O PENTATEUCO (CONTINUAÇÃO)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O PENTATEUCO (CONTINUAÇÃO)"

Transcrição

1 Lição 4 O PENTATEUCO (CONTINUAÇÃO) Introdução Vimos o primeiro livro do Pentateuco, com seus principais temas e divisões, mas para entendermos melhor a obra toda, precisamos conhecer os outros 4 livros escritos por Moisés no êxodo do Egito para Canaã. 2. Êxodo O Êxodo é um livro de libertação e estabelecimento, em que a aliança estabelecida por Deus com os patriarcas do Gênesis torna-se realidade à medida que o Senhor liberta a nação israelita do Egito e leva-a em direção à posse de Canaã. O título Êxodo, usado em português, também vem da Septuaginta (LXX), e significa saída, entretanto, o título hebraico original, vem da expressão inicial do livro, We elleh hassemôt, que quer dizer, são estes os nomes. Tal introdução e título do livro, apresenta uma sequência do Gênesis, o que demonstra que, apesar de livros distintos, o Pentateuco é um volume único em seu propósito e organização. A data provável da escrita está entre em torno de 1440 e 1445 a.c., quando o povo de Israel estava em peregrinação pelo deserto de Cades Barnéia. Assim como Gênesis, por fazer parte do Pentateuco, o autor é Moisés (cf. Êx 17.14; 24.4; 25.9; 34.27; 36.1). Depois de uma sucessão de governantes poderosos e expansionistas, como Sekenenre (1610 a.c.), Amoses ( a.c.), Tumoses I ( ), Tumoses III ( a.c.), na época do êxodo, o Egito, provavelmente era governado por Amenófis II e começou, a partir daí, a experimentar perda de domínio sobre territórios, como a Palestina, o que deu ao povo de Israel condições necessárias para a empreitada do domínio de Canaã, com Josué. A mensagem central de todo o livro pode ser definida da seguinte maneira: A preservação do relacionamento entre Deus e Israel exigia a libertação do povo do Egito e sua obediência ao Senhor por meio das orientações da aliança feita com Moisés 1. Sintetizando, o livro Êxodo apresenta Deus manifestando sua fidelidade à aliança e exigindo obediência do povo à aliança. O propósito do livro é descrever o nascimento da nação de Israel, com o intuito de ser bênção ao mundo, ao 1 Carlos Osvaldo Pinto, adaptado por este trabalho.

2 combater a idolatria e revelar a identidade de Deus. O esboço de Êxodo, inclui 3 grandes seções que inclui os seguintes tópicos: I. A Saída ênfase no poder de Deus Aflição de Israel no Egito (Êx 1-11). Livramento de Israel (Êx 12-15). Jornada até o Sinai (Êx 16-18). II. A Lei ênfase nos princípios de Deus A aliança proposta por Deus (Êx 19). Mandamentos espirituais morais (Êx 20). Ordenanças sociais e civis (Êx 21-23). Aliança aceita por Israel (Êx 24). e III. O Tabernáculo ênfase na presença de Deus Plano para o tabernáculo (Êx 25-31). Punição à idolatria (Êx 32-34). Presença de Deus (Êx 35-40). José (37-50) Dentre os principais personagens dos relatos de Êxodo, encontram-se: Moisés Arão Faraó Josué Já, dentre os principais acontecimentos do livro, destacam-se a Saída Gloriosa do Povo de Israel do Egito, com a abertura do Mar Vermelho; a Entrega dos Dez Mandamentos; a Apostasia 2 de Israel e, ao final, a Chegada da Glória de Deus no meio do povo. 2 Incredulidade nas promessas divinas que leva à desobediência a Deus. Na Septuaginta o termo grego sempre aparece como rebelião contra Deus (Js ; 2Cr ). Dentro da saída do Egito, merece destaque a instituição da Páscoa (Êx ), de origem hebraica pesah, que significa passar ao largo, poupar, como um aviso prévio do que Deus faria na história da salvação. O encerramento da opressão, o sangue de um cordeiro nas entradas das casas que livrou da condenação do Senhor, prefigura a obra de Cristo na cruz, cerca de um milênio e meio mais tarde. Quanto aos dez mandamentos (Êx ), também conhecido como Decálogo ou Dez Palavras, é importante percebermos que é composto de duas grandes partes; sendo a primeira, referente ao relacionamento do ser humano com Deus (vv. 3-11), e a segunda, referente ao relacionamento entre os homens (vv ). Outra questão relevante é o fato dos dez mandamentos ser uma espécie de resumo do Livro Aliança (Êx ), que desenvolve as implicações religiosas, ética e civil da legislação mosaica. Deus queria que o povo percebesse a excelência do caráter divino em contraste com o caráter corrompido do homem, desejando assim, a dependência por Deus para a sua redenção. E o episódio de Êxodo 32-34, do Bezerro de Ouro, retrata a violação da aliança por parte de Israel, a intercessão de Moisés pelo povo e a renovação da aliança. Tudo isso, demonstra mais uma vez a intolerância de Deus ao pecado, sua justiça ao punir e sua misericórdia ao perdoar. Por fim, a descida da nuvem da glória de Deus sobre o tabernáculo (Êx

