CONNECTING CREATIVE ECOSYSTEMS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONNECTING CREATIVE ECOSYSTEMS"

Transcrição

1 CONFERÊNCIA INTERNACIONAL CONNECTING CREATIVE ECOSYSTEMS ÉVORA 7/8 JUN 2017

2 CASA DA CULTURA DE SETÚBAL A Casa Lorem da Cultura ipsumde dolor Setúbal, sit espaço amet, de fomento consectetuer e criação adipiscing de variadas elit, formas sed de arte, dinamizada pela Câmara diam nibh euismod tincidunt ut Municipal de Setúbal em parceria com laoreet dolore magna aliquam erat instituições do concelho, foi inaugurada volutpat. a 5 de Ut Outubro wisi enim de ad minim veniam, quis nostrud exerci tation ullamcorper suscipi

3 CASA DA CULTURA DE SETÚBAL Este equipamento, instalado no edifício onde funcionou o Círculo Cultural de Setúbal, instituição ligada à promoção da cidadania e ao incremento do acesso à cultura, representa um novo polo de concentração cultural e gerador de novas dinâmicas sociais, apresentando atividades de música, cinema, teatro, dança e fotografia promovidas regularmente por associações da cidade, algumas delas com espaços próprios no imóvel.

4 O projeto arquitetónico de recuperação e remodelação do edifício foi assinado pelo arquiteto Gonçalo Silva. Toda a imagem gráfica e comunicacional da Casa da Cultura foi concebida pelo atelier DDLX, nomeadamente por José Teófilo Duarte.

5 A oportunidade de criação da Casa da Cultura resultou do cruzamento entre a desvitalização e degradação funcional progressiva a que o edifício onde o Círculo Cultural de Setúbal funcionou, e a expectativa de algumas estruturas associativas com significado na vida cultural da Cidade relativamente à obtenção de melhores condições materiais, sobretudo em termos de instalações, para qualificar e alargar as suas atividades.

6 Este local de fruição e partilha cultural da cidade conta com um vasto conjunto de serviços, como centros de documentação, espaços para a música e para as artes plásticas, áreas multiusos e zonas de lazer e restauração. A Galeria de Exposições e o Café das Artes, o qual, com o Pátio do Dimas, espaço de ar livre com um jardim vertical numa das paredes, funcionam como café-concerto e áreas para encontros, são valências instaladas no piso térreo.

7 Instalado no primeiro piso e promovido pela Associação José Afonso, funciona o Centro de Documentação, Estudo e Promoção da Canção Popular Portuguesa.

8 Igualmente no primeiro andar funciona o Espaço das Artes, dinamizado pela ARTISET Associação de Artistas Plásticos de Setúbal.

9 Ao lado, o Salão Nobre da Casa da Cultura, uma das principais atrações do equipamento municipal, centra atenções com vários elementos originais do espaço restaurados, como um fresco pintado no teto e um antigo lustre totalmente recuperado, e as paredes forradas a tecido

10 Junto da sala, um Centro de Documentação Local, a cargo do Centro de Estudos Bocageanos, promove a vida e obra de Bocage.

11 Uma Escola de Música, com três salas, valência explorada pela Sociedade Musical Capricho Setubalense, está instalada no segundo piso da Casa da Cultura.

12 Objetivos estratégicos do equipamento: Cedência de espaços para gravações, ensaios e apresentações; Produção de eventos e conteúdos das mais diversas áreas da vida cultural, das artes visuais à música, da apresentação de peças de teatro e performances a concertos e recitais de poesia. Formação O conjunto de oportunidades e objetivos atrás referidos, inscrevem-se no objetivo geral de criação de um polo de concentração de diferentes valências culturais e sociais no Centro Histórico da cidade, gerador de novas dinâmicas de animação urbana e promotor da recuperação e refuncionalização de um edifício de elevado valor simbólico.

13 Outras Valências:

14 Artes Café Espaço que funciona como apoio de cafetaria a todo o equipamento, mas também como café-concerto, com atividades diversas, desde a música a debates, etc.

15 Auditório Multiusos Sala José Afonso Espaço para realização de conferências, eventos musicais, teatrais e outros.

16 Galeria de Exposições Local destinado a exibir exposições de artes plásticas, funciona como espaço único ou subdividido, para poder acolher uma ou duas exposições em simultâneo.

17 Sala de ensaio / Estúdio de Gravação Sala para uso privilegiado das designadas bandas jovens ou bandas de garagem, com utilização mediante uma escala de ocupação, que é também um espaço com capacidades físicas e técnicas para efetuar gravações áudio, respondendo às necessidades de projetos emergentes e formações musicais da cidade

18 Loja/Receção Receção, livraria e discoteca, área de comercialização das produções da Casa da Cultura e de outras produções diretamente relacionadas com a produção artística e cultural das associações aí sediadas. Funciona também como receção da Casa da Cultura, prestando informações sobre o funcionamento e horários das diversas valências e ofertas do equipamento e encaminhando os seus utilizadores.

19 PROGRAMAÇÃO

20 Na Casa da Cultura pretende-se desenvolver um projeto artístico com identidade própria, assente numa proposta que se defina pela qualidade, diversidade e equilíbrio das opções apresentadas. Esta é uma ambição que depende, por um lado, de condições externas (físicas, técnicas, financeiras e humanas) mas sobretudo daquilo que a autarquia enquanto programador poderá pôr de si no projeto.

21 Para além da necessidade de estarmos atentos às novas correntes artísticas e ao diálogo que estas possam estabelecer com os cânones estabelecidos, será fundamental pensarmos o território e o contexto local em que estamos inseridos.

22 A Casa da Cultura procura aumentar a criação artística e alargar a oferta no concelho. Por outro lado, também procura incentivar o trabalho articulado e em rede entre as distintas instituições presentes neste território, desenvolvendo, igualmente, uma linha de produções próprias multidisciplinares.

