SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO"

Transcrição

1 Indicadores CNI ISSN Ano 5 Número 12 Dezembro de SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Dificuldades da construção se ampliam no fim de O quadro de desaquecimento na indústria da construção, que já era percebido nos meses anteriores, ficou ainda mais evidente em dezembro, quando as quedas tanto do nível de atividade como do número de empregados foram mais intensas e disseminadas pelo segmento. Como resposta à deterioração da atividade, a utilização da capacidade de operação caiu para 63% em dezembro, situando-se seis pontos percentuais abaixo do patamar registrado no mesmo mês de. Esse desempenho negativo também é traduzido pelas condições financeiras das empresas. No último trimestre de, todos os indicadores que compõem esse retrato financeiro tiveram a pior avaliação de toda a série histórica. Nesse contexto, as expectativas dos empresários para os próximos seis meses seguem pessimistas. Não há, para esse horizonte, perspectiva de aumento no nível de atividade, tampouco no número de empregados. Novo indicador INTE NÇÃO DE INVESTIMENTO Empresários iniciam menos propensos a investir Intenção de investimento A intenção de investimento na indústria da construção caiu 0,7 ponto em janeiro frente a dezembro. Na comparação com o resultado apurado em janeiro de 41,5,8, nota-se queda ainda mais expressiva, de 15,1 pontos. 60,9,2 NOV MAR MAI JUL SET NOV Nota: O índice varia no intervalo de 0 a 100. Quanto maior o índice, maior é a intenção de investimento. A Sondagem Indústria da Construção passa a trazer mensalmente um novo indicador: Índice de Intenção de Investimento. O índice é uma medida da disposição do empresário em investir nos próximos seis meses. 1

2 ISSN Ano 5 Número 12 Dezembro de DESEMPENHO MENSAL DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Todos indicadores de dezembro mostram significativa piora Os resultados de dezembro reforçam a tendência de queda da atividade da construção, movimento sinalizado por todos os indicadores que retratam o desempenho no mês. O índice de evolução do nível de atividade recuou frente a dezembro e ficou abaixo dos pontos pelo 13º mês seguido, mostrando intensificação e disseminação da queda na atividade no segmento. O índice de número de empregados também aponta para o agravamento da atividade na cons- Nível de atividade efetivo em relação ao usual trução, já que em dezembro as demissões, que têm superado as admissões há vários meses, foram mais intensas. O índice de nível de atividade em relação ao usual é o menor da série histórica. A utilização média da capacidade de operação caiu para 63% em dezembro de, o que representa uma queda de seis pontos percentuais na comparação com o mesmo mês de. Acima do usual,9 Abaixo do usual,0 49,3 48,8 46,5 44,5,5 O índice de dezembro é o mais baixo da série histórica. MAR ,2 JUN SET DEZ MAR JUN SET DEZ MAR JUN SET DEZ MAR JUN SET DEZ Nível de atividade efetivo em relação ao usual Nota: Indicador varia no intervalo de 0 a 100. Valores acima de indicam nível de atividade efetivo acima do usual para o mês. Utilização média da capacidade de operação Percentual médio (%) Na comparação com dezembro de e de, nota-se queda de seis pontos percentuais JUN NOV ABR SET FEV JUL 63 DEZ Menor percentual da série histórica, iniciada em janeiro de. 2

3 ISSN Ano 5 Número 12 Dezembro de CONDIÇÕES FINANCEIRAS NO TRIMESTRE Deterioração das condições financeiras é um entrave adicional à recuperação da construção Os empresários mostram insatisfação recorde com a margem de lucro e com a situação financeira de suas empresas. Ao mesmo tempo, a inflação dos preços dos insumos segue em aceleração, pressionando o custo das empresas. As condições de acesso ao crédito também foram mal avaliadas pelos empresários. A piora nesse quesito prejudica o financiamento das atividades regulares e dos projetos de investimento de longo prazo, o que torna a reversão do quadro negativo do segmento ainda mais difícil. Satisfação com o lucro operacional Satisfação com a situação financeira 51,2 48,7 44,5 41,4 39,3 38,5 30 IV I II III IV I II III IV 30 IV I II III IV I II III IV Lucro operacional Situação financeira Facilidade de acesso ao crédito Evolução dos preços de matérias-primas 49,3 63,3 60,4 60,7 62,2 59,1 62,0 63,5 37,8 32,9 Aumento Queda,0 30 IV I II III IV I II III IV Acesso ao crédito II III IV I II III IV Preço de matérias-primas Nota: Indicadores variam de 0 a 100. Valores maiores que indicam satisfação com a margem de lucro operacional e a situação financeira, facilidade no acesso ao crédito ou aumento no preço médio das matérias-primas. 3

4 ISSN Ano 5 Número 12 Dezembro de PRINCIPAIS PROBLEMAS Inadimplência ganha espaço entre os principais problemas No último trimestre do ano passado, a inadimplência dos clientes ganhou destaque entre os principais problemas enfrentados pela indústria da construção, quando passou a ser assinalada por 25,5% das empresas ante 19,4% no terceiro trimestre de. Ainda assim, essa alternativa ficou na sexta posição do ranking de principais problemas. Na liderança do ranking, ainda desponta a elevada carga tributária, item assinalado por 46,8% das empresas. A falta de demanda aparece na segunda colocação do ranking de principais problemas, com 39,3% de assinalações. Esse é o segundo trimestre consecutivo em que a falta de demanda ocupa tal posição de destaque. Em seguida, está taxas de juros elevadas, problema assinalado por 30,8% das empresas, o que sugere preocupação com os custos financeiros. A mão de obra segue preocupando os empresários da construção, seja pela sua qualidade ou pelo seu custo. A quarta posição do ranking é ocupada pelo problema falta de trabalhador qualificado, apontado por 28,6% das empresas cabe ressaltar que no trimestre anterior esse percentual foi de 34,7%. E na quinta posição encontra-se a alternativa alto custo da mão de obra (26,2%). Principais problemas enfrentados pela indústria da construção no quarto trimestre de (%) Elevada carga tributária Falta de demanda Taxas de juros elevadas Falta de trabalhador qualificado Alto custo da mão de obra Inadimplência dos clientes Competição acirrada de mercado Alto custo da matéria-prima Falta de capital de giro Falta de finan. de longo prazo Licenciamento ambiental 12,3 10,8 10,4 9,2 16,7 17,1 15,5 19,4 18,5 26,2 25,5 25,5 21,3 23,6 30,8 30,3 39,3,7 28,6 34,7 46,8 46,3 Condições climáticas 7,7 10,0 Disponibilidade de terrenos 4,5 5,8 Outros 3,7 5,5 O principal problema enfrentado pelas grandes empresas no quarto trimestre de foi a falta de demanda, assinalado por 44,1% das empresas do porte. Falta de matéria-prima Falta de equip. de apoio 2,3 1,7 0,8 1,4 IV- III- 4

