TAE s da UFJF deflagram greve por tempo indeterminado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TAE s da UFJF deflagram greve por tempo indeterminado"

Transcrição

1 IMPRESSO ESPECIAL CONTRATO ECT/DR/MG ANO XVIII - EDIÇÃO MAIO/JUNHO DE 2015 Juntos Somos Fortes! TAE s da UFJF deflagram greve por tempo indeterminado Leia as notícias da greve nas páginas 4 e 5 N E G O C I A Ç Ã O Proposta do governo não atende a categoria Leia na pág. 3 S A Ú D E Em parceria com a UFJF, Sintufejuf promove campanha de vacinação contra a gripe Leia na pág. 9 N O S S O D I R E I T O Encontro do coletivo jurídico da Fasubra discute direito de greve Leia na pág. 7 G O V E R N A D O R V A L A D A R E S Servidores de GV apresentam propostas para o regimento Leia na pág. 7 R E C O N H E C I M E N T O Medalha Elson Lopes homenageia dez aposentados Confira na pág. 10

2 2 MAIO/JUNHODE 2015 EDITORIAL PALAVRA DO SERVIDOR TAES: QUEM SOMOS E O QUE QUEREMOS Temos poucas palavras para responder a estas questões. Somos indivíduos que desde cedo fizemos a opção de trabalhar para o cidadão comum como nós. Desta forma, ao fazermos concurso para trabalhar na UFJF sabíamos de antemão, que teríamos uma carreira limitada sem grandes salários (no nosso caso chamado de proventos) e que não chegaríamos a ocupar altos cargos como presidente de empresa ou gerente de banco, teríamos de nos contentar com uma vida regrada, como a maioria dos trabalhadores brasileiros. Sabíamos também, ou aprendemos durante os anos trabalhados, que estávamos contribuindo para o crescimento do Brasil, para a melhoria da qualidade de vida de todos os cidadãos que necessitassem de uma educação pública e que também precisassem de assistência médica e hospitalar gratuita. Desta forma, aqui estamos nós, lutando para a garantia destes direitos a todos os cidadãos brasileiros. E o que queremos? Com certeza absoluta o que queremos é que o governo garanta esses direitos a todos os brasileiros. Mas para que uma criança ou jovem ou adulto possa estudar ele precisa de alimentação, de saúde e de salário digno para manter a si próprio e à sua família. E quando se trata de salário digno, nós trabalhadores Técnico-administrativos em Educação - TAE, também queremos ter os mesmos direitos. O trabalhador comum tem data-base, reajuste salarial anual, reposição do índice da inflação. Nós TAEs perdemos estes direitos. O último reajuste da nossa categoria foi de 1%, em 01/01/2003, e a nossa data base há muito não é respeitada. Descontam de nossos proventos os impostos obrigatórios como qualquer trabalhador e, da mesma forma, contribuímos para custear as despesas do nosso país, e parte de nossos proventos se juntam nos programas sociais desenvolvidos pelos governos ao longo dos anos. Queremos ter de volta os mesmos direitos que nos foram retirados: data base, salário digno, reposição salarial dos índices da inflação, isonomia para todos os servidores públicos federais, garantia de serviços públicos como saúde e educação de qualidade. Isto é o que queremos. Por isto é que lutamos. E a GREVE é o nosso único instrumento para alcançarmos os nossos objetivos. Expediente Sintufejuf Sindicato dos Trabalhadores Técnico- Administrativos em Educação das Instituições Federais de Ensino no Município de Juiz de Fora Rua Santo Antônio, nº Centro Tel.: (32) / Fax: (32) Facebook: https://www.facebook.com/sintufejuf Coordenação Geral: Paulo Dimas de Castro Lucas da Silva Simeão Coordenação de Comunicação: Luiz Roberto Pereira Silvestre dos Santos Jornalista Responsável: Camila Pravato DRT/MG O que você espera da greve? Nós temos que mudar nossa concepção de fazer greve, porque o governo coloca a população contra os funcionários. Por exemplo, no HU, nós deixamos de fazer exames e marcação de consultas e a população que precisa sai prejudicada, e o governo faz economia. Então acho que nós temos que atender a população pra dar prejuízo pro governo, arrumar um esquema de outro tipo de greve, porque só parando não está funcionando. Nós temos feito greve vários anos e não tem dado resultado. Eu espero ainda, melhorias no plano de carreira e no ambiente de trabalho, melhores condições de trabalho. João Célio Toledo - Hospital Universitário Tenho muita dúvida, porque a nossa Presidente não está querendo abrir mão. A categoria está fazendo a sua parte. O que estamos reivindicando está de bom tamanho, acho que agora é aguardar um pouco, dar uma segurada no pé para ver se a gente ganha alguma coisa, porque está difícil. Pela perda que nós já tivemos, precisamos de uns 30% de reajuste. Além da questão salarial, é preciso melhorar o ticket refeição. Miguel Simplício Neto- Restaurante Universitário A gente espera tudo para essa greve, mas acho difícil a gente conquistar alguma coisa, porque a ultima greve a gente não conquistou quase nada. Então vamos ver se dessa vez a gente consegue alguma coisa. Eu acho que o governo está muito radical e não quer contribuir com nada, não quer receber o comando de greve. Então se ele fosse mais flexível, nós conseguiríamos alguma coisa, ainda mais com essa crise que está geral. Acho que o plano de carreira que a gente ta pedindo é uma questão séria, mas nunca sai. Na última greve nós conseguimos 15%, acho que dessa vez a gente não consegue. Sebastiana Bastos Biblioteca Central Eu espero que a greve traga uma melhoria para nós porque o serviço público está muito defasado em todos os sentidos. Melhoria de salário, concurso para vigilante, porque a maioria está aposentando, a vigilância está acabando. Espero que nessa greve a gente conquiste isso. Antonio Carlos Eurico - Vigilante Existe a necessidade de entrar em greve, porque o governo fala que tinha um acordo que estava sendo cumprido e isso é uma mentira, nós não vamos fazer greve simplesmente por fazer. Existem os pontos que não foram atendidos antes e na verdade, nós não tivemos aumento, somente reposição, a gente não reivindica só aumento, mas creche, por exemplo. Quanto anos que não se tem aumento? O auxilio alimentação, se formos comparar com os outros ministérios o nosso é o menor. Acho que essa será uma greve complicada e vai chegar um momento que teremos que radicalizar em muitas coisas, porque pelo que o governo apresenta, essa dificuldade de caixa, de dinheiro, e isso na verdade quem sempre paga é o trabalhador. Henrique Resende PROGRAD Conselho Editorial: Carlos Augusto Martins Santos José Fanias Lima José Pedro de Paula Lêda Maria Chaves Faria Lucas da Silva Simeão Luiz Roberto Pereira Paulo Dimas de Castro Rogério da Silva Rosângela Frizzero Silvestre dos Santos Diagramação: Sintufejuf Colaboração: Laura Kronbauer, e Mauro Assis. Fotos: Sintufejuf Projeto gráfico: Kojio Comunicação Os artigos assinados são de total responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião da Diretoria do Sintufejuf.

