MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS"

Transcrição

1 MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Coordenadora de Curso Prof. Dr. Sérgio Pereira Vice-coordenador de Curso Prof. Dr. Rogério Caetano da Costa Comissão de Estágio Prof. Dr. Fábio Porto Forest Profa. Dra. Rosana Rossi Ferreira Profa. Dra. Anne Ligia Dokkedal Bosqueiro BAURU 2015

2 1. APRESENTAÇÃO O Estágio Curricular Supervisionado é uma atividade curricular obrigatória visando complementar a formação acadêmica e profissional do aluno do Curso de Ciências Biológicas, da Faculdade de Ciências do Campus de Bauru UNESP. O Manual de Estágio Supervisionado tem como objetivo, oferecer aos alunos, a orientação e normatização para as atividades pertinentes ao seu cumprimento. 2. ASPECTOS LEGAIS O Estágio Supervisionado no Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas é uma atividade curricular obrigatória integrante do Projeto Pedagógico do Curso que oportuniza a relação teoria/prática. Deve ajustar-se aos dispositivos do Decreto n.º de 18 de agosto de 1982, que regulamenta a Lei n.º 6.494, de 07 de dezembro de 1977, que dispõe sobre o estágio de estudantes de estabelecimentos de ensino superior, entre outros, e que no seu Artigo 1.º ressalta: 2.º - O estágio somente poderá verificar-se em unidades que tenham condições de proporcionar experiência prática na linha de formação do estagiário, devendo o aluno estar em condições de realizar o estágio segundo o disposto na regulamentação da presente Lei (Redação dada pela Lei n.º 8.859, de 23/03/1994.) 3.º - Os estágios devem propiciar a complementação do ensino e da aprendizagem e serem planejados em conformidade com os currículos, programas e calendários escolares (Incluídos pela Lei n.º 8.859, de 23/03/1994) Artigo 4.º...O estágio não cria vínculo empregatício de qualquer natureza.... Considera-se estágio curricular as atividades de aprendizagem social, profissionais e culturais, proporcionadas ao estudante pela participação em situações reais de vida e trabalho em seu meio, sendo realizadas na comunidade em geral ou junto a pessoas jurídicas de direito público ou privado, sob responsabilidade e coordenação da instituição de ensino (Art. 2. do Dec. n /82). O estágio Supervisionado fundamenta-se nas recomendações do Parecer n. 1301/2001-CES/CNE, de 06/11/ PROPOSTA DE ESTÁGIO DO CURSO A orientação do Estágio Curricular Supervisionado será sempre de um Docente e/ou Pesquisador do Depto de Ciências Biológicas ou de outro Depto, da FC, ou de outra Unidade da UNESP, ou ainda, de outra Instituição de Ensino e Pesquisa, desde que devidamente conveniada com a FC, portador de, no mínimo, do título de Doutor, e aprovado pelo Conselho de Curso e, ouvida, a Comissão de Estágio. O aluno deverá se matricular no Estágio Curricular Supervisionado nos dois últimos semestres do curso, e no 1º semestre deverá obrigatoriamente entregar à Coordenação

3 de Curso um Plano de Atividades, devidamente preenchido e assinado, em formulário próprio. A entrega do Plano de Atividades à Coordenação de Curso para a realização da matrícula no 1º semestre do Estágio Curricular Supervisionado deverá estar devidamente aprovado pelo Orientador e ser entregue, conforme calendário proposto pela Comissão de Estágio e aprovado pelo Conselho de Curso. 4. LOCAIS DE ESTÁGIO A sua realização poderá ser desenvolvida em diferentes Departamentos e/ou Laboratórios de Pesquisa da Faculdade de Ciências ou de outras Unidades da UNESP, bem como em outras Instituições Públicas ou Privadas Conveniadas (Resolução UNESP 72/2000, alterada pela Resolução UNESP 41/2001) e de Organizações Não Governamentais, ligadas às áreas de conhecimento de Ciências Biológicas, relacionado com o enfoque geral do Curso, ou seja, MEIO AMBIENTE. Caso o aluno opte por estagiar em Laboratório de Pesquisa voltado para a área da Saúde, o Plano de Atividades deverá contemplar relação com o enfoque do Curso, ou seja, MEIO AMBIENTE. 5. DURAÇÃO DO ESTÁGIO O Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas será integralizado com 24 créditos no último ano do Curso, sendo 12 créditos no 1º semestre e, 12 créditos no 2º semestre, num total de 360 horas, de atividades, conforme a proposta de requisitos mínimos para a atuação do Biólogo, presente no Parecer do CFBio Nº 01/ FORMAS DE ORIENTAÇÃO E CO-ORIENTAÇÃO DOS ESTÁGIOS a) O estágio curricular deverá ter um Orientador pesquisador, mestre, doutorando ou doutor na área específica de escolha para o referido estágio, cujas funções estão especificadas neste Regulamento. b) b) Quando o Estágio ocorrer fora da Faculdade de Ciências, o Orientador pertencerá à Instituição que recebe o estagiário; neste caso, deverá ser indicado, pela Comissão de Estágio, um Supervisor dentre os docentes doutores deste Departamento. c) c) Caso o desenvolvimento do trabalho assim o exija, poderá ser indicado pelo Orientador, de comum acordo com o estagiário, um Co-Orientador pesquisador,

