CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS II - NÚCLEOS DA BASE -

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS II - NÚCLEOS DA BASE -"

Transcrição

1 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FISIOLOGIA HUMANA TURMA CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS II - NÚCLEOS DA BASE - PROFª DRª VILMA G.

2

3 O CEREBELO E OS GÂNGLIOS BASAIS AUXILIAM O CÓRTEX CEREBRAL NO PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DOS MOVIMENTOS

4 O SISTEMA NERVOSO CENTRAL EM AÇÃO ANTES E DURANTE A EXECUÇÃO DO MOVIMENTO Exemplo: Jogador de beisebol se preparando para sua jogada. Antes do movimento: 1. O córtex pré-frontal elabora o plano das seqüências de contrações musculares. 2. A área pré-motora faz a seqüência temporal de contrações musculares para executar os movimentos. 3. O cerebelo e os gânglios basais são informados sobre a intenção motora. Durante o movimento: 1. A área pré-motora ativa a área motora primária (giro pré-central). 2. Os neurônios motores da medula espinhal e tronco cerebral são ativados 3. O cerebelo e os gânglios basais comparam a intenção com a ação e fazem as correções necessárias. 4. O cerebelo e o tronco cerebral regulam o equilíbrio durante a execução do movimento. 5. Os erros e acertos são memorizados e serão usados no futuro para melhorar o desempenho motor.

5 Caudado + Putâmen = ESTRIADO OS NÚCLEOS BASAIS Externo e Interno e Relação funcional com os núcleos

6

7 CAUDADO PUTÂMEN

8 Os gânglios basais fazem parte de um circuito motor de retroalimentação (feedback) com as áreas motoras do córtex cerebral.

9 Princípios Básicos: 1) córtices se projetam sobre NB + NB se projetam sobre os córtices. 2) eferências são inibitórias: Gpi inibe tálamo + SNr inibe colículo superior... NB mantém silenciosas as possíveis respostas motoras, até que seja removido o sinal inibitório sobre uma delas liberando a execução...

10 NEUROTRANSMISSORES EM VIAS NEURAIS DOS NUCLEOS BASAIS +D1/-D2

11 COMPONENTES MOTORES DOS GB Via direta Via indireta Via do globo pálido: direta (inibe uma inibição, aumenta a atividade motora) Via do nu subtalâmico: indireta (estimula uma inibição, reduz atividade motora)

12 FUNÇÕES MOTORAS DOS NÚCLEOS BASAIS Ajudar o córtex a executar padrões de movimentos aprendidos; Ajudar a planejar múltiplos padrões de movimentos seqüenciais e paralelos que a mente tem de elaborar para realizar uma tarefa dirigida a uma finalidade.

13 DISFUNÇÕES DOS NÚCLEOS BASAIS: mal de Parkinson e doença de Huntington

14 Mal de Parkinson

15 Denominada no século XIX por James Parkinson, trata-se de uma desordem cerebral crônica que, resulta primariamente da morte progressiva de um grupo específico de células nervosas numa região cerebral da substância nigra. Isto promove um distúrbio nas vias dopaminérgicas que fazem a ligação entre a substância nigra e o gânglio basal. A doença de Parkinson é caracterizada por um distúrbio nas funções motoras.

16

17

18 COMPONENTES MOTORES DOS GB X Perda da excitação - hipocinesia Via direta Via indireta

19 Aspectos Etiopatogênicos Ação de neurotoxinas ambientais Produção de radicais livres Anormalidades mitocondriais Predisposição genética Envelhecimento cerebral Baseado em MENESES, M. S.; TEIVE, H. A. G. Doença de Parkinson; aspectos clínicos e cirúrgicos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996.

20 Como consequência, o indivíduo sofre de: Tremores rítmicos de repouso (3/6 ciclos/seg), lentidão na execução de movimentos, aumento do tônus muscular (rigidez), dificuldade em manter o equilíbrio, diminuição da expressão facial, diminuição do volume da voz, dificuldade em iniciar movimentos e pobreza de movimentos espontâneos, os passos tornam-se mais pequenos, modificação da postura geral do indivíduo: a cabeça permanece fletida sobre o tronco, e o tronco sobre o abdômen. Os membros superiores são mantidos ligeiramente à frente com os antebraços semi-fletidos na altura do cotovelo. Demência*

21 Doença de Huntington

22 Esta doença foi nomeada pelo Dr. George Huntington, primeiro a descrever a doença em É uma desordem neuro-degenerativa progressiva resultante de uma mutação no cromossomo 4. A mutação acrescenta aas glutamina na proteína huntingtina tornando-a uma proteína mutante que altera a funcionamento neuronal levando-o a morrer.

23 Começa no estriado (caudado e putâmen) e progride para regiões difusas do encéfalo.

24 COMPONENTES MOTORES DOS GB 1 4 X X Perda da inibição - hipercinesia Via direta Via indireta

25 Inicialmente surgem movimentos espasmódicos involuntários (coréia) que se intensificam no estresse e ao longo dos primeiros dez anos da doença. É acompanhado de: lentidão de movimentos voluntários e dificuldade de realizar atividades voluntárias. Em fase mais tardia os movimentos coréicos aumentam e a atividade voluntária e deglutição tornam-se mais difíceis. Os indivíduos perdem a inibição social e apresentam comportamento agressivo. Não podem realizar tarefas e dependem de outros. Em fase mais adiantada o comportamento agressivo diminui, tornam-se severamente debilitados, mudos, incontinentes e forçados a permanecerem na cama.

