CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO"

Transcrição

1 CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

2 ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE

3 I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA ANTES DA CRIAÇÃO A) DESDE O PRINCÍPIO (JO. 1:1; 1 JO. 1:1, CL. 1:16-22, HB. 1:2) B) ESTAVA COM DEUS (JO. 1: 1-2)

4 2 - Sua Participação na Criação: a) Na criação do Homem (Gn. 1:26) b) Todas as coisas foram criadas por intermédio dele (Cl. 1:16) c) O mundo foi criado por intermédio dele (Jo. 1:10; 1 Co. 8:6) d) Todas as coisas foram criadas para Ele (Cl. 1:16) e) Tudo subsiste nele (Cl. 1:17).

5 3 - Sua Manifestação Após a Criação: a) Como Javé ( EU SOU ) a Abraão (Gn. 18;) b) Em Julgamento (Gn. 19) c) Com Promessa (Os. 1:7) d) Como Anjo de Javé A hagar (Gn. 16); a Abraão (Gn. 22); a Jacó (Gn. 31); a Moisés (Êx. 3:2); a Israel (Êx. 14:19); a Balaão (Nm. 22:22); a Gideão (Jz. 6).

6 PRINCÍPIO HOMEM ADÃO DEUS LOGUS O VERBO PECADO Is JO. 1.1 RETIDÃO SL. 25:8 CAIM E ABEL DISTÂNCIA SALVAÇÃO Fp. 2:6-8 Ex MOISÉS PROFETAS LOGUS RECONCILIAÇÃO 2Co 5.18 Cl 1.22 JESUS MT.1:21 ENCARNAÇÃO Is. 7:14 MORTE - CONDENAÇÃO Rm 6.23

7 II - SUA ENCARNAÇÃO Jo Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos sua glória, glória como do unigênito do Pai. (Is. 7:14; Mt. 1:16; Lc. 1:34-35).

8 III - RAZÕES DA ENCARNAÇÃO 1 - Revelar Deus aos homens (Jo. 1:18). 2 - Prover um exemplo de vida (1 Pe. 2:21). 3 Um sacrifício pelo pecado (Hb.10:1-10). 4 - Destruir as obras do diabo (1 Jo. 3:8). 5 - Ser um sumo Sacerdote misericordioso (Hb. 5:1-2). 6 - Cumprir a aliança davídica (Lc. 1:31-33). 7 - Ser sobremaneira exaltado (Fp. 2:9).

9 IV - PESSOA DE CRISTO 1 - Natureza humana de Cristo a) Antigo Testamento (Gn. 3.15, Is. 7.14) b) Novo Testamento b.1) Cumprimento das profecias (Lc.1:32, 3:23-38; Gl. 14:4, 1:3; 1 Tm.2:5; Lc. 2.7, 39, 52).

10 c) Nasceu como Homem (Mt. 1:18; 2:11; Lc. 1: 30-38) d) Cresceu Naturalmente como homem (Lc. 2:50-52) e) Como homem demonstrou razão, vontade, emoções (Mt. 26:38; Mc. 2:8; 6: 34; Jo. 8: 1-11; 11:35). f) Foi chamado de homem (Jo. 1: 30; 4:9; 10:38).

11 g) Recebeu nomes Humanos Jesus Salvador (Mt. 1:21); g.1) Filho do Homem (Mt. 8:20; 11:18); g.2) Filho de Abraão (Mt. 1:1). h) Teve as limitações da natureza Humana Sem Pecado h.1) Fome (Mt. 4;2; 21:28) h.2) Sede (Jo. 19:28) h.3) Cansaço (Jo. 4;6) h.4) Foi tentado (Mt. 4; Hb. 2:18; 4:15) h.5) Ele chorou (Jo. 11:35).

12 i) Ele Possui Alma e Espírito Humanos (Mt 26:41; Lc 23:46). J) Ele Foi Capaz de Morrer. (Jo.19:33) k) Teve um Corpo Humano ( Mt. 26:12; Jo. 2:21.) K.1) Nascido de mulher (Gl. 4:4); k.2) Sujeito a crescimento (Lc. 2:52); k.3) Visto e tocado por homens (1 Jo. 1:1; Mt. 26:12).

13 A SUA GENEALOGIA Mt.1:1-16 e Lc.3:23-38

14 A GENEALOGIA DE JESUS

15 2. A natureza Divina (Fp. 2:6-11; João 1:18; 17:5; Rm.1:2-5).

16 3. Como homem, mas com o Espírito Santo (DEUS) Mt. 3:16; Mc. 1:10-12; Is. 42:1; Mt. 12:18; Mc. 2:8; Is. 61:1

17 4 - O Caráter de Cristo Caráter Santo Nasceu em santidade (Lc. 1:35); Não cometeu pecado (1 Pd. 2:22); Cultivou uma vida de oração (Mt. 4:23;Lc. 6:12).

