Manual de Especificação / Instalação / Manutenção

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Especificação / Instalação / Manutenção"

Transcrição

1 Manual de Especificação / Instalação / Manutenção Carrinhos porta cabos para vigas I 1 - Descrição do produto: Fig 1 - Montagem típica Os carrinhos porta cabos são componentes mecânicos utilizados para manter cabos elétricos suspensos em equipamentos móveis. Também conhecidos por festoons, são usados principalmente em pontes rolantes, pórticos, lanças de guindastes e outros equipamentos similares. Os carrinhos da série Cx-870 ficam montados sequencialmente em uma viga I de 4 (outras sob consulta), colocada ao longo do equipamento para o qual os cabos se destinam. Cada carrinho é engatado aos adjacentes através de correntes ou cabos de aço. Quando o equipamento móvel se desloca, carrega consigo o primeiro carrinho da sequencia (carrinho puxador), que por sua vez puxa o imediatamente anterior e assim sucessivamente. Quando o equipamento faz o movimento inverso, empurra o carrinho puxador, que empurra o seguinte e assim sucessivamente. O último carrinho da sequência fica preso no trilho (carrinho fixo) e serve como âncora para a cadeia de carros e para os cabos por eles sustentados. Os cabos elétricos ficam acomodados lado a lado nas bandejas dos carrinhos, presos por borracha prensa cabos. Podem ser acomodados cabos de bitolas e aplicações diferentes, redondos ou chatos, para comando ou potência. Os carrinhos podem também sustentar mangueiras de água, ar comprimido ou gases, aumentando ainda mais a flexibilidade e gama de aplicações deste sistema. A linha Cx-870 possui carrinhos com 1 ou 2 bandejas e várias larguras, permitindo a montagem de uma grande variedade de combinações de cabos com economia de espaço e baixo custo. Os componentes de fixação em aço inoxidável e rodas de rolamentos vedados com cobertura de nylon garantem uma grande durabilidade e funcionamento com baixo ruído. Os modelos de carrinhos porta cabos da série Cx-870 são os seguintes : Cx-870/aa Carrinhos com 1 bandeja Cx-870/aa/bb Carrinhos com 2 bandejas CF-870/aa Carro fixo CM-870/aa Carro móvel CP-870/aa Carro puxador CF-870/aa/bb Carro fixo CM-870/aa/bb Carro móvel CP-870/aa/bb Carro puxador Os complementos do código /aa e /bb definem o tamanho do carrinho. Ver Dimensões/modelos no final deste manual. 2 Construção do carrinho Cx-870 Elmec : Fig 2 - Componentes principais do carrinho Cx Suporte de cabo (bandeja) secundária. Apenas para carrinhos porta cabos duplos (com 2 bandejas). Aço SAE1020, pintado com tinta eletrostática de poliéster. 2. Suporte de cabo (bandeja) principal. Aço SAE1020, pintado com tinta eletrostática de poliéster. 3. Chassi. Aço SAE1020, pintado com tinta eletrostática de poliéster. 4. Rodas guias transversais, de nylon, com eixos, porcas e arruelas em aço inoxidável AISI Rodas principais. Rolamentos vedados com capa de nylon. Eixos, porcas e arruelas em aço inoxidável AISI Viga I para suporte dos carrinhos 7. Batente de borracha natural, fixada por parafuso de aço inoxidável AISI Prensa-cabo em borracha esponjosa macia. 9. Parafuso de fixação dos cabos na bandeja. Aço SAE1020 zincado, com porcas e arruelas em aço inoxidável AISI304. Cx-870/aa/bb - Carrinhos porta cabos Rev 8 (Agosto/2010) P. 1/5

2 3 Acessórios e complementos : Para montar um sistema de cabos sustentados por carrinhos da série Cx-870, alguns componentes adicionais são necessários. Estes itens são fornecidos sob encomenda e podem ser entregues juntamente com os carrinhos. XCaboT Cabo de aço XClips Clipes XSapatilhas Sapatilhas XMan5 Manilhas XCor5 Corrente Trilho 4 Viga I 4 Para ver mais detalhes dos acessórios, ver especificações técnicas no final deste manual. 4 - Como dispor os cabos nos carrinhos: O departamento técnico responsável pela instalação elétrica do equipamento aos quais os carrinhos se destinam deve especificar os cabos necessários. Normalmente podem ser usados cabos redondos ou chatos, inclusive combinações destes dois tipos de cabos. Os cabos devem ser acomodados na bandeja de forma a distribuir o peso sobre ela. O ideal seria usar cabos com o mesmo diâmetro. Na impossibilidade disso, deve-se procurar a combinação que permita a menor variação de diâmetro entre os cabos. Se forem usados cabos diferentes, deve-se colocar os mais pesados nas bordas e no centro da bandeja, deixando as posições intermediárias para os cabos menores. No caso de cabos chatos, é permitido empilhar os cabos, tomando-se o cuidado de colocar o cabo mais espesso acima dos menos espessos. Fazendo assim, obtém-se um aumento do raio de curvatura do cabo mais grosso, o que é desejável. Deve-se procurar empilhar os cabos de forma a garantir que pelo menos metade de sua superfície esteja sob ação da borracha prensa cabos. Evitar empilhar os cabos em forma de pirâmide Se for necessário usar cabos chatos e redondos em conjunto, colocar os cabos redondos nas posições extremas da bandeja, procurando distribuir uniformemente o peso dos cabos. O diagrama abaixo ilustra diversas possibilidades de distribuição dos cabos nas bandejas dos carrinhos Cx-870. Tipos de cabos ideal aceitável aceitável Inadequada Redondos Chatos Redondos e chatos em conjunto Para garantir um aperto uniforme dos cabos pela borracha prensa cabos, pode-se cortar a borracha até que se obtenha um formato próximo do diâmetro do cabo (fig. 3). Isso é especialmente importante para fixar mangueiras de ar, água ou gases nos carrinhos. Sem ajustar a borracha prensa cabos, pode ocorrer da mangueira ficar tão apertada que a passagem fique impedida. O ajuste da borracha prensa cabos também é muito útil para equalizar o aperto de cabos de diâmetro diferentes na bandeja do carrinho. O corte da borracha pode ser feito com uma lâmina afiada ou tesoura. O acabamento pode ser feito com lixa rotativa Borracha prensa cabos Cortar para acomodar cabo ou mangueira Borracha prensa cabos dupla Em carrinhos que suportam cabos com diâmetro Fig 4 - Prensa-cabos duplo de mais de 25 mm, a borracha prensa-cabos é dupla Fig 3 - Ajuste do prensa-cabos (dividida em duas metades) para facilitar seu corte, caso seja necessário (fig. 4). Os cabos devem sempre ficar apoiados sobre a bandeja. Não montar cabos entre as metades da borracha prensa cabos. Após cortar a borracha prensa-cabos, pode-se colar (com adesivo plástico ou acrílico) as duas metades da borracha, caso isso seja conveniente. 5 - Como especificar o modelo de carrinho: Para um melhor aproveitamento dos carrinhos, o ideal seria usar sempre cabos de diâmetrros semelhantes. Do ponto de vista da seleção dos carrinhos, em alguns casos é mais econômico substituir um cabo grosso por 2 ou mais cabos mais finos. Se for cabo de energia, coloca-se os cabos mais finos ligados em paralelo, se for cabo de comando, com muitos condutores, divide-se os condutores em 2 cabos. A seleção ideal é empírica e frequentemente pode-se encontrar mais de uma solução para a aplicação em estudo. A regra geral para seleção do Maior cabo Raio mínimo da bandeja Raio recomendado para a bandeja carrinho é que, quanto maior for o diâmetro do maior cabo elétrico, maior deve ser o raio de Chato até 15 mm Espessura do Cabo x 6 Espessura do Cabo x 8 curvatura da bandeja (e maior o carrinho). Para Chato com mais de 15 mm Espessura do Cabo x 8 Espessura do Cabo x 10 definir o carrinho adequado usa-se a relação ao Redondo até ø15 mm øcabo x 6 øcabo x 6 lado. As dimensões dos carrinhos estão mostradas no item 11 deste manual. Redondo de ø maior que 15 mm øcabo x 6 øcabo x Como especificar a quantidade necessária de carrinhos, acessórios e complementos : 6.1 Número de carrinhos A quantidade de carrinhos porta cabos depende basicamente de : - Distância a ser coberta pelos deslocamento dos carrinhos ( D ) - Altura livre (ver fig. 1) para a cortina de cabos ( H ) A partir destas informações podemos calcular o número de carrinhos móveis ( Ncm) conforme indicado ao lado. O resultado deve sempre ser arredondado para cima. Para cada conjunto de carrinhos, é necessário ainda: - 1 carro fixo (para ancorar o cabo e a cadeia de carrinhos) - 1 carro puxador (para ser acoplado ao equipamento móvel) Ncm = D - 1 1,8 H Ncm carrinhos móveis 1 carrinho fixo 1 carrinho puxador Quantidades de carrinhos Cx-870/aa/bb - Carrinhos porta cabos Rev 8 (Agosto/2010) P. 2/5

