ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC dezembro 2013

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC dezembro 2013"

Transcrição

1 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC dezembro 2013 Rio de Janeiro, 10 de janeiro de 2014

2 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Dezembro No mês ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR AMPLO - IPCA O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA do mês de dezembro apresentou variação de 0,92% e ficou acima da taxa de 0,54% registrada em novembro em 0,38 ponto percentual. É o maior IPCA mensal desde abril de 2003, quando atingiu 0,97%, e, ainda, o maior IPCA dos meses de dezembro desde 2002, cujo resultado chegou a 2,10%. O ano de 2013 fechou, então, em 5,91%, acima dos 5,84% do ano anterior. Em dezembro de 2012 a taxa havia ficado em 0,79%. Para cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados no período de 28 de novembro a 30 de dezembro de 2013 (referência) com os preços vigentes no período de 30 outubro a 27 de novembro de 2013 (base). Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, conforme mostra a tabela a seguir, três deles ficaram aquém do resultado de novembro, cinco mostraram aceleração na taxa de crescimento, enquanto um deles se manteve no mesmo nível. 1

3 Grupo Variação (%) Impacto (p.p.) Novembro Dezembro Novembro Dezembro Índice Geral 0,54 0,92 0,54 0,92 Alimentação e Bebidas 0,56 0,89 0,14 0,22 Habitação 0,69 0,52 0,10 0,07 Artigos de Residência 0,38 0,89 0,02 0,04 Vestuário 0,85 0,80 0,06 0,05 Transportes 0,36 1,85 0,07 0,35 Saúde e Cuidados Pessoais 0,41 0,41 0,05 0,05 Despesas Pessoais 0,87 1,00 0,09 0,11 Educação 0,08 0,05 0,00 0,00 Comunicação 0,40 0,74 0,02 0,03 A gasolina, cujo impacto foi de 0,15 ponto percentual no índice, e as passagens aéreas, com 0,12 p.p., constituíram-se nos destaques individuais do mês. Juntos, somando 0,27 p.p., estes dois itens se apropriaram de 29% do IPCA, quase um terço. O litro da gasolina ficou, em média, 4,04% mais caro, ressaltando que o consumidor da região metropolitana de Salvador passou a pagar 15,85% a mais pelo combustível. A alta é reflexo, nas bombas, do reajuste de 4,00% ocorrido nas refinarias a partir de 30 de novembro. Já nas passagens aéreas o aumento médio foi bem maior e chegou a 20,13%, superado por regiões como Fortaleza e Salvador, com variações de 30,48% e 31,74%, respectivamente. Com isto, distante do resultado de 0,36% de novembro, o grupo Transporte apresentou alta de 1,85%, não só a maior variação, mas, também, o mais expressivo impacto de grupo em dezembro, com 0,35 ponto percentual. Ademais, a respeito dos combustíveis (4,12%), manifestando o início da entressafra da cana-de-açúcar, o etanol teve aumento médio de 4,83%, atingindo 8,43% em Salvador e em Goiânia. No caso do óleo diesel, o reajuste de 8% nas refinarias, a partir de 30 de novembro, acabou por se refletir em 4,89%, em média, nos preços ao consumidor. Quanto às viagens interestaduais realizadas através de ônibus, também ficaram mais caras no mês, em média 1,30%, ainda em consequência do reajuste de 6,90% autorizado desde 3 de outubro. 2

4 As Despesas Pessoais vieram logo após ao grupo Transporte, com alta de 1,00%, acima dos 0,87% de novembro. Os rendimentos dos empregados domésticos pressionaram com variação de 0,86%, enquanto no item excursões a alta atingiu 8,89%. Outros serviços ficaram mais caros, destacando-se cabeleireiro e manicure, com 1,99% e 1,55%, respectivamente. Os cigarros, 0,57% mais caro, refletiram parte do reajuste de 13% em vigor desde 02 de novembro em determinadas marcas e regiões, além do reajuste de 12% vigente a partir de 02 de dezembro. Nos Artigos de Residência, que subiram para 0,89% ante 0,38% em novembro, destacaram-se os eletrodomésticos, com aumento de 1,78%, e os serviços de conserto e manutenção da casa, com 1,06%. Os grupos Alimentação e Bebidas (de 0,56% em novembro para 0,89% em dezembro) e Comunicação (de 0,40% para 0,74%) também subiram mais do que no mês anterior, enquanto Saúde e Cuidados Pessoais repetiu a taxa de 0,41% já registrada em novembro. No caso dos alimentos, o aumento médio foi de 0,89% e provocou impacto de 0,22 p.p. no IPCA do mês, abaixo somente do impacto de 0,35 ponto percentual exercido pelo grupo dos Transportes. Em Salvador o grupo dos alimentos teve aumento de 1,50%, seguido de 1,32% no Rio de Janeiro e de 1,31% em Brasília. O consumidor passou a pagar mais caro por vários produtos, com destaque para as carnes, cujos preços subiram 2,33%. Os principais itens em alta de novembro para dezembro encontram-se a seguir. 3

5 Variação (%) Item Novembro Dezembro Ano Cebola -5,13 7,24-7,90 Cenoura -1,24 6,02 11,22 Frutas 0,57 4,52 18,96 Tomate 11,58 3,98 14,74 Pescados 2,71 2,48 7,25 Carnes 0,92 2,33 4,57 Hortaliças e verduras 2,86 2,19 12,32 Atomatado -0,27 2,16 8,77 Pão de forma -0,37 1,81 13,66 Frango inteiro -0,71 1,55 5,36 Frango em pedaços 0,84 1,37 9,22 Açúcar refinado 2,42 1,35-14,47 Lanche 1,42 1,20 12,28 Refeição 0,55 1,16 9,49 Refrigerante e água mineral 0,13 1,11 7,40 Batata inglesa -0,17 1,09 24,79 Queijo 0,96 1,05 14,58 Alho -6,52 1,01-13,99 Arroz -1,04 0,86-4,87 Pão francês 1,05 0,78 15,11 Cerveja 1,25 0,77 10,52 Carnes industrializadas 1,46 0,77 5,85 Açúcar cristal 1,58 0,57-9,39 O leite longa vida, por outro lado, ficou 4,77% mais barato em dezembro e constituiu-se no principal impacto para baixo, com -0,05 ponto percentual. Os destaques em queda foram: Variação (%) Item Novembro Dezembro Ano Feijão-carioca -7,96-6,62-17,32 Leite longa vida -2,44-4,77 17,15 Farinha de mandioca 0,10-0,98 25,19 Feijão-mulatinho -1,98-0,92-14,05 Café moído 0,09-0,92-5,45 Ovo de galinha -1,57-0,66 9,40 Feijão-preto -1,04-0,43 21,51 Farinha de trigo 1,67-0,24 30,16 4