5 ISSN Ano 5 Número 12 Dezembro de EXPECTATIVAS Cenário deve continuar adverso no primeiro semestre de Os indicadores de expectativa da construção apontam retração da atividade, já desaquecida, nos próximos seis meses, embora a intensidade da queda prevista seja menor. de que em dezembro. Isso porque mesmo mantidos abaixo da linha divisória, os quatro indicadores levantados se aproximaram dos pontos. Esses resultados devem ser interpretados da seguinte maneira: expectativa de queda do nível de atividade, nos novos empreendimentos e serviços, na compra de insumos e matérias-primas e no número de empregados tendo como horizonte de perspectiva os próximos seis meses. Nível de atividade Novos empreendimentos e serviços , , ,7 47,6 48, ,4 46,7 47,7 Nível de atividade Novos empreendimentos e serviços Compras de insumos e matérias-primas Número de empregados , , ,6 47,1 46, ,9 46,0 46,9 Compras de insumos e matérias-primas Número de empregados 5

6 ISSN Ano 5 Número 12 Dezembro de INTENÇÃO DE INVESTIMENTO Empresários iniciam menos propensos a investir Intenção de investimento A intenção de investimento na indústria da construção caiu 0,7 ponto em janeiro frente a dezembro. Na comparação com o resultado apurado em janeiro de, nota-se queda ainda mais expressiva, de 15,1 pontos. 60,2,9 A menor propensão a investir é resultado do cenário adverso vivenciado pelo segmento, que tem enfrentado desaquecimento da atividade, situação financeira negativa e baixa expectativa de recuperação. 41,5,8 Nota: O no interv 100. Qua o índice, é a inten investime NOV PORTES: Na desagregação por porte, observa-se que as grandes empresas estão menos inclinadas a investir em relação às empresas de médio e pequeno porte. Isso é percebido pelo nível do índice: grande (37,6), média (43,6) e pequena (,4). Apesar dos dois últimos serem superiores, os índices dos três portes seguem muito baixos. SETORES: Ao se analisar os setores da construção individualmente, chama atenção o resultado da Construção de edifícios (,1), superior aos resultados de Serviços especializados (,7) e Obras de infraestrutura (39,7). Vale lembrar, contudo, que os três mostram baixa propensão ao investimento. Pequenas empresas 2,1 pontos (jan.15/dez.14) 10,6 pontos (jan.15/jan.14) Médias empresas 1,4 ponto (jan.15/dez.14) 11,6 pontos (jan.15/jan.14) Construção de edifícios 1,2 ponto (jan.15/dez.14) 10,9 pontos (jan.15/jan.14) Grandes empresas Obras de infraestrutura Serviços especializados 2,9 pontos (jan.15/dez.14) 1,6 ponto (jan.15/dez.14) 1,3 ponto (jan.15/dez.14) 18,7pontos (jan.15/jan.14) 18,6 pontos (jan.15/jan.14) 11,1 pontos (jan.15/jan.14) 6

7 ISSN Ano 5 Número 12 Dezembro de Resultados por porte de empresa DESEMPENHO MENSAL DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO UCO (%) 1 Evolução do nível de atividade 2 Nível de atividade em relação ao usual 3 Evolução do número de empregados 2 dez-13 nov-14 dez-14 dez-13 nov-14 dez-14 dez-13 nov-14 dez-14 dez-13 nov-14 dez-14 CONSTRUÇÃO , ,4 44,5,5 38,2,2 41,5 39,5 POR PORTE PEQUENA ,4 42,4,3 44,9 41,3 41,0 43,8 43,7,7 MÉDIA ,6 43,3,0 44,1,0 38,1,6 41,9 39,4 GRANDE ,8 43,0 38,8 44,6,5 37,2,4,5 39,2 CONDIÇÕES FINANCEIRAS NO TRIMESTRE Satisfação com a margem de lucro operacional 4 Evolução dos preços de insumos e matérias-primas 2 Satisfação com a situação financeira 4 Facilidade de aacesso ao crédito 5 IV-13 III-14 IV-14 IV-13 III-14 IV-14 IV-13 III-14 IV-14 IV-13 III-14 IV-14 CONSTRUÇÃO 46,6 39,3 38,5 60, ,5 49,8 44,5 41,4 41,9 37,8 32,9 POR PORTE PEQUENA 48,5 43,5 41,4 62,0 60,7 61,5,2 46,5 42,3 39,9 36,5,7 MÉDIA,7 38,3 37,9 61,1 59,7 62,7 49,0 43,6 42,4 39,8 37,5 33,0 GRANDE 46,4 38,4 37,7 60,0 63,7 64,6,2 44,2,5 43,9 38,5 31,9 EXPECTATIVAS Nível de atividade 6 Novos empreendimentos e serviços 6 1 Indicador varia no intervalo de 0% a 100%. Série iniciada em janeiro de. 2 Indicador varia no intervalo de 0 a 100. Valores acima de indicam aumento. 3 Indicador varia no intervalo de 0 a 100. Valores acima de indicam atividade acima do usual. 4 Indicador varia no intervalo de 0 a 100. Valores acima de indicam situação mais que satisfatória. 5 Indicador varia no intervalo de 0 a 100. Valores acima de indicam fácil acesso ao crédito. 6 Indicador varia no intervalo de 0 a 100. Valores acima de indicam expectativa positiva. Compras de insumos e matérias-primas 6 Número de empregados 6 jan-14 dez-14 jan-15 jan-14 dez-14 jan-15 jan-14 dez-14 jan-15 jan-14 dez-14 jan-15 CONSTRUÇÃO 57,7 47,6 48,6 56,2 46,7 47,7 56,6 46,6 47,1 56,6 46,9 46,9 POR PORTE PEQUENA 60,0 46,5 49,9 56,1 46,6 48,6 58,3 46,0 48,1 57,4 47,8 48,6 MÉDIA 58,2,2,5 57,1,2,7 58,5 49,3,2 57,6 49,7 49,1 GRANDE 56,5 46,6 47,0,8 44,7,6 54,8,2,0,7,0,0 7

