Ajax Asynchronous JavaScript and Xml

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ajax Asynchronous JavaScript and Xml"

Transcrição

1 Ajax Asynchronous JavaScript and Xml Ajax permite construir aplicações Web mais interativas, responsivas, e fáceis de usar que aplicações Web tradicionais. Numa aplicação Web tradicional quando se prime um botão uma página é carregada. Normalmente, o utilizador preenche informação de um formulário, clica num botão, o browser envia um pedido ao servidor, e enquanto o servidor não responde, a página fica inativa. Para cada pedido recebido o servidor envia uma nova página html completa e atualizada com novos dados. Quando o servidor responde o browser redesenha completamente a página. Ajax permite criar uma nova geração de aplicações Web, onde JavaScript, HTML dinâmico, e XML tornam a aplicação semelhante a uma aplicação desktop responsiva e dinâmica. Ajax usa um modelo de pedido/resposta diferente para obter aplicações mais rápidas. A página Web efectua o pedido através de uma função JavaScript, em vez de submeter o formulário Web. Código JavaScript faz o pedido ao servidor que responde só com os dados que a página necessita, sem código de anotações ou de apresentação. Quando o browser recebe a resposta do servidor invoca código JavaScript, que atualiza dinamicamente a página Web, alterando apenas o necessário. A maior parte da página não muda, apenas as partes da página que necessitam ser atualizadas. Para o servidor Web nada muda, apenas responde ao pedido. Só que o pedido em vez de ser uma página completa, é apenas dos dados necessários. As aplicações Web Ajax, além de possibilitarem uma interação com o servidor sem a necessidade do browser ter de carregar e desenhar uma página completa, são assíncronas, porque o código JavaScript efectua um pedido assíncrono ao servidor. Após o pedido ser efetuado, pode-se continuar a trabalhar no formulário Web ao mesmo tempo que o servidor processa o pedido. Quando o servidor envia a resposta, código JavaScript atualiza parte da página sem que o utilizador tenha que estar à espera. O poder das aplicações Ajax reside nos pedidos assíncronos combinados com a atualização de páginas sem necessidade de as recarregar. Código JavaScript de uma Aplicação Ajax Uma aplicação Web Ajax, em vez de submeter um formulário ao servidor, usa código JavaScript para efetuar o pedido e não fica à espera da resposta (mantendo a página Web ativa). Quando o servidor envia a resposta, código JavaScript atualiza uma parte da página com os novos valores recebidos em vez de recarregar a página inteira. Deve-se usar Ajax quando se pretende apenas atualizar parte de uma página, tal como mudar imagens, atualizar campos de texto ou responder ao utilizador. Quando se pretende uma mudança significativa da página deve-se permitir que o utilizador submeta o formulário. Se um browser não permite a execução de código JavaScript não é possível executar uma aplicação Web Ajax. Um utilizador de uma aplicação Web Ajax tem de ter o

2 browser configurado com permissão de JavaScript. Geralmente os browsers, por omissão, estão configurados para permitir execução de código JavaScript. Uma aplicação assíncrona para efetuar pedidos ao servidor usa o objeto Javascript XMLHttpRequest. Mas diferentes browsers têm maneiras diferentes de criar este objeto. Assim vamos necessitar de uma função JavaScript para criar este objeto. Podemos dividir o código JavaScript necessário para uma aplicação Ajax interatuar com o servidor em três funções: 1) criarobjetoxmlhttprequest() 2) efetuarpedido() 3) atualizarpagina() var objxmlhttprequest = null; function criarobjetoxmlhttprequest() { if (window.xmlhttprequest) { objxmlhttprequest = new XMLHttpRequest(); else if (window.activexobject) { objxmlhttprequest = new ActiveXObject("Microsoft.XMLHTTP"); if (objxmlhttprequest == null) alert("erro ao criar o objeto XMLHttpRequest!"); function efetuarpedido() { criarobjetoxmlhttprequest(); var url = "respostaajax.php"; objxmlhttprequest.open("get", url, true); objxmlhttprequest.onreadystatechange = atualizarpagina; objxmlhttprequest.send(null); function atualizarpagina() { if (objxmlhttprequest.readystate == 4 && objxmlhttprequest.status == 200) { var novovalor = objxmlhttprequest.responsetext; document.getelementbyid("id1").childnodes[0].nodevalue= novovalor; A função criarobjetoxmlhttprequest() cria o objeto XMLHttpRequest. Existem diferentes maneiras de o criar dependente do browser. O objeto XMLHttpRequest possui várias propriedades e funções. open("get", url, true) Esta função inicializa a ligação ao servidor. onreadystatechange Propriedade que permite atribuir uma função JavaScript que vai ser chamada pelo browser sempre que o estado "readystate" muda. Sempre que o estado "readystate" do objeto XMLHttpRequest muda, o browser chama a função callback (neste exemplo atualizarpagina). É necessário colocar esta propriedade antes de chamar send() para que o browser saiba que função chamar quando obtiver a resposta do servidor.