6 Com resultados inferiores aos registrados em novembro, vieram três dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados: Vestuário (de 0,85% em novembro para 0,80% em dezembro), Habitação (de 0,69% para 0,52%) e Educação (de 0,08% para 0,05%). Sobressai, nas despesas com Habitação, a desaceleração da taxa de energia elétrica, que ficou em 0,31% ante 1,63% de novembro. Dentre os índices regionais, o maior ficou com o região metropolitana de Salvador (1,34%), onde a gasolina chegou a 15,85% e o etanol passou a custar 8,43% a mais de novembro para dezembro. Além disso, também em Salvador, o aumento nos preços dos alimentos superou a média nacional, atingindo 1,50%. A região metropolitana de Belém (0,63%) apresentou o índice mais baixo do mês, já que os alimentos ficaram em 0,58%, taxa inferior a registrada nas demais regiões. Acrescente-se que, das onze regiões que compõem o IPCA, apenas Fortaleza deixou de apresentar aceleração na taxa de crescimento de um mês para o outro. A seguir, tabela com os resultados mensais por região pesquisada. Região Peso Regional (%) Variação (%) Novembro Dezembro Ano Salvador 7,35 0,39 1,34 5,03 Rio de Janeiro 12,46 0,75 1,16 6,16 Brasília 3,46 0,55 1,01 5,97 São Paulo 31,68 0,45 0,94 6,09 Recife 5,05 0,45 0,90 6,86 Curitiba 7,79 0,50 0,86 5,67 Belo Horizonte 11,23 0,53 0,80 5,75 Fortaleza 3,49 0,99 0,75 6,38 Goiânia 4,44 0,54 0,75 5,62 Porto Alegre 8,40 0,61 0,67 5,79 Belém 4,65 0,52 0,63 5,33 Brasil 100 0,54 0,92 5,91 O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange nove regiões metropolitanas do país, além do município de Goiânia e de Brasília. 5

7 1.2 - ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR INPC O Índice Nacional de Preços ao Consumidor - INPC apresentou variação de 0,72% em dezembro, acima do resultado de 0,54% de novembro em 0,18 ponto percentual. Com isto, o ano de 2013 fechou em 5,56%, abaixo da taxa de 6,20% relativa ao ano anterior. Em dezembro de 2012 o INPC havia ficado em 0,74%. Os produtos alimentícios ficaram em 0,80% em dezembro, enquanto em novembro a taxa foi de 0,54%. O agrupamento dos não alimentícios variou 0,69% em dezembro contra 0,54% em novembro. Dentre os índices regionais, o maior ficou com o região metropolitana de Salvador (1,05%), onde a gasolina chegou a 15,85% e o etanol passou a custar 8,43% a mais de novembro para dezembro. Além disso, também em Salvador, o aumento nos preços dos alimentos superou a média nacional, atingindo 1,41%. Belém e Brasília apresentaram os menores índices do mês, ambos com a taxa de 0,47%. A tabela a seguir contém os índices por região pesquisada. 6

8 Peso Variação (%) Região Regional (%) Novembro Dezembro Ano Salvador 10,67 0,35 1,05 4,71 Rio de Janeiro 9,91 0,73 1,00 5,60 Recife 7,17 0,53 0,90 6,93 São Paulo 25,24 0,44 0,71 5,43 Belo Horizonte 11,04 0,53 0,67 5,65 Fortaleza 6,61 1,10 0,61 6,94 Porto Alegre 7,38 0,57 0,57 5,74 Goiânia 5,27 0,51 0,55 4,93 Curitiba 7,29 0,48 0,54 5,46 Brasília 2,39 0,51 0,47 5,24 Belém 7,03 0,48 0,47 5,23 Brasil 100,00 0,54 0,72 5,56 Para cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados no período de 28 de novembro a 30 de dezembro de 2013 (referência) com os preços vigentes no período de 30 outubro a 27 de novembro de 2013 (base). O INPC é calculado pelo IBGE desde 1979, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 05 salários mínimos, sendo o chefe assalariado, e abrange nove regiões metropolitanas do país, além do município de Goiânia e de Brasília. 7

9 2. No ano ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR AMPLO - IPCA O IPCA fechou o ano de 2013 em 5,91% e ficou acima do IPCA de 5,84% relativo a 2012 em 0,07 ponto percentual. Dos grupos de produtos e serviços pesquisados, Alimentação e Bebidas foi o mais elevado, atingindo 8,48%, enquanto o mais baixo foi o grupo Comunicação, com 1,50%. A tabela a seguir mostra todos os grupos pesquisados. GRUPO Variação (%) Impacto (p.p.) IPCA 5,84 5,91 5,84 5,91 Alimentação e Bebidas 9,86 8,48 2,27 2,03 Habitação 6,79 3,40 0,99 0,50 Artigos de Residência 0,84 7,12 0,04 0,31 Vestuário 5,79 5,38 0,39 0,36 Transportes 0,48 3,29 0,10 0,64 Saúde e Cuidados Pessoais 5,95 6,95 0,66 0,77 Despesas Pessoais 10,17 8,39 1,01 0,87 Educação 7,78 7,94 0,34 0,35 Comunicação 0,77 1,50 0,04 0,07 Os preços dos alimentos vêm aumentando de forma expressiva nos últimos anos e, embora o resultado de 8,48% de 2013 tenha mostrado certo recuo em relação aos 9,86% de 2012, foi Alimentação e Bebidas que apresentou a maior alta de grupo e exerceu o mais forte impacto no IPCA do ano. Detendo 2,03 ponto percentual, os alimentos foram responsáveis por 34% do índice, cerca da terça parte. Seguem os resultados do grupo nos últimos anos. 8

10 2004: 3,86% 2005: 1,99 % 2006: 1,22% 2007: 10,79% 2008: 11,11% 2009: 3,18% 2010: 10,39% 2011: 7,18% 2012: 9,86% 2013: 8,48% A despesa com alimentação se encarrega de parte significativa do orçamento das famílias (24,57%) e aumentou em todas as regiões pesquisadas, sobretudo na região metropolitana de Recife, onde a alta foi de 9,47%, seguida de Porto Alegre, com 9,36% e Rio de Janeiro, com 9,34%. Os alimentos consumidos fora do domicílio exerceram forte pressão tendo em vista que os preços cresceram 10,07% em 2013, ainda mais do que os 9,51% de O item refeição fora, que aumentou 9,49%, liderou os impactos individuais no IPCA do ano, com 0,47 ponto percentual. Mas não foi só refeição, a maioria dos itens relativos à alimentação fora aumentaram, conforme mostra a tabela. 9

