Remoção de amianto em edifícios, instalações. Avaliação da Satisfação do Associado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Remoção de amianto em edifícios, instalações. Avaliação da Satisfação do Associado"

Transcrição

1 BOLETIM INFORMATIVO ÍNDICE N.º 55 Fevereiro de 2011 Página Informação Associativa Incentivos Bolsa de Emprego Legislação Feiras 2/3 3/ /6 Sessão pública de apresentação do Manual do Operador de Produtos Explosivos Teve lugar no LNEC-Laboratório Nacional de Engenharia Civil, em Lisboa, no dia 10 de Março de 2011, pelas 17h a sessão de apresentação do Manual do Operador de Produtos Explosivos, que foi desenvolvido no âmbito do Protocolo de Colaboração entre a PSP e as associações ANIET e AP3E para a formação dos profissionais na área do emprego de explosivos, com vista em particular à obtenção da cédula de operador de fogo. A sessão contou com a presença do Director do Departamento de Armas e Explosivos da Polícia de Segurança Pública, Superintendente Francisco Bagina, o Presidente da Direcção da AP3E, Prof. Doutor José Carlos Góis e o Vogal da Direcção da ANIET, Eng.º Carlos Galiza. A apresentação do manual esteve a cargo do Eng.º António Vieira, representante da Mota-Engil, associada das duas associações. A mesa foi presidida pelo Eng.º Nuno Grossmann, em representação do LNEC, associado da AP3E. O manual está em fase de revisão gráfica, estando prevista a sua publicação durante o mês de Abril. O manual com cerca de 180 páginas, está organizado em 12 capítulos, cobrindo os seguintes temas: Âmbito e objectivo do manual Deveres e responsabilidades do operador Geologia aplicada aos maciços rochosos Perfuração Explosivos Sistemas de iniciação Rebentamento com explosivos Carregamento das pegas Impactes ambientais inerentes ao uso de explosivos na escavação de maciços rochosos Segurança na utilização de explosivos Legislação aplicável à utilização de explosivos Terminologia dos explosivos para uso civil O Manual do Operador de Produtos Explosivos poderá ser ainda uma maisvalia para estudantes do ensino superior universitário e politécnico, técnicos de pirotecnia e profissionais de engenharia de minas, de engenharia geotécnica, de engenharia geológica, de engenharia mecânica, de engenharia de explosivos, de engenharia militar e engenharias afins, bem como para profissionais de geociências aplicadas ligados ao sector extractivo. 1

2 INFORMAÇÃO ASSOCIATIVA Fiscalização do mercado Relativo ao Comércio de Produtos O Decreto-Lei 23/2011, de 11 de Fevereiro, em vigor desde o dia seguinte, aprovou as normas necessárias para a aplicação no direito português do Regulamento 765/2008, de 9 de Julho, que estabelece os requisitos de acreditação e fiscalização do mercado relativos à comercialização de produtos, designadamente dos produtos com marcação CE. Este Regulamento visa garantir que os produtos vendidos no mercado europeu respeita as normas europeias e que não colocam em causa a saúde ou a segurança de consumidores e utilizadores, fixando regras para a fiscalização do mercado, controlo de fronteiras e funcionamento do organismo de cada Estado membro que reconhece as entidades que avaliam tais produtos. Acreditação É ao IPAC, Instituto Português de Acreditação, IP, (www.ipac.pt) que compete, a nível nacional, reconhecer as entidades ou empresas com competência técnica para avaliar se um produto cumpre as normas europeias. Fiscalização do mercado É à ASAE, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, IP, (www.asae.pt), que compete fiscalizar os produtos, podendo proibir a venda, restringir a disponibilização, retirar ou recolher do mercado e dos agentes económicos aqueles que apresentem riscos graves para o consumidor ou utilizador, sem prejuízo de tais medidas poderem igualmente ser adoptadas por outras entidades com competência de fiscalização específica no produto em causa. Relativamente ao controlo dos produtos nas fronteiras externas da União Europeia, é dada competência à DGAIEC, Direcção-Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo, no que respeita a Portugal, para impedir a entrada de produtos que apresentem riscos para o ambiente ou consumidores. Marcação CE É do conhecimento geral que muitos produtos só podem ser colocados no mercado europeu se apresentarem a marcação CE, sinal comprovativo pelo qual o fabricante comprova que cumprem as normas europeias e não constituem perigo para a saúde ou segurança do consumidor ou utilizador, constituindo a violação desta regra contra-ordenação, punível com coima, sem prejuízo das eventual responsabilidade civil ou criminal. Remoção de amianto em edifícios, instalações e equipamentos públicos A Lei n.º 2/2011, de 9 de Fevereiro, aprovou os procedimentos e objectivos com vista à remoção de produtos que contêm fibras de amianto ainda presentes em edifícios, instalações e equipamentos públicos. Esta lei concede ao Governo o prazo de 1 ano para proceder ao levantamento dos edifícios e equipamentos públicos que contêm amianto na sua construção, que serão incluídos em listagem pública, e objecto de especial informação aos respectivos utilizadores, competindo igualmente ao Governo aprovar e regulamentar a aplicação de planos calendarizados de monitorização e ou acções correctivas, incluindo a remoção dos materiais que contenham fibras de amianto. Avaliação da Satisfação do Associado Para proceder à Avaliação do Sistema de Gestão da Qualidade na ANIET foi remetido, no passado dia 13 de Janeiro, através da Circular n.º 02/11/FP, o respectivo questionário. Este, servirá para que possamos avaliar a satisfação dos nossos associados, relativamente aos serviços prestados e consequente melhoramento dos mesmos. Mais uma vez, pedimos o seu preenchimento e envio, agradecendo a quem já o fez. SIRAPA - Sistema Integrado de Registo da Agência Portuguesa do Ambiente (Mapa integrado de registo de resíduos MIRR) Os formulários para preenchimento do Mapa Integrado de Registo de Resíduos (MIRR) relativo a 2010 já estão disponíveis no SIRAPA através do portal e deverão ser preenchidos até dia 31 de Março, nos termos do Decreto-Lei n.º 178/2006 de 5 de Setembro. Assim, as empresas que empreguem 10 ou mais trabalhadores ou que produzam resíduos perigosos (óleos usados, filtros de óleo, baterias, entre outros) têm que efectuar o preenchimento dos mapas de registo de resíduos (MIRR), através deste único portal onde se deve registar e através do qual têm acesso aos dados anteriormente existentes. Todas as instruções de procedimento estão disponív e i s n o G u i a d e U t i l i z a ç ã o e m ou facultado mediante solicitação à ANIET. Tal como vem sendo hábito disponibilizamos os nossos serviços para apoio no seu preenchimento. 2

