JOSÉ LINS DO REGO E A MODERNIZAÇÃO DA ECONOMIA AÇUCAREIRA NORDESTINA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "JOSÉ LINS DO REGO E A MODERNIZAÇÃO DA ECONOMIA AÇUCAREIRA NORDESTINA"

Transcrição

1 JOSÉ LINS DO REGO E A MODERNIZAÇÃO DA ECONOMIA AÇUCAREIRA NORDESTINA

2

3 GLADSON DE OLIVEIRA SANTOS JOSÉ LINS DO REGO E A MODERNIZAÇÃO DA ECONOMIA AÇUCAREIRA NORDESTINA 1ª Edição 2014

4 José Lins do Rego e a Modernização DA Economia Açucareira Nordestina. SANTOS, Gladson de Oliveira 1ª Edição Junho de 2014 Revisão, Capa e Diagramação Asè Criações Editoriais Maria Inês Santana Oliveira Imagem da Capa Crédito/Atribuição Impressão Can Stock Photo Inc./ bhofack2 Impressão e Acabamento PerSe 2014 por Gladson de Oliveira Santos Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução deste livro com fins comerciais sem prévia autorização do autor.

5

6

7 A Hortência Maria de Oliveira, menina de usina que motivou esta pesquisa.

8

9 AGRADECIMENTOS A Deus, por sempre facilitar a superação dos obstáculos que surgem no decorrer da minha jornada pela vida. Hortência Maria de Oliveira, pelo apoio e orientação prestados em todos os momentos da minha vida. Prof. Dr. Alexsandro Galeno Araújo Dantas, pela importante orientação e por ter me apresentado novas possibilidades no universo da pesquisa acadêmica. Luzia Almeida de Oliveira que gentilmente acompanhou todas as etapas da produção deste trabalho. Maria Inês Santana Oliveira e a Alisson Henrique Oliveira Santos, por suas importantes colaborações. Prof. Me. Fernando Aguiar, Prof. Me. Lourival Santana Santos, Prof. Me. Claudefranklin Monteiro, Profª. Drª. Terezinha Alves de Oliva, Profª. Drª. Ana Laudelina Ferreira Gomes e Prof. Dr. Hermano Machado Ferreira Lima, por suas importantes contribuições. Clodoaldo Messias dos Santos, Roberto Sousa, Rildo César Mendonça por toda ajuda prestada. Todos que, direta ou indiretamente, contribuíram para a realização deste trabalho.

10

11 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 13 ESPACIALIDADE I CIÊNCIA E LITERATURA: POSSIBILIDADES DE DIÁLOGO SOBRE A REALIDADE SOCIAL 23 I JOSÉ LINS DO REGO E O REGIONALISMO 45 ESPACIALIDADE II OS ENGENHOS: RESISTÊNCIA E ADESÃO AO PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO I O ENGENHO SANTA FÉ E AS FORMAS TRADICIONAIS DE PRODUÇÃO II O ENGENHO SANTA ROSA E O PROCESSO EMBRIONÁRIO DE MODERNIZAÇÃO ESPACIALIDADE III A USINA BOM JESUS E O IMPACTO DO PROCESSO DE MODERNIZAÇÃO CONSIDERAÇÕES FINAIS 159 REFERÊNCIAS 175 FONTES DOCUMENTAIS 175 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 177

12 12

13 APRESENTAÇÃO Ao produzir, em 2004, a monografia intitulada Os operários do Povoado Central, pré-requisito para a conclusão do curso de História-Licenciatura da Universidade Federal de Sergipe, em que analisava a vida dos operários do Povoado Central em Riachuelo - SE no período de 1940 a 1968, trabalhadores de usina de açúcar e fábrica de tecido localizadas em espaço rural, entrei em contato com referenciais teóricos sobre a economia açucareira nordestina. Esse trabalho objetivava dar voz aos operários, registrar as condições de trabalho e vida destes indivíduos que prestaram serviços durante longos anos em uma das maiores usinas de açúcar sergipanas. Tal desejo foi estimulado pelo silêncio acadêmico existente em Sergipe no tocante aos operários do açúcar e mais decisivamente pela busca do entendimento de minhas origens, uma vez que minha avó materna, Eurides Santana de Oliveira e vários tios-avós foram operários da usina e da fábrica de tecido, vivendo na vila operária, local de nascimento de Hortência Maria de Oliveira Santos, minha mãe, que durante a infância foi uma menina de usina. No decorrer das leituras de diversos estudos sobre a agroexportação do açúcar, chamaram-me a atenção as sucessivas referências de vários autores sobre a contribuição da produção literária de José Lins do Rego, para o entendimento das transformações da sociedade açucareira em 13

14 fins do século XIX. No decorrer da pesquisa, realizei a leitura das obras Fogo Morto e Usina e dialoguei de forma, ainda tímida, com o discurso do referido autor. Após a conclusão do trabalho, debrucei-me sobre significativa parcela da obra de José Lins do Rego. Com isso, percebi a existência de um fio condutor envolvendo quatro obras: Fogo Morto, Menino de Engenho, Bangüê e Usina. Suas narrativas se entrelaçam em vários momentos, iniciam e finalizam o ciclo do processo de modernização da economia açucareira, e promovem o contato do leitor com a maneira cotidiana que os indivíduos que vivenciaram este processo reagiram às mudanças geradas pelas intensas transformações sofridas pelo nordeste açucareiro entre 1870 a 1920, principalmente. Ao propor um estudo sobre a origem da Usina Central, em 2005, ao curso de História-Bacharelado da Universidade Federal de Sergipe, entre os referenciais teóricos estava José Lins do Rego. Fui instigado pelo Prof. Me. Fernando Aguiar, que fazia parte da banca de análise do projeto de pesquisa, a demonstrar para a academia como José Lins do Rego retratava o processo de modernização. Em 2006 produzi um artigo intitulado José Lins do Rego e o processo de modernização da economia açucareira publicado no Caderno Estudante, periódico de Ciências Humanas da Universidade Federal de Sergipe. A partir de então, passei a inscrever o artigo enquanto proposta de comunicação em encontros, seminários e congressos locais, regionais e nacionais de História e áreas afins. As contribuições dos comentadores presentes nestes eventos 14