26 tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há, e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento. (Filipenses 4:8) Boa e produtiva semana!!!

Mestrado em Bioquímica

Mestrado em Bioquímica Mestrado em Bioquímica Seminário de Neuroquímica/Neurobiologia Os gânglios da base alterações fisiopatológicas Sofia Ferreira ANATOMIA DOS GÂNGLIOS DA BASE GÂNGLIOS DA BASE Corpo estriado Globo pálido

Leia mais

Organização Geral do Sistema Motor

Organização Geral do Sistema Motor SISTEMA MOTOR II Organização Geral do Sistema Motor Músculos Elementos neurais Medula espinhal Tronco encefálico Córtex motor Cerebelo Gânglios da base GERADORES DE MOVIMENTO CONTROLADORES DE MOVIMENTO

Leia mais

(CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR

(CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR Escola de Educação Física e Desporto (CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM BIOMECÂNICA) CONTROLE MOTOR Prof. PAULO JOSÉ GUIMARÃES DA SILVA www.peb.ufrj.br Lab. Proc. Sinais Engenharia Neural EMENTA DA DISCIPLINA

Leia mais

Os gânglios da base e os distúrbios do movimento

Os gânglios da base e os distúrbios do movimento Os gânglios da base e os distúrbios do movimento Dr. Vitor Tumas Depto. de Neurologia Psiquiatria e Psicologia Médica Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo tumasv@rnp.fmrp.usp.br

Leia mais

DOENÇA DE PARKINSON. Diagnóstico e Tratamento. Juliana Aquino

DOENÇA DE PARKINSON. Diagnóstico e Tratamento. Juliana Aquino DOENÇA DE PARKINSON Diagnóstico e Tratamento Juliana Aquino 1 A doença de Parkinson (DP) ou Mal de Parkinson È uma doença degenerativa, crônica e progressiva, que acomete em geral pessoas idosas. Ela ocorre

Leia mais

SISTEMA NERVOSO MOTOR

SISTEMA NERVOSO MOTOR SISTEMA NERVOSO MOTOR CÓRTEX MOTOR O cérebro é o órgão que move os músculos. sculos. Neil R. Carlson 1 CÓRTEX MOTOR ORGANIZAÇÃO DO CÓRTEX MOTOR Córtex motor primário: principal região controladora para

Leia mais

Neurofisiologia do Movimento. Dr. Fábio Agertt

Neurofisiologia do Movimento. Dr. Fábio Agertt Neurofisiologia do Movimento Dr. Fábio Agertt Córtex Motor Planejamento, iniciação, direcionamento do movimento Núcleos da base Ajuste da iniciação Centros do tronco cerebral Movimentos básicos e controle

Leia mais

CEREBELO E NUCLEOS DA BASE Curso de Neurofisiologia/Neurociências Graduação

CEREBELO E NUCLEOS DA BASE Curso de Neurofisiologia/Neurociências Graduação André Ricardo Massensini, Ph.D. Bruno Rezende de Souza, Ph.D. Grace Schenatto Pereira, Ph.D. Juliana Carvalho Tavares, Ph.D. Márcio Flávio Dutra Moraes, Ph.D. Núcleo de Neurociências Departamento de Fisiologia

Leia mais

Estrutura e Funções dos. Núcleos da Base PROF. MUSSE JEREISSATI

Estrutura e Funções dos. Núcleos da Base PROF. MUSSE JEREISSATI EURO ANATOMIA Estrutura e Funções dos Núcleos da Base PROF. MUSSE JEREISSATI mussejereissati@hotmail.com website: www.mussejereissati.com Feito com Apple Keynote AGORA, NÃO! 3 Gânglios da base Controladores

Leia mais

Doença neurodegenerativa caracterizada por um distúrbio crónico e progressivo do sistema nervoso central e tem inicio com a morte das células responsá

Doença neurodegenerativa caracterizada por um distúrbio crónico e progressivo do sistema nervoso central e tem inicio com a morte das células responsá Doença neurodegenerativa caracterizada por um distúrbio crónico e progressivo do sistema nervoso central e tem inicio com a morte das células responsáveis pela produção de dopamina; Sintomas Tremores Bradicinesia

Leia mais

Transcrição da Aula IX Núcleos da Base

Transcrição da Aula IX Núcleos da Base Transcrição da Aula IX Núcleos da Base Hoje nós vamos abordar um novo conjunto de estruturas situadas profundamente no cérebro chamadas Núcleos da Base Os Núcleos da Base são estruturas super-encefálicas

Leia mais

OS GÂNGLIOS DA BASE FUNÇÕES DOS GÂNGLIOS DA BASE

OS GÂNGLIOS DA BASE FUNÇÕES DOS GÂNGLIOS DA BASE OS GÂNGLIOS DA BASE Neurofisiologia Prof. Hélder Mauad FUNÇÕES DOS GÂNGLIOS DA BASE Ajudam a planejar e a controlar padrões complexos do movimento muscular, controlando a intensidade relativa dos movimentos

Leia mais

CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS I - MEDULA ESPINAL -

CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS I - MEDULA ESPINAL - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FISIOLOGIA HUMANA TURMA 11-2014 CONTROLE MOTOR: DA ATIVIDADE REFLEXA AOS MOVIMENTOS VOLUNTÁRIOS I - MEDULA ESPINAL - PROFª DRª VILMA G. 1. NÍVEL DE CONTROLE LOCAL A MEDULA ESPINAL:

Leia mais

Fisiologia do Sistema Motor Somático

Fisiologia do Sistema Motor Somático Fisiologia do Sistema Motor Somático Controle Motor Efetores executam o trabalho (músculos); Ordenadores transmitem aos efetores o comando para a ação (ME, TE e CC); Controladores garantem a execução adequada

Leia mais

Fisiologia do Sistema Nervoso. 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4.

