Matriz Curricular PRIMEIRO PERÍODO LETIVO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Matriz Curricular PRIMEIRO PERÍODO LETIVO"

Transcrição

1 Matriz Curricular PRIMEIR PERÍD LETIV CRÉDITS C/HRÁRI Introdução à Microinformática 1 X Botânica Geral X Ecologia Geral 3 X Química Geral X Introdução à Eng. grícola e mbiental 5 X Metodologia da Pesquisa Científica 6 X Sociologia Rural 7 X Microbiologia Geral 8 X SEGUND PERÍD LETIV CRÉDIT C/HRÁRI S X Física Geral I X Bioquímica Vegetal Química Geral Desenho ssistido por Computador 12 Int. a Microinformática Geometria nalítica e Álgebra linear X Geologia Geral 14 Química Geral I TERCEIR PERÍD LETIV CRÉDIT C/HRÁRI S

2 Física Geral II Física I Topografia 17 Desenho ssistido por Computador gricultura Geral 18 Botânica Geral Estatística Básica e Experimental X Mecânica Geral QURT PERÍD LETIV CRÉDITS C/HRÁRI II I 22 X Hidrologia mbiental 23 X Poluição mbiental 24 X Resistência dos Materiais Mecânica Geral Climatologia X Extensão Rural 27 X Termodinâmica Transferência de calor QUINT PERÍD LETIV CRÉDITS C/HRÁRI Mecânica dos Solos Física Geral I e Cálculo Diferencial e Resistência dos Materiais Geoprocessamento 30 Topografia Legislação mbiental 31 Poluição mbiental Materiais de Construção 32 Resistência dos Materiais Fenômeno dos Mecânica Geral

3 Transportes Microbiologia mbiental 34 Microbiologia Geral SEXT PERÍD LETIV CRÉDIT C/HRÁR S I Elementos de Máquinas Resistência dos Materiais Propriedade Física dos Produtos grícolas X Economia Rural e gronegócio X Sistema Solo-Água-Planta 4 80 Climatologia e Gênese, Morfologia. e Construções Rurais e mbiência 4 80 Materiais de Construções Hidráulica plicada 4 80 Fenômeno dos Transportes Planejamento Gest. Recursos Hídricos Hidrologia mbiental SÉTIM PERÍD LETIV CRÉDIT S C/HRÁRI Máquinas grícolas 4 80 Manejo e Conservação do Solo e da Água valiação de Impactos mbientais 4 80 Sistemas de Irrigação 4 80 Elementos de Maq. grícolas Climatologia e Gênese, Morf. e Classif. de Solos Poluição mbiental e Microbiologia Geral Hidráulica plicada e Sistema Solo-Água- Planta Saneamento mbiental 4 80 Poluição mbiental e

4 Microbiologia mbiental Elaboração do Projeto de TCC X ITV PERÍD LETIV CRÉDIT C/HRÁRI S Tecnologia Pós colheita 4 80 Propriedade Física dos Produtos grícolas Manejo de Irrigação 4 80 Sistemas de Irrigação Drenagem de Solos grícolas Tratamento de Resíduos Sistemas de Irrigação Microbiologia mbiental e Poluição mbiental TCC X ptativa - - Recursos Naturais e Manejo do Ecossistema NN PERÍD LETIV CRÉDITS C/HRÁRI dministração Rural 4 80 Gestão mbiental 4 80 Instalações Elétricas e Eletrificação Rural ptativa ptativa 4 80 Ecologia Geral Economia Rural e gronegócio valiação de Impactos mbientais 4 80 Física Geral II DÉCIM PERÍD LETIV

5 Estágio Supervisionado CRÉDITS C/HRÁRI ptativa ptativa SUB-TTL Total Ter cumprido no mínimo 120 créditos S PTTIVS CRÉDIT C/HRÁR S I LIBRS x Utilização de Recursos Instalações Elétricas e Energéticos Eletrificação Rural Fertirrigação Manejo de Irrigação Fruticultura 4 80 gricultura Geral Tecnologia de plicação Química Geral e Manejo de de Defensivos Irrigação Fertilidade do Solo 4 80 Levantamento, ptidão, Manejo e Conservação 4 80 do Solo Recuperação de Áreas Degradadas partir do 6º semestre Tratamento de água Microbiologia Geral e Química Geral Sistemas de bastecimento de Água Hidráulica plicada Secagem e Propriedades Físicas dos rmazenamento de Produtos grícolas Grãos Princípios em gricultura de Precisão Geoprocessamento Ecoturismo Ecologia Projeto gropecuário e mbiental 4 80 partir do 9º semestre

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO)

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) Ingressantes a partir de 2015 1º SEMESTRE HORAS 2º SEMESTRE HORAS Introdução à Engenharia Agronômica 60 Metodologia Científica 60 Álgebra Linear 60 Desenho

Leia mais

ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL. COORDENADOR Antônio Teixeira de Matos atmatos@ufv.br

ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL. COORDENADOR Antônio Teixeira de Matos atmatos@ufv.br ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL COORDENADOR Antônio Teixeira de Matos atmatos@ufv.br 70 Currículos dos Cursos do CCA UFV Engenheiro Agrícola e Ambiental ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro Agrícola e Ambiental

