Viagens turísticas aumentam no 4º trimestre e no ano de 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Viagens turísticas aumentam no 4º trimestre e no ano de 2015"

Transcrição

1 Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre de de maio de 2016 Viagens turísticas aumentam no 4º trimestre e no ano de 2015 No 4º trimestre de 2015 a população residente em Portugal realizou 4,16 milhões de deslocações turísticas (+5,3% face ao 4ºT ), das quais 23,1% de longa duração, ou seja, com 4 e mais noites (21,0% no 4º T 2014). A visita a familiares e amigos foi a principal motivação para a realização da viagem, justificando 2,5 milhões de viagens realizadas no 4º trimestre (60,9%; 55,4% no 4º T de 2014). Seguiu-se o lazer, recreio ou férias, com 1,0 milhão de viagens (24,0%; 29,0% no 4º T de 2014). O alojamento particular gratuito agregou 79,1% das dormidas (+2,7 p.p. que no 4º T de 2014) enquanto os Hotéis e similares foram a opção em 16,2% das dormidas realizadas no trimestre (-3,9 p.p.). No decorrer do ano de 2015 as deslocações turísticas atingiram 19,15 milhões, refletindo um aumento de 7,0% (+0,2% em 2014). A visita a familiares ou amigos, o principal motivo para viajar, originou 8,6 milhões de viagens (44,9%, -1,1 p.p.) e o lazer, recreio ou férias 8,1 milhões (42,2%, +1,6 p.p.). Residentes em Portugal viajaram mais no último trimestre de 2015 No 4º trimestre de 2015, 17,5% da população residente em Portugal fez pelo menos uma deslocação turística, +0,9 p.p. 2. Dezembro foi o mês em que mais residentes viajaram, como habitualmente: 14,5% (13,7% no 4º T de 2014). Nos restantes meses do 4º trimestre, a população com viagens foi substancialmente menor: 7,7% em outubro (+1,3 p.p.) e 6,1% em novembro (-0,9 p.p.). 1 Salvo indicação em contrário, as taxas de variação indicadas neste destaque correspondem a taxas de variação homóloga. 2 Revisão do 4º T 2014 relativamente a número de turistas Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre /8

2 Figura 1. Proporção de turistas e de não turistas na população residente, por meses 100 % 80 % 60 % 93,4 93,4 87,6 93,0 92,4 92,1 88,7 91,2 90,0 85,7 78,8 90,9 93,6 93,0 86,3 93,3 91,9 90,8 90,6 91,3 89,4 85,1 76,7 89,3 92,3 93,9 85,5 40 % 20 % 0 % 6,6 6,6 12,4 7,0 7,6 7,9 11,3 8,8 10,0 14,3 21,2 9,1 6,4 7,0 13,7 6,7 8,1 9,2 9,4 8,7 10,6 14,9 23,3 10,7 7,7 6,1 14,5 Turistas Não turistas O sexo feminino representou 52,9% da população que viajou. O escalão etário entre 25 e 44 anos manteve-se predominante (30,5% do total), seguindo-se o escalão anos, com uma representatividade de 27,5%. Figura 2. Repartição dos turistas por sexo e escalão etário (4º trimestre de 2015) anos 5,1% 0-14 anos 7,7% 0-14 anos 7,0% anos 3,7% Feminino anos 15,8% anos 14,7% Masculino anos 13,4% anos 14,1% 65 e + anos 10,9% 65 e + anos 7,6% Viagens turísticas aumentam no 4º trimestre e, mais acentuadamente, na globalidade do ano 2015 No último trimestre de 2015, os residentes em Portugal realizaram 4,16 milhões de viagens, +5,3% face ao mesmo período de Esta variação foi substancialmente menor que a do trimestre precedente (+16,2%), tendo-se aproximado do aumento registado no 1º T 2015 (+4,1%). Na totalidade do ano de 2015 efetuaram-se 19,15 milhões de deslocações turísticas, o que se traduziu num aumento de 7,0%, destacando-se face à estabilização verificada em 2014 (+0,2%) mas ultrapassando o acréscimo de 4,5% em Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre /8

3 10 3 Viagens Figura 3. Evolução mensal do número de viagens turísticas dos residentes Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Realizaram-se 2,5 milhões de deslocações para visita a familiares ou amigos no 4º trimestre de 2015, refletindo um aumento de 15,7%, enquanto, pelo contrário, se verificou redução (-12,9%) nas viagens por lazer, recreio ou férias (1,0 milhão). As 470,9 mil viagens por motivos profissionais ou de negócios representaram 11,3% do total no trimestre (9,7% em igual período do ano anterior). Em 2015, as deslocações por visita a familiares ou amigos continuaram a predominar, abrangendo 44,9% do total (8,6 milhões de viagens), embora se tenha registado uma diminuição de 1,1 p.p. no seu peso relativo. O motivo lazer, recreio ou férias concentrou 42,2% (8,1 milhões) das viagens realizadas durante o ano, tendo aumentado 1,6 p.p. no seu peso relativo. As deslocações profissionais ou de negócios (1,7 milhões) mantiveram a sua preponderância, concentrando 8,7% das viagens totais. Figura 4. Distribuição das viagens segundo os principais motivos, por meses 100 % 80 % 60 % 5,6 5,9 3,0 4,5 4,6 4,8 5,8 5,0 4,3 3,1 3,4 5,6 4,4 3,0 5,6 9,6 12,1 11,5 11,2 10,5 9,1 10,9 8,9 13,7 28,2 31,4 42,3 42,2 54,9 64,5 54,2 57,8 55,8 49,8 46,9 62,3 9,2 7,6 13,2 14,0 47,4 52,5 3,2 5,4 4,8 6,5 5,3 5,4 7,5 4,2 3,0 2,2 2,3 4,1 6,7 4,8 5,9 13,0 10,5 8,1 8,4 7,8 11,9 15,0 18,5 13,7 29,6 35,1 40,8 40,9 61,1 47,7 42,2 47,9 54,5 46,4 52,9 55,9 1,6 5,9 67,7 40 % 20 % 29,9 27,8 26,9 21,7 26,4 28,9 33,5 34,4 44,3 61,1 65,4 43,3 30,2 25,9 30,3 27,1 37,0 39,4 38,7 32,4 46,6 56,0 65,9 47,2 25,4 20,8 24,8 0 % Lazer, recreio ou férias Visita a familiares ou amigos Profissionais ou de negócios Outros motivos Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre /8