3 send(null) Esta função envia o pedido ao servidor. null significa que não se envia nenhum dado no pedido. Se necessário, pode-se enviar dados adicionais aos contidos no url. readystate Propriedade que contém o estado do pedido efetuado ao servidor: 0 - Ligação não inicializada (Uninitialized) O objeto XMLHttpRequest foi criado, mas não inicializado. O método open() ainda não foi invocado. 1 - Ligação inicializada (Loading) O objeto XMLHttpRequest sabe como ligar e o que pedir mas ainda não enviou pedido. O método send() ainda não foi invocado. 2 - Resposta em progresso (Loaded) O pedido já foi enviado, o status e cabeçalho da resposta já estão disponíveis, mas a resposta ainda não. 3 - Obtendo a resposta do servidor (Interactive) Os dados estão a ser carregados no objeto XMLHttpRequest, mas ainda não terminaram. 4 - Resposta do servidor pronta (Completed) A resposta está disponível na propriedade "responsetext" do objeto XMLHttpRequest. status Propriedade que informa se o pedido foi executado com sucesso (status = 200). O servidor reporta problemas com o pedido usando um código de status. O código de status indica o que aconteceu durante o pedido. Há uma diferença entre o readystate do pedido e o status do mesmo pedido. O readystate informa o estado de processamento do pedido (inicialização, processamento, completo), enquanto o status informa se o pedido teve sucesso. O browser coloca, quer o readystate, quer o status no objeto XMLHttpRequest. O browser invoca sempre a função callback e reporta o erro se existir, porque para um pedido assíncrono, o callback é a única maneira de podermos escrever código para lidar com a resposta do servidor. Se o readystate é igual a 4 o browser já colocou a resposta do servidor na propriedade responsetext ou responsexml do objeto XMLHttpRequest. Para atualizar a página Web usamos o DOM (Document Object Model). Se alterarmos uma página Web usando o DOM, o browser atualiza a página imediatamente. DOM Document Object Model (Modelo de Objetos do Documento) Muitas vezes os campos de texto são usados para entrar texto. Possuem uma propriedade "value" que permite colocar ou obter o valor do texto directamente. Os elementos span ou div não possuem a propriedade "value", porque à semelhança de muitos outros elementos html não se usam para entrar texto. Ex1. - Atualização do campo de texto com id="id1": var enderecocliente = objxmlhttprequest.responsetext; document.getelementbyid("id1").value = enderecocliente; // ou document.getelementbyid("id1"). childnodes[0].nodevalue = enderecocliente;

4 Ex2. - Atualização do span com id=" id2": var enderecocliente = objxmlhttprequest.responsetext; document.getelementbyid("id2"). childnodes[0].nodevalue = enderecocliente; Formulário Web php sem Ajax Consideremos o seguinte formulário Web que pede ao servidor informação sobre a quantidade de vendas de um dado produto X. O servidor, para simular que acede a uma base de dados, gera aleatoriamente um valor. <!DOCTYPE html> <html> <head> <title>página de Vendas - sem Ajax</title> <style> td { text-align: center; </style> </head> <body> <form> <div> <table border="1"> <caption>vendas da Empresa A</caption> <th>produtos X vendidos:</th> <td><span id="produtos-vendidos"> <?php $totalvendas = rand(0, 1000); print $totalvendas;?> </span></td> <td colspan="2"> <input type="submit" value="actualizar Vendas" /> </td> </table> </div> </form> </body> </html> Ficheiro vendas.php Sempre que se premir Atualizar Vendas toda a página recarrega. Só um número é mudado mas a aplicação redesenha a página inteira. O Servidor recebe o pedido, e envia a quantidade de vendas dentro de uma página HTML. O Browser carrega a página que recebe e mostra-a no ecrã.

5 Formulário Web php com Ajax Ajax permite atualizar as vendas sem recarregar a página. Ficheiro vendasajax.php: <!DOCTYPE html> <html> <head> <title>página de Vendas - com Ajax</title> <style> td { text-align: center; </style> <script type="text/javascript"> var objxmlhttprequest = null; function criarobjectoxmlhttprequest() { if (window.xmlhttprequest) { objxmlhttprequest = new XMLHttpRequest(); else if (window.activexobject) { objxmlhttprequest = new ActiveXObject("Microsoft.XMLHTTP"); if (objxmlhttprequest == null) alert("erro ao criar o objecto XMLHttpRequest!"); function efetuarpedido() { criarobjectoxmlhttprequest(); var url = "respostaajax.php"; objxmlhttprequest.open("get", url, true); objxmlhttprequest.onreadystatechange = atualizarpagina; objxmlhttprequest.send(null); // alert("enviado o pedido ao servidor para actualizar a pagina!"); function atualizarpagina() { // alert("inicio de actualizar pagina! " + objxmlhttprequest.readystate); if (objxmlhttprequest.readystate == 4 && objxmlhttprequest.status == 200){ var novototal = objxmlhttprequest.responsetext; document.getelementbyid("produtos-vendidos"). childnodes[0].nodevalue = novototal; </script> </head> <body> <form> <div> <table border="1"> <caption>vendas da Empresa A</caption> <th>produtos X vendidos:</th> <td><span id="produtos-vendidos"> <?php $totalvendas = rand(0, 1000); print $totalvendas;?> </span></td> <td colspan="2"> <input type="button" value="atualizar Vendas" onclick="efetuarpedido();" /></td> </table> </div> </form> </body> </html>