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL PRIMEIRO PERÍODO Calculo I 4 72 60 - Geometria Analítica 4 72 60 - Introdução a Engenharia Civil 4 72 60 - Metodologia Cientifica 4 72 60 - Filosofia Geral

Leia mais

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal)

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Curso: Engenharia Agrícola e Ambiental Matriz Curricular 1 Período IB 157 Introdução à Biologia 4 (2-2) IT 103 Técnicas Computacionais em Engenharia 4 (2-2)

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO Setor de Ciências Agrárias e Ambientais Unidade Universitária de Irati CURRÍCULO PLENO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO Setor de Ciências Agrárias e Ambientais Unidade Universitária de Irati CURRÍCULO PLENO CURSO: ENGENHARIA AMBIENTAL (540/I Integral 02 e SEM_02) (Para alunos ingressos entre 2006 a 2008) CÓD. D. DEPTOS. DISCIPLINAS 1º 2º 3º 4º 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª C/H 0872/I DEMAT/I Cálculo I 3 51 0873/I

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO. Primeiro Semestre (Manhã) Carga Horária Total: 450 Horas. Segundo Semestre (Manhã)

MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO. Primeiro Semestre (Manhã) Carga Horária Total: 450 Horas. Segundo Semestre (Manhã) MATRIZ CURRICULAR ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO Primeiro Semestre (Manhã) Cálculo I 90 h Básico - Experimental I 90 h Básico - Geometria Analítica 36 h Básico - Introdução à Engenharia de Controle

Leia mais

SERIAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL CRÉDITOS DEPARTAMENTO PRÉ REQUISITO

SERIAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL CRÉDITOS DEPARTAMENTO PRÉ REQUISITO SERIAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL PRIMEIRO ANO Fundamentos de Química Geral Física I Física II Cálculo Diferencial e Integral I Desenho Básico Geometria Analítica e Vetores Introdução à Ciência

Leia mais

1º período. 2º período

1º período. 2º período 1º período Eixo Disciplina CH Pré-requisito Correquisito (C) 1 Cálculo I 90 9 Contexto Social e Profissional do Engenheiro Civil 30 7 Desenho Técnico 30 1 Geometria Analítica e Álgebra Vetorial 90 2 Laboratório

Leia mais

C:\Documents and Settings\Usuario\Desktop\Júlio\Arquivos finais_esa\grade-eng.sanitária-v.final_17.02.12.doc

C:\Documents and Settings\Usuario\Desktop\Júlio\Arquivos finais_esa\grade-eng.sanitária-v.final_17.02.12.doc 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Curso de Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental Grade Curricular válida a partir de 29/11/2011 Natureza Créditos Horas-aula Disciplinas Obrigatórias 210 3.150

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 08/2011 Altera a Resolução n. 15/2006 do CONSEPE, que aprova a Projeto Pedagógico do

Leia mais

Missão. Objetivos Específicos

Missão. Objetivos Específicos CURSO: Engenharia Ambiental e Sanitária Missão O Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólida formação técnico científica nas áreas

Leia mais

Curso: ENGENHARIA CIVIL Semestre: Turma: Ano: Período: 1º 2016s1-A 2016 Noturno

Curso: ENGENHARIA CIVIL Semestre: Turma: Ano: Período: 1º 2016s1-A 2016 Noturno 1º 2016s1-A 2016 Noturno Comunicação e Expressão Fundamentos de Cálculo Informática Aplicada à Engenharia Desenho Técnico Aux. por Computador Física Geral Introdução à Engenharia Civil Fundamentos de Cálculo

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Engenharia Civil

Estrutura Curricular do Curso de Engenharia Civil Estrutura Curricular do Curso de Engenharia Civil 1º Semestre 1. Cálculo Diferencial e Integral I 2. Desenho Básico 3. Física I 4. Laboratório de Física I 1º Básica 5. Química Geral 6. Introdução a Engenharia

Leia mais

ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br

ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br 180 Currículos dos Cursos do CCE UFV Currículo do Curso de Engenharia Engenheiro ATUAÇÃO O curso de Engenharia da UFV habilita o futuro profissional

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2011 197 ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2011 197 ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2011 197 ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br 198 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Ambiental ATUAÇÃO O curso de Engenharia Ambiental da UFV

Leia mais

FACULDADE SANTA RITA

FACULDADE SANTA RITA FACULDADE SANTA RITA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL BACHARELADO Matriz Curricular 1º SEMESTRE Introdução à Engenharia Geometria Analítica e Álgebra Linear 04 80 Cálculo I 04 80 Tópicos de Economia para Engenharia

Leia mais

BACHARELADO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL INFORMAÇÕES

BACHARELADO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL INFORMAÇÕES BACHARELADO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL INFORMAÇÕES Duração do Curso: Horário: Número de vagas 05 Anos (10 Semestres) Manhã 100 anuais O CURSO O Curso de Engenharia Agrícola e Ambiental tem como

Leia mais

FÍSICA EXPERIMENTAL II 30 CÁLCULO II 60 CÁLCULO I FÍSICA GERAL I 60 GEOMETRIA ANALÍTICA CÁLCULO I INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO 60