3 35), atinge o ápice do livro, em que os cativos que já haviam sido libertos, recebido o padrão de Deus para um relacionamento e um ministério sacerdotal de intercessão passam a receber direção divina para a jornada até Canaã (Êx ), confirmando a fidelidade de Deus à Sua promessa. 3. Levítico Por meio de Êxodo 25-31, Deus deu a Israel a descrição do tabernáculo, que representava a sua presença no meio do povo. Contudo, o povo ainda necessitava de mais detalhes sobre a conduta da adoração a Deus, livrando-se das práticas cultuais dos pagãos. A santidade era o padrão exigido por Deus para manter-se junto ao povo. Sendo assim, Levítico veio para apresentar os detalhes da adoração estipulado por Deus a Israel, promovendo uma reverência nacional e individual diante da santidade do Senhor. O título em português, usado pela LXX, é equivocado, pois faz referência aos levitas, que aparecem quase nada no livro. Do original hebraico wayyiqra, significa e Ele (Deus) chamou, o que indica o forte conteúdo revelacional de Deus a Moisés e Arão, sumo-sacerdote. Assim como Gênesis e Êxodo, foi escrito por Moisés, e sua data de escrita é muito próxima a de Êxodo, já que uma diferença de pouco mais de um mês separam a consagração do tabernáculo (Êx ), em 1 de Nisã de 1445 a.c., e a partida de Israel do monte Sinai, em 20 de Iyyar, 1445 a.c. Dentre os personagens ilustres do livro, permanece Moisés, Arão e Nadabe e Abiú, filhos de Arão, os dois últimos, pela rebelião contra Deus que custou suas vidas (Lv ). Para melhor compreensão da organização do livro, o esboço divide-se basicamente em comunhão com Deus por meio de duas frentes: I. Ofertas Rituais (1-17) II. Vida Correta (18-27) Por ser tão prático e detalhado, é bem possível que Levítico tenha sido um manual de instruções aos sacerdotes. 4. Números Ainda que faça parte do Pentateuco e retrate a condução de Israel por Deus, no êxodo do Egito, o livro de Números tem como referência de partida a saída do Sinai em direção à Canaã e carrega uma particularidade significante; os destinatários do livro não fizeram parte da mesma geração que saiu do Egito (Nm ; Dt 1. 35ss). O trajeto do Sinai até Canaã levaria alguns dias de caminhada, contudo, por causa da incredulidade, rebelião e infidelidade de Israel (Nm ; ; ,27-29; ,41; 17.5,10), Deus aplicou vários juízos, inclusive fazendo com que o povo levasse cerca de 38 anos e 9 meses de peregrinação no deserto.

4 Sendo assim, a mensagem central de Números é: A chegada de Israel, como nação escolhida por Deus, na terra prometida foi postergada por causa da rebelião do povo contra o Senhor e contra os seus líderes 3. Para entender melhor a organização do livro, geralmente seu esboço contém três grandes partes, a saber; I. Esperança viva na saída do Sinai (Nm 1-10). II. Esperança morta no deserto (Nm 10-21). III. Esperança ressuscitada nas planícies de Moabe (Nm 22 36). Apesar do título em português, derivado da LXX, ser Números, em decorrência do censo dos capítulos 1 a 3 e 26, o título hebraico do livro é bemidbar, que significa no deserto de, local onde grande parte dos relatos retratam. Por descrever fatos ocorridos nas planícies de Moabe, o que antecedia a entrada em Canaã, acredita-se que Números foi concluído por volta de 1405 a.c. e os personagens de destaque são Moisés, Arão, Miriã, Balaão, Josué e Calebe. Algo que merece bastante atenção é o fato de que Deus continua se mantendo firme em sua promessa, de escolher um povo e conduzi-lo à terra prometida, mesmo que, por causa da incredulidade e infidelidade da nação, o cumprimento da mesma tenha sido retardado. E o que mais 3 Carlos Osvaldo Pinto, adaptado por este trabalho. se destaca é o fato de Deus ter usado o deserto para tratar o povo a ponto de tornálo mais confiante e dependente do Senhor. 5. Deuteronômio Dentre todos os livros do Pentateuco, Deuteronômio é aquele que retrata de mais perto a esperança da terra prometida, afinal, foi escrito nas planícies de Moabe, momentos antes de Israel começar a entrada em Canaã (Dt ). Ao contrário do que o seu título português, derivado da LXX, que quer dizer segunda lei, o livro na realidade é uma repetição, em parte, uma expansão, em parte, condensação e, em parte, adaptação da legislação dada anteriormente. Do hebraico, o título é ellēh haddebārrim, que significa estas são as palavras. Por ser o livro em que descreve o final da vida de Moisés (Dt 34. 5), é o mais atacado quanto ao autoria mosaica, mesmo com as evidências claras de Dt 1.5; 31.9,24; 1Rs 8.53; 2Rs 14.6; Mt 19.7; At ; Rm e com o forte consenso da tradição hebraica e cirstã. É claro que é admissível que a parte final do livro tenha sido um anexo escrito por outra pessoa, talvez, até mesmo, Josué, que foi o sucessor de Moisés na empreitada israelita. Como o livro final do Pentateuco, escrito no ano de 1405 a.c., é natural que siga uma sequência dos demais livros. Sendo assim, por ter como propósito o preparo da nova geração para e entrada e permanência na terra prometida, a

5 mensagem central de Deuteronômio pode ser resumida da seguinte maneira: a obediência à aliança era o requisito principal que mostraria o amor de Israel por Deus e o manteria bem na terra prometida. O livro é a apresentação de três grandes discursos de Moisés, o que define seu esboço, conforme a seguir: I. O Primeiro Discurso de Moisés - Histórico ( ). II. O Segundo Discurso de Moisés Estipulações da Aliança ( ). III. O Terceiro Discurso de Moisés Consequências e Confirmação da Aliança (27-34). Os personagens de destaque são Moisés e Josué, o seu sucessor. Dentre os livros do Pentateuco é o mais citado no Novo Testamento,ultrapassando as 200 menções, inclusive, sendo largamente citado por Jesus (Mt 4.4,7,10; ; Mc 7.10; 10.19). E também destaca-se pelas profecias mencionadas e cumpridas na historia de Israel (Dt 17.14; 31.29). No capítulo 5, o Decálogo é repetido e o capítulo 28, que trata das bênçãos e maldições, é considerado o centro de todo Antigo Testamento. Aprendizados Práticos Êxodo nos ensina a respeito da misericórdia e do poder de Deus em cumprir o que desejas para a vida do homem, por meio da fidelidade divina à sua aliança. Isso nos mostra o quanto Deus é digno da nossa confiança. Além disso, vemos os cuidados de Deus por meio da sua presença manifesta no meio do povo, que nos mostra o relacionamento que o Senhor deseja estabelecer com os seus. Em Levítico somos desafiados de maneira expressa à vida de santidade, em resposta ao caráter santo de Deus. Já Números nos aponta que ainda que Deus seja fiel em cumprir os seus propósitos de maneira misericordiosa e paciente, Ele não deixa a impunidade humana prevalecer. Se não desfrutarmos, de maneira pessoal, da intimidade com Deus, outras pessoas terão acesso ao renovo da graça divina, como foi com Israel. Por fim, em Deuteronômio, vemos que Deus deseja fidelidade da parte de seu povo, em resposta à Sua fidelidade. Para isso, Deus não poupa esforços de ensinar os seus mandamentos para os que desfrutam das suas bênçãos. É necessário percebermos que o centro da questão é que o Senhor exige obediência do povo e as bênção apenas são consequências e não uma finalidade. Exercícios propostos 1. Relacione dos Livros de Êxodo a Deuteronômio, explicando sua relação entre si e destacando o propósito de Deus. 2. Quais as relações da Páscoa com a Nova Aliança em Jesus Cristo? 3. Para que serviu a Lei de Moisés, se ela não tem poder para salvar as pessoas? 4. O que o Tabernáculo tem a ver com a vida do crente nos dias atuais? 5. Como relacionar o sistema de sacrifícios de Levítico com a obra redentora de Jesus Cristo? 6. Discuta se a punição de morte aos homicidas para os dias atuais. 7. Por que Deus procurou lembrar o povo de Israel a respeito da sua lei em Números e Deuteronômio, sendo que já havia detalhado-a bastante em Êxodo e Levítico? 8. Qual é a diferença entre obediência por legalismo e obediência por amor?