6 <?php $totalvendas = rand(0,1000); print $totalvendas;?> Alterações efetuadas: Ficheiro respostaajax.php O botão submit cujo efeito era submeter o formulário foi substituído por um botão JavaScript em que o evento clique chama a função JavaScript efetuarpedido(). As aplicações assíncronas efectuam pedidos usando um objeto javascript e não uma submissão de um formulário. O código JavaScript cria um objeto XMLHtpRequest, abre uma ligação assíncrona ao servidor com o pedido respostaajax.php, atribui à propriedade onreadystatechange a função JavaScript atualizarpagina que contém o código de atualização da página, e envia o pedido ao servidor. O browser coloca a resposta do servidor na propriedade responsetext do objeto XMLHttpRequest. A função JavaScript atualizarpagina lê esta resposta e coloca-a no elemento com o id "produtos-vendidos". O envio dos pedidos ao servidor assim como a receção das respostas do servidor são tratados pelo browser Web e não diretamente pelo código JavaScript. Quando o browser obtém a resposta de um pedido assíncrono, invoca código JavaScript e disponibiliza a resposta do servidor. Numa aplicação assíncrona o pedido é efetuado pelo browser e não directamente pelo código JavaScript. O browser retorna o controlo ao utilizador porque se trata de um pedido assíncrono. Quando o servidor responde, o browser corre a função atribuída à propriedade onreadystatechange do objeto XMLHttpRequest. Os pedidos efetuados ao servidor podem estar em diferentes estados readystate. De cada vez que o estado readystate muda, a função atribuída à propriedade onreadystatechange do objeto XMLHttpRequest é invocada. Quando o readystate é colocado em 4 o servidor já terminou o envio da resposta, e portanto é seguro usar os dados que o Servidor enviou e que estão guardados no objeto XMLHttpRequest. POST Pode-se usar o método send() para passar dados ao Servidor, mas para isso é necessário usar o método POST no pedido e especificar o tipo de conteúdo para o pedido. Na versão POST colocam-se no método send() pares nome/valor do mesmo modo que se colocam na versão GET no fim de um URL (querystring). function submeterpedido() { criarobjetoxmlhttprequest(); var telefone = document.getelementbyid( telefone ).value; var endereco = document.getelementbyid( endereco ).value; var url = "ColocarPedido.aspx"; objxmlhttprequest.open("post", url, true);

7 objxmlhttprequest.onreadystatechange = atualizarpagina; objxmlhttprequest.setrequestheader( Content-Type, application/x-www-form-urlencoded ); objxmlhttprequest.send( telefone= + escape(telefone) + &endereco= + escape(endereco)); Num pedido GET os dados fazem parte do URL pedido, por isso são texto. Mas num pedido POST pode-se enviar uma imagem, ou XML, ou texto. Por isso é necessário informar o servidor do tipo de conteúdo, para ele poder descodificar. objxmlhttprequest.setrequestheader( Content-Type, application/x-www-form-urlencoded ); diz ao servidor que os dados estão codificados como se fossem provenientes de um pedido GET, isto é, enviados sob a forma nome=valor. XML Cliente recebe XML No caso de o servidor necessitar de enviar uma tabela de valores, poderia enviar uma string com os valores separados por ponto e vírgula ( ; ), ou ou por vírgula, e no cliente separar as substrings. Mas é preferível enviar um documento XML. <?xml version= 1.0 encoding= utf-8?> <vendas> <artigo-1>189</artigo-1> <artigo-2>241</artigo-2> <artigo-3>456</artigo-3> </vendas> function atualizarpagina() { if (objxmlhttprequest.readystate == 4 && objxmlhttprequest.status == 200) { alert(objxmlhttprequest.responsetext); var docxml = objxmlhttprequest.responsexml; var vendas1 = docxml.getelementbytagname("artigo-1"); document.getelementbyid( "produtos-vendidos").childnodes[0].nodevalue= vendas1; else alert( Erro! status de XMLHttpRequest = + objxmlhttprequest.status); Cliente envia XML Para enviar XML, tem que ser através de POST. objxmlhttprequest.setrequestheader( Content-Type, text/xml ); Informa o servidor que o tipo de conteúdo da mensagem é XML no formato texto.

Ajax Asynchronous JavaScript and Xml

Ajax Asynchronous JavaScript and Xml Ajax Asynchronous JavaScript and Xml Ajax permite construir aplicações Web mais interactivas, responsivas, e fáceis de usar que aplicações Web tradicionais. Numa aplicação Web tradicional quando se prime

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET. Fonte: Raul Paradeda

PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET. Fonte: Raul Paradeda PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET Introdução à AJAX Fonte: Raul Paradeda INTRODUÇÃO Para entender o que é o AJAX é necessário ter o prévio conhecimento de: HTML / XHTML; Javascript; CSS; XML. INTRODUÇÃO Ao pesquisar

Leia mais

AJaX Asy s nchronous s J avasc S ript p t a nd d XML

AJaX Asy s nchronous s J avasc S ript p t a nd d XML Asynchronous JavaScript and XML Ajax Um nome para um novo tipo de aplicações na Web Técnica de desenvolvimento de aplicações para criar páginas mais interactivas Não é uma nova tecnologia Ajax= JavaScript

Leia mais

Ajax não é dependente dos servidores Web, e como tal poderá ser usado com PHP, JSP, ASP e ASP.NET.

Ajax não é dependente dos servidores Web, e como tal poderá ser usado com PHP, JSP, ASP e ASP.NET. 1 2 Ajax não é dependente dos servidores Web, e como tal poderá ser usado com PHP, JSP, ASP e ASP.NET. 3 Por todo o documento subentende-se: todos os seus componentes já anteriormente carregados: imagens,

Leia mais

Programação para a Internet II 2.13. PHP AJAX. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Programação para a Internet II 2.13. PHP AJAX. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Programação para a Internet II 2.13. PHP AJAX Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Ajax não é uma tecnologia! É um conceito! Consiste no uso do objecto XMLHttpRequest que se encontra implementado

Leia mais

AJAX no GASweb. Mas e afinal, para que usamos o AJAX?

AJAX no GASweb. Mas e afinal, para que usamos o AJAX? Nível - Avançado AJAX no GASweb Por: Pablo Hadler AJAX (Asynchronous Javascript and XML) foi criado com o princípio de ser uma maneira rápida e otimizada de podermos fazer requisições Web, sendo esta totalmente

Leia mais

Lista de Revisão. 3. Analise a afirmativa a seguir como verdadeira ou falsa e justifique.