3 Relatório único Decorre de 16 de Março a 15 de Abril a entrega, pelas empresas, do Relatório Único relativo a 2010, da informação anual sobre a actividade social da empresa. O Relatório Único é entregue exclusivamente por meio informático, em suporte electrónico, a que se pode aceder pelo portal do Gabinete de Estratégia e Planeamento (www.gep.mtss.gov.pt), que, disponibiliza toda a informação necessária ao seu correcto preenchimento (dossier de especificações técnicas, instruções de preenchimento, tabelas auxiliares de preenchimento e respectivos códigos, perguntas frequentes). Life + Associados ANIET...em 2010 não houve acordo entre a ANIET e a FEVICCOM para actualização dos valores constantes da Tabela Salarial e subsidio de refeição, mantendo-se e vigor a referente a as quotizações a favor de associações empresariais são dedutíveis em 150% do seu valor até 2% do volume de negócios da empresa, para efeitos de IRC (art. 44.º do CIRC) INCENTIVOS O Life + é um instrumento financeiro da União Europeia que suporta projectos de conservação da natureza e do ambiente. Os projectos financiados pelo LIFE+ devem: Ter interesse comunitário, contribuindo significativamente para alcançar o objectivo geral do LIFE+; Ser técnica e financeiramente coerentes e viáveis e ser rentáveis; Ser projectos de melhores práticas ou de demonstração, relacionados com a execução da Directiva 79/409/CEE ou da Directiva 92/43/CEE; Ser projectos inovadores ou de demonstração, relacionados com os objectivos ambientais da Comunidade, incluindo o desenvolvimento ou a divulgação de melhores práticas, de conhecimentos técnicos ou de tecnologias. Potenciais Beneficiários O programa está aberto a entidades públicas ou privadas, instituições registadas na EU. As propostas podem ser submetidas por uma única entidade ou uma parceria entre uma entidade coordenadora e uma ou mais entidades beneficiárias. Financiamento O máximo de co-financiamento para os projectos é de 50% para o total elegível do projecto. Em termos excepcionais, este valor pode atingir os 75% se o alvo do projecto for a conservação de espécies ou habitats tidos como prioritários de acordo com a directiva Aves e Habitats. Divulgação e Explicação do Projecto Em Portugal, terá lugar a 1 de Março no Auditório do Alto dos Moinhos (Estação de Metro do Alto dos Moinhos) em Lisboa (inscrições até 15 Fevereiro). O prazo de candidaturas a enviar à APA Agência Portuguesa do Ambiente termina a 15 de Julho Mais informações em ON.2 - O Novo Norte O ON.2 - O Novo Norte (Programa Operacional Regional do Norte 2007/2013) é um instrumento financeiro de apoio ao desenvolvimento regional do Norte de Portugal ( NUTS II ), integrado no Quadro de Referência Estratégico Nacional 2007/2013 e no novo ciclo de fundos estruturais da União Europeia destinados a Portugal. Financiado exclusivamente pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (Feder), o ON.2 apresenta a mais relevante dotação financeira global dos programas operacionais regionais - 2,7 mil milhões de Euros, representando 12,5 por cento do orçamento do QREN. Com este montante de fundo estrutural, estima-se viabilizar um investimento na Região do Norte de cerca de 4,25 mil milhões de Euros. Sendo um instrumento financeiro, o ON.2 define-se ainda como um contributo estratégico para a promoção do desenvolvimento socio-económico e territorial sustentável da Região do Norte. Nesse contexto, elege cinco prioridades estratégicas, correspondentes aos seus eixos prioritários (a que se junta um eixo específico, de natureza instrumental, para assistência técnica e financeira à implementação do programa operacional). No Eixo I Competitividade, Inovação e Conhecimento prevê-se o financiamento dos Sistemas de Incentivos às Empresas do QREN na Região do Norte, distinguindo como beneficiárias as micro e pequenas empresas e, em alguns casos, as suas associações empresariais. Nesse eixo incluem-se 3

4 ainda apoios dirigidos às infra-estruturas científicas e tecnológicas, às áreas de acolhimento empresarial, aos parques de ciência e tecnologia e às incubadoras de empresas de base tecnológica. Para mais informações consultar o site: Mapa de Férias 2011 Deve ser elaborado e afixado nos locais de trabalho até ao próximo dia 15 de Abril o mapa definitivo de férias dos trabalhadores. INFORMAÇÃO DIVERSA Confraria do Granito Decorreu no passado dia 12 de Fevereiro, a Assembleia Geral Ordinária da Confraria do Granito tendo como ponto único a eleição dos Órgãos Sociais para o biénio 2011/2012 e tomada de posse, a quem desejamos as maiores felicidades. ASSEMBLEIA GERAL Presidente: José Manuel Teixeira Monteiro da Rocha Vice-Presidente: Manuel Fernando Soares da Silva 1.º Secretário: César Manuel da Costa Vieira Pinto 2.º Secretário: Luísa Cristina da C. Almeida Martins 3.º Secretário: Paulo Jorge Nunes de Almeida 1.º Suplente: Manuel Luís Madureira da Costa 2.º Suplente: Adriano Manuel dos S. de Morais Antas 3.º Suplente: Narciso Pinto Monteiro CHANCELARIA Chanceler: Rui Manuel da Silva Peixoto Vice-Chanceler: Agostinho Castro Pereira Couto Regente: Maria Francelina de Oliveira Pinto Almoxarife: Martinho Teixeira Monteiro 1.º Mordomo: Conceição Monteiro Neves 2.º Mordomo: António Manuel Pinto Vieira 3.º Mordomo: Joaquim Vieira Teixeira 4.º Mordomo: Filinto Moreira Monteiro 5.º Mordomo: Rui Miguel da Costa Vieira 6.º Mordomo: Januário da Silva 7.º Mordomo: António Freitas Vieira Pinto 1.º Suplente: Hélder Alberto da Silva Pereira 2.º Suplente: Fernando Rui Vieira Pinto da Rocha 3.º Suplente: António Mendes Ferreira CONSELHO FISCAL Presidente: Manuel Antunes da Silva Pinto Vice-Presidente: Ana dos Santos Pereira Relator: José Vieira Pinheiro 1.º Suplente: Rui Manuel Vieira Soares 2.º Suplente: Joel Belchior de Melo Couto 3.º Suplente: Manuel Joaquim Vieira Cardoso Assembleia Geral Ordinária da Confraria Esta Confraria vai reunir em Assembleia Geral Ordinária no próximo dia 25 de Março, pelas 20h30, no auditório da Junta de Freguesia de Alpendorada. Tabelas de Retenção de IRS ma Fonte para 2011 Foi publicado, em Suplemento à 2ª série do D.R. do passado dia 3 de Fevereiro, o DESPACHO Nº A/2011, do Ministro das Finanças, de 1 de Fevereiro, que aprovou as Tabelas de Retenção de IRS na Fonte para 2011, em anexo, aplicáveis no território do Continente sobre rendimentos do trabalho dependente e pensões, pagos ou colocados à disposição a partir de 15 DE FEVEREIRO DE O mesmo Despacho fixou em 1,18% a taxa de juros a que se refere o artigo 14º do Decreto-Lei 42/91, de 22 de Janeiro (remuneração por excesso de IRS antecipadamente retido ou pago por conta), mantendo em 4% a taxa referida no artigo 16º (juros indemnizatórios por atraso na restituição do imposto). Sociedades de Microcrédito As sociedades financeiras de microcrédito são obrigadas a ter uma capital social mínimo não inferior a um milhão de euros, conforme estabelecido pela Portaria 59/2011, de 31 de Janeiro. EVENTOS Engenheiros Geotécnicos XIV Encontro de O Departamento de Engenharia Geotécnica (DEG), do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), promove no dia 14 de Maio de 2011 (Auditório E) o XIV Encontro de Engenheiros Geotécnicos, desta feita subordinado ao tema Geotecnia e Sociedade. Tal como nos eventos anteriores pretende-se promover a actualização de conhecimentos, a troca de experiências, o contacto com o mundo real da Geotecnia nas suas múltiplas vertentes. Mais informações e designadamente o programa será apresentado no próximo Boletim Informativo. 4