Fisiologia do Sistema Nervoso. 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4. Fisiologia do Sistema Nervoso 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4. Ritmos Biológicos Sistema Nervoso Motor a) Organização Hierárquica do Movimento Movimentos

Leia mais

Os motoneurônios inferiores estão localizados somente na medula espinhal?

Os motoneurônios inferiores estão localizados somente na medula espinhal? Os motoneurônios inferiores estão localizados somente na medula espinhal? 1 NÚCLEOS MOTORES DO TRONCO ENCEFÁLICO MESENCÉFALO Núcleos do III e IV Áreas integrativas visuais, auditivas e pupilares PONTE

Leia mais

Prof. Me. Alexandre Correia Rocha

Prof. Me. Alexandre Correia Rocha Prof. Me. Alexandre Correia Rocha www.professoralexandrerocha.com.br alexandre.personal@hotmail.com Ementa Apresentar um corpo de conhecimento para melhor entender as respostas fisiológicas mediante a

Leia mais

Curso de Extensão FUNÇÃO MOTORA. Profa. Ana Lucia Cecconello

Curso de Extensão FUNÇÃO MOTORA. Profa. Ana Lucia Cecconello Curso de Extensão FUNÇÃO MOTORA Profa. Ana Lucia Cecconello Integração sensório-motora Relação estreita com a Cognição É a base do aprendizado global Área suplementar motora Bear, 2002 Córtex sensorial

Leia mais

Encéfalo. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central. Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais.

Encéfalo. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central. Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais. Aula 3-Fisiologia Fisiologia do Sistema Nervoso Central Sidney Sato, MSC Encéfalo Recebe informações da periferia e gera respostas motoras e comportamentais. 1 Áreas de Brodmann Obs: Áreas 1,2,3 : área

Leia mais

Reeducação Funcional 17/10/2016 UNIDADE VII. PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS. Controle Motor: Unidade VII PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS

Reeducação Funcional 17/10/2016 UNIDADE VII. PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS. Controle Motor: Unidade VII PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS Reeducação Funcional Unidade VII PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS Profa. MSc. Dayse Danielle de Oliveira Silva UNIDADE VII. PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS - PROGRAMAÇÃO DOS MOVIMENTOS: PRÉ-PROGRAMAÇÃO - PROGRAMAÇÃO

Leia mais

Noções Básicas de Neuroanatomia

Noções Básicas de Neuroanatomia Noções Básicas de Neuroanatomia OBJETIVO: Apresentar o Sistema Nervoso (SN) e suas possíveis divisões didáticas. O SN é um todo. Sua divisão em partes tem um significado exclusivamente didático, pois várias

Leia mais

Sistema Nervoso. Biologia. Tema: Sistema Nervoso

Sistema Nervoso. Biologia. Tema: Sistema Nervoso Biologia Tema: Sistema Nervoso Estrutura de um neurônio Células de Schawann 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar

Leia mais

Doenças do Sistema Nervoso

Doenças do Sistema Nervoso SISTEMA NERVOSO Doenças do Sistema Nervoso Alzheimer degenerativa, isto é, que produz atrofia, progressiva, com início mais frequente após os 65 anos, que produz a perda das habilidades de pensar, raciocinar,

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA MOTOR

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA MOTOR ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA MOTOR MOVIMENTO E VIDA MANUTENÇÃO DA POSIÇÃO DO CORPO FUGA DE SITUAÇÕES DE PERIGO COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO MANIPULAÇÃO E CONFECÇÃO DE UTENSÍLIOS IMPORTÂNCIA DO SISTEMA SENSORIAL INFORMAÇÕES

Leia mais

Mariana Certal. Neuroquímica/Neurobiologia Mestrado em Bioquímica 2009/2010

Mariana Certal. Neuroquímica/Neurobiologia Mestrado em Bioquímica 2009/2010 Mariana Certal Neuroquímica/Neurobiologia Mestrado em Bioquímica 2009/2010 Sumário Cerebelo Organização Projecções do/para o cerebelo Circuitos no cerebelo Funções Circuito cerebelar e coordenação do movimento

Leia mais

Sistema Nervoso Cap. 13. Prof. Tatiana Setembro / 2016

Sistema Nervoso Cap. 13. Prof. Tatiana Setembro / 2016 Sistema Nervoso Cap. 13 Prof. Tatiana Setembro / 2016 Função Responsável pela comunicação entre diferentes partes do corpo e pela coordenação de atividades voluntárias ou involuntárias. Neurônios A célula

Leia mais

1) Introdução. 2) Organização do sistema nervoso humano. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro Cerebelo.

