SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA RESUMO SYSTEM CONTROL OF CLIMATIC DATA IN THE WEB TO ASSIST THE AGRICULTURE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA RESUMO SYSTEM CONTROL OF CLIMATIC DATA IN THE WEB TO ASSIST THE AGRICULTURE"

Transcrição

1 SISTEMA DE CONTROLE DE DADOS CLIMÁTICOS NA WEB NO AUXILIO À AGRICULTURA CAROLINE VISOTO 1 EDUARDO RUBIN 2 THIAGO X. V. OLIVEIRA 3 WILINGTHON PAVAN 4 JOSÉ MAURÍCIO CUNHA FERNANDES 5 CRISTIANO ROBERTO CERVI 6 JAQSON DALBOSCO 7 RESUMO Este artigo tem por objetivo mostrar o funcionamento de um sistema que auxilia a agricultura e tem como subsídio o uso da Web, mais especificamente a tecnologia J2EE. Para isso é abordada a linguagem de programação Java e uma de suas especificações, denominada JSP (JavaServer Pages), além de outras tecnologias utilizadas para Web. Este sistema irá inserir dados em uma base centralizada para futuras pesquisas, previsões e simulações. PALAVRAS-CHAVE: J2EE, Dados Climáticos, Base Dados Centralizada. SYSTEM CONTROL OF CLIMATIC DATA IN THE WEB TO ASSIST THE AGRICULTURE ABSTRACT This article has for objective show the use of a system that assists the agriculture and uses the web, more specifically the J2EE technology. For this, we boarded the Java program language and one of your specifications called JSP (Java Server Pages), beyond others technologies for web. This system will insert the data into a centered base for futures researches, forecasts and simulation. KEYWORDS: J2EE, Climatic Data, Centered Data Base 1 Bacharelando em Ciência da Computação, Universidade de Passo Fundo, CAMPUS 1 KM 171 BR 285, Bairro São José Passo Fundo RS 2 Bacharelando em Ciência da Computação, Universidade de Passo Fundo. 3 Bacharelando em Ciência da Computação, Universidade de Passo Fundo. 4 Professor do curso de Ciência da Computação, Universidade de Passo Fundo, Km 171 BR 285 São José Passo Fundo/RS, PABX (54) , 5 PhD Fitopatologia - Washington State University 1985, Pesquisador da Embrapa Trigo - Passo Fundo, RS. Embrapa Trigo, Km 174 BR 285 Passo Fundo/RS, FAX (54) , 6 Professor do curso de Ciência da Computação, Universidade de Passo Fundo,PABX (54) , 7 Professor do curso de Ciência da Computação, Universidade de Passo Fundo,

2 1. INTRODUÇÃO Nos últimos anos, o avanço da tecnologia vem beneficiando o setor agrícola no uso de recursos que são disponibilizados por meio de diversas ferramentas, proporcionando ao produtor resultados favoráveis na previsão do tempo, de ataque de pragas e doenças, dentre outros tantos benefícios que possam ser oferecidos com a utilização da informática, retornando ao produtor maior ganho em produtividade e qualidade. Para estas simulações e pesquisas necessita-se ter uma base de dados centralizada que proporcionará resultados mais eficientes. Está em fase de desenvolvimento uma interface Web na qual tem como característica a inserção de dados climáticos através de um formulário, contendo como meio de entrada para os mesmos caixa de texto, uma área onde estes serão informados ou para maior comodidade do produtor é oferecida a opção de anexar o arquivo com os dados prontos, facilitando assim a interação usuário/software. Após os mesmos serem coletados serão inseridos em uma base dados centralizada, concentrando-os em um único local onde serão facilmente manipulados e para uma padronização de armazenamento e reaproveitamento da mesma base para várias operações necessárias. 2. MATERIAIS E MÉTODOS A metodologia usada foi a pesquisa em diversos sites e bibliografias especializadas, em temas relacionados que seriam usados na construção do aplicativo proposto. A pesquisa nos trouxe a base necessária sobre diversos temas como: a utilização do JSP, tecnologias empregadas na programação Web, uma pesquisa mais profunda sobre a linguagem Java e a sua especificação chamada J2EE, e ainda a conceituação sobre dados climáticos e base de dados centralizada. O material utilizado durante o desenvolvimento do aplicativo foi a IDE NetBeans3.6,um servidor para aplicações Web Tomcat , uma biblioteca para upload de arquivo Commons File Upload e um banco de dados para Internet PostgreSQL para armazenar as informações climáticas J2EE A linguagem Java teve início comercialmente em 1995, tendo como característica base a portabilidade, podendo rodar em qualquer dispositivo que tivesse suporte à tecnologia Java. Segundo [1] Java é uma linguagem de programação que permite o desenvolvimento de aplicações para uma série de plataformas. Entre os ambientes de desenvolvimento da plataforma Java estão: J2ME (Java 2 Micro Edition), voltada para aparelhos de pequeno e médio porte como celulares e palmtops, e J2SE (Java 2 Standart Edition), voltada para aplicações cliente e composta pelas APIs básicas de Java.