23 OBRIGADO

S A R A I V A A N O S

S A R A I V A A N O S MANUAL DE MARCA S A R A I VA SARAIVA 100 ANOS ÍNDICE CAPÍTULO 4 LOGOMARCA REDUZIDA CAPÍTULO 1 IDENTIDADE VISUAL 1.1 1.2 Paleta de cores Elementos 5 6 CAPÍTULO 2 LOGOMARCA PADRÃO HORIZONTAL 2.1 2.2 2.2.1

Leia mais

A VIDA É FEITA DE ESCOLHAS. POR ISSO, ESCOLHA SER FELIZ. ESCOLHA QUALIDADE EM CADA DETALHE. ESCOLHA HIGHSTIL EM CADA MOMENTO DA SUA VIDA.

A VIDA É FEITA DE ESCOLHAS. POR ISSO, ESCOLHA SER FELIZ. ESCOLHA QUALIDADE EM CADA DETALHE. ESCOLHA HIGHSTIL EM CADA MOMENTO DA SUA VIDA. Polo lisa Piquet Ref.: 35134 R$ 89,90 A VIDA É FEITA DE ESCOLHAS. POR ISSO, ESCOLHA SER FELIZ. ESCOLHA QUALIDADE EM CADA DETALHE. ESCOLHA HIGHSTIL EM CADA MOMENTO DA SUA VIDA. Ref.: 35216 Ref.: 1306 Ref.:

Leia mais

Quem Somos. Trabalhamos com as marcas mais conceituadas de cada região e temos para oferecer uma vasta gama de vinhos de qualidade.

Quem Somos. Trabalhamos com as marcas mais conceituadas de cada região e temos para oferecer uma vasta gama de vinhos de qualidade. Catálogo 2015 Quem Somos Após vários anos a trabalhar com marcas líderes de mercado no canal horeca, a DistriWine nasce de um sonho, o sonho de levar até si os melhores vinhos Portugueses. A história deste

Leia mais

NORMAS GRÀFICAS - INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA

NORMAS GRÀFICAS - INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA NORMAS GRÀFICAS - INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA CONSTRUÇÃO HORIZONTAL CONSTRUÇÃO VERTICAL LOGÓTIPO de artes e design de artes e design de tecnologia do mar de tecnologia do mar de saúde de tecnologia

Leia mais

Lisboa 2016 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2016 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2016 Refª: 049 BAIRRO DAS ARTES Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73 60 Email - bip.zip@cm-lisboa.pt

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual CEPÊPERA MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Apresentação Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam

Leia mais

MANUAL DA MARCA E IDENTIDADE VISUAL VERSÃO 1.0 SETEMBRO DE 2015

MANUAL DA MARCA E IDENTIDADE VISUAL VERSÃO 1.0 SETEMBRO DE 2015 MANUAL DA MARCA E IDENTIDADE VISUAL VERSÃO 1.0 SETEMBRO DE 2015 Gran Viver Urbanismo, maior Loteadora de Minas. A Gran Viver Urbanismo, maior loteadora de Minas é uma empresa do Grupo Seculus. Os principais

Leia mais

MANUAL DE USO DA MARCA

MANUAL DE USO DA MARCA MANUAL DE USO DA MARCA SUMÁRIO 3 6 13 16 19 apresentação elementos da marca tipografia institucional imagens contato 4 para que manual? 7 grid de construção 21 imagens 5 a empresa 8 área de proteção 23

Leia mais

Índice. Papelaria. Marca. Escolas. Aplicações. Brindes

Índice. Papelaria. Marca. Escolas. Aplicações. Brindes Manual de Marca 1 Índice Marca 7 Papelaria 39 Apresentação Marca Base Cores Institucionais Família Tipográfica Variação de Marca - Uma Cor Marca Reduzida - Sigla UCB e Nome Completo Marca Reduzida - Sigla

Leia mais

Acta n.º

Acta n.º Acta n.º 21 2006.10.03 PROTOCOLO - Associação Conservatório de Música de Felgueiras - Presente a minuta de protocolo a celebrar entre esta Câmara Municipal e a Associação Conservatório de Música de Felgueiras,

Leia mais

Relatório do teste. Cartuchos de toner HP LaserJet x Marcas de cartuchos de outros fabricantes vendidos na América Latina

Relatório do teste. Cartuchos de toner HP LaserJet x Marcas de cartuchos de outros fabricantes vendidos na América Latina Relatório do teste Este documento é a tradução de terminologia e estilo de relatórios da versão original em inglês do relatório preparado pelo SpencerLAB. Em caso de conflito entre as duas versões, a versão

Leia mais

BRAND GUIDELINES RTP MÚSICA

BRAND GUIDELINES RTP MÚSICA RTP MÚSICA VERSÃO VERTICAL GRELHA / EIXOS BRAND GUIDELINES GRELHA / EIXOS VERSÃO VERTICAL VERSÃO HORIZONTAL BRAND GUIDELINES VERSÃO MOSCA COMPORTAMENTOS CROMÁTICOS (VERSÃO HORIZONTAL E VERTICAL) Cor Directa

Leia mais

ANEXO I EQUIPAMENTOS CULTURAIS CEDIDOS E PREÇOS A PRATICAR

ANEXO I EQUIPAMENTOS CULTURAIS CEDIDOS E PREÇOS A PRATICAR ANEXO I EQUIPAMENTOS CULTURAIS CEDIDOS E PREÇOS A PRATICAR ANEXO I ESPAÇOS CEDIDOS E PREÇOS A PRATICAR A- PLATAFORMA DAS ARTES CARATERIZAÇÃO GERAL A Plataforma das Artes e Criatividade é um projeto infraestrutural

Leia mais

REGULAMENTO CENTRO CULTURAL

REGULAMENTO CENTRO CULTURAL REGULAMENTO CENTRO CULTURAL Capítulo I Funcionamento e Gestão Artigo 1.º O Centro Cultural é um espaço da A.T.C. Artigo 2.º Compete à Direcção da A.T.C. decidir da forma e modelo de gestão do Centro Cultural.

