Rápida revisão do Modelo Relacional

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rápida revisão do Modelo Relacional"

Transcrição

1

2 Rápida revisão do Modelo Relacional Conceito de relação Tuplas e atributos

3 Rápida revisão do Modelo Relacional Regras de integridade Entidade: Deve existir uma chave primária com valor único e não-nulo. Referencial (chave estrangeira): O valor da chave estrangeira deve existir no domínio de valores da chave primária referenciada. Pode conter valores nulos.

4 Rápida revisão do Modelo Relacional Álgebra relacional Seleção Obs.: alguns autores usam o termo restrição. Retorna uma relação contendo tuplas a partir de uma condição.

5 Rápida revisão do Modelo Relacional Álgebra relacional Projeção Retorna uma relação contendo sub-tuplas a partir da remoção dos atributos da relação original. Ou simplesmente: retorna as colunas selecionadas da relação original.

6 Rápida revisão do Modelo Relacional Álgebra relacional Produto Retorna uma relação contendo todas as combinações possíveis de tuplas. Também conhecido como produto cartesiano.

7 Rápida revisão do Modelo Relacional Álgebra relacional Intersecção Retorna uma relação contendo todas as tuplas em comum de duas relações.

8 Rápida revisão do Modelo Relacional Álgebra relacional União Retorna uma relação contendo todas as tuplas que aparecem em duas relações.

9 Rápida revisão do Modelo Relacional Álgebra relacional Diferença Retorna uma relação contendo todas as tuplas que aparecem na primeira relação e que não estão presentes na segunda relação.

10 Rápida revisão do Modelo Relacional Álgebra relacional Junção natural Retorna uma relação contendo todas as possíveis tuplas a partir de uma combinação de duas tuplas (uma de cada relação). Cada tupla que participa da combinação possui um valor em comum. Obs.: as operações de produto e intersecção são casos especiais de junção.

11

12 Rápida revisão de SQL Data Definition Language (DDL) CREATE ALTER DROP Comando Descrição Cria uma nova tabela no banco de dados. Modifica a estrutura de um objeto no banco de dados (ex.: tabela, atributos, etc.). Remove uma tabela do banco de dados.

13 Rápida revisão de SQL Data Manipulation Language (DML) SELECT INSERT UPDATE DELETE Comando Descrição Seleciona registros de uma ou mais tabelas. Insere um registro na tabela. Atualiza um ou mais registros na tabela. Remove um ou mais registros na tabela.

14 Preparando o ambiente para o tutorial Certifique-se que o MySQL Server 5.7 esteja instalado em sua máquina. Entre no MySQL Workbench e escolha a instância do MYSQL instalado. Através do MySQL Workbench, vamos carregar as tabelas do tutorial. Navegue no menu File -> Open SQL Script. Escolha o arquivo aula.sql, na pasta descompactada em sua máquina. Observe o script carregado na área de trabalho.

15 Preparando o ambiente para o tutorial

16 Preparando o ambiente para o tutorial Execute o script carregado, clicando no ícone com um raio. Observe se não ocorreu nenhum erro de execução. Do lado direito, clique com o botão em cima do esquema sys e escolha a opção Refresh All. Observe se o novo esquema aula e sua tabelas foram criadas corretamente.

17 Explorando os dados Expanda o esquema aula, clique com o botão direito na tabela customers e escolha a opção Select Rows Limit Observe o resultado e repita o procedimento para a tabela orders.

18

19 Explorando os dados Modifique a consulta na aba customers para obter todos os clientes com salário maior que 5000: SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE SALARY > 5000; Para executar a consulta, basta clicar no ícone com um raio. Obs. 1: Se o script possui mais de uma linha, todas serão executadas. Obs. 2: Para executar apenas uma linha do script, selecione a linha e clique no botão de execução.

20 Explorando os dados

21 Explorando os dados Execute algumas consultas para relembrar o uso do SELECT: SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE SALARY = 2000; SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE SALARY!= 2000; SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE SALARY <> 2000; SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE SALARY >= 6500; SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE AGE >= 25 AND SALARY >= 6500;

22 Explorando os dados Execute algumas consultas para relembrar o uso do SELECT: SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE AGE >= 25 OR SALARY >= 6500; SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE AGE IS NOT NULL; SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE NAME LIKE 'Ma%'; SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE AGE IN ( 25, 27 ); SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE AGE BETWEEN 25 AND 27;

23 Explorando os dados Execute algumas consultas para relembrar o uso do SELECT: SELECT AGE FROM CUSTOMERS WHERE EXISTS (SELECT AGE FROM CUSTOMERS WHERE SALARY > 6500); SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE AGE > ALL (SELECT AGE FROM CUSTOMERS WHERE SALARY > 6500); SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE AGE > ANY (SELECT AGE FROM CUSTOMERS WHERE SALARY > 6500);

24 Explorando os dados Execute algumas consultas para relembrar o uso do SELECT: SELECT COUNT(*) FROM CUSTOMERS; SELECT CURRENT_TIMESTAMP; SELECT ID, NAME, SALARY FROM CUSTOMERS WHERE NAME = 'Maria'; SELECT ID, NAME, SALARY FROM CUSTOMERS WHERE SALARY LIKE '200%'; SELECT TOP 3 * FROM CUSTOMERS; SELECT * FROM CUSTOMERS LIMIT 3;

25 Operações de agregação Cláusula ORDER BY Ordena os registros em ordem crescente ou decrescente, baseado em uma ou mais colunas. No caso de mais uma coluna, a ordem define o processo de ordenação. Em alguns SGBDs, o default é a ordem ascendente. Exemplo: SELECT * FROM CUSTOMERS ORDER BY NAME, SALARY;

26 Operações de agregação Cláusula ORDER BY

27 Operações de agregação Cláusula ORDER BY Ordenando na ordem decrescente SELECT * FROM CUSTOMERS ORDER BY NAME DESC;

28 Operações de agregação Cláusula GROUP BY Agrupa dados idênticos, de acordo com as colunas selecionadas. Podem ser usadas com funções de agregação (ex.: SUM, AVG, MAX, MIX, etc.) Exemplo: SELECT NAME, SUM(SALARY) FROM CUSTOMERS GROUP BY NAME;

