COBRANÇA SITE. Instruções de Instalação e Utilização. Manual Técnico do Desenvolvedor. Segunda via do Bloqueto Digital

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COBRANÇA SITE. Instruções de Instalação e Utilização. Manual Técnico do Desenvolvedor. Segunda via do Bloqueto Digital"

Transcrição

1 COBRANÇA SITE Instruções de Instalação e Utilização Manual Técnico do Desenvolvedor Segunda via do Bloqueto Digital

2 Índice 1. INFORMAÇÕES TÉCNICAS - Windows URL DA 2A VIA DO BLOQUETO DIGITAL CRIPTOGRAFIA CHAMADA À TELA DA 2A VIA DO BLOQUETO DIGITAL LAYOUT DOS CAMPOS Layout XML EXEMPLOS DE CÓDIGO CRIPTOGRAFIA DOS DADOS CÓDIGO ASP CRIPTOGRAFIA DOS DADOS CÓDIGO ASP/XML XSL Página ASP/XML Página XSL INFORMAÇÕES TÉCNICAS Unix ou Linux URL DA 2A VIA DO BLOQUETO DIGITAL CRIPTOGRAFIA CHAMADA À TELA DA 2A VIA DO BLOQUETO DIGITAL LAYOUT DOS CAMPOS CRIPTOGRAFIA DOS DADOS CÓDIGO Qualquer dúvida sobre o conteúdo deste manual consulte: Itaú Empresas no Telefone: Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 2

3 1. INFORMAÇÕES TÉCNICAS - Windows Para a instalação da segunda via do Bloqueto Digital, deve-se executar os passos descritos a seguir. 1.1 URL DA 2A VIA DO BLOQUETO DIGITAL Os dados criptografados deverão ser enviados para a URL abaixo: Caso queira utilizar a tecnologia XML, enviar para a URL abaixo: CRIPTOGRAFIA Deverá ser feito o download do Componente Itaú de criptografia Itaucripto.dll - disponível no link Após este procedimento, deve-se registrar o componente no equipamento que for executar a aplicação e chamar o método geracripto. Os procedimentos para registrá-lo, são: 1 - Menu "Iniciar" ("Start") do WindowsNT 2 - Menu "Executar" ("Run") 3 - Digitar na caixa "Abrir" ("Open") o comando: regsvr32 c:\...\itaucripto.dll 1.3 CHAMADA À TELA DA 2A VIA DO BLOQUETO DIGITAL A página ASP que irá criptografar os dados para enviá-los a 2a via do Bloqueto Digital, deverá seguir as seguintes regras: ( 1 ) Para chamar a tela da 2a via de Bloqueto Digial, a criptografia dos dados deve seguir a ordem abaixo: dadoscripto = obj.geracripto(codemp,codsacado,chave) ( 2 ) Todos os campos são criptografados e enviados pelo lojista, exceto o campo Chave. ( 3 ) Todos os campos são obrigatórios ( 4 ) A página que contiver a URL do Itaú deverá ser desenvolvida em linguagem ASP, e apresentar: Formulário (FORM) com as propriedades: - method= post - action= Campo (INPUT) para os dados criptografados, com as propriedades: - name="dc" - type= hidden - value= Dados Criptografados Campo (INPUT) para informar se deverá (value= S ) ou não (value= N ) ser apresentada no bloqueto a mensagem Emissão de segunda via do bloqueto por solicitação do sacado, com as propriedades: Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 3

4 - name= msg" - type= hidden - value= S OU value= N EXEMPLO: <FORM action=" method="post" name="form" onsubmit=carregabrw() target="bloqueto"> <INPUT type="hidden" name="dc" value="<%= dadoscripto %>"> <INPUT type="hidden" name= msg" value="s"> <INPUT type="submit" name="bloqueto" value="segunda Via Bloqueto"> </form> ( 5 ) Para o correto funcionamento da 2a via do Bloqueto Digital nos browsers: AOL, Netscape e Internet Explorer versões 4.x ou superior a instância do browser a ser aberto deve possuir o JavaScript abaixo, com as seguintes características: TOOLBAR = YES MENUBAR=YES RESIZABLE = YES STATUS = NO SCROLLBARS = YES WIDTH = 600 (sugestão) HEIGHT = 430 (sugestão) <script language="javascript"> <!-- function carregabrw() { window.open(,'bloqueto', toolbar=yes,menubar=yes,resizable=yes,status=no,scrollbars=yes,left=0, top=0,width=600,height=430 ); //--> </script> Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 4

5 2. LAYOUT DOS CAMPOS Os dados que serão utilizados na Segunda Via do Bloqueto Digital são: Campos Descrição Critério Dados obrigatórios CodEmp Código da empresa Alfanumérico com 26 posições codsacado Código do Sacado Numérico com: - CNPJ - 14 posições ( ) - CPF - 11 posições ( ) Chave Chave de criptografia (senha) Alfanumérico com 16 posições em maiúscula. 2.1 Layout XML <SegundaVia> <cedente>string</cedente> <sacado>string</sacado> <erro>string</erro> <ListadeBloquetos> <Bloqueto> <AGENCIA>string</AGENCIA> <CONTA>string</CONTA> <DAC>string</DAC> <NUMERODOCUMENTO>string</NUMERODOCUMENTO> <VENCIMENTO>string</VENCIMENTO> <VALOR>string</VALOR> <NOSSONUMERO>string</NOSSONUMERO> <LINK>string</LINK> </Bloqueto> <Bloqueto> <AGENCIA>string</AGENCIA> <CONTA>string</CONTA> <DAC>string</DAC> <NUMERODOCUMENTO>string</NUMERODOCUMENTO> <VENCIMENTO>string</VENCIMENTO> <VALOR>string</VALOR> <NOSSONUMERO>string</NOSSONUMERO> <LINK>string</LINK> </Bloqueto> </ListadeBloquetos> </SegundaVia> Importante: Em <LINK></LINK> só conterá o parâmetro para emissão do bloqueto. Esse valor deverá ser enviado via post para como no exemplo abaixo. Ver código exemplo XSL no final deste manual. <form id="f1" name="f1" action=" method="post"> <input id="strtranc" type="hidden" name="strtranc" value="valor RECEBIDO NO CAMPO LINK"> </form> Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 5

