FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,69% EM JULHO/2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,69% EM JULHO/2011"

Transcrição

1 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,69% EM JULHO/2011 No mês de ho de 2011, o valor da cesta básica do paulistano teve queda de 0,69%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP, em convênio com o Dieese. O preço médio que no dia 30/06/11 era R$ 316,62, passou para R$ 314,45, em 29/07/11. Por grupo, foram constatadas as seguintes variações: Alimentação = -0,71% Limpeza = -3% Higiene Pessoal = -1,24% A variação no ano é de - 1,46% (base 28/12/2010), e nos últimos 12 meses, de 8,28% (base 29/07/2010). O último recorde da Cesta Básica desde o Plano Real foi de R$ 324,24, em 01/12/2010. No período de 01/07 a 29/07/11, os produtos que s subiram foram: Frango Resfriado Inteiro (kg) 7,04% Açúcar Refinado (pacote 5 kg) 4,09% Biscoito Maizena (pacote 200g) 4,00% Feijão Carioquinha (pacote 1 kg) 2,86% Detergente Líquido (embalagem 500 ml) 2,22% As ores quedas foram: Batata (kg) -30,23% Salsicha Avulsa (kg) -7,52% Absorvente Aderente (pacote 10 unidades) -5,24% Alho (kg) -5,22% Cebola (kg) -5,10% Dos 31 produtos pesquisados, na variação mensal, 14 apresentaram alta, 14 diminuíram de preço e 3 permaneceram estáveis. Os produtos que s pressionaram (positiva e negativamente) no período, considerando-se os respectivos pesos na cesta, foram, nesta ordem: 1- Frango Resfriado Inteiro (kg) 0,39% 2- Açúcar Refinado (pacote 5 kg) 0,25% 3- Arroz (pacote 5 kg) 0,11% 4- Feijão Carioquinha (pacote 1 kg) 9% 5- Biscoito Maizena (pacote 200g) 6% 1- Batata (kg) -0,82% 2- Carne de Primeira (kg) -0,33% 3- Óleo de Soja (900 ml) -8% 4- Carne de Segunda s/ Osso (kg) -8% 5- Sabão em Pó (pacote 1 kg) -8% EQUIPE DE PESQUISAS - DEP - FUNDAÇÃO PROCON/SP

2 Gráficos das séries dos Valores em Reais da Cesta Básica e de seus grupos - de /10 a / Valor em R$ da Cesta Básica 314,18 318,88 317,57 314,78 316,62 314,45 307,29 323,76 319,11 311,94 301,34 301,25 298,07 299,99 292,27 289,48 292,21 286,62 283, ,40 228,50 232,54 Valor em R$ da Alimentação 258, ,45 258,38 257,24 255,42 251,21 246,97 247,28 244,63 235,34 238,07 246,65 257,95 269,14 263,58 Valor em R$ da Limpeza Valor em R$ da Higiene 3 32,5 30,77 30,31 30,41 31,20 30,88 31,85 31, ,0 26,0 25,63 25,77 25,71 25,63 26,24 27,53 27, ,5 30,47 29,37 29, ,63 29,27 29,77 29,19 29,02 29,01 29,50 30,21 24,0 2 25,32 24,71 24,27 24,30 24,34 24,17 24,37 24,95 24,98 25,12 24,36 24,32 2 2

3 Análise da Alimentação Dos 22 alimentos que compõem a Cesta Básica, 10 apresentaram comportamento inflacionário, 10 diminuíram seus preços e apenas 2 mantiveram seus valores. Os motivos encontrados que justificam tais oscilações são inúmeros, como: problemas climáticos, questões sazonais, excesso ou escassez de demanda, preços das commodities, alterações de oferta entre ros. Análise s detalhada, dos diferentes comportamentos de preços, é apresentada a seguir: Frango Após três meses de queda, o preço do frango volta a subir passando de R$ 3,55 (30/06/2011) para R$ 3,80 em 29/07/2011, com taxa de 7,04%. Em ho, as exportações de carne de frango aumentaram, diminuindo a oferta interna do produto. Neste mês de ho, seu preço reagiu apresentando alta resultado do ajustamento da oferta frente à demanda. Outro motivo apontado foi o reajuste de valores, em algumas regiões, dos insumos básicos como milho e farelo de soja. Todos estes motivos levaram a um aumento no poder de compra dos avicultores, segundo o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada - Esalq/USP). Neste ano, o valor do frango caiu acentuadamente (-14,03%), quando passou de R$ 4,42 em 28/12/2010, para R$ 3,80 em 29/07/2011. Apesar de toda esta queda de valor a série de preços deste ano está acima da praticada em igual período de Preço em R$ do Frango 4,0 3,0 4,22 4,24 4,34 4,05 3,64 3,55 3,29 3,38 3,26 3,33 3,22 3,19 3,80 3,38 3,45 3,76 3,89 4,19 4,42 1,0

4 Açúcar O preço do açúcar em ho apresentou alta de 4,09%, quando passou de R$ 9,77 (30/06/2011) para R$ 10,17 em 29/07/2011. A produção açucareira ficou abaixo das expectativas, acompanhando os preços das commodities, tanto interno como externo, com a oferta relativamente baixa. Compradores adquirem no mercado o açúcar suficiente apenas para atender a demanda de curto prazo. Muitas usinas têm mostrado dificuldade em for estoques, pois tudo que é produzido é imediatamente vendido. Os preços são considerados altos, principalmente, para este período do ano, dado que a produção canavieira está em plena safra. O preço do açúcar, dada a baixa oferta, continua firme, não havendo expectativa de queda em seu valor, segundo o Cepea. Apesar de toda esta alta, neste ano, o açúcar apresenta taxa negativa de -4,06%, quando passou de R$ 10,60 (28/12/2010) para R$ 10,17 em 29/07/2011. Preço em R$ do Açúcar ,52 11,26 11,25 10, ,77 10,17 10,25 9,89 9,87 9,88 9,65 8,64 8,43 8,17 8,67 9,07 10,23 10,60 Biscoito Maisena O biscoito sena em ho apresentou alta de valor, quando passou de R$ 1,25 (30/06/2011) para R$ 1,30 (29/07/2011) com diferença de 4,00%. Cabe salientar que este aumento de preço, provavelmente, não está muito associado aos custos de seus insumos. Como é um produto ficado em diferentes empresas, são as forças de mercado que conduzem muitas vezes a estas oscilações de valor.

