Matriz curricular do curso de graduação em Engenharia Ambiental campus de Chapecó Turno integral

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Matriz curricular do curso de graduação em Engenharia Ambiental campus de Chapecó Turno integral"

Transcrição

1 Matriz curricular do curso de graduação em Engenharia Ambiental campus de Chapecó Turno integral 1 a 01 Matemática C Geometria Analítica Biologia Geral Produção Textual Acadêmica Introdução à Engenharia Ambiental História da Fronteira Sul Química Geral e Inorgânica a 08 Cálculo I Álgebra Linear A Ecologia Aplicada Desenho Técnico Física I e Introdução ao Pensamento Social Química Orgânica Estatística Básica a 16 Cálculo II Ciência e Tecnologia dos Materiais Bioquímica e Topografia e Física II e Física Experimental I Química Analítica e Probabilidade e Estatística Subtotal

2 4 a 24 Cálculo III Mecânica e Resistência dos Materiais e Microbiologia Ambiental Cartografia Física III e Física Experimental II Mecânica dos Fluídos e Termodinâmica e 20 5 a 32 Cálculo IV Computação Básica Metodologia da Pesquisa e Sistema de Informações Geográficas e Eletrotécnica Geologia de Engenharia Transferência de Calor e Massa Hidráulica I a 40 Cálculo Numérico e Hidrologia Qualidade de Água e Metereologia e Climatologia Circuitos Elétricos e Conversão Eletromecânica de Energia Mecânica dos Solos e Cinética Aplicada e Cálculo de Reatores , 31 e Hidráulica II

3 48 Meio ambiente, Economia e Sociedade Drenagem Urbana e Controle de Enchentes Tratamento de Águas de 50 7 a Abastecimento Gestão de Resíduos Sólidos Controle de Poluição Atmosférica e Geotecnia Ambiental Energia da Biomassa Optativa I 3 45 Subtotal Direito Ambiental Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos a 58 Tratamento de Águas Residuárias e Tratamento de Resíduos Sólidos Energia Solar e Eólica Gestão Econômica Saúde Ambiental Planejamento Ambiental e Urbanismo Optativa II a 65 Trabalho de Conclusão de Curso I , 52, 54, 57, 58 e Energia Hídrica Controle de Poluição das Águas , 42 e Controle de Poluição do Solo e Administração Engenharia de Segurança no 70 Trabalho e Gestão Ambiental de Empresas Avaliação de Impacto Ambiental Optativa III 3 45

4 10 a 75 Estágio Curricular , 57, 58 e Trabalho de Conclusão de Curso II Subtotal Subtotal geral Atividades curriculares complementares TOTAL GERAL Componentes curriculares optativos N s 71 Física IV Hidrogeologia Informática Básica Limnologia e Língua Brasileira de Sinais (Libras) Materiais e Técnicas de Construção Civil Modelagem Matemática de Problemas de Engenharia e Operações Unitárias e Planejamento de Experimentos e Otimização de Processos Recuperação de Áreas Degradadas e Reuso de Água Sistemas de Água e Sistemas de Esgoto e Tópicos Especiais em Biomassa Tópicos Especiais em Geotecnia Tópicos Especiais em Engenharia Ambiental I Tópicos Especiais em Engenharia Ambiental II

5 N s 88 Tópicos Especiais em Engenharia Ambiental III Tópicos Especiais em Energias Renováveis Tópicos Especiais em Gestão Ambiental Tópicos Especiais em Recursos Hídricos Tópicos Especiais em Saneamento Toxicologia Ambiental e Tratamento Avançado de Águas Residuárias Tratamento e Destinação Final do Lodo de ETA e ETE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Curso de Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária Matriz Curricular válida a partir de 2016_3 Reestruturação Aprovada em janeiro de 2016 Natureza Horas-aula Disciplinas

Leia mais

Horário - 1º Semestre de 2016

Horário - 1º Semestre de 2016 1º Período 07:00 08:40 Cálculo I Cálculo I Geografia Geral -T1 Cálculo I 08:50 10:30 GAAV GAAV Geografia Geral T2 GAAV Laboratório de Programação de computadores I - T1 10:40 12:20 Português Instrumental

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR CURSOS DE GRADUAÇÃO

ESTRUTURA CURRICULAR CURSOS DE GRADUAÇÃO ADMINISTRAÇÃO PERÍODO DISCIPLINAS C.H. 1º Antropologia e Sociologia 60 Língua Portuguesa 60 Matemática Básica 60 Metodologia Científica 60 TGA I 60 2º Ciências da Religião 60 Instituições do Direito Público

Leia mais

2º semestre - Ciências Exatas (noturno)

2º semestre - Ciências Exatas (noturno) 2º semestre - Ciências Exatas (noturno) Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira 18:50 às 19:45 Geometria Analítica Geometria Analítica Energia Energia Bases Experimentais na Química

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 145/2012

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 145/2012 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 145/2012 Altera o Currículo do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº CIV- 575/2012,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO Setor de Ciências Agrárias e Ambientais Unidade Universitária de Irati CURRÍCULO PLENO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO Setor de Ciências Agrárias e Ambientais Unidade Universitária de Irati CURRÍCULO PLENO CURSO: ENGENHARIA AMBIENTAL (540/I Integral 02 e SEM_02) (Para alunos ingressos entre 2006 a 2008) CÓD. D. DEPTOS. DISCIPLINAS 1º 2º 3º 4º 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª C/H 0872/I DEMAT/I Cálculo I 3 51 0873/I