18 V OBRAS OU OFÍCIOS DE CRISTO Foi separado para exercer com autoridade e poder as funções de Sacerdote, Rei e Profeta. Como profeta Jesus é a Palavra de Deus no mundo Lei e Evangelho; Como sacerdote, fez a expiação pelos pecados e intercede pelo povo; Como rei é o cabeça da Igreja e assenta-se à direita de Deus (At. 7:56).

19 1 - Como Profeta Cristo por meio deste ofício, faz revelações de Deus aos homens (Dt. 18:15-19; Is. 61:1; Jo. 1:18; Hb. 2:3; 1 Pd. 1:11; Ap. 1:1), assim a profecia proferida por Moisés cumpriu-se em Cristo por meio deste ofício (At. 3:22).

20 2. Como Sacerdote Jesus Cristo como Sacerdote, apresentou um sacrifício eficaz pelos pecados do Seu povo, e agora intercede por eles, à mão direita de Deus, abençoando-os com toda sorte de bênçãos espirituais (Hb. 3:1;7: 26 28; 8:1; 4:14; 5:5; 6:20; 7:26; 9;23-24; Cl. 1:13-20).

21 3. Como Rei Jesus Cristo como mediador entre Deus e os homens, exerce autoridade real sobre todas as criaturas, para a glória de Deus e para o bem do seu povo (Is. 32:1; Zc. 9:9; Mt. 21:5; 25;34; hb. 2:9; Fp. 2:9,10; Ap.17;14). Exerce a sua realeza mediante a igreja que é parte do seu Reino.

22 VI - SUA MORTE 1 - Foi Expiatória Doutrina central do Novo Testamento. Cristo morreu por nossos pecados (Mt. 20:28; Hb. 2:14) 2. É o coração do próprio evangelho (1 Co 15:1-3)

23 3. Um resgate - A morte de Cristo pagou o preço da penalidade pelo pecado (Mt 20:28; 1 Tm2:6). 4. Uma reconciliação - Em sua morte Cristo reconciliou-nos a Deus fomos perdoados e todos os homens podem chegar-se a Deus por meio de Jesus Cristo. (2 Co 5:18-19). 5. Uma propiciação - A justiça de Deus foi satisfeita com a morte de Cristo Rm 3.25; Hb 2.17; 1Jo 2.2; 1Jo Uma substituição Cristo morreu no lugar dos pecadores (2 Co. 5:21). 7. Prova do amor de Deus (Rm. 5:8).

24 VII - A RESSURREIÇÃO 1 - O Evidencias da Ressurreição. a) O túmulo vazio. b) As aparições. b.1) A Maria Madalena (Jo. 20:11-17); b.2) Às outras mulheres (Mt. 28:9-10); b.3) A Pedro (1 Co. 15:5);

25 Jesus Ficou 3 dias na Sepultura Mt 12.40, Mc e Mt.28.1 Mês de Nisã Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sab. Dom Data sagrada Tem que ser Sexta Sab. 48h Seg. Ter. Qua. Sex. Sab. Sab. Dom Jo.19.31

26 3. O Significado da Ressurreição. a) Prova que Ele era o Filho de Deus (Rm 1; 40). b) Confirmou a verdade de tudo o que Ele dissera (Mt 28:60) c) Torna certa a ressurreição de todos (1 Co. 15:20-22). d) Garante a certeza do juízo vindouro (At 17:31).

27 e) Dá certeza de aceitação perante Deus (Rm. 4:25). f) Supre poder para o serviço cristão (Ef 1:19-22). g) Garante a ressurreição do crente (2 Co 4:14). h) Designa Cristo como Cabeça da Igreja (Ef. 1:19-22). i) Garante-nos um Sumo Sacerdote misericordioso no céu (Hb. 4:14-16).

28 4 - Sua ascensão a) Características contempladas pelos discípulos (At. 1:9-11). b) Fim do período de limitação a que Cristo Se sujeitou. c) Exaltação (Ef 1:20-23) d) Precursor (Hb 6:20)

29 e) Início de Seu ministério sumo sacerdotal (Hb 4:14-16) f) Preparação de um lugar para o Seu povo (Jo 14:2) g) Senhorio sobre a Igreja (Cl. 1:18)

30 5 - Seu ministério atual O atual ministério de Cristo no céu é todo relacionado, direta ou indiretamente, à Sua função de mediador, intercessor.