4 Viagens domésticas com maior aumento As viagens domésticas (90,9% do total) aumentaram 5,5% no último trimestre de 2015 e corresponderam a 3,8 milhões. O número de deslocações com destino ao estrangeiro aumentou menos (+3,4%). Figura 5. Distribuição das viagens turísticas, segundo o seu destino 100% 4.ºT 2015 Portugal - 90,9% Estrangeiro - 9,1% 80% 60% 40% 20% 0% Portugal Estrangeiro As deslocações para o estrangeiro representaram 25,1% das viagens por motivos profissionais ou de negócios (31,2% no 4º T de 2014) e 11,5% das realizadas por lazer, recreio ou férias (10,1% no 4º T 2014). No motivo Visitas a familiares ou amigos apenas 5,7% das deslocações se realizaram para o estrangeiro, tal como em idêntico período de Constata-se o peso assinalável das motivações profissionais (31,2%) quando os destinos se situavam no estrangeiro, enquanto este tipo de viagem pesou apenas 9,3% no caso das deslocações domésticas. Figura 6. Distribuição das viagens segundo os motivos, por destino (4º trimestre 2015) 0,6% 31,2% 4,2% 9,3% 23,4% 30,2% Lazer, recreio ou férias PORTUGAL Visita a familiares ou amigos Profissionais ou de negócios Outros motivos 63,1% 38,0% ESTRANGEIRO Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre /8

5 Incremento no peso do transporte aéreo No 4º trimestre de 2015, o automóvel continuou a ser o meio de transporte mais representativo, utilizado em 3,4 milhões de viagens (80,6% do total, -0,3 p.p.). As deslocações com recurso a avião totalizaram 444,6 mil viagens e representaram 10,7% do total (+1,8 p.p.). Figura 7. Distribuição das viagens turísticas segundo o principal meio de transporte utilizado, por meses 100% 7,8 6,6 7,9 5,2 7,2 8,1 10,9 8,6 7,3 6,8 6,8 6,9 8,3 10,1 8,5 8,2 9,1 12,1 10,4 9,5 11,3 7,8 7,1 9,7 11,5 9,8 10,6 80% 60% 79,1 86,2 82,8 84,7 81,6 79,8 76,1 79,7 80,1 85,7 84,2 82,1 80,3 79,3 82,1 82,3 79,7 75,6 79,1 78,7 80,2 83,6 86,5 81,2 78,8 79,1 82,3 40% 20% 0% 13,1 7,2 9,3 10,1 11,2 12,1 13,0 11,7 12,6 7,5 9,0 11,0 11,4 10,6 9,4 9,5 11,2 12,3 10,5 11,8 8,5 8,6 6,4 9,1 9,7 11,1 7,1 Avião Automóvel Outro meio Marcação antecipada aumenta nas viagens com destino ao estrangeiro No 4º trimestre de 2015 as viagens com reserva antecipada de serviços (1,1 milhões) representaram 25,8% do total de viagens turísticas realizadas pelos residentes em Portugal (-1,0 p.p.). A marcação antecipada foi especialmente importante nas viagens para o estrangeiro, tendo ocorrido em 92,8% destas deslocações (+1,8 p.p.). Figura 8. Distribuição das viagens segundo a sua organização, por destinos (4º trimestre de 2015) Total 25,8 74,2 Destino Portugal 19,1 80,9 Destino Estrangeiro 92,8 7,2 0% 20% 40% 60% 80% 100% Com marcação Sem marcação Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre /8

6 A internet foi utilizada na organização de 15,4% das viagens realizadas (10,9% nas deslocações domésticas e 60,5% nas deslocações para o exterior), refletindo um aumento de 0,7 p.p. O recurso a agência de viagem diminuiu 0,7 p.p., fixando-se em 4,7%: 2,2% nas viagens domésticas e 30,0% nas viagens para o estrangeiro. Maior escolha por viagens de longa duração O aumento das viagens turísticas fez-se sentir de forma mais intensa nas viagens de longa duração (4 e mais noites) as quais apresentaram um acréscimo de 15,6% no trimestre em causa. Ainda assim, as viagens de curta duração (até 3 noites), com uma representatividade de 76,9% no total de deslocações turísticas, também aumentaram face ao 4º T 2014, embora de forma menos expressiva (+2,5%). Figura 9. Distribuição das viagens turísticas segundo a sua duração, por meses 100% 80% 15,1 13,8 29,1 9,8 13,8 13,5 22,6 15,3 27,3 49,5 62,0 25,7 14,2 13,1 29,0 12,0 20,0 22,8 17,6 17,7 32,5 45,3 59,0 31,1 15,7 13,3 31,8 60% 40% 20% 84,9 86,2 70,9 90,2 86,2 86,5 77,4 84,7 72,7 50,5 38,0 74,3 85,8 86,9 71,0 88,0 80,0 77,2 82,4 82,3 67,5 54,7 41,0 68,9 84,3 86,7 68,2 0% Curta duração Longa duração Alojamento particular gratuito concentra a maioria das dormidas Contrariando a tendência dos trimestres anteriores, no último trimestre de 2015 o alojamento particular gratuito ganhou expressão ao agregar 79,1% das dormidas resultantes das viagens turísticas (+2,7 p.p.). Em contrapartida, os Hotéis e similares perderam 3,9 p.p. na sua representatividade, tendo sido a escolha para 16,2% das dormidas realizadas no trimestre. Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre /8

