Backings Cerâmicos e suas aplicações

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Backings Cerâmicos e suas aplicações"

Transcrição

1 Backings Cerâmicos e suas aplicações voestalpine Böhler Welding

2 Backings Cerâmicos e suas aplicações Os backings cerâmicos são produzidos com cerâmica resistente a altas temperaturas, a partir da combinação de diversos minerais (Al2O3, SiO2, Fe2O3, TiO2). Quando aquecidos produzem escória vítrea na parte inferior do cordão de solda o protegendo do contato com ar. Os backings cerâmicos estão disponíveis em blocos (~ 20 mm de comprimento), sobre uma folha de alumínio flexível e autoadesiva que permite a fixação na junta de solda. Também estão disponíveis em segmentos (~ 10 a 15 de comprimento), para colocação em trilhos metálicos que são fixados na peça com imãs ou dispositivos de fixação. INFORMAÇÕES PARA O USUÁRIO Conteúdo não publicitário, favor transmiti-lo para a área técnica Os backings cerâmicos oferecem vantagens econômicas na soldagem pelo processo arco submerso, MIG/MAG e arame tubular metal cored na posição plana, bem com na soldagem fora de posição utilizando arames tubulares de fluxo rutilílico com escória de rápido resfriamento. Exemplos de aplicação dos backings cerâmicos 30 Backing cerâmico Abertura aproximadamente 4 mm 30 Os backings cerâmicos são tradicionalmente utilizados em segmentos industriais que precisam manter os custos de fabricação baixos, como o de construção naval. No entanto hoje são cada vez mais utilizados na fabricação de vasos de pressão, construção de máquinas, construção em aço, tanques, etc. Aplicações Ideal para soldagem mecanizada com altos valores de corrente de soldagem e para soldagem manual de passe de raiz com maiores parâmetros de soldagem (Arame sólido e tubular); Passes de raiz com maior volume de soda, tornando possível a soldagem dos passes de enchimento (a partir da segunda camada) com corrente de soldagem e taxa de deposição muito elevadas sem o risco de danificar o passe de raiz; Adequado para compensar os desvios de montagem sem a necessidade de muitos ajustes nos parâmetros de soldagem, assegurando um passe de raiz de alta qualidade; Em juntas que são soldadas pelos dois lados, o caro processo de esmerilhamento pode ser completamente eliminado; Passes de raiz soldados com backing cerâmico normalmente tem menor incidência de defeitos como: falta de penetração, mordeduras e inclusão de escória; Quando utilizado backing cerâmico em juntas que são soldadas somente de um lado, a confiabilidade do processo de soldagem quando o passe de raiz deve ser livre de indicações, no caso de carregamento dinâmico ou corrosão sob tensão; Devido à sua resistência à humidade, os backings cerâmicos são também adequados para a soldagem em campo. Na soldagem por um único lado, muitas vezes pode ser realizada na parte interna do componente de modo a que as condições meteorológicas não prejudiquem a soldagem; Cerâmicas de maior densidade, com baixo teor de umidade são ideais para a soldagem de aços de alta resistência, de granulação fina que requerem metais de adição com baixo teor de hidrogênio.

3 Backing cerâmicos mais utilizados Tipo Descrição Comprimento Part. Nº AG 600/5 R 1, Backing cerâmico com chanfro no formato retangular usado em aplicações que geram muita escória, como eletrodos revestidos (SMAW), arames tubulares (FMAW) e soldagem a arco submerso (SAW). 600 mm Segm /,2 m / BG 600/1 R 10 1,5 7 Backing cerâmico com chanfro em formato côncavo usado em aplicações que geram pouca ou nenhuma escória, como arames sólidos (GMAW) e arames tubulares metal cored. 600 mm Segm /,2 m / BG 600/2 R 12,5 1,5 7 Backing cerâmico com chanfro em formato côncavo usado em aplicações que geram pouca ou nenhuma escória, como arames sólidos (GMAW) e arames tubulares metal-cored. Possui fita autoadesiva de alumínio para fixação. 600 mm sob pedido 42 Segm /,2 m / BG 600/4 R BG 600/8 R 1 DG 600/1 R DG 600/2 R DG 600/3 R DG 600/4 R DG 600/5 R , , Backing cerâmico com chanfro em formato côncavo usado em aplicações que geram pouca ou nenhuma escória, como arames sólidos (GMAW) e arames tubulares metal-cored. Possui fita autoadesiva de alumínio para fixação. Backing cerâmico com chanfro em formato côncavo usado em aplicações que geram pouca ou nenhuma escória, como arames sólidos (GMAW) e arames tubulares metal-cored. Possui fita autoadesiva de alumínio para fixação. Backing cerâmico com formato cilíndrico usado em todos os Possui fita autoadesiva de alumínio para fixação. DG 600/1 R = 20mm/6mm DG 600/2 R = mm/10mm Backing cerâmico com formato cilíndrico usado em todos os Possui fita adesiva de alumínio para fixação. DG 600/3 R = mm/12mm DG 600/4 R = mm/15mm Backing cerâmico com formato cilíndrico usado em todos os Possui fita adesiva de alumínio para fixação. 600 mm 600 mm 600 mm 600 mm 600 mm sob pedido sob pedido DG 600/1 R DG 600/2 R DG 600/3 R DG 600/4 R sob pedido sob pedido 42 Segm /,2 m / 42 Segm /,2 m / 100 Segm / 60 m / 72 Segm / 43.2 m / 60 Segm / 36 m / 36 Segm / 21.6 m / 27 Segm / 16.2 m / Informação desenvolvida para auxiliar o usuário. Este folder é uma versão simplificada contendo os principais dados técnicos, porém não é completa. Não garantimos a exatidão das informações. Em caso específico, favor solicitar um acordo expresso por escrito.