15 foram de suma importância para o aprofundamento teórico e definição do objeto de pesquisa, uma vez que nesse período eu não possuía a colaboração de um orientador. Em 2008, com a aceitação da proposta de pesquisa pelo Mestrado em Ciências Sociais, a pesquisa sofreu uma ampliação significativa, embora conservasse o objeto inalterado. As leituras sobre a relação entre literatura e sociedade, orientadas pelo Prof. Dr. Alexsandro Galeno forneceram ao trabalho, a base estrutural fundamental para a interpretação do objeto de pesquisa. A partir da bibliografia recomendada, foi possível observar que as reflexões sobre o discurso literário e o científico revelam relacionamentos permeados por aproximações e distanciamentos em relação as suas formas de produção discursiva. Entretanto, há de se considerar que tanto a Literatura, quanto a Ciência correspondem a discursos de época, que se debruçam sobre a realidade e ao se articularem sobre esta, de forma discursiva, criam um outro real: o real possível. Assim, os dois campos disciplinares revelam possibilidades em torno da realidade estudada. Com isso, é perfeitamente viável a produção de pesquisas acadêmicas destinadas à religação dos saberes específicos de campos disciplinares diferentes. A realidade constitui o objeto em que as disciplinas se debruçam. Ela originalmente não é disjunta, mas corresponde a um campo complexo de relacionamentos entrelaçados. Durante a produção de discursos estritamente disciplinares, uma gama importante de relações também constituintes da realidade são condenadas ao esquecimento. 15

JOSÉ LINS DO REGO E A MODERNIZAÇÃO DA ECONOMIA AÇUCAREIRA NORDESTINA

JOSÉ LINS DO REGO E A MODERNIZAÇÃO DA ECONOMIA AÇUCAREIRA NORDESTINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE - UFRN CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES - CCHLA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DCS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS GLADSON DE OLIVEIRA

Leia mais

ORGANIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS - parte 2

ORGANIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS - parte 2 - parte 2 Angela Maria Belloni Cuenca - abcuenca@usp.br HSM121 Informação Bibliográfica em Saúde Pública Bacharelado em Saúde Pública da FSP/USP, 2015 RESULTADOS Responde a: QUANTO? Apresentação dos dados

Leia mais

Renato Matoso Ribeiro Gomes Brandão. O Problema da Falsidade no Discurso. Ontologia e Linguagem em Parmênides e Platão. Dissertação de Mestrado

Renato Matoso Ribeiro Gomes Brandão. O Problema da Falsidade no Discurso. Ontologia e Linguagem em Parmênides e Platão. Dissertação de Mestrado Renato Matoso Ribeiro Gomes Brandão O Problema da Falsidade no Discurso Ontologia e Linguagem em Parmênides e Platão Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção

Leia mais

Circuitos pneumáticos básicos e fundamentos da física

Circuitos pneumáticos básicos e fundamentos da física _ _ [ 2 ] ADILSON LIMA PEREIRA CIRCUITOS PNEUMÁTICOS BÁSICOS E FUNDAMENTOS DA FÍSICA 1ª Edição EDITORA São Paulo 2015 [ 3 ] Ficha catalográfica P436c Pereira, Adilson Lima Circuitos pneumáticos básicos

Leia mais

DOCUMENTO DE PROPRIEDADE DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC

DOCUMENTO DE PROPRIEDADE DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC DOCUMENTO DE PROPRIEDADE DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC Nos termos da legislação sobre direitos autorais, é proibida a reprodução total ou parcial deste documento, por qualquer forma

Leia mais

Thatty de Aguiar Castello Branco. O Maravilhoso e o Fantástico na Literatura Infantil de Monteiro Lobato. Dissertação de Mestrado

Thatty de Aguiar Castello Branco. O Maravilhoso e o Fantástico na Literatura Infantil de Monteiro Lobato. Dissertação de Mestrado Thatty de Aguiar Castello Branco O Maravilhoso e o Fantástico na Literatura Infantil de Monteiro Lobato Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de

Leia mais

Aprendi a fazer Sexo na Bíblia. Entenda o plano de Deus para sua vida sexual

Aprendi a fazer Sexo na Bíblia. Entenda o plano de Deus para sua vida sexual Aprendi a fazer Sexo na Bíblia Entenda o plano de Deus para sua vida sexual Salomão Silva Aprendi a fazer Sexo na Bíblia Entenda o plano de Deus para sua vida sexual 1ª Edição Salvador 2014 Aprendi a fazer

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS PARA A INCLUSÃO DO ALUNO SURDO NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS PARA A INCLUSÃO DO ALUNO SURDO NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR 16 ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS PARA A INCLUSÃO DO ALUNO SURDO NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR Amorim, Gildete- Orientadora Oliveira, Darah Maia de- Autora Instituição: Universidade Federal Fluminense Brasil. darahmaia@hotmail.com/celinambraga@hotmail.com

Leia mais

O ESTÁGIO NA FORMAÇÃO INICIAL DO PROFESSOR QUE ENSINA MATEMÁTICA

O ESTÁGIO NA FORMAÇÃO INICIAL DO PROFESSOR QUE ENSINA MATEMÁTICA O ESTÁGIO NA FORMAÇÃO INICIAL DO PROFESSOR QUE ENSINA MATEMÁTICA série educação matemática Conselho Editorial Arlete de Jesus Brito Departamento de Educação, Unesp/Rio Claro Dione Lucchesi de Carvalho

