Diário da República, 2.ª série N.º de dezembro de

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diário da República, 2.ª série N.º de dezembro de"

Transcrição

1 Diário da República, 2.ª série N.º de dezembro de INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR Despacho n.º 15198/2014 Ao abrigo do disposto nos artigos 75.º a 80.º, do Decreto -Lei pelos Decretos -Leis n. os 107/2008, de 25 de junho, 230/2009, de 14 de setembro e 115/2013, de 7 de agosto e sob proposta da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, do Instituto Politécnico de Tomar, aprovada pelo respetivo Conselho Técnico -Científico, no sentido de alterar o plano de estudos do ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado em Comunicação Social ministrado na Escola Superior de Tecnologia de Abrantes do Instituto Politécnico de Tomar, publicado através do Despacho n.º 11340/2012, no Diário da República, 2.ª série, n.º 161, de 21 de agosto, aprovo a alteração do plano de estudos proposto que, para o efeito e em cumprimento do disposto no artigo 76.º -B, do Decreto -Lei pelos Decretos -Leis n. os 107/2008, de 25 de junho, 230/2009, de 14 de setembro e 115/2013, de 7 de agosto, se republica em anexo e na íntegra. Em cumprimento do disposto no artigo 80.º, do Decreto -Lei pelos Decretos -Leis n. os 107/2008, de 25 de junho, 230/2009, de 14 de setembro e 115/2013, de 7 de agosto, informa -se que as presentes alterações foram objeto do registo, na Direção -Geral do Ensino Superior, com o n.º R/A -Ef 641/2011/AL01 de 27 de novembro de de dezembro de O Presidente do Instituto Politécnico de Tomar, Doutor Eugénio Manuel Carvalho Pina de Almeida. ANEXO 1 Instituição de ensino: Instituto Politécnico de Tomar. 2 Unidade Orgânica: Escola Superior de Tecnologia de Abrantes 3 Curso: Comunicação Social 4 Grau: Licenciatura 5 predominante do curso: Comunicação Social 6 Número de créditos, segundo o sistema europeu de transferência e acumulação de créditos, necessário à obtenção do grau: 180 ECTS 7 Duração normal do ciclo de estudos: 6 semestres

2 31530 Diário da República, 2.ª série N.º de dezembro de Opções, ramos, ou outras formas de organização de percursos alternativos em que o curso se estruture (se aplicável): Perfil de Jornalismo e Perfil de Comunicação Empresarial 9 s s e créditos que devem ser reunidos para a obtenção do grau ou diploma: Perfil de Jornalismo QUADRO N.º 1 Sigla Créditos Obrigatórios Optativos Jornalismo J 61,0 20,0 a) Comunicação Empresarial... CEM 05,0 10,0 a) Ciências Sociais e Humanas. CSH 31,0 Ciências da Comunicação... CC 27,0 Línguas Estrangeiras LE 13,0 Matemática MAT 04,5 Ciências Económicas e Sociais CES 04,5 Multimédia MULT 04, ,0 30,0 b) a) Quadro ilustrativo de um estudante que opte por fazer quatro optativas do seu perfil (Jornalismo) e duas do outro perfil (Comunicação Empresarial). b) O estudante escolhe Unidades Curriculares Optativas correspondentes a 30 créditos, devendo 20 ser obrigatoriamente do seu perfil. Perfil de Comunicação Empresarial Planos estudos: Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Tecnologia de Abrantes Comunicação Social Licenciado predominante do curso: Comunicação Social Perfis: Jornalismo e Comunicação Empresarial 1.º ano/1.º Semestre QUADRO N.º 3 QUADRO N.º 2 Sigla Créditos Obrigatórios Optativos Comunicação Empresarial... CEM 61,0 20,0 a) Jornalismo J 05,0 10,0 a) Ciências Sociais e Humanas... CSH 31,0 Ciências da Comunicação... CC 27,0 Línguas Estrangeiras LE 13,0 Matemática MAT 04,5 Ciências Económicas e Sociais CES 04,5 Multimédia MULT 04, ,0 30,0 b) a) Quadro ilustrativo de um estudante que opte por fazer quatro optativas do seu perfil (Comunicação Empresarial) e duas do outro perfil (Jornalismo). b) O estudante escolhe Unidades Curriculares Optativas correspondentes a 30 créditos, devendo 20 ser obrigatoriamente do seu perfil. Semântica e Pragmática do Português CSH Semestral ,5 T:30; TP:30; OT:4,5 5,5 Sociologia CSH Semestral ,5 T:15; TP:30; OT:3,0 5,5 Géneros Jornalísticos J Semestral ,0 T:30; PL:30; OT:4,5 5,0 Introdução ao Marketing CEM Semestral ,0 T:30; PL:30; OT:4,5 5,0 Inglês e os Media LE Semestral ,5 T:15; TP:45; OT:4,0 4,5 Língua Estrangeira LE Semestral ,5 T:30; TP:30; OT:4,5 4,5 a) b) a) Em cada ano letivo funcionará/ão a/s UC de Línguas Estrangeiras determinadas pelo Conselho Técnico -Científico, sob proposta da Comissão de Curso. b) O estudante opta por uma das Línguas Estrangeiras em funcionamento, entre Francês, Alemão e Espanhol. 1.º ano/2.º Semestre QUADRO N.º 4 Técnicas de Expressão Oral e Escrita CSH Semestral ,0 T:30; TP:45; OT:5,5 7,0 História Económica e Política CSH Semestral ,0 T:45; TP:15; OT:5,5 5,0 Discurso dos Media CC Semestral ,0 T:15; TP:30; OT:3 5,0 Comunicação Online MULT Semestral ,0 T:30; P:30; OT:4,5 4,0 Inglês Aplicado LE Semestral ,0 T:30; TP:30; OT:4,5 4,0 a) Optativa I c) Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 b) a) Cada estudante frequenta o Inglês Aplicado correspondente ao seu perfil.

