Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo"

Transcrição

1 Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo DESDE 1990

2 O ISCET Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo é um estabelecimento de ensino superior politécnico, criado em 25 de setembro de 1990 pela Portaria nº 898/90. Oferece como ciclos de estudos licenciaturas, cursos técnicos superiores profissionais (CTSP) e mestrados, para além de pós-graduações certificadas e formações especializadas. 2

3 DUPLAS LICENCIATURAS EM TURISMO + MARKETING E PUBLICIDADE MARKETING E PUBLICIDADE + TURISMO Em quatro anos poderás garantir duas licenciaturas, multiplicando as perspetivas de trabalho e tornando-te assim um profissional mais completo, capaz de responder aos exigentes e diversificados desafios que a sociedade e a economia dos nossos dias proporcionam. O ingresso faz-se pela matrícula nas licenciaturas em Turismo ou em Marketing e Publicidade, conforme a dupla licenciatura escolhida e cumprindose os respectivos planos de estudo. Duração 8 semestres / 4 anos Competências profissionais e estratégias de formação Capacidade para identificar problemas e apresentar soluções no âmbito das tomadas de decisão, gestão de projetos e desenvolvimento de políticas estratégicas e operacionais nas fileiras do turismo, do marketing, do design e da publicidade; Aptidão de análise, planeamento, avaliação e implementação de iniciativas empreendedoras nas áreas do marketing, da publicidade e do turismo; Participação em atividades de pesquisa e de intervenção com impacto real na economia e na comunidade; Uso eficaz das tecnologias de informação e comunicação; Capacidade para formulação de planos de negócio e criação do próprio emprego; Experiência profissional de base proporcionada pelos estágios curriculares desenvolvidos por protocolos com empresas e outras organizações de grande prestígio nos respetivos setores; Integração a nível internacional pelas oportunidades de mobilidade oferecidas pelas redes de instituições que o ISCET integra, designadamente a rede Erasmus. 32

4 Plano de estudos TURISMO + MARKETING E PUBLICIDADE Semestre Carga Horária/ semana ECTS 1º 2º Economia do Turismo Inglês I Introdução ao Turismo Marketing de serviços Métodos quantitativos Tecnologias de informação e comunicação aplicadas ao Turismo Marketing I Comportamento organizacional Eventos e animação turística Geografia do Turismo Inglês II Introdução à Gestão Património e Turismo cultural Marketing II º Direito do Turismo Espanhol I Estudos de mercado e do consumidor Gestão e técnicas de agências de viagens Inglês III Técnicas de alimentação e bebidas Aplicações computacionais para Marketing e Publicidade º Desenvolvimento de destinos e gestão de novos produtos turísticos Inglês IV Operações de alojamento em hotelaria Planeamento e desenvolvimento territorial Gestão de vendas e negociação Rotas e intinerários turísticos Laboratório de comunicação gráfica e audiovisual I º Empreendedorismo Espanhol II Gestão de inovação e projectos Marketing digital Organização e gestão de empreendimentos turísticos Turismo da natureza Laboratório de comunicação gráfica e audiovisual II

5 Semestre Carga Horária/ semana ECTS 6º Estágio 21 Projeto 7.5 Seminário em tendências do Turismo e hotelaria Estudos de mercado º Economia Introdução ao Direito Comportamento do consumidor Distribuição e merchandising Estratégia e planeamento publicitário Gestão de contas e orçamentação Tópicos avançados de Gestão Marketing internacional º Estágio 21 Comunicação e redação publicitária Laboratório de Design Direito da Publicidade Plano de estudos MARKETING E PUBLICIDADE + TURISMO Semestre Carga Horária/ semana ECTS 1º 2º Aplicações computacionais para Marketing e Publicidade Economia Inglês I Introdução ao Direito Marketing I Métodos quantitativos Introdução ao Turismo Comportamento organizacional Comunicação e redação publicitária Inglês II Introdução à Gestão Laboratório de Design Marketing II Geografia do Turismo

6 Semestre Carga Horária/ semana ECTS 3º Comportamento do consumidor Distribuição e merchandising Estratégia e planeamento publicitário Gestão de contas e orçamentação Marketing digital Espanhol I Direito do Turismo º Direito da Publicidade Estudos de mercado Gestão de vendas e negociação Laboratório de comunicação gráfica e audiovisual I Marketing de serviços Património e Turismo cultural Planeamento e desenvolvimento territorial º Empreendedorismo Gestão de inovação e projectos Laboratório de comunicação gráfica e audiovisual II Marketing internacional Tópicos avançados de Gestão Espanhol II Técnicas de alimentação e bebidas º Estágio 21 Projeto 7.5 Seminário Desenvolvimento de destinos e gestão de novos produtos turísticos º Economia do Turismo Tecnologias de informação e comunicação aplicadas ao Turismo Gestão e técnicas de agências de viagens Inglês III Organização e gestão de empreendimentos turísticos Turismo da natureza º Eventos e animação turística Operações de alojamento em hotelaria Inglês IV Rotas e itinerários turísticos Estágio 21 35

