IFRO - Câmpus Ariquemes Social: hayslan. Banco de Dados. Prof. Hayslan N C Bucarth

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IFRO - Câmpus Ariquemes Email: hayslan.bucarth@ifro.edu.br Social: hayslan. Banco de Dados. Prof. Hayslan N C Bucarth"

Transcrição

1 Banco de Dados Prof. Hayslan N C Bucarth

2 Objetivos Introdução ao modelo Relacional; Modelo Relacional Tópicos avançados; Normalização; SGDB Escolha o Seu? MySQL, ORACLE, DB2, PostgreSQL Tipo de Dados; Implementação do Modelo Lógico Linguagem SQL; DDL (Data Definition Language); DML (Data Manipulation Language);

3 Introdução ao modelo Relacional O Modelo Relacional É a forma lógica utilizada em banco de dados relacionais. Aqui começamos a preocupar COMO devem ser amazernado. COMO criaremos os relacionamento do modelo conceitual; tbaluno ( matricula_aluno: inteiro, nome_aluno: caracter(100), data_nascimento_aluno: data )

4 Introdução ao modelo Relacional Chave Estrangeria e Integridade Referencial Chave Primária (ou Primary Kay ou PK); Chave estrangeira (ou Foreign Key ou FK); É um atributo da tabela que se faz referência a uma chave primaria de outra tabela ou da própria; tbaluno ( matricula_aluno: inteiro, nome_aluno: caracter(100), data_nascimento_aluno: data, condigo_turma: inteiro, ) tbturma ( condigo_turma: interiro, nome_turma: caracter(5) ) IFRO - Câmpus Ariquemes Social: hayslan

5 Introdução ao modelo Relacional tbturma ( condigo_turma: interiro, nome_turma: caracter(5) Uma chave ) estrangeira sempre faz referência a uma chave primária. tbaluno ( matricula_aluno: inteiro, Uma A Chave chave estrangeira nunca fará nome_aluno: caracter(100), estrangeira referência a um atributo que não seja uma chave data_nascimento_aluno: data, pode ser primária. *condigo_turma: inteiro, ) Codigo_turma referencia tbturma identificada por um *

6 Introdução ao modelo Relacional Matricula _aluno Nome_aluno Data_nascimento_al Cod_turma uno tbturma ( condigo_turma: interiro, 100 Anna 12/05/ nome_turma: Gustavo caracter(5) 15/014/ Integridade 102) referencial Elaini 22/09/1995 Só pode ser Maria 27/06/ referência em uma chave estrangeira 104 Pedro 03/12/ tbaluno um valor ( que matricula_aluno: já exista em um inteiro, banco de dados. nome_aluno: caracter(100), Cod_turma nome_turma data_nascimento_aluno: data, 1 1TI *condigo_turma: 2 inteiro, 2TI ) 3 3TI Codigo_turma 4 referencia tbturma 1TP

7 Introdução ao modelo Relacional Matricula _aluno Nome_aluno Data_nascim ento_aluno tbaluno ( matricula_aluno: inteiro, 101 Gustavo 15/014/1996 Null nome_aluno: 102 Elaini caracter(100), 22/09/ data_nascimento_aluno: 103 Maria 27/06/1997data, 100 matricula_aluno_representa: 104 Pedro 03/12/1997 inteiro, 100 ) matricula_aluno_representa referencia tbaulno Relacionamento Recursivos (autorelacionamento) Mat_aluno_re pre 100 Anna 12/05/1997 Null

8 Conversão Modelo ER em Modelo Relacional Entidade tbprofessor (matricula_professor, nome_professor, Obs.: Representa um CPF_professor, nome_rua_professor, numero_rua_professor, atributo composto complemento_professor) nome_rua O atributo endereço foi descomposto em atributos Professor simples * Numero_rua Endereço Foi Criada um tabela para o atributo multivalorado complement telefone o Telefone (1,0) Obs.: (1,n) Nome_professor representa um tbtelefoneprofessor (matricula_professor, atributo telefone_professor) CPF_profess multivalorado Matricula_professor ora chave primária referencia tbprofessor tbprofessor passou para tbtelefoneprofessor Matricula_profess como chave estrangeira e ajuda a or formar a PK dessa tabela

9 Conversão Modelo ER em Modelo Relacional Multivalorado Professor * Endereço nome_rua numero_rua complemento Telefone (1,0) Nome_professor celular residencial CPF_professor Obs.: (1,n) representa um Matricula_profess atributo or tbprofessor (matricula_professor, multivalorado nome_professor, CPF_professor, nome_rua_professor, numero_rua_professor, complemento_professor) tbtelefoneprofessor (matricula_professor, telefone_residencial, telefone_celular, telefone_professor) Matricula_professor referencia tbprofessor

10 Conversão Modelo ER em Modelo Relacional Entidade Fraca Aluno (1,1) possui (1,n) Contato Nome_aluno Data_nascimento_aluno Matricula_aluno Fone_contato Nome_contato Para cada entidade fraca no modelo ER, é criada uma tabela no modelo relacional. tbaluno (matricula_aluno, data_nascimento_aluno, nome_aluno); tbcontato(matricula_aluno, fone_contato, nome_contato) matricula_aluno referencia tbaluno

