MUSAMI Operações Municipais do Ambiente, EIM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MUSAMI Operações Municipais do Ambiente, EIM"

Transcrição

1 Governo dos Açores Direção Regional do Ambiente Operador de Gestão de Resíduos MUSAMI Operações Municipais do Ambiente, EIM NIF Sede Rua Engenheiro Arantes de Oliveira, 15B Ribeira Grande Ribeira Grande São Miguel Instalação Canada das Murtas, Lugar do Engenho São Roque Ponta Delgada São Miguel Telefone: Fax: Alvará(s) 25/DRA/2009 Alvará nº 25/DRA/2009 Validade: /DRA/2009 Licença de Funcionamento nº 10/DRA/2009 Validade: Códigos LER Código Ler Descrição Operações RESÍDUOS DA EXTRACÇÃO DE MINÉRIOS METÁLICOS RESÍDUOS DA EXTRACÇÃO DE MINÉRIOS NÃO METÁLICOS REJEITADOS NÃO ABRANGIDOS EM E POEIRAS E PÓS, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS VERMELHAS DA PRODUÇÃO DE ALUMINA, NÃO ABRANGIDAS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS AREIAS E ARGILAS POEIRAS E PÓS, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DA PREPARAÇÃO DE MINÉRIOS DE POTÁSSIO E DE SAL-GEMA, NÃO ABRANGIDOS EM REJEITADOS E OUTROS RESÍDUOS, RESULTANTES DA LAVAGEM E LIMPEZA DE MINÉRIOS, NÃO ABRANGIDOS EM E RESÍDUOS DO CORTE E SERRAGEM DE PEDRA, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LAMAS E OUTROS RESÍDUOS DE PERFURAÇÃO, CONTENDO ÁGUA DOCE LAMAS E OUTROS RESÍDUOS DE PERFURAÇÃO, CONTENDO SAIS DE BÁRIO, NÃO ABRANGIDOS EM E LAMAS E OUTROS RESÍDUOS DE PERFURAÇÃO, CONTENDO CLORETOS, NÃO ABRANGIDOS EM E OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LAMAS PROVENIENTES DA LAVAGEM E LIMPEZA RESÍDUOS DE TECIDOS VEGETAIS RESÍDUOS DE TECIDOS VEGETAIS R3/R11/R12/R13/ RESÍDUOS DE PLÁSTICOS (EXCLUINDO EMBALAGENS) R12/R13/ RESÍDUOS DE PLÁSTICOS (EXCLUINDO EMBALAGENS)

2 RESÍDUOS SILVÍCOLAS RESÍDUOS SILVÍCOLAS R3/R11/R12/R13/ (*) RESÍDUOS AGROQUÍMICOS CONTENDO SUBSTÂNCIAS PERIGOSAS RESÍDUOS METÁLICOS RESÍDUOS METÁLICOS R12/R13/ OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS R12/R13/ OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LAMAS PROVENIENTES DA LAVAGEM E LIMPEZA RESÍDUOS DE TECIDOS ANIMAIS MATERIAIS IMPRÓPRIOS PARA CONSUMO OU PROCESSAMENTO LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LAMAS DE LAVAGEM, LIMPEZA, DESCASQUE, CENTRIFUGAÇÃO E SEPARAÇÃO RESÍDUOS DE AGENTES CONSERVANTES RESÍDUOS DA EXTRACÇÃO POR SOLVENTES MATERIAIS IMPRÓPRIOS PARA CONSUMO OU PROCESSAMENTO LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS TERRA PROVENIENTE DA LIMPEZA E LAVAGEM DA BETERRABA CARBONATO DE CÁLCIO FORA DE ESPECIFICAÇÃO LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS MATERIAIS IMPRÓPRIOS PARA CONSUMO OU PROCESSAMENTO LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES R3/R11/R12/R13/ LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES MATERIAIS IMPRÓPRIOS PARA CONSUMO OU PROCESSAMENTO RESÍDUOS DE AGENTES CONSERVANTES LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DA LAVAGEM, LIMPEZA E REDUÇÃO MECÂNICA DAS MATÉRIAS PRIMAS RESÍDUOS DA DESTILAÇÃO DE ÁLCOOL RESÍDUOS DE TRATAMENTOS QUÍMICOS MATERIAIS IMPRÓPRIOS PARA CONSUMO OU PROCESSAMENTO OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DO DESCASQUE DE MADEIRA E DE CORTIÇA RESÍDUOS DO DESCASQUE DE MADEIRA E DE CORTIÇA R3/R11/R12/R13/ SERRADURA, APARAS, FITAS DE APLAINAMENTO, MADEIRA, AGLOMERADOS E FOLHEADOS, NÃO ABRANGIDOS EM SERRADURA, APARAS, FITAS DE APLAINAMENTO, MADEIRA, AGLOMERADOS E FOLHEADOS, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS R12/R13/ OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS R12/R13/ AGENTES DE PRESERVAÇÃO DA MADEIRA NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DO DESCASQUE DE MADEIRA E DE MADEIRA RESÍDUOS DO DESCASQUE DE MADEIRA E DE MADEIRA R3/R11/R12/R13/ LAMAS DA LIXÍVIA VERDE (PROVENIENTES DA VALORIZAÇÃO DA LIXÍVIA DE COZIMENTO) LAMAS DE DESTINTAGEM, PROVENIENTES DA RECICLAGEM DE PAPEL REJEITADOS MECANICAMENTE SEPARADOS, DO FABRICO DE PASTA A PARTIR DE PAPEL E CARTÃO USADO

3 RESÍDUOS DA TRIAGEM DE PAPEL E CARTÃO DESTINADOS A RECICLAGEM RESÍDUOS DE LAMAS DE CAL REJEITADOS DE FIBRAS E LAMAS DE FIBRAS, FILERS E REVESTIMENTOS, PROVENIENTES DA SEPARAÇÃO MECÂNICA LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, NÃO ABRANGIDAS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DAS OPERAÇÕES DE DESCARNA E DIVISÃO DE TRIPA RESÍDUOS DA OPERAÇÃO DE CALAGEM LAMAS, EM ESPECIAL DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, CONTENDO CRÓMIO LAMAS, EM ESPECIAL DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, SEM CRÓMIO RESÍDUOS DE PELE CURTIDA (APARAS AZUIS, SURRAGEM, POEIRAS) CONTENDO CRÓMIO RESÍDUOS DA CONFECÇÃO E ACABAMENTOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DE MATERIAIS COMPÓSITOS (TÊXTEIS IMPREGNADOS, ELASTÓMEROS, PLASTÓMEROS) MATÉRIA ORGÂNICA DE PRODUTOS NATURAIS (POR EXEMPLO, GORDURA, CERA) RESÍDUOS DOS ACABAMENTOS, NÃO ABRANGIDOS EM CORANTES E PIGMENTOS, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS DE FIBRAS TÊXTEIS NÃO PROCESSADAS RESÍDUOS DE FIBRAS TÊXTEIS PROCESSADAS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS SAIS NO ESTADO SÓLIDO E EM SOLUÇÕES, NÃO ABRANGIDOS EM E ÓXIDOS METÁLICOS NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS ESPECIFICADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS CONTENDO SULFURETOS NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS ESCÓRIAS COM FÓSFORO RESÍDUOS CÁLCICOS DE REACÇÃO, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS CÁLCICOS DE REACÇÃO, DA PRODUÇÃO DE DIÓXIDO DE TITÂNIO OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS NEGRO DE FUMO OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, NÃO ABRANGIDAS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DE PLÁSTICOS RESÍDUOS DE ADITIVOS, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS CONTENDO SILICONES QUE NÃO OS MENCIONADOS NA RUBRICA OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, NÃO ABRANGIDAS EM