4 mestre, doutorando ou doutor na área específica de escolha para o referido estágio. 7 - PARA MATRÍCULA NO ESTÁGIO a) O aluno deverá entregar, na Secretaria do Departamento de Ciências Biológicas, na data fixada no Calendário, o Plano de Atividades devidamente preenchido, formulário este específico para matrícula disponibilizado pela coordenação de curso. 8. RELATÓRIOS, FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DO ESTÁGIO. a) O estagiário deverá apresentar Relatório Parcial (semestral) das atividades desenvolvidas na Instituição/Departamento/Empresa (formulário próprio) e tal relatório deverá ser submetido à ciência do Supervisor (quando houver), com vistas do Orientador e também do próprio estagiário. b) Caberá ao Orientador o preenchimento do Relatório Parcial (formulário próprio) e encaminhar ao Conselho de Curso, que fará o acompanhamento da assiduidade do estagiário, fazendo cumprir os dispositivos que regulamentam o estágio Curricular Supervisionado. A matrícula no 2º semestre do Estágio Curricular Supervisionado está condicionada a entrega de um Relatório Parcial, ao Conselho de Curso, das atividades desenvolvidas no Laboratório de Pesquisa/Empresa, devidamente assinado pelo Orientador, e submetido à ciência do Supervisor (quando houver) que deverá ocorrer, impreterivelmente, 10 dias antes do mês do término do semestre letivo vigente. c). A verificação do total de horas realizadas de Estágio é de responsabilidade do Orientador, que deverá comunicar ao Conselho de Curso, o não cumprimento do cronograma do Plano de Atividades proposto para as devidas providências. d) A avaliação final do estágio será feita com base no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que será Relatório Final (para Instrumentação) ou Trabalho Escrito (para Iniciação Científica) e Apresentação Oral do mesmo, sobre o qual uma Comissão Examinadora emitirá parecer. Esta comissão constituir-se-á da seguinte forma: - Para estágio realizado nesta Faculdade: 03 (três) membros, sendo um deles, necessariamente o Orientador. - Para estágio realizado fora desta Faculdade: 03 (três) membros, sendo 02 (dois) deles, necessariamente, o Orientador e o Supervisor. e) A indicação da Comissão Examinadora será sempre feita pela Comissão de Estágio e referendada pelo Conselho de Curso, após sugestão feita pelo Orientador e/ou Supervisor. f) O Relatório Final (para Instrumentação) ou no Trabalho Escrito (para Iniciação Científica) devem seguir as normas da ABNT. g) Apresentação Oral terá duração de 20 a 30 minutos, seguida da arguição do aluno pelos membros da Comissão Examinadora. Cada membro desta Comissão poderá arguir o aluno por 10 minutos.

5 h) Cada Examinador emitirá parecer sobre o Relatório Final ou Trabalho Escrito e, também, sobre a apresentação oral, atribuindo nota de 0 (zero) a 10 (dez) (formulário próprio). i) Para ser aprovado no Estágio Curricular Obrigatório, o aluno deverá obter média final igual ou superior a 5,0 (cinco) no Trabalho de Conclusão de Curso. j) Caberá ao Orientador, ou ao Supervisor, quando for o caso, encaminhar a documentação de encerramento do Estágio, todos em formulário próprio, à Coordenação de Curso, no prazo estabelecido pelo calendário para entrega de TCC, proposto pela Comissão de Estágio e aprovado pelo Conselho de Curso. 9. ATRIBUIÇÕES DOS ENVOLVIDOS NO ESTÁGIO 9.1 Do Coordenador I. Elaborar e divulgar o calendário (semestral) de atividades do Estágio Supervisionado. II. Encaminhar ao Professor Orientador e/ou ao Supervisor da unidade concedente o formulário para avaliação das atividades do Estágio Supervisionado. III. Zelar para que os estagiários não sejam utilizados como mão de obra qualificada, por parte das unidades concedentes de estágio. IV. Manter contato com as unidades concedentes, sempre que necessário, para fins de avaliação e realimentação dos estágios. V. Reunir Professores Orientadores para troca de ideias e sugestões. VI. Encaminhar os estagiários aos respectivos Campos de Estágios em comum acordo com o Professor Orientador. VII. Receber e organizar a documentação solicitada ao aluno e respectivo Orientador/Supervisor, referente às conformidades do Estágio Supervisionado Da Comissão de Estágio - Subsidiar o Conselho de Curso, sugerindo normas que contribuam para a elaboração e revisão do regulamento dos estágios do curso de Ciências Biológicas. - Realizar semestralmente e sempre que solicitado pelos órgãos competentes, avaliação geral dos estágios. - Cumprir e fazer cumprir, por parte dos alunos, orientadores e supervisores, os dispositivos que regulam o estágio curricular. - Resolver os casos não previstos neste regulamento; Desenvolver outras funções que lhe forem atribuídas pelo Conselho de Curso Do Professor Orientador I. Elaborar o Plano de Atividades a serem desenvolvidas no Estágio Supervisionado juntamente com o aluno. II. Acompanhar o Plano de Atividades desenvolvido pelo aluno estagiário, responsabilizando-se pela sua orientação. III. Cumprir as normas do presente manual. IV. Controlar a frequência do aluno estagiário. V. Encaminhar à Coordenação de Estágio Supervisionado, a carta de aceite do aluno como estagiário, bem como o possível cancelamento ou alterações na programação do estágio.

