Tecnologia da Informação. Softwares. Universidade Estadual de Goiás. Prof. Elisabete Tomomi Kowata

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tecnologia da Informação. Softwares. Universidade Estadual de Goiás. Prof. Elisabete Tomomi Kowata"

Transcrição

1 Universidade Estadual de Goiás Câmpus de Ciências Sócio-Econômicas e Humanas de Anápolis Curso de Administração Tecnologia da Informação Softwares Prof. Elisabete Tomomi Kowata

2 Roteiro O computador: Software Introdução Linguagens de Programação Categoria de Software Software básico Software de suporte (apoio) Software aplicativo Software aplicativo específico Softwares de automação Visão geral do softwaree seus recursos 2

3 Computador: Recurso composto de duas partes: a parte física (hardware) a parte lógica (software) 3

4 COMO USUFRUIR DO POTENCIAL EXISTENTE NO HARDWARE? 4

5 Operacionalização que o software admite está baseada em programas. Programas são sequências de atitudes lógicas (passos) a serem tomadas em cada situação previamente determinada. 5

6 Por trás do software estão as chamadas Linguagens de programação. Linguagens de programação são regras básicas que permitem a melhor integração e buscam o ótimo relacionamento entre o software, o hardware e também o peopleaware(pessoas) em questão. 6

7 Linguagem de programação Instrução Operação Operando. Instruçãoéabasedetodasaslinguagensdeprogramação 7

8 Linguagem de programação Operação: diz respeito à indicação da atitude a ser tomada,ouatédaaçãoaserexecutada. Ex.: somar, dividir, multiplicar, gravar, ler etc. Operando: oelementoqueinformaondesedaráaação, ou até um item cujo conteúdo será modificado. Ex.: arquivo vendas, registro 52, número 12 e número 34, campo4etc. 8

9 Linguagem de programação Podem ser divididas em: Linguagem de máquina Linguagem de baixo nível Linguagem de alto nível Linguagem de altíssimo nível 9

10 Linguagem de programação 10

11 Linguagem de programação Os níveis de linguagens Elodeligaçãoentreousuáriofinaleamáquina. Elo de ligação homem-máquina Linguagem de Alto nível Linguagem de baixo nível 11

12 Linguagem de programação Linguagem de máquina Éamaispróximadamáquina; Éapróprialinguagemcomaqualamáquinatrabalha; Somente essa linguagem consegue enviar instruções ao processador; Entra o tradutor (programa capaz de efetuar a conversão do código/programa gerado pelo conjunto de regras que determina uma linguagem. 12

13 Linguagem de programação Linguagem de baixo nível Ainda bem próxima da linguagem usada pela máquina; Possui alguns artifícios que a torna mais acessível ao usuário; O programador deve conhecer bem, tecnicamente, o equipamento que estará programando para dele extrair o maior benefício possível; Exemplo: Assembler. 13

14 Linguagem de programação Linguagem de alto nível Acessível ao ser humano; Constituem-se de regras e códigos mais próximos da linguagem natural do ser humano; Não exigem alto grau de conhecimento das características técnicas do equipamento; Possuem códigos mais padronizados ; Exemplo: Cobol, Fortran etc. 14

15 Linguagem de programação: 15

16 Linguagem de programação Linguagem de altíssimo nível ou Amigas do Usuário Linguagens de programação muito mais acessíveis ao ser humano; Grau de simplicidade com que as instruções são constituídas; Não requer o mínimo conhecimento sobre as características técnicas do equipamento; Utilizam-se de maior quantidade de recursos de hardware se comparada a outras linguagens para a realização de uma tarefa. 16

17 Linguagem Orientadas para o objeto Enfoque nos objetos(concretos e abstratos); (Ex.: triângulo, quadro, tabela, arquivo, dado, informação, lucro, vendas etc); O programa consegue aproximar-se mais do mundo que está pretendendo modelar, a reutilização do objeto, a interatividade. 17

18 Processo de tradução de um programa Código fonte Biblioteca (compilação) Código objeto Biblioteca (link-edição) Executável 18

19 COMO ESCOLHER ENTRE AS VÁRIAS LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO EXISTENTES E DISPONÍVEIS? 19

20 A ESCOLHA DÁ-SE PRINCIPALMENTE EM FUNÇÃO DO PROBLEMA QUE SE ESTÁ PRETENDENDO SOLUCIONAR E DOS RECURSOS QUE SE DISPÕE TANTO EM TERMOS DE PROGRAMADORES QUANTO EM TERMOS DE EQUIPAMENTOS. 20

21 Categorias de software Software básico Software de suporte/ apoio Software aplicativo Software aplicativo específico Softwares de automação 21

22 Software básico Exerce o papel de tomaroprimeiro contato com o hardware, ou seja, é a primeira interface com a máquina; Realizaoelodeligaçãoentreamáquinaeosdemaissoftwares; São programas/rotinas que realizam as tarefas mais próximas ao equipamento, como administração/controle básico de seu funcionamento (por exemplo: testes de funcionamento das memórias etc); Gerência básica dos demais softwares (em nível de execução por parte do processador), carregamento e partida, tradução da lógica ao processador principal, administração do estado dos demais itens da configuração etc; 22