3 6.2 Ligações entre os carrinhos É necessário ligar os carrinhos uns nos outros por lances de corrente ou cabo de aço. O número de lances ( NL ) e o comprimento de cada lance é calculado conforme indicado ao lado Ligações entre os carros através de corrente Caso se opte por ligar os carrinhos por corrente, serão necessários os seguintes materiais : - NL : Número de lances de corrente, cada um com comprimento Lc - 2 NL : Número de manilhas Ligações entre os carros através de cabo de aço Caso se opte por ligar os carrinhos por cabo de aço, serão necessários os segontes materiais : - NL : Número de lances de cabo de aço, cada um com comprimento Lc mm - 2 NL Número de sapatilhas - 4 NL Número de clipes Lc = 2 H Comprimento do lance NL = Ncm + 1 Número de lances 7 Como calcular os comprimentos de cabos, trilhos e demais necessidades do equipamento : O dimensionamento do equipamento requer ainda o cálculo do espaço necessário para o estacionamento dos carrinhos (espaço reservado aos carrinhos quando estão todos recolhidos - ver fig. 1) e o comprimento total do trilho. - O espaço para o estacionamento dos carrinhos pode ser calculado por ( G ), ao lado, sendo que Ncm é o número de carrinhos móveis e L é o comprimento do carrinho. O valor de L depende do modelo selecionado e pode ser encontrado na tabela de dimensões no final deste manual. - O comprimento total do trilho pode ser calculado por ( T ), sendo que D é a distância a percorrer e G é o espaço de estacionamento. G = (Ncm + 2) L Espaço para estacionamento T = D + G Comprimento do trilho O comprimento mínimo aproximado de cada um dos dos cabos é calculado por Ccabo (quadro ao lado). H é a altura disponível para a cortina de cabos, NL é o número de ligações, Df é a distância entre o carro fixo e o painel fixo onde o cabo será ligado e Dm é a distância entre o carro puxador e o painel elétrico do equipamento móvel onde o carrinho puxador será acoplado. L é o comprimento do carrinho escolhido (ver tabela de dimensões) e Ncm é o número de carrinhos móveis. Ccabo = 2 x H x NL + Df + Dm + 1,5 x L x (Ncm+2) Comprimento mínimo do cabo. 8 Montagem dos carrinhos no trilho. puxador. A disposição dos carrinhos está mostrada na fig. 1. Coloca-se primeiro o carrinho fixo, seguido dos carrinhos móveis, fechando a cadeia com o carrinho 8.1 Fixação do carinho fixo no trilho. O carrinho fixo fica preso a um ponto do trilho e tem a finalidade de ancorar os cabos elétricos bem como a cadeia de carrinhos. Este carrinho não possui rolamentos, já que não se deslocará e deve ser fixado no ponto mais extremo do trilho (ver fig. 1). Para fixá-lo deve ser feito um furo na alma da viga I com diâmetro de 9 mm (fig 6), onde será passado o pino de ancoragem do carrinho. Fig 5 - Carrinho fixo Fig 6 - Fixar carrinho no trilho Para retirar o pino de ancoragem, deve-se remover o anel trava do pino, permitindo a remoção deste. Em seguida, posicionar o carrinho no local onde ficará e marcar o local onde o furo deve ser feito. Fazer o furo e recolocar o pino no carrinho, passando-o pelo furo da viga e prendendo o carrinho naquela posição. Recolocar os aneis trava para evitar que o pino se solte. 8.2 Fixação do carrinho puxador na parte móvel do equipamento O carrinho puxador fica mecanicamente acoplado à parte móvel do equipamento que recebe os cabos sustentados pelos carrinhos (ver Fig. 1). O engate do equipamento deve fazer com que o seu deslocamento (em qualquer direção) leve consigo o carrinho puxador. O movimento do equipamento não deve forçar lateralmente o carrinho, devendo ser feito um posicionamento correto da viga e a colocação de dispositivos de engate adequados para garantir que o carrinho não sofra esforços laterais. O carrinho fixo puxará todos os demais carrinhos através dos elementos de fixação (cabo de aço ou corrente), conforme mostrado na fig.1. É possivel prender o carrinho puxador no engate do equipamento móvel pela alça central ou pela alça lateral (fig. 7 e 8) Fig 7 - Alças do carrinho puxador Cx-870/aa/bb - Carrinhos porta cabos Rev 8 (Agosto/2010) P. 3/5

