Outubro Rosa: Mulheres na luta contra o câncer de mama.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Outubro Rosa: Mulheres na luta contra o câncer de mama."

Transcrição

1 Sociedade de Educação e Cultura de Goiânia - SECG Departamento de Enfermagem Curso de Enfermagem autorizado pela Portaria Ministerial n de 12/2003. Outubro Rosa: Mulheres na luta contra o câncer de mama. 1

2 Sociedade de Educação e Cultura de Goiânia - SECG Departamento de Enfermagem PROJETO OUTUBRO ROSA: Mulheres na luta contra o câncer de mama. ELABORAÇÃO DO PROJETO: ORIENTADORA: Prof.ª Msc. MARIA SOCORRO DE SOUZA MELO ACADÊMICAS DO 8º PERÍODO DE ENFERMAGEM: ANETH COSTA BARBOSA CONSUELO DA SILVA VIEIRA DENILDA RIBEIRO SILVA HIONE DOS SANTOS FERREIRA MARIA LETICIA MIRANDA DA SILVA POLLYANA GOMES TEIXEIRA COORDENAÇÃO DO CURSO: Profª Msc. ROSILMAR GOMES PEREIRA BARBOSA DIRETOR ADMINISTRATIVO ALEX MARCORIO SANTIAGO 2

3 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO OBJETIVOS JUSTIFICATIVA METODOLOGIA.... REFERÊNCIAS ANEXOS

4 1-INTRODUÇÃO: Os acadêmicos da faculdade Padrão, turma Enfermagem, 8 período. Juntamente com a professora Maria Socorro. Vem junto a esse projeto chamar a atenção diretamente para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce. O projeto ora apresentado visa, antes de tudo, estimular a reflexão do movimento popular Outubro Rosa que é comemorado em todo o mundo e em contrapartida, fazer com que o público veja a importância do projeto que é sério e necessita de apoio de todos. O movimento começou em 1990 na primeira corrida pela cura em Nova York, e desde então, promovida anualmente na cidade. Entretanto, somente em 1997 é que entidades das cidades de Yuba e Lodi, também nos Estados Unidos, começaram a promover atividades voltadas ao diagnóstico e prevenção da doença, escolhendo o mês de outubro como epicentro das ações. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população. (Núcleo de Atenção Básica contra câncer de mama 2015.). O alerta é importante, pois de acordo com a American Câncer Society em torno de 1,3 milhões de mulheres são diagnosticadas com câncer de mama anualmente, sendo que 465 mil morrem por causa dela. Segundo ainda Dra. Maira Caleffi presidente da FEMAMA (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio a Saúde da Mama), os números de mulheres diagnosticadas irá triplicar em (Eliz Angela 2015.) Somados, nossos esforços estão voltados para o bem da comunidade. Juntos faremos a diferença. 4

5 2-OBJETIVO: O objetivo é divulgar, de forma simples e verdadeira a população em relação a esta ação mundial, que embeleza com seu tom rosa, no sentido de nos mostrar, de modo belo e feminino a importância da luta contra o câncer que mais mata mulheres em todo o mundo. Esta ação tem como objetivo além da conscientização, a prevenção pelo diagnóstico precoce, e busca alertar também sobre os riscos deste tipo de câncer, que é o segundo mais recorrente no mundo, perdendo apenas para o câncer de pele. É sensibilizar os acadêmicos em geral de que é possível evitar grande parte dos tumores com mudanças no estilo de vida e ainda alertar que, com detecção precoce e o tratamento correto, mais de 90% dos cânceres tem cura. 5

6 3-JUSTIFICATIVA: O projeto Luta contra o Câncer de Mama, uma doença que atinge 49 (quarenta e nove) mil novos casos a cada ano, e esse número vem aumentando nas últimas décadas, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Procurou-se informa a todos sobre os fatores de risco, a prevenção, os sintomas, como é diagnosticado e quais são os tratamentos para essa doença. Isso porque, quando diagnosticado em fase inicial (quando nódulo é menos que um centímetro), as chances de cura chegam a 95%. Tumores desse tamanho são pequenos de mas para serem detectados por palpação, mas são visíveis na mamografia por ano a parti dos 40 anos, os homens devem fazer esse exame. O autoexame continua sendo importante, mas de forma secundaria. Quando o tumor atinge o tamanho suficiente para ser palpado, já não está no estágio inicial, e as chances de cura não são mínimas. O Brasil é um país de desigualdade, que se destaca mais na área de saúde. O acesso a mamografia é infeliz exemplo. O número de brasileiros que realizam o exame anualmente ainda é muito baixo, as que dispõem de plano de saúde privados tem mais facilidades, mas representam uma pequena parcela da população. A grande maioria depende do Sistema Único de Saúde (SUS), em que as dificuldades são bem conhecidas, havendo muitas diferenças de região para região. (Hospital da mulher Professor DR. Aristodeno Pinotti.) Até recentemente, o Ministério da Saúde recomendava que a mamografia anual fosse realizada pelo SUS, a parti dos 50 anos. Mas esse limite de idade mudou com a Lei Federal n /2008, em vigor desde 29 de abril de 2009, garantindo o benefício a parti dos 40 anos. No entanto, essa conquista precisa ser posta em pratica, e sem a pressão da sociedade isso pode levar muito tempo, pois são conhecidos os problemas de infraestrutura e de profissionais especializados para atender a essa demanda. (Brasil, ) 6

7 4-METODOLOGIA 1 Bancada decorada com o tema especifico e pessoas responsáveis por: Orientações sobre saúde e prevenção Aferir Pressão artéria Peso Altura Glicemia Calcular IMC. NOME IDADE PESO ALTURA P.A GLIMEMIA IMC 2 Bancada com panfletos informativos sobre o tema abordado. E distribuição de broxes com o laço rosa. 7

8 ANEXO 3 Elaboração de cartazes informativos. 8

9 4 Decoração do local 9

10 5 Apresentação de slides pela turma do 8 período de enfermagem. 6 palestra sobre Câncer de mama (palestrante a definir) 7 Dia de beleza para os participantes da palestra 8 Arrecadação de alimentos e roupas para serem doados a pacientes do Hospital Araújo Jorge. Materiais a serem Utilizados: Cartolina branca e rosa Cola-quente Pistola de cola EVA Fita adesiva TNT rosa Balões rosa Fita de cetim rosa Broxe 10

11 REFERENCIAS Espaço de conhecimento UFMG Portal ministério da Saúde ministerio/principal/secretarias/sas/sas-noticias/20125-brasil-avanca-no- diagnostico-do-cancer-de-mama 11

OUT UBRO ROSA. Dê tom à sua saúde!