7

8 Mais informações em: Rua de Cedofeita Porto - Portugal T F

DISCIPLINAS/ATIVIDADES OBRIGATÓRIAS

DISCIPLINAS/ATIVIDADES OBRIGATÓRIAS MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 374/2010 EMENTA: Estabelece o Ajuste Curricular do Curso de Graduação em Turismo, aprovado pela Resolução 226/2007 e alterada

Leia mais

1ºANO 2ºANO 3ºANO 3000/ / /3100

1ºANO 2ºANO 3ºANO 3000/ / /3100 Contabilidade (C ) 3ºANO 3000/3100 3000/3100 3000/3100 25-Jun GESTÃO DAS OPERAÇÕES (18h 30m) Contabilidade de Gestão (9h) Elementos de Economia Internacional (14h) 26-Jun PROJECTO DE SIMULAÇÃO EMPRESARIAL

Leia mais

Lista das Disciplinas e Perfis Disciplinas a Tempo Parcial

Lista das Disciplinas e Perfis Disciplinas a Tempo Parcial Disciplinas a Tempo Parcial Departamento de Ciência e Tecnologia - Praia Crítica de Produtos Multimédia Comunicação e Multimédia 5 Geofísica Geociência e Ambiente 4 Geologia e Geotecnia Ambientais Geociência

Leia mais

1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação Administração) (Administração); Administração Administração (EII) Administração - Ênfase em

1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação Administração) (Administração); Administração Administração (EII) Administração - Ênfase em 1 - Aplicativos Informatizados (para a Habilitação ) (); (EII) - Ênfase em Análise de Sistemas - Habilitação em de Empresas - Habilitação em de Negócios - Habilitação em Hoteleira - Habilitação em Análise

Leia mais

1 - Administração de Marketing (Administração Integrado ao Ensino Médio);

1 - Administração de Marketing (Administração Integrado ao Ensino Médio); 1 - de Marketing ( Integrado ao Ensino Médio); (EII) - Habilitação em de Empresas - Habilitação em de Negócios - Habilitação em Geral - Habilitação em Hoteleira - Habilitação em Comércio Exterior - Habilitação

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MATRIZ 2012 Vigência a partir de

ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MATRIZ 2012 Vigência a partir de FACULDADE FIA DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS Mantida pela Fundação Instituto de Administração ADMINISTRAÇÃO - BACHARELADO MATRIZ 2012 Vigência a partir de 2012-01 1 Informática Básica 2 38 2 32 1 Pesquisa

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO_2015/1. 1º Semestre (TURMA 1) SEG TER QUA QUI SEX

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO_2015/1. 1º Semestre (TURMA 1) SEG TER QUA QUI SEX CURSO DE ADMINISTRAÇÃO_2015/1 1º Semestre (TURMA 1) 19:15-20:05 Contabilidade Empresarial I Estatística Fundamentos da ADM Matemática Geral Leitura e Produção de Textos 20:05-20:55 Contabilidade Empresarial

Leia mais

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO MESTRADO GESTÃO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos O mestrado em Gestão é uma oferta formativa da ESTG, para o ano letivo

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS-UNITINS PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL. Matriz Curricular

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS-UNITINS PROGRAMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL. Matriz Curricular O Curso de Bacharelado em Administração Pública terá a seguinte distribuição curricular: As disciplinas que integram a matriz curricular estão distribuídas em oito Módulos e são de natureza: I. que garantem

Leia mais

1 - Aplicativos Informatizados (Biblioteconomia); Administração - Habilitação em Análise de Sistemas Administração - Habilitação em Gestão da

1 - Aplicativos Informatizados (Biblioteconomia); Administração - Habilitação em Análise de Sistemas Administração - Habilitação em Gestão da 1 - Aplicativos Informatizados (Biblioteconomia); - Habilitação em Análise de Sistemas - Habilitação em Gestão da Informação de Sistemas de Informação Análise de Sistemas Análise de Sistemas Administrativos

Leia mais

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO

REFERENCIAL DE FORMAÇÃO REFERENCIAL DE FORMAÇÃO Características Gerais Área de Educação e Formação Curso Profissional Saída Profissional Nível de Formação Modalidade de Formação Legislação Duração Certificação Equivalência Escolar

Leia mais

Matriz Curricular Faculdade Cenecista de Sete Lagoas- Administração

Matriz Curricular Faculdade Cenecista de Sete Lagoas- Administração Matriz Curricular Faculdade Cenecista de Sete Lagoas- Administração 1º Teorias da Administração 60 60 1º Estudos Socioantropológicos 60 60 1º Economia 60 60 1º Matemática Básica 60 60 1º Leitura e Interpretação

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : CIÊNCIAS CONTÁBEIS. CRÉDITOS Obrigatórios: 136 Optativos: 16. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : CIÊNCIAS CONTÁBEIS. CRÉDITOS Obrigatórios: 136 Optativos: 16. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:28:06 Curso : CIÊNCIAS