3 Diário da República, 2.ª série N.º de dezembro de º ano/1.º Semestre QUADRO N.º 5 Problemáticas Contemporâneas CC Semestral ,5 T:15; TP:30; OT:3,0 4,5 Teorias da Comunicação CC Semestral ,0 T:15; TP:30; OT:3,0 4,0 Métodos Quantitativos MAT Semestral ,5 TP:30; P:30; OT:3,0 4,5 Atelier I J/CEM Semestral ,0 TP:45; PL:60; OT:5,5 7,0 a) Laboratório de Jornalismo/Relações Públicas e Gestão de J/CEM Semestral ,0 TP:30; PL:15; OT:2,5 5,0 a) Eventos Optativa II c) Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 b) 2.º ano/2.º Semestre QUADRO N.º 6 Literatura e Pensamento Contemporâneos CSH Semestral ,0 T:30; TP:30; OT:4,5 4,0 Análise de Audiências CC Semestral ,0 TP:30; PL:15; OT:2,5 5,0 Desafios da Globalização CC Semestral ,0 T:15; TP:30; OT:3 4,0 Atelier II J/CEM Semestral ,0 TP:45; PL:60; OT:5,5 7,0 a) Tecnologias do Audiovisual/ J/CEM Semestral ,0 TP:30; PL:15; OT:2,5 5,0 a) Linguagens Publicitárias Optativa III c) Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 b) 3.º ano/1.º Semestre QUADRO N.º 7 Ética e Direito da Comunicação CC Semestral ,5 T:15; TP:30; OT:3,0 4,5 Semiótica CSH Semestral ,0 T:30; TP:30; OT:4,5 4,0 Fundamentos de Economia CES Semestral ,5 T:15; TP:30; OT:3,0 4,5 Atelier III J/CEM Semestral ,0 TP:45; PL:60; OT:5,5 7,0 a) Escrita Digital/Comunicação Interna J/CEM Semestral ,0 TP:30; PL:15; OT:2,5 5,0 a) Optativa IV c) Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 b) b) Cada estudante opta por uma das UC em funcionamento neste semestre, por determinação do Conselho Técnico -Científico e sob proposta da Comissão de Curso. 3.º ano/2.º Semestre QUADRO N.º 8 Estágio/Projeto de Empreendedorismo J/CEM Semestral ,0 E:60 + OT: 3 20 a) PL:60 + OT: 3 Optativa V c) Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 b) Optativa VI c) Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 b) a) Cada estudante opta por Estágio ou Projeto de Empreendedorismo. Independentemente da opção, a UC terá que corresponder ao perfil do estudante.

4 31532 Diário da República, 2.ª série N.º de dezembro de 2014 Unidades Curriculares optativas na área de especialização (perfil) de Jornalismo QUADRO N.º 9 Discursos e Formatos Radiofónicos J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Discursos e Formatos Televisivos J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Realização e Produção Radiofónica J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Realização e Produção Televisiva J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Cultura Visual e Paginação J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Cibercultura J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Fotojornalismo J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Jornalismo Desportivo J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Jornalismo Económico J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Inglês Aplicado ao Jornalismo J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Francês Aplicado ao Jornalismo J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Espanhol Aplicado ao Jornalismo J Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Unidades Curriculares optativas na área de especialização (perfil) de Comunicação Empresarial QUADRO N.º 10 Assessoria de Imprensa CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Estratégias de Marketing CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Marketing Digital CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Estudos de Mercado CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Comunicação de Crise CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Psicologia do Consumidor CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Marketing das Organizações Políticas CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Comunicação Territorial CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Comunicação Autárquica CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Inglês Aplicado à Comunicação Empresarial CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Francês Aplicado à Comunicação Empresarial CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5,0 Espanhol Aplicado à Comunicação Empresarial CEM Semestral ,0 T:30; PL:15; OT:4 5, INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO Regulamento n.º 552/2014 Regulamento Disciplinar dos Estudantes do Instituto Politécnico de Viana do Castelo Compete ao Conselho Geral aprovar o estatuto disciplinar dos estudantes, nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 90.º dos Estatutos do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) aprovados pelo Despacho Normativo n.º 7/2009, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 26, de 6 de fevereiro. Assim, decorrido o período de discussão pública previsto no n.º 3 do artigo 110.º do Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior (RJIES), aprovado pela Lei n.º 62/2007, de 10 de setembro, deliberou aprovar o presente Regulamento Disciplinar dos Estudantes do Instituto Politécnico de Viana do Castelo. CAPÍTULO I Princípios fundamentais Artigo 1.º Âmbito de aplicação 1 O presente Estatuto Disciplinar é aplicável aos estudantes do Instituto. 2 A perda temporária da qualidade de estudante não impede a aplicação do presente estatuto por infrações anteriormente cometidas. Artigo 2.º Objetivos O objetivo do Estatuto é salvaguardar os valores do IPVC, nomeadamente a liberdade de expressão e de opinião, a liberdade de aprender e de ensinar, garantir a integridade moral e física dos estudantes, docentes, investigadores, restantes funcionários e colaboradores ou de quaisquer outras pessoas ou entidades que intervenham no processo educativo, e proteger os seus bens patrimoniais. CAPÍTULO II Infrações e sanções disciplinares Artigo 3.º Infrações disciplinares Pratica uma infração disciplinar o estudante que, atuando dolosamente, ofenda os valores referidos no artigo 2.º, nomeadamente quando: a) Sem prejuízo da liberdade de expressão e de opinião, impedir ou constranger, por meio de violência ou ameaça de violência, o normal decurso de aulas, provas académicas, atividades de investigação ou quaisquer outras atividades pedagógico -s; b) Sem prejuízo da liberdade de expressão e de opinião, impedir ou constranger, por meio de violência ou ameaça de violência, o normal funcionamento de órgãos ou serviços das instituições de ensino superior ou outras que intervenham no processo educativo; c) Falsear os resultados de provas académicas, por meio, nomeadamente, de plágio, obtenção fraudulenta de enunciados, substituição

