ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS"

Transcrição

1 ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 10.º teste sumativo de FQA 9.maio º Ano Turma A Professora: M.ª do Anjo Albuquerque Versão 1 Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 10 páginas e termina na palavra FIM Nome: Nº 11 Classificação Professor Encarregado de Educação TABELA DE CONSTANTES Módulo da aceleração gravítica de um corpo junto à superfície da Terra g = 10 m s - Velocidade de propagação da luz no vácuo c = 3, m s -1 Constante de Stefan-Boltzmann = 5, W m - K -4 FORMULÁRIO Conversão da temperatura (de grau Celsius para Kelvin)... T T 73, 15 K C Energia ganha ou perdida por um corpo devido à variação da sua temperatura.. E mc T m massa do corpo c capacidade térmica mássica do material de que é constituído o corpo T variação do temperatura do corpo Lei de Wien max B T max comprimento de onda máximo B constante de proporcionalidade T temperatura absoluta do corpo 1

2 Lei de Stefan-Boltzmann P e AT 4 P potência total irradiada por um corpo e emissividade σ constante de Stefan-Boltzmann A área da superfície do corpo T temperatura absoluta do corpo Q Taxa temporal de transmissão de energia como calor.... k t Q energia transferida através de uma barra como calor, no intervalo de tempo t k condutividade térmica do material de que é constituída a barra A área da secção recta da barra A T comprimento da barra T diferença de temperatura entre as extremidades da barra Energia elétrica fornecida por um gerador durante o intervalo de tempo t..... E I U t I intensidade da corrente elétrica no gerador U diferença de potencial entre os terminais do gerador 1.ª Lei da Termodinâmica... U = W+Q+R U variação da energia interna do sistema (também representada por E i ) W energia transferida entre o sistema e o exterior sob a forma de trabalho Q energia transferida entre o sistema e o exterior sob a forma de calor R energia transferida entre o sistema e o exterior sob a forma de radiação Trabalho realizado por uma força constante, F, que atua sobre um corpo em movimento retilíneo.... W = F d cosα d módulo do deslocamento do ponto de aplicação da força α ângulo definido pela força e pelo deslocamento

3 1 Energia cinética de translação. E c m v m massa v módulo da velocidade Energia potencial gravítica em relação a um nível de referência E p m g h m massa g módulo da aceleração gravítica de um corpo junto à superfície da Terra h altura em relação ao nível de referência considerado Teorema da energia cinética... W Fr = ΔEc W soma dos trabalhos realizados pelas forças que atuam num corpo, num determinado intervalo de tempo ΔEc variação da energia cinética do centro de massa do corpo, no mesmo intervalo de tempo 1. Qual a energia potencial gravítica de uma rocha, com uma massa de,0 toneladas, no cimo de uma colina a 00 m de altura? (A) 400 KJ (B) 4,0 MJ (C) 4,0 kj (D) 0 kj. Admita que, numa autoestrada, se deslocam um camião e um automóvel. Sabendo que a massa do camião, m c, é 1 vezes superior à do automóvel, m A, e o módulo da velocidade do camião, v c, é igual a metade do módulo da velocidade do automóvel, v A. Escolha a expressão que relaciona corretamente a energia cinética do camião, E Cc, com a energia cinética do automóvel, E CA, enquanto se deslocam na autoestrada. (A) E Cc = 4 E CA (B) E Cc = 1 E CA (C) E Cc = 6 E CA (D) E Cc = 3 E CA 3

4 3. Considere as forças aplicadas sobre o caixote da figura seguinte que se desloca na direção e sentido da força F Identifique a(s) força(s) que realiza(m) trabalho máximo nulo resistente potente. 3.. Calcule a quantidade de energia transferida para o caixote pela força F 1, cuja intensidade é de 50 N, quando o caixote se desloca 0 m. 4. Um carrinho é colocado em movimento por duas forças como se ilustra na figura seguinte. As forças F 1 e F, têm intensidades de 100 N e 00 N, respetivamente. 4.1.Calcule a intensidade da componente eficaz de cada uma das forças, F 1 e F. 4

5 4.. Calcule o trabalho realizado pelo conjunto das duas forças, F 1 e F, quando o carrinho se desloca retilineamente 10,0 m na horizontal, no sentido da força com componente eficaz de maior intensidade. 5. Selecione a afirmação verdadeira. (A) Sempre que uma força atua num corpo, realiza trabalho. (B) Só as forças potentes realizam trabalho. (C) O trabalho realizado por uma força mede a energia transferida de um sistema para outro, devido à atuação dessa força. (D) Uma força que atua num corpo em sentido oposto ao deslocamento não realiza trabalho. 6. Considere que um carrinho se desloca, a partir do repouso, entre duas posições P e Q, por ação de uma força F, de intensidade constante. Em qual dos esquemas seguintes se representa, para o deslocamento considerado, a situação na qual é maior a energia transferida para o carrinho, por ação da força F? 5

6 7. Imagine que, numa plataforma suspensa por dois cabos, se encontrava um caixote de madeira com massa 50 kg. Por acidente, um dos cabos partiu-se e a plataforma ficou com uma inclinação de 0º com a horizontal, conforme esquematizado na figura seguinte. Devido a esse acidente, o caixote escorregou, tendo percorrido 6,0 m até ao extremo da plataforma. Admita que o atrito é desprezável Selecione a única alternativa que contém os termos que preenchem sequencialmente, os espaços seguintes, de modo a obter uma afirmação correta. À medida que o caixote escorrega pela plataforma inclinada, a sua energia cinética, e a sua energia potencial gravítica. (A) aumenta... diminui (B) aumenta... aumenta (C) diminui... diminui (D) diminui... aumenta 7.. Determine o trabalho realizado pelo peso do caixote no seu deslocamento, desde a posição inicial até ao extremo da plataforma. 8. Numa pista de brincar, um carrinho de massa 00 g parte do repouso do ponto A situado a 5,0 m do solo. Considere desprezáveis as forças dissipativas durante o movimento do carrinho Escolha a opção que completa corretamente a seguinte afirmação: "A energia mecânica do carrinho no ponto A é." (A) 10 J (B) 10 kj (C) 1, kj (D) J 6