8 ISSN Ano 5 Número 12 Dezembro de Resultados por porte de empresa PRINCIPAIS PROBLEMAS CONSTRUÇÃO PEQUENAS MÉDIAS GRANDES III-14 IV-14 III-14 IV-14 III-14 IV-14 III-14 IV-14 ÍTENS % % Posição % % Posição % % Posição % % Posição Elevada carga tributária 46,3% 46,8% 1,6% 51,8% 1 53,1% 53,8% 1 39,1%,9% 2 Falta de demanda,7% 39,3% 2 24,4% 29,8% 2 33,1% 37,0% 2 41,4% 44,1% 1 Taxas de juros elevadas 30,3% 30,8% 3 30,0% 29,2% 4 28,9% 27,9% 4 31,3% 33,1% 3 Falta de trabalhador qualificado 34,7% 28,6% 4 37,2% 28,6% 5 37,7% 29,0% 3 32,0% 28,3% 4 Alto custo da mão de obra 25,5% 26,2% 5 21,7% 29,2% 3 23,4% 23,3% 6 28,1% 26,8% 6 Inadimplência dos clientes 19,4% 25,5% 6 16,7% 19,6% 7 19,7% 25,6% 5 20,3% 27,6% 5 Competição acirrada de mercado 23,6% 21,3% 7 14,4% 18,5% 8 25,5% 23,3% 7 25,8% 21,3% 8 Alto custo da matéria-prima 12,3% 18,5% 8 20,6% 11,3% 9 12,1% 14,1% 9 9,4% 23,6% 7 Falta de capital de giro 17,1% 16,7% 9 13,3% 19,6% 6 18,0% 16,4% 8 18,0% 15,7% 9 Falta de financiamento de longo prazo 10,4% 10,8% 10 8,9% 10,1% 11 9,2% 8,0% 11 11,7% 12,6% 10 Licenciamento ambiental 15,5% 9,2% 11 11,7% 6,5% 12 12,1% 6,5% 12 18,8% 11,8% 11 Condições climáticas 10,0% 7,7% 12 12,8% 10,7% 10 7,9% 11,1% 10 10,2% 4,7% 13 Disponibilidade de terrenos 5,8% 4,5% 13 5,6% 4,8% 13 3,8% 2,7% 14 7,0% 5,5% 12 Outros 5,5% 3,7% 14 5,0% 4,2% 14 5,9% 5,7% 13 5,5% 2,4% 15 Falta de matéria-prima 1,7% 2,3% 15 0,6% 2,4% 15 1,3% 0,8% 16 2,3% 3,1% 14 Falta de equipamentos de apoio 1,4% 0,8% 16 2,8% 0,6% 16 1,7% 2,3% 15 0,8% 0,0% 16 ÍNDICE DE INTENÇÃO DE INVESTIMENTO jan-14 dez-14 jan-15 Indústria da construção,8 56,7,9 POR PORTE Pequena 1,4,4 56,0 Média 2 43,6,0,2 Grande 3 37,6 60,0 56,3 O índice varia de 0 a 100 pontos. Quanto maior o índice, maior a propensão a investir da indústria. 1 - Empresa com 10 a 49 empregados. 2 - Empresa com a 249 empregados. 3 - Empresa com 2 ou mais empregados. i Veja mais Mais informações como série histórica e metodologia da pesquisa em: Dados da pesquisa Perfil da amostra: 561 empresas, sendo 169 pequenas, 263 médias e 129 grandes. Período de coleta: 5 a 15 de janeiro de. SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Publicação Mensal da Confederação Nacional da Indústria - CNI Diretoria de Políticas e Estratégia - DIRPE Gerência Executiva de Política Econômica - PEC Gerente executivo: Flávio Castelo Branco Gerência Executiva de Pesquisa e Competitividade - GPC Gerente executivo: Renato da Fonseca Análise: Fábio Bandeira Guerra e Luis Fernando Melo Mendes (CBIC) Estatística: Roxana Campos e Aretha Silícia Lopez Soares Informações técnicas: (61) Fax: (61) Design Gráfico: Carla Gadêlha Assinaturas: Serviço de Atendimento ao Cliente - Fone: (61) Autorizada a reprodução desde que citada a fonte.

Indústria da construção mostra pequenos sinais de melhora

Indústria da construção mostra pequenos sinais de melhora SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 3 Número 9 setembro de 2012 www.cni.org.br Destaques ANÁLISE ECONÔMICA Desempenho menos negativo ainda não aponta

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indicadores CNI ISSN 2317-7322 Ano 6 Número 12 dezembro de SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indústria da construção termina ano com queda intensa A indústria da construção encerrou com queda intensa e

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indicadores CNI ISSN 2317-7322 Ano 7 Número 3 março de SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Condições financeiras pioram no primeiro trimestre A indústria da construção tem sido fortemente impactada pela atual

Leia mais

Construção encerra o semestre em crescimento

Construção encerra o semestre em crescimento SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 2 Número 6 junho de 2011 www.cni.org.br Destaques Análise Econômica Indústria da construção retoma ritmo de crescimento

Leia mais

SONDAGEM INDUSTRIAL. Expectativas continuam melhorando. Índices de expectativas Índices de difusão (0 a 100)*

SONDAGEM INDUSTRIAL. Expectativas continuam melhorando. Índices de expectativas Índices de difusão (0 a 100)* Indicadores CNI ISSN 1676-0212 Ano 19 Número 7 julho de SONDAGEM INDUSTRIAL Expectativas continuam melhorando O desempenho da indústria em julho pouco se alterou na comparação com os meses anteriores.