3 Fasubra Governo apresenta proposta insatisfatória para os servidores O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) se reuniu com as entidades do Forum dos Servidores Públicos Federais no dia 25 de junho para apresentar uma proposta de reajuste de 21,3% aos servidores federais a partir de 2016, a ser pago em quatro anos. O reajuste seria dividido em 5,5% em 2016, 5% em 2017, 4,75% em 2018 e 4,5% em A Federação e as demais entidades rejeitaram a proposta por não considera-la justa devido ao parcelamento do pagamento e a insegurança do aumento da inflação. Os demais pontos da pauta de reivindicações dos SPF não foram discutidos. Uma nova reunião com as entidades foi marcada para o dia 7 de julho. Em reunião com a Fasubra, no dia 22 de maio, o Secretário Executivo Luiz Cláudio, Ministro em exercício, entregou um oficio em resposta a pauta de greve de 2014 da categoria. Entre os pontos discutidos estão a liberação de dirigentes sindicais, democratização das Instituições Federais, alteração da jornada de trabalho e EBSERH. O orçamento das Universidades também foi discutido e o então Ministro informou a respeito do ajuste do governo, com corte de R$ 9 bilhões para o orçamento do MEC. A Fasubra questionou se estava garantida a íntegra dos recursos de custeio e MAIO/JUNHO DE 2015 Índice de 21,3% dividido em 4 anos não agrada entidades do Fórum dos Servidores Públicos Federais Discussão da pauta de greve como ficariam os recursos de investimentos. O MEC informou que no início do ano foi aprovado o repasse do orçamento, autorizado em 1/12 avos e que a partir dessa data, o repasse do orçamento será total. Entretanto, o Ministro em exercício afirmou que o plano de obras e investimentos das Universidades deverá ser analisado separadamente. A respeito da continuidade das obras, o prazo para sua conclusão será proporcional a velocidade do espaço fiscal do governo. Os pontos abordados na reunião e que Foto: Fasubra foram aprovados no ofício são: a solicitação de extensão do artigo 30º da Lei aos técnico-administrativos em educação, que assegura, em alguns casos, o afastamento do servidor; solicitação de aproveitamento de disciplinas da pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado) para pleitear o incentivo à capacitação; solicitação de revisão da Lei /2005, sobre a reabertura de prazo para adesão ao PCCTAE; solicitação de reconhecimento dos cursos de Mestrado e Doutorado fora do país; solicitação de liberação de dirigentes sindicais para o exercício de mandato classista; solicitação de resolutividade dos GT: racionalização de cargos; solicitação de dimensionamento da força de trabalho e aplicação de vagas; solicitação quanto ao adicional de insalubridade, orientação nº06; solicitação de não perseguição e criminalização da luta sindical. As propostas relacionadas aos aposentados, como o reposicionamento e a aceitação dos diplomas de mestrado e doutorado para fins capacitação foram negadas pelo governo. Outras propostas também foram rejeitadas como a solicitação a respeito da EBSERH e a solicitação da revisão da Lei nº /2005 sendo aceito apenas a migração, para o PCCTAE, dos servidores que ainda estão enquadrados no PUCRCE. Outras propostas foram encaminhadas para o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. A Federação questionou a resposta do governo para os pontos apresentados. De acordo com o Diretor da Fasubra, Flávio Sereno, apesar do oficio responder os pontos de pauta com a palavra acatado, isso não representa uma resolução concreta, pois o MEC repassava para outra estância as demandas. Isso foi apenas para confirmar que realmente para haver uma negociação verdadeira a gente vai precisar fazer uma greve muito forte. CNG delibera pela suspensão de matrícula para ingressos nas Universidades Registro de intenção de matrícula é feito online para não causar prejuízos irreversíveis aos alunos Em reunião com vice-reitor, CLG avalia cenário nacional No dia 12 de junho, o Comando Nacional de Greve (CNG-FASUBRA) deliberou por unanimidade que todas as instituições onde houvesse matrícula presencial, com entrega de documentação referente ao SISU (Sistema de Seleção Unificada) deveriam organizar a suspensão do processo. Desta forma, o comando orientou que os trabalhadores envolvidos no processo retirassem sua força de trabalho, até que o governo receba o CNG e apresente propostas que dialoguem com a categoria. As universidades que já acataram, mantiveram apenas as matrículas online. A decisão foi aprovada, também por unanimidade pelos técnico-administrativos em educação da UFJF em assembleia realizada no dia 17 de junho, no Restaurante Universitário (Centro). Além do SISU, ficaram suspensas também as matrículas do PISM. No entanto, apenas os servidores da UFJF cumpriram 100% a orientação. A partir da análise do mapa nacional, o Comando Local de Greve do Sintufejuf, em reunião com a reitoria decidiu pelo mesmo tratamento dado pelos reitores das demais universidades federais, manter somente o registro de intenção de matrícula online, tanto para os aprovados no Sisu, quanto para o PISM. Comando Nacional de Greve O CNG tem a função de discutir os rumos do movimento paredista. Ele é constituído pela Direção Nacional da FASUBRA e delegados das entidades de base filiadas, obedecendo à proporção indicada no Estatuto da Federação. Da base de Juiz de Fora, foram indicados os servidores Rogério da Silva e Igor Coelho para representar a categoria no comando durante dez dias (10 a 20 de junho). Os n o m e s f o r a m r e f e r e n d a d o s e m assembleia realizada no dia 09 de junho. Para os dias 22 de junho a 02 de julho, foram indicados os servidores Luís Roberto Pereira e Márcio de Sá, com possibilidade de estender o período até a data da Caravana à Brasil (08 e 09/07).

4 4 MAIO/JUNHO DE 2015 Trabalhadores mobilizados Técnico-administrativos da UFJF deflagram greve Comando Local de Greve é instalado e já começa a organizar as mobilizações Os técnico-administrativos da UFJF, em assembleia no dia 28/05, deliberaram pela greve por tempo indeterminado. O motivo é o não atendimento das reivindicações da categoria por parte do Governo Federal. Mostrando a força da base, a assembleia contou com cerca de 200 servidores, e a decisão pela greve foi praticamente unanime, tendo apenas 5 abstenções e nenhum voto contrário. Foi aprovada a participação nos atos unificados da sexta-feira, 29 de maio, de manhã no Campus e à tarde no Calçadão. Em seguida foi instalado o Comando Local de Greve (CLG), para organizar as mobilizações da categoria. Ao final da Assembleia, o CLG, começou a percorrer as unidades para o fechamento de setores. O primeiro a receber a visita foi o Restaurante Universitário/Campus. Foi liberada a roleta para os estudantes, e ao final do horário de almoço, lacrado o local. No campus de Governado Valadares a greve também foi deflagrada. Até o presente momento, já estão suspensos os serviços de transporte, havendo funcionamento apenas de ambulâncias, manutenção e segurança. Os dois RUs também estão parados, assim como a biblioteca central e quase todas as bibliotecas setoriais. Os HUs estão funcionando em escala. Qualquer demanda de alunos, docentes e servidores deverá ser encaminhada ao CLG com a documentação necessária para avaliar a urgência. Com apenas cinco abstenções, servidores técnico-administrativos da UFJF deflagram greve por tempo indeterminado Mobilizações antecederam a deflagração da greve O indicativo de greve já havia sido aprovado no XXII Confasubra. Em assembleia realizada no dia 13 de maio, todos os delegados que participaram do congresso fizeram defesa da greve, afirmando que para a mesma ser forte e vitoriosa, é preciso ter unidade. Ao final dos relatos, a mesa encaminhou e a categoria votou pela paralisação no dia 14 de maio, com participação na reunião da Apes (Associação dos docentes do ensino superior), seguida de um ato unificado no pórtico norte do campus universitário. A manifestação integrou movimento nacional, e teve como objetivo pressionar as negociações, em Brasília, entre representantes dos servidores e do Governo Federal. Mais de cem pessoas estiveram presentes, entre TAEs, docentes e estudantes. Carregando bandeiras, faixas e cartazes, os manifestantes realizaram intervenções a cada cinco minutos na entrada e saída do portão de acesso ao bairro São Pedro, com panfletagens e diálogo com quem transitasse pelo local. A idéia era não parar completamente o trânsito para não ganhar a antipatia da população. Sintufejuf se une a docentes e estudantes em dia nacional de lutas, 14/05 Assembleia discute funcionamento dos Hospitais Universitários Durante assembleia realizada no Hospital Universitário / Santa Catarina no dia 2 de junho, o CLG informou aos servidores a respeito do direcionamento da greve. Desde a aprovação da EBSERH pelo Conselho Superior, e posteriormente, a assinatura do contrato, essa será a primeira greve que a categoria terá que lidar diretamente com a empresa. Em uma semana de greve, três setores do HU estavam funcionando com a capacidade reduzida, ou seja, os 30% que determinam a lei. Esse foi um fato destacado pela coordenadora do Sintufejuf e membro da Comissão de greve do HU, Janemar Melandre, relembrando que nos outros anos demorava-se para conseguir tal feito. Além de discussões a respeito do funcionamento das escalas de greve e do recebimento do adicional de plantão Restaurante universitário foi o primeiro setor a receber o CLG Servidores lotam anfiteatro Gilson Salomão hospitalar, os servidores foram informados sobre o fechamento de bibliotecas, infocentros e do Restaurante Universitário. Os integrantes d o C o m a n d o L o c a l p e d i r a m m a i o r participação dos técnico-administrativos do HU no movimento e nas reuniões do comando. A a s s e m b l e i a d e l i b e r o u p e l a confecção de camisas verdes, com os dizeres Por uma saúde pública de qualidade, em apoio aos Hospitais Universitários.