4 OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, NÃO ABRANGIDAS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS (*) LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, CONTENDO SUBSTÂNCIAS PERIGOSAS RESÍDUOS SÓLIDOS NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS (*) LAMAS TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, CONTENDO SUBSTÂNCIAS PERIGOSAS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DE TINTAS E VERNIZES, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS DE TINTAS E VERNIZES, NÃO ABRANGIDAS EM LAMAS AQUOSAS CONTENDO TINTAS E VERNIZES, NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS DA REMOÇÃO DE TINTAS E VERNIZES, NÃO ABRANGIDOS EM SUSPENSÕES AQUOSAS CONTENDO TINTAS OU VERNIZES, NÃO ABRANGIDAS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DE REVESTIMENTOS NA FORMA PULVERULENTA LAMAS AQUOSAS CONTENDO MATERIAIS CERÂMICOS SUSPENSÕES AQUOSAS CONTENDO MATERIAIS CERÂMICOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LAMAS AQUOSAS CONTENDO TINTAS DE IMPRESSÃO RESÍDUOS DE LÍQUIDOS AQUOSOS CONTENDO TINTAS DE IMPRESSÃO RESÍDUOS DE TINTAS, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS DE TINTAS DE IMPRESSÃO, NÃO ABRANGIDAS EM (*) RESÍDUOS DE TONER DE IMPRESSÃO, CONTENDO SUBSTÂNCIAS PERIGOSAS RESÍDUOS DE TONER DE IMPRESSÃO, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DE COLAS OU VEDANTES, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS DE COLAS OU VEDANTES, NÃO ABRANGIDAS EM LAMAS AQUOSAS CONTENDO COLAS OU VEDANTES, NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS LÍQUIDOS AQUOSOS CONTENDO COLAS OU VEDANTES, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS PELÍCULA E PAPEL FOTOGRÁFICO SEM PRATA OU COMPOSTOS DE PRATA MÁQUINAS FOTOGRÁFICAS DESCARTÁVEIS SEM PILHAS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS CINZAS, ESCÓRIAS E POEIRAS DE CALDEIRAS (EXCLUINDO AS POEIRAS DE CALDEIRAS, ABRANGIDAS EM ) CINZAS VOLANTES DA COMBUSTÃO DE CARVÃO CINZAS VOLANTES DA COMBUSTÃO DE TURFA OU MADEIRA NÃO TRATADA RESÍDUOS CÁLCICOS DE REACÇÃO, NA FORMA SÓLIDA, PROVENIENTES DA DESSULFURAÇÃO DE GASES DE COMBUSTÃO RESÍDUOS CÁLCICOS DE REACÇÃO, SOB A FORMA DE LAMAS, PROVENIENTES DA DESSULFURAÇÃO DE GASES DE COMBUSTÃO CINZAS, ESCÓRIAS E POEIRAS DE CALDEIRAS DE CO-INCINERAÇÃO, NÃO ABRANGIDAS EM CINZAS VOLANTES DE CO-INCINERAÇÃO, NÃO ABRANGIDAS EM CINZAS VOLANTES DE CO-INCINERAÇÃO, NÃO ABRANGIDAS EM LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, NÃO ABRANGIDAS EM LAMAS AQUOSAS PROVENIENTES DA LIMPEZA DE CALDEIRAS, NÃO ABRANGIDAS EM

5 AREIAS DE LEITOS FLUIDIZADOS RESÍDUOS DO ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEIS E DA PREPARAÇÃO DE CENTRAIS ELÉCTRICAS A CARVÃO RESÍDUOS DO TRATAMENTO DA ÁGUA DE ARREFECIMENTO OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DO PROCESSAMENTO DE ESCÓRIAS ESCÓRIAS NÃO PROCESSADAS RESÍDUOS SÓLIDOS DO TRATAMENTO DE GASES, NÃO ABRANGIDOS EM ESCAMAS DE LAMINAGEM RESÍDUOS DO TRATAMENTO DA ÁGUA DE ARREFECIMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS E BOLOS DE FILTRAÇÃO DO TRATAMENTO DE GASES, NÃO ABRANGIDOS EM OUTRAS LAMAS E BOLOS DE FILTRAÇÃO OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DE ÂNODOS RESÍDUOS DE ALUMINA ESCUMAS NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS DO FABRICO DE ÂNODOS, CONTENDO CARBONO, NÃO ABRANGIDOS EM POEIRAS DE GASES DE COMBUSTÃO, NÃO ABRANGIDAS EM OUTRAS PARTÍCULAS E POEIRAS (INCLUINDO POEIRAS DA TRITURAÇÃO DE ESCÓRIAS), NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS SÓLIDOS DO TRATAMENTO DE GASES, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS E BOLOS DE FILTRAÇÃO DO TRATAMENTO DE GASES, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DO TRATAMENTO DA ÁGUA DE ARREFECIMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DO TRATAMENTO DAS ESCÓRIAS SALINAS E DO TRATAMENTO DAS IMPUREZAS NEGRAS, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DO TRATAMENTO DA ÁGUA DE ARREFECIMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS ESCÓRIAS DA PRODUÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA OUTRAS PARTÍCULAS E POEIRAS RESÍDUOS DO TRATAMENTO DA ÁGUA DE ARREFECIMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM IMPUREZAS E ESCUMAS, NÃO ABRANGIDAS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS ESCÓRIAS DA PRODUÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA IMPUREZAS E ESCUMAS DA PRODUÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA OUTRAS PARTÍCULAS E POEIRAS RESÍDUOS DO TRATAMENTO DA ÁGUA DE ARREFECIMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS ESCÓRIAS DA PRODUÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA IMPUREZAS E ESCUMAS DA PRODUÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA RESÍDUOS SÓLIDOS DO TRATAMENTO DE GASES OUTRAS PARTÍCULAS E POEIRAS LAMAS E BOLOS DE FILTRAÇÃO DO TRATAMENTO DE GASES (*) RESÍDUOS DO TRATAMENTO DA ÁGUA DE ARREFECIMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS PARTÍCULAS E POEIRAS OUTRAS ESCÓRIAS IMPUREZAS E ESCUMAS NÃO ABRANGIDAS EM

6 RESÍDUOS DO FABRICO DE ÂNODOS, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DE ÂNODOS POEIRAS DE GASES DE COMBUSTÃO, NÃO ABRANGIDAS EM LAMAS E BOLOS DE FILTRAÇÃO DO TRATAMENTO DE GASES DE COMBUSTÃO, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DO TRATAMENTO DA ÁGUA DE ARREFECIMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS ESCÓRIAS DO FORNO MACHOS E MOLDES DE FUNDIÇÃO NÃO VAZADOS, NÃO ABRANGIDOS EM MACHOS E MOLDES DE FUNDIÇÃO VAZADOS, NÃO ABRANGIDOS EM POEIRAS DE GASES DE COMBUSTÃO, NÃO ABRANGIDAS EM OUTRAS PARTÍCULAS NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS DE AGLUTINANTES, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DE AGENTES INDICADORES DE FENDILHAÇÃO, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS ESCÓRIAS DO FORNO MACHOS E MOLDES DE FUNDIÇÃO NÃO VAZADOS, NÃO ABRANGIDOS EM MACHOS E MOLDES DE FUNDIÇÃO VAZADOS, NÃO ABRANGIDOS EM POEIRAS DE GASES DE COMBUSTÃO, NÃO ABRANGIDAS EM OUTRAS PARTÍCULAS NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS DE AGLUTINANTES, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DE AGENTES INDICADORES DE FENDILHAÇÃO, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DE MATERIAIS FIBROSOS À BASE DE VIDRO PARTÍCULAS E POEIRAS RESÍDUOS DA PREPARAÇÃO DA MISTURA (ANTES DO PROCESSO TÉRMICO), NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DE VIDRO, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS DE POLIMENTO E RECTIFICAÇÃO, DE VIDRO, NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS SÓLIDOS DO TRATAMENTO DE GASES DE COMBUSTÃO, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS E BOLOS DE FILTRAÇÃO DO TRATAMENTO DE GASES DE COMBUSTÃO, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS SÓLIDOS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DA PREPARAÇÃO DA MISTURA (ANTES DO PROCESSO TÉRMICO) PARTÍCULAS E POEIRAS LAMAS E BOLOS DE FILTRAÇÃO DO TRATAMENTO DE GASES MOLDES FORA DE USO RESÍDUOS DO FABRICO DE PEÇAS CERÂMICAS, TIJOLOS, LADRILHOS, TELHAS E PRODUTOS DE CONSTRUÇÃO (APÓS O PROCESSO TÉRMICO) RESÍDUOS SÓLIDOS DO TRATAMENTO DE GASES, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DE VITRIFICAÇÃO, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS DO TRATAMENTO LOCAL DE EFLUENTES OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DA PREPARAÇÃO DE MISTURAS ANTES DO PROCESSO TÉRMICO RESÍDUOS DA CALCINAÇÃO E HIDRATAÇÃO DA CAL PARTÍCULAS E POEIRAS (EXCEPTO E ) LAMAS E BOLOS DE FILTRAÇÃO DO TRATAMENTO DE GASES