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL. CÓD. 1551 Tarde/Noite - Currículo nº 03 CÓD. 3655 Manhã - Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL. CÓD. 1551 Tarde/Noite - Currículo nº 03 CÓD. 3655 Manhã - Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR Aprovado no CONGRAD de 26.08.14 Vigência: ingressos a partir de 2015/1 CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CÓD. 1551 Tarde/Noite - Currículo nº 03 CÓD. 3655 Manhã - Currículo nº 02 MATRIZ CURRICULAR CÓD. DISCIPLINAS

Leia mais

Curso: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Curriculo: 0002-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de 2016 - NOT

Curso: ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Curriculo: 0002-B DISCIPLINAS EM OFERTA 1º Semestre de 2016 - NOT GR02149 GR02152 GR02161 GR02173 GR02177 SEMESTRE 1 Carga Horária Docentes Algoritmos Computacionais 72.00 Não ofertada no 1º semestre de 2016 Cálculo Fundamental 72.00 Não ofertada no 1º semestre de 2016

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Ciências Exatas I Cálculo Diferencial 06 0 06 120 Desenho Técnico 0 02 02 40 Física I Mecânica da Partícula 04 02

Leia mais

ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br

ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2008 179 Currículo do Curso de Engenharia Civil Engenheiro Civil ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete o desempenho

Leia mais

Curso: ENGENHARIA CIVIL Semestre: Turma: Ano: Período: 1º 2015s2-A 2015 Noturno. Central. Informática Aplicada à Engenharia

Curso: ENGENHARIA CIVIL Semestre: Turma: Ano: Período: 1º 2015s2-A 2015 Noturno. Central. Informática Aplicada à Engenharia 1º 2015s2-A 2015 Noturno Turma: Comunicação e Expressão Física Geral Desenho Técnico Aux. por Computador Informática Aplicada à Engenharia Fundamentos de Cálculo Introdução à Engenharia Civil Física Geral

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: BACHARELADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: BACHARELADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: BACHARELADO EM ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Ambiental da IES tem por missão a graduação de Engenheiros Ambientais

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 24.08.10 Vigência: ingressos a partir 2011/1 CÓD. 622 - CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA MANHÃ E TARDE

Aprovado no CONGRAD: 24.08.10 Vigência: ingressos a partir 2011/1 CÓD. 622 - CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA MANHÃ E TARDE Aprovado no CONGRAD: 24.08.10 Vigência: ingressos a partir 2011/1 CÓD. 622 - CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA MANHÃ E TARDE MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 03 I - NÚCLEO DE CONTEÚDOS BÁSICOS Matemática 10021

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓREITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Fase Cód. Disciplina I II III IV V VI Matriz Curricular do curso de Engenharia Civil PréReq.

Leia mais

C:\Documents and Settings\Usuario\Desktop\Júlio\Arquivos finais_esa\grade-eng.sanitária-v.final_17.02.12.doc

C:\Documents and Settings\Usuario\Desktop\Júlio\Arquivos finais_esa\grade-eng.sanitária-v.final_17.02.12.doc 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Curso de Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental Grade Curricular válida a partir de 29/11/2011 Natureza Créditos Horas-aula Disciplinas Obrigatórias 210 3.150

Leia mais

Instituto Politécnico de Beja

Instituto Politécnico de Beja Instituto Politécnico de Beja Escola Superior de Agrária de Beja Licenciatura (1º ciclo) em Engenharia do Ambiente: Duração: 3 anos Grau: Licenciatura Directora de Curso: Doutora Rosa Maria Cabral da Cunha

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL PRIMEIRO PERÍODO Calculo I 4 72 60 - Geometria Analítica 4 72 60 - Introdução a Engenharia Civil 4 72 60 - Metodologia Cientifica 4 72 60 - Filosofia Geral

Leia mais

Có-requis. Pré-requisito Respons. CHT CHP DISCIPLINAS NÚCLEO COMUM OBRIGATÓRIAS. 1 Álgebra Linear (AL) IME - - 4 0 64 NC OBR 1

Có-requis. Pré-requisito Respons. CHT CHP DISCIPLINAS NÚCLEO COMUM OBRIGATÓRIAS. 1 Álgebra Linear (AL) IME - - 4 0 64 NC OBR 1 Matriz Curricular do Curso de Graduação em Engenharia Civil - Bacharelado A seguir é apresentada a Matriz Curricular, onde se notam as disciplinas componentes do Núcleo Comum, do Núcleo Específico, prérequisitos,

Leia mais

Resolução nº 015, de 03 de março de 2015.