11 Conversão Modelo ER em Modelo Relacional Relacionamento N para N Professor (1,n) leciona (1,n) Disciplina telefone_professor nome_professor Matricula_professor data tbprofessor (matricula_professor, nome_professor, telefone_professor) tbdisciplina (codigo_disciplina, nome_disciplina) tbprofessordisciplina(matricula_professor, codigo_disciplina, data) matricula_professor referencia tbprofessor Codigo_disciplina referencia tbdisciplina nome_disciplina cod_disciplina Os atributos chave primária das entidades que ligam o relacionamento passam para a nova tabela como chaves estrangeiras. Foi criada uma tabala para relacionamento N:N

12 Conversão Modelo ER em Modelo Relacional Relacionamento 1 para N matricula_professor Escola (1,1) trab alha (1,n) Professor cidade_escola nome_escola codigo_escola telefona_professor CPF_professor nome_professor tbprofessor (matricula_professor, nome_professor, telefone_professor, CPF_professor, codigo_escola) codigo_escolas referencia tbescola tbescola (codigo_escola, nome_escola, cidade_escola) Foi criada uma chave estrangeira na tbprofessor por estar ser a entidade que tinha a cardinalidade N

13 Conversão Modelo ER em Modelo Relacional Relacionamento 1 para 1 matricula_professor Escola (0,1) trabalha (1,1) Professor cidade_escola nome_escola codigo_escola telefona_professor CPF_professor nome_professor tbprofessor (matricula_professor, nome_professor, telefone_professor, CPF_professor, codigo_escola) tbescola (codigo_escola, nome_escola, cidade_escola, matricula_professor_diretor) matricula_professor_diretor referencia tbprofessor A tabela tbescola recebeu a chave estrangeira porque a entidade Escola tem participação total no relacionamento. IFRO - Câmpus Ariquemes Social: hayslan

14 Conversão Modelo ER em Modelo Relacional Relacionamento Recursivo Nome_aluno Aluno (0,1) representa representa (1,n) é representado Data_nascimento_aluno Matricula_aluno tbaluno (matricula_aluno, data_nascimento_aluno, nome_aluno, matricula_aluno_representa) matricula_aluno_representa referencia tbaluno Chave estrangeria criada por causa do relacionamento recursivo.

15 Conversão Modelo ER em Modelo Relacional Relacionamento Ternário TbProfessor (matricuala_professor, nome_turma nome_professor, turma telefone_professor, CPF_professor) codigo_turma (1,n) tbdisciplina(codigo_disciplina, nome_disciplina) tbturma(codigo_turma, nome_turma) Ministra (1,n) matricula_professor Professor TbProfessorTurmaDisciplina(matricula_professor, codigo_disciplina, codigo_turma, ano) telefona_professor matricula_professor referencia tbprofessor CPF_professor codigo_disciplina referencia tbdisciplina codigo_turma referencia tbturma nome_professor (1,n) Disciplina Cria uma tabela para relacionamento ternário. nome_disciplina codigo_disciplina

16 Conversão Modelo ER em Modelo Relacional Relacionamento Agregação data_compra valor_compra preco_produto Cliente (0,n) Compra (1,n) Produto cod_cliente nome_cliente (1,1) realiza nome_produto cod_produto cod_prestacao (1,n) Prestacao data_prestacao valor_prestacao

17 Conversão Modelo ER em Modelo Relacional Relacionamento Agregação A agregação é criada como um tabela, e a chave primária TbCliente (codigo_cliente, dessa tabela nome_cliente) é formada pelas estrangeiras mais um TbProduto (codigo_produto, atributo da própria nome, tabela. produto, preço_produto) TbCompra (codigo_cliente, codigo_produto, data_compra, valor_compra) codigo_cliente referencia tbcliente codigo_produto referencia tbproduto TbPrestacao (codigo_prestacao, data_prestacao, valor_prestacao, cogido_cliente, codigo_prduto, data_compra) (codigo_cliente, codigo_produto, data_compra) referencia tbcompras Chave estrangeira composta

18 Exercícios Exercícios no Moodle para resolver. Utilizar o programa brmodelo Disponível em Tempo de Resolução em Aula.

Aula III Introdução ao Modelo Relacional

Aula III Introdução ao Modelo Relacional Aula III Introdução ao Modelo Relacional Referência bibliográfica ANGELOTTI, E S. Banco de Dados. Ed. Livro Técnico Introdução é um modelo lógico, utilizado em banco de dados relacionais. Nesse modelo,

Leia mais

Capitulo 2. Prof.º Espc. Fábio Margarito Martins de Barros - Tecnologia de banco de dados

Capitulo 2. Prof.º Espc. Fábio Margarito Martins de Barros - Tecnologia de banco de dados Capitulo 2 1. MODELO LÓGICO DE BANCO DE DADOS... 2 1.1 Definição... 2 1.2 Mapeando o modelo conceitual para o modelo lógico... 2 1.2 Dicionário de dados... 3 2. MODELO FÍSICO DO BANCO DE DADOS... 4 2.1

Leia mais

MODELO RELACIONAL - UFMA

MODELO RELACIONAL - UFMA MODELO RELACIONAL Universidade Federal do Maranhão - UFMA Departamento de Informática Projeto de Banco de Dados Profª.MSc Simara Rocha simararocha@gmail.com/simara@deinf.ufma.br www.deinf.ufma.br/~simara