4 8.3 Ligar a cadeia de carrinhos Os carrinhos devem ficar ligados entre si por cabos de aço ou correntes, formando uma sequência como a mostrada na fig. 1. Os cabos de aço e correntes devem ser fixados nas alças centrais dos carrinhos através de manilhas (se forem usadas correntes) ou sapatilhas e clipes (se forem usados cabos de aço). A forma de usar estes elementos de fixação está mostrada na fig. 9. Para prender a corrente, deve-se remover o pino da manilha, passar a alça da manilha dentro do elo da corrente e recolocar o pino da manilha, fazendo este passar pelo furo da alça do carrinho (fig. 9). O pino da manilha deve ficar para cima. No caso de se usar cabo de aço, deve-se primeiro colocar a sapatilha na alça do carrinho, passar o cabo pela sapatilha e fechar a laçada com dois clipes. O primeiro clipe deve ficar rente à sapatilha e o segundo deve ficar 50 mm à frente. As porcas dos clipes devem ser firmemente apertadas Fig 9 - Ligações entre os carrinhos 9 Manutenção : Para que os carrinhos possam desempenhar satisfatoriamente suas funções, é necessário que seja seguido o seguinte programa de manutenção preventiva : 9.1 Periodicamente (a cada dois meses ou a critério da gerência de manutenção do equipamento) Verificar o aperto das porcas das rodas, clipes ou manilhas das conexões dos carrinhos Inspecionar os carrinhos para se certificar que não existe acúmulo de materiais sobre eles, particularmente sobre as rodas. 9.2 Nas paradas de manutenção ou na ocorrência de quedas de objetos sobre os carrinhos (ou a critério da gerência de manutenção do equipamento) Verificar o estado das rodas. Rodas gastas, travadas ou quebradas devem ser substituídas. Verificar o aperto dos parafusos dos clips ou manilhas. A manutenção deve ser realizada por pessoal capacitado, em oficina adequada. Opcionalmente, os carrinhos podem ser enviados à Elmec para manutenção. 10 Especificações técnicas dos produtos : Especificações Cx-870/aa Cx-870/aa/bb Designação Carrinho porta cabos de bandeja simples Carrinho porta cabos de bandeja dupla Tipos CF-870 : carrinho fixo; CM-870 : carrinho móvel; CP-870 : carrinho puxador Materiais Chassi Chapa de aço SAE1020 Chapa de aço SAE1020 Rodas Rolamentos vedados, com capa de nylon Rolamentos vedados, com capa de nylon. Eixos Aço inoxidável AISI 304 Aço inoxidável AISI 304 Buchas Bronze Bronze Porcas e arruelas Aço inoxidável AISI 304 Aço inoxidável AISI 304 Batentes Borracha natural com fixador AISI304 Borracha natural com fixador AISI304 Prensa cabos Borracha esponjosa Borracha esponjosa Pintura Poliéster, eletrostática Poliéster, eletrostática Cor de acabamento Amarelo segurança Amarelo segurança Placa de identificação Aço inoxidável Aço inoxidável Ver tabela de dimensões Ambiente Limites de temperatura -5 a 85 C Limites de umidade 50 a 100% Resistência a ambiente salino Alta Resistência a ambiente com ácidos Média Resistência a ambiente com poeira Alta Sapatilhas XSAPATILHAS Clipe XCLIPS Manilhas XMAN5 Corpo Aço forjado, zincado Aço forjado, zincado aço forjado, zincada Ø4,7 mm Olhais Aço SAE1020, zincado Porcas Aço SAE1020, zincado aço forjado, zincada 0,01 kg 0,01 kg 0,035 kg Cabo de aço XCABOT Alma Cabo de aço Ø1/8 (~3,2 mm) Cobertura PVC, espessura 1/32 (~0,8 mm), incolor Diâmetro com cobertura 3/16 ( ~ 4,8 mm ) Dilatação térmica 0,012 mm/m C 0,08 kg / m Corrente XCOR5 Elo Material Capacidade de tração Arame ø5 mm ; elo soldado 18 x 33 mm (externo) Aço ASTM A36 galvanizado 250 kgf 0,35 kg / m Viga I TRILHO4 Tipo Viga I, laminada 4, primeira alma Comprimento de cada barra 6 m Material Aço ASTM A ,5 kg / m Cx-870/aa/bb - Carrinhos porta cabos Rev 8 (Agosto/2010) P. 4/5

5 11 Dimensões / modelos : Fig 10 - Modelos com 1 bandeja Fig 11 - Modelos com 2 bandejas Modelos com 1 bandeja Dimensões ( mm ) Modelo Ø max do cabo Tamanho a b p L R1 (kg) Carga max (kg) Cx-870 / I M ,1 60 Cx-870 / II M ,2 60 Cx-870 / II M ,3 60 Cx-870 / I M ,4 80 Cx-870 / II M ,2 80 Cx-870 / II M ,8 80 Cx-870 / I M ,6 85 Cx-870 / II M ,2 85 Cx-870 / II M ,8 85 Cx-870 / 51s 45 I M ,8 100 Cx-870 / 52s 45 II M ,1 100 Cx-870 / 53s 45 II M ,3 100 Cx-870 / I M ,8 120 Cx-870 / II M ,4 120 Cx-870 / II M ,1 120 Cx-870 / I M ,5 140 Cx-870 / II M ,2 140 Cx-870 / II M ,9 140 Modelos com 2 bandejas Dimensões ( mm ) Modelo Ø max do cabo Tamanho a b p L R1 R2 (kg) Carga max (kg) calha1 / calha 2 Cx-870 / 21 / / 13 I M ,8 60 / 40 Cx-870 / 22 / / 13 II M ,5 60 / 40 Cx-870 / 23 / / 13 II M ,1 60 / 40 Cx-870 / 31 / / 16 I M ,5 80 / 60 Cx-870 / 32 / / 16 II M ,8 80 / 60 Cx-870 / 33 / / 16 II M ,1 80 / 60 Cx-870 / 41 / / 25 I M ,2 85 / 60 Cx-870 / 42 / / 25 II M ,9 85 / 60 Cx-870 / 43 / / 25 II M ,5 85 / 60 Cx-870 / 51s / / 28 I M ,8 100 / 80 Cx-870 / 52s/ / 28 II M ,9 100 / 80 Cx-870 / 53s/ / 28 II M ,1 100 / 80 Cx-870 / 51 / / 30 I M ,2 120 / 80 Cx-870 / 52 / / 30 II M ,9 120 / 80 Cx-870 / 53 / / 30 II M ,5 120 / 80 Cx-870 / 61 / / 30 I M ,2 140 / 80 Cx-870 / 62 / / 30 II M ,8 140 / 80 Cx-870 / 63 / / 30 II M ,8 140 / 80 Cx-870 / 71 / / 40 I M ,7 140 / 80 Cx-870 / 72 / / 40 II M ,9 140 / 80 Cx-870 / 73 / / 40 II M ,5 140 / 80 Cx-870/aa/bb - Carrinhos porta cabos Rev 8 (Agosto/2010) P. 5/5

As esteiras porta cabos Selftrak proporcionam movimentação eficiente e segura de cabos e mangueiras

As esteiras porta cabos Selftrak proporcionam movimentação eficiente e segura de cabos e mangueiras APRESENTAÇÃO As esteiras porta cabos Selftrak proporcionam movimentação eficiente e segura de cabos e mangueiras em unidades móveis de máquinas e equipamentos. Protegem cabos e mangueiras contra abrasão,

Leia mais

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO Pág.:1 MÁQUINA: MODELO: NÚMERO DE SÉRIE: ANO DE FABRICAÇÃO: O presente manual contém instruções para instalação e operação. Todas as instruções nele contidas devem ser rigorosamente seguidas do que dependem

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5

CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5 CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5 LEIA O MANUAL COM ATENÇÃO A Bonier é uma empresa especializada no desenvolvimento de equipamentos de segurança e resgate. Temos como princípio a qualidade dos produtos, o design,

Leia mais

Manual de instruções. Rampa de alinhamento

Manual de instruções. Rampa de alinhamento Manual de instruções Rampa de alinhamento Apresentação Primeiramente queremos lhe dar os parabéns pela escolha de um equipamento com nossa marca. Somos uma empresa instalada no ramo de máquinas para auto

Leia mais

MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IFSC- JOINVILLE SANTA CATARINA DISCIPLINA DESENHO TÉCNICO CURSO ELETRO-ELETRÔNICA MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 2011.2 Prof. Roberto Sales. MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS A

Leia mais

CEMIG DISTRIBUIÇÃO S.A INSTRUÇÕES PARA ABERTURA DO CABO EN320

CEMIG DISTRIBUIÇÃO S.A INSTRUÇÕES PARA ABERTURA DO CABO EN320 a EMISSÃO INICIAL FTY MM LYT 18/12/14 REV. ALTERAÇÕES EXEC. VISTO APROV. DATA EXEC. VISTO APROV. FTY MM LYT DATA: CEMIG DISTRIBUIÇÃO S.A LD 1 ALMENARA - JEQUITINHONHA, 138kV (Op. 69 kv) 18/12/14 INSTRUÇÕES