FÍSICA EXPERIMENTAL II 30 CÁLCULO II 60 CÁLCULO I FÍSICA GERAL I 60 GEOMETRIA ANALÍTICA CÁLCULO I INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO 60 Matriz curricular Engenharia Civil 1º PERIODO CÁLCULO I 90 FÍSICA EXPERIMENTAL I 30 QUIMICA 60 GEOMETRIA DESCRITIVA 60 INTRODUÇÃO A ENGENHARIA 30 GEOMETRIA ANALÍTICA 60 SOCIOLOGIA 60 Carga Horária Total

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR - 2012/1º semestre (Aprovada pela Resolução nº 01 CONSEPE, de 09/02/2012). 1º PERÍODO 2º PERÍODO

ESTRUTURA CURRICULAR - 2012/1º semestre (Aprovada pela Resolução nº 01 CONSEPE, de 09/02/2012). 1º PERÍODO 2º PERÍODO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI INSTITUTO DE CIÊNCIA, ENGENHARIA E TECNOLOGIA - TEÓFILO OTONI CURSO DE GRADUAÇÃO - ENGENHARIA CIVIL ESTRUTURA CURRICULAR

Leia mais

A Matriz curricular do curso de Engenharia Agronômica das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul fica estabelecida da seguinte forma:

A Matriz curricular do curso de Engenharia Agronômica das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul fica estabelecida da seguinte forma: 5.2 Objetivo do Curso Capacitar o aluno para que se torne um profissional com habilidades para produzir mais e melhor, com competência para gerenciar e gerar tecnologias que reduzam os impactos negativos

Leia mais

ANEXO I QUADRO DAS ÁREAS DE ESTUDO. Lotação 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ

ANEXO I QUADRO DAS ÁREAS DE ESTUDO. Lotação 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ 01 MARACANAÚ Código/Área de Estudo. Desenho Técnico, Desenho Assistido por Computador (CAD), Informática 02. Materiais para Construção Mecânica, Corrosão e Tribologia 03. Termodinâmica, Refrigeração, Transferência

Leia mais

Tecnologia em Produção de Grãos

Tecnologia em Produção de Grãos Tecnologia em Produção de Grãos Nível/Grau: Superior/Tecnólogo Vagas: 30 Turno: Matutino Duração: 3 anos mais estágio (7 semestres) Perfil do Egresso O profissional estará capacitado para: Produzir grãos

Leia mais

2º SEMESTRE. Cálculo I 04 00 60 Introdução ao Cálculo Álgebra Linear e Geometria Analítica

2º SEMESTRE. Cálculo I 04 00 60 Introdução ao Cálculo Álgebra Linear e Geometria Analítica Resolução CONSUN Nº 34/2014 de 29/10/2014 COD. NOME DA DISCIPLINA T P CH Pré-Requisito 1º SEMESTRE Introdução à 04 00 60 Introdução ao Cálculo 04 00 60 Química Geral Antropologia 02 00 30 Desenho Técnico

Leia mais

Curso de Licenciatura em Ciências Naturais e Matemática. Formação Geral 1º e 2º anos

Curso de Licenciatura em Ciências Naturais e Matemática. Formação Geral 1º e 2º anos Formação Geral 1º e 2º anos DISCIPLINA 1º Semestre Cultura Brasileira História da Educação Inglês I Leitura e Produção de Textos Letramento Digital Matemática Sociedade, Tecnologia e Inovação 2º Semestre

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR CURSOS DE GRADUAÇÃO

ESTRUTURA CURRICULAR CURSOS DE GRADUAÇÃO ADMINISTRAÇÃO PERÍODO DISCIPLINAS C.H. 1º Antropologia e Sociologia 60 Língua Portuguesa 60 Matemática Básica 60 Metodologia Científica 60 TGA I 60 2º Ciências da Religião 60 Instituições do Direito Público

Leia mais

ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br

ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 187 Engenheiro Civil ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete o desempenho das atividades profissionais previstas

Leia mais

BCT001 Inserção na Vida Universitária 40 0 40. BCT002 Leitura e Produção de Texto 1 40 0 40

BCT001 Inserção na Vida Universitária 40 0 40. BCT002 Leitura e Produção de Texto 1 40 0 40 ESTRUTURA CURRICULAR DOS CURSOS O desenho curricular do curso de Engenharia de Energias segue as Diretrizes Gerais da UNILAB, as quais preveem os seguintes Núcleos de Formação nos cursos de graduação:

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR

ESTRUTURA CURRICULAR ESTRUTURA CURRICULAR O currículo proposto busca atender além do perfil do formando, também competências e habilidades necessárias ao profissional para garantir uma boa formação tanto teórica quanto prática

Leia mais

Horário - 1º Semestre de 2016

Horário - 1º Semestre de 2016 1º Período 07:00 08:40 Cálculo I Cálculo I Geografia Geral -T1 Cálculo I 08:50 10:30 GAAV GAAV Geografia Geral T2 GAAV Laboratório de Programação de computadores I - T1 10:40 12:20 Português Instrumental

Leia mais

ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS

ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS 1º PERÍODO Obrigatória ou Carga Horária Anatomia dos Animais Domésticos Obrigatória 60 - Biologia geral animal Obrigatória 60 - Biologia geral vegetal