O SENHOR JESUS CRISTO

O SENHOR JESUS CRISTO O SENHOR JESUS CRISTO I. SUA EXISTÊNCIA A) Provada pelo Antigo Testamento: (Mq 5.2; Is 9:6 Pai da Eternidade ) B) Provada pelo Novo Testamento: 1) João 1.1, em comparação com o versículo 14. 2) Jo 8.58

Leia mais

A SINGULARIDADE DE CRISTO Artigo para a Resvista Defesa da Fe (Cpi)

A SINGULARIDADE DE CRISTO Artigo para a Resvista Defesa da Fe (Cpi) 1 A SINGULARIDADE DE CRISTO Artigo para a Resvista Defesa da Fe (Cpi) Introdução Albert Einstein, segundo Charles Misner, achou que os pregadores que tinha ouvido, blasfemavam. Einstein achou que não tinham

Leia mais

A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins

A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins O LIVRO DE GENESIS PODE SER CONSIDERADO COMO A BASE TEOLÓGICA DO NOVO TESTAMENTO. GENESIS DE CERTA FORMA ESTÁ MAIS PROXIMO DO NOVO TESTAMENTO DO QUE DO VELHO. VARIOS

Leia mais

Introdução à 26/05/2011 A doutrina de Cristo segundo as escrituras Divindade de Cristo O que a história da igreja fala sobre o assunto? A Igreja Primitiva No início do século II, o cristianismo era uma

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito 9.9 Jesus Cristo é homem perfeito Aula 48 Assim como é importante verificarmos na Palavra de Deus e crermos que Jesus Cristo é Deus, também é importante verificarmos e crermos na humanidade de Jesus após

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais

CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE

CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE A Confissão de Fé de New Hampshire foi redigida pelo Rev. John Newton Brown (1803-1868), no Estado de New Hampshire, EUA, por volta de 1833, e publicada por uma comissão

Leia mais

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11 Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras INTRODUÇÃO O grande problema que a igreja enfrenta hoje, para

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE TEOLOGIA SISTEMATICA (PERGUNTAS E RESPOSTAS)

QUESTIONÁRIO DE TEOLOGIA SISTEMATICA (PERGUNTAS E RESPOSTAS) QUESTIONÁRIO DE TEOLOGIA SISTEMATICA (PERGUNTAS E RESPOSTAS) 1. O que é Revelação segundo a Bíblia? Revelação segundo a Bíblia é trazer a luz aquilo que estava oculto, no que se refere ao programa de Deus

Leia mais

Liderança Cristã SEFO 2013

Liderança Cristã SEFO 2013 Liderança Cristã SEFO 2013 1ª Aula Fabio Codo Fábio Codo - http://teologiaaservicoevangelho.wordpress.com Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério Madureira Campo de Mogi das Cruzes Conteúdo Programático

Leia mais

E CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ

E CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ ADIVINHOS: O que a Bíblia diz sobre eles? Lv 19. 31; Dt 18. 10; Is 8. 19-20; At 16.16-19 CASAMENTO: Posso casar com uma pessoa desigual na fé? II Co 6. 14 18 CARNE DE PORCO: È proibido comer ou não? Col

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

JESUS, DEUS FILHO, É A 2a PESSOA DA TRINDADE

JESUS, DEUS FILHO, É A 2a PESSOA DA TRINDADE JESUS, DEUS FILHO, É A 2a PESSOA DA TRINDADE JESUS CRISTO: DEUS EM FORMA DE HOMEM A DIVINDADE DE CRISTO O Filho de Deus: A Pessoa e a Obra de Jesus Cristo Jesus Cristo, que é eternamente a segunda pessoa

Leia mais

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. ACESSO A DEUS Texto Base: Rm 5.2 =... pôr intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. Introdução: Ter acesso

Leia mais

Lição 10. Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58

Lição 10. Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58 Lição 10 Como entender a realidade da morte? Texto Bíblico: 1Coríntios 15.20-28; 43-58 Introdução: O Apóstolo Paulo estava trabalhando algumas discrepâncias doutrinárias na Igreja de Corinto e, especificamente,

Leia mais

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha.

igrejabatistaagape.org.br [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo concedeu-lhe liberdade de escolha. O Plano da Salvação Contribuição de Pr. Oswaldo F Gomes 11 de outubro de 2009 Como o pecado entrou no mundo e atingiu toda a raça humana? [1] Deus criou o ser humano para ter comunhão com Ele, mas ao criá-lo

Leia mais

O significado de um viver santo

O significado de um viver santo O significado de um viver santo TEXTO BÍBLICO BÁSICO Efésios 4.4-3 4 - E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade. 5 - Por isso deixai a mentira, e falai

Leia mais

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é Muitos, ao ouvirem que o cristão não precisa praticar as obras da Lei, como: guarda do sábado, sacrifício de jejum, uso do véu, devolução de dízimo, etc., logo fazem a seguinte pergunta: A Lei de Deus

Leia mais

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 Cantai de júbilo a Deus, força nossa; celebrai o Deus de Jacó.2 Salmodiai e fazei soar o tamboril, a suave harpa com o saltério.3 Tocai a trombeta na Festa da Lua Nova, na

