Instruções de Montagem / Operação / Manutenção. Porta de Explosão

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instruções de Montagem / Operação / Manutenção. Porta de Explosão"

Transcrição

1 Intensiv-Filter do Brasil Ltda. Av. Água Fria, Sala 01 CEP Santana - São Paulo - Brasil Fone: / Fax: Instruções de Montagem / Operação / Manutenção Doc. N.º R1

2 Índice 1 Dados técnicos 3 2 Geral 4 3 Características construtivas 5 4 Operação 6 5 Instalação Arranjo em filtros IF 6 6 Ajuste da porta de explosão 7 7 Teste de segurança 9 8 Manutenção 9 9 Isolamento térmico Lista de peças sobressalentes 10 Doc. N.º R1 2/10

3 1 Dados técnicos Fabricante : Intensiv-Filter Tipo : DEK 024 Dimensões de montagem Área efetiva de alívio : 562 x 750 mm Sem isolamento : 0,20 m² Com isolamento : 0,18 m² Máxima classe de explosão do pó : St 1 (K st = 200 bar.m.s -1 ) Máxima pressão de explosão Pressão estática de abertura (para cálculos) Pressão estática de abertura (ajuste de campo) : 2 bar Número de travas : 2 Tipo de trava Temperaturas admissíveis : 0,1 bar : 0,035 bar Vedação em EPDM / neoprene : 120 ºC Vedação em Silicone : 200 ºC : Mola plana, tipo Intensiv-Filter Isolamento térmico : Manta de lã mineral, com laminação de alumínio, densidade permissível de 100 kg/m³ Dimensões da manta Peso permissível da manta Peso da porta, completa Tipo do teste Certificado (autoridade) Certificado (Fabricante) : 555 x 735 x 40 mm : 1,7 kg : 73 kg : Teste BVS : BVS-323/318/83 Fa/Vo : Certificado do fabricante Doc. N.º R1 3/10

4 2 Geral O objetivo da porta de explosão é o de limitar a pressão desenvolvida no evento de uma explosão numa câmara fechada ou selada, liberando-a, de forma que o equipamento não seja destruído. Portas de explosão são dispositivos de segurança aos quais é aplicável o princípio de proteção de explosão Alívio de Pressão, conforme definido nas orientações da VDI As portas de explosão foram testadas por uma Autoridade reconhecida. As portas de explosão devem ser instaladas de forma que, na eventualidade de ocorrência de uma explosão, as ondas de pressão, labaredas e descargas de gases sejam descarregadas sem a possibilidade de causar danos a pessoas ou edificações e equipamentos. Deve ser lembrado que labaredas podem atingir m. Doc. N.º R1 4/10

5 3 Características construtivas A estrutura (1) é projetada de forma a ser usada como parte da parede do filtro. A porta (2) é fixada à estrutura por duas articulações (3), tem formato oval e é provida de uma fenda de retenção em toda sua periferia onde é instalado um anel de vedação. Uma segunda vedação é instalada numa fenda de retenção na estrutura, de forma que quando a porta esta na posição fechada, as duas vedações são pressionadas uma contra a outra. Um stop (5) limita o grau de compressão das vedações e impede que a porta de ficar presa. Duas molas de trava (6), cuja força de retenção pode ser ajustada, mantém a porta fechada. Quando da abertura da porta numa explosão, esta bate num amortecedor de borracha (7), que reduz o impacto. Doc. N.º R1 5/10

6 4 Operação A porta é fixada à estrutura por duas articulações e uma vedação especialmente desenvolvida pada vedar o sistema. A porta é mantida fechada por duas molas de trava. No evento de uma explosão, a porta é violentamente aberta assim que a pressão da explosão atuando sobre ela atinge o valor da força de retenção das molas de trava. Esta abertura se dá em uma fração de segundo. O limite de curso da porta é dotado de um amortecedor de borracha que diminui o impacto final. Uma vez reduzida a pressão de explosão, a porta retorna à posição original fechada e é mantida nesta posição pelas molas de trava. 5 Instalação A posição normal de montagem das portas de explosão é vertical para baixo. Para conformidade com os parâmetros do item Dados técnicos esta é a única posição aceitável de instalação. É entretanto possível em alguns casos instalar à porta em superfícies que tenham uma inclinação máxima de 30º, mas neste caso o fechamento automático após a explosão pode não ser conseguida. Se a posição de instalação diferir da acima, a operação da porta deve ser testada por uma autoridade reconhecida. As portas de explosão devem ser aparafusadas a molduras apropriadas, com o uso de material vedante adequado. As portas podem ser montadas umas ao lado das outras ou uma sobre as outras. A moldura de montagem deve ser suficientemente resistente de forma a impedir a rotação ou distorção da porta. 5.1 Arranjo em filtros IF Doc. N.º R1 6/10

7 As portas de explosão devem ser arranjadas primeiramente na linha 1, depois na 2 e finalmente na 3. 6 Ajuste da porta de explosão A força de retenção da mola de trava é ajustada com a porta na posição vertical. Movendo o suporte da trava para frente ou para trás a força de retenção é alterada como segue: a) Mover o suporte da mola para frente (direção +) causa um aumento da força de retenção; b) Mover o suporte da mola para trás (direção -) causa uma diminuição da força de retenção; Ambas as travas devem ser ajustadas para a mesma posição relativa, se possível. O ajuste da mola deve ser tal que quando a porta é firmemente pressionada contra o stop (5), exista uma folga de 1 a 2 mm entre o rolete e a mola. Doc. N.º R1 7/10

8 A força de retenção é medida puxando-se horizontalmente a porta com um dinamômetro acoplado ao anel nela existente. A mola deve soltar a porta quando o dinamômetro indicar uma força de 520 N, com uma tolerância de ± 25 N. A porta é considerada ajustada quando a força de retenção acima é atingida em cada um de cinco testes consecutivos. Doc. N.º R1 8/10