Leia mais

MANUAL DE NORMAS Normas Normas.indd indd :09:36 12:09:36

MANUAL DE NORMAS Normas Normas.indd indd :09:36 12:09:36 MANUAL DE NORMAS Universo cromático Pantone 470 C C M Y K 0% 58% 100% 33% Black 50% Black Família Tipográfica Barmeno Regular utilizado nas palavras municipal de lisboa abcdefghijklmnopqrstuvxz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXZ

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 1.0 Marca / Significados 1 A opção pelo monograma (conjunto de letras do nome) reflete a preocupação em se vincular e respeitar a tradição das Estradas de Ferro brasileiras

Leia mais

A C R A M A L D A U N A

A C R A M A L D A U N A MANUAL DA MARCA BRIEFING & PROCESSO CRIATIVO 01 CONCEITO E CONSTRUÇÃO DA MARCA 02 GRADE 04 PALETA DE CORES 05 APLICAÇÕES MONOCROMÁTICAS 05 APLICAÇÕES 06 CRÉDITOS 07 01 BRIEFING & PROCESSO CRIATIVO BRIEFING...

Leia mais

REGULAMENTO. P.A. - Projeto Artístico FESTIVAL DE BANDAS

REGULAMENTO. P.A. - Projeto Artístico FESTIVAL DE BANDAS REGULAMENTO P.A. - Projeto Artístico FESTIVAL DE BANDAS 2013 Nota Introdutória O P.A. - Projeto Artístico é uma iniciativa de educação pela arte da Casa da Juventude, que surge no seguimento dos propósitos

Leia mais

IFDR, IP MANUAL DE NORMAS

IFDR, IP MANUAL DE NORMAS IFDR, IP MANUAL DE NORMAS Este guia de normas representa, no seu conteúdo, o conjunto das regras básicas de utilização da marca, bem como das suas declinações e complementos visuais. A utilização dos elementos

Leia mais

GUIA_. Guia CRIATIVO de uso da Marca País BRASIL BEYOND.

GUIA_. Guia CRIATIVO de uso da Marca País BRASIL BEYOND. GUIA_ Guia CRIATIVO de uso da Marca País BRASIL BEYOND. ÍNDICE_ 1. OBJETIVO 2. LOGOMARCA 3. CORES 4. TIPOGRAFIAS 5. LINHA 01 - LETTERING CRIATIVO 6. LINHA 02 - GRAFISMOS SIMPLIFICADOS 7. DETALHE FINAL

Leia mais

Perfil das Empresas Corretoras de Seguros do Estado de São Paulo

Perfil das Empresas Corretoras de Seguros do Estado de São Paulo Perfil das Empresas Corretoras de Seguros do Estado de São Paulo 2º Semestre 2010 Mensagem do Presidente Glorious baklava ex librus hup hey ad infinitum. Análise Econômica Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer

Leia mais

ISEL Instituto Superior de Engenharia de Lisboa ADEETC Área Departamental de Engenharia de Electrónica e Teleconumicações e de Computadores

ISEL Instituto Superior de Engenharia de Lisboa ADEETC Área Departamental de Engenharia de Electrónica e Teleconumicações e de Computadores ISEL Instituto Superior de Engenharia de Lisboa ADEETC Área Departamental de Engenharia de Electrónica e Teleconumicações e de Computadores MERCM Mestrado em Eng. de Redes de Comunicação e Multimédia Dissertação

Leia mais

1 CASA DO CORETO pág.3 Breve apresentação / Imagens. 2 LUA CHEIA teatro para todos pág.7 Missão e Objectivos / Áreas de Intervenção

1 CASA DO CORETO pág.3 Breve apresentação / Imagens. 2 LUA CHEIA teatro para todos pág.7 Missão e Objectivos / Áreas de Intervenção PREÂMBULO pág.2 1 CASA DO CORETO pág.3 Breve apresentação / Imagens 2 LUA CHEIA teatro para todos pág.7 Missão e Objectivos / Áreas de Intervenção 3 Declaração Relevância Cultural C.M.Lisboa pág.9 www.luacheia.pt

Leia mais

www.scutvias.pt Apresentação Organização EMPRESA Accionistas Contas Imprensa Infra-estrutura OPERAÇÃO Controlo Tráfego Assistência Entry point

www.scutvias.pt Apresentação Organização EMPRESA Accionistas Contas Imprensa Infra-estrutura OPERAÇÃO Controlo Tráfego Assistência Entry point Ùltima press release EMPRESA Imprensa 0_Homepage E_Apresentacao E_Organizacao E_Organizacao_2 E_ E_ Mapa Tráfego E_Imprensa E_Imprensa_ListPR E_Imprensa_ListNOT Tempo OPERAÇÃO Infra-estrutura Controlo

Leia mais

CCM002 Metodologia de Pesquisa em Ciência da Computação. Apresentações. Prof. Jesús P. Mena-Chalco 3Q-2016

CCM002 Metodologia de Pesquisa em Ciência da Computação. Apresentações. Prof. Jesús P. Mena-Chalco 3Q-2016 1 CCM002 Metodologia de Pesquisa em Ciência da Computação Prof. Jesús P. Mena-Chalco jesus.mena@ufabc.edu.br 3Q-2016 2 Pratique, pratique, pratique,. Pode inovar, não ha regra apenas sugestões. Pode falar

Leia mais

[ PROPOSTA DE IDENTIDADE VISUAL UNIÃO DE FREGUESIAS DE COIMBRA - SÉ NOVA, SANTA CRUZ, ALMEDINA, S. BARTOLOMEU ] [ ]

[ PROPOSTA DE IDENTIDADE VISUAL UNIÃO DE FREGUESIAS DE COIMBRA - SÉ NOVA, SANTA CRUZ, ALMEDINA, S. BARTOLOMEU ] [ ] [ PROPOSTA DE IDENTIDADE VISUAL UNIÃO DE FREGUESIAS DE COIMBRA - SÉ NOVA, SANTA CRUZ, ALMEDINA, S. BARTOLOMEU ] [ 10.07.14 ] INTRODUÇÃO A proposta de identidade institucional da união das freguesias de