Resolução nº 015, de 03 de março de 2015. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Conselho Superior Resolução nº

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 08/04/08 Vigência: ingressos a partir de 2008/1 CÓD. 482 CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 02

Aprovado no CONGRAD: 08/04/08 Vigência: ingressos a partir de 2008/1 CÓD. 482 CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 02 Aprovado no CONGRAD: 08/04/08 Vigência: ingressos a partir de 2008/1 CÓD. 482 CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA MATRIZ CURRICULAR Currículo nº 02 I- NÚCLEO DE CONTEÚDOS BÁSICOS Metodologia Científica e Tecnológica

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA PRODUÇÃO

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA PRODUÇÃO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA PRODUÇÃO 1º TERMO Aulas Teóricas Práticas Total Comunicação e Expressão 40-40 Cálculo Diferencial e Integral I 80-80 Fundamentos da Administração 40-40 Introdução

Leia mais

ANEXO I - MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL/UFG. Córequisito Pré-requisito

ANEXO I - MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL/UFG. Córequisito Pré-requisito ANEXO I - MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL/UFG Nº Disciplina Unidade Responsável Córequisito Pré-requisito CHS CHT CHP CH Núcleo Natureza Nº DISCIPLINAS NÚCLEO COMUM OBRIGATÓRIAS 1 Álgebra

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA FLORESTAL. CRÉDITOS Obrigatórios: 241 Optativos: 12.

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA FLORESTAL. CRÉDITOS Obrigatórios: 241 Optativos: 12. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:09:29 Curso : ENGENHARIA

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Engenharia Civil

Estrutura Curricular do Curso de Engenharia Civil Estrutura Curricular do Curso de Engenharia Civil 1º Semestre 1. Cálculo Diferencial e Integral I 2. Desenho Básico 3. Física I 4. Laboratório de Física I 1º Básica 5. Química Geral 6. Introdução a Engenharia

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: Engenharia de Petróleo MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia de Petróleo da ESTACIO UNIRADIAL tem por missão formar profissionais com sólidos conhecimentos

Leia mais

Missão. Objetivos Específicos

Missão. Objetivos Específicos CURSO: Engenharia Ambiental e Sanitária Missão O Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólida formação técnico científica nas áreas

Leia mais

01 História da filosofia antiga 04 60 02 História da fronteira Sul 04 60 1 a 03 Introdução à informática 04 60

01 História da filosofia antiga 04 60 02 História da fronteira Sul 04 60 1 a 03 Introdução à informática 04 60 CURSO DE GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA LICECIATURA MATRIZ CURRICULAR - MATUTIO Fase. COMPOETE CURRICULAR Prérequisitos 01 História da filosofia antiga 04 60 02 História da fronteira Sul 04 60 1 a 03 Introdução

Leia mais

Cod.Disc Requisito Administração 252 2 Matemática Financeira 3114 Matemática 3531

Cod.Disc Requisito Administração 252 2 Matemática Financeira 3114 Matemática 3531 Curso Grade Periodo Disciplina Cod.Disc Disciplina Requisito Cod.Disc Requisito Administração 22 2 Matemática Financeira 11 Matemática 1 22 Total Contabilidade Gerencial 111 Contabilidade Geral 09 Administração

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR - 2012/1º semestre (Aprovada pela Resolução nº 01 CONSEPE, de 09/02/2012). 1º PERÍODO 2º PERÍODO

ESTRUTURA CURRICULAR - 2012/1º semestre (Aprovada pela Resolução nº 01 CONSEPE, de 09/02/2012). 1º PERÍODO 2º PERÍODO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI INSTITUTO DE CIÊNCIA, ENGENHARIA E TECNOLOGIA - TEÓFILO OTONI CURSO DE GRADUAÇÃO - ENGENHARIA CIVIL ESTRUTURA CURRICULAR

Leia mais

Tabela 1 Matriz Curricular disciplinas do 1º ao 4º período.

Tabela 1 Matriz Curricular disciplinas do 1º ao 4º período. Tabela 1 Matriz Curricular disciplinas do 1º ao 4º período. Período MEC001 Introdução à Engenharia Mecânica 2 30 30 MEC002 Cálculo I 6 90 90 MEC003 Geometria Analítica 1º MEC004 Química Geral e Experimental

Leia mais

2º SEMESTRE. Cálculo I 04 00 60 Introdução ao Cálculo Álgebra Linear e Geometria Analítica

2º SEMESTRE. Cálculo I 04 00 60 Introdução ao Cálculo Álgebra Linear e Geometria Analítica Resolução CONSUN Nº 34/2014 de 29/10/2014 COD. NOME DA DISCIPLINA T P CH Pré-Requisito 1º SEMESTRE Introdução à 04 00 60 Introdução ao Cálculo 04 00 60 Química Geral Antropologia 02 00 30 Desenho Técnico

Leia mais

Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental. 3 - Engenharia Ambiental: Curso e Profissão. Professor Sandro Donnini Mancini. Agosto, 2015.

