Agrupamento de Escolas Martim de Freitas. Escola Básica 2/3 Martim de Freitas. Regimento do Departamento De Matemática e Ciências Experimentais

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Agrupamento de Escolas Martim de Freitas. Escola Básica 2/3 Martim de Freitas. Regimento do Departamento De Matemática e Ciências Experimentais"

Transcrição

1 Agrupamento de Escolas Martim de Freitas Escola Básica 2/3 Martim de Freitas Regimento do Departamento De Matemática e Ciências Experimentais 2009/2013

2 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS 2009/2013 I. DISPOSIÇÕES GERAIS 1. O Departamento é uma estrutura de orientação educativa que colabora com o Conselho Pedagógico e com a Directora tendo em vista o desenvolvimento do Projecto Educativo do Agrupamento, no sentido de assegurar o acompanhamento eficaz do percurso escolar, na perspectiva da qualidade educativa. 2. O Departamento tem como finalidade essencial promover a cooperação entre os docentes dos grupos de recrutamento, no sentido de adequar o currículo aos interesses e necessidades dos alunos, adoptando medidas de pedagogia diferenciada e de reforço da articulação interdisciplinar. 3. O Departamento pode subdividir-se em secções sempre que a especificidade das matérias/assuntos o justifiquem, de forma a dar resposta a todas as necessidades de articulação, planificação, metodologia, avaliação, formação e outras consideradas importantes pelo Departamento. 4. O Departamento deverá ser ouvido pelo Conselho Pedagógico no que diz respeito à gestão de recursos humanos e assuntos pedagógicos a ele afectos. 5. O Departamento pode propor parcerias ou acordos com entidades exteriores e ter outras competências desde que se enquadrem nos objectivos do Projecto Educativo do Agrupamento. II. DEPARTAMENTO A. Constituição do Departamento 1. O Departamento de Matemática e Ciências Experimentais compreende todos os docentes dos grupos de recrutamento 230, 500,510, 520, 530 (abrange os docentes que foram recrutados dos grupos de docência 12ºA - Mecanotecnia e 12ºB Electrotecnia), 2

3 e 550, que leccionam as disciplinas de Ciências da Natureza, Matemática 2º Ciclo e 3º Ciclo, Ciências Naturais, Ciências Físico-Químicas, Educação Tecnológica (abrange os docentes que foram recrutados dos grupos de docência 12ºA - Mecanotecnia e 12ºB Electrotecnia), e Tecnologias de Informação e Comunicação. 2. O Departamento é presidido pelo coordenador do Departamento. 3. O coordenador é assessorado pelos subcoordenadores das áreas de Matemática, Ciências Naturais/da Natureza, Ciências Físico Químicas, e um outro subcoordenador de Educação Tecnológica (abrange os docentes que foram recrutados dos grupos de docência 12ºA - Mecanotecnia e 12ºB Electrotecnia) e Tecnologias de Informação e Comunicação. A- Competências do Conselho de Departamento O Conselho de Departamento tem todas as competências que lhe estão atribuídas pelo Regulamento Interno da Escola no seu artigo 44º. e ainda: 1. Elaborar e aprovar o Regimento do Departamento. 2. Elaborar propostas de alteração do Regimento. 3. Aprovar a constituição e dissolução de grupos de trabalho. 4. Analisar e aprovar o relatório anual do Departamento. B- Funcionamento do Conselho de Departamento I TIPOLOGIA DAS REUNIÕES: 1. O Departamento reúne ordinariamente, convocado pelo coordenador: a) Antes do início das actividades lectivas para definição de estratégias gerais de trabalho. b) No final do ano, após a conclusão das actividades lectivas, com vista à avaliação do trabalho realizado. 3

4 2. O Departamento reúne extraordinariamente sempre que as circunstâncias o determinem, por iniciativa do Coordenador, da Directora ou de dois terços dos membros do Departamento e ainda por solicitação dos subcoordenadores.. 3. O coordenador reúne com os subcoordenadores ordinariamente a seguir às reuniões do Conselho Pedagógico e extraordinariamente sempre que as circunstâncias o determinem, sendo convocados pelo coordenador. 4. Os grupos disciplinares reúnem ordinariamente na semana seguinte ao Conselho Pedagógico, por convocatória dos subcoordenadores. 5. Os grupos disciplinares reúnem extraordinariamente sempre que as circunstâncias o determinem, por iniciativa do Subcoordenador, da Directora ou de dois terços dos membros do grupo disciplinar. II - PROCEDIMENTOS Nas reuniões observar-se-ão os seguintes procedimentos: 1 - As reuniões serão convocadas com um mínimo de 48h de antecedência, através de convocatória a afixar no placard da sala de professores e, eventualmente, por meios Informáticos. 2 - As reuniões ordinárias serão efectuadas nas tardes de 4ª feira. 3- Considerar-se-á que existe quorum para a tomada de deliberações quando estiverem presentes mais de metade dos seus membros Quando não se verificar esta situação, a reunião efectuar-se-á 48h depois, com o número de elementos presentes. 4- As deliberações deste conselho serão válidas desde que resultantes de uma maioria absoluta de votos expressos dos membros presentes na reunião. 5 - Em todas as reuniões lavrar-se-á uma acta na qual constarão todos os assuntos debatidos e resoluções tomadas, assim como um resumo do trabalho desenvolvido pelos grupos de trabalho. 6 - As reuniões serão secretariadas por um dos professores presentes, retirado o nome por sorteio, não voltando este elemento a poder ser escolhido durante o ano lectivo em curso, excepto quando todos os elementos tiverem já secretariado. 4