6 VI. Entregar as fichas de avaliação e frequência do aluno estagiário, para a Comissão de Estágio ao final do semestre. VII. Encaminhar o relatório semestral do estagiário à Comissão do Estágio Supervisionado, para avaliação, com as devidas apreciações e nota. VIII. Receber a Comissão de Estágio, em visitas e reuniões, e informar sobre o desempenho do aluno estagiário Do Aluno Estagiário I. Escolher um campo de estágio relacionado com Ciências Biológicas, área MEIO AMBIENTE. II. Manifestar para a Comissão de Estágio interesse pelo Estágio Supervisionado, preenchendo o formulário próprio, bem como ficha de identificação do estagiário conforme calendário publicado pela Comissão de Estágio Supervisionado. III. Manifestar a escolha do local e/ou entidade promotora do Estágio Supervisionado nas datas estabelecidas. IV. Desenvolver o plano de atividades proposto. V. Obedecer ao regulamento interno da unidade concedente. VI. Cumprir as metas e horários previamente combinados. VII. Comunicar imediatamente à Comissão de Estágio, qualquer fato que possa resultar no cancelamento do estágio. VIII. Atestar, mensalmente, a frequência no Estágio entregando ao Professor Orientador ficha de atividades, devidamente preenchida. IX. Elaborar relatórios semestrais e encaminhá-los ao Professor Orientador dentro dos prazos estabelecidos em calendário próprio. X. Elaborar relatório final e encaminhá-lo ao Professor Orientador nos prazos preestabelecidos, dentro das normas propostas para o Estágio Supervisionado. XII. Agir de conformidade com os valores ético-profissionais descritos no Código de Ética do Biólogo. XIII. Ter atitude ética. XIV. Cumprir as normas do presente manual Do Supervisor da Unidade Concedente I. Auxiliar o aluno estagiário na elaboração do Plano de Atividades. II. Receber e informar o Professor Orientador de estágio, sobre o desempenho do aluno estagiário. III. Avaliar o aluno estagiário em instrumento fornecido pelo Conselho de Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas. IV. Controlar a frequência do aluno estagiário. V. Encaminhar ao Professor Orientador as fichas de avaliação e frequência do aluno estagiário.

CONCLUSÃO FACULTATIVO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

CONCLUSÃO FACULTATIVO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO DESTINADO AO TRABALHO DE CONCLUSÃO FACULTATIVO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DO CAMPUS DE BOTUCATU UNESP (nos termos da Resolução UNESP

Leia mais

BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DO INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS DO CAMPUS DE BOTUCATU UNESP (nos termos da Resolução UNESP 35/2004) APRESENTAÇÃO

Leia mais

Comissão do Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia CECOA

Comissão do Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia CECOA 1 Comissão do Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia CECOA REGULAMENTO GERAL APRESENTAÇÃO O Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia tem como objetivo principal proporcionar ao

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO COLEGIADO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO COLEGIADO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS RESOLUÇÃO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS I E II DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Art. 1º Os Estágios Supervisionados I e II representam parte integrante do currículo do Curso de Bacharelado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS APLICADAS E EDUCAÇÃO CAMPUS IV DO LITORAL NORTE COLEGIADO DE CURSO DE ECOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS APLICADAS E EDUCAÇÃO CAMPUS IV DO LITORAL NORTE COLEGIADO DE CURSO DE ECOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS APLICADAS E EDUCAÇÃO CAMPUS IV DO LITORAL NORTE COLEGIADO DE CURSO DE ECOLOGIA RESOLUÇÃO Colegiado de Curso de Ecologia No. 1/ 09 Normatiza o sistema

Leia mais

PORTARIA D.IBB Nº 69/2012, de 22 de junho de 2012

PORTARIA D.IBB Nº 69/2012, de 22 de junho de 2012 D.IBB/RESD/rmjl PORTARIA D.IBB Nº 69/2012, de 22 de junho de 2012 Dispõe sobre o Regulamento do Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Física Médica do Instituto de Biociências. O Diretor do Instituto

Leia mais

PORTARIA D.IBB nº 80, de 03 de Julho de 2015

PORTARIA D.IBB nº 80, de 03 de Julho de 2015 D.IBB/MDC/rmjl PORTARIA D.IBB nº 80, de 03 de Julho de 2015 Dispõe sobre o Regulamento para o Estágio Supervisionado do Curso de Ciências Biomédicas - Currículo 2013 do Instituto de Biociências A Diretora

Leia mais

PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015.

PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015. PORTARIA CE Nº 48, de 04 de novembro de 2015. Regulamenta a realização de estágios dos alunos dos Cursos de Graduação do Campus de Itapeva. O Coordenador Executivo no uso de suas atribuições legais, expede

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Câmpus de Sorocaba

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Câmpus de Sorocaba UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Câmpus de Sorocaba Regulamentação de Estágio dos Cursos de Graduação em Engenharia Ambiental e Engenharia de Controle e Automação do Instituto de

Leia mais

MANUAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - LICENCIATURA. Coordenação do Curso de Ciências Biológicas

MANUAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - LICENCIATURA. Coordenação do Curso de Ciências Biológicas MANUAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - LICENCIATURA Coordenação do Curso de Ciências Biológicas TAQUARITINGA 2015 1. APRESENTAÇÃO O Manual de Estágio Supervisionado tem como objetivo, oferecer

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CAMPUS ARAPIRACA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CAMPUS ARAPIRACA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO Nº 04/2011 Dispõe sobre as normas para Estágio Curricular Supervisionado e Extracurricular do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo, da Universidade Federal de Alagoas/Campus Arapiraca.

Leia mais

Câmpus Universitário de Bauru REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS UNESP / CÂMPUS BAURU

Câmpus Universitário de Bauru REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS UNESP / CÂMPUS BAURU REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS UNESP / CÂMPUS BAURU Capítulo I Caracterização e Objetivos Art. 1º - O presente regulamento constitui parte

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 171/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e,

RESOLUÇÃO Nº 171/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 171/2009/CONEPE Aprova alteração nas Normas de Estágio do Curso

Leia mais

1º - O estágio faz parte do projeto pedagógico do curso, além de integrar o itinerário formativo do educando.

1º - O estágio faz parte do projeto pedagógico do curso, além de integrar o itinerário formativo do educando. REGULAMENTO DA DISCIPLINA DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO BACHARELADO EM METEOROLOGIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - CAMPUS DE BAURU (Aprovado em Reunião do Conselho do Curso em 19/01/2016)

Leia mais

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 16 de dezembro de José Antonio Cruz Duarte, OFM Vice-Reitor no exercício da Presidência

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 16 de dezembro de José Antonio Cruz Duarte, OFM Vice-Reitor no exercício da Presidência RESOLUÇÃO CONSEPE 98/2009 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ARQUITETURA E URBANISMO, DO CAMPUS DE ITATIBA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Vice-Reitor da Universidade São Francisco, no

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO O presente regulamento normatiza a atividade de Estágio, componente dos Projetos Pedagógicos dos cursos oferecidos pela Faculdades Gammon, mantida pela Fundação Gammon de Ensino

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE ENGENHARIA DE GUARATINGUETÁ

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE ENGENHARIA DE GUARATINGUETÁ UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE ENGENHARIA DE GUARATINGUETÁ REGULAMENTO DO ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA DO CAMPUS DE GUARATINGUETÁ DA UNESP

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL FACULDADE DE CIENCIAS HUMANAS E SOCIAIS UNESP FRANCA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL FACULDADE DE CIENCIAS HUMANAS E SOCIAIS UNESP FRANCA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL FACULDADE DE CIENCIAS HUMANAS E SOCIAIS UNESP FRANCA Dispõe sobre o cumprimento da carga horária das Atividades de Estágio Supervisionado

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Artigo 1º - Para os efeitos deste regulamento, considera-se:

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Artigo 1º - Para os efeitos deste regulamento, considera-se: REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS DA UNESP, CÂMPUS DE MARÍLIA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA

1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Estágio Supervisionado Obrigatório (ESO) é uma disciplina curricular do curso de Medicina Veterinária da Faculdade de Ciências Agrárias de Andradina. É composto do desenvolvimento

Leia mais

RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE no uso de suas atribuições legais e;

RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE no uso de suas atribuições legais e; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE Aprova Normas de Estágio Curricular Obrigatório do

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Praia Grande São Paulo Dezembro de 2008 CAPÍTULO I DA NATUREZA Artigo 1º O presente regulamento tem como objetivo normatizar as atividades relacionadas com o estágio

Leia mais

Portaria Nº 12, de 03 de abril de 2017.

Portaria Nº 12, de 03 de abril de 2017. Portaria Nº 12, de 03 de abril de 2017. Regulamenta o Estágio Supervisionado Obrigatório dos alunos do Curso de Graduação em Engenharia Agronômica da Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas da Unesp

Leia mais

Regulamento de Estágios do Curso de Odontologia UFJF/GV

Regulamento de Estágios do Curso de Odontologia UFJF/GV Universidade Federal de Juiz de Fora Campus Avançado Governador Valadares Regulamento de Estágios do Curso de Odontologia UFJF/GV TÍTULO I Da comissão orientadora de estágio CAPÍTULO I Dos objetivos Art.