7 Figura 10. Distribuição das dormidas por meio de alojamento, segundo o motivo (4º trimestre 2015) 100% 4,1 80% 34,1 47,1 60% 40% 20% 0% 3,5 0,7 95,7 57,2 32,7 19,5 5,2 0,2 Lazer, recreio ou férias Visita a familiares ou amigos Profissionais ou de negócios Hotéis e similares Outro coletivo Particular gratuito Particular pago Na globalidade do ano de 2015 os Hotéis e similares ganharam preponderância, ao aumentarem em 4,8 p.p. a sua representatividade, por substituição do alojamento particular gratuito que perdeu 5,6 p.p. na sua importância relativa. Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre /8

8 NOTAS METODOLÓGICAS Dados 2014 definitivos Dados 2015 provisórios Os resultados do Inquérito às Deslocações dos Residentes (IDR) são obtidos a partir da inquirição de uma amostra de cerca de 5000 unidades de alojamento ( indivíduos), com uma rotação de 50% no início de cada ano, mediante recolha telefónica trimestral precedida de uma entrevista presencial. Turista - Viajante que permanece, pelo menos, uma noite num alojamento coletivo ou particular no lugar visitado, independentemente do motivo da viagem. Viagem Turística - Deslocação a um ou mais destinos turísticos, incluindo o regresso ao ponto de partida e abrangendo todo o período de tempo durante o qual uma pessoa permanece fora do seu ambiente habitual. Ambiente Habitual - O ambiente habitual consiste na proximidade direta da sua residência, relativamente ao seu local de trabalho e estudo, bem como a outros locais frequentemente visitados. As dimensões distância e frequência são indissociáveis do conceito e abrangem, respetivamente, os locais situados perto do local de residência, embora possam ser raramente visitados e os locais situados a uma distância considerável do local de residência (incluindo noutro país), visitados com frequência (em média uma ou mais vezes por semana) e numa base rotineira. Uma pessoa possui apenas um ambiente habitual, aplicando-se o conceito tanto a nível do turismo interno como do turismo internacional. Hotéis e similares Estabelecimentos de alojamento turístico cuja atividade principal consiste na prestação de serviços de alojamento e de outros serviços acessórios ou de apoio, com ou sem fornecimento de refeições, mediante pagamento. Outro alojamento coletivo Estabelecimentos de alojamento ou locais e instalações que proporcionam serviço de alojamento para turistas, na sua maioria mediante pagamento, incluindo, parques de campismo, colónias e pousadas da juventude, meios de transporte coletivos, campos de trabalho ou de férias, entre outros. Alojamento particular gratuito Alojamento ocupado pelos turistas e que consiste em 2ª residência ou é assegurado em casa de familiares ou amigos, sem pagamento. Alojamento particular pago Alojamento privado com ou sem licenciamento para a atividade de alojamento turístico, que proporciona a título oneroso um número limitado de lugares independentes (quartos ou habitação). Data prevista para o próximo destaque 26 de julho de 2016 Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre /8

Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010

Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010 PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES Janeiro a Dezembro de 2010 30 de Maio de 2011 Residentes em Portugal realizaram 15,4 milhões de viagens turísticas em 2010 Em 2010 foram realizadas cerca de 15,4 milhões

Leia mais

Atividade Turística manteve resultados positivos em 2015

Atividade Turística manteve resultados positivos em 2015 Estatísticas do Turismo 2015 28 de julho de 2016 Atividade Turística manteve resultados positivos em 2015 Segundo os dados mais recentes publicados pela Organização Mundial de Turismo, as chegadas de turistas

Leia mais

Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre de 2014

Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre de 2014 Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre de 2014 30 de abril de 2015 Viagens turísticas dos residentes com ligeiro aumento No 4º trimestre de 2014 os residentes em Portugal realizaram cerca de 4,0

Leia mais

Deslocações turísticas de residentes aumentaram

Deslocações turísticas de residentes aumentaram PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES 2º Trimestre 2013 31 de outubro de 2013 Deslocações turísticas de residentes aumentaram Entre abril e junho de 2013, os residentes em Portugal efetuaram 3,9 milhões de

Leia mais

Dormidas de não residentes continuaram em crescimento

Dormidas de não residentes continuaram em crescimento Atividade Turística Junho de 2015 14 de agosto de 2015 Dormidas de não residentes continuaram em crescimento A hotelaria registou 5,0 milhões de dormidas em junho de 2015, a que corresponde um aumento

Leia mais

Alojamento turístico acelera crescimento em 2016

Alojamento turístico acelera crescimento em 2016 Estatísticas do Turismo 2016 04 de agosto de 2017 Alojamento turístico acelera crescimento em 2016 De acordo com a Organização Mundial de Turismo, em 2016 registaram-se 1,2 mil milhões de chegadas de turistas

Leia mais

Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos

Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos Atividade Turística Junho 2013 14 de agosto de 2013 Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos A hotelaria registou 4,4 milhões de dormidas em junho de 2013, mais 8,6% do que em junho de 2012. Para

Leia mais

Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes

Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes Atividade Turística Fevereiro 2013 16 de Abril de 2013 Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes As dormidas na hotelaria atingiram 1,9 milhões, o que correspondeu a uma variação

Leia mais

Atividade Turística Abril 2013

Atividade Turística Abril 2013 Atividade Turística Abril 2013 17 de junho de 2013 Hotelaria com reduções nos hóspedes, dormidas e proveitos As dormidas na hotelaria ascenderam a 3,1 milhões em abril de 2013 (-4,0% que em abril de 2012).

