DEFINIÇÃO PLÁSTICOS DEFINIÇÃO CLASSIFICAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEFINIÇÃO PLÁSTICOS DEFINIÇÃO CLASSIFICAÇÃO"

Transcrição

1 MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL III DEFINIÇÃO PLÁSTICOS Formados pela combinação do carbono com oxigênio, hidrogênio, nitrogênio ou outros elementos orgânicos ou inorgânicos; C O H N Orgânicos Inorgânicos DEFINIÇÃO Sólidos no seu estado final, em alguma fase de sua fabricação apresentam-se sob a condição de líquidos, podendo, então, ser moldados nas formas desejadas. CLASSIFICAÇÃO -TERMOPLÁSTICO -TERMOFIXO -ELASTÔMERO -

2 CLASSIFICAÇÃO CLASSIFICAÇÃO TERMOPLÁSTICOS: aqueles que amolecem quando aquecidos, sendo então moldados e posteriormente resfriados, não perdendo suas propriedades neste processo, podendo ser novamente amolecidos e moldados. TERMOFIXOS: o processo de moldagem resulta da reação química irreversível entre as moléculas do material, tornando o duro e quebradiço, não podendo ser moldado outra vez; TERMOPLÁSTICOS CLASSIFICAÇÃO ELASTÔMERO: grupo a parte por apresentarem grande elasticidade, sendo denominados de borracha sintética. POLIETILENO; POLIESTIRENO; ACRILONITRILA (ORLON); NÁILON; POLIBUTENO; CLORETO DE POLIVINILA (PVC); ACETATO DE POLIVINILA (PVA); CLORETO DE VINILA; ACETATO DE VINILA; PROPILENO ISOTÁTICO; ACRÍLICOS.

3 TERMOFIXOS ELASTÔMEROS FENOL FORMALDEÍDO (BAQUELITE); URÉIA FORMALDEÍDO; POLIÉSTER (DRACRON); RESINA ALQUÍDICA; RESINA EPÓXI; MELAMINAS. POLICLOROPRENO (NEOPRENE); ISOBUTILENO-ISOPRENO (BUTYL); POLITETRAFLUORETILENO (TEFLON, VITON); POLISSULTETO (TIOKOL); ESTIRENO-BUTADIENO (SBR); POLIURETANA (ADIPRENE); POLISILOXANO (SILICONES); POLIETILENO CLOROSSULFONADO (HYPALON). PROPRIEDADES - Vantagens Pequeno peso específico; Isolantes elétricos; Possibilidade de coloração como parte integrante do material; Baixo custo; Imune à corrosão e Facilidade de adaptação à produção em massa e processos industrializados. PROPRIEDADES - Desvantagens Fraca resistência ao esforço de tração, ao impacto, dilatação, deformação sob carga, rigidez, resistência ao calor e às intempéries

4 Plásticos UTILIZAÇÃO PVC: Mais utilizado na construção civil; Baixo custo; É obtido à partir do acetileno e cloreto de hidrogênio; Maior uso: fabricação de tubulações de água, esgoto e eletricidade: Baixo preço; Facilidade de manuseio; Imunidade à ferrugem; Economia de mão-de-obra. POLISTIRENO: Largo emprego; Dá superfícies brilhantes e polidas; Resiste pouco ao calor; Quebradiço devido à sua pouca flexibilidade. POLIESTIRENO EXPANDIDO (ISOPOR): Extremamente leve; Fácil de ser trabalhado; Utilizados em: Pisos flutuantes; Sanduiches em painéis para paredes divisórias; Decoração; Forros; Isolamento acústicos e térmicos; Aplicados a temperaturas entre -200ºC a 75ºC; Utilizar chapas com espessura maior que 20mm.

5 POLIETILENO: Baixo custo; Facilidade de ser trabalhado; Flexível; Fracas propriedades mecânicas; Baixa resistência ao calor; Proteção de paredes e lajes contra a chuva; Cobertura de materiais depositados ao ar livre; Cobertura protetora para equipamentos; Proteção contra poeira em reformas, demolições, etc. NÁILON: Um dos plásticos mais nobre e de melhores qualidades; Utilizado: Reforço nas telhas plásticas de fibra de vidro; Buchas de fixação. FIBERGLASS: Combinação de fibras de vidro com resina poliéster ou, mais raramente, com epóxis; Considerado tão nobre quanto o aço inoxidável; Resistência superior ao da chapa de aço quando cuidadosamente calculadas; Facilidade de adaptação aos processos de industrialização. FIBERGLASS: Estruturais; Painéis de vedação; Paredes divisórias; Equipamentos; Coberturas em domos; Chapas ondulas; Formas para concreto.

6 NEOPRENE E HYPALON: Elastômeros ou borrachas sintéticas; Impermeabilização; Resistência à intempérie (Resistência à luz solar e calor); Vedação de paredes de vidro e esquadrias; s; Junta de expansão; Pontes, etc. ACRÍLICOS (polimetacrilato de metila): Obtidos a partir do ácido metacrílico e do álcool metílico; Plásticos nobres; Aparelhos de iluminação; Decoração; Paredes divisórias; Substituição do vidro (portas para box).

Materiais Poliméricos

Materiais Poliméricos Materiais Poliméricos INTRODUÇÃO Polímeros são materiais compostos de origem natural ou sintética com massa molar elevada, formados pela repetição de um grande número de unidades estruturais básicas. Características

Leia mais

Polímeros. São macromoléculas constituídas de unidades repetitivas, ligadas através de ligações covalentes.