5 6ª Conferência Mundial da EFEE sobre Explosivos e Técnicas de Desmonte com Explosivos A 6ª Conferência Mundial da EFEE sobre Explosivos e Técnicas de Desmonte com Explosivos terá lugar em Lisboa, entre os dias 18 e 20 de Setembro de FEIRAS 2011 Nacionais: Esta Conferência será um fórum privilegiado para a apresentação e discussão de trabalhos desenvolvidos na área da Engenharia dos Explosivos, quer de domínio académico, quer do domínio profissional. Para mais informações: ou BOLSA DE EMPREGO Disponibiliza-se para emprego: Licenciados em Engenharia de Minas e Geo- Ambiente pela FEUP - Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Licenciado em Engenharia Civil pela UFP - Universidade Fernando Pessoa. Para mais informações contactar a ANIET. Disponibiliza-se CV. LEGISLAÇÃO Despacho n.º 2517-A/2011. D.R. n.º 24, Suplemento, Série II de Ministério das Finanças e da Administração Pública - Gabinete do Ministro Tabelas de retenção de IRS Lei n.º 2/2011. D.R. n.º 28, Série I de Assembleia da República Remoção de amianto em edifícios, instalações e equipamentos públicos Decreto-Lei n.º 23/2011. D.R. n.º 30, Série I de Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento Assegura a execução das obrigações decorrentes do Regulamento (CE) n.º 765/2008, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 9 de Julho, que estabelece os requisitos de acreditação e fiscalização do mercado relativos à comercialização de produtos Abril PEDRA - EXPOSALÃO, BATALHA - 14 a 17 ABRIL EXPOCONSTROI - EXPOSALÃO, BATALHA - 14 a 17 ABRIL ALGARVE CONSTRUÇÃO - ZONA RIBEIRINHA, PORTI- MÃO - ABRIL Maio TEKTÓNICA - FIL, LISBOA - 3 a 7 MAIO Outubro CONCRETA - EXPONOR, LEÇA DA PALMEIRA - 18 a 22 OUTUBRO 5

6 Internacionais: FICON 2011 FEIRA IBÉRIA DA CONSTRUÇÃO E ENERGIAS RENOVÁVEIS II ENCONTRO INTER- NACIONAL - BADAJOZ, ESPANHA - 23 a 25 MAR- ÇO INTERKAMIEN KIELCE, POLÓNIA - 15 a 17 de ABRIL BATIMATEC - ARGEL,ALGÉRIA - 3 a 6 de MAIO NATURAL STONE - TURQUIA - 27 a 30 de OUTUBRO CONTACTOS: SEDE: Rua Júlio Dinis, 931-1º Esq PORTO TELEF.: FAX: DELEGAÇÃO SUL: Avenida Manuel da Maia, 44-4º Dto LISBOA TELEF.: FAX:

BOLETIM INFORMATIVO. Inquérito Único de Pedreiras. Despacho n.º 5697/2011, de 1/04. Decreto-Lei n.º 73/2011. D.R. n.º 116, INFORMAÇÃO ASSOCIATIVA

BOLETIM INFORMATIVO. Inquérito Único de Pedreiras. Despacho n.º 5697/2011, de 1/04. Decreto-Lei n.º 73/2011. D.R. n.º 116, INFORMAÇÃO ASSOCIATIVA BOLETIM INFORMATIVO ÍNDICE N.º 59 Junho de 2011 Informação Associativa......1 Formação..1/2 Inauguração da nova Sede e 3.ª Tertúlia da Confraria do Granito.2/3 Informação Diversa. 4 Eventos..4/5 Bolsa

Leia mais

Regulamento (UE) n.º 305/2011, do

Regulamento (UE) n.º 305/2011, do BOLETIM INFORMATIVO N.º 56 Março de 2011 ÍNDICE Despacho n.º 5697/2011 1 Dia Europeu dos Recursos Minerais.1/2 Informação Associativa..2/3 Incentivos..3 Plano de Formação 2011....4/5 Informação Diversa.5

Leia mais

Sessão de Encerramento e Disseminação de Resultados

Sessão de Encerramento e Disseminação de Resultados BOLETIM INFORMATIVO Nº 104 I Julho de 2015 Índice: Informação Associativa...1 Legislação.................. 4 e 5 Feiras................ 6 Sessão de Encerramento e Disseminação de Resultados Decorreu no

Leia mais

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência Técnica aos Organismos Intermédios Eixo Prioritário VI - Assistência Técnica Convite para

Leia mais

Audiência no Ministério da Administração Interna... 1 Informação Associativa... 2 Legislação... 4 Formação... 5 Eventos... 6

