PROGRAMAÇÃO. Terça-feira, 23 de fevereiro de Quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMAÇÃO. Terça-feira, 23 de fevereiro de 2010. Quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010"

Transcrição

1 PROGRAMAÇÃO Chegada dos participantes Terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 Quarta-feira, 24 de fevereiro de :30-10:30 Cerimônia de abertura Coordenação: José Galizia Tundisi 10:30-11:10 Mudanças Climáticas e Serviços dos Recursos Hídricos Maria Inés Navarro González, Universidade Nacional Autônoma do México, México 11:10-11:25 Discussão 11:25-13:00 Almoço Coordenação: Carlos Bicudo 13:00-13:40 Gerenciamento do Risco Climático nos Recursos Hídricos como Estratégia de Adaptação às Mudanças Climáticas Francisco de Assis de Sousa Filho, Universidade Federal do Ceará, Brasil 13:40-13:55 Discussão 13:55-14:35 Mudanças Climáticas Globais e Emissão de Gases de Efeito Estufa Luiz Pinguelli Rosa, COPPE, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil 14:35-14:50 Discussão 14:50-15:30 Mudanças Climáticas na Argentina: risco ambiental Maria Claudia Rodríguez, Universidade Nacional de Rio Cuarto, Argentina 15:30-15:45 Discussão 15:45-16:00 Coffee Break

2 Coordenação: Alejandra Devecchi 16:00-16:40 Mudanças Globais e Eficiência Energética Marcos Aurélio de Freitas, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil 16:40-16:55 Discussão 16:55-17:35 A Análise da Vulnerabilidade da Bacia Transfronteiriça do Alto Paraguai às Mudanças Climáticas Glauco Kimura de Freitas, WWF, Brasil 17:35-17:50 Discussão 17:50-18:30 Novas Perspectivas na Gestão de Recursos Hídricos em Áreas Urbanas Eduardo Mário Mendiondo, Universidade de São Paulo, Brasil 18:30-18:45 Discussão 18:45-19:25 Mudanças Climáticas Globais e Reúso da Água Ivanildo Hespanhol, Universidade de São Paulo, Brasil 19:25-19:40 Discussão 19:40-20:20 Estudo dos impactos das mudanças climáticas sobre a disponibilidade de água no solo nos Estados de Pará e Maranhão Javier Tomasella, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Brasil 20:20-20:35 Discussão 21:00-22:30 Jantar Quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 Coordenação: Patrícia Sepe 08:30-09:10 Mudanças de clima, e projeções de extremos de chuva no Estado de São Paulo derivados do modelo regional ETA CPTEC ate finais do Século XXI José Marengo, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Brasil 09:10-09:25 Discussão 09:25-10:05 Efeitos das Mudanças Climáticas sobre a Gestão de Reservatórios de Hidrelétricas André Cimbleris, Furnas Centrais Elétricas S.A. 10:05-10:20 Discussão 10:20-10:35 Coffee Break

3 10:35-11:15 Balanço de Carbono em Reservatórios Jean Ometto, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, Brasil 11:15-11:30 Discussão 11:30-13:00 Almoço Coordenação: Ivanildo Hespanhol 13:00-13:40 Projeções das Emissões de Gases de Efeito Estufa relacionadas à Eutrofização Artificial: implicações da deficiência de saneamento para as mudanças climáticas globais Donato Abe, Corina Sidagis Galli e José Galizia Tundisi, Instituto Internacional de Ecologia, Brasil 13:40-13:55 Discussão 13:55-14:35 Mudanças Globais, Qualidade da Água e Vírus Fernando Spilki,Centro Universitário Feevale, Brasil 14:35-14:50 Discussão 14:50-15:30 Algas de Águas Continentais e Mudanças Climáticas Carlos Bicudo e Denise Bicudo, Instituto de Botânica da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Brasil 15:30-15:45 Discussão 15:45-16:00 Coffee Break Coordenação: Fernando Spilki 16:00-16:40 Mudanças Climáticas Globais e o Semi-Árido José Almir Cirilo e Francis Lacerda, Universidade Federal de Pernambuco, Brasil 16:40-16:55 Discussão 16:55-17:35 Mudanças Globais e Biodiversidade Aquática Odete Rocha, Universidade Federal de São Carlos, Brasil 17:35-17:50 Discussão 17:50-18:30 Sistema Internacional de Estudos sobre Recursos Hídricos e Gerenciamento de Impactos devido o Aquecimento Global na Bacia do Paraguai Pierre Girard, Universidade Federal do Mato Grosso, Brasil

4 18:30-18:45 Discussão 18:45-19:25 Mudanças do Clima e os Recursos Hídricos Joaquim Guedes Corrêa Gondim Filho, Ney Maranhão e Márcia Regina Silva Cerqueira Coimbra, Agência Nacional de Águas, Brasil 19:25-19:40 Discussão 20:00-21:30 Jantar Sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010 Coordenação: Donato Abe 08:00-08:40 Mudanças Climáticas Globais e Águas Subterrâneas Ricardo Hirata, Universidade de São Paulo, Brasil 08:40-08:55 Discussão 08:55-09:35 Mudanças Climáticas Globais e os Impactos na Hidrologia Urbana: as experiências de São Paulo e as necessidades de pesquisa Alejandra Maria Devecchi, Helia Maria Santa Barbara Pereira (1), Francisco A. Neves da Silva e Patricia Marra Sepe, Prefeitura Municipal de São Paulo, Brasil 09:35-09:50 Discussão 09:50-10:05 Coffee Break 10:05-10:45 Economia das Mudanças Climáticas no Brasil: estimativas da oferta de recursos hídricos no Brasil em cenários futuros de clima Eneas Salati, Walfredo Schindler, Daniel de Castro Victoria, Eneida Salati, João Carlos Simanke, Nilson Augusto Villa Nova, Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável, Brasil 10:45-11:00 Discussão 11:00-11:40 Impactos das Mudanças Climáticas nos Recursos Hídricos e na Agricultura Brasileira Silvio Crestana, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Brasil 11:40-11:55 Discussão Coordenação: José Galizia Tundisi 12:00-13:30 Discussão e elaboração do documento final a ser encaminhado ao Comitê Gestor do CT-HIDRO, ao CNPq e à FINEP, visando o subsídio e promoção de programas de apoio a projetos de pesquisa, tecnologia e capacitação em recursos hídricos. 13:30-15:00 Almoço

5 Retorno dos participantes Sábado, 27 de fevereiro de 2010

CONFERÊNCIA NACIONAL DA REDE CLIMA, INCT PARA MUDANÇAS CLIMÁTICAS E PROGRAMA FAPESP DE PESQUISAS SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS

CONFERÊNCIA NACIONAL DA REDE CLIMA, INCT PARA MUDANÇAS CLIMÁTICAS E PROGRAMA FAPESP DE PESQUISAS SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS CONFERÊNCIA NACIONAL DA REDE CLIMA, INCT PARA MUDANÇAS CLIMÁTICAS E PROGRAMA FAPESP DE PESQUISAS SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS GLOBAIS 09/09 (segunda-feira) 8h Café de boas-vindas e credenciamento 8h30 Abertura

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS HÍDRICOS EM REGIÕES HIDROGRÁFICAS DO ESTADO DO AMAZONAS

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS HÍDRICOS EM REGIÕES HIDROGRÁFICAS DO ESTADO DO AMAZONAS CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS HÍDRICOS EM REGIÕES HIDROGRÁFICAS DO ESTADO DO AMAZONAS UM CONVITE PARA O CONHECIMENTO DOS RECURSOS HÍDRICOS AMAZÔNICOS! OBJETIVO GERAL Capacitar

Leia mais

Secretaria dos Recursos Hídricos

Secretaria dos Recursos Hídricos Secretaria dos Recursos Hídricos ÁREAS DE ATUAÇÃO PASSADO RECENTE ANÁLISE DE TENDÊNCIA - PRECIPITAÇÃO 1961 2014: Redução ~250,0 mm ANÁLISE DE TENDÊNCIA - PRECIPITAÇÃO PROJETO Secretaria de Assuntos Estratégicos

Leia mais

Estudo Economia das Mudanças Climáticas no Brasil. Workshop Internacional sobre os Relatórios Stern FAPESP São Paulo 03/11/2008

Estudo Economia das Mudanças Climáticas no Brasil. Workshop Internacional sobre os Relatórios Stern FAPESP São Paulo 03/11/2008 Estudo Economia das Mudanças Climáticas no Brasil Workshop Internacional sobre os Relatórios Stern FAPESP São Paulo 03/11/2008 Características do Estudo Horizonte de Tempo : 2100 Espacialização: Escala

Leia mais

Rede Clima Sub rede Energias Renováveis 2009 a 2013

Rede Clima Sub rede Energias Renováveis 2009 a 2013 Rede Clima Sub rede Energias Renováveis 2009 a 2013 COORDENADORES LUIZ PINGUELLI ROSA (lpr@adc.coppe.ufrj.br) MARCOS AURÉLIO VASCONCELOS DE FREITAS (mfreitas@ivig.coppe.ufrj.br) NSTITUIÇÃO COORDENADORA

Leia mais

Pós em Ecologia: referência mundial em estudos do ciclo do carbono

Pós em Ecologia: referência mundial em estudos do ciclo do carbono Pós em Ecologia: referência mundial em estudos do ciclo do carbono PESQUISAS EM HIDRELÉTRICAS BRASILEIRAS, REALIZADAS PELO LABORATÓRIO DE ECOLOGIA AQUÁTICA (LEA) DA UFJF, COMEÇARAM EM 2003 E, AGORA, ENTRAM

Leia mais

Marcio Halla marcio.halla@fgv.br

Marcio Halla marcio.halla@fgv.br Marcio Halla marcio.halla@fgv.br POLÍTICAS PARA O COMBATE ÀS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA AMAZÔNIA Programa de Sustentabilidade Global Centro de Estudos em Sustentabilidade Fundação Getúlio Vargas Programa de

Leia mais

Gestão da Sustentabilidade: Políticas Publicas e Mudanças Climáticas no Estado de São Paulo

Gestão da Sustentabilidade: Políticas Publicas e Mudanças Climáticas no Estado de São Paulo Gestão da Sustentabilidade: Políticas Publicas e Mudanças Climáticas no Estado de São Paulo Fernando Rei Presidente da CETESB Sustentabilidade Conceito sistêmico relacionado com a continuidade dos aspectos

Leia mais

Jornada Nacional sobre Cidades e Mudanças Climáticas 5º Encontro Nacional do CB27 e Cidades do Projeto Urban LEDS

Jornada Nacional sobre Cidades e Mudanças Climáticas 5º Encontro Nacional do CB27 e Cidades do Projeto Urban LEDS Jornada Nacional sobre Cidades e Mudanças Climáticas 5º Encontro Nacional do CB27 e Cidades do Projeto Urban LEDS Local: Prefeitura de Belo Horizonte, MG Avenida Afonso Pena, 1212 - Centro Data: 12 a 14

Leia mais

10:00-10:30 Apresentação do Plano Nacional de Adaptação (Pedro Christ Ministério do Meio-Ambiente)

10:00-10:30 Apresentação do Plano Nacional de Adaptação (Pedro Christ Ministério do Meio-Ambiente) Workshop sobre Adaptação de Infraestrutura a Mudanças Climáticas: Melhorando Resiliência Econômica Regional para Enfrentar as Alterações Climáticas no Brasil Data: 25/09/2015 1) Sobre o workshop O workshop

Leia mais

DECRETO Nº 27.343 DE 06 DE SETEMBRO DE 2013

DECRETO Nº 27.343 DE 06 DE SETEMBRO DE 2013 DECRETO Nº 27.343 DE 06 DE SETEMBRO DE 2013 Ementa: Institui o Comitê de Sustentabilidade e Mudanças Climáticas do Recife - COMCLIMA e o Grupo de Sustentabilidade e Mudanças Climáticas - GECLIMA e dá outras

Leia mais

Como as alterações climáticas podem afetar as cidades, as organizações e as empresas

Como as alterações climáticas podem afetar as cidades, as organizações e as empresas Como as alterações climáticas podem afetar as cidades, as organizações e as empresas Thelma Krug Pesquisadora, INPE Membro do Conselho do IPCC Congresso Internacional de Sustentabilidade São José dos Campos,

Leia mais

PROGRAMAÇÃO - UNDERSTANDING RISK BRASIL 2012 12 DE NOVEMBRO

PROGRAMAÇÃO - UNDERSTANDING RISK BRASIL 2012 12 DE NOVEMBRO PROGRAMAÇÃO - UNDERSTANDING RISK BRASIL 2012 10h às 12h Credenciamento 14h às 15h30 ABERTURA SOLENE: 12 DE NOVEMBRO Fernando Bezerra Coelho Ministro da Integração Nacional Antonio Augusto Junho Anastasia

Leia mais

Comitês de Bacias: Ponte para a cooperação pelas Águas WWW.ENCOB.ORG

Comitês de Bacias: Ponte para a cooperação pelas Águas WWW.ENCOB.ORG Comitês de Bacias: Ponte para a cooperação pelas Águas WWW.ENCOB.ORG Programa_caderno.indd 1 07/10/2013 16:48:09 Programa_caderno.indd 2 07/10/2013 16:48:10 Seja Bem-Vindo! Porto Alegre Rio Grande do Sul

Leia mais

Região Amazônica é muito carente, formação deficiente, falta de gestores, falta de equipamentos. Não há um comitê de bacias.