4 Typ AG 600/5 R Backing cerâmico com chanfro no formato retangular usado em aplicações que geram muita escória, como eletrodos revestidos (SMAW), arames tubulares (FMAW) e soldagem a arco submerso (SAW). Possui fita autoadesiva de alumínio para fixação. Medida do segmento (20 segmentos) Abertura Profundidade 30 x mm 600 mm 13 mm 1,5 mm 42,

5 Typ BG 600/1 R Backing cerâmico com chanfro em formato côncavo usado em aplicações que geram pouca ou nenhuma escória, como arames sólidos (GMAW) e arames tubulares metal cored. Possui fita autoadesiva de alumínio para fixação. Medida do segmento (24 segmentos) Abertura Profundidade x mm 600 mm 10 mm 1,5 mm 42,

6 Typ BG 600/2 R Backing cerâmico com chanfro em formato côncavo usado em aplicações que geram pouca ou nenhuma escória, como arames sólidos (GMAW) e arames tubulares metal-cored. Possui fita autoadesiva de alumínio para fixação. Medida do segmento (24 segmentos) Abertura Profundidade x mm 600 mm 12,5 mm 1,5 mm 42,

7 Typ BG 600/4 R Backing cerâmico com chanfro em formato côncavo usado em aplicações que geram pouca ou nenhuma escória, como arames sólidos (GMAW) e arames tubulares metal-cored. Possui fita autoadesiva de alumínio para fixação. Medida do segmento (20 segmentos) Abertura Profundidade 30 x mm 600 mm 16 mm 1,5 mm 42,

8 Typ BG 600/8 R Backing cerâmico com chanfro em formato côncavo usado em aplicações que geram pouca ou nenhuma escória, como arames sólidos (GMAW) e arames tubulares metal-cored. Possui fita autoadesiva de alumínio para fixação. Medida do segmento (20 segmentos) Abertura Profundidade 30 x mm 600 mm 6 mm 1,0 mm 42,

9 Typ DG 600/1 R Backing cerâmico com formato cilíndrico usado em todos os Possui fita autoadesiva de alumínio para fixação. Comprimento do segmento (30 peças) Diâmetro 20 mm 600 mm 6,0 mm

10 Typ DG 600/2 R Backing cerâmico com formato cilíndrico usado em todos os Possui fita adesiva de alumínio para fixação. Comprimento do segmento (24 peças) Diâmetro mm 600 mm 10,0 mm 72 43,

11 Typ DG 600/3 R Backing cerâmico com formato cilíndrico usado em todos os Possui fita adesiva de alumínio para fixação. Comprimento do segmento (24 peças) Diâmetro mm 600 mm 12,0 mm

12 Typ DG 600/4 R Backing cerâmico com formato cilíndrico usado em todos os Possui fita adesiva de alumínio para fixação. Comprimento do segmento (30 peças) Diâmetro mm 600 mm 15,0 mm 36 21,

13 Typ DG 600/5 R Backing cerâmico com formato cilíndrico usado em todos os Possui fita adesiva de alumínio para fixação. Comprimento do segmento (24 peças) Diâmetro mm 600 mm 20,0 mm 27 16,

14 014/2017/PT(BRA)/GL voestalpine Böhler Welding Welding know-how joins steel Com mais de 100 anos de experiência, a voestalpine Böhler Welding é a referencia a nível global para seus desafios diários relacionados à soldagem de união, proteção contra desgaste e corrosão e brasagem. A proximidade em relação aos clientes é garantida por mais de 40 filiais distribuídas em países que contam com mais de funcionários, e por mais de revendedores em todo o mundo. Em conjunto com os produtos de alta qualidade, o suporte técnico fornecido por nossos técnicos e engenheiros de aplicação capacitam os clientes a dominar as mais difíceis e desafiadoras aplicações de soldagem. A voestalpine Böhler Welding oferece três marcas especializadas e exclusivas para atender as necessidades de seus clientes e parceiros. Lasting Connections Mais de produtos para soldagem de união para todos os processos de soldagem convencionais estão presentes em uma linha de produtos que é exclusiva no mundo. Criar conexões duradouras é nossa filosofia. Tailor-Made Protectivity TM Décadas de experiência no setor e know-how em aplicação nas áreas de manutenção e reparo de trincas, revestimento anti-desgaste e cladding, combinados com produtos inovadores e personalizados, garantem aos clientes um aumento de produtividade e proteção dos seus componentes. In-Depth Know-How Através de um conhecimento profundo em processos e aplicações, a Fontargen Brazing oferece as melhores soluções de brasagem baseadas em produtos comprovados com tecnologia alemã. A expertise dos engenheiros de aplicação da voestalpine Böhler Welding foi adquirida ao longo de muitos anos de experiência com inúmeros casos de aplicação. voestalpine Böhler Welding

BACKING CERÂMICO. Conheça as vantagens de utilização deste produto. soldor.com.br

BACKING CERÂMICO. Conheça as vantagens de utilização deste produto. soldor.com.br BACKING CERÂMICO Conheça as vantagens de utilização deste produto. soldor.com.br 21 2450 1121 2450 2544 comercial@soldor.com.br Rua Ibiá, 305 Turiaçú Rio de Janeiro RJ CEP 21540-070 O backing cerâmico

Leia mais

Soldagem Mecanizada de Tanques de Estocagem com Alta Produtividade

Soldagem Mecanizada de Tanques de Estocagem com Alta Produtividade Soldagem Mecanizada de Tanques de Estocagem com Alta Produtividade Maio 2016 1 Documento Confidencial da White Martins Objetivo Apresentar tecnologias que possibilitam aumento de produtividade e/ou ganhos

Leia mais

Processo de Soldagem Eletroescória HISTÓRICO

Processo de Soldagem Eletroescória HISTÓRICO Processo de Soldagem Eletroescória HISTÓRICO Prof. Luiz Gimenes Jr. Prof. Manuel Saraiva Clara Os precursores do processo começaram ainda no século passado com a soldagem na posição vertical em um único

Leia mais

C R E E M SOLDAGEM DOS MATERIAIS. UNESP Campus de Ilha Solteira. Prof. Dr. Vicente A. Ventrella

C R E E M SOLDAGEM DOS MATERIAIS. UNESP Campus de Ilha Solteira. Prof. Dr. Vicente A. Ventrella C R E E M 2 0 0 5 SOLDAGEM DOS MATERIAIS Prof. Dr. Vicente A. Ventrella UNESP Campus de Ilha Solteira C R E E M 2 0 0 5 SOLDAGEM DOS MATERIAIS 1. Introdução 2. Terminologia de Soldagem 3. Simbologia de

Leia mais

Processos de Soldagem Soldagem a Arco com Arame Tubular

Processos de Soldagem Soldagem a Arco com Arame Tubular Processos Soldagem a Arco com Arame Tubular A soldagem a arco com arame tubular - Flux Cored Arc Welding (FCAW), foi desenvolvida visando unir as vantagens do processo MIG/MAG (semiautomático ou automático)

Leia mais

Construção dos Navios. Seção B LIGAÇÃO DAS PEÇAS DE CONSTRUÇÃO

Construção dos Navios. Seção B LIGAÇÃO DAS PEÇAS DE CONSTRUÇÃO Construção dos Navios Seção B LIGAÇÃO DAS PEÇAS DE CONSTRUÇÃO Juntas permanentes Solda Pressão JUNTAS Exemplo: ligação de uma camisa em um cilindro Contração Quando se aquece uma peça antes de forçar a

