Controladora Paralela USB Serial OEM PCi3 / PCi3 v.02. Manual Técnico. hollemax. Soluções Eletrônicas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Controladora Paralela USB Serial OEM PCi3 / PCi3 v.02. Manual Técnico. hollemax. Soluções Eletrônicas"

Transcrição

1 Controladora Paralela USB Serial OEM PCi3 / PCi3 v.02 Manual Técnico hollemax Soluções Eletrônicas

2 2013 Hollemax Soluções Eletrônicas Ltda. Este documento é de propriedade da Hollemax Soluções Eletrônicas Ltda. As Informações aqui contidas têm caráter técnico e informativo, não poderão ser copiadas, fotocopiadas, reproduzidas, traduzidas ou reduzidas a qualquer meio eletrônico ou forma legível por máquina, sem autorização prévia da Hollemax Soluções Eletrônicas Ltda. Esta se reserva, por outro lado, o direito de alterar seu conteúdo e forma, sem qualquer aviso prévio. Este manual atualizado pode ser encontrado no site: na guia suporte. São José do Rio Preto - SP, Julho de Todas as outras marcas citadas são marcas registradas das respectivas companhias. COD

3 Sumário 1 - Introdução... 3 Organização do manual...3 Características principais da PCi3...4 Beep...5 Botoeira...5 Entradas de liberação...5 Fonte de alimentação...5 Jumper de configuração...5 LED indicativo...6 Mostrador de cristal líquido retroiluminado...6 RS Saida para acionamento externo...6 Sensores...7 Teclado...7 USB...7 Fácil fixação...8 Características físicas, elétricas e ambientais Instalação... 9 Escolha o local da instalação...9 Conteúdo da embalagem...9 Procedimentos de instalação...10 Fixação da PCi3 em base metálica ou plástica...10 Conexões elétricas e lógicas, com exemplos de ligações Ligação à rede elétrica Operação Uso da PCi Reiniciar contadores...15 Configurar acesso Configurar acesso Configurar mensagem de repouso...16 Mudar senha...17 Comandos para integração Rede de representantes Revenda, instalação e assistência técnica...18 Lojista...18 Gabarito de fixação Sumário 2

4 1 - Introdução A PCi3 é uma placa eletrônica compacta, personalizável, de baixo consumo de energia e fácil instalação. Destina-se a instalação, integração OEM com qualquer marca de catraca e software, cuja instalação deve ser feita por técnico ou pessoa com conhecimentos em eletrônica. Aplicável em catracas de academias, condomínios, portarias em geral, onde não há necessidade de placa eletrônica com memória, onde apenas a liberação, bloqueio e sinalização são suficientes. Seu beep sonoro e Leds indicativos são importantes para boa sinalização entre usuário e máquina. Devido às suas características, a PCi3 pode acionar 1 ou 2 solenóides, sendo possível sua configuração via teclado, a mesma pode ser encontrada na versão básica sem conexão USB / RS232 e na versão v.02 com conexão USB / RS232, possibilidade de integração com software, para exibição de mensagens no visor. Compátivel com qualquer software que envie pulso pela porta Paralela LPT e Serial, isso torna a PCi3, uma placa universal. Para desenvolvedores, a placa PCi3 v.02 oferece a conexão USB / RS232 para envio de mensagens ao visor. Este manual técnico foi escrito numa linguagem simples e direta, mas exige o mínimo conhecimento técnico, permitindo um rápido aprendizado e uso de todos os recursos da PCi3 e PCi3 v.02. Organização do Manual Este manual divide-se em 4 capítulos. O primeiro capítulo, além da introdução e do item organização do manual, traz informações necessárias ao uso da PCi3, como descrição das funções de seus componentes, características físicas, elétricas e ambientais da placa. Introdução 3

5 O capítulo 2 é um guia completo para a instalação da PCi3. Nele estão descritos todos os procedimentos necessários para a correta instalação da placa com exemplificações. O capítulo 3 trata da operação da PCi3, do ponto de vista técnico. Assim ele mostra como se deve proceder, para configurar a placa de acordo com a situação específica. Também neste capítulo estão as informações necessárias para o técnico programador que deseja integrar a placa PCi3 v.02 com seu software. O capítulo 4 contém a lista atualizada das empresas representantes comerciais e assistência técnica autorizada dos equipamentos Hollemax. Características principais da PCi3 Externamente, os principais componentes da PCi3 são: 1. Beep. 2. Botoeira. 3. Entradas de liberação. 4. Fonte de alimentação. 5. Jumper de configuração. 6. LED indicativo. 7. Mostrador de cristal liquido retroiluminado. 8. RS Saída para acionamento externo. 10. Sensores. 11. Teclado. 12. USB. *. Fácil fixação. **. Características físicas, elétricas e ambientais. on / off A imagem a seguir, mostra o PCi3, por visão espacial, onde aparecem claramente seus componentes Introdução 4

6 1. Beep Para orientação durante a configuração da placa, também é essencial para a sinalização de liberado ou bloqueado. 2. Botoeira Conector CN11, são 3 pinos, onde se tem o GND ao centro, e nas extremidades podemos utilizar botões externos, para liberação de entrada ou saída. 3. Entradas de liberação Conector CN2, são 4 posições onde temos: P1, P2, P3 e GP, onde P1 pode ser utilizado para liberação da entrada, P2 para liberação da saída, P3 para sinalização de bloqueado e GP sendo o GND da porta Paralela ou Serial do PC. Nota: Exemplificando, se o software enviar pulso para liberação da entrada pelo pino 4 da serial do PC, DB9F, será feita uma ligação entre o pino 4 desta DB9F e o P1 da PCi3, e entre o 5 da mesma DB9F e o GP da PCi3. 4. Fonte de alimentação Qualquer fonte que forneça alimentação de 12V / 1A. Nota: A fonte dos solenóides sendo a mesma da PCi3, é essencial que esta seja de 12V / 5A, no mínimo. 5. Jumper de configuração Próximo ao CN2, temos o Jumper representado com a grafia COM LPT onde é necessário deixar configurado corretamente para COM (Serial) ou LPT (Porta Paralela), devido a diferença de voltagem entre serial e paralela. Entre o CN7 e o USB A-B está a grafia SERIAL USB, onde é necessária a configuração correta para o tipo de comunicação utilizada, sendo pela porta serial RS232 ou pela USB, este recurso está disponível na placa PCi3 v.02, e é utilizado para comunicação inteligente com a PCi3, através de protocolo interno integrado com software, onde é possível a exibição de mensagens no visor e a liberação, sem necessidade de utilização das entradas de liberação. Introdução 5