Polímeros. São macromoléculas constituídas de unidades repetitivas, ligadas através de ligações covalentes. Polímeros 1 São macromoléculas constituídas de unidades repetitivas, ligadas através de ligações covalentes. Celulose Classificação quanto a natureza Naturais (Madeira, borracha, proteínas) Sintéticos

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE PLÁSTICOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

A UTILIZAÇÃO DE PLÁSTICOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL A UTILIZAÇÃO DE PLÁSTICOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL Ana Carolina A. C. de Lima anababycarolina@hotmail.com Universidade Federal do Pará, Faculdade de Engenharia Sanitária e Ambiental Travessa Rui Barbosa, 770

Leia mais

DECIV EM - UFOP Polímeros Matéria prima, reações de polimerização, tipos de ligas plásticas, utilização, classificação, plástico de engenharia,

DECIV EM - UFOP Polímeros Matéria prima, reações de polimerização, tipos de ligas plásticas, utilização, classificação, plástico de engenharia, MATERIAIS DE CONSTRUÇAO II Engenharia Civil DECIV EM - UFOP Polímeros Matéria prima, reações de polimerização, tipos de ligas plásticas, utilização, classificação, plástico de engenharia, propriedades

Leia mais

POLÍMEROS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. ago. 2014

POLÍMEROS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. ago. 2014 POLÍMEROS ago. 2014 Macromoléculas Moléculas grandes contendo um número de átomos encadeados superior a uma centena e podendo atingir valor ilimitado, podendo ou não ter unidades químicas repetidas 2 Polímeros

Leia mais

Estrutura Molecular de Polímeros

Estrutura Molecular de Polímeros Química de Polímeros Prof a. Dr a. Carla Dalmolin carla.dalmolin@udesc.br Estrutura Molecular de Polímeros Polímeros Material orgânico de alta massa molar (acima de 10 mil, podendo chegar a 10 milhões),

Leia mais

POLÍMEROS. 1. Monômeros e polímeros. 2. Polímeros de Adição 2.1 Borracha natural e vulcanização 2.2 Borracha sintética (copolímero)

POLÍMEROS. 1. Monômeros e polímeros. 2. Polímeros de Adição 2.1 Borracha natural e vulcanização 2.2 Borracha sintética (copolímero) POLÍMEROS 1. Monômeros e polímeros 2. Polímeros de Adição 2.1 Borracha natural e vulcanização 2.2 Borracha sintética (copolímero) 3. Polímeros de Condensação 3.1 Silicones 4. Polímeros de Rearranjo 1.

Leia mais

Ciência e Tecnologia de Materiais Prof. Msc. Patrícia Correa Polímeros

Ciência e Tecnologia de Materiais Prof. Msc. Patrícia Correa Polímeros FACULDADE SUDOESTE PAULISTA Ciência e Tecnologia de Materiais Prof. Msc. Patrícia Correa Polímeros O que são os polímeros? A palavra polímeros vem do grego polumeres, que quer dizer ter muitas partes.

Leia mais

ESTRUTURA E PROPRIEDADES DOS MATERIAIS MATERIAIS POLIMÉRICOS

ESTRUTURA E PROPRIEDADES DOS MATERIAIS MATERIAIS POLIMÉRICOS ESTRUTURA E PROPRIEDADES DOS MATERIAIS MATERIAIS POLIMÉRICOS Prof. Rubens Caram 1 HISTÓRICO ANTIGUIDADE: RESINAS E GRAXAS USADAS PARA VEDAR VASILHAMES E COLAR DOCUMENTOS, PELOS EGÍPCIOS E ROMANOS SÉC.

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL Faculdade de Engenharia PROCESSAMENTO DE POLÍMEROS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL Faculdade de Engenharia PROCESSAMENTO DE POLÍMEROS PROCESSAMENTO DE POLÍMEROS AULA 01 Polímeros Definição de Polímeros Tipos de Polímeros Aplicações dos Polímeros Definições gerais para Polímeros Peso Molecular Arquitetura Molecular Estado de Conformação

Leia mais

POLÍMEROS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

POLÍMEROS NA CONSTRUÇÃO CIVIL Universidade Federal do Rio de Janeiro Instituto de Macromoléculas Professora Eloísa Mano Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Polímeros POLÍMEROS NA CONSTRUÇÃO CIVIL Sibele Cestari Daniela

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS CONSTRUÇÕES RURAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS CONSTRUÇÕES RURAIS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UNIDADE ACADÊMICA DE GARANHUNS CONSTRUÇÕES RURAIS Prof. Ricardo Brauer Vigoderis, D.S. Email: vigoderis@yahoo.com.br website: www.vigoderis.tk São tubos cerâmicos

Leia mais

Polímeros. a) Escreva a fórmula estrutural do produto de adição do ácido acético ao acetileno.

Polímeros. a) Escreva a fórmula estrutural do produto de adição do ácido acético ao acetileno. Polímeros 01. (Fuvest) Qual das moléculas representadas adiante tem estrutura adequada à polimerização, formando macromoléculas? 02. (Fuvest) O cianeto de vinila pode ser produzido como mostrado adiante.