Leia mais

3. PROCESSO DE SOLDAGEM COM ELETRODO REVESTIDO

3. PROCESSO DE SOLDAGEM COM ELETRODO REVESTIDO 1 3. PROCESSO DE SOLDAGEM COM ELETRODO REVESTIDO O processo de soldagem com eletrodo revestido é um processo no qual a fusão do metal é produzida pelo aquecimento de um arco elétrico, mantido entre a ponta

Leia mais

Avaliação das principais descontinuidades encontradas nas juntas soldadas, causas e possíveis soluções

Avaliação das principais descontinuidades encontradas nas juntas soldadas, causas e possíveis soluções Contribuição técnica nº 9 Avaliação das principais descontinuidades encontradas nas juntas soldadas, causas e possíveis soluções Autor: Paulo Rogerio Santos de Novais novais.welding@gmail.com Resumo: Os

Leia mais

Processo de Soldagem Eletrodo Revestido

Processo de Soldagem Eletrodo Revestido Processos de Fabricação I Processo de Soldagem Eletrodo Revestido Prof.: João Carlos Segatto Simões Características gerais O Processo Manual Taxa de deposição: 1 a 5 kg/h Fator de ocupação do soldador

Leia mais

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 6 SOLDAGEM A ARCO SUBMERSO

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 6 SOLDAGEM A ARCO SUBMERSO 37 CAPÍTULO 6 SOLDAGEM A ARCO SUBMERSO 38 SOLDAGEM A ARCO SUBMERSO (SAW) ARCO SUBMERSO é um processo de soldagem por fusão, no qual a energia necessária é fornecida por um arco (ou arcos) elétrico desenvolvido

Leia mais

Processo d e soldagem

Processo d e soldagem Processo de soldagem Conteúdo Descrição do processo Equipamento e consumíveis Técnica de soldagem Principais defeitos e descontinuidades Aplicações Processo MMA ou SMAW Definição: soldagem a arco elétrico

Leia mais

SOLDAGEM Mig/Mag (GMAW) FCAW - Aula 05. Faculdade Pitágoras Núcleo de Engenharias Engenharia Mecânica 8º e 9º Período Barreiro, Setembro 2016

SOLDAGEM Mig/Mag (GMAW) FCAW - Aula 05. Faculdade Pitágoras Núcleo de Engenharias Engenharia Mecânica 8º e 9º Período Barreiro, Setembro 2016 SOLDAGEM Mig/Mag (GMAW) FCAW - Aula 05 Faculdade Pitágoras Núcleo de Engenharias Engenharia Mecânica 8º e 9º Período Barreiro, Setembro 2016 PROCESSO DE SOLDAGEM MIG/MAG - GMAW FUNDAMENTOS E CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Aula 13 e 14: Soldagem Eletrodo Revestido TIG MIG/MAG Arco Submerso

Aula 13 e 14: Soldagem Eletrodo Revestido TIG MIG/MAG Arco Submerso Aula 13 e 14: Soldagem Eletrodo Revestido TIG MIG/MAG Arco Submerso A solda pode ser definida como uma união de peças metálicas, cujas superfícies se tornaram plásticas ou liquefeitas, por ação de calor

Leia mais

Trabalho Prático N o :. Técnica Operatória da Soldagem SAW

Trabalho Prático N o :. Técnica Operatória da Soldagem SAW Trabalho Prático N o :. Técnica Operatória da Soldagem SAW 1. Objetivos: Familiarizar-se com o arranjo e a operação do equipamento utilizado na soldagem mecanizada ao arco submerso. Familiarizar-se com

Leia mais

Submerged Arc Welding

Submerged Arc Welding SOLDAGEM COM ARCO SUBMERSO SUBMERGED ARC WELDING (SAW) Definição SAW é um processo na qual a união de metais se dá pelo calor fornecido por um arco elétrico entre um eletrodo nu e uma peça. O nome desse

Leia mais

PROCESSOS DE FABRICAÇÃO III SOLDAGEM MODOS DE TRANSFERÊNCIA METÁLICA MIG/MAG DEFEITOS EM SOLDAGEM E ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS

PROCESSOS DE FABRICAÇÃO III SOLDAGEM MODOS DE TRANSFERÊNCIA METÁLICA MIG/MAG DEFEITOS EM SOLDAGEM E ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS PROCESSOS DE FABRICAÇÃO III SOLDAGEM MODOS DE TRANSFERÊNCIA METÁLICA MIG/MAG E ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS Professor: Moisés Luiz Lagares Júnior 1 MODOS DE TRANSFERÊNCIA METÁLICA MIG/MAG Forças que governam

Leia mais

Terminologia de Soldagem Consumíveis de Soldagem e Corte

Terminologia de Soldagem Consumíveis de Soldagem e Corte Terminologia Consumíveis e Corte Em soldagem, o consumível empregado na produção de uma junta soldada, ao ser depositado, se mistura com o material da obra (metal de base), resultando num outro material

Leia mais

Processo, Consumíveis, Técnicas e Parâmetros, Defeitos e Causas

Processo, Consumíveis, Técnicas e Parâmetros, Defeitos e Causas INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Processo, Consumíveis, Técnicas e Parâmetros, Defeitos e Causas Professor: Anderson Luís Garcia Correia Unidade Curricular de Processos

Leia mais

Técnica Operatória da Soldagem SAW

Técnica Operatória da Soldagem SAW Técnica Operatória da Soldagem SAW Paulo José Modenesi Objetivos Familiarizar-se com o arranjo e a operação do equipamento utilizado na soldagem mecanizada ao arco submerso. Familiaarizar-se com os consumíveis

Leia mais

Trabalho de solidificação. Soldagem. João Carlos Pedro Henrique Gomes Carritá Tainá Itacy Zanin de Souza

Trabalho de solidificação. Soldagem. João Carlos Pedro Henrique Gomes Carritá Tainá Itacy Zanin de Souza Trabalho de solidificação Soldagem João Carlos Pedro Henrique Gomes Carritá Tainá Itacy Zanin de Souza Introdução A soldagem é um processo de fabricação, do grupo dos processos de união, que visa o revestimento,

Leia mais

Exercício de Fixação Aula 06 MIG-MAG - TIG

Exercício de Fixação Aula 06 MIG-MAG - TIG Exercício de Fixação Aula 06 MIG-MAG - TIG Manufatura Mecânica: Soldagem 8º e 9º Período Aluno: Professor: Julio Cesar Data: Orientações: Os exercícios deverão ser feitos manuscritos e individual; Responda

Leia mais

Eletrodo Revestido Arame Sólido Arame Tubular Tipo de Aplicação

Eletrodo Revestido Arame Sólido Arame Tubular Tipo de Aplicação UTP 81 UTP 85FN UTP 715 Hook UTP LEDURIT 65 UTP Vanadium 500 UTP Vanadium SG UTP 8NIF UTP 85FN UTP AF 8FN UTP AF DUR 600 MP UTP AF 7114 UTP AF 715 Hook UTP AF Vanadium 500 UTP AF Vanadium SG UTP AF 8FN

Leia mais

Soldagem com Arame Sólido sob Proteção Gasosa - GMAW

Soldagem com Arame Sólido sob Proteção Gasosa - GMAW Soldagem com Arame Sólido sob Proteção Gasosa - GMAW Histórico Concepção básica 1920 Processo de alta densidade de corrente utilizando pequenos diâmetros de eletrodos de metais específicos Alumínio e ligas

Leia mais

Processo de soldagem: Os processos de soldagem podem ser classificados pelo tipo de fonte de energia ou pela natureza da união.