9 7 Teste de segurança Portas de explosão são mecanismos de segurança e devem, portanto ser testadas em intervalos regulares, conforme segue: a) Teste mensal: inspeção visual da instalação, com especial atenção na posição das travas, vedações e articulações. b) Teste anual: Teste visual conforme (a) e teste operacional, com teste da força de retenção. No caso de condições de operação desfavoráveis, a freqüência e abrangência dos testes devem ser reavaliadas. 8 Manutenção As portas de explosão são projetadas de forma a serem virtualmente livres de manutenção. As molas e seus parafusos são fabricados em aço inoxidável, de forma a normalmente não existir o risco de corrosão. Se algum dano for notado durante os testes de segurança, as partes afetadas devem ser substituídas apenas por componentes originais. Quando substituindo os perfis de vedação, deve-se assegurar que estes tenham uma fixação suficientemente firme. Doc. N.º R1 9/10

10 9 Isolamento térmico Para prevenir a perda de calor através da porta de explosão, à porta pode ser adicionada uma manta de material isolante. Esta manta é fixada à porta apenas com o uso de uma leve pressão, sem nenhum dispositivo de fixação adicional. A manta deve ser protegida contra intempéries. Se necessário, coberturas devem ser fixadas sobre as portas de explosão. O peso permissível da manta não deve ser excedido. 10 Lista de peças sobressalentes Perfil de vedação da moldura, temperatura até 120 ºC EDV N.º Perfil de vedação da moldura, temperatura até 200 ºC EDV N.º Perfil de vedação da porta, temperatura até 120 ºC EDV N.º Perfil de vedação da porta, temperatura até 200 ºC EDV N.º Mola de retenção EDV N.º Doc. N.º R1 10/10

Aquecedor Solar Tubos de Vácuo.

Aquecedor Solar Tubos de Vácuo. Aquecedor Solar Tubos de Vácuo. Manual de instalação Ultrasolar Tel: (11) 3361 3328 Fax: (11) 3361 5810 www.ultrasolar.com.br Aquecedor Solar de Agua. Os aquecedores solares de água a vácuo Ultrasolar,

Leia mais

Resfriadores Evaporativos BRISBOX

Resfriadores Evaporativos BRISBOX Características do Produto: Resfriadores Evaporativos BRISBOX BRISBOX Aplicações Resfriadores evaporativos Munters, possuem uma ótima performance energética e podem ser aplicados em: Bingos; Boates; Academias;

Leia mais

Manômetros, modelo 7 conforme a diretiva 94/9/CE (ATEX)

Manômetros, modelo 7 conforme a diretiva 94/9/CE (ATEX) Manual de instruções Manômetros, modelo 7 conforme a diretiva 94/9/CE (ATEX) II 2 GD c TX Modelo 732.51.100 conforme ATEX Modelo 732.14.100 conforme ATEX Manual de instruções, modelo 7 conforme ATEX ágina

Leia mais

VENTILADORES. Aspectos gerais. Detalhes construtivos. Ventiladores

VENTILADORES. Aspectos gerais. Detalhes construtivos. Ventiladores VENTILADORES Aspectos gerais As unidades de ventilação modelo BBS, com ventiladores centrífugos de pás curvadas para frente, e BBL, com ventiladores centrífugos de pás curvadas para trás, são fruto de

Leia mais

Série: FBME MANUAL TÉCNICO BOMBA CENTRÍFUGA MULTIESTÁGIO FBME. Aplicação

Série: FBME MANUAL TÉCNICO BOMBA CENTRÍFUGA MULTIESTÁGIO FBME. Aplicação MANUAL TÉCNICO Série: FBME Aplicação Desenvolvida para trabalhar com líquidos limpos ou turvos, em inúmeras aplicações, tais como indústrias químicas, petroquímicas, papel, polpa, siderúrgica, mineração,

Leia mais

COLECTOR DE MÓDULOS PFM

COLECTOR DE MÓDULOS PFM DESCRIÇÃO DO PRODUTO Colector de módulos Plug & Flow (PFM) A montagem poderá ser efectuada tanto na horizontal como na vertical. Pode adquirir os respectivos sistemas de fixação para a elevação de diferentes

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II ÁGUA QUENTE 1 UTILIZAÇÃO Banho Especiais Cozinha Lavanderia INSTALAÇÕES

Leia mais

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS INTRODUÇÃO Os gabinetes de ventilação da linha são equipados com ventiladores de pás curvadas para frente (tipo "sirocco"), de dupla aspiração

Leia mais

Instruções de segurança VEGADIS DIS81.MEIA/V****

Instruções de segurança VEGADIS DIS81.MEIA/V**** Instruções de segurança VEGADIS DIS81.MEIA/V**** NCC 14.02856 Ex d IIC T6 Gb (-40 C Tamb +60 C) 0044 Document ID: 47913 Índice 1 Validade... 3 2 Geral... 3 3 Dados técnicos... 3 4 Condições de utilização...

Leia mais

Armário Outdoor com. Free Cooling ou Ar Condicionado. www.facemate.net

Armário Outdoor com. Free Cooling ou Ar Condicionado. www.facemate.net Armário Outdoor com Free Cooling ou Ar Condicionado NOTAS Os armários outdoor estão desenhados para instalação em ambientes de exterior sujeitos a condições de chuva, vento, calor ou radiação solar. O

Leia mais

Manual de Instruções. Poços de Proteção. Exemplos

Manual de Instruções. Poços de Proteção. Exemplos Manual de Instruções oços de roteção Exemplos Manual de Instruções de oços de roteção ágina 3-11 2 Índice Índice 1. Instruções de segurança 4 2. Descrição 4 3. Condições de instalação e instalação 5 4.