Leia mais

Cepex Sales Folder 06/2005. C Tipos de Plásticos

Cepex Sales Folder 06/2005. C Tipos de Plásticos epex Sales Folder 06/2005 C 1 Classificação dos plásticos Termoplásticos (usados para partes rígidas) Poliolefinas Cloretos de vinil Estirenos Polímeros fluorados Polipropileno, polietileno, etc. PVC-U,

Leia mais

LONA DE FREIO PEÇAS ESPECIAIS

LONA DE FREIO PEÇAS ESPECIAIS GAXETAS SECAS MANTA E TECIDO DE FIBRA CERÂMICA GAXETAS IMPREGNADAS FITAS CORTIÇA J U N T A E S P I R A L A D A FELTRO J U N T A D E V E D A Ç Ã O PAPELÃO HIDRAÚLICO F I T A P A T E N T E T E F L O N JUNTA

Leia mais

Produtos e Aplicações - Vol.1

Produtos e Aplicações - Vol.1 www.isorecort.com.br Faça o download de um leitor de QR Code na loja virtual do seu celular ou tablet e baixe este material. Produtos e Aplicações - Vol.1 1 2 3 10 12 13 4 11 5 9 8 6 Legendas 7 EPS de

Leia mais

Polímeros. Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1

Polímeros. Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 Polímeros Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (UNICAMP-SP) Estou com fome - reclama Chuá - Vou fritar um ovo. Ao ver Chuá pegar uma frigideira, Naná

Leia mais

POLÍMEROS TERMOPLÁSTICOS E TERMORRÍGIDOS

POLÍMEROS TERMOPLÁSTICOS E TERMORRÍGIDOS 1. O que são POLÍMEROS? Como estes materiais se distinguem de outros (metais e cerâmicas) em termos de propriedades, ligações químicas, estrutura, processamento e comportamento? Os materiais poliméricos

Leia mais

Soluções Inteligentes para o dia a dia

Soluções Inteligentes para o dia a dia Soluções Inteligentes para o dia a dia TELHAS TRANSLÚCIDAS 70 % transmissão de luz =$ Alta durabilidade; Não solta fibras; Melhor custo/benefício; Leveza e flexibilidade; Proteção contra raios UV (economia

Leia mais

POLÍMEROS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Roberto Monteiro de Barros Filho

POLÍMEROS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Roberto Monteiro de Barros Filho POLÍMEROS Prof. Macromoléculas Moléculas grandes contendo um número de átomos encadeados superior a uma centena e podendo atingir valor ilimitado, podendo ou não ter unidades químicas repetidas Polímeros

Leia mais

Polímeros. No polímero supramolecular,

Polímeros. No polímero supramolecular, Polímeros 1) (FUVEST) Nos polímeros supramoleculares, as cadeias poliméricas são formadas por monômeros que se ligam, uns aos outros, apenas por ligações de hidrogênio e não por ligações covalentes como

Leia mais

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA ASSESSORIA DE OBRAS E MANUTENÇÃO Processo: Sistema de Custo para Obras e Serviços de Engenharia SC- SERVIÇOS COMPLEMENTARES Ano referência:

Leia mais

Classificação dos materiais. Profa. Daniela Becker

Classificação dos materiais. Profa. Daniela Becker Classificação dos materiais Profa. Daniela Becker Classificação dos materiais A classificação tradicional dos materiais é geralmente baseada na estrutura atômica e química destes. Classificação dos materiais

Leia mais

ESTRUTURA L va v ntando o s s pain i éis i s que c ontém

ESTRUTURA L va v ntando o s s pain i éis i s que c ontém O PVC E O SISTEMA ROYAL É leve (1,4 g/cm3), o que facilita seu manuseio e aplicação; Resistente à ação de fungos, bactérias, insetos e roedores; Resistente à maioria dos reagentes químicos; Bom isolante

Leia mais

DIVISÃO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DVSMT PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES

DIVISÃO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO DVSMT PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES LUVA DE PROTEÇÃO DE ALGODÃO PIGMENTADA CONTRA ABRASIVOS LUV1 Proteção das mãos do usuário contra agentes perfurocortantes. Material: Par de luvas com punho, tricotada 4

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II

IMPERMEABILIZAÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II IMPERMEABILIZAÇÃO Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO Conjunto de produtos e serviços destinados a conferir

Leia mais

PU D4 Normal. Montagekit WB PVC PVC. Parquet Classic. Parquet 2C PU

PU D4 Normal. Montagekit WB PVC PVC. Parquet Classic. Parquet 2C PU PU D4 Normal PU D4 Rapid PU D4 Construct PU ALU Construct Montagekit Neoprene Montagekit WB Miroseal MS Miroseal SBR Tuile Wood D3 Wood D4 PU D4 Liquid Superglue Strati/F Strati/G PVC PVC PVC Windows Parquet

Leia mais

Universidade Católica de Petrópolis. Materiais de Construção 2011 Prof. Robson Luiz Gaiofatto, D.Sc.

Universidade Católica de Petrópolis. Materiais de Construção 2011 Prof. Robson Luiz Gaiofatto, D.Sc. Universidade Católica de Petrópolis Engenharia Civil Parte X Materiais de Construção 2011 Prof. Robson Luiz Gaiofatto, D.Sc. UCP Mateco - Civil Programa: 1. Aglomerantes; Asfaltos, cal, gesso e cimentos;

Leia mais

INTRODUÇÃO AOS PLÁSTICOS

INTRODUÇÃO AOS PLÁSTICOS INTRODUÇÃO AOS PLÁSTICOS Antonio Augusto Gorni Editor Técnico, Revista Plástico Industrial - POLÍMEROS: MATERIAIS DE NOSSO DIA A DIA O plástico é um dos materiais que pertence à família dos polímeros,

Leia mais

Sistemas da edificação Aplicação na prática

Sistemas da edificação Aplicação na prática 1 Vantagens Alta produtividade com equipes otimizadas; Redução de desperdícios e obra limpa; Facilidade de gerenciamento e padronização da obra; Elevada durabilidade; Facilidade de limpeza e conservação;

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Módulo IV Aula 04 Isolamento térmico AQUECIMENTO DE TUBULAÇÕES Motivos Manter em condições de escoamento líquidos de alta viscosidade ou materiais que sejam sólidos