29 Operações de agregação Cláusula GROUP BY Pode ser usada em conjunto com a cláusula ORDER BY Exemplo: SELECT NAME, SUM(SALARY) FROM CUSTOMERS GROUP BY NAME ORDER BY SALARY DESC;

30 Operações de agregação Cláusula HAVING Especifica condições de filtro em um agrupamento previamente existente. A cláusula WHERE aplica condições em colunas selecionadas. A cláusula HAVING aplica condições em grupos criados pelo GROUP BY. Exemplo: SELECT ID, NAME, AGE, SALARY FROM CUSTOMERS GROUP BY NAME HAVING SALARY >= 2000;

31 Operações de agregação Cláusula HAVING

32 Operações de agregação Cláusula DISTINCT Elimina todos os registros duplicados, retornando apenas uma tupla para cada conjunto em duplicidade. Exemplo: SELECT DISTINCT SALARY FROM CUSTOMERS ORDER BY SALARY;

33 Operações de Junção Chaves estrangeiras Através das chaves estrangeiras será possível combinar duas ou mais tabelas em uma única relação. Observe a tabela Orders. Veja que o atributo CUSTOMER_ID possui o mesmo domínio que o atributo ID de Customers. Vamos alterar a tabela Orders para definir a chave estrangeira: ALTER TABLE ORDERS ADD FOREIGN KEY (Customer_ID) REFERENCES CUSTOMERS (ID);

34 Operações de Junção Chaves estrangeiras Observe a tabela Orders

35 Operações de Junção Chaves estrangeiras Observando as tabelas, é possível executar a consulta abaixo? DELETE FROM CUSTOMERS WHERE ID = 3;

36 Operações de Junção Combina registros de duas ou mais tabelas através de atributos com valores iguais. Para manter a integridade referencial, recomenda-se usar sempre as chaves (primária e estrangeira) das tabelas que participam da junção. Podemos combinar duas tabelas usando apenas a cláusula WHERE: SELECT ID, NAME, AGE, AMOUNT FROM CUSTOMERS, ORDERS WHERE CUSTOMERS.ID = ORDERS.CUSTOMER_ID;

37 Operações de Junção

38 Operações de Junção INNER JOIN LEFT JOIN RIGHT JOIN FULL JOIN SELF JOIN CARTESIAN JOIN

39 Operações de Junção INNER JOIN Cria uma nova tabela combinando os valores das colunas, de acordo com o predicado da cláusula. A consulta compara cada linha da Tabela1 com cada linha da Tabela2 para encontrar todos os pares que atendem ao predicado. Exemplo: SELECT ID, NAME, AMOUNT, DATE FROM CUSTOMERS INNER JOIN ORDERS ON CUSTOMERS.ID = ORDERS.CUSTOMER_ID;

40 Operações de Junção INNER JOIN

41 Operações de Junção LEFT JOIN Retorna todas as linhas da tabela à esquerda da junção, mesmo se não existir uma ou mais linhas na tabela à direita que atenda ao predicado. Se a tabela à direita não possuir linhas combinando, os seus atributos na tabela resultante serão preenchidos com NULL. Exemplo: SELECT ID, NAME, AMOUNT, DATE FROM CUSTOMERS LEFT JOIN ORDERS ON CUSTOMERS.ID = ORDERS.CUSTOMER_ID;

42 Operações de Junção LEFT JOIN

43 Operações de Junção RIGHT JOIN Retorna todas as linhas da tabela à direita da junção, mesmo se não existir uma ou mais linhas na tabela à esquerda que atenda ao predicado. Se a tabela à esquerda não possuir linhas combinando, os seus atributos na tabela resultante serão preenchidos com NULL. Exemplo: SELECT ID, NAME, AMOUNT, DATE FROM CUSTOMERS RIGHT JOIN ORDERS ON CUSTOMERS.ID = ORDERS.CUSTOMER_ID;

44 Operações de Junção RIGHT JOIN

45 Operações de Junção FULL JOIN Retorna a combinação dos resultados das junções à esquerda e à direita. A tabela resultante contém os registros de ambas as tabelas. Os atributos das linhas que não possuem combinação são preenchidos com NULL. ATENÇÃO: O MySQL não suporta o FULL JOIN! Como resolver? Usando a cláusula UNION ALL. União das junções à esquerda e à direita.

46 Operações de Junção FULL JOIN Exemplo do UNION ALL: SELECT ID, NAME, AMOUNT, DATE FROM CUSTOMERS LEFT JOIN ORDERS ON CUSTOMERS.ID = ORDERS.CUSTOMER_ID UNION ALL SELECT ID, NAME, AMOUNT, DATE FROM CUSTOMERS RIGHT JOIN ORDERS ON CUSTOMERS.ID = ORDERS.CUSTOMER_ID;

47 Operações de Junção FULL JOIN

48 Operações de Junção SELF JOIN Retorna a combinação de uma tabela com ela mesma. Usamos a cláusula WHERE para fazer o SELF JOIN no MySQL. Exemplo: SELECT a.id, b.name, a.salary FROM CUSTOMERS a, CUSTOMERS b WHERE a.salary < b.salary;

49 Operações de Junção SELF JOIN

50 Operações de Junção CARTESIAN JOIN Também chamado de CROSS JOIN. Retorna o produto cartesiano de todos os registros das duas tabelas. É uma operação muito pesada para grandes bases de dados! Exemplo: SELECT ID, NAME, AMOUNT, DATE FROM CUSTOMERS, ORDERS;

51 Operações de Junção CARTESIAN JOIN

52 Operação de União Cláusula UNION Usado para combinar os resultados de dois ou mais comandos SELECT. Não retorna registros duplicados. Alguns cuidados no uso do UNION: O número de colunas selecionadas em cada SELECT deverá ser o mesmo; Deverá ter o mesmo número de expressões das colunas (AVG, SUM, etc.) Deverá ter o mesmo tipo nas tuplas retornadas; A ordem de seleção das colunas deverá ser a mesma em cada SELECT.