7 RESÍDUOS DO FABRICO DE FIBROCIMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DE MATERIAIS COMPÓSITOS À BASE DE CIMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM E RESÍDUOS SÓLIDOS DO TRATAMENTO DE GASES, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DE BETÃO E LAMAS DE BETÃO OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LAMAS E BOLOS DE FILTRAÇÃO, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS DE DESENGORDURAMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DA PRODUÇÃO DE ÂNODOS DOS PROCESSOS ELECTRÓLITICOS AQUOSOS RESÍDUOS DE PROCESSOS HIDROMETALÚRGICOS DO COBRE, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS ESCÓRIAS DE ZINCO CINZAS DE ZINCO OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS APARAS E LIMALHAS DE METAIS FERROSOS APARAS E LIMALHAS DE METAIS FERROSOS R12/R13/ POEIRAS E PARTÍCULAS DE METAIS FERROSOS APARAS E LIMALHAS DE METAIS NÃO FERROSOS APARAS E LIMALHAS DE METAIS NÃO FERROSOS R12/R13/ POEIRAS E PARTÍCULAS DE METAIS NÃO FERROSOS APARAS DE MATÉRIAS PLÁSTICAS APARAS DE MATÉRIAS PLÁSTICAS R12/R13/ RESÍDUOS DE SOLDADURA LAMAS DE MAQUINAGEM, NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS DE MATERIAIS DE GRANALHAGEM, NÃO ABRANGIDOS EM MÓS E MATERIAIS DE RECTIFICAÇÃO USADOS, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS EMBALAGENS DE PAPEL E CARTÃO EMBALAGENS DE PAPEL E CARTÃO R12/R13/ EMBALAGENS DE PLÁSTICO R12/R13/ EMBALAGENS DE PLÁSTICO EMBALAGENS DE MADEIRA EMBALAGENS DE MADEIRA R12/R13/ EMBALAGENS DE METAL R12/R13/ EMBALAGENS DE METAL EMBALAGENS COMPÓSITAS EMBALAGENS COMPÓSITAS R12/R13/ MISTURAS DE EMBALAGENS R12/R13/ MISTURAS DE EMBALAGENS EMBALAGENS DE VIDRO EMBALAGENS DE VIDRO R12/R13/ EMBALAGENS TÊXTEIS R12/R13/ EMBALAGENS TÊXTEIS ABSORVENTES, MATERIAIS FILTRANTES, PANOS DE LIMPEZA E VESTUÁRIO DE PROTECÇÃO, NÃO ABRANGIDOS EM PASTILHAS DE TRAVÕES, NÃO ABRANGIDAS EM METAIS FERROSOS R12/R13/5

8 METAIS NÃO FERROSOS R12/R13/ PLÁSTICO VIDRO VIDRO R12/R13/ COMPONENTES NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS R12/R13/ (*) EQUIPAMENTO FORA DE USO, CONTENDO OU CONTAMINADO POR PCB, NÃO ABRANGIDO EM R12/R13/ (*) EQUIPAMENTO FORA DE USO, CONTENDO CLOROFLUORCARBONETOS, HCFC, HFC R12/R13/ (*) EQUIPAMENTO FORA DE USO, CONTENDO COMPONENTES PERIGOSOS NÃO ABRANGIDOS EM A R12/R13/ EQUIPAMENTO FORA DE USO, NÃO ABRANGIDO EM A R12/R13/ COMPONENTES RETIRADOS DE EQUIPAMENTO FORA DE USO, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS INORGÂNICOS NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS ORGÂNICOS NÃO ABRANGIDOS EM GASES EM RECIPIENTES SOB PRESSÃO, NÃO ABRANGIDOS EM PRODUTOS QUÍMICOS FORA DE USO, NÃO ABRANGIDOS EM , OU (*) PILHAS CONTENDO MERCÚRIO R12/R13/ PILHAS ALCALINAS (EXCEPTO ) R12/R13/ OUTRAS PILHAS E ACUMULADORES R12/R13/ OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS CATALISADORES USADOS CONTENDO OURO, PRATA, RÉNIO, RÓDIO, PALÁDIO, IRÍDIO OU PLATINA (EXCEPTO ) CATALISADORES USADOS CONTENDO METAIS DE TRANSIÇÃO OU COMPOSTOS DE METAIS DE TRANSIÇÃO, NÃO ESPECIFICADOS DE OUTRA FORMA CATALISADORES USADOS DE CRACKING CATALÍTICO EM LEITO FLUIDO (EXCEPTO ) REVESTIMENTOS DE FORNOS E REFRACTÁRIOS À BASE DE CARBONO, NÃO ABRANGIDOS EM OUTROS REVESTIMENTOS DE FORNOS E REFRACTÁRIOS, NÃO ABRANGIDOS EM REVESTIMENTOS DE FORNOS E REFRACTÁRIOS, PROVENIENTES DE PROCESSOS NÃO METALÚRGICOS, NÃO ABRANGIDOS EM BETÃO TIJOLOS LADRILHOS, TELHAS E MATERIAIS CERÂMICOS MISTURAS DE BETÃO, TIJOLOS, LADRILHOS, TELHAS E MATERIAIS CERÂMICOS, NÃO ABRANGIDAS EM MADEIRA R12/R13/ MADEIRA MADEIRA MADEIRA VIDRO VIDRO VIDRO R12/R13/ PLÁSTICO R12/R13/ PLÁSTICO PLÁSTICO MISTURAS BETUMINOSAS NÃO ABRANGIDAS EM CABOS NÃO ABRANGIDOS EM SOLOS E ROCHAS, NÃO ABRANGIDOS EM

9 LAMAS DE DRAGAGEM, NÃO ABRANGIDAS EM BALASTROS DE LINHAS DE CAMINHO-DE-FERRO, NÃO ABRANGIDOS EM MATERIAIS DE ISOLAMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM E MATERIAIS DE ISOLAMENTO, NÃO ABRANGIDOS EM E (*) MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, CONTENDO AMIANTO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO À BASE DE GESSO, NÃO ABRANGIDOS EM MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO À BASE DE GESSO, NÃO ABRANGIDOS EM MISTURA DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO, NÃO ABRANGIDOS EM , E MISTURA DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO, NÃO ABRANGIDOS EM , E RES. CUJA RECOLHA E ELIMIN. NÃO ESTÁ SUJEITA A REQUIS. ESPECÍF. TENDO EM VISTA A PREVENÇÃO DE INFECÇÕES (P.E.,PENSOS,COMPRESSAS,ROUPAS,FRALDAS,..) MEDICAMENTOS NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS CUJA RECOLHA E ELIMINAÇÃO NÃO ESTÁ SUJEITA A REQUISITOS ESPECÍFICOS TENDO EM VISTA A PREVENÇÃO DE INFECÇÕES MEDICAMENTOS NÃO ABRANGIDOS EM MATERIAIS FERROSOS REMOVIDOS DAS CINZAS CINZAS E ESCÓRIAS, NÃO ABRANGIDAS EM CINZAS VOLANTES NÃO ABRANGIDAS EM CINZAS DE CALDEIRAS, NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS DE PIRÓLISE, NÃO ABRANGIDOS EM AREIAS DE LEITOS FLUIDIZADOS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS MISTURAS DE RESÍDUOS, CONTENDO APENAS RESÍDUOS NÃO PERIGOSOS LAMAS DE TRATAMENTO FÍSICO-QUÍMICO, NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS COMBUSTÍVEIS NÃO ABRANGIDOS EM E OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS ESTABILIZADOS NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS SOLIDIFICADOS NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS VITRIFICADOS RESÍDUOS LÍQUIDOS AQUOSOS PROVENIENTES DA TÊMPERA DE RESÍDUOS VITRIFICADOS FRACÇÃO NÃO COMPOSTADA DE RESÍDUOS URBANOS E EQUIPARADOS FRACÇÃO NÃO COMPOSTADA DE RESÍDUOS ANIMAIS E VEGETAIS COMPOSTO FORA DE ESPECIFICAÇÃO OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS LICORES DO TRATAMENTO ANAERÓBIO DE RESÍDUOS URBANOS E EQUIPARADOS LAMAS E LODOS DE DIGESTORES DE TRATAMENTO ANAERÓBIO DE RESÍDUOS URBANOS E EQUIPARADOS LICORES DO TRATAMENTO ANAERÓBIO DE RESÍDUOS ANIMAIS E VEGETAIS LAMAS E LODOS DE DIGESTORES DE TRATAMENTO ANAERÓBIO DE RESÍDUOS ANIMAIS E VEGETAIS OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS (*) LIXIVIADOS DE ATERROS, CONTENDO SUBSTÂNCIAS PERIGOSAS LIXIVIADOS DE ATERROS, NÃO ABRANGIDOS EM GRADADOS RESÍDUOS DO DESARENAMENTO LAMAS DO TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS LAMAS DO TRATAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS R3/R11/R12/R13/5