5 III. COORDENADOR DE DEPARTAMENTO A- Mandato do Coordenador do Departamento 1 - O Coordenador será um professor titular e designado pela Directora, por um período de 4 anos. 2 O Coordenador será subcoordenador do grupo disciplinar a que pertence, podendo coordenar outros grupos disciplinares do Departamento, por nomeação da Directora. B- Competências do Coordenador do Departamento As competências do Coordenador do Departamento são as atribuídas pelo Regulamento Interno da Escola no seu artigo 47º. e ainda: 1. Promover a actualização do Regimento do Departamento. 2. Promover a organização de grupos de trabalho. 3 Coordenar a elaboração do Plano Anual de Actividades do Departamento. 4. Elaborar o relatório anual, no mês de Julho de cada ano. IV- SUBCOORDENADOR A- Mandato do Subcoordenador de Disciplina A subcoordenação disciplinar é exercida, sempre que possível, por um professor titular, designado pela Directora, por um período de 4 anos. 5

6 B- Competências dos Subcoordenadores As competências do Subcoordenador são as atribuídas pelo Regulamento Interno da Escolas no seu art.º 48 e ainda: 1. Presidir às reuniões e convocar as reuniões do seu grupo disciplinar. Quando necessário, deve fazer-se substituir por um professor da mesma disciplina, nomeado pela Directora, com a devida antecedência. 2. Assessorar o Coordenador e substituí-lo em caso de ausência temporária, de modo rotativo. 3.Veicular a ligação entre o Coordenador de Departamento e os professores do grupo a que pertence. 4. Elaborar o relatório anual, no mês de Julho de cada ano. 5. Efectivar a articulação entre ciclos. V. INSTALAÇÕES A- Director de Instalações Para as salas específicas 4,5,41, 43, 45,50,51,52 e 59 serão designados anualmente responsáveis pelas instalações, em função do grupo disciplinar. No que se refere às salas de informática, nomeadamente, as salas 29 e 40, estas estão a cargo da Equipa PTE. 6

7 B- Competências do Director de Instalações 1. Propor à Directora, depois de ouvidos os professores da disciplina, a aquisição de novos materiais ou equipamentos. 2. Organizar o inventário do material e zelar pela sua conservação. 3. Actualizar o inventário, no final do ano lectivo. VI. DISPOSIÇÕES FINAIS 1. O Regimento do Departamento pode ser revisto ordinariamente de 4 em 4 anos e sempre que haja alterações do Regulamento Interno da Escola ou do Regimento do Conselho Pedagógico. 2. Poderá ainda haver revisão extraordinária por iniciativa do Coordenador ou por proposta da maioria dos membros do Departamento. 3. Em todas as matérias em que o presente Regimento é omisso, aplica-se o Regulamento Interno da Escola e a lei geral. 4. O presente Regimento entra em vigor no dia imediato à sua aprovação. Coimbra, Setembro de

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas de Coimbra. Regimento Interno do Departamento da Educação Pré - Escolar

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas de Coimbra. Regimento Interno do Departamento da Educação Pré - Escolar Agrupamento de Escolas Martim de Freitas de Coimbra Regimento Interno do Departamento da Educação Pré - Escolar Quadriénio 2009/2013 Preâmbulo O presente regimento interno, adiante designado por regimento,

Leia mais

REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES

REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES Agrupamento de Escolas Martim de Freitas Escola Básica 2/3 Martim de Freitas REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES 2009/2013 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARTIM DE FREITAS REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES

Leia mais

ESCOLA E. B. 2,3 DE CADAVAL. Regimento do Departamento de Línguas. Artigo 1º Objecto. Artigo 2º Aplicação

ESCOLA E. B. 2,3 DE CADAVAL. Regimento do Departamento de Línguas. Artigo 1º Objecto. Artigo 2º Aplicação ESCOLA E. B. 2,3 DE CADAVAL Regimento do Departamento de Línguas Artigo 1º Objecto O presente regimento define a composição e as normas de funcionamento do Departamento de Línguas. Artigo 2º Aplicação

Leia mais

REGIMENTO DE DEPARTAMENTO 1.ºCICLO

REGIMENTO DE DEPARTAMENTO 1.ºCICLO REGIMENTO DE DEPARTAMENTO 1.ºCICLO ANO LECTIVO 2010/2011 Coordenadora: Ana Maria Machado da Silva Oliveira ANO LECTIVO 2010-2011 REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DO 1.ºCICLO DEPARTAMENTO CURRICULAR do

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES

REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES Com vista ao desenvolvimento do Projecto Educativo de Escola, são fixadas no Regulamento Interno as estruturas que colaboram com o Conselho Pedagógico e

Leia mais

Capítulo I. Composição/eleição do Delegado. Artº 1º. Definição

Capítulo I. Composição/eleição do Delegado. Artº 1º. Definição Regimento do Grupo de Recrutamento 530 Secretariado Capítulo I Composição/eleição do Delegado Artº 1º Definição O Grupo de Recrutamento 530 é uma estrutura pertencente ao Departamento Curricular de Ciências