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA

MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA Orçamento Unidade Básica de Saúde - Fronteira Estrutura para o acesso e identificação do

Leia mais

VEMAQ 10-1 - CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS 1.1 - APRESENTAÇÃO

VEMAQ 10-1 - CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS 1.1 - APRESENTAÇÃO Equipamento: COLETOR COMPACTADOR DE LIXO 10 m³ Modelo : CCL-10 Aplicação: Coleta de resíduos domésticos e/ou industriais,selecionados ou não Fabricante: VEMAQ - Indústria Mecânica de Máquinas Ltda 1 -

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. ESTRUTURA E BLINDAGEM DOS MODULOS 1.1 - Estruturas Laterais Externas Deverão ser confeccionadas em chapa de aço SAE1010 #18, com varias dobras formando colunas, sem quinas ou

Leia mais

Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM

Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM Dispositivo de ancoragem com braço giratório SkyORB TM Descrição O Miller SkyORB TM é um dispositivo de ancoragem portátil com braço giratório especialmente projetado para sistemas de elonamento, carregamento/

Leia mais

Wampfler - Tecnologia mundial

Wampfler - Tecnologia mundial Wampfler - Tecnologia mundial Qualidade, tecnologia e assistência técnica Em todo o mundo, a Wampfler está a sua disposição com seus funcionários e inúmeras representações. Juntamente com nossos clientes,

Leia mais

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado.

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado. CAIXA DE MEDIÇÃO EM 34, kv 1 OBJETIVO Esta Norma padroniza as dimensões e estabelece as condições gerais e específicas da caixa de medição a ser utilizada para alojar TCs e TPs empregados na medição de

Leia mais

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title

Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Extensômetro de Alto Alongamento AHX800 Manual Title Additional Manual do Information Produto be certain. 100-238-343 A Informações sobre Direitos Autorais Informações sobre Marca Registrada Informação

Leia mais

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção.

Índice. 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. MODELO: BYG AR 1533 Índice 1. Advertência. 2. Características técnicas. 3. Aplicações. 4. Estrutura. 5. Instruções de uso e operação. 6. Manutenção. 7. Diagrama elétrico. 8. Diagrama hidráulico. 9. Peças

Leia mais

Caixa para medidor polifásico com trava na tampa e visor

Caixa para medidor polifásico com trava na tampa e visor FIRUGA 1: CAIXA COM TAMPA 227 VISTA SUPERIOR 114 57 A 14 209 345 45 LENTE 46 171 PRÉ-FURO Ø5 53 VISTA LATERAL ESQUERDA Ø2 FURO PARA LACRE A VISTA FRONTAL MÍN. 10,5 15 LUVA W1/4 VISTA LATERAL DIREITA 48

Leia mais

Seção 9 PISTÕES - ANÉIS - BIELAS

Seção 9 PISTÕES - ANÉIS - BIELAS Seção 9 PISTÕES - ANÉIS - BIELAS Índice da seção Página Bielas Montagem da biela no pistão... 4 Verificação Instalação... 7 Remoção Torque... 8 Pistões Montagem do pistão na biela... 4 Verificação do desgaste

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO TRANSPALETE HIDRÁULICO MANUAL

MANUAL DE INSTRUÇÃO TRANSPALETE HIDRÁULICO MANUAL TERMOS DE GARANTIA I - PRAZO DE GARANTIA 1. A Marcon Indústria Metalúrgica Ltda. dispõe de garantia do produto pelo prazo de 06 (seis) meses (já inclusa a garantia legal referente aos primeiros noventas

Leia mais

Barramento Elétrico Blindado KSL70

Barramento Elétrico Blindado KSL70 Barramento Elétrico Blindado KSL70 PG: 2 / 19 ÍNDICE PÁG. 1.0 DADOS TÉCNICOS 03 2.0 - MÓDULO 04 3.0 SUSPENSÃO DESLIZANTE 05 4.0 TRAVESSA DE SUSTENTAÇÃO 06 5.0 EMENDA DOS CONDUTORES E DOS MÓDULOS 07 6.0

Leia mais

Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO -

Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO - Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO - Material elaborado pelo departamento técnico da OfficeBrasil Desenvolvimento de Projetos e Produtos Última atualização: Março de 2013 Belo Horizonte, MG Linha Ohra

Leia mais

Modelo SOLO900 SOLO700 TOPO700. Carga máx. 3000 kg o par 3000 kg o par 3000 kg o par. 726 mm. 702 mm (linha superior) ( 702 mm)

Modelo SOLO900 SOLO700 TOPO700. Carga máx. 3000 kg o par 3000 kg o par 3000 kg o par. 726 mm. 702 mm (linha superior) ( 702 mm) Barras de Pesagem Beckhauser Manual do Usuário Conheça seu equipamento em detalhes e saiba como aproveitar todo seu potencial no manejo. Leia atentamente este Manual antes de utilizar o produto e antes

Leia mais

FORMATO DA REDE. Basicamente existem dois formatos de rede: aberto ou em circuito fechado (anel). Formato Aberto: Formato Fechado:

FORMATO DA REDE. Basicamente existem dois formatos de rede: aberto ou em circuito fechado (anel). Formato Aberto: Formato Fechado: FORMATO DA REDE Basicamente existem dois formatos de rede: aberto ou em circuito fechado (anel). Formato Aberto: Quando não justifica fazer um anel, pode-se levar uma rede única que alimente os pontos

Leia mais

Acesse: http://fuvestibular.com.br/

Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Esse torno só dá furo! Na aula sobre furação, você aprendeu que os materiais são furados com o uso de furadeiras e brocas. Isso é produtivo e se aplica a peças planas. Quando é preciso furar peças cilíndricas,

Leia mais

Catálogo dos produtos

Catálogo dos produtos 2014 Catálogo dos produtos Dobradiça reta com amortecedor Código: ZM-ECHC09BEO Caneco: 35mm Os parafusos acompanham o produto Embalagem: Caixa com 100 itens Certificado para 80.000 ciclos Dobradiça curva

Leia mais

Manual de Montagem e Operação Pórtico Manual Serie FX

Manual de Montagem e Operação Pórtico Manual Serie FX 1 Manual de Montagem e Operação Pórtico Manual Serie FX Manual No. 103-0001 R EV. 8/07 ISO 9001 REGISTERED CONTEUDO 2 Advertencias... 3 Recebimento... 5 Ajustes...6 Kit de Transporte...8 Instalação dos

Leia mais

SISTEMA LISROLL. www.lismarca.pt CATÁLOGO TÉCNICO

SISTEMA LISROLL. www.lismarca.pt CATÁLOGO TÉCNICO SISTEMA LISROLL www.lismarca.pt CATÁLOGO TÉCNICO 2 MAIS DO QUE UM ESTORE AJUSTÁVEL, UMA PERSIANA AJUSTÁVEL... Índice Características Especificações técnicas Ficha técnica Motores Certificados pág. 4 pág.