3 J2EE é um conjunto de tecnologias que fornecem APIs e um ambiente para desenvolvimento e execução de aplicações coorporativas. Segundo [2] É um padrão dinâmico para a produção de aplicativos corporativos seguros,escaláveis e altamente disponíveis.o padrão define quais serviços devem ser fornecidos que suportam J2EE.. A tecnologia J2EE é baseada em modelo de componentes que são parte de um software que vão ser executados em, por exemplo, um container Web. Segundo [3] Estes componentes, unidades de software em nível de aplicação com suporte a um contêiner, são configuráveis durante o desenvolvimento e incorporam um modelo de programação de acordo com o "contrato de componente" com seu contêiner.isto é, um contêiner, oferece serviços de gerenciamento de ciclo de vida, segurança, distribuição e runtime para seus componentes. Hoje muitas empresas utilizam este recurso para ampliar o seu nível de comércio, facilitando a comunicação com seus consumidores ou para utilizar recursos para coleta de dados para a realização de pesquisas relevantes a determinado problema, usando para isso servidores J2EE e tem como objetivo a simplificação de desenvolvimento de aplicativos, abrangendo as tecnologias JSP (JavaServer Pages), EJB (Enterprise JavaBeans),Servlets, JDBC ( Java Database Connectivity ), etc. Na figura 1 são ilustrados os componentes e containers J2EE. Figura JSP JSP (JavaServer Pages) a tecnologia voltada para a construção de aplicativos Web de forma dinâmica, possibilitando acesso a banco de dados, permitindo a elaboração de

4 interfaces onde possam ser coletadas informações através de formulários ou até mesmo arquivos. A tecnologia JSP tem como importante característica a separação da programação visual da programação lógica. Possibilitando duas pessoas trabalhar ao mesmo tempo em um projeto. O desenvolvedor fica responsável pela parte da programação (parte lógica do projeto), onde vão ser feitos uso de bibliotecas para a construção de programas inserindo o código Java dentro de tags JSP possibilitando dessa forma a declaração de variáveis, chamada a funções e acesso a um bando de dados para recuperação das informações pertinentes. O designer fica com a responsabilidade de desenvolver a parte visual, construindo as páginas em HTML.Com isso a aplicação poderá ser alterada com maior facilidade, podendo assim ter as suas informações reutilizadas. Segundo [4] Quando uma página JSP é requisitada pelo cliente através de um Browser, esta página é executada pelo servidor, e a partir daí será gerada uma página HTML que será enviada de volta ao Browser do cliente. A figura2 ilustra esse funcionamento: Figura2 Segundo [4] Quando o cliente faz a solicitação de um arquivo JSP, é enviado um object request para a JSP engine. A JSP engine envia a solicitação de qualquer componente (podendo ser um JavaBeans component, servlet ou enterprise Bean) especificado no arquivo. O componente controla a requisição possibilitando a recuperação de arquivos em banco de dados ou outro dado armazenado, em seguida, passa o objeto response de volta para a JSP engine. A JSP engine e o WEB server enviam a página JSP revisada de volta para o cliente, onde o usuário pode visualizar os resultados através do WEB browser. O protocolo de comunicação usado entre o cliente e o servidor pode ser HTTP ou outro protocolo.

5 2.3. DADOS CLIMÁTICOS São informações climáticas na qual irão alimentar um banco de dados inserido em uma base de dados centralizada. Os dados que serão informados na interface podem ser dados horários que serão coletados em uma determinada hora, ou dados diários, que são dados coletados depois de feita uma média diária. De acordo com a escolha pode se definir dados horários ou diários. Os dados horários são definidos como: data, nível de tanque, temperatura, velocidade do vento 1, direção do vento 1, umidade do solo, precipitação, velocidade do vento 2, direção do vento 2, pressão atmosférica, umidade relativa do ar, radiação solar, hora, umidade do solo correspondente e molhamento folhar. E os dados diários são definidos como: Hora de molhamento folhar, umidade relativa máxima, precipitação total, umidade relativa média, temperatura máxima, umidade relativa mínima, temperatura média, velocidade do vento, temperatura mínima. Esses dados assim definidos vão ser inseridos através da interface Web em tabelas que vão estar em uma base centralizada de dados BASE DE DADOS CENTRALIZADA A idéia de base centralizada de dados tem como propósito centralizar todo o armazenamento, atualizações, pesquisas e outras alterações necessárias em um único local tendo em vista vantagens como: agilidade na busca por informações; padronização na inserção dos dados; maior facilidade na hora de se fazer um backup necessário das informações; o acesso às informações torna-se centralizado, permitindo mais de um usuário da base acessá-la. Ter os dados concentrados em um só local de armazenamento, tem se tornado necessário para o caso estudado, pois, como estes dados poderão ser utilizados para futuras pesquisas e simulações, seria condizente estarem concentrados em um só local. 3. RESULTADOS E DISCUSSÃO De acordo com os estudos realizados está em fase de desenvolvimento uma interface amigável onde o produtor irá informar ao sistema os dados climáticos relevantes que vão ser inseridos na base de dados. Para o funcionamento correto do sistema, os dados do clima deverão ser informados na interface da seguinte forma: Quanto a digitação na interface, primeiramente terá que ser feita a escolha de uma