10 MISTURAS DE GORDURAS E ÓLEOS, DA SEPARAÇÃO ÓLEO/ÁGUA, CONTENDO APENAS ÓLEOS E GORDURAS ALIMENTARES LAMAS DO TRATAMENTO BIOLÓGICO DE ÁGUAS RESIDUAIS INDUSTRIAIS, NÃO ABRANGIDAS EM LAMAS DE OUTROS TRATAMENTOS DE ÁGUAS RESIDUAIS INDUSTRIAIS, NÃO ABRANGIDAS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS SÓLIDOS DE GRADAGENS E FILTRAÇÃO PRIMÁRIA LAMAS DE CLARIFICAÇÃO DA ÁGUA LAMAS DE DESCARBONATAÇÃO CARVÃO ACTIVADO USADO RESINAS DE PERMUTA IÓNICA, SATURADAS OU USADAS SOLUÇÕES E LAMAS DA REGENERAÇÃO DE COLUNAS DE PERMUTA IÓNICA OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS RESÍDUOS DE FERRO OU AÇO RESÍDUOS NÃO FERROSOS FRACÇÕES LEVES E POEIRAS, NÃO ABRANGIDAS EM OUTRAS FRACÇÕES, NÃO ABRANGIDAS EM OUTROS RESÍDUOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS PAPEL E CARTÃO R12/R13/ PAPEL E CARTÃO METAIS FERROSOS METAIS FERROSOS R12/R13/ METAIS NÃO FERROSOS R12/R13/ METAIS NÃO FERROSOS PLÁSTICO E BORRACHA PLÁSTICO E BORRACHA R12/R13/ VIDRO R12/R13/ VIDRO MADEIRA NÃO ABRANGIDA EM MADEIRA NÃO ABRANGIDA EM R12/R13/ TÊXTEIS R12/R13/ TÊXTEIS SUBSTÂNCIAS MINERAIS (POR EXEMPLO, AREIA, ROCHAS) RESÍDUOS COMBUSTÍVEIS (COMBUSTÍVEIS DERIVADOS DE RESÍDUOS) OUTROS RESÍDUOS (INCLUINDO MISTURAS DE MATERIAIS) DO TRATAMENTO MECÂNICO DE RESÍDUOS, NÃO ABRANGIDOS EM RESÍDUOS SÓLIDOS DA DESCONTAMINAÇÃO DE SOLOS, NÃO ABRANGIDOS EM LAMAS DA DESCONTAMINAÇÃO DE SOLOS, NÃO MENCIONADAS EM LAMAS DA DESCONTAMINAÇÃO DE ÁGUAS FREÁTICAS, NÃO ABRANGIDAS EM RESÍDUOS LÍQUIDOS AQUOSOS E CONCENTRADOS AQUOSOS DA DESCONTAMINAÇÃO DE ÁGUAS FREÁTICAS, NÃO ABRANGIDOS EM PAPEL E CARTÃO PAPEL E CARTÃO R12/R13/ VIDRO R12/R13/ VIDRO RESÍDUOS BIODEGRADÁVEIS DE COZINHAS E CANTINAS ROUPAS ROUPAS R12/R13/5

11 TÊXTEIS R12/R13/ TÊXTEIS (*) LÂMPADAS FLUORESCENTES E OUTROS RESÍDUOS CONTENDO MERCÚRIO R12/R13/ (*) EQUIPAMENTO FORA DE USO, CONTENDO CLOROFLUOROCARBONETOS R12/R13/ ÓLEOS E GORDURAS ALIMENTARES R12/R13/ TINTAS, PRODUTOS ADESIVOS, COLAS E RESINAS, NÃO ABRANGIDOS EM DETERGENTES NÃO ABRANGIDOS EM MEDICAMENTOS NÃO ABRANGIDOS EM (*) MISTURA DE PILHAS E ACUMULADORES ABRANGIDOS EM , OU E PILHAS E ACUMULADORES, NÃO TRIADOS, CONTENDO ESSAS PILHAS E ACUMULADORES R12/R13/ PILHAS E ACUMULADORES, NÃO ABRANGIDOS EM R12/R13/ (*) EQUIPAMENTO ELÉCTRICO E ELECTRÓNICO FORA DE USO, NÃO ABRANGIDO EM OU , CONTENDO COMPONENTES PERIGOSOS EQUIPAMENTO ELÉCTRICO E ELECTRÓNICO FORA DE USO, NÃO ABRANGIDO EM , OU R12/R13/5 R12/R13/ MADEIRA NÃO ABRANGIDA EM R3/R11/R12/R13/ MADEIRA NÃO ABRANGIDA EM MADEIRA NÃO ABRANGIDA EM PLÁSTICOS PLÁSTICOS R12/R13/ METAIS R12/R13/ METAIS RESÍDUOS DA LIMPEZA DE CHAMINÉS OUTRAS FRACÇÕES NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADAS RESÍDUOS BIODEGRADÁVEIS RESÍDUOS BIODEGRADÁVEIS R3/R11/R12/R13/ TERRAS E PEDRAS OUTROS RESÍDUOS NÃO BIODEGRADÁVEIS MISTURA DE RESÍDUOS URBANOS E EQUIPARADOS RESÍDUOS DE MERCADOS RESÍDUOS DA LIMPEZA DE RUAS LAMAS DE FOSSAS SÉPTICAS RESÍDUOS DA LIMPEZA DE ESGOTOS MONSTROS MONSTROS R12/R13/ RESÍDUOS URBANOS E EQUIPARADOS NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS Emitido a :20:18 - Direção Regional do Ambiente - SRIR - Sistema Regional de Informação sobre Resíduos

Teramb, Empresa Municipal de Gestão e Valorização Ambiental, EEM

Teramb, Empresa Municipal de Gestão e Valorização Ambiental, EEM Governo dos Açores Direção Regional do Ambiente Operador de Gestão de Resíduos Teramb, Empresa Municipal de Gestão e Valorização Ambiental, EEM NIF 509620515 E-Mail teramb@gmail.com Instalação Aterro Intermunicipal

Leia mais

Admissão de resíduos no aterro

Admissão de resíduos no aterro 01 01 01 Resíduos da extracção de minérios metálicos 01 01 02 Resíduos da extracção de minérios não metálicos 01 03 06 Rejeitados não abrangidos em 01 03 04 e 01 03 05 01 03 08 Poeiras e pós, não abrangidos

Leia mais

Nordeste Activo - Emp. Mun. de Act. Desportivas, Recreativas e Turísticas, Águas e Resíduos, E.E.M.

Nordeste Activo - Emp. Mun. de Act. Desportivas, Recreativas e Turísticas, Águas e Resíduos, E.E.M. Governo dos Açores Direção Regional do Ambiente Operador de Gestão de Resíduos Nordeste Activo - Emp. Mun. de Act. Desportivas, Recreativas e Turísticas, Águas e Resíduos, E.E.M. NIF 512088357 E-Mail nordesteactivo@mail.telepac.pt

Leia mais

Lamas do tratamento local de efluentes Outros resíduos não anteriormente especificados Materiais impróprios para consumo

Lamas do tratamento local de efluentes Outros resíduos não anteriormente especificados Materiais impróprios para consumo 01 01 01 Resíduos da extração de minérios metálicos 01 01 02 Resíduos da extração de minérios não metálico 01 03 06 Rejeitados não abrangidos em 01 03 04 e 01 03 05 01 03 08 Poeiras e pós não abrangidos

Leia mais

Fileira Ler Designação Operações

Fileira Ler Designação Operações Fileira Ler Designação Operações 03 03 08 Resíduos da triagem de papel e cartão destinados a reciclagem R12/R13 09 01 07 Película e papel fotográfico, contendo prata ou compostos de prata R12/R13 Cartão

Leia mais

Resiaçores - Gestão de Resíduos dos Açores, Lda.