Leia mais

DORMIDAS NOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS E VIAGENS TURÍSTICAS DOS RESIDENTES REGISTARAM QUEBRAS EM 2003

DORMIDAS NOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS E VIAGENS TURÍSTICAS DOS RESIDENTES REGISTARAM QUEBRAS EM 2003 ESTATÍSTICAS DO TURISMO 2003 2 de Julho de 2004 DORMIDAS NOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS E VIAGENS TURÍSTICAS DOS RESIDENTES REGISTARAM QUEBRAS EM 2003 As dormidas nos estabelecimentos hoteleiros sofreram,

Leia mais

Dormidas e proveitos desaceleram

Dormidas e proveitos desaceleram 14 de outubro de 2016 Atividade Turística Agosto de 2016 Dormidas e proveitos desaceleram A hotelaria registou 2,3 milhões de hóspedes e 7,5 milhões de dormidas em agosto de 2016, resultados que se traduziram

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé Turismo Interno Mercados em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

DORMIDAS NOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS E VIAGENS TURÍSTICAS DOS RESIDENTES EXIBIRAM QUEBRAS EM 2002

DORMIDAS NOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS E VIAGENS TURÍSTICAS DOS RESIDENTES EXIBIRAM QUEBRAS EM 2002 ESTATÍSTICAS DO TURISMO 22 29 de Janeiro de 24 DORMIDAS NOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS E VIAGENS TURÍSTICAS DOS RESIDENTES EXIBIRAM QUEBRAS EM 22 As dormidas nos estabelecimentos hoteleiros, em 22, sofreram

Leia mais

Aumento significativo das dormidas e proveitos

Aumento significativo das dormidas e proveitos 15 de abril de 2016 Atividade Turística Fevereiro de 2016 Aumento significativo das dormidas e proveitos A hotelaria registou 989,9 mil hóspedes e 2,6 milhões de dormidas em fevereiro de 2016, equivalendo

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercado em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercado em Números. Rodapé Turismo Interno Mercado em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

Hóspedes, dormidas e proveitos mantêm crescimento significativo

Hóspedes, dormidas e proveitos mantêm crescimento significativo Atividade Turística Julho de 20 15 de setembro de 20 Hóspedes, dormidas e proveitos mantêm crescimento significativo A hotelaria registou 5,8 milhões de dormidas em julho de 20, valor correspondente a

Leia mais

Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes

Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES 4º Trimestre 2012 02 maio de 2013 Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes No 4º trimestre de 2012, os residentes efetuaram

Leia mais

14 de agosto de 2015 ATIVIDADE TURÍSTICA

14 de agosto de 2015 ATIVIDADE TURÍSTICA 14 de agosto de 2015 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a junho 2015 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de junho, os estabelecimentos hoteleiros registaram 148,5 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo

Leia mais

Parques de Campismo em Portugal Caracterização da oferta e da procura

Parques de Campismo em Portugal Caracterização da oferta e da procura Parques de Campismo em Portugal Caracterização da oferta e da procura ÍNDICE Sumário Executivo 03 Portugal Continental - Caracterização da oferta - Parques e Áreas - Capacidades - Caracterização da procura

Leia mais

Índice de Preços Turístico

Índice de Preços Turístico Índice de Preços Turístico 2º Trimestre 2016 Próxima edição: 19 de Outubro 2016 O IPT é um índice que vem sendo implementado pelo INE de forma faseada. No primeiro trimestre de 2016 alargou-se a sua cobertura

Leia mais

A taxa de desemprego de fevereiro de 2017 foi de 9,9%

A taxa de desemprego de fevereiro de 2017 foi de 9,9% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego ço de 28 de abril de A taxa de desemprego de fevereiro de foi de 9,9% A taxa de desemprego de fevereiro de situou-se em 9,9%, menos 0,2 pontos percentuais (p.p.)

Leia mais

A taxa de desemprego de junho foi de 9,1%

A taxa de desemprego de junho foi de 9,1% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego ho de 30 de agosto de A taxa de desemprego de junho foi de 9,1% A taxa de desemprego de junho de situou-se em 9,1%, menos 0,1 pontos percentuais (p.p.) do que

Leia mais

Estatísticas do Turismo 2001

Estatísticas do Turismo 2001 Informação à Comunicação Social 29 de Agosto de 22 Estatísticas do Turismo 21 Estando disponível na Internet a publicação Estatísticas do Turismo 21, o INE apresenta os principais resultados referentes

Leia mais

Actividade Turística 2009 (dados preliminares)

Actividade Turística 2009 (dados preliminares) 1177 DDEE MAARRÇÇOO DDEE 22000099 Actividade Turística 2009 (dados preliminares) Hotelaria com decréscimos nos principais indicadores Em Janeiro de 2009, os estabelecimentos hoteleiros registaram 1,7 milhões

Leia mais

15 de junho de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA

15 de junho de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA 15 de junho de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a abril 2016 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de abril, os estabelecimentos hoteleiros registaram 117,6 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo

Leia mais

15 de março de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA

15 de março de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA 15 de março de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a fevereiro 2016 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de fevereiro, os estabelecimentos hoteleiros registaram 63,6 mil dormidas, representando um acréscimo

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO Índice Introdução Preço Médio por Dormida Proveito Médio de Aposento por Cama Conceitos Anexos Proveitos e Custos nos Estabelecimentos Hoteleiros Ano de 2004 Página 2

Leia mais

16 de maio de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA

16 de maio de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA 16 de maio de 2016 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a março 2016 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de março, os estabelecimentos hoteleiros registaram 95,1 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo

Leia mais

Estatísticas de Alojamento turístico, 2015

Estatísticas de Alojamento turístico, 2015 Estatísticas de Alojamento turístico, 2015 Departamento de Estatísticas Económicas Serviço de Estatísticas de Comércio, Turismo e Transportes Rute Cruz Calheiros CSE - GT DEM, 27/10/2016 As estatísticas

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2011

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2011 04 de novembro de 2011 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2011 98% dos agregados domésticos com acesso à Internet

Leia mais

BOLETIM ESTATÍSTICO MAIS INFORMAÇÃO/MAIOR CONHECIMENTO/MELHOR DECISÃO. Nº 23 - Novembro de 2012

BOLETIM ESTATÍSTICO MAIS INFORMAÇÃO/MAIOR CONHECIMENTO/MELHOR DECISÃO. Nº 23 - Novembro de 2012 BOLETIM ESTATÍSTICO Nº 23 - Novembro de 212 MAIS INFORMAÇÃO/MAIOR CONHECIMENTO/MELHOR DECISÃO BOLETIM ESTATÍSTICO Município de Vila Real de Stº António POPULAÇÃO População residente em VRSA segundo o género

Leia mais

AUMENTAM AS ENTRADAS DE VISITANTES E AS SAÍDAS DE RESIDENTES EM PORTUGAL

AUMENTAM AS ENTRADAS DE VISITANTES E AS SAÍDAS DE RESIDENTES EM PORTUGAL Movimento de Pessoas nas Fronteiras - 11 de Abril de 27 AUMENTAM AS ENTRADAS DE VISITANTES E AS SAÍDAS DE RESIDENTES EM PORTUGAL Em, registaram-se cerca de 22,5 milhões de entradas de visitantes não residentes

Leia mais

A taxa de desemprego de novembro de 2016 foi de 10,5%

A taxa de desemprego de novembro de 2016 foi de 10,5% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego embro de 30 de janeiro de 2017 A taxa de desemprego de novembro de foi de 10,5% A taxa de desemprego de novembro de situou-se em 10,5%, menos 0,1 pontos percentuais

Leia mais

Valor médio de Avaliação Bancária de Habitação com ligeira diminuição

Valor médio de Avaliação Bancária de Habitação com ligeira diminuição Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Fevereiro de 2010 26 de Março 2010 Valor médio de Avaliação Bancária de Habitação com ligeira diminuição O valor médio de avaliação bancária 1 de habitação no

Leia mais

A taxa de desemprego de março foi de 9,8%

A taxa de desemprego de março foi de 9,8% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego il de 30 de maio de A taxa de desemprego de março foi de 9,8% A taxa de desemprego de março de situou-se em 9,8%, menos 0,1 pontos percentuais (p.p.) do que

Leia mais

Comércio Extracomunitário - Exportações aumentam 15,0% e Importações 23,6%

Comércio Extracomunitário - Exportações aumentam 15,0% e Importações 23,6% 08 de Agosto de 2008 Estatísticas do Comércio Extracomunitário Junho de 2008 Comércio Extracomunitário - Exportações aumentam 15,0% e Importações 23,6% No segundo trimestre de 2008, as exportações registaram

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária acentuou tendência crescente

Valor médio de avaliação bancária acentuou tendência crescente Dez-14 Jan-15 Fev-15 Mar-15 Abr-15 Mai-15 Jun-15 Jul-15 Ago-15 Set-15 Out-15 Nov-15 Dez-15 Inquérito à Avaliação Bancária na Dezembro de 2015 25 de janeiro de 2016 Valor médio de avaliação bancária acentuou

Leia mais

Estimativa da taxa de desemprego em maio: 13,2%

Estimativa da taxa de desemprego em maio: 13,2% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego o de 29 de junho de Estimativa da taxa de desemprego em maio: 13,2% A estimativa provisória da taxa de desemprego para maio de situa-se em 13,2%, valor superior

Leia mais

A taxa de desemprego situou-se em 10,5% no 4.º trimestre e em 11,1% no ano de 2016

A taxa de desemprego situou-se em 10,5% no 4.º trimestre e em 11,1% no ano de 2016 8 de fevereiro de 217 Estatísticas do Emprego 4.º trimestre de 216 A taxa de desemprego situou-se em 1,5 no 4.º trimestre e em 11,1 no ano de 216 A taxa de desemprego do 4.º trimestre de 216 foi de 1,5.