6 estação climática onde o produtor está cadastrado e logo após informar os dados climáticos, horários ou diários, em seguida será informado em caixas de texto um número (exemplo 1,2, 10), no máximo dois dígitos, informando em qual coluna os dados serão organizados(exemplo coluna 1 data, coluna 2 velocidade do vento). Logo após, digitar em uma área de texto os dados do clima, um ao lado do outro com um espaço em branco no mínimo. Quanto a inserção de um arquivo pronto na interface, deverá ser especificado um arquivo do tipo texto com informações de clima, horários ou diários, anexando o mesmo, escolhendo a opção dados horários ou diários na interface informa-se as colunas nas caixas de texto para o arquivo. Posteriormente, realizadas uma etapa dentre as duas, os dados serão reportados a um arquivo JSP com a função de separar e enviar para uma base centralizada, ou seja, a um banco de dados construído para o armazenamento de dados climáticos onde futuras operações serão realizadas. 4. CONCLUSÕES Através dos estudos realizados, concluiu-se que utilizando as tecnologias disponíveis hoje no mercado pode-se aumentar a produtividade prevendo possíveis danos causados seja pelo clima, ou seja, por pragas. Inserir os dados em uma base centralizada e padronizada facilitará um acesso mais rápido a estes para possíveis simulações, fazendo com que estas sejam mais eficazes e tragam maiores retornos ao produtor. 5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS [1]J2SE, J2EE e J2ME: uma breve explicação. [S.n.t.]. Disponível em: <http://www.infowester.com/versoesjava.php>. Acessado em: abril [2] BOND, Martin et al. Aprenda J2EE em 21 dias. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2003 [3] OLIVEIRA, Eric C. M. Conhecendo a plataforma J2EE - um breve overview. Disponível em: <http://www.linhadecodigo.com.br/artigos.asp?id_ac=333>. Acessado em: maio [4] TELEMACO, Ulisses. O que é JSP. Disponível em: <http://www.j2eebrasil.com.br/jsp/tutoriais/tutorial.jsp?idtutorial=001_001> Acessado em: maio. 2005

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

Programação para Internet II

Programação para Internet II Programação para Internet II Aulas 01 e 02 Prof. Fernando Freitas Costa http://professor.fimes.edu.br/fernando nando@fimes.edu.br Prof. Fernando 1 Ementa Instalação e configuração básica do NetBeans e

Leia mais

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br

Tecnologia Java. Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Tecnologia Java Daniel Destro do Carmo Softech Network Informática daniel@danieldestro.com.br Origem da Tecnologia Java Projeto inicial: Oak (liderado por James Gosling) Lançada em 1995 (Java) Tecnologia

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Arquitetura de Aplicações Distribuídas na Web Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64 direcionados por comportamento 64 5 Estudo de caso Neste capítulo serão apresentadas as aplicações web utilizadas na aplicação da abordagem proposta, bem como a tecnologia em que foram desenvolvidas, o

Leia mais

Introdução a Servlets

Introdução a Servlets Linguagem de Programação para Web Introdução a Servlets Prof. Mauro Lopes 1-31 21 Objetivos Iniciaremos aqui o estudo sobre o desenvolvimento de sistemas web usando o Java. Apresentaremos nesta aula os

Leia mais

Programação para Internet II

Programação para Internet II Programação para Internet II Aulas 01 e 02 Prof. Fernando Freitas Costa http://blog.fimes.edu.br/fernando nando@fimes.edu.br Conteúdo Programático Instalação e configuração básica do Eclipse Indigo e do

Leia mais

Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010.

Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010. Relatório do GPES Relatório referente a compreensão da programação JSP. Realizado do dia de 22 abril de 2010 a 03 de maio de 2010. Compreender a programação JSP. Os Servlets assim como JSP são tecnologias

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC

DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC DESENVOLVENDO APLICAÇÕES UTILIZANDO JAVASERVER FACES E MVC Felipe Moreira Decol Claro 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil felipe4258@hotmail.com, kessia@unipar.br

Leia mais

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition)

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sumário. Java 2 Enterprise Edition. J2EE (Java 2 Enterprise Edition) Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) J2EE () Sumário Introdução J2EE () APIs J2EE Web Container: Servlets e JSP Padrão XML 2 J2EE é Uma especificação para servidores

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE PARA ACESSO AO BANCO DE DADOS METEOROLÓGICOS DO CPTEC/INPE.

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE PARA ACESSO AO BANCO DE DADOS METEOROLÓGICOS DO CPTEC/INPE. DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE PARA ACESSO AO BANCO DE DADOS METEOROLÓGICOS DO CPTEC/INPE. Bianca Antunes de S. R. Alves 1, Luciana M. C. Mira 2, Ana Paula Tavarez 3, José Alberto Ferreira 4, Luíz Henrique

Leia mais

Desenvolvimento de aplicações web com JSP

Desenvolvimento de aplicações web com JSP Desenvolvimento de aplicações web com JSP Leandro Soares de Sousa, Paulo Henrique de Sousa Sistemas de Informação Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA) Cx. Postal 160 77054-970 Palmas TO

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 5 Servidores de Aplicação

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel A linguagem JAVA A linguagem Java O inicio: A Sun Microsystems, em 1991, deu inicio ao Green Project chefiado por James Gosling. Projeto que apostava

Leia mais

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES

DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES DESENVOLVIMENTO COM JAVA EE E SUAS ESPECIFICAÇÕES Hugo Henrique Rodrigues Correa¹, Jaime Willian Dias 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil hugohrcorrea@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha

Desenvolvimento WEB II. Professora: Kelly de Paula Cunha Desenvolvimento WEB II Professora: Kelly de Paula Cunha O Java EE (Java Enterprise Edition): série de especificações detalhadas, dando uma receita de como deve ser implementado um software que utiliza

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca Desenvolvimento de Aplicações Web Lista de Exercícios Métodos HTTP 1. No tocante ao protocolo de transferência de hipertexto (HTTP), esse protocolo da categoria "solicitação e resposta" possui três métodos

Leia mais

J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition

J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition CURSO DE GRADUAÇÃO J2EE TM Java 2 Plataform, Enterprise Edition Antonio Benedito Coimbra Sampaio Junior abc@unama.br OBJETIVOS DO CURSO Capacitar os alunos no desenvolvimento de aplicações para a WEB com

Leia mais

Um protótipo de ambiente de desenvolvimento Web para a linguagem R

Um protótipo de ambiente de desenvolvimento Web para a linguagem R Um protótipo de ambiente de desenvolvimento Web para a linguagem R Katiano Favretto 1, Willingthon Pavan 1, José Maurício Cunha Fernandes 2, Cristiano Roberto Cervi 3, Jaqson Dalbosco 1, Clyde William

Leia mais

Arquitetura de uma Webapp

Arquitetura de uma Webapp Arquitetura de uma Webapp Arquitetura J2EE Containers e componentes MVC: introdução Frederico Costa Guedes Pereira 2006 fredguedespereira@gmail.com Plataforma J2EE World Wide Web e a Economia da Informação

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS

UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS UM ESTUDO SOBRE ARQUITETURA PARA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE WEB UTILIZANDO NOVAS TECNOLOGIAS Edi Carlos Siniciato ¹, William Magalhães¹ ¹ Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edysiniciato@gmail.com,

Leia mais

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets

Programação Web. Professor: Diego Oliveira. Conteúdo 02: JSP e Servlets Programação Web Professor: Diego Oliveira Conteúdo 02: JSP e Servlets JSP JSP é um template de uma página Web que usa Java para gerar HTML dinamicamente JSP é considerado server-side e roda em um objeto

Leia mais

Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério.

Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério. EDSON GONÇALVES Este livro é dedicado a minha esposa Edna e a todos os desenvolvedores que fizeram do software livre um meio profissional levado a sério. AGRADECIMENTOS Primeiramente gostaria de agradecer

Leia mais

Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java

Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java Aplicativo Cliente/Servidor multicamadas para controle de uma rede de lojas via web utilizando Java Aluno: Henrique Eduardo M. Oliveira Orientador: Prof. Dr. Leandro J. Komosinski Banca: Prof. M. Maria

Leia mais

Programação Web Aula 12 - Java Web Software

Programação Web Aula 12 - Java Web Software Programação Web Aula 12 - Java Web Software Bruno Müller Junior Departamento de Informática UFPR 25 de Maio de 2015 1 Java 2 Java Web Software 3 Servlets Modelo de Trabalho Funcionamento API Java Código

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Universidade da Beira Interior Relatório Apresentação Java Server Pages Adolfo Peixinho nº4067 Nuno Reis nº 3955 Índice O que é uma aplicação Web?... 3 Tecnologia Java EE... 4 Ciclo de Vida de uma Aplicação

Leia mais

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M

PadrãoIX. Módulo II JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Servlets A,L,F,M JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1 Servlets 2 1 Plataforma WEB Baseada em HTTP (RFC 2068): Protocolo simples de transferência de arquivos Sem estado (não mantém sessão aberta) Funcionamento (simplificado):

Leia mais

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira ENTERPRISE JAVABEANS 3 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Apostila Servlets e JSP www.argonavis.com.br/cursos/java/j550/index.html INTRODUÇÃO Introdução Enterprise JavaBeans é um padrão de modelo de componentes

Leia mais

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho

Banco de Dados de Músicas. Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Banco de Dados de Músicas Andre Lima Rocha Campos Osório Pereira Carvalho Definição Aplicação Web que oferece ao usuário um serviço de busca de músicas e informações relacionadas, como compositor, interprete,

Leia mais

Uma solução computacional de aquisição, tratamento, armazenamento, disponibilização e apresentação de dados meteorológicos

Uma solução computacional de aquisição, tratamento, armazenamento, disponibilização e apresentação de dados meteorológicos Uma solução computacional de aquisição, tratamento, armazenamento, disponibilização e apresentação de dados meteorológicos Daniel Perondi 1, Willingthon Pavan 1, Ronaldo Serpa da Rosa 1, José Maurício

Leia mais

Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares

Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares Desenvolvimento de um Framework de Jogos 3D para Celulares Fabrício Brasiliense Departamento de Informática e Estatística(INE) Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Campus Universitário Trindade-

Leia mais

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCE-557 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

Uso da Plataforma Galaxy na Execução de Modelos de Simulação

Uso da Plataforma Galaxy na Execução de Modelos de Simulação Uso da Plataforma Galaxy na Execução de Modelos de Simulação Ramão Tiago Tiburski 1, Willian Tessaro Lunardi¹, Willingthon Pavan¹, Rafael Rieder¹, Jaqson Dalbosco¹, Carlos Amaral Holbig 1, José Maurício

Leia mais

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Ana Paula Carrion 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1, Jaime Willian Dias 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil anapaulacarrion@hotmail.com,