Disciplina: Introdução à Engenharia Ambiental. 3 - Engenharia Ambiental: Curso e Profissão. Professor Sandro Donnini Mancini. Agosto, 2015. Campus Experimental de Sorocaba : Introdução à Engenaria Ambiental Graduação em Engenaria Ambiental 3 - Engenaria Ambiental: Curso e Profissão Professor Sandro Donnini Mancini Agosto, 015. Conselo Federal

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 144/2012

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 144/2012 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 144/2012 Altera o Currículo do Curso de Engenharia Civil para regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº CIV- 574/2012, aprovou e eu

Leia mais

Processamento de Dados. Desenho Eletricidade Resistência dos Materiais Fenômenos de Transporte Humanidade e Ciências Sociais Economia

Processamento de Dados. Desenho Eletricidade Resistência dos Materiais Fenômenos de Transporte Humanidade e Ciências Sociais Economia (EXEMPLO RELATIVO À ENGENHARIA CIVIL) BÁSICA GERAL dos Solo Hidrologia Aplicada Hidráulica Teoria das Estruturas MATERIAIS Materiais de Construção Civil ÁREA CIVIL Sistemas Estruturais Transportes Saneamento

Leia mais

Matriz 2007... 02. Matriz 2010... 04. Matriz 2013... 07

Matriz 2007... 02. Matriz 2010... 04. Matriz 2013... 07 Página 1 Sumário Matriz 2007... 02 Matriz 2010... 04 Matriz 2013... 07 Página 2 MATRIZ CURRICULAR 2007 1º Período 2º Período 3º Período Biologia Celular 54 Química Geral 54 Zoologia de Invertebrados I

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO - CAMPUS SÃO LUIS - MONTE CASTELO PRÓ-REITORIA DE ENSINO Matrizes Curriculares

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO - CAMPUS SÃO LUIS - MONTE CASTELO PRÓ-REITORIA DE ENSINO Matrizes Curriculares Matriz 842 - Engenharia Mecânica Industrial (2002/1) Curso EM - Engenharia Mecânica Industrial Nível Periodicidade Regime Situação Superior Período Não-seriado Matriz em Vigor Per. Letivo Inicial 2002/1

Leia mais

CARGO/DETALHE DE ESPECIALIDADE: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GABARITO OFICIAL

CARGO/DETALHE DE ESPECIALIDADE: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS GABARITO OFICIAL : ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS 01 B 21 B 02 A 22 A 03 C 23 D 04 D 24 C 05 A 25 D 06 C 26 D 07 D 27 A 08 B 28 C 29 B 30 D 09 C 31 A 10 D 32 B 11 B 33 C 12 A 34 A 35 B 36 C 13 B 37 - D 14 A 38 B 15 C 39 A 16

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA

CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA CURSO DE GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA - LICENCIATURA MATRIZ CURRICULAR MATUTINO 01 Introdução à informática 02 Matemática instrumental 03 Leitura e produção textual I 1 a Introdução ao curso de Pedagogia e à

Leia mais

Retificação do Edital nº 063, de 12/04/2016 Anexo I Quadro de Vagas

Retificação do Edital nº 063, de 12/04/2016 Anexo I Quadro de Vagas Retificação do Edital nº 063, de 12/04/2016 Anexo I Quadro de d) DOCENTES Inclusão da Jornada UNIDADE: CAMPUS AVANÇADO ARCOS Engenharia Mecânica - Bacharelado em Engenharia Mecânica, com Doutorado em Engenharia

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 40/ 2009 Altera o Artigo 4. e os Anexos II e III da Resolução nº. 64/2008 do CONSEPE,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROFESSOR DO ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO G A B A R I T O MATEMÁTICA D A E D B A E A E C A E D C B

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROFESSOR DO ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO G A B A R I T O MATEMÁTICA D A E D B A E A E C A E D C B DO ENSINO MATEMÁTICA D A E D B A E A E C A E D C B D C D C E A B B C E C E A D B MÚSICA/REGÊNCIA-BANDA OU CORAL/PIANO/TECLADO ELETRÔNICO/INSTRUMENTO DE SOPRO D A E D B A E A E C E E C E B D E D D C D B

Leia mais

EDITAL UnC 040/2010. Prof. Antonio Reinaldo Agostini Vice-Reitor de Administração e Planejamento da UnC

EDITAL UnC 040/2010. Prof. Antonio Reinaldo Agostini Vice-Reitor de Administração e Planejamento da UnC UNIVERSIDADE DO CONTESTADO - EDITAL 040/2010 Publicação do quadro das disciplinas ofertadas aos docentes da F para aumento ou recomposição de carga horária na condição de professor substituto. O Vice-Reitor

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA DE AGRIMENSURA. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA Fernando Alves Pinto ferpinto@ufv.

Currículos dos Cursos do CCE UFV ENGENHARIA DE AGRIMENSURA. COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA Fernando Alves Pinto ferpinto@ufv. 132 ENGENHARIA DE AGRIMENSURA COORDENADOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA Fernando Alves Pinto ferpinto@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 133 CURRÍCULO DO CURSO DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA ATUAÇÃO

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR - 2015 - válida para todos os anos a partir de 2015 1º ANO 1ºS 2ºS CH

MATRIZ CURRICULAR - 2015 - válida para todos os anos a partir de 2015 1º ANO 1ºS 2ºS CH MATRIZ CURRICULAR - 2015 - válida para todos os anos a partir de 2015 1º ANO 1ºS 2ºS CH Planejamento Urbano e Regional I e II 30 60 90 Topografia e Análise do Ambiente 30 0 30 Desenho do Ambiente e da

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : MATEMÁTICA. CRÉDITOS Obrigatórios: 128 Optativos: 20. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : MATEMÁTICA. CRÉDITOS Obrigatórios: 128 Optativos: 20. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:15:29 Curso : MATEMÁTICA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.902 DE 21 DE SETEMBRO DE 2009

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.902 DE 21 DE SETEMBRO DE 2009 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.902 DE 21 DE SETEMBRO DE 2009 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia Civil.