7 8.. Escolha a opção que completa corretamente a afirmação: "A energia mecânica do carrinho no ponto B pode ser dada pela expressão " (A) Em B = Em A - Em C (B) Em B = Ec B (C) Em B > Ec B (D) Em B = Em A + Em C 8.3. Determine a velocidade do carrinho no ponto C. 9. Relativamente ao mecanismo de transferência de energia por convecção selecione a opção correta: (A) o ar frio desce, por ser mais denso do que o ar quente. (B) o ar quente desce, por ser menos denso do que o ar frio. (C) o calor não se propaga para baixo. (D) o ar frio desce, por estar a menor temperatura. 10. Em novos projetos de arquitetura, as paredes de tijolo têm sido substituídas por paredes envidraçadas, tornando assim possível espaços com maior luz natural. Admita que numa casa a parede de vidro tem a espessura de,5 cm e a parede de tijolo 0,0 cm. Admita ainda que as suas faces são sujeitas à mesma diferença de temperatura. Sabendo que a taxa temporal de transferência de energia como calor por condução térmica é dada por: Considere que a condutividade térmica do vidro é 1,10 W m -1 K -1 e que a condutividade térmica dos tijolos é 0,16 W m -1 K -1. Selecione a opção que traduz a relação correta entre as duas taxas de calor transferidas por unidade de superfície, por condução. (A) 0,18 (B) 1,4 (C) 1,16 (D) 55 7

8 11. Na tabela seguinte são apresentados os valores do calor de fusão, e as temperaturas de ebulição e de fusão da substância água. Substância T fusão /ºC L f /Jkg -1 T ebulição /ºC c água /Jkg -1 ºC -1 água , Calcule a energia necessária para fundir 1,0 kg de gelo a 0 ºC Compare a energia envolvida na elevação da temperatura de 1,0 kg de água líquida de 0 ºC até 100 ºC com a energia referida na alínea anterior. 1. O gráfico da figura traduz a irradiância (potência por unidade de área) emitida por um corpo a 5800 K (temperatura da superfície do Sol) e outro à temperatura média da superfície da Terra Selecione a opção correta. (A) O comprimento de onda para o qual é máxima a irradiância do Sol é m. (B) O comprimento de onda para o qual é máxima a irradiância da Terra é aproximadamente m. (C) O comprimento de onda para o qual é máxima a irradiância do Sol é m. (D) Para o comprimento de onda em que é máxima a irradiância, o Sol emite cerca de vezes mais do que a Terra. 8

9 1.. Em que gama do espetro eletromagnético irradia o planeta Terra? 1.3. Sabendo que a relação entre a temperatura absoluta do corpo (T) e o comprimento de onda para o qual a irradiância é máxima ( ) é dada pela expressão,, determine a temperatura média do planeta Terra. Considere m. Exprima o valor em graus Celsius Como se denomina a lei que lhe permitiu responder à alínea anterior? 13. Selecione a opção que traduz corretamente a Lei zero da termodinâmica. (A) Dois sistemas A e B estão em equilíbrio térmico quando transferem para a vizinhança a mesma energia. (B) Dois sistemas A e B estão em equilíbrio térmico entre si quando estão à mesma temperatura. (C) Dois sistemas A e B estão em equilíbrio térmico entre si quando a variação de energia interna do sistema permanece constante no tempo. (D) Dois sistemas A e B estão em equilíbrio térmico entre si quando a variação de energia interna do sistema é nula. 14. Selecione a opção correta. Uma amostra gasosa recebe da vizinhança 500 cal de energia sob a forma de calor e realiza um trabalho igual a 00 cal. A variação da sua energia interna será igual a: (A) 300 cal (B) 700 cal (C),5 cal (D) 155,8 cal 9

10 15. Uma das atividades de laboratório que realizou foi a determinação experimental da capacidade térmica mássica do cobre e do alumínio Escolha, de entre as seguintes opções, a correta para um possível esquema da montagem utilizada na atividade experimental referida: 15.. Suponha que os resultados obtidos por um dos grupos de alunos que realizou a experiência foi o seguinte: m/kg U/V I/A T i /ºC T f /ºC t/s Alumínio 1,001 10,45 4,45 19,90 5,60 10 Com base nos valores experimentais obtidos calcule o valor experimental da capacidade térmica mássica do alumínio Determine o erro relativo do valor experimental relativamente ao valor tabelado. Considere que o valor tabelado do alumínio é 897 J/kgºC Refira dois cuidados a ter na realização da experiência. FIM Questões Total cotação

6ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos EXTRA Física e Química A - 10ºAno

6ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos EXTRA Física e Química A - 10ºAno 6ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos EXTRA Física e Química A - 10ºAno Turma: 10ºA Professora Paula Melo Silva Data: 24 abril 2015 Ano Letivo: 2014/2015 90 min 1. Utilizou-se uma resistência de aquecimento,

Leia mais

EXERCÍCIOS FÍSICA 10. e problemas Exames Testes intermédios Professor Luís Gonçalves

EXERCÍCIOS FÍSICA 10. e problemas Exames Testes intermédios Professor Luís Gonçalves FÍSICA 10 EXERCÍCIOS e problemas Exames 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Testes intermédios 2008 2009 2010 2011 Escola Técnica Liceal Salesiana do Estoril Professor Luís Gonçalves 2 3 Unidade 1 Do Sol ao

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Departamento de Estudos Básicos e Instrumentais 3 Termologia Física II Prof. Roberto Claudino Ferreira Prof. Roberto Claudino 1 ÍNDICE 1. Conceitos Fundamentais;

Leia mais

6.º Teste de Física e Química A 10.º A maio minutos /

6.º Teste de Física e Química A 10.º A maio minutos / 6.º Teste de ísica e Química A 10.º A maio 2013 90 minutos / Nome: n.º Classificação Professor E.E. GRUPO I As seis questões deste grupo são todas de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas

Leia mais

Física e Química A 10.º ano

Física e Química A 10.º ano Energia, fenómenos térmicos e radiação I 1. Coloca os sistemas mencionados por ordem, de forma a corresponder à sequência: Sistema isolado, Sistema fechado, sistema aberto A. Piscina. B. Frigorífico fechado.