5 Diário da República, 2.ª série N.º de agosto de Plano de estudos: Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Educação Mestrado em Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico e de Português e História e Geografia de Portugal no 2.º Ciclo do Ensino Básico Mestrado Formação de Professores do Ensino Básico (1.º e 2.º Ciclos) 1.º ano/1.º e 2.º semestres QUADRO N.º 2 Horas de trabalho ECTS Didática da Matemática no 1.º Ciclo DID Anual TP -28; S -4; OT Didática da Língua e Literatura Portuguesas no 1.º Ciclo... DID Anual TP -28; S -4; OT Didática do Estudo do Meio DID Anual T -8; TP -12; PL -12; OT Didática das Expressões DID Anual TP -28; S -4; OT Fundamentos da Ação Pedagógica AEG 1.º semestre 135 T -10; TP -20; TC -10; OT Dimensões Sócio -Históricas da Educação AEG 1.º semestre 135 TP -40; OT Estágio no 1.º ciclo I PES 1.º semestre 189 S -35; E -21; OT Ciências Sociais e Naturais AD 1.º semestre 135 T -8; TP -22; PL -10; OT Tópicos de Matemática Discreta AD 2.º semestre 135 T:10; TP:30; OT:20 5 Desenvolvimento Curricular nos 1.º e 2.º ciclos DID 2.º semestre 108 T:5; TP:27; OT:16 4 Estágio no 1.º ciclo II PES 2.º semestre 216 S:35; E:28; OT:32 8 As TIC em Contexto Educativo DID 2.º semestre 135 T:16; TP:34; OT: º ano/1.º e 2.º semestres QUADRO N.º 3 Horas de trabalho ECTS Didática da Língua e Literatura Portuguesas no 2.º ciclo DID Anual TP:28; S:4; OT:16 4 Didática da História e da Geografia DID Anual TP:28; S:4; OT:16 4 Práticas de Diferenciação Pedagógica nos 1.º e 2.º ciclos PES Anual T:10; TP:14; OT:12 3 Seminário de Investigação e Projeto PES Anual TP:24; S:48; OT:36 9 Linguística e Texto AD 1.º semestre 135 T:10; TP:30; OT:20 5 Geografia de Portugal AD 1.º semestre 135 T:10; TP:30; OT:20 5 Estágio no 2.º ciclo I PES 1.º semestre 297 S:12; E:75; OT:43 11 Análise e Interpretação Literária AD 2.º semestre 108 T:12; TP:24; OT:12 4 História de Portugal AD 2.º semestre 108 T:12; TP:24; OT:12 4 Estágio no 2.º ciclo II PES 2.º semestre 297 S:12; E:75; OT: INSTITUTO POLITÉCNICO DE TOMAR Declaração de retificação n.º 657/2015 Por ter sido publicado com inexatidão o Despacho n.º 15198/2014, no Diário da República, 2.ª série, n.º 241, de 15 de dezembro de 2014, referente à Licenciatura em Comunicação Social, retifica -se que: No quadro n.º 9, relativo às unidades curriculares optativas da área de especialização (perfil) de Jornalismo, onde se lê «Inglês Aplicado ao Jornalismo» deve ler -se «Alemão Aplicado ao Jornalismo». No quadro n.º 10, relativo às unidades curriculares optativas da área de especialização (perfil) de Comunicação Empresarial, onde se lê «Inglês Aplicado à Comunicação Empresarial» deve ler -se «Alemão Aplicado à Comunicação Empresarial». 21 de julho de O Presidente do Instituto Politécnico de Tomar, Doutor Eugénio Manuel Carvalho Pina de Almeida

Reitoria. Despacho RT/C-29/2016 Alteração à Licenciatura em Direito.

Reitoria. Despacho RT/C-29/2016 Alteração à Licenciatura em Direito. Reitoria Despacho RT/C-29/2016 Alteração à Licenciatura em Direito. A Licenciatura em Direito foi criada através da Resolução SU-01/1993, de 01 de fevereiro, tendo o respetivo plano de estudos sido aprovado

Leia mais

18926 Diário da República, 2.ª série N.º de junho de 2013

18926 Diário da República, 2.ª série N.º de junho de 2013 18926 Diário da República, 2.ª série N.º 111 11 de junho de 2013 Unidades Curriculares do Plano de Estudos anterior Unidades Curriculares do Plano de Estudos agora publicado Optativa**......................

Leia mais

Normas Regulamentares da Licenciatura em Educação Social

Normas Regulamentares da Licenciatura em Educação Social Normas Regulamentares da Licenciatura em Educação Social Artigo 1.º Condições específicas de ingresso 1. O Conselho Técnico-científico pronuncia-se sobre o regime de ingresso no curso, ouvido o Conselho

Leia mais

Reitoria. Despacho RT/C-25/2016 Alteração ao Mestrado em Direito dos Contratos e da Empresa.

Reitoria. Despacho RT/C-25/2016 Alteração ao Mestrado em Direito dos Contratos e da Empresa. Reitoria Despacho RT/C-25/2016 Alteração ao Mestrado em Direito dos Contratos e da Empresa. O Mestrado em Direito dos Contratos e da Empresa foi criado pela Resolução SU-55/2008, de 27 de outubro; o respetivo

Leia mais

LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL

LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL NORMAS REGULAMENTARES Curso do 1º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo de Bolonha, constante

Leia mais

LICENCIATURA EM TEATRO INTERPRETAÇÃO E ENCENAÇÃO

LICENCIATURA EM TEATRO INTERPRETAÇÃO E ENCENAÇÃO LICENCIATURA EM TEATRO INTERPRETAÇÃO E ENCENAÇÃO NORMAS REGULAMENTARES Curso do do 1º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo

Leia mais

Reitoria. Despacho RT/C-26/2016 Alteração ao Mestrado em Direito Judiciário (Direitos Processuais e Organização Judiciária).

Reitoria. Despacho RT/C-26/2016 Alteração ao Mestrado em Direito Judiciário (Direitos Processuais e Organização Judiciária). Reitoria Despacho RT/C-26/2016 Alteração ao Mestrado em Direito Judiciário (Direitos Processuais e Organização Judiciária). O Mestrado em Direito Judiciário (Direitos Processuais e Organização Judiciária)

Leia mais

LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS FOTOGRAFIA

LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS FOTOGRAFIA LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS FOTOGRAFIA NORMAS REGULAMENTARES Curso do 1.º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo de Bolonha,

Leia mais

21022 Diário da República, 2.ª série N.º 155 13 de agosto de 2014

21022 Diário da República, 2.ª série N.º 155 13 de agosto de 2014 21022 Diário da República, 2.ª série N.º 155 13 de agosto de 2014 Despacho n.º 10553/2014 Ao abrigo do disposto nos artigos 75.º e 76.º do Decreto -Lei pelo Decreto -Lei n.º 107/2008, de 25 de junho, pelo

Leia mais

Reitoria. Despacho RT/C-30/2016 Alteração ao Doutoramento em Ciências Jurídicas.