7 6. LED indicativo Conector CN10, são 3 pinos, onde temos o GND ao centro, e nas extremidades pode se utilizar 2 LED s para sinalização: liberado, recomendamos a cor verde e bloqueado, recomendamos a cor vermelha, ou 1 LED bicolor. Nota: Os LED s não acompanham a PCi3, pois fazem parte da personalização do equipamento, catraca, ficando a critério do técnico utilizar ou não. 7. Mostrador de cristal líquido retroiluminado Durante a operação da PCi3, exibe mensagens de liberado ou bloqueado e mensagens de auxílio ao técnico configurador. Na fase de configuração, exibe mensagens de orientação e dados fornecidos pelo usuário. Para isso, pode se empregar visor de 2 linhas de 16 caracteres, que podem mostrar caracteres numéricos, alfabéticos e especiais. Nota: O visor não acompanha a PCi3, pois faz parte da personalização do equipamento, catraca, ficando a critério do técnico utilizar ou não. 8. RS232 Conector CN7, representado pela serigrafia TX2 GND RX3, este tipo de comunicação é encontrado na PCi3 v.02 e pode ser utilizada para integração com software, para comunicação, onde por essa mesma conexão pode se exibir mensagens no visor, liberar ou bloquear o equipamento. Para seu funcionamento é essencial o jumper SERIAL USB estar na posição SERIAL. No capítulo 4 é possível aprender os comandos básicos para programação e integração do software direto com a placa. 9. Saídas para acionamento externo Representadas na PCi3 pelos conectores CN5 e CN8, utilizando se os terminais C e NA1 ou NA2, é o local onde serão ligados os solenóides de travamento e liberação da mecânica do equipamento, catraca. Sendo uma catraca de apenas um solenóide, deve ser utilizado os terminais C e NA dos dois reles, com ligação em paralelo, dessa forma tanto quanto for acionado o rele 1 quanto o 2, será armado o solenóide para travamento do equipamento. Introdução 6

8 10. Sensores Localizados na Pci3, pelos conectores SENSOR1 e SENSOR2, onde se tem a conexão necessária para integração com qualquer sensor óptico ou de chave mecânica. Nota: Os sensores não acompanham a PCi3, pois fazem parte da mecânica da catraca, são vendidos separadamente. Exemplos de ligação são encontrados na página Teclado Sua conexão está representada na PCi3, pelo conector U10 e é compatível com qualquer teclado numérico de 0 a 9, com * e #, são teclados padrão telefônico tradicional com conexão matricial. Nota: O teclado não acompanha a PCi3, pois faz parte da personalização do equipamento, catraca, ficando a critério do técnico utilizar ou não, porem é essencial para a configuração da placa. Sendo essencial apenas para a configuração da placa, na página 13 temos o esquema para montar o teclado técnico. 12. USB Conector representado pela serigrafia USB A-B, este tipo de comunicação é encontrado na PCi3 v.02 e pode ser utilizada para integração com software, para comunicação, onde por essa mesma conexão pode se exibir mensagens no visor, liberar ou bloquear o equipamento. Para seu funcionamento é essencial o jumper SERIAL USB estar na posição USB. No capítulo 4 é possível aprender os comandos básicos para programação e integração do software direto com a placa. Introdução 7

9 *. Fácil fixação Possui 6 furos de 3mm em vários pontos diferentes da PCi3, possibilitando sua instalação em qualquer local, internamente no equipamento, catraca, 4 guias de fixação é suficiente. **. Características físicas, elétricas e ambientais Características físicas: Dimensões: L 9,5 x A 3,0 x P 8,0 cm. Peso: aproximadamente 50 gramas. Características elétricas: Alimentação por fonte externa: 12VCC / 1A. (admitindo-se variação de -15% a + 10%). Frequência: 50 ou 60 Hz. Consumo de corrente: aproximadamente 700 mah. Programação em memória eeprom, sem necessidade de bateria. Características ambientais: Temperatura: 0 a 40ºC. Umidade relativa: até 90%, sem condensação. Introdução 8

10 2 - Instalação Este capítulo descreve os procedimentos necessários para instalar a PCi3. Escolha o local da instalação Escolha o local para instalar a PCi3, que seja conveniente para sua operação internamente no equipamento, catraca, certifique se com a voltagem correta de alimentação.afonte utilizada sendo a mesma utilizada pela PCi3, será necessário o uso de fonte 12V / 5A. Utilize os LED s indicativos, para aproveitar ao máximo a PCi3. A PCi3 pode ser instalada em uma superfície metálica ou plástica, utilize os terminais de fixação que acompanham a PCi3. Evite áreas com: Calor excessivo. Óleo ou umidade. Poeira excessiva. Oscilações demasiadas na tensão de alimentação, causadas por aparelhos de ar condicionado, motores, ventiladores ou máquinas elétricas. Incidência direta da luz do sol. Luz artificial que possa refletir no visor do equipamento, caso o utilize. Conteúdo da embalagem A embalagem da PCi3 contém os seguintes itens: Uma PCi3. Um conector chicote de 3 vias. Dois conectores chicote de 4 vias. Quatro guias de fixação. Um cabo USB, padrão A-B. [ Nota: PCi3 v.02] Certificado de Garantia. Manual do usuário. Se qualquer um destes itens estiver faltando na embalagem, contate o seu revendedor ou a Hollemax. Instalação 9

11 Importante: Guarde o certificado de Garantia. Caso seja necessário solicitar o conserto da PCi3 durante o período de garantia, você deve apresentar esse certificado para usufruir da garantia oferecida pela Hollemax. Ao retirar a PCi3 da embalagem, verifique tambem, se houve danos durante o transporte da mesma. Se a PCi3 estiver danificada fisicamente, reclame imediatamente à transportadora e comunique a Hollemax. Procedimentos de instalação A instalação da PCi3, consiste em fixá-la na parte interna do equipamento, catraca, em alguma base metálica ou plástica, interligar seus conectores de entrada e saída aos dispositivos solenóides, sensores e ligar sua fonte a rede elétrica. Esses procedimentos são descritos a seguir: 1. Fixação da PCi3 em base metálica ou plástica. APCi3 é fixada em base metálica ou plástica por 4 de seus 6 furos, através de 4 guias plásticos de fixação, fornecidos com o equipamento, sendo necessário que sejam feitos 4 furos de 5mm na base metálica ou plástica. Para fixar a PCi3, proceda da seguinte maneira: a) Coloque a placa na base metálica ou plástica, no local desejado, e marque os 4 pontos de fixação, ou se preferir utilize o gabarito de fixação encontrado na pagina 19. b) Usando uma broca para metal de 5mm, fure a base nos locais marcados anteriormente. c) Insira os 4 guias de fixação. d) Coloque a PCi3 nos guias de fixação e encaixe, certificando que a mesma ficou aderida firmemente.. Instalação 10