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO PARA TUBULAÇÃO, VEDAÇÃO E OUTROS Objetivo Este documento tem como objetivo definir diretrizes e orientações para a escolha de materiais de tubulação, vedação e outros dispositivos, para projetos de Sistemas

Leia mais

ANEXO A MATERIAIS ENGENHARIA DE VÁLVULAS E EQUIP. LTDA

ANEXO A MATERIAIS ENGENHARIA DE VÁLVULAS E EQUIP. LTDA MATERIAIS ANEXO A Pág. - Tabela 1: Limites de temperatura de uso para os materiais... A1 - Tabela 2: Ratings e pressões de teste para válvulas: Materiais do Grupo 1.1... A3 - Tabela 3: Ratings e pressões

Leia mais

2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono

2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono 2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono 2.1. Introdução Os materiais estruturais podem ser divididos em quatro grupos: metálicos, cerâmicos, poliméricos e compósitos (Gibson, 1993). Em

Leia mais

Dados Técnicos AgoAg Junho / 1998

Dados Técnicos AgoAg Junho / 1998 Fitas VHB Dupla-Face de Espuma Acrílica para Construção Civil Fita Dupla-Face de Espuma Acrílica Cinza - 4972 Dados Técnicos Julho/2011 AgoAg Junho / 1998 Substitui: Novembro/2005 Descrição do Adesivo

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante Lote LOTE 01 Item(*) Código Especificação Unidade Marca Unitário Valor Total 00001 00025441 ACABAMENTO PARA CANALETA SISTEMA X TAMANHO 20 X 10 X 2100MM - 210,0 00023 00025525 CHUVEIRO ELETRICO 110V - 00067

Leia mais

Papelões Hidráulicos NA1060 NA1092. NA1085 Tabela de Compatibilidade Química - Papelões Hidráulicos

Papelões Hidráulicos NA1060 NA1092. NA1085 Tabela de Compatibilidade Química - Papelões Hidráulicos Papelões Hidráulicos NA11 NA192 NA12 NA14 NA1M NA16 NA185 Tabela de Compatibilidade Química - Papelões Hidráulicos Os papelões hidráulicos são indicados para fabricação de juntas de vedação nos mais variados

Leia mais

PROPOSTA. Pregão. Proposta(s) Item: 0001 Descrição: abdominal duplo Quantidade: 2 Unidade de Medida: Unidade

PROPOSTA. Pregão. Proposta(s) Item: 0001 Descrição: abdominal duplo Quantidade: 2 Unidade de Medida: Unidade PROPOSTA Pregão Órgão: Prefeitura Municipal de Capivari do Sul Número: 003/2012 Número do Processo: 003/2012 Unidade de Compra: prefeitura municipal de capivari do sul Proposta(s) Item: 0001 Descrição:

Leia mais

Questões Resolvidas Polímeros (com respostas e resoluções no final)

Questões Resolvidas Polímeros (com respostas e resoluções no final) Questões Resolvidas Polímeros (com respostas e resoluções no final) 01. (Uespi) Polímeros são compostos químicos de moléculas muito grandes, formadas pela reação de moléculas pequenas chamadas monômeros.

Leia mais

Como escolher a tinta adequada a determinado serviço? A resposta a essa questão requer, primeiro, conhecimentos das características

Como escolher a tinta adequada a determinado serviço? A resposta a essa questão requer, primeiro, conhecimentos das características Tintas Um problema Como escolher a tinta adequada a determinado serviço? A resposta a essa questão requer, primeiro, conhecimentos das características e tipos de tintas. Introdução Na aula anterior, vimos

Leia mais

POLÍMEROS NA CONSTRUÇÃO CIVIL MCC1001 AULA 8. Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dr. a. Carmeane Effting.

POLÍMEROS NA CONSTRUÇÃO CIVIL MCC1001 AULA 8. Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dr. a. Carmeane Effting. POLÍMEROS NA CONSTRUÇÃO CIVIL MCC1001 AULA 8 Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dr. a Carmeane Effting 1 o semestre 2014 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil

Leia mais

PORTAL DE ESTUDOS EM QUÍMICA PROFESSOR PAULO CESAR (www.profpc.com.br) POLÍMEROS

PORTAL DE ESTUDOS EM QUÍMICA PROFESSOR PAULO CESAR (www.profpc.com.br) POLÍMEROS POLÍMEROS 01) (FUVEST-SP) Qual das moléculas representadas adiante tem estrutura adequada à polimerização, formando macromoléculas? 02) (FUVEST-SP) O cianeto de vinila pode ser produzido como mostrado

Leia mais

A Teto Bello, está no mercado de envidraçamento de sacadas e coberturas há quartoze anos e presente em toda a Grande São Paulo e Sudeste,

A Teto Bello, está no mercado de envidraçamento de sacadas e coberturas há quartoze anos e presente em toda a Grande São Paulo e Sudeste, A Teto Bello, está no mercado de envidraçamento de sacadas e coberturas há quartoze anos e presente em toda a Grande São Paulo e Sudeste, conquistando a confiança e a credibilidade dos nossos clientes.