11 Variação anual (%) Item Alimentação fora do domicílio 9,51 10,07 Refeição 8,59 9,49 Lanche 11,23 12,28 Café da manhã 10,85 12,01 Refrigerante e água mineral 9,20 9,36 Cafezinho 8,67 11,78 Cerveja 12,80 10,52 Outras bebidas alcoólicas 9,23 8,45 Doces 7,50 4,45 Os alimentos consumidos no domicílio, embora tenham continuado em aceleração, mesmo com alta de 7,64%, ficaram abaixo do resultado de 2012, quando atingiram 10,04%. As principais altas foram: 10

12 Item Variação (%) Impacto (p.p.) Chá 23,00 53,33 0,02 Farinha de trigo 7,30 30,16 0,02 Farinha de mandioca 91,51 25,19 0,05 Batata inglesa 49,98 24,79 0,05 Feijão-preto 44,20 21,51 0,02 Leite em pó 11,28 20,58 0,04 Frutas 11,74 18,96 0,16 Leite longa vida 4,70 17,15 0,16 Macarrão 0,25 16,80 0,04 Pão francês 11,65 15,11 0,16 Tomate 12,13 14,74 0,03 Queijo 6,28 14,58 0,07 Pão de forma 9,88 13,66 0,02 Hortaliças e verduras 16,76 12,32 0,03 Chocolate e achocolatado em pó 10,88 10,74 0,02 Iogurte e bebidas lácteas 3,52 10,38 0,02 Biscoito 3,35 9,76 0,05 Ovo de galinha 18,77 9,40 0,02 Cerveja 13,55 9,30 0,04 Frango em pedaços 5,38 9,22 0,04 Refrigerante e água mineral 9,83 7,40 0,05 Pescados 11,78 7,25 0,02 Carnes industrializadas 13,47 5,85 0,05 Frango inteiro 16,93 5,36 0,03 Carnes -0,67 4,57 0,11 Mesmo assim, alguns alimentos ficaram mais baratos em 2013, conforme mostra a tabela a seguir. Item Variação (%) Impacto (p.p.) Feijão-carioca 31,53-17,32-0,045 Óleo de soja 23,57-17,09-0,060 Açúcar refinado -3,22-14,47-0,021 Feijão-mulatinho 53,80-14,05-0,004 Alho 50,65-13,99-0,014 Açúcar cristal -8,74-9,39-0,033 Cebola 30,91-7,90-0,009 Café moído 12,24-5,45-0,021 Arroz 36,67-4,87-0,032 11

13 As Despesas Pessoais ficaram em segundo lugar no ranking das maiores variações de grupo. Pelos serviços dos empregados domésticos as famílias passaram a pagar rendimentos mais altos em 11,26%. Além dos empregados, outros itens pressionaram o grupo: cigarro: 15,33% manicure: 11,01 % hotel: 10,81% costureira: 7,03% cabeleireiro: 8,05% O grupo Educação, que vem se mantendo acima do IPCA nos últimos anos, fechou 2013 em 7,94%, não muito distante dos 7,78% de As mensalidades dos cursos regulares tiveram alta de 8,22%, enquanto os cursos diversos (idioma, informática, etc.) atingiram 9,29%. Os Artigos de Residência, com taxa de 7,12%, tiveram crescimento acentuado se comparados com os 0,84% de 2012, quando vigorava, sobre itens de consumo do grupo, plena isenção ou redução do Imposto Sobre Produtos Industrializado IPI. Os preços voltaram a subir em 2013 tendo em vista, principalmente, o aumento progressivo do imposto, e os eletrodomésticos ficaram 9,05% mais caros ao passo que em 2012 a taxa foi de 0,26% apenas. Acrescente-se a isto a alta nos serviços de conserto e manutenção de artigos de casa, que foram para 7,15% em 2013, acima dos 5,15% de Com plano de saúde os gastos ficaram ainda mais elevados, os valores das mensalidades cresceram 8,73%. Junto com a alta nos preços das consultas médicas (11,77%) e dentárias (9,74%), dos serviços de hospitalização e cirurgia (7,80%), além dos remédios (4,70%) e dos artigos de higiene pessoal (6,58%), pressionaram o grupo Saúde e Cuidados Pessoais, que fechou o ano em 6,95%, mais do que em 2012, quando havia ficado em 5,95%. 12

14 Afora os grupos já comentados, os demais apresentaram resultados abaixo do IPCA de 5,91% do ano. Comunicação, embora acima da taxa de 0,77% registrada em 2012, fechou 2013 com 1,50%, o menor resultado de grupo no ano. Transportes, que se constitui no segundo grupo de maior peso no orçamento das famílias (18,86%), teve variação de 3,29%. Foi forte sua influência na formação do IPCA do ano, já que ficou bem acima da taxa de 0,48% registrada em Naquele ano, além dos combustíveis terem ficado 0,72% mais baratos, os preços dos automóveis novos refletiram a redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados IPI, levando-os a uma queda de 5,71%, acompanhada com mais intensidade pelos usados, que passaram a custar 10,68% a menos, em média. Em 2013, sobressaem, no grupo dos Transportes, aumentos relativamente elevados quando se olha para os combustíveis e para os automóveis. O litro da gasolina fechou com preços 6,53% mais altos nas bombas, na maior parte em consequência do reajuste de 4,00% ocorrido nas refinarias a partir de 30 de novembro. Quanto aos preços dos automóveis novos, voltaram a subir, fechando com 3,52% em decorrência, além de outros fatores, do aumento do IPI, embora não tenha retornado ao patamar de origem. Já no Transporte Público, excetuando-se apenas os ônibus interestaduais, cujas tarifas foram reajustadas no final de 2013, os demais itens acabaram o ano abaixo dos resultados de 2012, conforme mostra a seguir. Variação (%) Impacto Item (p.p.) Transporte público 7,72 2,29 0,11 Ônibus urbano 5,26 0,02 0,00 Táxi 4,42 2,55 0,01 Trem 3,12 0,00 0,00 Ônibus intermunicipal 6,35 3,50 0,03 Ônibus interestadual 5,74 6,38 0,02 Passagem aérea 26,00 7,42 0,05 Metrô 3,39 0,00 0,00 13