1) Introdução. 2) Organização do sistema nervoso humano. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro Cerebelo. 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições reinantes dentro do

Leia mais

Sistema Nervoso. BIOLOGIA YES, WE CAN! Prof. Thiago Moraes Lima

Sistema Nervoso. BIOLOGIA YES, WE CAN! Prof. Thiago Moraes Lima BIOLOGIA YES, WE CAN! Prof. Thiago Moraes Lima 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas,

Leia mais

SISTEMA NERVOSO neurônio dendrito, corpo celular, axônio e terminações do axônio sinapses

SISTEMA NERVOSO neurônio dendrito, corpo celular, axônio e terminações do axônio sinapses SISTEMA NERVOSO SISTEMA NERVOSO Responsável pela maioria das funções de controle de um organismo, integrando todos os sistemas, coordenando e regulando as atividades corporais. Unidade funcional:neurônio.

Leia mais

SISTEMA MOTOR. Organização e controlo

SISTEMA MOTOR. Organização e controlo SISTEMA MOTOR Organização e controlo Sistema motor: Todas as estruturas (fibras musculares e neurónios) envolvidas na motricidade (somática e visceral) Sistema motor somático: divisão do sistema nervoso

Leia mais

BLOCO SISTEMA NERVOSO (SN)

BLOCO SISTEMA NERVOSO (SN) FACULDADE de MOTRICIDADE HUMANA ANATOMOFISIOLOGIA I 2008-2009 Prof. SISTEMA NERVOSO Noções Fundamentais BLOCO SISTEMA NERVOSO (SN) TEMAS 1. Organização funcional do SN 2. Noções Fundamentais: unidade básica

Leia mais

Memória de Trabalho Manutenção ativa por pouco tempo Ex: empregado de restaurantes Manter a informação durante + tempo <-> criar circuito neuronal no

Memória de Trabalho Manutenção ativa por pouco tempo Ex: empregado de restaurantes Manter a informação durante + tempo <-> criar circuito neuronal no 1 2 3 Memória de Trabalho Manutenção ativa por pouco tempo Ex: empregado de restaurantes Manter a informação durante + tempo criar circuito neuronal no Cortex Pre-Frontal 4 Neurónio Dendrite Input

Leia mais

NOÇÕES DE NEUROANATOMIA

NOÇÕES DE NEUROANATOMIA Divisões do Sistema Nervoso Sistema Nervoso Sistema Nervoso Central Encéfalo Medula Espinhal Sistema Nervoso Periférico Nervos Espinhais Nervos Cranianos Gânglios Periféricos 1 Os órgãos do SNC são protegidos

Leia mais

Fisiologia Humana Sistema Nervoso. 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia

Fisiologia Humana Sistema Nervoso. 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia Fisiologia Humana Sistema Nervoso 3 ano - Biologia I 1 período / 2016 Equipe Biologia ! Função: processamento e integração das informações.! Faz a integração do animal ao meio ambiente! Juntamente com

Leia mais

Subdivide-se em: Sistema Nervoso Central (SNC) Encéfalo e medula espinal. Sistema Nervoso Periférico (SNP) Nervos e gânglios

Subdivide-se em: Sistema Nervoso Central (SNC) Encéfalo e medula espinal. Sistema Nervoso Periférico (SNP) Nervos e gânglios O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições reinantes dentro do próprio corpo

Leia mais

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso Aula Programada Biologia Tema: Sistema Nervoso 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas,

Leia mais

ÁREAS CORTICAIS ENVOLVIDAS NO CONTROLE DE MOVIMENTOS: Areas de Brodmann

ÁREAS CORTICAIS ENVOLVIDAS NO CONTROLE DE MOVIMENTOS: Areas de Brodmann ÁREAS CORTICAIS ENVOLVIDAS NO CONTROLE DE MOVIMENTOS: Areas de Brodmann COMANDO MOTOR SUPERIOR: CÓRTEX Planejamento e comando motor. Experimentos de estimulação elétrica de áreas cerebrais estabeleceram

Leia mais

Vigília e Sono. Geanne Matos de Andrade. Depto de Fisiologia e Farmacologia. Os ritmos da vida. Ritmos biológicos

Vigília e Sono. Geanne Matos de Andrade. Depto de Fisiologia e Farmacologia. Os ritmos da vida. Ritmos biológicos Vigília e Sono Ritmos Biológicos Geanne Matos de Andrade Depto de Fisiologia e Farmacologia Os ritmos da vida Ritmos biológicos infradiano circadiano ultradiano Sistema temporizador circadiano- marca-passo

Leia mais

Fonte: Anatomia Humana 5 edição: Johannes W. Rohen

Fonte: Anatomia Humana 5 edição: Johannes W. Rohen Prof. Bruno Pires MORFOLOGIA Divisões: Sistema Nervoso Central: formado por encéfalo e medula espinhal Encéfalo: Massa de tecido nervoso presente na região do crânio. Composta por tronco encefálico, cérebro

Leia mais

Desenvolvimento Embrionário

Desenvolvimento Embrionário Desenvolvimento Embrionário SISTEMA NERVOSO Desenvolvimento Embrionário Telencéfalo Cérebro Meninges + Ossos Todo o sistema nervoso central é envolvido por três camadas de tecido conjuntivo, denominadas

Leia mais

Metodologia do Ensino de Ciências Aula 19

Metodologia do Ensino de Ciências Aula 19 Metodologia do Ensino de Ciências Aula 19 IMES Fafica Curso de Pedagogia 3º Ano Sistema Nervoso 23/10/2017 Amanda: R.A 201705214 Arieli: R.A. 201705209 Bruna: R.A. 201705211 Marcela Sabrina: R.A. 201705200

Leia mais

Distúrbios Neurodegenerativos

Distúrbios Neurodegenerativos Distúrbios Neurodegenerativos Mecanismos de Morte Neuronal Excitotoxicidade Apoptose Estresse oxidativo Excitotoxicidade Os aminoácidos excitatórios (EAA), por ex glutamato podem causar morte neuronal.