Leia mais

Regimento Interno Departamento Pré-Escolar

Regimento Interno Departamento Pré-Escolar Regimento Interno Departamento Pré-Escolar 2014/2015 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º (Normas Reguladoras) As atribuições, competências, organização e funcionamento do Departamento regem-se pelas

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MOGADOURO REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MOGADOURO REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MOGADOURO REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS Quadriénio 2009-2013 Segundo o artigo 68º do Regulamento Interno, aprovado em 4 de Janeiro de 2011, para o quadriénio 2009/2013,

Leia mais

Departamento de Expressões. Regimento Interno

Departamento de Expressões. Regimento Interno Departamento de Expressões Regimento Interno O Departamento Curricular de Expressões é uma estrutura intermédia de gestão pedagógica, representada no Conselho Pedagógico pelo seu coordenador. Com a Diretora

Leia mais

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais. Regimento Interno

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais. Regimento Interno Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Regimento Interno O Departamento Curricular é uma estrutura de gestão intermédia com o Conselho Pedagógico e com a Direção, que promove a articulação

Leia mais

Regimento Interno. ARTIGO 1º (Enquadramento Legal)

Regimento Interno. ARTIGO 1º (Enquadramento Legal) Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Regimento Interno O Departamento Curricular de Matemática e Ciências Experimentais doravante designado por DMCE, é uma estrutura intermédia de gestão

Leia mais

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais

Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Regimento Interno REGIMENTO INTERNO Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Artigo 1º (Definição) O Departamento Curricular constitui a estrutura

Leia mais

Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil. Escola Básica de Campelo [REGIMENTO DO CONSELHO DE DOCENTES]

Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil. Escola Básica de Campelo [REGIMENTO DO CONSELHO DE DOCENTES] 2012 Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil Escola Básica de Campelo [REGIMENTO DO CONSELHO DE DOCENTES] Artigo 1º Âmbito e Aplicação 1. O presente Regimento regulamenta a atividade do Departamento do

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE CORDAS

REGIMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE CORDAS REGIMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE CORDAS TRIÉNIO 2015 / 2018 (atualizado no ano letivo 2017/2018) ÍNDICE CAPÍTULO I...3 Artigo 1º Enquadramento...3 Artigo 2º Composição...3 Artigo 3º Cargos e Organização...3

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARTIM DE FREITAS. Quadriénio 2013/2017 REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DO 1º CEB

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARTIM DE FREITAS. Quadriénio 2013/2017 REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DO 1º CEB AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARTIM DE FREITAS Quadriénio 2013/2017 REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DO 1º CEB Preâmbulo O presente regimento interno, adiante designado por regimento, é o documento que define

Leia mais

Regimento Interno. Departamento de Ciências Sociais e Humanas. Coordenadora de Departamento: Cláudia Varejão

Regimento Interno. Departamento de Ciências Sociais e Humanas. Coordenadora de Departamento: Cláudia Varejão Regimento Interno Departamento de Ciências Sociais e Humanas Coordenadora de Departamento: Cláudia Varejão Ano Letivo 2015/2016 REGIMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DECIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Artigo 1º (Definição)

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MOGADOURO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MOGADOURO COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO (GRUPO 110) 2012/2013 REGIMENTO DO CONSELHO DE DOCENTES DO 1º CICLO REGIMENTO DO DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1º CICLO REGIMENTO DO CONSELHO DE ANO 1º

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Vale de Ovil. Regimento do Departamento de Ciências Experimentais

Escola Básica e Secundária de Vale de Ovil. Regimento do Departamento de Ciências Experimentais Escola Básica e Secundária de Vale de Ovil Regimento do Departamento de Ciências Experimentais 2013/2016 CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Identificação 1. Este Departamento Curricular adota a

Leia mais

Regimento do Grupo de Recrutamento Matemática

Regimento do Grupo de Recrutamento Matemática Regimento do Grupo de Recrutamento 500 - Matemática Artigo 1º Objecto O presente regimento está conforme a legislação em vigor e o Regulamento Interno da Escola Secundária de José Afonso, Loures, e tem

Leia mais

Regimento Interno do Departamento Curricular da Educação Pré-Escolar

Regimento Interno do Departamento Curricular da Educação Pré-Escolar Regimento Interno do Departamento Curricular da Educação Pré-Escolar Ano lectivo 2009/2010 1 - Identificação Esta estrutura curricular adopta a designação de Departamento Curricular da Educação Pré-escolar.

Leia mais

Regimento do Conselho Pedagógico

Regimento do Conselho Pedagógico Regimento do Conselho Pedagógico CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Âmbito 1. O Conselho Pedagógico é o órgão de coordenação e supervisão pedagógica, bem como de orientação educativa do Agrupamento,

Leia mais

Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil. Escola Básica de Campelo [REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DO PRIMEIRO CICLO]

Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil. Escola Básica de Campelo [REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DO PRIMEIRO CICLO] 2013 Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil Escola Básica de Campelo [REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DO PRIMEIRO CICLO] Artigo 1º Âmbito e Aplicação 1. O presente Regimento regulamenta a atividade do Departamento

Leia mais

Regimento do Conselho Pedagógico

Regimento do Conselho Pedagógico Regimento do Conselho Pedagógico CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Âmbito 1. O Conselho Pedagógico é o órgão de coordenação e supervisão pedagógica, bem como de orientação educativa do Agrupamento,