Resiaçores - Gestão de Resíduos dos Açores, Lda. Governo dos Açores Direção Regional do Ambiente Operador de Gestão de Resíduos Resiaçores - Gestão de Resíduos dos Açores, Lda. NIF 512097585 E-Mail resiacores@sapo.pt Instalação Rua Salomão Levy, lote

Leia mais

Alvará(s) 13/DRA/2009

Alvará(s) 13/DRA/2009 Governo dos Açores Direção Regional do Ambiente Operador de Gestão de Resíduos Varela e Cª, Lda. NIF 512004854 E-Mail ana.malcata@bensaude.pt Sede Edifício Varela, Rua de Lisboa 9500-216 São José Ponta

Leia mais

TIPO DE RESÍDUOS ADMISSÍVEIS

TIPO DE RESÍDUOS ADMISSÍVEIS TIPO DE RESÍDUOS ADMISSÍVEIS Centro Integrado de Resíduos Industriais Não Perigosos em Vila Nova de Famalicão CÓDIGO LER 01 01 01 01 01 01 01 02 01 03 01 03 06 01 03 08 01 03 09 01 03 99 01 04 01 04 08

Leia mais

01 04 resíduos da transformação física e química de minérios não metálicos

01 04 resíduos da transformação física e química de minérios não metálicos 01 RESÍDUOS DA PROSPECÇÃO E EXPLORAÇÃO DE MINAS E PEDREIRAS, BEM COMO DE TRATAMENTOS FÍSICOS E QUÍMICOS DAS MATÉRIAS EXTRAÍDAS 01 01 resíduos da extracção de minérios 01 01 01 resíduos da extracção de

Leia mais

TIPO DE RESÍDUOS ADMISSÍVEIS

TIPO DE RESÍDUOS ADMISSÍVEIS Pág: 1 de 23 TIPO DE RESÍDUOS ADMITIDOS NO ATERRO CÓDIGO LER 01 DESIGNAÇÃO DO RESÍDUO Resíduos da prospecção e exploração de minas e pedreiras, bem como de tratamentos físicos e químicos das matérias extraídas

Leia mais

Alvará de Licença para a Realização de Operação de Gestão de Resíduos N.º 00029/2012 emitido pela CCDR-LVT.

Alvará de Licença para a Realização de Operação de Gestão de Resíduos N.º 00029/2012 emitido pela CCDR-LVT. Alvará de Licença para a Realização de Operação de Gestão de Resíduos N.º 00029/2012 emitido pela CCDR-LVT. Código LER Designação 01 - Resíduos da prospeção e exploração de minas e pedreiras, bem como

Leia mais

02 Resíduos da Agricultura, Horticultura, Aquacultura, Silvicultura, Caça e Pesca, e da Preparação e Processamento de Produtos Alimentares

02 Resíduos da Agricultura, Horticultura, Aquacultura, Silvicultura, Caça e Pesca, e da Preparação e Processamento de Produtos Alimentares 01 Resíduos da prospeção e exploração de minas e pedreiras, bem como de tratamentos físicos e químicos das matérias extraídas 0101 Resíduos da extração de minérios 010101 1,2 Resíduos da extração de minérios

Leia mais

01 Resíduos da prospecção e exploração de minas e pedreiras, bem como de tratamentos físicos e químicos das matérias extraídas

01 Resíduos da prospecção e exploração de minas e pedreiras, bem como de tratamentos físicos e químicos das matérias extraídas 01 Resíduos da prospecção e exploração de minas e pedreiras, bem como de tratamentos físicos e químicos das matérias extraídas 0101 Resíduos da extracção de minérios 010101 Resíduos da extracção de minérios

Leia mais

Lista de Resíduos Admitidos (LRA) - Aterro Sanitário do Barlavento -

Lista de Resíduos Admitidos (LRA) - Aterro Sanitário do Barlavento - Página 1 de 8 01 RESÍDUOS DA PROSPEÇÃO E EXPLORAÇÃO DE MINAS E PEDREIRAS, BEM COMO DE TRATAMENTOS FÍSICOS E QUÍMICOS DAS MATÉRIAS EXTRAÍDAS. 01 04 Resíduos da transformação física e química de minérios

Leia mais

matérias impróprias para consumo ou processamento matérias impróprias para consumo ou processamento lamas do tratamento local de efluentes

matérias impróprias para consumo ou processamento matérias impróprias para consumo ou processamento lamas do tratamento local de efluentes 1 LISTA DE RESÍDUOS ADMISSÍVEIS CÓDIGO 1 01 01 01 01 01 01 01 02 01 03 01 03 06 01 03 08 01 03 09 01 03 99 01 04 01 04 08 01 04 09 01 04 10 01 04 11 01 04 12 01 04 13 01 04 99 01 05 01 05 04 01 05 07 01

Leia mais

matérias impróprias para consumo ou processamento

matérias impróprias para consumo ou processamento 1 LISTA DE RESÍDUOS ADMISSÍVEIS CÓDIGO 1 01 01 01 01 01 01 01 02 01 03 01 03 06 01 03 08 01 03 09 01 03 99 01 04 01 04 08 01 04 09 01 04 10 01 04 11 01 04 12 01 04 13 01 04 99 01 05 01 05 04 01 05 07 01

Leia mais

matérias impróprias para consumo ou processamento lamas do tratamento local de efluentes

matérias impróprias para consumo ou processamento lamas do tratamento local de efluentes 1 LISTA DE RESÍDUOS ADMISSÍVEIS CÓDIGO 1 01 01 01 01 01 01 01 02 01 03 01 03 06 01 03 08 01 03 09 01 03 99 01 04 01 04 08 01 04 09 01 04 10 01 04 11 01 04 12 01 04 13 01 04 99 01 05 01 05 04 01 05 07 01

Leia mais

Equiambi - Equipamento, Serviço e Gestão Ambiental, Soc. Unip. Lda.

Equiambi - Equipamento, Serviço e Gestão Ambiental, Soc. Unip. Lda. Governo dos Açores Direção Regional do Ambiente Operador de Gestão de Resíduos Equiambi - Equipamento, Serviço e Gestão Ambiental, Soc. Unip. Lda. NIF 512044465 E-Mail geral@equiambi.pt Instalação Rua

Leia mais

Serviços e Produtos. Palavras-Chave:

Serviços e Produtos. Palavras-Chave: Serviços e Produtos Recepção, Triagem e Valorização de RCD Reciclagem de RCD em obra Controlo de produção em obra de Agregados Reciclados (utilização em observância das normas técnicas aplicáveis) Acompanhamento

Leia mais

ANEXO I LISTA DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS NÃO PERIGOSOS PASSÍVEIS DE INCORPORAÇÃO À PREPARAÇÃO DO CDRU

ANEXO I LISTA DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS NÃO PERIGOSOS PASSÍVEIS DE INCORPORAÇÃO À PREPARAÇÃO DO CDRU ANEXO I LISTA DE RESÍDUOS INDUSTRIAIS NÃO PERIGOSOS PASSÍVEIS DE INCORPORAÇÃO À PREPARAÇÃO DO CDRU (1) Derivada da Instrução Normativa 13/2012 do IBAMA (Lista Brasileira de Resíduos Sólidos) 02 Resíduos

Leia mais

Exemplar Não Controlado

Exemplar Não Controlado 12 01 05 Aparas de matérias plásticas. Data: 07/12/2012 Pág. n.º 2/7 15 RESÍDUOS DE EMBALAGENS; ABSORVENTES, PANOS DE LIMPEZA, MATERIAIS FILTRANTES E VESTUÁRIO DE PROTEP ROTEÇÃO NÃO ANTERIORMENTE ESPECIFICADOS

Leia mais

Lista de Resíduos Admissíveis

Lista de Resíduos Admissíveis Lista de Resíduos Admitidos no proresi para deposição em aterro e respetivos s de acordo com a Lista Europeia de Residuos (LER) publicada na decisão 2014/955/UE, da Comissão, de 18 de Dezembro 01 Resíduos

Leia mais

VP ATERRO PARA RESÍDUOS INDUSTRIAIS NÃO PERIGOSOS DA CHAMUSCA

VP ATERRO PARA RESÍDUOS INDUSTRIAIS NÃO PERIGOSOS DA CHAMUSCA 1 20 Processo: VP20171124000014 - ATERRO PARA RESÍDUOS INDUSTRIAIS NÃO PERIGOSOS DA CHAMUSCA PL20170105001116 1 - Descrição da atividade: A instalação destinada à operação de gestão de resíduos de deposição

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 068/2015

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 068/2015 1 27 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 068/2015 (S10399-201509) Nos termos do Artigo 33º do Decreto-Lei n.º 178/2006, com a redação conferida pelo Decreto-Lei n.º

Leia mais

VP ATERRO PARA RESÍDUOS INDUSTRIAIS NÃO PERIGOSOS DA CHAMUSCA

VP ATERRO PARA RESÍDUOS INDUSTRIAIS NÃO PERIGOSOS DA CHAMUSCA 1 23 Processo: PL20181011003296 Alteração dos processos: VP20171124000014 - ATERRO PARA RESÍDUOS INDUSTRIAIS NÃO PERIGOSOS DA CHAMUSCA PL20170105001116 1 - Descrição da atividade: A instalação destinada

Leia mais

(Texto relevante para efeitos do EEE)

(Texto relevante para efeitos do EEE) 27.3.2004 L 90/15 REGULAMENTO (CE) N. o 574/2004 DA COMISSÃO de 23 de Fevereiro de 2004 que altera os anexos I e III do Regulamento (CE) n. o 2150/2002 do Parlamento Europeu e do Conselho relativo às estatísticas