Região Amazônica é muito carente, formação deficiente, falta de gestores, falta de equipamentos. Não há um comitê de bacias. 1 FRANCISCO BARBOSA Investir multi-trans-disciplinar, formação mais abrangente. Incluir aspectos sociais e econômicos. Profissionais de melhor qualidade. Bio-indicadores - falta no país. Invasões biológicas.

Leia mais

Gestão Ambiental. Disciplina Ciências do Ambiente Profa Elizete A Checon de Freitas Lima

Gestão Ambiental. Disciplina Ciências do Ambiente Profa Elizete A Checon de Freitas Lima Gestão Ambiental Disciplina Ciências do Ambiente Profa Elizete A Checon de Freitas Lima Gestão Ambiental Ato de administrar o ambiente natural ou antrópico (PHILIPPI Jr e BRUNA, 2004). Gestão Ambiental

Leia mais

lii SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE PROPRIEDADE E MEIO AMBIENTE III ENCONTRO TEMÁTICO DO PROJETO CASADINHO UFC/UFSC/CNPq

lii SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE PROPRIEDADE E MEIO AMBIENTE III ENCONTRO TEMÁTICO DO PROJETO CASADINHO UFC/UFSC/CNPq lii SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE PROPRIEDADE E MEIO AMBIENTE III ENCONTRO TEMÁTICO DO PROJETO CASADINHO UFC/UFSC/CNPq 1. A propriedade e o meio ambiente constituem-se respectivamente em duas das mais

Leia mais

ção artificial: implicaçõ ções da deficiência de saneamento para as mudanças

ção artificial: implicaçõ ções da deficiência de saneamento para as mudanças MUDANÇAS AS CLIMÁTICAS GLOBAIS E SEUS IMPACTOS NOS RECURSOS HÍDRICOS H NO BRASIL Projeçõ ções das emissões es de gases de efeito estufa relacionadas à eutrofizaçã ção artificial: implicaçõ ções da deficiência

Leia mais

Os participantes concordaram em nove tópicos-chave nos quais houve semelhanças em problemas de água e gestão. São estes:

Os participantes concordaram em nove tópicos-chave nos quais houve semelhanças em problemas de água e gestão. São estes: A Academia Brasileira de Ciências (ABC), em parceria com o Instituto Internacional de Ecologia (IIE) - e com o suporte da Rede Interamericana de Academias de Ciências (IANAS), da Rede Africana de Academias

Leia mais

ABC reúne especialistas em Recursos Hídricos

ABC reúne especialistas em Recursos Hídricos ABC reúne especialistas em Recursos Hídricos 1 O Acadêmico José Galizia Tundisi (à direita na foto), coordenador do grupo de estudos sobre recursos hídricos da ABC, encabeçou um workshop multidisciplinar

Leia mais

Contexto. O fenômeno das cheias e vazantes na Amazônia acontece há seculos e as populações tradicionais sabem conviver com ele.

Contexto. O fenômeno das cheias e vazantes na Amazônia acontece há seculos e as populações tradicionais sabem conviver com ele. Contexto O fenômeno das cheias e vazantes na Amazônia acontece há seculos e as populações tradicionais sabem conviver com ele. Dinâmica das Cheias Quando as águas sobem, o gado é levado para terra firme.

Leia mais

Hidrogeologia Avançada: da Pesquisa à Engenharia

Hidrogeologia Avançada: da Pesquisa à Engenharia GRADUAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO S A N E A M E N T O Curso de Extensão Universitária Hidrogeologia Avançada: da Pesquisa à Engenharia Promoção: Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambiental

Leia mais

Fórum do CB27 em Natal Medidas para a redução do efeito estufa

Fórum do CB27 em Natal Medidas para a redução do efeito estufa 11 Fórum do CB27 em Natal Medidas para a redução do efeito estufa Alex Régis Ana Lúcia Araújo Assessora de Comunicação da SEMURB Considerado um dos mais participativos, desde a sua criação, o VI Encontro

Leia mais

Pierre Girard Coordenador, SINERGIA www.portalsinergia.org.br

Pierre Girard Coordenador, SINERGIA www.portalsinergia.org.br Pierre Girard Coordenador, SINERGIA www.portalsinergia.org.br Contribuição Documento -> subsidio e promoção de programas de apoio a projetos de pesquisa, tecnologia e capacitação em recursos hídricos Conteúdo

Leia mais

OFICINA ÁGUA, FLORESTA E SOLOS

OFICINA ÁGUA, FLORESTA E SOLOS Realização: Grupo de Trabalho Água e Floresta da Câmara Técnica de Assuntos Legais e Institucionais - CTIL do Conselho Nacional de Recursos Hídricos - CNRH Apoio: Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente

Leia mais

Curso de Gestão de Águas Pluviais

Curso de Gestão de Águas Pluviais Curso de Gestão de Águas Pluviais Capítulo 4 Prof. Carlos E. M. Tucci Prof. Dr. Carlos E. M. Tucci Ministério das Cidades 1 Capítulo 4 Gestão Integrada Conceito Marcos Mundiais, Tendência e Estágio Institucional

Leia mais

Aquecimento Global, Mudanças Climáticas e impactos no Brasil Jose A. Marengo CPTEC/INPE

Aquecimento Global, Mudanças Climáticas e impactos no Brasil Jose A. Marengo CPTEC/INPE Aquecimento Global, Mudanças Climáticas e impactos no Brasil Jose A. Marengo CPTEC/INPE Foreign & Commonwealth Office Desastre climático e midiático. Uma coisa é produzir dados, outra é torná-los inteligíveis

Leia mais

Mudanças climáticas globais e recursos hídricos com enfoque para as bacias hidrográficas

Mudanças climáticas globais e recursos hídricos com enfoque para as bacias hidrográficas Mudanças climáticas globais e recursos hídricos com enfoque para as bacias hidrográficas Emília Hamada Pesquisador, Embrapa Meio Ambiente, Jaguariúna - SP A mudança climática global começou a ser discutida