5 Neste ano, a taxa de variação do preço do biscoito sena foi 4,84%, as cotações em 28/12/2010 de R$ 1,24, são inferiores às atuais em 29/07/2011, ou seja, R$ 1,30. Preço em R$ do Biscoito Maizena 1,5 1,23 1,24 1,28 1,28 1,24 1,25 1,30 1,0 1,11 1,14 1,09 1,10 1,20 1,20 1,18 1,21 1,16 1,20 1,24 1,12 0,5 Feijão Carioquinha O preço do quilo do feijão passou de R$ 2,45 em 30/06/2011 para R$ 2,52 em 29/07/2011, com variação da ordem de 2,86%. Observa-se neste mês de ho uma tendência dos preços do feijão manterem-se elevados, devido à menor oferta, principalmente do produto de melhor qualidade, resultando em um mercado bastante firme. Apesar do aumento do preço do feijão nestes dois últimos meses, neste ano, apresenta queda de valor de -10,95%, quando passou de R$ 2,83 em 28/12/2010 para R$ 2,52 em 29/07/2011. Preço em R$ do Feijão 4,0 3,0 1,0 2,29 1,76 2,17 1,68 3,31 2,27 2,39 2,10 3,44 3,28 3,13 2,81 3,62 2,38 2,45 2,52 3,98 3,63 2,83

6 Batata Constata-se a sazonalidade da batata ao se confrontar as séries de 2010 e Este é o terceiro mês que se observa diminuição de preço neste produto. A batata foi o alimento que acusou or queda de valor na Cesta Básica em ho, quando sua cotação de R$ 2,15 em 30/06/2011 foi para R$ 1,50 em 29/07/2011, com taxa negativa cante de -30,23%. A área colhida em ho é quase 7 vezes superior a de igual período de 2010, justificando desta forma oferta abundante do produto e conseqüentemente a sua queda de valor, segundo a Revista Hortifrut Brasil. Neste ano, o quilo da batata caiu -6%, quando passou de R$ 1,58 em 28/12/2010 para R$ 1,50 em 29/07/2011. Cabe ressaltar, que apesar de todas estas oscilações de valor em 2011, seus preços ficaram inferiores àqueles praticados em igual período de Preço em R$ da Batata 4,0 3,0 1,0 2,58 2,58 1,41 1,42 3,67 3,09 3,20 2,94 2,82 2,17 2,15 1,74 1,79 1,50 1,41 1,48 1,54 1,68 1,58 Salsicha A taxa de ho foi de -7,52%, quando o quilo da salsicha passou de R$ 4,79 em 30/06/2011 para R$ 4,43 em 29/07/2011. O comportamento do preço da salsicha tem relação com a cotação da carne bovina. Dada a queda de valor na carne, a salsicha sofre retração de demanda tendo como resultado diminuição em seu valor.

7 Cabe salientar que a série de 2011 até ho está em um pata superior a observada em Neste ano, o quilo da salsicha subiu 7,26%, passando de R$ 4,13 em 28/12/2010 para R$ 4,43 em 29/07/ ,0 Preço em R$ da Salsicha 4,73 4,79 4,39 4,51 4,32 4,43 4,22 4,0 3,0 3,75 3,84 4,13 4,18 4,26 4,26 4,40 4,08 4,14 4,18 4,17 4,13 Alho Após quatro meses de alta o alho apresenta queda em seu preço, caindo de R$ 17,83 (30/06/2011) para R$ 16,90, com deflação de -5,22%. A China grande produtora de alho, em 2011, devido a condições favoráveis do clima, aumentou sua colheita em 30%. A partir de ho iniciou a comercialização desta safra. Este país e a Argentina detêm 64% do mercado internacional, portanto, têm condições de balizar o preço deste produto. Esta queda no preço do alho brasileiro pode ter origem na entrada da safra chinesa. Neste ano o quilo do alho passou de R$ 14,73 em 28/12/2010 para R$ 16,90 em 29/07/2011, com taxa elevada de 14,73%. Preço em R$ do Alho ,56 17,83 16,90 14,65 14,71 15,43 13,53 14,74 15,51 15,94 15,93 15,50 14,73 12,12 12,94 12,83 12,71 13,42 10,98

8 Cebola Em ho cai o preço do quilo da cebola que no mês anterior era de R$ 1,96 em 30/06/2011 e passou a R$ 1,86 em 29/07/2011, com taxa de -5,10%. Ao final de ho o ritmo de colheita foi intensificado aumentando a oferta interna do produto, o que pode justificar a redução de seu preço no mercado doméstico, segundo a Revista Hortifrut Brasil. As observações das séries de 2010, com igual período de 2011, revelam preços sistematicamente inferiores neste ano frente ao anterior. Apesar deste comportamento, no acumulado deste ano sua taxa foi a or entre todos os produtos pesquisados na Cesta Básica, com variação de 46,46%, quando seu valor passou de R$ 1,27 em 28/12/2010 para R$ 1,86 em 29/07/2011. Preço em R$ da Cebola 4,0 3,0 2,38 2,27 2,64 2,72 3,06 3,00 2,76 1,75 1,36 1,20 1,26 1,27 1,0 1,22 1,20 1,79 1,87 1,91 1,96 1,86