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00043/2015 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00043/2015 (S ) 1 23 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00043/2015 (S07165-201506) Nos termos do artigo 33º do Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de setembro, com a redação conferida

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 099/2012

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 099/2012 1 9 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 099/2012 (S10899-201209) Nos termos do Artigo 33º do Decreto-Lei n.º 178/6, de 5 de Setembro, com a redação conferida pelo

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00069/2016 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00069/2016 (S ) 1 34 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00069/2016 (S12033-201611) Nos termos do artigo 33º do Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de setembro, com a redação conferida

Leia mais

L.E.R. - Lista Europeia de Resíduos

L.E.R. - Lista Europeia de Resíduos L.E.R. - Lista Europeia de Resíduos Capítulos da lista 01 RESÍDUOS DA PROSPECÇÃO E EXPLORAÇÃO DE MINAS E PEDREIRAS, BEM COMO DE TRATAMENTOS FÍSICOS E QUÍMICOS DAS MATÉRIAS EXTRAÍDAS 02 RESÍDUOS DA AGRICULTURA,

Leia mais

LISTA EUROPEIA DE RESÍDUOS CÓDIGO LER

LISTA EUROPEIA DE RESÍDUOS CÓDIGO LER LISTA EUROPEIA DE RESÍDUOS CÓDIGO LER INTRODUÇÃO 1 - Os diferentes tipos de resíduos incluídos na Lista são totalmente definidos pelo código de seis dígitos para os resíduos e, respectivamente, de dois

Leia mais

Jornal Oficial das Comunidades Europeias L 47/1. (Actos cuja publicação não é uma condição da sua aplicabilidade) COMISSÃO

Jornal Oficial das Comunidades Europeias L 47/1. (Actos cuja publicação não é uma condição da sua aplicabilidade) COMISSÃO 16.2.2001 L 47/1 II (Actos cuja publicação não é uma condição da sua aplicabilidade) COMISSÃO DECISÃO DA COMISSÃO de 16 de Janeiro de 2001 que altera a Decisão 2000/532/CE no que respeita à lista de resíduos

Leia mais

L 253/2 Jornal Oficial da União Europeia

L 253/2 Jornal Oficial da União Europeia L 253/2 Jornal Oficial da União Europeia 28.9.2010 REGULAMENTO (UE) N. o 849/2010 DA COMISSÃO de 27 de Setembro de 2010 que altera o Regulamento (CE) n. o 2150/2002 do Parlamento Europeu e do Conselho

Leia mais

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições 2000D0532 PT 01.01.2002 001.001 1 Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições "B DECISÃO DA COMISSÃO de 3 de Maio de 2000 que substitui a Decisão 94/3/CE, que

Leia mais

N. o 53 3 de Março de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 1189

N. o 53 3 de Março de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 1189 N. o 53 3 de Março de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 1189 n. o 96/350/CE, da Comissão, de 24 de Maio, são as que constam do anexo III à presente portaria, da qual faz parte integrante. 2. o 1 Assubstâncias

Leia mais

Portaria Nº 209/2004 de 3 de Março

Portaria Nº 209/2004 de 3 de Março Portaria Nº 209/2004 de 3 de Março Com a publicação do Decreto-Lei Nº 239/1997, de 9 de Setembro, foram estabelecidas as regras a que fica sujeita a gestão de resíduos no território nacional. Nos termos

Leia mais

Código LER Descrição (os mais utilizados estão sublinhados) Resíduos de minas 01 01 01 Resíduos metálicos 01 01 02 Resíduos não metálicos 01 03 06 Rejeitados de minério 01 03 08 Poeiras e pós de extracção

Leia mais

1188 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 53 3 de Março de 2004

1188 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 53 3 de Março de 2004 1188 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 53 3 de Março de 2004 Ouvido o Conselho Cinegético Municipal de Gavião: Manda o Governo, pelos Ministros da Economia e da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas,

Leia mais

Decisão da Comissão n.º 2000/532/CE de DECISÃO DA COMISSÃO. de 3 de Maio de 2000

Decisão da Comissão n.º 2000/532/CE de DECISÃO DA COMISSÃO. de 3 de Maio de 2000 Decisão da Comissão n.º 2000/532/CE de 03-05-2000 DECISÃO DA COMISSÃO de 3 de Maio de 2000 que substitui a Decisão 94/3/CE, que estabelece uma lista de resíduos em conformidade com a alínea a) do artigo

Leia mais

RESUMO NÃO TÉCNICO AN-9.1. Conteúdo. LA Página 1 de 30 Dezembro 2017-R2.3 P /LAM-26

RESUMO NÃO TÉCNICO AN-9.1. Conteúdo. LA Página 1 de 30 Dezembro 2017-R2.3 P /LAM-26 RESUMO NÃO TÉCNICO Conteúdo 1. INTRODUÇÃO... 3 2. LOCALIZAÇÃO... 3 3. HISTORIAL... 4 4. ALTERAÇÕES AO PROJETO... 5 5. LICENCIAMENTO DA ATIVIDADE... 6 6. IDENTIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS OBJETO DE GESTÃO... 6

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº00013/2017 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº00013/2017 (S ) 1 19 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº00013/2017 (S02063-201702) Nos termos do artigo 33º do Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de setembro, com a redação conferida

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00109/2012 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00109/2012 (S ) 1 9 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00109/2012 (S12270-201210) Nos termos do Artigo 33º. do Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de Setembro, com a redação conferida

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 2/2013 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 2/2013 (S ) 1 10 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 2/2013 (S00119-201301) Nos termos do Artigo 33º. do Decreto-Lei n.º 178/2006, com a redação conferida pelo Decreto- Lei n.º

Leia mais

1 13 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº112/2012 (S12541-201210) Nos termos do Artigo 33º. do Decreto-Lei n.º 178/2006, com a redação conferida pelo Decreto-Lei n.º

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00054/2017 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00054/2017 (S ) 1 11 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00054/2017 (S11230-201709) Nos termos do artigo 27º do Decreto-Lei n.º 178/2006,de 5 de setembro, com a redação conferida

Leia mais

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições

Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições 2000D0532 PT 01.06.2015 002.001 1 Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições B DECISÃO DA COMISSÃO de 3 de Maio de 2000 que substitui a Decisão 94/3/CE, que estabelece

Leia mais

Centro de Processamento de Resíduos do Pico

Centro de Processamento de Resíduos do Pico Governo dos Açores Direção Regional do Ambiente Operador de Gestão de Resíduos Centro de Processamento de Resíduos do Pico NIF E-Mail cprpico.resiacores@grupommps.com Instalação Mistério de São João, Estrada

Leia mais

DECISÕES. (Texto relevante para efeitos do EEE) (2014/955/UE)

DECISÕES. (Texto relevante para efeitos do EEE) (2014/955/UE) L 370/44 DECISÕES DECISÃO DA COMISSÃO de 18 de dezembro de 2014 que altera a Decisão 2000/532/CE relativa à lista de resíduos em conformidade com a Diretiva 2008/98/CE do Parlamento Europeu e do Conselho

Leia mais

Apresentação da empresa

Apresentação da empresa Apresentação da empresa Apresentação da empresa A Semural iniciou a sua actividade em 1974, tornando-se gestora de resíduos em 1985, o que lhe permitiu adquirir até à data, o Know how e equipamentos necessários

Leia mais

Unidade de Medida A0010

Unidade de Medida A0010 Código de Identificação de Resíduos Tipo de Resíduo Descrição Unidade de Medida A0010 RESIDUO DE RESTAURANTE (RESTOS mġ DE ALIMENTOS) A0020 RESIDUO GERADO FORA PROCESSO mġ INDUSTRIAL (EMBALAGENS, ESCRI)

Leia mais

Para lá do que a vista alcança, está o engenho.