Leia mais

Perspectivas positivas para a construção civil

Perspectivas positivas para a construção civil Edição de lançamento dezembro de 2009 www.cni.org.br Destaques APRESENTAÇÃO Pág. 02 nível de atividade Nível de atividade cresceu em dezembro Pág. 03 situação financeira Margem de lucro é mais que satisfatória

Leia mais

Sondagem Indústria da Construção CNI. 23/maio/2014

Sondagem Indústria da Construção CNI. 23/maio/2014 Sondagem Indústria da Construção CNI 23/maio/2014 Sondagem Indústria da Construção 86º Encontro Nacional da Indústria da Construção ENIC Confederação Nacional da Indústria Goiânia 23 de maio de 2014 Indicadores

Leia mais

SONDAGEM INDUSTRIAL EXPECTATIVAS SÃO NEGATIVAS PARA O INÍCIO DE 2016

SONDAGEM INDUSTRIAL EXPECTATIVAS SÃO NEGATIVAS PARA O INÍCIO DE 2016 SONDAGEM INDUSTRIAL ANO 16 #12 DEZ 2015 EXPECTATIVAS SÃO NEGATIVAS PARA O INÍCIO DE 2016 No encerramento de 2015 os indicadores da sondagem industrial mostraram que a atividade encerrou o ano em queda

Leia mais

SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Ano 3 Número 2 ISSN 2317-7330 novembro de 2013 www.cni.org.br FALTA DE TRABALHADOR QUALIFICADO NA INDÚSTRIA da construção Falta de trabalhador qualificado dificulta

Leia mais

SET/16 AGO/16. 52,9 43,9 48,4 Queda da produção. 47,1 46,0 47,4 Queda no número de empregados 67,0 66,0 71,2 Redução no uso da capacidade

SET/16 AGO/16. 52,9 43,9 48,4 Queda da produção. 47,1 46,0 47,4 Queda no número de empregados 67,0 66,0 71,2 Redução no uso da capacidade Indicador PRODUÇÃO NÚMERO DE EMPREGADOS UTILIZ. DA CAPACIDADE INSTALADA (UCI) - % UCI EFETIVA- USUAL EVOLUÇÃO DOS ESTOQUES ESTOQUE EFETIVO- PLANEJADO MÉDIA HIST. Setembro e 3º trimestre de 2016 Produção

Leia mais

CBIC DA CONSTRUÇÃO 58,5 47,0. Apesar de breve melhora, empresários industriais da construção civil estão cautelosos para os próximos meses

CBIC DA CONSTRUÇÃO 58,5 47,0. Apesar de breve melhora, empresários industriais da construção civil estão cautelosos para os próximos meses DA CONSTRUÇÃO CBIC Palmas, Tocantins - Ano IV, Nº 13, Julho/Setembro de 2014 Apesar de breve melhora, empresários industriais da construção civil estão cautelosos para os próximos meses Seguindo trajetória

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS Indicadores do Nível de Atividade e Empregos registraram queda na Indústria da Construção de Alagoas e do Nordeste no 2º Trimestre de 2014 2º TRI/2014 2 SONDAGEM

Leia mais

ANO 17. #02. FEV 2016

ANO 17. #02. FEV 2016 ANO 17. #02. FEV 2016 SONDAGEM INDUSTRIAL - MG ATIVIDADE MOSTRA MELHORA EM RELAÇÃO A 2015 Em fevereiro os indicadores de atividade industrial mostraram melhora em relação ao mês anterior e alguns indicadores

Leia mais

S O N D A G E M I N D U S T R I A L R S. FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Janeiro 2008.

S O N D A G E M I N D U S T R I A L R S. FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Janeiro 2008. S O N D A G E M I N D U S T R I A L / R S FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Janeiro 8. Expectativas positivas A Sondagem Industrial do RS é uma pesquisa

Leia mais

Dificuldade no acesso ao crédito é disseminada na construção

Dificuldade no acesso ao crédito é disseminada na construção SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 5 Número 6 Junho de 2014 www.cni.org.br ISSN 2317-7322 Destaques ANÁLISE ECONÔMICA Falta de crédito dificulta recuperação

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO ndicadores CN SSN 2317-7322 Ano 6 Número 3 Março de SONDAGEM NDÚSTRA DA CONSTRUÇÃO Nível de atividade da construção continua em queda A Sondagem ndústria da Construção de março de explicita o quadro de

Leia mais

SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Ano 3 Número 4 ISSN 2317-70 dezembro de 2013 www.cni.org.br PRODUTIVIDADE Qualidade da mão de obra dificulta o aumento da produtividade das empresas entendem que

Leia mais

Empresários da construção mostram-se cautelosos

Empresários da construção mostram-se cautelosos Sondagem Indústria da Construção PB Informativo da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba Ano 4 Número 1 Janeiro 2014 www.fiepb.org.br Empresários da construção mostram-se cautelosos 100% O indicador

Leia mais

S O N D A G E M I N D U S T R I A L. R S FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Outubro de 2006.

S O N D A G E M I N D U S T R I A L. R S FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Outubro de 2006. S O N D A G E M I N D U S T R I A L / R S FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Outubro de 26. SONDAGEM INDUSTRIAL DO RIO GRANDE DO SUL III TRIMESTRE - 26

Leia mais

Construção intensifica insatisfação com a situação financeira

Construção intensifica insatisfação com a situação financeira SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 5 Número 3 Março de 2014 www.cni.org.br ISSN 2317-7322 Destaques ANÁLISE ECONÔMICA Piora na situação financeira é

Leia mais

59 SONDAGEM ESPECIAL

59 SONDAGEM ESPECIAL Indicadores CNI 59 SONDAGEM ESPECIAL Financiamento Mais de um terço das empresas avalia que não há espaço para maior O acesso à linhas de financiamento permite não só a realização de projetos de investimento,

Leia mais

67 ESPECIAL SONDAGEM

67 ESPECIAL SONDAGEM Indicadores CNI SONDAGEM 67 ESPECIAL Financiamento para capital de giro Piora das condições de financiamento na indústria As condições de crédito de capital de giro têm se deteriorado com a atual crise

Leia mais

Construção encerra o ano em ritmo fraco

Construção encerra o ano em ritmo fraco SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 4 Número 12 Dezembro de 2013 www.cni.org.br ISSN 2317-7322 Destaques ANÁLISE ECONÔMICA Dificuldade no acesso ao crédito

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI ISSN 7-70 Ano 5 Número 5 Agosto de 05 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Crise econômica II - Renda e endividamento 5 Brasileiros sofrem com endividamento e perda de poder de compra Como

Leia mais

ÍNDICE SONDAGEM INDUSTRIAL EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE SONDAGEM INDUSTRIAL EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 03 MARÇO 2016 1 ÍNDICE SONDAGEM INDUSTRIAL... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04 1.2 SALDO ANUAL DE EMPREGO

Leia mais

Sondagem Industrial do RN: Indústrias Extrativas e de Transformação

Sondagem Industrial do RN: Indústrias Extrativas e de Transformação Atividade industrial potiguar volta a crescer em maio RESUMO E COMENTÁRIOS A Sondagem das indústrias Extrativas e de do Rio Grande do Norte, elaborada pela FIERN, mostra que, em maio, o nível de produção

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indicadores CNI SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indústria da construção aprofunda deterioração A indústria da construção continua a se deteriorar. O índice de nível de atividade e o número de empregados