Leia mais

LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL

LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL COLEÇÃO CADERNOS DE AULA LEITURA E PRODUÇÃO TEXTUAL Gessilene Silveira Kanthack Eliuse Sousa Silva Organizadoras 10 Ilhéus-Bahia 2012 Universidade Estadual de Santa Cruz GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA JAQUES

Leia mais

MERENDA ESCOLA. Wilma Amâncio da Silva

MERENDA ESCOLA. Wilma Amâncio da Silva MERENDA ESCOLA Wilma Amâncio da Silva São Paulo 2014 Merenda escolar Wilma Amâncio da Silva Copyright 2012, Wellington Amancio Copyright desta edição 2014: Edições Parresia Rua Allan Kardec, 48 Centro

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO: HISTÓRIA E LITERATURA: COMPREENDENDO O CICLO DA CANA-DE-AÇÚCAR ATRAVÉS DAS OBRAS DE JOSÉ LINS DO REGO ANDREZA RODRIGUES DOS SANTOS

PROJETO PEDAGÓGICO: HISTÓRIA E LITERATURA: COMPREENDENDO O CICLO DA CANA-DE-AÇÚCAR ATRAVÉS DAS OBRAS DE JOSÉ LINS DO REGO ANDREZA RODRIGUES DOS SANTOS PROJETO PEDAGÓGICO: HISTÓRIA E LITERATURA: COMPREENDENDO O CICLO DA CANA-DE-AÇÚCAR ATRAVÉS DAS OBRAS DE JOSÉ LINS DO REGO ANDREZA RODRIGUES DOS SANTOS Andreza Rodrigues Dos Santos Projeto Pedagógico História

Leia mais

multi [texto] REVISTA

multi [texto] REVISTA REVISTA multi [texto] Revista de divulgação científica do Centro de Educação a Distância da Universidade Estadual de Montes Claros - CEAD/UNIMONTES Volume 3 - Número 2 - ago./dez. - 2015 Revista de divulgação

Leia mais

Domingos de Leers Guimaraens. Caminhos imaginativos: Do simbolismo ao modernismo e além. Dissertação de Mestrado

Domingos de Leers Guimaraens. Caminhos imaginativos: Do simbolismo ao modernismo e além. Dissertação de Mestrado Domingos de Leers Guimaraens Caminhos imaginativos: Do simbolismo ao modernismo e além Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Letras da PUC-Rio como requisito parcial

Leia mais

DE PRIMEIRA HORA, NO CALOR DA HORA: a crítica brasileira de literatura infantil nas décadas de 1970 e 1980

DE PRIMEIRA HORA, NO CALOR DA HORA: a crítica brasileira de literatura infantil nas décadas de 1970 e 1980 Thatty de Aguiar Castello Branco DE PRIMEIRA HORA, NO CALOR DA HORA: a crítica brasileira de literatura infantil nas décadas de 1970 e 1980 Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação

Leia mais

SISU. Aracaju. Suplentes Convocados. ENFERMAGEM - Aracaju - Matutino e Vespertino - FISIOTERAPIA - Aracaju - Matutino - Bacharelado

SISU. Aracaju. Suplentes Convocados. ENFERMAGEM - Aracaju - Matutino e Vespertino - FISIOTERAPIA - Aracaju - Matutino - Bacharelado Aracaju ENFERMAGEM - Aracaju - Matutino e Vespertino - 3050309087 AMANDA MENEZES DE OLIVEIRA LIMA Demanda (NÃO PPI, renda

Leia mais

História e História da Educação O debate teórico-metodológico atual*

História e História da Educação O debate teórico-metodológico atual* História e História da Educação O debate teórico-metodológico atual* Nadia Gaiofatto** Como o próprio título bem define, o livro em questão reúne importantes contribuições para a reflexão sobre a relação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA-IFBA PRÓ-REITORIA DE ENSINO PESQUISADOR INSTITUCIONAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA-IFBA PRÓ-REITORIA DE ENSINO PESQUISADOR INSTITUCIONAL ADMINISTRAÇÃO Grau Bacharelado Turno Noturno 1º LUISA SILVEIRA FONTES 16****351182 723,84 2º CARLOS MARQUES DOS SANTOS 16****996543 709,38 3º DANIEL NUNES BRASIL 16****284012 687,64 4º ISABELLA RUIZ NASCIMENTO

Leia mais

ANAIS DO II SEMINÁRIO SOBRE GÊNERO: Os 10 anos da lei Maria da Penha e os desafios das políticas públicas transversais

ANAIS DO II SEMINÁRIO SOBRE GÊNERO: Os 10 anos da lei Maria da Penha e os desafios das políticas públicas transversais Os 10 da lei Maria da Penha e os desafios das políticas públicas transversais GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA Ana Caroline (Acadêmica) carol_santos94@live.com Caroline Ribeiro (Acadêmica) Patrícia Almeida (Acadêmica)

Leia mais

Ana Beatriz Frischgesell Fonseca. O Simbolismo Alquímico na Obra de C. G. Jung DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

Ana Beatriz Frischgesell Fonseca. O Simbolismo Alquímico na Obra de C. G. Jung DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Ana Beatriz Frischgesell Fonseca O Simbolismo Alquímico na Obra de C. G. Jung DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica Rio de Janeiro Março de

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2º TRIMESTRE

PLANO DE ENSINO 2º TRIMESTRE Componente História Professor: Caroline, Daniela, Eveline, Glória Curricular: Segmento: Ensino Fundamental I Ano/Série: 4 ano Apresentação da disciplina O ensino de História deveria ser ponto de partida

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Uva e Vinho Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Embrapa Uva e Vinho

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Uva e Vinho Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Embrapa Uva e Vinho Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento novas cultivares brasileiras de uva Editores Técnicos Patrícia Ritschel Sandra de Souza Sebben Autores Umberto

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 5º semestre

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 5º semestre EIXO TECNOLÓGICO: Ensino Superior Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Licenciatura em Matemática FORMA/GRAU:( )integrado( )subsequente( ) concomitante ( ) bacharelado( x )licenciatura( ) tecnólogo MODALIDADE:

Leia mais

Ana Carolina Pereira Araujo

Ana Carolina Pereira Araujo Ana Carolina Pereira Araujo Em busca de uma aproximação com a Arte na construção da História: Uma leitura da II Intempestiva de Friedrich Nietzsche e das Reflexões sobrea História de Jacob Burckhardt MONOGRAFIA

Leia mais

TCC DE LETRAS LICENCIATURA E BACHARELADO MANUAL DE ORIENTAÇÕES

TCC DE LETRAS LICENCIATURA E BACHARELADO MANUAL DE ORIENTAÇÕES TCC DE LETRAS LICENCIATURA E BACHARELADO MANUAL DE ORIENTAÇÕES 2014 TCC LETRAS BACHARELADO PORTUGUÊS/INGLÊS O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) dos alunos que cursam o Bacharelado constituise como trabalho

Leia mais

STJ PfRICIA CRI INAI. foco. FLAVIO CARVALHO DE VASCONCElOS JOAQUIM RUBENS fontes filho MÁRCIA AlHO TSUNODA mro.

STJ PfRICIA CRI INAI. foco. FLAVIO CARVALHO DE VASCONCElOS JOAQUIM RUBENS fontes filho MÁRCIA AlHO TSUNODA mro. PfRICIA CRI INAI foco FGV FGV I ~:RA:E FLAVIO CARVALHO DE VASCONCElOS JOAQUIM RUBENS fontes filho MÁRCIA AlHO TSUNODA mro.j Copyright Flavio Carvalho de Vasconcelos, e Márcia Aiko Tsunoda Direitos desta

Leia mais

REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE PSICOLOGIA

REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE PSICOLOGIA Mantida pela Instituição Adventista Nordeste Brasileira de Educação e Assistência Social REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE PSICOLOGIA SUMÁRIO Capítulo I 3 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

1 Introdução. 1 Foucault, M. O sujeito e o poder. In: Dreyfus, e Rabinow, P. Michel Foucault. Uma trajetória

1 Introdução. 1 Foucault, M. O sujeito e o poder. In: Dreyfus, e Rabinow, P. Michel Foucault. Uma trajetória 1 Introdução Pretende-se, neste estudo, demonstrar a coerência interna do percurso filosófico de Michel Foucault, quando considerado desde o ponto de vista utilizado pelo filósofo, ao definir toda a sua

Leia mais

Por vontade expressa da autora, a presente edição não segue a grafia do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Por vontade expressa da autora, a presente edição não segue a grafia do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa Por vontade expressa da autora, a presente edição não segue a grafia do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa info@marcador.pt www.marcador.pt facebook.com/marcadoreditora 2016 Direitos reservados

Leia mais

EDITAL Nº 007/2017 POSEDUC/UERN

EDITAL Nº 007/2017 POSEDUC/UERN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN FACULDADE DE EDUCAÇÃO FE / DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO POSEDUC Campus Central BR 110 KM 46 Rua Prof. Antônio Campos,

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS - FISE TEMPO DE TRABALHO

CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS - FISE TEMPO DE TRABALHO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS - FISE Total de vagas Anuais: 100 vagas anuais Carga Horária Total do Curso: 4.240 horas-aula Integralização do Curso: Mínimo 08 semestres Turno: Noturno Portaria de Reconhecimento

Leia mais

Remédios Constitucionais

Remédios Constitucionais Remédios Constitucionais Mandado de Segurança Individual e Coletivo, Mandado de Injunção, Habeas Data, Ação Popular e Habeas Corpus na doutrina e na jurisprudência do STF e do STJ Bernardo Gonçalves Fernandes

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SERGIPE

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SERGIPE CNSP - COLEGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Número 1040 AV PRESIDENTE KENNEDY, S/N CENTRO Lagarto 49000 PRÓXIMO A SECRETARIA DE EDUCAÇÃO de /Seção 10 10 2.889 15 COLÉGIO CENECISTA LAUDELINO FREIRE Número 1015

Leia mais

Vinícius Vidal de Almeida. Telefonia Móvel: A percepção de valor nos pacotes de serviços. Dissertação de Mestrado

Vinícius Vidal de Almeida. Telefonia Móvel: A percepção de valor nos pacotes de serviços. Dissertação de Mestrado Vinícius Vidal de Almeida Telefonia Móvel: A percepção de valor nos pacotes de serviços Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Administração de Empresas da PUC-Rio

Leia mais

(RE) CONSTRUINDO O CONCEITO DE NÚMERO RACIONAL

(RE) CONSTRUINDO O CONCEITO DE NÚMERO RACIONAL (RE) CONSTRUINDO O CONCEITO DE NÚMERO RACIONAL Wanderley Moura Rezende Universidade Federal Fluminense wmrezende@id.uff.br Bruno Alves Dassie Universidade Federal Fluminense badassie@gmail.com Ana Clara

Leia mais

Viana do Castelo, 9 de maio de 2014

Viana do Castelo, 9 de maio de 2014 ACTA NÚMERO UM Aos nove dias do mês de maio de dois mil e catorze, pelas catorze horas e trinta minutos reuniu, na sala de reuniões da Direção da Escola Superior de Educação de Viana do Castelo, o Júri

Leia mais

Referências. Prof. Sérgio Henrique Braz

Referências. Prof. Sérgio Henrique Braz Referências Bibliográficas Prof. Sérgio Henrique Braz Segundo a ABNT-NBR 6023:2002 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Relação de obras citadas pelo autor em livros, artigos de periódicos, teses, relatórios técnicos,

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2015

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2015 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2015 A Coordenação do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Engenharia Metalúrgica faz saber que estarão abertas

Leia mais

DISCIPLINA DE LITERATURA OBJETIVOS: 1ª Série

DISCIPLINA DE LITERATURA OBJETIVOS: 1ª Série DISCIPLINA DE LITERATURA OBJETIVOS: 1ª Série Possibilitar reflexões de cunho histórico-cultural por meio da literatura, entendendo o processo de formação desta no Brasil e no ocidente. Explorar variedades