Leia mais

Regimento do Conselho Pedagógico

Regimento do Conselho Pedagógico Regimento do Conselho Pedagógico CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Finalidades O Conselho Pedagógico é o órgão de coordenação e supervisão pedagógica e orientação educativa do Agrupamento de escolas,

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO

REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO Preâmbulo De acordo com o previsto no artigo 4º do Regulamento Interno, o Conselho Pedagógico define o seu regime de funcionamento. Capítulo I Disposições Gerais Artigo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES

REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES 2018-2021 COORDENADOR: Maria Fernanda Pereira Pires Regimento Interno Departamento de Expressões 1 de 7 ÍNDICE I-REGIMENTO ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------2

Leia mais

ANEXO H REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTO CURRICULARES. Agrupamento de Escolas de Vila d Este

ANEXO H REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTO CURRICULARES. Agrupamento de Escolas de Vila d Este ANEXO H REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTO CURRICULARES Agrupamento de Escolas de Vila d Este Regimento Interno do DEPARTAMENTO CURRICULAR DO PRÉ-ESCOLAR Artigo 1.º Objeto e âmbito O presente Regimento

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Quadriénio 2009/2013 ÍNDICE PREÂMBULO...3 Artigo 1º OBJECTO E ÂMBITO...4 Artigo 2º -COMPOSIÇÃO...4 Artigo 3º -QUADRO DE COMPETÊNCIAS...4 Artigo

Leia mais

CAPÍTULO I (Princípios Gerais)

CAPÍTULO I (Princípios Gerais) REGULAMENTO DO CECS - CENTRO DE ESTUDOS DE COMUNICAÇÃO E SOCIEDADE INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS - UNIVERSIDADE DO MINHO CAPÍTULO I (Princípios Gerais) Secção I (Da Natureza e Objectivos) Artigo 1º (Natureza

Leia mais

REGIMENTO DE DEPARTAMENTOS CURRICULARES E RESPETIVAS ÁREAS DISCIPLINARES

REGIMENTO DE DEPARTAMENTOS CURRICULARES E RESPETIVAS ÁREAS DISCIPLINARES Agrupamento de Escolas de Vagos 161070 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VAGOS REGIMENTO DE DEPARTAMENTOS CURRICULARES E RESPETIVAS ÁREAS DISCIPLINARES marçol2014 Índice Página SECÇÃO I- Composição, Competências

Leia mais

agrupamento de escolas da abelheira VIANA DO CASTELO REGIMENTO INTERNO departamento curricular do 1.º ciclo

agrupamento de escolas da abelheira VIANA DO CASTELO REGIMENTO INTERNO departamento curricular do 1.º ciclo agrupamento de escolas da abelheira VIANA DO CASTELO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ----------------------------------------------------------------------------------------- 2 Artigo 1.º Definição e âmbito

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO

REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO Preâmbulo De acordo com o previsto no artigo 4º do Regulamento Interno, o Conselho Pedagógico define o seu regime de funcionamento. Capítulo I Disposições Gerais Artigo

Leia mais

REGIMENTO DOS CONSELHOS DE DIRETORES DE TURMA DO 2º e 3º CICLOS DO ENSINO BÁSICO GERAL E DO ENSINO SECUNDÁRIO (CURSOS CIENTIFICO-HUMANÍSTICOS)

REGIMENTO DOS CONSELHOS DE DIRETORES DE TURMA DO 2º e 3º CICLOS DO ENSINO BÁSICO GERAL E DO ENSINO SECUNDÁRIO (CURSOS CIENTIFICO-HUMANÍSTICOS) REGIMENTO DOS CONSELHOS DE DIRETORES DE TURMA DO 2º e 3º CICLOS DO ENSINO BÁSICO GERAL E DO ENSINO SECUNDÁRIO (CURSOS CIENTIFICO-HUMANÍSTICOS) Preâmbulo De acordo com a legislação em vigor e o regulamento

Leia mais

REGIMENTO DO DEPARTAMENTO

REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS REGIMENTO DO DEPARTAMENTO Preâmbulo De acordo com a legislação em vigor e com o Regulamento Interno, o presente Regimento define as regras de organização e de

Leia mais

Regimento dos Grupos de Recrutamento 300 e 320 Português e Francês

Regimento dos Grupos de Recrutamento 300 e 320 Português e Francês Regimento dos Grupos de Recrutamento 300 e 320 Português e Francês Art.º 1º Composição e competências O Grupo de Recrutamento tem a composição e as competências determinadas pelo Decreto-lei 75/2008 de

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO

REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º (Âmbito) 1. O Conselho Pedagógico é o órgão de coordenação e supervisão pedagógica, bem como de orientação educativa do Agrupamento,

Leia mais

Regimento do Departamento Curricular do 1º Ciclo

Regimento do Departamento Curricular do 1º Ciclo Regimento do Departamento Curricular do 1º Ciclo 2013-2017 O departamento curricular do 1º ciclo, nos termos do Regulamento Interno, aprova o seguinte regimento, definindo as respetivas regras de organização

Leia mais

Regulamento Interno ANEXO V. Departamentos Curriculares do Agrupamento de Escolas Raul Proença