12 2. Conexões elétricas e lógicas, com exemplos de ligações. A PCi3 possui diversas conexões essenciais a serem realizadas para seu funcionamento. Elas são claramente encontradas na serigrafia da placa. Veja as exemplificações a seguir. Ligue os fios conforme o esquema a seguir, utilizando a expessura correta do fio para o dispositivo utilizado. Nota: atentar para a polaridade, solenóides por padrão utilizam diodo retificador 1N4007 em seus terminais. Recomenda se passar o VCC 12V pela PCi3 e o GND diretamente ao solenóide, como na figura, a direita. Nota: A PCi3 não envia tensão para funcionamento dos solenóides, ela apenas fecha contato seco como um interruptor, devendo dessa forma, os m e s m o s s e r e m a l i m e n t a d o s externamente, como na figura abaixo. Ligação elétrica: LED aceso `on, indica PCi3 ligada + 12 V 3A GND Fonte Nota: Solenóides necessitam de até 3A de corrente, caso utilizar a mesma fonte para o solenóide e a PCi3, é essencial o uso de fonte 12V 5A. Instalação 11

13 Verde Lado curto GND Centro Vermelho Lado comprido Exemplo 1: ligação serial DB-9 visão frontal Ligação lógica: Exemplo de liberação por botoeira. Pode se liberar a entrada ou a saída com apenas um toque. Libera Entrada Libera Saída DB-9 [Serial] 1 - Libera entrada 2 - Sinalização de bloqueado 3 - Libera saída 5 - GND DB-25 [LPT] 2 - Libera entrada 4 - Libera saída 6 - Sinalização de bloqueado 25 - GND Exemplo 2: ligação LPT DB-25 visão frontal Nota: Exemplo 1, Serial, deixar o Jumper na posição COM. Exemplo 2, Paralela LPT, deixar o Jumper na posição LPT. Em qualquer uma das duas posições, a PCi3 precisa de um pulso de 1 segundo para liberar o equipamento por 5 segundos, até que alguém passe pela catraca e o ciclo se encerre travando os braços. Obs. Os pulsos de liberação podem vir por qualquer pino, as situações 1 e 2 são exemplos. Exemplificação prática: Chave mecânica Sensor óptico NA C NF Sensor GND +5VCC Sensor GND Esquemático básico do sensor óptico +5VCC Sensor 1 GND GND Sensor 2 +5VCC +5VCC Sensor GND Instalação 12

14 1 - GND 2-5VCC 3 - VE (Contraste) 4 - Selecionador de Registro 5 - Leitura / Gravação 6 - Habilita 7 - Dado Dado Dado Dado Dado Dado Dado Dado Iluminação do visor (5VCC) 16 - Iluminação do visor (GND) Ligação lógica: Exemplo de ligação do visor Iluminação do visor (5VCC) - 16 Iluminação do visor (GND) - 15 GND VCC - 02 VE (Contraste) - 03 Selecionador de Registro - 04 Leitura / Gravação - 05 Habilita - 06 Dado 0-07 Dado 1-08 Dado 2-09 Dado 3-10 Dado 4-11 Dado 5-12 Dado 6-13 Dado 7-14 L1 L2 L3 L4 C3 C2 C Exemplo de ligação do teclado Nota: Com o esquema padrão ao lado, o técnico pode montar seu próprio teclado em uma PCI, para configuração. * 0 # L1 L2 L3 L4 C3 C2 C1 Ligação lógica dos fios da comunicação serial: DB-9F (RS-232) 2 - TX2 3 - RX3 5 - GND Obs.: Não ultrapassar 15 metros Ligação lógica do cabo USB: Conectar na traseira da CPU. USB padrões 1.0, 1.1, 2.0 e 3.0 Cabo padrão A-B Obs.: Não ultrapassar 5 metros Instalação 13

15 3. Ligação a rede elétrica APCi3 pode ser ligada apenas em 12VCC / 1A. Nota: A fim de evitar que a interrupção do fornecimento de alimentação em outros pontos impeça o funcionamento correto da PCi3 e o equipamento, catraca, recomendamos o uso de uma rede elétrica independente para a mesma. Essa deve, por recomendação, ser protegida por um disjuntor de baixa corrente (5 A, por exemplo). Ao ser ligado à rede elétrica, a PCi3 emitirá um beep de verificação, seguido de 1 (um) contato no rele 1 contínuo e na sequencia 2 (dois) contatos seccionados no rele 2 demonstram que a placa PCi3 está em boas condições de funcionamento. Durante a inicialização, será exibida a mensagem: HOLLEMAX MD-301 na primeira linha e na segunda linha, V.02. Nota: MD-301 é o modelo da catraca Hollemax que utiliza a PCi3. Amensagem de repouso da PCi3 é : == CONTROLE == ACESSO ou > < ENTRADA SAIDA Se a PCi3 não apitar, não acender o LED on, indicativo de ligado, verifique a tensão da tomada ou se está usando a fonte correta. Instalação 14

16 3 - Operação Este capítulo discute a operação da PCi3 do ponto de vista técnico e configurações. Uso da Pci3 O técnico configurador, terá acesso as seguintes operações: Reiniciar contadores. Configurar acesso 1. Configurar acesso 2. Configurar mensagem de repouso. Mudar senha. O acesso a estes itens operacionais é feito através do teclado numérico. Nota: O acesso ao menu de configuração é feito pressionando-se a tecla # por 5 segundos, até aparecer a mensagem: Por padrão, a senha é 0000, mas pode ser alterada como veremos na página 17. Ao aparecer a mensagem informada, pressione a tecla * 1 vez, para pular para o segundo caracter, digite o 0, faça isso até chegar no quarto caracter, pressione então a tecla #. Obs.: Se o menu ficar parado por 15 segundos sem digitação, a PCi3 volta a mensagem de repouso. O * avança ao ítem seguinte e o 0, retrocede ao ítem anterior. Ao esquecer a senha, é possível entrar no menu, desligando a PCi3, e religando-a pressionando o #, dessa forma a senha voltará a ser 0000, porem é necessário entrar no menu MUDAR SENHA e informar nova senha. 1. Reiniciar contadores. == REINICIAR == CONTADORES? Pressione #, se desejar zerar os contadores de acesso. Será exibida a mensagem CONF. ZERAR ENTRADA? , onde a PCi3 está perguntando se deseja confirmar zerar os acessos registrados como entrada, os 6 dígitos a direita são as quantidades de entradas registradas. Operação 15