Leia mais

29/04/2014. Professor

29/04/2014. Professor UniSALESIANO Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil Disciplina: Introdução a Engenharia Civil Elementos de Vedações Área de Construção Civil Prof. Dr. André Luís Gamino

Leia mais

1. Propriedades do Polietileno

1. Propriedades do Polietileno Utilizamos o material em pó devido ao fato de os plásticos, desta forma, apresentarem características semelhantes às dos líquidos, sendo de fácil conformação em quaisquer superfícies. 1.1) Propriedades

Leia mais

Soluções de isolamento acústico: - Obra nova - Reabilitação - Estabelecimentos

Soluções de isolamento acústico: - Obra nova - Reabilitação - Estabelecimentos Soluções de isolamento acústico: - Obra nova - Reabilitação - Estabelecimentos Impermeabilização Isolamento Drenagens - Geotêxteis Clarabóias Índice OBRA NOVA... N. Pavimentos...... N.. Abaixo da betonilha

Leia mais

OFICINA DE IDENTIFICAÇÃO DE PLÁSTICOS. Grupo Pauling Escola José Gomes Filho

OFICINA DE IDENTIFICAÇÃO DE PLÁSTICOS. Grupo Pauling Escola José Gomes Filho OFICINA DE IDENTIFICAÇÃO DE PLÁSTICOS Grupo Pauling Escola José Gomes Filho O QUE SÃO PLÁSTICOS? São polímeros (grandes moléculas) sintéticos, fabricados para suprir nossas necessidades com custo mais

Leia mais

Não se pode negar a importância dos plásticos em nosso cotidiano...

Não se pode negar a importância dos plásticos em nosso cotidiano... Não se pode negar a importância dos plásticos em nosso cotidiano... O plástico é responsável por grandes avanços, e traz uma serie de benefícios indiscutíveis na sociedade moderna. Uma indústria que gera

Leia mais

Polímeros. Conceitos básicos DQA -- 092 2002

Polímeros. Conceitos básicos DQA -- 092 2002 Polímeros Conceitos básicos DQA -- 092 2002 Plásticos Capaz de ser moldado Materiais artificiais / orgânicos sintéticos Moldados Polímeros / monômeros 1862 - Parkesina 1870 - John Hyatt - celulóide 1950

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO RESÍDUO

IDENTIFICAÇÃO DO RESÍDUO IDENTIFICAÇÃO DO RESÍDUO 3.1 - Coleta e Separação dos Resíduos A etapa inicial e mais importante para a reciclagem é a triagem, que consiste na separação dos plásticos do resíduo recebido e na eliminação

Leia mais

Construção de Edícula

Construção de Edícula Guia para Construção de Edícula Guia do montador Mais resistência e conforto para sua vida. As paredes com Placas Cimentícias Impermeabilizadas e Perfis Estruturais de Aço Galvanizado para steel framing

Leia mais

INOVAÇÃO EM MANGUEIRAS INDUSTRIAIS

INOVAÇÃO EM MANGUEIRAS INDUSTRIAIS INOVAÇÃO EM MANGUEIRAS INDUSTRIAIS MANGUEIRAS INDUSTRIAIS SÃO NOSSO NEGÓCIO O DESENVOLVIMENTO, A PRODUÇÃO E AS VENDAS Reconhecida por seus clientes como uma fornecedora de soluções, a CSM conquistou a

Leia mais

TUBOS DE PROTEÇÃO TUBOS DE PROTEÇÃO

TUBOS DE PROTEÇÃO TUBOS DE PROTEÇÃO TUBOS METÁLICOS São feitos em metal (normalmente aço inox), fechado em uma das extremidades através de solda ou caldeamento, e, quase sempre rosqueado na outra parte e fixo ao. TUBOS CERÂMICOS São muito

Leia mais

Chama-se vulgarmente de telhado qualquer tipo de cobertura em uma edificação. Porém, o telhado, rigorosamente, é apenas uma categoria de cobertura,

Chama-se vulgarmente de telhado qualquer tipo de cobertura em uma edificação. Porém, o telhado, rigorosamente, é apenas uma categoria de cobertura, Infinite Cursos. Chama-se vulgarmente de telhado qualquer tipo de cobertura em uma edificação. Porém, o telhado, rigorosamente, é apenas uma categoria de cobertura, em geral caracterizado por possuir um

Leia mais

Outros materiais que merecem atenção do marceneiro. Introdução

Outros materiais que merecem atenção do marceneiro. Introdução Introdução Existem diversos materiais utilizados pela marcenaria na composição do móvel ou ambiente. Por exemplo os vidros, chapas metálicas, tecidos e etc. O mercado fornecedor da cadeia moveleira lança

Leia mais

Adesivo Stop Pregos. Adesivo MS Ultra Express. Excelente aderência em diversos tipos de material base.

Adesivo Stop Pregos. Adesivo MS Ultra Express. Excelente aderência em diversos tipos de material base. Produtos Químicos Líder de mercado na maioria dos países europeus; O mais alto nível de atendimento ao cliente do segmento industrial; Excelente imagem da marca: 92% dos engenheiros de estruturas e arquitetos

Leia mais

ANEXO DO TERMO DE REFERÊNCIA - SALA DE AULA E LAB. DE ENSINO

ANEXO DO TERMO DE REFERÊNCIA - SALA DE AULA E LAB. DE ENSINO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS UNCISAL Transformada pela Lei no. 6.660 de dezembro de 2005 Campus Governador Lamenha Filho - Rua Jorge de Lima, 113 Trapiche da Barra, CEP. 57.010.300

Leia mais

OBRAS CIVIS. Engenharia Ambiental 8º PERÍODO COBERTURAS

OBRAS CIVIS. Engenharia Ambiental 8º PERÍODO COBERTURAS OBRAS CIVIS Engenharia Ambiental 8º PERÍODO COBERTURAS A COBERTURA O telhado é fundamental para o acabamento externo de uma edificação. estilo do projeto Por isso deve ser: resistente, durável, impermeável,

Leia mais

abertas para assegurar completa irrigação dos olhos, poucos segundos após a exposição é essencial para atingir máxima eficiência.

abertas para assegurar completa irrigação dos olhos, poucos segundos após a exposição é essencial para atingir máxima eficiência. FISPQ- AMACIANTE MAIS Autorização ANVISA 3.03.374-7 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Amaciante Mais Tradicional Marca: Mais Código Interno do Produto: 06.01 Técnico Químico Responsável:

Leia mais

Toldos Coberturas Comunicação Visual

Toldos Coberturas Comunicação Visual Toldos Coberturas Comunicação Visual Toldos Tipos: Fixo, basculante ou articulado. Em lona ou policarbonato. Estruturas: Em aço carbono ou alumínio. Pintura: Automotiva ou eletrostática. Coberturas Tipos:

Leia mais

O Futuro dos Compósitos. Waldomiro Moreira MSc. Caxias do Sul Fevereiro 2015

O Futuro dos Compósitos. Waldomiro Moreira MSc. Caxias do Sul Fevereiro 2015 O Futuro dos Compósitos Waldomiro Moreira MSc. Caxias do Sul Fevereiro 2015 Industria da Transformação Célula de Sobrevivência Célula de Sobrevivência F1 Índice Materiais Compósitos & Compósitos poliméricos

Leia mais

Componentes para telhas Brasilit

Componentes para telhas Brasilit Componentes para telhas Brasilit Selamax Selante Selante elástico para elástico colagem para e vedação colagem e vedação SolarMaxxi Manta impermeável, térmica e acústica LitFoil e LitFoil Plus Mantas térmicas

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO Nº 08 PVC

BOLETIM TÉCNICO Nº 08 PVC Adaptado e resumido de Agnelli, J. A. M. (2000). Verbetes em polímeros. ABS: sigla padronizada pela IUPAC (International Union of Pure and Applied Chemistry) para representar o plástico principalmente

Leia mais

Título do experimento: Identificando os plásticos. Conceitos: Química Orgânica: Polímeros A química dos Plásticos.

Título do experimento: Identificando os plásticos. Conceitos: Química Orgânica: Polímeros A química dos Plásticos. Título do experimento: Identificando os plásticos Conceitos: Química Orgânica: Polímeros A química dos Plásticos. Materiais: - Plásticos diversos; - Lamparina; - Pinça; - Tesoura; - Pedaço de fio de cobre;

Leia mais

1. NORMAS DE PROJETO E ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAIS E SISTEMAS CONSTRUTIVOS 1.1. NORMAS QUE INCIDEM SOBRE O PROJETO DE ARQUITETURA

1. NORMAS DE PROJETO E ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAIS E SISTEMAS CONSTRUTIVOS 1.1. NORMAS QUE INCIDEM SOBRE O PROJETO DE ARQUITETURA NORMAS TÉCNICAS E QUE INCIDEM SOBRE ESPECIFICAÇÃO 1 DE 15 DESCRIÇÃO 1. NORMAS DE E ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAIS E SISTEMAS CONSTRUTIVOS 1.1. NORMAS QUE INCIDEM SOBRE O DE ARQUITETURA 1.1.1. Projeto de arquitetura

Leia mais

Soluções Técnicas em Construção

Soluções Técnicas em Construção Betumanta E Composto de asfalto elastomerico (S.B.S.), reforçado por um filme de polietileno de alta densidade com 50 micra de espessura. Esse produto foi desenvolvido para ser aplicado à maçarico. O produto

Leia mais

OS RISCOS INVISÍVEIS DAS PRÁTICAS CONSTRUTIVAS ATUAIS E O PAPEL DOS ARQUITETOS NA SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS

OS RISCOS INVISÍVEIS DAS PRÁTICAS CONSTRUTIVAS ATUAIS E O PAPEL DOS ARQUITETOS NA SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS OS RISCOS INVISÍVEIS DAS PRÁTICAS CONSTRUTIVAS ATUAIS E O PAPEL DOS ARQUITETOS NA SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS Rio de Janeiro, 30 de abril de 2014 SIDNEY LEONE e RS BARRADAS A CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL Selos

Leia mais

A EMPRESA O NOSSO OBJECTIVO

A EMPRESA O NOSSO OBJECTIVO A VERDADE DO AÇO A EMPREA A PERFITEC dedica-se à produção e comercialização de painéis andwich para coberturas e fachadas de edifícios comerciais, industriais e residenciais. Produz ainda vários perfis

Leia mais

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 1 SERVIÇOS GERAIS 1.1 ADMINISTRAÇÃO PROJETOS COMPLEMENTARES e "as

Leia mais

ECOTELHADO BRANCO. Revestimento Reflexivo

ECOTELHADO BRANCO. Revestimento Reflexivo ECOTELHADO BRANCO Revestimento Reflexivo 2 Especificações Quando se trata de problemas com elevadas temperaturas devido a incidência solar e falta de estrutura para telhado verde, a refletância é a melhor

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS POLÍMEROS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS POLÍMEROS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS POLÍMEROS O que são plásticos Os plásticos são materiais orgânicos poliméricos sintéticos, de constituição macrocelular, dotada de grande maleabilidade, facilmente

Leia mais

Aplicação do policloreto de vinila (PVC) em substituição aos materiais convencionais da Construção Civil e Arquitetura

Aplicação do policloreto de vinila (PVC) em substituição aos materiais convencionais da Construção Civil e Arquitetura FACULDADE DE TECNOLOGIA SOROCABA Caroline Tirolla de Oliveira Aplicação do policloreto de vinila (PVC) em substituição aos materiais convencionais da Construção Civil e Arquitetura Sorocaba 2012 Caroline

Leia mais

Telhas de Fibrocimento e Acessórios para Telhado

Telhas de Fibrocimento e Acessórios para Telhado Telhas de Fibrocimento e Acessórios para Telhado Desempenho e eficiência para os mais variados projetos Facilite com Brasilit Telhas de Fibrocimento As Telhas de Fibrocimento da Brasilit são a solução