Para lá do que a vista alcança, está o engenho. Para lá do que a vista alcança, está o engenho. Entidade gestora do aterro de resíduos industriais não perigosos (RNP) de Lustosa, a RIMA detém um percurso de sustentabilidade ambiental nas dimensões da

Leia mais

1 9 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 120/2012 (S13671-201211) Nos termos do Artigo 33º. do Decreto-Lei n.º 178/2006, com a redação conferida pelo Decreto- Lei n.º

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 104/2012 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 104/2012 (S ) 1 6 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 104/2012 (S11720-201210) Nos termos do artigo 33º.do Decreto-Lei nº. 178/2006, de 5 de Setembro, com as alterações introduzidas

Leia mais

Agostinho Paim Cota NIF: 128 659 823

Agostinho Paim Cota NIF: 128 659 823 LISTA DE OPERADORES DE GESTÃO DE RESÍDUOS LICENCIADOS EM SÃO JORGE ATUALIZADA A 31.07.2012 Agostinho Paim Cota NIF: 128 659 823 - Armazenagem dos seguintes resíduos: LER Alvará n.º 5/DRA/2012 (validade:

Leia mais

PROPRIEDADES e DESEMPENHO dos MATERIAIS

PROPRIEDADES e DESEMPENHO dos MATERIAIS PROPRIEDADES e DESEMPENHO dos MATERIAIS Fernanda Margarido Departamento de Engenharia de Materiais IST Instituto Superior Técnico http://demat.ist.utl.pt Desenvolvimento Sustentável (1987) HOMEM RECURSOS

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE Instituto dos Resíduos Departamento de Gestão de Resíduos

MINISTÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE Instituto dos Resíduos Departamento de Gestão de Resíduos Prefácio Na área do Movimento Transfronteiriço de Resíduos surgiram várias iniciativas a nível internacional com vista à adopção de regras de modo a assegurar a vigilância e o controlo das transferências

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS GESTÃO E VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS

CENTRO DE ESTUDOS GESTÃO E VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS CENTRO DE ESTUDOS GESTÃO E VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS CENTRO DE ESTUDOS GESTÃO E VALORIZAÇÃO DE RESÍDUOS ÍNDICE 01 02 03 04 Serviços Valorização Agrícola Compostagem Tecnologia Inovadora 01.SERVIÇOS ACONDICIONAMENTO

Leia mais

. 03 01 05 Serradura, aparas, fitas de aplainamento, madeira, aglomerados e folheados não

. 03 01 05 Serradura, aparas, fitas de aplainamento, madeira, aglomerados e folheados não Lista de códigos - Lista Europeia de A Semural recepciona os seguintes tipos de resíduos, de acordo com os Códigos - Lista Europeia de Resíduos. Para resíduos perigosos ou outros contacte-nos pois temos

Leia mais

AVERBAMENTO N.º 1 AO ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 66/2010

AVERBAMENTO N.º 1 AO ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 66/2010 1 6 AVERBAMENTO N.º 1 AO ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 66/2010 (S14260-201212) Nos termos do Artigo 36º do Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de Setembro, com a

Leia mais

LISTA DE OPERADORES LICENCIADOS PARA OPERAÇÕES DE GESTÃO DE

LISTA DE OPERADORES LICENCIADOS PARA OPERAÇÕES DE GESTÃO DE LISTA DE OPERADORES LICENCIADOS PARA OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS NA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Na presente lista estão apresentados os operadores licenciados na Região Autónoma dos Açores. Os resíduos

Leia mais

AVERBAMENTO N.º 1 AO ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS

AVERBAMENTO N.º 1 AO ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS AVERBAMENTO N.º 1 AO ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS N.º 11/2013/CCDR-ALENTEJO Nos termos do artigo 35.º Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de Setembro, é emitido o presente

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 13, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2012

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 13, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2012 INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 13, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2012 O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 108/ 2012 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 108/ 2012 (S ) 1 7 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 108/ 2012 (S12230-201210) Nos termos do Artigo 33º do Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de Setembro, com a redação conferida pelo

Leia mais

Movimento Transfronteiriço de Resíduos. Relatório Maria João Roque Pedro Santana Ana Teixeira

Movimento Transfronteiriço de Resíduos. Relatório Maria João Roque Pedro Santana Ana Teixeira Movimento Transfronteiriço de Resíduos Relatório 2015 Maria João Roque Pedro Santana Ana Teixeira Versão: 1.0 DRES-DGIR Data: 17/05/2016 2 1 Objetivo... 5 2 Âmbito... 5 3 Lista Laranja... 5 3.1 Balanço

Leia mais

LegisWeb - Legislação - Instrução Normativa IBAMA Nº 13 DE 18/12/2012

LegisWeb - Legislação - Instrução Normativa IBAMA Nº 13 DE 18/12/2012 Page 1 of 47 Instrução Normativa IBAMA Nº 13 DE 18/12/2012 (Federal) Data D.O.: 20/12/2012 O Presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - IBAMA, no uso das atribuições

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 62/2012 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 62/2012 (S ) 1 5 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 62/2012 (S07882-201207) Nos termos do artigo 33º.do Decreto-Lei nº. 178/2006, de 5 de Setembro, com as alterações introduzidas

Leia mais

Mapa de Registo de Resíduos de Entidades Gestoras de Resíduos Urbanos na RAA

Mapa de Registo de Resíduos de Entidades Gestoras de Resíduos Urbanos na RAA Governo dos Açores Secretaria Regional dos Recursos Naturais Mapa de Registo de Resíduos de Entidades Gestoras de Resíduos Urbanos na RAA Identificação da Entidade Gestora de Resíduos Urbanos Ano: 2013

Leia mais

Lista (Não Exaustiva) de Resíduos Admissíveis e Não Admissíveis para Valorização e Tratamento

Lista (Não Exaustiva) de Resíduos Admissíveis e Não Admissíveis para Valorização e Tratamento 1. OBJETIVO: Esta Lista tem como objetivo referenciar, não exaustivamente e de forma genérica, a tipologia de resíduos admissíveis e não admissíveis para valorização e tratamento nas instalações. 2. ÂMBITO:

Leia mais

ESTADO: Emitido DATA DO DOCUMENTO: 25/10/2017

ESTADO: Emitido DATA DO DOCUMENTO: 25/10/2017 DATA DO DOCUMENTO: 25/10/201 D2011020006953 TUA Título Único Ambiental O titular está obrigado a cumprir o disposto no presente título, bem como toda a legislação e regulamentos vigentes nas partes que

Leia mais

R E L A T Ó R I O D E E S T Á G I O

R E L A T Ó R I O D E E S T Á G I O INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO R E L A T Ó R I O D E E S T Á G I O Marcelo Martins Pinto RELATÓRIO PARA A OBTENÇÃO DO GRAU DE TÉCNICO DE GESTÃO DE QUALIDADE DO AMBIENTE

Leia mais

ESTADO: Emitido DATA DO DOCUMENTO: 25/10/2017

ESTADO: Emitido DATA DO DOCUMENTO: 25/10/2017 DATA DO DOCUMENTO: 25/10/201 D201102500321 b90-1896-8924-d2b8 TUA Título Único Ambiental O titular está obrigado a cumprir o disposto no presente título, bem como toda a legislação e regulamentos vigentes

Leia mais

Monitorização do Princípio da Auto-Suficiência

Monitorização do Princípio da Auto-Suficiência Monitorização do Princípio da Auto-Suficiência Relatório 2009 Outubro 2010 Ficha técnica: Título: Monitorização do Princípio da Auto-Suficiência Relatório 2009 Autoria: Agência Portuguesa do Ambiente Departamento

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE COMISSÃO DE COORDENAÇÃO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL DO CENTRO

MINISTÉRIO DAS CIDADES, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE COMISSÃO DE COORDENAÇÃO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL DO CENTRO MINISTÉRIO DAS CIDADES, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE COMISSÃO DE COORDENAÇÃO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL DO CENTRO Novembro de 2003 MINISTÉRIO DAS CIDADES, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE

Leia mais

(5) Importa prever um período suficiente para que as empresas e as autoridades competentes se adaptem aos novos requisitos.

(5) Importa prever um período suficiente para que as empresas e as autoridades competentes se adaptem aos novos requisitos. L 109/6 REGULAMENTO (UE) 2019/636 DA COMISSÃO de 23 de abril de 2019 que altera os anexos IV e V do Regulamento (CE) n. o 850/2004 do Parlamento Europeu e do Conselho, relativo a poluentes orgânicos persistentes

Leia mais

ESTADO: Emitido DATA DO DOCUMENTO: 10/05/2018

ESTADO: Emitido DATA DO DOCUMENTO: 10/05/2018 TUA Título Único Ambiental O titular está obrigado a cumprir o disposto no presente título, bem como toda a legislação e regulamentos vigentes nas partes que lhes são aplicáveis. O TUA compreende todas

Leia mais

ELETRO-ELETRÔNICO - LINHA AZUL - BATEDEIRA, LIQUIDIFICADOR, FERRO, FURADEIRA, m³ ETC.