Leia mais

J2EE. J2EE - Surgimento

J2EE. J2EE - Surgimento J2EE Java 2 Enterprise Edition Objetivo: Definir uma plataforma padrão para aplicações distribuídas Simplificar o desenvolvimento de um modelo de aplicações baseadas em componentes J2EE - Surgimento Início:

Leia mais

Manual de Procedimentos para Desenvolvimento de Softwares

Manual de Procedimentos para Desenvolvimento de Softwares Manual de Procedimentos para Desenvolvimento de Softwares Secretaria Geral de Informática Sin Universidade Federal de São Carlos - UFSCar Versão 2.1 O(s) critério(s) de escolha pelas tecnologias para desenvolvimento

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS

SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS SISTEMA DE GESTÃO DE PRODUÇÃO DE EVENTOS Rodrigo das Neves Wagner Luiz Gustavo Galves Mählmann Resumo: O presente artigo trata de um projeto de desenvolvimento de uma aplicação para uma produtora de eventos,

Leia mais

GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET

GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET GRADS ON-LINE - INTERFACE JAVA PARA VISUALIZAR DADOS DE MODELOS NUMÉRICOS PELA INTERNET Felipe Odorizi de Mello 1, Luiz HenriqueR. C. da Silva 1, José Alberto da Silva Ferreira 1, Waldenio Gambi de Almeida

Leia mais

Integração de sistemas utilizando Web Services do tipo REST

Integração de sistemas utilizando Web Services do tipo REST Integração de sistemas utilizando Web Services do tipo REST Jhonatan Wilson Aparecido Garbo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil jhowgarbo@gmail.com jaime@unipar.br

Leia mais

Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS.

Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS. Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS. Clara Aben-Athar B. Fernandes¹, Carlos Alberto P. Araújo¹ 1 Centro Universitário Luterano de Santarém Comunidade Evangélica Luterana (CEULS/ULBRA)

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB PARA VISUALIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS CLIMATOLÓGICOS DO CPTEC/INPE

DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB PARA VISUALIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS CLIMATOLÓGICOS DO CPTEC/INPE DESENVOLVIMENTO DE INTERFACE WEB PARA VISUALIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS DADOS CLIMATOLÓGICOS DO CPTEC/INPE Luciana Maria de Castro Mira¹, Bianca Antunes de S. R. Alves 2, Ana Paula Tavares 3, Luíz Henrique

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR INTRODUÇÃO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR INTRODUÇÃO EM SISTEMAS WEB. Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 PROGRAMAÇÃO PARA SERVIDOR EM SISTEMAS WEB INTRODUÇÃO Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Visão Geral 1 2 3 4 Apresentação Programação Servidor? O que é Java? Grupos de Trabalho Apresentação Quem é o professor?

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 28 de abril de 2010 Principais suportes de Java RMI (Remote Method Invocation), da Sun Microsystems DCOM (Distributed Component Object Model), da

Leia mais

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container TomCat Aula 05

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container TomCat Aula 05 Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container TomCat Aula 05 Agenda 1. J2EE Web Container 2. 3. Deploy Web App: myapp.war 2 3 Apache TomCat 7 Apache Tomcat

Leia mais

SCC-0263. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCC-0263. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCC-0263 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

Web Technologies. Tópicos da apresentação

Web Technologies. Tópicos da apresentação Web Technologies Tecnologias de Middleware 2004/2005 Hugo Simões hsimoes@di.fc.ul.pt 1 A Web Tópicos da apresentação Tecnologias Web para suporte a clientes remotos (Applets,CGI,Servlets) Servidores Aplicacionais

Leia mais

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES

DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES DESENVOLVENDO APLICAÇÃO UTILIZANDO JAVA SERVER FACES Alexandre Egleilton Araújo, Jaime Willian Dias Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil araujo.ale01@gmail.com, jaime@unipar.br Resumo.

Leia mais

Oracle WebLogic Server 11g: Conceitos Básicos de Administração

Oracle WebLogic Server 11g: Conceitos Básicos de Administração Oracle University Entre em contato: 0800 891 6502 Oracle WebLogic Server 11g: Conceitos Básicos de Administração Duração: 5 Dias Objetivos do Curso Este curso treina administradores Web nas técnicas para

Leia mais

Programação para Internet

Programação para Internet flavio@facom.ufu.br 1 Objetivos Fornecer uma visão geral do funcionamento de sistemas na Web e os protocolos envolvidos Introduzir o paradigma da programação para a Internet Conceituar as arquiteturas

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013

ORDEM DE SERVIÇO OS 003/DINFO/2013 16/09/2013 A DIRETORIA DE INFORMÁTICA DINFO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO -UERJ, no uso de suas atribuições legais, estabelece: Art. 1º: Para fins de normatização do Desenvolvimento Tecnológico na UERJ

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS

DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS DESENVOLVIMENTO WEB UTILIZANDO FRAMEWORK PRIMEFACES E OUTRAS TECNOLOGIAS ATUAIS Emanuel M. Godoy 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil godoymanel@gmail.com,

Leia mais

UM SISTEMA OPERACIONAL DE VISUALIZAÇÃO DE PRODUTOS METEOROLÓGICOS

UM SISTEMA OPERACIONAL DE VISUALIZAÇÃO DE PRODUTOS METEOROLÓGICOS UM SISTEMA OPERACIONAL DE VISUALIZAÇÃO DE PRODUTOS METEOROLÓGICOS José Fernando Pesquero Prakki Satyarmurty Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Leia mais