Leia mais

1º período. 2º período

1º período. 2º período 1º período Eixo Disciplina CH Pré-requisito Correquisito (C) 1 Cálculo I 90 9 Contexto Social e Profissional do Engenheiro Civil 30 7 Desenho Técnico 30 1 Geometria Analítica e Álgebra Vetorial 90 2 Laboratório

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : AGRONOMIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 230 Optativos: 10. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : AGRONOMIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 230 Optativos: 10. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:07:30 Curso : AGRONOMIA

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR - 2015 - valida para todos os anos a partir de 2015 1º ANO 1ºS 2ºS CH. Planejamento Urbano e Regional I e II 30 60 90

MATRIZ CURRICULAR - 2015 - valida para todos os anos a partir de 2015 1º ANO 1ºS 2ºS CH. Planejamento Urbano e Regional I e II 30 60 90 MATRIZ CURRICULAR - 215 - valida para todos os anos a partir de 215 1º ANO 1ºS 2ºS CH Planejamento Urbano e Regional I e II 3 6 9 Topografia e Análise do Ambiente 3 3 Desenho do Ambiente e da Paisagem

Leia mais

FACULDADE METROPLITANA DA AMAZÔNIA-FAMAZ COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL CALENDÁRIO DE PROVAS DA 1ª AVALIAÇÃO CURSO: ENGENHARIA CIVIL

FACULDADE METROPLITANA DA AMAZÔNIA-FAMAZ COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL CALENDÁRIO DE PROVAS DA 1ª AVALIAÇÃO CURSO: ENGENHARIA CIVIL CALENDÁRIO DE PROVAS DA 1ª AVALIAÇÃO TURMA: 450116 - SALA: 102 Bloco I TURNO: VESPERTINO 1º PERÍODO (1º semestre/2014) 1ª Avaliação Regimental Fundamentos da Engenharia 20.03.2014 14:00 às 17:30 Comportamento

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 23/2011 Aprova a estrutura curricular do Curso de Graduação em Engenharia de

Leia mais

FACULDADE SANTA RITA

FACULDADE SANTA RITA FACULDADE SANTA RITA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL BACHARELADO Matriz Curricular 1º SEMESTRE Introdução à Engenharia Geometria Analítica e Álgebra Linear 04 80 Cálculo I 04 80 Tópicos de Economia para Engenharia

Leia mais

Reconhecimento: DECRETO 37852 de 03/09/55 DOU 06/09/55 pág. 16891. Tempo para integralização do curso. Mínimo 4 Médio 5 Máximo 9

Reconhecimento: DECRETO 37852 de 03/09/55 DOU 06/09/55 pág. 16891. Tempo para integralização do curso. Mínimo 4 Médio 5 Máximo 9 ANO ANO A Engenharia Civil da UFC O curso de Engenharia Civil da UFC implementou, a partir de 99, um regime seriado, no qual a maioria das disciplinas, em especial as do ciclo básico, passou a ser ministrada

Leia mais

TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE

TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE TECNOLOGIA EM MEIO AMBIENTE 1. TURNO: Noturno MODALIDADE: Saneamento ÁREA: Meio Ambiente e Tecnologia da Saúde GRAU ACADÊMICO: Tecnólogo em Meio Ambiente PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 3 anos Máximo =

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL/UFSM HORÁRIOS 2015/2 1 SEMESTRE Horário Segunda-Feira Terça-Feira Quarta-Feira Quinta-Feira Sexta-Feira

CURSO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL/UFSM HORÁRIOS 2015/2 1 SEMESTRE Horário Segunda-Feira Terça-Feira Quarta-Feira Quinta-Feira Sexta-Feira CURSO DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL/UFSM HORÁRIOS 2015/2 1 SEMESTRE HDS 1010 Fundamentos de Ecologia HDS 1010 Fundamentos de Ecologia EPG 1003 Geometria Descritiva HDS 1011 Introdução à ESA EPG 1003

Leia mais

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA LICENCIATURA EM MATEMÁTICA COORDENADOR Lúcio Paccori Lima lucio.lima@ufv.br 68 Currículos dos Cursos UFV ATUAÇÃO O curso de Licenciatura em Matemática oferece ao estudante a oportunidade de obter ampla

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 08/2011 Altera a Resolução n. 15/2006 do CONSEPE, que aprova a Projeto Pedagógico do

Leia mais

Curso: Engenharia de Produção Mecânica. Escola de Engenharia de São Carlos

Curso: Engenharia de Produção Mecânica. Escola de Engenharia de São Carlos Curso: Engenharia de Mecânica Escola de Engenharia de São Carlos Informações Básicas do Currículo Duração Ideal - 10 semestres Mínima - 8 semestres Máxima - 18 semestres Carga Horária Aula Trabalho Subtotal

Leia mais

HORÁRIO DE AULAS - ENGENHARIA CIVIL / 1 PERÍODO 2015/1 MATUTINO HORÁRIO 2ª FEIRA 3ª FEIRA 4ª FEIRA 5ª FEIRA 6ª FEIRA SÁBADO INTERVALO VESPERTINO