23 Software básico Possui forte vínculo com o hardware; O próprio fabricante do equipamento(na maioria dos casos) gera uma variedade de softwares básico, com o objetivo de extrair o maior benefício possível do referido equipamento. Exemplos: Sistemas Operacionais; compiladores, loader (carregador); interpretadores; tradutores; link-editores etc; Demanda alto nível de conhecimentos técnicos (específicos) do equipamento; Porissoé, namaioriadoscasos,compradooualugado 23

24 Software de suporte(apoio) Programas capazes de administrar as aplicações efetuadas em determinada configuração, de maneira mais próxima do usuário (mais aparente para ele). Exemplos: Software de suporte à configuração: softwares gerenciadores de rede de computadores, os que controlam os espaços de memória em disco por usuário, periféricos disponíveis para trabalho etc. Software de apoio à segurança da configuração (senhas, controle de acesso etc. Utilitários(testes, diagnóstico etc). 24

25 Software aplicativo Voltados para um objetivo previamente definido, porém com menor grau de abrangência, ou seja, determinado tipo de necessidade do usuário de informática(mais focalizado); Possuem capacidade de solucionar um universo restrito de problemas. Exemplos: Processamento de textos, editoração de textos, gerenciamento de banco de dados, planilhas de cálculos, gerenciamento de edição de gráficos etc. 25

26 Software aplicativo específico A característica principal está nos objetivos estrita e claramente definidos, bem como em seu campo de atuação, em termos de soluções oferecida, bem reduzido, porém mais aprofundado e, assim, moldado às necessidades específicas de determinado usuário. Exemplos: Sistemas de contabilidade, de folha de pagamento, de controle de estoques, de orçamento etc. 26

27 Softwares de automação Tratam as automações industriais, comerciais e de serviços; Automação industrial: coletores e controladores eletrônicos lógicos e programáveis (PLC), controles numéricos por computador (CNC), pneumáticos, sensores, desenhos auxiliados por computador (CAD), processos fabris auxiliados por computador(cam) etc. Automação comercial: caixas registradoras, PDVs (terminais de pontos de venda), impressoras de cheques, códigos de barras, leitoras ópticas, balanças eletrônicas etc. Automação de serviços: sistema de controle de documentação e imagens, sistemas de atendimento, contatos, agências bancárias, sistemas de desenhos, arquitetura e engenharia etc. Utilizado para otimizar serviços específicos de determinadas empresas. 27

28 Visão geral do software e seus recursos APLICATIVOS do Negócio (fonte e/ou executável) LINGUAGENS de Programação OFFICE -Editor de textos -Planilha Eletrônica - Apresentação -Banco de Dados UTILITÁRIOS -Cópia -Antivírus - Compactadores - Desfragmentadores - Internet e Intranet AUTOMAÇÃO -Processos -Procedimentos Rede Sistema Operacional Fonte: REZENDE & ABREU, p. 63,

29 Referência Bibliográfica CORNACHIONE Jr., Edgard B. Informática aplicada às áreas de Contabilidade, Administração e Economia. 3. ed., São Paulo: Atlas, p. REZENDE, Denis Alcides; ABREU, Aline França de. Tecnologia da informação: aplicada a sistemas de informação empresariais. 9. ed., São Paulo: Atlas, STAIR, RalphM. Princípios de Sistemas de Informação: uma abordagem gerencial. Rio de Janeiro: LTC,

30 Dúvidas? 30

Tecnologia da Informação. Softwares. Universidade Estadual de Goiás. Prof. Elisabete Tomomi Kowata

Tecnologia da Informação. Softwares. Universidade Estadual de Goiás. Prof. Elisabete Tomomi Kowata Universidade Estadual de Goiás Câmpus de Ciências Sócio-Econômicas e Humanas de Anápolis Curso de Administração Tecnologia da Informação Softwares Prof. Elisabete Tomomi Kowata betetk2010@gmail.com Roteiro

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais CAP 2: Conceitos de Hardware e Software Prof. MSc. Diego R. Moraes diegorm@anhanguera.com Download de todo conteúdo da disciplina https://sites.google.com/site/diegorafaelmoraes/downloads

Leia mais

a) Computador b) Estrutura do sistema i. Hardware ii.software c) Linguagens de Programação i. Paradigmas e Programação 1.

a) Computador b) Estrutura do sistema i. Hardware ii.software c) Linguagens de Programação i. Paradigmas e Programação 1. a) Computador b) Estrutura do sistema i. Hardware ii.software c) Linguagens de Programação i. Paradigmas e Programação 1. Estruturada 2. Orientada a eventos 3. Orientada a objetos d) Sistemas Operacionais

Leia mais

CP Introdução à Informática Prof. Msc. Carlos de Salles

CP Introdução à Informática Prof. Msc. Carlos de Salles CP 1015.1 Prof. Msc. Carlos de Salles PROGRAMA 1. CONCEITO DE SISTEMAS 1.1 Sistemas e sua classificação 1.2 Informações e Dados 1.3 O Processamento de Dados 1.4 O Computador e sua História 2. ESTRUTURA

Leia mais

Sistemas Operacionais I

Sistemas Operacionais I Sistemas Operacionais I Revisão de conceitos Sistemas Operacionais I Dionisio Gava Junior Componentes básicos Componentes Básicos da Tecnologia da Informação Hardware CPU, Memória e Periféricos de E/S.