17 Caso queira confirmar o zerar contadores de entrada, pressione a tecla #, será exibida a mensagem OPERACAO EFETUADA, e irá voltar a mensagem reiniciar contadores. Durante a mensagem CONF. ZERAR ENTRADA?, se quiser apenas zerar as saídas, pressione *, irá mostrar no visor a mensagem CONF. ZERAR SAIDA? Caso queira confirmar o zerar contadores de saída, pressione a tecla #, será exibida a mensagem OPERACAO EFETUADA, e irá voltar a mensagem de reiniciar contadores. 2. Configurar entrada. Pressione #, se desejar configurar a PCi3 para livre, entrada, saída ou inativo, na posiçãolivre o equipamento ficará livre naquele sentido, na posição ENTRADA ousaida o equipamento ficará travado e só será liberado em caso de sinal na entrada P1, ou por comando através da comunicação RS232 ou USB, na posiçãoinativo o equipamento ficará travado mesmo se for recebido comando de liberação. Veja nota abaixo. 3. Configurar saída. == CONFIGURAR == ACESSO 1? == CONFIGURAR == ACESSO 2? Pressione #, se desejar configurar a PCi3 para livre, entrada, saída ou inativo, na posiçãolivre o equipamento ficará livre naquele sentido, na posição ENTRADA ousaida o equipamento ficará travado e só será liberado em caso de sinal na entrada P1, ou por comando através da comunicação RS232 ou USB, na posiçãoinativo o equipamento ficará travado mesmo se for recebido comando de liberação. Veja nota abaixo. 4. Configurar mensagem de repouso. == CONFIGURAR == CONT. / MSG.? Pressione #, se desejar configurar a PCi3 para exibir a mensagem padrão CONTROLE ACESSO ou o contador de acessos no visor do equipamento, pressione * para selecionar entre mensagem ou contador. Nota: Ao configurar entrada ou saída, é possível deixar o acesso 1 como entrada e o acesso 2 como saída, de forma que fique adequado a instalação física, pois dependendo de como o equipamento, catraca, for instalado as posições entrada e saídas poderiam ficar invertidas. Operação 16

18 5. Mudar senha. ==== MUDAR ==== SENHA? Pressione #, se desejar alterar a senha de acesso aos menus, por padrão 0000, será exibido na segunda linha, 4 caracteres 0, digite o primeiro caracter, pressione * para avançar ao segundo caracter, até formar a nova senha, sobre o quarto caracter pressione # para confirmar. Comandos para integração A PCi3 v.02 oferece possibilidade de integração, comunicação em tempo real com software de qualquer linguagem de programação e até mesmo a possibilidade de ser configurada sem necessidade do teclado técnico, para isso disponibilizamos os comandos abaixo, tendo em vista que a v.02 possui chip USB que cria uma serial virtual no sistema operacional e a própria comunicação RS232. Liberar acesso 1, com ou sem texto no visor <L // L maíusculo com 32 caracteres, libera no sentido acesso 1 e exibe mensagem, somente L, libera e exibe mensagem padrão: PASSAGEM LIBERADA. Liberar acesso 2, com ou sem texto no visor <l // l minusculo com 32 caracteres, libera no sentido acesso 2 e exibe mensagem, somente l, libera e exibe mensagem padrão: PASSAGEM LIBERADA. <M // exibe mensagem personalizada no visor, com 32 caracteres. <N // exibe mensagem ACESSO NEGADO, não libera, led vermelho acende. <C // habilita contador de acessos no visor. <c // habilita mensagem padrão no visor. <Z // zera contador de acesso 1. <z // zera contador de acesso 2. <A1 // configura acesso 1, como livre. <A2 // configura acesso 1, como entrada. <A3 // configura acesso 1, como saída. <A4 // configura acesso 1, como inativo. <a1 // configura acesso 2, como livre. <a2 // configura acesso 2, como entrada. <a3 // configura acesso 2, como saída. <a4 // configura acesso 2, como inativo. <ok // enviado pela PCi3, após cada comando enviado pelo software, para confirmar recebimento de instrução. Operação 17

19 4 - Rede de representantes Este capítulo relaciona os representantes comerciais e de assistência técnica da Hollemax. 1. Revenda, instalação e assistência técnica. Um revendedor é credenciado a vender, configurar e instalar a PCi3 e outros produtos da Hollemax. Conheça a lista atualizada no site na guia revendas. 2. Lojista. Um lojista é credenciado a vender os produtos Hollemax. Conheça a lista atualizada no site na guia revendas. Rede de representantes 18

20 Gabarito de fixação. Furo 3 Furo 5 Furo 1 Furo 4 80,00 mm Furo 6 Furo 2 95,00 mm Furo: ø 3,5mm Nota: Os furos na PCi3 são de 3,5mm. O furo ideal para a base metálica deve ser de 5mm. Gabarito de fixação 19

21 hollemax Soluções Eletrônicas Tel.: 0 (xx)

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048. Discadora por Celular HERA HR2048 Manual do Usuário Índice: Paginas: 1. Introdução 03 1.1 Visão Geral 03 2. Características 04 3. Funcionamento 04, 05 e 06 3.1 Mensagens 06 e 07 4. Instalação da Discadora

Leia mais

DIGIPROX SA202 VERSÃO DO MANUAL

DIGIPROX SA202 VERSÃO DO MANUAL DIGIPROX SA202 VERSÃO DO MANUAL 1.0 de 01/04/02013 8672 2 Sumário 1. Apresentação... 5 2. Itens que Acompanham... 5 3. Especificações Técnicas... 5 4. Características Gerais... 6 5. Visão Geral do Equipamento...

Leia mais

Unecom. MANUAL DE INSTRUÇÕES Modelo: NOVOCell. Guarde este manual para futuras referências NC-10H

Unecom. MANUAL DE INSTRUÇÕES Modelo: NOVOCell. Guarde este manual para futuras referências NC-10H Unecom MANUAL DE INSTRUÇÕES Modelo: NOVOCell NC-10H Guarde este manual para futuras referências INTRODUÇÃO Prezado Cliente, Parabéns, você acaba de adquirir uma interface celular NOVOCell da Unecom Eletrônicos,

Leia mais

SENHA LIGHT VERSÃO DO MANUAL

SENHA LIGHT VERSÃO DO MANUAL SENHA LIGHT VERSÃO DO MANUAL 1.2. de 05/02/2013 7767 2 Sumário 1. Apresentação... 5 2. Itens que Acompanham... 5 3. Especificações Técnicas... 5 4. Características Gerais... 6 5. Visão geral do Equipamento...

Leia mais

Connect-i Manual do Usuário - Português

Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário Contronics Automação Ltda. Rua Tenente Silveira, 225 Ed. Hércules - 10 andar Centro - Florianópolis - SC, 88010-300 Brasil Fone: (48)

Leia mais

BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE

BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE BOTÃO DE TOQUE POR PROXIMIDADE MANUAL DE INSTALAÇÃO ATENÇÃO! LEIA TODAS AS INSTRUÇÕES DO MANUAL ANTES DE INSTALAR E OPERAR ESTE EQUIPAMENTO Parabéns, você adquiriu um produto com o selo Qualidade Máxima

Leia mais

Plus - Manual do equipamento

Plus - Manual do equipamento Plus - Manual do equipamento Plus - Manual do equipamento SUMÁRIO 1. CUIDADOS COM O EQUIPAMENTO... 4 2. DESCRIÇÃO... 5 2.1 Dimensões... 5 2.2 Funções e Características... 5 3. INSTALAÇÃO... 6 3.1 Gabarito

Leia mais

DISCADORA DISC CELL 5 ULTRA

DISCADORA DISC CELL 5 ULTRA DISCADORA DISC CELL 5 ULTRA 1- FUNCIONAMENTO: A discadora DiscCell5 Ultra é um aparelho eletrônico que disca para até 5 números, cada chamada dura aproximadamente 1 minuto. Uma vez discado o número uma