6 3. EXEMPLOS DE CÓDIGO 3.1 CRIPTOGRAFIA DOS DADOS CÓDIGO ASP <HTML> <BODY> <CENTER>Exemplo de código ASP</CENTER> <% Dim dadoscripto, obj codemp = "J " 'Coloque aqui o código da empresa Chave = "ABCD123456ABCD12" 'Coloque aqui a chave de criptografia codsacado = request("codsacado") Set obj = server.createobject("itaucripto.cripto") dadoscripto = obj.geracripto(codemp, codsacado, Chave) Set obj = nothing %> <FORM ACTION= METHOD= Post name= form onsubmit= carregabrw() target= BLOQUETO > <INPUT type=hidden name=dc value="<%= dadoscripto %>"> <INPUT type=hidden name=msg value="s"> <INPUT type="submit" name="bloqueto" value="segunda Via Bloqueto"> </form> <script language="javascript"> <!-- function carregabrw() { window.open('','bloqueto', 'toolbar=yes,menubar=yes,resizable=yes,status=no,scrollbars=yes,left=0,top=0,width=600,height=430 '); //--> </script> </BODY> </HTML> Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 6

7 3.2 CRIPTOGRAFIA DOS DADOS CÓDIGO ASP/XML XSL Página ASP/XML <% Option Explicit Dim xmlhttp Dim vcod_cedente Dim vchave Dim vcod_sacado Dim dadoscripto Dim cripto Dim TimeOut Dim HTMLRead Dim xmlsource Dim ElemRoot Dim currnoderoot Dim xsldoc 'Página XML a Coletar 'Código do cedente 'Chave 'Código do Sacado 'Dados Criptografados para envia 'Objeto Cripto 'Página recebida 'Código XML recebido 'Elemento XML 'Nó do XML 'Doc XSL 'Dados fornecidos pelo Banco Itaú vcod_cedente = "J " vchave = "ABCD123456ABCD12" 'CPF ou CNPJ do SACADO vcod_sacado = request("codsacado") 'Criptografia de dados Set cripto = server.createobject("itaucripto.cripto") dadoscripto = cripto.geracripto(vcod_cedente,vcod_sacado,vchave) Set cripto = nothing 'Envio de dados via post Set xmlhttp = CreateObject("MSXML2.ServerXMLHTTP") xmlhttp.open "POST", " False xmlhttp.setrequestheader "Content-Type", "application/x-www-form-urlencoded" xmlhttp.send "dados=" & dadoscripto TimeOut = 0 While ((xmlhttp.readystate <> 4) And (TimeOut < 10)) TimeOut = TimeOut + 1 xmlhttp.waitforresponse 1000 Wend Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 7

8 If Err.Number = 0 Then HTMLRead = xmlhttp.responsetext Else HTMLRead = "" End If Set xmlhttp = Nothing Set xmlsource = CreateObject("MSXML2.DOMDocument") xmlsource.validateonparse = True xmlsource.async = False xmlsource.loadxml HTMLRead Set ElemRoot = xmlsource.getelementsbytagname("segundavia") currnoderoot = ElemRoot.item(0).childNodes.item(0).nodeName 'Recebimento de Erro no XML If Trim(currNodeRoot) = "erro" Then Response.write ElemRoot.item(0).childNodes.item(0).text Response.end End If Set xsldoc = Server.CreateObject("Microsoft.XMLDOM") xsldoc.load(server.mappath("table.xsl")) HTMLRead = xmlsource.transformnode(xsldoc) response.write HTMLRead Set xmlsource = Nothing %> Página XSL <?xml version="1.0" encoding="iso "?> <xsl:template xmlns:xsl=" <html> <head> <title>segunda Via de Bloquetos - Sua Empresa</title> <script language="javascript"> function envia(tranc) { document.f1.strtranc.value=tranc; document.f1.submit(); </script> <style type="text/css"> Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 8

9 a:link { color:ffffff; text-decoration:none; font-size:9pt; font-weight:bold; fontfamily: arial; a:visited { color:ffffff; text-decoration:none; font-size:9pt; font-weight:bold; fontfamily: arial; a:hover { color:ff6600; text-decoration:underline; font-size:9pt; font-weight:bold; fontfamily: arial; </style> </head> <body bgcolor="#c0c0c0"> <! IMPORTANTE: Form para geração de Bloquetos Itaú --> <form id="f1" name="f1" action=" method="post" target="_blank"> <input id="strtranc" type="hidden" name="strtranc"></input> <input id="s" type="hidden" name="msg"></input> </form> <TABLE border="1" bordercolordark="#0000ff" bordercolorlight="#0000ff" bordercolor="#0000ff" cellpadding="1" cellspacing="0"> <xsl:for-each select="segundavia"> <TR> <TD colspan="3" bordercolordark="#000000"><font face="verdana" size="6" color="#2222ff"><xsl:value-of select="cedente"/></font></td> </TR> <TR> <TD colspan="3" bordercolordark="#000000"><font face="verdana" size="2" color="#2222ff">sacado:<xsl:value-of select="sacado"/></font></td> </TR> </xsl:for-each> <TR> <TD width="33%"><font face="verdana" size="-1">nosso Número</FONT></TD> <TD width="33%"><font face="verdana" size="-1">vencimento</font></td> <TD width="33%"><font face="verdana" size="-1">valor</font></td> </TR> <xsl:for-each select="segundavia/listadebloquetos/bloqueto"> <TR> <TD width="33%"><font face="verdana"><a><xsl:attribute name="href">javascript:envia('<xsl:value-of select="link"/>')</xsl:attribute><xsl:value-of select="nossonumero"/></a></font></td> <TD width="33%"><font face="verdana"><a><xsl:attribute name="href">javascript:envia('<xsl:value-of select="link"/>')</xsl:attribute><xsl:value-of select="vencimento"/></a></font></td> Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 9

10 <TD width="33%"><font face="verdana"><a><xsl:attribute name="href">javascript:envia('<xsl:value-of select="link"/>')</xsl:attribute><xsl:value-of select="valor"/></a></font></td> </TR> </xsl:for-each> </TABLE> </body> </html> </xsl:template> Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 10

11 4. INFORMAÇÕES TÉCNICAS Unix ou Linux Para a instalação da segunda via do Bloqueto Digital, deve-se executar os passos descritos a seguir 4.1 URL DA 2A VIA DO BLOQUETO DIGITAL Os dados criptografados deverão ser enviados para a URL abaixo: CRIPTOGRAFIA Deverá ser feito o download do Componente Itaú de criptografia Itaucripto.class: Esta classe utilizará os três parâmetros descritos na tabela abaixo e retornará os dados critografados. Campos Descrição Critérios Dados obrigatórios codemp Código da empresa Alfanumérico com 26 posições codsacado Chave Código do Sacado Chave de criptografia (senha) Numérico com: - CNPJ - 14 posições ( ) - CPF - 11 posições ( ) Alfanumérico com 16 posições em Maiúscula Exemplo do código em java: //Inicializa parâmetros necessários ao componente de criptografia String codemp = " J "; String codsacado = " "; String chave = "ABCD123456ABCD12"; //Criptografa dados para serem enviados ao WebService Itaucripto cripto = new Itaucripto(); String dadoscriptografados = cripto.geracripto(codemp,dadosbloq,chave); 4.3 CHAMADA À TELA DA 2A VIA DO BLOQUETO DIGITAL A página que irá criptografar os dados para enviá-los a 2a via do Bloqueto Digital deverá seguir as seguintes regras: ( 1 ) Para chamar a tela da 2a via de Bloqueto Digital, a criptografia dos dados deve seguir a ordem abaixo: Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 11