Audiência no Ministério da Administração Interna... 1 Informação Associativa... 2 Legislação... 4 Formação... 5 Eventos... 6 BOLETIM INFORMATIVO Nº 84 I Outubro de 2013 Índice: Audiência no Ministério da Administração Interna... 1 Informação Associativa... 2 Legislação... 4 Formação... 5 Eventos......... 6 Audiência no Ministério

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Sistema de Incentivos às Empresas O que é? é um dos instrumentos fundamentais das políticas públicas de dinamização económica, designadamente em matéria da promoção da

Leia mais

NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS

NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS NOVO PERIODO DE PROGRAMAÇÃO INCENTIVOS DO QREN CERTIFICAÇÃO DE EMPRESAS 04-06-2008 Índice A. NOVO PERÍODO DE PROGRAMAÇÃO 2007-2013. B. ACÇÃO INTEGRADA DO IDE-RAM NO PERÍODO 2007-2013. C. APOIOS À ACTIVIDADE

Leia mais

Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental. Acções de Valorização e Qualificação Ambiental. Aviso - ALG-31-2010-02

Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental. Acções de Valorização e Qualificação Ambiental. Aviso - ALG-31-2010-02 Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental Acções de Valorização e Qualificação Ambiental Aviso - ALG-31-2010-02 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

Leia mais

Sistema de Apoio a Parques de Ciência e Tecnologia e Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica

Sistema de Apoio a Parques de Ciência e Tecnologia e Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) Programas Operacionais Regionais do Continente REGULAMENTO ESPECÍFICO Sistema de Apoio a Parques de Ciência e Tecnologia e Incubadoras de Empresas de Base

Leia mais

Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico.

Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico. COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 26.07.2002 C (2002) 2943 Assunto: Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico. Excelência, PROCEDIMENTO Por carta n.º

Leia mais

Global Incentives Solutions*

Global Incentives Solutions* Incentives Solutions Global Incentives Solutions* Informação sobre incentivos ao investimento Número 6, Outubro de 2007 *connectedthinking What s hot Assinatura dos Programas Operacionais (PO) No passado

Leia mais

Legislação MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

Legislação MINISTÉRIO DAS FINANÇAS Diploma Decreto-Lei n.º 34/2005 17/02 Estado: Vigente Legislação Resumo: Transpõe para a ordem jurídica interna a Directiva n.º 2003/49/CE, do Conselho, de 3 de Junho, relativa a um regime fiscal comum

Leia mais

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA. Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência Técnica aos Órgãos de Gestão

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA. Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência Técnica aos Órgãos de Gestão EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA Convite Público à Apresentação de Candidatura no EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência

Leia mais

Entrada em vigor em 9/08/2012 na redação dada pela deliberação CMC POVT de 8/08/2012

Entrada em vigor em 9/08/2012 na redação dada pela deliberação CMC POVT de 8/08/2012 Regulamento Específico Prevenção e Gestão de Riscos Programa Operacional Valorização do Território Deliberações CMC POVT: 15/10/2007, 19/02/2008, 26/08/2009, 25/03/2011, 6/02/2012, 20/03/2012 e 8/08/2012

Leia mais

Sistemas de Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial e Logística (SAAAEL) Aviso para apresentação de Candidaturas em Contínuo Balcão Permanente

Sistemas de Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial e Logística (SAAAEL) Aviso para apresentação de Candidaturas em Contínuo Balcão Permanente Eixo Prioritário I Competitividade, Inovação e Conhecimento Sistemas de Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial e Logística (SAAAEL) Aviso para apresentação de Candidaturas em Contínuo Balcão Permanente

Leia mais

QREN Inovação Empreendedorismo Qualificado. Projectos Individuais N.º 06/SI/2011

QREN Inovação Empreendedorismo Qualificado. Projectos Individuais N.º 06/SI/2011 1 QREN Inovação Empreendedorismo Qualificado Projectos Individuais N.º 06/SI/2011 2 Índice 1. Objectivos e Prioridades 2. Condições de Acesso a. Promotor b. Projecto c. Aviso de Abertura 3. Modalidades

Leia mais

Eixo Prioritário V Assistência Técnica

Eixo Prioritário V Assistência Técnica Eixo Prioritário V Assistência Técnica Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência Técnica no Âmbito da Delegação de Competências com os Organismos Intermédios na gestão dos

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL

MINISTÉRIO DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL 5872 Diário da República, 1.ª série N.º 171 3 de Setembro de 2009 verno responsáveis pelas áreas das autarquias locais e da Administração Pública. Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 9 de Julho

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Âmbito de aplicação do regulamento O presente regulamento estabelece as condições de acesso e as regras gerais de atribuição de co-financiamento comunitário do Fundo

Leia mais

Benefícios Fiscais. Incentivos em regime contratual

Benefícios Fiscais. Incentivos em regime contratual Benefícios Fiscais O Estatuto dos Benefícios Fiscais consagra um conjunto de medidas de isenção e redução da carga fiscal para diversos tipos de projectos e investimentos. Os incentivos e benefícios fiscais

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Eixo Prioritário IV Protecção e Valorização Ambiental ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS ÁGUAS INTERIORES Aviso nº : CENTRO-VQA-2009-14-PIN-07

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 01 / SIALM / 2013

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 01 / SIALM / 2013 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 01 / SIALM / 2013 SISTEMA DE INCENTIVOS DE APOIO LOCAL A MICROEMPRESAS (SIALM) Nos termos do Regulamento do Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas

Leia mais

EIXO PRIORITÁRIO III AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

EIXO PRIORITÁRIO III AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS EIXO PRIORITÁRIO III PREVENÇÃO, GESTÃO E MONITORIZAÇÃO DE RISCOS NATURAIS E TECNOLÓGICOS PREVENÇÃO E GESTÃO DE RISCOS CÓDIGO DO AVISO: POVT- 35-2011-41 17 de Janeiro

Leia mais

QREN Inovação Inovação Produtiva. Projectos Individuais N.º 05/SI/2011

QREN Inovação Inovação Produtiva. Projectos Individuais N.º 05/SI/2011 1 QREN Inovação Inovação Produtiva Projectos Individuais N.º 05/SI/2011 2 Índice 1. Objectivos e Prioridades 2. Condições de Acesso a. Promotor b. Projecto c. Aviso de Abertura 3. Modalidades de Projectos

Leia mais

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1 Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1. A Câmara Municipal de Almeida tem, nos termos da lei e dos estatutos, autonomia administrativa, financeira e