Leia mais

INDICADOR DE CUSTOS INDUSTRIAIS

INDICADOR DE CUSTOS INDUSTRIAIS INDICADOR DE CUSTOS INDUSTRIAIS Custos industriais aceleram ao longo de 2015 e fecham o ano com crescimento de 8,1% O Indicador de Custos Industriais (ICI) apresentou crescimento dessazonalizado de 3,3%

Leia mais

INDICADORES DE COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA

INDICADORES DE COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA Indicadores CNI INDICADORES DE COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA Indústria brasileira perde participação na economia mundial A indústria brasileira continua a apresentar desempenho negativo no mercado mundial,

Leia mais

SONDAGEM INDUSTRIAL - MG EXPECTATIVAS APONTAM TENDÊNCIA DE MELHORA NA ATIVIDADE

SONDAGEM INDUSTRIAL - MG EXPECTATIVAS APONTAM TENDÊNCIA DE MELHORA NA ATIVIDADE ANO 17. #07. JUL 2016 SONDAGEM INDUSTRIAL - MG EXPECTATIVAS APONTAM TENDÊNCIA DE MELHORA NA ATIVIDADE No mês de julho os indicadores de atividade apresentaram recuo mais intenso do que no mês anterior,

Leia mais

SONDAGEM ESPECIAL. Exportações ganham importância para indústria brasileira. Comércio Exterior. Opinião CNI

SONDAGEM ESPECIAL. Exportações ganham importância para indústria brasileira. Comércio Exterior. Opinião CNI Indicadores CNI SONDAGEM ESPECIAL 64 Comércio Exterior Exportações ganham importância para indústria brasileira A queda na demanda doméstica e a desvalorização da moeda estão estimulando o aumento das

Leia mais

SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Ano 2 Número 2 novembro de 2012 www.cni.org.br FINANCIAMENTO Um terço das empresas da construção avalia estar no limite ou acima do limite de endividamento 22%

Leia mais

As perspectivas continuam positivas para as vendas externas

As perspectivas continuam positivas para as vendas externas FEVEREIRO/2016 As perspectivas continuam positivas para as vendas externas A Sondagem Industrial, pesquisa realizada junto a 167 indústrias catarinenses no mês de ereiro, mostrou que a indústria projeta

Leia mais

Indústria espera que as exportações cresçam no primeiro semestre de 2016

Indústria espera que as exportações cresçam no primeiro semestre de 2016 JANEIRO/2016 Indústria espera que as exportações cresçam no primeiro semestre de 2016 A Sondagem Industrial, pesquisa realizada junto a 176 indústrias catarinenses no mês de janeiro, mostrou que o nível

Leia mais

ICEICON-MG. Sondagem da Indústria da Construção de Minas Gerais ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE MINAS GERAIS SONDAGEM

ICEICON-MG. Sondagem da Indústria da Construção de Minas Gerais ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE MINAS GERAIS SONDAGEM ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE MINAS GERAIS Sondagem da Indústria da Construção de Minas Gerais 1 2 3 4 5 ICEICON - MG SONDAGEM SONDAGEM SONDAGEM SONDAGEM ATIVIDADE EXPECTATIVAS

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS Indicadores dos Níveis de Atividade e Emprego mantém tendência de retração na Indústria da Construção de Alagoas e do Nordeste no 4º Trimestre de 2015 4º TRI/2015

Leia mais

SONDAGEM DA CONSTRUÇÃO CIVIL

SONDAGEM DA CONSTRUÇÃO CIVIL SONDAGEM DA CONSTRUÇÃO CIVIL Informativo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) Ano 2 Número 3 março de 2011 www.cni.org.br Destaques ANÁLISE ECONÔMICA Construção civil: um novo cenário à frente Pág.

Leia mais

62 ESPECIAL SONDAGEM

62 ESPECIAL SONDAGEM Indicadores CNI SONDAGEM 6 ESPECIAL China Perda de mercado doméstico em razão da concorrência com importados da China atinge 16% da indústria A concorrência com a China no mercado doméstico é sentida por

Leia mais

SONDAGEM ESPECIAL CONSTRUÇÃO CIVIL

SONDAGEM ESPECIAL CONSTRUÇÃO CIVIL SONDAGEM ESPECIAL CONSTRUÇÃO CIVIL Ano 1 Número 1 abril de 2011 www.cni.org.br Falta de Trabalhador Qualificado Falta de trabalhador qualificado reduz produtividade da construção civil civil afirmam que

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Indicadores CNI ISSN 317-701 Ano 5 Número 9 março de 016 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA Flexibilidade no mercado de trabalho 9 Trabalhadores desejam flexibilidade nas regras trabalhistas Sete em cada

Leia mais

Três em cada quatro empresas têm prejuízo com as falhas no fornecimento de energia elétrica

Três em cada quatro empresas têm prejuízo com as falhas no fornecimento de energia elétrica SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO E EXTRATIVA Ano 3 Número 1 ISSN 2317-7330 setembro de 2013 www.cni.org.br INDÚSTRIA E ENERGIA Três em cada quatro empresas têm prejuízo com as falhas no fornecimento

Leia mais

IndústriABC. Ano I - Agosto/2016. Região do Grande ABC / SP X = 50 0 X < avaliação otimista - estoque acima do planejado - UCI acima do usual

IndústriABC. Ano I - Agosto/2016. Região do Grande ABC / SP X = 50 0 X < avaliação otimista - estoque acima do planejado - UCI acima do usual Segundo estimativa do próprio governo, a economia brasileira em 20 deverá apresentar outra retração, em torno de 3,1%. No primeiro trimestre deste ano, comparado a igual período do ano anterior, a retração

Leia mais

Figura 1: Sondagem industrial Brasil

Figura 1: Sondagem industrial Brasil O boletim do mês de novembro mostra a evolução do volume de produção, a utilização da capacidade instalada (UCI) e a evolução do número de empregados na indústria. Além disso, há uma análise sobre o índice

Leia mais

Economia brasileira: situação atual e desafios ao crescimento da indústria

Economia brasileira: situação atual e desafios ao crescimento da indústria Rede Setorial da Indústria Os desafios setoriais à competitividade da indústria brasileira Economia brasileira: situação atual e desafios ao crescimento da indústria São Paulo, 10 de setembro de 2013 ROTEIRO

Leia mais

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO ACRE - FIEAC Assessoria Econômica SONDAGEM INDUSTRIAL BOLETIM 3º TRIMESTRE 2005