Fundação Universidade Estadual de Maringá

Fundação Universidade Estadual de Maringá Fundação Universidade Estadual de Maringá PAD/DIRETORIA DE MATERIAL E PATRIMÔNIO AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL 485/2007 CONCORRÊNCIA PÚBLICA - PROC.: N 15344/2007 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE UMA EMPRESA ESPECIALIZADA

Leia mais

UM PROTÓTIPO DO SISTEMA PARA CONTROLE DE BIBLIOTECAS POR MEIO DE PÁGINAS WEB DINÂMICAS 1

UM PROTÓTIPO DO SISTEMA PARA CONTROLE DE BIBLIOTECAS POR MEIO DE PÁGINAS WEB DINÂMICAS 1 UM PROTÓTIPO DO SISTEMA PARA CONTROLE DE BIBLIOTECAS POR MEIO DE PÁGINAS WEB DINÂMICAS 1 Daniel de Faveri HONORATO 2, Renato Bobsin MACHADO 3, Huei Diana LEE 4, Feng Chung WU 5 Escrito para apresentação

Leia mais

WebApps em Java com uso de Frameworks

WebApps em Java com uso de Frameworks WebApps em Java com uso de Frameworks Fred Lopes Índice O que são frameworks? Arquitetura em camadas Arquitetura de sistemas WEB (WebApps) Listagem resumida de frameworks Java Hibernate O que são frameworks?

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 6 EJB Enterprise Java

Leia mais

gerenciamento de portais e websites corporativos interface simples e amigável, ágil e funcional não dependendo mais de um profissional especializado

gerenciamento de portais e websites corporativos interface simples e amigável, ágil e funcional não dependendo mais de um profissional especializado O NetPublisher é um sistema de gerenciamento de portais e websites corporativos (intranets ou extranets), apropriado para pequenas, médias e grandes empresas. O conteúdo do website pode ser atualizado

Leia mais

Web Services. Autor: Rômulo Rosa Furtado

Web Services. Autor: Rômulo Rosa Furtado Web Services Autor: Rômulo Rosa Furtado Sumário O que é um Web Service. Qual a finalidade de um Web Service. Como funciona o serviço. Motivação para o uso. Como construir um. Referências. Seção: O que

Leia mais

Prova Específica Cargo Desenvolvimento

Prova Específica Cargo Desenvolvimento UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD/UFPI Rua Olavo Bilac 1148 - Centro CEP 64.280-001 Teresina PI Brasil Fones (86) 3215-4101/ 3221-6227 ; Internet: www.uapi.edu.br

Leia mais

Home Page da Estação Automática do IF-SC

Home Page da Estação Automática do IF-SC Home Page da Estação Automática do IF-SC Ana Paula Jorge Fraga Email: anaa_fraga@hotmail.com Artur da Silva Querino E-mail: arturquerino@gmail.com Kathilça Lopes de Souza E-mail: kathii16@hotmail.com Rayana

Leia mais

Desenvolvimento de um Caderno de Campo para Plataformas Móveis utilizando PhoneGap

Desenvolvimento de um Caderno de Campo para Plataformas Móveis utilizando PhoneGap Desenvolvimento de um Caderno de Campo para Plataformas Móveis utilizando PhoneGap Maicon Anderson Mattos da Silva 1, Casiane Salete Tibola 2, Jose Mauricio Cunha Fernandes 2, Jaqson Dalbosco 1, Rafael

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Aula 3 Cap. 4 Trabalhando com Banco de Dados Prof.: Marcelo Ferreira Ortega Introdução O trabalho com banco de dados utilizando o NetBeans se desenvolveu ao longo

Leia mais

Tecnologias Web. Java Enterprise Edition

Tecnologias Web. Java Enterprise Edition Tecnologias Web Java Enterprise Edition Cristiano Lehrer, M.Sc. Introdução Java Enterprise Edition (JEE): Plataforma de tecnologias para o desenvolvimento de aplicações corporativas distribuídas. É uma

Leia mais

Arquiteturas de Aplicações Web. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Arquiteturas de Aplicações Web. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Arquiteturas de Aplicações Web Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Aplicações Convencionais vs. Web Aplicações convencionais Escritas usando uma linguagem de programação (ex.: Java) Sites de

Leia mais

Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate

Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate Desenvolvimento de aplicação web com framework JavaServer Faces e Hibernate Tiago Peres Souza 1, Jaime Willian Dias 1,2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil tiagop_ti@hotmail.com 2 Universidade

Leia mais

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE ABORDAGEM DE FRAMEWORKS PARA JSF QUE AUXILIAM O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Amarildo Aparecido Ferreira Junior 1, Ricardo Ribeiro Rufino 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil aapfjr@gmail.com

Leia mais

Programação WEB (JSP + Banco Dados) Eng. Computação Prof. Rodrigo Rocha http://www.materialdeaula.com.br

Programação WEB (JSP + Banco Dados) Eng. Computação Prof. Rodrigo Rocha http://www.materialdeaula.com.br Programação WEB (JSP + Banco Dados) Eng. Computação Prof. Rodrigo Rocha http://www.materialdeaula.com.br JSP (Java Server Pages) - JavaServer Pages (JSP) - Tecnologia de programação serverside - Permite