Leia mais

Introdução à Computação: Máquinas Multiníveis

Introdução à Computação: Máquinas Multiníveis Introdução à Computação: Máquinas Multiníveis Beatriz F. M. Souza (bfmartins@inf.ufes.br) http://inf.ufes.br/~bfmartins/ Computer Science Department Federal University of Espírito Santo (Ufes), Vitória,

Leia mais

Lista de Exercícios sobre Conceitos de Informática. Exercício 1: Correspondência

Lista de Exercícios sobre Conceitos de Informática. Exercício 1: Correspondência Lista de Exercícios sobre Conceitos de Informática Exercício 1: Correspondência Relacione os termos da tabela 1 abaixo com as definições da tabela 2. Para facilitar, os termos da tabela 1 estão colocados

Leia mais

PROGRAMAÇÃO I. Introdução

PROGRAMAÇÃO I. Introdução PROGRAMAÇÃO I Introdução Introdução 2 Princípios da Solução de Problemas Problema 1 Fase de Resolução do Problema Solução na forma de Algoritmo Solução como um programa de computador 2 Fase de Implementação

Leia mais

Montador (assembler)

Montador (assembler) Montador (assembler) Linguagem Assembly Linguagem de máquina Montador (assembler) Traduz um programa fonte em linguagem de montagem (linguagem assembly) em um módulo-objeto (em linguagem de máquina) não

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE E SOFTWARE

CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE E SOFTWARE CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE E SOFTWARE Conceitos Básicos A Informática é a informação automática, ou seja, é a utilização de algumas técnicas para o tratamento de informações por meio de um computador.

Leia mais

Assunto 2 - Software. Prof. Miguel Damasco

Assunto 2 - Software. Prof. Miguel Damasco Assunto 2 - Software UD 1 - FUNDAMENTOS DE INFORMÁTICA Prof. Miguel Damasco a. Gerações dos Softwares 1ª Geração: Linguagem de máquina notação numérica binária ou hexadecimal, linguagem de baixo nível,

Leia mais

Introdução à Computação

Introdução à Computação UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Introdução à Computação Prof. Yandre Maldonado - 1 Prof. Yandre Maldonado e Gomes da Costa yandre@din.uem.br Histórico da Computação Prof. Yandre

Leia mais

Montagem e Manutenção de Computadores

Montagem e Manutenção de Computadores Montagem e Manutenção de Computadores Organização dos Computadores Aula de 04/03/2016 Professor Alessandro Carneiro Introdução Um computador consiste de vários dispositivos referidos como hardware: o teclado,

Leia mais

20/08/2013. Software e Hardware. Prof. Rogério Ferreira. Software

20/08/2013. Software e Hardware. Prof. Rogério Ferreira. Software Software e Hardware Prof. Rogério Ferreira Software 2 1 SOFTWARE São os programas usados para obter os resultados esperados pelo computador. São divididos em: software básico, aplicativos e utilitários.

Leia mais

Microprocessadores vs Microcontroladores

Microprocessadores vs Microcontroladores Microprocessadores vs Microcontroladores Um microcontrolador difere de um microprocessador em vários aspectos. Primeiro e o mais importante, é a sua funcionalidade. Para que um microprocessador possa ser

Leia mais

Princípios da Engenharia de Software aula 03

Princípios da Engenharia de Software aula 03 Princípios da Engenharia de Software aula 03 Prof.: José Honorato Ferreira Nunes Material cedido por: Prof.: Franklin M. Correia Na aula anterior... Modelos de processos de software: Evolucionário Tipos

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA Informática Aplicada 2009.2 Campus Angicos LISTA DE EXERCÍCIOS 01 Professor: Araken de Medeiros Santos INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA 1. Cite alguns problemas que o uso de válvulas provocava nos computadores

Leia mais

AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador

AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador AGT0001 Algoritmos Aula 01 O Computador Karina Girardi Roggia karina.roggia@udesc.br Departamento de Ciência da Computação Centro de Ciências Tecnológicas Universidade do Estado de Santa Catarina 2016

Leia mais

GFM015 Introdução à Computação

GFM015 Introdução à Computação GFM015 Introdução à Computação Noções básicas sobre os componentes de microcomputadores (cont...) - Terminologia: Sw, Hw, Programas, Bit, Byte e Códigos Ilmério Reis da Silva ilmerio@facom.ufu.br www.facom.ufu.br/~ilmerio/ic

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação 1 Universidade Federal Fluminense Campus de Rio das Ostras Curso de Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Professor: Leandro Soares de Sousa e-mail: leandro.uff.puro@gmail.com site:

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA /1

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA /1 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2008/1 DC 9481 03/10/07 Rev. 00 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 278 do Conselho

Leia mais

Curso de Bacharelado em Ciência da Computação

Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Há um século, riqueza e sucesso vinham para aqueles que produziam e distribuíam mercadorias manufaturadas. Hoje, riqueza e sucesso vêm para aqueles que utilizam

Leia mais

Aula 05. Fundamentos de Hardware e Software. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr.