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO ACRE - FIEAC Assessoria Econômica SONDAGEM INDUSTRIAL BOLETIM 3º TRIMESTRE 2005 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO ACRE - FIEAC Assessoria Econômica SONDAGEM INDUSTRIAL BOLETIM 3º TRIMESTRE 25 RIO BRANCO/OUTUBRO-25 SONDAGEM INDUSTRIAL RESULTADOS ACRE Assessoria Econômica do Sistema

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Abril de 2016

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Abril de 2016 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Abril de 2016 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Abril de 2016 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

65 ESPECIAL SONDAGEM

65 ESPECIAL SONDAGEM Indicadores CNI SONDAGEM 65 ESPECIAL Indústria e energia Dois terços da indústria tem prejuízos com falhas de fornecimento de energia elétrica A energia elétrica é um insumo importante para a indústria:

Leia mais

Os sérios desafios da economia. Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016

Os sérios desafios da economia. Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016 Os sérios desafios da economia Econ. Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Maio/2016 1 Os números da economia brasileira que o novo governo precisa enfrentar 11,089 milhões Número de desempregados no Brasil,

Leia mais

SONDAGEM INDUSTRIAL DE SC Agosto de 2015

SONDAGEM INDUSTRIAL DE SC Agosto de 2015 SONDAGEM INDUSTRIAL DE SC Agosto de 2015 Perspectivas continuam em baixa A Sondagem industrial, realizada junto a 169 indústrias catarinenses no mês de agosto, mostrou que as expectativas da indústria

Leia mais

O SETOR DE PRÉ-FABRICADOS

O SETOR DE PRÉ-FABRICADOS O SETOR DE PRÉ-FABRICADOS Sumário BALANÇO DE 2016 SONDAGEM DE EXPECTATIVAS DA INDÚSTRIA DE PRÉ-FABRICADOS DE CONCRETO PERSPECTIVAS 2 Como começamos 2016 BALANÇO 2016 Inflação de preços livres se manteve

Leia mais

CENÁRIO DA CONSTRUÇÃO PESADA MINAS GERAIS

CENÁRIO DA CONSTRUÇÃO PESADA MINAS GERAIS 1 PERFIL DO SETOR 2 INDICADOR DE CONFIANÇA 3 ATIVIDADE 4 CENÁRIO DA CONSTRUÇÃO PESADA MINAS GERAIS MARÇO/2016 EXPECTATIVAS 5 INVESTIMENTOS 6 PROBLEMAS Cenário da Construção Pesada Minas Gerais ANO.1.

Leia mais

Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015

Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015 Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015 Neste edição especial do boletim Mercado de trabalho do CEPER-FUNDACE, serão comparados dados do Cadastro Geral de Empregados e

Leia mais

EXPECTATIVAS DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO MELHORAM EM DEZEMBRO

EXPECTATIVAS DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO MELHORAM EM DEZEMBRO (0-200) EXPECTATIVAS DO EMPRESÁRIO DO COMÉRCIO MELHORAM EM DEZEMBRO O de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) atingiu 79,9 pontos em dezembro, com queda de 1,4% em relação a novembro, descontados

Leia mais

Evolução da Produção 56,5 55,6 52,7 52,4 51,6 49,3. fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12

Evolução da Produção 56,5 55,6 52,7 52,4 51,6 49,3. fev/12 mar/12 abr/12 mai/12 jun/12 jul/12 ago/12 set/12 out/12 Apresentação A Sondagem Industrial CNI abrange os 26 Estados brasileiros e o Distrito Federal e tem por objetivo identificar a tendência passada e futura da indústria brasileira. A pesquisa é realizada

Leia mais

SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Ano 4 Número 1 ISSN 2317-7330 Janeiro de 2014 www.cni.org.br COPA DO MUNDO 2014 Copa ainda trará efeitos positivos para a construção em 2014 dos empresários afirmam

Leia mais

Maior desaceleração e alerta para inadimplência

Maior desaceleração e alerta para inadimplência jan/11 jul/11 jan/11 jul/11 Maior desaceleração e alerta para inadimplência O crescimento do crédito total do SFN em 12 meses desacelerou 0,7 p.p. em abril, fechando em 10,, totalizando R$ 3,1 trilhões,

Leia mais

Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Dezembro/16

Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Dezembro/16 Indicador de Demanda por Crédito e Investimento do Micro e Pequeno Empresário Dezembro/16 SPC Brasil e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) 1. Indicador de Demanda por Crédito O Indicador

Leia mais

CHEGADA DO NATAL MARCA INTERRUPÇÃO DA SEQUÊNCIA DE ALTAS NA CONFIANÇA DO COMÉRCIO

CHEGADA DO NATAL MARCA INTERRUPÇÃO DA SEQUÊNCIA DE ALTAS NA CONFIANÇA DO COMÉRCIO (0-200) CHEGADA DO NATAL MARCA INTERRUPÇÃO DA SEQUÊNCIA DE ALTAS NA CONFIANÇA DO COMÉRCIO O de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) atingiu 99,1 pontos em dezembro, ante os 98,9 pontos observados

Leia mais

SONDAGEM ESPECIAL RIO GRANDE DO SUL COPA DO MUNDO

SONDAGEM ESPECIAL RIO GRANDE DO SUL COPA DO MUNDO SONDAGEM ESPECIAL COPA DO MUNDO 72,7% dos empresários da construção civil do RS esperam impactos positivos com a realização da copa do mundo 39% acredita que esses impactos se materializem entre 2012-14

Leia mais

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro

CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro CNC - Divisão Econômica Rio de janeiro PEIC Síntese dos Resultados Síntese dos Resultados Total de Endividados Dívidas ou Contas em Atrasos Não Terão Condições de Pagar mar/10 63,0% 27,3% 8,7% fev/11 65,3%

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Junho de 2016

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Junho de 2016 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Junho de 2016 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Junho de 2016 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

Nova queda do PIB não surpreende mercado

Nova queda do PIB não surpreende mercado Nova queda do PIB não surpreende mercado Os dados do Produto Interno Bruto (PIB) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE) nesta primeira semana de março mostram a tendência

Leia mais

Cenário macroeconômico e a construção civil 29/5/2012

Cenário macroeconômico e a construção civil 29/5/2012 Cenário macroeconômico e a construção civil 29/5/2012 O papel da construção no desenvolvimento sustentado Há cinco anos, o setor da construção iniciou um ciclo virtuoso de crescimento: Esse ciclo foi pavimentado

Leia mais

ÍNDICE DESEMPREGO COM VIDA LONGA? EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE DESEMPREGO COM VIDA LONGA? EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 07 JULHO 2016 1 ÍNDICE DESEMPREGO COM VIDA LONGA?... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04 1.2 SALDO ANUAL DE

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Novembro de 2015

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL. ICPN Novembro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Novembro de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Novembro de 2015 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros

Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Carta de Conjuntura do Setor de Seguros Número 11, Fevereiro/2015 www.ratingdeseguros.com.br 1 Objetivo: O objetivo desta é ser uma avaliação mensal desse segmento e seus setores relacionados (resseguro,

Leia mais

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF Intenção de Consumo das Famílias Núcleo de Estudos Estratégicos Fecomércio SC Janeiro de 2017 SUMÁRIO EMPREGO, RENDA E CONSUMO ATUAIS...