OUT UBRO ROSA. Dê tom à sua saúde! OUT UBRO ROSA Dê tom à sua saúde! ÍNDICE O que é o Outubro Rosa?... Página 3 O que é o câncer de mama?... Página 4 O que provoca esse tipo de câncer?.. Página 6 Sinais e sintomas... Página 7 Como detectar

Leia mais

mama CÂNCER OUTUBRO ROSA PREVINA-SE

mama CÂNCER OUTUBRO ROSA PREVINA-SE mama CÂNCER OUTUBRO ROSA PREVINA-SE O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2009

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2009 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2009 Altera a Lei nº 11.664, de 29 de abril de 2008, para incluir a pesquisa de biomarcadores entre as ações destinadas à detecção precoce das neoplasias malignas de mama

Leia mais

CENÁRIO DO CÂNCER DE MAMA

CENÁRIO DO CÂNCER DE MAMA OUTUBRO ROSA Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Leia mais

TRABALHANDO A PREVENÇÃO DOS CÂNCERES DE MAMA, COLO DO ÚTERO E PRÓSTATA COM OS TRABALHADORES DA AGECOLD.

TRABALHANDO A PREVENÇÃO DOS CÂNCERES DE MAMA, COLO DO ÚTERO E PRÓSTATA COM OS TRABALHADORES DA AGECOLD. TRABALHANDO A PREVENÇÃO DOS CÂNCERES DE MAMA, COLO DO ÚTERO E PRÓSTATA COM OS TRABALHADORES DA AGECOLD. Jane Teixeira dos Santos¹; Arino Sales do Amaral². 1Estudante do Curso de Enfermagem da UEMS, Unidade

Leia mais

Atividades Curso de Psicologia ) Palestra sobre o autismo é realizada no curso de Psicologia

Atividades Curso de Psicologia ) Palestra sobre o autismo é realizada no curso de Psicologia Atividades Curso de Psicologia 2016 NOTÍCIAS DE ABRIL 1) Palestra sobre o autismo é realizada no curso de Psicologia Na sexta-feira, dia 1º de abril, o curso de Psicologia organizou palestra sobre o Dia

Leia mais

UNIVERSIDADE AUTÔNOMA DE SAN LUIS POTOSÍ FACULDADE DE ENFERMAGEM E NUTRIÇÃO

UNIVERSIDADE AUTÔNOMA DE SAN LUIS POTOSÍ FACULDADE DE ENFERMAGEM E NUTRIÇÃO UNIVERSIDADE AUTÔNOMA DE SAN LUIS POTOSÍ FACULDADE DE ENFERMAGEM E NUTRIÇÃO Os desafios no atendimento primário ao câncer de mama em San Luis Potosí México. A perspectiva dos profissionais de saúde e das

Leia mais

Atividades do Curso de Psicologia 2016

Atividades do Curso de Psicologia 2016 Atividades do Curso de Psicologia 2016 NOTÍCIAS DE ABRIL 1) Palestra sobre o autismo é realizada no curso de Psicologia Na sexta-feira, dia 1º de abril, o curso de Psicologia organizou palestra sobre o

Leia mais

Outubro Rosa 1. PALAVRAS-CHAVE: Outubro Rosa; movimento; inspiração; incentivo.

Outubro Rosa 1. PALAVRAS-CHAVE: Outubro Rosa; movimento; inspiração; incentivo. Outubro Rosa 1 Janaína MORAIS 2 João GALUCIO 3 Leonardo LINS 4 Rômulo LAURIA 5 Leandro de Paula 6 Centro Universidade do Estado do Pará, Belém, PA 2013 RESUMO O presente trabalho aborda a iniciativa criada

Leia mais

Carretas da Mulher farão atendimento na Praça da Matriz

Carretas da Mulher farão atendimento na Praça da Matriz www.d24.com.br Editoria: Notícias Coluna: -- Carreatas da Mulher farão atendimento na Praça da Matriz (X) Press-release da assessoria de imprensa ( )Matéria articulada pela assessoria de imprensa ( ) Iniciativa

Leia mais

Fatores de risco: O histórico familiar é um importante fator de risco não modificável para o câncer de mama. Mulheres com parentes de primeiro grau

Fatores de risco: O histórico familiar é um importante fator de risco não modificável para o câncer de mama. Mulheres com parentes de primeiro grau Câncer O que é câncer? Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado (maligno) de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se (metástase)

Leia mais

CAMPANHA OUTUBRO ROSA O Câncer de Mama no Mundo e no Maranhão

CAMPANHA OUTUBRO ROSA O Câncer de Mama no Mundo e no Maranhão CAMPANHA OUTUBRO ROSA 2016 44 O Câncer de Mama no Mundo e no Maranhão O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais comum no mundo e o frequente entre as mulheres. De acordo com o Instituto Nacional

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE COMBATE AO AVC A 29 DE OUTUBRO DIA MUNDIAL DO AVC, 29 DE OUTUBRO

CAMPANHA NACIONAL DE COMBATE AO AVC A 29 DE OUTUBRO DIA MUNDIAL DO AVC, 29 DE OUTUBRO CAMPANHA NACIONAL DE COMBATE AO AVC 2017-21 A 29 DE OUTUBRO DIA MUNDIAL DO AVC, 29 DE OUTUBRO O AVC é uma das maiores causas de morte e incapacidade no mundo. E pode acontecer em qualquer um, em qualquer

Leia mais

GBECAM. O Câncer de Mama no Estado de São Paulo

GBECAM. O Câncer de Mama no Estado de São Paulo GBECAM O Câncer de Mama no Estado de São Paulo Dra. Maria Del Pilar Estevez Diz Coordenadora Médica -Oncologia Clínica Diretora Médica Instituto do Câncer do Estado de São Paulo -ICESP Epidemiologia Incidência

Leia mais

Instituto Avon doa mamógrafos e inaugura unidade móvel para realização de mamografia gratuita em Rondônia

Instituto Avon doa mamógrafos e inaugura unidade móvel para realização de mamografia gratuita em Rondônia Instituto Avon doa mamógrafos e inaugura unidade móvel para realização de mamografia gratuita em Rondônia 16 de Outubro de 2015 Unidade móvel percorrerá 36 cidades da região realizando exames preventivos;

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO COMANDO DE SAÚDE NAS RODOVIAS