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1.º teste sumativo de FQA 15. OUTUBRO. 2014 Versão 1 11.º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 10

Leia mais

5.º Teste de Física e Química A 10.º A Abril minutos /

5.º Teste de Física e Química A 10.º A Abril minutos / 5.º Teste de Física e Química A 10.º A Abril 2013 90 minutos / Nome: n.º Classificação Professor.. GRUPO I As seis questões deste grupo são todas de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas

Leia mais

5º Teste de Física e Química A 10.º A Abr minutos /

5º Teste de Física e Química A 10.º A Abr minutos / 5º Teste de Física e Química A 10.º A Abr. 2013 90 minutos / Nome: n.º Classificação Professor E.E. GRUPO I As seis questões deste grupo são todas de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas

Leia mais

Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção

Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção Escola Secundária de Casquilhos FQA11 - APSA1 - Unidade 1- Correção / GRUPO I (Exame 2013-2ª Fase) 1. (B) 2. 3. 3.1. Para que a intensidade média da radiação solar seja 1,3 x 10 3 Wm -2 é necessário que

Leia mais

Escola Secundária de Casquilhos Teste Sumativo - Física e Química A. 11º ANO 28/02/ minutos

Escola Secundária de Casquilhos Teste Sumativo - Física e Química A. 11º ANO 28/02/ minutos Escola Secundária de Casquilhos Teste Sumativo - Física e Química A 11º ANO 28/02/2014 90 minutos NOME Nº Turma Informação Professor Enc. de Educação TABELA DE CONSTANTES Velocidade de propagação da luz

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 7º Teste de FQA 2.março. 2015 Versão 1 10º Ano Turma A Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído por 8 páginas e termina

Leia mais

CALORIMETRIA E TERMOLOGIA

CALORIMETRIA E TERMOLOGIA CALORIMETRIA E TERMOLOGIA CALORIMETRIA Calor É a transferência de energia de um corpo para outro, decorrente da diferença de temperatura entre eles. quente Fluxo de calor frio BTU = British Thermal Unit

Leia mais

FÍSICA II. (Dados sen 30 o = 0,5 e g = 10 m/s 2 )

FÍSICA II. (Dados sen 30 o = 0,5 e g = 10 m/s 2 ) FÍSCA Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. nterprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores não

Leia mais

Unimonte, Engenharia Física Aplicada, Prof. Marco Simões Transferência de calor, exercícios selecionados do Sears & Zemansky, cap.

Unimonte, Engenharia Física Aplicada, Prof. Marco Simões Transferência de calor, exercícios selecionados do Sears & Zemansky, cap. Unimonte, Engenharia Física Aplicada, Prof. Marco Simões Transferência de calor, exercícios selecionados do Sears & Zemansky, cap. 17 17.65) Suponha que a barra da figura seja feita de cobre, tenha 45,0

Leia mais

Aula 01. Me. Leandro B. Holanda, 1. Definições e conceitos fundamentais. Calor

Aula 01. Me. Leandro B. Holanda,   1. Definições e conceitos fundamentais. Calor Aula 01 1. Definições e conceitos fundamentais Calor Se um bloco de cobre quente for colocado num béquer de água fria o bloco de cobre se resfria e a água se aquece até que o cobre e a água atinjam a mesma

Leia mais

5ª LISTA DE EXERCÍCIOS

5ª LISTA DE EXERCÍCIOS 5ª LISTA DE EXERCÍCIOS DISCIPLINA: Física Geral e Experimental I CURSO: Engenharia de Produção Noturno. 2º termo Prof. Dr. Elton Aparecido Prado dos Reis 01 - Um grupo de pessoas, por intermédio de uma

Leia mais

Propagação do Calor e Calorimetria

Propagação do Calor e Calorimetria Condução Térmica Física 3 - Capítulo 3 Propagação do Calor e Calorimetria Propagação de calor em que a energia térmica passa de partícula para partícula, sem transporte de matéria. Ocorre nos materiais

Leia mais

Graça Meireles. Física -10º ano. Física -10º ano 2

Graça Meireles. Física -10º ano. Física -10º ano 2 Escola Secundária D. Afonso Sanches Energia do Sol para a Terra Graça Meireles Física -10º ano 1 Variação da Temperatura com a Altitude Física -10º ano 2 1 Sistemas Termodinâmicos Propriedades a ter em

Leia mais

PROVA DE FÍSICA II. Dado: calor latente de fusão da água = 3,5 x 10 5 J/kg. A) 100 B) 180 D) Zero C) 240 E) 210

PROVA DE FÍSICA II. Dado: calor latente de fusão da água = 3,5 x 10 5 J/kg. A) 100 B) 180 D) Zero C) 240 E) 210 PROVA DE FÍSCA Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. nterprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais como fatores

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA 2/3 LIMA DE FREITAS 10.º ANO FÍSICA E QUÍMICA A 2010/2011 NOME: Nº: TURMA:

ESCOLA SECUNDÁRIA 2/3 LIMA DE FREITAS 10.º ANO FÍSICA E QUÍMICA A 2010/2011 NOME: Nº: TURMA: ESCOLA SECUNDÁRIA 2/3 LIMA DE FREITAS 0.º ANO FÍSICA E QUÍMICA A 200/20 NOME: Nº: TURMA: AVALIAÇÃO: Prof.. A energia eléctrica pode ser produzida em centrais termoeléctricas. Nessa produção há perdas de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1.º Teste Sumativo de FQA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1.º Teste Sumativo de FQA ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 1.º Teste Sumativo de FQA 11.º Ano Turma A Professora: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Tolerância: 0 minutos 10 páginas 12.OUTUBRO.2015 NOME Nº Turma

Leia mais

FQA Ficha 9 Exercícios variados

FQA Ficha 9 Exercícios variados ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS FQA Ficha 9 Exercícios variados 11.º Ano Turma A e B 10 novembro 2014 NOME Nº Turma 1. Um grupo de alunos realizou a atividade de laboratório AL-1.4 - Satélite geostacionário

Leia mais

Mecanismos de transferência de calor. Anjo Albuquerque

Mecanismos de transferência de calor. Anjo Albuquerque Mecanismos de transferência de calor 1 Mecanismos de transferência de calor Quando aquecemos uma cafeteira de alumínio com água ao lume toda a cafeteira e toda a água ficam quentes passado algum tempo.