Leia mais

34. A RESSURREIÇÃO DE JESUS 648-667

34. A RESSURREIÇÃO DE JESUS 648-667 34. A RESSURREIÇÃO DE JESUS 648-667 INTRODUÇÃO A ressurreição de Jesus não é como a ressurreição de Lázaro, a da filha de Jairo ou a do filho da viúva de Naim; Cristo não volta à vida terrena mortal para

Leia mais

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio Aulas sobre o Espírito Santo e você. EBD ADU 2011 Prefácio 1. Quem é o Espírito Santo? 2. Os símbolos do Espírito Santo 3. O Espírito Santo e as Escrituras 4. Da criação até o nascimento de Jesus 5. Do

Leia mais

A Diferença entre DEUS e seu FILHO

A Diferença entre DEUS e seu FILHO A Diferença entre DEUS e seu FILHO João 4.22 Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mateus 15.9 Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos

Leia mais

SEMANA 12 ESBOÇO 216 217 SEMANA 12 ESBOÇO

SEMANA 12 ESBOÇO 216 217 SEMANA 12 ESBOÇO SEMANA 12 ESBOÇO 216 217 SEMANA 12 ESBOÇO Dia 1 Dia 2 ESBOÇO A Morte, Ressurreição e Ascensão do Salvador-Escravo e Sua Propagação Universal do Evangelho por meio dos Seus Discípulos Leitura Bíblica: Mc

Leia mais

JESUS DESCEU À MANSÃO DOS MORTOS ANO DA FÉ

JESUS DESCEU À MANSÃO DOS MORTOS ANO DA FÉ JESUS DESCEU À MANSÃO DOS MORTOS ANO DA FÉ Durante a permanência de Cristo no túmulo, sua Pessoa Divina continuou a assumir tanto a sua alma como o seu corpo, embora separados entre si pela morte. Por

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

2015 O ANO DO DISCIPULADO

2015 O ANO DO DISCIPULADO IGREJA DE CRISTO NO BRASIL MINISTÉRIO ICRV 2015 O ANO DO DISCIPULADO NOSSA FUNDAÇÃO A Igreja de Cristo no Brasil foi fundada em 13 de dezembro de 1932, na cidade de Mossoró RN. Como organização denominacional,

Leia mais

O NOME DE JESUS A AUTORIDADE DE CRISTO

O NOME DE JESUS A AUTORIDADE DE CRISTO 1 O NOME DE JESUS A AUTORIDADE DE CRISTO Fp 2 9 Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, 10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na

Leia mais

INTRODUÇÃO Introdução ao Hinduísmo

INTRODUÇÃO Introdução ao Hinduísmo INTRODUÇÃO Introdução ao Hinduísmo Denominação do conjunto de princípios, doutrinas e práticas religiosas que surgiram na Índia, a partir de 2000 a.c. O termo é ocidental e é conhecido pelos seguidores

Leia mais

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10 ELABORAÇÃO UMA LITURGIA Adoração e Louvor Aula 10 Os cânticos e hinos devem ser previamente escolhidos conforme o tema do culto, a mensagem e o momento litúrgico. Exemplo Prático: Liturgia do dia 01-12-2013

Leia mais

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO 4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO O batismo nas águas é um dos passos importantes nos primeiros princípios da doutrina de Cristo. Ele não é apenas uma forma ou cerimônia sem sentido, mas uma experiência

Leia mais

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS INTRODUÇÃO Culto é um serviço Espiritual oferecido a Deus. Expressão mais profunda do nossos sentimentos de adoração

Leia mais

O SER DE DEUS E A TRINDADE

O SER DE DEUS E A TRINDADE O SER DE DEUS E A TRINDADE INTRODUÇÃO 1. O que é a disciplina? É o estudo sobre a Pessoa de Deus como é revelada na Bíblia e na Revelação Geral. 2. Importância: - Conhecer quem é Deus é fundamental para

Leia mais

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015 1 QUEM É JESUS Jo 1 26 Respondeu João: Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias

Leia mais

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO 25-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Como se deu a entrada messiânica em Jerusalém? No tempo estabelecido,

Leia mais

Estudo Bíblico Escatologia 95 Perguntas Sobre Escatologia

Estudo Bíblico Escatologia 95 Perguntas Sobre Escatologia Estudo Bíblico Escatologia 95 Perguntas Sobre Escatologia 1. É possível saber o dia da Segunda Vinda de Cristo? Absolutamente não. Jesus disse que ninguém sabe. Mt 24.36. 2. Mas Jesus disse que nem o Filho

Leia mais

JESUS, NOSSO SENHOR (III) Catequese das Missas de quarta-feira n. 7 (2 ciclo)

JESUS, NOSSO SENHOR (III) Catequese das Missas de quarta-feira n. 7 (2 ciclo) JESUS, NOSSO SENHOR (III) Catequese das Missas de quarta-feira n. 7 (2 ciclo) - Cristo ressuscitado - Ascensão e Pentecostes - Jesus Cristo Sacerdote - Viver em Cristo, n Ele e por Ele Cristo ressuscitado