Lista de Revisão. 3. Analise a afirmativa a seguir como verdadeira ou falsa e justifique. Lista de Revisão 1. Nos sistemas web, geralmente os usuários apresentam dois problemas típicos, a desorientação e a sobrecarga cognitiva. Discorra sobre esses problemas. 2. Apresente as principais diferenças

Leia mais

AJAX. Prof. Marcos Alexandruk

AJAX. Prof. Marcos Alexandruk Prof. Marcos Alexandruk m.alexandruk@hotmail.com Asynchronous JavaScript and XML Não é uma "nova tecnologia" Utiliza os recursos já existentes do JavaScript Jesse James Garret utilizou o termo pela primeira

Leia mais

AJAX é baseado nos seguintes padrões WEB: JavaScript, XML, HTML, CSS.

AJAX é baseado nos seguintes padrões WEB: JavaScript, XML, HTML, CSS. AJAX AJAX é acrônimo de Asynchronous JavaScript And XML. É um tipo de programação que se tornou popular in 2005 pela Google (com Google Suggest). AJAX não é uma nova linguagem de programação, mas uma nova

Leia mais

AJAX. Aula 01 - Introdução

AJAX. Aula 01 - Introdução AJAX Aula 01 - Introdução AJAX é acrônimo em língua inglesa de "Asynchronous Javascript and XML", que em português significa "Javascript e XML Assíncronos" Introdução O Ajax é baseado nos seguintes padrões

Leia mais

Os objetivos indicados aplicam-se a duas linguagens de programação: C e PHP

Os objetivos indicados aplicam-se a duas linguagens de programação: C e PHP AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA COMBA DÃO CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS 2012-2015 PROGRAMAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MÓDULO 2 Mecanismos de Controlo de

Leia mais

Conceitos de Ajax Exemplos de uso do Ajax no braço, muitos exemplos, muito código (HTML, CSS, JavaScript, PHP, XML, JSON)

Conceitos de Ajax Exemplos de uso do Ajax no braço, muitos exemplos, muito código (HTML, CSS, JavaScript, PHP, XML, JSON) Márcio Koch 1 Currículo Formado na FURB em Ciência da Computação Pós graduado em Tecnologias para o desenvolvimento de aplicações web Mestrando em Computação Gráfica na UDESC Arquiteto de software na Senior

Leia mais

O que é o JavaScript?

O que é o JavaScript? JavaScript Introdução O JavaScript é utilizado por milhões de páginas na web para melhorar o design, validar forms, e muito mais O JavaScript foi inicialmente desenvolvido pela Netscape e é a linguagem

Leia mais

WEBDESIGN. Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira

WEBDESIGN. Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira WEBDESIGN Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Formulários e JavaScript Como visto anteriormente, JavaScript pode ser usada para

Leia mais

AJAX (Asynchronous Javascript And XML)

AJAX (Asynchronous Javascript And XML) AJAX (Asynchronous Javascript And XML) André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br AJAX O nome AJAX foi idealizado por Jesse James Garrett, que definiu o objeto XMLHttpRequest. O AJAX não é uma linguagem

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo CCA UFES. Centro de Ciências Agrárias CCA UFES Departamento de Computação. JavaScript

Universidade Federal do Espírito Santo CCA UFES. Centro de Ciências Agrárias CCA UFES Departamento de Computação. JavaScript Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA UFES Departamento de Computação Universidade Federal do Espírito Santo CCA UFES JavaScript Desenvolvimento de Sistemas para WEB Site:

Leia mais

AJAX Asynchronous JavaSctipt And XML. Nuno Dantas, 1010676 7 de Novembro de 2006

AJAX Asynchronous JavaSctipt And XML. Nuno Dantas, 1010676 7 de Novembro de 2006 AJAX Asynchronous JavaSctipt And XML Nuno Dantas, 1010676 7 de Novembro de 2006 1 2 Resumo Com o desenvolvimento da Internet apareceu de necessidade de melhorar a forma de funcionamento das aplicações

Leia mais

J820. Testes de interface Web com. HttpUnit. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org)

J820. Testes de interface Web com. HttpUnit. argonavis.com.br. Helder da Rocha (helder@acm.org) J820 Testes de interface Web com HttpUnit Helder da Rocha (helder@acm.org) O que é HttpUnit API Java para comunicação com servidores HTTP Permite que programas construam e enviem requisições, e depois

Leia mais

HTML - 7. Vitor Vaz da Silva Paula Graça

HTML - 7. Vitor Vaz da Silva Paula Graça HTML - 7 Vitor Vaz da Silva Paula Graça 1 Formulários Os formulários forms no HTML, são utilizados para a introdução de dados de uma determinada aplicação Os programas JavaScript têm como um dos seus maiores

Leia mais

Primeiro contato com JavaScript

Primeiro contato com JavaScript Primeiro contato com JavaScript Visão Geral JavaScript É uma linguagem em formato script; Permite dinamizar funções do site e criar interatividade em páginas web. O JavaScript permite: Coletar dados dos

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações para Internet Aula 11

Desenvolvimento de Aplicações para Internet Aula 11 Desenvolvimento de Aplicações para Internet Aula 11 Celso Olivete Júnior olivete@fct.unesp.br www.fct.unesp.br/docentes/dmec/olivete jquery Na aula passada: Selecionando atributos Manipulando CSS Inserindo

Leia mais

Internet e protocolos web. A Internet é uma rede descentralizada de recursos computacionais. Topologia tem de fornecer caminhos alternativos

Internet e protocolos web. A Internet é uma rede descentralizada de recursos computacionais. Topologia tem de fornecer caminhos alternativos Internet e protocolos web A Internet é uma rede descentralizada de recursos computacionais Tolerante a falhas (no single point of failure) Topologia tem de fornecer caminhos alternativos entre 2 computadores

Leia mais

Introdução ao Javascript

Introdução ao Javascript Programação WEB I Introdução ao Javascript Apresentação da Disciplina,Introdução a linguagem Javascript Objetivos da Disciplina Apresentar os principais conceitos da linguagem Javascript referente à programação