Leia mais

Gestão de Tecnologia da Informação

Gestão de Tecnologia da Informação Gestão de Tecnologia da Informação Banco de Dados Prof. Gilberto B. Oliveira Tópicos Projeto de Banco de Dados (Button-Up) Modelagem conceitual Modelagem lógica Exemplo: Implementação do modelo Escola

Leia mais

MODELO RELACIONAL E RESTRIÇÕES DE INTEGRIDADE

MODELO RELACIONAL E RESTRIÇÕES DE INTEGRIDADE MODELO RELACIONAL E RESTRIÇÕES DE Prof. Ronaldo R. Goldschmidt Definição: O Modelo Relacional representa o banco de dados como uma coleção de relações. Fundamenta-se na Teoria dos Conjuntos. Informalmente:

Leia mais

MODELO DE DADOS. 1. Modelo de Dados. É uma imagem gráfica de toda a base de informações necessárias para um determinado empreendimento.

MODELO DE DADOS. 1. Modelo de Dados. É uma imagem gráfica de toda a base de informações necessárias para um determinado empreendimento. MODELO DE DADOS 1. Modelo de Dados É uma imagem gráfica de toda a base de informações necessárias para um determinado empreendimento. 2. Modelo de Entidade Relacionamento É a principal ferramenta gráfica

Leia mais

Lista de exercícios nº 1 Nota referente ao 1º bimestre 2º Semestre 2012

Lista de exercícios nº 1 Nota referente ao 1º bimestre 2º Semestre 2012 Questionário Lista de exercícios nº 1 Nota referente ao 1º bimestre 2º Semestre 2012 1- Definir o que é um banco de dados? 2- Citar exemplos de banco de dados. 3- Definir o que são tabelas, campos e tipo

Leia mais

MODELO DE DADOS. É uma imagem gráfica de toda a base de informações necessárias para um determinado empreendimento.

MODELO DE DADOS. É uma imagem gráfica de toda a base de informações necessárias para um determinado empreendimento. MODELO DE DADOS. Modelo de Dados É uma imagem gráfica de toda a base de informações necessárias para um determinado empreendimento. 2. Modelo de Entidade Relacionamento É a principal ferramenta gráfica

Leia mais

Modelo Relacional. Aécio Costa

Modelo Relacional. Aécio Costa Aécio Costa O Modelo de Dados Relacional foi introduzido por Codd (1970). Entre os modelos de dados de implementação, o modelo relacional é o mais simples, com estrutura de dados uniforme, e também o mais

Leia mais

Roteiro. Modelo de Dados Relacional. Processo de Projeto de Banco de Dados. BCC321 - Banco de Dados I. Ementa. Posicionamento.

Roteiro. Modelo de Dados Relacional. Processo de Projeto de Banco de Dados. BCC321 - Banco de Dados I. Ementa. Posicionamento. Roteiro Modelo de Dados Relacional Posicionamento Luiz Henrique de Campos Merschmann Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto luizhenrique@iceb.ufop.br www.decom.ufop.br/luiz Introdução

Leia mais

Banco de Dados I. Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011

Banco de Dados I. Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011 Banco de Dados I Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011 Plano de Aula SQL Definição Histórico SQL e sublinguagens Definição de dados (DDL) CREATE Restrições básicas em SQL ALTER DROP 08:20 Definição de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II BANCO DE DADOS II AULA 1 Linguagem SQL Linguagem de definição de dados (DDL) DISCIPLINA: Banco de Dados

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Agenda Introdução Conceitos do Modelo Relacional Restrições de Integridade Básicas Esquema do BD Relacional Restrições

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em BD

Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em BD Modelagem de Dados Aula 01 Revisão Modelos de Dados Existem modelos para diferentes níveis de abstração de representação de dados modelos conceituais modelos lógicos

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Msc. Regilan Meira IFBA Campus Ilhéus

Banco de Dados. Prof. Msc. Regilan Meira IFBA Campus Ilhéus Banco de Dados Esta apostila é dirigida a estudantes que queiram ter uma visão unificada de modelagem de dados, projeto de bancos de dados relacionais e programação na linguagem SQL. Traz vários exemplos

Leia mais

Modelo Relacional. Modelo Relacional. Tabelas

Modelo Relacional. Modelo Relacional. Tabelas MODELO RELACIONAL Banco de Dados Relacional = consiste em uma coleção de tabelas ou relações, cada uma das quais com um nome único. 2 1 Tabelas Conjunto não ordenado de linhas (tuplas); Cada linha é composta

Leia mais

Curso de Gestão em SI MODELAGEM DE DADOS. Rodrigo da Silva Gomes. (Extraído do material do prof. Ronaldo Melo - UFSC)

Curso de Gestão em SI MODELAGEM DE DADOS. Rodrigo da Silva Gomes. (Extraído do material do prof. Ronaldo Melo - UFSC) Curso de Gestão em SI MODELAGEM DE DADOS Rodrigo da Silva Gomes (Extraído do material do prof. Ronaldo Melo - UFSC) Modelo Conceitual Descrição do banco de dados de forma independente de implementação

Leia mais

GBC043 - Sistemas de Banco de Dados Mapeamento ER, EER para o Relacional

GBC043 - Sistemas de Banco de Dados Mapeamento ER, EER para o Relacional GBC043 - Sistemas de Banco de Dados Mapeamento ER, EER para o Relacional Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/sbd /BCC Projeto Lógico Def. o projeto lógico é a especificação

Leia mais

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS BANCO DE DADOS

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS BANCO DE DADOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS CLAUDIO RIBEIRO DA SILVA MARÇO 1997 2 1 - CONCEITOS GERAIS DE 1.1 - Conceitos Banco de Dados - Representa

Leia mais

BANCO DE DADOS 1 AULA 1. estrutura do curso e conceitos fundamentais. Professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com contato@lrocha.