Regulamento Interno ANEXO V. Departamentos Curriculares do Agrupamento de Escolas Raul Proença Regulamento Interno ANEXO V Departamentos Curriculares do Agrupamento de Escolas Raul Proença Regimento Artigo 1.º Objeto e âmbito O presente Regimento estabelece a composição, o quadro de competências,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MOGADOURO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ - ESCOLAR

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MOGADOURO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ - ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MOGADOURO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE DOCENTES DO PRÉ - ESCOLAR Ano Letivo: 2012 / 2013 ÍNDICE CAPÍTULO I PÁG. ÂMBITO 3 CAPÍTULO I I Conselho de Docentes 3 CAPÍTULO III Competências

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO GERAL

REGIMENTO DO CONSELHO GERAL DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO ESCOLA PROFISSIONAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL DE ABRANTES (404329) REGIMENTO DO CONSELHO GERAL Capítulo I Princípios Gerais Artigo 1.º Objecto O presente

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA REGULAMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA INFORMÁTICA E DE SISTEMAS CAPÍTULO 1 NATUREZA E FINS Artigo 1º O Departamento

Leia mais

Grupo de Recrutamento 530/540 Electrotecnia/Electrónica

Grupo de Recrutamento 530/540 Electrotecnia/Electrónica Grupo de Recrutamento 530/540 Electrotecnia/Electrónica Cabe ao Grupo Disciplinar, tendo em consideração o número total de elementos, estabelecer as suas próprias regras de funcionamento de acordo com

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO DA ESA/IPB

REGULAMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO DA ESA/IPB REGULAMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO DA ESA/IPB SECÇÃO I Definições Artigo 1.º Objecto O presente Regulamento define as normas de organização e funcionamento do Conselho Pedagógico da Escola Superior Agrária

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CIDADE DO ENTRONCAMENTO REGIMENTO 2013/2017

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CIDADE DO ENTRONCAMENTO REGIMENTO 2013/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CIDADE DO ENTRONCAMENTO 401640 REGIMENTO 2013/2017 REGIMENTO INTERNO Departamento de Educação Pré-Escolar SECÇÃO I Constituição e Funcionamento Artigo 1º - Objeto Este regimento

Leia mais

Regimento Interno. Departamento de Matemática e Ciências Experimentais

Regimento Interno. Departamento de Matemática e Ciências Experimentais AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALVES REDOL Regimento Interno Departamento de Matemática e Ciências Experimentais 2013/2014 D E P A R T A M E N T O DE M A T E M Á T I C A E C I Ê N C I A S E X P E R I M E N T A

Leia mais

Regulamento da Comissão de Avaliação Interna da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

Regulamento da Comissão de Avaliação Interna da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa Regulamento da Comissão de Avaliação Interna da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa Preâmbulo Nos termos do Art. 12, n.º 1 dos Estatutos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, homologados

Leia mais

REGIMENTO DO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS

REGIMENTO DO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS REGIMENTO DO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS Ano Letivo 2015 /2016 REGIMENTO DO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS No quadro de autonomia das

Leia mais

DEPARTAMENTO ENGENHARIA MECÂNICA

DEPARTAMENTO ENGENHARIA MECÂNICA REGULAMENTO INTERNO DEPARTAMENTO ENGENHARIA MECÂNICA Setembro 2001 REGULAMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA CAPÍTULO I Natureza e objectivos Artigo 1º O Departamento de Engenharia Mecânica,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DE DIRECÇÃO REG.03_

REGULAMENTO DO CONSELHO DE DIRECÇÃO REG.03_ REG.03_13.07.011 INTRODUÇÃO O Estatuto da Escola Superior de Enfermagem S. Francisco das Misericórdias, determina que cada órgão aprova o respectivo regulamento interno. Como este, tem por base as competências

Leia mais

Ano letivo 2015/2016. Departamento de Línguas Regimento Interno. Escola Profissional de Fermil, Molares - Celorico de Basto

Ano letivo 2015/2016. Departamento de Línguas Regimento Interno. Escola Profissional de Fermil, Molares - Celorico de Basto Ano letivo 2015/2016 Departamento de Línguas Regimento Interno Escola Profissional de Fermil, Molares - Celorico de Basto Ano letivo 2015/2016 Índice Introdução... 2 1. Articulação Curricular... 2 2. Composição...

Leia mais

Regimento do grupo de recrutamento 510 Física e Química

Regimento do grupo de recrutamento 510 Física e Química Regimento do grupo de recrutamento 510 Física e Química Este regimento define as regras de organização interna e de funcionamento do grupo disciplinar 510 e tem as competências previstas na Lei e no Regulamento

Leia mais

Regulamento do Conselho Pedagógico do ISPAJ

Regulamento do Conselho Pedagógico do ISPAJ Regulamento do Conselho Pedagógico do ISPAJ Versão aprovada em Conselho de Direcção de 9 de Julho de 2015 Documento Regulamento do Conselho Pedagógico do ISPAJ Data 05/07/2015 Conselho de Direcção 09/07/2015

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO, MAIA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO, MAIA 1. Disposições Gerais 1. 1. Objetivo O Conselho Pedagógico é o órgão de coordenação e supervisão pedagógica e orientação educativa do Agrupamento, nomeadamente nos domínios pedagógicodidático, da orientação

Leia mais

REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS

REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS Atualização 2015/2016 O Departamento de Línguas, adiante designado por Departamento, rege-se pelo estatuído na legislação em vigor, no Regulamento Interno do Agrupamento