PROJETO DE EXTENSÃO COMANDO DE SAÚDE NAS RODOVIAS FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DO ESPÍRITO SANTO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA PROJETO DE EXTENSÃO COMANDO DE SAÚDE NAS RODOVIAS Cariacica - ES 2008 2 1 - ENTIDADE/ÓRGÃO PROPONENTE SEST/SENAT Serviço

Leia mais

ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Curso de Psicologia RESUMO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO CURSO DE PSICOLOGIA EVENTOS

ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Curso de Psicologia RESUMO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO CURSO DE PSICOLOGIA EVENTOS ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Curso de Psicologia RESUMO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO CURSO DE PSICOLOGIA EVENTOS MANAUS AMAZONAS 2016 IDENTIFICAÇÃO Diretor Geral Marcelo José Frutuoso Medeiros Reitor

Leia mais

DIA MUNDIAL DO RIM 13 DE MARÇO DE 2014-FORTALEZA, CE 1 EM 10. O RIM ENVELHECE, ASSIM COMO NÓS

DIA MUNDIAL DO RIM 13 DE MARÇO DE 2014-FORTALEZA, CE 1 EM 10. O RIM ENVELHECE, ASSIM COMO NÓS UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CURSO DE MEDICINA LIGA ACADÊMICA DE NEFROLOGIA LIGA DE CLÍNICA MÉDICA LIGA DE CARDIOLOGIA DIA MUNDIAL DO RIM 13 DE MARÇO DE 2014-FORTALEZA, CE 1 EM 10. O RIM ENVELHECE, ASSIM

Leia mais

Relatório de Atividades. Associação Brasileira de Portadores de Câncer. Associação Brasileira de Portadores de Câncer

Relatório de Atividades. Associação Brasileira de Portadores de Câncer. Associação Brasileira de Portadores de Câncer Mensagem do Presidente O trabalho da AMUCC é realizado, principalmente, por meio do controle social e Advocacy, para que o sistema de saúde brasileiro seja de qualidade, com maior financiamento e melhor

Leia mais

número 25- julho/2016 RELATÓRIO PARA A SOCIEDADE informações sobre recomendações de incorporação de medicamentos e outras tecnologias no SUS

número 25- julho/2016 RELATÓRIO PARA A SOCIEDADE informações sobre recomendações de incorporação de medicamentos e outras tecnologias no SUS número 25- julho/2016 RELATÓRIO PARA A SOCIEDADE informações sobre recomendações de incorporação de medicamentos e outras tecnologias no SUS RADIOTERAPIA INTRAOPERATÓRIA PARA O TRATAMENTO DE ESTÁDIOS INICIAIS

Leia mais

Recomendações para a detecção precoce do câncer de mama no Brasil

Recomendações para a detecção precoce do câncer de mama no Brasil Recomendações para a detecção precoce do câncer de mama no Brasil www.capital.ms.gov.br/.../10616 QuadroKatia.jpg Mônica de Assis Divisão de Detecção Precoce e Apoio à Organização de Rede/ Conprev/INCA/MS

Leia mais

Apesar de ser um tumor maligno, é uma doença curável se descoberta a tempo, o que nem sempre é possível, pois o medo do diagnóstico é muito grande,

Apesar de ser um tumor maligno, é uma doença curável se descoberta a tempo, o que nem sempre é possível, pois o medo do diagnóstico é muito grande, Cancêr de Mama: É a causa mais frequente de morte por câncer na mulher, embora existam meios de detecção precoce que apresentam boa eficiência (exame clínico e auto-exame, mamografia e ultrassonografia).

Leia mais

Com ações inéditas, Azul celebra resultados da campanha do Outubro Rosa

Com ações inéditas, Azul celebra resultados da campanha do Outubro Rosa Com ações inéditas, Azul celebra resultados da campanha do Outubro Rosa Enviado por Da redação 08-Nov-2017 PQN - O Portal da Comunicação Foram trinta e um intensos dias de campanha. Ao longo do mês de

Leia mais

MORTALIDADE POR DE CÂNCER DE MAMA NO ESTADO DA PARAÍBA ENTRE 2006 E 2011

MORTALIDADE POR DE CÂNCER DE MAMA NO ESTADO DA PARAÍBA ENTRE 2006 E 2011 MORTALIDADE POR DE CÂNCER DE MAMA NO ESTADO DA PARAÍBA ENTRE 2006 E 2011 Tayná Lima dos Santos; Ideltonio José Feitosa Barbosa Universidade Federal da Paraíba. Email: taynalima95@hotmail.com Universidade

Leia mais

1 - Projetos de Extensão em 2010

1 - Projetos de Extensão em 2010 Coordenação de Extensão: Profa. Dra. Maria da Conceição Andrade ÁREA TEMÁTICA: SAÚDE Dra. Rita de Cássia Moura do Nascimento Professora de Biofísica rcassiamoura@yahoo.com.br 1 - Projetos de Extensão em

Leia mais

OUTUBRO. um mes PARA RELEMBRAR A IMPORTANCIA DA. prevencao. COMPARTILHE ESSA IDEIA.

OUTUBRO. um mes PARA RELEMBRAR A IMPORTANCIA DA. prevencao. COMPARTILHE ESSA IDEIA. OUTUBRO ROSA ^ um mes PARA RELEMBRAR A IMPORTANCIA DA ~ prevencao. COMPARTILHE ESSA IDEIA. ~ ^ O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete

Leia mais

OUTUBRO ROSA: MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A SAÚDE DA MULHER. GOIÂNIA-GO

OUTUBRO ROSA: MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A SAÚDE DA MULHER. GOIÂNIA-GO Sociedade de Educação e Cultura de Goiânia - SECG Departamento de Enfermagem Curso de Enfermagem autorizado pela Portaria Ministerial n 3.768 de 12/2003. OUTUBRO ROSA: MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A SAÚDE

Leia mais

Informativo Mensal da Faculdade de Medicina do ABC Ano II - Nº 16 - outubro DE 2016

Informativo Mensal da Faculdade de Medicina do ABC Ano II - Nº 16 - outubro DE 2016 Informativo Mensal da Faculdade de Medicina do ABC Ano II - Nº 16 - outubro DE 2016 Nesta edição de outubro, a Revista MedABC destaca no artigo de capa um tema mundialmente em evidência: o Outubro Rosa

Leia mais

O câncer afeta hoje mais de 15 milhões de pessoas no mundo todos os anos, levando cerca de 8 milhões a óbito.