53 Operação de União Cláusula UNION Exemplo: SELECT ID, NAME, AMOUNT, DATE FROM CUSTOMERS LEFT JOIN ORDERS ON CUSTOMERS.ID = ORDERS.CUSTOMER_ID UNION SELECT ID, NAME, AMOUNT, DATE FROM CUSTOMERS RIGHT JOIN ORDERS ON CUSTOMERS.ID = ORDERS.CUSTOMER_ID;

54 Operação de União Cláusula UNION

55 Consultas internas O SQL permite vários níveis de aninhamento de consultas. As consultas internas podem ser combinadas com as cláusulas SELECT, INSERT, UPDATE e DELETE, através de um operador lógico ou relacional.

56 Consultas internas Algumas regras de uso: As consultas internas são encapsuladas entre parênteses e são executadas a partir do seu nível mais interno. A consulta interna deverá ter apenas uma coluna selecionada na cláusula SELECT; A cláusula ORDER BY não é permitida em uma consulta interna; Se a consulta interna retornar mais de um registro, o resultado deverá ser tratado por cláusulas que recebem conjuntos de linhas (ex.: operador IN).

57 Consultas internas Exemplo: SELECT * FROM CUSTOMERS WHERE ID IN (SELECT ID FROM CUSTOMERS WHERE SALARY > 4500) ;

58 Consultas internas

59 Tutorial avançado de SQL com MySQL Ver Parte II do livro Learning MySQL. Fazer todos os exemplos e exercícios dos capítulos 4 a 9.

SQL (Tópicos) Structured Query Language

SQL (Tópicos) Structured Query Language SQL (Tópicos) Structured Query Language ISI Introdução aos Sistemas de Informação SQL (Tópicos) 1 SQL: componentes SQL / DDL (Data Definition Language) Permite definir os Esquemas de Relação Permite definir

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

Introdução ao PostgreSQL

Introdução ao PostgreSQL Introdução ao PostgreSQL Fontes Karine Reis Ferreira karine@dpi.inpe.br Gilberto Câmara gilberto@dpi.inpe.br Gilberto Ribeiro de Queiroz gribeiro@dpi.inpe.br Marcos André Gonçalves - UFMG Parte 3 Aula

Leia mais

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Manipulação de Dados Banco de Dados SQL DML SELECT... FROM... WHERE... lista atributos de uma ou mais tabelas de acordo com alguma condição INSERT INTO... insere dados em uma tabela DELETE

Leia mais

ANÁLISE E PROJETO DE BANCO DE DADOS

ANÁLISE E PROJETO DE BANCO DE DADOS ANÁLISE E PROJETO DE BANCO DE DADOS SQL FELIPE G. TORRES SQL A linguagem SQL (Struct Query Language) é utilizada como padrão em bancos de dados relacionais. Seu desenvolvimento foi originalmente no início

Leia mais

BCD29008 Banco de dados

BCD29008 Banco de dados BCD29008 Banco de dados Linguagem SQL Prof. Emerson Ribeiro de Mello Instituto Federal de Santa Catarina IFSC campus São José mello@ifsc.edu.br http://docente.ifsc.edu.br/mello/bcd 21 de agosto de 2017

Leia mais

Aula de SQL Comandos DDL. André Luiz de Oliveira Eduardo Raul Hruschka

Aula de SQL Comandos DDL. André Luiz de Oliveira Eduardo Raul Hruschka Aula de SQL Comandos DDL André Luiz de Oliveira Eduardo Raul Hruschka E-mail: andre_luiz@icmc.usp.br erh@icmc.usp.br Agenda Instalação do MySQL e Workbench Comandos DDL Data Definition Language Criação

Leia mais

SQL CREATE DATABASE. MySQL, SQL Server, Access, Oracle, Sybase, DB2, e outras base de dados utilizam o SQL.

SQL CREATE DATABASE. MySQL, SQL Server, Access, Oracle, Sybase, DB2, e outras base de dados utilizam o SQL. LINGUAGEM SQL SQL CREATE DATABASE MySQL, SQL Server, Access, Oracle, Sybase, DB2, e outras base de dados utilizam o SQL. SQL CREATE TABLE SQL NOT NULL O valor NOT NULL obriga que o campo contenha sempre

Leia mais

Linguagem SQL. ENG1518 Sistemas de Informação Gerenciais Prof. Marcos Villas

Linguagem SQL. ENG1518 Sistemas de Informação Gerenciais Prof. Marcos Villas Linguagem SQL ENG1518 Sistemas de Informação Gerenciais Prof. Marcos Villas villas@puc-rio.br SQL Linguagem padrão de acesso tabelas em um banco de dados relacional Permite definir e manipular dados DML

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INTRODUÇÃO A SQL

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INTRODUÇÃO A SQL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INTRODUÇÃO A SQL Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 02/06/2016 SUMÁRIO SQL DDL DML SQL (STRUCTURED

Leia mais

Bancos (Bases) de Dados

Bancos (Bases) de Dados Bancos (Bases) de Dados Aula #8 SQL Prof. Eduardo R. Hruschka * Slides baseados no material elaborado pelas professoras: Cristina D. A. Ciferri Elaine P. M. de Souza SQL (Structured Query Language) Linguagem

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE BANCO DE DADOS

IMPLEMENTAÇÃO DE BANCO DE DADOS IMPLEMENTAÇÃO DE BANCO DE DADOS MODULO 2 LINGUAGEM SQL CONTEÚDO 2. LINGUAGEM SQL 2.1 Linguagens de Definição de Dados (DDL) 2.1.1 Criação de tabela: CREATE 2.1.2 Alteração de Tabela: ALTER 2.1.3 Exclusão

Leia mais

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL SQL TGD/JMB 1 Projecto de Bases de Dados Linguagem SQL SQL TGD/JMB 2 O que é o SQL? SQL ("ess-que-el") significa Structured Query Language. É uma linguagem standard (universal) para comunicação com sistemas

Leia mais

SQL. Prof. Roger Cristhian Gomes

SQL. Prof. Roger Cristhian Gomes SQL Prof. Roger Cristhian Gomes SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de acesso e manipulação de sistemas de base de dados computacionais que segue o padrão ANSI Existem diferenças entre as versões

Leia mais

Álgebra Relacional e SQL

Álgebra Relacional e SQL Álgebra Relacional e SQL Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri Álgebra Relacional Maneira teórica de se manipular o banco de dados relacional Linguagem de consulta procedural usuários