Reitoria. Despacho RT/C-30/2016 Alteração ao Doutoramento em Ciências Jurídicas. Reitoria Despacho RT/C-30/2016 Alteração ao Doutoramento em Ciências Jurídicas. O Doutoramento em Ciências Jurídicas foi criado através da Resolução SU-44/2008, de 27 de outubro, tendo o respetivo plano

Leia mais

17272 Diário da República, 2.ª série N.º de junho de 2015

17272 Diário da República, 2.ª série N.º de junho de 2015 17272 Diário da República, 2.ª série N.º 123 26 de junho de 201 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Aviso n.º 7129/201 Em cumprimento do disposto na alínea d) do artigo 4.º da Lei n.º 3/2014, de 20 de junho,

Leia mais

19864 Diário da República, 2.ª série N.º de julho de 2015

19864 Diário da República, 2.ª série N.º de julho de 2015 19864 Diário da República, 2.ª série N.º 143 24 de julho de 2015 Nome Carreira /Categoria Data do Despacho Carla Cristina Ameixa Fernandes Vaz de Carvalho. Técnico Superior/Técnico Superior. UNIVERSIDADE

Leia mais

Vagas Unidades Curriculares Singulares ano letivo de 2016/17

Vagas Unidades Curriculares Singulares ano letivo de 2016/17 Vagas Unidades Curriculares Singulares ano letivo de 2016/17 Os pedidos de inscrição em unidades curriculares que não constem nesta lista devem passar pela aprovação prévia do respetivo Diretor do Curso.

Leia mais

Universidade do Minho, 20 de maio de 2014.

Universidade do Minho, 20 de maio de 2014. Reitoria despacho RT/C-62/2014 Considerando: - A acreditação preliminar pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), em 5 de abril de 2011, do Mestrado Integrado em Arquitetura, registado

Leia mais

Reitoria. Despacho RT/C-28/2016 Alteração ao Mestrado em Direito Tributário, anteriormente denominado Mestrado em Direito Tributário e Fiscal.

Reitoria. Despacho RT/C-28/2016 Alteração ao Mestrado em Direito Tributário, anteriormente denominado Mestrado em Direito Tributário e Fiscal. Reitoria Despacho RT/C-28/2016 Alteração ao Mestrado em Direito Tributário, anteriormente denominado Mestrado em Direito Tributário e Fiscal. O Mestrado em Direito Tributário e Fiscal foi criado pela Resolução

Leia mais

Escola Superior de Saúde de Santa Maria Curso de Licenciatura em Fisioterapia (a aguardar publicação em Diário da República)

Escola Superior de Saúde de Santa Maria Curso de Licenciatura em Fisioterapia (a aguardar publicação em Diário da República) Caracterização, Estrutura Curricular e Plano de Estudos: Escola Superior de Saúde de Santa Maria Curso de Licenciatura em Fisioterapia (a aguardar publicação em Diário da República) 1 - Estabelecimento

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR E PLANO DE ESTUDOS

ESTRUTURA CURRICULAR E PLANO DE ESTUDOS B ESTRUTURA CURRICULAR E PLANO DE ESTUDOS 1. Estabelecimento de ensino: 2. Unidade orgânica (faculdade, escola, instituto, etc.): 3. Curso: 4. Grau ou diploma: Mestrado 5. Área científica predominante

Leia mais

LICENCIATURA EM ASSESSORIA E TRADUÇÃO PLANO DE TRANSIÇÃO ENTRE O PLANO DE ESTUDOS EM VIGOR ATÉ AO ANO LETIVO 2015/2016 E O NOVO PLANO

LICENCIATURA EM ASSESSORIA E TRADUÇÃO PLANO DE TRANSIÇÃO ENTRE O PLANO DE ESTUDOS EM VIGOR ATÉ AO ANO LETIVO 2015/2016 E O NOVO PLANO LICENCIATURA EM ASSESSORIA E TRADUÇÃO PLANO DE TRANSIÇÃO ENTRE O PLANO DE ESTUDOS EM VIGOR ATÉ AO ANO LETIVO 2015/2016 E O NOVO PLANO Artigo 1º (Âmbito) O presente plano regula o processo de transição

Leia mais

9322 Diário da República, 2.ª série N.º de março de 2016

9322 Diário da República, 2.ª série N.º de março de 2016 9322 Diário da República, 2.ª série N.º 53 16 de março de 2016 3 As taxas em caso de mudança de orientador ou entidade recetora do estagiário só são exigíveis quando tal mudança decorra por razões imputáveis

Leia mais

2. São igualmente fixados: Universidade do Minho, 5 de Setembro de O Reitor, A. Guimarães Rodrigues

2. São igualmente fixados: Universidade do Minho, 5 de Setembro de O Reitor, A. Guimarães Rodrigues Divisão Académica despacho RT/C-211/2006 A Resolução SU-3/06, de 13 de Março, aprovou a adequação do Curso de Licenciatura em Engenharia BIológica, agora designado por Mestrado em Engenharia Biológica.

Leia mais

CALENDÁRIO DE EXAMES DA ÉPOCA NORMAL. Ano Letivo 2016/2017-1º SEMESTRE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO

CALENDÁRIO DE EXAMES DA ÉPOCA NORMAL. Ano Letivo 2016/2017-1º SEMESTRE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO 1º ANO Métodos de Investigação em Comunicação 06.01 14h30 Anf. Língua Portuguesa 09.01 15h00 97 Língua Estrangeira I Inglês 13.01 10h00 102 Língua Estrangeira I Francês 13.01 10h00

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 64 1 de Abril de

Diário da República, 2.ª série N.º 64 1 de Abril de Diário da República, 2.ª série N.º 64 1 de Abril de 2009 12507 Ano-Sem. do novo plano de estudos do anterior plano de estudos 3.º-1.º(2.º ciclo) Planeamento e gestão em serviços de radiologia 4 Administração

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Ciências do Desporto REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE DOUTOR EM CIÊNCIAS DO DESPORTO Artigo 1.º Criação 1. A Universidade da Beira

Leia mais

Regulamento do Curso Pós-Graduado de Especialização em Endodontia

Regulamento do Curso Pós-Graduado de Especialização em Endodontia Regulamento do Curso Pós-Graduado de Especialização em Endodontia Artigo 1.º Âmbito de aplicação O presente regulamento aplica-se ao Curso Pós-Graduado de Especialização em Endodontia, curso não conferente

Leia mais

1. Designação do Curso: 2. Unidade proponente: [clique para introduzir]

1. Designação do Curso: 2. Unidade proponente: [clique para introduzir] 1. Designação do Curso: 2. Unidade proponente: 3. Tipo de curso: Curso de Pós-Graduação Curso de Pós-Licenciatura Curso de Especialização Curso de Estudos Avançados Curso de Especialização Tecnológica

Leia mais

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA. Capítulo I Regime de Funcionamento. Artigo 1.º Âmbito

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA. Capítulo I Regime de Funcionamento. Artigo 1.º Âmbito REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA Capítulo I Regime de Funcionamento Artigo 1.º Âmbito 1 O presente Regulamento Interno de Frequência aplica-se aos cursos conferentes de graus académicos e diplomas do ensino superior

Leia mais

FORMULÁRIO. Mestrado Integrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais

FORMULÁRIO. Mestrado Integrado em Engenharia Metalúrgica e de Materiais FORMULÁRIO 1. Estabelecimento de ensino: 2. Unidade orgânica (faculdade, escola, instituto, etc.): 3. Curso: 4. Grau ou diploma: Mestre 5. Área científica predominante do curso: Engenharia de Materiais.