Leia mais

http://www.nibtec.com.br Manual do Usuário NibProx Light

http://www.nibtec.com.br Manual do Usuário NibProx Light http:// Manual do Usuário NibProx Light INTRODUÇÃO Independente do porte de sua empresa, residência ou condomínio, os controladores de acesso NibAccess atendem na medida certa. Compactos e com design arrojado,

Leia mais

Av. Francisco Andrade Ribeiro 543 - Bloco 13 - Centro Santa Rita do Sapucaí- MG CEP: 37.540-000 Tel: (35) 3471-0895

Av. Francisco Andrade Ribeiro 543 - Bloco 13 - Centro Santa Rita do Sapucaí- MG CEP: 37.540-000 Tel: (35) 3471-0895 Grupo Giga Av. Francisco Andrade Ribeiro 543 - Bloco 13 - Centro Santa Rita do Sapucaí- MG CEP: 37.540-000 Tel: (35) 3471-0895 http:// Manual do Usuário NibProx Prime Função Comando 4-2 (Habilitar / desabilitar

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA Manual de Instalação e Operação DISCADORA VIA CELULAR. HERA HR 2050. Cel.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA Manual de Instalação e Operação DISCADORA VIA CELULAR. HERA HR 2050. Cel. DISCADORA VIA CELULAR HERA HR 2050. Cel Manual do Usuário ÍNDICE 1 Introdução 03 1.1 Visão Geral 03 1.2 Descrição 03 1.3 Funcionamento 04 1.4 Instalação do Receptor Acionador via cel. 05, 06 e 07 1.5 Configurando

Leia mais

www: toppoalarmes.com.br SAC: 0800-643-6680

www: toppoalarmes.com.br SAC: 0800-643-6680 Prezado cliente, Muito obrigado por escolher o alarme residencial TPS-100: você adquiriu um produto de alta qualidade, confiabilidade e sofisticação. Por favor leia todas as instruções relacionadas ao

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO EMPRESA ISO CERTIFICADA 9001: 2008 PCBS-CAT PCS-CAT PIS-CAT PLACA COLETIVA E INDIVIDUAL CÓDIGOS: PCBS-CAT, PCS-CAT e PIS-CAT PLACA COLETIVA E INDIVIDUAL PCBS-CAT, PCS-CAT

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

Conect. Senha. Manual de Instalação Controle de Acesso C203702R3

Conect. Senha. Manual de Instalação Controle de Acesso C203702R3 Conect Senha C203702R3 Manual de Instalação Controle de Acesso : 1 - Antes de Começar...01 2 - Características Gerais... 02 3 - O Teclado... 03 4 - Instalação... 04 5 - Sinalização Audível... 05 6 - Sinalização

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final)

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) 1 - INTRODUÇÃO: CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) Trata-se de uma sistema de alarme de incêndio para utilização onde há somente acionadores manuais e sirenes convencionais, não

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO ETHERNET BOX MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO E.P.M. Tecnologia e Equipamentos Ltda. Av. Comendador Gumercindo Barranqueiros, 285 Jardim Samambaia - Jundiaí SP CEP: 13211-410 Telefone (0xx11) 4582-5533

Leia mais

Duplo Indicador de Temperatura com Alarme T204i/2T0-AL HNI Cód. 90.506.0082

Duplo Indicador de Temperatura com Alarme T204i/2T0-AL HNI Cód. 90.506.0082 MANUAL DE OPERAÇÃO Duplo Indicador de Temperatura com Alarme T204i/2T0-AL HNI Cód. 90.506.0082 Programa Executivo: T204AP_2T0AL Modelos: 220VAC, 127VAC e 24VAC. 40.000.0181 Rev. A maio 2011. ÍNDICE 1.

Leia mais

DISCADORA PHONE CELL

DISCADORA PHONE CELL DISCADORA PHONE CELL - Caro Usuário A interface celular Phone Cell foi desenvolvida com o objetivo de unir segurança e conectividade em um só aparelho. O produto realiza e recebe ligações telefônicas através

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

Guia de Referência Rápida de Operação

Guia de Referência Rápida de Operação Guia de Referência Rápida de Operação Projetor Proinfo GIPM.04/2U Guia de Referência Rápida de Operação LS-5580 Projetor Proinfo 69.000.70207-1 Guia de Referência Rápida de Operação Projetor Proinfo 1-2

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL

CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL CARACTERÍSTICAS BÁSICAS 8 Zonas programáveis sendo 4 mistas, ou seja, com fio e sem fio e 4 com fio; 1 senha mestre; 1 senha de usuário; Entrada para teclado

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

PAINEL ELETRÔNICO DE MENSAGENS MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO CARROS URBANOS E G7 MARCOPOLO

PAINEL ELETRÔNICO DE MENSAGENS MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO CARROS URBANOS E G7 MARCOPOLO PAINEL ELETRÔNICO DE MENSAGENS MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO CARROS URBANOS E G7 MARCOPOLO INTRODUÇÃO INFORMAÇÃO GERAL 1 O Painel Eletrônico LOHR foi desenvolvido para ser instalado no interior de veículos

Leia mais

Leitor MaxProx-Lista-PC

Leitor MaxProx-Lista-PC Leitor MaxProx-Lista-PC O leitor de cartões de proximidade MaxProx-Lista-PC é destinado aos Integradores de Controle de Acesso. Ele foi especialmente projetado para controle de acesso, para ser usado Stand

Leia mais

Leia completamente as Instruções antes de operar o aparelho

Leia completamente as Instruções antes de operar o aparelho Leia completamente as Instruções antes de operar o aparelho Copyright 2007 Projecta Anytek. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste manual poderá ser copiada, fotocopiada, traduzida ou reproduzida

Leia mais

Controladora CT370 Manual Versão 3.2 Revisão 0 Outubro/2014

Controladora CT370 Manual Versão 3.2 Revisão 0 Outubro/2014 Controladora CT370 Manual Versão 3.2 Revisão 0 Outubro/2014 Sumário 1. Apresentação... 4 2. Itens que Acompanham... 4 3. Especificações Técnicas... 4 4. Características Gerais... 5 5. Visão Geral do Equipamento...