Leia mais

MySql. Introdução a MySQL. Andréa Garcia Trindade

MySql. Introdução a MySQL. Andréa Garcia Trindade MySql Introdução a MySQL Andréa Garcia Trindade Introdução O que é Banco de Dados SGBD MYSQL Tipos de Tabelas Tipos de Dados Linguagem SQL Comandos SQL O que é um Banco de Dados? Conjuntos de dados Grupo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Disciplina: Banco de Dados I Professor: Prof. Me. Everton

Leia mais

Linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional; 1ª Versão - Desenvolvida pela IBM no laboratório de pesquisa de San José;

Linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional; 1ª Versão - Desenvolvida pela IBM no laboratório de pesquisa de San José; MySQL SQL (Structured Query Languagem ) Linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional; 1ª Versão - Desenvolvida pela IBM no laboratório de pesquisa de San José; Inicialmente - Sequel

Leia mais

Básico da Linguagem SQL. Definição de Esquemas em SQL. SQL(Structured Query Language)

Básico da Linguagem SQL. Definição de Esquemas em SQL. SQL(Structured Query Language) Básico da Linguagem SQL Definição de Esquemas em SQL SQL(Structured Query Language) Desenvolvida como a linguagem de consulta do protótipo de SGBD Sistema R (IBM, 1976). Adotada como linguagem padrão de

Leia mais

Conceitos básicos. Funcionario SIAPE Nome Lotacao Cargo Salario Admissao

Conceitos básicos. Funcionario SIAPE Nome Lotacao Cargo Salario Admissao SQL Lúbia Vinhas Conceitos básicos En#dades: en4dade é uma coisa do mundo real, com uma existência independente. Atributos são as propriedades dessa coisa. Cada atributo está associado a um determinado

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados II Aula 04. Prof. Érick de Souza Carvalho

Laboratório de Banco de Dados II Aula 04. Prof. Érick de Souza Carvalho Laboratório de Banco de Dados II Aula 04 Prof. Érick de Souza Carvalho 1 SQL (Structured Query Language ) Prof. Érick de Souza Carvalho 2 SQL Structured Query Language - Introdução É uma Linguagem para

Leia mais

- SQL Linguagem de Manipulação de Dados

- SQL Linguagem de Manipulação de Dados - SQL Linguagem de Manipulação de Dados Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SELECT SELECT FROM [ WHERE predicado

Leia mais

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas:

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas: Álgebra Relacional Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída operação (REL 1 ) REL 2 operação (REL 1,REL 2 ) REL 3 Operações básicas: seleção projeção

Leia mais

Banco de Dados I. Aula 16 - Prof. Bruno Moreno 04/11/2011

Banco de Dados I. Aula 16 - Prof. Bruno Moreno 04/11/2011 Banco de Dados I Aula 16 - Prof. Bruno Moreno 04/11/2011 Plano de Aula O comando DELETE Cláusula CHECK Comparações utilizando NULL Funções agregadas Junções de tabelas em SQL Visões Comando DELETE DELETE

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

Sumário SELECT + FROM

Sumário SELECT + FROM Sumário 1 Introdução SQL - Perguntas André Restivo Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto October 18, 2010 2 3 Operadores de Conjuntos 4 5 Agregações 6 Ordenações e Limites 7 Sub-perguntas 8

Leia mais

Banco de Dados. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br. Exercícios SQL

Banco de Dados. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br. Exercícios SQL Banco de Dados Exercícios SQL 1 TRF (ESAF 2006) 32. Analise as seguintes afirmações relacionadas a Bancos de Dados e à linguagem SQL: I. A cláusula GROUP BY do comando SELECT é utilizada para dividir colunas

Leia mais

Utilizando o Postgres - comandos SQL para a manipulação de dados

Utilizando o Postgres - comandos SQL para a manipulação de dados Utilizando o Postgres - comandos SQL para a manipulação de dados SELECT A declaração SELECT é utilizada para selecionar os dados de um banco de dados. SELECT nome FROM clientes WHERE A cláusula WHERE é

Leia mais

SQL - Perguntas. André Restivo. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. February 24, 2012

SQL - Perguntas. André Restivo. Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. February 24, 2012 SQL - Perguntas André Restivo Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto February 24, 2012 André Restivo (FEUP) SQL - Perguntas February 24, 2012 1 / 46 Sumário 1 Introdução 2 Seleccionar e Filtrar

Leia mais

Álgebra Relacional e SQL operações de interesse

Álgebra Relacional e SQL operações de interesse Álgebra Relacional e SQL operações de interesse Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri Álgebra Relacional Maneira teórica de se manipular o banco de dados relacional Linguagem de consulta

Leia mais

MODELAGEM DE DADOS - INTRODUÇÃO AO SQL: DML. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

MODELAGEM DE DADOS - INTRODUÇÃO AO SQL: DML. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. MODELAGEM DE DADOS - INTRODUÇÃO AO SQL: DML Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza DML Data Manipulation Language Linguagem de Manipulação de Dados Comandos básicos: Insert Update

Leia mais

Banco de Dados II. Aula Prof. Diemesleno Souza Carvalho

Banco de Dados II. Aula Prof. Diemesleno Souza Carvalho Banco de Dados II Aula 02.4 Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br http://www.diemesleno.com.br Subconsultas Subconsultas Contextualizando... De forma geral, grande parte das consultas

Leia mais

DDL DML DCL DTL Tipos Numéricos: INT FLOAT DOUBLE Tipos String: CHAR VARCHAR BINARY BLOB TEXT Tipos Data e Hora: DATE TIME TIMESTAMP YEAR

DDL DML DCL DTL Tipos Numéricos: INT FLOAT DOUBLE Tipos String: CHAR VARCHAR BINARY BLOB TEXT Tipos Data e Hora: DATE TIME TIMESTAMP YEAR SQL Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada, foi desenvolvida pela IBM nos anos 70 para demonstrar a viabilidade do modelo relacional para bancos de dados. No final dos anos 80

Leia mais

AULA 8. Ambientes Visuais 8.1. OBJETIVO DA AULA SQL (Structured Query Language)