Leia mais

REGULAMENTO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA

REGULAMENTO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA Escola de Engenharia REGULAMENTO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA (Fevereiro de 2010) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1 (Definição) O Departamento de Engenharia Mecânica, a seguir designado por

Leia mais

Departamento 1º ciclo

Departamento 1º ciclo Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região de Lisboa e Vale do Tejo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS de ALVES REDOL- 170 770 SEDE: ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALVES REDOL 400 014 Departamento

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES, ÁREAS DISCIPLINARES, CONSELHOS DE DOCENTES, EQUIPAS PEDAGÓGICAS

REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES, ÁREAS DISCIPLINARES, CONSELHOS DE DOCENTES, EQUIPAS PEDAGÓGICAS REGIMENTO INTERNO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES, ÁREAS DISCIPLINARES, CONSELHOS DE DOCENTES, EQUIPAS PEDAGÓGICAS Artigo 1.º Organização 1. O agrupamento de escolas possui quatro departamentos curriculares

Leia mais

REGULAMENTO DO DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DO DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DO DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Definição e atribuições 1 O Departamento de Química da Universidade do Minho, adiante designado por departamento, é uma subunidade

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE DIRETORES DE TURMA

REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE DIRETORES DE TURMA REGIMENTO INTERNO CONSELHO DE DIRETORES DE TURMA ANO LETIVO 2016/2017 Índice 2 1 Definição ----------------------------------------------------------------------------------------------------- 3 2 Composição

Leia mais

CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO REGULAMENTO

CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO REGULAMENTO CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO REGULAMENTO Artigo 1.º Composição 1 - O Conselho Técnico-Científico é composto por 11 membros: 60% de representantes eleitos dos professores de carreira; 20% de docentes com

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 089/2015 CONSU/IFAC.

RESOLUÇÃO Nº 089/2015 CONSU/IFAC. RESOLUÇÃO Nº 089/2015 CONSU/IFAC. Normatiza a criação, atribuições e funcionamento do Núcleo Docente Estruturante NDE dos cursos de Graduação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre.

Leia mais

Regulamento do Conselho Técnico-Científico da Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti

Regulamento do Conselho Técnico-Científico da Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Regulamento do Conselho Técnico-Científico da Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Artigo 1º (Da Constituição) 1. O Conselho Técnico-Científico é composto por 16 membros, para além do Director.

Leia mais

Departamento de Ciências Físico-Químicas e Naturais. Regimento do Departamento

Departamento de Ciências Físico-Químicas e Naturais. Regimento do Departamento Escola Secundária de Barcelinhos - 403787!!! Departamento de Ciências Físico-Químicas e Naturais Ano Letivo 2017/2018 Regimento do Departamento República Portuguesa Educação SECÇÃO I DEPARTAMENTO CURRICULAR

Leia mais

REGIMENTO EQUIPA DE AUTOAVALIAÇÃO

REGIMENTO EQUIPA DE AUTOAVALIAÇÃO REGIMENTO EQUIPA DE AUTOAVALIAÇÃO ANO LETIVO 2016 2017 1/7 CAPÍTULO I Enquadramento, composição e competências Artigo 1º Enquadramento 1. O presente documento estabelece o Regimento de funcionamento da

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CIDADE DO ENTRONCAMENTO REGIMENTO 2013/2017 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CIDADE DO ENTRONCAMENTO REGIMENTO 2013/2017 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CIDADE DO ENTRONCAMENTO 170586 REGIMENTO 2013/2017 DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS REGIMENTO INTERNO Departamento de Ciências Sociais e Humanas SECÇÃO I CONSTITUIÇÃO E

Leia mais

Regimento do Conselho dos Diretores de Turma

Regimento do Conselho dos Diretores de Turma AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO EANES LOBATO ESCOLA BÁSICA DOS 2º. E 3º. CICLOS PEDRO EANES LOBATO Regimento do Conselho dos Diretores de Turma ANO LETIVO 2014 / 2015 Capítulo I Conselho dos Diretores de

Leia mais

REGIMENTO CONSELHO PEDAGÓGICO agrupamento de escolas da abelheira

REGIMENTO CONSELHO PEDAGÓGICO agrupamento de escolas da abelheira CONSELHO PEDAGÓGICO é o órgão de coordenação e supervisão pedagógica e orientação educativa nos domínios pedagógicodidático, da orientação e acompanhamento dos alunos e da formação inicial e contínua do

Leia mais

REGULAMENTO Conselho Científico do ISCSEM Data 14/04/2014 Revisão 00 Código R.EM.CCI.01

REGULAMENTO Conselho Científico do ISCSEM Data 14/04/2014 Revisão 00 Código R.EM.CCI.01 Artigo 1.º (Composição) 1. O Conselho Científico do Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz (ISCSEM) é constituído por: Coordenadores dos Cursos e departamentos, Presidentes das Comissões Científicas

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO

REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO R E G I ÃO A U T Ó N O M A DA M A D E I R A GOVERNO REGIONAL SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos de São Jorge - Cardeal D. Teodósio de Gouveia Nº do código

Leia mais

Regimento do Observatório da Qualidade da Escola (OQE) para o quadriénio 2013/ /17