12 String dadoscriptografados = cripto.geracripto(codemp,dadosbloq,chave); ( 2 ) Todos os campos, com exceção do campo Chave, são criptografados e enviados pelo lojista. ( 3 ) Todos os campos são obrigatórios ( 4 ) A página que contiver a URL do Itaú deverá ser desenvolvida, e apresentar: Formulário (FORM) com as propriedades: - method= post - action= Campo (INPUT) para os dados criptografados, com as propriedades: - name="dc" - type= hidden - value= Dados Criptografados Campo (INPUT) para informar se deverá (value= S ) ou não (value= N ) ser apresentada no bloqueto a mensagem Emissão de segunda via do bloqueto por solicitação do sacado, com as propriedades: - name= msg" - type= hidden - value= S OU value= N ( 5 ) Para o correto funcionamento da 2a via do Bloqueto Digital nos browsers: AOL, Netscape e Internet Explorer versões 4.x ou superior a instância do browser a ser aberto deve possuir o JavaScript abaixo, com as seguintes características: TOOLBAR = YES MENUBAR=YES RESIZABLE = YES STATUS = NO SCROLLBARS = YES WIDTH = 600 (sugestão) HEIGHT = 430 (sugestão) <script language="javascript"> <!-- function carregabrw() { window.open(,'bloqueto', toolbar=yes,menubar=yes,resizable=yes,status=no,scrollbars=yes,left=0, top=0,width=600,height=430 ); //--> </script> Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 12

13 5. LAYOUT DOS CAMPOS 5.1 CRIPTOGRAFIA DOS DADOS CÓDIGO import java.text.*; import java.io.*; import java.util.*; import javax.servlet.*; import javax.servlet.http.*; import Itau.Itaucripto; public class ServletCripto2ViaBloq extends HttpServlet { private String codemp; // Código de identificação da empresa private String chave; // Chave de criptografia da empresa private String codsacado; // Código do Sacado - CNPJ/CPF public void destroy() { public void doget(httpservletrequest request, HttpServletResponse response) throws ServletException, IOException { service(request, response); public void dopost(httpservletrequest request, HttpServletResponse response) throws ServletException, IOException { service(request, response); public void init() { public void service(httpservletrequest request, HttpServletResponse response) throws ServletException, IOException { PrintWriter out = response.getwriter(); String dados; //Armazena os dados criptografados //Inicializa as variáveis // <- Coloque aqui seu Código de Empresa (26 posições) codemp = "J "; // <- Coloque aqui sua chave de criptografia (16 posições) chave = "KEY R"; // <- Coloque aqui o CNPJ/CPF do sacado codsacado = " "; Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 13

14 //Inicializa a classe de criptografia Itaucripto cripto = new Itaucripto(); //Criptografa os dados chamando o método geracripto da classe Itaucripto dados = cripto.geracripto(codemp,dadosbloq,chave); //Inicia a construção da página de resposta response.setcontenttype("text/html"); out.println("<html>"); out.println("<body bgcolor=\"white\">"); out.println("<head>"); out.println("<title> Segunda Via de Bloquetos </title>"); out.println("</head>"); out.println("<body>"); out.println("<form METHOD=\"POST\" ACTION=\" name=\"form\" target=\"novajanela\">"); out.println("<input TYPE=\"hidden\" NAME=\"DC\" VALUE=\"" + dados + "\">"); out.println("<input TYPE=\"submit\" name=\"2via\" value=\"segunda via de Bloquetos\">"); out.println("</form>"); out.println("<script language=\"javascript\">"); out.println("<!--"); out.println("function carregabrw() { "); out.println("window.open('','novajanela',\"toolbar=yes,menubar=yes, resizable=yes,status=no,scrollbars=yes, width=675,height=485\"); "); out.println(""); out.println("//-->"); out.println("</script>"); out.println("</body>"); out.println("</html>"); Janeiro 2012 Cobrança Site Manual Técnico do Desenvolvedor 14

Instalação/ Operacionalização

Instalação/ Operacionalização Cobrança Site (Segunda via do Bloqueto Digital) Instalação/ Operacionalização Manual do Desenvolvedor Windows NT 4.0 ou Superior Listagem de títulos Método geracripto pesquisa bloqueto 20/02/2008 ÍNDICE

Leia mais

1.1. Utilização do Itaú Shopline... 3 1.2. Configuração do Itaú Shopline... 4 1.3. Instalação do Itaú Shopline... 4

1.1. Utilização do Itaú Shopline... 3 1.2. Configuração do Itaú Shopline... 4 1.3. Instalação do Itaú Shopline... 4 Instruções de Instalação e Utilização Manual Técnico do Desenvolvedor do Site Versão para Windows NT 4.0 ou Superior, Unix ou Linux Versão Itaucripto 04 SP. 04/03/2004 ÍNDICE 1. INFORMAÇÕES GERAIS...3

Leia mais

ITAÚ SHOPLINE. Instruções de Instalação e Utilização. Manual Técnico do Desenvolvedor

ITAÚ SHOPLINE. Instruções de Instalação e Utilização. Manual Técnico do Desenvolvedor ITAÚ SHOPLINE Instruções de Instalação e Utilização Manual Técnico do Desenvolvedor Índice 1. Informações Gerais... 3 1.1 Utilização do Itaú Shopline...3 1.2 Configuração do Itaú Shopline...4 1.3 Instalação

Leia mais

Itaú Shopline. Guia de Identidade Visual Manual Técnico do Desenvolvedor

Itaú Shopline. Guia de Identidade Visual Manual Técnico do Desenvolvedor Itaú Shopline Guia de Identidade Visual Manual Técnico do Desenvolvedor Introdução Você contratou o Itaú Shopline e agora sua loja virtual conta com uma plataforma completa de meio de recebimento on-line