5 Negociação Fasubra reune-se com o Governo A Federação discutiu a retomada das negociações de greve e firmou o pedido de reajuste em 27,3% A Fasubra reuniu-se com o MEC, no dia 12 de março, iniciando o processo de negociação com o governo. Devido a problemas de saúde do então ministro, Cid Gomes, a reunião aconteceu com o Secretário Executivo, Luiz Cláudio Costa, que afirmou que uma nova reunião seria reagendada. No entanto, no dia 18 de março, Cid Gomes foi demitido do cargo de Ministro da Educação. O novo Ministro, Renato Janine Ribeiro, foi empossado dia 06 de abril. O secretário informou que o Orçamento da União ainda não havia sido aprovado no Congresso, sendo votado e aceito no dia 17. Por esse motivo, não era possível falar naquele momento de cortes no orçamento da Educação. A avaliação da forma como o Governo procederá frente aos cortes, só poderia ser feita a partir da votação do PLOA. Na reunião, os representantes da Fasubra manifestaram que o MEC rompeu o encaminhamento do STJ de retomar as negociações da greve de 2014, já que as mesmas não foram finalizadas. A Federação demonstrou ainda, o descontentamento da c a t e g o r i a c o m o g o v e r n o, p o i s a s reivindicações e os ofícios encaminhados a Secretaria de Educação Superior (SESu) não foram respondidos. Além disso, a última reunião da Comissão Nacional de Supervisão da Carreira (CNSC), onde poderia-se tratar a respeito do incentivo a qualificação, foi desmarcada pelo Governo. O secretário informou que a intenção do MEC é dialogar e concluir a negociação. Contudo, a Fasubra ressaltou que não se deve reiniciar o processo de debate, já que os pontos reivindicados foram amplamente discutidos, faltando uma resposta do MEC para eles. A reunião foi finalizada com a promessa do Secretário agendar uma reunião com o Ministro. Outra reunião com o MEC foi realizada dia 19 de março. Nela, a SESu informou que a resposta da negociação e a retomada da mesma, agendada para a data do primeiro turno da eleição passada, estavam Fasubra reune-se com o MEC prontas desde agosto de 2014, devendo apenas ser avaliada pelo Secretário Executivo, entretanto, foram arquivados em janeiro. O MEC ficou de informar à Fasubra, na semana seguinte, em que data que será apresentada a resposta. A Federação enviou um oficio para o Ministério da Educação, no dia 1º de abril, solicitando uma audiência e cobrando resposta para a solicitação de nova agenda, para retomar o processo de negociação suspenso, referente a greve de SEMINÁRIO CARREIRA MARÇO DE Foto: Fasubra Reunião dos SPFs com o Governo Representantes de servidores públicos federais e sindicalistas reuniram-se com o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, no dia 20 de março. O encontro discutiu o reajuste salarial de diversas categorias, que pedem 27,3% para recompensar perdas. A situação econômica do país foi discutida, em destaque para as medidas restritivas, que segundo o Ministro visam o controle da inflação e o equilíbrio fiscal. O processo de negociação será coordenado pelo secretário de Relações de Trabalho, Sérgio Mendonça, em articulação com as demais secretarias e ministérios. Além disso, o governo pretende fazer um acordo para vigência de um número mais significativo de anos, segundo eles, para dar maior previsibilidade para todos os envolvidos. Na reunião, foi definido um calendário de negociações, compreendendo os meses de maio e julho. O mês de abril será reservado para o governo fazer os ajustes, estudos econômicos e estruturação de projetos orçamentários, quando então, dariam a redação ao projeto de lei orçamentária de 2016, a ser encaminhado ainda em agosto. O ministro do planejamento respondeu a um dos itens da pauta de reivindicação, e afirmou que não aceita a proposta de 27,3% de reajuste salarial, alegando que este pedido não cabe no Orçamento da União. Coordenador da Fasubra aponta necessidade de aprimoramento da carreira Com o objetivo de discutir o Plano de Carreira dos Técnico- Admnistrativos da UFJF, o Sintufejuf convidou o coordenador de Assuntos Jurídicos da Fasubra, e Coordenador Geral do Sintufrj, Francisco de Assis dos Santos (Chiquinho), para ministrar o Seminário Carreira, realizado no dia 27 de março. O palestrante fez uma analise das transformações ocorridas na Carreira do servidor público desde Naquele ano, após uma greve de mais de cem dias, foi possível conquistar o plano de Carreira da Fasubra. A nossa categoria havia passado mais de 20 anos sem perspectiva de uma carreira. O predomínio da universidade e a visão do governo era que apenas os docentes e o pessoal de nível superior deveria ter uma carreira, mas nós conseguimos. Comprometemos o ministro com o nosso projeto PCCTAE (Plano de Carreira dos Cargos TAE s). relembra o coordenador. Segundo ele, a principal conquista de carreira foi a identidade do servidor enquanto profissional da educação. Chiquinho ressaltou a importância de analisar o trabalhador que está ingressando. Segundo ele, a maiorias dos servidores que entram hoje, tem escolaridade acima da exigida para o seu cargo, por isso a necessidade de repensar a carreira. Chiquinho afirma que o PCCTAE, embora tenha avanços, não contém todos elementos de uma carreira. Hoje, com apenas 22 anos e 6 meses, o trabalhador chega ao teto da carreira. É uma questão que precisa ser aprimorada, uma vez que teve mudanças com a reforma da previdência e o tempo de serviço foi ampliado para você chegar a aposentadoria, afirma o palestrante.

6 6 MARÇO DE 2015 Governo altera forma de emissão do Contracheque Os comprovantes só serão emitidos pela internet, a partir do mês de maio A partir de maio, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão vai deixar de emitir a versão impressa dos comprovantes de rendimentos dos servidores públicos federais, aposentados, pensionistas e também dos empregados públicos. A medida aprovada no dia 7 de abril tem como objetivo a economia de R$40 milhões. Essa mudança, será feita de forma escalonada. Em maio, ocorrerá para os servidores e empregados ativos. No mês de junho, será a vez dos servidores aposentados e beneficiários de pensão, que já possuam o cadastrado no Siape. Portal do Servidor Os demais servidores aposentados e pensionistas, que ainda não possuem o e- mail cadastrado, terão os contracheques impressos até o mês seguinte ao cadastramento. Portanto, é obrigatório informar no Sigepe o pessoal, que deverá ser CONTRACHEQUE fornecido ou atualizado pelo servidor na unidade de ONLINE Recursos Humanos. Antes da aprovação desta medida, era possível aos servidores optarem pelo recebimento impresso ou pela internet. Após o mês de maio, a versão online do contracheque poderá ser acessada no Portal do Servidor. Novos convênios Ÿ Luciana Diogo Stefano (psicóloga) Rua Espírito Santo, nº1115 / sala Telefone / Ä Ä Ä Agenda GT Aposentados - reuniões semanais, às quartas-feiras. GT Mulher Trabalhadora - reuniões toda última terça-feira de cada mês. GT Antirracismo - reuniões toda terceira terça-feira de cada mês. Ä Confasubra - 04 a 08 de maio Ä Medalha Elson Lopes - 29 de maio Errata Jornal fevereiro de 2015 Pág 3 - Matéria sobre o Fórum Nacional dos Servidores Públicos. Em subtítulo, leia-se Calendário de lutas unificado é aprovado, reforçando a união dos servidores públicos federais. Pág 5 - Assédio Moral - Onde está escrito Para ele, o maior benefício dessa lei é a impunidade, leia-se Para ele, o maior benefício dessa lei é o fim da impunidade. PRESTAÇÃO DE CONTAS SETEMBRO/2014 RECEITAS Mensalidades Comissões de seguros Renda de aplicação financeira Taxa administrativa Outras receitas DESPESAS Folha e encargos Desp. administrativas Desp. operacionais Desp. relações sindicais Desp. formação e política sindical Sede Campestre Despesas bancárias Serviços de terceiros INVESTIMENTOS Água Viva - Sauna Completa , , , , , , , , , , , , , , ,23 OUTUBRO/2014 RECEITAS Mensalidades Comissões de seguros Renda de aplicação financeira Taxa administrativa Outras receitas DESPESAS Folha e encargos Desp. administrativas Desp. operacionais Desp. relações sindicais Desp. formação e política sindical Sede Campestre Taxas e serviços bancários Serviços de terceiros Despesas com baile INVESTIMENTOS Máquina Fotográfica , , , , , , , , , , , , , , , , ,44 NOVEMBRO/2014 RECEITAS Mensalidades Comissões de seguros Renda de aplicação financeira Taxa administrativa Outras receitas DESPESAS Folha e encargos Desp. administrativas Desp. operacionais Desp. relações sindicais Desp. formação e política sindical Sede Campestre Taxas e serviços bancários Serviços de terceiros INVESTIMENTOS Freezer horizontal - sede campestre , ,21 807, , , , , , , , , , , , , ,76

7 O regimento interno do Campus de Governador Valadares continua em discussão entre a comunidade acadêmica. No dia 29 de junho foi realizada uma reunião para apresentar propostas que seriam acrescentadas ao anteprojeto de resolução para o regimento interno do campus de Governador Valadares, que foi elaborado por uma Comissão. Composta por um representante dos técnico-administrativos, um discente e quatro docentes a Comissão está encarregada de analisar as propostas levantadas em todas as reuniões, além de organizar as mesmas para discutir o regimento. De acordo com o coordenador geral do Sintufejuf, Lucas Simeão, o regimento interno é para legitimar o campus de Governador Valadares, um dos principais motivos dessa legalização é que faça uma eleição para diretor do campus avançado, explica Lucas. No dia 7 de maio, o vice-reitor Marcos Chein esteve no campus Valadares para apresentar a proposta do regimento, entretanto, a comunidade universitária não se sentiu contemplada, já que de acordo com eles, não houve um amplo debate. Um dos pontos polêmicos e que não foi muito explicado é a questão do diretor de Governador Valadares s e r p r e r r o g a t i v a d o c e n t e, d i s s e o coordenador. Esse questionamento permaneceu na ultima reunião da comunidade acadêmica. Entretanto, de acordo com Lucas, não existe nenhum decreto que explicite a necessidade de diretor de campus ser prerrogativa docente. Esse é um dos pontos que a gente vê como positivo, porque se a gente fala em democratizar as universidades e entendemos que mudou a qualificação dos técnicos, porque ele não pode ser diretor?, questiona o coordenador. Na reunião com a reitoria, no dia 15 de junho, ao apresentar a pauta da greve, foi retomada essa discussão. O reitor Júlio Chebli comprometeu-se em realizar uma consulta ao MEC para ter um parecer legal. O decreto utilizado pela pró-reitora Joana Machado para justificar a exclusividade para docentes cita somente, a função de diretor de unidade. A pró-reitora apresentou o parecer no Consu fazendo uma analogia que os cargos se assemelham, entretanto, nessa mesma reunião, o Comando Local de greve explicitou a discordância dessa equivalência. A entrega do regimento deverá ser feita até o dia 3 de julho, cumprindo o prazo de 10 dias para que os conselheiros do Consu avaliem o documento final e seja, então, votado no dia 13 e julho no Conselho Superior. MAIO/JUNHO DE Direito de greve I Encontro do coletivo jurídico da Fasubra discute sobre a lei de greve no serviço público No dia 03 de Julho, a direção da Fasubra e sua Coordenação Jurídica e Relações de Trabalho, se reúne com as assessorias jurídicas das entidades sindicais de base no I Encontro do coletivo jurídico da Fasubra de O objetivo é discutir o direito de greve dos trabalhadores, negociação coletiva no setor público/greve; intimidação ao movimento dos servidores públicos; práticas anti-sindicais, denúncia em órgãos internacionais/oit, carreira e aposentadoria especial. O projeto de lei que está em tramitação no congresso e que tem como relator o senador Romero Jucá (PMDB) tem o objetivo de regulamentar o direito de greve do funcionalismo público, mas com a perspectiva de limitar a liberdade democrática e dificultar a organização dos trabalhadores para a greve. Em novembro de 2014, o relatório do senador foi aprovado pela comissão mista de Consolidação das Leis e Regulamentação da Constituição. Com a aprovação, o texto se tornou um projeto de lei, que ainda deve passar pelos plenários da Câmara e do Senado. O direito de greve é reconhecido na Convenção 87 da Organização Internacional do Trabalho (OIT). A Constituição Federal, em seu artigo 9º, e a Lei Federal nº 7.783/89 também asseguram esse direito a todo trabalhador brasileiro, inclusive dos setores considerados essenciais, sejam de gestão pública ou privada. De acordo com o Supremo Tribunal Federal, a greve dos servidores deve respeitar o princípio da continuidade dos serviços públicos. Desta forma, para manter a legalidade da greve, o movimento mantém o percentual de 30% de trabalhadores exercendo suas atividades através do sistema de rodízio. Conforme o artigo 11 da lei 7783/95, é fundamental a garantia da prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, sendo estas, de acordo com a lei, atividades que se não atendidas, c o l o q u e m e m p e r i g o i m i n e n t e a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população. Pensando nisto, os hospitais universitários mantém o atendimento de urgência e emergência durante a greve. Estágio probatório Segundo o Supremo Tribunal Federal, a Constituição de 88 não faz distinções entre servidores públicos estáveis e não estáveis, uma vez que isto seria afronta, sobretudo, ao princípio da isonomia. Ou seja, o fato do servidor estar no período de estágio probatório não diminui seus direitos previstos aos servidores que já estão estáveis. A Súmula nº 316, definiu que a simples adesão a greve não constitui falta grave. O servidor em estágio probatório não pode ser penalizado por exercer este direito. Sua ausência, mesmo que por mais de trinta dias, não se dá por uma simples vontade de não comparecer ao trabalho, sem motivo ou justificativa, mas sim, um movimento de toda a categoria em busca de melhores condições de trabalho. Governador Valadares Eleição para diretor de campus avançado é discutida na formulação do Regimento interno