Leia mais

COUTINHO, Márcio André da Rocha RUA ARTUR FÃO LUGAR DO VISO Nº CAMINHA

COUTINHO, Márcio André da Rocha RUA ARTUR FÃO LUGAR DO VISO Nº CAMINHA DADOS PESSOAIS Nome Morada Telefone E-mail Página Pessoal COUTINHO, Márcio André da Rocha RUA ARTUR FÃO LUGAR DO VISO Nº 101 4910-465 CAMINHA 91 38 77 221 coutinho.rocha@gmail.com andrercoutinho@outlook.com

Leia mais

18926 Diário da República, 2.ª série N.º de junho de 2013

18926 Diário da República, 2.ª série N.º de junho de 2013 18926 Diário da República, 2.ª série N.º 111 11 de junho de 2013 Unidades Curriculares do Plano de Estudos anterior Unidades Curriculares do Plano de Estudos agora publicado Optativa**......................

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL Estrutura Modular por Disciplina Candidatura 2012 / 2015 DISCIPLINA: PORTUGUÊS

CURSO TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL Estrutura Modular por Disciplina Candidatura 2012 / 2015 DISCIPLINA: PORTUGUÊS CURSO TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL Estrutura Modular por Disciplina Candidatura 2012 / 2015 DISCIPLINA: PORTUGUÊS 01 10º Textos de Carácter Autobiográfico 28 02 10º Textos Expressivos e Criativos

Leia mais

Pós-graduação MARKETING ESTRATÉGICO Ênfase em Marketing Digital

Pós-graduação MARKETING ESTRATÉGICO Ênfase em Marketing Digital Pós-graduação MARKETING ESTRATÉGICO Ênfase em Marketing Digital 5ª turma em Santa Catarina Ingresso Agosto 2016 Informações: Educação Executiva ESPM-SUL incompany-rs@espm.br Fone: (51) 3218-1426 ESPM /

Leia mais

Caderno de Cursos 2016/2017

Caderno de Cursos 2016/2017 Caderno de Cursos 2016/2017 No quadro infra constam informações sobre os cursos oferecidos por cada uma das Escolas*, o valor de mercado, o preço APEX e o número de vagas disponíveis. GMP - General Management

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. COMPONENTES CURRICULARES OBRIGATÓRIA 1º PERÍODO Créditos Carga Horária Prérequisito Teórico Prático E Total Horas Aula Horas Relógio 1 Contabilidade Básica I DECCA 4 - - 4 60 50-2 Sociologia das Organizações

Leia mais

CURSO DE SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria nº 433 de 21/10/2011 DOU de 24/10/2011 PLANO DE CURSO

CURSO DE SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria nº 433 de 21/10/2011 DOU de 24/10/2011 PLANO DE CURSO CURSO DE SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria nº 433 de 21/10/2011 DOU de 24/10/2011 Componente Curricular: Ética e Empreendedorismo Código: Pré-requisito: Período Letivo:

Leia mais

Curso de Especialização em Gestão de Recursos Humanos

Curso de Especialização em Gestão de Recursos Humanos Curso de Especialização em Gestão de Recursos Humanos Índice Designação do Curso... 2 Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 2 Objetivo Geral... 2 Objetivos Específicos...

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO G5. 1º A 2016 (2 sem) Noturno. Central. Teorias da Administração. Teorias da Administração

ADMINISTRAÇÃO G5. 1º A 2016 (2 sem) Noturno. Central. Teorias da Administração. Teorias da Administração ADMINISTRAÇÃO G5 1º A 2016 (2 sem) Noturno Língua Portuguesa Matemática Teorias da Sociologia e Política Psicologia Aplicada Língua Portuguesa Matemática Teorias da Sociologia e Política Psicologia Aplicada

Leia mais

Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém

Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém Escola Superior de Gestão e Tecnologia de Santarém Planeamento estratégico de sistemas de informação de Departamento de Informática e Métodos Quantitativos Licenciatura em Informática - 3º Ano Sistemas

Leia mais

Exames da Universidade Aberta - Julho 2010

Exames da Universidade Aberta - Julho 2010 ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL Data 02-Jul 06-Jul 07-Jul Horário Exames da Universidade Aberta - Julho 2010 Disciplinas Cód. Descrição 11009 Conhecimento do Mundo Social

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO. Contacte-nos Tel.: Fax:

PLANO DE FORMAÇÃO. Contacte-nos Tel.: Fax: PLANO DE FORMAÇÃO Contacte-nos Tel.: +351 244 092 079 Fax: +351 244 920 080 Email: formacao@turisforma.pt 2015 www.turisforma.pt ÍNDICE FORMAÇÕES À MEDIDA FORMAÇÕES GERAIS Formações Workshops FORMAÇÕES

Leia mais

5º Painel Formação e a sua evolução: A formar há cinco décadas, para onde vai a formação em Portugal

5º Painel Formação e a sua evolução: A formar há cinco décadas, para onde vai a formação em Portugal Publicação apoiada pelo projeto PEst-OE/EGE/UI4056/2014 UDI/IPG, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, pelo qual agradecemos. 5º Painel Formação e a sua evolução: A formar há cinco décadas,

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL O Técnico de Turismo Ambiental e Rural é o profissional que participa na aplicação de medidas de valorização do turismo em espaço rural, executando

Leia mais

REORGANIZAÇÃO DAS LICENCIATURAS DA U. M.