15 Como observado, os ônibus urbanos chegaram ao final de 2013 com as tarifas estáveis, em 0,02%. Isto em decorrência do atendimento às manifestações de rua ocorridas na metade do ano, que solicitavam redução de tarifas. Com isto, em algumas regiões os reajustes já concedidos no ano foram anulados, outras regiões não chegaram a praticar reajustes e, ao final, somente duas fecharam o ano com aumento: Fortaleza e Curitiba. Os resultados por região foram: Região Variação Acumulada (%) Fortaleza 0,00 10,00 Curitiba 3,93 6,74 Recife 7,53 0,00 Rio de Janeiro 10,00 0,00 São Paulo 0,00 0,00 Brasília 0,00 0,00 Belo Horizonte 8,16 0,00 Goiânia 8,00 0,00 Belém 10,00 0,00 Porto Alegre 5,55-1,75 Salvador 12,00-7,14 Brasil 5,26 0,02 Destaca-se, por fim, a energia elétrica, item que apresentou -0,52 ponto percentual de impacto no IPCA, o mais expressivo impacto para baixo tendo em vista a redução de 15,66%, em média, no valor das contas. As quedas se concentraram nos meses de janeiro e fevereiro de 2013, quando as variações de preços da energia elétrica no IPCA refletiram a redução média de 18% que passou a vigorar em 24 de janeiro sobre as tarifas. Com isto, as despesas com Habitação ficaram em 3,40%, menos do que os 6,79% de 2012, mesmo com outros itens em alta, a exemplo do aluguel residencial, mais caro em 12,01%. Quanto aos artigos de Vestuário, a variação de 5,38% ficou abaixo dos 5,79% de As maiores variações foram registradas nas roupas infantis, com 6,20%, e femininas, com 5,92%. 14

16 Dentre os índices regionais, o maior foi o da região metropolitana de Recife (6,86%) onde os preços dos alimentos atingiram 9,47%, resultado superior às demais regiões pesquisadas. Já o índice mais baixo foi o de Salvador (5,03%) em virtude da estabilidade do grupo Habitação (0,00%), com destaque para a energia elétrica (-28,03%) e aluguel residencial (6,88%), que ficou bem abaixo do resultado nacional (12,01%), além da queda de 7,14% nos preços das tarifas dos ônibus urbanos. A tabela abaixo contém os índices por região pesquisada. Região Peso Regional (%) Variação Acumulada (%) Recife 5,05 6,79 6,86 Fortaleza 3,49 6,70 6,38 Rio de Janeiro 12,46 7,34 6,16 São Paulo 31,68 4,72 6,09 Brasília 3,46 5,43 5,97 Porto Alegre 8,40 5,56 5,79 Belo Horizonte 11,23 6,03 5,75 Curitiba 7,79 5,73 5,67 Goiânia 4,44 5,40 5,62 Belém 4,65 8,31 5,33 Salvador 7,35 6,20 5,03 Brasil 100,00 5,84 5, ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR - INPC O INPC fechou o ano de 2013 com a taxa de 5,56%, abaixo dos 6,20% de Os alimentos tiveram variação de 8,03% e os não alimentícios, 3,83%. Em 2012 os alimentos subiram 10,41% e os não alimentícios 4,54%. Os resultados por grupo foram: 15

17 Grupo Variação ano (%) Impacto (p.p.) Índice Geral 6,20 5,56 6,20 5,56 Alimentação e Bebidas 10,41 8,03 2,94 2,36 Habitação 6,59 3,38 1,11 0,57 Artigos de Residência 0,37 6,67 0,02 0,36 Vestuário 5,37 5,60 0,44 0,45 Transportes 1,24 2,29 0,22 0,38 Saúde e Cuidados Pessoais 5,39 6,53 0,52 0,63 Despesas Pessoais 10,04 8,10 0,69 0,58 Educação 8,03 8,01 0,22 0,23 Comunicação 0,75 0,84 0,03 0,04 Quanto aos índices regionais, os maiores foram os de Fortaleza (6,94%) e o de Recife (6,93%). Em ambas, a taxa foi pressionada, principalmente, pelo resultado do aluguel: Recife (17,28%) e Fortaleza (15,40%), além do grupo Alimentação e Bebidas, que fechou 2013 em 9,01% em Recife e 8,85% em Fortaleza. Já o índice mais baixo foi o Salvador (4,71%) em virtude da queda 0,14% no grupo Habitação, com destaque para a energia elétrica (-28,01%) e aluguel residencial (6,88%), que ficou bem abaixo do resultado nacional (12,11%), além da redução de 7,14% nos preços das tarifas do ônibus urbano. A tabela a seguir contém os índices por região pesquisada. 16

18 Região Peso Regional (%) Variação Acumulada (%) Fortaleza 6,61 7,17 6,94 Recife 7,17 6,91 6,93 Porto Alegre 7,38 5,63 5,74 Belo Horizonte 11,04 6,32 5,65 Rio de Janeiro 9,91 7,66 5,60 Curitiba 7,29 5,66 5,46 São Paulo 25,24 4,73 5,43 Brasília 2,39 4,63 5,24 Belém 7,03 8,35 5,23 Goiânia 5,27 6,38 4,93 Salvador 10,67 6,76 4,71 Brasil 100,00 6,20 5,56 17

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Novembro 2015

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Novembro 2015 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Novembro 2015 Rio de Janeiro, 09 de dezembro de 2015 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Novembro 2015 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2014

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2014 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2014 Rio de Janeiro, 09 de maio de 2014 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Abril 2014 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Maio 2015

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Maio 2015 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Maio 2015 Rio de Janeiro, 10 de junho de 2015 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Maio 2015 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Agosto 2015

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Agosto 2015 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Agosto 2015 Rio de Janeiro, 10 de setembro de 2015 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Agosto 2015 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2015

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2015 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2015 Rio de Janeiro, 08 de maio de 2015 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Abril 2015 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2015

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2015 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2015 Rio de Janeiro, 06 de março de 2015 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Fevereiro 2015 ÍNDICE NACIONAL DE

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC agosto 2014

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC agosto 2014 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC agosto 2014 Rio de Janeiro, 05 de setembro de 2014 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Agosto 2014 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Setembro 2015

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Setembro 2015 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Setembro 2015 Rio de Janeiro, 07 de outubro de 2015 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Setembro 2015 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC julho 2014

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC julho 2014 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC julho 2014 Rio de Janeiro, 08 de agosto de 2014 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Julho 2014 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2007 Rio de Janeiro, 09 de março de 2007 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS FEVEREIRO DE 2007 ÍNDICE NACIONAL