8 8 MAIO/JUNHO DE 2015 Oportunidade Aberta seleção de artigos para TAEs Inscrições podem ser feitas até o dia 30 de Julho, mas apenas os 45 primeiros artigos serão analisados Está aberta, até o dia 30 de Julho, a submissão e seleção de artigos para TAEs de Universidades Públicas e Institutos Federais. Os artigos deverão ser enviados, com a devida formatação, para o Serão recebidos apenas 45, sendo 15 selecionados para publicação, de acordo com a ordem de classificação. A quantidade de artigos será limitada de acordo com a data e horário de recebimento no . O artigo poderá ter no máximo três autores, devendo obrigatoriamente ser servidores da c a r r e i r a t é c n i c o - a d m i n i s t r a t i v a d a s Universidades Públicas e dos Institutos Federais. O resultado preliminar está previsto para ser divulgado até o dia 02 de setembro, e o resultado final. Já apublicação está prevista para 14 de setembro. A coletânea "Gestão Pública na visão dos Técnicos Administrativos em Educação das Universidades Públicas e Institutos Federais" está em seu segundo volume, e tem como objetivo mostrar a visão do servidor público que atua na carreira técnicoadministrativa em educação. De acordo com o edital, os textos devem ser inéditos e abordar temas relacionados ao E n s i n o S u p e r i o r d a s Universidades Públicas e Institutos Federais. Os artigos devem conter no mínimo 6 e no máximo 15 páginas, incluindo-se as referências, e serem revisados de acordo com a Norma Gramatical Brasileira (NGB) e com as Normas Regulamentadoras da ABNT. O edital está disponível em: https://taepublicaartigoselivros.wordpress.co m/2015/05/25/submissao-e-selecao-deartigos-taes/. Gestão Pública na visão dos Técnicos Administrativos em Educação das Universidades Públicas e Institutos Federais VOL. 2 Abaixo-assinado Servidores reivindicam mais vagas em curso para profissionais da UFJF Uma excelente iniciativa dos servidores do Instituto de Ciências Biológicas, ICB: reivindicar aumento do número de vagas para mestrado e doutorado reservada aos acadêmicos e profissionais de educação da UFJF. Segundo o grupo de servidores, a ideia não tem autoria, surgiu a partir da discussão da necessidade de permitir ao trabalhador que não está no ápice do ensino, a oportunidade de qualificação profissional. Para isto, está circulando um abaixoassinado nos setores das universidades e assembleias dos TAEs, para ser entregue à Pró Reitoria de Recursos Humanos. Entre as reivindicações, estão também maior variação nas opções de áreas de conhecimento, objetivando atingir maior leque de interesses; otimizar da entrada para a realização dos cursos, diminuindo os fatores dificultadores; convênios com outras unidades de ensino habilitadas, na impossibilidade destas providências serem feitas no espaço interno desta universidade. Redes Sociais Facebook muda perfil do Sintufejuf Quem acompanhava as informações do Sintufejuf pelo Facebook pode ter estranhado a ausência na participação deste sindicato nos grupos fechados. Desde o dia 26 de maio, o Facebook classificou nosso perfil pessoal como instituição, convertendo-o para página. Quem era amigo, passou a ser seguidor. E todas as informações anteriores desapareceram, assim como os comentários e as mensagens. A mudança é obrigatória e definitiva. A mudança ocorreu pois o Estatuto de Direitos e Responsabilidades do Facebook entende que perfil deve ser usado apenas por pessoa física, e portanto, pessoas jurídicas devem utilizar as páginas. Existem vantagens e desvantagens. O compartilhamento das publicações, fora da página, só é possível pelo perfil pessoal dos administradores. Desta forma, o público alvo só recebe a informação acessando a página e pedindo para seguir. A vantagem da página são as estatísticas detalhadas sobre quantas pessoas foram atingidas em cada publicação e qual o perfil das pessoas que curtem. Com isso, o administrador consegue ver quais publicações fazem mais sucesso e adaptar o conteúdo conforme o interesse dos seguidores. Qualificação Mestrado do CAEd tem aumento de vagas para TAES Uma oportunidade de qualificação aos funcionários. O mestrado profissional oferecido pelo CAEd aumentou o número de vagas reservadas para os servidores técnico-administrativos da UFJF. O edital do ano passado destinava apenas cinco vagas para TAEs, já no de 2015, são 10 vagas. As inscrições para o processo seletivo aconteceram entre 03 e 17 de junho, e obtiveram 2613 candidatos, para as 120 vagas oferecidas. Do total de inscritos, 217 são servidores da UFJF. De acordo com a coordenadora Geral do CAEd, Lina Kátia Mesquita de Oliveira, a construção do conhecimento é indispensável na vida de qualquer ser humano. Um cidadão participativo, crítico e atuante, tem mais chances de exercer seu direito de cidadania, afirma. Para ela, a ampliação de vagas é importante para fomentar e dar a possibilidade para os funcionários melhorar a qualificação. Segundo a coordenadora, desde o início, a UFJF manifestou interesse. O mestrado profissional na área de Coordenadora do CAEd, Lina Kátia fala sobre a importância do curso avaliação da educação e da gestão pública, é realizado em parceria entre 17 estados que trabalham em regime de cooperação com a universidade por meio do CAEd. São estados que avaliam em larga escala o desempenho escolar dos alunos. Anualmente, são oferecidas vagas específicas para cada estado, e o objetivo maior dessa oferta é a contribuição para melhorar a educação básica. O público geralmente é de gestor da rede pública, desde secretários de educação a diretor de escola, diretor regional e professores.

9 MAIO/JUNHO DE Agenda GT Aposentados - reuniões semanais, às quartasfeiras. espaço da SAÚDE Campanha de vacinação contra a gripe, teste de glecemia e medição de pressão arterial atraem comunidade universitária GT Mulher Trabalhadora - reuniões toda última terça-feira de cada mês. GT Antirracismo - reuniões toda terceira terçafeira de cada mês. Caravana da Fasubra - 06 a 06 de junho Assembleia de greve - toda quarta-feira no RU e a cada 15 dias (Terça) no HU Novos convênios Ritz Plaza Hotel - Av. Rio Branco, 2000 Tel (só desconto) Real Hotel - Av.Rio Branco, 1411/1423 Tel (só desconto) Maxim Plaza Hotel - Av. dos Andradas, 360/366 Tel (só desconto) Restaurante Estrela - Rua Batista de Oliveira, 322 Tel e Campus e bairros próximos ao centro, taxa de entrega de apenas R$2 O dia 21 de maio foi b a s t a n t e m ov i m e n t a d o n o Sintufejuf. O motivo foi a Campanha de vacinação promovida em parceria com a UFJF. Uma excelente oportunidade que o sindicalizado teve para verificar como está a saúde. Além da vacina contra a gripe, quem passou pela sede administrativa do sindicato das 14h as 17h também pôde fazer teste de glicemia e medição de pressão arterial. A data da vacinação foi escolhida pois antecede o inverno, período de maior incidência de gripe, e o corpo humano leva até três semanas para gerar os anticorpos. Segundo informações do ministério da saúde, a vacinação pode reduzir em até 45% o número de hospitalizações por pneumonias e até em 75% a mortalidade por complicações da influenza. JANEIRO/2015 RECEITAS Mensalidades Comissões de seguros Renda de aplicação financeira Taxa administrativa Outras receitas DESPESAS Folha e encargos Desp. administrativas Desp. operacionais Desp. relações sindicais Desp. formação e política sindical Sede Campestre Despesas bancárias Serviços de terceiros Colônia de Férias INVESTIMENTOS Impressora laser Jet PRESTAÇÃO DE CONTAS FEVEREIRO/2015 RECEITAS ,69 Mensalidades 1.929,00 Comissões de seguros 1.230,31 Renda de aplicação financeira 1.455,01 Taxa administrativa 1.512,00 Outras receitas ,61 DESPESAS ,68 Folha e encargos ,34 Desp. administrativas ,99 Desp. operacionais 3.509,92 Desp. relações sindicais - Desp. formação e política sindical 2.024,90 Sede Campestre 3.354,20 Taxas e serviços bancários ,31 Serviços de terceiros 1.872,00 Colônia de Férias ,34 751, , ,77 859, ,80 76, , , , , , , , , , , ,22 Ato unificado Servidores, docentes e estudantes da UFJF constroem documento único em defesa das universidades federais A manhã do dia 25 de junho foi marcada por mais um ato unificado. Servidores, docentes e estudantes da UFJF fizeram um panfleto conjunto destacando a preocupação com a atual situação das universidades federais. Os manifestantes visitaram diversas unidades da instituição para distribuir o documento e dialogar com a comunidade acadêmica. O ato se estendeu das 8h às 12h, quando os