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística Bacharelado em Sistemas de Informação

Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística Bacharelado em Sistemas de Informação Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística Bacharelado em Sistemas de Informação Rafael Strecker Coelho de Souza ANÁLISE E COMPARATIVO DE FERRAMENTAS CMS COMPATÍVEIS

Leia mais

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition

Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition 1 Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition Sobre o Autor Carlos Eduardo G. Tosin (carlos@tosin.com.br) é formado em Ciência da Computação pela PUC-PR, pós-graduado em Desenvolvimento

Leia mais

Gestão de projectos na Web

Gestão de projectos na Web Gestão de projectos na Web Relatório de desenho de alto nível Versão 1.0, 5 de Maio de 2003 Telmo Pedro Gomes Amaral (mee02013@fe.up.pt) (Grupo 15) Aplicações na Web Mestrado em Engenharia Electrotécnica

Leia mais

DIGIMAN. WTB Tecnologia 2009. www.wtb.com.br

DIGIMAN. WTB Tecnologia 2009. www.wtb.com.br DIGIMAN MANDADO JUDICIAL ELETRÔNICO Arquitetura WTB Tecnologia 2009 www.wtb.com.br Arquitetura de Software O sistema DIGIMAN é implementado em três camadas (apresentação, regras de negócio e armazém de

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Fabrício Viero de Araújo, Gilse A. Morgental Falkembach Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção - PPGEP Universidade

Leia mais

PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE. Maio/2005 023-TC-C5

PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE. Maio/2005 023-TC-C5 1 PROPOSTA DE UMA FERRAMENTA DE AUTORIA PARA A GERAÇÃO DE CONTEÚDOS ON-LINE Maio/2005 023-TC-C5 Viviane Guimarães Ribeiro Universidade de Mogi das Cruzes vivianegr@yahoo.com.br Saulo Faria Almeida Barretto

Leia mais

Servlets & JSP. Prof. Ramon Chiara

Servlets & JSP. Prof. Ramon Chiara Servlets & JSP Prof. Ramon Chiara Java JSE Java Standard Edition JME Java Micro Edition JEE Jave Enterprise Edition Java JSE Java Standard Edition JME Java Micro Edition JEE Jave Enterprise Edition Web

Leia mais

GERAÇÃO DE RELATÓRIOS

GERAÇÃO DE RELATÓRIOS UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CCET - CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação GERAÇÃO DE RELATÓRIOS

Leia mais

Sistema Pizzaria.Net. Especificação de requisitos do sistema. Preparado por Cabaça Tech. Preparado para Pizzaria entrega rápida. Versão 1.

Sistema Pizzaria.Net. Especificação de requisitos do sistema. Preparado por Cabaça Tech. Preparado para Pizzaria entrega rápida. Versão 1. Especificação de requisitos do sistema Preparado por Cabaça Tech Preparado para Pizzaria entrega rápida Versão 1.0 Histórico de revisão Data Versão Autor Descrição 29/06/2009 1.0 Josino Rodrigues Versão

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 10 Persistência de Dados

Leia mais

Roteiro. Arquitetura. Tipos de Arquitetura. Questionário. Centralizado Descentralizado Hibrido

Roteiro. Arquitetura. Tipos de Arquitetura. Questionário. Centralizado Descentralizado Hibrido Arquitetura Roteiro Arquitetura Tipos de Arquitetura Centralizado Descentralizado Hibrido Questionário 2 Arquitetura Figura 1: Planta baixa de uma casa 3 Arquitetura Engenharia de Software A arquitetura

Leia mais

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE por Miguel Aguiar Barbosa Trabalho de curso II submetido como

Leia mais

Documentos. ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007. Sistema de Gestão de Licitações do Site da Embrapa Pecuária Sul Licitações 1.0 - Manual do Usuário

Documentos. ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007. Sistema de Gestão de Licitações do Site da Embrapa Pecuária Sul Licitações 1.0 - Manual do Usuário Documentos ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007 Sistema de Gestão de Licitações do Site da Embrapa Pecuária Sul Licitações 1.0 - Manual do Usuário 68 ISSN 1982-5390 Dezembro, 2007 Empresa Brasileira de Pesquisa

Leia mais

SISTEMA IMOBILIÁRIO ON-LINE UTILIZANDO LINGUAGEM JAVA

SISTEMA IMOBILIÁRIO ON-LINE UTILIZANDO LINGUAGEM JAVA UNISALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet Maria Eliza dos Santos Almeida Pedro Henrique da Silva Brumati SISTEMA IMOBILIÁRIO ON-LINE UTILIZANDO

Leia mais

CRÉDITO CARGA DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA HORÁRIA TEÓRIC PRÁTICA TEO/PRA T OUTRAS TEOR/PRÁTICAS 20 20 20

CRÉDITO CARGA DISTRIBUIÇÃO DA CARGA HORÁRIA HORÁRIA TEÓRIC PRÁTICA TEO/PRA T OUTRAS TEOR/PRÁTICAS 20 20 20 UNIDADE UNIVERSITÁRIA: FCT - Faculdade de Ciências e Tecnologia/UNESP CURSO: Ciência da Computação Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado OPÇÃO: DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: DMC Departamento de Matemática e Computação

Leia mais

Engenharia de Software Aplicações de Internet

Engenharia de Software Aplicações de Internet Engenharia de Software Aplicações de Internet Eduardo Santos eduardo.edusantos@gmail.com eduardo.santos@planejamento.gov.br www.softwarepublico.gov.br Histórico Por que existe a Internet? Por que existe

Leia mais

O que são sistemas supervisórios?