Leia mais

REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO

REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º O componente Estágio Curricular Supervisionado em Biotecnologia éparte integrante do currículo pleno do

Leia mais

Proposta de alteração da portaria que regulamenta as atividades dos Estágios Curriculares Obrigatórios em Medicina Veterinária da FMVZ

Proposta de alteração da portaria que regulamenta as atividades dos Estágios Curriculares Obrigatórios em Medicina Veterinária da FMVZ Proposta de alteração da portaria que regulamenta as atividades dos Estágios Curriculares Obrigatórios em Medicina Veterinária da FMVZ O Diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da UNESP,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 177/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais,

RESOLUÇÃO Nº 177/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 177/2009/CONEPE Aprova Normas Específicas do Estágio Curricular

Leia mais

NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIOS DO CURSO DE QUÍMICA INDUSTRIAL. REGULAMENTAÇÃO (CONFORME A RESOLUÇÃO nº 24/2012, DO CONSELHO DE GRADUAÇÃO).

NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIOS DO CURSO DE QUÍMICA INDUSTRIAL. REGULAMENTAÇÃO (CONFORME A RESOLUÇÃO nº 24/2012, DO CONSELHO DE GRADUAÇÃO). NORMAS COMPLEMENTARES DE ESTÁGIOS DO CURSO DE QUÍMICA INDUSTRIAL REGULAMENTAÇÃO (CONFORME A RESOLUÇÃO nº 24/2012, DO CONSELHO DE GRADUAÇÃO). Sumário CAPÍTULO I DA CONCEITUAÇÃO... 3 CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS...

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O Diretor Geral Pró Tempore do Instituto Federal Catarinense Campus de Blumenau, no uso de

Leia mais

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES ARTIGO 1º - Considera-se Estágio Curricular, o conjunto de atividades de aprendizagem social, profissional

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DO IF BAIANO - CAMPUS URUÇUCA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DO IF BAIANO - CAMPUS URUÇUCA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS URUÇUCA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR

Leia mais

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas do Setor Palotina da UFPR prevê a realização de estágios nas modalidades de estágio obrigatório e

Leia mais

Manual do Estágio Supervisionado

Manual do Estágio Supervisionado IBB Ano 2015 1. APRESENTAÇÃO: A partir do 1º Semestre Letivo de 2016, os alunos em fase de conclusão do Curso de (Currículo 2013) deverão realizar o Estágio Curricular Supervisionado. O presente manual

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I DA NATUREZA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I DA NATUREZA REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º O Projeto Pedagógico do Curso Turismo da UFPR prevê a realização de estágio nas modalidades de obrigatório

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO E DA COE DO CURSO DE MATEMÁTICA - LICENCIATURA CÂMPUS DE TRÊS LAGOAS UFMS ANO 2017 CAPÍTULO I DA REGULAMENTAÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO E DA COE DO CURSO DE MATEMÁTICA - LICENCIATURA CÂMPUS DE TRÊS LAGOAS UFMS ANO 2017 CAPÍTULO I DA REGULAMENTAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO E DA COE DO CURSO DE MATEMÁTICA - LICENCIATURA CÂMPUS DE TRÊS LAGOAS UFMS ANO 2017 CAPÍTULO I DA REGULAMENTAÇÃO Art. 1º O Regulamento de Estágio do Curso de Matemática do Câmpus

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 006/2008-CEP

R E S O L U Ç Ã O Nº 006/2008-CEP R E S O L U Ç Ã O Nº 006/2008-CEP CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, nesta Reitoria e no site http://www.scs.uem.br, no dia 20/3/2008. Alterar a periodicidade,

Leia mais

NORMAS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE AGRONOMIA

NORMAS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE AGRONOMIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIAS E TECNOLOGIA SERTÃO PERNAMBUCANO CAMPUS PETROLINA ZONA RURAL CURSO DE BACHARELADO EM AGRONOMIA

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO - BACHARELADOS DO UNILASALLE NORMAS DE FUNCIONAMENTO Disciplinas de Estágio Supervisionado Art. 1º De acordo

Leia mais

REGULAMENTO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Maio de 2011

REGULAMENTO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Maio de 2011 REGULAMENTO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Maio de 2011 Este documento trata das especificidades referentes ao curso de Arquitetura e Urbanismo da da UNESP Presidente Prudente.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS APLICADAS E EDUCAÇÃO - CCAE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS DCE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO REGULAMENTO Nº 02/2009/CCAE-CSI Regulamenta

Leia mais

Capítulo I - Da caracterização. Capítulo II - Do objetivo

Capítulo I - Da caracterização. Capítulo II - Do objetivo REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO SUPERVISIONADO Capítulo I - Da caracterização Art. 1º. O Estágio Curricular Obrigatório Supervisionado (ECOS) é atividade individual obrigatória do Currículo

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Art. 2º Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogando a Resolução CONSEACC/CP 15/2013. Campinas, 22 de fevereiro de 2017.