BANCO DE DADOS 1 AULA 1. estrutura do curso e conceitos fundamentais. Professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com contato@lrocha. BANCO DE DADOS 1 AULA 1 estrutura do curso e conceitos fundamentais Professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com contato@lrocha.com 1 ROTEIRO Apresentação do Docente; Apresentação da Ementa da Disciplina;

Leia mais

Modelo de Dados. Modelos Conceituais

Modelo de Dados. Modelos Conceituais Modelo de Dados Modelo para organização dos dados de um BD define um conjunto de conceitos para a representação de dados exemplos: entidade, tabela, atributo,... existem modelos para diferentes níveis

Leia mais

Linguagem de Consulta - SQL

Linguagem de Consulta - SQL SQL Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada; Originou-se da linguagem SEQUEL (1974); Revisada e chamada de SQL em 1976/77; Em 1986, padronizada pelo ANSI/ISO - chamada SQL-86; Em 1987

Leia mais

Disciplina de Banco de Dados Parte V

Disciplina de Banco de Dados Parte V Disciplina de Banco de Dados Parte V Prof. Elisa Maria Pivetta CAFW - UFSM Modelo de Dado Relacional O Modelo Relacional O Modelo ER é independente do SGDB portanto, deve ser o primeiro modelo gerado após

Leia mais

Introdução à Banco de Dados

Introdução à Banco de Dados Introdução à Banco de Dados Introdução à Banco de Dados Agenda O que é Banco de Dados Como ele funciona Sistema Gerenciador de Banco de Dados Modelagem de Dados Modelo de dados Entidade-Relacionamento

Leia mais

Principal: construir uma base de dados para produção de informações sobre internações hospitalares;

Principal: construir uma base de dados para produção de informações sobre internações hospitalares; Principal: construir uma base de dados para produção de informações sobre internações hospitalares; Específicos: - criar um banco de dados para armazenar registros sobre internações hospitalares; - produzir

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB. Disciplina: Banco de Dados Professora: Cheli Mendes Costa Modelo de Dados

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB. Disciplina: Banco de Dados Professora: Cheli Mendes Costa Modelo de Dados Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Banco de Dados Professora: Cheli Mendes Costa Modelo de Dados Modelo para organização dos dados de um BD. define um conjunto de conceitos para

Leia mais

Banco de Dados Transformação Modelo Conceitual para Lógico Relacional. Prof. Juliano Lucas Gonçalves juliano.gonçalves@ifsc.edu.br

Banco de Dados Transformação Modelo Conceitual para Lógico Relacional. Prof. Juliano Lucas Gonçalves juliano.gonçalves@ifsc.edu.br Banco de Dados Transformação Modelo Conceitual para Lógico Relacional Prof. Juliano Lucas Gonçalves juliano.gonçalves@ifsc.edu.br Implementação inicial de entidades Cada entidade é traduzida para uma tabela.

Leia mais

Conceitos básicos. Aplicações de banco de dados. Conceitos básicos (cont.) Dado: Um fato, alguma coisa sobre a qual uma inferência é baseada.

Conceitos básicos. Aplicações de banco de dados. Conceitos básicos (cont.) Dado: Um fato, alguma coisa sobre a qual uma inferência é baseada. Conceitos básicos Angélica Toffano Seidel Calazans E-mail: angelica_toffano@yahoo.com.br Conceitos introdutórios de Modelagem de dados Dado: Um fato, alguma coisa sobre a qual uma inferência é baseada.

Leia mais

Banco de dados 1. Linguagem SQL DDL e DML. Professor: Victor Hugo L. Lopes

Banco de dados 1. Linguagem SQL DDL e DML. Professor: Victor Hugo L. Lopes Banco de dados 1 Linguagem SQL DDL e DML Professor: Victor Hugo L. Lopes Agenda: Introdução à linguagem de dados; DDL; DML; CRUD; Introdução à linguagem SQL. 2 Por que precisamos da linguagem SQL? A algebra

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Técnico em Informática FORMA/GRAU: (X) Integrado ( ) Subsequente ( ) Concomitante ( ) Bacharelado ( ) Licenciatura ( ) Tecnólogo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

Oficina. Praça das Três Caixas d Água Porto Velho - RO

Oficina. Praça das Três Caixas d Água Porto Velho - RO Oficina Praça das Três Caixas d Água Porto Velho - RO Oficina Ministrante: Marcel Leite Rios Apresentação Pessoal Marcel Leite Rios Prof. de Informática IFRO Graduado: Sistemas de Informação - ULBRA MBA

Leia mais

AULA 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS E VISÃO GERAL DO SQL CONCEITUANDO BANCO DE DADOS MODELO RELACIONAL