Leia mais

PROCEDIMENTO DE REGISTO DAS ORGANIZAÇÕES NO SISTEMA COMUNITÁRIO DE ECOGESTÃO E AUDITORIA (EMAS) Índice. Alterações Não aplicável 1ª Edição

PROCEDIMENTO DE REGISTO DAS ORGANIZAÇÕES NO SISTEMA COMUNITÁRIO DE ECOGESTÃO E AUDITORIA (EMAS) Índice. Alterações Não aplicável 1ª Edição PROCEDIMENTO DE REGISTO DAS ORGANIZAÇÕES NO SISTEMA COMUNITÁRIO DE ECOGESTÃO E AUDITORIA (EMAS) SQ.E.O.01 - Dezembro 2008 Índice Página 1. Objectivo 2 2. Campo de aplicação 2 3. Documentos de referência

Leia mais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais

Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos Individuais até concursos abertos 16 de abril de 2012 Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME Projetos

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO Concurso externo de Ingresso para preenchimento de um posto de trabalho na categoria de Técnico de Informática do Grau 1, Nível 1, da carreira

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Despacho Sob proposta do Gestor do Programa Operacional Sociedade do Conhecimento e nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 29º do Decreto-Lei n.º 54-A/2000, de

Leia mais

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes

Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo. Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Anadia, 25 de Fevereiro de 2008 Miguel Mendes 2 Apoios Financeiros ao Investimento no Turismo Índice 1 Plano Estratégico Nacional do Turismo (PENT) 2 Crédito

Leia mais

INSTITUCIONAL. Eixo Prioritário 5 GOVERNAÇÃO E CAPACITAÇÃO. Operações no Domínio da Administração em Rede

INSTITUCIONAL. Eixo Prioritário 5 GOVERNAÇÃO E CAPACITAÇÃO. Operações no Domínio da Administração em Rede Eixo Prioritário 5 GOVERNAÇÃO E CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL Operações no Domínio da Administração em Rede Aviso para apresentação de candidaturas - Eixo Prioritário V Governação e Capacitação Institucional

Leia mais

Programa Operacional Regional de Lisboa

Programa Operacional Regional de Lisboa AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS EM REGIME DE APROVAÇÃO CONDICIONADA - OVERBOOKING Considerando que a dotação global do Programa Operacional já está comprometida, não existindo recursos financeiros,

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN]

Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Sistema de Incentivos à Inovação e I&DT (Sector Automóvel) Quadro de Referência Estratégico Nacional [QREN] Frederico Mendes & Associados Sociedade de Consultores Lda. Frederico Mendes & Associados é uma

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO 2222 Diário da República, 1.ª série N.º 74 15 de Abril de 2008 Artigo 2.º Entrada em vigor A presente portaria entra em vigor no dia imediato à data da sua publicação. Em 31 de Março de 2008. O Ministro

Leia mais

Decreto-Lei n.º 384/87 de 24 de Dezembro

Decreto-Lei n.º 384/87 de 24 de Dezembro Decreto-Lei n.º 384/87 de 24 de Dezembro (Alterado pelos Decretos-Leis n.ºs 157/90, de 17 de Maio e 319/2001, de 10 de Dezembro) Disposições gerais relativas a contratos-programa...2 Âmbito... 2 Iniciativa

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Através do Decreto -Lei n.º 212/2006, de 27 de Outubro (Lei Orgânica do Ministério da Saúde), e do Decreto -Lei n.º 221/2007, de 29 de Maio,

Leia mais

Sistema de Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial e Logística

Sistema de Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial e Logística REGULAMENTO ESPECÍFICO Sistema de Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial e Logística Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º Âmbito 1. O presente Regulamento define as condições de acesso e as regras

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) VALE INOVAÇÃO

SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) VALE INOVAÇÃO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 07 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) VALE INOVAÇÃO Nos termos do Regulamento do SI Qualificação

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012. Série. Número 224

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012. Série. Número 224 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 24 de dezembro de 2012 Série Sumário VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Determina a designação, em regime de comissão de serviço por um ano, do

Leia mais

ANEXOS MINISTÉRIO DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL Despacho n.º /2008 A Resolução do Conselho de Ministros n.º 25/2008, de 13 de Fevereiro, rectificada

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 06 / SI / 2012

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 06 / SI / 2012 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 06 / SI / 2012 SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) PROGRAMA ESTRATÉGICO +E+I VALE PROJETO SIMPLIFICADO

Leia mais

Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007

Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Nos termos do Regulamento Específico Saúde

Leia mais

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços Curso de Gestão Empresarial para Comércio e Serviços PROMOÇÃO: COLABORAÇÃO DE: EXECUÇÃO: APRESENTAÇÃO: > A aposta na qualificação dos nossos recursos humanos constitui uma prioridade absoluta para a Confederação

Leia mais

Promover o Emprego e Apoiar a Mobilidade Laboral

Promover o Emprego e Apoiar a Mobilidade Laboral AVISO/CONVITE PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL 2014-2020 (MADEIRA14-20) EIXO PRIORITÁRIO 7 Promover o Emprego e Apoiar a Mobilidade Laboral PRIORIDADE DE INVESTIMENTO (PI)

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

( DR N.º 172, Série I 4 Setembro 2009 4 Setembro 2009 )

( DR N.º 172, Série I 4 Setembro 2009 4 Setembro 2009 ) LEGISLAÇÃO Portaria n.º 985/2009, de 4 de Setembro, Aprova a criação do Programa de Apoio ao Empreendimento e à Criação do Próprio Emprego (PAECPE), a promover e executar pelo Instituto do Emprego e Formação

Leia mais

Eixo Prioritário IV Qualificação do Sistema Urbano. Mobilidade Territorial

Eixo Prioritário IV Qualificação do Sistema Urbano. Mobilidade Territorial Eixo Prioritário IV Qualificação do Sistema Urbano Mobilidade Territorial Convite Público à Apresentação de Candidaturas no domínio dos Sistemas ferroviários ligeiros (metro) MT/01/2008 MOBILIDADE TERRITORIAL

Leia mais

12CNG CONGREssO NaCiONal de GEOtECNia GUIMArães 2010

12CNG CONGREssO NaCiONal de GEOtECNia GUIMArães 2010 26 A 29 de abril. GUIMARãES 2010 geotecnia e desenvolvimento sustentável Convite A Sociedade Portuguesa de Geotecnia (SPG) e o Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho (DEC-UM) têm a honra

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE. Rev.: 02. Data: 05-07-2013. Mod.41/00. pág. 1