6 Textos Bíblicos para Devocional Domingo Salmo 63.1 Segunda Salmo Terça Salmo Quarta Salmo Quinta Salmo Sexta Salmo Sábado Salmo

7 ESBOÇO DE ÊXODO Pobreza Pragas Provisões Lei Tabernáculo Idolatria Tabernáculo Israel no Egito Para Sinai Israel no Sinai Israel saindo do Egito O Drama da Redenção/ Salvação Egito saindo de Israel O Dever dos Redimidos/ Salvos ESBOÇO DE LEVÍTICO Ofertas Sacerdotes Higiene Expiação Povo Santo Sacerd. Sant. O caminho para Deus: sacrifício Santidade Tempos Santos O caminho com Deus: santificação Miscelânia ESBOÇO DE NÚMEROS Preparação Degeneração Reorganização Esperança Viva Esperança Morta Esperança Ressuscitada Sinai (20 dias) Deserto (38 anos e 9 meses) Moabe (5 meses) Antiga Geração Transição Nova Geração ESBOÇO DE DEUTERONÔMIO Prólogo Estipulações/ Condições Consequências Histórico: passado Legislativo: presente Profético: futuro 1º sermão 2º sermão 3º sermão Planície de Moabe: Documento da Renovação da Aliança 4 Apostila de Síntese do Antigo Testamento do SBPV

8 Mapa do Êxodo Rota do Êxodo Apesar de existir uma incerteza quanto à rota do Êxodo e à localização do Sinai, alguns relatos bíblicos (Êx 12.37; ; Nm ) dão condições de definir com alguma certeza. Ramessés, o ponto de partida (Êx 12.37), deve ser localizada na vizinhança de Qantir. Sucote, a parada seguinte (Êx 12.37), é em geral identificada como Tjeku, atual Tell El-Maskhuta, na região de Gósen, onde os israelitas se estabeleceram na época de José (Gn 46.34). Provavelmente o Mar Vermelho tenha sido um grande lago de água doce acima do atual Golfo do Suez, entre o lago Menzaleh e os lagos Amargos ao sul e me seus arredores. A travessia pode ter sido mais ao sul, próximo os Lagos Amargos, ou mais ao norte, perto de Tell Defneh (Baal-Zefom); contudo, sem ser possível a definição exata. Após a passagem pelo mar, o povo desceu a Península do Sinai, onde ficou por quase 1 ano no Monte Sinai (Êx 19.1; Nm 10.11), partindo em direção ao deserto, onde ficou quase 39 anos (Dt 2.14), antes e chegar na terra prometida (Js ).

9 Ofertas de Sacrifícios em Levítico 5 Nome Propósito Tipo Natureza olâ Holocausto ou oferta queimada por inteiro. Lv 1.3-7; hattāt Oferta de purificação ou pelo pecado de ignorância ou oculto. Lv ; āshām Oferta por culpa, transgressão ou reparação. Lv ; minhâ Oferta de grãos ou cereais. Lv ; shelāmin Ofertas pacíficas ou de bem-estar. Lv ; , Para expiar a condição pecaminosa básica do homem. Para expiar por um pecado não intencional específico. Para expiar um pecado que exija reparação ou uma falha na fé. Para garantir ou manter a boa vontade. Para render louvor ao Senhor. Um macho sem defeito do gado (boi, bode ou carneiro) ou duas aves. Sacerdote:novilho; Congregação:novilho; Governante: bode; Indivíduo comum: cabra ou ovelha; Indivíduo pobre: duas aves; Indivíduo muito pobre: farinha. Semelhante à oferta de purificação (ver acima) mais a restituição especificada. O principal da farinha, bolos, biscoitos ou primícias com óleo, incenso e sal, mas sem fermento nem mel. Macho ou fêmea do rebanho bovino, caprino ou ovino, sem defeito. Queimada por completo. Gordura queimada e as demais partes comidas. Gordura queimada e as demais partes comidas. Porção memorial queimada. Gordura queimada e as demais partes comidas. A Provisão de Cristo Expiação. Propiciação. Arrependimento. Dedicação/ Consagração. Reconciliação/ Companheirismo O caráter de Cristo Natureza sem pecado. Morte substitutiva. Na redenção, Cristo pagou por tudo isso. Devoção plena ao Pai. Cristo estava em paz com Deus Pai. Datas do Êxodo 6 15 de Nisã, 1445 a.c. Israel deixa o Egito (Êxodo 12.37). 15 de Sivã, 1445 a.c. Israel acampa junto ao monte Sinai (Êxodo 19.1). 01 de Nisã, 1444 a.c. O tabernáculo é erguido no Sinai (Êxodo 40.17). 08 de Nisã, 1444 a.c. Arão e seus filhos são consagrados (Levítico 9.1). 14 de Nisã, 1444 a.c. A Páscoa é celebrada no Sinai (Números 9.4). 01 de Iyyar, 1444 a.c. O censo de Israel é ordenado (Números 1.1,2). 14 de Iyyar, 1444 a.c. A Páscoa adicional é celebrada (Números 9.11). 20 de Iyyar, 1444 a.c. Israel parte do Sinai (Números 10.11). Nisã, 1406 a.c. Israel chega ao deserto de Zim (Números 20.1; ). 01 de Ab, 1406 a.c. Morte de Arão (Números 33.36). Outono de 1406 a.c. Israel conquista a margem leste dos amorreus (Números ). 01 de Shebat, 1405 a.c. Moisés profere o primeiro discurso deuteronômico (Deuteronômio 1.3).? de Adar, 1405 a.c. Moisés morre no monte Nebo (Deuteronômio ). 14 de Nisã, 1404 a.c. Os israelitas comem a Páscoa em Canaã (Josué ). 5 Adaptação dos quadros de Lasor; Hubbard; Bush e MacArthur. 6 Carlos Osvaldo Pinto.