Leia mais

André Luiz Alves Caldas Amóra. A irrealização do eu: o ser-quase na lírica de Mário de Sá-Carneiro DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

André Luiz Alves Caldas Amóra. A irrealização do eu: o ser-quase na lírica de Mário de Sá-Carneiro DISSERTAÇÃO DE MESTRADO André Luiz Alves Caldas Amóra A irrealização do eu: o ser-quase na lírica de Mário de Sá-Carneiro DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre

Leia mais

Componente Curricular: Metodologia da Pesquisa Científica

Componente Curricular: Metodologia da Pesquisa Científica CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Reconhecimento Renovado pela Portaria MEC nº 264 de 14.07.11, DOU de 19.07.11. Componente Curricular: Metodologia da Pesquisa Científica Código: CTB-190 Pré-requisito: ----------

Leia mais

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Reconhecido (renovado) pela Portaria SERES/MEC nº 01, de 06/01/2012, Publicada no DOU, de 09/01/2012

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Reconhecido (renovado) pela Portaria SERES/MEC nº 01, de 06/01/2012, Publicada no DOU, de 09/01/2012 RESOLUÇÃO Nº 002/ CONSELHO DO CURSO - MEDICINA VETERINÁRIA Regulamento para validação e registro das horas de Atividades Complementares Curso de Medicina Veterinária. O Conselho do Curso de Medicina Veterinária,

Leia mais

Um estudo sobre o movimento dos projéteis balísticos e sua trajetória

Um estudo sobre o movimento dos projéteis balísticos e sua trajetória Otaviano de Almeida Júnior Especialista em Educação Matemática pela Universidade Nove de Julho Um estudo sobre o movimento dos projéteis balísticos e sua trajetória (dissertação) São Paulo 2017 Um estudo

Leia mais

Resultado dos Aprovados Seleção de Estágio Diversos Cursos. Curso - Artes Visuais. Curso Ciências Biológicas

Resultado dos Aprovados Seleção de Estágio Diversos Cursos. Curso - Artes Visuais. Curso Ciências Biológicas PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO 2017 RESULTADO DA 2ª ETAPA ENTREVISTA Resultado dos Aprovados Seleção de Estágio Diversos Cursos Curso - Artes Visuais 01. SESC SIQUEIRA CAMPOS - CULTURA Noêmia dos Santos

Leia mais

Literatura Brasileira Código HL ª: 10h30-12h30

Literatura Brasileira Código HL ª: 10h30-12h30 Código HL 012 Nome da disciplina VI Turma A 3ª: 07h30-09h30 6ª: 10h30-12h30 Pedro Dolabela Programa resumido Falaremos do romance no Brasil entre 1964 e 1980 sob uma série de perspectivas simultâneas:

Leia mais

(RE)CONSTRUINDO O CONCEITO DE NÚMERO RACIONAL

(RE)CONSTRUINDO O CONCEITO DE NÚMERO RACIONAL (RE)CONSTRUINDO O CONCEITO DE NÚMERO RACIONAL Ana Clara Pessanha Teixeira de Mendonça Rodrigo Viana Pereira Bruno Alves Dassie Wanderley Moura Rezende 4 Resumo: São notórias as dificuldades dos estudantes

Leia mais

T E S E S E D I S S E R T A Ç Õ E S

T E S E S E D I S S E R T A Ç Õ E S TESES E DISSERTAÇÕES Teses defendidas de janeiro a outubro de 2006 Autor: Fernando Gigante Ferraz Data: 29/06/06 Título: Territorialidade, técnicas e rede urbana no Brasil o trânsito de uma terra em transe

Leia mais

Apresentação dossiê: Gênero e Trabalho: desigualdades reconfiguradas

Apresentação dossiê: Gênero e Trabalho: desigualdades reconfiguradas Apresentação dossiê: Gênero e Trabalho: desigualdades reconfiguradas Thays Almeida Monticelli 1 Podemos dizer que o mundo do trabalho foi e ainda é uma das áreas mais enfaticamente analisadas pelas Ciências

Leia mais

Princípio da Afetividade no Direito de Família

Princípio da Afetividade no Direito de Família Ricardo Lucas Calderón Mestre em Direito Civil pela Universidade Federal do Paraná-UFPR. Pós-graduado em Teoria Geral do Direito e em Direito Processual Civil. Professor dos cursos de pós-graduação da

Leia mais

A INTERFACE EDUCAÇÃO ESPECIAL E EDUCAÇÃO INDÍGENA: DESAFIO À FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM RORAIMA

A INTERFACE EDUCAÇÃO ESPECIAL E EDUCAÇÃO INDÍGENA: DESAFIO À FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM RORAIMA 00564 A INTERFACE EDUCAÇÃO ESPECIAL E EDUCAÇÃO INDÍGENA: DESAFIO À FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM RORAIMA Resumo A análise dos impactos e das práticas que envolvem a interface entre a Educação Especial e a

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ODONTOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ODONTOLOGIA ERRATA 0/27 DO EDITAL PPGO Nº/27 QUE TRATA DO PROCESSO SELETIVO DOUTORADO PPG ODONTOLOGIA UFU 27/28 Quadro 1. Distribuição das vagas por orientador/linhas de pesquisa. Orientador Linha de pesquisa N. de

Leia mais

Criar e desenvolver projetos grafico- visuais, utilizando tecnicas de desenho manual ou eletronico.