Leia mais

Gaxetas de Fibras Sintéticas e Outras

Gaxetas de Fibras Sintéticas e Outras Gaxetas de Fibras Sintéticas e Outras Quimgax 2030 Quimgax 2004 Quimgax 2017 Quimgax 2043 Quimgax 2044 Quimgax 2777 Quimgax 2019 Quimgax 2143 Quimgax 2153 Quimgax 2061 e 2062 As gaxetas de fibras sintéticas

Leia mais

DESCRIÇÃO TÉCNICA SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS

DESCRIÇÃO TÉCNICA SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS DESCRIÇÃO TÉCNICA MEMORIAL DESCRITIVO REFERENTE AOS SERVIÇOS DE MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DO GINASIO MUNICIPAL 3 DE JUNHO DO MUNICIPIO DE CHAPADA RS. O presente memorial tem por objetivo estabelecer

Leia mais

(PORTAS SECIONAIS REFORÇADAS) SteelForm STANDARD, branca, com janelas ovais V E R S Á T I L C O N F I Á V E L D U R Á V E L

(PORTAS SECIONAIS REFORÇADAS) SteelForm STANDARD, branca, com janelas ovais V E R S Á T I L C O N F I Á V E L D U R Á V E L (PORTAS SECIONAIS REFORÇADAS) STANDARD, branca, com janelas ovais V E R S Á T I L C O N F I Á V E L D U R Á V E L (PORTAS SECIONAIS REFORÇADAS) As robustas portas são ideais para aplicações comerciais

Leia mais

POLICARBONATO CHAPAS ALVEOLARES. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação

POLICARBONATO CHAPAS ALVEOLARES. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação POLICARBONATO CHAPAS ALVEOLARES Estilo com Tecnologia Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação CHAPAS ALVEOLARES Chapas em policarbonato alveolar, com tratamento em um dos lados contra ataque

Leia mais

PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT É uma tinta isolante térmica, composta de polímeros acrílicos elastoméricos, microesferas de cerâmicas, e aditivos especiais

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Conceitos importantes UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Angelo Just da Costa e Silva Materiais betuminosos Impermeabilização Betume: aglomerante orgânico obtido por processo industrial (resíduo

Leia mais

RESÍDUOS SÓLIDOS. N u t r i ç ã o e D i e t é t i c a outubro, 13

RESÍDUOS SÓLIDOS. N u t r i ç ã o e D i e t é t i c a outubro, 13 RESÍDUOS SÓLIDOS N u t r i ç ã o e D i e t é t i c a outubro, 13 UNINASSAU FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU Centro Universitário Maurício de Nassau Fazendo Parte de Sua Vida Professor Adriano Silva RESÍDUOS

Leia mais

Cores. Cristal Opal Bronze Cinza. 0,98 Opal. 0,66 Bronze Cinza. 2100 x 5800 Não Consta. Azul. Reflexivo Hot Climate. Reflexivo.

Cores. Cristal Opal Bronze Cinza. 0,98 Opal. 0,66 Bronze Cinza. 2100 x 5800 Não Consta. Azul. Reflexivo Hot Climate. Reflexivo. POLICARBONATO AVEOLAR Chapas em policarbonato alveolar, com tratamento em um dos lados contra ataque dos raios ultra violeta (garantia de 10 anos contra amarelamento). Por possuir cavidades internas (alvéolos),

Leia mais

R V E I V S I Ã S O Ã O QUÍ U M Í I M C I A

R V E I V S I Ã S O Ã O QUÍ U M Í I M C I A REVISÃO QUÍMICA Profº JURANDIR QUÍMICA 1 01- O despejo de dejetos de esgotos domésticos e industriais vem causando sérios problemas aos rios brasileiros. Esses poluentes são ricos em substâncias que contribuem

Leia mais

-Estrutura, composição, características. -Aplicações e processamento. -Tecnologias associadas às aplicações industriais.

-Estrutura, composição, características. -Aplicações e processamento. -Tecnologias associadas às aplicações industriais. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri Bacharelado em Ciência e Tecnologia Teófilo Otoni - MG Prof a. Dr a. Flaviana Tavares Vieira Tópicos : -Estrutura, composição, características.

Leia mais

Composites: marcados por desafios

Composites: marcados por desafios Composites: marcados por desafios O que é um composite Em teoria, um composite é um material composto por matriz e reforço de origens diferentes. Os composites mais conhecidos e mais usados são os que

Leia mais

Silicones, Adesivos, Selantes Vedantes, Selantes MS, Estrutural, Altas Cargas e Temperatura, Junta de Dilatação.

Silicones, Adesivos, Selantes Vedantes, Selantes MS, Estrutural, Altas Cargas e Temperatura, Junta de Dilatação. Silicones, Adesivos, Selantes Vedantes, Selantes MS, Estrutural, Altas Cargas e Temperatura, Junta de Dilatação. REPRESENTANTE AUTORIZADO - CONSTRUTORAS, INSTALADORAS, INDÚSTRIAS, REVENDAS E DISTRIBUIDORES.

Leia mais

FITAS ADESIVAS PARA A INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA LAMINAÇÃO DE VIDROS E BLINDADORES

FITAS ADESIVAS PARA A INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA LAMINAÇÃO DE VIDROS E BLINDADORES FITAS ADESIVAS PARA A INDÚSTRIA ELETROELETRÔNICA LAMINAÇÃO DE VIDROS E BLINDADORES GUIA GERAL DE PRODUTOS E SOLUÇÕES INDUSTRIAIS FITAS PARA A INDÚSTRIA METALÚRGICA, SIDERURGIA INDÚSTRIA DE PAPEL E PAPELÃO,

Leia mais

CAPÍTULO 44. Sistemas de Impermeabilização e Isolamento Térmico

CAPÍTULO 44. Sistemas de Impermeabilização e Isolamento Térmico CAPÍTULO 44 Sistemas de Impermeabilização e Isolamento Térmico Elton Bauer UnB Paulo H. Vasconcelos IMPERCIA J.E. Granato BASF CC Introdução Por que impermeabilizar? Conforto, Bem-estar, Saúde... para

Leia mais

Os plásticos são todos iguais?