Leia mais

Cap 18 (8 a edição) Temperatura, Calor e Primeira lei da termodinâmica

Cap 18 (8 a edição) Temperatura, Calor e Primeira lei da termodinâmica Termodinâmica: estuda a energia térmica. Cap 18 (8 a edição) Temperatura, Calor e Primeira lei da termodinâmica O que é temperatura: mede o grau de agitação das moléculas. Um pedaço de metal a 10 o C e

Leia mais

FQA - Exercícios variados

FQA - Exercícios variados ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS FQA - Exercícios variados 11.º Ano Turma A e B 11 novembro 2014 NOME Nº Turma 1. Um esquiador de 60 kg desliza por uma montanha gelada (ver figura). Na posição A o módulo

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 06 PLANO INCLINADO P T P N θ P Como pode cair no enem? Uma máquina utiliza um carrinho para retirar carvão do interior de uma mina, puxando-o, sobre um plano inclinado, por meio

Leia mais

Versão 1. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Versão 1. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Físico-Química Versão 1 Teste Intermédio Físico-Química Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 18.04.2013 9.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro????????????

Leia mais

CALORIMETRIA Calor. CALORIMETRIA Potência ou Fluxo de Calor

CALORIMETRIA Calor. CALORIMETRIA Potência ou Fluxo de Calor CALORIMETRIA Calor É a transferência de energia de um corpo para outro, decorrente da diferença de temperatura entre eles. quente frio Unidades de calor 1 cal = 4,186 J (no SI) 1 kcal = 1000 cal Fluxo

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO 4.º Teste Sumativo de Física 15. março. 2016

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO 4.º Teste Sumativo de Física 15. março. 2016 ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO 4.º Teste Sumativo de Física 15. março. 2016 12.º Ano Turma A e B Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. Este teste é constituído

Leia mais

CONDUÇÃO TÉRMICA. Condução é o processo de propagação de calor no qual a energia térmica passa de partícula para partícula de um meio.

CONDUÇÃO TÉRMICA. Condução é o processo de propagação de calor no qual a energia térmica passa de partícula para partícula de um meio. PROPAGAÇÃO DE CALOR CONDUÇÃO TÉRMICA Condução é o processo de propagação de calor no qual a energia térmica passa de partícula para partícula de um meio. FLUXO DE CALOR (Φ) LEI DE FOURIER Q t (θ 1 > θ

Leia mais

As forças dissipativas transformam a energia transferida em energia dissipada, ou seja, a sua ação faz com que haja degradação de energia.

As forças dissipativas transformam a energia transferida em energia dissipada, ou seja, a sua ação faz com que haja degradação de energia. Sumário Unidade temática 2 Trabalho realizado pela força de atrito. A energia de sistemas em movimento de translação. - Teorema da energia cinética. A força com que a Terra atrai os corpos realiza trabalho.

Leia mais

Trabalho do peso Trabalho do peso

Trabalho do peso Trabalho do peso 1.1.4 Peso ou força gravítica O peso, ou a força gravítica, é a força exercida pela Terra sobre todos os corpos. O peso de um corpo depende: da sua massa, m; da aceleração gravítica, g. Peso ou força gravítica

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 22 TRABALHO E POTÊNCIA

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 22 TRABALHO E POTÊNCIA FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 22 TRABALHO E POTÊNCIA k x Como pode cair no enem (ENEM) Um motor só poderá realizar trabalho se receber uma quantidade de energia de outro sistema. No caso, a energia

Leia mais

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r 1) No sistema mostrado abaixo, as roldanas e os fios são ideais e o atrito é considerado desprezível. As roldanas A, B, e C são fixas e as demais são móveis sendo que o raio da roldana F é o dobro do raio

Leia mais

VESTIBULAR UFPE UFRPE / ª ETAPA

VESTIBULAR UFPE UFRPE / ª ETAPA VESTIBUAR UFPE UFRPE / 1999 2ª ETAPA NOME DO AUNO: ESCOA: SÉRIE: TURMA: FÍSICA 3 VAORES DE AGUMAS GRANDEZAS FÍSICAS Aceleração da gravidade: 1 m/s 2 Calor específico da água: 1, cal/g ºC Calor latente

Leia mais

Tabela de Constantes

Tabela de Constantes Questão Aula Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos DISCIPLINA: Física e Química Módulo: F1 2016/2017 11 ºAno de escolaridade Duração: 45 minutos Nome: N.º 8 páginas

Leia mais

Entrelinha 1,5. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Entrelinha 1,5. Utiliza apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Físico-Química Entrelinha 1,5 Teste Intermédio Físico-Química Entrelinha 1,5 (Versão única igual à Versão 1) Duração do Teste: 90 minutos 18.04.2013 9.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei

Leia mais

Sumário. Do Sol ao aquecimento. A energia no aquecimento/arrefecimento de sistemas. A 1ª Lei da termodinâmica pode traduzir-se por:

Sumário. Do Sol ao aquecimento. A energia no aquecimento/arrefecimento de sistemas. A 1ª Lei da termodinâmica pode traduzir-se por: Sumário Do Sol ao Aquecimento Unidade temática 1 1ª Lei da Termodinâmica. Análise de situações em que a variação de energia interna se faz à custa de trabalho, calor e radiação. Capacidade térmica mássica