Leia mais

Missão do Curso. Objetivos. Perfil do Profissional

Missão do Curso. Objetivos. Perfil do Profissional Missão do Curso A função primordial do Engenheiro Agrônomo consiste em promover a integração do homem com a terra através da planta e do animal, com empreendimentos de interesse social e humano, no trato

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ENGENHARIA CIVIL MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Civil do CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTACIO RADIAL DE SÃO PAULO tem por missão graduar Engenheiros Civis

Leia mais

CÓD. 5129 - CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA MANHÃ E TARDE MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 01

CÓD. 5129 - CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA MANHÃ E TARDE MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 01 Aprovado no CONGRAD 25.08.2015 Vigência: retroativa aos ingressantes de 2014/2 5129 - CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA MANHÃ E TARDE MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 01 I NÚCLEO DE CONTEÚDOS BÁSICOS Matemática

Leia mais

1º PERÍODO 1º SEMESTRE 2014 # TURNO NOTURNO GN # SALA # Nº DE ALUNOS

1º PERÍODO 1º SEMESTRE 2014 # TURNO NOTURNO GN # SALA # Nº DE ALUNOS ALTERADO EM: 15/1/013 1º PERÍODO 1º SEMESTRE 014 # TURNO NOTURNO FN # SALA # Nº DE ALUNOS METODOLOGIA CIENTÍFICA METODOLOGIA CIENTÍFICA Leitura e Produção de Texto Introdução à Programação de Computadores

Leia mais

Pré-requisito Coreq Disciplina 01 - - CCA024 - BIOLOGIA GERAL - Ativa desde: 01/01/2006. Natureza - Obrigatoria Prática 34 Teórica 34

Pré-requisito Coreq Disciplina 01 - - CCA024 - BIOLOGIA GERAL - Ativa desde: 01/01/2006. Natureza - Obrigatoria Prática 34 Teórica 34 1 de 9 Colegiado: Nível:Graduação Início: 19941 Título: Concluinte: Mínimo: 01 - - CCA024 - BIOLOGIA GERAL - Ativa desde: CCA029 - ZOOLOGIA GERAL - Ativa desde: CCA283 - METODOLOGIA DA PESQUISA - Ativa

Leia mais

ENGENHARIA AMBIENTAL. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC

ENGENHARIA AMBIENTAL. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC ENGENHARIA AMBIENTAL Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: ENGENHARIA AMBIENTAL Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo

Leia mais

HORÁRIOS EXAMES 2012/1 CURSOS SUPERIORES

HORÁRIOS EXAMES 2012/1 CURSOS SUPERIORES HORÁRIOS EXAMES 2012/1 CURSOS SUPERIORES CST AGRONEGÓCIO TURMA 01 19h 19h50min Fund. produção vegetal Fund. produção animal Informática aplicada Port. instrumental 19h50min 20h40min Fund. produção vegetal

Leia mais

Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde

Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde BLOCO I ANFITEATRO A 78 carteiras c/ PG - EA Manutenção e Lubrificação de Máquinas Agrícolas PG -EA Ensaio de Máquinas Agrícolas Radiação Solar- SALA 2 SALA 3 SALA 4 50 carteiras c/ SALA 7 SALA 8 SALA

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DO TURNO NOTURNO PARA TURMAS A PARTIR DE JULHO DE 2013

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DO TURNO NOTURNO PARA TURMAS A PARTIR DE JULHO DE 2013 ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DO TURNO NOTURNO PARA TURMAS A PARTIR DE JULHO DE 2013 Curso de Bacharelado em Engenharia Elétrica Vagas no Vestibular: 40 (quarenta) regime semestral

Leia mais

TURMA 2015-1 -2º PERÍODO 2º SEMESTRE 2015 # TURNO NOTURNO GN

TURMA 2015-1 -2º PERÍODO 2º SEMESTRE 2015 # TURNO NOTURNO GN TURMA 2015-2 -1º PERÍODO 2º SEMESTRE 2015 # TURNO NOTURNO FN Leitura e Introdução ao Leitura e Produção Introdução à Química Produção de de Texto Texto às Introdução ao Analítica e Álgebra Linear Analítica

Leia mais

III Integralização Curricular do Curso de Engenharia de Produção

III Integralização Curricular do Curso de Engenharia de Produção III Integralização Curricular do Curso de Engenharia de Produção 1º SEMESTRE Carga Horária PRÉ-REQUISITO 1. Álgebra e Geometria Analítica 60-60 04-2. Antropologia Teológica 45-30 02-3. Cálculo Diferencial

Leia mais

Matriz curricular do curso de graduação em Engenharia Ambiental campus de Chapecó Turno integral

Matriz curricular do curso de graduação em Engenharia Ambiental campus de Chapecó Turno integral Matriz curricular do curso de graduação em Engenharia Ambiental campus de Chapecó Turno integral 1 a 01 Matemática C 4 60-02 Geometria Analítica 4 60-03 Biologia Geral 3 45-04 Produção Textual Acadêmica