Leia mais

REGULAÇÃO E COORDENAÇÃO

REGULAÇÃO E COORDENAÇÃO SISTEMA NERVOSO REGULAÇÃO E COORDENAÇÃO Sistema nervoso x Sistema hormonal Interpretar estímulos e gerar respostas Percepção das variações do meio (interno e externo) Homeostase = equilíbrio Tecido nervoso

Leia mais

Módulo: Neuroanatomofisiologia da Deglutição e da Comunicação Verbal Conteúdo: Tronco Encefálico

Módulo: Neuroanatomofisiologia da Deglutição e da Comunicação Verbal Conteúdo: Tronco Encefálico Módulo: Neuroanatomofisiologia da Deglutição e da Comunicação Verbal Conteúdo: Tronco Encefálico M.Sc. Prof.ª Viviane Marques Fonoaudióloga, Neurofisiologista e Mestre em Fonoaudiologia Coordenadora da

Leia mais

PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: NEUROANATOMIA. PROFESSOR: André L H Pantoja CARGA HORÁRIA: EMENTA 2. OBJETIVO(S)

PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: NEUROANATOMIA. PROFESSOR: André L H Pantoja CARGA HORÁRIA: EMENTA 2. OBJETIVO(S) PLANO DE ENSINO SEMESTRE: 2011.1 CURSO: Fisioterapia TA2M DISCIPLINA: NEUROANATOMIA PROFESSOR: André L H Pantoja CARGA HORÁRIA: 60 1. EMENTA Estudo anatômico do Sistema Nervoso Central e Periférico com

Leia mais

Tronco encefálico & Cerebelo

Tronco encefálico & Cerebelo EURO ANATOMIA Estrutura e Funções do Tronco encefálico & Cerebelo PROF. MUSSE JEREISSATI mussejereissati@hotmail.com website: www.mussejereissati.com Feito com Apple Keynote AGORA, NÃO! 3 4 Controle Motor

Leia mais

A PREVALÊNCIA DA DOENÇA DE PARKINSON NO MUNICÍPIO DE ITAPEVA-SP

A PREVALÊNCIA DA DOENÇA DE PARKINSON NO MUNICÍPIO DE ITAPEVA-SP A PREVALÊNCIA DA DOENÇA DE PARKINSON NO MUNICÍPIO DE ITAPEVA-SP VINCENZI, Bruna Roberta dos Santos QUEIROZ, Sara Larissa Santos Acadêmicas do curso de Graduação em Fisioterapia da Faculdade de Ciências

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE DE DE 2015.

PROJETO DE LEI Nº DE DE DE 2015. PROJETO DE LEI Nº DE DE DE 2015. INSTITUI A SEMANA ESTADUAL DE LUTA CONTRA A ATAXIA ESPINOCEREBELAR TIPO 3, CONHECIDA COMO DOENÇA DE MACHADO-JOSEPH E OUTRAS ATAXIAS HEREDITÁRIAS. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Leia mais

O CÓRTEX MOTOR CÓRTEX MOTOR PRIMÁRIO

O CÓRTEX MOTOR CÓRTEX MOTOR PRIMÁRIO O CÓRTEX MOTOR - Movimentos VOLUNTÁRIOS executados pela ativação cortical de padrões de função armazenados em áreas medulares e encefálicas inferiores na MEDULA ESPINHAL, TRONCO CEREBRAL, GÂNGLIOS DA BASE

Leia mais

17/05/2017 PAPEL DOS SISTEMAS SENSORIAIS NO CONTROLE MOTOR SOMÁTICO PAPEL DOS SISTEMAS SENSORIAIS NO CONTROLE MOTOR SOMÁTICO

17/05/2017 PAPEL DOS SISTEMAS SENSORIAIS NO CONTROLE MOTOR SOMÁTICO PAPEL DOS SISTEMAS SENSORIAIS NO CONTROLE MOTOR SOMÁTICO PAPEL DOS SISTEMAS SENSORIAIS NO CONTROLE MOTOR SOMÁTICO Desencadear movimentos reflexos Regular movimentos em execução Facilitar a alternância de movimentos Coordenar a atividade de músculos individuais

Leia mais

FISIOLOGIA HUMANA UNIDADE II: SISTEMA NERVOSO

FISIOLOGIA HUMANA UNIDADE II: SISTEMA NERVOSO FISIOLOGIA HUMANA UNIDADE II: SISTEMA NERVOSO ORGANIZAÇÃO MORFOFUNCIONAL DO SISTEMA NERVOSO CANAIS IÔNICOS E BOMBAS CONDUÇÃO DE IMPULSOS NERVOSOS (SINÁPSES QUÍMICAS E ELÉTRICAS) SISTEMA NERVOSO SIMPÁTICO

Leia mais

PLANO DE CURSO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Fisiologia e Biofísica

PLANO DE CURSO. 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Fisiologia e Biofísica PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Fisiologia e Biofísica Professor: Rafaell Batista Pereira E-mail: rafaell.pereira@fasete.edu.br Código: Carga Horária:

Leia mais

Estrutura Funcional do Sistema Nervoso. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