Processo de soldagem: Os processos de soldagem podem ser classificados pelo tipo de fonte de energia ou pela natureza da união. Soldagem Tipos de Soldagem Soldagem Processo de soldagem: Os processos de soldagem podem ser classificados pelo tipo de fonte de energia ou pela natureza da união. Tipos de Fontes Mecânica: Calor gerado

Leia mais

INSPEÇÃO DE SOLDAGEM. Qualificação de Procedimentos de Soldagem e de Soldadores

INSPEÇÃO DE SOLDAGEM. Qualificação de Procedimentos de Soldagem e de Soldadores INSPEÇÃO DE SOLDAGEM Qualificação de Procedimentos de Soldagem e de Soldadores e Soldadores Definições Peça de Teste Chapa ou tubo de teste Chapa ou Tubo de Teste Peça soldada para a qualificação de procedimento

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Siderurgia Know-How no Segmento Industrial de Siderurgia A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento dos principais setores industrias do Brasil e possui

Leia mais

consumíveis de solda

consumíveis de solda consumíveis de solda TOTALFIX APRESENTA HYUNDAI WELDING TOTALFIX, uma empresa especializada na distribuição exclusiva de marcas que representam qualidade e alto padrão tecnológico, apresenta mais uma inovação.

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM. Inovação Soluções Economia Tecnologia Suporte

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM. Inovação Soluções Economia Tecnologia Suporte PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Inovação Soluções Economia Tecnologia Suporte Know-How no Segmento Industrial de Manutenção e Reparo A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento nos principais

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Celulose & Papel Know-How no Segmento Industrial de Celulose & Papel A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento dos principais setores industrias do

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Celulose & Papel Know-How no Segmento Industrial de Celulose & Papel A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento dos principais setores industrias do

Leia mais

AVALIAÇÃO DO USO DE FIBRA DE VIDRO E DA FIBRA CERÂMICA COMO SUPORTE DE SOLDA UMA ALTERNATIVA PARA SOLDAGEM UNILATERAL

AVALIAÇÃO DO USO DE FIBRA DE VIDRO E DA FIBRA CERÂMICA COMO SUPORTE DE SOLDA UMA ALTERNATIVA PARA SOLDAGEM UNILATERAL AVALIAÇÃO DO USO DE FIBRA DE VIDRO E DA FIBRA CERÂMICA COMO SUPORTE DE SOLDA UMA ALTERNATIVA PARA SOLDAGEM UNILATERAL Luiz Cláudio Soares Tatagiba 1, Bruna Gruber Fernandes 1, Paulo Sergio Gomes Pinto

Leia mais

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 10 DEFEITOS EM OPERAÇÕES DE SOLDAGEM

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 10 DEFEITOS EM OPERAÇÕES DE SOLDAGEM 70 CAPÍTULO 10 DEFEITOS EM OPERAÇÕES DE SOLDAGEM 71 DESCONTINUIDADES MAIS FREQÜENTES NAS OPERAÇÕES DE SOLDAGEM Podemos definir descontinuidade como sendo uma interrupção das estruturas típicas de uma junta

Leia mais

SOLDAGEM COM PLASMA E FORA DA GRAVIDADE.

SOLDAGEM COM PLASMA E FORA DA GRAVIDADE. SOLDAGEM COM PLASMA E FORA DA GRAVIDADE. HISTÓRICO O processo de soldagem a Plasma (PAW) foi introduzido na indústria em 1964 como um método que possuía um melhor controle de soldagem em níveis mais baixos

Leia mais

Processo, Tipos, Técnicas, Defeitos e Causas

Processo, Tipos, Técnicas, Defeitos e Causas INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Processo, Tipos, Técnicas, Defeitos e Causas Professor: Anderson Luís Garcia Correia 01 de março de 2017 A solda é a união de materiais,

Leia mais

Processo, Tipos e Classificação de Eletrodos, Técnicas, Defeitos e Causas

Processo, Tipos e Classificação de Eletrodos, Técnicas, Defeitos e Causas INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Processo, Tipos e Classificação de Eletrodos, Técnicas, Defeitos e Causas Professor: Anderson Luís Garcia Correia Unidade Curricular

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Fundição Know-How no Segmento Industrial de Fundição A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento nos principais setores industriais do Brasil e possui

Leia mais

Terminologia de Soldagem Equipamentos, Processos e Acessórios

Terminologia de Soldagem Equipamentos, Processos e Acessórios Terminologia Equipamentos, Processos e Acessórios Cada processo de soldagem demanda equipamentos e acessórios específicos. A grande variedade desses itens atualmente disponíveis no mercado oferece uma

Leia mais

SOLDAGEM - Aula 07. Faculdade Pitágoras Núcleo de Engenharias Engenharia Mecânica 8º 9º Período Setembro 2016

SOLDAGEM - Aula 07. Faculdade Pitágoras Núcleo de Engenharias Engenharia Mecânica 8º 9º Período Setembro 2016 SOLDAGEM - Aula 07 Faculdade Pitágoras Núcleo de Engenharias Engenharia Mecânica 8º 9º Período Setembro 2016 Índice Processo de Soldagem por Eletrodo Revestido SMAW (Shielded Metal Arc Welding) Processo

Leia mais

Tipos de Transferencia. Nebulizado Globular Pulsante

Tipos de Transferencia. Nebulizado Globular Pulsante 113 Para o alumínio e suas ligas usa-se argônio puro, enquanto que para o cobre e suas ligas apresenta bom resultado uma mistura de argônio com 70% de Hélio ou argônio puro para chapas muito finas. Outro

Leia mais

SEM DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I

SEM DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I SEM 0564 - DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I Notas de Aulas v.2017 Aula 07 Componentes de fixação: parafusos, porcas, rebites e Soldas (noções de simbologia) Prof. Assoc. Carlos Alberto Fortulan Departamento