O câncer afeta hoje mais de 15 milhões de pessoas no mundo todos os anos, levando cerca de 8 milhões a óbito. O câncer afeta hoje mais de 15 milhões de pessoas no mundo todos os anos, levando cerca de 8 milhões a óbito. No Dia Nacional de Combate ao Câncer, celebrado em 27 de novembro, o site Coração & Vida faz

Leia mais

10 ANOS DE LIGA DA MAMA: AÇÃO DE EXTENSÃO VOLTADA PARA PREVENÇÃO E COMBATE DAS DOENÇAS MAMÁRIAS

10 ANOS DE LIGA DA MAMA: AÇÃO DE EXTENSÃO VOLTADA PARA PREVENÇÃO E COMBATE DAS DOENÇAS MAMÁRIAS 10 ANOS DE LIGA DA MAMA: AÇÃO DE EXTENSÃO VOLTADA PARA PREVENÇÃO E COMBATE DAS DOENÇAS MAMÁRIAS SOUZA-NETO, José Augusto; FREITAS-JUNIOR, Ruffo; CABERO, Flávia Vidal; FREITAS, Thaís Castanheira; TERRA,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Roberto Antonio dos Reis Gomes Shâmara Coelho dos Reis Victor

Leia mais

REDE DE PROTEÇÃO A MULHER - Vitória da Conquista - Bahia PROGRAMAÇÃO

REDE DE PROTEÇÃO A MULHER - Vitória da Conquista - Bahia PROGRAMAÇÃO - 2015 REDE DE PROTEÇÃO A MULHER - Vitória da Conquista - Bahia PROGRAMAÇÃO DATA HORÁRIO ATIVIDADE / OBJETIVO RESPONSÁVEL LOCAL 02 /03/15 (segunda - feira) 16:00h Solenidade de Instalação da Vara de Violência

Leia mais

SAIBA TUDO SOBRE O CÂNCER DE MAMA

SAIBA TUDO SOBRE O CÂNCER DE MAMA SAIBA TUDO SOBRE O CÂNCER DE MAMA 1 1 O que é o câncer de mama? É um tumor maligno formado pela multiplicação desordenada de células. As células são pequenas estruturas que estão presentes em todo o corpo

Leia mais

RESUMO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO CURSO DE TECNOLOGIA ESTÉTICA E COSMÉTICA - EXTENSÃO

RESUMO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO CURSO DE TECNOLOGIA ESTÉTICA E COSMÉTICA - EXTENSÃO ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Curso de Tecnologia Estética e Cosmética RESUMO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO CURSO DE TECNOLOGIA ESTÉTICA E COSMÉTICA - EXTENSÃO IDENTIFICAÇÃO Diretor Geral Marcelo José

Leia mais

BOLETIM 1. O que é o movimento Maio Amarelo?

BOLETIM 1. O que é o movimento Maio Amarelo? BOLETIM 1 Este é um boletim informativo que traz sugestões para a da participação dos Escoteiros do Brasil no movimento Maio Amarelo. Neste boletim serão dadas informações sobre o que é Maio Amarelo, como

Leia mais

UM FOCO NA SAÚDE DA MULHER: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

UM FOCO NA SAÚDE DA MULHER: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA UM FOCO NA SAÚDE DA MULHER: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Mariana Veras de Siqueira 1 ; Antonio Ialy Ferreira 2 ; Roberta de Carvalho Freitas³; Jesana Sá Damasceno Moraes 4 1- Discente de Enfermagem pela Universidade

Leia mais

É uma situação muito ruim. É uma mutilação que ninguém vê. Mas a opção à cirurgia é

É uma situação muito ruim. É uma mutilação que ninguém vê. Mas a opção à cirurgia é Câncer de próstata: \"É uma mutilação, mas a opção à cirurgia é morrer\" Nesta segunda-feira (17), Dia Mundial do Combate ao Câncer da Próstata, médicos e pacientes falam sobre a importância do diagnóstico

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Grândola. Plano de Atividades. Projeto de Educação para a Saúde e a Sexualidade

Agrupamento de Escolas de Grândola. Plano de Atividades. Projeto de Educação para a Saúde e a Sexualidade Agrupamento de Escolas de Grândola Pl de Atividades Projeto de Educação para a e a Sexualidade 2015/2016 1 ESCOLA BÁSICA D. JORGE DE LENCASTRE: OFÉLIA ROSA SIMÃO VALÉRIO (COORDENADORA) P D O PLANO Obj.

Leia mais

HOMENAGEM AO PAI. Projeto Mexa-se comemora Dia dos Pais prestandohomenagem ao Pai mais idoso

HOMENAGEM AO PAI. Projeto Mexa-se comemora Dia dos Pais prestandohomenagem ao Pai mais idoso Diário Oficial Ano: 2 Edição: 265 Páginas: 8 HOMENAGEM AO PAI Projeto Mexa-se comemora Dia dos Pais prestandohomenagem ao Pai mais idoso O Projeto Mexa-se promove, quinta-feira (7 de agosto), na sede da

Leia mais

Programas. & Ações. Medicina Preventiva

Programas. & Ações. Medicina Preventiva Programas & Ações Medicina Preventiva Medicina Preventiva Para o Tacchimed promover a saúde não se limita aos tratamentos médicos e sim à prevenção, a fim de oferecer aos seus clientes mais qualidade de

Leia mais

Câncer de Mama São Lucas Saúde 1

Câncer de Mama São Lucas Saúde 1 Câncer de Mama São Lucas Saúde 1 Alana ROBERT 2 Bruna BUENO 3 Lucas GABRIEL 4 Mayara ALENCAR 5 Michelli DIAS 6 Rômulo ARAÚJO 7 Thiago MARQUES 8 Adolpho GUTIERREZ 9 Marcos Estevan FRANCO 10 Faculdade Anhanguera

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 7.150, DE 2014 (Do Sr. Rodrigo Maia)

PROJETO DE LEI N.º 7.150, DE 2014 (Do Sr. Rodrigo Maia) *C0048302E* C0048302E CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 7.150, DE 2014 (Do Sr. Rodrigo Maia) Altera a Lei nº 8.080, de 11 de setembro, de 1990, para determinar a realização de campanhas destinadas

Leia mais

O Cancro da Mama em Portugal. 1 em cada 11 mulheres em Portugal vai ter cancro da mama. Cancro em Portugal 2002

O Cancro da Mama em Portugal. 1 em cada 11 mulheres em Portugal vai ter cancro da mama. Cancro em Portugal 2002 O Cancro da Mama em Portugal 1 em cada 11 mulheres em Portugal vai ter cancro da mama Cancro em Portugal 2002 O Cancro da Mama em Portugal Surgem 4500 novos casos por ano Mas. Com a detecção precoce e

Leia mais

Curso de extensão: Advocacy e Controle Social em Políticas Públicas de Saúde edição 2016

Curso de extensão: Advocacy e Controle Social em Políticas Públicas de Saúde edição 2016 Curso de extensão: Advocacy e Controle Social em Políticas Públicas de Saúde edição 2016 O curso Advocacy e Controle Social em Políticas Públicas de Saúde tem por finalidade capacitar Organizações de apoio

Leia mais

Descobrindo o valor da

Descobrindo o valor da Descobrindo o valor da Ocâncer de mama, segundo em maior ocorrência no mundo, é um tumor maligno que se desenvolve devido a alterações genéticas nas células mamárias, que sofrem um crescimento anormal.