Leia mais

Exame de Ingresso para Estudantes Internacionais

Exame de Ingresso para Estudantes Internacionais Exame de Ingresso para Estudantes Internacionais Matriz da prova de Física e Química A Duração da prova: 120min. Tolerância: 30 minutos 2015 Competências Conteúdos Estrutura Cotação (pontos) Critérios

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO

UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO Acesso ao Ensino Superior Maiores de 23 Prova Específica de Física 2015 Duração da Prova: 1h:30min Tolerância: 30 min Data: 2015/06/05 Utilize apenas caneta

Leia mais

Dulce Campos 4/28/2013

Dulce Campos 4/28/2013 1 2 Energia em movimentos 2.2 A energia de sistemas em movimento de translação 3 2.2 A energia de sistemas em movimento de translação 2.2.1 Energia potencial 2.2.2 Energia cinética 2.2.3 Teorema da Energia

Leia mais

PROGRAMA DA PROVA DE FÍSICA

PROGRAMA DA PROVA DE FÍSICA universidade de aveiro PROGRAMA DA PROVA DE FÍSICA Domínio: Energia e sua conservação Subdomínio: Energia e movimentos - Energia cinética e energia potencial; energia interna. - Sistema mecânico; sistema

Leia mais

Transferência/Transformação de energia

Transferência/Transformação de energia Transferência/Transformação de energia As tranferências e as transformações de energia podem esquematizar-se recorrendo, por exemplo, a diagramas de Sankey. Transferência de energia Transformação de energia

Leia mais

EP34D Fenômenos de Transporte

EP34D Fenômenos de Transporte EP34D Fenômenos de Transporte Prof. Dr. André Damiani Rocha arocha@utfpr.edu.br Introdução à Transferência de Calor 2 Introdução à Transferência de Calor O que é Transferência de Calor? Transferência de

Leia mais

2.1 Breve história da termodinâmica

2.1 Breve história da termodinâmica 2.1 Breve história da termodinâmica TERMODINÂMICA calor força, movimento No início, estudava os processos que permitiam converter calor em trabalho (força e movimento). 2.1 Breve história da termodinâmica

Leia mais

SIMULADO DE FÍSICA. a) 26 m. b) 14 m. c) 12 m. d) 10 m. e) 2 m

SIMULADO DE FÍSICA. a) 26 m. b) 14 m. c) 12 m. d) 10 m. e) 2 m SIMULADO DE FÍSICA 1. Num estacionamento, um coelho se desloca, em seqüência, 12 m para o Oeste, 8 m para o Norte e 6 m para o Leste. O deslocamento resultante tem módulo. a) 26 m b) 14 m c) 12 m d) 10

Leia mais

VERSÃO DE TRABALHO. Prova Escrita de Física e Química A. 11.º Ano de Escolaridade. Prova 715/2.ª Fase. Critérios de Classificação

VERSÃO DE TRABALHO. Prova Escrita de Física e Química A. 11.º Ano de Escolaridade. Prova 715/2.ª Fase. Critérios de Classificação EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Física e Química A 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 715/2.ª Fase Critérios de Classificação 12 Páginas 2015

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO LEIS DE NEWTON E SUAS APLICAÇÕES 2ª ETAPA

ESTUDO DIRIGIDO LEIS DE NEWTON E SUAS APLICAÇÕES 2ª ETAPA Curso: Engenharia Civil Disciplina: Física Geral Experimental I Período: 1 período Data: 04/16/2014 Prof.a: Érica Estanislau Muniz Faustino ESTUDO DIRIGIDO LEIS DE NEWTON E SUAS APLICAÇÕES 2ª ETAPA 1-

Leia mais

Prova Escrita de Física e Química A

Prova Escrita de Física e Química A EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Física e Química A 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 715/2.ª Fase Critérios de Classificação 13 Páginas 2015

Leia mais

Capítulo 9: Transferência de calor por radiação térmica

Capítulo 9: Transferência de calor por radiação térmica Capítulo 9: Transferência de calor por radiação térmica Radiação térmica Propriedades básicas da radiação Transferência de calor por radiação entre duas superfícies paralelas infinitas Radiação térmica

Leia mais

2 Energia em movimentos

2 Energia em movimentos 2 Energia em movimentos Lei da conservação de energia Se se considerar todas as contribuições energéticas, macroscópicas e microscópicas, total p macroscópica c macroscópica Sistema isolado 2 Sistemas

Leia mais

Olimpíada Brasileira de Física ª Fase Prova para alunos de 3º ano

Olimpíada Brasileira de Física ª Fase Prova para alunos de 3º ano Leia atentamente as instruções abaixo antes de iniciar a prova: 1 Esta prova destina-se exclusivamente a alunos de 3 o ano. 2 A prova contem vinte questões. 3 Cada questão contem cinco alternativas, das

Leia mais

Há variação da energia interna

Há variação da energia interna 1.1.3 Transferência de energia por ação de forças. Sistema Num sistema ocorrem, geralmente, transformações e transferências de energia que levam a variações da sua energia interna. NUM CARRO Aquecimento

Leia mais

Questão 11. Questão 13. Questão 12. Resposta. Resposta. b) a intensidade da força de atrito entre os dois blocos.

Questão 11. Questão 13. Questão 12. Resposta. Resposta. b) a intensidade da força de atrito entre os dois blocos. Questão 11 Um veículo está rodando à velocidade de 36 km/h numa estrada reta e horizontal, quando o motorista aciona o freio. Supondo que a velocidade do veículo se reduz uniformemente à razão de 4 m/s

Leia mais

formado nas etapas anteriores, na presença de radiação (E = h f), sofre a reação oposta provocando a dissociação do NO 2 , segundo as equações: NO 2

formado nas etapas anteriores, na presença de radiação (E = h f), sofre a reação oposta provocando a dissociação do NO 2 , segundo as equações: NO 2 GRUPO I Os óxidos de azoto, NOx, desempenham um papel fundamental na formação de novos compostos na atmosfera, como o ozono e outros. Um modelo simplificado da ação do NOx na atmosfera pode ser descrito

Leia mais

Lista de Exercícios de Física

Lista de Exercícios de Física Lista de Exercícios de Física 1º) Suponha que, na figura ao lado, corpo mostrado tenha, em uma energia potencial EP = 20 J e uma energia cinética EC = 10 J. a) qual a energia mecânica total do corpo em?