Leia mais

Certificação Profissional ANBID CPA-20

Certificação Profissional ANBID CPA-20 / / / - Versão de uso preferencial 1. / CPA20 e são selos de certificação da. Seu uso deve ser sempre associado à Marca ou ao nome. Ao lado temos as duas formas possíveis de uso das marcas e : Com a marca

Leia mais

11ª SEMANA DA MÚSICA DE OURO BRANCO

11ª SEMANA DA MÚSICA DE OURO BRANCO 11ª SEMANA DA MÚSICA DE OURO BRANCO Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco Av. Augusto Barbosa da Silva, 313, Pioneiros Ouro Branco-MG, 36420-000 000 (31) 3742-3553 3553 / (31) 9624-8059 O projeto

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE O MUNICÍPIO DE SETÚBAL E A ASSOCIAÇÃO CULTURAL FESTROIA

PROTOCOLO ENTRE O MUNICÍPIO DE SETÚBAL E A ASSOCIAÇÃO CULTURAL FESTROIA PROTOCOLO ENTRE O MUNICÍPIO DE SETÚBAL E A ASSOCIAÇÃO CULTURAL FESTROIA Introdução 1. A Câmara Municipal de Setúbal procedeu à inauguração do Cinema Charlot-Auditório Municipal em 31 de Maio de 2000. O

Leia mais

Turismo Histórico-Cultural. diretrizes para o desenvolvimento Ministério do Turismo

Turismo Histórico-Cultural. diretrizes para o desenvolvimento Ministério do Turismo Turismo Histórico-Cultural diretrizes para o desenvolvimento Ministério do Turismo Proposta de Recorte para a Conceituação de Turismo Cultural l o MTur, em parceria com o Ministério da Cultura e o IPHAN,

Leia mais

Associação dos Amigos da Ludoteca Parque Infantil Jardim Público Évora. Plano Anual de Atividades 2016

Associação dos Amigos da Ludoteca Parque Infantil Jardim Público Évora. Plano Anual de Atividades 2016 dos Amigos da Ludoteca Parque Infantil Jardim Público 7000 763 Évora Plano Anual de Atividades 2016 dos Amigos da Ludoteca de Évora Introdução A dos Amigos da Ludoteca, em parceria com a Câmara Municipal

Leia mais

Guia da marca. 23 de junho de 2009

Guia da marca. 23 de junho de 2009 Guia da marca 23 de junho de 2009 Apresentação da Presidência A Marca BNDES é um de nossos principais ativos intangíveis. Maximizar sua eficácia e zelar por este ativo é uma tarefa de todos os participantes

Leia mais

Microsoft Office PowerPoint 2003

Microsoft Office PowerPoint 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Microsoft Superior de Gestão Office PowerPoint 00 Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office PowerPoint 00 Introdução ao PowerPoint

Leia mais

Índice. Introdução Glossário. Atributos da Marca Atributos da Marca

Índice. Introdução Glossário. Atributos da Marca Atributos da Marca Manual da Marca 1 Índice Introdução Glossário 05 06 Atributos da Marca Atributos da Marca 09 10 Sistema de Identidade Visual Assinatura Visual Fundos Possíveis Positivo & Negativo Redução Mínima Área de

Leia mais

www.in-lex.pt ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO ANUÁRIO 2015 CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO EDIÇÕES E DIVULGAÇÃO CONTACTOS IN-LEX

www.in-lex.pt ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO ANUÁRIO 2015 CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO EDIÇÕES E DIVULGAÇÃO CONTACTOS IN-LEX www.in-lex.pt Para mais informação consulte o nosso site ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO ANUÁRIO 2015 Data da Publicação Dimensões Papel Capa Papel Miolo Hardcover Início de 2015 230 (largura) x 297 (altura)

Leia mais

Centro Cívico em S. Martinho de Mouros

Centro Cívico em S. Martinho de Mouros Centro Cívico em S. Martinho de Mouros A antiga "Casa da Câmara" de S. Martinho de Mouros vai ser reabilitada para Centro Cívico. Revista de Imprensa 10-02-2010 1. (PT) - Diário As Beiras, 10-02-2010,

Leia mais

PROGRAMA PINHAL NOVO PALMELA E QUINTA DO ANJO MARATECA E POCEIRÃO

PROGRAMA PINHAL NOVO PALMELA E QUINTA DO ANJO MARATECA E POCEIRÃO PROGRAMA PINHAL NOVO PALMELA E QUINTA DO ANJO MARATECA E POCEIRÃO A diversidade dos espaços e dos tempos educativos remete cada vez mais para o conceito de Escola - Comunidade, aberta ao diálogo e à educação

Leia mais

Novidade na gama Bosch: Sistemas de direção para automóveis e camiões

Novidade na gama Bosch: Sistemas de direção para automóveis e camiões Novidade na gama Bosch: Sistemas de direção para automóveis e camiões Sempre no caminho certo com segurança com os sistemas e componentes de direção Bosch Principais áreas Direção Direção Direção elétrica

Leia mais

CONTATORES Média tensão à vácuo

CONTATORES Média tensão à vácuo CONTATORES Média tensão à vácuo Este documento pode ser sujeito a alterações. Moving together 2 1. APRESENTAÇÃO 1. APRESENTAÇÃO Os contatores a Vácuo ARTECHE, modelos extraíveis smart VC-D, smart VC-C

Leia mais

Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado

Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado Normas para apresentação e elaboração dos Trabalhos Finais Nota prévia: As normas agora aprovadas devem ser entendidas

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE CULTURA CULTURFORNOS

PLANO MUNICIPAL DE CULTURA CULTURFORNOS PLANO MUNICIPAL DE CULTURA CULTURFORNOS Pretende-se com este documento organizar a oferta cultural no Município de Fornos de Algodres, de modo a promover a diversidade de espetáculos e a atração e formação

Leia mais

Área de proteção, Malha construtiva e Redução mínima.