MANUAL DA QUALIDADE. Rev.: 02. Data: 05-07-2013. Mod.41/00. pág. 1 MANUAL DA QUALIDADE Rev.: 02 Data: 05-07-2013 pág. 1 Designação Social: Dupliconta Sociedade de Contabilidade, Consultadoria e Gestão Lda. Morada: Caminho do Pilar, Conjunto Habitacional do Pilar, Lote

Leia mais

Decreto-Lei n.º 168/2007, de 3 de Maio, Aprova a orgânica do Instituto Português da Juventude, I. P (JusNet 1078/2007)

Decreto-Lei n.º 168/2007, de 3 de Maio, Aprova a orgânica do Instituto Português da Juventude, I. P (JusNet 1078/2007) LEGISLAÇÃO Decreto-Lei n.º 168/2007, de 3 de Maio, Aprova a orgânica do Instituto Português da Juventude, I. P (JusNet 1078/2007) ( DR N.º 85, Série I 3 Maio 2007 3 Maio 2007 ) Emissor: Presidência do

Leia mais

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt

Portugal 2020. Pedro Gomes Nunes. Director Executivo. Lisboa, Fevereiro 2014. www.risa.pt Pedro Gomes Nunes Director Executivo Lisboa, Fevereiro 2014 RISA - Apresentação ÁREAS DE NEGÓCIO Estudos e Projectos + 20 anos de experiência + 1.500 candidaturas a Fundos Comunitários aprovadas. + 1,6

Leia mais

CANDIDATURAS ABERTAS:

CANDIDATURAS ABERTAS: Resumo das candidaturas aos Sistemas de Incentivos QREN CANDIDATURAS ABERTAS: Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico Tipologia de Projectos Abertura Encerramento Individuais

Leia mais

Contribuir para o desenvolvimento da região em que se inserem;

Contribuir para o desenvolvimento da região em que se inserem; SIPIE SISTEMA DE INCENTIVOS A PEQUENAS INICIATIVAS EMPRESARIAIS FICHA DE MEDIDA Apoia projectos com investimento mínimo elegível de 15.000 e a um máximo elegível de 150.000, que visem a criação ou desenvolvimento

Leia mais

PRINCIPAIS MARCOS DO SUCH

PRINCIPAIS MARCOS DO SUCH PRINCIPAIS MARCOS DO SUCH 2014 4 de dezembro - Aprovação, por maioria absoluta, em sede de Assembleia Geral, do novo Regime de Quotização e Benefícios dos Associados e do Plano de Ação e Orçamento para

Leia mais

PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 12 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Nos termos do Regulamento do SI Inovação, a apresentação

Leia mais

ESPECIAL PMEs. Volume III Fundos europeus 2ª parte. um Guia de O Portal de Negócios. www.oportaldenegocios.com. Março / Abril de 2011

ESPECIAL PMEs. Volume III Fundos europeus 2ª parte. um Guia de O Portal de Negócios. www.oportaldenegocios.com. Março / Abril de 2011 ESPECIAL PMEs Volume III Fundos europeus 2ª parte O Portal de Negócios Rua Campos Júnior, 11 A 1070-138 Lisboa Tel. 213 822 110 Fax.213 822 218 geral@oportaldenegocios.com Copyright O Portal de Negócios,

Leia mais

Relatório de Actividades de 2004

Relatório de Actividades de 2004 Relatório de Actividades de 2004 1. Direcção A direcção da ABIC, como é da sua competência, durante o ano de 2004 coordenou e desenvolveu as seguintes actividades no sentido de cumprir o plano de actividades

Leia mais

PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa?

PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa? PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa? QUAL O MONTANTE DE APOIOS COMUNITÁRIOS ATRIBUÍDOS A PORTUGAL? 25 Mil Milhões de Euros. Outros Programas* Este é o montante que Portugal vai receber em fundos

Leia mais

Um Feliz Natal e Próspero Ano Novo BOLETIM INFORMATIVO. A Direção e colaboradores da ANIET, desejam a todos. Índice: Nº 85 I Novembro de 2013

Um Feliz Natal e Próspero Ano Novo BOLETIM INFORMATIVO. A Direção e colaboradores da ANIET, desejam a todos. Índice: Nº 85 I Novembro de 2013 BOLETIM INFORMATIVO Nº 85 I Novembro de 2013 Índice: Internacionalização... 2 Informação Associativa... 3 Legislação... 6 Formação... 7 Feiras............ 8 A Direção e colaboradores da ANIET, desejam

Leia mais

INFORMAÇÃO EMPRESARIAL

INFORMAÇÃO EMPRESARIAL INFORMAÇÃO EMPRESARIAL Boletim Informativo Nº 124 de?? de Maio de 2008 Plano Integrado para a Ciência, Tecnologia e Inovação Formação Profissional Intra-Empresa Formação em Técnicas de Informação e Comunicação

Leia mais

Sistema de Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial. Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas - CIMDOURO-AAE-200901

Sistema de Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial. Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas - CIMDOURO-AAE-200901 para Apresentação de Candidaturas - Sistema de Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial para Apresentação de Candidaturas - Nos termos do Regulamento Específico - Sistema de Apoio a Áreas de Acolhimento

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO. entre a PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA, OPTIMUS COMUNICAÇÕES, S.A., PT COMUNICAÇÕES, S.A.,

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO. entre a PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA, OPTIMUS COMUNICAÇÕES, S.A., PT COMUNICAÇÕES, S.A., PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO entre a PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA, e OPTIMUS COMUNICAÇÕES, S.A., PT COMUNICAÇÕES, S.A., TMN - TELECOMUNICAÇÕES MÓVEIS NACIONAIS, S.A., VODAFONE

Leia mais

Bruxelas, 25-VIII-2005 C(2005) 3288

Bruxelas, 25-VIII-2005 C(2005) 3288 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 25-VIII-2005 C(2005) 3288 Assunto: Auxílio estatal N 360/2005 Portugal Alteração do regime de auxílios existente Auxílios estatais a favor do desenvolvimento regional dos Açores

Leia mais

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu. Guia de preenchimento do Formulário de Candidatura da Entidade Organizadora

UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu. Guia de preenchimento do Formulário de Candidatura da Entidade Organizadora UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Guia de preenchimento do Formulário de Candidatura da Entidade Organizadora ÍNDICE ENQUADRAMENTO... 3 1. Descrição... Erro! Marcador não definido. 2. Entidade Gestora...