10 Acompanhe nossas notícias também pelo site 10 ABRIL DE 2015 Reconhecimento Medalha Elson Lopes homenageia dez aposentados ealizada no dia 29 de maio, a terceira Redição da Medalha Elson Lopes de Souza homenageou dez aposentados que se destacaram pelo trabalho na instituição e na luta sindical. Este ano, os nomes indicados foram Maria Thereza Guedes Barra, Geraldo Fernandes de Assis, Maria do Rosário Ribeiro Santos, Juari da Fonseca Almeida, Sebastião Gonçalves Portugal Neto, Sonia Maria Dias, Maria Luiza Magalhães, Rosalia Lima de Souza. Conforme a deliberação da coordenação e do GT Aposentados e Assuntos de Aposentadoria de que tenha 20% de homenageados in memorian, foram agraciados também José das Graças e Edneu Dias da Costa. A mesa da solenidade foi composta pelo coordenador geral Paulo Dimas de Castro, o coordenador de aposentados Ricardo Bonfante, o coordenador do GT aposentados Aluísio da Silva, o representante da Fasubra Flávio Sereno e a filha de Élson Lopes, Ana Lúcia Lopes Chamarelli. Outros familiares do companheiro, que dá nome à medalha, também participaram do evento, assim como familiares e amigos dos homenageados. A n a L ú c i a f e z o p r o n u n c i a m e n t o parabenizando a todos os homenageados e relembrou a trajetória de lutas do pai enquanto servidor e sindicalista. Em seguida, os agraciados receberam as medalhas, entregues por companheiros da universidade. 7 Sejatambémprotagonistadestahistória! Servidor da UFJF há 35 a n o s, e a t u a l m e n t e funcionário do Colégio de Aplicação João XXIII, A l b e n e o H i l á r i o N O V A A D M I N I S T R A Ç Ã O SUPERIOR DA UFJF Cordeiro é sindicalizado há mais de trinta anos, desde a época da associação. Segundo ele, a ASUFJUF já trazia grandes benefícios para o associado, e por ser muito combativo e ter mais poder de decisão, o sindicato veio fortalecer ainda mais a categoria. Valorizo muito o baile do servidor e a sede campestre, levo minha família e gozo das benfeitorias, churrasqueira, piscina, campo e quadra de futebol, mas o principal são as nossas lutas contra as imposições do governo, afirma Albeneo. Segmentos elegem novo Reitor e Vice Para ele, a categoria só tem a ganhar com o sindicato. O servidor destaca a luta pelos aposentados, e lembra que todo trabalhador um dia se aposenta. Ele ressalta a importância do sindicato para quem está saindo, mas também para quem está entrando na UFJF. O sindicato é fundamental na vida do servidor público, sem ele a universidade não teria como avançar. Sindicalizar é a maneira de ingressar na universidade com poder de decisão e luta, sabendo que terá voz ativa aqui e até em Brasília, explica. Albeneo elogia o atendimento dos funcionários do sindicato, que conforme ele, é feito com muita presteza e educação.

Quanto aos itens da pauta setorial, o MEC informou o que segue:

Quanto aos itens da pauta setorial, o MEC informou o que segue: Brasília, 7 de setembro de 2015 Reunião com Ministério da Educação (MEC) e com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) realizada dia 04/09/2015 e Contraproposta da FASUBRA ao Governo Na

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO ESPORTE - SEE UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL CONSELHO SUPERIOR - CONSU

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO ESPORTE - SEE UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL CONSELHO SUPERIOR - CONSU RELATÓRIO DAS DELIBERAÇÕES ACERCA DO III FORUNIVER DECISÕES DO CONSELHO SUPERIOR ACERCA DAS PROPOSTAS ORIUNDAS DO III FÓRUM UNIVERSITÁRIO, REALIZADO ENTRE 13 E 15 DE SETEMBRO DE 2011. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

CARTA DE RECIFE. Foram aprovadas as seguintes decisões, propostas, encaminhamentos e

CARTA DE RECIFE. Foram aprovadas as seguintes decisões, propostas, encaminhamentos e CARTA DE RECIFE O VII FÓRUM NACIONAL DAS COMISSÕES INTERNAS DE SUPERVISÃO DA CARREIRA, realizado em Recife/PE, no período de 07 a 10 de outubro de 2013, nas dependências da Universidade Federal Rural de

Leia mais

Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos Técnico- Administrativos em Educação CISPCCTAE II CARTA DE TRAMANDAÍ - RS

Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos Técnico- Administrativos em Educação CISPCCTAE II CARTA DE TRAMANDAÍ - RS II CARTA DE TRAMANDAÍ - RS O VI FÓRUM NACIONAL DAS COMISSÕES INTERNAS DE SUPERVISÃO DA CARREIRA realizado em Tramandaí RS, no período de 19 a 22 de novembro de 2012, debateu e aprofundou o Plano de Carreira

Leia mais

Anteprojeto de Lei: Autonomia das Universidades e Institutos Federais.

Anteprojeto de Lei: Autonomia das Universidades e Institutos Federais. X Encontro Nacional- PROIFES-Federação Anteprojeto de Lei: Autonomia das Universidades e Institutos Federais. Apresentação PROIFES-Federação A Constituição Brasileira de 1988 determinou, em seu artigo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA FEPISA

REGIMENTO INTERNO DA FEPISA REGIMENTO INTERNO DA FEPISA Artigo 1º. - A FUNDAÇÃO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DE ILHA SOLTEIRA - FEPISA, além das disposições constantes de seu Estatuto, fica sujeita às determinações deste Regimento

Leia mais

Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos Técnico- Administrativos em Educação CISPCCTAE II CARTA DE TRAMANDAÍ - RS

Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos Técnico- Administrativos em Educação CISPCCTAE II CARTA DE TRAMANDAÍ - RS II CARTA DE TRAMANDAÍ - RS O VI FÓRUM NACIONAL DAS COMISSÕES INTERNAS DE SUPERVISÃO DA CARREIRA realizado em Tramandaí RS, no período de 19 a 22 de novembro de 2012, debateu e aprofundou o Plano de Carreira

Leia mais

RELATÓRIO N.º 3/2015

RELATÓRIO N.º 3/2015 RELATÓRIO N.º 3/2015 Relatório n.º 3/2015. Relator: Vicente de Paulo da Silva Sousa. Condição: Delegado escolhido em Assembleia Geral. Motivo: Participar da Reunião Ampliada da Federação Nacional dos Trabalhadores

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 26/2012-CUn

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO. ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 26/2012-CUn ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 26/2012-CUn PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PARA OS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DESTA UNIVERSIDADE 1. APRESENTAÇÃO O Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP),

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES FACULDADE DE MATEMÁTICA REGIMENTO INTERNO DA FACULDADE DE MATEMÁTICA, CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ BREVES, UFPA.

Leia mais

3. PERFIL DOS SERVIDORES

3. PERFIL DOS SERVIDORES 3. PERFIL DOS SERVIDORES A política de pessoal das Carreiras Docente e Técnico-Administrativa em Educação da UFJF segue as regras do Serviço Público Federal, estabelecidas por Atos Normativos e Atos Autorizativos

Leia mais

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DA ADUFG SINDICATO, REALIZADA EM 05/08/2015.

ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DA ADUFG SINDICATO, REALIZADA EM 05/08/2015. ATA DA ASSEMBLEIA GERAL DA ADUFG, REALIZADA EM 05/08/2015. Aos dias oito do mês de agosto de dois mil e quinze, no Centro de Cultura e Eventos Prof. Ricardo Freua Bufaiçal, localizado no Campus Samambaia,

Leia mais

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05

Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Histórico das ações sobre Carga Horária de psicólogos no município do Rio de Janeiro pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro - CRP/05 Dezembro/2003 - A discussão sobre carga horária para

Leia mais

GOVERNO FEDERAL COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS

GOVERNO FEDERAL COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS GOVERNO FEDERAL COMISSÃO INTERNA DE SUPERVISÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS 2011 GOVERNO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

Diretriz 5: A função das entidades de grau superior é de coordenar os interesses das suas filiadas.