Área de proteção, Malha construtiva e Redução mínima. MANUAL DE MARCA Área de proteção, Malha construtiva e Redução mínima. MENOR APLICAÇÃO x REFERÊNCIA 15 mm com slogan Para web: 100 pixels com slogan 10 mm sem slogan Para web: 50 pixels sem slogan y y MENOR

Leia mais

- BUZIOS. open. Festival. [luzes e sons] Búzios - RJ_ BRASIL: 18\12\2006_27\12\2006. _mario suarez

- BUZIOS. open. Festival. [luzes e sons] Búzios - RJ_ BRASIL: 18\12\2006_27\12\2006. _mario suarez open - BUZIOS [luzes e sons] Festival Búzios - RJ BRASIL: 18\12\200627\12\2006 mario suarez Objetivo Fluxo maior de turistas para a cidade nos meses de novembro \ dezembro. Criar um evento de projeção

Leia mais

EB FERNANDO JOSÉ DOS SANTOS EB FERNANDO JOSÉ DOS SANTOS

EB FERNANDO JOSÉ DOS SANTOS EB FERNANDO JOSÉ DOS SANTOS EB FERNANDO JOSÉ DOS SANTOS 2013-2014 1 1. IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA 1.1 Caracterização do Meio A EB Fernando José dos Santos situa-se na Rua Manuel Ambrósio dos Santos 2645-212 Amoreira/Alcabideche, Concelho

Leia mais

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet Lorem ipsum dolor sit amet Lorem ipsum dolor sit amet Consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam.

Leia mais

O portal do Correio do Povo é o site de notícias e informações do jornal. Com um foco mais regionalizado, prioriza a cobertura do estado do Rio

O portal do Correio do Povo é o site de notícias e informações do jornal. Com um foco mais regionalizado, prioriza a cobertura do estado do Rio MÍDIA KIT DIGITAL O portal do Correio do Povo é o site de notícias e informações do jornal. Com um foco mais regionalizado, prioriza a cobertura do estado do Rio Grande do Sul, embora também acompanhe

Leia mais

PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CULTURAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA TUNÍSIA PARA O PERÍODO

PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CULTURAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA TUNÍSIA PARA O PERÍODO PROGRAMA DE COOPERAÇÃO CULTURAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DA TUNÍSIA PARA O PERÍODO 2001-2004 O Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA CULTURA

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA CULTURA ATENÇÃO ARTISTAS, GRUPOS, PRODUTORES CULTURAIS E DEMAIS REALIZADORES! FORAM LANÇADOS OS EDITAIS PROAC 2014. ACOMPANHE AS NOVIDADES DESTA EDIÇÃO! Ficha de inscrição online: disponível no site da Secretaria

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Faculdade de Economia da UP Mestrado em Marketing Disciplina de Marketing MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Proposta de Logótipo "Mix n Match" Variações cromáticas do logótipo Comportamento do logo a 2 cores

Leia mais

PROJETO DE ARQUITETURA II EX_4_Ourém

PROJETO DE ARQUITETURA II EX_4_Ourém Desenvolvimento do projecto da Biblioteca Hub de conhecimento da cidade de Ourém para o contexto territorial de articulação entre as Ruas Teófilo Braga/Santa Teresa de Ourém e Dr. Francisco Sá Carneiro.

Leia mais

REGULAMENTO OFICINAS CRIATIVAS CASA DA CULTURA SANTA CRUZ QUINTA DO REVOREDO

REGULAMENTO OFICINAS CRIATIVAS CASA DA CULTURA SANTA CRUZ QUINTA DO REVOREDO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ CÂMARA MUNICIPAL REGULAMENTO Nº 527/2015 REGULAMENTO OFICINAS CRIATIVAS CASA DA CULTURA SANTA CRUZ QUINTA DO REVOREDO Uma porta aberta à cultura Aprovação: Câmara Municipal: 07-05-2015

Leia mais

Regulamento da Galeria Municipal de Almeirim. Preâmbulo

Regulamento da Galeria Municipal de Almeirim. Preâmbulo Regulamento da Galeria Municipal de Almeirim Preâmbulo A Galeria Municipal de Almeirim é um espaço destinado à dinamização da cultura através de exposições temporárias, cabendo neste todas as áreas temáticas

Leia mais

Semana Padre Moreau e 31ª Feira de Livros 2016

Semana Padre Moreau e 31ª Feira de Livros 2016 2 3 Distribuição dos espaços atividades do sábado Prédio Menino Jesus Jardim I Salas 12 e 13, Espaço Sister Caecilius, Sister Olivette e Sister Juliete Jardim II Salas1,2,3,8, Espaço Sister Caecilius,

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho REGULAMENTO DOS PERÍODOS DE ABERTURA E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE VENDA AO PÚBLICO E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO CONCELHO DE VIEIRA DO MINHO PREÂMBULO Com a entrada em vigor do Decreto-Lei nº

Leia mais

MAXMA Administração e Participações S/A.

MAXMA Administração e Participações S/A. XMA Participações S/A. MA Rua Aloísio Magalhães, 22 Via Anhanguera Km 27 CEP 05275-050 Cx. Postal 507 São Paulo SP Tel/Fax 11 3944-6565 3911-0010 maxma@maxma-sa.com.br www.maxma-sa.com.br Tecnologia exclusiva

Leia mais

Museu Nacional de Arte Contemporânea Museu do Chiado Lisboa

Museu Nacional de Arte Contemporânea Museu do Chiado Lisboa Museu Nacional de Arte Contemporânea Museu do Chiado Lisboa 17 Museu Nacional de Arte Contemporânea Museu do Chiado APRESENTAÇÃO Situado no centro de Lisboa, na zona histórica do Chiado, o Museu Nacional

Leia mais

REDE DE TEATROS DO ALGARVE. Equipamentos

REDE DE TEATROS DO ALGARVE. Equipamentos REDE DE TEATROS DO ALGARVE 11 Equipamentos Auditório Municipal de Albufeira Concelho: Albufeira Capacidade: 368 lugares Ano de Abertura: junho de 1997 Teatro Municipal de Faro Concelho: Faro Capacidade:

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS. 2013 IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA 2 // Manual de Normas. Universidade de Évora // ASCENÇÃO E DINAMISMO Ascensão e Dinamismo são os principais objetivos

Leia mais

II Partilhar para Crescer: Encontro de Bibliotecas do Distrito de Coimbra. Apresentação da Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital

II Partilhar para Crescer: Encontro de Bibliotecas do Distrito de Coimbra. Apresentação da Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital II Partilhar para Crescer: Encontro de Bibliotecas do Distrito de Coimbra Apresentação da Biblioteca Municipal de Oliveira do Hospital A Biblioteca Pública deve estar centrada nas pessoas: instituição

Leia mais

- minuta - Protocolo de Colaboração entre a Câmara Municipal de Setúbal e a Associação Cristã da Mocidade/YMCA

- minuta - Protocolo de Colaboração entre a Câmara Municipal de Setúbal e a Associação Cristã da Mocidade/YMCA - minuta - Protocolo de Colaboração entre a Câmara Municipal de Setúbal e a Associação Cristã da Mocidade/YMCA Considerando que: - O Bairro da Bela Vista, o Bairro da Alameda das Palmeiras e o Bairro do

Leia mais

CEU ALVARENGA

CEU ALVARENGA CEU ALVARENGA smeceualvarenga@prefeitura.sp.gov.br Estrada do Alvarenga, 3752 - Pedreira (11) 5672-2541 / 5672-2542 AGOSTO - 2015 BLOG: http://culturaceualvarenga.blogspot.com - http://esportenoceualvarenga.blogspot.com

Leia mais

Manual de Normas Gráficas

Manual de Normas Gráficas Manual de Normas Gráficas índice. 01 Este documento pretende ser uma orientação prática que estabelece algumas regras gráficas para que a utilização da marca seja coerente e uniforme, de forma a que seja

Leia mais

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL ESPAÇO VIVACIDADE ARTE, CULTURA E EDUCAÇÃO Autora: Cristiane Lavall O que é Trata-se de um complexo de arte, cultura e educação, denominado Espaço VivAcidade, no município de Arroio do Meio. O objetivo

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO NO ÂMBITO DA COMPONENTE DE APOIO À FAMILIA NA ESCOLA BÁSICA DO 1º CICLO N.º 1, AREIAS, SETÚBAL Considerando que: a) O Despacho n.º 14 460/2008, da Ministra da Educação, de 15 de

Leia mais

KIT DE NORMAS GRAFICAS

KIT DE NORMAS GRAFICAS KIT DE NORMAS GRAFICAS ÍNDICE 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 INTRODUÇÃO CONCEÇÃO DO SELO CORES DO SELO SELO MONOCROMÁTICO REFERÊNCIAS DE COR OUTRAS CORES FUNDOS FOTOGRÁFICOS ÁREA DE PROTEÇÃO REDUÇÃO TIPOGRAFIA

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO

UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO ABRE PORTAS ÀS ARTES A arte, enquanto resultado da cultura e das alterações permanentes do universo, precisa de mostrar, a todos os públicos, as suas múltiplas

Leia mais

ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR

ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR O Município tem assumido anualmente a responsabilidade de proporcionar as atividades de enriquecimento curricular (AEC) aos alunos do 1º CEB, sendo a entidade promotora deste programa no concelho. Para

Leia mais

Mafalda Autor: Quino. Curso de Tecnologia em Produção Cultural. Disciplina: Legislação em Produção Cultural. Professora: Andréa Costa

Mafalda Autor: Quino. Curso de Tecnologia em Produção Cultural. Disciplina: Legislação em Produção Cultural. Professora: Andréa Costa Mafalda Autor: Quino Curso de Tecnologia em Produção Cultural Disciplina: Legislação em Produção Cultural Professora: Andréa Costa Comida (Titãs) Composição: Arnaldo Antunes / Marcelo Fromer / Sérgio Britto

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO MUNICIPIO DE MANTEIGAS E NERGA NÚCLEO EMPRESARIAL DA REGIÃO DA GUARDA ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO MUNICIPIO DE MANTEIGAS E NERGA NÚCLEO EMPRESARIAL DA REGIÃO DA GUARDA ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO MUNICIPIO DE MANTEIGAS E NERGA NÚCLEO EMPRESARIAL DA REGIÃO DA GUARDA ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL Considerando: Que o NERGA é uma Pessoa Coletiva de Utilidade Pública que, tem como objetivo

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL APRESENTAÇÃO DA MARCA Uma nova marca, um novo momento, Apontando Para o futuro. Apresentamos o novo logotipo da Azuma Kirin Company, com sua assinatura. Neste arquivo você encontra

Leia mais

Cultura, Turismo e Patrimônio Cultural

Cultura, Turismo e Patrimônio Cultural Cultura, Turismo e Patrimônio Cultural Perspectivas do Plano Municipal de Cultura - PMC O Plano Municipal de Cultura de São Luís (PMC-São Luís) foi concebido e trabalhado durante o ano de 2012, tendo sido

Leia mais

IDEIAS DO LEVANTE ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE LAGOA. Relatório de actividades realizadas em 2004

IDEIAS DO LEVANTE ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE LAGOA. Relatório de actividades realizadas em 2004 IDEIAS DO LEVANTE ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE LAGOA Relatório de actividades realizadas em 2004 JANEIRO Actividade: Lançamento do site da Associação para 2004 Local: Ciber Café Dom Rodrigo, em Lagoa Dirigido

Leia mais

Reunião de Câmara de 7 de dezembro de Informação sobre os despachos do senhor presidente e dos senhores vereadores.