Leia mais

Java Server Pages. Arquitectura de uma aplicação distribuída em Internet. Figura 1 Modelo 2

Java Server Pages. Arquitectura de uma aplicação distribuída em Internet. Figura 1 Modelo 2 Java Server Pages Arquitectura de uma aplicação distribuída em Internet Figura 1 Modelo 2 A implementação desta arquitectura, com um controlador que direcciona a execução de s, de Servlets e de JavaBeans,

Leia mais

Registo de condutor (Protótipo funcional) Página apresentada ao utilizador

Registo de condutor (Protótipo funcional) Página apresentada ao utilizador Registo de condutor (Protótipo funcional) Página apresentada ao utilizador HTML da PÁGINA DE REGISTO --------------

Leia mais

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container Aula 04

Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container Aula 04 Tencologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: WEB I Conteúdo: WEB Container Aula 04 Agenda 1. 2. Web Container TomCat 2 3 J2EE permite criar aplicações Web dinâmicas (com conteúdo dinâmico)

Leia mais

Prof. Roberto Desenvolvimento Web Avançado

Prof. Roberto Desenvolvimento Web Avançado Resposta exercício 1: Configuração arquivo web.xml helloservlet br.com.exercicios.helloservlet

Leia mais

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas)

Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Sistemas Distribuídos na WEB (Plataformas para Aplicações Distribuídas) Web Container: e JSP Sumário Protocolo HTTP Exemplos de JSP (Java Server Pages) Exemplos JSP 2 Protocolo HTTP URL: Um URL (Uniform

Leia mais

Programação em Rede. Servlets. Manipulação de dados de input em Servlets

Programação em Rede. Servlets. Manipulação de dados de input em Servlets Servlets Manipulação de dados de input em Servlets Os dados de um formulário podem ser utilizados para pedidos GET ou POST. Com servlets JAVA esta operação é efectuada pelo método getparameter de HttpServletRequest,

Leia mais

J2EE. Exemplo completo Utilização Servlet. Instrutor HEngholmJr

J2EE. Exemplo completo Utilização Servlet. Instrutor HEngholmJr J2EE Exemplo completo Utilização Servlet Instrutor HEngholmJr Page 1 of 9 AT09 Exemplo complete Utilização Servlet Version 1.1 December 5, 2014 Indice 1. BASEADO NOS EXEMPLOS DE CÓDIGO DESTA APOSTILA,

Leia mais

Programação Na Web. Sessão II. Índice. Visão geral da API Sessão. Obter dados sobre uma sessão. Extrair informação sobre uma Sessão

Programação Na Web. Sessão II. Índice. Visão geral da API Sessão. Obter dados sobre uma sessão. Extrair informação sobre uma Sessão Programação Na Web Sessão II António Gonçalves Índice Visão geral da API Sessão Obter dados sobre uma sessão Extrair informação sobre uma Sessão Adicionar Dados a uma sessão 1 Programação Na Web Motivação

Leia mais

Java para WEB. Servlets

Java para WEB. Servlets Servlets Servlets são classes Java que são instanciadas e executadas em associação com servidores Web, atendendo requisições realizadas por meio do protocolo HTTP. Servlets é a segunda forma que veremos

Leia mais

Desenvolvimento Web com JSP/Servlets

Desenvolvimento Web com JSP/Servlets Desenvolvimento Web com JSP/Servlets Requisitos Linguagem Java; Linguagem SQL; Noções de HTML; Noções de CSS; Noções de Javascript; Configuração do ambiente JDK APACHE TOMCAT MySQL Instalando o JDK Instalando

Leia mais

Tutorial Jogo da Velha WEB

Tutorial Jogo da Velha WEB Tutorial Jogo da Velha WEB Criação do Projeto 1- Inicie o Eclipse 2- Crie um novo projeto Web dinâmico. 3- Na tela seguinte, digite o nome do projeto e caso no campo Target Runtime não estiver aparecendo

Leia mais

Java na WEB Servlet. Sumário

Java na WEB Servlet. Sumário 1 Java na WEB Servlet Objetivo: Ao final da aula o aluno será capaz de: Utilizar Servlets para gerar páginas web dinâmicas. Utilizar Servlets para selecionar páginas JSPs. Utilizar Servlets como elemento

Leia mais

Basicamente iremos precisar de uma base de dados na qual iremos armazenar os registros feitos pelos vistantes: Vamos armazenar os seguintes dados:

Basicamente iremos precisar de uma base de dados na qual iremos armazenar os registros feitos pelos vistantes: Vamos armazenar os seguintes dados: Livro de Visitas Basicamente iremos precisar de uma base de dados na qual iremos armazenar os registros feitos pelos vistantes: Vamos armazenar os seguintes dados: ID nome email mensagem data O código

Leia mais

Fundamentos de Servlets. Conceitos e ciclo de vida Classes e Interfaces da API Exemplos de Servlets

Fundamentos de Servlets. Conceitos e ciclo de vida Classes e Interfaces da API Exemplos de Servlets Fundamentos de Servlets Conceitos e ciclo de vida Classes e Interfaces da API Exemplos de Servlets Common Gateway Interface Aplicações Geração de documentos com conteúdo dinâmico Produzir resultados em

Leia mais

Curso de Java. Geração de Páginas WEB. TodososdireitosreservadosKlais

Curso de Java. Geração de Páginas WEB. TodososdireitosreservadosKlais Curso de Java Geração de Páginas WEB Aplicação WEB Numa aplicação WEB de conteúdo dinâmico As páginas são construídas a partir de dados da aplicação (mantidos num banco de dados). Usuários interagem com

Leia mais

JSP e Servlet Princípio de MVC

JSP e Servlet Princípio de MVC UNIPÊ Centro Universitário de João Pessoa Desenvolvimento para Web HTTP e Servlets JSP e Servlet Princípio de MVC ducaribas@gmail.com 1 12 JSP e Servlets Desvantagens de JSP e Servlets Servlets Escrever

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Arquitetura de Aplicações Distribuídas na Web Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

Conteúdo. Especificação HTTP v1.1

Conteúdo. Especificação HTTP v1.1 Conteúdo Introdução... 2 Início e comandos básicos... 2 Exemplo método GET... 3 Exemplo método POST... 3 Códigos de retorno... 4 Exemplo para envio em Cold Fusion... 4 Exemplo para envio em PHP... 5 Exemplo

Leia mais

Lista de Revisão. 3. Analise a afirmativa a seguir como verdadeira ou falsa e justifique.