Diretriz 5: A função das entidades de grau superior é de coordenar os interesses das suas filiadas. DIRETRIZES NORMATIVAS ELABORADAS PELO GRUPO DE TRABALHO DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SOBRE ORGANIZAÇÃO SINDICAL, NEGOCIAÇÃO COLETIVA, APLICAÇÃO DO DIREITO DE GREVE, CUSTEIO E LIBERAÇÃO DE DIRIGENTE

Leia mais

PROCESSO Nº 23062.000509/12-59

PROCESSO Nº 23062.000509/12-59 Destaques da Proposta de Programa de Capacitação dos Servidores Técnico- Administrativos em Educação aprovados durante a 435ª Reunião do Conselho Diretor PROCESSO Nº 23062.000509/12-59 ALTERAÇÕES GERAIS

Leia mais

DECRETO Nº 3.860, DE 9 DE JULHO DE 2001

DECRETO Nº 3.860, DE 9 DE JULHO DE 2001 DECRETO Nº 3.860, DE 9 DE JULHO DE 2001 Dispõe sobre a organização do ensino superior, a avaliação de cursos e instituições, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições

Leia mais

REGIMENTO INTERNO Aprovado dia 02 de julho de 1982

REGIMENTO INTERNO Aprovado dia 02 de julho de 1982 REGIMENTO INTERNO Aprovado dia 02 de julho de 1982 Artigo 1º. - A FUNDAÇÃO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM AGRONOMIA, MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA - FUNEP, além das disposições constantes de seu Estatuto

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO Nº 06/2013 DO CONSELHO DIRETOR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Institui o Programa de Apoio à Qualificação (QUALI-UFU) mediante o custeio de ações de qualificação para os servidores efetivos: docentes

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº., DE 2011. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

PROJETO DE LEI Nº., DE 2011. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: PROJETO DE LEI Nº., DE 2011. Dispõe sobre a organização sindical no setor público, afastamento de dirigentes sindicais, negociação coletiva, aplicação do direito de greve e sobre o custeio da organização

Leia mais

INFORMES DE BASE. SINTESPB: ATENÇÃO - ASSUFBA, SINTUFS, SINTUFAL, SINTESPB, SINTUFEPE, SINTUFEPE-Rural, SINTEST-RN,

INFORMES DE BASE. SINTESPB: ATENÇÃO - ASSUFBA, SINTUFS, SINTUFAL, SINTESPB, SINTUFEPE, SINTUFEPE-Rural, SINTEST-RN, MAI-01 010102 Brasília, 13 de maio de 2013. Presente em Brasília: Rolando. CF em Brasília: Leonir, Rudnei, Ademar, Paulão e Mauro Mendes. INFORMES DE BASE "Todo o conteúdo publicado neste espaço (IB) é

Leia mais

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS

PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS PLENÁRIA NACIONAL EXTRAORDINÁRIA DA FENASPS Data: 14/11/2014 Local: Sede da Fenasps Estados presentes: MG- SP- PR- RS- ES- SC- RN- CE e Oposição da BA e do DF. Nº de participantes: 65 Delegados e 10 Observadores

Leia mais

Informativo SAI. 08 de junho

Informativo SAI. 08 de junho 08 de junho Informativo SAI 2012 Informativo com notícias sobre avaliação e regulação extraídas da mídia e de sítios eletrônicos de entidades da área educacional. Volume 10 Professor da UFRGS é designado

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013

COMUNICADO LEGISLATIVO Nº 1/2013. Projetos de Lei e Trâmites 1ª quinzena de novembro/2013 Matérias na Câmara PEC 185/2012 Acrescenta parágrafos ao art. 37 da Constituição Federal para estabelecer data certa para a revisão geral anual da remuneração dos servidores públicos e dá outras providências.

Leia mais

PDE não é discutido com Servidores da Educação

PDE não é discutido com Servidores da Educação EDITORIAL PDE não é discutido com Servidores da Educação O Governo lançou seu novo Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) com muito alarde na mídia, falando sobre os milhões que vai gastar para a melhoria

Leia mais

CAMPANHA SALARIAL 2013 PAUTA DE

CAMPANHA SALARIAL 2013 PAUTA DE CAMPANHA SALARIAL 2013 PAUTA DE REIVINDICAÇÕES ruas. Este tem sido um ano de intensas lutas, seja nas fábricas, seja nas São muitas as greves e mobilizações por melhores condições de trabalho, plano de

Leia mais

PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA PARA SOLUCIONAR E/OU MINIMIZAR

PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA PARA SOLUCIONAR E/OU MINIMIZAR PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO COORDENADORIA DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL SÍNTESE DE RELATORIO DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E DE AVALIAÇÃO EXTERNA PONTOS FRACOS E PONTOS FORTES E PROPOSTA

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I

REGIMENTO INTERNO CAPITULO I 1 Conselho Municipal do Idoso de São Caetano do Sul Lei n 4.179 de 23/10/2003. R. Heloísa Pamplona, 304 B. Fundação CEP 09520-310 São Caetano do Sul/SP. cmi@saocaetanodosul.sp.gov.br REGIMENTO INTERNO

Leia mais

REUNIÃO DO FÓRUM DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS DATA: 28/06/2015 LOCAL: BRASÍLIA IMPERIAL HOTEL

REUNIÃO DO FÓRUM DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS DATA: 28/06/2015 LOCAL: BRASÍLIA IMPERIAL HOTEL REUNIÃO DO FÓRUM DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS DATA: 28/06/2015 LOCAL: BRASÍLIA IMPERIAL HOTEL PAUTA: (1) INFORME; (2) AVALIAÇÃO DA CONJUNTURA RECENTE; (3) ENCAMINHAMENTOS. Fórum das Entidades Nacionais

Leia mais

Plano de Trabalho da ASPAS Gestão 2008/2011. Atividades e Metas para 2008

Plano de Trabalho da ASPAS Gestão 2008/2011. Atividades e Metas para 2008 Plano de Trabalho da ASPAS Gestão 2008/2011 Atividades e Metas para 2008 1 - Ações institucionais 1.1 - Acompanhar a gestão atuarial e de investimentos do PS-I e do PS-II, tomando medidas em defesa dos

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO CONSEPE TÍTULO I DA COMPOSIÇÃO E DAS COMPETÊNCIAS CAPÍTULO I - DA COMPOSIÇÃO Art. 1º O CONSEPE é o órgão colegiado superior que supervisiona e

Leia mais

Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras Fundada em 19 de dezembro de 1978

Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras Fundada em 19 de dezembro de 1978 GT HUE s e SEMINÁRIO Realizado no período de 12 a 14 de abril de 2010 PROPOSTA PRELIMINAR DE HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS E DE ENSINO E CENTROS HOSPITALARES DE SAÚDE ESCOLA (HUE S) CAPÍTULO I Artigo 1º. Este

Leia mais

CARTA DE SANTA MARIA

CARTA DE SANTA MARIA CARTA DE SANTA MARIA ANDES-SN: Sindicato de luta, ampliando a organização da categoria e a unidade classista dos trabalhadores. Sob a égide desse tema, realizou-se o 58º CONAD do ANDES SINDICATO NACIONAL,

Leia mais

PROJETO DE LEI. TÍTULO I Das Disposições Preliminares

PROJETO DE LEI. TÍTULO I Das Disposições Preliminares TEXTO DOCUMENTO PROJETO DE LEI Consolida o Plano de Carreira e Cargo de Professor Federal e dispõe sobre a reestruturação e unificação das carreiras e cargos do magistério da União, incluídas suas autarquias

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO RESOLUÇÃO CONSUNI N.º 04, DE 26 DE MARÇO DE 2014. Dispõe sobre normas de afastamento de servidores técnicoadministrativos, do quadro efetivo da Universidade Federal de Mato Grosso, para qualificação stricto

Leia mais

Tudo que você precisa para organizar o movimento no seu local de trabalho!

Tudo que você precisa para organizar o movimento no seu local de trabalho! Tudo que você precisa para organizar o movimento no seu local de trabalho! Este documento tem o objetivo de facilitar a organização dos servidores em sua cidade e local de trabalho durante a jornada de

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 13, DE 2015 (Da Sra. Moema Gramacho)

PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 13, DE 2015 (Da Sra. Moema Gramacho) *C0051538A* C0051538A *C0056280A* C0056280A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE RESOLUÇÃO N.º 13, DE 2015 (Da Sra. Moema Gramacho) Dá ao Plenário 16 do Anexo II da Câmara dos Deputados a denominação "Zezéu

Leia mais

Protesto nacional no STF critica reajuste só para cúpula

Protesto nacional no STF critica reajuste só para cúpula Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal do Estado de Mato Grosso BOLETIM SEMANAL De 02 a 06 de fevereiro de 2015 Protesto nacional no STF critica reajuste só para cúpula Foto: Joana Darc Melo

Leia mais

Reajuste salarial volta à pauta dos servidores públicos em 2015

Reajuste salarial volta à pauta dos servidores públicos em 2015 Edição nº 119 Fevereiro de 2015 educação nacional Início do ano com reajuste salarial, mas sem expectativas Servidores públicos recebem última parcela do acordo com o governo federal. Proposta de reestruturação

Leia mais

CARTILHA COM AS TABELAS SALARIAIS DO PCCTAE ACORDO 2012

CARTILHA COM AS TABELAS SALARIAIS DO PCCTAE ACORDO 2012 www.assufrgs.org.br Greve 2012 - Edição Especial - Agosto Associação dos Servidores da UFRGS, UFCSPA e IFRS - Campus Porto Alegre CARTILHA COM AS TABELAS SALARIAIS DO PCCTAE ACORDO 2012 Associação dos

Leia mais

Boletim de Serviço Edição nº 11 - EXTRAORDINÁRIO

Boletim de Serviço Edição nº 11 - EXTRAORDINÁRIO PRESIDENTE DA REPÚBLICA DILMA ROUSSEFF Boletim de serviço - PROPA MINISTRO DA EDUCAÇÃO RENATO JANINE RIBEIRO REITOR NAOMAR MONTEIRO DE ALMEIDA FILHO VICE-REITORA JOANA ANGÉLICA GUIMARÂES PRÓ-REITOR DE

Leia mais

A EBSERH e os Recursos Humanos

A EBSERH e os Recursos Humanos Informativo do Hospital das Clínicas da UFMG - Janeiro de 2013 ano XVIII n 288 Boletim do HC Foto: Arquivo Assessoria de Comunicação do HC/UFMG A EBSERH e os Recursos Humanos Esclareça as suas dúvidas

Leia mais

Encontro Nacional ISONOMIA. Conquistando uma só Caixa para todos os empregados

Encontro Nacional ISONOMIA. Conquistando uma só Caixa para todos os empregados 3º o Encontro Nacional de ISONOMIA Conquistando uma só Caixa para todos os empregados ATS e licença-prêmio já! ISONOMIA, UMA LUTA DE TODOS A isonomia de direitos e benefícios entre todos os trabalhadores

Leia mais

METODOLOGIA PARA A ESTATUINTE UFRB DOS OBJETIVOS. Art. 2º - São objetivos específicos da ESTATUINTE: a) definir os princípios e finalidades da UFRB.