R E S O L U Ç Ã O. Art. 2º Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogando a Resolução CONSEACC/CP 15/2013. Campinas, 22 de fevereiro de 2017. RESOLUÇÃO CONSEACC/CP 1/2017 ALTERA O REGULAMENTO DAS PRÁTICAS SUPERVISIONADAS, DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, CAMPUS CAMPINAS, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. O Presidente do Conselho Acadêmico de Campus

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Capítulo I DA NATUREZA Art. 1º. O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Computação do Câmpus Jandaia do Sul da UFPR prevê a realização

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC DO CURSO DE DESIGN

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC DO CURSO DE DESIGN UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA UNOESC ÁREA DAS CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA CURSO DE DESIGN MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC DO CURSO DE DESIGN São Miguel do Oeste,

Leia mais

NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE

NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIOS DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE GENÉTICA E BIOQUÍMICA BACHARELADO EM BIOTECNOLOGIA CAMPUS PATOS DE MINAS NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE REGULAMENTAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA, MECÂNICA E DE COMPUTAÇÃO RESOLUÇÃO N 02/2012

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA, MECÂNICA E DE COMPUTAÇÃO RESOLUÇÃO N 02/2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA ELÉTRICA, MECÂNICA E DE COMPUTAÇÃO RESOLUÇÃO N 02/2012 Regulamenta as atividades de Estágios Supervisionados Obrigatório e Não

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO UGB PARTE I - DOS ASPECTOS GERAIS DO ESTÁGIO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO UGB PARTE I - DOS ASPECTOS GERAIS DO ESTÁGIO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO UGB PARTE I - DOS ASPECTOS GERAIS DO ESTÁGIO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO Art. 1º - Este regulamento tem por finalidade, fixar

Leia mais

REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac

REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac 2 TÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES GERAIS Artigo 1º - Os Cursos da FELM mantém estágios curriculares supervisionados que se constituem

Leia mais

REGULAMENTO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

REGULAMENTO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO REGULAMENTO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Fixa as DIRETRIZES E NORMAS PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO do Curso de Engenharia de Produção da UNIPAMPA, Campus Bagé. 2011

Leia mais

CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO E INSCRIÇÃO. Parágrafo Único Somente poderá inscrever-se no Estágio, aluno regularmente matriculado.

CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO E INSCRIÇÃO. Parágrafo Único Somente poderá inscrever-se no Estágio, aluno regularmente matriculado. REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO E INSCRIÇÃO Artigo 1º - O Estágio Supervisionado, dos Cursos de Graduação, de caráter de iniciação à prática profissional, nos termos

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância)

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL DIREÇÃO ACADÊMICA REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) CACOAL 2015 CAPÍTULO I DO CONCEITO, FINALIDADE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 065/2014, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 065/2014, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 065/2014, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2014 Aprova o Regulamento do Estágio Obrigatório do Curso de Engenharia Civil, da Fundação Universidade Regional de Blumenau - FURB. O Reitor da Fundação Educacional

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO O Estágio Curricular Supervisionado é componente curricular obrigatório dos cursos Superiores da FAC FUNAM, realizado em módulos determinados em seus

Leia mais

NORMAS PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM JORNALISMO

NORMAS PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM JORNALISMO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DEPARTAMENTO DE LETRAS E COMUNICAÇÃO COLEGIADO DO CURSO JORNALISMO NORMAS PARA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

Leia mais

A lei nº de 03/09/ 79, que regulamenta a profissão do Biólogo, prevê que este profissional seja capaz de:

A lei nº de 03/09/ 79, que regulamenta a profissão do Biólogo, prevê que este profissional seja capaz de: Regulamentação das disciplinas: Estágio Curricular I em..., Estágio Curricular II em...(bacharelado) e Trabalho de Conclusão de Curso em...(bacharelado) do curso de Ciências Biológicas da UFJF, para o

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Colegiado dos Cursos de Graduação em Química e Química Tecnológica

Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Colegiado dos Cursos de Graduação em Química e Química Tecnológica Universidade Federal de Minas Gerais Instituto de Ciências Exatas Colegiado dos Cursos de Graduação em Química e Química Tecnológica RESOLUÇÃO N o 01/2017 de 29 de maio de 2017. Reedita com alterações

Leia mais

Universidade Metodista de Piracicaba

Universidade Metodista de Piracicaba FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS REGULAMENTO DE MONOGRAFIA I INTRODUÇÃO Art. 1º A monografia é atividade curricular do Curso de Ciências Econômicas, desenvolvida sob orientação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 156, DE 18 DE AGOSTO DE 2016.

RESOLUÇÃO Nº. 156, DE 18 DE AGOSTO DE 2016. RESOLUÇÃO Nº. 156, DE 18 DE AGOSTO DE 2016. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº

Leia mais

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório 1. ASPECTOS LEGAIS O Estágio Supervisionado tem caráter curricular obrigatório e é uma exigência

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 55/2010/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e,

RESOLUÇÃO Nº 55/2010/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 55/2010/CONEPE Aprova Normas Específicas do Trabalho de Conclusão

Leia mais

REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA

REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA 1 REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º. Estas normas regulamentam os estágios dos cursos

Leia mais

PORTARIA D.IBB Nº 58/2011, de 20 de junho de 2011

PORTARIA D.IBB Nº 58/2011, de 20 de junho de 2011 D.IBB/RESD/rmjl PORTARIA D.IBB Nº 58/2011, de 20 de junho de 2011 Dispõe sobre o Regulamento do Estágio Curricular do Curso de Ciências Biomédicas do Instituto de Biociências. O Diretor do Instituto de

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular CAPITULO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR E SUAS FINALIDADES Art. 1º Este regulamento tem por finalidade orientar a operacionalização do Estágio Curricular

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO - CEPEAGE

REGULAMENTO DE ESTÁGIO - CEPEAGE REGULAMENTO DE ESTÁGIO - CEPEAGE REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CENTRO DE PRÁTICA EM ENGENHARIA, ARQUITETURA E GESTÃO - CEPEAGE DAS FACULDADES INTEGRADAS PITÁGORAS / FIPMoc I - DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1.