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC fevereiro 2014

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC fevereiro 2014 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC fevereiro 2014 Rio de Janeiro, 12 de março de 2014 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Fevereiro 2014 ÍNDICE NACIONAL DE

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2013

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2013 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2013 Rio de Janeiro, 08 de maio de 2013 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR abril de 2013 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Janeiro 2006

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Janeiro 2006 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Janeiro 2006 Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de 2006 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS JANEIRO DE 2006 ÍNDICE NACIONAL

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC julho 2012

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC julho 2012 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC julho 2012 Rio de Janeiro, 08 de agosto de 2012 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR julho de 2012 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2005

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2005 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2005 Rio de Janeiro, 11 de março de 2005 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS FEVEREIRO DE 2005 ÍNDICE NACIONAL

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC junho 2014

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC junho 2014 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC junho 2014 Rio de Janeiro, 08 de julho de 2014 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Junho 2014 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC dezembro 2009

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC dezembro 2009 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC dezembro 2009 Rio de Janeiro, 13 de janeiro de 2010 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS dezembro 2009 1. No mês 1.1 - ÍNDICE

Leia mais

IPCA setembro 2014 Data 08/10/2014

IPCA setembro 2014 Data 08/10/2014 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA setembro 2014 Data 08/10/2014 IPCA Setembro 0,57 % Agosto 0,25 % IPCA Regiões

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC.

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC setembro 2012 Data 05/10/2012 IPCA IPCA setembro 0,57 % agosto 0,41 % IPCA - Série

Leia mais

IPCA Abril 2015. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP

IPCA Abril 2015. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA Abril 2015 Data 08/05/2015 IPCA Abril 0,71 % Março 1,32 % Fevereiro 1,22 %

Leia mais

Relatório IPCA e INPC - IBGE

Relatório IPCA e INPC - IBGE O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE elabora sistematicamente índices de preços ao consumidor por meio do Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC, com o objetivo de

Leia mais

ICV-DEESE fica em 6,04%, em 2013

ICV-DEESE fica em 6,04%, em 2013 1 São Paulo, 8 de janeiro de 2014. ICV-DEESE fica em 6,04%, em 2013 NOTA À IMPRENSA Em 2013, o Índice do Custo de Vida ICV calculado pelo DIEESE Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos

Leia mais

Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais

Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais 1 São Paulo, 06 de julho de 2009. NOTA À IMPRENSA Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais Em junho, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada pelo DIEESE - Departamento Intersindical

Leia mais

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor IPCA INPC. Dezembro de 2013

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor IPCA INPC. Dezembro de 2013 Indicadores IBGE Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor IPCA INPC Dezembro de 2013 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidenta da República Dilma Rousseff Ministra do

Leia mais

Em janeiro, preço da cesta só cai em duas capitais

Em janeiro, preço da cesta só cai em duas capitais 1 São Paulo, 06 de fevereiro de 2012. NOTA À IMPRENSA Em janeiro, preço da cesta só cai em duas capitais Apenas duas, das 17 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos

Leia mais

&(67$%É6,&$62%((0&$3,7$,6

&(67$%É6,&$62%((0&$3,7$,6 São Paulo, 02 de maio de 2005. &(67$%É6,&$62%((0&$3,7$,6 Apenas uma das 16 capitais onde o DIEESE Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos realiza mensalmente a Pesquisa Nacional

Leia mais

Cesta básica tem alta em janeiro

Cesta básica tem alta em janeiro 1 São Paulo, 11 de fevereiro de 2008. NOTA À IMPRENSA Cesta básica tem alta em janeiro Em janeiro, o preço dos gêneros alimentícios essenciais apresentou alta em 15 das 16 capitais onde o DIEESE Departamento

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Julho 2013

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Julho 2013 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Julho 2013 Rio de Janeiro, 07 de agosto de 2013 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR julho de 2013 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR

Leia mais

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR AGOSTO/2012

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR AGOSTO/2012 1. INTRODUÇÃO O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) apresenta os resultados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para a Região Metropolitana de Fortaleza e o Índice

Leia mais

Diminui ritmo de reajustes dos preços dos alimentos

Diminui ritmo de reajustes dos preços dos alimentos 1 São Paulo, 06 de junho de 2014. NOTA À IMPRENSA Diminui ritmo de reajustes dos preços dos alimentos Em maio, o custo de vida no município de São Paulo aumentou 0,14%, segundo cálculo do DIEESE Departamento

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC.

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA julho 2014 Data 08/08/2014 IPCA Julho 0,01 % Junho 0,40 % IPCA Regiões - mês

Leia mais

Redução do preço de alimentos básicos continua pelo terceiro mês

Redução do preço de alimentos básicos continua pelo terceiro mês 1 São Paulo, 04 de agosto de 2010. NOTA À IMPRENSA Redução do preço de alimentos básicos continua pelo terceiro mês Desde maio, na maioria das capitais onde é realizada mensalmente a Pesquisa Nacional

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. IPCA Dezembro 2016

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. IPCA Dezembro 2016 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA Dezembro 2016 Data 11/01/2017 IPCA no Mês IPCA Mês e 12 meses IPCA - Brasil

Leia mais

Acumulado 12 meses 9,93%

Acumulado 12 meses 9,93% IPCA de outubro fica em 0,82% Período TAXA OUTUBRO 2015 0,82% Setembro 2015 0,54% Outubro 2014 0,42% Acumulado 2015 8,52% Acumulado 12 meses 9,93% O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)

Leia mais

Custo da Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas

Custo da Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas 1 São Paulo, 04 de novembro de 2015. NOTA à IMPRENSA Custo da Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas Em outubro, entre as 18 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical

Leia mais

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Dezembro de 2017

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Dezembro de 2017 Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Dezembro de 2017 Data 10/01/2018 IPCA no mês dez/16 jan/17 fev/17 mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 jul/17 ago/17 set/17 out/17 nov/17 dez/17

Leia mais

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA DEZEMBRO/2011

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA DEZEMBRO/2011 1. INTRODUÇÃO O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) apresenta os resultados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor e a Cesta Básica para a Região Metropolitana de Fortaleza.

Leia mais

Preços de alimentos básicos continuam em alta

Preços de alimentos básicos continuam em alta 1 São Paulo, 2 de junho de 2008. NOTA À IMPRENSA Preços de alimentos básicos continuam em alta Apenas duas, das 16 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos

Leia mais

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA JANEIRO/2011

ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR (INPC) E A CESTA BÁSICA JANEIRO/2011 1. INTRODUÇÃO O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) apresenta os resultados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor e a Cesta Básica para a Região Metropolitana de Fortaleza.