Leia mais

Comércio Internacional de bens: exportações aumentaram 6,3% e as importações 2,1%

Comércio Internacional de bens: exportações aumentaram 6,3% e as importações 2,1% 09 de agosto de 2013 Estatísticas do Comércio Internacional Junho 2013 Comércio Internacional de bens: exportações aumentaram 6,3 e as importações 2,1 As exportações de bens aumentaram 6,3 e as importações

Leia mais

Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços Setembro de 2017

Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços Setembro de 2017 Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços Setembro de 2017 13 de novembro de 2017 Volume de Negócios nos Serviços 1 apresentou variação homóloga mais positiva

Leia mais

Taxa de desemprego de 15,0%

Taxa de desemprego de 15,0% 14 de agosto de 2012 Estatísticas do Emprego (versão corrigida em 17-08-2012, às 11.10H) 2º trimestre de 2012 Retificação, no Quadro 3, da informação relativa a inativos à procura de emprego mas não disponíveis

Leia mais

Obras licenciadas atenuaram decréscimo

Obras licenciadas atenuaram decréscimo Construção: Obras licenciadas e concluídas 1º Trimestre de 2014- Dados preliminares 12 de junho de 2014 Obras licenciadas atenuaram decréscimo No 1º trimestre de 2014 os edifícios licenciados diminuíram

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para novembro foi 13,9%

A taxa de desemprego estimada para novembro foi 13,9% 06 de janeiro de 2015 Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego embro de A taxa de desemprego estimada para novembro foi 13,9% A taxa de desemprego (15 a 74 anos) ajustada de sazonalidade estimada para

Leia mais

RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO

RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO 1.º SEMESTRE 215 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE SEGURADORA ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Relatório de evolução da atividade seguradora 1.º Semestre 215 I. Produção e custos

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi de 15,6%

A taxa de desemprego estimada foi de 15,6% 7 de novembro de 2013 Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2013 A taxa de desemprego estimada foi de 15,6% A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2013 foi de 15,6%. Este valor é inferior

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

Síntese Mensal da Contratação Pública

Síntese Mensal da Contratação Pública SUMÁRIO EXECUTIVO Nº de anúncios de concursos publicados em Diário da República e de contratos publicados no portal BASE aumenta em Maio Em maio de 217 foram publicados mais 335 anúncios que no mês anterior,

Leia mais

Em março de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou +0.3 pontos na União Europeia e +1.2 pontos na Área Euro.

Em março de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou +0.3 pontos na União Europeia e +1.2 pontos na Área Euro. Mar-04 Mar-05 Mar-06 Mar-07 Mar-08 Mar-09 Mar-10 Mar-11 Mar-12 Análise de Conjuntura Abril 2014 Indicador de Sentimento Económico Em março de 2014, o indicador de sentimento económico aumentou +0.3 pontos

Leia mais

Taxa de desemprego de 17,7%

Taxa de desemprego de 17,7% 9 de maio de 2013 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2013 Taxa de desemprego de 17,7% A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2013 foi de 17,7%. Este valor é superior em 2,8 pontos percentuais

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9%

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9% 5 de agosto de 2014 Estatísticas do Emprego (corrigido às 16:40) 2º trimestre de 2014 (substituição do gráfico 1, na página 2, e do gráfico 3, na página 3, por existir um erro nos eixos das ordenadas)

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição

Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição 25 de novembro de 2014 Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Outubro de 2014 Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição O valor médio de avaliação bancária 1 do total do País diminuiu 1,5%

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi de 16,4%

A taxa de desemprego estimada foi de 16,4% 7 de agosto de 2013 Estatísticas do Emprego 2º trimestre de 2013 A taxa de desemprego estimada foi de 16,4% A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2013 foi de 16,4%. Este valor é superior

Leia mais

ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ

ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ 2015 ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Pesquisa mensal da ABIH-RJ que visa acompanhar a taxa de ocupação nas unidades de hospedagem da

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes, 3º Trimestre 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes, 3º Trimestre 2015 1 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Método e Gestão de Informação Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços

Leia mais

Indicador de Sentimento Económico. 80 Portugal. Dez-08. Dez-07

Indicador de Sentimento Económico. 80 Portugal. Dez-08. Dez-07 Dez-03 Dez-04 Dez-05 Dez-06 Dez-07 Dez-08 Dez-09 Dez-10 Análise de Conjuntura Janeiro 2014 Indicador de Sentimento Económico O indicador de sentimento económico manteve em Dezembro, a tendência de melhoria

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9%

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9% 05 de agosto de 2014 Estatísticas do Emprego 2º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9 A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9.

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

ABIH-RJ FECOMÉRCIO- RJ

ABIH-RJ FECOMÉRCIO- RJ 2014 ABIH-RJ FECOMÉRCIO- RJ ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Pesquisa mensal da ABIH-RJ que visa acompanhar a taxa de ocupação nas unidades de hospedagem da

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Método e Gestão de Informação Serviço de Conjuntura Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas

Leia mais

Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2%

Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2% Construção: Obras licenciadas e concluídas 2º Trimestre de 2017 - Dados preliminares 13 de setembro de 2017 Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2% No 2º trimestre

Leia mais

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO 2012 ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Pesquisa mensal da ABIH-RJ que visa acompanhar a taxa de ocupação nas unidades de hospedagem da

Leia mais

movimentos aéreos movimentos marítimos dormidas hóspedes estada média taxas ocupação proveitos médios balança turística

movimentos aéreos movimentos marítimos dormidas hóspedes estada média taxas ocupação proveitos médios balança turística Variações entre os valores anuais de 2005 e 2006: +4,2% no movimento de passageiros desembarcados de voos internacionais clássicos; +38,6% movimento de passageiros desembarcados de voos low-cost; -0,8%

Leia mais

Censos 2011 revelam o maior excedente de alojamentos em Portugal

Censos 2011 revelam o maior excedente de alojamentos em Portugal Parque Habitacional em Portugal: Evolução na última década 2001-2011 07 de dezembro de 2012 Censos 2011 revelam o maior excedente de alojamentos em Portugal Em 2011, o número de alojamentos em Portugal

Leia mais

Resultados Definitivos TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS 1998