Leia mais

Discador Celular D-Cell

Discador Celular D-Cell Discador Celular D-Cell Guia rápido de programação Introdução O discador celular D-Cell fornece um sistema seguro de comunicação entre o seu equipamento de alarme e você. Utiliza a infraestrutura de telefonia

Leia mais

Discador Celular D-Cell

Discador Celular D-Cell Discador Celular D-Cell Guia rápido de programação O discador celular D-Cell fornece um sistema seguro de comunicação entre o seu equipamento de alarme e você. Utiliza a infraestrutura de telefonia móvel

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional); Características Fabricada em aço-carbono, com pintura em epóxi preto; Tratamento anticorrosivo e acabamento em aço inox; Fechadura para acesso aos componentes eletrônicos; Sistema de amortecimento de giros

Leia mais

Microregistradora TMS-44

Microregistradora TMS-44 Microregistradora TMS-44 MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 Manual do Usuário Microregistradora TMS-44 Edição de Outubro de 2008 Este manual tem caráter técnico-informativo, sendo propriedade da SWEDA. Todos

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Exclusivo sistema de hibernação quando o equipamento encontra-se sem energia vinda da rede elétrica, o

Leia mais

Fechadura de códigos por Impressão Digital. Manual de instalação e utilização

Fechadura de códigos por Impressão Digital. Manual de instalação e utilização Fechadura de códigos por Impressão Digital Manual de instalação e utilização CARACTERÍSTICAS SUMÁRIO CARACTERÍSTICAS ---------------------------------------------------------------------- P2 COMPONENTES,

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Manual do equipamento Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 (opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 (opcional); Características Fabricada em aço-carbono, com pintura em epóxi preto; Tratamento anticorrosivo; Acabamento em aço inox; Fechadura para acesso aos componentes eletrônicos; Iluminação frontal, com chave

Leia mais

DIGIPROX VERSÃO DO MANUAL

DIGIPROX VERSÃO DO MANUAL DIGIPROX VERSÃO DO MANUAL 1.1 de 22/02/2013 6282 2 Sumário 1. Apresentação... 5 2. Itens que Acompanham... 5 3. Especificações Técnicas... 5 4. Características Gerais... 6 5. Visão geral do Equipamento...

Leia mais

MODEM MONITORAMENTO. Manual de Instalação e Operação

MODEM MONITORAMENTO. Manual de Instalação e Operação COMPATEC PRODUTOS PARA SUA SEGURANÇA MODEM MONITORAMENTO Manual de Instalação e Operação ÍNDICE Características técnicas do modem...3 Características gerais do modem...3 Conheça o modem...3 Apresentação...4

Leia mais

GerSAT Manual de Usuário

GerSAT Manual de Usuário GerSAT Manual de Usuário Manual do Usuário Ver. 1.1 Junho 2015 Informações importantes Antes de utilizar o equipamento, pedimos para que leia e siga todas as instruções descritas neste manual, pois a utilização

Leia mais

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador WSI250 - HI Tecnologia W i re l e s s S i g n a l I n t e r fa c e O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador WSI250 da HI tecnologia

Leia mais

DIGIPROX SA200 VERSÃO DO MANUAL. 2.1 de 09/09/2014

DIGIPROX SA200 VERSÃO DO MANUAL. 2.1 de 09/09/2014 DIGIPROX SA200 VERSÃO DO MANUAL 6282 2.1 de 09/09/2014 Sumário 1. Apresentação... 4 2. Itens que Acompanham... 4 3. Especificações Técnicas... 4 4. Características Gerais... 5 5. Visão geral do Equipamento...

Leia mais

MÓDULO DE ORIENTAÇÃO TCA-MASTER

MÓDULO DE ORIENTAÇÃO TCA-MASTER 1 Tópicos pág. 1. Instalação do sistema... 02 2. Diagrama TCA Master... 07 3. CPU... 08 4. Display... 10 5. Leitor código de barras... 11 6. Tacômetro... 11 7. Modulo de Teste... 13 Elaborado por CQS Engenharia

Leia mais

PLANATC. Manual de Instalação. Scanner SC-7000

PLANATC. Manual de Instalação. Scanner SC-7000 Manual de Instalação Scanner SC-7000 1 Sistema de comunicação e análise da injeção eletrônica - Scanner SC-7000. O Scanner SC-7000 é um equipamento de fácil utilização para profissionais em injeção eletrônica

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE MENSAGENS DO PAINEL ELETRÔNICO G7

PROGRAMAÇÃO DE MENSAGENS DO PAINEL ELETRÔNICO G7 DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA BOLETIM TÉCNICO INFORMATIVO Nº32 Data Criação: 08/11/10 Data Atualização: 04/05/11 Edição:02 Pág:11 CIRCULAR INFORMAÇÃO PARA: Uso exclusivo de Representantes Representantes,

Leia mais

Manual de Operação RB 201-B. Revisado em Agosto/2005. Página 1 de 13

Manual de Operação RB 201-B. Revisado em Agosto/2005. Página 1 de 13 Manual de Operação RB 201-B Revisado em Agosto/2005 Página 1 de 13 Índice 1 Apresentação...3 2 Instalação...3 3 Condições ambientais...3 4 Fornecimento de energia elétrica...3 5 Ligando o equipamento...3

Leia mais

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4 P18640 - Rev. 0 Índice Características... 3 Identificando a placa... 3 Esquema de ligação... 3 Parâmetros programados no painel de alarme... 4 Instalação do software programador... 4 Instalação do cabo

Leia mais

Acabamento em aço inox (Tampa superior embutida, proporcionando um melhor acabamento);

Acabamento em aço inox (Tampa superior embutida, proporcionando um melhor acabamento); Características Fabricada em aço-carbono com pintura em epóxi preto; Tratamento anti-corrosivo; Acabamento em aço inox (Tampa superior embutida, proporcionando um melhor acabamento); Fechadura para acesso

Leia mais

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine A Manual Controle de motores via Bluetooth 1 William Trevine Sumário 1 Introdução... 4 2 Características... 5 3 Instalação... 6 3.1 Alimentação... 7 3.2 Motores... 8 3.3 Liga e desliga... 9 3.4 Saídas

Leia mais

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003 AL-2003 Manual do usuário Anunciador de Alarme MAN-PT-DE-AL2003 Rev.: 1.00-12 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso AL-2003. Para garantir o uso correto e eficiente do AL-2003, leia este manual

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais: 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais: 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Os dados são gravados em um cartucho USB. Este modo de gravação oferece total proteção contra a perda

Leia mais

FACILITY TOP HÍBRIDA. Manual Técnico MANUAL TÉCNICO AUTOMATIZADOR PARA PORTÕES DESLIZANTES MONDIALE. P19165 - Rev. 1

FACILITY TOP HÍBRIDA. Manual Técnico MANUAL TÉCNICO AUTOMATIZADOR PARA PORTÕES DESLIZANTES MONDIALE. P19165 - Rev. 1 MANUAL TÉCNICO AUTOMATIZADOR PARA PORTÕES DESLIZANTES P19165 - Rev. 1 MONDIALE 1 ÍNDICE DIAGRAMA DE CONEXÕES...4 Principais características... 5 Funções do led SN...5 Entrada PARA Trava...6 botões (+)

Leia mais

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO O temporizador programável tem como função básica monitorar o tempo e acionar sua saída de acordo com programação previamente realizada

Leia mais

MANUAL CENTRAL PABX 208

MANUAL CENTRAL PABX 208 MANUAL CENTRAL PABX 208 www.multitoc.com.br ÍNDICE ASSUNTO PÁG. 1. APRESENTAÇÃO 2 2. INSTALAÇÃO DA CENTRAL PABX 208 2 2.1 - Escolha do lugar ideal para instalação e fixação 2 2.2 Como ligar os fios de

Leia mais

Horímetro Digital H100-A HNI

Horímetro Digital H100-A HNI MANUAL DE OPERAÇÃO Horímetro Digital H100-A HNI Programa Executivo: H100A HNI v.1.2 Modelos: 220VAC, 127VAC, 24VAC e 12-24VDC 40-000-0101 Rev. C dezembro 2008. ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO:... 3 2. INSTALAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Central PABX 208. www.multitoc.com.br. Obs.: Este equipamento não é compatível com linhas digitais.