Regimento do Observatório da Qualidade da Escola (OQE) para o quadriénio 2013/ /17 /3 Regimento do Observatório da Qualidade da Escola (OQE) para o quadriénio 2013/14 2016/17 outubro de 2013 SECÇÃO I OBJETO E ÂMBITO Artigo 1 Objeto e âmbito 1. O Observatório da Qualidade da Escola (OQE)

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO PEDAGÓGICO 2011/2015

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO PEDAGÓGICO 2011/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO PEDAGÓGICO 2011/2015 INTRODUÇÃO O presente regimento destina-se a definir o regime de funcionamento e organização interna do Conselho Pedagógico,

Leia mais

Conselho Municipal de Educação de Coimbra. Regimento

Conselho Municipal de Educação de Coimbra. Regimento de Coimbra Regimento A Lei 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19, n. 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos locais de educação. A Lei 169/99, de 18 de

Leia mais

Regimento de Educação Pré-Escolar

Regimento de Educação Pré-Escolar Regimento de Educação Pré-Escolar 2015/2019 Escola Sede Rua Carlos Ayala Vieira da Rocha, 2330-105 Entroncamento Telefone: 249726472, Fax: 249719037, e-mail: info@esec.entroncamento.rcts.pt REGIMENTO INTERNO

Leia mais

Regimento do Conselho Geral

Regimento do Conselho Geral MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região Alentejo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SABOIA Regimento do Conselho Geral CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo

Leia mais

Regulamento Interno do Departamento de Sistemas de Informação. Escola Superior de Ciências Empresariais Instituto Politécnico de Setúbal

Regulamento Interno do Departamento de Sistemas de Informação. Escola Superior de Ciências Empresariais Instituto Politécnico de Setúbal Regulamento Interno do Departamento de Sistemas de Informação Escola Superior de Ciências Empresariais Instituto Politécnico de Setúbal CAPÍTULO I Disposições Gerais (Artigo 1º) Definição O Departamento

Leia mais

Regimento do Conselho Pedagógico 2013/2017

Regimento do Conselho Pedagógico 2013/2017 Regimento do Conselho Pedagógico 2013/2017 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Finalidades O Conselho Pedagógico é o órgão de coordenação e supervisão pedagógica e orientação educativa do Agrupamento,

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE DE PORTALEGRE CONSELHO PEDAGÓGICO REGULAMENTO INTERNO

ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE DE PORTALEGRE CONSELHO PEDAGÓGICO REGULAMENTO INTERNO ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE DE PORTALEGRE CONSELHO PEDAGÓGICO REGULAMENTO INTERNO PORTALEGRE FEVEREIRO 2010 ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE DE PORTALEGRE CONSELHO PEDAGÓGICO REGULAMENTO INTERNO Artigo 1º (Disposições

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO GERAL DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA

REGIMENTO DO CONSELHO GERAL DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA REGIMENTO DO CONSELHO GERAL DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Artigo 1.º (Composição do Conselho Geral) 1. O Conselho Geral é composto por trinta e cinco membros. 2. São membros do Conselho Geral: a)

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO UNIVERSIDADE AUTÓNOMA DE LISBOA. Artigo 1.º Objecto

REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO UNIVERSIDADE AUTÓNOMA DE LISBOA. Artigo 1.º Objecto REGIMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO UNIVERSIDADE AUTÓNOMA DE LISBOA Artigo 1.º Objecto É objecto do presente Regimento o funcionamento do Conselho Pedagógico da Universidade Autónoma de Lisboa, de ora em

Leia mais

Regimento da Coordenação de Professores Tutores

Regimento da Coordenação de Professores Tutores Regimento da Coordenação de Professores Tutores Ano Letivo 2014-2015 Regimento da Coordenação de Professores Tutores CAPÍTULO I Artigo 1º Âmbito A tutoria constitui uma modalidade de apoio e orientação

Leia mais

1. Para a prossecução dos objectivos referidos no artigo anterior, compete ao Conselho deliberar,

1. Para a prossecução dos objectivos referidos no artigo anterior, compete ao Conselho deliberar, Regimento do Conselho Municipal de Educação de Vale de Cambra A Lei 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19º, n.º2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos

Leia mais

REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DA COMISSÃO PEDAGÓGICA

REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DA COMISSÃO PEDAGÓGICA REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DA COMISSÃO PEDAGÓGICA REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DO CENFORMA 2 Artigo 1.º Definição 1. O Regimento Interno da Secção de Formação e

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Alcoutim

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Alcoutim A Lei 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19.º, n.º 2 alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos locais de educação. A Lei 169/99, de 18 de Setembro - na alínea

Leia mais

REGULAMENTO DAS SUBUNIDADES ÁREAS CIENTÍFICAS

REGULAMENTO DAS SUBUNIDADES ÁREAS CIENTÍFICAS REGULAMENTO DAS SUBUNIDADES ÁREAS CIENTÍFICAS Escola de Ciências da Saúde Universidade do Minho Índice Capítulo I - Disposições gerais Artigo 1.º - Definição Artigo 2.º - Composição Artigo 3.º - Autonomia

Leia mais

MANTENEDORA: FACULDADES INTEGRADAS BRASILEIRAS MANTIDA: INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE BOITUVA - FIB REGULAMENTO DO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE

MANTENEDORA: FACULDADES INTEGRADAS BRASILEIRAS MANTIDA: INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE BOITUVA - FIB REGULAMENTO DO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE MANTENEDORA: FACULDADES INTEGRADAS BRASILEIRAS MANTIDA: INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE BOITUVA - FIB REGULAMENTO DO NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE NÚCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE REGULAMENTO CAPÍTULO I Das

Leia mais

Artigo 1º Composição

Artigo 1º Composição REGIMENTO INTERNO Artigo 1º Composição 1. O Departamento Curricular do Pré-Escolar é constituído pelos Docentes dos Jardins de Infância de A-dos- Negros, Gracieira, Gaeiras, A-da-Gorda, Óbidos, Usseira,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO DA ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE. Artº1º. Composição

REGULAMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO DA ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE. Artº1º. Composição REGULAMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO DA ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE Artº1º Composição 1. O Conselho Pedagógico da Escola Superior de Saúde, adiante designada por ESSUAlg, é o órgão colegial de natureza pedagógica

Leia mais

ESTATUTO ESCOLA ARTÍSTICA E PROFISSIONAL ÁRVORE. Propriedade de

ESTATUTO ESCOLA ARTÍSTICA E PROFISSIONAL ÁRVORE. Propriedade de ESTATUTO ESCOLA ARTÍSTICA E PROFISSIONAL ÁRVORE Propriedade de ESCOLA DAS VIRTUDES COOPERATIVA DE ENSINO POLIVALENTE E ARTÍSTICO, C. R. L. Passeio das Virtudes, 14 4050-629 PORTO Tel. 223 394 820 - Fax.

Leia mais

Centro de Estudos de Artes Decorativas da Escola Superior de Artes Decorativas da FRESS. Regulamento

Centro de Estudos de Artes Decorativas da Escola Superior de Artes Decorativas da FRESS. Regulamento Centro de Estudos de Artes Decorativas da Escola Superior de Artes Decorativas da FRESS Regulamento Os Estatutos da Escola Superior de Artes Decorativas (ESAD) da Fundação Ricardo Espírito Santo Silva

Leia mais

CAPÍTULO l CONSELHO PEDAGÓGICO. Artigo 1 Natureza

CAPÍTULO l CONSELHO PEDAGÓGICO. Artigo 1 Natureza CAPÍTULO l CONSELHO PEDAGÓGICO Artigo 1 Natureza O Conselho Pedagógico é o órgão de coordenação e orientação educativa do Agrupamento, nomeadamente, nos domínios pedagógico-didático, da orientação e acompanhamento

Leia mais

da Escola Profissional de Educação para o Desenvolvimento

da Escola Profissional de Educação para o Desenvolvimento Largo Bulhão Pato, 56 Quinta da Torre 2825-114 Monte de Caparica Tel: 212946040 Fax: 212946049 www.eped.pt REGULAMENTO INTERNO da Escola Profissional de Educação para o Desenvolvimento Índice Estrutura

Leia mais

REGIMENTO Do Conselho Administrativo

REGIMENTO Do Conselho Administrativo REGIMENTO Do Conselho Administrativo ÍNDICE Artigo 1.º Enquadramento 3 Artigo 2.º Funções 3 Artigo 3.º Reuniões 3 Artigo 4.º Funcionamento 4 Artigo 5.º Disposições finais 4 RI AEV Regimento do conselho

Leia mais

Regimento do Departamento de Línguas

Regimento do Departamento de Línguas Regimento do Departamento de Línguas 2015/2019 Escola Sede Rua Carlos Ayala Vieira da Rocha, 2330-105 Entroncamento Telefone: 249726472, Fax: 249719037, Constituição e Funcionamento Artigo 1º - Objeto

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PAREDES

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PAREDES REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PAREDES A Lei 75/2013, de 12 de setembro estabelece no seu artigo 25º, nº 1, alínea s), a competência da Assembleia Municipal deliberar sobre a criação do

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO DA ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE VISEU. Artigo 1.º Disposições gerais

REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO DA ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE VISEU. Artigo 1.º Disposições gerais REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO DA ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE VISEU Artigo 1.º Disposições gerais O presente regulamento completa as disposições dos estatutos da Escola Superior Agrária

Leia mais

REGIMENTO DOS CONSELHOS DE TURMA DO 2º e 3º CICLOS DO ENSINO BÁSICO GERAL E DO ENSINO SECUNDÁRIO (CURSOS CIENTíFICO-HUMANÍSTICOS)

REGIMENTO DOS CONSELHOS DE TURMA DO 2º e 3º CICLOS DO ENSINO BÁSICO GERAL E DO ENSINO SECUNDÁRIO (CURSOS CIENTíFICO-HUMANÍSTICOS) REGIMENTO DOS CONSELHOS DE TURMA DO 2º e 3º CICLOS DO ENSINO BÁSICO GERAL E DO ENSINO SECUNDÁRIO (CURSOS CIENTíFICO-HUMANÍSTICOS) Preâmbulo De acordo com a legislação em vigor e o regulamento interno,

Leia mais

EXTERNATO DA LUZ. Artigo 1º - Enquadramento Legal

EXTERNATO DA LUZ. Artigo 1º - Enquadramento Legal EXTERNATO DA LUZ REGIMENTO DOS DEPARTAMENTOS CURRICULARES Artigo 1º - Enquadramento Legal O presente regimento dos Departamentos Curriculares pauta-se pelo estipulado nos Decretos-Lei nº75/2008, de 22

Leia mais