Leia mais

KA Cad 2012.1 06.07.12 12:43 Page 3. ano xiii 20121 ECONOMIA VERDE

KA Cad 2012.1 06.07.12 12:43 Page 3. ano xiii 20121 ECONOMIA VERDE KA Cad 2012.1 06.07.12 12:43 Page 3 ano xiii 20121 ECONOMIA VERDE KA Cad 2012.1 09.07.12 18:15 Page 4 Editor responsável Thomas Knirsch Conselho editorial Antônio Octávio Cintra Fernando Limongi Fernando

Leia mais

Impacto das Mudanças Climáticas nosrecursoshídricos

Impacto das Mudanças Climáticas nosrecursoshídricos Impacto das Mudanças Climáticas nosrecursoshídricos Equipe FBDS: Prof. Eneas Salati Coordenador Walfredo Schindler Daniel de Castro Victoria Eneida Salati João Carlos SImanke de Souza Nilson Augusto Villa

Leia mais

Embrapa Informática Agropecuária

Embrapa Informática Agropecuária AQUECIMENTO GLOBAL E CENÁRIOS FUTUROS DA AGRICULTURA BRASILEIRA Contrato FCO-GOF: PGL GCC 0214 British Embassy Brasil COORDENADORES Hilton Silveira Pinto Cepagri/Unicamp Eduardo Delgado Assad Embrapa Informática

Leia mais

ANÁLISES ESTRATÉGICAS

ANÁLISES ESTRATÉGICAS ÁGUAS ÁGUAS DO DO BRASIL BRASIL ANÁLISES ANÁLISES ESTRATÉGICAS ESTRATÉGICAS Organizadores: Organizadores: Carlos E. de M. Bicudo Carlos E. de M. Bicudo José Galizia Tundisi José Galizia TundisiScheuenstuhl

Leia mais

Francis Lacerda MUDANÇAS CLIMÁTICAS E IMPACTOS NO ARARIPE

Francis Lacerda MUDANÇAS CLIMÁTICAS E IMPACTOS NO ARARIPE Francis Lacerda MUDANÇAS CLIMÁTICAS E IMPACTOS NO ARARIPE Introdução O recém divulgado relatório do IPCC AR5 sobre a base científica das mudanças climáticas conclui, com acima de 90% de confiança, que

Leia mais

MUDANÇAS DO CLIMA E OS RECURSOS HÍDRICOS. São Carlos, 25 de fevereiro de 2010

MUDANÇAS DO CLIMA E OS RECURSOS HÍDRICOS. São Carlos, 25 de fevereiro de 2010 MUDANÇAS DO CLIMA E OS RECURSOS HÍDRICOS São Carlos, 25 de fevereiro de 2010 A BACIA HIDROGRÁFICA COMO UNIDADE DE PLANEJAMENTO OCUPAÇÃO DA BACIA HIDROGRÁFICA O DESMATAMENTO DAS BACIAS OCUPAÇÃO DA BACIA

Leia mais

BOLETIM DE MONITORAMENTO DA BACIA DO ALTO PARAGUAI

BOLETIM DE MONITORAMENTO DA BACIA DO ALTO PARAGUAI BOLETIM DE MONITORAMENTO DA BACIA DO ALTO PARAGUAI v.6, n. 01, jan. 2011 Bol. Mon. Bacia do Alto Paraguai, Brasília, v. 6, n. 01, p. 1-21, jan. 2011 República Federativa do Brasil Dilma Vana Rousseff Presidenta

Leia mais

Marco Legal e Engenharia Institucional PSA São José dos Campos

Marco Legal e Engenharia Institucional PSA São José dos Campos São José dos Campos Marco Legal e Engenharia Institucional PSA São José dos Campos Lei Municipal 8703/12 - Institui Programa Municipal de Pagamento por Serviços Ambientais; Lei nº 8905/13 Cria o Fundo

Leia mais

Mudanças Climáticas Ações em SC SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL

Mudanças Climáticas Ações em SC SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL Mudanças Climáticas Ações em SC SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL Funções da SDS Mudanças Climáticas Política Estadual sobre Mudanças Climáticas Objetivos: Fomento e incentivo

Leia mais

Crise ambiental e saúde no planeta

Crise ambiental e saúde no planeta Crise ambiental e saúde no planeta Pensando o papel dos serviços de saúde a partir das questões da Rio+20 CESTEH-ENSP-FIOCRUZ 7 QUESTÕES CRÍTICAS NA RIO+20 1) Empregos 2) Energia 3) Cidades 4) Alimentos

Leia mais

HIDRO/GELO. Cachoeira Paulista

HIDRO/GELO. Cachoeira Paulista HIDRO/GELO Workshop do Modelo Brasileiro Cachoeira Paulista 1. Identificação do pessoal Arcilan Trevenzoli: Analises de dados, dd estudo e formulação de processos. Limnologia física. Coleta e análise de

Leia mais

A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil

A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil Quem somos? A TNC é a maior organização de conservação ambiental do mundo. Seus mais de um milhão de membros ajudam a proteger 130

Leia mais

3ª Conferência Nacional sobre Ciência e Tecnologia

3ª Conferência Nacional sobre Ciência e Tecnologia República de Angola Ministério da Ciência e Tecnologia 3ª Conferência Nacional sobre Ciência e Tecnologia A Ciência, Tecnologia e Inovação ao serviço da sociedade Luanda, 11 13 de Setembro de 2013 Datas

Leia mais

Governança: possibilidades de arranjos institucionais para realização de contas econômico-ambientais

Governança: possibilidades de arranjos institucionais para realização de contas econômico-ambientais Governança: possibilidades de arranjos institucionais para realização de contas econômico-ambientais Wasmália Bivar Diretoria de Estatísticas Luiz Paulo Souto Fortes Diretoria de Geociências Seminário

Leia mais

A Construção de um Programa de Revitalização na Bacia do rio São Francisco

A Construção de um Programa de Revitalização na Bacia do rio São Francisco A Construção de um Programa de Revitalização na Bacia do rio São Francisco Antônio Thomaz Gonzaga da Matta Machado Projeto Manuelzão/UFMG Conceito de Revitalização Caráter técnico-científico Legislação

Leia mais

Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais. Edição 2009/2010. Cidade da Praia, Cabo Verde

Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais. Edição 2009/2010. Cidade da Praia, Cabo Verde Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Edição 2009/2010 Cidade da Praia, Cabo Verde A ponte para o futuro Mestrado em Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais Edição 2009/2010