9 período: 01/07 à 29/07/11 base: 30/06/11 Grupos Custo Médio (R$) 30/06/11 29/07/11 Variação Alimentação R$ 257,24 R$ 255,42-0,71% Limpeza R$ 31,85 R$ 31,84-3% Higiene Pessoal R$ 27,53 R$ 27,19-1,24% TOTAL R$ 316,62 R$ 314,45-0,69% Alimentação Arroz (pacote 5 kg) R$ 6,38 R$ 6,50 1,88% Feijão Carioquinha (pacote 1 kg) R$ 2,45 R$ 2,52 2,86% Açúcar Refinado (pacote 5 kg) R$ 9,77 R$ 10,17 4,09% Café em Pó Papel Laminado (pacote 500g) R$ 4,51 R$ 4,55 0,89% Farinha de Trigo (pacote 1 kg) R$ 1,64 R$ 1,64 0% Far. de Mandioca Torrada (pacote 500g) R$ 1,85 R$ 1,86 0,54% Batata (kg) R$ 2,15 R$ 1,50-30,23% Cebola (kg) R$ 1,96 R$ 1,86-5,10% Alho (kg) R$ 17,83 R$ 16,90-5,22% Ovos Brancos (dz) R$ 3,35 R$ 3,27-2,39% Margarina (pote 250g) R$ 1,12 R$ 1,09-2,68% Extrato de Tomate (embalagem g) R$ 1,71 R$ 1,73 1,17% Óleo de Soja (900 ml) R$ 2,71 R$ 2,66-1,85% Leite em Pó Integral (embalagem g) R$ 5,41 R$ 5,44 0,55% Macarrão c/ Ovos (pacote 500g) R$ 1,53 R$ 1,53 0% Biscoito Maizena (pacote 200g) R$ 1,25 R$ 1,30 4,00% Carne de Primeira (kg) R$ 14,37 R$ 14,02-2,44% Carne de Segunda s/ Osso (kg) R$ 10,32 R$ 10,26-0,58% Frango Resfriado Inteiro (kg) R$ 3,55 R$ 3,80 7,04% Salsicha Avulsa (kg) R$ 4,79 R$ 4,43-7,52% Linguiça Fresca (kg) R$ 8,11 R$ 7,92-2,34% Queijo Muçarela Fatiado (kg) R$ 17,03 R$ 17,14 0,65% Limpeza Sabão em Pó (pacote 1 kg) R$ 3,57 R$ 3,51-1,68% Sabão em Barra (unidade) R$ 0,79 R$ 0,80 1,27% Água Sanitária Candida (l) R$ 1,96 R$ 1,98 1,02% Detergente Líquido (embalagem 500 ml) R$ 0,90 R$ 0,92 2,22% Higiene Pessoal Papel Higiênico Fino Branco (pacote 4 un.) R$ 1 R$ 1,99-1,00% Creme Dental (tubo 90g) R$ 1,35 R$ 1,31-2,96% Sabonete (unidade g) R$ 0,69 R$ 0,69 0% Desodorante Spray (embalagem ml) R$ 2,45 R$ 2,46 0,41% Absorvente Aderente (pacote 10 unidades) R$ 2,29 R$ 2,17-5,24% Fonte: Procon/Dieese SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA Variação Mensal do Custo Médio da Cesta Básica Produto Preços Médios (R$) EQUIPE DE PESQUISAS - DEP - FUNDAÇÃO PROCON/SP

10 Maiores variações da Cesta Básica período: 01/07 à 29/07/11 Maiores Aumentos Maiores Quedas Frango Resfriado Inteiro (kg) 7,04% Batata (kg) -30,23% Açúcar Refinado (pacote 5 kg) 4,09% Salsicha Avulsa (kg) -7,52% Biscoito Maizena (pacote 200g) 4,00% Absorvente Aderente (pacote 10 unidades) -5,24% Feijão Carioquinha (pacote 1 kg) 2,86% Alho (kg) -5,22% Detergente Líquido (embalagem 500 ml) 2,22% Cebola (kg) -5,10% Produtos com ores pesos na variação da Cesta Básica (em pontos%) * período: 01/07 à 29/07/11 Maior Peso positivo Maior Peso Negativo Frango Resfriado Inteiro (kg) 0,39% Batata (kg) -0,82% Açúcar Refinado (pacote 5 kg) 0,25% Carne de Primeira (kg) -0,33% Arroz (pacote 5 kg) 0,11% Óleo de Soja (900 ml) -8% Feijão Carioquinha (pacote 1 kg) 9% Carne de Segunda s/ Osso (kg) -8% Biscoito Maizena (pacote 200g) 6% Sabão em Pó (pacote 1 kg) -8% * Obs.: A tabela tem como objetivo identificar os produtos que s influenciam no custo da Cesta Básica. Um aumento no valor da Cesta significa pressão dos produtos de or peso positivo e uma queda representa pressão dos produtos de or peso negativo. EQUIPE DE PESQUISAS - DEP - FUNDAÇÃO PROCON/SP

11 Variação Acumulada no Ano do Custo Médio da Cesta Básica período 04/01 à 29/07/11 base: 28/12/10 Grupos Custo Médio (R$) 28/12/10 29/07/11 Variação Alimentação R$ 263,58 R$ 255,42-3,10% Limpeza R$ 30,21 R$ 31,84 5,40% Higiene Pessoal R$ 25,32 R$ 27,19 7,39% TOTAL R$ 319,11 R$ 314,45-1,46% Alimentação Arroz (pacote 5 kg) R$ 7,59 R$ 6,50-14,36% Feijão Carioquinha (pacote 1 kg) R$ 2,83 R$ 2,52-10,95% Açúcar Refinado (pacote 5 kg) R$ 10,60 R$ 10,17-4,06% Café em Pó Papel Laminado (pacote 500g) R$ 4,15 R$ 4,55 9,64% Farinha de Trigo (pacote 1 kg) R$ 1,55 R$ 1,64 5,81% Far. de Mandioca Torrada (pacote 500g) R$ 1,64 R$ 1,86 13,41% Batata (kg) R$ 1,58 R$ 1,50-6% Cebola (kg) R$ 1,27 R$ 1,86 46,46% Alho (kg) R$ 14,73 R$ 16,90 14,73% Ovos Brancos (dz) R$ 2,89 R$ 3,27 13,15% Margarina (pote 250g) R$ 0,94 R$ 1,09 15,96% Extrato de Tomate (embalagem g) R$ 1,72 R$ 1,73 0,58% Óleo de Soja (900 ml) R$ 2,62 R$ 2,66 1,53% Leite em Pó Integral (embalagem g) R$ 5,32 R$ 5,44 2,26% Macarrão c/ Ovos (pacote 500g) R$ 1,46 R$ 1,53 4,79% Biscoito Maizena (pacote 200g) R$ 1,24 R$ 1,30 4,84% Carne de Primeira (kg) R$ 15,20 R$ 14,02-7,76% Carne de Segunda s/ Osso (kg) R$ 10,63 R$ 10,26-3,48% Frango Resfriado Inteiro (kg) R$ 4,42 R$ 3,80-14,03% Salsicha Avulsa (kg) R$ 4,13 R$ 4,43 7,26% Linguiça Fresca (kg) R$ 7,84 R$ 7,92 1,02% Queijo Muçarela Fatiado (kg) R$ 17,29 R$ 17,14-0,87% Limpeza Sabão em Pó (pacote 1kg) R$ 3,39 R$ 3,51 3,54% Sabão em Barra (unidade) R$ 0,73 R$ 0,80 9,59% Água Sanitária Cândida (l) R$ 0 R$ 1,98-1,00% Detergente Líquido (embalagem 500 ml) R$ 0,85 R$ 0,92 8,24% Higiene Pessoal Papel Higiênico Fino Branco (pacote 4 un.) R$ 1,93 R$ 1,99 3,11% Creme Dental (tubo 90g) R$ 1,21 R$ 1,31 8,26% Sabonete (unid g) R$ 0,63 R$ 0,69 9,52% Desodorante Spray (embalagem ml) R$ 2,23 R$ 2,46 10,31% Absorvente Aderente (pacotes 10 unidades) R$ 0 R$ 2,17 8,50% Fonte: Procon/Dieese Produto Preços Médios (R$) EQUIPE DE PESQUISAS - DEP - FUNDAÇÃO PROCON/SP