Reunião de Câmara de 7 de dezembro de Informação sobre os despachos do senhor presidente e dos senhores vereadores. Reunião de Câmara de 7 de dezembro de 2016 De acordo com o Regimento elaborado nos termos da alínea a) do artigo 39º da Lei 75/2013, de 12 de setembro e aprovado em reunião ordinária de 05 de novembro

Leia mais

Modelo Canônico de Projeto de pesquisa com abntex2

Modelo Canônico de Projeto de pesquisa com abntex2 Equipe abntex2 Modelo Canônico de Projeto de pesquisa com abntex2 Brasil 2013, v-1.7.1 Equipe abntex2 Modelo Canônico de Projeto de pesquisa com abntex2 Modelo canônico de Projeto de pesquisa em conformidade

Leia mais

NOVO REGULAMENTO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

NOVO REGULAMENTO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO NOVO REGULAMENTO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO MANUTENÇÃO DAS CONDIÇÕES DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO EM EDIFÍCIOS JORGE BERNARDO ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE SAÚDE DE COIMBRA 13 OUTUBRO 2010 TEMAS A

Leia mais

Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado

Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado Versão n.º2-01/02/2011 Normas para apresentação e elaboração dos Trabalhos Finais Nota prévia: As normas agora aprovadas

Leia mais

Currículo da Oferta de Escola Música

Currículo da Oferta de Escola Música Departamento de Expressões Currículo da Oferta de Escola Música Competências Específicas As competências específicas a desenvolver na disciplina de Música são aqui apresentadas em torno de quatro grandes

Leia mais

DE PRODUTOS. VISITE NOSSO SITE: FORMA DE BAURU C/ ROLO PARA PINTURA 15CM C/ ESPREMEDOR DE LARANJA C/

DE PRODUTOS. VISITE NOSSO SITE:  FORMA DE BAURU C/ ROLO PARA PINTURA 15CM C/ ESPREMEDOR DE LARANJA C/ CATÁLOGO 2015 DE PRODUTOS FORMA DE BAURU C/1 009118 ROLO PARA PINTURA 15CM C/1 009197 ESPREMEDOR DE LARANJA C/1 009149 FURA COCO C/1 009301 Página 12 Página 12 VISITE NOSSO SITE: www.grupoufs.com.br HISTÓRIA

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATEGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES Junho de 2014 a junho de 2016

PLANEJAMENTO ESTRATEGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES Junho de 2014 a junho de 2016 PLANEJAMENTO ESTRATEGICO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ARTES Junho de 2014 a junho de 2016 Apresentação O Curso de Licenciatura em Artes da tem como meta principal formar o professor de artes através de

Leia mais

Destaque HABITAÇÃO UNIFAMILIAR

Destaque HABITAÇÃO UNIFAMILIAR HABITAÇÃO UNIFAMILIAR Habitação unifamiliar Casa Lopes Localizada no concelho de Oeiras, à entrada da localidade de Tercena-Barcarena, junto a uma linha de água e a escassos metros da Fabrica da Pólvora

Leia mais

A A. Caixas. Prof.: Ivan R. Pagnossin. Tutora: Juliana Giordano. Largura. Altura. Altura total. Linha-base. Profundidade. Ponto-de-referência

A A. Caixas. Prof.: Ivan R. Pagnossin. Tutora: Juliana Giordano. Largura. Altura. Altura total. Linha-base. Profundidade. Ponto-de-referência Prof.: Ivan R. Pagnossin Tutora: Juliana Giordano Coordenadoria de Tecnologia da Informação Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada Definição e dimensões Largura Altura Profundidade g Altura total Linha-base

Leia mais

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO EXPOSIÇÕES

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO EXPOSIÇÕES A edição 2012/13 da Receção à Comunidade Educativa é uma oportunidade para o município engrandecer a gestão integrada das ofertas educativas, dos recursos e serviços da comunidade, priorizando o seu uso

Leia mais

Atenção: Esse produto pode ser pago pelos seus fornecedores.

Atenção: Esse produto pode ser pago pelos seus fornecedores. Atenção: Esse produto pode ser pago pelos seus fornecedores. E AGORA? ACERTOU, ESTAMOS FALANDO DA FORMA COMO SE PROMOVE UMA MARCA HOJE. A realidade SEU CLIENTE ENTRA NO SEU ESTABELECIMENTO NEM TE CUMPRIMENTA

Leia mais

Corrida dos Super-Heróis. Multiatividades- Centros de Acolhimento Temporário Quinta dos Fidalgos- ABEI

Corrida dos Super-Heróis. Multiatividades- Centros de Acolhimento Temporário Quinta dos Fidalgos- ABEI Corrida dos Super-Heróis Multiatividades- Centros de Acolhimento Temporário Quinta dos Fidalgos- ABEI ABEI - Enquadramento Geral A Associação para o Bem Estar Infantil da freguesia de Vila Franca de Xira

Leia mais

DE 09 A 16 JAN SEMANA COMEMORATIVA. 132 ANOS VIV A SOARES 2017 QUEM SOMOS, QUEM FOMOS. PROFESSORES E ALUNOS DA SOARES.

DE 09 A 16 JAN SEMANA COMEMORATIVA. 132 ANOS VIV A SOARES 2017 QUEM SOMOS, QUEM FOMOS. PROFESSORES E ALUNOS DA SOARES. 2017 EXPOSIÇÕES EXPOSIÇÃO DE CARTAZES DE FILMES Local Pequeno Auditório EXPOSIÇÃO DE DESENHO A Local Piso 0 / Galeria Piso 1 QUEM SOMOS, QUEM FOMOS. PROFESSORES E ALUNOS DA. Local Vitrinas da Máquina Fotográfica

Leia mais

Colégio Notarial do Brasil Seção São Paulo Colégio Notarial do Brasil Conselho Federal. Carlos Fernando Brasil Chaves Presidente CNB/SP

Colégio Notarial do Brasil Seção São Paulo Colégio Notarial do Brasil Conselho Federal. Carlos Fernando Brasil Chaves Presidente CNB/SP Colégio Notarial do Brasil Seção São Paulo Colégio Notarial do Brasil Conselho Federal Carlos Fernando Brasil Chaves Presidente CNB/SP O CNB/SP - Mais antiga entidade representativa do Notariado. - Visa

Leia mais

PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA. EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura

PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA. EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura Foco: Impactos da Emenda Constitucional do SNC na organização

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA CRIAÇÃO DE LOGÓTIPO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VILA POUCA DE AGUIAR

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA CRIAÇÃO DE LOGÓTIPO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VILA POUCA DE AGUIAR REGULAMENTO DO CONCURSO PARA CRIAÇÃO DE LOGÓTIPO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VILA POUCA DE AGUIAR 1 PROMOTOR O Conselho Municipal de Juventude do Município de Vila Pouca de Aguiar leva a efeito

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO CONCURSO DE BANDAS DE GARAGEM DE SETÚBAL

REGULAMENTO MUNICIPAL DO CONCURSO DE BANDAS DE GARAGEM DE SETÚBAL REGULAMENTO MUNICIPAL DO CONCURSO DE BANDAS DE GARAGEM DE SETÚBAL Preâmbulo O Município de Setúbal tem procurado intervir em diversos campos, no sentido de proporcionar a satisfação de um conjunto de necessidades

Leia mais

O princípio adotado pela atual legislação é o da completa liberdade de horário de funcionamento da generalidade dos estabelecimentos.

O princípio adotado pela atual legislação é o da completa liberdade de horário de funcionamento da generalidade dos estabelecimentos. O princípio adotado pela atual legislação é o da completa liberdade de horário de funcionamento da generalidade dos estabelecimentos. Trata-se de uma radical alteração das regras até agora em vigor que,

Leia mais

DOSSIER DE PATROCÍNIOS

DOSSIER DE PATROCÍNIOS DOSSIER DE PATROCÍNIOS 01 Índice 03 // O CONSERVATÓRIO DE MÚSICA DE SINTRA 06 // ALGUMAS DAS NOSSAS CONQUISTAS MAIS ANTIGAS 08 // ALGUMAS DAS NOSSAS CONQUISTAS MAIS RECENTES 10 // PRECISAMOS DE MUDAR,

Leia mais

PROJECTO DE CRIAÇÃO DE UM GRUPO DE BOMBOS

PROJECTO DE CRIAÇÃO DE UM GRUPO DE BOMBOS PROJECTO DE CRIAÇÃO DE UM GRUPO DE BOMBOS DINAMIZADORES: Rodrigo Barreto / Susana Malaínho / Teresa Barbosa ANO LECTIVO: 2010/2011 Índice 1- Apresentação do projecto: Criação de um Grupo de Bombos 2- Objectivos

Leia mais

MANUAL NORMAS GRÁFICAS

MANUAL NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS NOVEMBRO 2016 MIGUEL GATA INTRODUÇÃO 2 MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS BEM-VINDO ao Manual de Normas Gráficas da ESCOLA PROFISSIONAL PRÁTICA UNIVERSAL BRAGANÇA Dada a importância que

Leia mais

Identidade Visual Serasa Experian. Distribuidor Autorizado Normas de Uso Materiais de Apoio

Identidade Visual Serasa Experian. Distribuidor Autorizado Normas de Uso Materiais de Apoio Identidade Visual Serasa Experian Normas de Uso Materiais de Apoio Índice Aplicações da assinatura Materiais de apoio 03 Apresentação 15 Nota sobre os materiais de apoio 04 Assinatura 16 Cartão de visita

Leia mais

O Governo da República Federativa do Brasil e O Governo da República Popular da China (doravante denominados "As Partes")

O Governo da República Federativa do Brasil e O Governo da República Popular da China (doravante denominados As Partes) PROGRAMA-EXECUTIVO CULTURAL DO ACORDO DE COOPERAÇÃO CUTURAL E EDUCACIONAL ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E A REPÚBLICA POPULAR DA CHINA PARA OS ANOS DE 2001 A 2004 O Governo da República

Leia mais

O Centro da Indústria, Arte e Cidade inscreve-se na nova Praça da Liberdade como um instrumento potencializador desse abrangente projeto de futuro.

O Centro da Indústria, Arte e Cidade inscreve-se na nova Praça da Liberdade como um instrumento potencializador desse abrangente projeto de futuro. O Circuito Cultural é parte de um grande projeto de reestruturação de Belo Horizonte, visando adequá-la aos requisitos dos grandes centros metropolitanos do séc. XXI. O Centro da Indústria, Arte e Cidade

Leia mais

WORKSHOPS, ATELIERS, OFICINAS E MASTERCLASS

WORKSHOPS, ATELIERS, OFICINAS E MASTERCLASS WORKSHOPS, ATELIERS, OFICINAS E MASTERCLASS Sábado, dia 2 de Abril - Piano bar, 17h30 18h30 Atelier de Filosofia para Crianças e Pais Orientador: Tomás Magalhães Carneiro 10 euros por adulto (criança,

Leia mais

VII EXPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS MUNICIPAIS EM SANEAMENTO. Título Do Trabalho

VII EXPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS MUNICIPAIS EM SANEAMENTO. Título Do Trabalho ASSEMAE VII EXPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS MUNICIPAIS EM SANEAMENTO Título Do Trabalho INCENTIVO À PESQUISA, REFLEXÃO E DEBATE DE TEMAS AMBIENTAIS: ELABORAÇÃO E EXECUÇÃO DE PROJETO ARQUITETÔNICO E VISUAL DIFERENCIADO

Leia mais

CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola

CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola CAMINHOS DA ESCOLA Arte na Escola Resumo A série Caminhos da Escola nos apresenta neste episódio Arte na Escola, uma coletânea de matérias gravadas a partir de experiências em escolas de formação técnica

Leia mais

ÍNDICE. O papel do BPI no financiamento da reabilitação urbana: o programa JESSICA. 1. Introdução. 2. O Programa JESSICA no BPI

ÍNDICE. O papel do BPI no financiamento da reabilitação urbana: o programa JESSICA. 1. Introdução. 2. O Programa JESSICA no BPI O papel do BPI no financiamento da reabilitação urbana: o programa JESSICA Conferência CPCI e AIP/CCI Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário Associação Industrial Portuguesa / Câmara de

Leia mais