Leia mais

HORÁRIO DE AULAS - ENGENHARIA CIVIL / 1 PERÍODO 2016/1 MATUTINO HORÁRIO 2ª FEIRA 3ª FEIRA 4ª FEIRA 5ª FEIRA 6ª FEIRA SÁBADO INTERVALO VESPERTINO

HORÁRIO DE AULAS - ENGENHARIA CIVIL / 1 PERÍODO 2016/1 MATUTINO HORÁRIO 2ª FEIRA 3ª FEIRA 4ª FEIRA 5ª FEIRA 6ª FEIRA SÁBADO INTERVALO VESPERTINO HORÁRIO DE AULAS - ENGENHARIA CIVIL / 1 PERÍODO 2016/1 08:00-08:50 Integral I (TB) Engenharia Civil (TA) 08:50-09:40 10:00-10:50 Integral I (TB) Engenharia Civil (TA) Integral I (TB) Engenharia Civil (TA)

Leia mais

1º SEMESTRE. 1. Análise e Percepção da Forma da Arquitetura 05 75h - 2. Desenho I 05 75h - 4. Geometria Descritiva 05 75h -

1º SEMESTRE. 1. Análise e Percepção da Forma da Arquitetura 05 75h - 2. Desenho I 05 75h - 4. Geometria Descritiva 05 75h - V- MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO 1º SEMESTRE 1. Análise e Percepção da Forma da Arquitetura 05 75h - 2. Desenho I 05 75h - 3. Estética e História das Artes 05 75h

Leia mais

Engenharia Agrícola. Turno: Diurno Duração: 5 anos (10 semestres) Perfil do Egresso

Engenharia Agrícola. Turno: Diurno Duração: 5 anos (10 semestres) Perfil do Egresso Engenharia Agrícola Nível/Grau: Superior/Bacharelado Vagas: O Curso de Engenharia Agrícola oferece anualmente 50 vagas, somando as duas ofertas (25 vagas via UNIPAMPA e 25 vagas via IF Farroupilha). O

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão Curso: Engenharia Civil SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Civil da UNESA tem por missão formar Engenheiros Civis com sólida formação básica e profissional, alinhada com as diretrizes

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.605, DE 10 DE SETEMBRO DE 2007

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.605, DE 10 DE SETEMBRO DE 2007 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.605, DE 10 DE SETEMBRO DE 2007 Homologa o Parecer n. 092/07-CEG, que aprova o Projeto

Leia mais

A formação profissional de engenharia UFRA. Prof. Sergio Pinheiro

A formação profissional de engenharia UFRA. Prof. Sergio Pinheiro A formação profissional de engenharia agronômica pela UFRA Prof. Sergio Pinheiro O Curso de Agronomia da UFRA Início: 1951 Escola de Agronomia da Amazônia (EAA) Criado pelo Decreto Lei nº. 8.290, de 05.12.1945.

Leia mais

Código Disciplina/Pré-Requisito Caráter Créditos. ARQ01046 LINGUAGENS GRÁFICAS I Obrigatória 3 45 ARQ01045 MAQUETES Obrigatória 3 45

Código Disciplina/Pré-Requisito Caráter Créditos. ARQ01046 LINGUAGENS GRÁFICAS I Obrigatória 3 45 ARQ01045 MAQUETES Obrigatória 3 45 Período Letivo: 2012/1 Curso: ARQUITETURA E URBANISMO Habilitação: ARQUITETURA E URBANISMO Currículo: ARQUITETURA E URBANISMO Créditos Obrigatórios: 260 Créditos Eletivos: 10 Créditos Complementares: 6

Leia mais

CÓD. 483 - CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 03 I- NÚCLEO DOS CONTEÚDOS BÁSICOS

CÓD. 483 - CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 03 I- NÚCLEO DOS CONTEÚDOS BÁSICOS Aprovado no CONGRAD de: 24.09.2013 Retificado no CONGRAD de: 13.05.2014 Vigência: retroativa aos ingressantes de 2014/1 CÓD. 483 - CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 03 CÓD.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS DELIBERAÇÃO Nº 006/2013 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

Universidade Estadual de Maringá PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS EDITAL N O 001/2011-PRH 2 - DAS ÁREAS DE CONHECIMENTO, N O DE VAGAS, REGIME E LOCAL DE TRABALHO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS (01) Bioquímica Graduação em Química ou

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 145/2012

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 145/2012 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 145/2012 Altera o Currículo do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº CIV- 575/2012,

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 092/2015

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 092/2015 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 092/2015 Altera a Deliberação CONSEP Nº 275/2014, que altera o Currículo do Curso de Engenharia Civil para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade

Leia mais

Considerando a Resolução Nº 39/99, do CONSEPE/UFPB, que sistematiza a elaboração e reformulação dos projetos pedagógicos; e

Considerando a Resolução Nº 39/99, do CONSEPE/UFPB, que sistematiza a elaboração e reformulação dos projetos pedagógicos; e SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 21/2007 Aprova a estrutura curricular do curso de graduação

Leia mais

Introdução à Engenharia de Controle e Automação

Introdução à Engenharia de Controle e Automação Introdução à Engenharia de Controle e Automação O CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO DA FACIT Renato Dourado Maia Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros Fundação Educacional Montes