Aula 05. Fundamentos de Hardware e Software. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. 05 Aula 05 Fundamentos de Hardware e Software Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. Site Disciplina: http://fundti.blogspot.com.br/ Fundamentos de Hardware Sistemas de Computação Sistemas de Computação Computador

Leia mais

Conceitos Básicos INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES

Conceitos Básicos INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES FACULDADE DOS GUARARAPES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES Conceitos Básicos Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com romulocesar@faculdadeguararapes.edu.br www.romulocesar.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

Leia mais

FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre. Conceitos Básicos. Rafael Barbosa Neiva

FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre. Conceitos Básicos. Rafael Barbosa Neiva FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre Conceitos Básicos Rafael Barbosa Neiva rafael@prodados.inf.br SUMÁRIO Introdução e conceitos básicos Hardware Software 2 Tecnologia da

Leia mais

Gerência de Dispositivos. Adão de Melo Neto

Gerência de Dispositivos. Adão de Melo Neto Gerência de Dispositivos Adão de Melo Neto 1 Gerência de Dispositivos Gerência de Dispositivos Dispositivos de E/S Device Drivers Controladores Subsistema de E/S 2 Gerência de Dispositivos A gerência de

Leia mais

Introdução à Computação: Máquinas Multiníveis

Introdução à Computação: Máquinas Multiníveis Introdução à Computação: Máquinas Multiníveis Beatriz F. M. Souza (bfmartins@inf.ufes.br) http://inf.ufes.br/~bfmartins/ Computer Science Department Federal University of Espírito Santo (Ufes), Vitória,

Leia mais

Aula 06 - Máquina Multinível e Von Neumann

Aula 06 - Máquina Multinível e Von Neumann Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Instalação e Organização de Computadores Aula 06 - Máquina Multinível e Von Neumann Prof. Diego Pereira

Leia mais

Bruno Ribeiro da Silva. A adaptação de um sistema operacional para a execução em uma diferente arquitetura

Bruno Ribeiro da Silva. A adaptação de um sistema operacional para a execução em uma diferente arquitetura Bruno Ribeiro da Silva A adaptação de um sistema operacional para a execução em uma diferente arquitetura Universidade Federal de Santa Catarina Florianópolis, Fevereiro de 2007 1 Bruno Ribeiro da Silva

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação 1 Universidade Federal Fluminense Campus de Rio das Ostras Curso de Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Professor: Leandro Soares de Sousa e-mail: leandro.uff.puro@gmail.com site:

Leia mais

Informática básica. Professor: Francisco Ary

Informática básica. Professor: Francisco Ary Informática básica Professor: Francisco Ary O que vimos na ultima aula: O que é informática? O que é um computador? Evolução; Computadores eletrônicos: Válvulas; Transistor; Circuito integrado;e Microprocessador;

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CÂMPUS DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS COORDENAÇÃO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Disciplina: Tecnologia da Informação Ano / Período: 1 Professor (a): Elisabete

Leia mais

Conceitos relativos a Banco de Dados & Modelos de Informação de Banco de Dados. Introdução

Conceitos relativos a Banco de Dados & Modelos de Informação de Banco de Dados. Introdução Conceitos relativos a Banco de Dados & Modelos de Informação de Banco de Dados Prof. Anderson Henriques Introdução A quantidade de informação relevante para a tomada de decisões nas organizações é muito

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES AULA 03 PROFº RITIELLE SOUZA DISTRIBUIÇÃO LÓGICA DISTRIBUIÇÃO LÓGICA Arquitetura de Von Neumann Uma unidade central de processamento recebe informações através de uma unidade

Leia mais

Compiladores. Introdução à Compiladores

Compiladores. Introdução à Compiladores Compiladores Introdução à Compiladores Cristiano Lehrer, M.Sc. Introdução (1/2) O meio mais eficaz de comunicação entre pessoas é a linguagem (língua ou idioma). Na programação de computadores, uma linguagem

Leia mais

Aula 2 - Programação de Computadores - CI208 1/21

Aula 2 - Programação de Computadores - CI208 1/21 Aula 2 - Programação de Computadores - CI208 Professor: Leonardo Gomes leonardog@inf.ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brazil 2016 - Segundo semestre Aula 2 - Programação de Computadores - CI208 1/21

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Parte 04 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti www.twitter.com/jorgecav

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática 1 FACULDADE DOS GUARARAPES Introdução à Informática Introdução a Computação e Suas Aplicações Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br 2 Objetivo Apresentar conceitos gerais utilizados

Leia mais

Estrutura e Funcionamento dos Computadores (Conceitos Básicos)

Estrutura e Funcionamento dos Computadores (Conceitos Básicos) Estrutura e Funcionamento dos Computadores (Conceitos Básicos) Sistema Computacional Peopleware (usuário) Software (programas) Hardware (máquina) Hardware Corresponde à parte material, aos componentes

Leia mais

Exercícios Cap I. 1.1, 1.2, 1.3 (somente letras (a), (b) e (c)) , 1.8 e 1.12 IC - UFF

Exercícios Cap I. 1.1, 1.2, 1.3 (somente letras (a), (b) e (c)) , 1.8 e 1.12 IC - UFF Exercícios Cap I 1.1, 1.2, 1.3 (somente letras (a), (b) e (c)) 1.5 1.7, 1.8 e 1.12 Sistemas Operacionais Visão geral e evolução dos SOs Sistema Operacional? Um programa que controla a execução dos programas