Leia mais

PROCESSO DE SOLDAGEM AO ARCO ELÉTRICO ARAME TUBULAR (FCAW)

PROCESSO DE SOLDAGEM AO ARCO ELÉTRICO ARAME TUBULAR (FCAW) PROCESSO DE SOLDAGEM AO ARCO ELÉTRICO ARAME TUBULAR (FCAW) Seja bem vindo a BALMER, e. Queremos agradecer a sua visita as nossas instalações e dizer-lhe que o nosso sucesso esta diretamente ligado ao fato

Leia mais

LIGAÇÕES SOLDADAS Maj Moniz de Aragão

LIGAÇÕES SOLDADAS Maj Moniz de Aragão SEÇÃO DE ENSINO DE ENGENHARIA DE FORTIFICAÇÃO E CONSTRUÇÃO ESTRUTURAS METÁLICAS LIGAÇÕES SOLDADAS Maj Moniz de Aragão 1. Resistência do material da solda (pág. 11). Coeficientes de ponderação (pág. 14)

Leia mais

Processos de Soldagem Soldagem TIG

Processos de Soldagem Soldagem TIG Processos Soldagem TIG Na soldagem TIG - Tungsten Inert Gás (GTAW), a união de metais ocorre por meio do aquecimento e fusão destes com um arco elétrico, estabelecido entre a extremidade de um eletrodo

Leia mais

PROCESSOS DE FABRICAÇÃO III SOLDAGEM METALURGIA DA SOLDAGEM

PROCESSOS DE FABRICAÇÃO III SOLDAGEM METALURGIA DA SOLDAGEM PROCESSOS DE FABRICAÇÃO III SOLDAGEM METALURGIA DA SOLDAGEM Professor: Moisés Luiz Lagares Júnior 1 METALURGIA DA SOLDAGEM A JUNTA SOLDADA Consiste: Metal de Solda, Zona Afetada pelo Calor (ZAC), Metal

Leia mais

Contribuição técnica nº 33. Comprometimento da resistência de ligações soldadas devido a problemas operacionais na soldagem

Contribuição técnica nº 33. Comprometimento da resistência de ligações soldadas devido a problemas operacionais na soldagem Contribuição técnica nº 33 Comprometimento da resistência de ligações soldadas devido a problemas operacionais na soldagem CONSTRUMETAL CONGRESSO LATINO-AMERICANO DA CONSTRUÇÃO METÁLICA São Paulo Brasil

Leia mais

Processos de Soldagem. Valter V de Oliveira

Processos de Soldagem. Valter V de Oliveira Processos de Soldagem Valter V de Oliveira Introdução Processos de junção são empregados para unir dois ou mais componentes, de forma que estes passem a apresentar um movimento de corpo rígido. O termo

Leia mais

GUIA DE SOLUÇÕES PARA SOLDAGEM COM ELETRODOS REVESTIDOS

GUIA DE SOLUÇÕES PARA SOLDAGEM COM ELETRODOS REVESTIDOS www.gerdau.com.br GUIA DE SOLUÇÕES PARA SOLDAGEM COM ELETRODOS REVESTIDOS VENDAS SÃO PAULO Tel. (11) 3094-6500 Fax (11) 3094-6303 e-mail: atendimentogerdau.sp@gerdau.com.br NORTE / NORDESTE Pernambuco

Leia mais

Eletrodos Revestidos

Eletrodos Revestidos Eletrodos Revestidos O eletrodo revestido é um consumível composto formado por duas partes: uma metálica, chamada de alma, e outra na forma de massa, chamada de revestimento. Na soldagem de aços-carbono

Leia mais

Consumíveis de Soldagem para Oil & Gas Downstream. voestalpine Böhler Welding Soldas do Brasil Ltda.

Consumíveis de Soldagem para Oil & Gas Downstream. voestalpine Böhler Welding Soldas do Brasil Ltda. Consumíveis de Soldagem para Oil & Gas Downstream Solda de União Aço Carbono Aços Baixa-Liga para Vaso de Pressão Grupo de Ligas Exemplos de Metais de Base Processo Marca Comercial Classificação C-Mn Chapa:

Leia mais

Custos no processo de soldagem

Custos no processo de soldagem Custos no processo de soldagem Novembro 2015 1 Documento Confidencial da White Martins Objetivo Apresentar a importância dos custos na construção de juntas soldadas A falta de mão de obra especializada

Leia mais

Revestimento de Aço Carbono com Aço Inoxidável Austenítico

Revestimento de Aço Carbono com Aço Inoxidável Austenítico Ronaldo Paranhos Esta é uma aplicação muito comum na indústria. Os motivos para esta grande utilização incluem, do lado dos aços carbono e C-Mn de grau estrutural, o seu menor custo em relação aos aços

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM. Inovação Soluções Economia Tecnologia Suporte

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM. Inovação Soluções Economia Tecnologia Suporte PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Inovação Soluções Economia Tecnologia Suporte Know-How no Segmento Industrial de Manutenção e Reparo A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento nos principais

Leia mais

GRSS. MIG Brazing BRITE EURAM III. MIG Brazing

GRSS. MIG Brazing BRITE EURAM III. MIG Brazing MIG BRAZING O processo MIG BRAZING é um processo de SOLDABRASAGEM porque ocorre a fusão parcial do metal de base e a capilaridade é mínima. Soldagem Fusão do MA e MB; Soldabrasagem Fusão do MA e parcial

Leia mais

Processo por pontos, por costura, por projeção, de topo, Aplicações, Vantagens e Desvantagens

Processo por pontos, por costura, por projeção, de topo, Aplicações, Vantagens e Desvantagens INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Processo por pontos, por costura, por projeção, de topo, Aplicações, Vantagens e Desvantagens Professor: Anderson Luís Garcia Correia

Leia mais

(a) Representação esquemática da soldagem por fusão; (b) Macrografia de uma junta

(a) Representação esquemática da soldagem por fusão; (b) Macrografia de uma junta 1 1. A TÉCNICA DA SOLDAGEM E CONCEITUAÇÕES Um grande número de processos utilizados na fabricação e recuperação de peças, equipamentos e estruturas é abrangido pelo termo SOLDAGEM. Soldagem é a operação

Leia mais

Junção de peças metálicas por contato e aquecimento. Processos por fusão: fusão local das partes, necessidade de metal de adição (geralmente).

Junção de peças metálicas por contato e aquecimento. Processos por fusão: fusão local das partes, necessidade de metal de adição (geralmente). SOLDAGEM 1. Introdução Junção de peças metálicas por contato e aquecimento. Processos por fusão: fusão local das partes, necessidade de metal de adição (geralmente). Processos por pressão: aquecimento

Leia mais

XLI CONSOLDA Congresso Nacional de Soldagem 12 a 15 de Outubro de 2015 Salvador-BA, Brasil.