HORÁRIO DE AULAS - ENGENHARIA CIVIL / 1 PERÍODO 2015/1 MATUTINO HORÁRIO 2ª FEIRA 3ª FEIRA 4ª FEIRA 5ª FEIRA 6ª FEIRA SÁBADO INTERVALO VESPERTINO HORÁRIO DE AULAS - ENGENHARIA CIVIL / 1 PERÍODO 2015/1 Desenho Técnico Profa. Regina (TA) Prof. Djair (TB) Desenho Técnico Profa. Regina (TA) Prof. Djair (TB) Desenho Técnico Profa. Regina (TA) Prof. Djair

Leia mais

Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira Grade Curricular Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis de Itabira

Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira Grade Curricular Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis de Itabira Emissão: 07/01/16 11:19 Página: 1/6 0 ADM005 Diversidade e Formação Cidadã 0 ADM044 Empreendedorismo 0 DIR002 Ciência Política 0 DIR006 Filosofia e Ética 0 ENC080 Tópicos Avançados em () 0 OPT002 Análise

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA DE MATERIAIS. CRÉDITOS Obrigatórios: 204 Optativos: 15.

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ENGENHARIA DE MATERIAIS. CRÉDITOS Obrigatórios: 204 Optativos: 15. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:25:50 Curso : ENGENHARIA

Leia mais

CARGA HORÁRIA. Anatomia Humana I 72 36 36 - Biologia Celular e Genética 72 36 36 - Introdução à Enfermagem 36 36 - Introdução á Filosofia 36 36 -

CARGA HORÁRIA. Anatomia Humana I 72 36 36 - Biologia Celular e Genética 72 36 36 - Introdução à Enfermagem 36 36 - Introdução á Filosofia 36 36 - MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENFERMAGEM 2012.2 1º SEMESTRE Anatomia Humana I 72 36 36 - Biologia Celular e Genética 72 36 36 - Introdução à 36 36 - Fundamentos Sócio-antropológicos: Cultura e Relações

Leia mais

GRADE HORÁRIA 2º SEMESTRE DE 2015

GRADE HORÁRIA 2º SEMESTRE DE 2015 1 º PERÍODO - 2 º SEMESTRE TURNO:Noite SALA: N º DE ALUNOS: Introdução à Química Geral Geometria Analítica e Álgebra Linear Química Geral Geometria Analítica e Álgebra Linear PROFESSOR Introdução à Química

Leia mais

BCT001 Inserção na Vida Universitária 40 0 40. BCT002 Leitura e Produção de Texto 1 40 0 40

BCT001 Inserção na Vida Universitária 40 0 40. BCT002 Leitura e Produção de Texto 1 40 0 40 ESTRUTURA CURRICULAR DOS CURSOS O desenho curricular do curso de Engenharia de Energias segue as Diretrizes Gerais da UNILAB, as quais preveem os seguintes Núcleos de Formação nos cursos de graduação:

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2011 197 ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2011 197 ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2011 197 ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br 198 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Ambiental ATUAÇÃO O curso de Engenharia Ambiental da UFV

Leia mais

QUÍMICA APLICADA I/ Prática DESENHO TÉCNICO I: GEOMETRIA ANALÍTICA: 60 36. Cálculo 1 - B Desenho Técnico- 1 Geometria Analítica Introdução à Eng.

QUÍMICA APLICADA I/ Prática DESENHO TÉCNICO I: GEOMETRIA ANALÍTICA: 60 36. Cálculo 1 - B Desenho Técnico- 1 Geometria Analítica Introdução à Eng. SEMESTRE: º SEMESTRE - A PERÍODO LETIVO: 205.2 INTRODUÇÃO À ENGENHARIA: 60 36 60 Lab. Infor. INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO: 0 METODOLOGIA: 40 4 QUÍMICA APLICADA I/ Prática DESENHO TÉCNICO I: Cálculo I: Cálculo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIAS DE 24 DE AGOSTO DE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIAS DE 24 DE AGOSTO DE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIAS DE 24 DE AGOSTO DE 2005 O Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio

Leia mais

ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br

ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR José Carlos Bohnenberger bohnen@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 187 Engenheiro Civil ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete o desempenho das atividades profissionais previstas

Leia mais

MINISTERIO DA EDUCACAO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE ARQUITETURA, ENGENHARIA E TECNOLOGIA FAET

MINISTERIO DA EDUCACAO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE ARQUITETURA, ENGENHARIA E TECNOLOGIA FAET MINISTERIO DA EDUCACAO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE ARQUITETURA, ENGENHARIA E TECNOLOGIA FAET DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA SANITARIA E AMBIENTAL DESA PROJETO POLITICO PEDAGÓGICO ENGENHARIA

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA INTA ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOMEDICINA 1º SEMESTRE

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA INTA ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOMEDICINA 1º SEMESTRE 1º SEMESTRE 1.1 Anatomia Humana I 30 15 45 03-1.2 Antropologia Teológica 30-30 02-1.3 Biologia Celular e Molecular 45 15 60 04-1.4 Biossegurança 30-30 02-1.5 Ética, Bioética e Legislação 30-30 02-1.6 Informática

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ENGENHARIA CIVIL MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Civil do CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTACIO RADIAL DE SÃO PAULO tem por missão graduar Engenheiros Civis