Leia mais

EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA MULTIDISCIPLINAR: RELATO DE EXPERIÊNCIA DAS ATIVIDADES DA LIGA DA MAMA EM 2010

EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA MULTIDISCIPLINAR: RELATO DE EXPERIÊNCIA DAS ATIVIDADES DA LIGA DA MAMA EM 2010 EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA MULTIDISCIPLINAR: RELATO DE EXPERIÊNCIA DAS ATIVIDADES DA LIGA DA MAMA EM 2010 GOMES, Higor Costa 1 ; CABERO, Flávia Vidal 2 ; FREITAS-JUNIOR, Ruffo 3 ; RAHAL, Rosemar Macedo Sousa

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 65/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 65/2014 Página 1 de 8 Tipo de Julgamento: Menor Preço por Sub. Qtde. Unid. Descrição Marca/Modelo Valor Valor Total 1 7,00 UN Linhas para costura com 1829 m em cor a definir 2 5,00 UN Linhas para costura n 30

Leia mais

Mortes por câncer aumentaram 31% no Brasil em 15 anos, afirma OMS

Mortes por câncer aumentaram 31% no Brasil em 15 anos, afirma OMS Mortes por câncer aumentaram 31% no Brasil em 15 anos, afirma OMS No início do século, 152 mil brasileiros morriam por ano da doença. Ao final de 2015, essa taxa chegou a 223,4 mil O número de mortes no

Leia mais

Quanto mais cedo for feito o diagnóstico de uma determinada doença, maiores serão as probabilidades de tratar a doença e atrasar a sua evolução

Quanto mais cedo for feito o diagnóstico de uma determinada doença, maiores serão as probabilidades de tratar a doença e atrasar a sua evolução Quanto mais cedo for feito o diagnóstico de uma determinada doença, maiores serão as probabilidades de tratar a doença e atrasar a sua evolução É a identificação atempada de uma determinada doença mesmo

Leia mais

A Onda Rosa Campanha comunitária sensibilizar prevenção diagnóstico precoce 15 de Outubro: 30 de outubro:

A Onda Rosa Campanha comunitária sensibilizar prevenção diagnóstico precoce 15 de Outubro: 30 de outubro: A Onda Rosa Campanha comunitária, que se pretende viral, onde todos são convidados a colaborar de acordo com as suas especificidades. Pretende sensibilizar para a doença, incentivando à prevenção e ao

Leia mais

CUIDADOS COM A SAÚDE

CUIDADOS COM A SAÚDE CUIDADOS COM A SAÚDE Andressa Malagutti Assis Realizar exames periodicamente, fazer exercícios e cuidar da alimentação são medidas básicas para cuidar da saúde. Além de prevenir e ajudar na cura de doenças

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE CÂNCER DE COLO DE ÚTERO E O PAPILOMAVÍRUS HUMANO (HPV): Uma abordagem em ambiente escolar.

RELAÇÃO ENTRE CÂNCER DE COLO DE ÚTERO E O PAPILOMAVÍRUS HUMANO (HPV): Uma abordagem em ambiente escolar. RELAÇÃO ENTRE CÂNCER DE COLO DE ÚTERO E O PAPILOMAVÍRUS HUMANO (HPV): Uma abordagem em ambiente escolar. 1,3 Daffany Luana dos Santos; 1 Gabriela Gomes da Silva; 1 Maria Isabel de Assis Lima; 1 Amélia

Leia mais

Pare. na primeira. primeira fratura seja a sua última. Faça acom que a sua.

Pare. na primeira. primeira fratura seja a sua última. Faça acom que a sua. Pare na primeira Faça acom que a sua primeira fratura seja a sua última www.iofbonehealth.org O QUE É A OSTEOPOROSE? A osteoporose é uma doença na qual os ossos ficam mais frágeis e fracos, levando a um

Leia mais

PROGRAMA DE ATENÇÃO A PACIENTES CRÔNICOS UNIMED NATAL. Ass. Social ROSSANA CHACON Gerência de Prevenção e Saúde

PROGRAMA DE ATENÇÃO A PACIENTES CRÔNICOS UNIMED NATAL. Ass. Social ROSSANA CHACON Gerência de Prevenção e Saúde PROGRAMA DE ATENÇÃO A PACIENTES CRÔNICOS UNIMED NATAL Ass. Social ROSSANA CHACON Gerência de Prevenção e Saúde rossanachacon@unimednatal.com.br Programa de Atenção a Pacientes Crônicos Elaborado pela Gerência

Leia mais

Liga de Neurociências: Dia Mundial da Doença de Parkinson

Liga de Neurociências: Dia Mundial da Doença de Parkinson 14. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido - ISSN 2238-9113 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE

Leia mais

Dra. Mariana de A. C. Lautenschläger Dr. Milton Flávio Marques Lautenschläger Dr. Rafael Aron Schmerling

Dra. Mariana de A. C. Lautenschläger Dr. Milton Flávio Marques Lautenschläger Dr. Rafael Aron Schmerling Dra. Mariana de A. C. Lautenschläger Dr. Milton Flávio Marques Lautenschläger Dr. Rafael Aron Schmerling O que é Câncer Como isso acontece Por que é tão perigoso A proliferação do Câncer O Câncer pode

Leia mais

CNC-CENTRO DE NEFROLOGIA DE CANINDÉ

CNC-CENTRO DE NEFROLOGIA DE CANINDÉ CNC-CENTRO DE NEFROLOGIA DE CANINDÉ Praça Frei Aurélio 1397,Centro-Canindé-Ce CEP:62.700-000 Fone:(85)3343-1826 Fax:(85)3343-1838 E-mail:cnccaninde@yahoo.com.br RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO

Leia mais

GRUPO COPPA: ATIVIDADE INTERDISCIPLINAR NO PATOLOGIAS ASSOCIADAS BRIGITTE OLICHON LUMENA MOTTA REGINA BOSIO

GRUPO COPPA: ATIVIDADE INTERDISCIPLINAR NO PATOLOGIAS ASSOCIADAS BRIGITTE OLICHON LUMENA MOTTA REGINA BOSIO GRUPO COPPA: ATIVIDADE INTERDISCIPLINAR NO CONTROLE DA OBESIDADE E PATOLOGIAS ASSOCIADAS BRIGITTE OLICHON LUMENA MOTTA REGINA BOSIO Introdução Obesidade Brasil EPIDEMIA 40% em sobrepeso 12,7% adultos obesos

Leia mais

A fase inicial do câncer de próstata apresenta uma evolução silenciosa e não causa sintomas, mas alguns sinais merecem atenção:

A fase inicial do câncer de próstata apresenta uma evolução silenciosa e não causa sintomas, mas alguns sinais merecem atenção: Novembro Azul O movimento mundialmente conhecido como Novembro Azul ou Movember visa conscientizar os homens sobre a importância da prevenção do câncer de próstata e tem o bigode como símbolo adotado para

Leia mais

DIA D PREVENÇÃO E PROMOÇÃO À SAÚDE DAS MULHERES: RELATO DE EXPERIÊNCIA ACADÊMICA

DIA D PREVENÇÃO E PROMOÇÃO À SAÚDE DAS MULHERES: RELATO DE EXPERIÊNCIA ACADÊMICA DIA D PREVENÇÃO E PROMOÇÃO À SAÚDE DAS MULHERES: RELATO DE EXPERIÊNCIA ACADÊMICA Franciele Rasch¹ Gabriele Cella¹ Simone Orth¹ Camila Amthauer² Érika Eberlline P. dos Santos³ Resumo As ações de promoção

Leia mais

29º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul PROJETO RADIOLOGIA E COMUNIDADE

29º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul PROJETO RADIOLOGIA E COMUNIDADE 29º Seminário de Extensão Universitária da Região Sul PROJETO RADIOLOGIA E COMUNIDADE Área temática Saúde Juliana Almeida Coelho (Coordenadora da ação de extensão) Autores: Juliana Almeida Coelho 1, Caroline

Leia mais

AVALIAÇÃO DO AUTOCONHECIMENTO SOBRE O CÂNCER DE BOCA DOS IDOSOS NO MUNICÍPIO DE QUIXADÁ: PROJETO DE PESQUISA

AVALIAÇÃO DO AUTOCONHECIMENTO SOBRE O CÂNCER DE BOCA DOS IDOSOS NO MUNICÍPIO DE QUIXADÁ: PROJETO DE PESQUISA AVALIAÇÃO DO AUTOCONHECIMENTO SOBRE O CÂNCER DE BOCA DOS IDOSOS NO MUNICÍPIO DE QUIXADÁ: PROJETO DE PESQUISA Nayanne Barros Queiroz¹; Ruan Carlos de Oliveira Magalhães¹; Natiane do Nascimento Colares¹;

Leia mais

APOIO FAMILIAR DIREITOS E ESTRATEGIAS. Renata Flores Tibyriçá Defensora Pública do Estado de São Paulo

APOIO FAMILIAR DIREITOS E ESTRATEGIAS. Renata Flores Tibyriçá Defensora Pública do Estado de São Paulo APOIO FAMILIAR DIREITOS E ESTRATEGIAS Renata Flores Tibyriçá Defensora Pública do Estado de São Paulo O Que é Defensoria Pública? Defensoria Pública é instituição prevista na Constituição Federal (art.

Leia mais

Mobilização Global e Nacional para a Prevenção e Controle de DCNTs

Mobilização Global e Nacional para a Prevenção e Controle de DCNTs Mobilização Global e Nacional para a Prevenção e Controle de DCNTs O que são as DCNTs? Câncer, doenças cardiovasculares, diabetes e doenças respiratorias Fatores de risco em commum: Tabaco Atividade física

Leia mais

CHAPA PARA O NÚCLEO DE COORDENAÇÃO 2016/2017 DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE PORTO ALEGRE

CHAPA PARA O NÚCLEO DE COORDENAÇÃO 2016/2017 DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE PORTO ALEGRE CHAPA PARA O NÚCLEO DE COORDENAÇÃO 2016/2017 DO CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE PORTO ALEGRE A chapa para o Núcleo de Coordenação do CMS dos próximos dois anos é composta por Mirtha da Rosa Zenker, Djanira

Leia mais

PERFIL ANTROPOMÉTRICO DOS USUÁRIOS DE CENTROS DE CONVIVÊNCIA PARA IDOSOS NO MUNICÍPIO DE NATAL- RN

PERFIL ANTROPOMÉTRICO DOS USUÁRIOS DE CENTROS DE CONVIVÊNCIA PARA IDOSOS NO MUNICÍPIO DE NATAL- RN PERFIL ANTROPOMÉTRICO DOS USUÁRIOS DE CENTROS DE CONVIVÊNCIA PARA IDOSOS NO MUNICÍPIO DE NATAL- RN Ana Paula Araujo de Souza 1 ; Luciana Karla Miranda Lins 2 1 Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência

Leia mais

II ENCONTRO DE ESTOMATERAPIA DE JATAÍ-GO. Prática e evidências na atuação da enfermagem em estomaterapia ORGANIZAÇÃO

II ENCONTRO DE ESTOMATERAPIA DE JATAÍ-GO. Prática e evidências na atuação da enfermagem em estomaterapia ORGANIZAÇÃO II ENCONTRO DE ESTOMATERAPIA DE JATAÍ-GO Prática e evidências na atuação da enfermagem em estomaterapia ORGANIZAÇÃO SECRETARIA DE SAÚDE DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JATAÍ Luciano de Moura Carvalho Secretário

Leia mais

CURSO DE NUTRIÇÃO 2016/1

CURSO DE NUTRIÇÃO 2016/1 CURSO DE NUTRIÇÃO 2016/1 CURSO DE EXTENSÃO ROTINA DE ATENDIMENTO AMBULATORIAL E PERSONALIZADO DIA: 02 E 09/07/2016 O mini curso teve como objetivo apresentar a rotina do profissional de nutrição em atendimento

Leia mais

Departamento de Educação para a Saúde

Departamento de Educação para a Saúde Departamento de Educação para a Saúde O Outubro Rosa O movimento conhecido como Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controlo do cancro

Leia mais

1. Representante de turma - perfil. I. Figueiró, Girlaine. II.Título. CDU 002.1

1. Representante de turma - perfil. I. Figueiró, Girlaine. II.Título. CDU 002.1 GUI ALE Aleva, Natanael Atilas Cartilha de representante de turma / Natanael Atilas Aleva, Girlaine Figueiró. --Belo Horizonte: Faculdades Kennedy, 2016. 3 f.: Il. 30 cm. 1. Representante de turma - perfil.