Criar e desenvolver projetos grafico- visuais, utilizando tecnicas de desenho manual ou eletronico. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001639 - ARTES VISUAIS-BACHARELADO EM DESIGN GRAFICO Nivel: Superior Area Profissional: 0009 - DESIGN Area de Atuacao: 0240 - ARTE PROJ.DESENHO/DESIGN

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PARA ABERTURA DO GRUPO DE TRABALHO (GT) E PESQUISA EM HUMANIDADES, DIREITO E INTERDISCIPLINARIDADE

EDITAL DE CHAMADA PARA ABERTURA DO GRUPO DE TRABALHO (GT) E PESQUISA EM HUMANIDADES, DIREITO E INTERDISCIPLINARIDADE Edital 06/2016 EDITAL DE CHAMADA PARA ABERTURA DO GRUPO DE TRABALHO (GT) E PESQUISA EM HUMANIDADES, DIREITO E INTERDISCIPLINARIDADE A Coordenação do Curso de Direito da Fanor Faculdades Nordeste, no uso

Leia mais

José Elias Gomes A ÚLTIMA UNÇÃO. 2ª Edição

José Elias Gomes A ÚLTIMA UNÇÃO. 2ª Edição A ÚLTIMA UNÇÃO 1 A ÚLTIMA UNÇÃO 2 José Elias Gomes A ÚLTIMA UNÇÃO 2ª Edição PerSe Volta Redonda, RJ Fevereiro 2013 3 A ÚLTIMA UNÇÃO Título A ÚLTIMA UNÇÃO Todos os direitos reservados; É proibida a reprodução

Leia mais

Paula Accioly de Andrade. El Discreto e A Arte da Prudência: Dissertação de Mestrado. A contribuição de Baltasar Gracián na formação do homem de corte

Paula Accioly de Andrade. El Discreto e A Arte da Prudência: Dissertação de Mestrado. A contribuição de Baltasar Gracián na formação do homem de corte Paula Accioly de Andrade El Discreto e A Arte da Prudência: A contribuição de Baltasar Gracián na formação do homem de corte Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ODONTOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ODONTOLOGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ODONTOLOGIA U F G NORMA COMPLEMENTAR Nº 01/2017 DA DIRETORIA DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS, QUE REGE A

Leia mais

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução deste livro com fins comerciais sem prévia autorização do autor

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução deste livro com fins comerciais sem prévia autorização do autor CAPA, DIAGRAMAÇÃO e ILUSTRAÇÃO Reginaldo Paz Mulheres Maravilhosas PAZ, Reginaldo 1ª Edição 2015 ISBN: 978-85-919101-6-8 Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução deste livro com fins comerciais

Leia mais

ADITIVOS I e II ao EDITAL do

ADITIVOS I e II ao EDITAL do ADITIVOS I e II ao EDITAL do I CONCURSO LITERÁRIO I ANTOLOGIA LITERÁRIA 1º ADITIVO AO EDITAL do I CONCURSO LITERÁRIO I ANTOLOGIA LITERÁRIA EDITAL para o I Concurso Literário da CGE Controladoria-Geral

Leia mais

Sumário. Introdução, 1

Sumário. Introdução, 1 Sumário Introdução, 1 1 Como tomar o estudo e a aprendizagem mais eficazes, 5 1 Eficácia nos estudos, 5 2 Anotação, 8 2.1 Anotações corridas, 9 2.2 Anotações esquemáticas, 10 2.3 Anotações resumidas, 12

Leia mais

Microeconomia I, uma abordagem tutorial. Exercícios resolvidos e propostos. Antónia Correia Marisa Cesário

Microeconomia I, uma abordagem tutorial. Exercícios resolvidos e propostos. Antónia Correia Marisa Cesário Microeconomia I, uma abordagem tutorial Exercícios resolvidos e propostos Antónia Correia Marisa Cesário EDIÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E VENDAS SÍLABAS & DESAFIOS - UNIPESSOAL LDA. NIF: 510212891 www.silabas-e-desafios.pt

Leia mais

Faculdade de Ciências Empresariais Colegiado Curso de Administração

Faculdade de Ciências Empresariais Colegiado Curso de Administração EDITAL DE SELEÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS PARA PUBLICAÇÃO NA REVISTA ADMINISTRAÇÃO EM FOCO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS FACEMP 3ª EDIÇÃO EDIÇÃO 2016 ADMINISTRAÇÃO EM FOCO

Leia mais

Memória, cultura e literatura o prazer de ler e recriar o mundo

Memória, cultura e literatura o prazer de ler e recriar o mundo Memória, cultura e literatura o prazer de ler e recriar o mundo Apoio Pedagógico Memória, cultura e literatura: o prazer de ler e recriar o mundo, Elias José Memória, cultura e literatura o prazer de ler

Leia mais

FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO PLANO DE ENSINO DADOS DA DISCIPLINA CÓDIGO NOME CH TOTAL PERÍODO HORÁRIO

FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO PLANO DE ENSINO DADOS DA DISCIPLINA CÓDIGO NOME CH TOTAL PERÍODO HORÁRIO CEST: MISSÃO E VISÃO Missão FACULDADE SANTA TEREZINHA - CEST Promover educação superior de excelência, formando profissionais competentes e éticos, cidadãos comprometidos com o desenvolvimento da sociedade

Leia mais

POSSIBILIDADES DO USO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS: CONCEPÇÕES DE LICENCIANDOS EM CIÊNCIAS

POSSIBILIDADES DO USO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS: CONCEPÇÕES DE LICENCIANDOS EM CIÊNCIAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA LUCAS ANTONIO FEITOSA DE JESUS POSSIBILIDADES DO USO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS:

Leia mais

PROCEDIMENTOS GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS E INGLÊS DA UTFPR CAMPUS PATO BRANCO

PROCEDIMENTOS GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS E INGLÊS DA UTFPR CAMPUS PATO BRANCO PROCEDIMENTOS GERAIS PARA A REALIZAÇÃO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS E INGLÊS DA UTFPR CAMPUS PATO BRANCO Aqui apresentar-se-ão os procedimentos gerais para

Leia mais

Dar ao acadêmico uma visão abrangente dos direitos e normas da proteção ao consumidor, bem como, dos mecanismos e órgãos de defesa desses direitos.