Leia mais

Microsoft Office FrontPage 2003

Microsoft Office FrontPage 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office FrontPage 2003 1 Microsoft Office FrontPage 2003 O Microsoft

Leia mais

Fundamentos de Ajax e o Modelo DOM

Fundamentos de Ajax e o Modelo DOM Fundamentos de Ajax e o Modelo DOM Introdução O Ajax é uma nova tecnologia em ascensão e, embora o Ajax seja incontestavelmente atual, ele não é realmente novo. Ajax não é por si só tecnologia, mas sim

Leia mais

PHP. Hypertext Pre-Processor

PHP. Hypertext Pre-Processor PHP Hypertext Pre-Processor O que é o PHP? Uma linguagem de scripting é uma linguagem cujo código não tem de ser compilado para ser executado! O código escrito é interpretado em tempo de execução para

Leia mais

indica o nome do campo pelo qual podemos acessar.

indica o nome do campo pelo qual podemos acessar. Formulários Em geral Com o Javascript, os formulários Html tomam outra dimensão. Não esqueça que em Javascript, podemos acessar cada elemento de um formulário para, por exemplo, ler ou escrever um valor,

Leia mais

Manual de Integração Via Gadget. Passo a passo para realizar a integração entre websites e a plataforma Virtual Target.

Manual de Integração Via Gadget. Passo a passo para realizar a integração entre websites e a plataforma Virtual Target. Manual de Integração Via Gadget Passo a passo para realizar a integração entre websites e a plataforma Virtual Target. Manual de Integração Via Gadget 1. Introdução 1.1. O que é? Virtual Target Gadgets

Leia mais

Conteúdo. DHTML tópicos Hamilton Lima - 2002-2004

Conteúdo. DHTML tópicos Hamilton Lima - 2002-2004 DHTML tópicos Hamilton Lima - 2002-2004 Conteúdo 1. meu primeiro script... 2 2. DOM Document Object Model...2 3. tipo de execução de scripts...2 4. resposta a um evento... 3 5. tipos de dados, variaveis

Leia mais

JavaScript. JavaScript é uma linguagem de script usada em navegadores web. É uma linguagem dinâmica, estruturada e orientada em objetos.

JavaScript. JavaScript é uma linguagem de script usada em navegadores web. É uma linguagem dinâmica, estruturada e orientada em objetos. JavaScript JavaScript é uma linguagem de script usada em navegadores web. É uma linguagem dinâmica, estruturada e orientada em objetos. Pode ser usada dentro do próprio arquivo HTML ou estruturada em um

Leia mais

O SAFT 2013. 1) Faturação simplificada

O SAFT 2013. 1) Faturação simplificada O SAFT 2013 1) Faturação simplificada Existe agora uma série com descrição FS. Esta série foi adicionada automaticamente com a versão 2.4.3.0 do SoftManagement, para que, possa ser utilizada em atividades

Leia mais

PHP é um acrónimo para Hypertext Preprocessor.

PHP é um acrónimo para Hypertext Preprocessor. PHP 101 O que é o PHP? PHP é um acrónimo para Hypertext Preprocessor. É uma linguagem de scripting open-source que funciona do lado do servidor e é usada para gerar páginas web dinâmicas. Os scripts de

Leia mais

Trabalho Prático 1 Relatório Final

Trabalho Prático 1 Relatório Final Licenciatura em Engenharia Informática Departamento de Informática Desenvolvimento de Aplicações para a Web Ano lectivo 2012 / 2013 Trabalho Prático 1 Relatório Final Realizado por Antero Pires, n.º 33065

Leia mais

Interface Web services

Interface Web services Declarações Electrónicas Interface Web services DGCI, 2008/06/18 Objectivo Promover a integração de aplicações remotas com os Web services fornecidos pela DGITA para a submissão de declarações fiscais

Leia mais

Conteúdo Dinâmico. Introdução. Interação Browser x Servidor Web. Interação Browser x Servidor Web

Conteúdo Dinâmico. Introdução. Interação Browser x Servidor Web. Interação Browser x Servidor Web Introdução Formulários rios & Conteúdo Dinâmico Mário Antonio Meireles Teixeira Dept o. de Informática - UFMA A Web surgiu inicialmente como uma nova forma de comunicação de informações, fazendo uso de

Leia mais

Programação WEB I DOM (Document Object Manager)

Programação WEB I DOM (Document Object Manager) Programação WEB I DOM (Document Object Manager) DOM Significa Modelo de Objetos de Documentos e tem por finalidade descrever e padronizar os objetos e seus relacionamentos em uma aplicação. Tem a finalidade

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

Manual 2010 Webmaster

Manual 2010 Webmaster Manual 2010 Webmaster Menu 1. Acesso ao sistema 2. Campanhas 2.1 Ver Campanhas Disponíveis 2.2 Minhas Campanhas 3. Formatos 3.1 Banners Automáticos 3.2 Banners Manuais 3.3 E-mail Marketing 3.4 Vitrines

Leia mais

O que é o Javascript?

O que é o Javascript? O que é o Javascript? JavaScript é uma linguagem para criação de Home-Pages. Funções escritas em JavaScript podem ser embutidas dentro de seu documento HTML. Com JavaScript você tem muitas possibilidades

Leia mais

Programação web Prof. Wladimir

Programação web Prof. Wladimir Programação web Prof. Wladimir Linguagem PHP Cookie e Sessão @wre2008 1 Sumário Header; Cookie; Sessão; Exemplos. @wre2008 2 Header Esta função permite que um script php redirecione para outra página.