Leia mais

DESPACHO Nº 60/VR/DC/2016

DESPACHO Nº 60/VR/DC/2016 DESPACHO Nº 60/VR/DC/2016 MESTRADO EM GESTÃO / MBA Sob proposta do Conselho Científico e ao abrigo do disposto nos Decretos-Leis n.º 42/2005 de 22 de fevereiro e n.º 74/2006 de 24 de março, alterado pelos

Leia mais

Despacho/SP/116/2014 Publicação das alterações ao plano de estudos do ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado em Turismo

Despacho/SP/116/2014 Publicação das alterações ao plano de estudos do ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado em Turismo Página 1 de 5 Despacho/SP/116/2014 Publicação das alterações ao plano de estudos do ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado em Turismo De acordo com o disposto nos artigos 75.º e seguintes do

Leia mais

EDITAL. MESTRADO EM ENSINO DE EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO (Edição 2012/2014)

EDITAL. MESTRADO EM ENSINO DE EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO (Edição 2012/2014) 1/9 EDITAL MESTRADO EM ENSINO DE EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO (Edição 2012/2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de março, com as alterações

Leia mais

IDIRETORI Despacho D-23/ Âmbito de aplicação

IDIRETORI Despacho D-23/ Âmbito de aplicação U LISBOA / -- IDIRETORI Despacho D-23/2015 Por decisão do Conselho Científico da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de, na sua reunião de 1 de julho de 2015, deliberou, por unanimidade, alterar

Leia mais

UNIVERSIDADE DA MADEIRA DEPARTAMENTO DE ARTE E DESIGN

UNIVERSIDADE DA MADEIRA DEPARTAMENTO DE ARTE E DESIGN UNIVERSIDADE DA MADEIRA DEPARTAMENTO DE ARTE E DESIGN REGULAMENTO DA TRANSIÇÃO CURRICULAR ENTRE O CURSO DE LICENCIATURA EM DESIGN / PROJECTAÇÃO (Publicado no Diário da República II Série, nº159 1 de Julho

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM ENSINO DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO APRESENTAÇÃO DESTINATÁRIOS

EDITAL MESTRADO EM ENSINO DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO APRESENTAÇÃO DESTINATÁRIOS MESTRADO EM ENSINO DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO E DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL NO 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO EDITAL Informam-se os interessados que, entre 1 e 17 de Julho de 2017, se

Leia mais

da Administração NORMAS REGULAMENTARES DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO

da Administração NORMAS REGULAMENTARES DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO ISCAD hisfltuto Superior NORMAS REGULAMENTARES DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO Artigo 1.0 (Objetivo) As presentes normas regulamentares estabelecem as regras de funcionamento da Licenciatura

Leia mais

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo DESDE 1990 O ISCET Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo é um estabelecimento de ensino superior politécnico, criado em 25 de

Leia mais

10800 Diário da República, 2.ª série N.º de março de 2016

10800 Diário da República, 2.ª série N.º de março de 2016 10800 Diário da República, 2.ª série N.º 62 30 de março de 2016 ix) Requisitos para a Elaboração das Fichas de Dados de Segurança Regulamento (CE) n.º 453/2010, de 20 de maio. 21 de março de 2016. O Presidente,

Leia mais

PROJETO REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR SIMULAÇÃO EMPRESARIAL DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

PROJETO REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR SIMULAÇÃO EMPRESARIAL DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO PROJETO REGULAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR SIMULAÇÃO EMPRESARIAL DA LICENCIATURA EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO Ao abrigo da autonomia científica, pedagógica e cultural das unidades orgânicas

Leia mais

Currículo - Versão para Imprimir

Currículo - Versão para Imprimir Currículo LICENCIATURA EM FILOSOFIA - NOTURNO s Obrigatorios: 164 s Eletivos: 12 s Complementares: 14 Semestre selecionado: 2013/1 Etapa 1 HUM01059 HUM01502 HUM01060 HISTÓRIA DA FILOSOFIA GREGA INTRODUÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR. Departamento de Matemática

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR. Departamento de Matemática UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Matemática Regulamento interno do 3º Ciclo de Estudos Conducentes à obtenção do Grau de Doutor em Matemática e Aplicações Artigo 1.º Criação A Universidade

Leia mais

REGIME DE TRANSIÇÃO DA LICENCIATURA EM CIÊNCIAS SOCIAIS. Normas regulamentares

REGIME DE TRANSIÇÃO DA LICENCIATURA EM CIÊNCIAS SOCIAIS. Normas regulamentares UNIVERSIDADE ABERTA Nos termos da deliberação nº 13/07 do Senado Universitário, aprovada em sessão de 31 de Maio de 2007, e ao abrigo do disposto no artigo 43º do Decreto-Lei nº42/2005, de 22 de Fevereiro,

Leia mais

Licenciatura em ESTUDOS EUROPEUS

Licenciatura em ESTUDOS EUROPEUS Licenciatura em ESTUDOS EUROPEUS Regime de transição para o novo plano de estudos da licenciatura em Estudos Europeus No ano letivo de 2016-2017, todos os estudantes matriculados/inscritos na licenciatura

Leia mais

Despacho n.º /2015. Regulamento de Avaliação e Frequência dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais do Instituto Politécnico de Leiria

Despacho n.º /2015. Regulamento de Avaliação e Frequência dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais do Instituto Politécnico de Leiria Despacho n.º /2015 Regulamento de Avaliação e Frequência dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais do Instituto Politécnico de Leiria O Decreto-Lei n.º 43/2014, de 18 de março, procedeu à criação e