Leia mais

JESUS, ANUNCIADO NO TEMPLO 1Reis 6.1-38

JESUS, ANUNCIADO NO TEMPLO 1Reis 6.1-38 Apoio didático Lição 1 JESUS, ANUNCIADO NO TEMPLO 1Reis 6.1-38 Davi não pôde construir o templo, mas juntou muito material necessário para a construção dele. A Salomão seu filho coube essa imensa e honrosa

Leia mais

Dicionário da Bíblia de Easton

Dicionário da Bíblia de Easton 1 Dicionário da Bíblia de Easton Por M.G. Easton M.A., D.D. Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto / felipe@monergismo.com A lista abaixo não é uma tradução completa do Dicionário da Bíblia de Easton.

Leia mais

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 INTRODUÇÃO O Evangelho de João registra 7 afirmações notáveis de Jesus Cristo. Todas começam com Eu sou. Jesus disse: Eu sou o pão vivo

Leia mais

Moisés Bezerril OS CINCO PONTOS DO CALVINISMO NO PERÍODO MOSAICO. Artigos Digitais. Os uritanos

Moisés Bezerril OS CINCO PONTOS DO CALVINISMO NO PERÍODO MOSAICO. Artigos Digitais. Os uritanos Moisés Bezerril OS CINCO PONTOS DO CALVINISMO NO PERÍODO MOSAICO Artigos Digitais Os uritanos Os Cinco Pontos do Calvinismo no Período Mosaico 2012, Editora os Puritanos/Clire 1ª Edição em Português dezembro

Leia mais

Texto base Jo 8: 12 a 59

Texto base Jo 8: 12 a 59 Texto base Jo 8: 12 a 59 EU SOU Eternidade, Imutabilidade e Fidelidade pactual a. A busca equivocada Após a multiplicação dos pães e peixes, Jesus deixou a multidão (Jo 6: 1 a 15) A multidão resolveu procurá-lo

Leia mais

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem?

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? O Batismo nas Águas O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? É UMA ORDENANÇA DE JESUS O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que

Leia mais

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 Mantendo-vos, portanto, firmes, tendo cingido os vossos rins com a verdade, vestindo a couraça da justiça e calçando os pés

Leia mais

Escola Bíblica Dominical COMPREENDENDO BATALHA ESPIRITUAL

Escola Bíblica Dominical COMPREENDENDO BATALHA ESPIRITUAL Escola Bíblica Dominical COMPREENDENDO BATALHA ESPIRITUAL Introdução Há um movimento dentro das Igrejas evangélicas de forte influência que ficou conhecido como: MOVIMENTO DE BATALHA ESPIRITUAL Características

Leia mais

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção.

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção. Ungidos Para Servir Apesar dos esforços teológicos, a história cristã avançou dois mil anos e não conseguiu, em sua trajetória, evitar a má interpretação sobre o chamado ministerial dos santos e sobre

Leia mais

O propósito de nossas ministrações de reciclagem pastoral deste semestre visa alcançar as seguintes metas:

O propósito de nossas ministrações de reciclagem pastoral deste semestre visa alcançar as seguintes metas: CRISTOLOGIA METODOLOGIA DO ESTUDO É do nosso interesse manifestar que o propósito, a metodologia e a aplicação que iremos abordar nesta apostila visam gerar maturidade e entendimento de conteúdos aprofundados

Leia mais

DA CRIAÇÃO A JOSÉ DO EGITO DIA PROFESSOR TEMA DA AULA ESTUDO BÍBLICO BASE BÍBLICA VERSÍCULO JANEIRO

DA CRIAÇÃO A JOSÉ DO EGITO DIA PROFESSOR TEMA DA AULA ESTUDO BÍBLICO BASE BÍBLICA VERSÍCULO JANEIRO "Ensina a criança no caminho em que deve andar e, ainda quando for velho, não se desviará dele." Provérbios 22.6 PROGRAMA EBD 4-7 ANOS ANO 2015 DA CRIAÇÃO A JOSÉ DO EGITO DIA PROFESSOR TEMA DA AULA ESTUDO

Leia mais

Epidemias Globais. Aula 25/10/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Epidemias Globais. Aula 25/10/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Epidemias Globais Aula 25/10/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Conceituação O que é Endemia? Epidemia? Pandemia? Endemia: surto de doença que ocorre em apenas um determinado local ou região (febre

Leia mais

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI Lição 07 A COMUNIDADE DO REI OBJETIVO: Apresentar ao estudante, o ensino bíblico sobre a relação entre a Igreja e o Reino de Deus, para que, como súdito desse reino testemunhe com ousadia e sirva em amor.