Os plásticos são todos iguais? CEEJA QUÍMICA CONTEÚDO PARA U. E. 16 O QUE VAMOS APRENDER? Propriedades dos plásticos Termoplásticos Organizar uma tabela Os plásticos são todos iguais? A matéria-prima usada para fabricar detergentes

Leia mais

Produto Rendimento Espessura Textura Catalisador Aplicações Características. K-4060 Catalise 5 X 1 em volume

Produto Rendimento Espessura Textura Catalisador Aplicações Características. K-4060 Catalise 5 X 1 em volume SISTEMA PU - 4000 - Tintas Industriais Esmalte E-4000 6,5 m2/litro sem diluição. 50 a 60 µm K-4060 Catalise 5 X 1 Excelente acabamento para pintura de caixa eletrônico, ônibus, baús, orelhões, painéis

Leia mais

TRANSMISSÃO VIA FAC-SÍMILE

TRANSMISSÃO VIA FAC-SÍMILE TRANSMISSÃO VIA FAC-SÍMILE Para: Fone: Fax: De: Luciana Ribeiro Suffi TEL: (61) 2192-8888 FAX: (61) 2192-8882 Número de páginas incluindo esta: 02 Data: 29/06/2006 Se não receber bem esta transmissão,

Leia mais

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia MEMORIAL DESCRITIVO Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Sumário 1.Considerações gerais...1 2.Serviços

Leia mais

POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação

POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS. Estilo com Tecnologia. Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação POLICARBONATO CHAPAS COMPACTAS Estilo com Tecnologia Alveolar - Compacto - Telhas - Acessórios de Instalação CHAPAS COMPACTAS Chapa em policarbonato compacto, com tratamento em um dos lados contra o ataque

Leia mais

NR 06. Luvas e/ou mangas de proteção e/ou cremes protetores devem ser usados em trabalhos em que haja perigo de lesão provocada por:

NR 06. Luvas e/ou mangas de proteção e/ou cremes protetores devem ser usados em trabalhos em que haja perigo de lesão provocada por: Página1 II - Proteção para os membros superiores: NR 06 Luvas e/ou mangas de proteção e/ou cremes protetores devem ser usados em trabalhos em que haja perigo de lesão provocada por: 1. Materiais ou objetos

Leia mais

A c r. i l. o s. TRANSFORMAMOS AS SUAS IDEIAS Tel: 244.618.700 Fax:244.618.709 Email:geral@vidrariadujoca.com Site: www.vidrariadujoca.

A c r. i l. o s. TRANSFORMAMOS AS SUAS IDEIAS Tel: 244.618.700 Fax:244.618.709 Email:geral@vidrariadujoca.com Site: www.vidrariadujoca. A c r i l i c o s ACRILICO VAZADO Frost É um acrílico parecido com o vidro fosco, com ambas as faces foscas fácil de transformar com o calor. Frost Anti-reflexo Funciona como no vidro anti-reflexo, pretende

Leia mais

VIESMANN VITOSOL 200-F Colectores planos para aproveitamento da energia solar

VIESMANN VITOSOL 200-F Colectores planos para aproveitamento da energia solar VIESMANN VITOSOL 200-F Colectores planos para aproveitamento da energia solar Dados técnicos Nº de referência e preços: ver lista de preços VITOSOL 200-F Modelo SV2A/B e SH2A/B Colector plano para montagem

Leia mais

PAINÉIS DE MADEIRA REVESTIDOS COM ARGAMASSA EPÓXICA FICHA CATALOGRÁFICA-9 DATA: MAIO/2011.

PAINÉIS DE MADEIRA REVESTIDOS COM ARGAMASSA EPÓXICA FICHA CATALOGRÁFICA-9 DATA: MAIO/2011. Tecnologias, sistemas construtivos e tipologias para habitações de interesse social em reassentamentos. PAINÉIS DE MADEIRA REVESTIDOS COM ARGAMASSA EPÓXICA FICHA CATALOGRÁFICA-9 DATA: MAIO/2011. Tecnologias,

Leia mais

Falando em CORTE. Corte GRSS

Falando em CORTE. Corte GRSS Falando em CORTE Prof. Alexandre Queiroz Bracarense, PhD Laboratório de Robótica, Soldagem e Simulação Departamento de Engenharia Mecânica Universidade Federal de Minas Gerais Falando em CORTE Métodos

Leia mais

Painel Cobertura DF-C3G. Inclinação mínima recomendada 5%

Painel Cobertura DF-C3G. Inclinação mínima recomendada 5% Painel Cobertura DF-CG - Coberturas que necessitem de isolamento térmico e acústico Número de gregas Passo da grega 7 mm Altura da grega 0 mm 0 mm Conforme encomenda 0 kg/m 0 0 Inclinação mínima recomendada

Leia mais

INSTITUTO ALGE DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL JANILSON CASSIANO

INSTITUTO ALGE DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL JANILSON CASSIANO CONSTRUINDO NO SISTEMA (CES) LIGHT STEEL FRAMING O sistema Light Steel Frame é caracterizado por um esqueleto estrutural leve composto por perfis de aço galvanizado que trabalham em conjunto para sustentação

Leia mais