METODOLOGIA PARA A ESTATUINTE UFRB DOS OBJETIVOS. Art. 2º - São objetivos específicos da ESTATUINTE: a) definir os princípios e finalidades da UFRB. METODOLOGIA PARA A ESTATUINTE UFRB DOS OBJETIVOS Art. 1º - A ESTATUINTE consiste em processo consultivo e deliberativo que tem por objetivo geral elaborar o Estatuto da UFRB. Art. 2º - São objetivos específicos

Leia mais

Clipping de Notícias Educacionais

Clipping de Notícias Educacionais Os resultados do Enade são utilizados pelo MEC na elaboração do Índice Geral de Cursos (IGC) e do Conceito Preliminar de Curso (CPC), indicadores de qualidade de instituições de ensino e de seus cursos

Leia mais

Aberta e a Distância - CEAD, da UNIFAL-MG.

Aberta e a Distância - CEAD, da UNIFAL-MG. RESOLUÇÃO Nº 023/2011, DE 28 DE ABRIL DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

Plano de Ação da CPA

Plano de Ação da CPA Centro Universitário do Estado do Pará - CESUPA Plano de Ação da CPA Ano 2014 CPA/CESUPA 2014 C o m i s s ã o P r ó p r i a d e A v a l i a ç ã o C P A / C E S U P A APRESENTAÇÃO O plano de ações da CPA

Leia mais

3. VESTIBULAR 4. INSCRIÇÕES

3. VESTIBULAR 4. INSCRIÇÕES UNIVERSIDADE POSITIVO COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS VESTIBULAR 1 o SEMESTRE DE 2012 VAGAS REMANESCENTES S SUPERIORES DE TECNOLOGIA (TECNÓLOGOS) EDITAL N O 97 DE 07/12/2011 A UNIVERSIDADE POSITIVO,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Conselho Superior da Universidade Federal de Juiz de Fora RESOLUÇÃO Nº 40/2010

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Conselho Superior da Universidade Federal de Juiz de Fora RESOLUÇÃO Nº 40/2010 RESOLUÇÃO Nº 40/2010 Institui o Programa de Apoio à Qualificação Graduação e Pós- Graduação Stricto Sensu mediante de Bolsas para Servidores Técnico- Administrativos em Educação e Docentes efetivos da

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DA OUVIDORIA DA UFG 2011

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DA OUVIDORIA DA UFG 2011 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES DA OUVIDORIA DA UFG 2011 A Cartilha com as Orientações para implantação de um Sistema de Ouvidorias, publicada pela Ouvidoria Geral da União (2012) sugere que a ouvidoria

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais. Campus Juiz de Fora

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais. Campus Juiz de Fora Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais. Campus Juiz de Fora Ata da vigésima sexta Reunião do Conselho do Câmpus Juiz de Fora realizada no dia 07 de maio de 2014.

Leia mais

Audiência Pública na Comissão do Trabalho, Administração e de Serviço Público. junho de 2007

Audiência Pública na Comissão do Trabalho, Administração e de Serviço Público. junho de 2007 Audiência Pública na Comissão do Trabalho, Administração e de Serviço Público junho de 2007 Sumário Regulamentação do direito de greve dos servidores públicos Previdência complementar dos servidores da

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 27, DE 15 DE JANEIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 27, DE 15 DE JANEIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 27, DE 15 DE JANEIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO GABINETE DO MINISTRO DOU de 16/01/2014 (nº 11, Seção 1, pág. 26) Institui o Plano Nacional de

Leia mais

Á Comissão de Gestão de Pessoas - CGP/CONSUNI C/C:Pró-reitoria de Desenvolvimento de Pessoas-PRODEP

Á Comissão de Gestão de Pessoas - CGP/CONSUNI C/C:Pró-reitoria de Desenvolvimento de Pessoas-PRODEP Á Comissão de Gestão de Pessoas - CGP/CONSUNI C/C:Pró-reitoria de Desenvolvimento de Pessoas-PRODEP CONTRIBUIÇÃO DOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA UFBA À CONSTRUÇÃO DO PQSTAE- Programa de Qualificação

Leia mais

ATA DA 105ª ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA (AGE) DA ASSOCIAÇÃO DE DOCENTES DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA

ATA DA 105ª ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA (AGE) DA ASSOCIAÇÃO DE DOCENTES DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA A D C E F E T - R J ASSOCIAÇÃO DE DOCENTES DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA SEÇÃO SINDICAL DA A N D E S - SINDICATO NACIONAL Av. Maracanã 229 - Rio de Janeiro - RJ - CEP

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 708, DE 12 DE SETEMBRO DE 2012 R E S O L U Ç Ã O:

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 708, DE 12 DE SETEMBRO DE 2012 R E S O L U Ç Ã O: SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N. 708, DE 12 DE SETEMBRO DE 2012 Institui o Regimento Eleitoral que estabelece normas para a eleição on line (SIGEleição)

Leia mais

Nota oficial do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina,

Nota oficial do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina, Nota oficial do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina, É de conhecimento de todos que os servidores filiados ao Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina Sinjusc,

Leia mais

Companheiros e companheiras,

Companheiros e companheiras, Companheiros e companheiras, Utilizada sob o falso argumento de modernizar as relações de trabalho e garantir a especialização no serviço, a terceirização representa na realidade uma forma de reduzir o

Leia mais

Fundada em 19 de dezembro de 1978

Fundada em 19 de dezembro de 1978 Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras Fundada em 19 de dezembro de 1978 ID2011 DEZ-04 Brasília, 12 de dezembro de 2011. Plantão DN Cortes, Rolando, Léia e JP. Presentes

Leia mais

RESOLUÇÃO CNRM/004/2001

RESOLUÇÃO CNRM/004/2001 RESOLUÇÃO CNRM/004/2001 A PRESIDENTE DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA (CNRM), no uso de sua atribuições previstas no art. 5.º do Decreto n.º 80.281, de 05 de setembro de 1977, e considerando o

Leia mais

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu:

A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: A Constituição Federal de 1988 estabeleceu: Art. 8º É livre a associação profissional ou sindical, observado o seguinte: Art. 37º... VI - é garantido ao servidor público civil o direito à livre associação

Leia mais

MINUTA DE REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DE CÂMPUS

MINUTA DE REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DE CÂMPUS MINUTA DE REGIMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO DE CÂMPUS CAPÍTULO I Das Disposições Iniciais, Categoria e Finalidades Art. 1º - O Conselho de Câmpus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de

Leia mais

REGULAMENTO Título I DA COSAT Art. 1º - Os servidores (técnico-administrativos e docentes) da Universidade organizarão na sua unidade, acadêmica e

REGULAMENTO Título I DA COSAT Art. 1º - Os servidores (técnico-administrativos e docentes) da Universidade organizarão na sua unidade, acadêmica e REGULAMENTO Título I DA COSAT Art. 1º - Os servidores (técnico-administrativos e docentes) da Universidade organizarão na sua unidade, acadêmica e administrativa, e nos órgãos suplementares da administração

Leia mais

EDITAL PRPPG 001/2011 MINTER EM EDUCAÇÃO UFES-IFES

EDITAL PRPPG 001/2011 MINTER EM EDUCAÇÃO UFES-IFES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESPÍRITO SANTO Autarquia criada pela Lei n o. 11.892, de 29 de dezembro de 2008 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Avenida

Leia mais

DECISÃO Nº 085/2015 D E C I D E. aprovar o Regimento Interno da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como segue:

DECISÃO Nº 085/2015 D E C I D E. aprovar o Regimento Interno da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como segue: CONSUN Conselho Universitário DECISÃO Nº 085/2015 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 27/02/2015, tendo em vista o constante no processo nº 23078.034121/2014-61, de acordo com o Parecer nº 006/2015

Leia mais

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO

CARTILHA DE ORIENTAÇÃO CARTILHA DE ORIENTAÇÃO TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS IFPE/IFS RECONHECIMENTO DE SABERES E COMPETÊNCIAS - (R.S.C.) UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA! Caro servidor: Como é do conhecimento de todos, o seguimento docente

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1.º - O Conselho Fiscal do Fundo de Aposentadoria e Pensão do Servidor- FAPS, criado

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2016 Gestão 2014/2017

PLANO DE AÇÃO 2016 Gestão 2014/2017 INTRODUÇÃO O Plano de Ação do Sindicato-Apase adota como referencial de elaboração as Teses aprovadas no XI Fórum Sindical/2015, referendadas na Assembleia Geral Extraordinária Deliberativa de 11/12/2015.

Leia mais

PLANO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES INTEGRANTES DO PCCTAE

PLANO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES INTEGRANTES DO PCCTAE PLANO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES INTEGRANTES DO PCCTAE Ministério da Educação Novembro de 2013 1 SUMÁRIO 1. Apresentação 1.1 Introdução 1.2 Base Legal 1.3 Justificativa 2.