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

HAMARTIOLOGIA A DOUTRINA DO PECADO

HAMARTIOLOGIA A DOUTRINA DO PECADO Pr. Jorge Luiz Silva Vieira P á g i n a 1 A origem do pecado: HAMARTIOLOGIA A DOUTRINA DO PECADO Deus não pode pecar Ele é Santo (I Pe 1.16; I Jo 1.5) e não pode ser tentado pelo mal e a ninguém tenta

Leia mais

O ministério na Igreja

O ministério na Igreja Igreja Nova Apostólica Internacional O ministério na Igreja Desde os seus primórdios que a Igreja Nova Apostólica se define como uma Igreja do ministério. O artigo que se segue contém informações acerca

Leia mais

O Discipulado e a Vida da Igreja

O Discipulado e a Vida da Igreja Série Estudo Bíblico Nº 06 O Discipulado e a Vida da Igreja Um Estudo Bíblico Sobre Adoração e Louvor Ademir Ifanger E s t u d o s B í b l i c o s P á g i n a 2 Índice Introdução... 03 1. Definindo Adoração

Leia mais

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas?

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? 1 Coríntios 15.1-11 1. Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. 2. Por meio deste evangelho

Leia mais

Catecismo de Heidelberg (1563)

Catecismo de Heidelberg (1563) Catecismo de Heidelberg (1563) por Zacarias Ursino e Gaspar Oleviano DOMINGO 1 1. Qual é o seu único fundamento, na vida e na morte? O meu único fundamento é meu fiel Salvador Jesus Cristo (l). A Ele pertenço,

Leia mais

Através dos tempos, os batistas se têm notabilizado pela defesa destes princípios:

Através dos tempos, os batistas se têm notabilizado pela defesa destes princípios: INTRODUÇÃO Os discípulos de Jesus Cristo que vieram a ser designados pelo nome batista se caracterizavam pela sua fidelidade às Escrituras e por isso só recebiam em suas comunidades, como membros atuantes,

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

UMA AVALIAÇÃO DA MÚSICA DA NOSSA IGREJA

UMA AVALIAÇÃO DA MÚSICA DA NOSSA IGREJA UMA AVALIAÇÃO DA MÚSICA DA NOSSA IGREJA Aula 8 Objetivo: Capacitar o aluno para avaliar toda música (os hinos, cânticos espirituais, solos, cânticos para o coral, etc.) que cantamos e ouvimos. Segunda

Leia mais

Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia, quero saudá-lo,

Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia, quero saudá-lo, Olá amigo estamos iniciando mais um programa da série Através da Bíblia, quero saudá-lo, desejando sobre você e toda a sua família as mais preciosas bênçãos do Senhor. É um 1 prazer estar mais uma vez

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

CONFISSÃO DE FÉ DA IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA DO BRASIL

CONFISSÃO DE FÉ DA IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA DO BRASIL CONFISSÃO DE FÉ DA IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA DO BRASIL Capítulo 1: De Deus e da Santíssima Trindade Cremos na existência de um Deus Trino, Todo Poderoso, vivo e verdadeiro, sem corpo, membros ou paixões,

Leia mais

Perfil da Igreja que possui maturidade

Perfil da Igreja que possui maturidade Perfil da Igreja que possui maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Atos 2.7-45 7 - E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?

Leia mais

ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3

ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3 ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3 Definição de Dispensação: período de tempo durante o qual a humanidade é moralmente responsável diante de Deus em

Leia mais

OS MÓRMONS SÃO BÍBLICOS? Pr. Davi

OS MÓRMONS SÃO BÍBLICOS? Pr. Davi OS MÓRMONS SÃO BÍBLICOS? Pr. Davi ANALISANDO A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, ou Mórmons como são conhecidos, foi fundada em 06 de abril de 1830. São Chamados mórmons por causa do

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

Há Harmonia entre os Evangelhos?

Há Harmonia entre os Evangelhos? Há Harmonia entre os Evangelhos? AULA 4 Mar/Abr/2015 Rodrigo Hernandes e Felipe Coelho 22/3/2015 Algumas Passagens Difíceis dos Evangelhos Definindo Astrologia Uma estrela no céu narra o nascimento de

Leia mais

DESENVOLVENDO MEMBROS MADUROS

DESENVOLVENDO MEMBROS MADUROS DESENVOLVENDO MEMBROS MADUROS Movendo Pessoas da Congregação para os Comprometidos para que não mais sejamos como meninos Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.

Leia mais

O Discipulado e a Vida da Igreja

O Discipulado e a Vida da Igreja Série Estudos Bíblicos Nº 2 O Discipulado e a Vida da Igreja Um Estudo Bíblico Essencial ao Crescimento e Maturidade Cristã Ademir Ifanger E s t u d o s B í b l i c o s P á g i n a 2 Índice Estudo Bíblico

Leia mais

Esperança em um mundo mal Obadias 1-21. Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos.

Esperança em um mundo mal Obadias 1-21. Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos. Esperança em um mundo mal Obadias 1-21 Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos. Introdução Obadias É o livro mais curto do Antigo Testamento. Quase nada se sabe sobre o autor.