Dar ao acadêmico uma visão abrangente dos direitos e normas da proteção ao consumidor, bem como, dos mecanismos e órgãos de defesa desses direitos. Detalhes da Disciplina Código JUR3470 Nome da Disciplina DIREITO DO CONSUMIDOR Carga Horária 60 Créditos 4 Consumidor: proteção, defesa e direitos básicos. Política Nacional das Relações de Consumo. Responsabilidades

Leia mais

CAMPUS REALENGO II PLANO DE AÇÃO 2016

CAMPUS REALENGO II PLANO DE AÇÃO 2016 CAMPUS REALENGO II PLANO DE AÇÃO 2016 Meta Prioritária 1: Integração do Trabalho Pedagógico Objetivo geral: Integrar os diferentes setores do campus visando à adequação do atendimento às necessidades pedagógicas

Leia mais

Revista Turismo: Estudos e Práticas

Revista Turismo: Estudos e Práticas Revista Turismo: Estudos e Práticas vol. 1, n. 1, jan./jun. 2012 Publicação Semestral do Curso de Turismo da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte UERN, Campus Central, Mossoró/RN UNIVERSIDADE

Leia mais

A FORMAÇÃO DOCENTE DO PROFESSOR EM INÍCIO DA CARREIRA

A FORMAÇÃO DOCENTE DO PROFESSOR EM INÍCIO DA CARREIRA A FORMAÇÃO DOCENTE DO PROFESSOR EM INÍCIO DA CARREIRA Carlos Marcelo (Espanha), António Nóvoa (Portugal), Denise Valillant (América Latina); Pesquisadores da Fundação Carlos Chagas (Brasil), Pesquisadores

Leia mais

PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL Edital nº 22/2011 Campus Rio Branco

PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL Edital nº 22/2011 Campus Rio Branco PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL Edital nº 22/2011 Campus Rio Branco MONITORIA DISCIPLINAS CANDIDATOS CURSO/TURNO CLASSIFICAÇÃO 01 MATEMÁTICA PAULO HENRIQUE OLIVEIRA MONTEIRO CIÊNCIAS NATURAIS 01º 02

Leia mais

CRONOGRAMA DE DEFESAS TURMA /2017

CRONOGRAMA DE DEFESAS TURMA /2017 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ - PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM LETRAS CRONOGRAMA DE DEFESAS TURMA 06-2015/2017 ORD. NOME DO (A) MESTRANDO (A) BANCA

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DO ENGENHO E A SAUDADE NA LITERATURA DE JOSÉ LINS DO REGO

A CONSTRUÇÃO DO ENGENHO E A SAUDADE NA LITERATURA DE JOSÉ LINS DO REGO A CONSTRUÇÃO DO ENGENHO E A SAUDADE NA LITERATURA DE JOSÉ LINS DO REGO Roger R. Diniz Costa 1 Resenha recebida em: setembro/2015 Resenha aceita em: outubro/2015 A obra aqui resenhada, Contando o passado,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ANANINDEUA/PA. CONCURSO PU BLICO N. o 002/2015.PMA RESULTADO FINAL DEFINITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ANANINDEUA/PA. CONCURSO PU BLICO N. o 002/2015.PMA RESULTADO FINAL DEFINITIVO CONCURSO PU BLICO N. o 002/2015.PMA A Prefeitura Municipal de Ananindeua/PA, no uso de suas atribuições legais e em consonância com as legislações Federal, Estadual e Municipal, torna público o presente

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA RETIFICAÇÃO DE EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2017

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA RETIFICAÇÃO DE EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2017 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA METALÚRGICA RETIFICAÇÃO DE EDITAL DE SELEÇÃO NÍVEL: DOUTORADO ANO: 2017 A Coordenação do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Engenharia Metalúrgica faz saber

Leia mais

Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio: Cenário Nacional e Segunda Etapa da Formação de Professores.

Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio: Cenário Nacional e Segunda Etapa da Formação de Professores. Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio: Cenário Nacional e Segunda Etapa da Formação de Professores. Profª Drª Monica Ribeiro da Silva Universidade Federal do Paraná monicars@ufpr.br Cenário

Leia mais

Referências bibliográficas Estilo APA. 6ª edição

Referências bibliográficas Estilo APA. 6ª edição Referências bibliográficas Estilo APA 6ª edição Estilo de citações e referências bibliográficas desenvolvido pela American Psychological Association A lista de referências completa deve ser apresentada

Leia mais

Frederico João Bertrand Cavalcante de Oliveira

Frederico João Bertrand Cavalcante de Oliveira Frederico João Bertrand Cavalcante de Oliveira O Delfim de José Cardoso Pires e os mecanismos formais de um escritor para ler a realidade do seu tempo Dissertação de mestrado Dissertação apresentada como

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PESQUISA E EXTENSÃO

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PESQUISA E EXTENSÃO INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA FACULDADE SANT ANA Credenciada pela Portaria MEC nº 594 de 28 de fevereiro de 2005 INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO SANT ANA Credenciado pela Portaria MEC nº 2812

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO. EDITAL nº 15/2017 SELEÇÃO DE ALUNOS REGULARES

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO. EDITAL nº 15/2017 SELEÇÃO DE ALUNOS REGULARES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO EDITAL nº 15/2017 SELEÇÃO DE ALUNOS REGULARES A Presidente da Comissão Mista Organizadora dos Processos Seletivos do Centro Universitário Salesiano de São

Leia mais

Heidegger e a relação homem-técnica-natureza na crise ambiental contemporânea

Heidegger e a relação homem-técnica-natureza na crise ambiental contemporânea Maria Clara Azevedo de Carvalho Heidegger e a relação homem-técnica-natureza na crise ambiental contemporânea Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação em Filosofia como

Leia mais

MATERIAL DIFERENCIADO PARA O ENSINO DE TRANSFORMAÇÕES LINEARES Rafael Ferreira Correa¹ Tahieny Kelly de Carvalho², Liliane Martinez Antonow ³