Leia mais

Fundamentos de Informática Introdução aos Conceitos Básicos

Fundamentos de Informática Introdução aos Conceitos Básicos Fundamentos de Informática Introdução aos Conceitos Básicos Professor: Luiz A. P. Neves neves@ufpr.br e lapneves@gmail.com 1 Roteiro Objetivos Conceitos Básicos Processamento de Dados Modalidade de Computadores

Leia mais

Introdução aos Sistemas Operacionais

Introdução aos Sistemas Operacionais Introdução aos Sistemas Operacionais Eleri Cardozo FEEC/Unicamp 1 Definição de Sistema Operacional Um sistema operacional é um gerenciador de recursos de hardware ou uma máquina virtual que oferece uma

Leia mais

Computadores e Programação (DCC/UFRJ)

Computadores e Programação (DCC/UFRJ) Computadores e Programação (DCC/UFRJ) Aula 3: 1 2 3 Abstrações do Sistema Operacional Memória virtual Abstração que dá a cada processo a ilusão de que ele possui uso exclusivo da memória principal Todo

Leia mais

Unidade II SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. Daniel Arthur Gennari Junior

Unidade II SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Unidade II SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Sobre esta aula Desafios gerenciais Recursos de um sistema de Desafios gerenciais Êxito e fracasso em tecnologia da Informação Empresas

Leia mais

Aula 01. Administração de Sistemas de Informação. Sistemas de Informação

Aula 01. Administração de Sistemas de Informação. Sistemas de Informação Administração de Aula 01 Decisões eficazes são baseadas na análise de dados e informações. (NBR ISO 9000 29/01/2001). Sistema de Informações pode ser considerado como centro de inteligência ou o cérebro

Leia mais

Ciclo de vida do software

Ciclo de vida do software Ciclo de vida do software Ciclo de vida = plano de projeto = metodologia de desenvolvimento de sistema ou O modo como fazemos as coisas por aqui ou Seqüência de fases e atividades a serem desenvolvidas

Leia mais

Tecnologias. de Informação e Comunicação. 7ºAno. 1.º Período. Aula 5, 6. 1 Magda Lopes

Tecnologias. de Informação e Comunicação. 7ºAno. 1.º Período. Aula 5, 6. 1 Magda Lopes Tecnologias de Informação e Comunicação 7ºAno 1.º Período Aula 5, 6 1 - Introdução às Tecnologias da Informação e Comunicação. 1.3 Introdução à estrutura e funcionamento de um sistema informático. informático

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores INTRODUÇÃO

Organização e Arquitetura de Computadores INTRODUÇÃO Organização e Arquitetura de Computadores INTRODUÇÃO A Arquitetura de Computadores trata do comportamento funcional de um sistema computacional, do ponto de vista do programador (ex. tamanho de um tipo

Leia mais

Arquitetura de Computadores

Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores Aula 07 Prof. Dr. Saulo Amui 1/16 2/16 Sistemas Operacionais O que é um Sistema Operacional? Um programa que atua como um intermediário entre um usuário de um computador e o

Leia mais

Algoritmo de Programação. Aula1

Algoritmo de Programação. Aula1 Algoritmo de Programação Aula1 Conceituação Muitas definições podem ser dadas à palavra algoritmo. Atualmente, tem-se associado algoritmo à computação, mas este não é um termo restrito à computação ou

Leia mais

1.3. CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA

1.3. CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA 1.3. CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA Informática pode ser considerada como significando informação automática, ou seja, a utilização de métodos e técnicas no tratamento automático da informação. Para

Leia mais

O QUE É? O Microsoft Windows Server é um sistema operacional destinado para servidores.

O QUE É? O Microsoft Windows Server é um sistema operacional destinado para servidores. Profº J.VIDAL WINDOWS SERVER O QUE É? O Microsoft Windows Server é um sistema operacional destinado para servidores. SERVIDOR Em informática, um servidor é um sistema de computação centralizada que fornece

Leia mais

Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Programação e Sistemas de Informação. Módulo 1. 1ª Parte Prof. Sandra Pais Soares

Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Programação e Sistemas de Informação. Módulo 1. 1ª Parte Prof. Sandra Pais Soares Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Programação e Sistemas de Informação Módulo 1 1ª Parte Prof. Sandra Pais Soares Linguagens de Programação Linguagens de Programação Uma

Leia mais

Introdução a Sistemas de Informação

Introdução a Sistemas de Informação Introdução a Sistemas de Informação Orivaldo Santana Jr A partir de slides elaborados por Ivan G. Costa Filho, Fernando Fonseca & Ana Carolina Salgado Graduação 1 Introdução Sistema de Informação (SI)

Leia mais

Arquitetura e Organização de computadores

Arquitetura e Organização de computadores Arquitetura e Organização de computadores Aula 1: Organização e evolução de computador, parte 2 Prof. MSc. Pedro Brandão Neto, pedroobn@gmail.com Sistemas de Informação - UNDB Introdução 2 Máquinas Multiníveis

Leia mais

Fundamentos de Sistemas Operacionais

Fundamentos de Sistemas Operacionais Fundamentos de Sistemas Operacionais Aula 2 Princípios de Programação Prof. Belarmino Linguagem de Computadores Internamente os computadores usam instruções e armazenam os dados no formato numérico binário