Leia mais

Rio de Janeiro a caminho de um desenvolvimento sustentável

Rio de Janeiro a caminho de um desenvolvimento sustentável GERÊNCIA DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS SMAC Rio de janeiro, 2 de Junho 2014 Cidades Resilientes Rio de Janeiro a caminho de um desenvolvimento sustentável A Prefeitura do Rio de Janeiro realizou no dia 02 de

Leia mais

CMMC PLANO DE TRABALHO PARA 2015

CMMC PLANO DE TRABALHO PARA 2015 CMMC PLANO DE TRABALHO PARA 2015 Desde 2007, o Congresso Nacional intensificou o acompanhamento e o debate das questões que se referem aos cenários de mudanças climáticas, divulgados pelos relatórios do

Leia mais

PROGRAMAÇÃO TEMA: Políticas Públicas em EJA: conquistas, comprometimentos e esquecimentos

PROGRAMAÇÃO TEMA: Políticas Públicas em EJA: conquistas, comprometimentos e esquecimentos 10.09.2013 TERÇA-FEIRA 10h às 18h 18h30 Recepção das Delegações / Credenciamento no Hotel Translado Hotel para Escola de Governo 19h 19h20h Apresentação das Delegações Momento Cultural Mesa de Abertura

Leia mais

INCT-Mudanças Climáticas Sub-Componente 3.2.1: Cenários Climáticos, Adaptação e Vulnerabilidade Jose A. Marengo CCST INPE jose.marengo@inpe.

INCT-Mudanças Climáticas Sub-Componente 3.2.1: Cenários Climáticos, Adaptação e Vulnerabilidade Jose A. Marengo CCST INPE jose.marengo@inpe. Logo INCT-Mudanças Climáticas Sub-Componente 3.2.1: Cenários Climáticos, Adaptação e Vulnerabilidade Jose A. Marengo CCST INPE jose.marengo@inpe.br O passado... Logo Logo Logo O presente... Logo Logo Marengo

Leia mais

São Carlos, 25/2/2010. São Carlos, 25/2/2010

São Carlos, 25/2/2010. São Carlos, 25/2/2010 São Carlos, 25/2/2010 São Carlos, 25/2/2010 FINANCIAMENTO DE PROJETOS DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO VOLTADOS AOS RECURSOS HÍDRICOS E ÀS MUDANÇAS CLIMÁTICAS O PAPEL DO CTHIDRO José

Leia mais

HORÁRIO DE AULAS 2º SEMESTRE DE 2015 CURSO: PEDAGOGIA TURNO: NOTURNO 1º PERÍODO HORA Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira

HORÁRIO DE AULAS 2º SEMESTRE DE 2015 CURSO: PEDAGOGIA TURNO: NOTURNO 1º PERÍODO HORA Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira 1º PERÍODO HORA Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Leitura e Produção de Textos Leitura e Produção de Textos Pesquisa e Construção do Conhecimento Cargo 5 Pesquisa e Construção

Leia mais

PROPOSTAS DO III SEMINARIO SUL BRASILEIRO DE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL GRUPO DE TRABALHO PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PARA O TURISMO RURAL

PROPOSTAS DO III SEMINARIO SUL BRASILEIRO DE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL GRUPO DE TRABALHO PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PARA O TURISMO RURAL O Seminário Sul Brasileiro vem sendo organizado desde 2005, como um evento paralelo a Suinofest, festa gastronômica de derivados da carne suína, por um grupo formado pela UERGS, ACI-E, EMATER e Secretaria

Leia mais

Observatórios Socioambientais

Observatórios Socioambientais Observatórios Socioambientais Angelo José Rodrigues Lima Programa Água para a Vida Superintendência de Conservação WWF Brasil Uberlândia, 18 de setembro de 2014 Missão do WWF-Brasil Contribuir para que

Leia mais

MUDANÇAS CLIMÁTICAS, PROGRAMA DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS DO ESP - PROCLIMA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS, PROGRAMA DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS DO ESP - PROCLIMA MUDANÇAS CLIMÁTICAS, PROGRAMA DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS DO ESP - PROCLIMA Josilene Ticianelli Vannuzini Ferrer PROCLIMA - CETESB, 2010 SP, a Agenda Climática e a CETESB 40 milhões de habitantes 18 milhões

Leia mais

Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão

Pró-reitoria de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão FAPERJ 1) Programa Pesquisa para o SUS (PPSUS): gestão compartilhada em saúde OBJETIVO: Apoiar a execução de projetos de pesquisa que promovam a formação e a melhoria da qualidade de atenção à saúde no

Leia mais

Prof. Marcos Aurélio Vasconcelos de Freitas (mfreitas@ivig.coppe.ufrj.br) Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais IVIG/COPPE/UFRJ

Prof. Marcos Aurélio Vasconcelos de Freitas (mfreitas@ivig.coppe.ufrj.br) Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais IVIG/COPPE/UFRJ Formação e Capacitação de Recursos Humanos p/exploração de Recursos Energéticos e Geração de Energia Prof. Marcos Aurélio Vasconcelos de Freitas (mfreitas@ivig.coppe.ufrj.br) Instituto Virtual Internacional

Leia mais

Elaboração de estratégia para implementação de projeto piloto para pagamento por serviços ambientais (PSA Ribeira)

Elaboração de estratégia para implementação de projeto piloto para pagamento por serviços ambientais (PSA Ribeira) Oficinas regionais temáticas Outubro de 2013 Elaboração de estratégia para implementação de projeto piloto para pagamento por serviços ambientais (PSA Ribeira) Apoio: O PROJETO OBJETIVO Contribuir para

Leia mais

O Histórico da Evolução das Políticas Climáticas O Papel Governamental

O Histórico da Evolução das Políticas Climáticas O Papel Governamental O Histórico da Evolução das Políticas Climáticas O Papel Governamental Roberto Kishinami Consultor Independente para DESK GREEN ECONOMY Projeto Desenvolvimento Sustentável Bilateral Câmara Ítalo Brasileira

Leia mais

VII SEMANA DOS ALIMENTOS ORGÂNICOS

VII SEMANA DOS ALIMENTOS ORGÂNICOS CONVITE O MAPA-MS, por meio da coordenação da Comissão da Produção Orgânica em Mato Grosso do Sul - CPOrg/MS, o SEBRAE e a Embrapa Pantanal convidam Va. Sa. e sua instituição para participarem das atividades

Leia mais

Tratados internacionais sobre o meio ambiente

Tratados internacionais sobre o meio ambiente Tratados internacionais sobre o meio ambiente Conferência de Estocolmo 1972 Preservação ambiental X Crescimento econômico Desencadeou outras conferências e tratados Criou o Programa das Nações Unidas para