Leia mais

ZJ20U93 Montagem e Operacional

ZJ20U93 Montagem e Operacional www.zoje.com.br ZJ20U93 Montagem e Operacional ÍNDICE 1. Aplicação...2 2. Operação segura...2 3. Cuidados antes da operação...2 4. Lubrificação...2 5. Seleção da agulha e do fio...3 6. A Inserção da agulha...3

Leia mais

Sistema de Esteira Porta Cabos igus Guia de Instalação

Sistema de Esteira Porta Cabos igus Guia de Instalação Sistema de Esteira Porta Cabos igus Guia de Instalação Cursos Longos (Deslizantes) Horizontais Atenção: Não seguir as instruções instalação pode resultar em falha séria Antes de iniciar o processo de instalação,

Leia mais

PREZADO CLIENTE SOBRE OS CARROS FECHADOS INSTRUÇÕES DE MONTAGEM. Encaixe a divisória como mostram as figuras abaixo.

PREZADO CLIENTE SOBRE OS CARROS FECHADOS INSTRUÇÕES DE MONTAGEM. Encaixe a divisória como mostram as figuras abaixo. CHECK-LIST ( X ) QTDE DESCRIÇÃO SUPORTE DE RODA PUXADOR SUPORTE PARA O TUBO DE PAPEL TUBO PARA PAPEL ROLO DE PAPEL PONTEIRA BANDEJA CAIXA LATERAL SUPORTE PARA MORSA TRAVA DO SUPORTE PARA MORSA BASE DE

Leia mais

Verelux envidr env açamento açame de sacada www.verelux.com.br

Verelux envidr env açamento açame de sacada www.verelux.com.br Verelux envidraçamento de sacadas A EMPRESA A Verelux oferece sistema europeu de envidraçamento de sacadas, com o objetivo de satisfazer a necessidade e o desejo de seus clientes. Nossa atuação é voltada

Leia mais

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Índice Capítulo Título Página 1 Informações Gerais 3 2 Segurança 4 3 Especificações Técnicas 5 4 Ferramentas, Instrumentos e Materiais 6

Leia mais

TRANSPORTADORES DE CORREIA

TRANSPORTADORES DE CORREIA 1. DESCRIÇÃO Os Transportadores de correia é a solução ideal para o transporte de materiais sólidos a baixo custo. Sua construção é compacta e com excelente desempenho funcional. Sua manutenção é simples

Leia mais

Eggy. Ref. IXCI6044. MAX 22Kg. Em conformidade com a norma Européia EN 14344

Eggy. Ref. IXCI6044. MAX 22Kg. Em conformidade com a norma Européia EN 14344 Eggy Ref. IXCI6044 Em conformidade com a norma Européia EN 14344 MAX 22Kg Assento traseiro de bicicleta Eggy 2 1 B 2 3D E 4 5 3 6 7G 8 9 I M 10 N 11 12 NN 4 O O P P Q 13 14 Q 15 16 5 PT Assento traseiro

Leia mais

SISTEMA DE VENTILAÇÃO MINÍMA (INLETS)

SISTEMA DE VENTILAÇÃO MINÍMA (INLETS) SISTEMA DE VENTILAÇÃO MINÍMA (INLETS) REV.3-01/2015 - MI0012P MANUAL DE INSTALAÇÃO SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 IMPORTANTE... 4 SEGURANÇA... 4 1) RESUMO DA INSTALAÇÃO DO SISTEMA... 5 2) MONTAGEM DOS COMPONENTES...

Leia mais

TRANSPALETES MANUAIS MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO CATÁLOGO PEÇAS DE REPOSIÇÃO

TRANSPALETES MANUAIS MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO CATÁLOGO PEÇAS DE REPOSIÇÃO TM-IC TM-Z TM-IT TRANSPALETES MANUAIS MANUAL DE USO E MANUTENÇÃO CATÁLOGO PEÇAS DE REPOSIÇÃO Prezado Cliente, Você acaba de adquirir o Transpalete Hidráulico Manual (Linha TM)PALETRANS, um equipamento

Leia mais

PORTÃO SECCIONADO 2P

PORTÃO SECCIONADO 2P PORTÃO SECCIONADO 2P 1: MODELO RESIDENCIAL : 5000 x 3000 mm ( largura x altura ) Altura mínima de padieira calha dupla ( HPcdmin) : 200 mm Altura mínima Padieira calha simples ( HPcsmin): 375 mm Largura

Leia mais

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO O estabilizador portátil de câmera Tedi Cam é um equipamento de avançada tecnologia utilizado para filmagens de cenas onde há a necessidade de se obter imagens perfeitas em situações de movimento

Leia mais

Informativo Técnico. 11 3207-8466 vendas@indufix.com.br www.indufix.com.br

Informativo Técnico. 11 3207-8466 vendas@indufix.com.br www.indufix.com.br Informativo Técnico Descrição Os fixadores contidos neste informativo são normalizados pela incorporadora de normas ASTM (American Society for Testing and Materials), com finalidade fixação e união de

Leia mais

Construção de Edícula

Construção de Edícula Guia para Construção de Edícula Guia do montador Mais resistência e conforto para sua vida. As paredes com Placas Cimentícias Impermeabilizadas e Perfis Estruturais de Aço Galvanizado para steel framing

Leia mais

A R T I C U L A D O R. Cirúrgico-MT

A R T I C U L A D O R. Cirúrgico-MT A R T I C U L A D O R Cirúrgico-MT s o l u ç õ e s i n t e l i g e n t e s MANUAL DE INSTRUÇÕES ÍNDICE 1 - Introdução... 2 - Especificações técnicas... 3 - Conteúdo da embalagem... 4 - Instruções para

Leia mais

REDE AÉREA (cabos condutores, tubos e isoladores) 1.00. Ampliação da SE Ariquemes Bay 15 kv Lista de Rede aérea PREÇO (R$) UNITÁRIO TOTAL

REDE AÉREA (cabos condutores, tubos e isoladores) 1.00. Ampliação da SE Ariquemes Bay 15 kv Lista de Rede aérea PREÇO (R$) UNITÁRIO TOTAL Ampliação da SE Ariquemes Bay 15 kv Lista de Rede aérea ITEM DESCRIÇÃO QUANT. 1.00 REDE AÉREA (cabos condutores, tubos e isoladores) 1.1 Cabo de alumínio com alma de aço (CAA), seção 4/0, diâmetro externo

Leia mais

Blocos para elevação Johnson

Blocos para elevação Johnson Blocos para elevação Johnson Blocos Johnson Moitões 6:2 Patescas 6:3-6:6 Derrick block, galvanizado 6:6 Bloco para Indústria Petrolífera 6:7 Destorcedores 6:7 Polias para cabo de aço 6:8 Soquetes cunha

Leia mais

FINALIDADE DESTA ESPECIFICAÇÃO

FINALIDADE DESTA ESPECIFICAÇÃO SESC PANTANAL HOTEL SESC PORTO CERCADO POSTO DE PROTEÇÃO AMBIENTAL SÃO LUIZ BARÃO DE MELGAÇO/MT ESTRUTURAS METÁLICAS PARA COBERTURA DE BARRACÃO DEPÓSITO MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO VI 1. FINALIDADE DESTA

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES BARRAMENTO ELÉTRICO ABERTO F INDICE

MANUAL DE INSTRUÇÕES BARRAMENTO ELÉTRICO ABERTO F INDICE 100% nacional PG: 2 / 25 INDICE 1.0 FINALIDADE PG 03 2.0 APLICAÇÃO PG 03 3.0 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA PG 04 4.0 TERMINOLOGIA PG 04 5.0 CARACTERÍSTICAS GERAIS PG 04 6.0 INSTALAÇÃO PG 06 7.0 COMPONENTES

Leia mais

1.0 DESCRIÇÃO 2.0 DADOS MECÂNICOS

1.0 DESCRIÇÃO 2.0 DADOS MECÂNICOS Página 2 de 1.0 DESCRIÇÃO O barramento elétrico blindado KSL70 é um sistema de alimentação elétrica para equipamentos móveis com pólos múltiplos, podendo ser montado até 7 pólos. O sistema pode ser aplicado

Leia mais

Cores. Cristal Opal Bronze Cinza. 0,98 Opal. 0,66 Bronze Cinza. 2100 x 5800 Não Consta. Azul. Reflexivo Hot Climate. Reflexivo.