REORGANIZAÇÃO DAS LICENCIATURAS DA U. M. CAc P 1-02/03 REORGANIZAÇÃO DAS LICENCIATURAS DA U. M. 1. Introdução A expansão da rede do Ensino Superior Público e Privado, que ocorreu nas décadas de 80 e 90, trouxe como consequência, aliás previsível,

Leia mais

CURRICULUM VITAE Licenciatura em Sociologia, realizada na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, com média final de 15 valores.

CURRICULUM VITAE Licenciatura em Sociologia, realizada na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, com média final de 15 valores. CURRICULUM VITAE ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO Mónica Catarina do Adro Lopes Nacionalidade: Portuguesa Naturalidade: Leiria B.I: 11580295 Contribuinte: 214859487 Data de nascimento: 02/12/78 Estado civil:

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA Título da Posição: TECNICO DE PROMOÇÃO TURÍSTICA Duração: Local: Instituição: RENOVAÇÃO DEPENDENDO

Leia mais

Estratégia e Marketing. EGI ISEC Denise Lila Lisboa Gil Abril 2008

Estratégia e Marketing. EGI ISEC Denise Lila Lisboa Gil Abril 2008 Estratégia e Marketing EGI ISEC Denise Lila Lisboa Gil Abril 2008 A Estrutura Organizacional é o que vai servir como ponte de ligação entre a Formulação e a Implementação da Estratégia para que a empresa

Leia mais

EDITAL Nº 144/2016, DE 12 DE MAIO DE 2016 Retificação do Edital nº 137/2016 de 10 de maio de 2016

EDITAL Nº 144/2016, DE 12 DE MAIO DE 2016 Retificação do Edital nº 137/2016 de 10 de maio de 2016 EDITAL Nº 144/2016, DE 12 DE MAIO DE 2016 Retificação do Edital nº 137/2016 de 10 de maio de 2016 SELEÇÃO DE PROFESSORES PESQUISADORES DA REDE E-TEC BRASIL DO A REITORA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO,

Leia mais

1 - Aplicativos de Design (Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio);

1 - Aplicativos de Design (Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio); 1 - Aplicativos de Design (Informática para Internet Integrado ao Ensino Médio); Análise de e Tecnologia da Informação e Tecnologia da Informação - Bacharel com habilitação em e Tecnologias e Tecnologia

Leia mais

Instituto Politécnico de Setúbal. O Conhecimento como Paixão. A Engenharia como Profissão!

Instituto Politécnico de Setúbal. O Conhecimento como Paixão. A Engenharia como Profissão! O Conhecimento como Paixão A Engenharia como Profissão! Cursos de Engenharia Cursos de Tecnologia Engenharia do Ambiente Engenharia de Automação, Controlo e Instrumentação Engenharia Electrotécnica e de

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Comunicação Organizacional sobre

Leia mais

Oferta Formativa Pós- Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação

Oferta Formativa Pós- Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Instituto de Oferta Formativa Pós- Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Tecnologias e Metodologias da Programação no Ensino Básico 16 17 Edição Instituto de Educação

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Empreendedorismo Social e Empregabilidade Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Empreendedorismo Social e Empregabilidade Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular Empreendedorismo Social e Empregabilidade Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Serviço Social (1º Ciclo) 2. Curso Serviço Social 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial

Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial Ana Camanho FEUP, 14 de março de 2016 Sumário Médias de entrada e numerus clausus Objetivo geral do curso Estrutura do curso Parcerias estratégicas

Leia mais

1.ª FASE (JUNHO) EXAMES A NÍVEL DE ESCOLA PARA N.E.E.

1.ª FASE (JUNHO) EXAMES A NÍVEL DE ESCOLA PARA N.E.E. 1.ª FASE (JUNHO) EXAMES A NÍVEL DE ESCOLA PARA N.E.E. quarta, 15 de junho 09:30 h 529 PLNM intermédio -NE 527 Português -NE 14:00 h 225 Filosofia -NE sexta, 17 de junho 09:30 h 325 Física e Química A -NE

Leia mais

Currículo do Curso de Engenharia de Produção

Currículo do Curso de Engenharia de Produção Currículo do Curso de Engenharia de Engenheiro de ATUAÇÃO O Curso de Engenharia de da UFV visa preparar profissionais que, integrando equipes interdisciplinares e articulando fatores de diferentes naturezas

Leia mais

Listagem de UC por curso

Listagem de UC por curso Listagem de UC por curso Semestre * 2015-16 Escola Superior de Tecnologia e Gestão Administração Pública Direito Administrativo Contabilidade Financeira Introdução aos Estudos das Organizações Fundamentos

Leia mais

ACEF/1213/03432 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1213/03432 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1213/03432 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1213/03432 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