Leia mais

Programação do VI Seminário Brasileiro sobre o Pensamento de Jacques Ellul Ecologia e Meio Ambiente no Pensamento de Jacques Ellul

Programação do VI Seminário Brasileiro sobre o Pensamento de Jacques Ellul Ecologia e Meio Ambiente no Pensamento de Jacques Ellul PROGRAMAÇÃO 23 de Outubro Quarta-feira 08:00 08:30 hrs Credenciamento 08:30 09:00 hrs Solenidade de Abertura Prof. Dr. Fábio Pimenta Esper Kallas (Presidente do Conselho Curador da FESP) Prof. Dr. José

Leia mais

VI FÓRUM DA EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ESTADO DE GOIÁS

VI FÓRUM DA EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ESTADO DE GOIÁS VI FÓRUM DA EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ESTADO DE GOIÁS A Avaliação da Educação Superior como Indutora da Qualidade 15, 16 e 17 de abril de 2015 Goiânia Público Alvo: IES Públicas e Privadas do Estado de Goiás,

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Licenciatura Plena em Geografia Disciplina: Hidrogeografia Carga Horária: 60hs Teórica: 60hs Prática: 00hs Semestre: 2013.2 Professor: Antonio Marcos

Leia mais

GIRH como Ferramenta de Adaptação às Mudanças Climáticas. Adaptação em Gestão das Águas

GIRH como Ferramenta de Adaptação às Mudanças Climáticas. Adaptação em Gestão das Águas GIRH como Ferramenta de Adaptação às Mudanças Climáticas Adaptação em Gestão das Águas Meta e objetivos da sessão Meta considerar como a adaptação às mudanças climáticas pode ser incorporada na gestão

Leia mais

INTEGRAÇÃO DOS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS COM O PLANO DE BACIA

INTEGRAÇÃO DOS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS COM O PLANO DE BACIA INTEGRAÇÃO DOS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS COM O PLANO DE BACIA COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Reconhecer a água como bem econômico e dar ao usuário uma indicação de seu real valor Incentivar

Leia mais

Sumário Executivo Rio Cancã / Moinho

Sumário Executivo Rio Cancã / Moinho Sumário Executivo Rio Cancã / Moinho 2 SUMÁRIO EXECUTIVO Microbacias: Cancã/Joanópolis - SP e Moinho/Nazaré Paulista - SP Mapas das bacias e do recorte espacial escolhido: Cancã Joanópolis (Escopo geográfico

Leia mais

Roberto Strumpf 01.06.2011. Mensuração e Gestão de GEE

Roberto Strumpf 01.06.2011. Mensuração e Gestão de GEE Roberto Strumpf 01.06.2011 Mensuração e Gestão de GEE Conteúdo A economia de baixo carbono Mensuração de emissões Programa Brasileiro GHG Protocol Gestão de emissões Plataforma Empresas Pelo Clima Economia

Leia mais

Institui o Fórum Paulista de Mudanças Climáticas Globais e de Biodiversidade e dá providências correlatas

Institui o Fórum Paulista de Mudanças Climáticas Globais e de Biodiversidade e dá providências correlatas DECRETO Nº 49.369, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2005 Institui o Fórum Paulista de Mudanças Climáticas Globais e de Biodiversidade e dá providências correlatas GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São Paulo,

Leia mais

Análise e interpretação crítica: Política Nacional sobre Mudança Climática. Metodologia geral: Descritiva, Analítica, Interpretativa e Comparativa

Análise e interpretação crítica: Política Nacional sobre Mudança Climática. Metodologia geral: Descritiva, Analítica, Interpretativa e Comparativa ANÁLISE DA POLÍTICA NACIONAL SOBRE MUDANÇA CLIMÁTICA EM CONFRONTO COM A POLÍTICA ESTADUAL SOBRE MUDANÇA CLIMÁTICA NO ESTADO DE SÃO PAULO Luiz César Ribas Antonieta Lima Brauer Ivo Francisco Barbosa São

Leia mais

DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO JOÃO HERRMANN NETO (PDT/SP), NA SESSÃO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, EM.../.../... Senhor Presidente

DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO JOÃO HERRMANN NETO (PDT/SP), NA SESSÃO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, EM.../.../... Senhor Presidente DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO JOÃO HERRMANN NETO (PDT/SP), NA SESSÃO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, EM.../.../... Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados, As águas subterrâneas que formam os aqüíferos

Leia mais

Desafios de Planejamento e Gestão Urbano- Ambiental na cidade de São Paulo frente ao Cenários de Mudança do Clima

Desafios de Planejamento e Gestão Urbano- Ambiental na cidade de São Paulo frente ao Cenários de Mudança do Clima Desafios de Planejamento e Gestão Urbano- Ambiental na cidade de São Paulo frente ao Cenários de Mudança do Clima Foto: J.G.Tundisi São Carlos 26 de fevereiro de 2010 Geóloga Patricia Marra Sepe Arquiteta

Leia mais

Estratégias de Proteção e Comercialização dos Resultados de Pesquisas de Universidades e Centros de P&D: Redação de Patentes Avançado

Estratégias de Proteção e Comercialização dos Resultados de Pesquisas de Universidades e Centros de P&D: Redação de Patentes Avançado P FÓRUM NACIONAL DE GESTORES DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA GESTÃO DE ATIVOS DE PI WIPO/PI/BR15 ORIGINAL: ENGLISH DATA: MAIO, 2015 Estratégias de Proteção e Comercialização dos Resultados de

Leia mais

GIRH como Instrumento de Adaptação às Mudanças Climáticas. Instrumentos e Medidas de Adaptação

GIRH como Instrumento de Adaptação às Mudanças Climáticas. Instrumentos e Medidas de Adaptação GIRH como Instrumento de Adaptação às Mudanças Climáticas Instrumentos e Medidas de Adaptação Objetivos desta sessão Ao fim desta sessão, os participantes poderão: Compreender o conceito de adaptação às

Leia mais

Política Ambiental janeiro 2010

Política Ambiental janeiro 2010 janeiro 2010 5 Objetivo Orientar o tratamento das questões ambientais nas empresas Eletrobras em consonância com os princípios da sustentabilidade. A Política Ambiental deve: estar em conformidade com

Leia mais

Opções de Mitigação de Gases de Efeito Estufa (GEE) em Setores-Chave do Brasil

Opções de Mitigação de Gases de Efeito Estufa (GEE) em Setores-Chave do Brasil Opções de Mitigação de Gases de Efeito Estufa (GEE) em Setores-Chave do Brasil Régis Rathmann e Maurício Francisco Henriques Jr. Identificação do Projeto Agência implementadora: PNUMA Financiamento: Doação