10 Cidades de Refúgio As cidades refúgio eram seis cidades, dentre as quarenta e oito dadas ao levitas(nm 35), que serviam um duplo propósito: evitar que o homicida não intencional fosse morto pelo vingador de sangue e evitar que a terra ficasse poluída pelo derramamento de sangue. O homicida deveria se apresentar aos anciãos da cidade, que considerariam seu caso e, se fosse julgada a natureza involuntária do homicídio, ficaria na cidade até a morte do sumo-sacerdote, que seria como uma expiação simbólica para a vida do homicida. Esse sistema das cidades de refúgio ilustra muito bem a obra de Cristo, protegendo contra as consequências do pecado e expiando definitivamente, por sua morte, a culpa do pecador. As cidades eram Hebrom (em Judá), Siquém (Efraim), Golã (Basã), Quedes (Galiléia), Bezer (Moabe) e Ramote (Gileade). FONTES DE CONSULTA Bíblia de estudo MacArthur. Barueri, SP. Sociedade Bíblica do Brasil, Bíblia de estudo NVI. São Paulo: Editora Vida, Apostila de Síntese do Antigo Testamento, SBPV, LASOR, W. S.; HUBBARD, D. A.; BUSH, F. W. Introdução ao Antigo Testamento. São Paulo: Vida Nova,1999. LAWRENCE, P. Atlas histórico e geográfico da Bíblia. Barueri, SP: SBB, PINTO, C. O. C. Foco e desenvolvimento no Antigo Testamento. São Paulo: Hagnos, RYRIE, C. C. A Bíblia anotada: edição expandida. ed. rev. e expandida. São Paulo: Mundo Cristão; Barueri: Sociedade Bíblica do Brasil, 2007.

História de Israel Aula 5. História de Israel. Ricardo Cota

História de Israel Aula 5. História de Israel. Ricardo Cota História de Israel Aula 5 História de Israel Ricardo Cota Salmos 66 : 4 Conhecendo a DEUS através da história do seu povo. Êxodo O Povo no Egito Gênesis 50 : 15 26. Povo na terra de GÓSEN; Êxodo 12: 40-41;

Leia mais

conheça sua Bíblia Estudos Panorâmicos no AT e NT TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP

conheça sua Bíblia Estudos Panorâmicos no AT e NT TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP Êxodo! DATA: 1445 a.c.; na caminhada pelo deserto do Sinai. NOME: No hebraico Shemot, nomes, e no grego Êxodo,

Leia mais

Moisés Bezerril OS CINCO PONTOS DO CALVINISMO NO PERÍODO MOSAICO. Artigos Digitais. Os uritanos

Moisés Bezerril OS CINCO PONTOS DO CALVINISMO NO PERÍODO MOSAICO. Artigos Digitais. Os uritanos Moisés Bezerril OS CINCO PONTOS DO CALVINISMO NO PERÍODO MOSAICO Artigos Digitais Os uritanos Os Cinco Pontos do Calvinismo no Período Mosaico 2012, Editora os Puritanos/Clire 1ª Edição em Português dezembro

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 4

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 4 Panorama do Antigo Testamento Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 4 Divisão Mais Usual PENTATEUCO HISTÓRICOS POÉTICOS Maiores PROFÉTICOS Menores Gn Ex Lv Nm Dt Js Jz Rt 1 Sm 2 Sm 1 Re 2 Re 1 Cr

Leia mais

Porque Deus mandou construir o tabernáculo?

Porque Deus mandou construir o tabernáculo? Aula 39 Área da Adoração Êxodo 19:5~6 Qual o significado de: vós me sereis reino sacerdotal? Significa que toda a nação, não parte, me sereis reino sacerdotal, povo santo, nação santa. Israel era uma nação

Leia mais

OS LEVITAS Dicionário Internacional de Teologia Novo Testamento,

OS LEVITAS Dicionário Internacional de Teologia Novo Testamento, OS LEVITAS Vamos ao um breve estudo sobre os levitas, que há muito tempo, nas igrejas evangélicas e até mesmo nos templos católicos, é um título dado aos instrumentistas e cantores. Biblicamente falando,

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 2

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 2 Panorama do Antigo Testamento Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 2 Divisão Mais Usual PENTATEUCO HISTÓRICOS POÉTICOS Maiores PROFÉTICOS Menores Gn Ex Lv Nm Dt Js Jz Rt 1 Sm 2 Sm 1 Re 2 Re 1 Cr

Leia mais

A Palavra PENTATEUCO vem do grego e significa cinco livros. São os cinco primeiros livros da Bíblia. Esses livros falam da formação do mundo, da

A Palavra PENTATEUCO vem do grego e significa cinco livros. São os cinco primeiros livros da Bíblia. Esses livros falam da formação do mundo, da O Pentateuco A Palavra PENTATEUCO vem do grego e significa cinco livros. São os cinco primeiros livros da Bíblia. Esses livros falam da formação do mundo, da humanidade, do povo escolhido. As histórias

Leia mais

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

! O CÓDIGO DE SANTIDADE

! O CÓDIGO DE SANTIDADE UMA VIDA QUE HONRA A DEUS Levítico 17 Lv 17.11 Pois a vida da carne está no sangue, e eu o dei a vocês para fazerem O CÓDIGO DE SANTIDADE Levítico 17 está estrategicamente localizado na abertura da segunda

Leia mais

Opovo da época de Ezequiel, como fazem muitas pessoas hoje, tentava justificar seus erros

Opovo da época de Ezequiel, como fazem muitas pessoas hoje, tentava justificar seus erros Lição 6 Deus Age por Amor do Nome Dele: Sua Justiça e Misericórdia (Ezequiel 18:1-20:44) Opovo da época de Ezequiel, como fazem muitas pessoas hoje, tentava justificar seus erros pela tática perversa de

Leia mais

SUMÁRIO. Prefácio 09 Introdução 11 Agradecimentos 13 Apresentação 15 Cronologia do Velho Testamento 21

SUMÁRIO. Prefácio 09 Introdução 11 Agradecimentos 13 Apresentação 15 Cronologia do Velho Testamento 21 SUMÁRIO NARRATIVA TEXTOS PÁG Prefácio 09 Introdução 11 Agradecimentos 13 Apresentação 15 Cronologia do Velho Testamento 21 Gráfico: A Integração dos Livros do Velho Testamento em Ordem Cronológica Gráfico:

Leia mais

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia."