Leia mais

DHTML - MÓDULO 1: VISÃO GERAL E INTRODUÇÃO Por Marcelo Camargo Visão geral

DHTML - MÓDULO 1: VISÃO GERAL E INTRODUÇÃO Por Marcelo Camargo Visão geral Apostila retirada de http://www.ibestmasters.com.br DHTML - MÓDULO 1: VISÃO GERAL E INTRODUÇÃO Por Marcelo Camargo Visão geral A tecnologia DHTML (Dynamic HTML) foi apresentada inicialmente como um conjunto

Leia mais

Programação para Internet I

Programação para Internet I Programação para Internet I Aula 6 PHP: Include, Require, Variáveis de ambiente Prof. Teresinha Letícia da Silva leticiasfw@yahoo.com.br Inclusão de arquivos com Include e Require no PHP Uma técnica muito

Leia mais

Guia do Signatário SAP DocuSign

Guia do Signatário SAP DocuSign Guia do Signatário SAP DocuSign Índice 1. Guia do Signatário SAP DocuSign... 2 2. Receber uma notificação por e-mail... 2 3. Assinar o documento... 3 4. Outras opções... 4 4.1 Terminar mais tarde... 4

Leia mais

http://www.uarte.mct.pt

http://www.uarte.mct.pt ws-ftp 1 sobre o programa...... pag.. 2 descarregar o programa a partir do site da uarte... pag.. 3 instalar o programa...... pag.. 4 a 6 iniciar o programa...... pag.. 7 interface dpo programa... pag..

Leia mais

Desenvolvimento de Sistemas Web Prof. Leandro Roberto. Aula 18 JavaScript: Eventos MySQL PHP (insert, update e delete)

Desenvolvimento de Sistemas Web Prof. Leandro Roberto. Aula 18 JavaScript: Eventos MySQL PHP (insert, update e delete) Desenvolvimento de Sistemas Web Prof. Leandro Roberto Aula 18 JavaScript: Eventos MySQL PHP (insert, update e delete) JavaScript Eventos Alguns eventos de uma página HTML podem ser interceptados e programados

Leia mais

English Português. By erickalves 25 Julho, 2009-01:08. Devido à política (#) de segurança. Encontrar Blogs Crie o seu blog de graça Ganhe prêmios

English Português. By erickalves 25 Julho, 2009-01:08. Devido à política (#) de segurança. Encontrar Blogs Crie o seu blog de graça Ganhe prêmios Encontrar Blogs Crie o seu blog de graça Ganhe prêmios English Português Cel: +55 (21) 7417-9918 E-mail: erick@lithic.com.br Inserindo dados no banco em PHP + Ajax + jquery + Mysql + Validação (/pt-br/blog/tutoriais

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Ementas : Email e SMS. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Ementas : Email e SMS. v2011 Manual Avançado Ementas : Email e SMS v2011 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. INICIAR O ZSRest FrontOffice... 3 1 4. CONFIGURAÇÃO INICIAL... 4 b) Configurar E-Mail... 4 c) Configurar SMS... 5 i. Configurar

Leia mais

Programação para Internet I. 2. O protocolo HTTP. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Programação para Internet I. 2. O protocolo HTTP. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Programação para Internet I 2. O protocolo HTTP Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Protocolos Conjunto de regras que define o modo como aplicações informáticas comunicam entre si. Permite

Leia mais

1.1. Clique no botão Iniciar, seleccione Todos os programas, Microsoft Office e no submenu aberto escolha o programa Microsoft FrontPage.

1.1. Clique no botão Iniciar, seleccione Todos os programas, Microsoft Office e no submenu aberto escolha o programa Microsoft FrontPage. Objectivos: Identificar os elementos do Ambiente de trabalho do Microsoft FrontPage Criar um website Fechar um website Abrir um website Modos de visualização de um website Criar, eliminar, abrir e fechar

Leia mais

Validação de formulários utilizando Javascript

Validação de formulários utilizando Javascript Validação de formulários utilizando Javascript A validação de formulários é um dos usos mais comuns na programação Javascript. A validação de dados por meio da programação Javascript é muito fácil e rápida

Leia mais

Guia do RepositorioDocumento

Guia do RepositorioDocumento Módulo: RepositorioDocumento.Cls_Repositorio Versão: 1.0.0 Data: 16/05/2003 Analista: João Augusto de Moura DBA: Maria Cristina de Oliveira Zimmermann Coordenador: Alex Albert Henchel Gerente Operacional:

Leia mais

mkdir /srv/www/default/html/calculadora/imagens mkdir /srv/www/default/html/calculadora/blocos

mkdir /srv/www/default/html/calculadora/imagens mkdir /srv/www/default/html/calculadora/blocos Programando em PHP www.guilhermepontes.eti.br lgapontes@gmail.com Criando uma Calculadora Primeiramente deve se criar uma estrutura para armazenar os arquivos necessários para o funcionamento da calculadora.

Leia mais

Manual XML-Validador-Conversor Registar recursos humanos

Manual XML-Validador-Conversor Registar recursos humanos Manual XML-Validador-Conversor Registar recursos humanos Sistema de Informação da Organização do Estado (SIOE-RH) XML março de 2012 Introdução De acordo com o previsto na Lei n.º 57/2011, de 28 de novembro,

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web

Introdução à Tecnologia Web Introdução à Tecnologia Web JavaScript Histórico e Características Índice 1 JAVASCRIPT... 2 1.1 Histórico... 2 1.2 Aplicações de JavaScript... 2 a) Interatividade... 2 b) Validação de formulários... 2

Leia mais

Introdução ao PHP. Prof. Késsia Marchi

Introdução ao PHP. Prof. Késsia Marchi Introdução ao PHP Prof. Késsia Marchi PHP Originalmente PHP era um assíncrono para Personal Home Page. De acordo com convenções para atribuições de nomes recursivas do GNU foi alterado para PHP Hypertext