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 179/IX ALARGA O REGIME DE INCENTIVOS FISCAIS À I&D EMPRESARIAL. Exposição de motivos

PROJECTO DE LEI N.º 179/IX ALARGA O REGIME DE INCENTIVOS FISCAIS À I&D EMPRESARIAL. Exposição de motivos PROJECTO DE LEI N.º 179/IX ALARGA O REGIME DE INCENTIVOS FISCAIS À I&D EMPRESARIAL Exposição de motivos Nos últimos seis anos conseguiu-se um verdadeiro take-off da I&D empresarial reflectido nos resultados

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO Maio de 2011

BOLETIM INFORMATIVO Maio de 2011 BOLETIM INFORMATIVO ÍNDICE N.º 58 Maio de 2011 Fórum Sectorial.1/3 Assembleia de Delegados da UEPG.. 3 Dia Europeu dos Recursos Minerais. 4/7 Informação Associativa.8 Formação..9 Informação Diversa 9/10

Leia mais

Incentivos a Microempresas do Interior. Saiba como se candidatar

Incentivos a Microempresas do Interior. Saiba como se candidatar Incentivos a Microempresas do Interior 3 Incentivos a Microempresas do Interior Para que servem estes incentivos? 4 5 Este regime de incentivos apoia microempresas localizadas no Interior ou em regiões

Leia mais

2762-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 138 18-6-1998 MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE

2762-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 138 18-6-1998 MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE 2762-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B N. o 138 18-6-1998 MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE Portaria n. o 348-A/98 de 18 de Junho O combate à pobreza e à exclusão social constituem uma prioridade

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES 1783 MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Decreto n.º 7/2008 de 27 de Março A rede ferroviária de alta velocidade constitui um empreendimento público de excepcional interesse nacional

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, DO DESENVOLVIMENTO RURAL E DAS PESCAS

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, DO DESENVOLVIMENTO RURAL E DAS PESCAS 2516-(2) Diário da República, 1.ª série N.º 90 9 de Maio de 2008 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, DO DESENVOLVIMENTO RURAL E DAS PESCAS Portaria n.º 357-A/2008 de 9 de Maio A estrutura empresarial dos territórios

Leia mais

Área Metropolitana do. Porto 2007-2013. Programa Territorial de Desenvolvimento

Área Metropolitana do. Porto 2007-2013. Programa Territorial de Desenvolvimento Área Metropolitana do Porto 2007-2013 Programa Territorial de Desenvolvimento Modernização do Governo Electrónico e melhoria da relação das empresas e dos cidadãos com a Administração Desconcentrada e

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

PROGRAMA MODELAR MANUAL DE APOIO AO PROCESSO DE CANDIDATURA

PROGRAMA MODELAR MANUAL DE APOIO AO PROCESSO DE CANDIDATURA PROGRAMA MODELAR MANUAL DE APOIO AO PROCESSO DE CANDIDATURA Junho de 2009 1 MANUAL DE APOIO AO PROCESSO DE CANDIDATURA AO PROGRAMA MODELAR O Programa MODELAR tem como objectivo a atribuição de apoio financeiro

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO Concurso interno de acesso geral para a categoria de especialista de informática de grau 2, nível 1 da carreira de especialista de informática,

Leia mais

Estatutos da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, S.A.

Estatutos da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, S.A. Estatutos da Sociedade de Transportes Colectivos do Porto, S.A. CAPÍTULO I Denominação, duração, sede e objecto Artigo 1º Denominação e duração 1 - A sociedade adopta a forma de sociedade anónima e a denominação

Leia mais

Secretaria de Estado do Sector Empresarial Público. Decreto-Lei nº 7/07 de 2 de Maio

Secretaria de Estado do Sector Empresarial Público. Decreto-Lei nº 7/07 de 2 de Maio Secretaria de Estado do Sector Empresarial Público Decreto-Lei nº 7/07 de 2 de Maio Tendo em conta a história económica do nosso País após a independência, a propriedade pública ainda ocupa um lugar muito

Leia mais

O que é o Portugal 2020?

O que é o Portugal 2020? O que é o Portugal 2020? Portugal 2020 é o novo ciclo de programação dos fundos europeus, que substitui o antigo QREN (Quadro Estratégico de Referência Nacional). Foi acordado entre Portugal e a Comissão

Leia mais

Missão Empresarial Banco Asiático de Desenvolvimento (BAsD) Sector: Energia

Missão Empresarial Banco Asiático de Desenvolvimento (BAsD) Sector: Energia Missão Empresarial Banco Asiático de Desenvolvimento (BAsD) Sector: Energia Manila, 18 a 22 de Março de 2013 1 Enquadramento: No âmbito do Acordo de Parceiros celebrado entre a AICEP e o GPEARI (Ministério

Leia mais

Consórcio CGD/IHRU. Fundo de Desenvolvimento Urbano TEKTÓNICA. Iniciativa Comunitária JESSICA. 9 de Maio 2012

Consórcio CGD/IHRU. Fundo de Desenvolvimento Urbano TEKTÓNICA. Iniciativa Comunitária JESSICA. 9 de Maio 2012 Iniciativa Comunitária JESSICA Fundo de Desenvolvimento Urbano Consórcio CGD/IHRU TEKTÓNICA 9 de Maio 2012 Iniciativa Comunitária JESSICA Consórcio IHRU/GCGD 18 de Abril de 2012 1 Portugal Evolução de

Leia mais

ESTÁGIOS EMPREGO IEFP,I.P. FORMULÁRIO DE CANDIDATURA MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL - 1 - 1. IDENTIFICAÇÃO DA ENTIDADE

ESTÁGIOS EMPREGO IEFP,I.P. FORMULÁRIO DE CANDIDATURA MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL - 1 - 1. IDENTIFICAÇÃO DA ENTIDADE IEFP,I.P. MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA ESTÁGIOS EMPREGO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ENTIDADE 1.1 NIPC / NIF: 510847226 1.2 NISS: 25108472262 1.3 Denominação

Leia mais

CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1º. Objecto

CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1º. Objecto CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece as condições de acesso das operações a apoiar no âmbito da Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos, para:

Leia mais

REGULAMENTO DE BENEFÍCIOS. Capítulo I - Disposições Gerais... 2. Capítulo II... 4. Secção I - Serviços de Saúde... 4

REGULAMENTO DE BENEFÍCIOS. Capítulo I - Disposições Gerais... 2. Capítulo II... 4. Secção I - Serviços de Saúde... 4 REGULAMENTO DE BENEFÍCIOS Capítulo I - Disposições Gerais... 2 Capítulo II... 4 Secção I - Serviços de Saúde... 4 Secção II - Complementos de Reforma... 5 Capítulo III - Benefícios suportados pelo Fundo