Lista de Revisão. 3. Analise a afirmativa a seguir como verdadeira ou falsa e justifique. Lista de Revisão 1. Nos sistemas web, geralmente os usuários apresentam dois problemas típicos, a desorientação e a sobrecarga cognitiva. Discorra sobre esses problemas. 2. Apresente as principais diferenças

Leia mais

Guia do RepositorioDocumento

Guia do RepositorioDocumento Módulo: RepositorioDocumento.Cls_Repositorio Versão: 1.0.0 Data: 16/05/2003 Analista: João Augusto de Moura DBA: Maria Cristina de Oliveira Zimmermann Coordenador: Alex Albert Henchel Gerente Operacional:

Leia mais

Programação Na Web. Servlets: Como usar as Servlets. Agenda. Template genérico para criar Servlets Servlet 2.4 API

Programação Na Web. Servlets: Como usar as Servlets. Agenda. Template genérico para criar Servlets Servlet 2.4 API Programação Na Web Servlets: Como usar as Servlets 1 António Gonçalves Agenda Template genérico para criar Servlets Servlet 2.4 API Exemplo: Hello World Output: Texto, HTML e hora local. Compilar uma Servlets

Leia mais

Validação de formulários utilizando Javascript

Validação de formulários utilizando Javascript Validação de formulários utilizando Javascript A validação de formulários é um dos usos mais comuns na programação Javascript. A validação de dados por meio da programação Javascript é muito fácil e rápida

Leia mais

Cálculo Remoto de Preços e Prazos de Encomendas

Cálculo Remoto de Preços e Prazos de Encomendas Cálculo Remoto de Preços e Prazos de Encomendas O cálculo remoto de preços e prazos de encomendas dos Correios é destinado aos clientes que possuem contrato de SEDEX, e-sedex e PAC, que necessitam calcular,

Leia mais

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca

Associação Carioca de Ensino Superior Centro Universitário Carioca Desenvolvimento de Aplicações Web Lista de Exercícios Métodos HTTP 1. No tocante ao protocolo de transferência de hipertexto (HTTP), esse protocolo da categoria "solicitação e resposta" possui três métodos

Leia mais

!" # # # $ %!" " & ' ( 2

! # # # $ %!  & ' ( 2 !"# # #$ %!" "& ' ( 2 ) *+, - 3 . / 4 !" 0( # "!#. %! $""! # " #.- $ 111.&( ( 5 # # 0. " % * $(, 2 % $.& " 6 # #$ %% Modelo (Encapsula o estado da aplicação) Implementado como JavaBeans Responde a consulta

Leia mais

AJAX é baseado nos seguintes padrões WEB: JavaScript, XML, HTML, CSS.

AJAX é baseado nos seguintes padrões WEB: JavaScript, XML, HTML, CSS. AJAX AJAX é acrônimo de Asynchronous JavaScript And XML. É um tipo de programação que se tornou popular in 2005 pela Google (com Google Suggest). AJAX não é uma nova linguagem de programação, mas uma nova

Leia mais

Alfamídia Programação: Java Web

Alfamídia Programação: Java Web 1 Todos os direitos reservados para Alfamídia Prow AVISO DE RESPONSABILIDADE As informações contidas neste material de treinamento são distribuídas NO ESTADO EM QUE SE ENCONTRAM, sem qualquer garantia,

Leia mais

Desenvolvimento WEB em JAVA. Palestrante: Lourival F. de Almeida Júnior

Desenvolvimento WEB em JAVA. Palestrante: Lourival F. de Almeida Júnior Desenvolvimento WEB em JAVA Palestrante: Lourival F. de Almeida Júnior Agenda Introdução Servlet Arquitetura de Software Velocity Struts Conclusão Referências Introdução (antes) Programador Produto Introdução

Leia mais

Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br)

Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br) Prof. Fellipe Aleixo (fellipe.aleixo@ifrn.edu.br) Extensão de servidor escrita em Java Podem ser usados para estender qualquer tipo de aplicação do modelo requisição- resposta Todo servlet implementa a

Leia mais

Programação na Web. Servlets Leitura dos Parâmetros e Cabeçahos

Programação na Web. Servlets Leitura dos Parâmetros e Cabeçahos Programação na Web Servlets Leitura dos Parâmetros e Cabeçahos 1 Criar um Formulário HTML Fórmulário: GetForm.html A Sample

Leia mais

TUTORIAL JSP & SERVLET

TUTORIAL JSP & SERVLET TUTORIAL JSP & SERVLET A.A.S. UNINOVE WWW.AAS.PRO.BR Exemplo simples de JSP com Servlet (para envio e recebimento de dados) Sumário JSP & SERVLET... 2 1. Criando Projeto... 2 2. O primeiro JSP... 3 3.

Leia mais

Ferramentas para Multimídia e Internet - 1486

Ferramentas para Multimídia e Internet - 1486 1 Ferramentas para Multimídia e Internet - 1486 HTML BÁSICO: O que é uma página WEB? Uma página WEB, também conhecida pelo termo inglês webpage, é uma "página" na World Wide Web, geralmente em formato

Leia mais

programação de páginas de conteúdo dinâmico

programação de páginas de conteúdo dinâmico Programação para a Internet II 1. Conceitos base de programação de páginas de conteúdo dinâmico Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt A internet tal como a vimos até este momento As nossas

Leia mais

Web Browser como o processo cliente. Servidor web com páginas estáticas Vs. Aplicações dinâmicas para a Web:

Web Browser como o processo cliente. Servidor web com páginas estáticas Vs. Aplicações dinâmicas para a Web: Web Browser como o processo cliente Servidor web com páginas estáticas Vs Aplicações dinâmicas para a Web: 1 Cliente Web browser HTTP porto 80 Servidor web... JDBC RMI XML... Base de Dados Aplicação em

Leia mais

Capítulo 7. Antes de prosseguir com o Delphi, devemos criar o banco de dados Interbase ou Firebird com todas as suas propriedades.