Leia mais

ANEXO I - Periodização Recomendada Curso de Publicidade e Propaganda

ANEXO I - Periodização Recomendada Curso de Publicidade e Propaganda ANEXO I - Periodização Recomendada Curso de Publicidade e Propaganda 1º Período Código Conteúdos T S PD LB CP ES OR HH3 História Contemporânea OC4 Economia Política da OC6 Leituras em Filosofia OC2 Sonora

Leia mais

ACEF/1213/03432 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1213/03432 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1213/03432 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1213/03432 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

Reitoria. despacho RT-47/2016

Reitoria. despacho RT-47/2016 Reitoria despacho RT-47/2016 Considerando o disposto na Lei nº 37/2003, de 22 de agosto, designadamente no seu artigo 16º, na redação que lhe foi dada pelo artigo 3º da Lei nº. 49/2005, de 30 de agosto;

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS

CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS ANO LETIVO 2015/2016 No âmbito da distribuição de serviço docente o Conselho Pedagógico reafirma o primado da importância fulcral

Leia mais

UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO CALENDÁRIOS DE EXAMES

UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO CALENDÁRIOS DE EXAMES UNIVERSIDADE DO MINHO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO CALENDÁRIOS DE EXAMES ANO LETIVO 2016/2017 1º Semestre Calendário de Exames do 1º Semestre - Ano Letivo 2016/2017 DATA: De 23 de jan. a 04 de fev. 2017 CURSO:

Leia mais

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo DESDE 1990 O ISCET Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo é um estabelecimento de ensino superior politécnico, criado em 25 de

Leia mais

35194 Diário da República, 2.ª série N.º de dezembro de 2013

35194 Diário da República, 2.ª série N.º de dezembro de 2013 35194 Diário da República, 2.ª série N.º 236 5 de dezembro de 2013 Faculdade de Medicina Despacho (extrato) n.º 15891/2013 Por despacho do Diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 02/02/2016 Currículo de Cursos Hora: 10:05:33

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 02/02/2016 Currículo de Cursos Hora: 10:05:33 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 02/02/2016 Currículo de Cursos Hora: 10:05:33 Curso: Lic. em Lingua Port. e Literat. de Lingua Port. - Noturno Nível: Ensino Superior Grau Conferido: Licenciado

Leia mais

MESTRADO EM AGRICULTURA BIOLÓGICA Edição

MESTRADO EM AGRICULTURA BIOLÓGICA Edição INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL (EDIÇÃO 2016-2018) Nos termos do Decreto-Lei nº42/2005, de 22 de fevereiro e do Decreto-Lei nº74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

REGULAMENTO DE APROVAÇÃO DO PLANO DE CURSO DA LICENCIATURA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESCOLA DE LISBOA

REGULAMENTO DE APROVAÇÃO DO PLANO DE CURSO DA LICENCIATURA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESCOLA DE LISBOA REGULAMENTO DE APROVAÇÃO DO PLANO DE CURSO DA LICENCIATURA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESCOLA DE LISBOA A Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa aprovou

Leia mais

LINGUÍSTICA PORTUGUESA II

LINGUÍSTICA PORTUGUESA II Maria do Céu Brás da Fonseca Professora Auxiliar de Nomeação Definitiva LINGUÍSTICA PORTUGUESA II (Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas) Relatório de Unidade Curricular para provas de Agregação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 02/02/2016 Currículo de Cursos Hora: 10:11:47

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 02/02/2016 Currículo de Cursos Hora: 10:11:47 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 02/02/2016 Currículo de Cursos Hora: 10:11:47 Curso: Licenciatura Dupla em Português e Espanhol Nível: Ensino Superior Grau Conferido: Licenciado em Lingua

Leia mais

Aviso de Abertura das Candidaturas à Pós-Graduação em Educação Musical Madeira Funchal 3ª FASE. 18 de Julho a 26 de Agosto de 2011

Aviso de Abertura das Candidaturas à Pós-Graduação em Educação Musical Madeira Funchal 3ª FASE. 18 de Julho a 26 de Agosto de 2011 Aviso de Abertura das Candidaturas à Pós-Graduação em Educação Musical Madeira Funchal 3ª FASE 18 de Julho a 26 de Agosto de 2011 1. Introdução A presente proposta refere-se a uma pós-graduação de 60 créditos

Leia mais

REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE, ESPECIALMENTE CONTRATADO, AO ABRIGO DO ARTIGO 8.º DO ECPDESP DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO

REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE, ESPECIALMENTE CONTRATADO, AO ABRIGO DO ARTIGO 8.º DO ECPDESP DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE, ESPECIALMENTE CONTRATADO, AO ABRIGO DO ARTIGO 8.º DO ECPDESP DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO ARTIGO 1.º PESSOAL ESPECIALMENTE CONTRATADO 1. Podem ser contratados

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DA RAMADA CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DA RAMADA CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS ESCOLA SECUNDÁRIA DA RAMADA CRITÉRIOS GERAIS PARA A DISTRIBUIÇÃO DE SERVIÇO E ELABORAÇÃO DE HORÁRIOS ANO LETIVO 2016/2017 A distribuição do serviço docente da Escola Secundária da Ramada (doravante designada

Leia mais

Regulamento Geral de Exames

Regulamento Geral de Exames Versão: 01 Data: 14/07/2009 Elaborado: Verificado: Aprovado: RG-PR12-07 Vice-Presidente do IPB Presidentes dos Conselhos Científicos das Escolas do IPB GPGQ Vice-Presidente do IPB Presidentes dos Conselhos

Leia mais

Mestrado em Educação Pré-Escolar

Mestrado em Educação Pré-Escolar ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO Mestrado em Educação Pré-Escolar 24-06-2014 Instituto Politécnico de Setúbal Última atualização: 12/11/2013 Pág. 1 de 5 Mestrado em Educação Pré-Escolar 1. ENQUADRAMENTO DO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 02/02/2016 Currículo de Cursos Hora: 10:31:58

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 02/02/2016 Currículo de Cursos Hora: 10:31:58 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 02/02/2016 Currículo de Cursos Hora: 10:31:58 Curso: Licenciatura Dupla em Português e Italiano Nível: Ensino Superior Grau Conferido: Licenciado em Língua

Leia mais

DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR. Universidade do Minho Escola Superior de Enfermagem

DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR. Universidade do Minho Escola Superior de Enfermagem Universidade do Minho Escola Superior de Enfermagem DOSSIER DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR BRAGA, 2006 1 PEDIDO DO REGISTO DE CRIAÇÃO DO CURSO DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM DE