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Central PABX 208. www.multitoc.com.br. Obs.: Este equipamento não é compatível com linhas digitais. MANUAL DE INSTRUÇÕES Central PABX 208 Obs.: Este equipamento não é compatível com linhas digitais. www.multitoc.com.br ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...4 2. INSTALAÇÃO DA CENTRAL PABX 208...4 2.1 - Escolha do

Leia mais

ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO

ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO ÍNDICE ASSUNTO PÁG. 1. APRESENTAÇÃO 2 2. INSTALAÇÃO DA CENTRAL PABX 2008 2 2.1 - Escolha do lugar ideal para instalação e fixação 2 2.2 Como ligar os fios de cada ramal até a central 2 2.3 - Como ligar

Leia mais

MANUAL DO PROPRIETÁRIO

MANUAL DO PROPRIETÁRIO MANUAL DO PROPRIETÁRIO GUIA RÁPIDO BV: Bloquear Veículo DV: Desbloquear Veículo AR: Ativar Rastreador DR: Desativar Rastreador AC: Ativar Cerca eletrônica DC: Desativar Cerca Eletrônica BL: Bloquear e

Leia mais

ABB Automação. 13.82kV 119.4kA. 13.81kV 121.3kA. 13.85kV 120.2kA IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO

ABB Automação. 13.82kV 119.4kA. 13.81kV 121.3kA. 13.85kV 120.2kA IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO IDR 144 INDICADOR DIGITAL REMOTO MODO DE USO 13.82kV 119.4kA 13.81kV 121.3kA 13.85kV 120.2kA Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Protocolo de comunicação Modbus RTU Dimensional ABB

Leia mais

A L A R M E S P A R A S U A S E G U R A N Ç A MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA AP2/AP2D

A L A R M E S P A R A S U A S E G U R A N Ç A MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA AP2/AP2D COMPATEC A L A R M E S P A R A S U A S E G U R A N Ç A MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA AP2/AP2D ÍNDICE Apresentação...3 Conheçendo a central...3 Características Gerais...4

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Seguidor de Linha Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19 Sensor Smart Seguidor de Linha 1. Introdução Os sensores seguidores de linha são sensores que detectam

Leia mais

GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1. NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados

GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1. NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados GX - ULT MANUAL DO USARIO V1.1 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2012-2015 - Todos os direitos Reservados IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex Tecnologia Ltda não

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento

Cerne Tecnologia e Treinamento Tecnologia e Treinamento Tutorial para Testes na Placa de I/O Ethernet Kits Didáticos e Gravadores da Cerne Tecnologia A Cerne tecnologia têm uma linha completa de aprendizado para os microcontroladores

Leia mais

Controle de acesso FINGER

Controle de acesso FINGER Controle de acesso FINGER MANUAL DE INSTRUÇÕES Sobre esse Guia Esse guia fornece somente instruções de instalação. Para obter informações sobre instruções de uso, favor ler o Manual do usuário.. ÍNDICE

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...8 2 APRESENTAÇÃO: O SS300 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0

GPRS Universal. Manual do Instalador. C209994 - Rev 0 GPRS Universal Manual do Instalador C209994 - Rev 0 » Introdução: Antes da instalação deste produto, recomendamos a leitura deste manual, que contém todas as informações necessárias para a correta instalação

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

Manual de Instruções do Senha Light

Manual de Instruções do Senha Light Manual de Instruções do Senha Light 2 Sumário 1. Apresentação... 4 2. Especificações Técnicas... 4 3. Configuração do Sistema... 5 4. Esquema de Ligação... 5 4.1. Ligação da Fechadura Eletroímã... 6 4.1.1.

Leia mais

R2M CARACTERÍSTICAS. Aplicação - Usada como central de alarme residencial, comercial ou industrial. APRESENTAÇÃO DA PLACA. Buzzer. Placa de RF Antena

R2M CARACTERÍSTICAS. Aplicação - Usada como central de alarme residencial, comercial ou industrial. APRESENTAÇÃO DA PLACA. Buzzer. Placa de RF Antena 38 R2M CENTRAL DE ALARME 2 SETORES MICROPROCESSADA Aplicação - Usada como central de alarme residencial, comercial ou industrial. APRESENTAÇÃO DA PLACA Led - setor 2 Buzzer Placa de RF Antena Led - setor

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Central PABX 108. www.multitoc.com.br

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Central PABX 108. www.multitoc.com.br MANUAL DE INSTRUÇÕES Central PABX 108 www.multitoc.com.br Índice Capítulo 1 - Apresentação... 2 Capítulo 2 - Instalação... 3 2.1 Cuidados na Instalação... 3 2.2 Procedimentos de Segurança... 3 2.3 Identificador

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

Índice. 1. Características técnicas

Índice. 1. Características técnicas Termo de garantia A ELETROPPAR - Indústria Eletrônica Ltda., localizada na rua Carlos Ferrari nº 2651, Distrito Industrial, Garça/SP, CEP 17400-000, CNPJ 02.748.434/0001-08, IE 315.026.341.111 garante

Leia mais

Manual de Instruções. Controle Remoto para Ventiladores e Lâmpadas Fan Controller

Manual de Instruções. Controle Remoto para Ventiladores e Lâmpadas Fan Controller Controle Remoto para Ventiladores e Lâmpadas Fan Controller Atendimento ao consumidor msn: sac@forceline.com.br skype: sac.forceline Casos Diferenciados (011) 6099-7747 Manual de Instruções Force Line

Leia mais

Microcontrolador Modelix 3.6

Microcontrolador Modelix 3.6 Curso de Robótica 1 Curso de Robótica Introdução à robótica O desenvolvimento da robótica surgiu da necessidade de se aperfeiçoar processos de fabricação, no sentido de melhorar a qualidade dos produtos.

Leia mais

DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos

DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos DESCRIÇÃO DO FUNCIONAMENTO Basicamente o ANTRON II-s recebe sinais provenientes da atuação de contatos elétricos externos, associados a equipamentos ou sistemas que se queiram supervisionar, via contatos

Leia mais

Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência.

Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência. COMPOSIÇÃO DO SISTEMA DE ALARME Manual; Módulo de Alarme com Sirene Piezo Elétrica Dedicada; Dois Transmissores com Bateria; Chicote de Potência. INFORMAÇÕES AO PROPRIETÁRIO 1. OPERAÇÕES BÁSICAS DO ALARME

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201 CENTRAL DE ALARME COM FIO AW201 CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de 1 setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado; Tempo de

Leia mais

Contador Digital Up/Down

Contador Digital Up/Down MANUAL DE OPERAÇÃO Contador Digital Up/Down C100D HNI Cód. 90.506.1010 Programa Executivo: C100D HNI v.1.0 Modelos: 220VAC, 127VAC, 24VAC e 12VDC e 24VDC 40-000-0129 Rev. A fevereiro 2008. ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO:...