Grupo de Informática Disciplina de Pl PLANO CURRICULAR 12º ANO /2016

Grupo de Informática Disciplina de Pl PLANO CURRICULAR 12º ANO /2016 Curso Formação Geral Formação específica Matemática A (disciplina Curso Ciências e Tecnologia A - Biologia Química Física Geologia B - Psicologia B Inglês Aplicações Informáticas B (ver síntese pp. 4 e

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA PELA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO. Cláusula 1ª. Área de especialização

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA PELA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO. Cláusula 1ª. Área de especialização REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA INFORMÁTICA PELA FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO Cláusula 1ª Área de especialização A Universidade do Porto, através da Faculdade de Engenharia,

Leia mais

A Educação Profissional e Tecnológica. Conceituação Princípios Objetivos Características

A Educação Profissional e Tecnológica. Conceituação Princípios Objetivos Características A Educação Profissional e Tecnológica Conceituação Princípios Objetivos Características Conceituação A educação profissional tecnológica, integrada às diferentes formas de educação, ao trabalho, a ciência

Leia mais

9º Ano E agora? PRINCIPAIS PERCURSOS POSSÍVEIS

9º Ano E agora? PRINCIPAIS PERCURSOS POSSÍVEIS 9º Ano E agora? PRINCIPAIS PERCURSOS POSSÍVEIS 9º Ano E agora? 1 - CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS Vocacionados para o prosseguimento de estudos Duração de 3 anos 10º, 11º e 12ºanos Sujeitos a 4 eames nacionais:

Leia mais

Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5

Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5 Sumário Introdução, 1 Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5 1 Direcionadores do Uso de Tecnologia de Informação, 7 1.1 Direcionadores de mercado, 8 1.2 Direcionadores organizacionais,

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.2 Administração - Campus Mossoró) 3ª SÉRIE DISCIPLINAS DA SÉRIE GESTÃO DA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIA GESTÃO DE PESSOAS DIREITO EMPRESARIAL E TRABALHISTA CONTABILIDADE Os recursos

Leia mais

LICENCIATURA EM ENGENHARIA DE REDES DE COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO EQUIVALÊNCIAS ENTRE PLANOS CURRICULARES. Plano Curricular

LICENCIATURA EM ENGENHARIA DE REDES DE COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO EQUIVALÊNCIAS ENTRE PLANOS CURRICULARES. Plano Curricular LICENCIATURA EM ENGENHARIA DE REDES DE COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO EQUIVALÊNCIAS ENTRE PLANOS CURRICULARES Plano Curricular de 2005-2006 ECTS Plano Curricular ECTS LERCI LERC / MERC (Bolonha) Análise Matemática

Leia mais

Turismo, Planeamento participado, Roteirização e Economia da Cultura: uma Abordagem Politécnica. Luís Mota Figueira (Professor Coordenador)

Turismo, Planeamento participado, Roteirização e Economia da Cultura: uma Abordagem Politécnica. Luís Mota Figueira (Professor Coordenador) Turismo, Planeamento participado, Roteirização e Economia da Cultura: uma Abordagem Politécnica Luís Mota Figueira (Professor Coordenador) SUMÁRIO Enquadramento Constatações Adequações Reflexões Ações

Leia mais

10 - Matemática (Base Nacional Comum Ensino Médio) 11 - Química (Base Nacional Comum Ensino Médio) 12 - Sociologia (Base Nacional Comum Ensino Médio)

10 - Matemática (Base Nacional Comum Ensino Médio) 11 - Química (Base Nacional Comum Ensino Médio) 12 - Sociologia (Base Nacional Comum Ensino Médio) Escola Técnica Estadual Lauro Gomes - São Bernardo do Campo AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL

Leia mais

Universidade Salvador - UNIFACS. Economia

Universidade Salvador - UNIFACS. Economia Universidade Salvador - UNIFACS Economia Economia move o mundo As questões econômicas fazem parte do dia a dia das pessoas e a influência dos princípios da Economia está presente em situações que vão desde

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada Rua da Laginha, nº 1, 3560-049, Lamas, Portugal. Telefone(s) +351 232661032 Telemóvel: +351 934366290 Fax(es) Correio(s)

Leia mais

Escola Superior de Saúde de Santa Maria Curso de Licenciatura em Fisioterapia (a aguardar publicação em Diário da República)

Escola Superior de Saúde de Santa Maria Curso de Licenciatura em Fisioterapia (a aguardar publicação em Diário da República) Caracterização, Estrutura Curricular e Plano de Estudos: Escola Superior de Saúde de Santa Maria Curso de Licenciatura em Fisioterapia (a aguardar publicação em Diário da República) 1 - Estabelecimento

Leia mais

Reunião - Encarregados de Educação. 1.º Ciclo. Ano Letivo 2016/ de setembro de 2016

Reunião - Encarregados de Educação. 1.º Ciclo. Ano Letivo 2016/ de setembro de 2016 Reunião - Encarregados de Educação 1.º Ciclo Ano Letivo 2016/2017 09 de setembro de 2016 Ordem de Trabalhos 1 Projeto Educativo 2 Normas de funcionamento 3 Apresentação 4 Plano Anual de Atividades 2 Ordem