Leia mais

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 5 Número 01 janeiro de 2014 www.cni.org.br Intenção de investimentos para 2014 é a menor desde 2010 Investimentos em 2013

Leia mais

5. NÍVEL DE ATIVIDADE ECONÔMICA. Álvaro Alves de Moura Jr.

5. NÍVEL DE ATIVIDADE ECONÔMICA. Álvaro Alves de Moura Jr. 98 5. NÍVEL DE ATIVIDADE ECONÔMICA Álvaro Alves de Moura Jr. O principal destaque na análise do nível de atividade econômica se refere à mudança na metodologia do cálculo do PIB, que passou a incluir informações

Leia mais

PRODUTIVIDADE DA INDÚSTRIA TOCANTINENSE. que a produtividade de sua empresa cresceu nos empresas, por meio de 67%

PRODUTIVIDADE DA INDÚSTRIA TOCANTINENSE. que a produtividade de sua empresa cresceu nos empresas, por meio de 67% Edição Especial Produtividade ondagem O termômetro da indústria tocantinense Palmas, Tocantins abril de 2014 PRODUTIVIDADE DA INDÚSTRIA TOCANTINENSE Dos empresários fazem Dos empresários afirmam 63% avaliação

Leia mais

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Indicadores CNI INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Indústria brasileira investe cada vez menos As persistentes dificuldades pelas quais atravessa a indústria continuam a afetar, cada vez mais, os investimentos.

Leia mais

Clima econômico na América Latina piora. No Brasil, expectativas seguem melhorando

Clima econômico na América Latina piora. No Brasil, expectativas seguem melhorando out/06 abr/07 out/07 abr/08 out/08 abr/09 out/09 abr/10 out/10 abr/11 out/11 abr/12 out/12 abr/13 out/13 abr/14 out/14 abr/15 out/15 abr/16 out/16 16 de novembro de 2016 Indicador IFO/FGV de Clima Econômico

Leia mais

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF Intenção de Consumo das Famílias Núcleo de Estudos Estratégicos Fecomércio SC Março de 2016 SUMÁRIO EMPREGO, REN DA E CONSUMO ATUAIS...

Leia mais

Elevação na taxa de juros média

Elevação na taxa de juros média Elevação na taxa de juros média Carteira de Crédito no SFN Apesar da projeção de um crescimento nominal de 2,0% em 2017 pelo Banco Central, o ritmo de queda do estoque de crédito intensificou-se em janeiro.

Leia mais

O desempenho dos principais indicadores da economia brasileira em 2008

O desempenho dos principais indicadores da economia brasileira em 2008 NIVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA O desempenho dos principais indicadores da economia brasileira em 2008 Guilherme R. S. Souza e Silva * RESUMO - O presente artigo tem o objetivo de apresentar

Leia mais

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF Intenção de Consumo das Famílias Núcleo de Estudos Estratégicos Fecomércio SC Junho de 2016 SUMÁRIO EMPREGO, RENDA E CONSUMO ATUAIS...

Leia mais

Construção civil: cenário atual e perspectivas 06/05/2015

Construção civil: cenário atual e perspectivas 06/05/2015 Construção civil: cenário atual e perspectivas 06/05/2015 Crescimento chinês da construção Taxa de crescimento entre 2007 a 2012 90% 82,61% 83,30% 80% 76,70% 70% 68,07% 60% 50% 40% 41,8% 30% 20% 10% 9,95%

Leia mais

SONDAGEM INDUSTRIAL. Sem sinal de melhora. Opinião CNI. Principais problemas enfrentados pela indústria no segundo trimestre 44,8% 44,2% 37,5%

SONDAGEM INDUSTRIAL. Sem sinal de melhora. Opinião CNI. Principais problemas enfrentados pela indústria no segundo trimestre 44,8% 44,2% 37,5% ndicadores CN SSN 1676-0212 Ano 18 Número 6 Junho de SONDAGEM NDUSTRAL Sem sinal de melhora A indústria terminou o primeiro semestre de pior do que começou e não há expectativa de melhora para o restante

Leia mais

Indicador de Confiança do Micro e Pequeno Empresário

Indicador de Confiança do Micro e Pequeno Empresário Indicador de Confiança do Micro e Pequeno Empresário Novembro - 2016 MPE MANTÉM CONFIANÇA, MAS SITUAÇÃO ATUAL AINDA É TIDA COMO DESFAVORÁVEL Em novembro de 2016, o Indicador de Confiança do Micro e Pequeno

Leia mais

Queda no salário médio de admissão do brasileiro já é maior de que na crise de 2009

Queda no salário médio de admissão do brasileiro já é maior de que na crise de 2009 Queda no salário médio de admissão do brasileiro já é maior de que na crise de 2009 Novos profissionais estão sendo contratados por um salário 10,7% menor se comparado àqueles que deixaram seus empregos

Leia mais

O desafio da produtividade

O desafio da produtividade O desafio da produtividade 21º Seminário Dia da Qualidade Caxias CIC Renato da Fonseca Caxias do Sul, RS, 20/07/2015 Roteiro 1. O estado da indústria e da economia brasileira 2. Baixa competitividade:

Leia mais

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA

INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Indicadores CNI INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA Momento difícil da indústria se reflete nos investimentos Intenção de investimento para 2015 é a menor da pesquisa Em 2014, 71,8% das empresas investiram 7,9

Leia mais

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO

PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO PESQUISA FEBRABAN DE PROJEÇÕES MACROECONÔMICAS E EXPECTATIVAS DE MERCADO Realizada entre os dias 28 de janeiro e 02 de fevereiro de 2016 Analistas consultados: 25 PROJEÇÕES E EXPECTATIVAS DE MERCADO FEBRABAN