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema Conhecendo a Bíblia. APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia." Responda estas questões relacionadas à bíblia, e teste seus conhecimentos e quem acertar acima de 88% ganha

Leia mais

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015 1 QUEM É JESUS Jo 1 26 Respondeu João: Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias

Leia mais

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO 25-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Como se deu a entrada messiânica em Jerusalém? No tempo estabelecido,

Leia mais

Livros Históricos. Introdução

Livros Históricos. Introdução Livros Históricos Introdução Em nosso Cânon, os livros históricos são doze: Josué, Juízes, Rute, 1 e 2 Samuel, 1 e 2 Reis, 1 e 2 Crônicas, Esdras, Neemias e Ester. Cânon Judaico: Josué, Juízes, 1 e 2 Samuel,

Leia mais

Mosaicos #2 Um Novo e superior Testamento Hb 1:1-3 Introdução: Se desejamos compreender o hoje, muitas vezes precisaremos percorrer o passado.

Mosaicos #2 Um Novo e superior Testamento Hb 1:1-3 Introdução: Se desejamos compreender o hoje, muitas vezes precisaremos percorrer o passado. 1 Mosaicos #2 Um Novo e superior Testamento Hb 1:1-3 Introdução: Se desejamos compreender o hoje, muitas vezes precisaremos percorrer o passado. Neste sentido a Carta aos Hebreus é uma releitura da lei,

Leia mais

Êxodo e Levítico. Êxodo e Levítico: Introdução...1. 1 Moisés e as Pragas no Egito (Êxodo 1-12)... 2

Êxodo e Levítico. Êxodo e Levítico: Introdução...1. 1 Moisés e as Pragas no Egito (Êxodo 1-12)... 2 Resumo dos Livros da Bíblia Unidade 2 Êxodo e Levítico Êxodo e Levítico: Introdução...1 1 Moisés e as Pragas no Egito (Êxodo 1-12)........................ 2 2 Deus Constitui a Nação de Israel (Êxodo 12-24)...................

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 7

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 7 Panorama do Antigo Testamento Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 7 RECAPITULAÇÃO - AT RECAPITULAÇÃO - AT RECAPITULAÇÃO - AT CRONOLOGIA DO AT CRONOLOGIA DO AT 1. Da criação a Abraão (criação 2000

Leia mais

ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3

ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3 ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3 Definição de Dispensação: período de tempo durante o qual a humanidade é moralmente responsável diante de Deus em

Leia mais

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano A Bíblia, na parte denominada Antigo Testamento (Torá), é o principal documento da história dos hebreus. Foi escrita ao longo

Leia mais

XIV. A história da divisão da Palestina entre as tribos de Israel Números 32.35; Deuteronômio 18.1-8; 19.1-21; Josué 13-14.

XIV. A história da divisão da Palestina entre as tribos de Israel Números 32.35; Deuteronômio 18.1-8; 19.1-21; Josué 13-14. XIV. A história da divisão da Palestina entre as tribos de Israel Números 32.35; Deuteronômio 18.1-8; 19.1-21; Josué 13-14. A conquista da Palestina fora um sucesso. Sob a liderança de Moisés, Israel tomara

Leia mais

Pr. Ademilson Ribeiro Presidente do Ministério Graça Plena

Pr. Ademilson Ribeiro Presidente do Ministério Graça Plena Pr. Ademilson Ribeiro Presidente do Ministério Graça Plena Texto: (2º cor 9.6) "Celebrai com júbilo ao Senhor" Introdução Ao completar dez anos (10) de existência, o Ministério Graça Plena chega em 2014,

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

As festas judaicas acontecem no ritmo das estações,

As festas judaicas acontecem no ritmo das estações, No que diz respeito à moral judaica, há uma concepção profundamente otimista e unitária do homem, porque Deus só pode tê-lo criado livre e responsável. Mas a relação homem-deus pode ser rompida: isso é

Leia mais

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS INTRODUÇÃO Culto é um serviço Espiritual oferecido a Deus. Expressão mais profunda do nossos sentimentos de adoração

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ http://cachorritosdelsenor.blogspot.com/ A páscoa Volume 29 Escola: Nome : Professor (a): Data : / / 11 Ola Filhotes, vocês sabem o que é páscoa e quando ela começou?

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. ACESSO A DEUS Texto Base: Rm 5.2 =... pôr intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. Introdução: Ter acesso

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

O povo judeu e sua religião

O povo judeu e sua religião A Vida de JESUS O povo judeu e sua religião O POVO JUDEU Religião Deus e o relacionamento com o homem O Tabernáculo A Arca da Aliança O Templo As Escrituras As Sinagogas Grupos religiosos O POVO JUDEU

Leia mais

Esperança em um mundo mal Obadias 1-21. Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos.

Esperança em um mundo mal Obadias 1-21. Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos. Esperança em um mundo mal Obadias 1-21 Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos. Introdução Obadias É o livro mais curto do Antigo Testamento. Quase nada se sabe sobre o autor.

Leia mais

Como sugestão para o melhor aproveitamento do material, indica-se:

Como sugestão para o melhor aproveitamento do material, indica-se: INTRODUÇÃO O estudo do Antigo Testamento é essencial para a compreensão da revelação dos propósitos de Deus no decorrer da historia da humanidade, por isso, Síntese do Antigo Testamento é um material que

Leia mais

Cinco ensinamentos da Páscoa para nossa vida pessoal

Cinco ensinamentos da Páscoa para nossa vida pessoal Cinco ensinamentos da Páscoa para nossa vida pessoal Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 12 de abril de 2009 igrejabatistaagape.org.br Cinco ensinamentos da Páscoa para nossa vida pessoal. A celebração

Leia mais

As Escrituras n 02 - A Antiga Aliança Teologia Bíblica do Pentateuco

As Escrituras n 02 - A Antiga Aliança Teologia Bíblica do Pentateuco Recomendável a leitura do Guia do Professor da série As Escrituras - AT, que traz informações gerais sobre toda a série, disponível pela internet no link www.cbn.org.br/escriturasat/suplementogeral.pdf