Cores. Cristal Opal Bronze Cinza. 0,98 Opal. 0,66 Bronze Cinza. 2100 x 5800 Não Consta. Azul. Reflexivo Hot Climate. Reflexivo. POLICARBONATO AVEOLAR Chapas em policarbonato alveolar, com tratamento em um dos lados contra ataque dos raios ultra violeta (garantia de 10 anos contra amarelamento). Por possuir cavidades internas (alvéolos),

Leia mais

Pregão 003/2006 Alteração 01 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES

Pregão 003/2006 Alteração 01 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES Pregão 003/2006 Alteração ESPECIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE ARQUIVAMENTO COMPOSTO DE MÓDULOS DE ARQUIVOS DESLIZANTES ITEM O1 Sistema de arquivamento composto de módulos de arquivos deslizantes, com acionamento

Leia mais

MANUAL TÉCNICO ELÉTRICO MUNDI ÔNIBUS RODOVIÁRIO APLICAÇÕES INSTALAÇÃO MANUTENÇÃO

MANUAL TÉCNICO ELÉTRICO MUNDI ÔNIBUS RODOVIÁRIO APLICAÇÕES INSTALAÇÃO MANUTENÇÃO MANUAL TÉCNICO ELÉTRICO MUNDI ÔNIBUS RODOVIÁRIO APLICAÇÕES INSTALAÇÃO MANUTENÇÃO 2 IMPORTANTE A BRAPAX e seus Distribuidores Autorizados advertem que a seleção imprópria, falha ou uso incorreto dos produtos

Leia mais

TRABALHO EM ESTRUTURAS ESPACIAIS

TRABALHO EM ESTRUTURAS ESPACIAIS TRABALHO EM ESTRUTURAS ESPACIAIS INTRODUÇÃO: O crescente desenvolvimento das técnicas de montagem das estruturas espaciais torna, a cada dia, mais rápida a colocação das colunas e vigas, porém, os atuais

Leia mais

PROJETO DE CHOCADEIRA PARA 84 OVOS DE GALINHA CAIXA DE MADEIRA Autor: Randolfo Ribeiro

PROJETO DE CHOCADEIRA PARA 84 OVOS DE GALINHA CAIXA DE MADEIRA Autor: Randolfo Ribeiro PROJETO DE CHOCADEIRA PARA 84 OVOS DE GALINHA CAIXA DE MADEIRA Autor: Randolfo Ribeiro PROJETO DE CHOCADEIRA EM CAIXA DE MADEIRA Capacidade 84 ovos de galinha Autor: Randolfo Ribeiro Este projeto contém

Leia mais

Capa TN. com Índice. Conheça os produtos TN Faça uma escolha inteligente

Capa TN. com Índice. Conheça os produtos TN Faça uma escolha inteligente Conheça os produtos TN Faça uma escolha inteligente Corrediça Oculta TN Slowmotion Corrediça Telescópica TN H45 Corrediça Telescópica TN H45 Slowmotion Corrediça Telescópica TN MINI H35 Capa TN Corrediça

Leia mais

Manual de Instruções Tupias TPA-740; TPA-890

Manual de Instruções Tupias TPA-740; TPA-890 Manual de Instruções Tupias TPA-740; TPA-890 Figura 1: VISTA DA TUPIAS (IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA) Advertência: Não execute nenhuma operação com o equipamento antes de ler atentamente este manual. Este

Leia mais

Indice. 1 - Via Aéreas e Acessórios

Indice. 1 - Via Aéreas e Acessórios CATÁLOGO GERAL 2013 Indice 1 - Via Aéreas e Acessórios 1.1 - Birail em perfil de aço inox 1.2 - Birail em perfil de alumínio 1.3 - Monorail em perfil de alumínio 1.4 - Monorail ligeiro em perfil de alumínio

Leia mais

ESTRUTURA CONSTRUÇÃO COM TÁBUAS CONSTRUÇÃO EM COMPENSADO. 5 32 x 44. 4 32 x 68. 3 Serrado de. 6 Cavernas do meio do barco. 8 44 x 143 1.

ESTRUTURA CONSTRUÇÃO COM TÁBUAS CONSTRUÇÃO EM COMPENSADO. 5 32 x 44. 4 32 x 68. 3 Serrado de. 6 Cavernas do meio do barco. 8 44 x 143 1. ESTRUTURA 17 18 Serrado de 20 x 193 CONSTRUÇÃO COM TÁBUAS 5 32 x 44 14 16 x 143 4 32 x 68 3 Serrado de 32 x 143 3 Cavernas da popa ao meio do barco: 32 x 143 6 Cavernas do meio do barco até proa: 32 x

Leia mais

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos.

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos. A Empresa A Duplikar é representante autorizado da marca Engecass, queremos apresentar uma solução caso tenha necessidades de aumentar suas vagas de garagem. A Engecass é uma indústria Brasileira, fabricante

Leia mais

Caixas de junção de poliéster reforçado com fibra de vidro vazias, pré-furadas e não furadas Série NJBEP Segurança Aumentada.

Caixas de junção de poliéster reforçado com fibra de vidro vazias, pré-furadas e não furadas Série NJBEP Segurança Aumentada. não furadas Série NJEP Segurança umentada. Para customização NR IEC: plicações Projetadas para áreas de Zona 1 ou 2, onde gases ou vapores in amáveis estão presentes de forma contínua, frequente ou acidental,

Leia mais

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS INTRODUÇÃO Os gabinetes de ventilação da linha são equipados com ventiladores de pás curvadas para frente (tipo "sirocco"), de dupla aspiração

Leia mais

PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS DO MOBILIÁRIO PARA INSPETORIA REGIONAL DE MOSSORÓ

PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS DO MOBILIÁRIO PARA INSPETORIA REGIONAL DE MOSSORÓ ANEXO VII Item Descrição Pedido mínimo por fornecimento 01 Tampo em formatos retangular, medindo 90 x 60 cm, em chapa de madeira aglomerada de alta densidade revestida em ambas as faces em laminado plástico

Leia mais

MÓDULO DE ACESSIBILIDADE

MÓDULO DE ACESSIBILIDADE MÓDULO DE ACESSIBILIDADE ESPECIFICAÇÃO: GPRO/DEINF 082104 EMISSÃO: NOVEMBRO/2008 DESENHO: DT 494/6 CAPÍTULO I - INTRODUÇÃO 1.1. FINALIDADE: A presente especificação estabelece dados para fornecimento à

Leia mais

Instruções de Instalação do Rack

Instruções de Instalação do Rack Instruções de Instalação do Rack Revise a documentação que acompanha o gabinete do rack para as informações sobre segurança e cabeamento. Antes de instalar o servidor em um gabinete do rack, revise as

Leia mais

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com.