Leia mais

FÍSICA II. 02. Uma das extremidades de um fio de comprimento 3,0 m é presa a um diapasão elétrico; a outra passa por

FÍSICA II. 02. Uma das extremidades de um fio de comprimento 3,0 m é presa a um diapasão elétrico; a outra passa por FÍSICA II Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. Interprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores

Leia mais

2. O gráfico abaixo representa a variação da velocidade de um móvel em função do tempo decorrido de movimento.

2. O gráfico abaixo representa a variação da velocidade de um móvel em função do tempo decorrido de movimento. Revisão ENEM 1. Duas bolas de dimensões desprezíveis se aproximam uma da outra, executando movimentos retilíneos e uniformes (veja a figura). Sabendo-se que as bolas possuem velocidades de 2m/s e 3m/s

Leia mais

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - unidade 2 - Física 10º ANO Maio 2013 / Nome: nº

AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - unidade 2 - Física 10º ANO Maio 2013 / Nome: nº AULA PRÁTICA DE SALA DE AULA FQA - unidade 2 - Física 10º ANO Maio 2013 / Nome: nº Teste intermédio 30/05/2012 GRUPO V A Figura 4 (que não está à escala) representa uma calha inclinada, montada sobre uma

Leia mais

Energia: Capacidade de realizar trabalho.

Energia: Capacidade de realizar trabalho. Energia: Capacidade de realizar trabalho. Formas de energia: Matéria: - Cinética (movim. macroscópico, térmica, etc) - Potencial (elétrica, gravitacional, elástica, etc) Tudo que tem massa e ocupa lugar

Leia mais

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa C. alternativa A

Questão 37. Questão 39. Questão 38. alternativa C. alternativa A Questão 37 Segundo a lei da gravitação de Newton, o módulo F da força gravitacional exercida por uma partícula de massa m 1 sobre outra de massa m,àdistânciad da primeira, é dada por F = G mm 1, d onde

Leia mais

Gabarito Comentado. Gabarito dos Exercícios Complementares Revisão Ciências da Natureza Física Ensino Médio Material do aluno

Gabarito Comentado. Gabarito dos Exercícios Complementares Revisão Ciências da Natureza Física Ensino Médio Material do aluno Gabarito dos Exercícios Complementares Revisão Ciências da Natureza 01. Alternativa B Utilizando a expressão: v m = X t Onde: X = 3.146 m v m = 17 m/s t =? Teremos: 17 = 3.146 t t = 3.146 17 t = 185 s

Leia mais

a) Calcular a energia cinética com que a moeda chega ao piso.

a) Calcular a energia cinética com que a moeda chega ao piso. Dados: Considere, quando necessário: g = 10 m/s 2 ; sen 30 = cos 60 = 1/2; cos 30 = sen 60 = 3/2; calor específico da água = 1 cal/g C. 1) Uma pessoa deixa uma moeda cair, e, então, ouve-se o barulho do

Leia mais

Proposta de Resolução do Exame Nacional de Física e Química A 11.º ano, 2016, 2.ª Fase, versão 1

Proposta de Resolução do Exame Nacional de Física e Química A 11.º ano, 2016, 2.ª Fase, versão 1 Proposta de Resolução do Exame Nacional de Física e Química A, 2.ª Fase, 2016 Proposta de Resolução do Exame Nacional de Física e Química A 11.º ano, 2016, 2.ª Fase, versão 1, 22 de julho de 2016 Exame

Leia mais

Física. 28)Para exemplificar pares de forças, segundo o princípio da ação-reação, são apresentadas as seguintes situações:

Física. 28)Para exemplificar pares de forças, segundo o princípio da ação-reação, são apresentadas as seguintes situações: Física 26) De um determinado local da superfície da Terra um objeto é lançado verticalmente para cima Considerando as seguintes grandezas físicas envolvidas nesse experimento: 1 velocidade inicial de lançamento,

Leia mais

Resolução do Exame Nacional de Física e Química A 11.º, 2010, 2.ª fase, versão 1

Resolução do Exame Nacional de Física e Química A 11.º, 2010, 2.ª fase, versão 1 Resolução do Exame Nacional de Física e uímica A 11.º, 010,.ª fase, versão 1 Sociedade Portuguesa de Física, Divisão de Educação, 15 de Julho de 010, http://de.spf.pt 1. 1.1. O aumento da acidez da água

Leia mais

Exame Física para as Ciências Naturais Curso: Agronomia 3/05/12. Nome:... Número:... Grupo I (13 valores)

Exame Física para as Ciências Naturais Curso: Agronomia 3/05/12. Nome:... Número:... Grupo I (13 valores) Exame Física para as Ciências Naturais Curso: Agronomia 3/05/12 Nome:... Número:... Pode utilizar uma calculadora e uma folha A4 (duas páginas) com fórmulas. Grupo I (13 valores) Assinalar a reposta correcta.

Leia mais

TERMODINÂMICA. Radiação Solar. Anjo Albuquerque

TERMODINÂMICA. Radiação Solar. Anjo Albuquerque TERMODINÂMICA Radiação Solar 1 Anjo Albuquerque TERMODINÂMICA Termodinâmica - é a área da Física que nos permite compreender o mundo que nos rodeia, desde a escala dos átomos até à escala do universo.