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL

REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL RESOLUÇÃO Nº. 073/12-COGEP de 07/12/12 Curitiba

Leia mais

Salvador, Bahia Sexta-feira 19 de Julho de 2013 Ano XCVII N o 21.187 EDITAL N.º 074/2013

Salvador, Bahia Sexta-feira 19 de Julho de 2013 Ano XCVII N o 21.187 EDITAL N.º 074/2013 Salvador, Bahia Sexta-feira 19 de Julho de 2013 Ano XCVII N o 21.187 EDITAL N.º 074/2013 O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, Torna Público

Leia mais

INFORMATIVO ONLINE APUR

INFORMATIVO ONLINE APUR INFORMATIVO ONLINE APUR Nº 04 - Cruz das Almas (BA) - 23 de Abril de 2015 - www.apur.org.br CANDIDATOS À REITORIA ENTREGAM RESPOSTA À PAUTA DOCENTE Como ficou acordado na semana passada, quando a APUR

Leia mais

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DA FINALIDADE

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DA FINALIDADE REGULAMENTO DO -CAEx CAPÍTULO I DA NATUREZA E DA FINALIDADE Art.1º O Conselho Acadêmico de Atividades de Extensão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, IFRJ, é um órgão

Leia mais

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância

A Escola. Com uma média de 1.800 alunos por mês, a ENAP oferece cursos presenciais e a distância A Escola A ENAP pode contribuir bastante para enfrentar a agenda de desafios brasileiros, em que se destacam a questão da inclusão e a da consolidação da democracia. Profissionalizando servidores públicos

Leia mais

Circular nº 157/2014 Brasília, 2 de setembro de 2014. Às Seções Sindicais, às Secretarias Regionais e aos Diretores do ANDES-SN

Circular nº 157/2014 Brasília, 2 de setembro de 2014. Às Seções Sindicais, às Secretarias Regionais e aos Diretores do ANDES-SN Circular nº 157/2014 Brasília, 2 de setembro de 2014 Às Seções Sindicais, às Secretarias Regionais e aos Diretores do ANDES-SN Companheiros, Encaminhamos, para ampla divulgação, a Carta de Aracaju (59º

Leia mais

Clipping Nacional. Educação

Clipping Nacional. Educação Clipping Nacional de Educação Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014 Capitare Assessoria de Imprensa SHN, Quadra 2 Bloco F Edifício Executive Tower - Brasília Telefones: (61) 3547-3060 (61) 3522-6090 www.capitare.com.br

Leia mais

AGUARDANDO APROVAÇÃO DO COUNI

AGUARDANDO APROVAÇÃO DO COUNI Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional REGULAMENTO DO COLEGIADO DE CURSO DE GRADUAÇÃO E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DA UTFPR RESOLUÇÃO

Leia mais

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Por Antônio Augusto de Queiroz - Jornalista, analista político e diretor de Documentação do Diap Com o propósito de esclarecer algumas dúvidas

Leia mais

O que é Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar?

O que é Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar? O Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar CDCE tem amparo legal? Sim. A Lei 7.040/98 que estabeleceu a gestão democrática no Sistema de Ensino, instituiu o CDCE, na forma, composição e outros providências

Leia mais

Plano de lutas do XXIII CONSINTET-UFU 2015. Conjuntura. Conjuntura Nacional e Internacional

Plano de lutas do XXIII CONSINTET-UFU 2015. Conjuntura. Conjuntura Nacional e Internacional Plano de lutas do XXIII CONSINTET-UFU 2015 Conjuntura Que o SINTET-UFU e a FASUBRA inclua no seu calendário anual atividade esportiva para a sua categoria e Base. Que o SINTET-UFU garanta em seus fóruns

Leia mais

PLANO DE AÇÃO SINDICAL

PLANO DE AÇÃO SINDICAL PLANO DE LUTAS 1. Plano de carreira - Continua em pauta, reiniciar a discussão como TJ. ISONOMIA; 2. URV das pensionistas - Continua em pauta, TJ não aceita responsabilidade, ajuizamos ação; 3. Reajustes

Leia mais

PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER

PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER PLANO DE AÇÕES SINDICAIS 2012 anexo ata de 03 de fevereiro de 2012 DEMANDA AÇÃO QUANDO FAZER COMO FAZER 1.1-Reunião com a diretoria 1.1.1 03/02 ( sexta feira ) 17h 1.1.1.1 Convocar membros da diretoria

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CED REGIMENTO INTERNO TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES E DOS OBJETIVOS

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CED REGIMENTO INTERNO TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES E DOS OBJETIVOS RESOLUÇÃO CONSU Nº. 06/2015, DE 24 DE MARÇO DE 2015 O Vice-Reitor, no exercício da Presidência do Conselho Superior Universitário da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, no uso de suas

Leia mais

SENADO FEDERAL Comissão de Assuntos Sociais

SENADO FEDERAL Comissão de Assuntos Sociais SENADO FEDERAL Comissão de Assuntos Sociais AUDIÊNCIA PÚBLICA REALIZADA NA COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS EM 28 DE JUNHO DE 2006 PARA INSTRUIR O PROJETO DE LEI DO SENADO Nº25, DE 2002, QUE DISPÕE SOBRE O

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000096/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/01/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR064426/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.042751/2011-40 DATA DO

Leia mais

Do 6º. Congresso Estatutário dos Funcionários da USP

Do 6º. Congresso Estatutário dos Funcionários da USP REGIMENTO DO 6º CONGRESSO ESTATUTÁRIO DOS FUNCIONÁRIOS DA USP SINDICATO DOS TRABALHADORES DA USP DATA: 27, 28, 29 E 30 DE ABRIL DE 2015. LOCAIS: ABERTURA DIA 27, ÀS 18H00 E INSTALAÇÃO DA PLENÁRIA PARA

Leia mais

EDITAL PRAPPG 003/2010 DINTER EM ENGENHARIA METALÚRGICA E DE MATERIAIS

EDITAL PRAPPG 003/2010 DINTER EM ENGENHARIA METALÚRGICA E DE MATERIAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESPÍRITO SANTO Autarquia criada pela Lei n o. 11.892, de 29 de dezembro de 2008 PRÓ-REITORIA ADJUNTA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

Apac, insatisfeita, reclama de falta de planejamento na execução das reformas no prédio

Apac, insatisfeita, reclama de falta de planejamento na execução das reformas no prédio 5/11/2007 Creche abre processo seletivo Já estão abertas as inscrições para admissão à Escola de Educação Infantil (EEI) da UFRJ. O prazo termina no dia 14 de novembro. Podem participar dependentes de

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS REGIMENTO INTERNO ESCOLA MUNICIPAL DE GOVERNO

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS REGIMENTO INTERNO ESCOLA MUNICIPAL DE GOVERNO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS REGIMENTO INTERNO ESCOLA MUNICIPAL DE GOVERNO SÃO CARLOS 2011 SUMÁRIO TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º a 3º... 3 Capítulo I Da Natureza (art. 1º)... 3 Capítulo II Da Finalidade

Leia mais

NEGOCIAÇÃO COM COREN PARA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO - PERÍODO DE 1º MAIO DE 2012 A 30 DE ABRIL DE 2013.

NEGOCIAÇÃO COM COREN PARA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO - PERÍODO DE 1º MAIO DE 2012 A 30 DE ABRIL DE 2013. NEGOCIAÇÃO COM COREN PARA ACORDO COLETIVO DE TRABALHO - PERÍODO DE 1º MAIO DE 2012 A 30 DE ABRIL DE 2013. GARANTIA DA DATA BASE Fica estabelecido primeiro de maio como data base da categoria REAJUSTE SALARIAL

Leia mais

CARTILHA DO INGRESSANTE U N I V E R S I D A D E E S T A D U A L D E C A M P I N A S

CARTILHA DO INGRESSANTE U N I V E R S I D A D E E S T A D U A L D E C A M P I N A S CARTILHA DO INGRESSANTE U N I V E R S I D A D E E S T A D U A L D E C A M P I N A S Bem-vindo a U N I V E R S I D A D E E S TA INTRODUÇÃO Prezado Servidor, Estamos felizes em tê-lo conosco, pois a partir

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei nº 10.435, de 24 de abril de 2002

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ Criada pela Lei nº 10.435, de 24 de abril de 2002 NORMA PARA PARTICIPAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DA, EM TREINAMENTO REGULARMENTE INSTITUÍDO EDUCAÇÃO FORMAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Estabelece critérios para participação

Leia mais

QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009

QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009 QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009 ESTADOS GREVE/PERCENTUAL ES Greve * MG Greve a partir de 13/11 PR Greve * RJ Greve * RS Greve * SE Greve * BA Greve * SP Adesão a partir do

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES COMPROV

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES COMPROV SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE ENSINO COMISSÃO DE PROCESSOS VESTIBULARES COMPROV EDITAL PRE Nº 021/2015 Processo Seletivo SiSU 2015.2 A Universidade Federal

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1 o - O Programa de Pós-Graduação em Sociologia, vinculado ao Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade

Leia mais

Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES

Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES 1 Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES 1. BREVE HISTÓRICO O PIB Programa Integrado de Bolsas de monitoria é regulamentado pelo Conselho

Leia mais

Minuta específica de reivindicações dos empregados do Banco Bradesco

Minuta específica de reivindicações dos empregados do Banco Bradesco Minuta específica de reivindicações dos empregados do Banco Bradesco 1. Emprego O Banco deverá instituir medidas que visem aumentar o número de empregados, adequando o seu quadro funcional a praça e ao

Leia mais