Leia mais

Linha do tempo. A História é a grande mestra. Aprendamos dela! Importa saber ler

Linha do tempo. A História é a grande mestra. Aprendamos dela! Importa saber ler Linha do tempo A História é a grande mestra Aprendamos dela! Importa saber ler 1 Como ler a História Linha reta: tudo já está determinado. Não há participação, nem liberdade Círculo: tudo se repete. O

Leia mais

EVANGELHOS DE MATEUS E MARCOS

EVANGELHOS DE MATEUS E MARCOS Lição 3 EVANGELHOS DE MATEUS E MARCOS 1. Mateus O Evangelho de Mateus recebe o nome do seu autor, que significa presente do Senhor. Mateus foi um judeu, coletor de impostos para o governo romano, ou seja,

Leia mais

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

Acostumando-se com os Milagres

Acostumando-se com os Milagres Acostumando-se com os Milagres Ap. Ozenir Correia 1. VOCÊ NÃO PERCEBE O TAMANHO DO MILAGRE. Enxame de moscas Naquele dia, separarei a terra de Gósen, em que habita o meu povo, para que nela não haja enxames

Leia mais

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo 1 Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO O que é uma pessoa cristã? É a pessoa que acredita que o Deus vivo é revelado em e por meio de Jesus Cristo, que aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que

Leia mais

Introdução ao Evangelho

Introdução ao Evangelho CENTRO ESPÍRITA ISMAEL DEPARTAMENTO DE ENSINO DOUTRINÁRIO CURSO DE INTRODUÇÃO AO EVANGELHO Introdução ao Evangelho AULA 5 POVOAMENTO DA TERRA, MOISÉS E SUA MISSÃO AULA DE HOJE PARÁBOLA DO TESOURO ESCONDIDO

Leia mais

Estudo Panorâmico da Bíblia por Livro

Estudo Panorâmico da Bíblia por Livro Data da ministração: 10.02.2013 1. Números Estudo Panorâmico da Bíblia por Livro Números apresenta Jesus Cristo, aquele que foi levantado. No livro entendemos que os filhos de Israel foram salvos para

Leia mais

LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13

LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13 LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13 Exercícios para prática e discussão 1. Em que período e contexto Jeremias desenvolveu seu ministério? 2. Por que é importante

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

PÁSCOA (Lv. 23:5) 1. O que é a Páscoa: 2. O Dia da Páscoa: Calendário Lunar Judaico e seus meses correspondentes no Calendário Solar ou Juliano

PÁSCOA (Lv. 23:5) 1. O que é a Páscoa: 2. O Dia da Páscoa: Calendário Lunar Judaico e seus meses correspondentes no Calendário Solar ou Juliano PÁSCOA (Lv. 23:5) 1. O que é a Páscoa: Páscoa no hebraico é pessach que significa passagem ou passar por cima: "...é a páscoa do Senhor" (Ex.12:11), "Porque o Senhor passará para ferir os egípcios..."

Leia mais

sumário 1. rumo ao SINAI... 3 3. rebelião no deserto... 31 4. o deserto ouve... 46 5. jericó... 62

sumário 1. rumo ao SINAI... 3 3. rebelião no deserto... 31 4. o deserto ouve... 46 5. jericó... 62 sumário 1. rumo ao SINAI... 3 2. os mandamentos... 14 3. rebelião no deserto... 31 4. o deserto ouve... 46 5. jericó... 62 6. israel avança... 78 7. o cântico de débora... 95 8. gideão, o guerreiro...

Leia mais

SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO

SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Quinta-feira depois da Santíssima Trindade ou no Domingo seguinte SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Solenidade LEITURA I Ex 24, 3-8 «Este é o sangue da aliança que Deus firmou convosco» Leitura do Livro

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 6

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 6 Panorama do Antigo Testamento Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 6 Divisão Mais Usual PENTATEUCO HISTÓRICOS POÉTICOS Maiores PROFÉTICOS Menores Gn Ex Lv Nm Dt Js Jz Rt 1 Sm 2 Sm 1 Re 2 Re 1 Cr

Leia mais

O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia. (Prov. 28:13)

O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia. (Prov. 28:13) CONFISSÃO E ARREPENDIMENTO O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia. (Prov. 28:13) A consequência natural do arrependimento é a confissão.

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

ARTIGOS DE FÉ. I. Deus Trino

ARTIGOS DE FÉ. I. Deus Trino ARTIGOS DE FÉ As referências bíblicas apoiam os Artigos de Fé e são aqui inseridas por acção da Assembleia Geral de 1976, mas não devem ser consideradas como parte do texto da Constituição. I. Deus Trino

Leia mais

O PODER DO SANGUE NA SANTA CEIA

O PODER DO SANGUE NA SANTA CEIA O PODER DO SANGUE NA SANTA CEIA PROPÓSITO: UMA MINISTRAÇÃO ALEGÓRICA SOBRE O VALOR DO SANGUE AO CORPO 1 Co.11. 23 Porque eu recebi do Senhor o que também vos entreguei: que o Senhor Jesus, na noite em

Leia mais

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos 4.12) Quando você se arrepende dos seus pecados e crê

Leia mais

MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37

MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37 MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37 1 1. Objetivos: Ensinar que quando Moisés aproximou-se de Deus, os israelitas estavam com medo. Ensinar que hoje em dia, por causa de Jesus, podemos nos sentir perto de Deus

Leia mais

Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia, quero saudá-lo,

Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia, quero saudá-lo, Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia, quero saudá-lo, desejando sobre você e toda a sua família as mais preciosas bênçãos do Senhor. É um 1 prazer estar mais uma vez

Leia mais

Texto base Jo 8: 12 a 59

Texto base Jo 8: 12 a 59 Texto base Jo 8: 12 a 59 EU SOU Eternidade, Imutabilidade e Fidelidade pactual a. A busca equivocada Após a multiplicação dos pães e peixes, Jesus deixou a multidão (Jo 6: 1 a 15) A multidão resolveu procurá-lo

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

A Aliança Abraâmica e as Suas Implicações Atuais

A Aliança Abraâmica e as Suas Implicações Atuais A Aliança Abraâmica e as Suas Implicações Atuais Preparado para a Associação de Igrejas Batistas Regulares do Rio Grande do Norte 6-9 de Janeiro de 2010, Acampamento Elim, RN Pr. Barry Alan Farlow Professor

Leia mais

O ANO NOVO SEGUNDO A BÍBLIA. Números 10: 10

O ANO NOVO SEGUNDO A BÍBLIA. Números 10: 10 O ANO NOVO SEGUNDO A BÍBLIA Números 10: 10 Semelhantemente, no dia da vossa alegria e nas vossas solenidades, e nos princípios de vossos meses, também tocareis as trombetas sobre os vossos holocaustos,

Leia mais

Significado é: cobrir, expurgo, fazer uma expiação, fazer a reconciliação.