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

HISTÓRIA DA IGREJA. Prof. GUILHERME WOOD. APOSTILA NO SITE: http://www.ibcu.org.br/apostilas/historiaigreja.pdf

HISTÓRIA DA IGREJA. Prof. GUILHERME WOOD. APOSTILA NO SITE: http://www.ibcu.org.br/apostilas/historiaigreja.pdf HISTÓRIA DA IGREJA Prof. GUILHERME WOOD APOSTILA NO SITE: http://www.ibcu.org.br/apostilas/historiaigreja.pdf Reforma Protestante - Antinomismo Acusação contra Lutero Lutero x Johann Schneider (João (

Leia mais

Igreja Internacional da Graça de Deus

Igreja Internacional da Graça de Deus Igreja Internacional da Graça de Deus 1 O Batismo nas Águas Igreja Internacional da Graça de Deus Fevereiro de 2010 São Paulo - Brasil 2 Nova Vida com Jesus J esus respondeu : - Na verdade, na verdade

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

Breve Catecismo de Westminster

Breve Catecismo de Westminster Breve Catecismo de Westminster PERGUNTA 1. Qual é o fim principal do homem? RESPOSTA. O fim principal do homem é glorificar a Deus, e gozá-lo para sempre. Referências: Rm 11.36; 1Co 10.31; Sl 73.25-26;

Leia mais

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte 8º Capítulo Petros Os Dons Pilares 1ª Parte O texto de I Co 12:7-11 fala sobre os dons espirituais, aqui chamados de carismáticos; O texto de Ef 4:11 fala sobre os dons ministeriais, aqui chamados de dons

Leia mais

Plano Para a vida e a Missão da Igreja

Plano Para a vida e a Missão da Igreja Plano Para a vida e a Missão da Igreja O "Plano para a Vida e a Missão da Igreja" é continuação dos Planos Quadrienais de 1973 e 1978 e conseqüência direta da consulta nacional de 1981 sobre a Vida e a

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

ETAPA 2 2015 2016 2017

ETAPA 2 2015 2016 2017 PROJETO ALICERCE DIOCESANO INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ Catequizandos que irão iniciar a Catequese com 10 Anos 11 Anos 12 Anos PROCESSO CATEQUÉTICO CONTÍNUO CATEQUESE CRISMAL ETAPA 2 2015 2016 2017 FÉ/ESPERANÇA/CARIDADE

Leia mais

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19 1 Todos Morrem! Pessoas morrem diariamente, seja por acidente ou de câncer, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, ou como vítimas de quaisquer das numerosas outras doenças. Alguns chegam a morrer

Leia mais

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia."

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema Conhecendo a Bíblia. APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia." Responda estas questões relacionadas à bíblia, e teste seus conhecimentos e quem acertar acima de 88% ganha

Leia mais

ALICERCES DE NOSSA FÉ

ALICERCES DE NOSSA FÉ ALICERCES DE NOSSA FÉ E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Jo 8.32 Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida.. Jo 14.6 Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes

Leia mais

Mosaicos #2 Um Novo e superior Testamento Hb 1:1-3 Introdução: Se desejamos compreender o hoje, muitas vezes precisaremos percorrer o passado.

Mosaicos #2 Um Novo e superior Testamento Hb 1:1-3 Introdução: Se desejamos compreender o hoje, muitas vezes precisaremos percorrer o passado. 1 Mosaicos #2 Um Novo e superior Testamento Hb 1:1-3 Introdução: Se desejamos compreender o hoje, muitas vezes precisaremos percorrer o passado. Neste sentido a Carta aos Hebreus é uma releitura da lei,

Leia mais

SEMINARIO DE ESCATOLOGIA. III) Segunda vinda de Cristo ( Sinais da vinda ) I) INTRODUÇÃO A ESCATOLOGIA. 1- O que é Escatologia?

SEMINARIO DE ESCATOLOGIA. III) Segunda vinda de Cristo ( Sinais da vinda ) I) INTRODUÇÃO A ESCATOLOGIA. 1- O que é Escatologia? SEMINARIO DE ESCATOLOGIA INDICE I) Introdução à Escatologia II) Dispensações III) Segunda vinda de Cristo ( Sinais da vinda ) IV) Milênio de paz V) Juízo Final VI) Estado Perfeito I) INTRODUÇÃO A ESCATOLOGIA.