Estrutura Funcional do Sistema Nervoso. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Estrutura Funcional do Sistema Nervoso Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Estágios inicias da formação do SN O sistema nervoso humano começa a ser formado logo após a fecundação. À medida que se desenvolve

Leia mais

Capítulo 15: CIRCUITOS DO NEURÓNIO MOTOR INFERIOR E CONTROLO MOTOR

Capítulo 15: CIRCUITOS DO NEURÓNIO MOTOR INFERIOR E CONTROLO MOTOR BSN UP4 Autor: Francisco Cubal Capítulo 15: CIRCUITOS DO NEURÓNIO MOTOR INFERIOR E CONTROLO MOTOR Os neurónios motores inferiores de: medula espinal + tronco cerebral são neurónios motores α. Estes neurónios

Leia mais

Apostila de Biologia 10 Sistema Nervoso

Apostila de Biologia 10 Sistema Nervoso Apostila de Biologia 10 Sistema Nervoso Matheus Borges 1.0 Tecido Nervoso Principal tecido do sistema nervoso. Tipos celulares: Neurônios condução de impulsos nervosos. Células da Glia ou neuróglia manutenção

Leia mais

Unidade - V CEREBELO. Prof a : Norma M.Salgado Franco Colaborador: André R. Mendonça

Unidade - V CEREBELO. Prof a : Norma M.Salgado Franco Colaborador: André R. Mendonça Unidade - V CEREBELO Prof a : Norma M.Salgado Franco Colaborador: André R. Mendonça FUNÇÃO DO CEREBELO. É a parte do encéfalo responsável pelo controle dos movimentos voluntários, aprendizagem motora,

Leia mais

Aula 8. Reflexos Ajustes Posturais Vias Descendentes

Aula 8. Reflexos Ajustes Posturais Vias Descendentes Aula 8 Reflexos Ajustes Posturais Vias Descendentes FONTES SENSORIAIS PROPRIOCEPTIVAS SISTEMA VISUAL SISTEMA VESTIBULAR SISTEMA SOMATOSENSORIAL INFORMAÇÕES DE ORIGEM MUSCULAR QUE CONTRIBUEM PARA OS MOVIMENTOS

Leia mais

Introdução. Embriologia. Noções básicas ( as regras do jogo ) Subtálamo e Núcleos da Base FMUP 2004/2005. Neuroanatomia

Introdução. Embriologia. Noções básicas ( as regras do jogo ) Subtálamo e Núcleos da Base FMUP 2004/2005. Neuroanatomia Neuroanatomia Aula desgravada de Subtálamo e Núcleos da Base Prof. Dr. Manuel Barbosa 8 páginas 03.11.2004 Esta aula contém basicamente aquilo que foi dito pelo professor, estando alterada a organização

Leia mais

Centro Universitário Maurício de Nassau Curso de Psicologia Disciplina de Neurofisiologia

Centro Universitário Maurício de Nassau Curso de Psicologia Disciplina de Neurofisiologia Centro Universitário Maurício de Nassau Curso de Psicologia Disciplina de Neurofisiologia Bases neurofisiológicas da atenção Profª Maria da Soledade Recife - 2015 Introdução Cérebro humano é confrontado

Leia mais

Estrutura e Funções do. Telencéfalo PROF. MUSSE JEREISSATI

Estrutura e Funções do. Telencéfalo PROF. MUSSE JEREISSATI EURO ANATOMIA Estrutura e Funções do Telencéfalo PROF. MUSSE JEREISSATI mussejereissati@hotmail.com website: www.mussejereissati.com Feito com Apple Keynote AGORA, NÃO! 3 O Cérebro (Encéfalo) Está dividido

Leia mais

Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro. Cerebelo. Encéfalo. Mesencéfalo Ponte Bulbo Medula

Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro. Cerebelo. Encéfalo. Mesencéfalo Ponte Bulbo Medula Introdução O corpo humano é coordenado por dois sistemas: o nervoso e o endócrino. O sistema nervoso é o que coordena, por meio da ação dos neurônios, as respostas fisiológicas, como a ação dos músculos

Leia mais

Tronco Encefálico, Cerebelo e Suas Conexões

Tronco Encefálico, Cerebelo e Suas Conexões Curso de Pós-graduaP graduação - IPUB Neurociências Aplicadas Ciclo Básico B Núcleo Comum Disciplina de Neuroanatomia Prof: Alfred Sholl Tronco Encefálico, Cerebelo e Suas Conexões 27/04/2010 Anatomia

Leia mais

Alterações vocais no Parkinson e método Lee Silverman

Alterações vocais no Parkinson e método Lee Silverman Alterações vocais no Parkinson e método Lee Silverman Apresentação: Cinthia Procópio (3º ano) Brenda Catalani (2º ano) Orientação: Fga. Thais Saters Participações: Prof. Dr. Adriano Yacubian Fernandes

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa de Goiás

Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa de Goiás Req. Nº 160/2016 Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa de Goiás A deputada que o presente subscreve na forma regimental e após manifestação plenária, requer a Vossa Excelência, determinar

Leia mais

Tronco Encefálico. M.Sc. Profª Viviane Marques

Tronco Encefálico. M.Sc. Profª Viviane Marques Tronco Encefálico M.Sc. Profª Viviane Marques Coordenadora da Pós-graduação em Fonoaudiologia Hospitalar UVA Docente do mestrado de HIV/AIDS e Hepatites Virais UNIRIO Tutora da Residência Multiprofissional