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente instrumento dispõe sobre as normas e procedimentos a serem observados

Leia mais

CAPÍTULO I CARACTERIZAÇÃO E OBJETIVOS

CAPÍTULO I CARACTERIZAÇÃO E OBJETIVOS REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DOS CURSOS DE LICENCIATURA E BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - CAMPUS DE BAURU FACULDADE DE CIÊNCIAS (Aprovado em Reunião

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO

CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO DAS CONDIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este Regulamento apresenta a definição, os objetivos, a caracterização e a explicitação das condições

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 184/2009/CONEPE

RESOLUÇÃO Nº 184/2009/CONEPE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 184/2009/CONEPE Altera as Normas Específicas do Estágio Supervisionado

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16

RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16 Conselho Universitário - CONSUNI RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16 Aprova o Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Engenharia Mecânica. O Vice-Reitor, no exercício da Presidência do Conselho

Leia mais

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 11 de abril de Gilberto Gonçalves Garcia, OFM Presidente

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 11 de abril de Gilberto Gonçalves Garcia, OFM Presidente RESOLUÇÃO CONSEPE 3/2007 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FARMÁCIA, DO CÂMPUS DE CAMPINAS DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

RESOLVE: Capítulo I DA NATUREZA

RESOLVE: Capítulo I DA NATUREZA RESOLUÇÃO 02/16 CCMV Regulamenta os estágios no Curso de Medicina Veterinária do Setor de Ciências Agrárias da UFPR. O Colegiado do Curso de Medicina Veterinária do Setor de Ciências Agrárias, na cidade

Leia mais

O COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA (COLGRAD-FO), no uso de suas atribuições e considerando:

O COLEGIADO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA (COLGRAD-FO), no uso de suas atribuições e considerando: RESOLUÇÃO n 01/2016 COLGRAD- FOUFMG Reedita o Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Curso de Graduação em Odontologia da da UFMG, alterando dispositivos da Resolução nº 02/2014 aprovada

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA

REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA (Resolução Nº 008/2013 da Pró-Reitoria de Graduação) CAPÍTULO I - DO CONCEITO, DA CARGA HORÁRIA E DA MODALIDADE Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso - TCC será o resultado do desenvolvimento de projeto

Leia mais

REGULAMENTO DO COMPONENTE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR TÍTULO I DA NATUREZA

REGULAMENTO DO COMPONENTE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR TÍTULO I DA NATUREZA REGULAMENTO DO COMPONENTE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR TÍTULO I DA NATUREZA Art 1º Este regulamento estabelece as normas básicas para organização e funcionamento do componente Estágio Curricular Supervisionado,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD

REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO EM ADMINISTRAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA EAD O presente Regulamento tem o intuito de estabelecer normas gerais para cumprimento da Lei nº.

Leia mais

REGULAMENTO DO COMPONENTE CURRICULAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE GRADUAÇÃO - BACHARELADO EM ESTATÍSTICA

REGULAMENTO DO COMPONENTE CURRICULAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE GRADUAÇÃO - BACHARELADO EM ESTATÍSTICA Anexo II REGULAMENTO DO COMPONENTE CURRICULAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE GRADUAÇÃO - BACHARELADO EM ESTATÍSTICA Capítulo I Constituição e Objetivos Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso,

Leia mais

REGULAMENTO COMPLEMENTAR DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA DA UTFPR CÂMPUS APUCARANA

REGULAMENTO COMPLEMENTAR DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA DA UTFPR CÂMPUS APUCARANA REGULAMENTO COMPLEMENTAR DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICA DA UTFPR CÂMPUS APUCARANA CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º O Estágio Curricular Supervisionado integrante

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAMETRO

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAMETRO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAMETRO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º O presente Regulamento fixa diretrizes e normas

Leia mais

NORMAS PARA REALIZAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA

NORMAS PARA REALIZAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS GUANAMBI Distrito de Ceraíma, s/n Zona Rural - CP 09 - CEP: 46430000

Leia mais

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA FACULDADE ARTHUR THOMAS CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS Art. 1º. Este Regulamento estabelece as políticas básicas

Leia mais

REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS

REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS ECONÔMICAS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO - PROEN CENTRO DE CIÊNCIAS DA ADMINISTRAÇÃO E SÓCIO- ECONÔMICAS CCA/ESAG DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO

Leia mais

APÊNDICE B REGULAMENTO DE ESTÁGIO

APÊNDICE B REGULAMENTO DE ESTÁGIO APÊNDICE B REGULAMENTO DE ESTÁGIO Regulamentação do Componente Curricular ATIVIDADES DE ESTÁGIO Esta norma estabelece as linhas gerais para a atividade de Estágio Supervisionado Obrigatório e Estágio Supervisionado

Leia mais

MINUTA REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UNESP CAMPUS DE MARÍLIA

MINUTA REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UNESP CAMPUS DE MARÍLIA MINUTA REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UNESP CAMPUS DE MARÍLIA Capítulo I Do conceito e Objetivos Art. 1º - O Estágio Supervisionado do curso de

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO O Projeto Pedagógico do Curso de Enfermagem do Centro Universitário do Cerrado - Patrocínio (UNICERP) fundamenta a ação pedagógica, a ser desenvolvida junto aos alunos, na

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO CEPE Nº 120, DE 14 DE MAIO DE 2014. Dispõe sobre o estágio supervisionado dos cursos de licenciatura

Leia mais

UniBrasil Centro Universitário

UniBrasil Centro Universitário 1 UniBrasil Centro Universitário REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA CURITIBA MARÇO DE 2014 2 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 Do estágio e sua finalidade...3 CAPÍTULO 2 Das condições...3

Leia mais

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO. Capítulo I Definições e Finalidades

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO. Capítulo I Definições e Finalidades REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Capítulo I Definições e Finalidades Art. 1º - O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades relacionadas com a elaboração, apresentação e

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 03/2014. A COMISSÃO DE GRADUAÇÃO EM MUSEOLOGIA (COMGRAD/MSL) no uso de suas atribuições regimentais, RESOLVE

RESOLUÇÃO nº 03/2014. A COMISSÃO DE GRADUAÇÃO EM MUSEOLOGIA (COMGRAD/MSL) no uso de suas atribuições regimentais, RESOLVE COMISSÃO DE GRADUAÇÃO EM MUSEOLOGIA RESOLUÇÃO nº 03/2014 A COMISSÃO DE GRADUAÇÃO EM MUSEOLOGIA (COMGRAD/MSL) no uso de suas atribuições regimentais, RESOLVE Instituir as diretrizes e normas para a realização

Leia mais

Normas de Estágio Supervisionado do Bacharelado em Ciência da Computação

Normas de Estágio Supervisionado do Bacharelado em Ciência da Computação Normas de Estágio Supervisionado do Aprova as Normas de Estágio Supervisionado do Bacharelado em Ciência da Computação, em conformidade com a Lei de Estágio - Lei Federal Nº 11.788 de 25 de setembro de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA RESOLUÇÃO CSTGP Nº 02/2015 Regulamenta o Estágio Supervisionado obrigatório do Curso

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07 BACABAL-MA 2012 ESTÁGIO PROFISSIONAL CURRICULAR SUPERVISIONADO - EPCS INSTRUÇÕES REGULADORAS 1. FINALIDADE As presentes instruções destinam-se a orientar o corpo docente e discente, bem como os setores

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BIOMEDICINA. Resolução Nº 015/2011 da Pró-reitoria de Graduação

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BIOMEDICINA. Resolução Nº 015/2011 da Pró-reitoria de Graduação REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE BIOMEDICINA Capítulo I Dos Objetivos Resolução Nº 015/2011 da Pró-reitoria de Graduação Artigo 1 º - Os Estágios Obrigatórios do Curso de Biomedicina tem

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS RESOLUÇÃO Nº. 219 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS RESOLUÇÃO Nº. 219 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 219 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº.

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO II DAS ATRIBUIÇÕES DO COLEGIADO

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO II DAS ATRIBUIÇÕES DO COLEGIADO REGULAMENTO DO COLEGIADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO DO IF BAIANO CAMPUS SENHOR DO BONFIM (Aprovado pela reunião de Colegiado do curso de Licenciatura em Ciências da Computação em

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de 2014 CURSO DE BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO Cacoal - RO 2016 2 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSO DE LICENCIATURA EM TEATRO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSO DE LICENCIATURA EM TEATRO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSO DE LICENCIATURA EM TEATRO CAPÍTULO I CONCEPÇÃO DE FORMAÇÃO HUMANA E PROFISSIONAL Art. 1º - O Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Teatro se caracteriza como uma

Leia mais

NORMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

NORMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL NORMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I - Disposições Preliminares Art. 1º - O Estágio Supervisionado é uma atividade

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS E FINALIDADES CAPITULO II DA DEFINIÇÃO

REGULAMENTAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS E FINALIDADES CAPITULO II DA DEFINIÇÃO REGULAMENTAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS E FINALIDADES Artigo 1º - O presente regulamento visa disciplinar o Estágio Curricular Supervisionado dos cursos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 011/2012-CEPE Dispõe sobre as Normas da Disciplina Trabalho de Conclusão de Curso dos Cursos de Graduação oferecidos pela UFRR. A REITORA DA, PRESIDENTE DO, no uso de suas atribuições legais

Leia mais