Leia mais

HORÁRIO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

HORÁRIO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA 1º A 2016 Noturno Central 1S/2016 Introdução à Engenharia de Controle à Automação Lógica e Matemática Discreta Física Geral Física Geral Fundamentos de Cálculo Lógica e Matemática Discreta Algoritmos e

Leia mais

HORÁRIOS DE AULAS DO CURSO DE TECNOLOGIA DE GESTAÕ EM RECURSOS HUMANOS 1º PERÍODO. Rotinas Trabalhistas e. previdenciáris. Rotinas Trabalhistas e

HORÁRIOS DE AULAS DO CURSO DE TECNOLOGIA DE GESTAÕ EM RECURSOS HUMANOS 1º PERÍODO. Rotinas Trabalhistas e. previdenciáris. Rotinas Trabalhistas e REFERÊNCIA : SEMESTRE: 1º ANO LETIVO : 2014 HORÁRIOS DE AULAS DO CURSO DE TECNOLOGIA DE GESTAÕ EM RECURSOS HUMANOS 19:00 /19:50 Teoria da Administração Teoria da Liderança Administração 19:50 / 20:40 Liderança

Leia mais

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Pró-Reitoria de Ensino Programa de Monitoria. Ato de Homologação da Lista dos Componentes Curriculares

Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Pró-Reitoria de Ensino Programa de Monitoria. Ato de Homologação da Lista dos Componentes Curriculares Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Pró-Reitoria de Ensino Programa de Monitoria Ato de Homologação da Lista dos Componentes Curriculares O Pró-Reitor de Ensino, no uso de suas atribuições estatutárias

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA ADMINISTRATIVA Comissão Permanente Organizadora de Concurso Público

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA ADMINISTRATIVA Comissão Permanente Organizadora de Concurso Público 1 VAGAS REMANESCENTES 0 CUIABÁ Atualizado em 11 de Agosto de 2009 Faculdade de Ciências Médicas Faculdade de Nutrição Instituto de Saúde Coletiva Arquitetura e Urbanismo Ciências Básicas em Saúde Alimentos

Leia mais

MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 108/2010

MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 108/2010 MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 108/2010 EMENTA: Estabelece o Currículo do Curso de Graduação em Engenharia Mecânica - Niterói O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Administração

Estrutura Curricular do Curso de Administração Estrutura Curricular do Curso de Administração Administração - Bacharelado Duração : 8 semestres 1º semestre Comportamento Organizacional 60 Negociação 60 Comunicação Empresarial 60 Ética, Política e Sociedade

Leia mais

LICENCIATURAS AOS SÁBADOS INFORMAÇÕES

LICENCIATURAS AOS SÁBADOS INFORMAÇÕES LICENCIATURAS AOS SÁBADOS INFORMAÇÕES N 0 de vagas: 50, por curso. Origem das vagas: as vagas autorizadas para o turno da tarde, que não estão sendo oferecida no vestibular normal. Estrutura do curso:

Leia mais

Curso: ENGENHARIA CIVIL Semestre: Turma: Ano: Período: 1º 2015s2-A 2015 Noturno. Central. Informática Aplicada à Engenharia

Curso: ENGENHARIA CIVIL Semestre: Turma: Ano: Período: 1º 2015s2-A 2015 Noturno. Central. Informática Aplicada à Engenharia 1º 2015s2-A 2015 Noturno Turma: Comunicação e Expressão Física Geral Desenho Técnico Aux. por Computador Informática Aplicada à Engenharia Fundamentos de Cálculo Introdução à Engenharia Civil Física Geral

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral Curso: ENGENHARIA ELÉTRICA SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar engenheiros com sólidos e atualizados conhecimentos científicos

Leia mais

COORDENAÇÃO DE CURSO DE ENGENHARIA CIVIL - 1º PERÍODO 2015.1. Segunda-Feira Terça-Feira Quarta-Feira Quinta-Feira Sexta-Feira. 09901-5 A / B Física 1

COORDENAÇÃO DE CURSO DE ENGENHARIA CIVIL - 1º PERÍODO 2015.1. Segunda-Feira Terça-Feira Quarta-Feira Quinta-Feira Sexta-Feira. 09901-5 A / B Física 1 COORDENAÇÃO DE CURSO DE ENGENHARIA CIVIL - 1º PERÍODO 2015.1 08910-9 C / D Cálculo 1 06216-2 A / B Leitura e Produção de Textos para Civil 09901-5 A / B 1 08111-6 C / D Geometria Analítica 08910-9 C /

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA ELÉTRICA. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Carlos Magno Fernandes cmagno@ufv.