Leia mais

SISTEMA NERVOSO NOS INVERTEBRADOS

SISTEMA NERVOSO NOS INVERTEBRADOS COORDENAÇÃO NERVOSA GARANTE A CORRESPONDÊNCIA E HARMONIA ENTRE OS DIVERSOS ELEMENTOS QUE CONSTITUEM AS ATIVIDADES ORGÂNICAS E ESTABELECE UM ADEQUADO RELACIONAMENTO DO ORGANISMO E O MEIO AMBIENTE. SISTEMA

Leia mais

Tecido nervoso. Disponível em: <http://iahealth.net/wp-content/uploads/2008/12/neurons.jpg>. Acesso em: 17 jun

Tecido nervoso. Disponível em: <http://iahealth.net/wp-content/uploads/2008/12/neurons.jpg>. Acesso em: 17 jun Sistema nervoso Tecido nervoso Disponível em: . Acesso em: 17 jun. 2012. Neurônio Disponível em: .

Leia mais

Pró-Reitoria de Graduação. Plano de Ensino 1º Quadrimestre de 2012

Pró-Reitoria de Graduação. Plano de Ensino 1º Quadrimestre de 2012 Caracterização da disciplina Código da NHT1058- Nome da disciplina: Morfofisiologia Humana 1 disciplina: 15 Créditos (T-P-I): (4-2-4) Carga horária: 72 horas prática: Câmpus: Santo André Código da Turma:

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Prof. Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

SISTEMA NERVOSO. Prof. Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS SISTEMA NERVOSO Prof. Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS SISTEMA NERVOSO encéfalo Sistema nervoso central (SNC) medula espinal nervos Sistema nervoso periférico (SNP) gânglios SISTEMA NERVOSO TECIDO NERVOSO

Leia mais

ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO SISTEMA NERVOSO

ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO SISTEMA NERVOSO Ciências Morfofuncionais II ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO SISTEMA NERVOSO Professora: Ms. Grazielle V. P. Coutinho Qual a importância de tantos estudos sobre o Sistema Nervoso? DIVISÕES PARA O ESTUDO DO SN

Leia mais

SISTEMA NERVOSO HUMANO

SISTEMA NERVOSO HUMANO SISTEMA NERVOSO Consiste de células que processam e transmitem a informação Células sensoriais: transduzem a informação proveniente do meio ambiente e do corpo e enviam comandos para os efetores,como os

Leia mais

DIENCÉFALO. Prof. João M. Bernardes

DIENCÉFALO. Prof. João M. Bernardes DIENCÉFALO Prof. João M. Bernardes Juntos o diencéfalo e o telencéfalo formam o cérebro; O cérebro é a porção mais desenvolvida do encéfalo, ocupando cerca de 80% da cavidade craniana; O diencéfalo é quase

Leia mais

Objetivo: Como o fluxo de informação sensorial e a hierarquia do controle motor controlam os diversos tipos de movimento?

Objetivo: Como o fluxo de informação sensorial e a hierarquia do controle motor controlam os diversos tipos de movimento? Objetivo: Como o fluxo de informação sensorial e a hierarquia do controle motor controlam os diversos tipos de movimento? Roteiro da aula: 1. Tipos de movimentos gerados pelo sistema motor 2. Funções do

Leia mais

Anatomia e Fisiologia da Micção. José Carlos Truzzi Doutor em Urologia UNIFESP Chefe do Departamento de Uroneurologia da SBU

Anatomia e Fisiologia da Micção. José Carlos Truzzi Doutor em Urologia UNIFESP Chefe do Departamento de Uroneurologia da SBU Anatomia e Fisiologia da Micção José Carlos Truzzi Doutor em Urologia UNIFESP Chefe do Departamento de Uroneurologia da SBU Urotélio Epitélio do TUI (pelve bexiga) Camada basal Camada intermediária Camada

Leia mais

Sistema Nervoso Central Cérebro e Cerebelo. Profa. MSc. Ângela Cristina Ito

Sistema Nervoso Central Cérebro e Cerebelo. Profa. MSc. Ângela Cristina Ito Sistema Nervoso Central Cérebro e Cerebelo CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS DOS SISTEMAS NERVOSO E CARDIORRESPIRATÓRIO Profa. MSc. Ângela Cristina Ito ENCÉFALO O tronco encefálico é contínuo com a medula espinhal

Leia mais

Anatomo-Fisiologia Neurológica. Prof. Fernando Ramos Gonçalves

Anatomo-Fisiologia Neurológica. Prof. Fernando Ramos Gonçalves Anatomo-Fisiologia Neurológica Prof. Fernando Ramos Gonçalves DIVISÃO DO SISTEMA NERVOSO Sistema Nervoso Central Sistema Nervoso Periférico encéfalo cérebro cerebelo medula espinhal tronco encefálico espinhais

Leia mais

Plano de Aula Medula espinal Diagnóstico topográfico

Plano de Aula Medula espinal Diagnóstico topográfico Plano de Aula Medula espinal Diagnóstico topográfico Prof. Dr. José Carlos B. Galego 1-Introdução: A medula espinal estende-se da base do crânio até o nível da segunda vértebra lombar, por onde cursam

Leia mais

Aspectos Anatômicos: CÉREBRO E TDAH

Aspectos Anatômicos: CÉREBRO E TDAH Entendendo o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) Parte I Aspectos Anatômicos: CÉREBRO E TDAH Ft. Alline Camargo Fisioterapeuta graduada pela Universidade de Sorocaba (UNISO) (CREFITO-3/228939-F)