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 3,10% EM ABRIL/2010

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 3,10% EM ABRIL/2010 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 3,10% EM ABRIL/2010 No mês de abril de 2010, o valor da cesta básica do paulistano teve alta de 3,10%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

Cesta básica volta a subir em Novembro

Cesta básica volta a subir em Novembro Piracicaba, 03 de dezembro de 2014. Cesta básica volta a subir em Novembro Os preços médios mensais da Cesta Básica de Piracicaba ICB - ESALQ/FEALQ, calculado pela EJEA, têm oscilado nos últimos meses

Leia mais

PERCENTUAL PERCENTUAL

PERCENTUAL PERCENTUAL PESQUISA: COLETA DE PREÇOS O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Volta Redonda - IPPU-VR - realiza semanalmente a pesquisa intitulada Coleta de Preços, com o objetivo de veicular através dos

Leia mais

CÁLCULO DA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ-MG DE 2004 A 2008

CÁLCULO DA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ-MG DE 2004 A 2008 CÁLCULO DA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ-MG DE 2004 A 2008 Érik DOMINIK; Uellington CORRÊA * CEFET Bambuí; CEFET Bambuí RESUMO Este trabalho tem o objetivo de demonstrar as variações

Leia mais

Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais

Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais 1 São Paulo, 06 de julho de 2009. NOTA À IMPRENSA Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais Em junho, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada pelo DIEESE - Departamento Intersindical

Leia mais

Valor da Cesta Básica aumenta em 12 cidades

Valor da Cesta Básica aumenta em 12 cidades 1 São Paulo, 06 de novembro de 2014. NOTA À IMPRENSA Valor da Cesta Básica aumenta em 12 cidades Em outubro, houve aumento dos preços do conjunto de bens alimentícios essenciais em 12 das 18 cidades onde

Leia mais

&(67$%É6,&$62%((0&$3,7$,6

&(67$%É6,&$62%((0&$3,7$,6 São Paulo, 02 de maio de 2005. &(67$%É6,&$62%((0&$3,7$,6 Apenas uma das 16 capitais onde o DIEESE Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos realiza mensalmente a Pesquisa Nacional

Leia mais

NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA

NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA Délis Magalhães Economista do Núcleo de Economia do Sincomércio Araraquara em parceria com o Núcleo de Extensão em Conjuntura e Estudos Econômicos

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Junho - 2013 Junho de 2013 UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL REITOR Prof. Isidoro

Leia mais

Preços de alimentos básicos continuam em alta

Preços de alimentos básicos continuam em alta 1 São Paulo, 2 de junho de 2008. NOTA À IMPRENSA Preços de alimentos básicos continuam em alta Apenas duas, das 16 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos

Leia mais

NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA MARÇO/2017

NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA MARÇO/2017 NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA MARÇO/2017 Délis Magalhães Economista do Núcleo de Economia do Sincomércio Araraquara em parceria com o Núcleo de Extensão em Conjuntura e Estudos

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 2,32% EM AGOSTO/2011

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 2,32% EM AGOSTO/2011 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 2,32% EM AGOSTO/2011 No mês de sto de 2011, o valor da cesta básica do paulistano teve alta de 2,32%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA - JULHO/2017:

NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA - JULHO/2017: NÚCLEO DE ECONOMIA DO SINCOMÉRCIO: PESQUISA DA CESTA BÁSICA - JULHO/2017: Gabriela Schroder de Barros Estagiária do Núcleo de Economia do Sincomércio Araraquara em parceria com o Núcleo de Extensão em

Leia mais

Custo da Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas

Custo da Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas 1 São Paulo, 04 de novembro de 2015. NOTA à IMPRENSA Custo da Cesta básica tem comportamento diferenciado nas capitais pesquisadas Em outubro, entre as 18 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical

Leia mais

Redução do preço de alimentos básicos continua pelo terceiro mês

Redução do preço de alimentos básicos continua pelo terceiro mês 1 São Paulo, 04 de agosto de 2010. NOTA À IMPRENSA Redução do preço de alimentos básicos continua pelo terceiro mês Desde maio, na maioria das capitais onde é realizada mensalmente a Pesquisa Nacional

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,55% EM MAIO/2014

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,55% EM MAIO/2014 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE -0,55% EM MAIO/2014 No mês de o de 2014, o valor da cesta básica do paulistano teve queda de 0,55%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

Boletim Novembro 2014

Boletim Novembro 2014 Boletim Novembro 2014 No mês de novembro de 2014 o custo da cesta básica na cidade de Ilhéus reduziu 0,48%, caindo de R$239,58 em outubro para R$238,42 em novembro (Tabela 1). A queda de 7,85% no preço

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,50% EM SETEMBRO/2011

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,50% EM SETEMBRO/2011 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,50% EM SETEMBRO/2011 No mês de embro de 2011, o valor da cesta básica do paulistano teve alta de 0,50%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

Cesta básica tem alta em janeiro

Cesta básica tem alta em janeiro 1 São Paulo, 11 de fevereiro de 2008. NOTA À IMPRENSA Cesta básica tem alta em janeiro Em janeiro, o preço dos gêneros alimentícios essenciais apresentou alta em 15 das 16 capitais onde o DIEESE Departamento