Significado é: cobrir, expurgo, fazer uma expiação, fazer a reconciliação. 06 - FESTAS DO SENHOR EXPIAÇÃO SALVAÇÃO DE ISRAEL YOM KIPPUR Mas, aos dez deste mês sétimo, será o Dia da Expiação; tereis santa convocação e afligireis a vossa alma; trareis oferta queimada ao SENHOR.

Leia mais

Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia. Você sabe que

Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia. Você sabe que Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia. Você sabe que este programa tem por objetivo estudar a Palavra de Deus, comentando detalhadamente os 1 seus diversos textos, no

Leia mais

Conceitos Básicos. Profetizou em Israel, durante o reinado de Jeroboão II (Século VIII a.c.), cumpre seu ministério por 30 anos

Conceitos Básicos. Profetizou em Israel, durante o reinado de Jeroboão II (Século VIII a.c.), cumpre seu ministério por 30 anos Oséias Salvação Conceitos Básicos Oséias, o profeta, era filho de Beeri. Profetizou em Israel, durante o reinado de Jeroboão II (Século VIII a.c.), cumpre seu ministério por 30 anos O nome Oséias era comum

Leia mais

SOM DO LIVRO QUE TRÁS ATÉ SI O LIVRO MAIS LIDO EM TODO O. Prezado amigo, chegamos ao capítulo 17 do livro de Levítico, e

SOM DO LIVRO QUE TRÁS ATÉ SI O LIVRO MAIS LIDO EM TODO O. Prezado amigo, chegamos ao capítulo 17 do livro de Levítico, e REFERÊNCIA: Levítico 17 Data de Gravação: 18.06.03 PRODUTOR: Paulo Chaveiro Locução: Paulo Chaveiro OLÁ! CARO AMIGO/ EU SOU PAULO CHAVEIRO E ESTE É O PROGRAMA O SOM DO LIVRO QUE TRÁS ATÉ SI O LIVRO MAIS

Leia mais

No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!

No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! SÉRIE: QUEM É JESUS? Jesus é o Cordeiro de Deus Data: / 09 / 2010 - Semana 4. No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! 1 / 7 1)

Leia mais

Distribuição Gratuita Venda Proibida

Distribuição Gratuita Venda Proibida O Atalaia de Israel Um Estudo do Livro de Ezequiel Dennis Allan 2009 www.estudosdabiblia.net Distribuição Gratuita Venda Proibida O Atalaia de Israel Um Estudo do Livro de Ezequiel Dennis Allan Introdução

Leia mais

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista.

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Lição 11 A DOUTRINA DO BATISMO NAS ÁGUAS Por: Pr Valdimário Santos O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Em Mateus 3.1,2 notamos que a mensagem

Leia mais

A Aliança de Yahweh com Abraão

A Aliança de Yahweh com Abraão A Aliança de Yahweh com Abraão Ora, disse o Senhor a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela, e vai para a terra que te mostrarei; de ti farei uma grande nação, te abençoarei, e te engrandecerei o nome.

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

Tesouro em vaso de barro. Quando o natural é visitado pelo sobrenatural

Tesouro em vaso de barro. Quando o natural é visitado pelo sobrenatural Tesouro em vaso de barro Quando o natural é visitado pelo sobrenatural O paradoxo humano Dignidade x Depravação Virtude x pecado Beleza x feiura Consagração Enchendo o vaso com o tesouro - parte 1 Jz.

Leia mais

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO.

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO. Ao contrário do que parece à primeira vista, a Bíblia não é um livro único e independente, mas uma coleção de 73 livros, uma mini biblioteca que destaca o a aliança e plano de salvação de Deus para com

Leia mais

ANEXOS 7 a 9 O livro de Números (PARTE II) ADMINISTRAÇÃO DOS PROPÓSITOS DE DEUS EM NÚMEROS

ANEXOS 7 a 9 O livro de Números (PARTE II) ADMINISTRAÇÃO DOS PROPÓSITOS DE DEUS EM NÚMEROS ANEXOS 7 a 9 O livro de Números (PARTE II) ADMINISTRAÇÃO DOS PROPÓSITOS DE DEUS EM NÚMEROS A. O decreto de permitir o mal. A cada nova geração Yahweh confronta os homens com sua inclinação congênita para

Leia mais

PLANO DE ENSINO Curso: Teologia

PLANO DE ENSINO Curso: Teologia PLANO DE ENSINO Curso: Teologia Disciplina: Pentateuco Área: Bíblia Período: 2º Ano: 2015 Semestre: 2º Horas: 72 Créditos: 4 Professor: Frei Jacir de Freitas Faria 1. Ementa: Pentateuco no quadro da pesquisa

Leia mais

BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA

BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA 1 - Palavra de Deus testemunhada no AT e no NT. A Bíblia testemunha a Palavra de Deus que chegou ao povo de Israel formando o Antigo Testamento; é Palavra de Deus

Leia mais

Aula 40. 8.8 Área do Governo

Aula 40. 8.8 Área do Governo 148 Aula 40 Estudamos todo o significado da lei e vimos dez razões porque a lei foi dada. Falamos que essa é uma época que fazem muita confusão no ensino, inclusive dentro das igrejas. Quando entendemos

Leia mais

A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins

A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins O LIVRO DE GENESIS PODE SER CONSIDERADO COMO A BASE TEOLÓGICA DO NOVO TESTAMENTO. GENESIS DE CERTA FORMA ESTÁ MAIS PROXIMO DO NOVO TESTAMENTO DO QUE DO VELHO. VARIOS

Leia mais

Para onde vou Senhor?

Para onde vou Senhor? Para onde vou Senhor? Ex 40:33-38 "Levantou também o pátio ao redor do tabernáculo e do altar e pendurou a coberta da porta do pátio. Assim, Moisés acabou a obra. Então a nuvem cobriu a tenda da congregação,

Leia mais

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública.