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Física

Mestrado Integrado em Engenharia Física DGES DIRECÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR 1 Mestrado Integrado em Engenharia Física Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa 1 DGES

Leia mais

EXAMES ÉPOCA RECURSO E MELHORIA

EXAMES ÉPOCA RECURSO E MELHORIA Artes Visuais e Tecnologias Artísticas Dia Hora Ano Unidade Curricular Sala 09.30 h 2º HA: do Renascimento ao Barroco 3 1º Desenho e Imagem por Computador 16 14.30 h 3º Educação e Dinâmicas Sociais 3 14.30

Leia mais

[REGULAMENTO DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS]

[REGULAMENTO DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS] 2015-16 Escola Superior de Educação Jean Piaget/Almada [REGULAMENTO DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS] REGULAMENTO PARA A INSCRIÇÃO E FREQUÊNCIA DE UNIDADES CURRICULARES ISOLADAS 2015/2016 Artigo 1º Destinatários

Leia mais

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições e,

A Câmara Superior de Ensino da Universidade Federal de Campina Grande, no uso de suas atribuições e, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 08/2016 Aprova a estrutura curricular do Curso de Letras Libras, modalidade

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS - FISE TEMPO DE TRABALHO

CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS - FISE TEMPO DE TRABALHO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS - FISE Total de vagas Anuais: 100 vagas anuais Carga Horária Total do Curso: 4.240 horas-aula Integralização do Curso: Mínimo 08 semestres Turno: Noturno Portaria de Reconhecimento

Leia mais

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO

GESTÃO MESTRADO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO. REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos OBJETIVOS DO CURSO MESTRADO GESTÃO DESENVOLVE CONNOSCO AS TUAS COMPETÊNCIAS EM GESTÃO REGIME PÓS-LABORAL DURAÇÃO 3 semestres N.º DE ECTS 90 créditos O mestrado em Gestão é uma oferta formativa da ESTG, para o ano letivo

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTE EM ESPAÇO PÚBLICO

PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTE EM ESPAÇO PÚBLICO PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTE EM ESPAÇO PÚBLICO Normas regulamentares Artigo 1.º Grau A Escola Superior Artística do Porto confere a Pós-Graduação em Arte em Espaço Público. Artigo 2.º Objectivos do curso 1. A

Leia mais

Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus EC Matriz Curricular do Curso de Letras - Licenciatura

Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus EC Matriz Curricular do Curso de Letras - Licenciatura Centro Universitário Adventista de São Paulo - Campus EC Matriz Curricular do Curso de Letras - Licenciatura Início: 2013 - CONSU 2012-41 de 29/11/2012 I Ano, I Semestre I Ano, II Semestre Teoria e Prática

Leia mais

Licenciatura em Química. Departamento de Química, Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra

Licenciatura em Química. Departamento de Química, Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra Licenciatura em Química Departamento de Química, Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Coimbra A tabela 1 apresenta o plano de estudos da Licenciatura em Química. Na tabela 2 encontra-se o

Leia mais

JULIANA FERRAZ COUTINHO CURRICULUM VITÆ PORTO

JULIANA FERRAZ COUTINHO CURRICULUM VITÆ PORTO JULIANA FERRAZ COUTINHO CURRICULUM VITÆ PORTO 2011 ÍNDICE I. Identificação...2 II. Formação Académica...3 III. Actividade Docente...4 1. Licenciaturas. 2. Cursos de Pós-Graduação. 3. Outros Cursos. IV.

Leia mais

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR (UC)

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR (UC) FICHA DE UNIDADE CURRICULAR (UC) Ano letivo 2015-2016 Ano/Semestre curricular 1º Semestre Curso Unidade Curricular [designação e tipo/se é do tipo obrigatório ou optativo] (máx100 caracteres) Língua de

Leia mais

O novo currículo do curso de Filosofia é constituído de núcleos de disciplinas, a saber:

O novo currículo do curso de Filosofia é constituído de núcleos de disciplinas, a saber: CURRÍCULO O novo currículo do curso de Filosofia é constituído de núcleos de disciplinas, a saber: Núcleo de Formação básica (Licenciatura e Bacharelado): História da Filosofia Antiga, Medieval, Moderna

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS SEGUNDOS CICLOS DE ESTUDO DO ISCIA

REGULAMENTO GERAL DOS SEGUNDOS CICLOS DE ESTUDO DO ISCIA REGULAMENTO GERAL DOS SEGUNDOS CICLOS DE ESTUDO DO ISCIA Artigo 1.º Enquadramento jurídico O presente Regulamento desenvolve e complementa o regime jurídico instituído pelo Decreto-Lei n.º 74/2006, de

Leia mais

CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO

CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO .6. A - FORMAÇÃO ACADÉMICA E PROFISSIONAL =18 valores b) Mestrado, Cursos de Especialização

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO URBANA

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO URBANA INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO URBANA Edição 2016-2018 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005,

Leia mais

Universidade de Évora. Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde

Universidade de Évora. Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde Universidade de Évora Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde Instituto Politécnico de Castelo Branco - Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias Instituto Politécnico de Portalegre - Escola

Leia mais

REGULAMENTO DISCIPLINAR. CAPÍTULO I Princípios fundamentais. Artigo 1º Âmbito de aplicação

REGULAMENTO DISCIPLINAR. CAPÍTULO I Princípios fundamentais. Artigo 1º Âmbito de aplicação REGULAMENTO DISCIPLINAR CAPÍTULO I Princípios fundamentais Artigo 1º Âmbito de aplicação 1. O presente Regulamento Disciplinar é aplicável aos estudantes da Universidade Católica Portuguesa. 2. A perda

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : LICENCIATURA EM FILOSOFIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 140 Optativos: 20.