MANUAL - POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS. SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 www.vick.com. MANUAL POLICARBONATO POLICARBONATO CHAPAS E TELHAS TELEVENDAS SÃO PAULO: +55 11 3871 7888 CAMPINAS: +55 19 3772 7200 wwwvickcombr POLICARBONATO COMPACTO O Policarbonato Compacto é muito semelhante ao vidro

Leia mais

EMPRESA MISSÃO VISÃO VALORES

EMPRESA MISSÃO VISÃO VALORES EMPRESA A Axxio Pisos Elevados é fruto do compromisso permanente com a satisfação de seus clientes e com a inovação, com o intuito de que todos os serviços sejam cada vez mais ágeis e seguros. Para isso

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PREGÃO MOBILIÁRIO 2013.

ESPECIFICAÇÕES PREGÃO MOBILIÁRIO 2013. ESPECIFICAÇÕES PREGÃO MOBILIÁRIO 2013. Processo 56220/2013-73 Pregão 26/2014 GRUPO 1 MESAS E ESTAÇÕES DE TRABALHO 1 MESA RETANGULAR PARA COMPUTADOR 1200X770MM 2 MESA RETANGULAR PARA COMPUTADOR 1600X770MM

Leia mais

Estas informações são importantes para a segurança e eficiência na instalação e operação do aparelho.

Estas informações são importantes para a segurança e eficiência na instalação e operação do aparelho. 0 IMPORTANTE LEIA E SIGA AS SEGUINTES INSTRUÇÕES Estas informações são importantes para a segurança e eficiência na instalação e operação do aparelho. ATENÇÃO Atenção indica uma situação potencialmente

Leia mais

Caixa de emenda óptica (FOSC) DGJC-102A. Especificação Técnica

Caixa de emenda óptica (FOSC) DGJC-102A. Especificação Técnica Caixa de emenda óptica (FOSC) DGJC-102A Especificação Técnica ÍNDICE 1. Especificações Gerais 1.1 Objetivo 1.2 Aplicação 1.3 Qualidade 1.4 Confiabilidade 1.5 Referência 2. Especificações Técnicas 2.1 Características

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL MODELO OL - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO OL MODELO OL - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

Alta produtividade Engenharia de projetos Qualidade assegurada Certificado de garantia Sigilo industrial Confiabilidade.

Alta produtividade Engenharia de projetos Qualidade assegurada Certificado de garantia Sigilo industrial Confiabilidade. Há mais de 46 anos no mercado, a Torcisão iniciou as suas atividades no desenvolvimento de materiais para a indústria automobilística, que exigia um rigoroso controle técnico e de qualidade. Em 2006, com

Leia mais

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET CONJUNTOS DE FACAS WINDJET CONJUNTO DE FACAS WINDJET SOPRADORES CONJUNTOS DE FACAS WINDJET SUMÁRIO Página Visão geral dos pacotes de facas de ar Windjet 4 Soprador Regenerativo 4 Facas de ar Windjet 4

Leia mais

Sumário Serra Fita FAM

Sumário Serra Fita FAM Sumário Serra Fita FAM 1 Componentes... 1 Painel de controle... 1 Sensores de segurança... 2 Especificações... 2 Instalação... 3 Condições Gerais do Local... 3 Rede Elétrica... 3 Instalação da Tomada...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Barramento Elétrico Blindado KSL70 STEMMANN INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. Avenida Stemmann N 204 Bairro Tanque Porto Feliz SP Brasil 18540-000 Fone 55 15 3261-9190 Fax 55 15 3261-9191

Leia mais

VENTILADORES. Aspectos gerais. Detalhes construtivos. Ventiladores

VENTILADORES. Aspectos gerais. Detalhes construtivos. Ventiladores VENTILADORES Aspectos gerais As unidades de ventilação modelo BBS, com ventiladores centrífugos de pás curvadas para frente, e BBL, com ventiladores centrífugos de pás curvadas para trás, são fruto de

Leia mais

GUIA TÉCNICO DE MONTAGEM

GUIA TÉCNICO DE MONTAGEM TELHAS DE FIBROCIMENTO FIBROTEX - ONDINA - ONDINA PLUS - ONDULADA - COLONIAL ONDA 50 - MAXIPLAC - KALHETA - KALHETA 49 - KALHETÃO 90 GUIA TÉCNICO DE MONTAGEM Indispensável para a montagem correta do telhado.

Leia mais

C-EC/U. Porta Comercial de Encosto em caixilho "U

C-EC/U. Porta Comercial de Encosto em caixilho U C-EC/U Porta Comercial de Encosto em caixilho "U A Dânica Doors recomenda que as instruções de montagem contidas neste manual sejam seguidas rigorosamente para que as portas atendam em sua plena funcionalidade.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARLOS BARBOSA SECRETARIA MUNICIPAL DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARLOS BARBOSA SECRETARIA MUNICIPAL DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: MÓVEIS PARA SECRETARIA DE PROJETOS E OBRAS PÚBLICAS RUA ASSIS BRASIL, 11, CENTRO CARLOS BARBOSA GENERALIDADES O presente documento tem por objetivo: Instruir as condições que

Leia mais

Instruções de instalação

Instruções de instalação Instruções de instalação Acessórios Cabos de ligação do acumulador da caldeira de aquecimento Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem. Logano plus GB225-Logalux LT300 6 720 642 644

Leia mais

SISTEMA DE ESTANTES MOVIPACK

SISTEMA DE ESTANTES MOVIPACK SISTEMA DE ESTANTES MOVIPACK MOVIPACK é um sistema de estantes móveis deslizando sobre carris. A vantagem óbvia do sistema é o aproveitamento de espaço em comparação com as estantes fixas que requerem

Leia mais

Manual para trabalhos em altura.

Manual para trabalhos em altura. Manual para trabalhos em altura. Montagem de andaimes. O trabalho de montagem de andaimes possui características peculiares, pois em geral, os pontos de ancoragem são o próprio andaime, o que requer uma

Leia mais

CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA

CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA *Imagens meramente ilustrativas CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA Manual de Instruções www.v8brasil.com.br 1. DADOS TÉCNICOS CHAVE DE IMPACTO PARAFUSADEIRA PNEUMÁTICA Modelo V8 Chave de impacto

Leia mais

Rua: Annita, 340 Canhema Diadema / SP CEP 09941-640 Fone+55 (11) 2375-4206 - Vendas +55 (11) 3535.5645 vendas@mcanic.com.br

Rua: Annita, 340 Canhema Diadema / SP CEP 09941-640 Fone+55 (11) 2375-4206 - Vendas +55 (11) 3535.5645 vendas@mcanic.com.br 1 2 Pistola Aplicadora Cavalete Masseira Balde de Içar Carrinho de Mão Girica Giricão Peneira Elétrica Escora Metálica Andaime Tubular Bandeja Primária e Secundária Carrinho Plataforma Carrinho Carga/Armazém

Leia mais

INTRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS. MODELO FE 45 CAPACIDADE DE PERFURAÇÃO Ø 45 mm PROFUNDIDADE DE CORTE TIPO DE ENCAIXE CM 2 MEDIDAS DE SEGURANÇA

INTRODUÇÃO CARACTERÍSTICAS. MODELO FE 45 CAPACIDADE DE PERFURAÇÃO Ø 45 mm PROFUNDIDADE DE CORTE TIPO DE ENCAIXE CM 2 MEDIDAS DE SEGURANÇA 1 INTRODUÇÃO As Furadeiras de Base Magnética Merax caracterizam-se por serem robustas, porém leves e de fácil transporte. Utilizam qualquer tipo de broca, preferencialmente as brocas anulares. Trabalham

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO DE PRODUTO

CATÁLOGO TÉCNICO DE PRODUTO Descrição: O Sistema de Estação de Trabalho e Montagem - S.A.M. - apresenta soluções refinadas e flexíveis, com ótima relação de custo benefício que se adequa perfeitamente às necessidades de sua empresa.