Resultados Definitivos TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS 1998 Informação à Comunicação Social 25 de Janeiro de 2000 Resultados Definitivos TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS 1998 O Instituto de Estatística (INE) divulga os principais resultados do Inquérito ao

Leia mais

Fichas técnicas das fontes de informação

Fichas técnicas das fontes de informação Fichas técnicas das fontes de informação Inquérito a Turistas Abril de 2015 Inquérito referente ao Período de Inverno, elaborado pelo Turismo de Portugal. Universo Constituído pelos turistas residentes

Leia mais

Estatísticas do Emprego 4º trimestre de A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% 17 de Fevereiro de 2009

Estatísticas do Emprego 4º trimestre de A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% 17 de Fevereiro de 2009 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2008 17 de Fevereiro de 2009 A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2008 foi de 7,8%. Este

Leia mais

1. Movimento de Passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento de passageiros por país de origem

1. Movimento de Passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento de passageiros por país de origem 1. Movimento de Passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento de passageiros por país de origem 2. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia

Leia mais

Aumento do valor médio de Avaliação Bancária de Habitação

Aumento do valor médio de Avaliação Bancária de Habitação Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Janeiro de 2010 26 de Fevereiro de 2010 Aumento do valor médio de Avaliação Bancária de Habitação Em Janeiro de 2010, o valor médio de avaliação bancária 1 de

Leia mais

Barómetro de Conjuntura verão Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos

Barómetro de Conjuntura verão Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos Barómetro de Conjuntura verão 2016 Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos ÍNDICE Sumário Executivo 3 Perspetivas de evolução da procura - verão 2016 - NUTS II e A.M. Lisboa

Leia mais

Síntese Mensal da Contratação Pública

Síntese Mensal da Contratação Pública SUMÁRIO EXECUTIVO Nº de anúncios de concursos publicados em Diário da República e de contratos publicados no Portal BASE aumentam em Janeiro Em janeiro de 217 foram publicados 924 anúncios, o que representou

Leia mais

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO 2013 ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Pesquisa mensal da ABIH-RJ que visa acompanhar a taxa de ocupação nas unidades de hospedagem da

Leia mais

A taxa de variação média do IPC foi 0,3% em 2013 e a taxa de variação homóloga situou-se em 0,2% em dezembro

A taxa de variação média do IPC foi 0,3% em 2013 e a taxa de variação homóloga situou-se em 0,2% em dezembro 13 de janeiro de 2014 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Dezembro de 2013 A taxa de variação média do IPC foi 0,3% em 2013 e a taxa de variação homóloga situou-se em 0,2% em dezembro Em 2013, o Índice de Preços

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 3º Trimestre 2016

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 3º Trimestre 2016 1 2 FICHA TÉCNICA Instituto Nacional de Estatística Conselho de Administração do INE Presidente Osvaldo Rui Monteiro dos Reis Borges Vice-Presidente Celso Herminio Soares Ribeiro Editor Instituto Nacional

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1%

A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1% 09 de maio de 2014 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1. Este

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal julho 2016 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2008 foi de 7,7%

A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2008 foi de 7,7% Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2008 18 de Novembro de 2008 A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2008 foi de 7,7 A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2008 foi de 7,7. Este valor

Leia mais

Hotelaria com melhoria nos principais resultados

Hotelaria com melhoria nos principais resultados 10 de Agosto de 2011 Actividade Turística Junho de 2011 Hotelaria com melhoria nos principais resultados No mês de Junho de 2011, a hotelaria apresentou quatro milhões de dormidas, mais 13% do que no mês

Leia mais

RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO

RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO 1.º SEMESTRE 2015 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DOS FUNDOS DE PENSÕES ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Relatório de evolução dos fundos de pensões 1.º Semestre 2015 SUMÁRIO 1. Evolução

Leia mais

A taxa de variação média do IPC foi 2,8% em 2012 e a taxa de variação homóloga situou-se em 1,9% em dezembro

A taxa de variação média do IPC foi 2,8% em 2012 e a taxa de variação homóloga situou-se em 1,9% em dezembro 11 de janeiro de 2013 ÍNDICE DE PREÇOS NO CONSUMIDOR Dezembro de 2012 A taxa de variação média do IPC foi 2,8% em 2012 e a taxa de variação homóloga situou-se em 1,9% em dezembro Em 2012, o Índice de Preços

Leia mais

Termas em Portugal Caracterização da oferta e da procura

Termas em Portugal Caracterização da oferta e da procura Termas em Portugal 2014 Caracterização da oferta e da procura ÍNDICE Sumário executivo Caraterização da oferta Caracterização da procura Portugal Norte Centro Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo e Algarve

Leia mais

Número de nados-vivos aumentou mas saldo natural manteve-se negativo

Número de nados-vivos aumentou mas saldo natural manteve-se negativo Estatísticas Vitais 215 28 de abril de 216 Número de nados-vivos aumentou mas saldo natural manteve-se negativo Em 215, nasceram com vida (nados-vivos) 85 5 crianças, de mães residentes em Portugal. Este

Leia mais

Conta Satélite do Turismo ( ) 2009) 1. em diminui. 16 de Dezembro de 2009

Conta Satélite do Turismo ( ) 2009) 1. em diminui. 16 de Dezembro de 2009 Conta Satélite do Turismo (2007-2009) 2009) 1 16 de Dezembro de 2009 A despesa turística diminui em 2009 Após um ano de crescimento acentuado, em 2007, e um ano de crescimento moderado, em 2008, estima-se