Leia mais

Regime de constituição e de direitos e deveres das associações de pais e de encarregados de educação Decreto-Lei n.º 372/90 de 27 de Novembro

Regime de constituição e de direitos e deveres das associações de pais e de encarregados de educação Decreto-Lei n.º 372/90 de 27 de Novembro Regime de constituição e de direitos e deveres das associações de pais e de encarregados de educação Decreto-Lei n.º 372/90 de 27 de Novembro A Lei n.º 7/77, de 1 de Fevereiro, bem como a legislação que

Leia mais

Regulamento de Acesso à Medida 7.1 - Desenvolvimento de Centros de Competências em TIC" Programa Operacional Sociedade do Conhecimento

Regulamento de Acesso à Medida 7.1 - Desenvolvimento de Centros de Competências em TIC Programa Operacional Sociedade do Conhecimento Regulamento de Acesso à Medida 7.1 - Desenvolvimento de Centros de Competências em TIC" Programa Operacional Sociedade do Conhecimento PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Despacho Sob proposta do Gestor

Leia mais

Cargo Órgãos Sociais Eleição Mandato. Mesa da Assembleia-geral. Não Aplicável. Conselho de Administração

Cargo Órgãos Sociais Eleição Mandato. Mesa da Assembleia-geral. Não Aplicável. Conselho de Administração Modelo de Governo Cargo Órgãos Sociais Eleição Mandato Presidente Vice-Presidente Secretário Mesa da Assembleia-geral Não Aplicável Presidente Conselho de Administração Izabel Maria Nunes Rodrigues Daniel

Leia mais

Empresas que se mexem, são empresas que crescem!

Empresas que se mexem, são empresas que crescem! Empresas que se mexem, são empresas que crescem! Apresentação do Projecto/ Abertura de inscrições Introdução A Adere-Minho - Associação para o Desenvolvimento Regional do Minho, entidade de natureza associativa

Leia mais

Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas: ABERTURA DE CONCURSOS

Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas: ABERTURA DE CONCURSOS Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas: ABERTURA DE CONCURSOS O SIALM Sistema de Incentivos de Apoio Local a Microempresas é a principal bandeira do Programa VALORIZAR. Com esta medida as

Leia mais

Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo. Data de Apresentação:14 de Abril de2010

Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo. Data de Apresentação:14 de Abril de2010 Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo Data de Apresentação:14 de Abril de2010 1 Agenda 1 SIFIDE 2 Internacionalização 3 Investimento Produtivo 2 Incentivos Fiscais SIFIDE

Leia mais

POCI Aviso n.º3/si/2015 Programa Operacional Fatores de Competitividade INOVAÇÃO PRODUTIVA ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS BENEFICIÁRIOS

POCI Aviso n.º3/si/2015 Programa Operacional Fatores de Competitividade INOVAÇÃO PRODUTIVA ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS BENEFICIÁRIOS ENQUADRAMENTO E OBJETIVOS POCI Aviso n.º3/si/2015 Programa Operacional Fatores de Competitividade INOVAÇÃO PRODUTIVA O objetivo específico deste concurso consiste em conceder apoios financeiros a projetos

Leia mais

Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis. Enquadramento Legal

Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis. Enquadramento Legal AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis - Obrigações Gerais do Empregador SERVIÇOS DE ENGENHARIA/SEGURANÇA AICCOPN - 07 de Junho de

Leia mais

N. o 159 8 de Julho de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 4121

N. o 159 8 de Julho de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 4121 N. o 159 8 de Julho de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 4121 Artigo 6. o Entrada em vigor A presente lei entra em vigor 90 dias após a sua publicação. Aprovada em 13 de Maio de 2004. Promulgada em 22

Leia mais

Instituto Português de Acreditação, I.P. (IPAC) AVISO

Instituto Português de Acreditação, I.P. (IPAC) AVISO Instituto Português de Acreditação, I.P. (IPAC) AVISO 1 O Instituto Português de Acreditação, I.P. (IPAC) é um organismo da Administração Central do Estado conforme disposto no decreto-lei nº 125/2004

Leia mais

Estrada Nacional nº 4 Km 158 7151-912 Borba Tel: 268891510 Fax: 268891529 geral@valorpedra.pt www.valorpedra.pt

Estrada Nacional nº 4 Km 158 7151-912 Borba Tel: 268891510 Fax: 268891529 geral@valorpedra.pt www.valorpedra.pt Artigo 1º. Denominação, Sede e duração 1. A Associação, sem fins lucrativos, adopta a denominação ASSOCIAÇÃO VALOR PEDRA, tem a sede na Estrada Nacional 4, km 158, Apartado 48 EC Borba, 7151-912 Borba,

Leia mais

8226 Diário da República, 1.ª série N.º 215 8 de Novembro de 2007

8226 Diário da República, 1.ª série N.º 215 8 de Novembro de 2007 8226 Diário da República, ª série N.º 215 8 de Novembro de 2007 da Madeira os Drs. Rui Nuno Barros Cortez e Gonçalo Bruno Pinto Henriques. Aprovada em sessão plenária da Assembleia Legislativa da Região

Leia mais

AVISO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA NO USO DE RECURSOS (PO SEUR)

AVISO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA NO USO DE RECURSOS (PO SEUR) AVISO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL SUSTENTABILIDADE E EFICIÊNCIA NO USO DE RECURSOS (PO SEUR) EIXO PRIORITÁRIO 3 PROTEGER O AMBIENTE E PROMOVER A EFICIÊNCIA DOS RECURSOS

Leia mais

PROJECTOS INDIVIDUAIS E DE COOPERAÇÃO

PROJECTOS INDIVIDUAIS E DE COOPERAÇÃO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 03 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO DE PME) PROJECTOS INDIVIDUAIS E DE COOPERAÇÃO Nos termos do

Leia mais

Decreto-Lei nº 25/91, de 11 de Janeiro

Decreto-Lei nº 25/91, de 11 de Janeiro Decreto-Lei nº 25/91, de 11 de Janeiro O quadro legal das sociedades de desenvolvimento regional foi estabelecido pelo Decreto-Lei nºs 499/80, de 20 de Outubro. Desde a data da sua publicação, o sistema

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

MANUAL DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DO SISTEMA DE GESTÃO Pág. 2 de 16 Se está a receber este documento, isto já significa que é alguém especial para a UEM Unidade de Estruturas Metálicas SA. Convidamo-lo

Leia mais