Leia mais

Informática Básica CONCEITOS DE SOFTWARE. Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares

Informática Básica CONCEITOS DE SOFTWARE. Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares Informática Básica CONCEITOS DE SOFTWARE Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares Aviso! Avaliação bimestral em: 08/07/15 https://www.youtube.com/watch?v=0koosyqo2hk&feature=related

Leia mais

Estrutura do Sistema Operacional

Estrutura do Sistema Operacional Sistemas Operacionais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Aula 04 Estrutura do Sistema Operacional 2 1 Estrutura do Sistema Operacional

Leia mais

Processos de software

Processos de software Processos de software 1 Processos de software Conjunto coerente de atividades para especificação, projeto, implementação e teste de sistemas de software. 2 Objetivos Introduzir modelos de processos de

Leia mais

Aula 4 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS JOGOS MASSIVOS DISTRIBUÍDOS. Marcelo Henrique dos Santos

Aula 4 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS JOGOS MASSIVOS DISTRIBUÍDOS. Marcelo Henrique dos Santos Aula 4 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS JOGOS MASSIVOS DISTRIBUÍDOS Marcelo Henrique dos Santos Marcelo Henrique dos Santos Email: Site: marcelosantos@outlook.com www.marcelohsantos.com.br TECNOLOGIA EM JOGOS

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Sistemas Operacionais (SOP A2)

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Sistemas Operacionais (SOP A2) Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Sistemas Operacionais (SOP A2) Visão Geral Referências: Sistemas Operacionais Modernos. Andrew S. Tanenbaum. Editora Pearson. 3ª ed. 2010. Seção: 1.1

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Objetivos Ao final desta apostila,

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Computador Software n Conjunto alterável de instruções, ordenadas e lógicas, fornecidas ao hardware para a execução de procedimentos necessários à solução dos problemas e tarefas do processamento de dados;

Leia mais

Informática para o MPU. Prof. Jefferson Moreira 1

Informática para o MPU. Prof. Jefferson Moreira 1 Informática para o MPU Prof. Jefferson Moreira 1 Sites e contato Email e msn: jefferson.jbsm@hotmail.com www.projetofuturoservidor.wordpress.com Twitter: @jeff_bala Orkut: Jefferson Moreira Prof. Jefferson

Leia mais

16/8/2010. A arquitetura de um sistema computacional representa o modelo da organização e funcionamento de um sistema de processamento

16/8/2010. A arquitetura de um sistema computacional representa o modelo da organização e funcionamento de um sistema de processamento Arquitetura de es Organização de um Sistema Computacional Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense P.U.R.O. Introdução A arquitetura de um sistema computacional representa o modelo da organização

Leia mais

Profª Danielle Casillo

Profª Danielle Casillo UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Automação e Controle Aula 05 Introdução ao CLP Profª Danielle Casillo CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL -CLP 2 CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL

Leia mais

Apresentação. Sistemas Operacionais. Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Prof. Dr. rer. nat. Daniel D.

Apresentação. Sistemas Operacionais. Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Prof. Dr. rer. nat. Daniel D. GSI018 Sistemas Operacionais Apresentação Sistemas Operacionais Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Prof. Dr. rer. nat. Daniel D. Abdala Nesta Aula Motivação acerca da disciplina;

Leia mais

Exercícios de Sistemas Operacionais 3 B (1) Gerência de Dispositivos de Entrada e Saída

Exercícios de Sistemas Operacionais 3 B (1) Gerência de Dispositivos de Entrada e Saída Nome: Exercícios de Sistemas Operacionais 3 B (1) Gerência de Dispositivos de Entrada e Saída 1. A gerência de dispositivos de entrada e saída é uma das principais e mais complexas funções de um sistema

Leia mais

Ferramentas Programação. UDESC - Prof. Juliano Maia 1

Ferramentas Programação. UDESC - Prof. Juliano Maia 1 Ferramentas Programação UDESC - Prof. Juliano Maia 1 Índice Seção 1 Linguagens de Programação Seção 2 Interpretador Seção 3 Compilador / Linkeditor Seção 4 Ambientes de Desenvolvimento UDESC - Prof. Juliano

Leia mais

Apresentação da Disciplina

Apresentação da Disciplina Apresentação da Disciplina Laboratório de Sistemas Operacionais Prof. Fernando Nakayama de Queiroz fernando.queiroz@ifpr.edu.br Sobre o professor... Fernando Nakayama de Queiroz fernando.queiroz@ifpr.edu.br

Leia mais

EXERC EXAME DISCIPLINA: ALG ESTRUTURA DE DADOS I

EXERC EXAME DISCIPLINA: ALG ESTRUTURA DE DADOS I EXERC EXAME DISCIPLINA: ALG ESTRUTURA DE DADOS I CURSO: ENG CIVIL PROFESSOR: ANDRÉ LUÍS DUARTE PERÍODO 1º BIMESTRE 1 1) Identifique as afirmações como verdadeira (V) ou falsa (F): a) Existem três tipos

Leia mais

14/3/2016. Prof. Evandro L. L. Rodrigues

14/3/2016. Prof. Evandro L. L. Rodrigues SEL 433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I SEL-433 APLICAÇÕES DE MICROPROCESSADORES I Prof. Evandro L. L. Rodrigues Tópicos do curso Conceitos básicos - Aplicações e utilizações dos microcontroladores