XLI CONSOLDA Congresso Nacional de Soldagem 12 a 15 de Outubro de 2015 Salvador-BA, Brasil. XLI CONSOLDA Congresso Nacional de Soldagem 12 a 15 de Outubro de 2015 Salvador-BA, Brasil. Soldagem de tanques de estocagem de líquidos criogênicos com arame tubular com pó metálico (GMAW-C) (Welding

Leia mais

Ligações Soldadas FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO - FATEC SP DISCIPLINA: ESTRUTURAS III DEPARTAMENTO: EDIFÍCIOS

Ligações Soldadas FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO - FATEC SP DISCIPLINA: ESTRUTURAS III DEPARTAMENTO: EDIFÍCIOS FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO - FATEC SP Ligações Soldadas DISCIPLINA: ESTRUTURAS III DEPARTAMENTO: EDIFÍCIOS PROFESSOR: JOSÉ NAGIB MIZIARA FILHO 2013 Ligações Soldadas Faculdade de Tecnologia de

Leia mais

Meios de Ligação. Ligações nas Estruturas Metálicas Aço. O uso do Aço na Arquitetura 1 Aluízio Fontana Margarido. Objetivo.

Meios de Ligação. Ligações nas Estruturas Metálicas Aço. O uso do Aço na Arquitetura 1 Aluízio Fontana Margarido. Objetivo. O uso do Aço na Arquitetura 1 Aluízio Fontana Margarido Meios de Ligação 4 Objetivo Conhecer os sistemas de ligação utilizados nas estruturas de aço Ligações nas Estruturas Metálicas Aço As ligações nas

Leia mais

2 - CLASSIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE SOLDAGEM

2 - CLASSIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DE SOLDAGEM 1 - SOLDAGEM: TERMO GENÉRICO Disciplina Titulo da aula Expositor Materiais Dentários I Soldagem odontológica Prof. Dr. Eclérion Chaves Processo de união de metais, envolvendo ou não o fluxo de um metal

Leia mais

ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICA/ECONÔMICA PARA ESPECIFICAÇÃO DE SOLDAS EM EMENDAS A 90º ENTRE ALMA E MESA DE PERFIS I NÃO ENRIJECIDOS

ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICA/ECONÔMICA PARA ESPECIFICAÇÃO DE SOLDAS EM EMENDAS A 90º ENTRE ALMA E MESA DE PERFIS I NÃO ENRIJECIDOS ESTUDO DE VIABILIDADE TÉCNICA/ECONÔMICA PARA ESPECIFICAÇÃO DE SOLDAS EM EMENDAS A 90º ENTRE ALMA E MESA DE PERFIS I NÃO ENRIJECIDOS Martinho R. Giacomitti Junior 1 m.junior@brafer.com 1 Especialista em

Leia mais

UTPperform. Soldadura independente. voestalpine Böhler Welding

UTPperform. Soldadura independente. voestalpine Böhler Welding UTPperform Soldadura independente voestalpine Böhler Welding www.voestalpine.com/welding Perform your own way! O mundo da soldadura confia na UTP Maintenance Quando se trata de trabalhos de reparação com

Leia mais

A PLACADUR É ESPECIALISTA EM PRODUTOS RESISTENTES AO DESGASTE.

A PLACADUR É ESPECIALISTA EM PRODUTOS RESISTENTES AO DESGASTE. A PLACADUR É ESPECIALISTA EM PRODUTOS RESISTENTES AO DESGASTE. Com uma visão holística, trabalha junto ao cliente para aumentar a disponibilidade mecânica e a vida útil dos seus equipamentos, reduzindo

Leia mais

Calandra de 3 Rolos modelo HDR

Calandra de 3 Rolos modelo HDR Calandra de 3 Rolos modelo HDR Construção de Máquinas é nossa Profissão com Criatividade e Paixão. Nós da HAEUSLER A HAEUSLER é líder mundial na área de conformação de metal, com um forte espírito pioneiro

Leia mais

EDITAL REITOR N 62, DE 23 DE MAIO DE 2016, CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROFESSOR DO MAGISTÉRIO SUPERIOR

EDITAL REITOR N 62, DE 23 DE MAIO DE 2016, CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROFESSOR DO MAGISTÉRIO SUPERIOR I. Das Inscrições Início das Inscrições: 25/05/2016 Término das Inscrições: 08/07/2016 II. Da Solicitação de Isenção da Taxa de Inscrição Início: 25/05/2016 Término: 08/06/2016 III. Data do Resultado da

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE ACESSIBILIDADE- MAC- 01 ERG. Especificação Técnica revisada conforme FSET nº 175/2011 acordado com o DERAT.

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE ACESSIBILIDADE- MAC- 01 ERG. Especificação Técnica revisada conforme FSET nº 175/2011 acordado com o DERAT. EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULO DE ACESSIBILIDADE- MAC- 01 ERG NÚMERO: 132008 DESENHO: DT- 494/7 EMISSÃO: MARÇO/2013 VALIDADE: MARÇO/2015 REVOGA: 082104 REVOGA

Leia mais

Revestimentos e Metalização

Revestimentos e Metalização Revestimentos e Metalização Conteúdo Iniciação à engenharia de superfície (conceitos e aplicações); Revestimento x tratamento de superfícies; Aspersão térmica a gás fundamentos, processos, equipamentos,

Leia mais

CURSO TÉCNICO CAD/CAM ÓRGÃOS DE MÁQUINAS NUNO MIGUEL DINIS

CURSO TÉCNICO CAD/CAM ÓRGÃOS DE MÁQUINAS NUNO MIGUEL DINIS CURSO TÉCNICO CAD/CAM 2008-2009 ÓRGÃOS DE MÁQUINAS NUNO MIGUEL DINIS Este foi um dos módulos mais fáceis e divertidos que tivemos pois a matéria já era do meu conhecimento e já tinha tido experiência a

Leia mais

CAPÍTULO 7 SOLDAGEM TIG

CAPÍTULO 7 SOLDAGEM TIG SOLDAGEM DOS METAIS 46 CAPÍTULO 7 SOLDAGEM TIG SOLDAGEM DOS METAIS 47 PROCESSO DE SOLDAGEM TIG (Tungsten Inert Gas) GTAW É um processo de soldagem por fusão, a arco elétrico que utiliza o calor gerado

Leia mais

Estruturas de Aço e Madeira Aula 10 Ligações com Solda

Estruturas de Aço e Madeira Aula 10 Ligações com Solda Estruturas de Aço e Madeira Aula 10 Ligações com Solda - Tipos de Solda; - Definições para Soldas de Filete; - Simbologia e Dimensionamento de Soldas de Filete; Prof. Juliano J. Scremin 1 Aula 10 - Seção