Leia mais

Valor da Cesta Básica aumenta em 12 cidades

Valor da Cesta Básica aumenta em 12 cidades 1 São Paulo, 06 de novembro de 2014. NOTA À IMPRENSA Valor da Cesta Básica aumenta em 12 cidades Em outubro, houve aumento dos preços do conjunto de bens alimentícios essenciais em 12 das 18 cidades onde

Leia mais

De acordo com os dados do Instituto Brasileiro de

De acordo com os dados do Instituto Brasileiro de R E S E N H A D E C O N J U N T U R A ÍNDICE DE PREÇO NA REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE VITÓRIA 1 2 Com taxas de +0,03% no IPCA e -0,03% no INPC, a RMGV registrou a menor inflação entre as 13 áreas pesquisadas

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC.

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA Junho 2017 Data 07/07/2017 IPCA Mês e 12 meses jun/16 jun/16 jul/16 jul/16

Leia mais

F E V E R E I R O / 9 3

F E V E R E I R O / 9 3 G O V E R N A D O R D O E S T A D O - G E R A L D O B U L H Õ E S B A R R O S ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE PLANEJAMENTO SEPLAN FUNDAÇÃO INSTITUTO DE PLANEJAMENTO FIPLAN INSTITUTO DE INFORMÁTICA - IFOR

Leia mais

Grupo Novembro Dezembro Novembro Dezembro

Grupo Novembro Dezembro Novembro Dezembro Em dezembro, IPCA fica em 0,96% e fecha 2015 em 10,67% Período TAXA DEZEMBRO 2015 0,96% NOVEMBRO 2015 1,01% DEZEMBRO 2014 0,78% Acumulado no ano 10,67% O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)

Leia mais

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Agosto de 2017

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Agosto de 2017 Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Agosto de 2017 Data 06/09/2017 IPCA Mês e 12 meses 10,00 8,00 6,00 4,00 8,97 8,48 7,87 6,99 6,29 5,35 4,76 4,57 4,08 2,00 0,00 3,60

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC.

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA Abril 2017 Data 10/05/2017 IPCA Mês e 12 meses IPCA - Brasil variação 12 meses

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC fevereiro 2008

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC fevereiro 2008 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC fevereiro 2008 Rio de Janeiro, 11 de março de 2008 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS FEVEREIRO 2008 ÍNDICE NACIONAL DE

Leia mais

MAIO 2015. IPC de Salvador apresenta alta de 0,64%

MAIO 2015. IPC de Salvador apresenta alta de 0,64% MAIO 2015 IPC de Salvador apresenta alta de 0,64% O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de Salvador apresentou, em maio, incremento de 0,64%, variação inferior à apurada no mês anterior (0,79%). Em maio

Leia mais

PRINCIPAIS ÍNDICES DE INFLAÇÃO NO BRASIL

PRINCIPAIS ÍNDICES DE INFLAÇÃO NO BRASIL PRINCIPAIS ÍNDICES DE INFLAÇÃO NO BRASIL Belo Horizonte, 17 de dezembro de 2009 2 SUMÁRIO PÁGINA 3 IPC (FIPE) PÁGINA 4 IPCA (IBGE) PÁGINA 5 INPC (IBGE) PÁGINA 6 IGP-DI (FGV) PÁGINA 7 IGP-M (FGV) PÁGINA

Leia mais

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 30 de Novembro de 2015

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 30 de Novembro de 2015 Associação Brasileira de Supermercados Nº58 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 30 de Novembro de 2015 Índice de Vendas acumula queda de -1,02% até outubro Vendas do setor

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC.

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA Maio 2017 Data 09/06/2017 IPCA Mês e 12 meses mai/16 mai/16 jun/16 jun/16

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC.

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA Março 2017 Data 07/04/2017 IPCA Mês e 12 meses mar/16 mar/16 abr/16 abr/16

Leia mais

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Novembro de 2017

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Novembro de 2017 Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Novembro de 2017 Data 08/12/2017 nov/16 dez/16 jan/17 fev/17 mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 jul/17 ago/17 set/17 out/17 nov/17 Variação

Leia mais

PESQUISA PULSO BRASIL FIESP/CIESP INFLAÇÃO JUNHO/2015 SUMÁRIO

PESQUISA PULSO BRASIL FIESP/CIESP INFLAÇÃO JUNHO/2015 SUMÁRIO PESQUISA PULSO BRASIL FIESP/CIESP INFLAÇÃO JUNHO/2015 SUMÁRIO A pesquisa revela que a inflação está alterando o consumo das pessoas. A maioria dos entrevistados vem percebendo grandes aumentos de preços

Leia mais

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Outubro de 2017

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Outubro de 2017 Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Outubro de 2017 Data 10/11/2017 IPCA Mês e 12 meses 10,00 8,00 6,00 4,00 2,00 7,87 6,99 6,29 5,35 4,76 4,57 4,08 3,60 3,00 0,00 2,71

Leia mais

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 22 de Dezembro de 2015

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 22 de Dezembro de 2015 Associação Brasileira de Supermercados Nº59 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 22 de Dezembro de 2015 Supermercados mostram queda de -1,61% até novembro Desemprego e renda

Leia mais

Vendas recuam, mas acumulam alta de 1,46% no ano

Vendas recuam, mas acumulam alta de 1,46% no ano Associação Brasileira de Supermercados Nº51 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Abril de 2015 Vendas recuam, mas acumulam alta de 1,46% no ano Crescimento moderado

Leia mais

Alimentos, combustíveis e mensalidades escolares pressionam o Custo de Vida em São Paulo

Alimentos, combustíveis e mensalidades escolares pressionam o Custo de Vida em São Paulo 1 São Paulo, 12 de fevereiro de 2016. NOTA À IMPRENSA Alimentos, combustíveis e mensalidades escolares pressionam o Custo de Vida em São Paulo No primeiro mês do ano, o Índice do Custo de Vida no município

Leia mais

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. IPCA Fevereiro 2017

Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. IPCA Fevereiro 2017 Diretoria de Pesquisas Coordenação de Índices de Preços - COINP Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA Fevereiro 2017 Data 10/03/2017 IPCA Mês e 12 meses fev/16 fev/16 mar/16 mar/16

Leia mais

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Agosto de 2014

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Agosto de 2014 Associação Brasileira de Supermercados Nº43 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Agosto de 2014 Com crescimento em julho, setor acumula 1,48% no ano Em julho, as vendas