AULA 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS E VISÃO GERAL DO SQL CONCEITUANDO BANCO DE DADOS MODELO RELACIONAL BANCO DE DADOS GERENCIAL 1 AULA 1 INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS E VISÃO GERAL DO SQL CONCEITUANDO BANCO DE DADOS Um banco de dados é uma coleção de dados (ou informações) organizadas de forma lógica, e que

Leia mais

Persistência de Classe e Auto- Relacionamento em Tabelas de Banco de Dados

Persistência de Classe e Auto- Relacionamento em Tabelas de Banco de Dados UTFPR DAELN - Disciplina de Fundamentos de Programação II ( IF62C ). 1 Persistência de Classe e Auto- Relacionamento em Tabelas de Banco de Dados 1) Introdução! Em algumas situações, pode ser necessário

Leia mais

Chaves. Chaves. O modelo relacional implementa dois conhecidos conceitos de chaves, como veremos a seguir:

Chaves. Chaves. O modelo relacional implementa dois conhecidos conceitos de chaves, como veremos a seguir: Chaves 1 Chaves CONCEITO DE CHAVE: determina o conceito de item de busca, ou seja, um dado que será empregado nas consultas à base de dados. É um conceito lógico da aplicação (chave primária e chave estrangeira).

Leia mais

CICLO DE VIDA DE UM BD

CICLO DE VIDA DE UM BD BANCO DE DADOS Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Ciência da Computação Prof. Alexandre Veloso de Matos alexandre.matos@udesc.br CICLO DE VIDA DE UM

Leia mais

Banco de Dados I. Linguagem de Consulta (parte I) DDL DML

Banco de Dados I. Linguagem de Consulta (parte I) DDL DML Banco de Dados I Linguagem de Consulta (parte I) DDL DML Linguagem de Consulta:SQL contéudo Structured Query Language Originalmente SEQUEL Structured English Query Language Projeta e Implementada pela

Leia mais

BANCO DE DADOS I. Exercícios

BANCO DE DADOS I. Exercícios BANCO DE DADOS I Exercícios Nos próximos slide estão apresentados um modelo ER parcial de uma fábrica e o seu respectivo modelo Relacional. O esquema da base de dados relacional contém os nomes das tabelas,

Leia mais

Processo de Projeto Bottom-Up. esquema conceitual do BD. engenharia reversa do esquema relacional. esquema relacional integrado do BD (esquema global)

Processo de Projeto Bottom-Up. esquema conceitual do BD. engenharia reversa do esquema relacional. esquema relacional integrado do BD (esquema global) Processo de Projeto Bottom-Up esquema conceitual do BD engenharia reversa do esquema relacional Passo4 esquema relacional integrado do BD (esquema global) esquema relacional 1 normalização tabela ÑN 1

Leia mais

Processo de Projeto Bottom-Up. esquema conceitual do BD. engenharia reversa do esquema relacional. esquema relacional integrado do BD (esquema global)

Processo de Projeto Bottom-Up. esquema conceitual do BD. engenharia reversa do esquema relacional. esquema relacional integrado do BD (esquema global) Processo de Projeto Bottom-Up esquema conceitual do BD engenharia reversa do esquema relacional Passo4 esquema relacional integrado do BD (esquema global) integração Passo3 esquema relacional 1 normalização

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados Banco de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix

Leia mais

MODELO LÓGICO DE DADOS (MLD)

MODELO LÓGICO DE DADOS (MLD) MODELO LÓGICO DE DADOS (MLD) Olá, Turma! Neste capítulo, daremos prosseguimento ao nosso trabalho de modelar o negócio para o qual estaremos desenvolvendo um sistema. Quando vamos trabalhar com o modelo

Leia mais

SQL BÁSICO. Introdução. Prof. Suelane Garcia. Linguagem SQL (Structured Query Language)

SQL BÁSICO. Introdução. Prof. Suelane Garcia. Linguagem SQL (Structured Query Language) SQL BÁSICO Prof. Suelane Garcia Introdução 2 Linguagem SQL (Structured Query Language) Linguagem de Consulta Estruturada padrão para acesso a Banco de Dados. Usada em inúmeros Sistemas de Gerenciamento

Leia mais

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015 SQL - Banco de Dados 1 Disciplina: Banco de Dados Professor: José Antônio 2 Tópicos de discussão Criando um banco de dados Incluindo, atualizando e excluindo linhas nas tabelas Pesquisa básica em tabelas

Leia mais

Linguagem SQL Sub-linguagem DDL

Linguagem SQL Sub-linguagem DDL Linguagem SQL Sub-linguagem DDL A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation Language para suas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos - SP Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática Qualificação:

Leia mais

Comandos DDL. id_modulo = id_m odulo

Comandos DDL. id_modulo = id_m odulo Comandos DDL Estudo de Caso Controle Acadêmico Simplificado Uma escola contém vários cursos, onde cada aluno possui uma matricula num determinado curso. Estes cursos, por sua vez, possuem módulos, aos

Leia mais

Banco de Dados. Um momento crucial na organização dos dados é a forma com que cadastramos estes dados, a estrutura de armazenamento que criamos.