Leia mais

Tópicos. O que é o TdTSus. Documento de Posicionamento no tema água. Círculo de conhecimento e Plataforma DC-S. Parcerias e membros da coalizão

Tópicos. O que é o TdTSus. Documento de Posicionamento no tema água. Círculo de conhecimento e Plataforma DC-S. Parcerias e membros da coalizão Apresentação TdTSus Tópicos O que é o TdTSus Documento de Posicionamento no tema água Círculo de conhecimento e Plataforma DC-S Parcerias e membros da coalizão O que é o TdTSus? Estrutura do TdTSus Geração

Leia mais

Seminário: Energia e Meio Ambiente A origem hídrica da crise de energia

Seminário: Energia e Meio Ambiente A origem hídrica da crise de energia Seminário: Energia e Meio Ambiente A origem hídrica da crise de energia José Henrique R. Cortez Câmara de Cultura José Henrique Cortez 1 Energia e Meio Ambiente Crise Energética? José Henrique Cortez 2

Leia mais

A Água da Amazônia irriga o Sudeste? Reflexões para políticas públicas. Carlos Rittl Observatório do Clima Março, 2015

A Água da Amazônia irriga o Sudeste? Reflexões para políticas públicas. Carlos Rittl Observatório do Clima Março, 2015 A Água da Amazônia irriga o Sudeste? Reflexões para políticas públicas Carlos Rittl Observatório do Clima Março, 2015 servatório(do(clima( SBDIMA( (( Sociedade(Brasileira( de(direito( Internacional(do(

Leia mais

Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO Recursos Hídricos GEOGRAFIA DAVI PAULINO Bacia Hidrográfica Área drenada por um conjunto de rios que, juntos, formam uma rede hidrográfica, que se forma de acordo com elementos fundamentais como o clima

Leia mais

Programação alusiva ao Mês do Meio Ambiente

Programação alusiva ao Mês do Meio Ambiente Programação alusiva ao Mês do Meio Ambiente Data Proponentes Atividade Local 02/06(terçafeira) Gestão ULBRA/ Engenharia Centro Acadêmico - Engenharia Palestra Educação Eng. Quelin Klippel Escola ULBRA

Leia mais

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA. Horas/aula s semanais 2015/2 CAD310019 Gestão de Competências 4T 4 h.

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA. Horas/aula s semanais 2015/2 CAD310019 Gestão de Competências 4T 4 h. CURSO Ano / Semestre Ementa SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA Disciplina Créditos (T/TP/P) Horas/aula s semanais 2015/2 CAD310019 Gestão de Competências 4T 4

Leia mais

Perspectivas sobre a Mudança Climática e a Eficiência Energética

Perspectivas sobre a Mudança Climática e a Eficiência Energética "IV FÓRUM DA TERRA-MUDANÇAS CLIMÁTICAS, O DESAFIO DO SÉCULO 21 Perspectivas sobre a Mudança Climática e a Eficiência Energética 25 de outubro de 2011, Rio de Janeiro Brasil Por: Pedro Paulo da Silva Filho

Leia mais

SEMINÁRIO BRASIL-ARGENTINA RUMO À RIO+20: UM DIÁLOGO SOBRE O FUTURO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Buenos Aires, 9 a 11 de novembro de 2011

SEMINÁRIO BRASIL-ARGENTINA RUMO À RIO+20: UM DIÁLOGO SOBRE O FUTURO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Buenos Aires, 9 a 11 de novembro de 2011 SEMINÁRIO BRASIL-ARGENTINA RUMO À RIO+20: UM DIÁLOGO SOBRE O FUTURO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Buenos Aires, 9 a 11 de novembro de 2011 PROGRAMA PRELIMINAR DIA 1 (09/11) 09h30-09h50 ABERTURA. Reitor

Leia mais

Política metropolitana integrada de gestão dos riscos ambientais e de mudanças climáticas

Política metropolitana integrada de gestão dos riscos ambientais e de mudanças climáticas Política metropolitana integrada de gestão dos riscos ambientais e de mudanças climáticas Justificativas Riscos associados ao aumento da freqüência e magnitude das catástrofes meteorológicas, econômicas

Leia mais

Seminário FIESP. Política Estadual de Mudanças Climáticas

Seminário FIESP. Política Estadual de Mudanças Climáticas Seminário FIESP Política Estadual de Mudanças Climáticas Coordenadoria de Planejamento Ambiental SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE Casemiro Tércio Carvalho São Paulo, 4 de maio de 2010 Novo Paradigma Princípios,

Leia mais

PROGRAMA. 13/06 - Quinta-feira O evento terá tradução simultânea nos idiomas Português, Inglês, Espanhol e Francês.

PROGRAMA. 13/06 - Quinta-feira O evento terá tradução simultânea nos idiomas Português, Inglês, Espanhol e Francês. PROGRAMA 12/06 - Quarta-feira Chegada dos convidados da nrg4sd 19h30 - Coquetel de Boas Vindas (apenas para convidados) 13/06 - Quinta-feira O evento terá tradução simultânea nos idiomas Português, Inglês,

Leia mais

XIII CONGRESSO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E ACADÊMICA DA UFSJ. II SIN SEMINÁRIO DE INTERNACIONALIZAÇÃO Cronograma de Apresentações - Campus Santo Antônio

XIII CONGRESSO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E ACADÊMICA DA UFSJ. II SIN SEMINÁRIO DE INTERNACIONALIZAÇÃO Cronograma de Apresentações - Campus Santo Antônio XIII CONGRESSO DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA E ACADÊMICA DA UFSJ II SIN SEMINÁRIO DE INTERNACIONALIZAÇÃO Cronograma de Apresentações - Campus Santo Antônio PERÍODO: 6 a 9 de outubro de 2015 Dia 6/10, terça-feira

Leia mais

O PASSO A PASSO DA MATRIZ DE IMPACTO DO USO DE ENERGIA

O PASSO A PASSO DA MATRIZ DE IMPACTO DO USO DE ENERGIA O Instituto LIFE disponibiliza a Série Temática de Cadernos Técnicos sendo um deles Energia e Biodiversidade. A energia consumida por uma empresa pode derivar de diferentes fontes energéticas. O uso de