Leia mais

Rede Nacional de Vigilância de Morbidade Materna Grave. Frederico Vitório Lopes Barroso

Rede Nacional de Vigilância de Morbidade Materna Grave. Frederico Vitório Lopes Barroso Rede Nacional de Vigilância de Morbidade Materna Grave Frederico Vitório Lopes Barroso Morbidade Materna Grave Nos últimos anos, as mulheres que sobrevivem a complicações graves da gestação, near miss,

Leia mais

I Gincana CulturANGLO 2014

I Gincana CulturANGLO 2014 I Gincana CulturANGLO 2014 Tema: Os Jovens e as transformações Políticas Turmas: 1º e 2º Ano Apresentação do tema Os Jovens e as transformações Políticas. Esse foi o mote escolhido para nortear ações pedagógicas

Leia mais

Jarbas Cavalcanti de Oliveira PREFEITO MUNICIPAL Divaneide Ferreira de Souza SECRETÁRIA DE SAÚDE E VICE PRESIDENTE DO COSEMS/RN Maria da Conceição

Jarbas Cavalcanti de Oliveira PREFEITO MUNICIPAL Divaneide Ferreira de Souza SECRETÁRIA DE SAÚDE E VICE PRESIDENTE DO COSEMS/RN Maria da Conceição III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE COMO PROPOSTA DE MELHORIA DO PROCESSO DE TRABALHO NA ESF ALDENÍSIA ALVES ALBUQUERQUE BARBOSA GEORGIA COSTA DE ARAÚJO SOUZA

Leia mais

BREVE ANÁLISE DO AUTOCUIDADO EM RELAÇÃO A SAÚDE DA MULHER NO MUNICÍPIO DE PINHALZINHO-SC

BREVE ANÁLISE DO AUTOCUIDADO EM RELAÇÃO A SAÚDE DA MULHER NO MUNICÍPIO DE PINHALZINHO-SC BREVE ANÁLISE DO AUTOCUIDADO EM RELAÇÃO A SAÚDE DA MULHER NO MUNICÍPIO DE PINHALZINHO-SC Bruna Luiza Spada; Paula Breda. Resumo Nas primeiras décadas do século XX, o corpo da mulher era visto apenas pela

Leia mais

Programa Anti-tabagismo

Programa Anti-tabagismo São Paulo, 4 a 6 de março de 2009 Programa Anti-tabagismo Dra. Nathércia Abrão Diretora de Provimento de Saúde Unimed Juiz de Fora Membro da CTPPS Federação Minas Unimed Juiz de Fora em números Receita:180

Leia mais

PRÁ-SABER DIGITAL: Informações de Interesse à Saúde SISCOLO Porto Alegre 2007

PRÁ-SABER DIGITAL: Informações de Interesse à Saúde SISCOLO Porto Alegre 2007 1 SISCOLO RELATÓRIO 2007 2 Prefeitura Municipal de Porto Alegre Prefeito José Fogaça Secretaria Municipal da Saúde Secretário Eliseu Santos Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde Coordenador José Ângelo

Leia mais

Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus no Brasil

Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus no Brasil Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus no Brasil 2 15 2. Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus no Brasil No ano de 2000

Leia mais

Projeto: Dengue, Zika Vírus e Chikungunya Na nossa comunidade não

Projeto: Dengue, Zika Vírus e Chikungunya Na nossa comunidade não PREFEITURA MUNICIPAL DE NOSSA SENHORA DE LOURDES SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, ESPORTES, LAZER E TURISMO ESCOLA MUNICIPAL DR AUGUSTO FRANCO Projeto: Dengue, Zika Vírus e Chikungunya Na nossa comunidade

Leia mais

DECLARAÇÃO DO COORDENADOR DO CURSO

DECLARAÇÃO DO COORDENADOR DO CURSO 58 APÊNDICE A DECLARAÇÃO DO COORDENADOR DO CURSO Declaro que conheço o projeto e aceito a realização da pesquisa Avaliação do Índice de Massa Corpórea, Circunferência Braquial e respectivo manguito, em

Leia mais

A população travesti e transexual no SUS. Mônica Mello

A população travesti e transexual no SUS. Mônica Mello apresentam A população travesti e transexual no SUS Mônica Mello Identidade de gênero Ao quê a palavra gênero remete? Identidade de gênero - Travesti - Mulher transexual - Homem transexual - Não binárie

Leia mais

VIVA MELHOR COM MENOS SAL

VIVA MELHOR COM MENOS SAL VIVA MELHOR COM MENOS SAL Andresa Vicente Bif Fernanda Guglielmi Sonego Ivanir Prá da Silva Thomé Glicia Pagnan Introdução A Hipertensão é um dos principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares,

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM. Brasília, 18 de Novembro de 2013 Michelle Leite da Silva

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM. Brasília, 18 de Novembro de 2013 Michelle Leite da Silva POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM Brasília, 18 de Novembro de 2013 Michelle Leite da Silva DAET- Departamento de Atenção Especializada e Temática Secretaria de Atenção à Saúde - SAS

Leia mais

PREVALENCIA DAS DOENÇAS CRONICAS NÃO-TRANSMISSIVEIS EM IDOSOS NO ESTADO DA PARAIBA

PREVALENCIA DAS DOENÇAS CRONICAS NÃO-TRANSMISSIVEIS EM IDOSOS NO ESTADO DA PARAIBA PREVALENCIA DAS DOENÇAS CRONICAS NÃO-TRANSMISSIVEIS EM IDOSOS NO ESTADO DA PARAIBA Rita de Cássia Sousa Silva (1); Daniele Fidelis de Araújo (1); Ítalo de Lima Farias (2); Socorro Malaquias dos Santos

Leia mais

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 C U R S O D E O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: Metodologia da Pesquisa Científica Código: ---

Leia mais

PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO

PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO CRECHE MUNICIPAL TERTULIANA MARIA DE ARRUDA SOUZA MÂE NHARA PROJETO DO 3º BIMESTRE PROJETO ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E ESTAÇÕES DO ANO CUIABÁ 2015 INTRODUÇÃO Partindo do pressuposto de que a creche é um espaço

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Estratégia de Saúde da Família, Câncer de colo uterino, Saúde da Família, Exame de prevenção e Colpocitologia.