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: FUNDIÇÃO E SOLDAGEM Código da Disciplina: EMC238 Curso: Engenharia Mecânica Semestre de oferta da disciplina: 9 o Faculdade responsável: Engenharia Mecânica Programa

Leia mais

3. Ligações com Solda

3. Ligações com Solda 3. Ligações com Solda A solda é um tipo de união por coalescência do material, obtida por fusão das partes adjacentes. A energia necessária para provocar a fusão pode ser de origem elétrica, química, óptica

Leia mais

TECNOLOGIA MECÂNICA. Aula 09 PROCESSOS DE FABRICAÇÃO CONFORMAÇÃO E UNIÃO

TECNOLOGIA MECÂNICA. Aula 09 PROCESSOS DE FABRICAÇÃO CONFORMAÇÃO E UNIÃO Aula 09 PROCESSOS DE FABRICAÇÃO CONFORMAÇÃO E UNIÃO Prof. Me. Dario de Almeida Jané Visão geral dos principais Materiais de Engenharia: METAIS POLÍMEROS ELASTÔMEROS CERÂMICOS COMPÓSITOS FERROSOS TERMOPLÁSTICOS

Leia mais

EQUIPAMENTOS FLAME-SPRAY (ARAMES E PÓS) EQUIPAMENTOS ARC-SPRAY (ARCO ELÉTRICO)

EQUIPAMENTOS FLAME-SPRAY (ARAMES E PÓS) EQUIPAMENTOS ARC-SPRAY (ARCO ELÉTRICO) EQUIPAMENTOS FLAME-SPRAY (ARAMES E PÓS) Na metalização pelo processo FLAME-SPRAY (Chama Oxiacetilênica), utiliza-se oxigênio e gás combustível para gerar uma chama que é responsável por fundir o material

Leia mais

Soldagem de Tubulações

Soldagem de Tubulações Soldagem de Tubulações ESAB BR Assistência Técnica Consumíveis www.esab.com.br br INTRODUÇÃO As tubulações representam a mais segura e econômica forma de transporte disponível para movimentação de grandes

Leia mais

0 Introdução à Soldagem. Professor: Luiz Cláudio Furlan

0 Introdução à Soldagem. Professor: Luiz Cláudio Furlan 0 Introdução à Soldagem Professor: Luiz Cláudio Furlan 1 SOLDAGEM FUNDAMENTOS E TECNOLOGIA Terminologia e Simbologia de Soldagem; Princípios de Segurança em Soldagem. Normas e Qualificação em Soldagem.

Leia mais

Oxy-Cut Processos de Fabrico. Trabalho de pesquisa efetuado por Rodrigo Chora

Oxy-Cut Processos de Fabrico. Trabalho de pesquisa efetuado por Rodrigo Chora Oxy-Cut Processos de Fabrico Trabalho de pesquisa efetuado por Rodrigo Chora Uma breve introdução O oxicorte é uma técnica muito utilizada para o corte de objetos metálicos. Este método consiste no corte

Leia mais

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL METAL/MECÂNICA SENAI RR SENAI RR SENAI, SUA CONQUISTA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DOS CURSOS Catálogo de Cursos 1. TÍTULO INTRODUÇÃO À HIDRÁULICA Proporcionar ao treinando a compreensão dos 2. OBJETIVO princípios

Leia mais

PROCESSOS DE FABRICAÇÃO III SOLDAGEM SOLDAGEM E CORTE A GÁS BRASAGEM

PROCESSOS DE FABRICAÇÃO III SOLDAGEM SOLDAGEM E CORTE A GÁS BRASAGEM PROCESSOS DE FABRICAÇÃO III SOLDAGEM SOLDAGEM E CORTE A GÁS BRASAGEM Professor: Moisés Luiz Lagares Júnior 1 2 SOLDAGEM A GÁS OXI-COMBUSTÍVEL (OXY-FUEL GAS WELDING OFW) União pela fusão com uma chama de

Leia mais

SOLDAGEM A ARCO COM ELETRODO REVESTIDO

SOLDAGEM A ARCO COM ELETRODO REVESTIDO SOLDAGEM A ARCO COM ELETRODO REVESTIDO Arco elétrico O PLASMA é o 4 o estado da matéria. O estado ionizado da matéria Arco elétrico O Arco elétrico utilizado na soldagem é um plasma sustentado por uma

Leia mais

GUIA DE SOLDAGEM ARAMES TUBULARES PARA AÇOS AO CARBONO E DE BAIXA LIGA EM TODAS AS POSIÇÕES DE SOLDAGEM

GUIA DE SOLDAGEM ARAMES TUBULARES PARA AÇOS AO CARBONO E DE BAIXA LIGA EM TODAS AS POSIÇÕES DE SOLDAGEM GUIA DE SOLDAGEM ARAMES TUBULARES PARA AÇOS AO CARBONO E DE BAIXA LIGA EM TODAS AS POSIÇÕES DE SOLDAGEM Este guia fornece informações práticas sobre a soldagem com arames tubulares ESAB em todas as posições.

Leia mais

Soldagem I Lista de Exercícios

Soldagem I Lista de Exercícios Soldagem I Lista de Exercícios 1. Defina soldagem com base em (a) suas características operacionais e (b) seus mecanismos de união. (c) Dois blocos de gelo colocados em contato com uma pequena pressão

Leia mais

SOLDAGEM MIG/MAG. Prof. Marcos Dorigão Manfrinato 1 MIG/MAG BIG MAC

SOLDAGEM MIG/MAG. Prof. Marcos Dorigão Manfrinato 1 MIG/MAG BIG MAC SOLDAGEM MIG/MAG Prof. Marcos Dorigão Manfrinato 1 MIG/MAG BIG MAC MIG 2 SOLDAGEM MIG/MAG A soldagem a arco com proteção gasosa (gás metal arc welding GMAW). A proteção do arco e da região da solda contra

Leia mais

INTRODUÇAO. Figura 01 - Dispositivo de elevação e posicionador

INTRODUÇAO. Figura 01 - Dispositivo de elevação e posicionador Soldagem de Pinos Prof. Luiz Gimenes Jr. Prof. Marcos Antonio Tremonti INTRODUÇAO A Soldagem de pinos em inglês é designado por stud welding, trata-se de um processo de soldagem a arco elétrico que une

Leia mais

Sorocaba - São Paulo m 2

Sorocaba - São Paulo m 2 Sorocaba - São Paulo 10.800m 2 PRODUTOS E SERVIÇOS A CARMAR SOLUTIONS participa em +32 anos no desenvolvimento industrial do Brasil, oferecendo soluções integradas para os principais segmentos de mercado:

Leia mais

Soldagem de Alumínio MIG/TIG

Soldagem de Alumínio MIG/TIG Soldagem de Alumínio MIG/TIG Eng Augusto Franco Gerente de Produtos e Serviços Eutectic do Brasil Programa O Alumínio na industria brasileira Ligas de alumínio Seleção do material de adição Qualidade do

Leia mais

Soldagem de Aços Inoxidáveis

Soldagem de Aços Inoxidáveis Soldagem de Aços Inoxidáveis Conceito de Soldabilidade Previsão da soldabilidade Ramón S. Cortés Paredes, Dr. Eng. LABATS DEMEC UFPR Soldagem de Aços Inoxidáveis A Americam Welding AWS define Soldabilidade

Leia mais

Terminologia de Soldagem Regiões e Geometria da Junta Soldada

Terminologia de Soldagem Regiões e Geometria da Junta Soldada Terminologia de Regiões e Geometria da Junta Soldada As regiões e a geometria da junta soldada possuem relação com a integridade estrutural da junta. Atribuir nomes às distintas regiões da junta equivale

Leia mais

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM

PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM PROGRAMA DE MANUTENÇÃO INDUSTRIAL POR SOLDAGEM Mineração Know-How no Segmento Industrial de Mineração A Eutectic Castolin acumulou vasto conhecimento nos principais setores industriais do Brasil e possui

Leia mais

Grupo Camargo Corrêa. 24 de setembro de 2010

Grupo Camargo Corrêa. 24 de setembro de 2010 Grupo Camargo Corrêa 24 de setembro de 2010 Sebastião Camargo Fundador do Grupo O grupo Camargo Corrêa é pioneiro no desenvolvimento do Brasil, contribuindo para o crescimento interno do país e para sua

Leia mais

ÍNDICE. Square 6 Double Octomill Turbo 10 Fresas de Disco R Quattromill

ÍNDICE. Square 6 Double Octomill Turbo 10 Fresas de Disco R Quattromill SECO MILLING ÍNDICE Square 6 Double Octomill Turbo 10 Fresas de Disco 335.25 R220.88 Quattromill 2 3 4 5 6 7 SQUARE 6 TM PRODUTIVIDADE E ECONOMIA. A fresa Square 6 é uma solução confiável e econômica para

Leia mais

SOLDAGEM TIG. Prof. Marcos Dorigão Manfrinato 1 SOLDAGEM TIG

SOLDAGEM TIG. Prof. Marcos Dorigão Manfrinato 1 SOLDAGEM TIG Prof. Marcos Dorigão Manfrinato 1 A Soldagem a Arco Gás-Tungstênio (Gas Tungsten Arc Welding - GTAW) ou, como é mais conhecida no Brasil, TIG (Tungsten Inert Gas) é um processo no qual a união é obtida

Leia mais

SOLDAGEM 6/16/2016 BIBLIOGRAFIA CLASSIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE FABRICAÇÃO BIBLIOGRAFIA SUPLEMENTAR

SOLDAGEM 6/16/2016 BIBLIOGRAFIA CLASSIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE FABRICAÇÃO BIBLIOGRAFIA SUPLEMENTAR BIBLIOGRAFIA SOLDAGEM Livro Texto: Tecnologia Metalúrgica Prof. José Luís L. Silveira Curso de graduação em Engenharia Mecânica UFRJ Centro de Tecnologia sala I-241 Introdução aos Processos de Fabricação

Leia mais

SOLDABILIDADE DOS AÇOS INOXIDÁVEIS RESUMO DA SOLDABILIDADE DOS AÇOS INOXIDÁVEIS

SOLDABILIDADE DOS AÇOS INOXIDÁVEIS RESUMO DA SOLDABILIDADE DOS AÇOS INOXIDÁVEIS SOLDABILIDADE DOS AÇOS INOXIDÁVEIS RESUMO DA SOLDABILIDADE DOS AÇOS INOXIDÁVEIS Ramón S. Cortés Paredes, Dr. Eng. LABATS DEMEC UFPR 1 Diagrama de Schaeffler (1) Formação de trincas de solidificação ou

Leia mais

RESISTÊNCIAS TUBULARES ALETADAS HELICOIDAIS. Aplicações

RESISTÊNCIAS TUBULARES ALETADAS HELICOIDAIS. Aplicações Aplicações SECADORES FORNOS DE RECIRCULAÇÃO AQUECEDORES COM CIRCULAÇÃO FORÇADA TRATAMENTO TÉRMICO CURA DE RESINAS Em aplicações onde aquecedores tubulares são expostos a convecção forçada, a colocação

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MESA DE HALL PÚBLICO MHP 02 ERG REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-498/3 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MESA DE HALL PÚBLICO MHP 02 ERG REVOGA: REVOGA DESENHO: DT-498/3 CÓDIGO ERP: ORGÃO DEMANDANTE: DERAT EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MESA DE HALL PÚBLICO MHP 02 ERG NÚMERO: 122010 DESENHO: DT-498/4 EMISSÃO: FEV/2012 VALIDADE: FEV/2017 REVOGA: 082027 REVOGA DESENHO: DT-498/3

Leia mais

Aula 6: Lista de Exercícios. Engrenagens Rolamentos Soldagem

Aula 6: Lista de Exercícios. Engrenagens Rolamentos Soldagem Aula 6: Lista de Exercícios Polias e Correias Engrenagens Rolamentos Soldagem São tipos de correias, exceto: a) CorreiasemV b) Correias dentadas c) Correias planas d) Correias auto-esticáveis Sãoperfisdepolias:

Leia mais

BERÇO METÁLICO PARA TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE BOBINAS DE AÇO

BERÇO METÁLICO PARA TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE BOBINAS DE AÇO TAJAX INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. BERÇO METÁLICO PARA TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE BOBINAS DE AÇO APRESENTAÇÃO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE PRODUTO Modelo 2 JUATUBA, ABRIL DE 2016 1. INTRODUÇÃO Localizada na

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 24/2015 Campus Santos Dumont FOLHA DE PROVA

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 24/2015 Campus Santos Dumont FOLHA DE PROVA Tema 01: DESENHO TÉCNICO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO Nos desenhos técnicos, são empregados vários tipos e espessuras de linhas. Descreva os principais tipos e sua função na representação

Leia mais

Descontinuidades na solda

Descontinuidades na solda Descontinuidade & Defeito 1. Dimensionais 2. Estruturais 3. Relacionadas com propriedades indesejáveis no perfil da solda 4. Relacionadas com as propriedades do metal de base 1.Descontinuidades Dimensionais:

Leia mais