Leia mais

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX

QUALITY FIX DO BRASIL INDÚSTRIA, COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA. MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX MANUAL DO USUÁRIO CONECTORES QUALITY FIX 1 Sumário Treinamento específico e essencial.... 3 Manutenção, serviço e armazenamento.... 3 Inspeção... 3 Uso... 4 Tempo de vida do Produto.... 4 Garantia... 4

Leia mais

Projetor AlphaLED Ex nc / Ex tb (com alojamento para driver)

Projetor AlphaLED Ex nc / Ex tb (com alojamento para driver) Projetor AlphaLED Ex nc / Ex tb (com alojamento para driver) ALEDZnC Não centelhante e à prova de jatos potentes d água. Características Construtivas Projetor para área explosiva, com corpo e tampa fabricado

Leia mais

UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS

UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS VENTILADORES AXIAL UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA DE VENTILADORES AXIAL Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: EAFN 500 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação G = Gabinete

Leia mais

Manual PORTA PLACAS. Rev 00-12/07/2012 pág - 1 de 21

Manual PORTA PLACAS. Rev 00-12/07/2012 pág - 1 de 21 Rev 00-12/07/2012 pág - 1 de 21 Manual PORTA PLACAS Rev 00-12/07/2012 pág - 2 de 21 Índice CERTIFICADO ISO 9001:2008 DESENHO DE OPERAÇÃO MANUAL DE OPERAÇÃO DESENHO DE CONJUNTO TABELAS DIMENSIONAIS Histórico

Leia mais

kymanual ou automática a escolha é sua

kymanual ou automática a escolha é sua . kymanual ou automática a escolha é sua Válvula borboleta LKB automática ou manual Aplicação ALKBéumaválvulaborboletasanitáriaacionadamanualou automaticamente para uso em sistemas com tubulações em aço

Leia mais

Olhal soldável VLBS Elevação e amarração de cargas Cumpre as diretrizes de maquinaria 2006/42/EG C F T D E T I Articulação 180 G B A H Descrição Carga de trab. (t) Dimensões (mm) Solda Peso O VLBS forjado

Leia mais

NOTA TÉCNICA nº 10 Complementar do Regime Jurídico de SCIE

NOTA TÉCNICA nº 10 Complementar do Regime Jurídico de SCIE NOTA TÉCNICA nº 10 Complementar do Regime Jurídico de SCIE OBJECTIVO Definir as características e condições técnicas a que devem obedecer as portas resistentes ao fogo (portas corta-fogo), não só para

Leia mais

GABINETE Chapas de aço carbono SAE 1020 galvanizadas. Tratado quimicamente com fosfato de zinco, pintado com pó epóxi na cor bege, curada em estufa.

GABINETE Chapas de aço carbono SAE 1020 galvanizadas. Tratado quimicamente com fosfato de zinco, pintado com pó epóxi na cor bege, curada em estufa. As Cortinas de Ar TroCalor são destinadas a impedir a mistura de fluxos de ar ao isolar dois ambientes distintos através da formação de uma barreira de ar entre eles, mantendo ideais as condições de temperatura

Leia mais

Apostila de Treinamento: Geradores de Espuma

Apostila de Treinamento: Geradores de Espuma Apostila de Treinamento: Geradores de Espuma Nacional Tecnologia Instrumentos Equipamentos de Dosagem Ltda. EPP Rua José Carlos Geiss, 261 Rec. Camp. Jóia CEP13347-020 Indaiatuba SP Fone: (19) 3935-6107

Leia mais

Ler este manual antes da instalação OHMLINE 2009 DOMUS. Motor de correr. Página 1

Ler este manual antes da instalação OHMLINE 2009 DOMUS. Motor de correr. Página 1 Ler este manual antes da instalação OHMLINE 2009 DOMUS Motor de correr Página 1 Na instalação e utilização deve ter muita Atenção 1) Cuidado! Para sua segurança, é importante seguir todas as indicações

Leia mais

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO

2. CARACTERÍSTICAS 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO O estabilizador portátil de câmera Tedi Cam é um equipamento de avançada tecnologia utilizado para filmagens de cenas onde há a necessidade de se obter imagens perfeitas em situações de movimento

Leia mais

Caixa para medidor polifásico com trava na tampa e visor

Caixa para medidor polifásico com trava na tampa e visor FIRUGA 1: CAIXA COM TAMPA 227 VISTA SUPERIOR 114 57 A 14 209 345 45 LENTE 46 171 PRÉ-FURO Ø5 53 VISTA LATERAL ESQUERDA Ø2 FURO PARA LACRE A VISTA FRONTAL MÍN. 10,5 15 LUVA W1/4 VISTA LATERAL DIREITA 48

Leia mais

Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50

Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50 Catálogo técnico Válvulas solenoides de 2/2 vias servo operadas tipo EV220B 15 50 EV220B 15 50 é um programa universal de válvula solenoide de 2/2 vias indiretamente servo-operada. O corpo da válvula em

Leia mais

ANDAIME MÓVEL. assco rápido ALUMÍNIO

ANDAIME MÓVEL. assco rápido ALUMÍNIO ANDAIME MÓVEL assco rápido ALUMÍNIO A Família do andaime móvel assco rápido O programa de andaime móvel de alumínio assco rápido atende às exigências impostas a qualquer sistema moderno de andaime móvel.

Leia mais

Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T. Manual de Instruções 810769-01. P o r t u g u ê s

Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T. Manual de Instruções 810769-01. P o r t u g u ê s Purgador de condensados BK 212.. BK 212-ASME P T P o r t u g u ê s Manual de Instruções 810769-01 Índice Pág. Informações Importantes Utilização... 3 Instruções de segurança... 3 Perigo... 3 Atenção...