Leia mais

Curso de Administração

Curso de Administração Curso de Administração 1º Período CH Total Fundamentos da Administração Matemática Contabilidade Geral Filosofia e Ética Língua Portuguesa 2º Período CH Total Sociologia Geral e das Organizações Análise

Leia mais

1º SEMESTRE. 1. Análise e Percepção da Forma da Arquitetura 05 75h - 2. Desenho I 05 75h - 4. Geometria Descritiva 05 75h -

1º SEMESTRE. 1. Análise e Percepção da Forma da Arquitetura 05 75h - 2. Desenho I 05 75h - 4. Geometria Descritiva 05 75h - V- MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO 1º SEMESTRE 1. Análise e Percepção da Forma da Arquitetura 05 75h - 2. Desenho I 05 75h - 3. Estética e História das Artes 05 75h

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AMBIENTAL V O L U M E 1 Belo Horizonte MG versão D-2016/1 SUMÁRIO 1 CONTEXTUALIZAÇÃO DA

Leia mais

ENADE 2008 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA

ENADE 2008 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA ENADE 2008 RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA Em cumprimento ao disposto no art. 2 o da Portaria Normativa MEC n o 3, de 1 o de abril de 2008, divulga-se abaixo a relação das áreas e cursos

Leia mais

EDITAL Nº 06, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2011 CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR DO MAGISTÉRIO DO ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO

EDITAL Nº 06, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2011 CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR DO MAGISTÉRIO DO ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Barreiras MINISTERIO DA EDUCACÃO SECRETARIA DE EDUCACÃO PROFISSIONAL E TECNOLOGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCACÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA EDITAL Nº 06, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2011 CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Fase Cód. Disciplina Prérequisitos Carga Horária

Leia mais

RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA

RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA RELAÇÃO DE ÁREAS E CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA Em cumprimento ao disposto no art. 2º da Portaria Normativa MEC nº. 3, de 1o de abril de 2008, e considerando as orientações das Comissões Assessoras

Leia mais

ENGENHARIA AMBIENTAL. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC

ENGENHARIA AMBIENTAL. Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC ENGENHARIA AMBIENTAL Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: ENGENHARIA AMBIENTAL Dados de identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo Calvo

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO CHAPECÓ

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO CHAPECÓ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO CHAPECÓ MATRIZ CURRICULAR MATUTINO Fase Código Ordem COMPONENTE CURRICULAR Créditos Horas Pré-requisito 01 Leitura e produção textual I 4 60 02 Introdução

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.998, DE 05 DE JULHO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.998, DE 05 DE JULHO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.998, DE 05 DE JULHO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Engenharia

Leia mais

MATRIZ ENFERMAGEM TEMPO DE DURAÇÃO: 10 PERÍODOS ESTRUTURA CURRICULAR ENFERMAGEM - GRADUAÇÃO - 213

MATRIZ ENFERMAGEM TEMPO DE DURAÇÃO: 10 PERÍODOS ESTRUTURA CURRICULAR ENFERMAGEM - GRADUAÇÃO - 213 MATRIZ ENFERMAGEM TEMPO DE DURAÇÃO: 1 PERÍODOS ESTRUTURA CURRICULAR ENFERMAGEM - GRADUAÇÃO - 213 1º PERÍODO Carga Horária ANÁLISE TEXTUAL OBRIGATÓRIA 36 HISTÓRIA DA ENFERMAGEM OBRIGATÓRIA 36 ANATOMIA SISTÊMICA

Leia mais

CONTROLE DE PROGRAMAS PARA APROVEITAMENTO DE DISCIPLINAS 2015.1 - PAU DOS FERROS/RN

CONTROLE DE PROGRAMAS PARA APROVEITAMENTO DE DISCIPLINAS 2015.1 - PAU DOS FERROS/RN DIVISÃO DE REGISTRO ESCOLAR CONTROLE DE PROGRAMAS PARA APROVEITAMENTO DE DISCIPLINAS 2015.1 - PAU DOS FERROS/RN PROTOCOLO ALUNO EMENTA APRESENTADA PROGRAMA UFERSA PROFESSOR RECEBIMENTO PARECER MOVIMENTAÇÃ

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão Curso: Engenharia Civil SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão O Curso de Engenharia Civil da UNESA tem por missão formar Engenheiros Civis com sólida formação básica e profissional, alinhada com as diretrizes

Leia mais

AVALIAÇÃO E MELHORIA CONTÍNUA DO CURRÍCULO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA FURB

AVALIAÇÃO E MELHORIA CONTÍNUA DO CURRÍCULO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA FURB AVALIAÇÃO E MELHORIA CONTÍNUA DO CURRÍCULO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DA FURB Sub-tema: Diretrizes Curriculares Matos, Lúcio Flávio da Silveira; Eng. Civil, M. Eng. (1) lucius@furb.rct-sc.br Rudolf,

Leia mais

AGRONOMIA. COORDENADOR Moacil Alves de Souza moacil@ufv.br

AGRONOMIA. COORDENADOR Moacil Alves de Souza moacil@ufv.br AGRONOMIA COORDENADOR Moacil Alves de Souza moacil@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2011 65 Engenheiro Agrônomo ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro Agrônomo desempenhar as atividades profissionais previstas