Leia mais

COOPERATIVISMO. COORDENADORA Nora Beatriz Presno Amodeo

COOPERATIVISMO. COORDENADORA Nora Beatriz Presno Amodeo COOPERATIVISMO COORDENADORA Nora Beatriz Presno Amodeo npresno@ufv.br 86 Currículos dos Cursos do CCA UFV Bacharelado ATUAÇÃO O Bacharel em Cooperativismo compete dirigir, fomentar e assessorar cooperativas,

Leia mais

Descrição do Curso de Verão

Descrição do Curso de Verão Descrição do Curso de Verão Portugal - 1 de 7 - Introdução O BEST Board of European Students of Technology é uma associação sem fins lucrativos, políticos ou religiosos que reúne estudantes de Engenharia,

Leia mais

OFERTA FORMATIVA 2012/2013

OFERTA FORMATIVA 2012/2013 OFERTA FORMATIVA 2012/2013 ENSINO SUPERIOR MUNDO DO TRABALHO Cursos Científico - -Humanísticos Cursos Tecnológicos Cursos Artísticos Especializados Cursos Profissionais Cursos de Educação e Formação ENSINO

Leia mais

Internacionalização das PME Qualificação das PME

Internacionalização das PME Qualificação das PME Sistema de Incentivos Qualificação e Internacionalização PME Qualificação das PME Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (I&DT) Inovação Empresarial e Empreendedorismo Qualificação e Internacionalização

Leia mais

Empregabilidade e Soft Skills na Perspetiva dos Empregadores

Empregabilidade e Soft Skills na Perspetiva dos Empregadores Auditório Nobre do IPS - 29 fevereiro 2016 Empregabilidade e Soft Skills na Perspetiva dos Empregadores Diana Aguiar Vieira Empregabilidade do contexto ou do indivíduo Contexto Empregabilidade Indivíduo

Leia mais

Universidade de Évora Universidade de Aveiro. Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Ciências e Tecnologias

Universidade de Évora Universidade de Aveiro. Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Ciências e Tecnologias Universidade de Évora Universidade de Aveiro Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Ciências e Tecnologias Edital Abertura do Mestrado Gestão e Poĺıticas Ambientais Ano Letivo 2015/2016 1. O Curso

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º CINF0012- FUNDAMENTOS DA GESTÃO DA INFORMAÇÃO OBRIG 60 0 60 4.0 CONCEITOS FUNDAMENTAIS EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO. CINF0013- INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO OBRIG 60 0 60 4.0 FUNDAMENTOS

Leia mais

Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais

Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais Mapa de Pessoal do Turismo de Portugal, I.P. - Serviços Centrais Cargo/Carreira/categoria Atribuições / Competências/Actividades Nº de postos Planeados Nº de postos de trabalho providos Observações (Universo

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2016 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho

MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 2016 Nos termos da Lei n.º 35/2014, de 20 de junho MAPA DE PESSOAL DA CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA - Ano 206 Nos termos da Lei n.º 35/204, de 20 de junho CÂMARA MUNICIPAL Assistente Técnico 4 4 4 [a3] 4 4 0 0 0 4 GABINETE DE APOIO À PRESIDÊNCIA 4 Planeamento

Leia mais

IPN inov Inovação e Transferência de Tecnologia para as PME

IPN inov Inovação e Transferência de Tecnologia para as PME IPN inov Inovação e Transferência de Tecnologia para as PME I Projecto O Projecto IPN inov Inovação e Transferência de Tecnologia para as PME foi concebido no âmbito do Programa INOVJOVEM. As expectativas

Leia mais

Segurança Alimentar. Pós-Graduação. 45 ECTS //

Segurança Alimentar. Pós-Graduação. 45 ECTS // Pós-Graduação Segurança Alimentar 45 ECTS // www.esb.ucp.pt Nesta pós-graduação estudam-se os perigos, riscos, metodologias e legislação com que a segurança alimentar é confrontada na atualidade, numa

Leia mais

Ementas. Certificate in Business Administration CBA

Ementas. Certificate in Business Administration CBA Ementas Certificate in Business Administration CBA Agosto 2012 Módulo Fundamental Administração Financeira EMENTA: Disciplina desenvolve a capacidade de contribuição para as decisões gerenciais aplicando

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Introdução à Gestão de Empresas

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Introdução à Gestão de Empresas INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico / / Aprovação do Conselho Técnico-Científico / / Ficha de Unidade Curricular

Leia mais

Ciclo de Seminários Agenda 21

Ciclo de Seminários Agenda 21 Ciclo de Seminários Agenda 21 Estratégia Integrada de Turismo Sustentável no Nordeste Escola Profissional de Ansiães Cursos na Área do Turismo Identidade e Princípios Gerais A está situada num concelho

Leia mais

Informações sobre os Roteiros

Informações sobre os Roteiros Informações sobre os Roteiros O MakeMoney traz roteiros especialmente desenvolvidos para elaboração de Planos de Negócios, Estudos de Viabilidade e Planos de Inovação e Competitividade. Este documento

Leia mais

Consultoria para planeamento do processo de regulação das profissões no sector de Hotelaria, Restauração e Turismo