Leia mais

Válvula Proporcional Limitadora de Pressão Pilotada Tipo DRE e ZDRE

Válvula Proporcional Limitadora de Pressão Pilotada Tipo DRE e ZDRE RP 29 175/11.2 Substitui: 1.99 Válvula Proporcional Limitadora de Pressão Pilotada Tipo DRE e ZDRE Tamanho Nominal 6 Série 1X Pressão máxima de operação 21 bar Vazão máxima L/min H/A 26/98 Tipo DRE 6-1X/...G2K...com

Leia mais

Kit de Montagem de Mastro

Kit de Montagem de Mastro Parabéns pela aquisição do seu novo kit de montagem de mastro! Kit de Montagem de Mastro Manual de Instalação Este kit de montagem de mastro foi concebido para postes com 48 milímetros de diâmetro externo

Leia mais

Simples, resistente e fácil de montar.

Simples, resistente e fácil de montar. Simples, resistente e fácil de montar. Economia e resistência são as principais qualidades da telha Vogatex. Possui peso reduzido e simplicidade estrutural, exigindo o mínimo de mão-de-obra e madeiramento

Leia mais

Filtros T e ROTOFILTERS

Filtros T e ROTOFILTERS Introdução O entupimento de emissores (gotejadores, microaspersores e tubo gotejadores) é a mais importante limitação dos sistemas de irrigação localizada. A dimensão da passagem de água destes componentes

Leia mais

STAR. Modelo N106 Grupos I, II e III. SAC: (11) 4072 4000 www.infanti.com.br

STAR. Modelo N106 Grupos I, II e III. SAC: (11) 4072 4000 www.infanti.com.br STAR Modelo N106 Grupos I, II e III SAC: (11) 4072 4000 www.infanti.com.br Conheça seu Assento de Segurança Cuidados e Manutenção A B C Encosto Guia lateral do cinto de segurança Braçadeiras do cinto (pres.

Leia mais

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Multiciclone

Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção. Multiciclone Manual Técnico de Instalação, Operação e Manutenção ISO 9001:2000 VENTEC AMBIENTAL EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES LTDA Rua Cinco, nº 550 - Distrito Industrial Nova Era - Indaiatuba - São Paulo CEP: 13.347.395

Leia mais

Catálogo Eletrônico. Email: montich@ Contato: (11) 2356-6456 / (11) 99857-9813 2013

Catálogo Eletrônico. Email: montich@ Contato: (11) 2356-6456 / (11) 99857-9813 2013 Catálogo Eletrônico Email: montich@ 2013 APRESENTAÇÃO A MONTICH ENGENHARIA, fundada em julho de 2013, com sede própria, hoje é especializada diretamente no seguimento de Fabricação, Projetos e Instalações

Leia mais

GUIA DE MANUTENÇÃO BARRAMENTOS ELÉTRICOS CANALIS CANALIS

GUIA DE MANUTENÇÃO BARRAMENTOS ELÉTRICOS CANALIS CANALIS GUIA DE MANUTENÇÃO BARRAMENTOS ELÉTRICOS CANALIS CANALIS OBJETIVO Estabelecer uma seqüência de manutenção preventiva e corretiva dos Barramentos Blindados, KB Iluminação, KU Média Potência, KGF/KLF Forte

Leia mais

1.1 SISTEMA DE PORTAS 1.1.1 INTRODUÇÃO - SISTEMA DE PORTAS IRIZAR I6

1.1 SISTEMA DE PORTAS 1.1.1 INTRODUÇÃO - SISTEMA DE PORTAS IRIZAR I6 Regulagem de portas 1.1 SISTEMA DE PORTAS 1.1.1 INTRODUÇÃO - SISTEMA DE PORTAS IRIZAR I6 O sistema de portas dos veículos Irizar é projetado para realizar as operações de abertura e fechamento de porta

Leia mais

Manual do Usuário. Antena Painel Outdoor 65-806 a 960MHz - 17 dbi Downtilt Ajustável ANT040009

Manual do Usuário. Antena Painel Outdoor 65-806 a 960MHz - 17 dbi Downtilt Ajustável ANT040009 Manual do Usuário Antena Painel Outdoor 65-806 a 960MHz - 17 i Downtilt Ajustável ANT040009 Este Manual Aplica- se Somente ao Produto que o Acompanha Índice Pag. 1 - Informações Gerais...2 1.1 - Apresentação...2

Leia mais

Manual de Montagem, Operação, Manutenção e Reparo. Engate de Container

Manual de Montagem, Operação, Manutenção e Reparo. Engate de Container Manual de Montagem, Operação, Manutenção e Reparo Engate de Container Março / 2005 O Engate de Container tem como função principal, promover o acoplamento de implementos rodoviários com containers para

Leia mais

27 Sistemas de vedação II

27 Sistemas de vedação II A U A UL LA Sistemas de vedação II Ao examinar uma válvula de retenção, um mecânico de manutenção percebeu que ela apresentava vazamento. Qual a causa desse vazamento? Ao verificar um selo mecânico de

Leia mais

2.2. Antes de iniciar uma perfuração examine se não há instalações elétricas e hidráulicas embutidas ou fontes inflamáveis.

2.2. Antes de iniciar uma perfuração examine se não há instalações elétricas e hidráulicas embutidas ou fontes inflamáveis. 1. Normas de segurança: Aviso! Quando utilizar ferramentas leia atentamente as instruções de segurança. 2. Instruções de segurança: 2.1. Aterramento: Aviso! Verifique se a tomada de força à ser utilizada

Leia mais

POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação

POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS Estilo com Tecnologia Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação CHAPAS COMPACTAS Chapa em policarbonato compacto, com tratamento em um dos lados contra o ataque

Leia mais

POLICARBONATO CHAPAS ALVEOLARES. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação

POLICARBONATO CHAPAS ALVEOLARES. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação POLICARBONATO CHAPAS ALVEOLARES Estilo com Tecnologia Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação CHAPAS ALVEOLARES Chapas em policarbonato alveolar, com tratamento em um dos lados contra ataque

Leia mais

Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor.

Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor. Objetivos Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor. Descrição Neste módulo são abordados os princípios de funcionamento do motor Ciclo Otto,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA

MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA MEMORIAL DESCRITIVO, ORÇAMENTO E PROJETO DO ACESSO PRINCIPAL E IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE FRONTEIRA Orçamento Unidade Básica de Saúde - Fronteira Estrutura para o acesso e identificação do

Leia mais

ESCADAS DESMONTÁVEIS

ESCADAS DESMONTÁVEIS ESCADAS DESMONTÁVEIS ESCADAS DESMONTÁVEIS anos de GARANTIA nas escadas Fakro dispőe de uma ampla gama de escadas fabricadas em diferentes materiais. As escadas de madeira estăo disponíveis em dois, três

Leia mais

COMPONENTES PARA ANDAIMES PROFISSIONAIS

COMPONENTES PARA ANDAIMES PROFISSIONAIS Bastidores das Torres Rolantes Disponíveis em 2 larguras (0,75 e 1,35 m) de 4 degraus (1 m) e 7 degraus (2 m) Os degraus possuem uma superfície estriada antideslizante e a distância entre degraus é de

Leia mais

Simulador de Caminhada

Simulador de Caminhada Simulador de Caminhada Como usar seu Simulador de Caminhada Instruções de montagem Retire seu Simulador de Caminhada Oceano Fitness da caixa. Procure instalar seu aparelho em local amplo, arejado e que

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011 MÓDULO 2 Projetista SAS Pequeno Porte Passo a Passo de Instalação ABRAVA -São Paulo,Maio de 2011 Luciano Torres Pereira Leonardo Chamone Cardoso

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO 2 IMPORTANTE BMP-PROAR e seus Distribuidores Autorizados advertem que a seleção imprópria, falha ou uso incorreto dos produtos descritos neste manual, podem causar acidentes,

Leia mais

COLETOR HORIZONTAL 2,5 M2 SCO-25N

COLETOR HORIZONTAL 2,5 M2 SCO-25N COLETOR HORIZONTAL 2,5 M2 Quadro em aluminio, com área de absorção em alumínio altamente seletivo; Isolamento em lã de rocha com espessura de 50 mm e base na parte lateral de 9mm; Completo com película

Leia mais

Power Pipe Line. Redes de Ar Comprimido

Power Pipe Line. Redes de Ar Comprimido Power Pipe Line Redes de Ar Comprimido Power Pipe Line - PPL - é um novo sistema de tubulação de encaixe rápido projetado para todo tipo de planta de ar comprimido, bem como para outros fluidos, gases

Leia mais

Máquina de Costura Industrial Reta ZJ-9600. Manual de Montagem

Máquina de Costura Industrial Reta ZJ-9600. Manual de Montagem Máquina de Costura Industrial Reta ZJ-9600 Manual de Montagem ÍNDICE . Instalação do Reservatório de Óleo Primeiramente fixe as duas borrachas diretamente na mesa usando os pregos, conforme a figura. Em

Leia mais

Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor

Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor Reguladores Automotores de Pressão da Série 44 Tipo 44-0 B Válvula Redutora de Pressão de Vapor Aplicação Set points de 0,2 a 20 bar com válvulas de tamanho G ½, G ¾ e G1, bem como DN15, 25, 40 e 50 Pressão

Leia mais

FECHADURA SOLENOIDE FAIL SECURE COM CHAVE

FECHADURA SOLENOIDE FAIL SECURE COM CHAVE FECHADURA SOLENOIDE FAIL SECURE COM CHAVE VERSÃO DO MANUAL 2.1 de 04/02/2014 8037 Sumário 1. Apresentação... 3 2. Itens que Acompanham... 3 3. Especificações Técnicas... 4 4. Características Gerais...

Leia mais

Refrigerador Frost Free

Refrigerador Frost Free GUIA RÁPIDO Comece por aqui Se você quer tirar o máximo proveito da tecnologia contida neste produto, leia o Guia Rápido por completo. Refrigerador Frost Free Frost Free Seu refrigerador usa o sistema

Leia mais

420 - Série 400. Flangeadas: ISO 7005-2 (PN10 &16) Ranhuradas: ANSI C606 Rosqueadas: NPT Rosqueadas: Rp ISO 7/1 (BSP.P) Padrão das Conexões

420 - Série 400. Flangeadas: ISO 7005-2 (PN10 &16) Ranhuradas: ANSI C606 Rosqueadas: NPT Rosqueadas: Rp ISO 7/1 (BSP.P) Padrão das Conexões Bermad Brasil Válvulas e Soluções Hidráulicas Matriz: Rua Jesuíno Arruda, n 797 - Conj. 22 Itaim Bibi - São Paulo - SP - Brasil CEP: 04532-082 Fone: +55 11 3074.1199 Fax: +55 11 3074.1190 Website: www.bermad.com.br

Leia mais

SISTEMAS DE PROTEÇÃO PASSIVA PORTAS RESISTENTES AO FOGO

SISTEMAS DE PROTEÇÃO PASSIVA PORTAS RESISTENTES AO FOGO PORTAS RESISTENTES AO FOGO OBJECTIVO Definir as características e condições técnicas a que devem obedecer as portas resistentes ao fogo (portas corta-fogo), não só para cumprimento do RJ-SCIE mas, também,

Leia mais

DATA LOGGERS USB PARA REGISTO DE TEMPERATURA E HUMIDADE

DATA LOGGERS USB PARA REGISTO DE TEMPERATURA E HUMIDADE DATA LOGGERS USB PARA REGISTO DE TEMPERATURA E HUMIDADE AVISO PRÉVIO A partir de 1 de Janeiro de 2014 os data loggers deixam de ser fornecidos com CD-ROM com software. O software continua a ser gratuito