Leia mais

Introdução à Informática. Lêda Monteiro

Introdução à Informática. Lêda Monteiro Introdução à Informática leda@ufpa.br 1. Noções Básicas de Sistemas Computacionais Um sistema computacional, ou baseado em computador, é aquele que automatiza ou auxilia a realização de atividades humanas

Leia mais

INFORMÁTICA: Informação automática

INFORMÁTICA: Informação automática INTRODUÇÃO INFORMÁTICA: Informação automática Definição: Principais funções: Ø Ø Ø Ø 1 COMPUTADOR: 2 Sistema de Computação 3 Objetivo: Processamento de Dados: 4 Software Software ou Programas: básicos

Leia mais

TECNOLOGIA DE PROCESSO

TECNOLOGIA DE PROCESSO TECNOLOGIA DE PROCESSO Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc INTRODUÇÃO Tecnologia de processo são máquinas, equipamentos e dispositivos que ajudam a produção a transformar materiais, informações e consumidores

Leia mais

Disciplinas isoladas para o 1º semestre de 2017

Disciplinas isoladas para o 1º semestre de 2017 Curso: Engenharia de Telecomunicações Disciplinas isoladas para o 1º semestre de 017 Período Sigla P5 EE 01 Disciplina Circuitos Elétricos II créditos Pré e có-requisitos NB 003 - Cálculo III (PRÉ) EE

Leia mais

Fundamentos de sistemas de informação. Plano de ensino

Fundamentos de sistemas de informação. Plano de ensino Fundamentos de sistemas de informação Plano de ensino 1 Ementa Conceitos básicos de sistemas de informação e tecnologia de informação; Componentes de um sistema de informação (SI); Recursos de um SI; As

Leia mais

SSC510 Arquitetura de Computadores 1ª AULA

SSC510 Arquitetura de Computadores 1ª AULA SSC510 Arquitetura de Computadores 1ª AULA REVISÃO DE ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Arquitetura X Organização Arquitetura - Atributos de um Sistema Computacional como visto pelo programador, isto é a estrutura

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE Curso ADMINISTRAÇÃO

PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE Curso ADMINISTRAÇÃO PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE 2012 Disciplina ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Professor MSC. ADOLFO FRANCESCO DE OLIVEIRA COLARES Carga Horária Semanal Curso ADMINISTRAÇÃO Carga Horária

Leia mais

COMPUTAÇÃO PARALELA E DISTRIBUÍDA

COMPUTAÇÃO PARALELA E DISTRIBUÍDA COMPUTAÇÃO PARALELA E DISTRIBUÍDA Aluno: Alessandro Faletti Orientadora: Noemi Rodriguez Introdução O objetivo inicial no projeto era aplicar a possibilidade de processamento em paralelo no sistema CSBase

Leia mais

Bancos de dados. Sistemas de bancos de dados. Professor Emiliano S. Monteiro

Bancos de dados. Sistemas de bancos de dados. Professor Emiliano S. Monteiro Bancos de dados Sistemas de bancos de dados Professor Emiliano S. Monteiro Introdução Apresentação do professor Apresentação da disciplina Avaliações Conceitos Banco de dados Segundo C.J. Date : "O sistema

Leia mais

Gerência de Memória Introdução Considerações: Recurso caro e escasso; Programas só executam se estiverem na memória principal; Quanto mais processos residentes na memória principal, melhor será o compartilhamento

Leia mais

PMR5229 Projeto de Sistemas Mecatrônicos com Microprocessadores. Prof. Jun Okamoto Jr. sala ES-05 Tel:

PMR5229 Projeto de Sistemas Mecatrônicos com Microprocessadores. Prof. Jun Okamoto Jr. sala ES-05 Tel: PMR5229 Projeto de Sistemas Mecatrônicos com Microprocessadores Prof. Jun Okamoto Jr. sala ES-05 Tel: 3091-5516 E-mail: jokamoto@usp.br Sistemas Mecatrônicos? Não Sistemas Mecatrônicos? Sim mas não interessam

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS ABERTOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar

SISTEMAS OPERACIONAIS ABERTOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar - Aula 1-1. ENTRADAS E SAIDAS Uma das principais funções dos sistemas operacionais é controlar os dispositivos de entrada e saída (E/S ou I/O). O Sistema Operacional (SO) deve ser capaz de enviar comando

Leia mais

O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento. Editora Saraiva Emerson de Oliveira Batista

O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento. Editora Saraiva Emerson de Oliveira Batista O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento Editora Saraiva Emerson de Oliveira Batista A TI como parte integrante da empresa impõe a necessidade dos Administradores conhecerem melhor seus termos

Leia mais

As Gerações dos Computadores. Professor Leonardo Cabral da R. Soares

As Gerações dos Computadores. Professor Leonardo Cabral da R. Soares As Gerações dos Computadores Professor Leonardo Cabral da R. Soares Primeira Geração (1946 1954) A primeira geração de computadores utilizava válvulas eletrônicas e possuía dimensões gigantescas. Um dos