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : LICENCIATURA EM FILOSOFIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 140 Optativos: 20. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:23:01 Curso : LICENCIATURA

Leia mais

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudos de Licenciatura do Instituto Superior de Administração e Gestão

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudos de Licenciatura do Instituto Superior de Administração e Gestão Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudos de Licenciatura do Instituto Superior de Administração e Gestão Ouvidos os órgãos de gestão do ISAG, nos termos do artigo

Leia mais

Exames da Universidade Aberta - Julho 2010

Exames da Universidade Aberta - Julho 2010 ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL Data 02-Jul 06-Jul 07-Jul Horário Exames da Universidade Aberta - Julho 2010 Disciplinas Cód. Descrição 11009 Conhecimento do Mundo Social

Leia mais

Universidade de Évora. Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde

Universidade de Évora. Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde Universidade de Évora Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde Instituto Politécnico de Castelo Branco - Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias Instituto Politécnico de Portalegre - Escola

Leia mais

Calendário exames Finalistas 2015/2016 (versão ) Design de Jogos Digitais

Calendário exames Finalistas 2015/2016 (versão ) Design de Jogos Digitais Design de Jogos Digitais Desenho Matemática para Jogos /09 09:0 Narrativa Não-Linear Programação I 9/09 09:0 Semiótica Animação D Design D 4/09 09:0 Imagem Programação II /09 09:0 Teoria dos Jogos 0/09

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA EM LÍNGUA PORTUGUESA EDU236 Fundamentos da Educação: Sociologia - 30 36 2 0 3º EDU237 Fundamentos da Educação: Filosofia - 30 36 2 0 3º LET812 Estudos de Leitura - 60 72 2 2 3º LET872 Teoria

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM INFORMÁTICA E SISTEMAS.

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM INFORMÁTICA E SISTEMAS. INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM INFORMÁTICA E SISTEMAS Edição 2016-2018 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de Fevereiro,

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de CAPÍTULO III Disposições finais. Faculdade de Ciências e Tecnologia

Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de CAPÍTULO III Disposições finais. Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2.ª série N.º 234 30 de novembro de 2015 34775 CAPÍTULO III Disposições finais Artigo 20.º Aplicabilidade As remissões do presente Regulamento para a Legislação em vigor nesta data

Leia mais

Artigo 1º. Âmbito. a) Os titulares de um curso superior de bacharelato, licenciatura, mestrado ou doutoramento;

Artigo 1º. Âmbito. a) Os titulares de um curso superior de bacharelato, licenciatura, mestrado ou doutoramento; Regulamento do Concurso Especial de Acesso aos Cursos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para Titulares de Cursos Médios, Superiores e Pós-Secundários Tendo por base o

Leia mais

1 de 6 15/02/ :44

1 de 6 15/02/ :44 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DE S ACADÊMICAS Portal do Discente EMITIDO EM 15/02/2013 13:44 DADOS DA ESTRUTURA CURRICULAR Código: 01A LETRAS - NATAL - Presencial

Leia mais

Despacho VRT/RVC-04/2016

Despacho VRT/RVC-04/2016 Despacho VRT/RVC-04/2016 Considerando o disposto no artigo 37.º dos Estatutos da Universidade do Minho, aprovados pelo despacho normativo n.º 61/2008, publicado no Diário da República, n.º 236, de 5 de

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS PRESENCIAIS

CALENDÁRIO DE PROVAS PRESENCIAIS CALENDÁRIO DE PROVAS PRESENCIAIS P á g i n a 1 Caro(a) estudante: Encontra se disponível o calendário de provas presenciais para o ano letivo 2016/2017. O referido calendário foi elaborado tendo por base

Leia mais

REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA

REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM ANIMAÇÃO ARTÍSTICA O presente regulamento foi homologado pelo Presidente da ESEV, a 18 de maio de

Leia mais

1. Áreas científicas e créditos que devem ser reunidos para a obtenção do grau ou diploma. Estudos Nucleares de Pintura EP

1. Áreas científicas e créditos que devem ser reunidos para a obtenção do grau ou diploma. Estudos Nucleares de Pintura EP [Secção Académica] Plano de Estudos Organizado de Acordo com o Processo de Bolonha 1º Ciclo em PINTURA 1. Áreas científicas e créditos que devem ser reunidos para a obtenção do grau ou diploma ÁREAS CIENTÍFICAS

Leia mais

161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 DISCIPLINA CARGA HORÁRIA TIPO

161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 DISCIPLINA CARGA HORÁRIA TIPO PÁGINA: 1 INGRESSOS DE 20041 161-1 LICENCIATURA PLENA EM PEDAGOGIA Regime Regular NÚMERO MÍNIMO DE PERÍODOS 1 NÚMERO MÁXIMO DE PERÍODOS 9 CARGA HORÁRIA 3640 1 132 FUNDAMENTOS ÉTICOS DE EDUCAÇÃO 30 OBRIGATORIA

Leia mais

Currículo - Versão para Imprimir

Currículo - Versão para Imprimir Currículo BACHARELADO EM FILOSOFIA s Obrigatorios: 144 s Eletivos: 28 s Complementares: 6 Semestre selecionado: 2013/1 Etapa 1 HUM01059 HUM01502 HUM01060 HISTÓRIA DA FILOSOFIA GREGA LÓGICA I - A Etapa

Leia mais

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR (UC) 1º Ano / 1º semestre Mestrado em Educação Pré-escolar Contextos e processos em educação de infância.

FICHA DE UNIDADE CURRICULAR (UC) 1º Ano / 1º semestre Mestrado em Educação Pré-escolar Contextos e processos em educação de infância. Ano/Semestre curricular FICHA DE UNIDADE CURRICULAR (UC) Ano letivo 2014/2015 Curso Unidade Curricular [designação e tipo/se é do tipo obrigatório ou optativo] Língua de ensino 1º Ano / 1º semestre Mestrado

Leia mais

Grade Curricular - Comunicação Social. Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino

Grade Curricular - Comunicação Social. Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino Grade Curricular - Comunicação Social Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino SEMESTRE 1 CCA0218 Língua Portuguesa - Redação e Expressão Oral I 4 0 4 CCA0258 Fundamentos de Sociologia Geral

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Comunicação Organizacional sobre

Leia mais

ACEF/1415/ Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1415/ Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1415/0902202 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1415/0902202 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo

Leia mais

REGIME DE TRANSIÇÃO. Normas regulamentares. Artigo 1º Objecto

REGIME DE TRANSIÇÃO. Normas regulamentares. Artigo 1º Objecto REGIME DE TRANSIÇÃO Do Curso de Licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas variante Estudos Portugueses e Ingleses para o Curso de Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Estudos Portugueses

Leia mais

CURSO: JORNALISMO EMENTAS º PERÍODO

CURSO: JORNALISMO EMENTAS º PERÍODO CURSO: JORNALISMO EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: TEORIAS DA COMUNICAÇÃO Estudo do objeto da Comunicação Social e suas contribuições interdisciplinares para constituição de uma teoria da comunicação.

Leia mais