Leia mais

Atuadores Pneumáticos

Atuadores Pneumáticos / / D Atuadores Pneumáticos Os atuadores pneumáticos HiTork são dispositivos utilizados para o acionamento de válvulas de controle e outros elementos semelhantes. Possuem construção robusta, grandes torques

Leia mais

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR

MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Indústria e Comércio de Bombas D Água Beto Ltda Manual de Instruções MISTURADOR SUBMERSO RÁPIDO MSR Parabéns! Nossos produtos são desenvolvidos com a mais alta tecnologia Bombas Beto. Este manual traz

Leia mais

Válvulas Automáticas de Controle e Fluxo

Válvulas Automáticas de Controle e Fluxo Válvulas Automáticas de Controle e Fluxo As válvulas automáticas são utilizadas em processos de automação ou acionamento remoto para controle de fluxo de líquidos e gases, e também nos processos de dosagem

Leia mais

dmtech Booster Amplificador de Volume Descrição Características

dmtech Booster Amplificador de Volume Descrição Características Booster Amplificador de Volume Descrição O Booster - Amplificador de volume - tem como função reproduzir sinais pneumáticos com aumento da capacidade de vazão. É utilizado quando a tubulação entre o instrumento

Leia mais

Purgadores da JEFFERSON

Purgadores da JEFFERSON Purgadores da JEFFERSON Purgador Termostasticos Purgador Bimetalico Purgador Balde Invertido Purgador de Boia Purgador Termodinâmico O que é Purgador? Purgadores são válvulas automáticas que abrem para

Leia mais

Dobramento. e curvamento

Dobramento. e curvamento Dobramento e curvamento A UU L AL A Nesta aula você vai conhecer um pouco do processo pelo qual são produzidos objetos dobrados de aspecto cilíndrico, cônico ou em forma prismática a partir de chapas de

Leia mais

Elementos de Máquinas

Elementos de Máquinas Professor: Leonardo Leódido Sumário Tipos (continuação) Contato plano-frontal para junções móveis. Contato plano-frontal para junções móveis. Contato plano-frontal para junções móveis. Frontais: é composto

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Fumaça Óptico Endereçável 04 Níveis de Detecção Com Módulo Isolador - Código: AFS130IS. (Uso Conjunto às Centrais de Alarme da Série IRIS). O detector de fumaça código AFS130IS é um

Leia mais

Válvula direcional 3/2, Série CD07 Qn= 1400 l/min conexão de tubo conexão de ar comprimido saída: G 1/4 apropriado para ATEX

Válvula direcional 3/2, Série CD07 Qn= 1400 l/min conexão de tubo conexão de ar comprimido saída: G 1/4 apropriado para ATEX Válvulas direcionais Acionamento mecânico Válvula direcional /, Série CD07 Qn= 400 l/min conexão de tubo conexão de ar comprimido saída: G /4 apropriado para ATEX Modelo válvula corrediça, sem sobreposição

Leia mais

Serie FKR-D-BR-60 D A 355 a 630 Serie FKR-D-BR-45 D A 200 a 315. TROX DO BRASIL LTDA. Fone: (11) 3037-3900 Fax: (11) 3037-3910

Serie FKR-D-BR-60 D A 355 a 630 Serie FKR-D-BR-45 D A 200 a 315. TROX DO BRASIL LTDA. Fone: (11) 3037-3900 Fax: (11) 3037-3910 4/1.3/BR/1 Damper Corta Fogo Serie FKR-D-BR-60 D A 355 a 630 Serie FKR-D-BR-45 D A 200 a 315 Testado no Instituto de Pesquisas Tecnológicas IPT - São Paulo Conforme a Norma NBR 6479/1992 Vedação da aleta

Leia mais

Manual de instalação. Centralizador para molas a gás para BAM B19/18 e CBC B19

Manual de instalação. Centralizador para molas a gás para BAM B19/18 e CBC B19 Manual de instalação Centralizador para molas a gás para BAM B19/18 e CBC B19 Índice Segurança 3 Removendo a mecânica da coronha 4 Ajustando a mecânica no compressor de molas 6 Removendo a mola helicoidal

Leia mais

Disjuntor a Vácuo uso Interno

Disjuntor a Vácuo uso Interno Disjuntor a Vácuo uso Interno D27 - U 1 Sumário 1. Aplicação... 3 2. Condições Normais de Serviço... 4 3. Principais Parâmetros Técnicos... 4 4. Estrutura e Operação do Disjuntor... 5 4.1. Estrutura Geral:...

Leia mais

VENTILADOR INDUSTRIAL

VENTILADOR INDUSTRIAL VENTILADOR INDUSTRIAL UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA VENTILADORES INDUSTRIAIS Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: E L D I 560 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação

Leia mais

Professora: Engª Civil Silvia Romfim

Professora: Engª Civil Silvia Romfim Professora: Engª Civil Silvia Romfim PARTES CONSTITUINTES DE UMA COBERTURA Pode-se dizer que a cobertura é subdividida em cinco principais partes: 1. Pelo telhado, composto por vários tipos de telhas;

Leia mais

O impacto da difusão de ar na QAI

O impacto da difusão de ar na QAI www.decflex.com 2 Dec. Lei 79/2006 - Artigo 4º Requisitos exigenciais Enquadramento legal 1 Os requisitos exigenciais de conforto térmico de referência para cálculo das necessidades energéticas, no âmbito

Leia mais

03/01/2015. Sumário. Trabalho em altura. Trabalho em altura; EPI s para trabalho em altura; EPC s; Aplicação do conjunto x trabalho Conclusão.