Banco de Dados. Um momento crucial na organização dos dados é a forma com que cadastramos estes dados, a estrutura de armazenamento que criamos. Banco de Dados O que é um Banco de Dados? Este assunto é muito vasto, tentaremos resumi-lo para atender as questões encontradas em concursos públicos. Já conhecemos o conceito de dado, ou seja, uma informação

Leia mais

Modelo Relacional. 2. Modelo Relacional (Lógico)

Modelo Relacional. 2. Modelo Relacional (Lógico) Modelo Relacional 2. Modelo Relacional (Lógico) Derivado do modelo conceitual; Depende do SGBD escolhido; Independe dos dispositivos de armazenamento; Primitivas: tabelas, linhas e colunas; Transformação

Leia mais

EXERCÍCIOS PRÁTICOS. Banco de Dados

EXERCÍCIOS PRÁTICOS. Banco de Dados EXERCÍCIOS PRÁTICOS Banco de Dados Introdução ao uso do SQL Structured Query Language, considerando tanto DDL Data Definition Language quanto DML Data Manipulation Language. Banco de Dados selecionado:

Leia mais

Banco de Dados para Redes. Cassio Diego cassiodiego.com/bdr

Banco de Dados para Redes. Cassio Diego cassiodiego.com/bdr Banco de Dados para Redes Cassio Diego cassiodiego.com/bdr 1 Unidade 1 - Introdução Conceito de Banco de Dados Definição de SGBD Vantagens de utilizar SGBD Usuários do Banco de Dados Principais Bancos

Leia mais

Banco de Dados. Modelagem de Dados com MER. Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.

Banco de Dados. Modelagem de Dados com MER. Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo. Banco de Dados Modelagem de Dados com MER Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015 Modelagem de Dados Modelagem de Dados tem como objetivo transformar uma

Leia mais

Formação em Banco de Dados. Subtítulo

Formação em Banco de Dados. Subtítulo Formação em Banco de Dados Subtítulo Sobre a APTECH A Aptech é uma instituição global, modelo em capacitação profissional, que dispõe de diversos cursos com objetivo de preparar seus alunos para carreiras

Leia mais

Profa. Daniela Barreiro Claro

Profa. Daniela Barreiro Claro Profa. Daniela Barreiro Claro Modelar é criar representações do mundo real A modelagem relacional pode ser representada via MER (Modelo de Entidade Relacionamento) O MER define estruturas e restrições

Leia mais

PROJETO LÓGICO. Passos para transformação ER Relacional: 1) Tradução inicial de Entidades e seus Atributos;

PROJETO LÓGICO. Passos para transformação ER Relacional: 1) Tradução inicial de Entidades e seus Atributos; BANCO DE DADOS Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Ciência da Computação Prof. Alexandre Veloso de Matos alexandre.matos@udesc.br PROJETO LÓGICO Passos

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix Ingress SQL

Leia mais

Modelo de Dados. Modelo para organização dos dados de um BD

Modelo de Dados. Modelo para organização dos dados de um BD Modelo de Dados Modelo para organização dos dados de um BD define um conjunto de conceitos para a representação de dados exemplos: entidade, tabela, atributo,... existem modelos para diferentes níveis

Leia mais

Engenharia de Computação / Engenharia de Produção. Banco de Dados Prof. Maria das Graças da Silva Teixeira

Engenharia de Computação / Engenharia de Produção. Banco de Dados Prof. Maria das Graças da Silva Teixeira Unidade 3 SQL Engenharia de Computação / Engenharia de Produção Banco de Dados Prof. Maria das Graças da Silva Teixeira Material base: Banco de Dados, 2009.2, prof. Otacílio José Pereira Contexto na Disciplina

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Levantamento de Requisitos Modelo Físico Modelo Conceitual Modelo Lógico REVISANDO OS CONCEITOS DE MODELAGEM Até grau máximo Pelo menos grau mínimo PEDIDO (0,N) ITEM_ PEDIDO (1,N)

Leia mais

Aula VI -MODELO RELACIONAL

Aula VI -MODELO RELACIONAL Aula VI -MODELO RELACIONAL ModeloRelacional É constituído de tabelas, ou relações. Para cada tabela deve haver um nome único. Uma tabela pode ser considerada como um tipo de relação matemática. Uma tabela

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 3º semestre EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 3º semestre EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( ) Integrado ( ) Subsequente ( ) Concomitante ( X ) Bacharelado ( ) Licenciatura ( ) Tecnólogo

Leia mais

Aula II Introdução ao Modelo de Entidade-Relacionamento

Aula II Introdução ao Modelo de Entidade-Relacionamento Aula II Introdução ao Modelo de Entidade-Relacionamento Referência bibliográfica ANGELOTTI, E S. Banco de Dados. Ed. Livro Técnico Introdução É um modelo conceitual e deve estar o mais próximo possível

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II BANCO DE DADOS II AULA 2 Linguagem SQL Linguagem de definição de dados (DDL) DISCIPLINA: Banco de Dados

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Modelagem e Projeto de Banco de Dados Especialização em Tecnologia da Informação - Ênfases Março- 2009 1 Material usado na montagem

Leia mais

Esta aula tem o objetivo de nos orientar durante este período em nossas aulas de Banco de Dados, não tem a pretensão de ser a única fonte de

Esta aula tem o objetivo de nos orientar durante este período em nossas aulas de Banco de Dados, não tem a pretensão de ser a única fonte de BD Esta aula tem o objetivo de nos orientar durante este período em nossas aulas de Banco de Dados, não tem a pretensão de ser a única fonte de informação para nosso êxito no curso. A intenção de elaborar