MATERIAL DIFERENCIADO PARA O ENSINO DE TRANSFORMAÇÕES LINEARES Rafael Ferreira Correa¹ Tahieny Kelly de Carvalho², Liliane Martinez Antonow ³ MATERIAL DIFERENCIADO PARA O ENSINO DE TRANSFORMAÇÕES LINEARES Rafael Ferreira Correa¹ Tahieny Kelly de Carvalho², Liliane Martinez Antonow ³ 1-IF Sudeste MG / e-mail: rafaelferreira.c@hotmail.com 2- IF

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE TRABALHO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE TRABALHO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO ÁREA: TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE TRABALHO 1. INTRODUÇÃO A

Leia mais

Análise de discurso que privilegia a emoção e a experiência em suas considerações sobre o processo projetual de design

Análise de discurso que privilegia a emoção e a experiência em suas considerações sobre o processo projetual de design Gabriela Ester Kalman Análise de discurso que privilegia a emoção e a experiência em suas considerações sobre o processo projetual de design DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

Candidatos que realizaram pré-matrícula na chamada regular

Candidatos que realizaram pré-matrícula na chamada regular MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS COMISSÃO PERMANENTE DE VESTIBULAR Candidatos que realizaram pré-matrícula na chamada regular INSCRIÇÃO NOME UNIDADE CODCURSO

Leia mais

São Luís, 12 de abril de Prof.ª Drª. Isabel Ibarra Cabrera Pró-Reitora de Ensino

São Luís, 12 de abril de Prof.ª Drª. Isabel Ibarra Cabrera Pró-Reitora de Ensino Edital Nº 85/2016 - Resultado da análise documental do Processo de Matrícula para as vagas remanescentes dos Cursos Presenciais do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica PARFOR/UFMA

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Colegiado de Ciências Contábeis 1º SEMESTRE (138)

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Colegiado de Ciências Contábeis 1º SEMESTRE (138) 1º SEMESTRE (138) CHF822 Técnicas de Trabalho Científico T01 50 3ª 19:00/21:00 ISAC PIMENTEL GUIMARÃES CIS247 Economia T01 45 2ª 19:00/21:00 LUIZ CARLOS RIBEIRO 4ª SANTOS CIS301 Introdução à Administração

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Colegiado do curso de Estatística

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Colegiado do curso de Estatística Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Colegiado do curso de Estatística Normas para o Trabalho de Conclusão de Curso TCC do Curso de Bacharelado em Estatística Uberlândia 2012 Sumário

Leia mais

Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem

Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem Normas e padrões de utilização Ricardo Matos Castellani (Coordenador) Fabio Andrey de Almeida Karem Dinar de Oliveira Marisa Ines Perez Manual de Identidade

Leia mais

EDITAL Nº 42 de 23 de NOVEMBRO de 2011

EDITAL Nº 42 de 23 de NOVEMBRO de 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO-IFMA REITORIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO COORDENADORIA DE ADMISSÃO DE ALUNOS A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal

Leia mais

DATA NASCIMENTO UNIDADE

DATA NASCIMENTO UNIDADE NÚMERO DE INSCRIÇÃO NOME COMPLETO DATA NASCIMENTO UNIDADE PROVA Quetões Objetivas Regulares PROVA Quetões Objetivas Estudo de Caso 1409/0616 SARAH PAULA JUSTINO DE OLIVEIRA ALVES 14/7/91 CF PAVAO 3 8 11

Leia mais

III COLÓQUIO DE HUMANIDADES: OLHARES SOBRE A EFLCH E SEU PROJETO PEDAGÓGICO

III COLÓQUIO DE HUMANIDADES: OLHARES SOBRE A EFLCH E SEU PROJETO PEDAGÓGICO III COLÓQUIO DE HUMANIDADES: OLHARES SOBRE A EFLCH E SEU PROJETO PEDAGÓGICO Prof. Dr. Daniel Arias Vazquez Profa. Dra. Marineide de Oliveira Gomes (Direção Acadêmica) APRESENTAÇÃO I Processo de revisão

Leia mais

Ministério da Educação Faculdade de Ciências Empresariais e Estudos Costeiros de Natal

Ministério da Educação Faculdade de Ciências Empresariais e Estudos Costeiros de Natal Resolução Nº 08 de 02 de dezembro de 2015 O Diretor-Geral da Faculdade de Ciências Empresariais e Estudos Costeiros de Natal, no uso das atribuições legais que lhe são conferidas, resolve: Regulamentar

Leia mais

Andre Luis Ferreira da Silva. Estabilidade dos Betas de Ações no Mercado Brasileiro: Uma Avaliação em Períodos de Alta Volatilidade

Andre Luis Ferreira da Silva. Estabilidade dos Betas de Ações no Mercado Brasileiro: Uma Avaliação em Períodos de Alta Volatilidade Andre Luis Ferreira da Silva Estabilidade dos Betas de Ações no Mercado Brasileiro: Uma Avaliação em Períodos de Alta Volatilidade Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós-graduação

Leia mais

O USO DO CINEMA COMO RECURSO DIDÁTICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O USO DO CINEMA COMO RECURSO DIDÁTICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL O USO DO CINEMA COMO RECURSO DIDÁTICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Emanuela Suassuna de Araújo (1); Vanessa da Silva Santos (1) Universidade Federal da Paraíba, suassuna.emanuela@gmail.com (1); Universidade Federal

Leia mais

INSTITUTO MARIA AUXILIADORA

INSTITUTO MARIA AUXILIADORA PLANO DE ESTUDO 6º ANO B 3º TRIMESTRE CAPÍTULO 9 Ritos e rituais sociais e de Estado. (adicional à ENSINO RELIGIOSO Atividade Avaliativa Atividade em sala consulta no material do aluno No decorrer do trimestre

Leia mais