Leia mais

Quando tiver tudo preenchido, pressione o botão. Abre outro formulário, que deverá preencher, pressionando no final do. Figura 1

Quando tiver tudo preenchido, pressione o botão. Abre outro formulário, que deverá preencher, pressionando no final do. Figura 1 C r i a r u m B l o g n o G uião E l a b o r a d o p o r : M a r i a d e B a l s a m ã o M e n d e s 2 2 C r i a r u m B l o g n o Criar o Blog Para criar um Blog, no Blogger, abra o site: http://www.blogger.com/start?hl=pt-

Leia mais

Capítulo 4. Programação em ASP

Capítulo 4. Programação em ASP Índice: CAPÍTULO 4. PROGRAMAÇÃO EM ASP...2 4.1 REGISTRAR...2 4.1.1 Códigos para configuração do objeto...2 4.1.2 Formulário para transferir dados da impressão digital...3 4.1.3 Código Javascript para registro

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Sketch2Photo

Leia mais

Editor HTML. Composer

Editor HTML. Composer 6 Editor HTML 6 Composer Onde criar Páginas Web no Netscape Communicator? 142 A estrutura visual do Composer 143 Os ecrãs de apoio 144 Configurando o Composer 146 A edição de Páginas 148 Publicando a sua

Leia mais

Gravando uma Áudio Conferência

Gravando uma Áudio Conferência Gravando uma Áudio Conferência Para iniciar a gravação da áudio conferência, digite *2. Você ouvirá a seguinte mensagem: Para iniciar a gravação da conferência pressione 1, para cancelar pressione * Ao

Leia mais

#Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br

#Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br #Aula Nº 1 Introdução webstandards.samus.com.br Vinicius Fiorio Custódio samus@samus.com.br #O que é Web Standards? São padrões de desenvolvimento web recomendados pela W3C que visam a implementação de

Leia mais

Web Design. Prof. Felippe

Web Design. Prof. Felippe Web Design Prof. Felippe 2015 Sobre a disciplina Fornecer ao aluno subsídios para o projeto e desenvolvimento de interfaces de sistemas Web eficientes, amigáveis e intuitivas. Conceitos fundamentais sobre

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

e commerces DOCUMENTO DE INTEGRAÇÃO Sumário Dúvidas: 55 51 3023.2332 suporte@hookit.cc www.hookit.cc Atualizado em: 10/09/2014

e commerces DOCUMENTO DE INTEGRAÇÃO Sumário Dúvidas: 55 51 3023.2332 suporte@hookit.cc www.hookit.cc Atualizado em: 10/09/2014 DOCUMENTO DE INTEGRAÇÃO e commerces Atualizado em: 10/09/2014 Sumário 1. Cadastro e atualização de produtos 2. Exibição do botão Hookar 3. Conversão de acesso em venda 4. Status das vendas 1. Cadastro

Leia mais

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante)

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) 1. Introdução I 2. Primeiros passos I 3. Unidade Curricular I 4. Recursos e atividades O e-campus do ISPA - Instituto

Leia mais

Bases de Dados. Lab 7: Desenvolvimento de aplicações com PHP

Bases de Dados. Lab 7: Desenvolvimento de aplicações com PHP Departamento de Engenharia Informática 2013/2014 Bases de Dados Lab 7: Desenvolvimento de aplicações com PHP 1º semestre Este lab é uma continuação dos anteriores. Se realizou os labs anteriores, a base

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VII Acesso a Bases de Dados via Web Duração: 50 tempos Conteúdos (1) Conceitos

Leia mais

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress TUTORIAL Como criar um blogue/página pessoal no WordPress Índice Criar o blogue... 3 Alterar as definições gerais... 4 Alterar tema... 6 Criar Páginas... 7 Colocar Posts (citações)... 9 Upload de ficheiros...

Leia mais

Tecnologias para apresentação de dados - Java Script. Aécio Costa

Tecnologias para apresentação de dados - Java Script. Aécio Costa Tecnologias para apresentação de dados - Java Script Aécio Costa Foi originalmente implementada como parte dos navegadores web para que scripts pudessem ser executados do lado do cliente e interagissem

Leia mais

DHL PROVIEW MANUAL O DHL PROVIEW DÁ-LHE TOTAL CONTROLO SOBRE OS SEUS ENVIOS.

DHL PROVIEW MANUAL O DHL PROVIEW DÁ-LHE TOTAL CONTROLO SOBRE OS SEUS ENVIOS. Online Shipping DHL PROVIEW MANUAL O DHL PROVIEW DÁ-LHE TOTAL CONTROLO SOBRE OS SEUS ENVIOS. O DHL ProView é uma ferramenta on-line de seguimento de envios lhe permite gerir todos os seus envios e notificações.

Leia mais

Gescom isales. Aplicação Mobile Profissional para Vendedores

Gescom isales. Aplicação Mobile Profissional para Vendedores Aplicação Mobile Profissional para Vendedores Indíce Introdução... 3 Aplicação... 4 Produtos... 4 Categorias... 4 Produtos... 5 Carrinho de Vendas... 6 Encomendas... 7 Clientes... 10 Sincronização... 11

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações para Internet

Desenvolvimento de Aplicações para Internet Desenvolvimento de Aplicações para Internet Aula 03 Celso Olivete Júnior olivete@fct.unesp.br Na aula de hoje... Javascript: introdução, operadores lógicos e matemáticos, comandos condicionais. Javascript:

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 APROG Algoritmia e Programação HTML Introdução Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 O que é o HTML? Sumário Geral Documento HTML Elemento HTML Estrutura Básica de Documento HTML Elementos Títulos