O que são sistemas supervisórios? O que são sistemas supervisórios? Ana Paula Gonçalves da Silva, Marcelo Salvador ana-paula@elipse.com.br, marcelo@elipse.com.br RT 025.04 Criado: 10/09/2004 Atualizado: 20/12/2005 Palavras-chave: sistemas

Leia mais

3 Serviços na Web (Web services)

3 Serviços na Web (Web services) 3 Serviços na Web (Web services) 3.1. Visão Geral Com base na definição do Word Wide Web Consortium (W3C), web services são aplicações autocontidas, que possuem interface baseadas em XML e que descrevem

Leia mais

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A 2 Digifort Mobile - Versão 1.0 Índice Parte I Bem vindo ao Manual do Digifort Mobile 1.0 5 1 Screen... Shots 5 2 A quem... se destina este manual 5 3 Como utilizar...

Leia mais

Arquitetura de Workflow em Plone e Web Services

Arquitetura de Workflow em Plone e Web Services Arquitetura de Workflow em Plone e Web Services Elisandra Fidler Pez, Heitor Strogulski Núcleo de Processamento de Dados Universidade de Caxias do Sul (UCS) Caxias do Sul, RS Brasil {efidler, hstrogul}@ucs.br

Leia mais

Ferramenta CORIDORA Web Mapping para Mapeamento de Esquemas em Bancos de Dados Heterogêneos

Ferramenta CORIDORA Web Mapping para Mapeamento de Esquemas em Bancos de Dados Heterogêneos Ferramenta CORIDORA Web Mapping para Mapeamento de Esquemas em Bancos de Dados Heterogêneos Fernando Busanello Meneghetti 1, Fabiano Gama Paes 1, Gustavo Zanini Kantorski 1 Curso de Sistemas de Informação

Leia mais

MODELO DE DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES CORPORATIVAS COM JAVA ENTERPRISE EDITION 5

MODELO DE DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES CORPORATIVAS COM JAVA ENTERPRISE EDITION 5 MODELO DE DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES CORPORATIVAS COM JAVA ENTERPRISE EDITION 5 Gilbert AZEVEDO da Silva (1); Fellipe Araújo ALEIXO (2); Rosemary Pessoa BORGES (3); Wanderson CÂMARA dos Santos (4);

Leia mais

OpenSICAST Sistema de Call Center para Asterisk. Fabrício Tamusiunas NIC.br

OpenSICAST Sistema de Call Center para Asterisk. Fabrício Tamusiunas NIC.br OpenSICAST Sistema de Call Center para Asterisk Fabrício Tamusiunas NIC.br OpenSICAST Sistema para gerenciamento de chamadas, filas, atendentes (agentes) e demais necessidades que um sistema de Call Center

Leia mais

BRUNO FELIPE CERQUEIRA SILVA HELTON HIDEHARU HIGUTE

BRUNO FELIPE CERQUEIRA SILVA HELTON HIDEHARU HIGUTE FUNDAÇÃO DE ENSINO EURÍPIDES SOARES DA ROCHA CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPIDES DE MARÍLIA - UNIVEM BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO BRUNO FELIPE CERQUEIRA SILVA HELTON HIDEHARU HIGUTE BRD TOOL: FERRAMENTA

Leia mais

Programação WEB Introdução

Programação WEB Introdução Programação WEB Introdução Rafael Vieira Coelho IFRS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Farroupilha rafael.coelho@farroupilha.ifrs.edu.br Roteiro 1) Conceitos

Leia mais

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java II Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java Web Arquitetura Aplicações web são basicamente constituídas de: Requisições Respostas Model View Controller (MVC) O que é MVC? Padrão

Leia mais

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS EM WINDOWS MOBILE. PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno:

Leia mais

Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP

Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP Use a Cabeça! FREEMAN, Eric e Elisabeth. HTML com CSS e XHTML BASHMAN, Brian / SIERRA Kathy / BATES, Bert. Servlets & JSP Software cliente: browser e outros Protocolo HTTP Infraestrutura de transporte

Leia mais

Daniel Wildt dwildt@gmail.com. FACENSA Grupo de Estudos Java - FUJA Slide: 1

Daniel Wildt dwildt@gmail.com. FACENSA Grupo de Estudos Java - FUJA Slide: 1 Apresentação Tecnologia Java Daniel Wildt dwildt@gmail.com FACENSA Grupo de Estudos Java - FUJA Slide: 1 1. Java 2. JCP 3. Tecnologia Java 4. J2ME/J2SE/J2EE 5. Certificações 6. JUG 7. RSJUG Agenda 8. Ambiente

Leia mais

Orientação a Objetos com Java

Orientação a Objetos com Java Orientação a Objetos com Java Julio Cesar Nardi julionardi@yahoo.com.br 2011/2 Aula 01: Começando com Java Objetivos: Compreender o que é Java, OO e suas vantagens; Entender os procedimentos para criação

Leia mais