Leia mais

PESQUISA COMPARATIVA DE PREÇOS CESTA BÁSICA FEVEREIRO DE 2012

PESQUISA COMPARATIVA DE PREÇOS CESTA BÁSICA FEVEREIRO DE 2012 PESQUISA COMPARATIVA DE PREÇOS CESTA BÁSICA FEVEREIRO DE 2012 ARROZ BRANCO MARCA APRESENTAÇÃO (1) BELLA COMPRA (2) MASTER (3) 15 DE NOVEMBRO (4) SÃO LUIZ (5) UNICOMPRA VARIAÇÃO Emoções 1kg 1,75 1,69 1,75

Leia mais

MODELO DE CARTA PROPOSTA

MODELO DE CARTA PROPOSTA 1 ACHOCOLATADO EM PÓ INST. POTE 400G UND 36 2 ÁGUA MINERAL 20 LITROS RECARGA 40 3 AÇUCAR PCT DE 2KG CADA C/ 15UND FARDO 35 4 ALHO BOA QUALIDADE KG 20 5 AMENDOIN IN NATURA, SEM CASCA, MEDIO 1 KG KG 4 6

Leia mais

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro estimado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pelo Centro de Estudos Avançados

Leia mais

Em janeiro, preço da cesta só cai em duas capitais

Em janeiro, preço da cesta só cai em duas capitais 1 São Paulo, 06 de fevereiro de 2012. NOTA À IMPRENSA Em janeiro, preço da cesta só cai em duas capitais Apenas duas, das 17 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 1,81% EM ABRIL/2012

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 1,81% EM ABRIL/2012 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 1,81% EM ABRIL/2012 No mês de il de 2012, o valor da cesta básica do paulistano teve alta de 1,81%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014

Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014 1 Cesta básica de Porto Alegre registra queda de 4% em junho de 2014 Porto Alegre, 07 de julho de 2014. NOTA À IMPRENSA Em junho de 2014, a Cesta Básica de Porto Alegre registrou queda de 4,00%, passando

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2005

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2005 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2005 Rio de Janeiro, 11 de março de 2005 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS FEVEREIRO DE 2005 ÍNDICE NACIONAL

Leia mais

Estudo sobre o comportamento de preços de produtos da cesta básica 2014/2015: Supermercados da cidade de Corumbá, Mato Grosso do Sul, Brasil.

Estudo sobre o comportamento de preços de produtos da cesta básica 2014/2015: Supermercados da cidade de Corumbá, Mato Grosso do Sul, Brasil. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DO CAMPUS DO PANTANAL PESQUISA DE PREÇOS DE PRODUTOS DA CESTA BÁSICA Estudo sobre o comportamento de preços de produtos da cesta básica

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS. Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA

PROJETO DE PESQUISA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS. Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS PROJETO DE PESQUISA Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA Período: Janeiro a Dezembro de 2012 Vitória, dezembro de 2012 Cesta Básica

Leia mais

Endereço Telefone: Preço

Endereço Telefone: Preço Supermercados Região Central Endereço Telefone: Preço Supermercado Musamar Pernambuco, 785 3324-0020 * Foram pesquisados itens com os mesmos referenciais de qualidade, embalagem e peso. Supermercado Condor

Leia mais

Valor da cesta básica diminui em 15 cidades

Valor da cesta básica diminui em 15 cidades 1 São Paulo, 04 de setembro de 2015. NOTA à IMPRENSA Valor da cesta básica diminui em 15 cidades Das 18 cidades em que o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - realiza

Leia mais

Diminui ritmo de reajustes dos preços dos alimentos

Diminui ritmo de reajustes dos preços dos alimentos 1 São Paulo, 06 de junho de 2014. NOTA À IMPRENSA Diminui ritmo de reajustes dos preços dos alimentos Em maio, o custo de vida no município de São Paulo aumentou 0,14%, segundo cálculo do DIEESE Departamento

Leia mais

Nível de preços em julho tem queda de 1,12% no município de Chapecó

Nível de preços em julho tem queda de 1,12% no município de Chapecó Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 19, Nº 7 Julho/2014 Nível de preços em julho tem queda de 1,12% no município de Chapecó O curso de

Leia mais

ICV-DEESE fica em 6,04%, em 2013

ICV-DEESE fica em 6,04%, em 2013 1 São Paulo, 8 de janeiro de 2014. ICV-DEESE fica em 6,04%, em 2013 NOTA À IMPRENSA Em 2013, o Índice do Custo de Vida ICV calculado pelo DIEESE Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÃO - ECA NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICO-SOCIAIS NUPES

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÃO - ECA NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICO-SOCIAIS NUPES UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÃO - ECA NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICO-SOCIAIS NUPES 1. CESTA BÁSICA FAMILIAR No mês de dezembro 2014,

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Fevereiro 2007 Rio de Janeiro, 09 de março de 2007 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS FEVEREIRO DE 2007 ÍNDICE NACIONAL

Leia mais

Apesar de menor, deflação continua

Apesar de menor, deflação continua 1 São Paulo, 06 de julho de 2006. NOTA À IMPRENSA Apesar de menor, deflação continua Pelo terceiro mês consecutivo, o Índice do Custo de Vida (ICV) calculado pelo DIEESE - Departamento Intersindical de

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Maio 2015

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Maio 2015 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Maio 2015 Rio de Janeiro, 10 de junho de 2015 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Maio 2015 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO

Leia mais

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,36% EM FEVEREIRO/2016

FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,36% EM FEVEREIRO/2016 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE 0,36% EM FEVEREIRO/ No mês de ereiro de, o valor da cesta básica do paulistano teve alta de 0,36%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

BOLETIM MENSAL Ano 27 No 09 Setembro 2011

BOLETIM MENSAL Ano 27 No 09 Setembro 2011 BOLETIM MENSAL Ano 27 N o 09 Setembro 2011 Apoio: UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE ECONOMIA ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE VIÇOSA (IPC-VIÇOSA)

Leia mais

Supermercados Região Central Supermercado Musamar Supermercado Condor Supermercado Mercadorama Supermercado Viscardi. Total de Supermercados: 4 68,54

Supermercados Região Central Supermercado Musamar Supermercado Condor Supermercado Mercadorama Supermercado Viscardi. Total de Supermercados: 4 68,54 Supermercados Região Central Supermercado Musamar Supermercado Condor Supermercado Mercadorama Supermercado Viscardi Total de Supermercados: 4 Endereço Telefone: Preço Pernambuco, 785 3324-0020 68,54 Rio