AULA 8. Ambientes Visuais 8.1. OBJETIVO DA AULA SQL (Structured Query Language) AULA 8 8.1. OBJETIVO DA AULA Relembrar conceitos e recursos básicos apresentados nas aulas anteriores, dar continuidade nas codificações iniciadas e ainda não finalizadas, explorar acesso a banco de dados

Leia mais

TLBD II Instruções SQL

TLBD II Instruções SQL TLBD II Instruções SQL Os comandos SQL podem dividir-se em três grandes categorias: DML - Data Manipulation Language - trabalha com linhas; DDL - Data Definition Language - trabalha com objetos; DCL -

Leia mais

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo )

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo ) PRONATEC - Programador de Sistemas Banco de Dados 1) Incluindo linhas nas tabelas a. Para incluir linhas em tabelas utilize o comando INSERT INTO INSERT INTO tabela [ ( coluna [, coluna,...] ) ] VALUES

Leia mais

PCS3413. Engenharia de So-ware e Banco de Dados. Aula 17. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

PCS3413. Engenharia de So-ware e Banco de Dados. Aula 17. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo PCS3413 Engenharia de So-ware e Banco de Dados Aula 17 Escola Politécnica da Universidade de São Paulo 1 SQL STRUCTURED QUERY LANGUAGE Manipulação de dados operações de modificam o estado das tabelas:

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM INFORMÁTICA - PLANO DE DISCIPLINA MODELAGEM DE DADOS 2 - MD2

CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM INFORMÁTICA - PLANO DE DISCIPLINA MODELAGEM DE DADOS 2 - MD2 1. COMPETÊNCIAS GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Modelar corretamente um sistema de dados. Interpretar e analisar o resultado da modelagem de dados. Conhecer técnicas de modelagem de dados. Compreender

Leia mais

saída durante o runtime Usando Functions de uma Única Linha para Personalizar Relatórios Mostrar as diferenças entre as functions SQL de uma única

saída durante o runtime Usando Functions de uma Única Linha para Personalizar Relatórios Mostrar as diferenças entre as functions SQL de uma única Tópicos do Curso: Introdução Listar os principais recursos do Banco de Dados Oracle 10g Apresentar uma visão geral de: componentes, plataforma de internet, servidor de aplicações e suite do desenvolvedor

Leia mais

Introdução ao Banco de Dados. Banco de Dados

Introdução ao Banco de Dados. Banco de Dados Introdução ao Banco de Dados Prof. Tiago Garcia de Senna Carneiro UFOP Prof. Técnicas de Programação II 2006 PARTE 1: Conceitos Básicos Banco de Dados SGDB: Sistema Gerenciador de Banco de Dados Definição:

Leia mais

BANCO DE DADOS. Para a criação de um banco de dados, através de scripts SQL, deve-se usar a seguinte sintaxe: CREATE DATABASE <nome_banco_de_dados>

BANCO DE DADOS. Para a criação de um banco de dados, através de scripts SQL, deve-se usar a seguinte sintaxe: CREATE DATABASE <nome_banco_de_dados> BANCO DE DADOS 1. Scripts de criação de banco de dados Para a criação de um banco de dados, através de scripts SQL, deve-se usar a seguinte sintaxe: CREATE DATABASE Onde:

Leia mais

Exercício Aula Passada. SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Exercício Aula Passada. Exercício Aula Passada. Exercício Aula Passada

Exercício Aula Passada. SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Exercício Aula Passada. Exercício Aula Passada. Exercício Aula Passada Ciência da Computação GBC043 Sistemas de Banco de Dados SQL Linguagem de Manipulação de Dados Profa. Maria Camila Nardini Barioni camila.barioni@ufu.br Bloco B - sala 1B137 1 semestre de 2018 2 Escreva

Leia mais

SQL Linguagem de Manipulação de Dados SQL DML SQL DML. Exemplo Modelo Relacional. Exemplo ME-R SQL DML CONTINUAÇÃO...

SQL Linguagem de Manipulação de Dados SQL DML SQL DML. Exemplo Modelo Relacional. Exemplo ME-R SQL DML CONTINUAÇÃO... Ciência da Computação GBC043 Sistemas de Banco de Dados SQL Linguagem de Manipulação de Dados Profa. Maria Camila Nardini Barioni camila.barioni@facom.ufu.br Bloco B - sala 1B137 SQL DML CONTINUAÇÃO...

Leia mais

Implementação de Banco de Dados. Cassio Diego cassiodiego.com/bd

Implementação de Banco de Dados. Cassio Diego cassiodiego.com/bd Implementação de Banco de Dados Cassio Diego cassiodiego.com/bd 1 Conteúdo: Aula 2 UNIDADE 1: MODELO RELACIONAL 1. Introdução ao Modelo Relacional 2. Estrutura relacional domínios, relações, variáveis

Leia mais

E-BOOK GUIA RÁPIDO DE SQL W W W. T R E I N A W E B.C O M. B R

E-BOOK GUIA RÁPIDO DE SQL W W W. T R E I N A W E B.C O M. B R 101010101 001010101 101010100 E-BOOK GUIA RÁPIDO DE SQL INTRODUÇÃO Este é um guia rápido de SQL criado pela equipe do TreinaWeb e serve principalmente para iniciantes na linguagem. SQL é a sigla em inglês

Leia mais

SQL DML. SQL Linguagem de Manipulação de Dados SELECT SELECT SELECT SELECT

SQL DML. SQL Linguagem de Manipulação de Dados SELECT SELECT SELECT SELECT Pós-graduação em Ciência da Computação CCM-202 Sistemas de Banco de Dados SQL Linguagem de Manipulação de Dados Profa. Maria Camila Nardini Barioni camila.barioni@ufabc.edu.br Bloco B - sala 937 2 quadrimestre

Leia mais

Introdução a Bancos de Dados

Introdução a Bancos de Dados Introdução a Bancos de Dados - Conceitos - Modelos lógicos e relacional - Álgebra relacional - SQL - Projeto Lógico INPE - Divisão de Processamento de Imagens INPE 1 Sistemas de Banco de Dados Definição:

Leia mais

Ordenação de tuplos order by

Ordenação de tuplos order by Bases de Dados Elementos da linguagem SQL Ordenação de tuplos order by A cláusula order by permite ordenar tuplos exemplo: listar por ordem alfabética os nomes dos clientes com empréstimo na agência de

Leia mais

Banco de Dados I. Prof. Diego Buchinger. Profa. Rebeca Schroeder Freitas Prof. Fabiano Baldo.