03/01/2015. Sumário. Trabalho em altura. Trabalho em altura; EPI s para trabalho em altura; EPC s; Aplicação do conjunto x trabalho Conclusão. Andre Cavalcanti Santos Téc. em saúde e segurança do trabalho E-mail: cavalcanti_sst@hotmail.com Sumário Trabalho em altura; EPI s para trabalho em altura; EPC s; Aplicação do conjunto x trabalho Conclusão.

Leia mais

BK 212. Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212

BK 212. Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212 BK 212 Instruções de Instalação 810769-00 Purgador BK 212 1 Índice Advertências Importantes Seite Instruções de segurança... 7 Perigo... 7 Notas Explicativas Conteúdo da embalagem... 8 Descrição... 8 Funcionamento...

Leia mais

VÁLVULAS MULTIFUNÇÃO TIPO SPOOL Operadas por ar ou solenóide-ar ISO 5599/01 - Tamanho 1

VÁLVULAS MULTIFUNÇÃO TIPO SPOOL Operadas por ar ou solenóide-ar ISO 5599/01 - Tamanho 1 Série Modelo PH VÁLVULAS MULTIFUNÇÃO TIPO SPOOL Operadas por ar ou solenóidear ISO 99/0 Tamanho /2/ vias / posições VANTAGENS: A série no novo modelo PH oferece além das vantagens da linha : Excepcional

Leia mais

5Manutenções no Sistema de

5Manutenções no Sistema de Manutenção Preventiva dos Filtros do Ar A manutenção adequada deve incluir, também, uma inspeção completa dos sistemas. Todas as conexões, as tubulações ou dutos entre o filtro e o motor devem ser mantidos

Leia mais

HTS ELEVADORES IND. E COM. LTDA.

HTS ELEVADORES IND. E COM. LTDA. HTS ELEVADORES IND. E COM. LTDA. ELEVADORES DE OBRA ELEVADOR DE OBRA ELEVADOR DE OBRA Controle automático digital Eficiência de consumo: quando o a velocidade ou carga está abaixo da condição de regime

Leia mais

Instruções de instalação

Instruções de instalação Instruções de instalação Acessórios Cabos de ligação do acumulador da caldeira de aquecimento Para técnicos especializados Ler atentamente antes da montagem. Logano plus GB225-Logalux LT300 6 720 642 644

Leia mais

REQUISITOS MÍNIMOS DE EMBALAGEM E PRESERVAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MATERIAIS ADQUIRIDOS NO MERCADO NACIONAL OU INTERNACIONAL

REQUISITOS MÍNIMOS DE EMBALAGEM E PRESERVAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MATERIAIS ADQUIRIDOS NO MERCADO NACIONAL OU INTERNACIONAL REQUISITOS MÍNIMOS DE EMBALAGEM E PRESERVAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E MATERIAIS ADQUIRIDOS NO MERCADO 1. OBJETIVO Estabelecer requisitos mínimos para a preservação e a embalagem de equipamentos e materiais adquiridos

Leia mais

06.06-PORB. Adaptadores Vic-Flange. Nº. Sistema Enviado por Seção Espec. Parágr. Local Data Aprovado Data TUBO DE AÇO-CARBONO ACOPLAMENTOS RANHURADOS

06.06-PORB. Adaptadores Vic-Flange. Nº. Sistema Enviado por Seção Espec. Parágr. Local Data Aprovado Data TUBO DE AÇO-CARBONO ACOPLAMENTOS RANHURADOS PARA MAIS DETALHES CONSULTE A PUBLICAÇÃO VICTAULIC 10.01 Modelo 741 O adaptador Modelo 741 é desenhado para incorporar diretamente componentes flangeados com padrões de orifício do parafuso ANSI CL. 125

Leia mais

Filtros de Bolsas. Para Montagem em Dutos F3-003 TROX DO BRASIL LTDA.

Filtros de Bolsas. Para Montagem em Dutos F3-003 TROX DO BRASIL LTDA. F3-003 Filtros de Bolsas Para Montagem em Dutos TROX DO BRASIL LTDA. Rua Alvarenga, 05 05509-005 São Paulo SP Fone: (11) 3037-30 Fax: (11) 3037-3910 E-mail: trox@troxbrasil.com.br www.troxbrasil.com.br

Leia mais

Sistema de Tensionamento de Correias SKF. A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo

Sistema de Tensionamento de Correias SKF. A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo Sistema de Tensionamento de Correias SKF A forma da SKF apoiar a transmissão Fácil Rápido Repetitivo Sistema de Tensionamento de Correias SKF Uma solução inovadora para as transmissões por correias É sabido

Leia mais

Bomba Submersível para Instalação em Poço Úmido. 1. Aplicação. 3. Denominação. 2. Descrição Geral. 4. Dados de Operação. Linha : Submersível

Bomba Submersível para Instalação em Poço Úmido. 1. Aplicação. 3. Denominação. 2. Descrição Geral. 4. Dados de Operação. Linha : Submersível Folheto Descritivo A2750.1P/1 KSB KRT DRAINER Bomba Submersível para Instalação em Poço Úmido Linha : Submersível 1. Aplicação A bomba submersível KRT DRAINER é recomendada para aplicação em drenagem de

Leia mais

6. CILINDROS PNEUMÁTICOS

6. CILINDROS PNEUMÁTICOS 6. CILINDROS PNEUMÁTICOS Os cilindros, também conhecidos como atuadores lineares, são elementos pneumáticos de trabalho os quais transformam a energia proveniente do ar comprimido em energia mecânica,

Leia mais

Explicação dos Tipos de Válvula Solenóide

Explicação dos Tipos de Válvula Solenóide Explicação dos Tipos Válvula Solenói Todas as válvulas da Danfoss possuem agora uma signação que talha sua estrutura e operação.vários números e letras finem se a válvula é operada diretamente ou servocontrolada,