Leia mais

MAC2166 Introdução à Computação Aula 1 Como Funciona um Computador

MAC2166 Introdução à Computação Aula 1 Como Funciona um Computador MAC2166 Introdução à Computação Aula 1 Como Funciona um Computador Kelly Rosa Braghetto DCC IME USP 25 de março de 2014 MAC2166 Introdução à Computação Aula 1 Como Funciona um Computador DCC IME USP 1

Leia mais

Processador: Conceitos Básicos e Componentes

Processador: Conceitos Básicos e Componentes Processador: Conceitos Básicos e Componentes Cristina Boeres Instituto de Computação (UFF) Fundamentos de Arquiteturas de Computadores Material baseado nos slides de Fernanda Passos Cristina Boeres (IC/UFF)

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO BACHARELADO EM INFORMÁTICA SISTEMAS OPERACIONAIS I 1 0 SEM/05 Teste 1 Unidade I DURAÇÃO: 50 MINUTOS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO BACHARELADO EM INFORMÁTICA SISTEMAS OPERACIONAIS I 1 0 SEM/05 Teste 1 Unidade I DURAÇÃO: 50 MINUTOS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO BACHARELADO EM INFORMÁTICA SISTEMAS OPERACIONAIS I 1 0 SEM/05 Teste 1 Unidade I DURAÇÃO: 50 MINUTOS Aluno: GABARITO Escore: 1 a Questão (30) Assinale a(s) resposta(s)

Leia mais

Arquitetura de Computadores

Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores Prof. Eduardo Simões de Albuquerque Instituto de Informática UFG 1o. Semestre / 2006 Adaptado do material do prof. Fábio Moreira Costa Programa e Introdução Assunto do curso

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 01/2016, DE 19 DE MAIO DE 2016 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO III COORDENADOR/SUPERVISOR PEDAGOGICO SAÚDE UNIDADE TERESINA; B-01 - ASSESSOR TECNICO

Leia mais

Catálogo de Requisitos de Titulação. Habilitação: Portos. (Extensão EE Padre Bartolomeu de Gusmão)

Catálogo de Requisitos de Titulação. Habilitação: Portos. (Extensão EE Padre Bartolomeu de Gusmão) Habilitação: Portos (Extensão EE Padre Bartolomeu de Gusmão) Aviso: Este catálogo pode ter sofrido alterações. A versão oficial encontra-se para consulta na Unidade Escolar. Gerado em 24/06/2016 Pág. 2/7

Leia mais

Introdução aos computadores, à Internet e à World Wide Web. Prof. Marcelo Roberto Zorzan

Introdução aos computadores, à Internet e à World Wide Web. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Introdução aos computadores, à Internet e à World Wide Web Prof. Marcelo Roberto Zorzan História do Java Origem Linguagem desenvolvida pela Sun Microsystems Sintaxe similar ao C++ Inicialmente chamada

Leia mais

Construção de Compiladores. Capítulo 1. Introdução. José Romildo Malaquias. Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2014.

Construção de Compiladores. Capítulo 1. Introdução. José Romildo Malaquias. Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2014. Construção de Compiladores Capítulo 1 Introdução José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2014.2 1/22 1 Linguagens de programação 2 Compilação 2/22 Tópicos 1

Leia mais

Sistemas Operacionais Aula 3

Sistemas Operacionais Aula 3 Sistemas Operacionais Aula 3 Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@recife.ifpe.edu.br http://dase.ifpe.edu.br/~alsm Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas de Informação Recife - PE O que fazer

Leia mais

Capítulo 2 Livro do Mário Monteiro Componentes Representação das informações. Medidas de desempenho

Capítulo 2 Livro do Mário Monteiro Componentes Representação das informações. Medidas de desempenho Capítulo 2 Livro do Mário Monteiro Componentes Representação das informações Bit, Caractere, Byte e Palavra Conceito de Arquivos e Registros Medidas de desempenho http://www.ic.uff.br/~debora/fac! 1 2

Leia mais

UFRJ IM - DCC. Sistemas Operacionais I. Unidade IV Gerência de Recursos Entrada e Saída. 02/12/2014 Prof. Valeria M. Bastos

UFRJ IM - DCC. Sistemas Operacionais I. Unidade IV Gerência de Recursos Entrada e Saída. 02/12/2014 Prof. Valeria M. Bastos UFRJ IM - DCC Sistemas Operacionais I Unidade IV Gerência de Recursos Entrada e Saída 02/12/2014 Prof. Valeria M. Bastos 1 ORGANIZAÇÃO DA UNIDADE Gerência de Entrada e Saída Fundamentos Evolução Estrutura

Leia mais

O que é um banco de dados? Banco de Dados. Banco de dados

O que é um banco de dados? Banco de Dados. Banco de dados COLÉGIO EST. JOÃO MANOEL MONDRONE - ENS. FUNDAMENTAL, MÉDIO, PROFISSIONAL E NORMAL Rua Mato Grosso n.2233 - Fone/Fax (045) 3264-1749-3264-1507 Banco de Dados O que é um banco de dados? Um conjunto de informações

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Gildo de Almeida Leonel Profª Lillian Cherrine

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Gildo de Almeida Leonel Profª Lillian Cherrine TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Gildo de Almeida Leonel Profª Lillian Cherrine EMENTA 2 3 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 3 hs/aula semanais. CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60hs/aula Esta disciplina trata da questão do

Leia mais