Leia mais

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1 INTRODUÇÃO PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1 Leonardo Pereira leonardo@estudandoti.com.br Facebook: leongamerti http://www.estudandoti.com.br Informações que precisam ser manipuladas com mais segurança

Leia mais

17/10/2008. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Redes de Computadores

17/10/2008. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Redes de Computadores Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Redes de Computadores Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 2 Imagem: BARBIERI, Carlos. 2

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET PROJETO DE BANCO DE DADOS

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET PROJETO DE BANCO DE DADOS Exemplos de Scripts SQL (PostgreSQL) Pizzaria 1 2 Criação de BANCO DE DADOS CREATE DATABASE nome_do_banco; CREATE DATABASE pizzaria; Criação de TABELAS SOMENTE COM CHAVE PRIMÁRIA CREATE TABLE nome_da_tabela

Leia mais

Modelo Entidade-Relacionamento. Prof. Antonio Almeida de Barros Jr.

Modelo Entidade-Relacionamento. Prof. Antonio Almeida de Barros Jr. Modelo Entidade-Relacionamento Prof. Antonio Almeida de Barros Jr. Conteúdo Contexto Histórico A Importância da Modelagem de Dados Projeto de Banco de Dados Modelagem Conceitual Projeto Lógico Projeto

Leia mais

BASES DE DADOS I LTSI/2. Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011

BASES DE DADOS I LTSI/2. Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011 BASES DE DADOS I LTSI/2 Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011 A Linguagem SQL As raízes da linguagem SQL remontam a 1974, altura em que a IBM desenvolvia

Leia mais

Programação com acesso a BD. Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Programação com acesso a BD. Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Agenda Linguagem SQL: Introdução; Construção/Definição de tabelas. 2 Linguagem SQL SQL - Structured Query Language;

Leia mais

Banco de Dados. Módulo 7 - Modelo Relacional. Definição do Esquema Relacional em SQL. modulo07.prz 1 10/09/01

Banco de Dados. Módulo 7 - Modelo Relacional. Definição do Esquema Relacional em SQL. modulo07.prz 1 10/09/01 Banco de Dados Módulo 7 - Modelo Relacional Definição do Esquema Relacional em SQL modulo07.prz 1 10/09/01 Introdução SQL linguagem padrão para SGBDs relacionais derivada do SEQUEL (Structured English

Leia mais

Prof. Alexandre Unterstell Banco de Dados I

Prof. Alexandre Unterstell Banco de Dados I Prof. Alexandre Unterstell Banco de Dados I Etapas para o projeto de um BD Análise de requisitos Analista: Entrevista Necessidade do negócio As etapas não consideram ainda nenhuma característica específica

Leia mais

BANCO DE DADOS PROFESSOR MAURÍCIO - MAURICIO.MELLO@PUCPR.BR AULA 02. O Modelo Entidade-Relacionamento ( MER )

BANCO DE DADOS PROFESSOR MAURÍCIO - MAURICIO.MELLO@PUCPR.BR AULA 02. O Modelo Entidade-Relacionamento ( MER ) AULA 02 BANCO DE DADOS PROFESSOR MAURÍCIO - MAURICIO.MELLO@PUCPR.BR O Modelo Entidade-Relacionamento ( MER ) Fases do Projeto de Bases de Dados (EN94)- O Modelo Entidade- Relacionamento Definição : modelo

Leia mais

BANCO DE DADOS -PROJETO LÓGICO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

BANCO DE DADOS -PROJETO LÓGICO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br BANCO DE DADOS -PROJETO LÓGICO Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br PROJETO DE BANCO DE DADOS Atividade de modelagem de dados em diversos níveis de abstração Modelagem conceitual

Leia mais

Prefeitura da Cidade de Nova Iguaçú. SEMED Secretaria Municipal de Educação. Coordenadoria Municipal de Ciência e Tecnologia

Prefeitura da Cidade de Nova Iguaçú. SEMED Secretaria Municipal de Educação. Coordenadoria Municipal de Ciência e Tecnologia Prefeitura da Cidade de Nova Iguaçú SEMED Secretaria Municipal de Educação Coordenadoria Municipal de Ciência e Tecnologia Projeto Sistema de Monitoramento do Usuário da Rede de Proteção Social de Nova

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

Aula 3 SBD Modelo Entidade Relacionamento Parte 1. Profa. Elaine Faria UFU - 2015

Aula 3 SBD Modelo Entidade Relacionamento Parte 1. Profa. Elaine Faria UFU - 2015 Aula 3 SBD Modelo Entidade Relacionamento Parte 1 Profa. Elaine Faria UFU - 2015 Processo do Projeto de um Banco de Dados A criação de uma aplicação de banco de dados envolve várias tarefas Projeto do

Leia mais

Banco de Dados Modelo Entidade-Relacionamento. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br

Banco de Dados Modelo Entidade-Relacionamento. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Banco de Dados Modelo Entidade- Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Modelo Entidade- Proposto por Peter Chen, em 1976 Baseado na percepção do mundo real Consiste de um conjunto de objetos básicos

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Prof. Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de técnico em