Leia mais

Bastidores para fibra óptica

Bastidores para fibra óptica Apresentação A gama de armários para fibra óptica Olirack foi concebida para a instalação, protecção e isolamento de terminadores e repartidores ópticos. A fibra óptica é um filamento feito de vidro ou

Leia mais

TOLDOS. Página. 93 TOLDOS

TOLDOS. Página. 93 TOLDOS Todos os toldos são produzidos por defeito com estrutura de alumínio lacado a branco (standard) e com motorização. Consulte o nosso site para escolher a cor ou padrão pretendido do tecido. Contacte-nos

Leia mais

ISOLAMENTO ACÚSTICO DAS VEDAÇÕES VERTICAIS EXTERNAS. Como escolher a esquadria da sua obra e atender a NBR 15.575

ISOLAMENTO ACÚSTICO DAS VEDAÇÕES VERTICAIS EXTERNAS. Como escolher a esquadria da sua obra e atender a NBR 15.575 ISOLAMENTO ACÚSTICO DAS VEDAÇÕES VERTICAIS EXTERNAS Como escolher a esquadria da sua obra e atender a NBR 15.575 Em julho de 2013 entrou definitivamente em vigor a NBR 15.575, a norma de desempenho de

Leia mais

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET

CONJUNTOS DE FACAS DE AR WINDJET CONJUNTOS DE FACAS WINDJET CONJUNTO DE FACAS WINDJET SOPRADORES CONJUNTOS DE FACAS WINDJET SUMÁRIO Página Visão geral dos pacotes de facas de ar Windjet 4 Soprador Regenerativo 4 Facas de ar Windjet 4

Leia mais

Filtro fino Vortex da WISY (WFF 300) Para coletar a água de chuva em edifícios industriais e comerciais

Filtro fino Vortex da WISY (WFF 300) Para coletar a água de chuva em edifícios industriais e comerciais Filtro fino Vortex da WISY (WFF 300) Para coletar a água de chuva em edifícios industriais e comerciais Instruções para a instalação e o uso O filtro fino do Vortex da WISY (WFF), é projetado para a instalação

Leia mais

ZJ20U93 Montagem e Operacional

ZJ20U93 Montagem e Operacional www.zoje.com.br ZJ20U93 Montagem e Operacional ÍNDICE 1. Aplicação...2 2. Operação segura...2 3. Cuidados antes da operação...2 4. Lubrificação...2 5. Seleção da agulha e do fio...3 6. A Inserção da agulha...3

Leia mais

Pulverizador Agrícola Manual - PR 20

Pulverizador Agrícola Manual - PR 20 R Pulverizador Agrícola Manual - PR 20 Indústria Mecânica Knapik Ltda. EPP CNPJ: 01.744.271/0001-14 Rua Prefeito Alfredo Metzler, 480 - CEP 89400-000 - Porto União - SC Site: www.knapik.com.br vendas@knapik.com.br

Leia mais

OICE chapa de aço. OICP alumínio SASL SASM. Acessórios. Acessórios Gerais. sistema light. sistema médio. OICE acessórios. OICP acessórios NOVO!

OICE chapa de aço. OICP alumínio SASL SASM. Acessórios. Acessórios Gerais. sistema light. sistema médio. OICE acessórios. OICP acessórios NOVO! BRAÇOS ARTICULADOS 194 194 NOVO! OICE chapa de aço 196 IP 55 A: 300-500 L: 300-600 P: 155-210 OICP alumínio 198 IP 65 A: 309-495 L: 395-542 P: 200 SASL 200 sistema light NOVO! SASM 206 sistema médio Acessórios

Leia mais

Cores. Cristal Opal Bronze Cinza. 0,98 Opal. 0,66 Bronze Cinza. 2100 x 5800 Não Consta. Azul. Reflexivo Hot Climate. Reflexivo.

Cores. Cristal Opal Bronze Cinza. 0,98 Opal. 0,66 Bronze Cinza. 2100 x 5800 Não Consta. Azul. Reflexivo Hot Climate. Reflexivo. POLICARBONATO AVEOLAR Chapas em policarbonato alveolar, com tratamento em um dos lados contra ataque dos raios ultra violeta (garantia de 10 anos contra amarelamento). Por possuir cavidades internas (alvéolos),

Leia mais

RECEITA PRÁTICA PARA UMA BOA INSTALAÇÃO

RECEITA PRÁTICA PARA UMA BOA INSTALAÇÃO RECEITA PRÁTICA PARA UMA BOA INSTALAÇÃO Madeiramento: Verifique se os ripões ou sarrafos foram bem fixados e distribuídos sobre os caibros com o espaçamento correto para o assentamento e fixação das telhas

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Chama Convencional Tipo Ultravioleta Código: AFC9104. O detector de chama AFC9104 é um equipamento que deve ser instalado no teto ou na parede das edificações e tem como função enviar

Leia mais

Sistema A.080. Conceito. Esqueleto. Soluções construtivas. Aberturas. Perfis de alumínio. Tratamentos de superfície

Sistema A.080. Conceito. Esqueleto. Soluções construtivas. Aberturas. Perfis de alumínio. Tratamentos de superfície A.080 Sistema A.080 Conceito Fachada cortina ligeira, versátil, com atenuação térmica e acústica. Estrutura composta por montantes e travessas, ambos com envergadura de 50mm, sendo os montantes os elementos

Leia mais

HGE / HEG / HHEV / HSph e DGE

HGE / HEG / HHEV / HSph e DGE HGE / HEG / HHEV / HSph e DGE VERSÃO 0 ÍNDICE.0 - FINALIDADE 0.0 - APLICAÇÃO 0.0 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 0.0 - TERMINOLOGIA 0.0 - CARACTERÍSTICAS GERAIS 0.0 - CHAVES FIM DE CURSO ROTATIVA HGE e HGES

Leia mais