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA ELÉTRICA. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Carlos Magno Fernandes cmagno@ufv. 132 ENGENHARIA ELÉTRICA COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Carlos Magno Fernandes cmagno@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 ATUAÇÃO O curso de Elétrica da UFV propõe oferecer a seus estudantes

Leia mais

Universidade Lusófona

Universidade Lusófona Universidade Lusófona Licenciatura (1º Ciclo) em Ciências da Engenharia - Engenharia do Ambiente: Duração: 3 anos Grau: Licenciatura Director: Prof. Doutor José d'assunção Teixeira Trigo Objectivos: Formação

Leia mais

RESOLUÇÃO CONEPE nº 005/2013

RESOLUÇÃO CONEPE nº 005/2013 RESOLUÇÃO CONEPE nº 005/2013 Aprova alterações na grade curricular do Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas, Ênfase Biologia Marinha e e Ênfase Gestão Ambiental Marinha e. O Conselho de Ensino, Pesquisa

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL- 2015/02

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL- 2015/02 Horário das Disciplinas 1º Período A Introdução à Civil Fernanda Rangel Geometria Analítica Fernando José Geometria Descritiva Português Instrumental Renato Resgala Introdução à Civil Fernanda Rangel Química

Leia mais

ANEXO I GRADE CURRICULAR

ANEXO I GRADE CURRICULAR ANEXO I GRADE CURRICULAR Projeto Curricular GEO-ICADS Anexo I 13 1º SEMESTRE 1 ANEXO I GRADE CURRICULAR IAD 071 Biologia Geral 68 --- IAD 235 Geometria analítica 68 --- IAD 249 Geologia Introdutória 68

Leia mais

Engenharia de Aeródromos (ENGAED)

Engenharia de Aeródromos (ENGAED) Academia da Força Aérea Mestrado em Ciências Militares Aeronáuticas na especialidade Engenharia de Aeródromos (ENGAED) ENGAED 1º Ano, 1º Semestre Álgebra Linear MAT Semestral 168 48 32 0 0 0 0 0 6,0 Cálculo

Leia mais

Elcival José de Souza Machado Diretor do úcleo de Seleção Universidade Estadual de Goiás

Elcival José de Souza Machado Diretor do úcleo de Seleção Universidade Estadual de Goiás Titulação: Docente - Doutor Anápolis, de março de 00. Região: Centro Goiano Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Bioquímica e Tecnologia de Alimentos 8 8,00 Ciências Agrárias - Engenharia

Leia mais

ENGENHARIA DE ALIMENTOS. COORDENADOR Regina Célia Santos Mendonça rmendoc@ufv.br

ENGENHARIA DE ALIMENTOS. COORDENADOR Regina Célia Santos Mendonça rmendoc@ufv.br ENGENHARIA DE ALIMENTOS COORDENADOR Regina Célia Santos Mendonça rmendoc@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 201 Engenheiro de Alimentos ATUAÇÃO O Engenheiro de Alimentos tem como campo profissional

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DA ENGENHARIA CIVIL

ESTRUTURA CURRICULAR DA ENGENHARIA CIVIL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR COORDENADORIA DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR DA ENGENHARIA

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : AGRONOMIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 230 Optativos: 10. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : AGRONOMIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 230 Optativos: 10. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:07:30 Curso : AGRONOMIA

Leia mais

FACULDADES GAMMON - HORÁRIO DE AULA PARA O 1º TERMO 2º SL/2015 CURSO: AGRONOMIA

FACULDADES GAMMON - HORÁRIO DE AULA PARA O 1º TERMO 2º SL/2015 CURSO: AGRONOMIA 2ª 07:50 08:40 3ª 09:00 09:50 4ª 09:50 10:40 5ª 10:50 11:40 Tarde 6ª 13:00 13:50 7ª 13:50 14:40 8ª 15:00 15:50 9ª 15:50 16:40 10ª 16:50 17:40 FACULDADES GAMMON - HORÁRIO DE AULA PARA O 1º TERMO 2º SL/2015

Leia mais

ESPECIALISTAS - NÍVEL I Cod. Especialidade Quantidade

ESPECIALISTAS - NÍVEL I Cod. Especialidade Quantidade ESPECIALISTAS - NÍVEL I 001 Ciências da Natureza na Educação Infantil e em Anos Iniciais do Ensino 18 002 Didática e Educação Inclusiva 13 003 Estatística e Informática na Educação 8 004 Filosofia e Educação

Leia mais

A EXO 2 - LISTA DE VAGAS - DOCE TES

A EXO 2 - LISTA DE VAGAS - DOCE TES A EXO 2 - LISTA DE VAGAS - DOCE TES Campus Graduação na área de Artes Ministrar aulas em disciplinas relacionadas à área de Artes em geral. Desenvolver projetos e atividades extra-curriculares nas Artes

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.637, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.637, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.637, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS - ESCOLA DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL - 1º. SEMESTRE LETIVO DE 2013. 1º período

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS - ESCOLA DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL - 1º. SEMESTRE LETIVO DE 2013. 1º período 1º período EMC013 Desenho Projetivo para Engenharia A 6ª 09:25 11:55 1162 - BL 4 B 5ª 07:30 10:00 1162 - BL 4 C 5ª 10:15 12:45 1162 - BL 4 ENG011 Introdução à Engenharia Civil A 4ª 09:25 11:05 1165 - BL

Leia mais

Mestrado em Aeronáutica Militar, na especialidade de Engenharia de Aeródromos

Mestrado em Aeronáutica Militar, na especialidade de Engenharia de Aeródromos Áreas científicas e créditos que devem ser reunidos para a obtenção do grau ou diploma: Obrigatórios Mestrado Optativos Área científica Sigla Ciências Militares Aeronáuticas Ciências Militares CMIL 30