Banco de Dados I. Prof. Diego Buchinger. Profa. Rebeca Schroeder Freitas Prof. Fabiano Baldo. Banco de Dados I Prof. Diego Buchinger diego.buchinger@outlook.com diego.buchinger@udesc.br Profa. Rebeca Schroeder Freitas Prof. Fabiano Baldo DML Data Manipulation Language Parte II Consultas Básicas

Leia mais

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br Os comandos SQL podem ser agrupados em 3 classes: DDL Data Definition Language Comandos para a Definição

Leia mais

SQL BÁSICO. Luiz Antônio Vivacqua Corrêa Meyer

SQL BÁSICO. Luiz Antônio Vivacqua Corrêa Meyer SQL BÁSICO Luiz Antônio Vivacqua Corrêa Meyer SQL (Structured Query Language) Início na década de 70 pela IBM com o nome de SEQUEL. Em 1980 o produto mudou seu nome para SQL. American National Standards

Leia mais

L Q S m e g a u g n Li A

L Q S m e g a u g n Li A A Linguagem SQL Introdução Originalmente proposta para o System R desenvolvido nos laboratórios da IBM na década de 70 SEQUEL (Structured English QUEry Language) Objeto de um esforço de padronização coordenado

Leia mais

PROGRAMA. 3.SQL Básico. 3.1 Criação de tabelas 3.2 Queries simples 3.3 Subqueries 3.4 Agregação. Prof. Dr. Marcos Tsuzuki

PROGRAMA. 3.SQL Básico. 3.1 Criação de tabelas 3.2 Queries simples 3.3 Subqueries 3.4 Agregação. Prof. Dr. Marcos Tsuzuki PROGRAMA 3.SQL Básico 3.1 Criação de tabelas 3.2 Queries simples 3.3 Subqueries 3.4 Agregação 1 3.SQL Básico A linguagem SQL foi desenvolvida para o ambiente relacional, podendo ser adaptada a ambientes

Leia mais

SQL-99: Esquema de BD EMPRESA

SQL-99: Esquema de BD EMPRESA SQL-99: Esquema de BD EMPRESA SQL-99: Instâncias do esquema EMPRESA 1 Consultas externa, aninhada e correlacionada para cada tupla da consulta externa, a consulta aninhada devolve o atributo solicitado

Leia mais

SQL DML. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br

SQL DML. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Banco de Dados I SQL DML Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br SQL - DML Os exemplos da aula serão elaborados para o esquema de dados a seguir: Empregado(matricula, nome, endereco, salario, supervisor,

Leia mais

FEAP - Faculdade de Estudos Avançados do Pará PROFª LENA VEIGA PROJETOS DE BANCO DE DADOS UNIDADE V- SQL

FEAP - Faculdade de Estudos Avançados do Pará PROFª LENA VEIGA PROJETOS DE BANCO DE DADOS UNIDADE V- SQL Quando os Bancos de Dados Relacionais estavam sendo desenvolvidos, foram criadas linguagens destinadas à sua manipulação. O Departamento de Pesquisas da IBM desenvolveu a SQL como forma de interface para

Leia mais

Revisão de Bancos de Dados

Revisão de Bancos de Dados Revisão de Bancos de Dados Conceitos Básicos 1. Defina o que é um banco de dados e o que é um sistema gerenciador de bancos de dados (SGBD). 2. Defina as arquiteturas de software em duas camadas (cliente/servidor)

Leia mais

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 Banco de Dados Fundamentos de SQL Structured Query Language Aula2 Apresentado por: Robson do Nascimento Fidalgo rdnf@cin.ufpe.br IF685

Leia mais

3) Palavra-chave distinct (select-from). Obter apenas os pibs distintos entre si.

3) Palavra-chave distinct (select-from). Obter apenas os pibs distintos entre si. NOME: BRUNO BRUNELI BANCO DE DADOS - ADS create database ProducaoMinerais use ProducaoMinerais create table Mineral( nome varchar(15) primary key, preco real) create table Pais( nome varchar(30) primary

Leia mais

Sistemas de Bases de Dados Relacionais Introdução ao SQL. Interrogações diversas sobre a Base de Dados Northwind - Parte II

Sistemas de Bases de Dados Relacionais Introdução ao SQL. Interrogações diversas sobre a Base de Dados Northwind - Parte II SQL (02) Sistemas de Bases de Dados Relacionais Introdução ao SQL Interrogações diversas sobre a Base de Dados Northwind - Parte II /* Introdução ao SQL - Parte II =========================== Folha de

Leia mais

Marcelo Henrique dos Santos

Marcelo Henrique dos Santos Mestrado em Educação (em andamento) MBA em Marketing e Vendas (em andamento) Especialista em games Bacharel em Sistema de Informação Email: marcelosantos@outlook.com AULA 03 SQL (Structure Query Language)

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Antonio

Banco de Dados. Prof. Antonio Banco de Dados Prof. Antonio SQL - Structured Query Language O que é SQL? A linguagem SQL (Structure query Language - Linguagem de Consulta Estruturada) é a linguagem padrão ANSI (American National Standards

Leia mais

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL Objetivo: No curso Oracle 11G Introdução ao Oracle, SQL, PL/SQL será abordado desde a introdução da tecnologia do banco de dados em questão como todos os conceitos

Leia mais

Projeto de Banco de Dados

Projeto de Banco de Dados Projeto de Banco de Dados Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Antônio Vivacqua C. Meyer (luiz.vcm@gmail.com) Sintaxe Geral SELECT [ALL/DISTINCT] coluna1, coluna2,..., colunan FROM nome_tabela1, nome_tabela2,...,

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML INTRODUÇÃO A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation

Leia mais

Agenda. Linguagem de Consulta SQL. 1. Introdução Histórico. 1. Introdução BD Relacionais

Agenda. Linguagem de Consulta SQL. 1. Introdução Histórico. 1. Introdução BD Relacionais Linguagem de Consulta SQL Profa. Carla A. Lima Reis SQL Agenda Introdução Histórico BD relacionais Linguagem SQL Definição de BD Manipulação de BD com SQL Consultas SQL Consultas com várias tabelas Subconsultas