Leia mais

O cristianismo que vivemos

O cristianismo que vivemos O cristianismo que vivemos TEXTO BÍBLICO BÁSICO Lucas 12.16-21,0-2 16 - E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância; 17 - E arrazoava ele entre si, dizendo:

Leia mais

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação Domingo, 29/03/2009 Autor: Fábio Ramos A Recapitulação Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF Aula 5 - Justiça e Justificação 1 Visão Geral I) somos servos que servem evangelizando II) perdidos estão

Leia mais

Livro de Jó Soberania e Graça de Deus Perguntas de Deus, Respostas de Jó & Perguntas de Jó, Respostas de Jesus Cristo

Livro de Jó Soberania e Graça de Deus Perguntas de Deus, Respostas de Jó & Perguntas de Jó, Respostas de Jesus Cristo Livro de Jó Soberania e Graça de Deus Perguntas de Deus, Respostas de Jó & Perguntas de Jó, Respostas de Jesus Cristo 1 A Confrontação de Deus (38:1-42:6) Finalmente os repetidos pedidos de Jó para ser

Leia mais

Modulo I. Objetivo: ESTUDO DA BÍBLIA

Modulo I. Objetivo: ESTUDO DA BÍBLIA ESTUDO DA BÍBLIA Modulo I As Anotações selecionadas para este Primeiro Módulo, são frutos de Estudos e Pesquisas feitas por irmãos em Cristo Jesus. Objetivo: Levar o conhecimento da Palavra de Deus a todos

Leia mais

Principios Elementares. Principios Elementares

Principios Elementares. Principios Elementares Principios Elementares Principios Elementares Princípios Elementares Con-001 Igreja em Salvador, 1990 6ª Edição, Março de 2006 Este trabalho é uma nova edição da apostila Princípios Elementares / A Porta

Leia mais

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments)

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Jesus só deu à Igreja dois sacramentos: batismo nas águas (veja Mt. 28:19) e a Santa Ceia (veja 1 Co. 11:23-26). Estudaremos

Leia mais

9 Princípios Bíblicos

9 Princípios Bíblicos 9 Princípios Bíblicos...E promessas em áreas básicas no aconselhamento de jovens por Ken Collins ABUSO FÍSICO E PESSOAL APARÊNCIA Deus pode consolar e fortalecer Sl 86 Deus dá maior valor à beleza interior

Leia mais

P.2. O que é que você precisa saber para viver e morrer nessa consolação?

P.2. O que é que você precisa saber para viver e morrer nessa consolação? O CATECISMO DE HEIDELBERG O Catecismo de Heidelberg, o segundo dos padrões doutrinários das Igrejas Reformadas, foi escrito em Heidelberg a pedido do Eleitor Frederico III, governador, entre 1559 e 1576,

Leia mais

Portanto, sempre existiu aqueles que eram de Deus, e aqueles que não eram de Deus, ou seja, os santos, e os pecadores.

Portanto, sempre existiu aqueles que eram de Deus, e aqueles que não eram de Deus, ou seja, os santos, e os pecadores. Santidade ao Senhor Antigo Testamento Ex 28:36 "Também farás uma lâmina de ouro puro e nela gravarás à maneira de gravuras de selos: Santidade ao Senhor." Novo testamento 1 Pe 1:15 "mas, como é santo aquele

Leia mais

CATEQUESE. Sua Santidade o Papa Bento XVI Vaticano - Audiência Geral Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2013

CATEQUESE. Sua Santidade o Papa Bento XVI Vaticano - Audiência Geral Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2013 CATEQUESE Sua Santidade o Papa Bento XVI Vaticano - Audiência Geral Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2013 Queridos irmãos e irmãs, O Concílio Vaticano II na Constituição sobre a Divina Revelação Dei Verbum,

Leia mais

No entanto, por mais dedicado, íntegro e capacitado que um líder ou pastor seja, jamais chegará, se quer, aos pés do Senhor Jesus.

No entanto, por mais dedicado, íntegro e capacitado que um líder ou pastor seja, jamais chegará, se quer, aos pés do Senhor Jesus. A sociedade, em todas as nações, encontra-se doente. A maioria das pessoas tem a alma enferma. Nesses últimos dias, o que tem acontecido no Sebastião Norões, tem nos mostrado que até as crianças estão

Leia mais

ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus

ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus LEMA E VISÃO 2012.2015 ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus Por Pr. Amadilson de Paula Diretor

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

Segunda Palavra Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra ou nas águas debaixo da terra Dt 5:8

Segunda Palavra Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra ou nas águas debaixo da terra Dt 5:8 Segunda Palavra Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra ou nas águas debaixo da terra Dt 5:8 Então o Senhor falou a vocês do meio do fogo. Vocês ouviram as palavras,

Leia mais

Apesar de toda diversidade a Bíblia toda contém uma só idéia central: Jesus Cristo, o Senhor, que ama e salva o homem pecador. Gn 3.15; Ap 19.

Apesar de toda diversidade a Bíblia toda contém uma só idéia central: Jesus Cristo, o Senhor, que ama e salva o homem pecador. Gn 3.15; Ap 19. Apresentação do Curso Existem duas formas de se estudar teologia, uma é através da Teologia Bíblica que extrai as verdades que formularão as doutrinas diretamente do texto. A outra maneira é através da

Leia mais