Leia mais

Sistema Nervoso. Prof. TOSCANO. Biologia. Tema: SISTEMA NERVOSO

Sistema Nervoso. Prof. TOSCANO. Biologia. Tema: SISTEMA NERVOSO Prof. TOSCANO Biologia Tema: SISTEMA NERVOSO TECIDO NERVOSO PRINCIPAL TECIDO do sistema nervoso Tipos celulares: - NEURÔNIOS condução de impulsos nervosos - CÉLULAS DA GLIA manutenção dos neurônios NEURÔNIOS

Leia mais

Sistema neuro-hormonal

Sistema neuro-hormonal Unidade 4 Sistema neuro-hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? + Sistema nervoso Sistema hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? Qualquer alteração no exterior ou no interior do corpo! corresponde

Leia mais

CLASSES DE MOVIMENTOS

CLASSES DE MOVIMENTOS CLASSES DE MOVIMENTOS ATOS REFLEXOS - considerados involuntários, simples (poucos músculos), estereotipados, em geral ocorrem automaticamente em resposta a um estímulo sensorial. Ex. resposta ao toque

Leia mais

Organização geral. Organização geral SISTEMA NERVOSO. Organização anatómica. Função Neuromuscular. Noções Fundamentais ENDÓCRINO ENDÓCRINO

Organização geral. Organização geral SISTEMA NERVOSO. Organização anatómica. Função Neuromuscular. Noções Fundamentais ENDÓCRINO ENDÓCRINO TP0 Função Neuromuscular TP1 Apresentação T1 (29/IX) Aspectos fundamentais da estrutura e funcionamento do sistema nervoso TP2 Aspectos fundamentais da estrutura e funcionamento do sistema nervoso (cont.)

Leia mais

Fisiopatologia Clínica dos Núcleos da Base e Doenças Correlatas

Fisiopatologia Clínica dos Núcleos da Base e Doenças Correlatas Fisiopatologia Clínica dos Núcleos da Base e Doenças Correlatas Dr. Fábio de Nazaré Oliveira Coordenador do Ambulatório de Transtornos do Movimento Dr. Carlos Eduardo Rocha Coordenador do Programa de Neurocirurgia

Leia mais

ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO SISTEMA NERVOSO

ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO SISTEMA NERVOSO ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DO SISTEMA NERVOSO O SN É O SISTEMA MAIS ESTUDADO E DIFERENCIADO Quais ciências estudam o sistema nervoso? Neurociências; Neurofisiologistas; Neurobiologistas; Neuroanatomistas;

Leia mais

Projeto Medicina. Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC

Projeto Medicina. Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC Projeto Medicina Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC Neurociência DIVISÃO DO SISTEMA NERVOSO Sistema Nervoso Central Sistema

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesu@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

TECIDO NERVOSO (parte 2)

TECIDO NERVOSO (parte 2) TECIDO NERVOSO (parte 2) Profª Patrícia Mendes Disciplina: Histologia Geral e Embriologia Curso: Medicina Veterinária www.faculdadevertice.com.br Propagação do impulso nervoso A membrana do axônio permite

Leia mais

Sistema Piramidal e Extrapiramidal. Dr. Fábio Agertt

Sistema Piramidal e Extrapiramidal. Dr. Fábio Agertt Sistema Piramidal e Extrapiramidal Dr. Fábio Agertt 40-60 consideravam-se 3 tipos de atos motores Voluntários chutar Sistema Motor Piramidal Automático marcha Sistema Motor Extrapiramidal Reflexo Sistema

Leia mais

Neurofisiologia - Bloco 3 de Exercícios

Neurofisiologia - Bloco 3 de Exercícios Neurofisiologia - Bloco 3 de Exercícios 1) A manutenção da postura: a) o sistema mais evoluído é constituído por receptores proprioceptivos cervicais. b) independe de qualquer relação com o neurônio motor

Leia mais

TRATOS ASCENDENTES E DESCENDENTES DA MEDULA ESPINAL

TRATOS ASCENDENTES E DESCENDENTES DA MEDULA ESPINAL TRATOS ASCENDENTES E DESCENDENTES DA MEDULA ESPINAL DEFINIÇÕES: FUNÍCULO: regiões da substância branca da medula espinal que formam tratos por onde trafegam informações ascendentes (da periferia para o

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES BÁSICAS DAS SINAPSES E DAS SUBSTÂNCIAS TRANSMISSORAS

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES BÁSICAS DAS SINAPSES E DAS SUBSTÂNCIAS TRANSMISSORAS ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES BÁSICAS DAS SINAPSES E DAS SUBSTÂNCIAS TRANSMISSORAS AULA 4 DISCIPLINA: FISIOLOGIA I PROFESSOR RESPONSÁVEL: FLÁVIA SANTOS Divisão sensorial do sistema nervoso Receptores

Leia mais

Tronco Encefálio e Formação Reticular. Msc. Roberpaulo Anacleto

Tronco Encefálio e Formação Reticular. Msc. Roberpaulo Anacleto Tronco Encefálio e Formação Reticular Msc. Roberpaulo Anacleto TRONCO ENCEFÁLICO -Área do encéfalo que estende-se desde a medula espinhal até o diencéfalo TRONCO ENCEFÁLICO = BULBO + PONTE + MESENCÉFALO

Leia mais