Leia mais

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Tomar ÁREA INTERDEPARTAMENTAL DE FÍSICA

Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Tomar ÁREA INTERDEPARTAMENTAL DE FÍSICA Engenharia Civil Exercícios de Física de Física Ficha 8 Corpo Rígido Capítulo 6 Ano lectivo 010-011 Conhecimentos e capacidades a adquirir pelo aluno Aplicação das leis fundamentais da dinâmica. Aplicação

Leia mais

SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein SEGUE ABAIXO UMA LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS

SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein SEGUE ABAIXO UMA LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS SUGESTÃO DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL DE FÍSICA- 1 ANO Professor Solon Wainstein # Ler todas as teorias # Refazer todos os exercícios dados em aula. # Refazer todos os exercícios feitos do livro. # Refazer

Leia mais

FÍSICA 1ª SÉRIE APOIO PEDAGÓGICO LUIZ HENRIQUE DIAS DE FARIA

FÍSICA 1ª SÉRIE APOIO PEDAGÓGICO LUIZ HENRIQUE DIAS DE FARIA 1ª SÉRIE APOIO PEDAGÓGICO (Unicamp 2013) A boa ventilação em ambientes fechados é um fator importante para o conforto térmico em regiões de clima quente. Uma chaminé solar pode ser usada para aumentar

Leia mais

Os diferentes processos de transferência de calor são referidos como mecanismos de transferência de calor.

Os diferentes processos de transferência de calor são referidos como mecanismos de transferência de calor. REGIME PERMANENTE (estáveis) (Steady State) Quando a temperatura de um ponto não varia com o tempo o regime é considerado permanente. Se em um lado de uma placa a temperatura é sempre 80 C e no outro 200

Leia mais

= 36 = (m/s) = 10m/s. 2) Sendo o movimento uniformemente variado, vem: V = V 0 0 = 10 4,0. T T = 2,5s

= 36 = (m/s) = 10m/s. 2) Sendo o movimento uniformemente variado, vem: V = V 0 0 = 10 4,0. T T = 2,5s 11 FÍSICA Um veículo está rodando à velocidade de 36 km/h numa estrada reta e horizontal, quando o motorista aciona o freio. Supondo que a velocidade do veículo se reduz uniformemente à razão de 4 m/s

Leia mais

Física e Química A 715 (versão 1)

Física e Química A 715 (versão 1) Exame (Resolução proposta por colaboradores da Divisão de Educação da Sociedade Portuguesa de Física) Física e Química A 715 (versão 1) 0 de Junho de 008 1. 1.1. Átomos de ferro A espécie redutora é o

Leia mais

Questão 46. Questão 47. Questão 49. Questão 48. alternativa B. alternativa B. alternativa A. alternativa D. A distância média da Terra à Lua é

Questão 46. Questão 47. Questão 49. Questão 48. alternativa B. alternativa B. alternativa A. alternativa D. A distância média da Terra à Lua é Questão 46 A distância média da Terra à Lua é 3,9 10 m. Sendo a velocidade da luz no vácuo igual a 30, 10 5 km/s, o tempo médio gasto por ela para percorrer essa distância é de: a) 0,77 s d) 77 s b) 1,3

Leia mais

LECTURE NOTES PROF. CRISTIANO. Trabalho e Energia Cinética. Trabalho. Prof. Cristiano Oliveira Ed. Basilio Jafet sala 202

LECTURE NOTES PROF. CRISTIANO. Trabalho e Energia Cinética. Trabalho. Prof. Cristiano Oliveira Ed. Basilio Jafet sala 202 isica I IO Trabalho e Energia Cinética Prof. Cristiano Oliveira Ed. Basilio Jafet sala 202 crislpo@if.usp.br Trabalho Este conceito permite uma definição inicial para trabalho W: realizamos trabalho quando

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER)

LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) LISTA DE EXERCÍCIOS: POTÊNCIA, TRABALHO E ENERGIA TURMAS: 1C01 a 1C10 (PROF. KELLER) 1) Uma máquina consome 4000 J de energia em 100 segundos. Sabendo-se que o rendimento dessa máquina é de 80%, calcule

Leia mais

Física Experimental - Termodinâmica - Conjunto para termodinâmica - EQ054

Física Experimental - Termodinâmica - Conjunto para termodinâmica - EQ054 Índice Remissivo... 4 Abertura... 6 Guarantee / Garantia... 7 Certificado de Garantia Internacional... 7 As instruções identificadas no canto superior direito da página pelos números que se iniciam pelos

Leia mais

Figura 1 Figura 2. Sabendo-se que a folha movimenta-se a uma velocidade de 7,0 cm/s, faça o que se pede:

Figura 1 Figura 2. Sabendo-se que a folha movimenta-se a uma velocidade de 7,0 cm/s, faça o que se pede: PROCESSO SELETIVO/2006 3 O DIA CADERNO 3 1 FÍSICA QUESTÕES DE 06 A 10 06. Uma impressora de computador, do tipo matricial, desloca o formulário contínuo a uma velocidade constante. Concomitantemente ao

Leia mais

Recursos Energéticos e Meio Ambiente. Professor Sandro Donnini Mancini. 4 - Mecânica e Termodinâmica da Energia. Sorocaba, Fevereiro de 2016

Recursos Energéticos e Meio Ambiente. Professor Sandro Donnini Mancini. 4 - Mecânica e Termodinâmica da Energia. Sorocaba, Fevereiro de 2016 Instituto de Ciência e Tecnologia de Sorocaba Recursos Energéticos e Meio Ambiente Professor Sandro Donnini Mancini 4 - Mecânica e Termodinâmica da Energia Sorocaba, Fevereiro de 016 Formas de Energia

Leia mais

ª Fase. 5 pontos

ª Fase. 5 pontos 45 20 pontos 46 10 pontos 47 10 pontos 48 20 pontos AECVEXFQ10/11-04 49 10 pontos 50 10 pontos 20 pontos 51 10 pontos 52 20 pontos TOTAL Prova Escrita de Física e Química A, 2008 200 pontos 11.º/12.º Anos

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Fgv 013) A montadora de determinado veículo produzido no Brasil apregoa que a potência do motor que equipa o carro é de 100 HP (1HP 750W). Em uma pista horizontal e retilínea de provas, esse veículo,

Leia mais

Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças

Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças Efeito rotativo das forças 1 Tipos de forças Forças devidas

Leia mais

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA MECÂNICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO CURSO DE LICENCIATURA EM ENGENHARIA MECÂNICA DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA Página 1 de 10 Provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de março AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE

Leia mais

Física e Química A. Teste Intermédio Física e Química A. Versão 2. Teste Intermédio. Versão 2. Duração do Teste: 90 minutos

Física e Química A. Teste Intermédio Física e Química A. Versão 2. Teste Intermédio. Versão 2. Duração do Teste: 90 minutos Teste Intermédio Física e Química A Versão 2 Teste Intermédio Física e Química A Versão 2 Duração do Teste: 90 minutos 16.01.2008 11.º ou 12.º Anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março

Leia mais

1. Suponha que em uma escala linear de temperatura X a água ferva a 53,3 o X e congele a -170 o X. Qual a temperatura de 340K na escala X?