Capítulo 7. Antes de prosseguir com o Delphi, devemos criar o banco de dados Interbase ou Firebird com todas as suas propriedades. 92 Delphi 7 Internet e Banco de Dados Capítulo 7 Projeto Cadastro de Clientes Neste capítulo iremos desenvolver um projeto completo de cadastro de clientes, com as principais funções: inclusão, alteração,

Leia mais

UNIDADE II JAVA SERVLETS

UNIDADE II JAVA SERVLETS UNIDADE II JAVA SERVLETS INTERNET É uma rede de redes, reunindo computadores do Governo, de universidades e empresas fornecendo infra-estrutura para uso de bancos de dados, correio eletrônico, servidores

Leia mais

Arquitetura de Aplicações JSP/Web. Padrão Arquitetural MVC

Arquitetura de Aplicações JSP/Web. Padrão Arquitetural MVC Arquitetura de Aplicações JSP/Web Padrão Arquitetural MVC Arquitetura de Aplicações JSP/Web Ao projetar uma aplicação Web, é importante considerála como sendo formada por três componentes lógicos: camada

Leia mais

Servlets, JSPs e Java Beans

Servlets, JSPs e Java Beans Servlets, JSPs e Java Beans Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior PUC Minas Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com 1-Servlets 1.1 O que são Servlets são classes Java executadas em servidores web. Servem

Leia mais

Tutorial de Integração HTML

Tutorial de Integração HTML Tutorial de Integração HTML Sumário Tutorial de Integração - HTML... 3 Configurando Envio... 4 Enviando Múltiplas SMS... 6 Enviando Múltiplos SMS a partir de um arquivo CSV... 7 Glossário... 8 2 Tutorial

Leia mais

Utilizando Janelas e Frames

Utilizando Janelas e Frames Utilizando Janelas e Frames Aprenderemos agora algumas técnicas mais específicas para fazer o JavaScript trabalhar com várias partes das páginas e navegadores da Web. Controlando janelas com objetos Já

Leia mais

Java para Desenvolvimento Web

Java para Desenvolvimento Web Java para Desenvolvimento Web Servlets A tecnologia Servlet foi introduzida pela Sun Microsystems em 1996, aprimorando e estendendo a funcionalidade e capacidade de servidores Web. Servlets é uma API para

Leia mais

Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java

Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java Executando comandos do Sistema Operacional em uma aplicação WEB Java Criei uma aplicação muito simples que demonstra como um Servlet pode invocar uma classe que efetua um comando qualquer no sistema operacional.

Leia mais

Programação para Internet I

Programação para Internet I Programação para Internet I Aulas 09 e 10 Fernando F. Costa nando@fimes.edu.br Formulários O formulário representa o modo mais importante de interatividade que a linguagem HTML oferece. Um formulário pode

Leia mais

Técnicas e processos de produção. Profº Ritielle Souza

Técnicas e processos de produção. Profº Ritielle Souza Técnicas e processos de produção Profº Ritielle Souza Ferramentas Programáveis Mensagem para mais de um destinatário FALE CONOSCO Definindo

Leia mais

Programação web Prof. Wladimir

Programação web Prof. Wladimir Programação web Prof. Wladimir Linguagem PHP Cookie e Sessão @wre2008 1 Sumário Header; Cookie; Sessão; Exemplos. @wre2008 2 Header Esta função permite que um script php redirecione para outra página.

Leia mais

Arquiteturas de Aplicações Web. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Arquiteturas de Aplicações Web. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Arquiteturas de Aplicações Web Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Aplicações Convencionais vs. Web Aplicações convencionais Escritas usando uma linguagem de programação (ex.: Java) Sites de

Leia mais

Ajax Asynchronous JavaScript and Xml

Ajax Asynchronous JavaScript and Xml Ajax Asynchronous JavaScript and Xml Ajax permite construir aplicações Web mais interativas, responsivas, e fáceis de usar que aplicações Web tradicionais. Numa aplicação Web tradicional quando se prime

Leia mais

Programação II Programação para a Web. Christopher Burrows

Programação II Programação para a Web. Christopher Burrows Programação II Programação para a Web Christopher Burrows Apache Tomcat O Apache Tomcat é um Servlet Container desenvolvido pela Apache Software Foundation. Implementa as tecnologias Java Servlets e Java

Leia mais

Java na WEB Componentes Bean

Java na WEB Componentes Bean 1 Java na WEB Componentes Bean Objetivo: Ao final da aula o aluno será capaz de: Criar site dinâmico utilizando componentes Bean Utilizar Tags de ação Empregar Coleções de Bean. Sumário 5. Definição de

Leia mais

Introdução a Servlets e JSP. Prof. Samuel Martins samuellunamartins at gmail dot com Faculdade São Miguel

Introdução a Servlets e JSP. Prof. Samuel Martins samuellunamartins at gmail dot com Faculdade São Miguel Introdução a Servlets e JSP samuellunamartins at gmail dot com Conteúdo da aula Introdução a HTML Introdução a Servlets Preparando o ambiente de programação Exemplo de Servlets 2 Websites na década de

Leia mais

Mini-curso de PHP. Aulas ministradas por: André Luis de Paula Arthur Kalsing Diego Silva

Mini-curso de PHP. Aulas ministradas por: André Luis de Paula Arthur Kalsing Diego Silva Mini-curso de PHP Aulas ministradas por: André Luis de Paula Arthur Kalsing Diego Silva Aula 1 Breve introdução de HTML, Conceitos básicos de PHP, Sintaxe, Separador de instruções e Comentários (Cap 1

Leia mais

Capítulo 4. Programação em ASP

Capítulo 4. Programação em ASP Índice: CAPÍTULO 4. PROGRAMAÇÃO EM ASP...2 4.1 REGISTRAR...2 4.1.1 Códigos para configuração do objeto...2 4.1.2 Formulário para transferir dados da impressão digital...3 4.1.3 Código Javascript para registro

Leia mais

Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL

Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL Gerador de código JSP baseado em projeto de banco de dados MySQL Juliane Menin Orientanda Prof. Alexander Roberto Valdameri Orientador Roteiro Introdução e Objetivos Fundamentação Teórica Especificação

Leia mais

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Sistema de Rastreamento de Objetos - SRO

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Sistema de Rastreamento de Objetos - SRO GUIA TÉCNICO PARA IMPLEMENTAÇÃO DO RASTREAMENTO DE OBJETOS VIA XML Versão 1.5 01 de Junho de 2011 Para automatizar o processo de retorno de informações sobre o rastreamento de objetos, o cliente pode conectar-se

Leia mais

Programação para a Internet II 2.13. PHP AJAX. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Programação para a Internet II 2.13. PHP AJAX. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Programação para a Internet II 2.13. PHP AJAX Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Ajax não é uma tecnologia! É um conceito! Consiste no uso do objecto XMLHttpRequest que se encontra implementado

Leia mais

Servlets. João Carlos Pinheiro. Julho / 2005

Servlets. João Carlos Pinheiro. Julho / 2005 Servlets João Carlos Pinheiro Julho / 2005 1 Objetivos Apresentar Os benefícios de servlets A arquitetura de aplicativo servlet Como funciona um Servlet Os pacotes javax.servlet e javax.servlet.http Como