ELETRO-ELETRÔNICO - LINHA AZUL - BATEDEIRA, LIQUIDIFICADOR, FERRO, FURADEIRA, m³ ETC. TIPOS DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS - FEPAM Código S203 ELETRO-ELETRÔNICO - LINHA AZUL - BATEDEIRA, LIQUIDIFICADOR, FERRO, FURADEIRA, ETC. S300 MATERIAL USADO EM SERVIÇO DE SAÚDE - GRUPO A - PATOGÊNICOS

Leia mais

ESTADO: Emitido DATA DO DOCUMENTO: 06/04/2018

ESTADO: Emitido DATA DO DOCUMENTO: 06/04/2018 TUA Título Único Ambiental O titular está obrigado a cumprir o disposto no presente título, bem como toda a legislação e regulamentos vigentes nas partes que lhes são aplicáveis. O TUA compreende todas

Leia mais

Título de Emissão de Gases com Efeito de Estufa

Título de Emissão de Gases com Efeito de Estufa Título de Emissão de Gases com Efeito de Estufa TE GEE.275.01 II Nos termos do Decreto-Lei n.º 233/2004, de 14 de Dezembro, com as alterações introduzidas pelos Decretos-Lei n.º 243-A/2004, de 31 de Dezembro,

Leia mais

Aproveitamento energético de combustíveis derivados de resíduos via co-gasificação térmica

Aproveitamento energético de combustíveis derivados de resíduos via co-gasificação térmica Aproveitamento energético de combustíveis derivados de resíduos via co-gasificação térmica Autores: Octávio Alves, Paulo Brito, Margarida Gonçalves, Eliseu Monteiro Novembro de 2015 1. Objetivos Identificar

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00097/2012 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00097/2012 (S ) 1 6 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 00097/2012 (S10774-201209) Nos termos do Artigo 32º do Decreto-Lei n.º 178/2006, com a redação conferida pelo Decreto- Lei

Leia mais

Movimento Transfronteiriço de Resíduos. Relato rio Ana Teixeira Maria João Roque Pedro Santana

Movimento Transfronteiriço de Resíduos. Relato rio Ana Teixeira Maria João Roque Pedro Santana Movimento Transfronteiriço de Resíduos Relato rio 2014 Ana Teixeira Maria João Roque Pedro Santana 2 1 Objetivo...5 2 Âmbito...5 3 Lista Laranja...6 3.1 Balanço geral...6 3.2 Saídas de resíduos de Portugal,

Leia mais

Sua referência Sua comunicação Nossa referência DSAlDPCAlP667 07/02/2011 ID

Sua referência Sua comunicação Nossa referência DSAlDPCAlP667 07/02/2011 ID CCDRn -=~ Exmo. Sr. Gerente da Firma SCELTA Ambiente, Lda. Zona Industrial da Lameira, Apartado 68 4820-840 CELORICO DE BASTO Sua referência Sua comunicação Nossa referência DSAlDPCAlP667 07/02/2011 ID

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 47/2013 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 47/2013 (S ) 1 8 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 47/2013 (S05595-201305) Nos termos do Artigo 33º do Decreto-Lei n.º 178/2006, com a redação conferida pelo Decreto-Lei n.º

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 039/2013

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 039/2013 1 8 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 039/2013 (S04805-201305) Nos termos do Artigo 33º. do Decreto-Lei n.º 178/2006, com a redação conferida pelo Decreto- Lei n.º

Leia mais

Enquadramento legal (Decreto-Lei n.º 242/2001, de 31 de Agosto) Cristina Seabra DAA - CCDRC

Enquadramento legal (Decreto-Lei n.º 242/2001, de 31 de Agosto) Cristina Seabra DAA - CCDRC Enquadramento legal (Decreto-Lei n.º 242/2001, de 31 de Agosto) Cristina Seabra DAA - CCDRC Tópicos da Apresentação - Enquadramento legal - Objecto e âmbito - Definições - Requisitos - Plano Gestão Solventes

Leia mais

ECO GESTÃO GESTÃO DE RESÍDUOS EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO. Formando

ECO GESTÃO GESTÃO DE RESÍDUOS EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO. Formando ECO GESTÃO GESTÃO DE RESÍDUOS EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO Formando 1 MANUAL DE FORMANDO exercício 1 > A empresa X dedica-se à produção de panelas e tachos. No Quadro 1 é apresentado uma descrição do processo

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 27/2013 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 27/2013 (S ) 1 7 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 27/2013 (S03387-201303) Nos termos do Artigo 33º. do Decreto-Lei n.º 178/2006, com a redação conferida pelo Decreto- Lei n.º

Leia mais

Mapa de Registo de Resíduos de Entidades Gestoras de Resíduos Urbanos na RAA

Mapa de Registo de Resíduos de Entidades Gestoras de Resíduos Urbanos na RAA Governo dos Açores Secretaria Regional dos Recursos Naturais Mapa de Registo de Resíduos de Entidades Gestoras de Resíduos Urbanos na RAA Identificação da Entidade Gestora de Resíduos Urbanos Ano: 2013

Leia mais

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos SISEMA Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Industriais e da Mineração Karine Dias Gerência de Resíduos Sólidos Industriais e da Mineração 04 de

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 1/2013 (S )

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 1/2013 (S ) 1 7 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº 1/2013 (S00037-201301) Nos termos do Artigo 33º. do Decreto-Lei n.º 178/2006, com a redação conferida pelo Decreto- Lei n.º

Leia mais

Movimento Transfronteiriço de Resíduos (notificações) Relatório 2010

Movimento Transfronteiriço de Resíduos (notificações) Relatório 2010 Movimento Transfronteiriço de Resíduos (notificações) Relatório 2010 Amadora 2011 Ficha técnica: Título: Autoria: Movimento Transfronteiriço de Resíduos (notificações) Relatório 2010 Agência Portuguesa

Leia mais

Instruções para a redução, o tratamento e a separação de resíduos de materiais resultantes de convenções e exposições

Instruções para a redução, o tratamento e a separação de resíduos de materiais resultantes de convenções e exposições Instruções para a redução, o tratamento e a separação de resíduos de materiais resultantes de convenções e exposições Introdução: Para se articular com a política de tratamento de resíduos sólidos Reciclagem

Leia mais

Movimento Transfronteiriço de Resíduos (Notificações) Relatório 2011

Movimento Transfronteiriço de Resíduos (Notificações) Relatório 2011 Movimento Transfronteiriço de Resíduos (Notificações) Relatório 2011 Amadora 2012 Ficha técnica: Título: Movimento Transfronteiriço de Resíduos (Notificações) Relatório 2011 Autoria: Agência Portuguesa

Leia mais

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº024/2013

ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº024/2013 1 6 ALVARÁ DE LICENÇA PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES DE GESTÃO DE RESÍDUOS Nº024/2013 (S02750-201303) Nos termos do Artigo 33º do Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de Setembro, com a redação conferida pelo

Leia mais

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior

Produção Física - Subsetores Industriais Variação % em Relação ao Mesmo Mês do Ano Anterior Abate e fabricação de produtos de carne 4,2 0,0 3,8-3,8-3,4 12,2-19,1 1,3-1,6 0,7-1,3 1,4-0,5 Abate de reses, exceto suínos 10,8 12,7 7,0-4,0 1,0 27,7-10,5 10,2 6,6 10,1 7,2 8,7 6,3 Abate de suínos, aves

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE CONSUMO DE PRODUTOS DA FLORA; RELATÓRIO ENTREGUE PRESENCIALMENTE; PAGAMENTO DE TAXA (RENOVAÇÃO DE REGISTRO);

RELATÓRIO ANUAL DE CONSUMO DE PRODUTOS DA FLORA; RELATÓRIO ENTREGUE PRESENCIALMENTE; PAGAMENTO DE TAXA (RENOVAÇÃO DE REGISTRO); RELATÓRIO ANUAL DE CONSUMO DE PRODUTOS DA FLORA; RELATÓRIO ENTREGUE PRESENCIALMENTE; PAGAMENTO DE TAXA (RENOVAÇÃO DE REGISTRO); CERTIFICADO DE REGISTRO. PLANILHAS DEVEM SER ALIMENTADAS AO DECORRER DO ANO

Leia mais

plástico papel vidro minerais O Seu Parceiro nos sectores de: Triagem de Tecnologia de triagem com sensor Triagem de Triagem de Triagem de

plástico papel vidro minerais O Seu Parceiro nos sectores de: Triagem de Tecnologia de triagem com sensor Triagem de Triagem de Triagem de www.redwave.com POR O Seu Parceiro nos sectores de: plástico papel Tecnologia de triagem com sensor REDWAVE é uma marca registada da BT-Wolfgang Binder GmbH, aplicada no sector da tecnologia de triagem

Leia mais

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. POLÍCIA MILITAR D E M I N A S G E R A I S Nossa profissão, sua vida.

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. POLÍCIA MILITAR D E M I N A S G E R A I S Nossa profissão, sua vida. SISEMA Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos POLÍCIA Gestão de resíduos sólidos s no estado de Minas Gerais Palestrante: Bruno de Mattos Teixeira Data: 30/08/2010 POLÍCIA Competências

Leia mais