firmado entre o Sindicato dos Servidores em Conselhos e Ordens de Fiscalizacão Profissional e Entidades Coliqadas e Afins do Estado do Espírito Santo SINDICOES-ES e a Ordem

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000484/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR040108/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001341/2013-51 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000458/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 28/07/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039904/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001294/2011-83 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000433/2008 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/10/2008 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015947/2008 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.032963/2008-13 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000748/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023675/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.006375/2012-81 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001633/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017942/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.001682/2013-16 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002217/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/10/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053080/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.035134/2010-15 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP008079/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/09/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR044195/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.004278/2009-22 DATA

Leia mais

CNPJ 01.757.127/0001-12 SINDICATO DOS SERVIDORES EM CONSELHOS E ORDENS DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SINDICOES-ES 1/8

CNPJ 01.757.127/0001-12 SINDICATO DOS SERVIDORES EM CONSELHOS E ORDENS DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SINDICOES-ES 1/8 SANTO SINDICOES-ES 1/8 PAUTA DO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO FIRMADO ENTRE O SINDICATO DOS SERVIDORES EM CONSELHOS E ORDENS DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL DO ESTADO DO ESPIRITO SANTO SINDICOES-ES E O CRC/ES

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SUSCITANTE: SINDICATO DOS PSICÓLOGOS NO ESTADO DE SÃO PAULO - SINPSI-SP, Entidade Sindical Profissional, com registro no MTb sob nº012.228.026.60-5 e inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001644/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/06/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026139/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004129/2010-92 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001254/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/04/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017099/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.006142/2011-57 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001597/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024152/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.007124/2015-16 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG004311/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 27/10/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053641/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.008617/2011-50 DATA DO

Leia mais

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho

Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho SINPEFESP-(empregados)-SINDELIVRE-(patronal) Principais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho 2014/2015. VIGÊNCIA E DATA-BASE As cláusulas e condições da presente Convenção Coletiva de Trabalho que

Leia mais

CAPÍTULO I - DA DATA BASE. CLÁUSULA 1ª - DATA BASE Fica reconhecida e garantida como data-base da categoria a data de 1º de Maio.

CAPÍTULO I - DA DATA BASE. CLÁUSULA 1ª - DATA BASE Fica reconhecida e garantida como data-base da categoria a data de 1º de Maio. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO FIRMADO ENTRE O CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESPIRITO SANTO CREA-ES E O SINDICATO DOS SERVIDORES EM CONSELHOS E ORDENS DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061795/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46219.010162/2010-81 DATA DO PROTOCOLO: 27/10/2010 SINDICATO DOS EMPREGADOS EM CASAS DE DIVERSOES DE SAO

Leia mais

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 PELO PRESENTE INSTRUMENTO DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE UM LADO O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE RÁDIODIFUSÃO DO ESTADO DO PARANÁ, A SEGUIR DENOMINADO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000433/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/09/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR054260/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.010934/2010-24 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PB000247/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/07/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021198/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46224.001800/2010-02 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000953/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029282/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009097/2013-02 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001249/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/06/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030888/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46304.001732/2014-15 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001762/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 24/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023628/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.008636/2011-76 DATA DO

Leia mais

PROPOSTA DO CROSP EM FACE A PAUTA DE REINVINDICAÇÕES SOCIOECONOMICAS APRESENTADA PELO SINSEXPRO PARA O PERÍODO DE 1DE MAIO DE 2014 A 30 DE ABRIL DE

PROPOSTA DO CROSP EM FACE A PAUTA DE REINVINDICAÇÕES SOCIOECONOMICAS APRESENTADA PELO SINSEXPRO PARA O PERÍODO DE 1DE MAIO DE 2014 A 30 DE ABRIL DE PROPOSTA DO CROSP EM FACE A PAUTA DE REINVINDICAÇÕES SOCIOECONOMICAS APRESENTADA PELO SINSEXPRO PARA O PERÍODO DE 1DE MAIO DE 2014 A 30 DE ABRIL DE 2015. POPOSTAS DE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO ENTRE CONSELHO

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA

SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO E AFINS DO ESTADO DA BAHIA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES 2014-2015 DOS EMPREGADOS DA EMPRESA ADINOR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ADITIVOS LTDA. 1ª Cláusula - REAJUSTE SALARIAL A Empresa reajustará o salário de seus empregados em 100% (cem

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000145/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/01/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR080680/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.001357/2014-74 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 CODESC Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 Pelo presente instrumento, de um lado a COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DO ESTADO DE SANTA CATARINA CODESC,

Leia mais

CLÁUSULA 1ª - DATA BASE Fica reconhecida e garantida como data-base da categoria a data de 1º de Março.