Leia mais

Avaliação Ambiental Estratégica em Instituições Financeiras Multilaterais

Avaliação Ambiental Estratégica em Instituições Financeiras Multilaterais Avaliação Ambiental Estratégica em Instituições Financeiras Multilaterais Garo Batmanian Banco Mundial Seminário Latino Americano de Avaliação Ambiental Estratégica Brasília, 28 de agosto de 2006 Estratégia

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BOM JARDIM DE GOIÁS HOSPITAL MUNICIPAL SANTA CLARA

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BOM JARDIM DE GOIÁS HOSPITAL MUNICIPAL SANTA CLARA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE BOM JARDIM DE GOIÁS HOSPITAL MUNICIPAL SANTA CLARA ESCALA MÉDICA PLANTÃO 24 HORAS PARA O MÊS DE JANEIRO DE 2015 Data 01 Quinta-feira Dr Cilmario Leite da Silva 02 Sexta-feira

Leia mais

Encadeamento Produtivo entre Grandes e Pequenas Empresas. Recife, 19 de outubro de 2012

Encadeamento Produtivo entre Grandes e Pequenas Empresas. Recife, 19 de outubro de 2012 Encadeamento Produtivo entre Grandes e Pequenas Empresas Recife, 19 de outubro de 2012 Programa Vínculos Pernambuco (PVPE) Objetivo Geral Contribuir para geração de vínculos de negócios sustentáveis entre

Leia mais

PRIMEIRA CIRCULAR. Introdução

PRIMEIRA CIRCULAR. Introdução PRIMEIRA CIRCULAR Introdução A Universidade de Santa Cruz do Sul UNISC, através do Pólo de Modernização Tecnológica Vale do Rio Pardo - e do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental, sediará o

Leia mais

Mudanças Climáticas: Efeitos Sobre a Vida e Impactos nas Grandes Cidades. Água e Clima As lições da crise na região Sudeste

Mudanças Climáticas: Efeitos Sobre a Vida e Impactos nas Grandes Cidades. Água e Clima As lições da crise na região Sudeste Mudanças Climáticas: Efeitos Sobre a Vida e Impactos nas Grandes Cidades Água e Clima As lições da crise na região Sudeste Mudanças Climáticas: Efeitos Sobre a Vida e Impactos nas Grandes Cidades A água

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE DO USO DA ÁGUA SUBTERRÂNEA FRENTE À EXPLORAÇÃO DE AREIAS EM LEITO DE RIOS DO SEMIÁRIDO

A SUSTENTABILIDADE DO USO DA ÁGUA SUBTERRÂNEA FRENTE À EXPLORAÇÃO DE AREIAS EM LEITO DE RIOS DO SEMIÁRIDO A SUSTENTABILIDADE DO USO DA ÁGUA SUBTERRÂNEA FRENTE À EXPLORAÇÃO DE AREIAS EM LEITO DE RIOS DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO Ricardo Braga; Anderson Paiva; Paulo F Araújo Filho; Jaime Cabral; Arnaldo Vitorino

Leia mais

SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO RURAL E MEIO AMBIENTE COORDENAÇÃO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE VII SEMANA MUNICIPAL DA ÁGUA DE GENERAL SAMPAIO

SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO RURAL E MEIO AMBIENTE COORDENAÇÃO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE VII SEMANA MUNICIPAL DA ÁGUA DE GENERAL SAMPAIO SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO RURAL E MEIO AMBIENTE COORDENAÇÃO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE VII SEMANA MUNICIPAL DA ÁGUA DE GENERAL SAMPAIO TEMA: Água, um patrimônio para preservar. PERÍODO: 22 á 29 de

Leia mais

Biomassa Fotovoltaica Pequenas Centrais Hidrelétricas Eólica Energia Solar Térmica Produção e armazenamento de hidrogênio

Biomassa Fotovoltaica Pequenas Centrais Hidrelétricas Eólica Energia Solar Térmica Produção e armazenamento de hidrogênio Prezado(a) Sr(a) Venha debater as perspectivas da utilização das energias renováveis em substituição aos combustíveis fósseis, que além de levarem milhões de anos para se formar, têm mudado substancialmente

Leia mais

Semana da. Ma a Atlântica. Programação

Semana da. Ma a Atlântica. Programação Programação Seja bem-vindo à Semana da Mata, com o tema: Biodiversidade e Mudança do Clima na Mata. Nesse evento serão discutidas lições aprendidas e perspectivas de ações de conservação e recuperação

Leia mais

Curso TÉCNICO EM HIDROLOGIA- turma 2014 Horário Mês de Fevereiro

Curso TÉCNICO EM HIDROLOGIA- turma 2014 Horário Mês de Fevereiro Curso TÉCNICO EM HIDROLOGIA- turma Horário Mês de Fevereiro 03 05 07 CARNAVAL 26 Curso TÉCNICO EM HIDROLOGIA turma Horário Mês de MARÇO 30 03 31 05 I I 26 I 07 Curso TÉCNICO EM HIDROLOGIA turma Horário

Leia mais

CARTA ABERTA AO BRASIL SOBRE MUDANÇA DO CLIMA 2015

CARTA ABERTA AO BRASIL SOBRE MUDANÇA DO CLIMA 2015 ATENÇÃO: ANTES DE ASSINAR ESTA CARTA, LEIA O CONTEÚDO ATÉ O FINAL E CLIQUE NO LINK. FÓRUM DE AÇÃO EMPRESARIAL PELO CLIMA CARTA ABERTA AO BRASIL SOBRE MUDANÇA DO CLIMA 2015 O desafio da mudança do clima

Leia mais

Rio São Francisco ERROS DA TRANSPOSIÇÃO

Rio São Francisco ERROS DA TRANSPOSIÇÃO Rio São Francisco ERROS DA TRANSPOSIÇÃO Bacia do São Francisco Irrigação na bacia do rio Potencial irrigável cerca de 1 milhão de hectares Efetivamente irrigados cerca de 340 mil hectares e em constante

Leia mais

1ro ENCONTRO INTERINSTITUCIONAL DE SUSTENTABILIDADE DIÁLOGO BRASIL-FRANÇA PLENÁRIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA/RS -18 DE OUTUBRO DE 2012

1ro ENCONTRO INTERINSTITUCIONAL DE SUSTENTABILIDADE DIÁLOGO BRASIL-FRANÇA PLENÁRIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA/RS -18 DE OUTUBRO DE 2012 1ro ENCONTRO INTERINSTITUCIONAL DE SUSTENTABILIDADE DIÁLOGO BRASIL-FRANÇA PLENÁRIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA/RS -18 DE OUTUBRO DE 2012 A Cooperação ambiental Franco Gaúcha e as contribuições do Rio Grande

Leia mais