1. Suponha que em uma escala linear de temperatura X a água ferva a 53,3 o X e congele a -170 o X. Qual a temperatura de 340K na escala X? BC0303: Fenômenos Térmicos - 1 a Lista de Exercícios Termômetros, Temperatura e Escalas de Temperatura 1. Suponha que em uma escala linear de temperatura X a água ferva a 53,3 o X e congele a -170 o X.

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual.

Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual. Física 2ª Lei de Newton I 2 os anos Hugo maio/12 Nome: Nº: Turma: Os exercícios a seguir foram retirados do livro Aulas de Física, volume I, da Editora Atual. 1. Aplica-se uma força F de intensidade 20

Leia mais

Parte I ( Questões de Trabalho Mecânico e Energia )

Parte I ( Questões de Trabalho Mecânico e Energia ) Parte I ( Questões de Trabalho Mecânico e Energia ) 1) Uma força horizontal de 20 N arrasta por 5,0 m um peso de 30 N, sobre uma superfície horizontal. Os trabalhos realizados pela força de 20 N e pela

Leia mais

Prof. Felipe Corrêa Maio de 2016

Prof. Felipe Corrêa Maio de 2016 Prof. Felipe Corrêa Maio de 2016 IMPORTÂNCIA Praticamente todos os sistemas envolvidos na engenharia estão direta ou indiretamente ligados com a transferência de calor. Portanto, para que estes sistemas

Leia mais

Qual o processo de transferência de energia; Como se processa de modo concreto esse processo e como a energia é transferida.

Qual o processo de transferência de energia; Como se processa de modo concreto esse processo e como a energia é transferida. Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 10º Ano Turmas A e B Paula Silva e Emília Correia Ficha de Trabalho 13 Componente de Física 10ºano Módulo Inicial Das fontes de energia ao utilizador 2014/2015

Leia mais

A partir dos dados, tem-se a seguinte correspondência: Usando a proporcionalidade, tem-se: x x = =

A partir dos dados, tem-se a seguinte correspondência: Usando a proporcionalidade, tem-se: x x = = 01 A partir dos dados, tem-se a seguinte correspondência: Usando a proporcionalidade, tem-se: x 20 92 32 x 20 60 = = 80 20 212 32 60 180 x 20 = 20 x = 40 mm Resposta: B 1 02 A partir dos dados, tem-se:

Leia mais

Transmissão de calor

Transmissão de calor UNIVESIDADE EDUADO MONDLANE Faculdade de Engenharia Transmissão de calor 3º Ano 1 Aula 6 Aula Prática- Condução em regime permanente Problema -6.1 (I) Uma janela tem dois vidros de 5 mm de espessura e

Leia mais

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação Anual. Física e Química A 10º ano 2014 / º Período

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação Anual. Física e Química A 10º ano 2014 / º Período Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Planificação Anual Física e Química A 10º ano 01 / 01 1º Período ( minutos) Apresentação QUÍMICA 0. MATERIAIS: DIVERSIDADE E CONSTITUIÇÃO 0.1. Materiais

Leia mais

Física Geral e Experimental III. Dilatação

Física Geral e Experimental III. Dilatação Física Geral e Experimental III Dilatação 6. Em um dia quente em Las Vegas um caminhão-tanque foi carregado com 37.000 L de óleo diesel. Ele encontrou tempo frio ao chegar a Payson, Utha, onde a temperatura

Leia mais

Lista 5 Leis de Newton

Lista 5 Leis de Newton Sigla: Disciplina: Curso: FISAG Física Aplicada a Agronomia Agronomia Lista 5 Leis de Newton 01) Um corpo de massa m sofre ação de duas forças F1 e F2, como mostra a figura. Se m = 5,2 kg, F1 = 3,7 N e

Leia mais

Transmissão de Calor

Transmissão de Calor Transmissão de Calor Revisão de Conceitos da Termodinâmica 11/08/2006 Referência: capítulos 7, 8 e 10 do livro de H. Moysés Nussenzveig, Curso de Física Básica 2 Fluidos. Oscilações e Ondas. Calor. 4 ed.

Leia mais

CALORIMETRIA - EXERCÍCIOS E TESTES DE VESTIBULARES

CALORIMETRIA - EXERCÍCIOS E TESTES DE VESTIBULARES CALORIMETRIA - EXERCÍCIOS E TESTES DE VESTIBULARES 1. (UFV-96) Ao derramarmos éter sobre a pele, sentimos uma sensação de resfriamento em conseqüência de: a. o éter penetrar nos poros, congelando imediatamente

Leia mais

Versão 1. Na folha de respostas, indique de forma legível a versão do teste.

Versão 1. Na folha de respostas, indique de forma legível a versão do teste. Teste Intermédio de Física e Química A Versão 1 Teste Intermédio Física e Química A Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 11.02.2011 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Na

Leia mais

Temperatura, calor e processos de transmissão de calor

Temperatura, calor e processos de transmissão de calor REVISÃO ENEM Temperatura, calor e processos de transmissão de calor TEMPERATURA Temperatura é a grandeza física escalar que nos permite avaliar o grau de agitação das moléculas. Quanto maior for o grau

Leia mais

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO:

LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 1 Essa prova destina-se exclusivamente a alunos da 1ª e 2ª Séries e contém dezesseis (16) questões. 2 Os alunos da 1ª Série devem escolher livremente oito (8) questões

Leia mais