Leia mais

Nível de preços em outubro tem aumento de 1,31% no município de Chapecó

Nível de preços em outubro tem aumento de 1,31% no município de Chapecó Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 19, Nº 10 Outubro/2014 Nível de preços em outubro tem aumento de 1,31% no município de Chapecó O curso

Leia mais

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Agosto de 2014

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Agosto de 2014 Associação Brasileira de Supermercados Nº43 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Agosto de 2014 Com crescimento em julho, setor acumula 1,48% no ano Em julho, as vendas

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC agosto 2014

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC agosto 2014 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC agosto 2014 Rio de Janeiro, 05 de setembro de 2014 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Agosto 2014 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS

Leia mais

ÍNDICE UNIFAFIBE DO CUSTO DA CESTA BÁSICA DE BEBEDOURO BOLETIM ANUAL 2011 Destaques:

ÍNDICE UNIFAFIBE DO CUSTO DA CESTA BÁSICA DE BEBEDOURO BOLETIM ANUAL 2011 Destaques: 1 ÍNDICE UNIFAFIBE DO CUSTO DA CESTA BÁSICA DE BEBEDOURO BOLETIM ANUAL Destaques: Inflação anual da cesta básica de Bebedouro é de 5,12%, aumento de R$ 23,56. Aumento da cesta foi puxado por alimentos.

Leia mais

Gráficos das séries dos Valores em Reais da Cesta Básica e de seus grupos - de jan/12 a abr/13

Gráficos das séries dos Valores em Reais da Cesta Básica e de seus grupos - de jan/12 a abr/13 FUNDAÇÃO PROCON-SP CONSTATA VARIAÇÃO DA CESTA BÁSICA DE - 0,45% EM ABRIL/2013 No mês de il de 2013, o valor da cesta básica do paulistano teve queda de 0,45%, revela pesquisa diária da Fundação Procon-SP,

Leia mais

CESTA BÁSICA PAZ VIANNA S TIPO 01

CESTA BÁSICA PAZ VIANNA S TIPO 01 TIPO 01 QTD UN COMPOSIÇÃO 01 UN AÇÚCAR REFINADO 02 UN ARROZ TIPO 1 02 UN FEIJÃO PRETO 1 01 UN ÓLEO DE SOJA SOYA 01 UN MACARRÃO ESPAGUETE ADRIA 01 UN CAFÉ CARRETEIRO / PELÉ 250 gr 01 UN FARINHA DE MANDIOCA

Leia mais

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Outubro de 2015

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Outubro de 2015 Associação Brasileira de Supermercados Nº57 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Outubro de 2015 Setor de supermercados acumula queda de -0,96% Renda e inflação afetam

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Agosto 2015

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Agosto 2015 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Agosto 2015 Rio de Janeiro, 10 de setembro de 2015 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Agosto 2015 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS 1 Cardápio Segunda-Feira: Mingau de aveia, canela e biscoito doce MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Frango guisado, arroz escorrido, feijão, farofa, salada e Sopa de legumes e carne seca Tiras de frango acebolada,

Leia mais

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 30 de Novembro de 2015

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 30 de Novembro de 2015 Associação Brasileira de Supermercados Nº58 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 30 de Novembro de 2015 Índice de Vendas acumula queda de -1,02% até outubro Vendas do setor

Leia mais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Dezembro - 2013 Dezembro de 2013 UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL REITOR Prof.

Leia mais

IPES CESTA BÁSICA CAXIAS DO SUL. Fevereiro de 2015. Cesta Básica de Caxias do Sul. Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais

IPES CESTA BÁSICA CAXIAS DO SUL. Fevereiro de 2015. Cesta Básica de Caxias do Sul. Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPES Cesta Básica de Caxias do Sul Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais CESTA BÁSICA DE CAXIAS DO SUL Fevereiro 2015 Fevereiro de 2015 UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL REITOR Prof.

Leia mais

CESTA BÁSICA DE DIVINÓPOLIS - janeiro de 2008

CESTA BÁSICA DE DIVINÓPOLIS - janeiro de 2008 Autorizada pelo Decreto Federal n.º 65.111 de 08-09-69 Reconhecido pelo Decreto Federal n.º 74497 de 04-09-74 B O L E T I M E C O N Ô M I CO CESTA BÁSICA DE DIVINÓPOLIS - janeiro de 2008 A pesquisa do

Leia mais

Índice de Confiança do Agronegócio

Índice de Confiança do Agronegócio Índice de Confiança do Agronegócio Terceiro Trimestre 2014 Principais Resultados:» Índice de Confiança do Agronegócio» Índice da Indústria (antes e depois da porteira)» Índice do Produtor Agropecuário

Leia mais

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os

Desempenho da Agroindústria em 2004. histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003), os Desempenho da Agroindústria em 2004 Em 2004, a agroindústria obteve crescimento de 5,3%, marca mais elevada da série histórica iniciada em 1992. Como tem sido freqüente nos últimos anos (exceto em 2003),

Leia mais

Cesta Básica DIEESE/PROCON atinge o maior valor de sua história. Gráfico 1 Cesta Básica DIEESE/PROCON Valor Diário (EM URV/Real) 190,00 2º. Sem.

Cesta Básica DIEESE/PROCON atinge o maior valor de sua história. Gráfico 1 Cesta Básica DIEESE/PROCON Valor Diário (EM URV/Real) 190,00 2º. Sem. ANOTE Informativo Eletrônico do DIEESE Ano 4, N.º. 38 Maio de 2.003 1 CONJUNTURA Cesta Básica DIEESE/PROCON atinge o maior valor de sua história Calculada diariamente desde março de 1990, ou seja, a mais

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Novembro 2015

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Novembro 2015 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR Novembro 2015 Rio de Janeiro, 09 de dezembro de 2015 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Novembro 2015 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO

Leia mais

PADRÃO BÁSICO 03 CESTAS DE R$ 100...pág 02 a 03 06 CESTAS DE R$ 100...pág 04 a 05 12 CESTAS DE R$ 100...pág 06 a 07

PADRÃO BÁSICO 03 CESTAS DE R$ 100...pág 02 a 03 06 CESTAS DE R$ 100...pág 04 a 05 12 CESTAS DE R$ 100...pág 06 a 07 REGULAMENTOS DAS ASSISTÊNCIAS CESTA ALIMENTAÇÃO ÍNDICE PADRÃO BÁSICO 03 CESTAS DE R$ 100...pág 02 a 03 06 CESTAS DE R$ 100...pág 04 a 05 12 CESTAS DE R$ 100...pág 06 a 07 PADRÃO CLASSIC (12 CESTAS DE R$

Leia mais

PA02 IBGE Área plantada nas regiões do Brasil com lavouras anuais.