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. 1.1.4.20.01 Lista Pré-Requisitos por Curso

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. 1.1.4.20.01 Lista Pré-Requisitos por Curso Código Nome da Tipo Pré Requisito Curso: BAEQ ENGENHARIA QUIMICA Ano do Curriculo: 2010 Descrição da Estrutura: 2º SEMESTRE BA010903 FISICA II BA011004 CALCULO I BA010901 FISICA I BA010904 LABORATORIO

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 08/04/08 Vigência: ingressos a partir de 2008/1 CÓD. 482 CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 02

Aprovado no CONGRAD: 08/04/08 Vigência: ingressos a partir de 2008/1 CÓD. 482 CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 02 Aprovado no CONGRAD: 08/04/08 Vigência: ingressos a partir de 2008/1 CÓD. 482 CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 02 I- NÚCLEO DE CONTEÚDOS BÁSICOS Metodologia Científica e Tecnológica

Leia mais

Universidade do Algarve. Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente

Universidade do Algarve. Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente Universidade do Algarve Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente Licenciatura (1º Ciclo) em Engenharia do Ambiente: Duração: 3 anos Grau: Licenciatura Directores de Curso: Prof.ª Doutora Maria João Bebianno

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CAMPUS DE PALMAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CAMPUS DE PALMAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS CAMPUS DE PALMAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL Assunto: equivalência de disciplinas Esta coordenação, visando uma otimização do tempo e da disponibilidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO Matriz curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Produção da UFERSA a partir de 2011.2. (Adequada à Matriz curricular do Curso de Bacharelado em Ciência e Tecnologia) Período Disciplinas Obrigatórias

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Curso de Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária Matriz Curricular válida a partir de 2016_3 Reestruturação Aprovada em janeiro de 2016 Natureza Horas-aula Disciplinas

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL Ministério da Educação Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB Pró-Reitoria de Graduação PROGRAD Coordenadoria de Ensino e Integração Acadêmica Núcleo Didático-Pedagógico PROJETO PEDAGÓGICO DO

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS

ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS DATA DA APLICAÇÃO: 12.12.2015 GABARITOS MULTIDISCIPLINAR 2015.2 HUMANAS E EXATAS ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO A E D D E C A E A B ADMINISTRAÇÃO DE CUSTOS E PREÇOS ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA FLORESTAL. CRÉDITOS Obrigatórios: 241 Optativos: 12.

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA FLORESTAL. CRÉDITOS Obrigatórios: 241 Optativos: 12. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:09:29 Curso : ENGENHARIA

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS INTERMEDIÁRIAS 2º SEMESTRE/2015 TURMA 1A-1M

CALENDÁRIO DE PROVAS INTERMEDIÁRIAS 2º SEMESTRE/2015 TURMA 1A-1M TURMA 1A-1M 07:30/9:10 COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR AULA 07:30/9:10 COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL PROVA 9:30/11:10 GLOBALIZAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES AULA 07:30/9:10 COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL AULA 9:30/11:10

Leia mais

TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA Objetivo do Curso

TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA Objetivo do Curso I MÓDULO I TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA Objetivo do Curso Habilitar e qualificar profissionais para desenvolver atividades de projeto, especificação, instalação, montagem e manutenção de sistemas eletromecânicos

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012

ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012 ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012 Disciplinas em Seqüência Aconselhada Créditos Carga Per. Obrigatórias Aula Trab. Tot. Horária Ideal 0110113(5) Introdução à Engenharia Agronômica

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO N.º 08/2014 Altera a estrutura curricular do Curso de Engenharia Civil, modalidade

Leia mais

ENGENHARIA FLORESTAL. COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br

ENGENHARIA FLORESTAL. COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br ENGENHARIA FLORESTAL COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br 78 Currículos dos Cursos do CCA UFV Currículo do Curso de Engenharia Engenheiro ATUAÇÃO O Engenheiro estará

Leia mais

CURSO: GESTÃO AMBIENTAL

CURSO: GESTÃO AMBIENTAL CURSO: GESTÃO AMBIENTAL OBJETIVOS DO CURSO Objetivos Gerais O Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental tem por objetivo formar profissionais capazes de propor, planejar, gerenciar e executar ações

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL. Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL. Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 29/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL Válida para os acadêmicos ingressantes a partir

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS ENGENHARIA CIVIL HORÁRIOS 2014-1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS ENGENHARIA CIVIL HORÁRIOS 2014-1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS ENGENHARIA CIVIL HORÁRIOS 2014-1 1º PERÍODO Química Geral Prof. Adão Química Geral Prof. Adão () Prof. Regiani Turma B Prof. Marielle (Turma B) Prof. Adão () Prof. Christian

Leia mais

ENGENHARIA MECÂNICA. COORDENADOR Alexandre Martins Reis amreis@ufv.br

ENGENHARIA MECÂNICA. COORDENADOR Alexandre Martins Reis amreis@ufv.br ENGENHARIA MECÂNICA COORDENADOR Alexandre Martins Reis amreis@ufv.br 222 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Mecânico ATUAÇÃO O curso de Engenharia Mecânica da UFV visa fornecer a seus estudantes

Leia mais