CLÁUSULA 1ª - DATA BASE Fica reconhecida e garantida como data-base da categoria a data de 1º de Março. MINUTA DE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO FIRMADO ENTRE O CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESPIRITO SANTO CREA-ES E O SINDICATO DOS SERVIDORES EM CONSELHOS E ORDENS DE FISCALIZAÇÃO

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ITU FILIADO A FESSPMESP

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ITU FILIADO A FESSPMESP 1 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 - ESTATUTÁRIO Pelo presente instrumento particular de Acordo Coletivo de Trabalho de um lado o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Itu, entidade

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE000976/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/10/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR040264/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.016579/2011-99 DATA DO

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029334/2013 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46261.003131/2012-11

Leia mais

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO

CAPÍTULO I - VIGÊNCIA E ABRANGÊNCIA CAPÍTULO II - REMUNERAÇÃO E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, QUE ENTRE SI FAZEM, DE UM LADO O SINDICATO DOS CONDUTORES DE VEÍCULOS RODOVIÁRIOS E TRABALHADORES EM TRANSPORTES DE CARGAS EM GERAL E PASSAGEIROS NO MUNICÍPIO DO RIO DE

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resumovisualii.. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001782/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO:

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000955/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028972/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009094/2013-61 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000363/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/02/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002753/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.000337/2015-27 DATA DO

Leia mais

SENAC/DF - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL

SENAC/DF - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL CAMPANHA SALARIAL - 2014/2015 ELENCO DE REIVINDICAÇÃO DOS TRABALHADORES DO SENAC-SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COM COMERCIAL-ADMINISTRACAO REGIONAL DO DF O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000150/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018764/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.002132/2011-14 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 POR ESTE INSTRUMENTO, QUE ENTRE SI CELEBRAM, POR SEUS RESPECTIVOS REPRESENTANTES LEGAIS, DE UM LADO A ARCELORMITTAL CARIACICA, INSCRITA NO CNPJ/MF SOB O Nº 17.469.701/0053-06

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 Que fazem na forma abaixo, de um lado, o SINDICATO DAS SANTAS CASAS E ENTIDADES FILANTRÓPICAS DO ESTADO DA BAHIA - SINDIFIBA, CNPJ n 96.777.958/0001-62 sito à Rua

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002443/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/11/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061733/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.043450/2011-33 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000378/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/08/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR038469/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.009306/2010-04 DATA DO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2007/2008 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000146/2007 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/10/2007 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001271/2007 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.005618/2007-28 DATA

Leia mais

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001902/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR019390/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46236.000751/2012-13 DATA DO

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2001 IEL/DF - INSTITUTO EUVALDO LODI SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO QUE ENTRE SI, CELEBRAM O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E DE FORMAÇÃO

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP013466/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/10/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR065787/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46262.004239/2014-82 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Mediador - Extrato Instrumento Coletivo CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: ES000053/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/02/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR001382/2009 NÚMERO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2009/2011

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2009/2011 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2009/2011 Que entre si celebram, de um lado, E de outro lado, SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS DE PORTO ALEGRE, com sede na Rua Augusto Severo, 82 - Porto Alegre RS, CEP 90.240-480,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 8 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001959/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/09/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR046033/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.023134/2012-26

Leia mais

CAPÍTULO I - DA DATA BASE. CLÁUSULA 1ª: DATA BASE Fica reconhecida e garantida como data-base da categoria a data de 1º de maio.