Leia mais

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS MANUAL DE BOAS PRÁTICAS Este manual é de uso exclusivo de clientes, parceiros, fornecedores e colaboradores da Dinamize. No caso de dúvidas, entre em contato através do e-mail suporte@dinamize.com. HTML

Leia mais

Autenticação e Autorização

Autenticação e Autorização Autenticação e Autorização Introdução A segurança em aplicações corporativas está relacionada a diversos aspectos, tais como: autenticação, autorização e auditoria. A autenticação identifica quem acessa

Leia mais

Ajax Asynchronous JavaScript and Xml

Ajax Asynchronous JavaScript and Xml Ajax Asynchronous JavaScript and Xml Ajax permite construir aplicações Web mais interactivas, responsivas, e fáceis de usar que aplicações Web tradicionais. Numa aplicação Web tradicional quando se prime

Leia mais

PROGRAMAÇÃO WEB DO LADO DO CLIENTE

PROGRAMAÇÃO WEB DO LADO DO CLIENTE PROGRAMAÇÃO WEB DO LADO DO CLIENTE FORMULÁRIO Na linguagem HTML é permitido que o usuário interaja com o servidor através de formulários ligados a scripts desenvolvidos em linguagens como PHP, Servlets,

Leia mais

Manual Técnico Boleto Eletrônico Online

Manual Técnico Boleto Eletrônico Online Manual Técnico Boleto Eletrônico Online Gateway de Pagamentos HSBC Cobrança Não Registrada Versão: 2.2 Maio/2013 PUBLIC SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 03 1. NOTAS PRELIMINARES 04 2. LEGISLAÇÃO 05 3. PROCESSOS DE

Leia mais

Obtendo dados com formulários

Obtendo dados com formulários Obtendo dados com formulários Exploraremos agora uma das utilizações mais poderosas para o JavaScript: trabalhar com formulários de HTML. Você pode utilizar JavaScript para tornar um formulário mais interativo,

Leia mais

HTML -- Criação de Home Page

HTML -- Criação de Home Page PPáággi innaa 1 LISTAS Na linguagem HTML existem elementos específicos para a criação de listas, que podem ser listas ordenadas (OL), listas sem ordenação (UL), ou listas de definição (DL). Um detalhe

Leia mais

Guia técnico para implementação do Rastreamento de Objetos via XML

Guia técnico para implementação do Rastreamento de Objetos via XML Guia técnico para implementação do Rastreamento de Objetos via XML Versão 1.7 Para automatizar o processo de retorno de informações sobre o rastreamento de objetos, o cliente pode conectar-se ao servidor

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web

Introdução à Tecnologia Web Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XTML extensible HyperText Markup Language Elementos da Seção do Corpo Tabelas Formulários Professor Alan Cleber Borim www.alanborim.com.br Índice.

Leia mais

mkdir /srv/www/default/html/calculadora/imagens mkdir /srv/www/default/html/calculadora/blocos

mkdir /srv/www/default/html/calculadora/imagens mkdir /srv/www/default/html/calculadora/blocos Programando em PHP www.guilhermepontes.eti.br lgapontes@gmail.com Criando uma Calculadora Primeiramente deve se criar uma estrutura para armazenar os arquivos necessários para o funcionamento da calculadora.

Leia mais

Conteúdo. DHTML tópicos Hamilton Lima - 2002-2004

Conteúdo. DHTML tópicos Hamilton Lima - 2002-2004 DHTML tópicos Hamilton Lima - 2002-2004 Conteúdo 1. meu primeiro script... 2 2. DOM Document Object Model...2 3. tipo de execução de scripts...2 4. resposta a um evento... 3 5. tipos de dados, variaveis

Leia mais

Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objeto

Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objeto Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objeto WEB Servlets Slides baseados no material de Daniel Arraes Pereira, cin.ufpe.br. Professora Sheila Cáceres Server-side Java for the web Um servlet

Leia mais

Edição de Setembro. Validação formulários com PHP. ... revistamensal de programação Open Source

Edição de Setembro. Validação formulários com PHP. ... revistamensal de programação Open Source Edição de Setembro... revistamensal de programação Open Source Apresentação Quem somos Submeter Pesquisar Serviços Contactos Artigo 4 / 58 Selecione o artigo pretendido Validação formulários com PHP Artigos

Leia mais

Programação Web Prof. Wladimir

Programação Web Prof. Wladimir Programação Web Prof. Wladimir Linguagem PHP @wre2008 1 Sumário PHP: Tipos de dados; Manipulação de dados; Utilizando formulário. @wre2008 2 Tipos de dados As variáveis são declaradas no momento de sua

Leia mais

Tecnologias Web. Java Servlets

Tecnologias Web. Java Servlets Tecnologias Web Java Servlets Cristiano Lehrer, M.Sc. O que são Servlets Extensões do servidor escritas em Java: Podem ser usados para estender qualquer tipo de aplicação do modelo requisição/resposta.

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET. Fonte: Raul Paradeda

PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET. Fonte: Raul Paradeda PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET Introdução à AJAX Fonte: Raul Paradeda INTRODUÇÃO Para entender o que é o AJAX é necessário ter o prévio conhecimento de: HTML / XHTML; Javascript; CSS; XML. INTRODUÇÃO Ao pesquisar

Leia mais

Altere a cor de fundo Altere a cor do texto Utilize meta tags e direcione a página para um site qualquer

Altere a cor de fundo Altere a cor do texto Utilize meta tags e direcione a página para um site qualquer Exercício A11 - Digite o código abaixo e salve-o como ex1.htm. Documento com fundo azul!! Página com fundo e texto coloridos!

Leia mais

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com

Java II. Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Java II Sérgio Luiz Ruivace Cerqueira sergioruivace@gmail.com Servlets Servlet Aplicação Java que é executada no servidor que estende a capacidade do servidor Web Alternativa Java para os scripts CGI Gerenciado

Leia mais

Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition. Alex de V. Garcia, Dr.

Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition. Alex de V. Garcia, Dr. Introdução à Plataforma J2EE Java2 Enterprise Edition 1 O que é a plataforma J2EE? Estende a linguagem Java através de padrões simples e unificados para aplicações distribuídas através de um modelo baseado

Leia mais

Prática Sobre Servlets e JSP

Prática Sobre Servlets e JSP Prática Sobre Servlets e JSP 1. Localize a pasta do Tomcat (TOMCAT_HOME); 2. Acesse a pasta bin e execute tomcat5w.exe; 3. Abra o Navegador e acesse http://localhost:8080 (A apresentação de uma página

Leia mais

Manual Técnico Boleto Eletrônico Online

Manual Técnico Boleto Eletrônico Online Manual Técnico Boleto Eletrônico Online Gateway de Pagamentos HSBC Cobrança Não Registrada Versão: 2.5 Julho/2014 PUBLIC SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 03 1. NOTAS PRELIMINARES 04 2. LEGISLAÇÃO 05 3. PROCESSOS DE

Leia mais

Dicas para Javascript (parte2) 21 - IMPEDIR DIGITAÇÃO DE CARACTERES NÃOO NUMÉRICOS

Dicas para Javascript (parte2) 21 - IMPEDIR DIGITAÇÃO DE CARACTERES NÃOO NUMÉRICOS Dicas para Javascript (parte2) 21 - IMPEDIR DIGITAÇÃO DE CARACTERES NÃOO NUMÉRICOS

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Formulários Os formulários em HTML são usados para selecionar diferentes tipos de entradas do usuário. Um formulário é uma área que

Leia mais

VTEX TRIGGER ABANDONED CART TEMPLATE DO E-MAIL. VTEX On-line Applications

VTEX TRIGGER ABANDONED CART TEMPLATE DO E-MAIL. VTEX On-line Applications 2014 VTEX On-line Applications VTEX TRIGGER ABANDONED CART TEMPLATE DO E-MAIL "A real vantagem competitiva de uma empresa consiste em ter informação sobre seus clientes que a concorrência não tem e ser

Leia mais

10. Aplicações usando CGI, ASP e JSP

10. Aplicações usando CGI, ASP e JSP 10. Aplicações usando CGI, ASP e JSP Este módulo apresenta exemplos de aplicações usando CGI, JSP e ASP. Não pretende mostrar como construir aplicações em ASP e JSP pois tais tecnologias exigem conhecimentos

Leia mais

Criando e Entendendo o Primeiro Servlet Por: Raphaela Galhardo Fernandes

Criando e Entendendo o Primeiro Servlet Por: Raphaela Galhardo Fernandes Criando e Entendendo o Primeiro Servlet Por: Raphaela Galhardo Fernandes Resumo Neste tutorial serão apresentados conceitos relacionados a Servlets. Ele inicial como uma breve introdução do funcionamento

Leia mais

Tutorial. Começando a Criar Aplicativos SMS

Tutorial. Começando a Criar Aplicativos SMS Tutorial Começando a Criar Aplicativos SMS Para começar Neste tutorial você vai entender como criar e integrar um aplicativo SMS usando a Brazapp. Para uma melhor compreensão, passaremos por todos os passos:

Leia mais

SISTEMA GERENCIAMENTO DE PRODUTOS PHP E MySQL 1. APRESENTAÇÃO

SISTEMA GERENCIAMENTO DE PRODUTOS PHP E MySQL 1. APRESENTAÇÃO SISTEMA GERENCIAMENTO DE PRODUTOS PHP E MySQL 1. APRESENTAÇÃO Este é um sistema de controle de produtos, onde o usuário irá entrar com o login e a senha, e se ele for um usuário cadastrado na tabela usuários

Leia mais

Introdução. HyperText Markup Language HTML. Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário

Introdução. HyperText Markup Language HTML. Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário Introdução HyperText Markup Language HTML Formulário Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br http://professor.ifsertao-pe.edu.br/nicolas.trigo/ O usuário interage com os serviços

Leia mais

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Curso HTML & CSS > Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Sumário > Apresentação > Introdução ao HTML História Começando a Programar > Tags em HTML Headings (Cabeçalhos) Parágrafos Formatação

Leia mais

Conteúdo Dinâmico. Introdução. Interação Browser x Servidor Web. Interação Browser x Servidor Web

Conteúdo Dinâmico. Introdução. Interação Browser x Servidor Web. Interação Browser x Servidor Web Introdução Formulários rios & Conteúdo Dinâmico Mário Antonio Meireles Teixeira Dept o. de Informática - UFMA A Web surgiu inicialmente como uma nova forma de comunicação de informações, fazendo uso de

Leia mais

Construindo um sistema simples de cadastro de fornecedores em PHP e MySQL.

Construindo um sistema simples de cadastro de fornecedores em PHP e MySQL. Construindo um sistema simples de cadastro de fornecedores em PHP e MySQL. Procuraremos mostrar os principais procedimentos para fazer um cadastro de registros numa base de dados MySQL utilizando a linguagem

Leia mais

Tecnologias para apresentação de dados - HTML. Aécio Costa

Tecnologias para apresentação de dados - HTML. Aécio Costa Tecnologias para apresentação de dados - HTML Aécio Costa Apresentação de Dados na Web Tecnologias client-side HTML CSS JavaScript HyperText Markup Language Uma linguagem de marcação utilizada para produzir

Leia mais

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS

MANUAL DE BOAS PRÁTICAS MANUAL DE BOAS PRÁTICAS Este manual é de uso exclusivo de clientes, parceiros, fornecedores e colaboradores da Dinamize. No caso de dúvidas, entre em contato através do e-mail suporte@dinamize.com. HTML

Leia mais

Comércio Eletrônico LocaWeb. Guia Prático do Desenvolvedor. versão 2.0. http://www.locaweb.com.br comercio@locaweb.com.br 0800 555-WEB (0800 555-932)

Comércio Eletrônico LocaWeb. Guia Prático do Desenvolvedor. versão 2.0. http://www.locaweb.com.br comercio@locaweb.com.br 0800 555-WEB (0800 555-932) Comércio Eletrônico LocaWeb Guia Prático do Desenvolvedor versão 2.0 http://www.locaweb.com.br comercio@locaweb.com.br 0800 555-WEB (0800 555-932) Autores: Gilberto Mautner Renato Weiner OBJETIVO DESTE

Leia mais

Java Servlets. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Java Servlets. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Java Servlets Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Especificação/IDE/Implementação Esse curso foi preparado em 03/2015 usando a seguinte especificação, IDE e implementação Especificação Java

Leia mais

Java Server Pages. O código HTML pode indicar o método de arranque do servlet gerado por um JSP : doget ou dopost.

Java Server Pages. O código HTML pode indicar o método de arranque do servlet gerado por um JSP : doget ou dopost. Java Server Pages O código HTML pode indicar o método de arranque do servlet gerado por um JSP : doget ou dopost. servlet: Exemplo em que o método get é invocado no arranque do

Leia mais

Introdução. História. Como funciona

Introdução. História. Como funciona Introdução O HTML é uma linguagem de marcação utilizada para desenvolvimento de sites. Esta linguagem surgiu junto com o HTTP, ambos possibilitaram a internet ser popularizada. História O HTML foi criado

Leia mais