PALAVRAS-CHAVE: Estratégia de Saúde da Família, Câncer de colo uterino, Saúde da Família, Exame de prevenção e Colpocitologia. Câncer de colo uterino: análise de exames colpocitopatológicos realizados no ano de 2009 em uma Unidade Básica de Atenção à Saúde da Família, em Goiânia, Goiás, Brasil. MARTINS, Ana Carolina Sulino¹; ARRAIS,

Leia mais

CONHECIMENTO A RESPEITO DA IMPORTANCIA DO EXAME PAPANICOLAU NA PREVENÇÃO DO CANCER DE COLO UTERINO, NO MUNICIPIO DE BARBALHA.

CONHECIMENTO A RESPEITO DA IMPORTANCIA DO EXAME PAPANICOLAU NA PREVENÇÃO DO CANCER DE COLO UTERINO, NO MUNICIPIO DE BARBALHA. CONHECIMENTO A RESPEITO DA IMPORTANCIA DO EXAME PAPANICOLAU NA PREVENÇÃO DO CANCER DE COLO UTERINO, NO MUNICIPIO DE BARBALHA. Bárbara Thalyta Macedo 1 Nilene Clemente Barros Alves de Oliveira 2 Antônio

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 310/2017

PROJETO DE LEI Nº 310/2017 CÂMARA MUNICIPAL DE OSASCO PROTOCOLO Nº 18795/2017 PROJETO DE LEI Nº 310/2017 " CRIA O PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DA MULHER DURANTE O CLIMATÉRIO." A CÂMARA MUNICIPAL DE OSASCO APROVA: durante o climatério.

Leia mais

Vigitel Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico

Vigitel Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico Vigitel Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico Avaliação Dados de 2013 Periodicidade: anual desde 2006 Público: maiores de 18 anos e residentes nas 26

Leia mais

Atletismo na escola, uma possibilidade de ensino. E.E. Alfredo Paulino. Professor(es) Apresentador(es): Prof. Eduardo Maia Simões.

Atletismo na escola, uma possibilidade de ensino. E.E. Alfredo Paulino. Professor(es) Apresentador(es): Prof. Eduardo Maia Simões. Atletismo na escola, uma possibilidade de ensino E.E. Alfredo Paulino Professor(es) Apresentador(es): Prof. Eduardo Maia Simões Realização: Foco do Projeto O foco era oferecer aos alunos dos 4ºs. Anos

Leia mais

AGRUPAMENTO HORIZONTAL DE VILA NOVA DE MILFONTES. Projeto. Atividade de Enriquecimento Curricular das Ciências Experimentais. Água é vida!

AGRUPAMENTO HORIZONTAL DE VILA NOVA DE MILFONTES. Projeto. Atividade de Enriquecimento Curricular das Ciências Experimentais. Água é vida! Projeto Atividade de Enriquecimento Curricular das Ciências Experimentais Água é vida! Docentes: Marta Sousa Nélia Guerreiro Tema: Água é Vida! Turmas: Todas as turmas do agrupamento Apresentação: Este

Leia mais

PROMOÇÃO DE SAÚDE NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA RESUMO

PROMOÇÃO DE SAÚDE NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA RESUMO PROMOÇÃO DE SAÚDE NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA Acadêmicas: Amanda Luiza Rauber Godinho Lucilla Joceli Waschburger Professoras Orientadoras: Sandra Fachineto e Elis Regina Frigeri RESUMO O estágio Curricular

Leia mais

16. pesquisa sobre o serviço de recepção do acompanhamento de pré-natal

16. pesquisa sobre o serviço de recepção do acompanhamento de pré-natal 16. pesquisa sobre o serviço de recepção do acompanhamento de pré-natal Perfil das Gestantes/ Puérperas da Rede de Proteção à Mãe Paulistana RELATÓRIO À MARÇO DE 2015 45 17. pesquisa sobre o serviço de

Leia mais

FISIOTERAPIA ARAÇATUBA - SP

FISIOTERAPIA ARAÇATUBA - SP UNISALESIANO É SAÚDE FISIOTERAPIA ARAÇATUBA - SP 2006 PROJETO UNISALESIANO É SAÚDE!! O desenvolvimento das diferentes atividades diárias, com alterações de hábitos individuais promove alterações corporais

Leia mais

LISTA DE TRABALHOS CIENTÍFICOS APROVADOS

LISTA DE TRABALHOS CIENTÍFICOS APROVADOS LISTA DE TRABALHOS CIENTÍFICOS APROVADOS BANNERS CÓDIGO TÍTULO HORÁRIO 100 CUIDADOS DE ENFERMAGEM NO MANUSEIO DO CATETER TOTALMENTE IMPLANTADO EM CRIANÇAS EM TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO 101 RODA DO CUIDAR:

Leia mais

Curso Teórico Prático para Profissionais de Saúde em Ações de Prevenção do Câncer de Colo Uterino e de Mama

Curso Teórico Prático para Profissionais de Saúde em Ações de Prevenção do Câncer de Colo Uterino e de Mama SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE COORDENADORIA REGIONAL DE SAÚDE LESTE RH / DESENVOLVIMENTO 1 DENOMINAÇÃO Curso Teórico Prático para Profissionais de Saúde em Ações de Prevenção do Câncer de Colo Uterino

Leia mais

Serviço Público Federal Universidade Federal do Para Instituto de Ciências da Saúde

Serviço Público Federal Universidade Federal do Para Instituto de Ciências da Saúde Serviço Público Federal Universidade Federal do Para Instituto de Ciências da Saúde Vivência e Estágio Na Realidade do Sistema Único de Saúde nos municípios de Breves e Benevides. Edição Inverno 2012 Projeto

Leia mais

Parceria: Calendário de ações 2016

Parceria: Calendário de ações 2016 Parceria: Calendário de ações 2016 Calendário 2016 O Calendário 2016 tem como objetivo alinhar e planejar nossas ações e assim apresentar produtos e serviços que poderemos desenvolver durante o ano. Que

Leia mais