CAPÍTULO I - DA DATA BASE. CLÁUSULA 1ª: DATA BASE Fica reconhecida e garantida como data-base da categoria a data de 1º de maio. 1 SINDICATO DOS SERVIDORES DAS AUTARQUIAS DE FISCALIZAÇÃO PROFISSIONAL E ENTIDADES COLIGADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Rua Álvaro Alvim, 37/811-812 e 814 Centro CEP.: 20031-010 - Rio de Janeiro/RJ Tel.:

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002058/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018377/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004510/2012-13 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1993 SESI/DR SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1993 SESI/DR SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1993 SESI/DR SERVIÇO SOCIAL DA INDUSTRIA SINDAF/DF PRIMEIRO TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA EM 30 DE AGOSTO DE 1993. ENTRE O SINDICATO DOS EMPREGADOS

Leia mais

DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004

DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004 DISSÍDIO COLETIVO PROCESSO TRT/SP Nº 20280200500002004 PELO PRESENTE INSTRUMENTO E NA MELHOR FORMA DE DIREITO, DE UM LADO O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM CASAS DE DIVERSÕES DE SÃO PAULO E REGIÃO, ENTIDADE

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 SINDICATO DOS TECNICOS EM SEGURANCA TRABALHO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n. 25.578.642/0001-01, neste ato representado por seu Presidente, Sr. CLÁUDIO FERREIRA SANTOS;

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 Termo de CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que entre si fazem, o Sindicato dos Empregados em Edifícios e em Empresas de Compra, Venda Locação e Administração de Imóveis

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PI000036/2008 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/09/2008 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR015042/2008 NÚMERO DO PROCESSO: 46214.002894/2008-23 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que entre si celebram, de um lado, o SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE CELULOSE, PAPEL E PAPELÃO NO ESTADO DE MINAS GERAIS - SINPAPEL, e, de outro

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS Page 1 of 7 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RN000151/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/05/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026139/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46217.004195/2014-36

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2008 BR 101 Km 205 Barreiros São José SC 1 Data-base - Maio/2007 BR 101 Km 205 Barreiros São José SC 2 Pelo presente instrumento, de um lado a Centrais de Abastecimento

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP004794/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/05/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024392/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46262.001835/2014-19 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R Termo de Acordo Coletivo de Trabalho, que entre si celebram o SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO, PERÍCIA, PESQUISA E INFORMAÇÕES

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2016 SIND DOS EMP VEN E VIAJ DO C P P V E VEN DE P FAR DO DF, CNPJ n. 00.449.181/0001-38, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). MARIA APARECIDA ALVES

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 5 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP002054/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/03/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061897/2012 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

RESOLUÇÃO CFP Nº 009/2009

RESOLUÇÃO CFP Nº 009/2009 RESOLUÇÃO CFP Nº 009/2009 Dispõe sobre o reajuste, direitos e deveres dos empregados do Conselho Federal de Psicologia. O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições legais, estatutárias

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 SINDICATO DOS EMPREGADOS VENDORES E VIAJANTES DO COMÉRCIO, PROPAGANDISTAS, PRPOAGANDISTAS-VENDEDORES E VENDEDORES DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP004375/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/05/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR019011/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46262.001421/2011-39 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 Pelo presente instrumento, de um lado o SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DE SOROCABA E REGIÃO, com sede à Rua Augusto Franco, nº 159, em Sorocaba/SP,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002716/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 16/11/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064091/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.006426/2015-78 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001498/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/08/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039452/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.012508/2013-39 DATA DO PROTOCOLO: 01/08/2013 ACORDO COLETIVO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1994 BENECAP CAIXA BENEFICENTE DOS FUNCIONÁRIOS DA COMPANHIA URBANIZADORA DA NOVA CAPITAL DO BRASIL SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1994 BENECAP CAIXA BENEFICENTE DOS FUNCIONÁRIOS DA COMPANHIA URBANIZADORA DA NOVA CAPITAL DO BRASIL SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/1994 BENECAP CAIXA BENEFICENTE DOS FUNCIONÁRIOS DA COMPANHIA URBANIZADORA DA NOVA CAPITAL DO BRASIL SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO QUE ENTRE SI FAZEM A CAIXA BENEFICENTE

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001188/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/08/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR038092/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.477193/2009-15 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000566/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/12/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR070788/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.014471/2010-70 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO/2006 SESCOOP SINDAF/DF ACORDO COLETIVO DE TRABALHO, que celebram de um lado, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo SESCOOP NACIONAL - CNPJ N.º 03.087.543/0001-86,

Leia mais

Parágrafo 1 - Somente os empregados que estejam no efetivo exercício de suas atividades na EMPRESA farão jus ao Vale Alimentação ou Refeição.

Parágrafo 1 - Somente os empregados que estejam no efetivo exercício de suas atividades na EMPRESA farão jus ao Vale Alimentação ou Refeição. PELO PRESENTE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO, DE UM LADO A CDN SERViÇOS DE ÁGUA E ESGOTO S.A., INSCRITA NO CNPJ SOB N 07.496.584/0001-87, COM SEDE NA AVENIDA 20 DE JANEIRO S/ N - RUA E., ILHA DO GOVERNADOR,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000063/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/02/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR003587/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.001729/2011-59 DATA DO

Leia mais

Manual de Recursos Humanos

Manual de Recursos Humanos Manual de Recursos Humanos Associação dos Amigos do Paço das Artes Francisco Matarazzo Sobrinho Organização Social de Cultura 1 Finalidade: Disponibilizar princípios básicos de gestão de pessoal que devem

Leia mais

SINDMINÉRIOS SANTOS. Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios, Derivados de Petróleo e Combustíveis de Santos e Região.

SINDMINÉRIOS SANTOS. Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios, Derivados de Petróleo e Combustíveis de Santos e Região. FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO DE MINÉRIOS E DERIVADOS DE PETRÓLEO NO ESTADO DE SÃO PAULO 01 - REAJUSTE SALARIAL PAUTA DE REIVINDICAÇÕES SIREGÁS 2012/2013 As Empresas concederão, a todos os empregados

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ001596/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/08/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR044387/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.017209/2014-00 DATA

Leia mais

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016. São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014:

PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016. São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014: PROPOSTA DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015 / 2016 CLÁUSULA 1ª - DO PISO SALARIAL São fixados os seguintes salários para admissão a partir de 1º de maio de 2014: a) Fica afixado o piso salarial da

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Federação) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000529/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 04/04/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002949/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.003317/2014-97 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO AERO AGRÍCOLA 2006/2007

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO AERO AGRÍCOLA 2006/2007 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO AERO AGRÍCOLA 2006/2007 Que fazem de um lado, o SINAERO Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Empresa de Táxi Aéreo, Aeroclubes, Aviação Agrícola e de Garimpo, Prestadores

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1999

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1999 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 1999 O Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Passo Fundo e Região e o Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Passo Fundo,

Leia mais

Parágrafo Primeiro: Fica assegurado ao TRABALHADOR admitido para a função de outro, o percebimento de salário igual ao TRABALHADOR desligado.

Parágrafo Primeiro: Fica assegurado ao TRABALHADOR admitido para a função de outro, o percebimento de salário igual ao TRABALHADOR desligado. REFERÊNCIA: CLARO S/A PAUTA NACIONAL DE REIVINDICAÇÕES DOS TRABALHADORES DAS EMPRESAS CONCESSIONÁRIAS DE TELEFONIA FIXA E MÓVEL (OPERADORAS) PARA NEGOCIAÇÃO UNIFICADA DOS SINDICATOS FILIADOS À FENATTEL

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 1 Entre as partes, de um lado, representando a Categoria Profissional, o SINDICATO DOS EMPREGADOS DE AGENTES AUTONOMOS DO COMÉRCIO E EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000685/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/06/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026595/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.007774/2010-05 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL Página 1 de 6 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RN000390/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/10/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060523/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46217.008181/2013-19

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 EMPREGADOS EM SOCIEDADES DE FOMENTO MERCANTIL - FACTORING 1 - BENEFICIÁRIOS São beneficiários do presente instrumento todos os empregados em Sociedades de Fomento

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP010020/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 09/09/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR052279/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.004340/2015-24 DATA DO

Leia mais