Leia mais

Conceitos Básicos de Banco de Dados

Conceitos Básicos de Banco de Dados Conceitos Básicos de Banco de Dados Laboratório de Bases de Dados Sistema de Banco de Dados (SBD) Sistema de armazenamento de dados Objetivos: manter informações torná-las disponível quando necessário

Leia mais

BANCO DE DADOS. Fixação dos conteúdos Integridade Referencial Normalização Exercícios

BANCO DE DADOS. Fixação dos conteúdos Integridade Referencial Normalização Exercícios BANCO DE DADOS Fixação dos conteúdos Integridade Referencial Normalização Exercícios BANCO DE DADOS X SGBD Banco de Dados: Um "banco de dados" pode ser definido como um conjunto de "dados" devidamente

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Etec Dr. José Luiz Viana Coutinho Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Dr. José Luiz Viana Coutinho Código: 073 Município: Jales Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Componente

Leia mais

MSc. Daniele Carvalho Oliveira

MSc. Daniele Carvalho Oliveira MSc. Daniele Carvalho Oliveira AULA 2 Administração de Banco de Dados: MSc. Daniele Oliveira 2 CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE BANCO DE DADOS Administração de Banco de Dados: MSc. Daniele Oliveira 3 Conceitos

Leia mais

MODELAGEM DE DADOS. Banco de Dados I. O uso da análise e do projeto Orientados a Objetos atenuou a separação! Unidade I

MODELAGEM DE DADOS. Banco de Dados I. O uso da análise e do projeto Orientados a Objetos atenuou a separação! Unidade I O uso da análise e do projeto Orientados a Objetos atenuou a separação! 1 Etapas do Projeto do BD Análise de Requisitos Coleta de informações sobre os dados e seus relacionamentos na organização Projeto

Leia mais

Modelagem Conceitual parte I

Modelagem Conceitual parte I Modelagem Conceitual parte I Vitor Valerio de Souza Campos Objetivos Apresentar a modelagem conceitual como parte integrante do projeto de um BD Mostrar as vantagens de uma documentação conceitual de dados

Leia mais

Administração de Bancos de Dados

Administração de Bancos de Dados Modelo Entidade-Relacionamento Prof. Rodrigo M. Silva Administração de Bancos de Dados 1 silvars@gmail.com Plano de Aula Modelos de Dados (Revisão) O Modelo Entidade-Relacionamento Entidades Atributos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE ENGENHARIAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE ENGENHARIAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE ENGENHARIAS PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO Professor: Prof. Christiano Martino Otero Avila Disciplina: Engenharia da Informação Código:

Leia mais

Modelagem Conceitual parte I

Modelagem Conceitual parte I Modelagem Conceitual parte I Vitor Valerio de Souza Campos Objetivos Apresentar a modelagem conceitual como parte integrante do projeto de um BD Mostrar as vantagens de uma documentação conceitual de dados

Leia mais

Diagrama de Entidade e Relacionamento

Diagrama de Entidade e Relacionamento Diagrama de Entidade e Relacionamento Através deste diagrama poderemos representar, de forma sucinta e bem estruturada, todos os elementos essenciais abstraídos no processo de análise de sistemas. Denominamos

Leia mais

Structured Query Language (SQL) Aula Prática

Structured Query Language (SQL) Aula Prática Structured Query Language (SQL) Aula Prática Linguagens de SGBD Durante o desenvolvimento do sistema R, pesquisadores da IBM desenvolveram a linguagem SEQUEL, primeira linguagem de acesso para Sistemas

Leia mais

MEMOREX BANCO DE DADOS por Paulo Marcelo

MEMOREX BANCO DE DADOS por Paulo Marcelo MEMOREX BANCO DE DADOS por Paulo Marcelo paulo1410@hotmail.com 10/10/2009 Esse é o terceiro memorex destinado aos concurseiros de TI. Neste material, foram compilados os principais conceitos sobre banco

Leia mais

MODELAGEM DE DADOS - NORMALIZAÇÃO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

MODELAGEM DE DADOS - NORMALIZAÇÃO. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. MODELAGEM DE DADOS - NORMALIZAÇÃO Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. MOTIVAÇÃO Tipos de chave Chave candidata: Todas as opções de identificação única de um registro; Chave primária: Chave escolhida como

Leia mais

Introdução em Banco de Dados

Introdução em Banco de Dados Introdução em Banco de Dados Aula08 ComandosSQL II comando ORDER BY Uma lista completa dos registros da tabela por ordem alfabética do campo NOME. comando ORDER BY... DESC Uma lista completa dos registros

Leia mais

Modelo Entidade-Relacionamento DCC011. Modelo Entidade-Relacionamento. Processo de Projeto de Bancos de Dados

Modelo Entidade-Relacionamento DCC011. Modelo Entidade-Relacionamento. Processo de Projeto de Bancos de Dados DCC011 Introdução a Banco de Dados -06 Modelo Entidade-Relacionamento Mirella M. Moro Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais mirella@dcc.ufmg.br Processo de Projeto

Leia mais

MODELAGEM DE DADOS TEORIA E PRÁTICA

MODELAGEM DE DADOS TEORIA E PRÁTICA MODELAGEM DE DADOS TEORIA E PRÁTICA ARAÚJO, M. A. P. 1. INTRODUÇÃO Modelagem de sistemas, tanto a nível funcional quanto de dados, é um requisito fundamental para a obtenção de produtos de software de

Leia mais