Leia mais

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor INPC IPCA

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor INPC IPCA Indicadores IBGE Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor INPC IPCA DPE/DESIP DIPEM/SNIPC INDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Maio de 1993 Rio de Janeiro, RJ, j unho de 1993

Leia mais

Preços. 2.1 Índices gerais

Preços. 2.1 Índices gerais Preços A inflação, considerada a evolução dos índices de preços ao consumidor e por atacado, apresentou contínua elevação ao longo do trimestre encerrado em maio. Esse movimento, embora tenha traduzido

Leia mais

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. IPCA e INPC. Abril de Data 10/05/2019

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. IPCA e INPC. Abril de Data 10/05/2019 Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Abril de 2019 Data 10/05/2019 IPCA Abril/2019 0,57 % Março/2019 0,75% Ano 2,09% 12 meses 4,94% Abril/2018 0,22% IPCA IPCA Mês e 12

Leia mais

ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - NOVEMBRO 2015 -

ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - NOVEMBRO 2015 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - NOVEMBRO 2015 - SUMÁRIO 1. RESULTADOS SINTÉTICOS DA PESQUISA...

Leia mais

Associação Brasileira de Supermercados Nº49 ECONOMIA. Honda: ritmo de vendas de janeiro foi positivo. Nesta edição:

Associação Brasileira de Supermercados Nº49 ECONOMIA. Honda: ritmo de vendas de janeiro foi positivo. Nesta edição: Associação Brasileira de Supermercados Nº49 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 26 de Fevereiro de 2015 Setor inicia o ano com crescimento real de 3,42% Em janeiro de 2015

Leia mais

BOLETIM MENSAL Ano 27 No 09 Setembro 2011

BOLETIM MENSAL Ano 27 No 09 Setembro 2011 BOLETIM MENSAL Ano 27 N o 09 Setembro 2011 Apoio: UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE VIÇOSA (IPC-VIÇOSA)

Leia mais

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de setembro ficou em 0,16%,

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de setembro ficou em 0,16%, O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de setembro ficou em 0,16%, abaixo dos 0,19% de agosto. No ano, o índice acumula 1,78%, bem abaixo dos 5,51% registrados em igual período do ano passado,

Leia mais

Saiba o que vai mudar no seu bolso com as novas medidas econômicas do governo

Saiba o que vai mudar no seu bolso com as novas medidas econômicas do governo Cliente: Trade Energy Veículo: Portal R7 Assunto: Saiba o que vai mudar no seu bolso com as novas medidas Data: 21/01/2015 http://noticias.r7.com/economia/saiba-o-que-vai-mudar-no-seu-bolso-com-as-novas-medidaseconomicas-do-governo-21012015

Leia mais

Nível de preços em julho tem queda de 1,12% no município de Chapecó

Nível de preços em julho tem queda de 1,12% no município de Chapecó Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 19, Nº 7 Julho/2014 Nível de preços em julho tem queda de 1,12% no município de Chapecó O curso de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E CIÊNCIAS ECONÔMICAS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS Boletim de Conjuntura Econômica de Goiás Nº 65, Setembro de 2015 Segue abaixo uma breve explicação sobre os indicadores analisados neste Boletim. Para a realização deste boletim, faz-se uso de principalmente

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS. Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA

PROJETO DE PESQUISA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS. Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS PROJETO DE PESQUISA Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA Período: Janeiro a Dezembro de 2012 Vitória, dezembro de 2012 Cesta Básica

Leia mais

BOLETIM MENSAL Ano 25 No 05 Maio 2009

BOLETIM MENSAL Ano 25 No 05 Maio 2009 BOLETIM MENSAL Ano 25 N o 05 Maio 2009 Apoio: UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE VIÇOSA (IPC-VIÇOSA) Coordenador

Leia mais

Análise das Mudanças de Pesos no Cálculo do INPC - 2007 a 2012

Análise das Mudanças de Pesos no Cálculo do INPC - 2007 a 2012 Enfoque Econômico é uma publicação do IPECE que tem por objetivo fornecer informações de forma imediata sobre políticas econômicas, estudos e pesquisas de interesse da população cearense. Por esse instrumento

Leia mais

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014 1 Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014 Porto Alegre, 07 de julho de 2014. NOTA À IMPRENSA Em junho de 2014, a Cesta Básica de Porto Alegre registrou queda de 4,00%, passando

Leia mais

Taxa de desocupação foi de 9,3% em janeiro

Taxa de desocupação foi de 9,3% em janeiro Taxa de desocupação foi de 9,3% em janeiro A taxa de desocupação registrada pela Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE, nas seis principais Regiões Metropolitanas do país (Recife, Salvador, Belo Horizonte,

Leia mais

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. IPCA e INPC. Junho de Data 10/07/2019

Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC. IPCA e INPC. Junho de Data 10/07/2019 Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor SNIPC IPCA e INPC Junho de 2019 Data 10/07/2019 IPCA Junho/2019 0,01% Maio/2019 0,13% Ano 2,23% 12 meses 3,37% Junho/2018 1,26% IPCA IPCA Mês e 12 meses

Leia mais

ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2015 -

ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2015 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico ÍNDICES DE PREÇOS DO SETOR DE SERVIÇOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2015 - SUMÁRIO 1. RESULTADOS SINTÉTICOS DA PESQUISA...

Leia mais

Alimentos e eletricidade respondem pela deflação em São Paulo

Alimentos e eletricidade respondem pela deflação em São Paulo Alimentos e eletricidade respondem pela deflação em São Paulo Pelo segundo mês consecutivo, o custo de vida no município de São Paulo registrou taxa negativa de 0,17%, segundo cálculo do DIEESE - Departamento

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS. Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA

PROJETO DE PESQUISA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS. Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS PROJETO DE PESQUISA Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA Período: Janeiro a Dezembro de 2015 Vitória, dezembro de 2015 Cesta Básica

Leia mais

CESTA BÁSICA DE DIVINÓPOLIS - janeiro de 2008

CESTA BÁSICA DE DIVINÓPOLIS - janeiro de 2008 Autorizada pelo Decreto Federal n.º 65.111 de 08-09-69 Reconhecido pelo Decreto Federal n.º 74497 de 04-09-74 B O L E T I M E C O N Ô M I CO CESTA BÁSICA DE DIVINÓPOLIS - janeiro de 2008 A pesquisa do

Leia mais

Índice de Preços ao Produtor (IPP) de setembro fica em 1,23%

Índice de Preços ao Produtor (IPP) de setembro fica em 1,23% Índice de Preços ao Produtor Fonte IBGE Base: Setembro de 2011 Por Ricardo Bergamini Índice de Preços ao Produtor (IPP) de setembro fica em 1,23% Em setembro de 2011, o Índice de Preços ao Produtor (IPP)