Leia mais

Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços Janeiro de 2017

Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços Janeiro de 2017 13 de março de 2017 Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços Janeiro de 2017 Índice de Volume de Negócios nos Serviços 1 desacelerou O índice de volume de negócios

Leia mais

Atividade económica acelerou até setembro. Indicador de clima económico, já disponível para outubro, diminuiu ligeiramente

Atividade económica acelerou até setembro. Indicador de clima económico, já disponível para outubro, diminuiu ligeiramente mm3m/%... Síntese Económica de Conjuntura Outubro de 2016 18 de novembro de 2016 Atividade económica acelerou até setembro. Indicador de clima económico, já disponível para outubro, diminuiu ligeiramente

Leia mais

Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal

Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal European Cities Hotel Forecast for 2016 and 2017 PORTO Palacete dos Viscondes de Balsemão 17 de maio 2016 AHP TOURISM MONITORS Plataforma da

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Divisão de Estatísticas do Turismo Av. Cidade

Leia mais

ANÁLISES DESTA EDIÇÃO

ANÁLISES DESTA EDIÇÃO Observatório D O T U R I S M O D E L I S B O A Dados de abril ANÁLISES DESTA EDIÇÃO EVOLUÇÃO DOS MERCADOS > Dados da Hotelaria > Cidade de Lisboa > Região de Lisboa INFOGOLFE E CRUZEIROS TAX FREE SHOPPING

Leia mais

ATIVIDADE DO JOGO ONLINE EM PORTUGAL 3º TRIMESTRE DE Relatório 3º Trimestre

ATIVIDADE DO JOGO ONLINE EM PORTUGAL 3º TRIMESTRE DE Relatório 3º Trimestre Relatório 3º Trimestre Atividade do Jogo Online em Portugal 3º Trimestre de 2017 ÍNDICE GERAL 1. ANÁLISE GLOBAL... 4 2. ANÁLISE DA ATIVIDADE POR CATEGORIA DE JOGOS E APOSTAS ONLINE... 5 2.1. Apostas Desportivas

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal março 2016 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

SÍNTESE DE CONJUNTURA

SÍNTESE DE CONJUNTURA SÍNTESE DE CONJUNTURA Mensal abril 2016 - Newsletter ÍNDICE EVOLUÇÃO DA ATIVIDADE ECONÓMICA... 2 Atividade global... 2 Atividade setorial... 3 - Produção... 3 - Volume de negócios... 4 Comércio internacional...

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi 13,5%

A taxa de desemprego estimada foi 13,5% 4 de fevereiro de 2015 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada foi 13,5 A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2014 foi 13,5. Este valor é superior em 0,4

Leia mais

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013

Nota de Informação Estatística Lisboa, 21 de fevereiro de 2013 Nota de Informação Estatística Lisboa, de fevereiro de 3 Banco de Portugal divulga estatísticas da balança de pagamentos e da posição de investimento internacional referentes a O Banco de Portugal publica

Leia mais

Taxa de desemprego estimada em 12,4%

Taxa de desemprego estimada em 12,4% 11 de maio de 216 Estatísticas do Emprego 1.º trimestre de 216 Taxa de desemprego estimada em 12,4 A taxa de desemprego no 1.º trimestre de 216 foi 12,4. Este valor é superior em,2 pontos percentuais (p.p.)

Leia mais

Índices de Produção, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Construção e Obras Públicas CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS, MANTÉM-SE NEGATIVA.

Índices de Produção, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Construção e Obras Públicas CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS, MANTÉM-SE NEGATIVA. 12 de Dezembro de 2006 Índices de Produção, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Construção e Obras Públicas Outubro de 2006 CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS, MANTÉM-SE NEGATIVA. A produção no sector

Leia mais

ATIVIDADE DO JOGO ONLINE EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE Relatório 2º Trimestre

ATIVIDADE DO JOGO ONLINE EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE Relatório 2º Trimestre Relatório 2º Trimestre Atividade do Jogo Online em Portugal 2º Trimestre de 2017 ÍNDICE GERAL 1. ANÁLISE GLOBAL... 4 2. ANÁLISE DA ATIVIDADE POR CATEGORIA DE JOGOS E APOSTAS ONLINE... 5 2.1. Apostas Desportivas

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi 13,1%

A taxa de desemprego estimada foi 13,1% 5 de novembro de 2014 Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada foi 13,1 A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2014 foi de 13,1. Este valor é inferior em

Leia mais

ROAMING INTERNACIONAL INFORMAÇÃO GERAL E DADOS ESPECÍFICOS SOBRE AS COMUNICAÇÕES REGULAMENTADAS PELA COMISSÃO EUROPEIA ABRIL 2007 DEZEMBRO 2009

ROAMING INTERNACIONAL INFORMAÇÃO GERAL E DADOS ESPECÍFICOS SOBRE AS COMUNICAÇÕES REGULAMENTADAS PELA COMISSÃO EUROPEIA ABRIL 2007 DEZEMBRO 2009 ROAMING INTERNACIONAL INFORMAÇÃO GERAL E DADOS ESPECÍFICOS SOBRE AS COMUNICAÇÕES REGULAMENTADAS PELA COMISSÃO EUROPEIA ABRIL 2007 DEZEMBRO 2009 Índice 1. O serviço de roaming internacional e a intervenção

Leia mais

Gastos Turísticos Internacionais - Algarve 2013

Gastos Turísticos Internacionais - Algarve 2013 Gastos Turísticos Internacionais - Algarve 2013 07 de agosto de 2014 No Algarve cada turista inquirido gastou, em média, 81,3 por dia No Algarve cada turista não residente em Portugal inquirido gastou,

Leia mais