Consultoria para planeamento do processo de regulação das profissões no sector de Hotelaria, Restauração e Turismo Termos de Referência Consultoria para planeamento do processo de regulação das profissões no sector de Hotelaria, Restauração e Turismo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) Tipo de

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ROTA DOS VINHOS DO ALGARVE

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ROTA DOS VINHOS DO ALGARVE PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ROTA DOS VINHOS DO ALGARVE 1. ENQUADRAMENTO A Implementação da Rota dos Vinhos do Algarve é das ambições mais antigas e um dos principais objetivos estratégicos, transversal à Associação

Leia mais

Focus Group. Clusters Transfronteiriços: Competitividade, Inovação e Internacionalização

Focus Group. Clusters Transfronteiriços: Competitividade, Inovação e Internacionalização Focus Group Clusters Transfronteiriços: Competitividade, Inovação e Internacionalização VISÃO SISTÉMICA DO CLUSTER: CLUSTERS / FILEIRAS TRADICIONAIS Madeira / papel (presença da Europac Kraft Viana); Automóvel

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ IFAP CÂMPUS MACAPÁ

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ IFAP CÂMPUS MACAPÁ 13 específica, de segunda-feira a sexta-feira e aos sábados, caso seja necessário para complementação do período letivo e/ou carga horária curricular. Cada aula tem durafao de 50min (cinquenta minutos),

Leia mais

Ana Carina Correia Luís

Ana Carina Correia Luís Curriculum vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Praça João Jurado, nº 5, 1o Direito. Vila Nova de Caparica, 2825-133 Caparica Almada (Portugal) 91 111 82 01 anacluis217@gmail.com Sexo Feminino Data de nascimento 21

Leia mais

Introdução à Engenharia de Informação

Introdução à Engenharia de Informação Introdução à Engenharia de Informação Prof a. Marta Mattoso marta@cos.ufrj.br http://www.cos.ufrj.br/~marta COPPE- Sistemas / UFRJ Apresentação do Curso e Conceitos Básicos Roteiro Introdução Conceitos

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS DA 1ª AVALIAÇÃO CURSO: ADMINISTRAÇÃO TURMA: TURNO: VESPERTINO. 2º PERÍODO (2º semestre/2013) 1º Avaliação Disciplinas

CALENDÁRIO DE PROVAS DA 1ª AVALIAÇÃO CURSO: ADMINISTRAÇÃO TURMA: TURNO: VESPERTINO. 2º PERÍODO (2º semestre/2013) 1º Avaliação Disciplinas TURMA: 10216 - TURNO: VESPERTINO 2º PERÍODO (2º semestre/2013) Direito Administrativo 30/09/2013 Leônidas Psicologia Organizacional 01/10/2013 Lúcia Matemática Financeira 02/10/2013 Luiz Teoria Geral da

Leia mais

Inovação Produtiva PME Qualificação das PME

Inovação Produtiva PME Qualificação das PME Sistema de Incentivos Inovação Empresarial e Empreendedorismo Qualificação das PME Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (I&DT) Inovação Empresarial e Empreendedorismo Qualificação e Internacionalização

Leia mais

CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO DE INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS

CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO DE INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO DE INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS Podem candidatar-se a este concurso os estudantes internacionais. Para efeitos deste concurso, Estudante Internacional é o estudante

Leia mais

161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 DISCIPLINA CARGA HORÁRIA TIPO

161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 DISCIPLINA CARGA HORÁRIA TIPO PÁGINA: 1 INGRESSOS DE 20041 161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 NÚMERO MÁXIMO DE PERÍODOS 9 CARGA HORÁRIA 3640 1 132 FUNDAMENTOS ÉTICOS DE EDUCAÇÃO 30 OBRIGATORIA

Leia mais

Considerando o interesse de medir com regularidade os conteúdos da Web em português de forma a ter uma informação precisa sobre a sua evolução;

Considerando o interesse de medir com regularidade os conteúdos da Web em português de forma a ter uma informação precisa sobre a sua evolução; MEMORANDO DE ENTENDIMENTO ENTRE O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR DA REPÚBLICA PORTUGUESA E O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL em matéria de reforço

Leia mais

Visão geral da gestão de recursos humanos

Visão geral da gestão de recursos humanos Visão geral da gestão de recursos humanos 1 Referência: Cap.1 Livro-texto Por que estudar GRH? Empresas competem por meio das pessoas. Sucesso das empresas depende, cada vez mais, da capacidade de gerenciar

Leia mais

O ENSINO DE ENFERMAGEM EM PORTUGAL

O ENSINO DE ENFERMAGEM EM PORTUGAL O ENSINO DE ENFERMAGEM EM PORTUGAL Missão na Universidade de Cabo Verde Praia, 9 de Abril de 2008 Maria da Conceição Bento Até 1988 Curso de Enfermagem Geral Habilitavam: Prática Clínica de Cuidados de

Leia mais

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão Estratégica de Projetos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Empreendedorismo e Inovação

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Empreendedorismo e Inovação INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 5/11/2014 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 23/2/2015 Ficha de Unidade