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL Matriz Curricular do Curso de Arquitetura e Urbanismo 2016 (Vespertino)

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL Matriz Curricular do Curso de Arquitetura e Urbanismo 2016 (Vespertino) FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL Matriz Curricular do Curso de Arquitetura e Urbanismo 2016 (Vespertino) C U R S O: Arquitetura e Urbanismo 1º. Período Currículo: Bacharelado (Vespertino/Noturno)

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2011 235 ENGENHARIA ELÉTRICA. COORDENADOR Leonardo Bonato Felix leobonato@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2011 235 ENGENHARIA ELÉTRICA. COORDENADOR Leonardo Bonato Felix leobonato@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2011 235 ENGENHARIA ELÉTRICA COORDENADOR Leonardo Bonato Felix leobonato@ufv.br 236 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Eletricista ATUAÇÃO O curso de Engenharia Elétrica

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSUN nº 023/2013

RESOLUÇÃO CONSUN nº 023/2013 RESOLUÇÃO CONSUN nº 023/2013 Aprova a reestruturação curricular do Curso de Engenharia de Sistemas Digitais, incluindo a alteração da sua nomenclatura para Engenharia de Computação. O CONSELHO SUPERIOR

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. 1.1.4.20.01 Lista Pré-Requisitos por Curso

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. 1.1.4.20.01 Lista Pré-Requisitos por Curso Código Nome da Tipo Pré Requisito Curso: BAEQ ENGENHARIA QUIMICA Ano do Curriculo: 2010 Descrição da Estrutura: 2º SEMESTRE BA010903 FISICA II BA011004 CALCULO I BA010901 FISICA I BA010904 LABORATORIO

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 11.09.07 Vigência: ingressos a partir de 2008/1. CÓD. 483 CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Currículo nº 02

Aprovado no CONGRAD: 11.09.07 Vigência: ingressos a partir de 2008/1. CÓD. 483 CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Currículo nº 02 Aprovado no CONGRAD: 11.09.07 Vigência: ingressos a partir de 2008/1 CÓD. 483 CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Currículo nº 02 DISCIPLINAS E PRÁTICAS DO CURRÍCULO PLENO I- NÚCLEO DOS CONTEÚDOS BÁSICOS Matemática

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS. EDITAL SEPLAG/UEMG Nº. 08 /2014, de 28 de novembro de 2014

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS. EDITAL SEPLAG/UEMG Nº. 08 /2014, de 28 de novembro de 2014 GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL SEPLAG/UEMG Nº. 08 /2014, de 28 de novembro de 2014 CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE CARGOS DA CARREIRA DE PROFESSOR DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

EQUIVALÊNCIA DO CGEC COM OUTRAS FACULDADES

EQUIVALÊNCIA DO CGEC COM OUTRAS FACULDADES EQUIVALÊNCIA DO CGEC COM OUTRAS FACULDADES OBSERVAÇÕES: 1- Favor verificar se a disciplina que pretende cursar em outra instituição será oferecida; 2- É obrigatório encaminhar solicitação de autorização

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal)

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Curso: Engenharia Agrícola e Ambiental Matriz Curricular 1 Período IB 157 Introdução à Biologia 4 (2-2) IT 103 Técnicas Computacionais em Engenharia 4 (2-2)

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL (Currículo iniciado em 2009)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL (Currículo iniciado em 2009) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL (Currículo iniciado em 2009) ÁLGEBRA LINEAR E GEOMETRIA ANALÍTICA 1081/I C/H 85 Matrizes. Determinantes. Sistemas de equações lineares. Autovalores

Leia mais

Considerando a Resolução Nº 39/99, do CONSEPE/UFPB, que sistematiza a elaboração e reformulação dos projetos pedagógicos; e

Considerando a Resolução Nº 39/99, do CONSEPE/UFPB, que sistematiza a elaboração e reformulação dos projetos pedagógicos; e SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 21/2007 Aprova a estrutura curricular do curso de graduação

Leia mais

ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br

ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br 180 Currículos dos Cursos do CCE UFV Currículo do Curso de Engenharia Engenheiro ATUAÇÃO O curso de Engenharia da UFV habilita o futuro profissional

Leia mais

Engenheiro Agrônomo: Atribuições profissionais e matriz curricular. J.O. Menten T.C. Banzato UFPB Areia/PB 27 a 30 de Outubro de 2014

Engenheiro Agrônomo: Atribuições profissionais e matriz curricular. J.O. Menten T.C. Banzato UFPB Areia/PB 27 a 30 de Outubro de 2014 Engenheiro Agrônomo: Atribuições profissionais e matriz curricular J.O. Menten T.C. Banzato UFPB Areia/PB 27 a 30 de Outubro de 2014 1. INTRODUÇÃO AGENDA 2. ATRIBUIÇÕES PROFISSIONAIS 3. MATRIZ CURRICULAR

Leia mais

ATO NORMATIVO nº 010, de 01 de novembro de 2012.

ATO NORMATIVO nº 010, de 01 de novembro de 2012. ATO NORMATIVO nº 010, de 01 de novembro de 2012. Vera Rejane Coelho, Pró-Reitora de Ensino da Universidade do Planalto Catarinense - UNIPLAC, no uso de suas atribuições, CONSIDERANDO: 1. a organização

Leia mais