Leia mais

Guia de consulta rápida

Guia de consulta rápida Guia de consulta rápida DigiFlash Smart Trigger 1 2 3 4 5 17 Smart Trigger 6 7 8 9 16 15 14 13 12 11 10 O DigiFlash Smart Trigger é um dispositivo para disparar flashes a partir de um evento externo. Pode

Leia mais

AP4/AP4D CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compatec Sistemas Eletrônicos Ltda Indústria Brasileira www.compatec.com.

AP4/AP4D CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compatec Sistemas Eletrônicos Ltda Indústria Brasileira www.compatec.com. SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE COMPATEC ALARMES PARA SUA SEGURANÇA MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO suporte@compatec.com.br fone:(54)4009 4711 Compatec Sistemas Eletrônicos Ltda Indústria Brasileira

Leia mais

Inner Bio T24-04-0010 Manual de instruções

Inner Bio T24-04-0010 Manual de instruções T24-04-0010 Manual de instruções 1 NOTAS E CUIDADOS NA INSTALAÇÃO...2 2 INTRODUÇÃO...3 2.1 O QUE É O COLETOR DE DADOS INNER BIO?...3 2.2 QUAIS AS APLICAÇÕES DO INNER BIO?...4 2.3 QUE PROGRAMA UTILIZAR

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CARO CLIENTE MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Parabéns você acaba de adquirir o mais novo VÍDEO PORTEIRO CONDUVOX CDV - 78C. Pensando na segurança de sua família e do seu ambiente de trabalho a Conduvox

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240

MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 MANUAL DE INSTALAÇÃO ST240 SUMÁRIO Descrição do Rastreador ST-240... 03 Descrição das entradas e saídas... 03 Led indicador GPS - Vermelho... 04 Led indicador GPRS - Azul... 04 Dicas de instalação... 05

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA CELL 804

CENTRAL DE ALARME BRISA CELL 804 CENTRAL DE ALARME - PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica que o aparelho está sendo alimentado pela rede AC. Led BATERIA: Indica que o aparelho está sendo alimentado pela bateria. Led ARMADO: Aceso indica que

Leia mais

Guia do Instalador & MANUAL DO USUÁRIO. AlbaLED Cores Piscina

Guia do Instalador & MANUAL DO USUÁRIO. AlbaLED Cores Piscina Guia do Instalador & MANUAL DO USUÁRIO AlbaLED Cores Piscina Copyright G2N Automação Indústria e Comércio Ltda. 2009. AlbaLED Cores Piscina Este Guia do Instalador e Manual do Usuário foi publicado pela

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO F 19

GUIA DE INSTALAÇÃO F 19 GUIA DE INSTALAÇÃO F 19 1. Instalação do equipamento (1)Cole o modelo de montagem na (2) Remova o parafuso na parte (3) Tire a placa traseira. parede, Faça os furos de acordo inferior do dispositivo com

Leia mais

Características. São Paulo: (11) 4063-5544 Campinas: (19) 4062-9211 Campo Grande: (67) 4062-7122 Cuiabá: (65) 4052-9722. MPEBrasil

Características. São Paulo: (11) 4063-5544 Campinas: (19) 4062-9211 Campo Grande: (67) 4062-7122 Cuiabá: (65) 4052-9722. MPEBrasil Características - Único com este conceito no mercado e com preços atraentes; Iluminação frontal, com chave liga/desliga, em quatro opções de cores (azul, verde, vermelho e amarelo); - Possui sistema de

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

Porteiro eletrônico Modelo XPE 1001 T

Porteiro eletrônico Modelo XPE 1001 T MANUAL DO USUÁRIO Porteiro eletrônico Modelo XPE 1001 T Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e a segurança Intelbras. O porteiro eletrônico XPE 1001 T possui viva-voz, saída para

Leia mais

Boletim Técnico Agosto / 2011

Boletim Técnico Agosto / 2011 Página 01/08 TÍTULO: INFORMATIVO DO NOVO CONTROLE REMOTO COM FIO PARA UNIDADES SPLITÃO 2 ESTÁGIOS SUMÁRIO Esta publicação visa informar o novo controle remoto com fio para as Unidades da Linha Splitão

Leia mais

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto.

Verifique se todos os itens descritos no Kit de Rastreamento estão presentes na embalagem do produto. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO Com o intuito de fornecer ao mercado um dispositivo de rastreamento seguro e confiável, com base na mais alta tecnologia de rastreamento de veículos, seguindo rígidos padrões de

Leia mais

Módulo de Acesso com Teclado 1. Manual do Usuário. Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações

Módulo de Acesso com Teclado 1. Manual do Usuário. Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações Módulo de Acesso com Teclado 1 Manual do Usuário Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações 2 Manual do Usuário Módulo de Acesso com Teclado 3 ÍNDICE CAPÍTULO I - APRESENTAÇÃO...07

Leia mais

INTERLOCK. INTERTRAVAMENTO Para Portões Automáticos Fechaduras Magnéticas e Elétricas. Manual de instalação e configuração

INTERLOCK. INTERTRAVAMENTO Para Portões Automáticos Fechaduras Magnéticas e Elétricas. Manual de instalação e configuração INTERLOCK INTERTRAVAMENTO Para Portões Automáticos Fechaduras Magnéticas e Elétricas Manual de instalação e configuração 2 INTERLOCK Intertravamento de Portões MOREY Índice 1. Instalação do módulo INTERLOCK...

Leia mais

KVM CPU Switch 4 Portas Manual do Usuário

KVM CPU Switch 4 Portas Manual do Usuário P R E F Á C I O Este é um produto da marca GTS Network, que está sempre comprometida com o desenvolvimento de soluções inovadoras e de alta qualidade. Este manual descreve, objetivamente, como instalar

Leia mais

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores Attack 1.35 Software de controle e Monitoração de amplificadores 1 Índice 1 Hardware necessário:... 3 1.1 Requisitos do computador:... 3 1.2 Cabos e conectores:... 3 1.3 Adaptadores RS-232 USB:... 4 1.4

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO KIT ALARM. www.kitfrigor.com.br Fone: 0XX11 5033-5656

MANUAL DE INSTRUÇÃO KIT ALARM. www.kitfrigor.com.br Fone: 0XX11 5033-5656 MANUAL DE INSTRUÇÃO KIT ALARM www.kitfrigor.com.br Fone: 0XX11 5033-5656 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO... 3 2 - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS... 4 3 INSTALAÇÃO... 5 4 - OPERAÇÃO... 6 5 SIMBOLOGIA... 7 6 LIMPEZA...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4100

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4100 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4100 revisão novembro de 2008 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...1 2. REGRAS

Leia mais