PA02 IBGE Área plantada nas regiões do Brasil com lavouras anuais. PA2 IBGE Área plantada nas regiões do Brasil com lavouras anuais. Abacaxi 8 7 6 5 4 3 2 1 199 1995 2 25 21 A produção nacional de abacaxi que vinha crescendo até 22 sofreu uma inflexão, voltou a subir

Leia mais

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita)

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita) Fornecer aos agentes envolvidos no agronegócio, notadamente as indústrias de insumos agropecuários e de alimentos, além dos produtores, Governo e academia, informações estratégicas sobre a dinâmica futura

Leia mais

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Setembro de 2015

ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Setembro de 2015 Associação Brasileira de Supermercados Nº56 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Setembro de 2015 Ritmo de vendas do autosserviço diminui em agosto Resultado do mês

Leia mais

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇADO PROFESSOR JOÃO ISMAR DE MOURA FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL CESTA BÁSICA

Leia mais

Nível de preços em novembro tem aumento de 1,70% no município de Chapecó

Nível de preços em novembro tem aumento de 1,70% no município de Chapecó Publicação mensal do curso de Ciências Econômicas da Universidade Comunitária da Região de Chapecó Ano 19, Nº 11 Novembro/2014 Nível de preços em novembro tem aumento de 1,70% no município de Chapecó O

Leia mais

Vendas recuam, mas acumulam alta de 1,46% no ano

Vendas recuam, mas acumulam alta de 1,46% no ano Associação Brasileira de Supermercados Nº51 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Abril de 2015 Vendas recuam, mas acumulam alta de 1,46% no ano Crescimento moderado

Leia mais

Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre. Nazareth Araújo Vice-Governadora do Estado do Acre

Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre. Nazareth Araújo Vice-Governadora do Estado do Acre Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre Nazareth Araújo Vice-Governadora do Estado do Acre Márcio Veríssimo Carvalho Dantas Secretário de Estado de Planejamento Claudia Lima Saldanha

Leia mais

EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA FAMILIAR DO VALE DO PARAÍBA EM 2014

EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA FAMILIAR DO VALE DO PARAÍBA EM 2014 UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ PRO-REITORIA DE EXTENSÃO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO - ECA NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICO-SOCIAIS NUPES EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA FAMILIAR DO

Leia mais

CESTA BÁSICA FAMILIAR (Cinco pessoas) RAÇÃO ESSENCIAL MÍNIMA (Decreto-Lei 399)

CESTA BÁSICA FAMILIAR (Cinco pessoas) RAÇÃO ESSENCIAL MÍNIMA (Decreto-Lei 399) UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇAD O PROF. JOÃO ISMAR DE MOURA CAJIM FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DE MOSSORÓ FACEM DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DCC CESTA BÁSICA

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC dezembro 2013

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC dezembro 2013 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC dezembro 2013 Rio de Janeiro, 10 de janeiro de 2014 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Dezembro 2013 1. No mês 1.1 - ÍNDICE

Leia mais

Custo da Cesta Básica aumenta em todas as cidades

Custo da Cesta Básica aumenta em todas as cidades 1 São Paulo, 16 de fevereiro de 2016 NOTA à IMPRENSA Custo da Cesta Básica aumenta em todas as cidades A partir de janeiro de 2016, o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos)

Leia mais

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de Desempenho da Agroindústria No fechamento do primeiro semestre de 2005, a agroindústria registrou crescimento de 0,3%, taxa bastante inferior à assinalada pela média da indústria brasileira (5,0%) no mesmo

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS. Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA

PROJETO DE PESQUISA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS. Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA EMPRESA JÚNIOR FABAVI VITÓRIA DIRETORIA DE PROJETOS SOCIAIS PROJETO DE PESQUISA Projeto: CESTA BÁSICA DA CLASSE MÉDIA CAPIXABA Período: Janeiro a Dezembro de 2014 Vitória, dezembro de 2014 Cesta Básica

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: JULHO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

SCI. Sistema de Consumo Inteligente

SCI. Sistema de Consumo Inteligente catálogo de produtos /Ano 2 - Janeiro/2015 Sistema de Consumo Inteligente Adquira uma CESTA BÁSICA com produtos de primeira necessidade, com a melhor qualidade do mercado, divulgue para os amigos e participe

Leia mais

Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre. Nazareth Lambert Vice-Governadora do Estado do Acre

Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre. Nazareth Lambert Vice-Governadora do Estado do Acre Sebastião Afonso Viana Macedo Neves Governador do Estado do Acre Nazareth Lambert Vice-Governadora do Estado do Acre Márcio Veríssimo Carvalho Dantas Secretário de Estado de Planejamento Claudia Lima Saldanha

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 2/2017

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 2/2017 Página 1 de 7 Tipo de Julgamento: Menor Preço por Sub. Qtde. Unid. Descrição Marca/Modelo Valor Valor Total 1 100,00 PAC ACHOCOLATADO EM PÓ PCT DE 800 GR Valor de Referência: 11,60000 2 40,00 PAC AMIDO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL P. M. DE SAO JOSE DO HORTENCIO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL P. M. DE SAO JOSE DO HORTENCIO Licitação:PREGÃO PRESENCIAL Nro:6/2015 01a Via Pagina:1 Fornecedor: Data:07/07/2015 Endereço: Bairro: CNPJ: IE: Municipio: CEP: Telefone: Fax: 1 1,00 UN LOTE 01 - PÃES E PERECÍVEIS 2 1050,00 UN PÃO FRANCÊS

Leia mais

Alimentos, combustíveis e mensalidades escolares pressionam o Custo de Vida em São Paulo

Alimentos, combustíveis e mensalidades escolares pressionam o Custo de Vida em São Paulo 1 São Paulo, 12 de fevereiro de 2016. NOTA À IMPRENSA Alimentos, combustíveis e mensalidades escolares pressionam o Custo de Vida em São Paulo No primeiro mês do ano, o Índice do Custo de Vida no município

Leia mais

PIB do Agronegócio CEPEA-USP/CNA Janeiro a abril de 2008 NÚMEROS BONS E ESTÁVEIS PARA O AGRONEGÓCIO EM ABRIL