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. No BATISMO DE JESUS, no Rio Jordão, revela-se o Filho amado de Deus,

Leia mais

INTRODUÇÃO À BÍBLIA Revisão aula 1

INTRODUÇÃO À BÍBLIA Revisão aula 1 I NTRODUÇÃO À BÍ BLI A Revisão aula 1 INTRODUÇÃO À BÍBLIA Revisão aula 1 A BÍBLIA... UM CONJUNTO DE 66 LIVROS, COMEÇOU A SER ESCRITO HÁ MAIS OU MENOS 3500 ANOS, DEMOROU QUASE 1600 ANOS PARA SER CONCLUÍDO,

Leia mais

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments)

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Jesus só deu à Igreja dois sacramentos: batismo nas águas (veja Mt. 28:19) e a Santa Ceia (veja 1 Co. 11:23-26). Estudaremos

Leia mais

INTRODUÇÃO GERAL AO PENTATEUCO: ESTRUTURA DA OBRA DIVISÃO EM CINCO LIVROS. Introdução Geral à Formação Literária do Pentateuco

INTRODUÇÃO GERAL AO PENTATEUCO: ESTRUTURA DA OBRA DIVISÃO EM CINCO LIVROS. Introdução Geral à Formação Literária do Pentateuco INTRODUÇÃO GERAL AO PENTATEUCO: DIVISÃO EM CINCO LIVROS Por que a Torah não foi colocado em um único rolo? Quais os critérios para que os livros do Pentateuco tivessem a forma que eles tem hoje? Com certeza

Leia mais

Introdução à Bíblia e ao Novo Testamento

Introdução à Bíblia e ao Novo Testamento Introdução à Bíblia e ao Novo Testamento A palavra Bíblia deriva do grego: ta biblía; plural de: ton biblíon. E significa "livros" Logo descobrimos que a Bíblia é uma coleção de livros! Nós, cristãos,

Leia mais

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Roteiro 1- Introdução 2- Fundamento Bíblico 3- Conclusão 1. Introdução Voce entende por que é importante

Leia mais

Como Preparar e Realizar Cultos. Projeto Timóteo. Apostila do Aluno

Como Preparar e Realizar Cultos. Projeto Timóteo. Apostila do Aluno Como Preparar e Realizar Cultos Projeto Timóteo Apostila do Aluno Como Preparar e Realizar Cultos Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Equipe Pedagógica Dr. John Barry Dyer Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

AS ORDENANÇAS DA IGREJA

AS ORDENANÇAS DA IGREJA AS ORDENANÇAS DA IGREJA O Cristianismo no Novo Testamento não é uma religião ritualista; a essência do Cristianismo é o contato direto do homem com Deus por meio do Espírito. Portanto, não há uma ordem

Leia mais

BATISMO E SANTA CEIA

BATISMO E SANTA CEIA BATISMO E SANTA CEIA INTRODUÇÃO (Seria interessante que neste dia houvesse a celebração de uma cerimônia batismal, ou então uma santa ceia...) O cristianismo é uma religião de poder! E o apóstolo S. Paulo

Leia mais

O povo da Bíblia HEBREUS

O povo da Bíblia HEBREUS O povo da Bíblia HEBREUS A FORMAÇÃO HEBRAICA Os hebreus eram pastores nômades que se organizavam em tribos lideradas por chefes de família denominado patriarca. Principais patriarcas: Abraão, Jacó e Isaac.

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

O Propósito Eterno de Deus é Executado no Tempo

O Propósito Eterno de Deus é Executado no Tempo 1 O Propósito Eterno de Deus é Executado no Tempo W. E. Best Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto 1 O propósito de Deus na eternidade e suas realizações no tempo são da mesma extensão. Por conseguinte,

Leia mais

O Princípio de Autoridade Espiritual

O Princípio de Autoridade Espiritual O Princípio de Autoridade Espiritual Só tem autoridade aquele que se submete as autoridades. A lei do universo é o auto-sacrifício Auto-sacrifício é o fundamento sobre o qual o universo foi construído

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 Mantendo-vos, portanto, firmes, tendo cingido os vossos rins com a verdade, vestindo a couraça da justiça e calçando os pés

Leia mais

Propedêutica Bíblica. 26 de Novembro de 2013 Texto Bíblico

Propedêutica Bíblica. 26 de Novembro de 2013 Texto Bíblico Propedêutica Bíblica 26 de Novembro de 2013 Texto Bíblico ORAÇÃO HISTÓRIA E GEOGRAFIA DO POVO BÍBLICO I HISTÓRIA E GEOGRAFIA DO POVO BÍBLICO I Ler o texto no contexto GEOGRÁFICO: «Entre os que subiram

Leia mais

Lição 8 Trabalhar com Líderes

Lição 8 Trabalhar com Líderes Lição 8 Trabalhar com Líderes Já havia mais de um ano que o António se tornara membro da sua igreja. Ele tinha aprendido tanto! Começou a pensar nos líderes da igreja que o tinham ajudado. Pensava naqueles

Leia mais

Estudo Panorâmico da Bíblia por Livro

Estudo Panorâmico da Bíblia por Livro 1. Deuteronômio Data da ministração: 14.04.2013 Esboço do estudo: Estudo Panorâmico da Bíblia por Livro 1) Introdução, autor, data, ocasião, características e temas 2) Primeiro discurso de Moisés (capítulos

Leia mais

O significado de um viver santo

O significado de um viver santo O significado de um viver santo TEXTO BÍBLICO BÁSICO Efésios 4.4-3 4 - E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. 5 - Por isso deixai a mentira, e falai

Leia mais

Os primeiros capítulos do livro de Ezequiel apresentam os temas principais. Deus estava

Os primeiros capítulos do livro de Ezequiel apresentam os temas principais. Deus estava Lição 5 Uma História de Amor Incrível: Como Deus Tratou Jerusalém Infiel (Ezequiel 16:1-17:24) Os primeiros capítulos do livro de Ezequiel apresentam os temas principais. Deus estava preparando um castigo

Leia mais

DOMINGO VII DA PÁSCOA. Vésperas I

DOMINGO VII DA PÁSCOA. Vésperas I DOMINGO VII DA PÁSCOA (Onde a solenidade da Ascensão não é transferida para este Domingo). Semana III do Saltério Hi n o. Vésperas I Sa l m o d i a Salmos e cântico do Domingo III. Ant. 1 Elevado ao mais

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais