Termo de Execução Descentralizada 74 ( ) SEI / / pg. 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Termo de Execução Descentralizada 74 ( ) SEI / / pg. 1"

Transcrição

1 TERMO DE EXECUÇÃO DESCENTRALIZADA I - IDENTIFICAÇÃO: (TÍTULO/OBJETO DA DESPESA) Tít ulo: Capacit ação de Servidores O presente instrumento tem por objeto a formalização de Termo de Execução Descent ralizada dest inado à realização de cursos de educação cont inuada para desenvolviment o t écnico e gerencial, dest inados à capacit ação de servidores públicos vinculados à Universidade Federal do Cariri, os quais serão execut ados conforme condições e especificações const ant es do Plano de Trabalho. II - UG/GESTÃO-REPASSADORA E UG/GESTÃO-RECEBEDORA Unidade Administ rat iva Responsável: CDP/PROGEP da Universidade Federal do Cariri UG/Gest ão Repassadora: /26449 CNPJ: / Endereço: Divino Salvador, Rua Divino Salvador, 284, Bairro do Rosário, Barbalha-CE CEP: Responsável: Ricardo Luiz Lange Ness Cargo: Reit or Pró-Tempore CPF: RG: SSPDS/CE UG/Gest ão Recebedora: /11401 Escola Nacional de Administ ração Pública Enap. CNPJ: / Endereço: SAIS, Área 2-A, 2º andar CEP: Brasília (DF) Responsável: Francisco Gaet ani Cargo: Presidente CPF: RG: SSP/M G RG: III - JUSTIFICATIVA: ( MOTIVAÇÃO/CLIENTELA/CRONOGRAMA FÍSICO) A Fundação Escola Nacional da Administração Pública Enap é uma escola de governo do Poder Execut ivo Federal, vinculada ao M inist ério do Planejament o, Desenvolviment o e Gest ão M P. Conforme dispõe o art. 1º de seu Est at ut o, aprovado na forma do Anexo I do Decret o nº 8.902, de 10 de novembro de 2016, a Enap t em por finalidade promover, elaborar e execut ar programas de capacit ação de recursos humanos para a Administ ração Pública Federal, visando ao desenvolviment o e à aplicação de t ecnologias de gest ão que aumentem a eficácia e a qualidade permanente dos serviços prestados pelo Estado aos cidadãos, e tem o atividades preponderantes: I - elaborar e execut ar programas de formação inicial, de aperfeiçoament o de carreiras, de desenvolviment o t écnico gerencial e de capacit ação permanent e de agent es públicos; Termo de Execução Descentralizada 74 ( ) SEI / / pg. 1

2 II - ident ificar, produzir e difundir inovação e conheciment o sobre administ ração pública e gest ão de polít icas públicas; III - foment ar e desenvolver pesquisa nas áreas de administ ração pública e gest ão de polít icas públicas; IV - planejar, supervisionar e orient ar processos de recrut ament o e de seleção de pessoal para preenchiment o de cargos e funções da administ ração pública federal; V - prest ar assessoria t écnica quant o à elaboração de est rat égias e projet os de desenvolviment o inst it ucional, à formulação, à implement ação e à avaliação de polít icas públicas, na área de atuação da Enap; VI - desenvolver e mant er programas e projet os de cooperação nacional e int ernacional dest inados a suas finalidades inst it ucionais; VII - coordenar e supervisionar os programas de capacit ação gerencial de pessoal civil execut ados pelas escolas de governo da administ ração pública federal diret a, aut árquica e fundacional, conforme o disposto no parágrafo único do art. 6º do Decreto nº 5.707, de 23 de fevereiro de 2006; VIII - apoiar e promover programas de capacit ação dest inados à habilit ação de servidores para o exercício das Funções Comissionadas do Poder Execut ivo FCPE e para a ocupação de cargos em issão do Grupo Direção e Assessorament o Superiores DAS; e IX - inst it uir e coordenar o Sist ema de Escolas de Governo da União, nos t ermos do inciso XIII do caput do art. 3º do Decret o nº 5.707, de Vale dest acar que a Enap poderá execut ar as at ividades previst as no seu est at ut o para at ender a demandas de out ros ent es federados e de ent idades paraest at ais, sem prejuízo do at endiment o de sua finalidade básica. Nesse sent ido, para cumprir sua missão inst it ucional, a Enap poderá celebrar cont rat os, convênios, acordos ou ajust es organizações públicas ou privadas, nacionais ou int ernacionais. Para o cumpriment o de sua finalidade, a Enap configura-se o Inst it uição Cient ífica, Tecnológica e de Inovação ICT, nos t ermos da Lei nº , de 2 de dezembro de 2004, cabendo lhe o desenvolvimento de pesquisa básica ou aplicada, de caráter científico e tecnológico, e o desenvolvimento de novos produtos, serviços ou processos destinados a tecnologias de gestão que aument em a eficácia e a qualidade dos serviços prest ados pelo Est ado aos cidadãos. Nesse sent ido, a Universidade Federal do Cariri solicit ou a demanda para realização dos cursos Elaboração de Projet os, Gerenciament o de Projet os, Gest ão Est rat égia BSC, Gest ão por Compet ências e Oficina de Desenvolviment o de Equipes. Diante de todo o exposto, em observância ao inciso II do art. 12A do Decret o nº , de 25 de julho de 2007, e ao que dispõe o Decret o nº 8.902, de 10 de novembro de 2016, a realização das referidas at ividades pela Fundação Escola Nacional de Administ ração Pública Enap, definidas por meio do ofício propost a, t rarão benefício para a Universidade Federal do Cariri, uma vez que a celebração do Termo de Execução Descent ralizada busca viabilizar o aperfeiçoament o da gest ão administ rat iva e das polít icas públicas por intermédio de soluções de capacitação ou da assessoria técnica no processo de planejament o est rat égico. O Termo a ser firmado busca apoiar e viabilizar ofert a de cursos, previament e acordados pelas duas inst it uições, por meio de ofício propost a, e definidas em Plano de Trabalho. O cronograma físico, assim o quant it at ivo de t urmas e cursos serão det alhados em Plano de Trabalho que passará a por o present e Termo. Termo de Execução Descentralizada 74 ( ) SEI / / pg. 2

3 IV - RELAÇÃO ENTRE AS PARTES: (DESCRIÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DAS ATIVIDADES) 1 - Caberá à Universidade Federal do Cariri - UFCA: a) Efet ivar a descent ralização dos crédit os orçament ários e a t ransferência dos recursos financeiros na forma e prazos pact uados no Plano de Trabalho; b) Efet uar a fiscalização do Termo de Execução Descent ralizada, por meio de servidor especialment e designado, a quem pet irá dirimir as dúvidas que surgirem no curso da prestação dos serviços, podendo ter acesso às informações necessárias para o efetivo alcance do objeto do Plano de Trabalho; c) Providenciar a publicação do ext rat o do Termo de Execução Descentralizada no Diário Oficial da União, no prazo de 5 (cinco) dias a contar da data de sua assinatura; d) Not ificar, por escrit o, à Enap, ocorrências de event uais imperfeições no curso da execução do objeto, fixando prazo para sua correção; e) Aprovar, mediante análise prévia, a execução do objeto, bem o a prest ação de cont as relat ivas aos recursos repassados; f) Providenciar o deslocament o de docent es ou moderadores cont rat ados pela Enap, mediant e o cust eio das passagens aéreas e concessão de diárias (ou est adia, aliment ação e deslocament o int erno), quando eles forem de out ras Unidades Federadas, salvo casos em que for previamente acordada a cobertura de despesas diárias e passagens recursos do ; e g) Observar as regras e procediment os para a efet iva realização dos eventos, descritos e detalhados no Plano de Trabalho. 2 - Caberá à Fundação Escola Nacional de Administração Pública Enap: a) Promover a execução do objeto na forma e prazos estabelecidos no Plano de Trabalho previament e aprovado pelas aut oridades pet ent es; b) Permit ir o livre acesso de servidores do órgão repassador dos recursos, do órgão de Cont role Int erno e do Tribunal de Cont as da União aos locais, processos, document os e informações referent es ao Plano de Trabalho, bem o aos locais de execução de seu objeto; c) M ant er o órgão repassador informado sobre quaisquer event os que dificultem ou interrompam o curso normal da execução do objeto deste Plano de Trabalho; d) Rest it uir ao órgão repassador, caso haja, o saldo de recursos ao final da execução do projet o, na forma do dispost o no art. 60 da Port aria Int erminist erial M P/M F/CGU nº 424, de 30 de dezembro de 2016; e) Aplicar os recursos discriminados exclusivament e na consecução do objeto do Plano de Trabalho; f) Prestar contas dos serviços executados, de acordo a descrição do objet o e as et apas de execução const ant es no cronograma físico por meio de relatório de cumprimento de objeto; e g) M ant er os document os probat órios das despesas realizadas e serviços execut ados de que t rat am est e Termo de Execução Descent ralizada pelo prazo de 10 (dez) anos, nos t ermos do 3º do art. 4º da Portaria Interministerial MP/MF/CGU nº 424, de h) Efet uar, a prévia anuência do órgão descent ralizador/repassador, as alt erações de Nat ureza de Despesa necessárias à consecução do objet o pact uado. 3 - Previsão Orçamentária: (Detalhamento Orçamentário Previsão de Desembolso) A Universidade Federal do Cariri t ransferirá à Enap, por descent ralização orçament ária, a import ância de R$ ,00 (vint e mil e seiscent os reais) para o cumpriment o do objet o pact uado no present e instrumento e conforme consta no Plano de Trabalho. Termo de Execução Descentralizada 74 ( ) SEI / / pg. 3

4 Programa de Natureza da Valor (R$ Fonte trabalho/projeto/atividade Despesa 1,00) / , / , / ,00 Cronograma de desempenho assinatura do. T otal ,00 Fonte de recursos: Universidade Federal do Cariri - UFCA. 4 - Vigência O presente Termo vigorará até 31 de dezembro de V - DA PUBLICAÇÃO Caberá à unidade descent ralizadora providenciar a publicação do extrato deste Termo, bem o de eventuais termos aditivos, no Diário Oficial da União, na forma previst a no parágrafo único do art. 61 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de VI - DO FORO As cont rovérsias oriundas do present e Termo, não resolvidas diret ament e pelos part ícipes, deverão ser submet idas à Câmara de Conciliação e Arbit ragem da Administ ração Federal da Consult oria Geral da União da Advocacia Geral da União (CCAF/CGU/AGU), nos t ermos est abelecidos pela Portaria AGU nº 1.281, de 27 de setembro de VII - ASSINATURAS FRANCISCO GAETANI Presidente Fundação Escola Nacional de Administração Pública - Enap RICARDO LUIZ LANGE NESS Reitor Pró-Tempore Universidade Federal do Cariri - UFCA Documento assinado eletronicamente por RICARDO LUIZ LANGE NESS, Usuário Externo, em 14/06/2017, às 15:20, conforme horário oficial de Brasília e Resolução nº 9, de 04 de agosto de Documento assinado eletronicamente por Francisco Gaetani, Presidente, em 16/06/2017, às 17:19, conforme horário oficial de Brasília e Resolução nº 9, de 04 de agosto de A autenticidade deste documento pode ser conferida no site informando o código verificador e o código CRC 88D Ref erência: Processo nº / SEI nº Termo de Execução Descentralizada 74 ( ) SEI / / pg. 4

5 1. JUSTIFICATIVA PLANO DE TRABALHO A Fundação Escola Nacional de Administ ração Pública Enap, fundação pública federal vinculada ao M inist ério do Planejament o, Desenvolviment o e Gest ão, t em o missão est at ut ária desenvolver pet ências de servidores para aument ar a capacidade de governo na gest ão das polít icas públicas. A Escola est abeleceu o sua finalidade, ent re out ras, promover, elaborar e execut ar os programas de capacit ação de recursos humanos para a administ ração pública, conforme art. 1º do Anexo I ao Decreto nº 8.902, de 10 de novembro de 2016, que aprova o estatuto da Enap. Mais especificamente, a Diretoria de Educação Cont inuada - DEC t em por pet ência planejar, dirigir, coordenar, orient ar e avaliar a execução das at ividades de desenvolviment o de agent es públicos, além de apoiar os órgãos e as ent idades da administ ração pública federal na elaboração de est rat égias e projet os de desenvolviment o institucional. Por esse motivo, em consonância o art. 6º do Decreto n.º 5.707, de 23 de fevereiro de 2006, e considerando a ofert a de cursos e programas volt ados ao desenvolviment o t écnico e gerencial cont ínuos dos servidores públicos, a Universidade Federal do Cariri demandou a realização de cursos, vist as a capacit ar seu corpo t écnico gerencial. 2. OBJETO Realização dos cursos de Elaboração de Projet os, Gerenciament o de Projet os, Gest ão Est rat égia o uso do BSC, Gest ão por Compet ências e Oficina de Desenvolviment o de Equipes Carga-Horária Curso Carga Horária Elaboração de Projetos 40 Gerenciamento de Projetos 24 Gestão Estratégia BSC 32 Gestão por Competências 24 Oficina de Desenvolvimento de Equipes 20 Total Local de Realização Nas dependências da Universidade Federal do Cariri - UFCA. 3. CRONOGRAMA DE ATIVIDADE, META FÍSICA DE EXECUÇÃO E VALOR DO PROJETO 3.1. Cronograma de At ividades e Met a de Execução O cronograma de at ividades será definido em moment o post erior à assinat ura do Termo de Execução Descent ralizada - a devida descent ralização dos recursos. Cursos CH Início Fim Horário Elaboração de Projetos 40 Meta : alunos capacitados Plano de Trabalho 101 ( ) SEI / / pg. 5

6 Gerenciamento de Projetos 24 Gestão da Estratégia o uso do BSC 32 Gestão por Competências 24 Oficina de Desenvolvimento de Equipes 20 (*) O cronograma oficial será encaminhado pela Enap por meio de unicação eletrônica, realizada entre os interlocutores de cada instituição Valor do Projet o Custo do Projeto e Cronograma de Desembolso O custo total estimado é de R$ ,00, referentes à realização dos eventos de capacitação programados, que totalizam 140 horas de atividades. A descentralização do crédito deverá ser efetivada para a UG Gestão 11401, em parcela única, considerando-se os element os de despesa e cronograma a seguir: Curso Elaboração de Projetos Gerenciamento de Projetos Gestão da Estratégia o uso do BSC Gestão por Competências Resumo por elemento de despesa Valor por turma - R$ 4.000, , Encargos 800, ,00 620, Encargos 480, ,00 860, Encargos 640, ,00 N de turmas Total - R$ , , , ,00 Cronograma de Desembolso Plano de Trabalho 101 ( ) SEI / / pg. 6

7 Competências Oficina de Desenvolvimento de Equipes 620, Encargos 480, ,00 500, Encargos 400, , ,00 Resumo geral por element o de despesa Resumo geral por elemento de despesa Valor T otal (R$) , , Encargos 2.800,00 T otal ,00 Font e de Recursos: Universidade Federal do Cariri - UFCA. 4. APROVAÇÃO FRANCISCO GAETANI Presidente Fundação Escola Nacional de Administração Pública - Enap RICARDO LUIZ LANGE NESS Reitor Pró-Tempore Universidade Federal do Cariri - UFCA Documento assinado eletronicamente por RICARDO LUIZ LANGE NESS, Usuário Externo, em 14/06/2017, às 15:21, conforme horário oficial de Brasília e Resolução nº 9, de 04 de agosto de Documento assinado eletronicamente por Francisco Gaetani, Presidente, em 16/06/2017, às 17:19, conforme horário oficial de Brasília e Resolução nº 9, de 04 de agosto de A autenticidade deste documento pode ser conferida no site informando o código verificador e o código CRC B4AAD82D. Referência: Processo nº / SEI nº Plano de Trabalho 101 ( ) SEI / / pg. 7

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03/2016

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03/2016 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03/2016 Dispõe sobre o fluxo de processos de parcerias no IFSC. A Reitora do Instituto Federal de Santa Catarina, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pela Lei 11.892/2008,

Leia mais

PRIMEIRO TERMO ADITIVO AO TERMO DE EXECUÇÃO DESCENTRALIZADA Nº 04/2014/ANAC/SAC-PR

PRIMEIRO TERMO ADITIVO AO TERMO DE EXECUÇÃO DESCENTRALIZADA Nº 04/2014/ANAC/SAC-PR PRIMEIRO TERMO ADITIVO AO TERMO DE EXECUÇÃO DESCENTRALIZADA Nº 04/2014/ANAC/SAC-PR Primeiro Termo Aditivo ao Termo de Execução Descentralizada nº 04/2014/ANAC/SAC-PR que entre si celebram a Agência Nacional

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 46/2011, de 03 de novembro de 2011.

RESOLUÇÃO Nº 46/2011, de 03 de novembro de 2011. RESOLUÇÃO Nº 46/2011, de 03 de novembro de 2011. O Presidente do Conselho Superior do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

Professor Jaime Arturo Ramírez Presidente do Conselho Universitário

Professor Jaime Arturo Ramírez Presidente do Conselho Universitário RESOLUÇÃO N o 02/2015, DE 31 DE MARÇO DE 2015 Estabelece o Regimento do Centro Esportivo Universitário, reeditando, com alterações, a Resolução n o 13/1993, de 02 de setembro de 1993. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

Art. 3º Esta Instrução Normativa entra em vigor nesta data.

Art. 3º Esta Instrução Normativa entra em vigor nesta data. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 08, DE 03 DE JUNHO DE 2015. Normatiza o fluxo para a realização de convênios entre o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul e instituições públicas

Leia mais

REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS CAPÍTULO I FINALIDADE E COMPETÊNCIA

REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS CAPÍTULO I FINALIDADE E COMPETÊNCIA REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS CAPÍTULO I FINALIDADE E COMPETÊNCIA Art. 1º - A Secretaria de Relações Institucionais SERIN, criada pela Lei nº 10.549, de 28 de dezembro de 2006, tem

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Nº 3/TRF4

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Nº 3/TRF4 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO Rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, 300 - Bairro Praia de Belas - CEP 90010-395 - Porto Alegre - RS - www.trf4.jus.br ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Nº 3/TRF4 ACORDO

Leia mais

CHECK LIST DA MINUTA DO CONVÊNIO. 1 Preâmbulo contento numeração seqüencial no SICONV (art. 42, Portaria Int. 507/2011)

CHECK LIST DA MINUTA DO CONVÊNIO. 1 Preâmbulo contento numeração seqüencial no SICONV (art. 42, Portaria Int. 507/2011) CHECK LIST DA MINUTA DO CONVÊNIO Descrição Atendimento Sim N/S Não Fls. 1 Preâmbulo contento numeração seqüencial no SICONV (art. 42, Portaria Int. 2 Qualificação completa dos partícipes (art. 42, Portaria

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O Nº 108/2000-CAD/UNICENTRO

R E S O L U Ç Ã O Nº 108/2000-CAD/UNICENTRO R E S O L U Ç Ã O Nº 108/2000-CAD/UNICENTRO Celebra Termo de Convênio de Cooperação Técnica, Administrativa, Científica, Educacional, Social, Esportiva e Cultural, firmado entre a UNICENTRO e o SINTESU,

Leia mais

NORMA DE AFASTAMENTO DE DOCENTES PARA PRESTAR COLABORAÇÃO TÉCNICA EM OUTRA INSTITUIÇÃO - UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ -

NORMA DE AFASTAMENTO DE DOCENTES PARA PRESTAR COLABORAÇÃO TÉCNICA EM OUTRA INSTITUIÇÃO - UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ - NORMA DE AFASTAMENTO DE DOCENTES PARA PRESTAR COLABORAÇÃO TÉCNICA EM OUTRA INSTITUIÇÃO - UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ - O (Cepead) da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), no uso de suas atribuições

Leia mais

DECRETO Nº DE 16 DE FEVEREIRO DE 1998

DECRETO Nº DE 16 DE FEVEREIRO DE 1998 DECRETO Nº 19.520 DE 16 DE FEVEREIRO DE 1998 Aprova o Estatuto da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba - FAPESQ, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DA PARAIBA, no uso das atribuições

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 28/2016/CONSUP, DE 13 DE MAIO DE CONSELHO SUPERIOR PRO TEMPORE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI

RESOLUÇÃO Nº 28/2016/CONSUP, DE 13 DE MAIO DE CONSELHO SUPERIOR PRO TEMPORE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI RESOLUÇÃO Nº 28/2016/CONSUP, DE 13 DE MAIO DE 2016. CONSELHO SUPERIOR PRO TEMPORE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI Dispõe sobre o processo de prestação de serviços pela Universidade Federal do Cariri

Leia mais

*2FF6B6EB* PROJETO DE LEI. Dispõe sobre o Sistema Nacional de Emprego, criado pelo Decreto n o , de 8 de outubro de 1975.

*2FF6B6EB* PROJETO DE LEI. Dispõe sobre o Sistema Nacional de Emprego, criado pelo Decreto n o , de 8 de outubro de 1975. ** PROJETO DE LEI Dispõe sobre o Sistema Nacional de Emprego, criado pelo Decreto n o 76.403, de 8 de outubro de 1975. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei, tendo em vista o disposto no inciso

Leia mais

TUTORIAL DO EDITAL CAPES Nº 6/2017. PROGRAMA STIC AmSud/CAPES

TUTORIAL DO EDITAL CAPES Nº 6/2017. PROGRAMA STIC AmSud/CAPES TUTORIAL DO EDITAL CAPES Nº 6/2017 PROGRAMA STIC AmSud/CAPES Abril/2017 PROGRAMA STIC AmSud/CAPES EDITAL Nº 6/2017 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, Fundação Pública,

Leia mais

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E C R I S T A L / RS. LEI nº 1330/2014.

P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E C R I S T A L / RS. LEI nº 1330/2014. LEI nº 1330/2014. AUTORIZA A PREFEITURA MUNICIPAL DE CRISTAL A FIRMAR CONVÊNIO COM A SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL PARA DELEGAÇÃO DE ATRIBUIÇÕES DE FISCALIZAÇÃO, LANÇAMENTO DE CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS

Leia mais

PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos.

PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos. PORTARIA Nº 2.164, 30 de Setembro de 2011 Aprova o Regimento Interno da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos. O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições que lhes

Leia mais

CAPÍTULO I DOS CONTRATOS, CONVÊNIOS, ACORDOS E AJUSTES

CAPÍTULO I DOS CONTRATOS, CONVÊNIOS, ACORDOS E AJUSTES RESOLUÇÃO Nº 25/14- CONSUP, DE 12 DE AGOSTO DE 2014 CONSELHO SUPERIOR PRO TEMPORE DA Dispõe sobre o relacionamento da UFCA com as Fundações de Apoio. O VICE-REITOR DA, Prof. Ricardo Luiz Lange Ness, no

Leia mais

INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFMS

INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFMS INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DO IFMS JULHO / 2017 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO DO SUL IFMS Endereço: Rua Ceará, 972 - Campo Grande - MS CEP: 79.021-000

Leia mais

Da Finalidade e Objetivos

Da Finalidade e Objetivos SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA TECNOLOGIA DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO REGULAMENTAÇÃO DO NÚCLEO DE TECNOLOGIA ASSISTIVA Regulamenta a atuação

Leia mais

,~.V'I>. ".., '.. '"...----- , " "~'" "'.. '..::. .'~

,~.V'I>. .., '.. '...----- ,  ~' '.. '..::. .'~ .,,~.V'I>. ".., '.. '"...-----, " "~'" "'.. '..::. TERMO DE EXECUÇÃO DES'CENTRALlZADA N OllZ014 NOS TERMOS DO DECRETO N 6.170, DE 25 DE JULHO DE 20Ó7, alterado pelo Decreto no8.180, de 30 de dezembro de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 26/99. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍ- RITO SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias;

RESOLUÇÃO Nº 26/99. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍ- RITO SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias; RESOLUÇÃO Nº 26/99 INSTITUI, NO ÂMBITO DA UFES, O PRO- GRAMA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO VOLUNTÁRIO E APROVA O MODELO DO TERMO DE ADESÃO E DE CERTIFICADO. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO

Leia mais

REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS - SERIN CAPÍTULO I -FINALIDADE E COMPETÊNCIAS

REGIMENTO DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS - SERIN CAPÍTULO I -FINALIDADE E COMPETÊNCIAS DECRETO Nº 16.294 DE 26 DE AGOSTO DE 2015 Aprova o Regimento da Secretaria de Relações Institucionais - SERIN. O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, no uso da atribuição que lhe confere o inciso XIX do art.

Leia mais

RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N o 01/2002

RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N o 01/2002 RESOLUÇÃO COMPLEMENTAR N o 01/2002 De 17 de janeiro de 2002 Autoriza a criação do Centro de Treinamento Olímpico - CTO, como Órgão Complementar vinculado à Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia

Leia mais

TERMO DE CONCESSÃO E ACEITAÇÃO DE APOIO FINANCEIRO A PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA E/OU TECNOLÓGICA

TERMO DE CONCESSÃO E ACEITAÇÃO DE APOIO FINANCEIRO A PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA E/OU TECNOLÓGICA 1 / 7 TERMO DE CONCESSÃO E ACEITAÇÃO DE APOIO FINANCEIRO A PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA E/OU TECNOLÓGICA CONCEDENTE: NOME: CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO NATUREZA JURÍDICA:

Leia mais

PORTARIA Nº 72, DE 12 DE MAIO DE 2017

PORTARIA Nº 72, DE 12 DE MAIO DE 2017 PORTARIA Nº 72, DE 12 DE MAIO DE 2017 Altera a Portaria DENATRAN nº 15, de 18 de janeiro de 2016. O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso das atribuições que lhe foram conferidas

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA PORTARIA Nº 754, DE 3 DE OUTUBRO DE 2006

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA PORTARIA Nº 754, DE 3 DE OUTUBRO DE 2006 MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA PORTARIA Nº 754, DE 3 DE OUTUBRO DE 2006 O MINISTRO DE ESTADO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso II, da

Leia mais

Instrução Normativa Proppi nº 01 de 04 de abril de 2017.

Instrução Normativa Proppi nº 01 de 04 de abril de 2017. Instrução Normativa Proppi nº 01 de 04 de abril de 2017. Regulamenta o Programa de Auxílio à Apresentação de Trabalhos em Eventos Científicos e de Inovação, no país e no exterior, por SERVIDORES EFETIVOS

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07, DE 29 DE JULHO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 07, DE 29 DE JULHO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 07, DE 29 DE JULHO DE 2010 Dispõe sobre a regulamentação da prestação de serviços por meio de convênios, contratos ou acordos com entidades públicas e privadas. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 52.567, DE 23 DE SETEMBRO DE 2015. (publicado no DOE n.º 183, de 24 de setembro de 2015) Dispõe sobre o

Leia mais

DECISÃO Nº 265/2009 D E C I D E. aprovar o Regimento Interno do Instituto de Informática, como segue:

DECISÃO Nº 265/2009 D E C I D E. aprovar o Regimento Interno do Instituto de Informática, como segue: CONSUN Conselho Universitário DECISÃO Nº 265/2009 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 17/7/2009, tendo em vista o constante no processo nº 23078.004276/99-63, de acordo com o Parecer nº 213/2009 da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO TERMO DE RESPONSABILIDADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO TERMO DE RESPONSABILIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO TERMO DE RESPONSABILIDADE Termo de Responsabilidade que entre si celebram a... (Escola/Faculdade da UFMG)... e o(a)... (Órgão/Unidade da UFMG)...,

Leia mais

TERMO DE EXECUÇÃO DESCENTRALIZADA Nº 02/2014.

TERMO DE EXECUÇÃO DESCENTRALIZADA Nº 02/2014. TERMO DE EXECUÇÃO DESCENTRALIZADA Nº 02/2014. Termo de Execução Descentralizada que entre si celebram a Agência Nacional de Aviação Civil ANAC e a Escola de Administração Fazendária ESAF para realização

Leia mais

TUTORIAL DO EDITAL CAPES/PAEP Nº 03/2017 PROPOSTAS DE EVENTOS CIENTÍFICOS NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE APOIO A EVENTOS NO PAÍS

TUTORIAL DO EDITAL CAPES/PAEP Nº 03/2017 PROPOSTAS DE EVENTOS CIENTÍFICOS NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE APOIO A EVENTOS NO PAÍS TUTORIAL DO EDITAL CAPES/PAEP Nº 03/2017 PROPOSTAS DE EVENTOS CIENTÍFICOS NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE APOIO A EVENTOS NO PAÍS Março/2017 EDITAL CAPES/PAEP Nº 03/2017 Chamada Pública de propostas de eventos

Leia mais

I - DOS RECURSOS ORIUNDOS DOS ACORDOS DE EMPRÉSTIMOS OU CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS NÃO REEMBOLSÁVEIS

I - DOS RECURSOS ORIUNDOS DOS ACORDOS DE EMPRÉSTIMOS OU CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS NÃO REEMBOLSÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 06, DE 27 DE OUTUBRO DE 2004. Dispõe sobre os procedimentos de movimentação de recursos externos e de contrapartida nacional, em moeda ou bens e/ou serviços, decorrentes dos acordos

Leia mais

o REITOR "PRO TEMPORE" DO INSTITUTO FEDERAL DEfDUCAÇÃO'

o REITOR PRO TEMPORE DO INSTITUTO FEDERAL DEfDUCAÇÃO' INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CI~NCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO PORTARIA N2 182, DE 23 DE FEVEREIRO DE 2011 o REITOR "PRO TEMPORE" DO INSTITUTO FEDERAL DEfDUCAÇÃO' CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 020/2015 DE 05 DE MARÇO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 020/2015 DE 05 DE MARÇO DE 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 020/2015 DE 05

Leia mais

- REGIMENTO INTERNO. Secretaria de Comunicação. Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº /06 e Nº

- REGIMENTO INTERNO. Secretaria de Comunicação. Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº /06 e Nº - REGIMENTO INTERNO Secretaria de Comunicação Leis Nº 6.529/05 e Nº 6.551/06, Decretos Nº 12.659/06 e Nº 15.052 I - Secretaria Executiva: - assessorar o Secretário Municipal no exercício de suas atribuições;

Leia mais

MINUTA DA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 021/2012

MINUTA DA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 021/2012 MINUTA DA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº. 021/2012 DISPÕE SOBRE NORMAS GERAIS A SEREM OBSERVADAS PELO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL NA ELABORAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS - LDO. DATA: 14 de novembro de 2012.

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA CONVÊNIO N.º 003/2008 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO/ E A FUNDAÇÃO ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO, PARA OS FINS QUE ESPECIFICA. O MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 20, DE 04 DE ABRIL DE

LEI COMPLEMENTAR Nº 20, DE 04 DE ABRIL DE LEI COMPLEMENTAR Nº 20, DE 04 DE ABRIL DE 2002-06-07 DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE ALAGOAS FAPEAL, INSTITUÍDA PELA LEI COMPLEMENTAR Nº 05, DE 27 DE SETEMBRO

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO. EDITAL N.º 198, de 22 de Setembro de 2017

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO. EDITAL N.º 198, de 22 de Setembro de 2017 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL N.º 198, de 22 de Setembro de 2017 O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL IFFluminense, no uso de suas atribuições legais, torna público o Edital

Leia mais

Profa. Dra. Gioconda Santos e Souza Martínez Presidenta do Conselho Universitário/UFRR

Profa. Dra. Gioconda Santos e Souza Martínez Presidenta do Conselho Universitário/UFRR Resolução nº 010/2015-CUni MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CONSELHO UNIVERSITÁRIO Av. Capitão Ena Garcez nº 2413, Bairro Aeroporto, CEP: 69.310-000 - Boa Vista/RR Fone (095)3621-3108

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS RESOLUÇÃO N o 14/2013, DE 02 DE JULHO DE 2013 Reedita, com alterações, a Resolução n o 03/2006, de 29 de junho de 2006, que aprovou o Regimento do Centro de Microscopia da UFMG. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

Convênios e Contratos Acadêmicos Financiamento de Projetos nas Universidades Públicas Federais

Convênios e Contratos Acadêmicos Financiamento de Projetos nas Universidades Públicas Federais Convênios e Contratos Acadêmicos Financiamento de Projetos nas Universidades Públicas Federais Lidia Maria A. Rodella 16.03.2017 Sobre o que vamos falar? 1. Tipos de instrumentos jurídicos e números na

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 118, DE 22 DE OUTUBRO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 118, DE 22 DE OUTUBRO DE 2015 RESOLUÇÃO Nº 118, DE 22 DE OUTUBRO DE 2015 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 68ª Reunião Ordinária, realizada no dia 22 de outubro de 2015, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

ACIC - Quem somos e o que fazemos?

ACIC - Quem somos e o que fazemos? Programação Equipe e atribuições da ACIC. Tipos de parcerias celebradas. Quero celebrar um parceria, por onde começo? Fluxo interno. Execução e Acompanhamento. Resolução ConsUni nº 135 que normatiza a

Leia mais

Aos clientes VISÃO CONSULTORIA Tarumã,SP, 09 de Janeiro de MEMO nº 01/2017.

Aos clientes VISÃO CONSULTORIA Tarumã,SP, 09 de Janeiro de MEMO nº 01/2017. Aos clientes VISÃO CONSULTORIA Tarumã,SP, 09 de Janeiro de 2017. MEMO nº 01/2017. Assunto: DECRETO QUE ALTERA O DECRETO Nº 6.170 DE 5 DE JULHO DE 2007. Prezados (as) Senhores (as): Dispõe sobre as normas

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS Estado do Rio de Janeiro CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS Gabinete do Vereador Thimoteo Cavalcanti Projeto de Resolução N.º004/2015 O Projeto de Resolução cria a Escola Legislativa da Câmara Municipal

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI. Conselho Universitário - CONSU

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI. Conselho Universitário - CONSU MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI Conselho Universitário - CONSU RESOLUÇÃO N.º XXX CONSU, DE XXX DE XXX DE 2014. RESOLVE: Estabelece o Regimento Interno e

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 001, de 10 de fevereiro de 2014. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO Disciplina os procedimentos administrativos relativos à tramitação

Leia mais

PORTARIA GM N , DE 28 DE DEZEMBRO DE 2017 Altera a Portaria de Consolidação nº 6/GM/MS, de 28 de setembro de 2017, para dispor sobre o

PORTARIA GM N , DE 28 DE DEZEMBRO DE 2017 Altera a Portaria de Consolidação nº 6/GM/MS, de 28 de setembro de 2017, para dispor sobre o PORTARIA GM N. 3.992, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2017 Altera a Portaria de Consolidação nº 6/GM/MS, de 28 de setembro de 2017, para dispor sobre o financiamento e a transferência dos recursos federais para as

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 5 09/02/2009 07:57 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.825, DE 29 DE JUNHO DE 2006. Estabelece as diretrizes para elaboração do Plano de Desenvolvimento

Leia mais

GOVERNO DE SERGIPE DECRETO Nº DE 11 DE OUTUBRO DE

GOVERNO DE SERGIPE DECRETO Nº DE 11 DE OUTUBRO DE Publicação no D.O.E. do dia 13/10/2010 Dispõe sobre a Regulamentação do Fundo Estadual de Recursos Hídricos FUNERH, de que trata a Lei nº 6.964, de 12 de julho de 2010, e dá providências correlatas. O

Leia mais

Prefeitura Municipal de Rio Claro Estado de São Paulo Secretaria Municipal da Educação

Prefeitura Municipal de Rio Claro Estado de São Paulo Secretaria Municipal da Educação De 09 de dezembro de 2010 Dispõe sobre os procedimentos para evolução funcional dos Profissionais do Magistério do primeiro processo de Progressão Horizontal nos termos da Lei 3777 de 15 de outubro de

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA DE ESPIGÃO DO OESTE Procuradoria Geral do Município LEI Nº 1.532/2011

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA DE ESPIGÃO DO OESTE Procuradoria Geral do Município LEI Nº 1.532/2011 LEI Nº 1.532/2011 Dispõe sobre a autonomia financeira das unidades escolares urbanas e rurais da rede pública municipal de Ensino, orienta sua implantação, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS,

O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS, TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E PEDAGÓGICA QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS - TJAM, A ESCOLA SUPERIOR DE MAGISTRATURA DO AMAZONAS- ESMAM, E A DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIO

PROCEDIMENTO PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIO PROCEDIMENTO PARA CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIO 1. Abertura de processo pelo COORDENADOR DO PROJETO, sendo juntados os seguintes documentos: 1.1. Ofício de encaminhamento do projeto, assinado por seu COORDENADOR,

Leia mais

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO RESUMO EXECUTIVO JUSTIFICATIVA TERMO DE ABERTURA DO PROJETO AMPLIADO

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO RESUMO EXECUTIVO JUSTIFICATIVA TERMO DE ABERTURA DO PROJETO AMPLIADO PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO TERMO DE ABERTURA DO PROJETO AMPLIADO Portfólio de Projetos Estratégicos de 2013 Objetivo Estratégico: PM09 - Implementar política de de servidores em consonância com os objetivos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.825, DE 29 DE JUNHO DE 2006. Estabelece as diretrizes para elaboração do Plano de Desenvolvimento dos Integrantes do Plano

Leia mais

Universidade Federal da Bahia. Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional. Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento

Universidade Federal da Bahia. Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional. Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento Unidade Universidade Federal da Bahia Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento Processo Acordos tripartite entre a UFBA Sistema de Desenvolvimento Institucional PO - Procedimento Operacional 1 de 5 Glossário

Leia mais

PORTARIA CADE Nº 91, DE 12 DE ABRIL DE 2016.

PORTARIA CADE Nº 91, DE 12 DE ABRIL DE 2016. Boletim de Serviço Eletrônico em 13/04/2016 Ministério da Justiça MJ Conselho Administrativo de Defesa Econômica CADE SEPN 515 Conjunto D, Lote 4 Ed. Carlos Taurisano, 1º andar Bairro Asa Norte, Brasília/DF,

Leia mais

NORMA DE PROGRAMA DE BOLSA DE EXTENSÃO PARA ALUNOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ -PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO-

NORMA DE PROGRAMA DE BOLSA DE EXTENSÃO PARA ALUNOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ -PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO- NORMA DE PROGRAMA DE BOLSA DE EXTENSÃO PARA ALUNOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ -PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO- CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - A presente norma fixa os procedimentos para

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SERGIPE RESOLUÇÃO CREMESE Nº 01/2014

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SERGIPE RESOLUÇÃO CREMESE Nº 01/2014 RESOLUÇÃO CREMESE Nº 01/2014 Institui e regulamenta no âmbito do Conselho Regional de Medicina do Estado de Sergipe os cargos de Coordenador de Gabinete, Coordenador Administrativo e Coordenador de Gestão,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 193-CONSELHO SUPERIOR, de 2 de março de 2015.

RESOLUÇÃO Nº 193-CONSELHO SUPERIOR, de 2 de março de 2015. RESOLUÇÃO Nº 193-CONSELHO SUPERIOR, de 2 de março de 2015. APROVA O REGULAMENTO DO PAGAMENTO DA GRATIFICAÇÃO POR ENCARGO DE CURSOS E CONCURSOS DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 086/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 086/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 086/2005-CEPE/UNICENTRO Cria o Núcleo de Educação a Distância da Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO e aprova o seu Regulamento. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE,

Leia mais

FINANCIAMENTO FEDERAL

FINANCIAMENTO FEDERAL FINANCIAMENTO FEDERAL SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE O art. 198 da CF preconiza que as ações e serviços públicos de saúde - asps integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema único organizado

Leia mais

Campus Porto Alegre PORTARIA Nº. 128, DE 17 DE JUNHO DE 2011.

Campus Porto Alegre PORTARIA Nº. 128, DE 17 DE JUNHO DE 2011. PORTARIA Nº. 128, DE 17 DE JUNHO DE 2011. O Diretor-Geral do IFRS -, no uso das atribuições legais que lhe são conferidas pela Portaria nº 08/2009, R E S O L V E: Art. 1º Regulamentar a concessão de auxílio

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires PROJETO-DE-LEI Nº 044, DE 20 DE MAIO DE 2015 Poder Executivo Autoriza o Poder Executivo a celebrar convênio com a ASSOCIAÇÃO DE TURISMO DA REGIÃO DO VALE DO RIO PARDO ATURVARP, na forma que especifica.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/2008 REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL OBRIGATÓRIO DOS CURSOS TÉCNICOS

RESOLUÇÃO Nº 01/2008 REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL OBRIGATÓRIO DOS CURSOS TÉCNICOS RESOLUÇÃO Nº 01/2008 REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL OBRIGATÓRIO DOS CURSOS TÉCNICOS CAPÍTULO I DO ESTÁGIO PROFISSINAL OBRIGATÓRIO E SUAS FINALIDADES Art. 1º - O Estágio Profissional Obrigatório, previsto

Leia mais

LEI Nº. 812, DE 04 DE MAIO DE 2010.

LEI Nº. 812, DE 04 DE MAIO DE 2010. LEI Nº. 812, DE 04 DE MAIO DE 2010. AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A CRIAR O PROGRAMA MUNICIPAL DE INCENTIVO A PRODUÇÃO LEITEIRA, ATRAVÉS DE PROGRAMA DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL, AUTORIZA CELEBRAR

Leia mais

Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos. Resolução ProfÁgua Nº 005/ Pagamento de Bolsa PROFÁGUA

Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos. Resolução ProfÁgua Nº 005/ Pagamento de Bolsa PROFÁGUA Resolução ProfÁgua Nº 005/2017 - Pagamento de Bolsa PROFÁGUA Dispõe sobre o Programa de Bolsa Monitoria, Tutoria e Coordenação de Tutoria de EAD do Programa de Pós- Graduação de Mestrado Profissional em

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regimento tem por finalidade disciplinar as atividades do Núcleo de Tecnologia da Informação,

Leia mais

MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE RECURSOS LOGÍSTICOS

MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE RECURSOS LOGÍSTICOS TERMO ADITIVO AO CONTRATO N 25/2013-MC PRIMEIRO TERMO ADITIVO AO CONTRATO ADMINISTRATIVO, QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIÃO, POR INTERMÉDIO DO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES, E A EMPRESA 01 S/A. A União, por

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 003 DE 26 DE MARÇO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 003 DE 26 DE MARÇO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CONSELHO DO CAMPUS DE SALVADOR RESOLUÇÃO Nº 003 DE 26 DE MARÇO DE 2015

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº CONSU, DE 07 DE AGOSTO DE 2009.

RESOLUÇÃO Nº CONSU, DE 07 DE AGOSTO DE 2009. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI CONSU RESOLUÇÃO Nº. 16 - CONSU, DE 07 DE AGOSTO DE 2009. Aprova o Regimento interno da Diretoria de Relações Internacionais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABIRITO C O N V Ê N I O Nº 044/2013 Que entre si celebram de um lado o MUNICÍPIO DE ITABIRITO, pessoa jurídica de direito público interno, inscrição no CNPJ sob o nº 18.307.835/0001-54, com endereço a Avenida

Leia mais

MUNICÍPIO DE MARATAÍZES ESPÍRITO SANTO

MUNICÍPIO DE MARATAÍZES ESPÍRITO SANTO Página 1 de 5 LEI N 1187 de 04 de maio de 2009 AUTORIZA O CHEFE DO EXECUTIVO MUNICIPAL A REPASSAR AJUDA FINANCEIRA À ASSOCIAÇÃO CASA DE DAVI - ACD E DÁ OUTRAS PROVIDENCIAS. O de Marataízes, Estado do Espírito

Leia mais

PORTARIA R N.º 080/2009, de 18 de maio de Processo: /

PORTARIA R N.º 080/2009, de 18 de maio de Processo: / PORTARIA R N.º 080/2009, de 18 de maio de 2009 : 23000.091441/2009-33 O Reitor Pro Tempore do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Sudeste de Minas Gerais, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 38, DE 9 DE MARÇO DE 2017 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO E GESTÃO

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 38, DE 9 DE MARÇO DE 2017 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO E GESTÃO PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 38, DE 9 DE MARÇO DE 2017 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO E GESTÃO GABINETE DO MINISTRO DOU de 10/03/2017 (nº 48, Seção 1, pág. 74) Dispõe sobre procedimentos e

Leia mais

Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília PORTARIA NORMATIVA Nº001, DE 07 DE MARÇO DE 2017

Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília PORTARIA NORMATIVA Nº001, DE 07 DE MARÇO DE 2017 PORTARIA NORMATIVA Nº001, DE 07 DE MARÇO DE 2017 Aprova as Diretrizes para a Gestão das Atividades Administrativas; de Pesquisa, Inovação e Extensão desenvolvidas pelos Servidores Integrantes do Plano

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CENTRO DE AQUISIÇÃO E PROCESSAMENTO DE IMAGENS DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS UFMG (CAPI ICB/UFMG) CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

REGIMENTO INTERNO CENTRO DE AQUISIÇÃO E PROCESSAMENTO DE IMAGENS DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS UFMG (CAPI ICB/UFMG) CAPÍTULO I DAS FINALIDADES 1 REGIMENTO INTERNO CENTRO DE AQUISIÇÃO E PROCESSAMENTO DE IMAGENS DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS UFMG (CAPI ICB/UFMG) CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - O Centro de Aquisição e Processamento de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO TAQUARI CONSISA-VRT

REGIMENTO INTERNO CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO TAQUARI CONSISA-VRT REGIMENTO INTERNO CONSORCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO VALE DO TAQUARI CONSISA-VRT CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO Art. 1º - O presente Regimento Interno regulamenta as atribuições do Consórcio Intermunicipal

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 02/2006, DE 08 DE JUNHO DE Aprova o Regimento da Auditoria-Geral da UFMG, e revoga a Resolução n o 08/85, de 14 de junho de 1985

RESOLUÇÃO N o 02/2006, DE 08 DE JUNHO DE Aprova o Regimento da Auditoria-Geral da UFMG, e revoga a Resolução n o 08/85, de 14 de junho de 1985 RESOLUÇÃO N o 02/2006, DE 08 DE JUNHO DE 2006 Aprova o Regimento da Auditoria-Geral da UFMG, e revoga a Resolução n o 08/85, de 14 de junho de 1985 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO Nepomuceno, 19 de maio de 2014. MENSAGEM Nº 018/2014 Exmo. Sr. Francisco Ricardo Gattini DD. Presidente da Câmara Municipal de NEPOMUCENO MG Senhor Presidente, Submeto à consideração da Augusta Casa Legislativa,

Leia mais

RESOLUÇÃO N 23, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2010

RESOLUÇÃO N 23, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2010 RESOLUÇÃO N 23, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2010 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sessão de 16 de dezembro de 2010, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo artigo 19 do

Leia mais

DIRETORIA DE PROGRAMAS E BOLSAS NO PAÍS DPB

DIRETORIA DE PROGRAMAS E BOLSAS NO PAÍS DPB DIRETORIA DE PROGRAMAS E BOLSAS NO PAÍS DPB Coordenação Geral de Programas Estratégicos CGPE 1. OBJETIVO Objetivo Geral O referido Edital tem por principal objetivo promover e fomentar a realização de

Leia mais

MINUTA PLANO DE TRABALHO Nº /2010 FUNDAÇÃO

MINUTA PLANO DE TRABALHO Nº /2010 FUNDAÇÃO MINUTA PLANO DE TRABALHO Nº /2010 FUNDAÇÃO PROJETO: Curso de Especialização em Epidemiologia 2ª Turma 1 Identificação do objeto a ser executado: a) Unid./Orgão: Instituto de Patologia Tropical e Saúde

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 32, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 32, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 32, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013. Dispõe sobre o Pacto de Aprimoramento da Gestão dos Estados e do Distrito Federal no âmbito do Sistema Único de Assistência Social SUAS, estabelece a revisão

Leia mais

LEI Nº. 1127, DE 12 DE MARÇO DE (Autoria: Poder Executivo)

LEI Nº. 1127, DE 12 DE MARÇO DE (Autoria: Poder Executivo) LEI Nº. 1127, DE 12 DE MARÇO DE 2014. (Autoria: Poder Executivo) AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A MANTER O CONVÊNIO COM A APLEMAQ ASSOCIAÇÃO DE PRODUTORES DE LEITE DE MATO QUEIMADO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires PROJETO-DE-LEI Nº 124, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2015 Poder Executivo Autoriza o Poder Executivo a conceder repasse de recursos financeiros ao SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL - SENAI, com sede neste

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 44/2016

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 44/2016 Página 1 de 5 AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Boletim de Serviço Eletrônico em EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 44/2016 O GERENTE DE ADMINISTRAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS, SUBSTITUTO, DA AGÊNCIA NACIONAL

Leia mais

Secretaria Nacional de Assistência Social. Fundo Nacional de Assistência Social

Secretaria Nacional de Assistência Social. Fundo Nacional de Assistência Social Secretaria Nacional de Assistência Social Fundo Nacional de Assistência Social fevereiro / 2011 O PLANEJAMENTO E A EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA DO SUAS Bases Legais do Financiamento Instrumentos

Leia mais

TERMO DE FOMENTO N 2017/ PLANO DE TRABALHO

TERMO DE FOMENTO N 2017/ PLANO DE TRABALHO TERMO DE FOMENTO N 2017/60001965 PLANO DE TRABALHO DADOS CADASTRAIS ÓRGÃO: CNPJ: Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná 76.639.384/000159 NATUREZA JURÍDICA: Autarquia Federal de Personalidade

Leia mais

Convênios. Controle e Prestação de Contas

Convênios. Controle e Prestação de Contas Convênios Controle e Prestação de Contas Etapas para celebração e andamento do Convênio 1ª Etapa Plano de trabalho Plano de Aplicação 2ª Etapa Aprovação do Órgão Concessor Formalização e assinatura do

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 7 10/04/2017 17:22 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 4.584, DE 5 DE FEVEREIRO DE 2003. Institui o Serviço Social Autônomo Agência de Promoção de Exportações

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE CONVÊNIO

MINUTA DE CONTRATO DE CONVÊNIO MINUTA DE CONTRATO DE CONVÊNIO CONVÊNIO Nº / QUE ENTRE SI CELEBRAM CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE GUANAMBI CESG, MANTENEDOR DA FACULDADE GUANAMBI FG, E A(O) PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO

PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA PAULISTA ESTADO DE SÃO PAULO Dispõe sobre a criação da imprensa oficial de Várzea Paulista, a publicação e divulgação dos atos oficiais dos Poderes Executivo e Legislativo, e dá outras providências. EDUARDO TADEU PEREIRA, Prefeito

Leia mais

DECRETO N , DE 24 DE MAIO DE 2004 Institui o Sistema de Desenvolvimento da Tecnologia da Informação e Comunicação em Pernambuco, e dá outras

DECRETO N , DE 24 DE MAIO DE 2004 Institui o Sistema de Desenvolvimento da Tecnologia da Informação e Comunicação em Pernambuco, e dá outras DECRETO N 26.754, DE 24 DE MAIO DE 2004 Institui o Sistema de Desenvolvimento da Tecnologia da Informação e Comunicação em Pernambuco, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO, no uso das atribuições

Leia mais

LEI Nº 1908 GABINETE DO PREFEITO DE PELOTAS, EM 06 DE JULHO DE (Ass.)FRANCISCO L. ALVES DA FONSECA Francisco L. Alves da Fonseca Prefeito

LEI Nº 1908 GABINETE DO PREFEITO DE PELOTAS, EM 06 DE JULHO DE (Ass.)FRANCISCO L. ALVES DA FONSECA Francisco L. Alves da Fonseca Prefeito LEI Nº 1908 Autoriza o Poder Executivo a firmar convênio com o SUDEPE. O PREFEITO MUNICIPAL DE PELOTAS, Estado do Rio Grande do Sul. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono e promulgo a

Leia mais

MINISTERIO DO DESENV,IND. E COMERCIO EXTERIOR INST.NAC. DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA Nº / ANO DA PROPOSTA: /2013 DADOS DO CONCEDENTE

MINISTERIO DO DESENV,IND. E COMERCIO EXTERIOR INST.NAC. DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA Nº / ANO DA PROPOSTA: /2013 DADOS DO CONCEDENTE MINISTERIO DO DESENV,IND. E COMERCIO EXTERIOR INST.NAC. DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA PORTAL DOS CONVÊNIOS SICONV - SISTEMA DE GESTÃO DE CONVÊNIOS Nº / ANO DA PROPOSTA: 000448/2013 OBJETO: DADOS

Leia mais