Leia mais

Inflação, nível de atividade e setor externo: o desempenho dos principais indicadores da economia brasileira

Inflação, nível de atividade e setor externo: o desempenho dos principais indicadores da economia brasileira NÍVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA Inflação, nível de atividade e setor externo: o desempenho dos principais indicadores da economia brasileira Guilherme R. S. Souza e Silva * RESUMO - O

Leia mais

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN

ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Abril de 2015 ÍNDICE DE CONFIANÇA DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL ICPN Março de 2015 Sumário Executivo Indicadores de confiança são indicadores

Leia mais

Pioram as condições de financiamento para capital de giro

Pioram as condições de financiamento para capital de giro Especial Financiamento para capital de giro - 1º trimestre de 2016 Pioram as condições de financiamento para capital de giro A relação entre a evolução da dívida e o lucro operacional aumentou para 39,5%

Leia mais

60 especial. sondagem

60 especial. sondagem Indicadores CNI sondagem especial Uso de Tecnologia na Indústria da Construção 80% das empresas da construção investirão em nos próximos cinco anos Custos de aquisição são o principal obstáculo à inovação

Leia mais

A CRISE ECONÔMICA NA VISÃO DOS EMPRESÁRIOS

A CRISE ECONÔMICA NA VISÃO DOS EMPRESÁRIOS A CRISE ECONÔMICA NA VISÃO DOS EMPRESÁRIOS Abril 2016 9 em cada 10 empresários acreditam que a crise tem afetado seus negócios O país vem enfrentando, desde o ano passado, uma crise econômica de grandes

Leia mais

Aprofundamento da crise mundial e seus impactos na economia brasileira afetam negativamente a confiança do empresário do comércio catarinense

Aprofundamento da crise mundial e seus impactos na economia brasileira afetam negativamente a confiança do empresário do comércio catarinense Aprofundamento da crise mundial e seus impactos na economia brasileira afetam negativamente a confiança do empresário do comércio catarinense O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) catarinense

Leia mais

NÍVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA A evolução dos principais indicadores econômicos do Brasil em 2007

NÍVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA A evolução dos principais indicadores econômicos do Brasil em 2007 NÍVEL DE ATIVIDADE, INFLAÇÃO E POLÍTICA MONETÁRIA A evolução dos principais indicadores econômicos do Brasil em 2007 Guilherme R. S. Souza e Silva * Introdução Este artigo pretende apresentar e discutir

Leia mais

O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016

O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016 O perfil do endividamento das famílias brasileiras em 2016 A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor mostra que em 2016 houve redução de 3,9% no número médio de famílias com dívidas, com

Leia mais

FALTA DE TRABALHADOR QUALIFICADO NA INDÚSTRIA. Falta de trabalhador qualificado reduz a competitividade da indústria

FALTA DE TRABALHADOR QUALIFICADO NA INDÚSTRIA. Falta de trabalhador qualificado reduz a competitividade da indústria SONDAGEM ESPECIAL INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO E EXTRATIVA Ano 3 Número 1 ISSN 2317-7330 outubro de www.cni.org.br FALTA DE TRABALHADOR QUALIFICADO NA INDÚSTRIA Falta de trabalhador qualificado reduz a competitividade

Leia mais

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE BENS DE CAPITAL MECÂNICOS

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE BENS DE CAPITAL MECÂNICOS INDÚSTRIA BRASILEIRA DE BENS DE CAPITAL MECÂNICOS INDICADORES CONJUNTURAIS OUTUBRO/2016 Resumo de desempenho Outubro 2016 Variáveis R$ milhões constantes Variação percentual sobre Mês No ano mês anterior

Leia mais

1º semestre de 2015 Curitiba, 05 de agosto de 2015

1º semestre de 2015 Curitiba, 05 de agosto de 2015 1º semestre de 2015 Curitiba, 05 de agosto de 2015 PIB em trajetória de queda; Produção em retração; Crescimento do desemprego; Aumento dos juros; Inflação em crescimento; Retração dos investimentos; Queda

Leia mais

PERÍODO DE COMPARAÇÃO PIB AGROPEC INDUS SERV FBCF CONS. FAM CONS. GOV

PERÍODO DE COMPARAÇÃO PIB AGROPEC INDUS SERV FBCF CONS. FAM CONS. GOV ECONÔMICA Conjuntura Economia brasileira encolhe 5,4 % e 0,3% no primeiro trimestre de 2016 no comparativo com o mesmo período do ano anterior e no confronto com o semestre anterior respectivamente PRIMEIRO

Leia mais

Indicador de Demanda por crédito e Investimentos do Micro e Pequeno Empresário (IDCI-MPE)

Indicador de Demanda por crédito e Investimentos do Micro e Pequeno Empresário (IDCI-MPE) Indicador de Demanda por crédito e Investimentos do Micro e Pequeno Empresário (IDCI-MPE) SPC Brasil e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) Junho de 2015 INDICADOR DE DEMANDA POR CRÉDITO

Leia mais

Indicadores CNI ISSN Ano 6 Número 4 dezembro de Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO. Dezembro /2016

Indicadores CNI ISSN Ano 6 Número 4 dezembro de Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO. Dezembro /2016 Indicadores CNI ISSN 2317-7012 Ano 6 Número 4 dezembro de 16 Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO Dezembro /16 Pesquisa CNI-Ibope AVALIAÇÃO DO GOVERNO Dezembro / 16 16. CNI Confederação Nacional da

Leia mais

Índice de Confiança da Construção. Índice da Situação Atual. Índice de Expectativas

Índice de Confiança da Construção. Índice da Situação Atual. Índice de Expectativas Juunnhhoo J ddee 22001122 Evolução no trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior Médias Mar-Mai de 2012 Mar-Mai de 2011 Médias Abr-Jun de 2012 Abr-Jun de 2011 Confiança da Pelo terceiro mês

Leia mais

ATIVIDADE ECONÔMICA. Junho de 2009

ATIVIDADE ECONÔMICA. Junho de 2009 Principais pontos Relatório de Inflação Banco Central ATIVIDADE ECONÔMICA As medidas anticíclicas vêm se traduzindo em melhoras recentes. A economia brasileira apresenta sinais de gradual recuperação.

Leia mais

Número e Distribuição de Indústrias por Seção

Número e Distribuição de Indústrias por Seção da Indústria Número e Distribuição de Indústrias por Seção A atividade econômica indústrial do Estado do Tocantins, contempla 3.175 unidades de produção, ativas e formais, que geram 31.332 empregos formais.

Leia mais