Leia mais

Nível de preços em outubro tem aumento de 1,31% no município de Chapecó

Nível de preços em outubro tem aumento de 1,31% no município de Chapecó Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 19, Nº 10 Outubro/2014 Nível de preços em outubro tem aumento de 1,31% no município de Chapecó O curso

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,69% EM JULHO/2011

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,69% EM JULHO/2011 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,69% EM JULHO/2011 No mês de ho de 2011, o valor da cesta básica do paulistano teve queda de 0,69%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

O MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA EM 2011 E

O MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA EM 2011 E O MERCADO DE TRABALHO NA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA EM 2011 E 2012 Camila Cristina Farinhaki Henrique Alves dos Santos Lucas Fruet Fialla Patricia Uille Gomes Introdução Este artigo tem como objetivo

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Junho - 2013 Junho de 2013 UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL REITOR Prof. Isidoro

Leia mais

Apesar de menor, deflação continua

Apesar de menor, deflação continua 1 São Paulo, 06 de julho de 2006. NOTA À IMPRENSA Apesar de menor, deflação continua Pelo terceiro mês consecutivo, o Índice do Custo de Vida (ICV) calculado pelo DIEESE - Departamento Intersindical de

Leia mais

Nível de preços em novembro tem aumento de 1,70% no município de Chapecó

Nível de preços em novembro tem aumento de 1,70% no município de Chapecó Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 19, Nº 11 Novembro/2014 Nível de preços em novembro tem aumento de 1,70% no município de Chapecó O

Leia mais

COMENTÁRIOS Comércio Varejista Comércio Varejista ampliado

COMENTÁRIOS Comércio Varejista Comércio Varejista ampliado COMENTÁRIOS Em maio, o Comércio Varejista do País apresentou variações em relação ao mês anterior ajustadas sazonalmente, de 0,5% para o volume de vendas e de 1,0% para a receita nominal. Quanto à média

Leia mais

O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015

O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015 O consumo dos brasileiros atingirá R$ 3,7 trilhões, em 2015 A potencialidade de consumo dos brasileiros deve chegar a R$ 3,730 trilhões neste ano, ao mesmo tempo em que revela significativo aumento dos

Leia mais

Cesta básica volta a subir em Novembro

Cesta básica volta a subir em Novembro Piracicaba, 03 de dezembro de 2014. Cesta básica volta a subir em Novembro Os preços médios mensais da Cesta Básica de Piracicaba ICB - ESALQ/FEALQ, calculado pela EJEA, têm oscilado nos últimos meses

Leia mais

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 1) Conjuntura Econômica Em função dos impactos da crise econômica financeira mundial, inciada no setor imobiliário

Leia mais

Orçamento Familiar e Despesas Digitais Estatística - média Total Acesso a microcomputador

Orçamento Familiar e Despesas Digitais Estatística - média Total Acesso a microcomputador Orçamento Familiar e Despesas Digitais Estatística - média Total Acesso a microcomputador Não Sim Amostra - domicílios 16060 15165 895 População - domicílios 12544069 11673578 870491 Gasto Total 991.48

Leia mais

As avaliações sobre a evolução e o comportamento dos valores das

As avaliações sobre a evolução e o comportamento dos valores das Comentários dos resultados As avaliações sobre a evolução e o comportamento dos valores das despesas das famílias e da distribuição dessas despesas, segundo os diversos itens adquiridos ou pagos, possibilitam

Leia mais

Valor da cesta básica diminui em 15 cidades

Valor da cesta básica diminui em 15 cidades 1 São Paulo, 04 de setembro de 2015. NOTA à IMPRENSA Valor da cesta básica diminui em 15 cidades Das 18 cidades em que o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - realiza

Leia mais

BOLETIM MENSAL 30 - Nº 11 31 - Nº

BOLETIM MENSAL 30 - Nº 11 31 - Nº BOLETIM MENSAL Ano Ano 30 31 - Nº Nº 11 01 Novembro Janeiro - 2014 1-2015 Universidade Federal de Viçosa Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Departamento de Economia ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR

Leia mais

ISSN: % Últimos 12 meses Jul/17-Jul/18. % Ano 2018 Jan-Jul/18 GRUPO/ SUBGRUPOS/ CLASSES. % Jul/18

ISSN: % Últimos 12 meses Jul/17-Jul/18. % Ano 2018 Jan-Jul/18 GRUPO/ SUBGRUPOS/ CLASSES. % Jul/18 Pró- Administrativo Econômicos de O Índice de Preços ao Consumidor Amplo para o grupo Alimentação e Bebidas (IPCA-AB) de, apresentou, em julho de 2018, diminuição de -0,04% comparado ao mês de junho deste

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego

Pesquisa Mensal de Emprego Pesquisa Mensal de Emprego EVOLUÇÃO DO EMPREGO COM CARTEIRA DE TRABALHO ASSINADA 2003-2012 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 2 Pesquisa Mensal de Emprego - PME I - Introdução A Pesquisa

Leia mais

Boletim Março 2015. Tabela 1 - Custo da Cesta Básica (em R$) nas cidades de Ilhéus e Itabuna, 2015 Mês Ilhéus Itabuna Gasto Mensal R$

Boletim Março 2015. Tabela 1 - Custo da Cesta Básica (em R$) nas cidades de Ilhéus e Itabuna, 2015 Mês Ilhéus Itabuna Gasto Mensal R$ Boletim Março 2015 O custo da cesta básica na cidade de Ilhéus aumentou 5,36%, passando de R$241,03 em fevereiro para R$253.96 em março (Tabela 1). O aumento de 21,95% no preço do tomate e 14,15% no preço

Leia mais

Março de 2016 Número 155. Inflação: comportamento dos preços administrados na vida das famílias paulistanas

Março de 2016 Número 155. Inflação: comportamento dos preços administrados na vida das famílias paulistanas Março de 2016 Número 155 Inflação: comportamento dos preços administrados na vida das famílias paulistanas Inflação: comportamento dos preços administrados na vida das famílias paulistanas Em 2015, a taxa

Leia mais

ECONOMIA. Setor fecha 1º bimestre com crescimento de 3,67% Associação Brasileira de Supermercados

ECONOMIA. Setor fecha 1º bimestre com crescimento de 3,67% Associação Brasileira de Supermercados Associação Brasileira de Supermercados Nº38 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 26 de Março de 2014 Setor fecha 1º bimestre com crescimento de 3,67% Evolução do Índice de

Leia mais