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML INTRODUÇÃO A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation

Leia mais

Bases de Dados. Álgebra Relacional II Junções, agregações, vistas. P. Serendero,

Bases de Dados. Álgebra Relacional II Junções, agregações, vistas. P. Serendero, Bases de Dados Álgebra Relacional II Junções, agregações, vistas P. Serendero, 2011-13 1 JUNÇÕES OU JOINS em SQL - R S A condição do JOIN é especificada na claúsula ON ou USING,, ou implicitamente

Leia mais

SQL. Prof. Msc Denival A. dos Santos

SQL. Prof. Msc Denival A. dos Santos SQL Prof. Msc Denival A. dos Santos Histórico A versão original foi desenvolvida pela IBM no laboratório de pesquisa de San José; Originalmente chamada de Sequel, foi implementada como parte do projeto

Leia mais

Sistemas de Informação e Bases de Dados 2012/2013. Linguagem SQL

Sistemas de Informação e Bases de Dados 2012/2013. Linguagem SQL Sistemas de Informação e Bases de Dados 2012/2013 Linguagem SQL Alberto Sardinha Bibliografia Raghu Ramakrishnan, Database Management Systems, Cap. 3 e 5 1 Sumário Linguagem SQL 2 História Princípio dos

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados

SQL Linguagem de Definição de Dados SQL Linguagem de Definição de Dados Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais

Leia mais

Sumário: 1) Trabalhando com Constraints: - NOT NULL - UNIQUE - PRIMARY KEY - FOREIGN KEY - DEFAULT

Sumário: 1) Trabalhando com Constraints: - NOT NULL - UNIQUE - PRIMARY KEY - FOREIGN KEY - DEFAULT Sumário: 1) Trabalhando com Constraints: - NOT NULL - UNIQUE - PRIMARY KEY - FOREIGN KEY - DEFAULT 2) Componentes do Select: - DISTINCT - WHERE - AND e OR - ORDER BY 2) Visão Geral - A SQL é dividida em

Leia mais

Escola Secundária de Albufeira. Comandos MySQL. (Páginas Web Dinâmicas: PHP e MySQL) Carlos Nunes

Escola Secundária de Albufeira. Comandos MySQL. (Páginas Web Dinâmicas: PHP e MySQL) Carlos Nunes Escola Secundária de Albufeira Comandos MySQL (Páginas Web Dinâmicas: PHP e MySQL) (csmnunes@gmail.com) 2009/2010 Criar Base de Dados CREATE DATABASE basededados; Apagar Base de Dados DROP DATABASE basededados;

Leia mais

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita:

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita: SQL Laboratório de Computação para Ciências Módulo II Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Mestrado Profissional em Ensino

Leia mais

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável.

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. SQL (Structured Query Language) SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. Além de permitir a realização de consultas, SQL possibilita: definição

Leia mais

'%'! $!0" $ 8 ' %%! % '! $ $$% + ' %!%$/)!'4!+,"/)!)+,/)% *! +,"0''% * %$!*!$$ #!"%&%'%'%$! "94(# ' %'$%$$$%0%$%' *!% %%%'!**% > %% %%!31?

'%'! $!0 $ 8 ' %%! % '! $ $$% + ' %!%$/)!'4!+,/)!)+,/)% *! +,0''% * %$!*!$$ #!%&%'%'%$! 94(# ' %'$%$$$%0%$%' *!% %%%'!**% > %% %%!31? MODELAGEM FÍSICA Capítulo 3! " # $ $!%%%& '$! $% $$%"%' ) ' *'!%'!$ $ $ $% +, %#!!" '$*'#%! $ $$%" % '$%!!% $% * % $ *-! %$% $!* '% $!$$.!'% & $%!% $ $ ' %/!$ 0 $*' $% *0 )#%!$0% 1&$$$%+#!*22,"$% )'%$$%%&

Leia mais

Roteiro. SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Exercício Aula Passada. Exercício Aula Passada. Exercício Aula Passada. Exercício Aula Passada

Roteiro. SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Exercício Aula Passada. Exercício Aula Passada. Exercício Aula Passada. Exercício Aula Passada 1 Ciência da Computação GBC043 Sistemas de Banco de Dados SQL Linguagem de Manipulação de Dados Profa. Maria Camila Nardini Barioni camila.barioni@ufu.br Bloco B - sala 1B137 Roteiro s aulas passadas SQL

Leia mais

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita:

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita: SQL Tópicos Especiais Modelagem de Dados Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

Leia mais

Preparação. Linguagem de Manipulação de Dados (DML) Estudo Dirigido 10/12/2013

Preparação. Linguagem de Manipulação de Dados (DML) Estudo Dirigido 10/12/2013 Linguagem de Manipulação de Dados (DML) Estudo Dirigido A Linguagem SQL Preparação Criar um banco de dados denominado Escola ; Criar a tabela, como especificado abaixo: # RA Numeric(8) Nome Serie Turma

Leia mais

Banco de Dados. Professora: Luciana Faria

Banco de Dados. Professora: Luciana Faria Banco de Dados Professora: Luciana Faria Introdução ao linguagem é a SQL (Structured Query Language) Linguagem de Consulta Estruturada Para se utilizar, administrar, e trabalhar com um banco de dados é

Leia mais

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível

Leia mais

Linguagem SQL. Comandos Básicos

Linguagem SQL. Comandos Básicos Linguagem SQL Comandos Básicos Caetano Traina Júnior Grupo de Bases de Dados e Imagens Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Universidade de São Paulo - São Carlos caetano@icmc.sc.usp.br Comando

Leia mais

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível de independência do

Leia mais

A U L A 3 S U B G R U P O S D M L E D Q L : I N S E R I N D O E P E S Q U I S A N D O D A D O S E M U M A T A B E L A

A U L A 3 S U B G R U P O S D M L E D Q L : I N S E R I N D O E P E S Q U I S A N D O D A D O S E M U M A T A B E L A BANCO DE DADOS GERENCIAL 1 A U L A 3 S U B G R U P O S D M L E D Q L : I N S E R I N D O E P E S Q U I S A N D O D A D O S E M U M A T A B E L A CONCEITOS LINGUAGEM DE MANIPULAÇÃO DE DADOS (DML) A linguagem

Leia mais

Exame de Recurso de Base de Dados Universidade do Algarve 03/Fev/2005, (duração: 2 horas)

Exame de Recurso de Base de Dados Universidade do Algarve 03/Fev/2005, (duração: 2 horas) Exame de Recurso de Base de Dados Universidade do Algarve 03/Fev/2005, (duração: 2 horas) Este exame consiste em 16 perguntas de escolha múltipla. Para todas as questões existe apenas 1 resposta correcta.

Leia mais

Banco de Dados I Linguagem SQL Parte 2. Autor: Prof. Cláudio Baptista Adaptado por: Prof. Ricardo Antonello

Banco de Dados I Linguagem SQL Parte 2. Autor: Prof. Cláudio Baptista Adaptado por: Prof. Ricardo Antonello Banco de Dados I Linguagem SQL Parte 2 Autor: Prof. Cláudio Baptista Adaptado por: Prof. Ricardo Antonello Introdução Como vimos, um SGBD possui duas linguagens: DDL: Linguagem de Definição de Dados. Usada

Leia mais

Structured Query Language (SQL)

Structured Query Language (SQL) SQL Histórico Structured Query Language (SQL) Foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation Language) para suas primeiras tentativas

Leia mais

SQL (com MySQL) Apresentação OBJETIVOS. Programação

SQL (com MySQL) Apresentação OBJETIVOS. Programação SQL (com MySQL) Programação Formato: Mentored - Presencial Preço: 395 ( Os valores apresentados não incluem IVA. Oferta de IVA a particulares e estudantes. ) Horário: Flexível das 2ª a 6ª das 9h às 21h30

Leia mais

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER Gerenciando Tabelas: DDL - DATA DEFINITION LANGUAG Criando uma tabela: CREATE TABLE CLIENTES ID VARCHAR4 NOT NULL, NOME VARCHAR30 NOT NULL, PAGAMENTO DECIMAL4,2 NOT NULL;

Leia mais

Objetos Persistentes. Objetos Persistentes: são objetos que requerem armazenamento persistente.

Objetos Persistentes. Objetos Persistentes: são objetos que requerem armazenamento persistente. Banco de Dados Objetos Persistentes ì Objetos Persistentes: são objetos que requerem armazenamento persistente. Exemplo: Instâncias da classe Descrição Produto devem ser armazenadas em uma base de dados.

Leia mais

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com SQL Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com Material dos professores Ana Carolina Salgado, Fernando Foncesa e Valéria Times (CIn/UFPE) SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta

Leia mais

Projeto de Banco de Dados

Projeto de Banco de Dados Projeto de Banco de Dados SQL-Consultas Comando SELECT Prof. Luiz Antônio Vivacqua C. Meyer (la.vivacqua@gmail.com) Sintaxe Geral SELECT [ALL/DISTINCT] coluna1, coluna2,..., colunan FROM nome_tabela1,

Leia mais

Prof. Fabiano Taguchi

Prof. Fabiano Taguchi BANCO DE DADOS Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com OPERAÇÕES LÓGICAS AND (E) Avalia as condições e devolve um valor verdadeiro caso ambas condições forem

Leia mais

BANCO DE DADOS OPERAÇÕES LÓGICAS 22/03/2015. AND (E) Avalia as condições e devolve um valor verdadeiro caso ambas condições forem corretas;

BANCO DE DADOS OPERAÇÕES LÓGICAS 22/03/2015. AND (E) Avalia as condições e devolve um valor verdadeiro caso ambas condições forem corretas; BANCO DE DADOS Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com OPERAÇÕES LÓGICAS AND (E) Avalia as condições e devolve um valor verdadeiro caso ambas condições forem

Leia mais

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5 Bases de Dados 2005/2006 Aula 5 Sumário -1. (T.P.C.) Indique diferenças entre uma tabela e uma relação. 0. A base de dados Projecto 1. SQL Join (variantes) a. Cross Join b. Equi-Join c. Natural Join d.

Leia mais

Avisos. SQL: Visões. Roteiro SELECT. Suporte de SQL para OLAP SQL DML CONTINUAÇÃO CONSULTAS AVANÇADAS. Cronograma das próximas aulas

Avisos. SQL: Visões. Roteiro SELECT. Suporte de SQL para OLAP SQL DML CONTINUAÇÃO CONSULTAS AVANÇADAS. Cronograma das próximas aulas Ciência da Computação GBC043 Sistemas de Banco de Dados Avisos SQL: Visões Profa. Maria Camila Nardini Barioni camila.barioni@ufu.br Bloco B - sala 1B137 1 semestre de 2019 Cronograma das próximas aulas

Leia mais

Linguagem de Consulta - SQL

Linguagem de Consulta - SQL Complementos da Linguagem SQL - Eliminando Tuplas Repetidas Exemplo: Obter o código das editoras que têm livros publicados CodEditora Titulo Publicacao... 04 Banco de Dados 1989 02 Análise 2000 01 XML

Leia mais

Consulta sobre múltiplas relações

Consulta sobre múltiplas relações Consulta sobre múltiplas relações BCD29008 Engenharia de Telecomunicações Prof. Emerson Ribeiro de Mello http://docente.ifsc.edu.br/mello/bcd 25 DE ABRIL DE 2019 Esquema usado nos próximos exemplos 1/36

Leia mais

Apresentação Modelo e SQL. André Luiz Montevecchi

Apresentação Modelo e SQL. André Luiz Montevecchi Apresentação Modelo e SQL André Luiz Montevecchi andreluiz@unipacbomdespacho.com.br Conceitos básicos de um modelo de dados Primary Key Foreign Key Padronização Modelo Sist. Odontológico Revisão SQL -

Leia mais

mod._1_teoria_sistemas de bancos de dados.doc

mod._1_teoria_sistemas de bancos de dados.doc SISTEMAS DE BANCOS DE DADOS Os Sistemas de Bancos de Dados apareceram para acabar com os problemas e desvantagens dos tradicionais Sistemas de Processamento de Arquivos, onde os registros permanentes eram

Leia mais