PIB do Agronegócio CEPEA-USP/CNA Janeiro a abril de 2008 NÚMEROS BONS E ESTÁVEIS PARA O AGRONEGÓCIO EM ABRIL NÚMEROS BONS E ESTÁVEIS PARA O AGRONEGÓCIO EM ABRIL O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro estimado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea),

Leia mais

RELATÓRIO ÍNDICE DO CUSTO DE VIDA - ICV SÃO JOSÉ/SC

RELATÓRIO ÍNDICE DO CUSTO DE VIDA - ICV SÃO JOSÉ/SC RELATÓRIO ÍNDICE DO CUSTO DE VIDA - ICV SÃO JOSÉ/SC MAIO/2007 1 INTRODUÇÃO O Índice do Custo de Vida (ICV) de São José, calculado pela Faculdade Estácio de Sá de Santa Catarina, em convênio com a Associação

Leia mais

Número PE011/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE011/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 1 CESTA, basica, de alimentos, composta de 13 produtos, sendo: Un 360,00-2 Kg de ACUCAR cristalizado, sacarose de cana-de-acucar, na cor branca. Embalagem em polietileno, contendo dados de identificacao

Leia mais

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL

BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN CAMPUS AVANÇADO PROFESSOR JOÃO ISMAR DE MOURA FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS BOLETIM DE DIVULGAÇÃO MENSAL CESTA BÁSICA

Leia mais

Milho Período: 11 a 15/05/2015

Milho Período: 11 a 15/05/2015 Milho Período: 11 a 15/05/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,0203 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 15/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 15/2014 92.005.586/0001-03 Tipo de Julgamento: Menor Preço por Página 1 de 5 Sub. Qtde. Unid. Descrição Marca/Modelo Valor Valor Total 1 75,00 KG AÇUCAR 2 3,00 UND AÇUCAR DE BAUNILHA PC/500G 3 0,80 Kg ALHO 4 5,00

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS A ADQUIRIR

RELAÇÃO DE ITENS A ADQUIRIR AVALIAÇÃO COMPETITIVA IDSM/OS MCTI Nº 0001/2015 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO: 1.1. Aquisição de gêneros alimentícios e produtos de limpeza em geral para uso nas atividades desenvolvidas pelo CONTRATANTE

Leia mais

Ano V - Edição 34 Agosto 2014

Ano V - Edição 34 Agosto 2014 da pecuária de leite Ano V - Edição 34 Agosto 2014 PODER DE COMPRA AUMENTA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014 Por Pedro de Lima, equipe Gado de Leite Cepea O poder de compra do pecuarista de leite esteve maior,

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Janeiro 2006

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Janeiro 2006 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Janeiro 2006 Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de 2006 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS JANEIRO DE 2006 ÍNDICE NACIONAL

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: ABRIL/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: MARÇO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

ESTIMATIVA DO VALOR DA CESTA BÁSICA CB UNAERP DA CIDADE DE GUARUJÁ SP - ANÁLISE DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016

ESTIMATIVA DO VALOR DA CESTA BÁSICA CB UNAERP DA CIDADE DE GUARUJÁ SP - ANÁLISE DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 ESTIMATIVA DO VALOR DA CESTA BÁSICA CB UNAERP DA CIDADE DE GUARUJÁ SP - ANÁLISE DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 Rubens Carneiro Ulbanere Autor e Orientador Coordenador do Núcleo de Pesquisas Fernando Eduardo

Leia mais

Alimentos e eletricidade respondem pela deflação em São Paulo

Alimentos e eletricidade respondem pela deflação em São Paulo Alimentos e eletricidade respondem pela deflação em São Paulo Pelo segundo mês consecutivo, o custo de vida no município de São Paulo registrou taxa negativa de 0,17%, segundo cálculo do DIEESE - Departamento

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2014

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2014 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2014 Rio de Janeiro, 09 de maio de 2014 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Abril 2014 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS

Leia mais

Preços. 2.1 Índices gerais

Preços. 2.1 Índices gerais Preços A inflação, considerada a evolução dos índices de preços ao consumidor e por atacado, apresentou contínua elevação ao longo do trimestre encerrado em maio. Esse movimento, embora tenha traduzido

Leia mais

MERCADO DE TRIGO CONJUNTURA E CENÁRIO NO BRASIL E NO MUNDO

MERCADO DE TRIGO CONJUNTURA E CENÁRIO NO BRASIL E NO MUNDO MERCADO DE TRIGO CONJUNTURA E CENÁRIO NO BRASIL E NO MUNDO Paulo Magno Rabelo (1) A análise de desempenho da produção de trigo no mundo desperta apreensões fundamentadas quanto aos indicadores de área

Leia mais

RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS

RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS Folha: 1/6 RELAÇÃO MENSAL DAS COMPRAS De acordo com o Artigo 16 da Lei Nr. 8.666, de 21 de Junho de 1993, alterada pela Lei Nr. 8.883, de 08 de Junho de 1994, esta é a relação de todas as compras realizadas

Leia mais

BOLETIM MENSAL 30 - Nº 11 31 - Nº

BOLETIM MENSAL 30 - Nº 11 31 - Nº BOLETIM MENSAL Ano Ano 30 31 - Nº Nº 11 01 Novembro Janeiro - 2014 1-2015 Universidade Federal de Viçosa Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Departamento de Economia ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2015

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2015 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC Abril 2015 Rio de Janeiro, 08 de maio de 2015 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR COMENTÁRIOS Abril 2015 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS

Leia mais

CRONOGRAMA DE ENTREGA AABB

CRONOGRAMA DE ENTREGA AABB CRONOGRAMA DE ENTREGA AABB NÃO PERECIVEIS DATA DE ASSINATURA DO FORNECEDOR ASSINATURA DO RESPONSÁVEL ENTREGA ----------------------------------------------- ------------------------------------------------

Leia mais

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2013

ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2013 ÍNDICES NACIONAIS DE PREÇOS AO CONSUMIDOR IPCA e INPC abril 2013 Rio de Janeiro, 08 de maio de 2013 SISTEMA NACIONAL DE ÍNDICES DE PREÇOS AO CONSUMIDOR abril de 2013 ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR

Leia mais

INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS

INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS INTENÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS Processo Administrativo nº 398/2014 Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Juventude, por intermédio da Comissão Permanente de Licitação, em obediência ao disposto no

Leia mais