Leia mais

Baú Lonado (Sider) Características do Produto. Chassi

Baú Lonado (Sider) Características do Produto. Chassi Baú Lonado (Sider) Cortinas laterais em malha de PVC; Trilhos para abertura total das laterias; Agilidade na carga e decarga lateral; Características do Produto Chassi Constituído de longarinas tipo I,

Leia mais

A INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES Fone:(31)2513-5198 Fax: (31) 2513-5203 PREGÃO ELETRÔNICO 175/2013

A INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES Fone:(31)2513-5198 Fax: (31) 2513-5203 PREGÃO ELETRÔNICO 175/2013 A INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES Fone:(31)2513-5198 Fax: (31) 2513-5203 PREGÃO ELETRÔNICO 175/2013 1 1. DADOS DO FORNECEDOR 1.1 Dados Cadastrais da Empresa Razão Social:

Leia mais

Linha de MOVIMENTAÇÃO

Linha de MOVIMENTAÇÃO Linha de MOVIMENTAÇÃO 2010 Empilhadeira Elétrica MEE 1.5 Ton MEE 2.0 Ton As Empilhadeiras Elétricas Menegotti são totalmente automatizadas, possuem controles de velocidade para deslocamento do equipamento

Leia mais

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estruturas Trifásicas com Transformadores 6.1. Estrutura M1 com Transformador 6.2.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

POLICARBONATO COMPACTO

POLICARBONATO COMPACTO POLICARBONATO COMPACTO Chapa em policarbonato compacto, com tratamento em um dos lados contra o ataque dos raios ultravioleta (garantia de 10 anos contra amarelamento). Por sua alta transparência, a chapa

Leia mais

Metro-light. toldos de fachada manual de instalação

Metro-light. toldos de fachada manual de instalação Metro-light toldos de fachada manual de instalação Metro-light toldos de fachada manual de instalação Instruções gerais e de segurança Leia as instruções de montagem Apesar dos produtos Stobag serem de

Leia mais

USO, MANUTENÇÃO E REGULAGEM DE CASSETES PARA ÁREA DE TREFILAÇÃO

USO, MANUTENÇÃO E REGULAGEM DE CASSETES PARA ÁREA DE TREFILAÇÃO USO, MANUTENÇÃO E REGULAGEM DE CASSETES PARA ÁREA DE TREFILAÇÃO Cassetes Os cassetes laminadores são micro cadeiras de laminação, que substituem as fieiras nas máquinas de trefilação. Seu surgimento no

Leia mais

POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação

POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS Estilo com Tecnologia Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação CHAPAS COMPACTAS Chapa em policarbonato compacto, com tratamento em um dos lados contra o ataque

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS SISTEMA DE ARQUIVO DESLIZANTE ORGÃO GERENCIADOR:

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS SISTEMA DE ARQUIVO DESLIZANTE ORGÃO GERENCIADOR: ATA DE REGISTRO DE PREÇOS SISTEMA DE ARQUIVO DESLIZANTE ORGÃO GERENCIADOR: Código UASG: 393003 Pregão Eletrônico SRP n 511/14 Vigência: 26/11/2014 a 25/11/2015 Sr. Luciano Sacramento Fone: (61) 3315-4241/4601

Leia mais

MANUTENÇÃO EM MANCAIS E ROLAMENTOS Atrito É o contato existente entre duas superfícies sólidas que executam movimentos relativos. O atrito provoca calor e desgaste entre as partes móveis. O atrito depende

Leia mais

INDICE CONTROLE DE REVISÃO

INDICE CONTROLE DE REVISÃO INDICE 1.0 FINALIDADE PG 03 2.0 APLICAÇÃO PG 03 3.0 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA PG 03 4.0 TERMINOLOGIA PG 03 5.0 CARACTERÍSTICAS GERAIS PG 03 6.0 INSTALAÇÃO PG 06 7.0 COMPONENTES PG 07 8.0 OPERAÇÃO PG 22

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. Modelo: BALANCIM INDIVIDUAL GUINCHO DE CABO PASSANTE

MANUAL DE OPERAÇÃO. Modelo: BALANCIM INDIVIDUAL GUINCHO DE CABO PASSANTE MANUAL DE OPERAÇÃO Balancim Individual do Tipo Cadeirinha Mecânica Cabo Passante O Balancim Individual Manual AeroAndaimes é um equipamento para movimentações verticais realizadas através do guincho de

Leia mais

SISTEMA MONOCARRIL PONTES ROLANTES PADRÃO MONOVIGA E PARALELAS. Pinças, diferenciais, guinchos

SISTEMA MONOCARRIL PONTES ROLANTES PADRÃO MONOVIGA E PARALELAS. Pinças, diferenciais, guinchos SISTEMA MONOCARRIL Optar pelo sistema de ponte rolante com perfis ligeiros da REMA, uma maneira puramente técnica para melhorar a produtividade! Carril do diferencial Sistema monocarril O sistema monocarril

Leia mais

- Atena. Referência: A-500 / A-900

- Atena. Referência: A-500 / A-900 SELEÇÃO Referência: / ALIMENTAÇÃO ELÉTRICA 110/220V 50/60Hz ACESSÓRIOS AA-018 AA-402 AA-403 AA-404 AA-405 AA-406 AA-407 AA-408 AA-414 AA-416 AA-416-G AA-420 AA-421 AA-422 AA-423 AA-424 AA-425 AA-426 AA-427

Leia mais

Verano. guarda-sóis manual de troca de corda

Verano. guarda-sóis manual de troca de corda Verano guarda-sóis manual de troca de corda Verano guarda-sóis manual de troca de corda Instruções gerais e de segurança Leia as instruções de montagem Apesar dos produtos Stobag serem de fácil montagem,

Leia mais

Descritivo Modelo de Infraestrutura para CDC DMIC

Descritivo Modelo de Infraestrutura para CDC DMIC Descritivo Modelo de Infraestrutura para CDC DMIC CONTATO E-MAIL: implantacao@redecidadania.ba.gob.br VERSÃO 9.0 MAIO / 2015 ESPECIFICAÇÕES DO ESPAÇO DO CDC Para a implantação do CDC é necessário encontrar

Leia mais

Caminhões basculantes. Design PGRT

Caminhões basculantes. Design PGRT Informações gerais sobre caminhões basculantes Informações gerais sobre caminhões basculantes Os caminhões basculantes são considerados como uma carroceria sujeita à torção. Os caminhões basculantes são

Leia mais

Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador

Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador R Plantadeira de Micro-Trator 1 Linha - Plantio Direto e Convencional Instruções do Operador INDÚSTRIA MECÂNICA KNAPIK LTDA. Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 - CEP 89400-000 - Porto União - SC Site: www.knapik.com.br

Leia mais

Servidor SGI 1450 Instruções de montagem. Número do documento 007-4242-001PTB

Servidor SGI 1450 Instruções de montagem. Número do documento 007-4242-001PTB Servidor SGI 1450 Instruções de montagem Número do documento 007-4242-001PTB Design da capa por Sarah Bolles, Sarah Bolles Design e Dany Galgani, Publicações Técnicas da SGI. 2000, Silicon Graphics, Inc.

Leia mais