Leia mais

WORKSHOP. 2ª Sessão 08/10/15

WORKSHOP. 2ª Sessão 08/10/15 WORKSHOP 2ª Sessão 08/10/15 HTML e CSS http://neecist.org/workshop JavaScript: O que é? Linguagem de programação interpretada pelo browser Corre do lado do cliente Permite manipular elementos da página

Leia mais

JavaScript (Funções, Eventos e Manipulação de Formulários)

JavaScript (Funções, Eventos e Manipulação de Formulários) Linguagem de Programação para Web JavaScript (Funções, Eventos e Manipulação de Formulários) Prof. Mauro Lopes 1-31 23 Objetivos Iremos avançar um pouco mais em nosso estudo sobre o JavaScript. Iremos

Leia mais

Ligação com Sage Retail XDPEOPLE

Ligação com Sage Retail XDPEOPLE Ligação com Sage Retail XDPEOPLE Introdução A partir da versão 2014.26 o software XD passa a incluir sincronização de dados com o Sage Retail para todos os clientes com Active Protection, sendo possível

Leia mais

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet...

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet... internet 1 http://www.uarte.mct. internet...... pag.. 2 abrir o programa...... pag.. 3 ecrã do internet explorer... pag.. 4 ligações...... pag.. 5 escrever um endereço de internet... pag.. 6 voltar à página

Leia mais

Scriptlets e Formulários

Scriptlets e Formulários 2 Scriptlets e Formulários Prof. Autor: Daniel Morais dos Reis e-tec Brasil Programação Avançada Para Web Página1 Meta Permitir ao aluno aprender a criar um novo projeto Java para web no Netbeans IDE,

Leia mais

Programação para Internet Avançada. 4. Web Services. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt

Programação para Internet Avançada. 4. Web Services. Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt Programação para Internet Avançada 4. Web Services Nuno Miguel Gil Fonseca nuno.fonseca@estgoh.ipc.pt São módulos de aplicações de negócios que expõem as regras do negócio como serviços na Internet através

Leia mais

0,5 pelo negrito das palavras ID, Nome, E-mail e Analisar em outro momento.

0,5 pelo negrito das palavras ID, Nome, E-mail e Analisar em outro momento. IFES - Campus Cachoeiro de Itapemirim-ES Curso Técnico em Informática Disciplina: Programação Web Professor: Flávio Izo e Rafael Vargas Data: 07/04/2015 Aluno: GABARITO Valor: 12,5 Conteúdo: HTML + Formulários

Leia mais

Internet. Protocolos. Principais Serviços. E-MAIL Chat TELNET FTP. Definições Básicas

Internet. Protocolos. Principais Serviços. E-MAIL Chat TELNET FTP. Definições Básicas Internet A Internet surgiu a partir de um projeto da agência norte-americana ARPA com o objetivo de conectar os computadores dos seus departamentos de pesquisa. Essa conexão iniciou-se em 1969, entre 4

Leia mais

Ferramentas para Multimídia e Internet - 1486

Ferramentas para Multimídia e Internet - 1486 1 Ferramentas para Multimídia e Internet - 1486 HTML BÁSICO: O que é uma página WEB? Uma página WEB, também conhecida pelo termo inglês webpage, é uma "página" na World Wide Web, geralmente em formato

Leia mais

Criando variáveis via URL

Criando variáveis via URL 7 Criando variáveis via URL Prof. Autor: Daniel Morais dos Reis e-tec Brasil Programação Avançada Para Web Página1 Meta Aprender a enviar e receber dados via variáveis da barra de endereços do browser

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução App de exemplo Implementação do exemplo Testes realizados

Leia mais

Esta é a tela inicia, aqui podemos visualizer os relatórios de envio, gráficos de inscrições,cancelamentos, etc.

Esta é a tela inicia, aqui podemos visualizer os relatórios de envio, gráficos de inscrições,cancelamentos, etc. CRIANDO UMA CAMPANHA Esta é a tela inicia, aqui podemos visualizer os relatórios de envio, gráficos de inscrições,cancelamentos, etc. O primeiro passo é adicionar uma lista, as lista basicamente são grupos

Leia mais

Manual do Ambiente Moodle para Professores

Manual do Ambiente Moodle para Professores UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Manual do Ambiente Moodle para Professores Tarefas Versão 1.0b Setembro/2011 Direitos Autorais: Essa apostila está licenciada sob uma Licença Creative Commons 3.0

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução App de exemplo Implementação do exemplo Testes realizados

Leia mais

Software Adobe DreamWeaver. Requisitos para criar aplicações Web

Software Adobe DreamWeaver. Requisitos para criar aplicações Web Software Adobe DreamWeaver O Dreamweaver é uma ferramenta de desenvolvimento de sites que suporta diversas linguagens de scritpting para construir sites dinâmicos. Suporta várias linguagens como por exemplo:

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO WEB GABRIELA TREVISAN Formulários e Aula 3 Relembrando HTML 5 Tag Form o Utilizada para marcar a região do formulário. o Os atributos mais importantes são o method e o action.

Leia mais

EIC. Projecto I. Manual do Utilizador. Vídeo Vigilância Abordagem Open Source. Curso: Engenharia de Informática e Comunicações Ano Lectivo: 2005/2006

EIC. Projecto I. Manual do Utilizador. Vídeo Vigilância Abordagem Open Source. Curso: Engenharia de Informática e Comunicações Ano Lectivo: 2005/2006 EIC Engenharia de Informática e Comunicações Morro do Lena, Alto Vieiro Apart. 4163 2401 951 Leiria Tel.: +351 244 820 300 Fax.: +351 244 820 310 E-mail: estg@estg.iplei.pt http://www.estg.iplei.pt Engenharia

Leia mais