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção

Curso de Engenharia de Produção Curso de Engenharia de Produção Apresentação 2015 Prof. Dr. Carlos Fernando Jung carlosfernandojung@gmail.com Nosso Negócio Produtividade Rentabilidade Melhoria Contínua Otimização de Produtos e Processos

Leia mais

Inês Isabel Falé Cipriano. Educação / Formação / Animação Sócio-Cultural

Inês Isabel Falé Cipriano. Educação / Formação / Animação Sócio-Cultural INFORMAÇÃO PESSOAL Inês Isabel Falé Cipriano Rua 25 de Abril Nº17, 2580-401 Atalaia, Alenquer 913448834 ines_cipriano1987@hotmail.com Sexo Feminino Data de nascimento 08 de Outubro 1987 Nacionalidade Portuguesa

Leia mais

Licenciatura em Matemática

Licenciatura em Matemática Licenciatura em atemática Ano Letivo 2012/2013 Acesso Geral Códigos nstituição/curso: 0300 / 9209 Condições Prova de ingresso: atemática (19) O cálculo da nota de acesso considera: 0% da nota do ensino

Leia mais

Grade Curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Computação

Grade Curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Computação Grade Curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Computação Currículo 6 Aprovado pelo CDI em 30/05/16 - Carga Horária - Carga Horária Núcleo Básico 1.280h Carga Horária Núcleo Profissionalizante

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina

Universidade Estadual de Londrina DELIBERAÇÃO Câmara de Pós-Graduação Nº 033/2010 Reestrutura o Curso de Pós-Graduação Lato sensu em Economia Empresarial. CONSIDERANDO a solicitação da Coordenação do Curso, conforme processo nº 17069/2010;

Leia mais

LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL

LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL NORMAS REGULAMENTARES Curso do 1º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo de Bolonha, constante

Leia mais

O projecto Potencial C inclui ainda um número limitado de actividades a decorrer fora do país. Objectivos:

O projecto Potencial C inclui ainda um número limitado de actividades a decorrer fora do país. Objectivos: O projecto Potencial C é uma iniciativa da Agência INOVA e é constituído por um conjunto integrado e abrangente de actividades que, ao longo de 24 meses, procurará estimular a criação de empresas no âmbito

Leia mais

CURSO DE HISTÓRIA - LICENCIATURA

CURSO DE HISTÓRIA - LICENCIATURA ICHLA INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES CURSO DE HISTÓRIA - LICENCIATURA Currículo Novo - 2010/02 - Noturno. RECONHECIMENTO RENOVADO PELA PORTARIA Nº 1.657, DE 07/10/2010 - D.O.U. DE 08/10/2010

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: INTRODUÇÃO A ECONOMIA Código da Disciplina: EPD003 Curso: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Semestre de oferta da disciplina:

Leia mais

MESTRADO EM ECONOMIA DA EMPRESA E DA CONCORRÊNCIA PROGRAMAS DAS UNIDADES CURRICULARES

MESTRADO EM ECONOMIA DA EMPRESA E DA CONCORRÊNCIA PROGRAMAS DAS UNIDADES CURRICULARES MESTRADO EM ECONOMIA DA EMPRESA E DA CONCORRÊNCIA PROGRAMAS DAS UNIDADES CURRICULARES UNIDADES CURRICULARES OBRIGATÓRIAS Análise Macroeconómica 1. Introdução à Macroeconomia 2. Medição da Actividade Económica

Leia mais

CURSOS ARTISTICOS ESPECIALIZADOS

CURSOS ARTISTICOS ESPECIALIZADOS CURSOS ARTISTICOS ESPECIALIZADOS Telf: 234 340 220 * Fax: 234 343 272 * info@aesbernardo.pt * www.aesbernardo.pt Página 1 de 11 OBJETIVOS Os cursos artísticos especializados têm como objetivos proporcionar

Leia mais

English version at the end of this document

English version at the end of this document English version at the end of this document Ano Letivo 2016-17 Unidade Curricular GESTÃO E EMPREENDEDORISMO Cursos SISTEMAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Unidade Orgânica Instituto Superior de Engenharia

Leia mais

Instituto Politécnico de Bragança Relatório de concretização do Processo de Bolonha: indicadores de progresso

Instituto Politécnico de Bragança Relatório de concretização do Processo de Bolonha: indicadores de progresso Instituto Politécnico de Bragança Relatório de concretização do Processo de Bolonha: indicadores de progresso Relatórios #1 - #4, 2008-2011 1979 Criação do sistema de Ensino Superior Politécnico em Portugal

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 79-CEPE/UNICENTRO, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2011. Aprova o Curso de Especialização em Planejamento e Organização de Eventos, modalidades modular e regular, a ser ministrado no Campus Santa Cruz,

Leia mais

PROGRAMAS EXECUTIVOS ISAG

PROGRAMAS EXECUTIVOS ISAG PROGRAMAS EXECUTIVOS ISAG Executive Programs ISAG www.isag.pt VALORES DE FUTURO INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG.

Leia mais