Aquela música se encontrava em minha cabeça até agora. Fazia algumas horas, mas ela estava lá. Foi à tarde, a mesma tarde que ouvi os cânticos do

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aquela música se encontrava em minha cabeça até agora. Fazia algumas horas, mas ela estava lá. Foi à tarde, a mesma tarde que ouvi os cânticos do"

Transcrição

1

2 Aquela música se encontrava em minha cabeça até agora. Fazia algumas horas, mas ela estava lá. Foi à tarde, a mesma tarde que ouvi os cânticos do inferno. A música que me mostrava com admirável gratidão, por algo que nunca desejei fazer, visões de o que era a morte. Parecia bonito, gostei daquilo, era confortante. Sua leve beleza da música escondida atrás das pútridas notas que pairavam em cima de um papel, mantinha uma ironia. A ironia de que eu podia sentir. Dizia, não com palavras, mas ainda no cântico e pelas imagens do inferno relutante que via e ouvia, que o destino certo de cada um é a morte, mas para os que entregam a música em meus ouvidos, ela já existe. Fiz o que me pediram, não por vontade própria, mas por uma grande curiosidade que senti de saber o que vinha depois. Prêmio? Presente? Gratidão eu sei que recebo deles, os músicos, mas em que? Somente nesta forma tão pequena de ter a divida e só? Não, eu quero mais, desejo mais, anseio pela ação colocada em prática. A sede é algo que nunca acaba se o líquido da vida, ao menos um deles, não é engolido. Sangue para alguns, água para outros. Em mim parecia algo duplo. Necessitava da água para viver, mas naquele momento, quando fui em direção à música, precisava ver, e não beber, o sangue, ou algo parecido que me fizesse perder a sede. Talvez eu morra por tal coisa, a pratica, não é necessário, sei que não, mas morro, por eles e por minha infindável curiosidade.sei que sou mais, se não unicamente, útil vivo. Mas me entrego para me ser dado o prêmio, tal coisa muito maior do que uma simples divida de gratidão, que nunca seria realmente paga. Olhando para este ponto, em meio à escuridão da rua, me aprofundando em mim mesmo e buscando mais respostas, posso perceber que por um lado, possa estar enganado. Talvez fiz porque, por pequena que fosse, tive vontade. Por um momento, imaginei como seria ter à minha frente o prazer do poder, sim, refletido na presença daqueles olhos arregalados, tomados pelo medo e pela dor. Na verdade, foi um momento extenso. Um momento que confesso, foi prazeroso. Envolvi minhas mãos pelo pescoço dela ao mesmo tempo em que suas mãos tentavam agarrar o que quer que fosse, pensando que aquilo amenizaria a dor e o medo uma faca no chão talvez. Uma chave de fenda. Alguma coisa que furasse. Queria viver Encontrou tapete, cadeira, algum livro e papéis que mostravam: F R# - G Em. Que quando ao dar-te um puxão com os braços e deitá-la no chão com força, ao mesmo tempo também foram juntos com a cadeira de encontro ao mesmo local duro. Olhava-a nos olhos. A língua saía babada pelos cantos da boca, tentando balbuciar palavras, com certezas suplicas de perdão, mesmo não tendo feito nada. Mas elas eram terminantemente proibidas de serem proferidas por causa da pressão que estava sendo colocada sobre sua garganta com os dedões. O rosto também

3 tentava expressar palavras, mas o horror era a única coisa que se via. O horror de olhar uma pessoa que por muito lhe disse dar a vida para salvar a dela, e que muitas vezes, dissera baixinho, em noites de amor, que a amava como nunca amou algum outro alguém na sua vida. Se esvaindo Mas pensei comigo mesmo, que por fim as promessas acabaram. Prometemos muitas coisas e quando esta promessa demora a acontecer, acabamos por colocá-las nós mesmos em pratica. Lá no fundo, ao mesmo momento em que seu rosto ia se consolidando em um vermelho rubro e extremamente vivo não como seus olhos pensei que ela mesma, ao invés de mim, pedira aquilo. A música soava do piano, minutos atrás, mas era ela quem as conduzia para meus ouvidos. Ela comandava as teclas com dedos delicados que faziam vibrar as cordas do instrumento. Dedos que por várias vezes coloquei em minha boca e chupei. Dedos que por infinitos momentos passaram pelo meu corpo, de cima a baixo. Dedos que em minhas costas e por vezes corpo inteiro se fechavam com prazer e vigor, demonstrando com fúria seu corpo estremecer, arranhando e deixando sua marca por muito tempo. Dedos também estes, que se encontravam agora loucamente em movimento, levantado aos poucos até minha face, em uma forma de poder me jogar longe, e recolocar o rosto de sua dona na cor original e correta. Percebe que ela me chamou para fazer o serviço? Mesmo que não fosse sua voz, era seu comando. O mesmo que dá, não pode retirar, injuria! Não pode! É tarde para voltar atrás, seu pedido está feito. Irei fazer rápido e sem nenhum erro. Passava alguns minutos. As pernas iam cessando os movimentos por debaixo das minhas. Enfim aceitou o pedido que me fizera. As mãos que controlavam os dedos se abaixaram novamente, sem força, para o chão duro. Os olhos ainda arregalados, os cabelos por cima do rosto que contrastava uma cor agora pálida, o susto, o medo, o terror. Alguns dos três. Mas também poderia ser a falta de ar. Com as minhas mãos senti que a pulsação estava no fim. Meu presente estava próximo, e o trabalho perto do fim. A boca se abria na esperança de encontrar e puxar um pouco de ar que fosse, mas era em vão. Então, por fim, os olhos se viraram para a direção do armário que se posicionava atrás de sua cabeça, e parou. Estava feito. A música ainda toca após tudo isso feito. Minha cabeça e meu ouvido a escutam. Olho para o lado e comprovo que fiz, está ali, deitada no chão ainda. O que queres? Perguntei e novamente. A vontade de ver o rosto suplicante, inundado de terror me dominou. Presto atenção, retiro o cigarro da boca e volto a olhar pela janela. Está nevando, pelas pequenas frestas dos cristais de gelo observo uma outra janela iluminada. A canção mágica, e ainda maior me entra pelos ouvidos mostro um sorriso Não é pensamento, não está em

4 minha cabeça, é pura e simplesmente real. Outro pedido, outro chamado. Mas, e meu prêmio? Não recebi ainda. Porque? Ainda não acabou? Claro! É lógico! Ainda falta. Mas, se o fizer será maior? Também. Deixo o cigarro morrer no cinzeiro e pego as chaves no bolso. Olho para o chão da rua, que ao contrário do daqui de dentro, está fofo. Me levanto, caminho para a porta número 217 Olho para Mila, e esboço outro sorriso. Bom número para se morrer Ajoelho, coloco entre suas mãos uma folha que caiu, a que ela mais gostava. Beethoven. Me ponho de pé, desejo boa noite. Há um trabalho a ser feito. Gustavo Gaspar

5 This document was created with Win2PDF available at The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only.

ANEXO II PARTILHA DO SIMPLES NACIONAL - INDÚSTRIA

ANEXO II PARTILHA DO SIMPLES NACIONAL - INDÚSTRIA ANEXO II PARTILHA DO SIMPLES NACIONAL - INDÚSTRIA Seção I: Receitas decorrentes da venda de mercadorias por elas industrializadas não sujeitas a substituição tributária, exceto as receitas decorrentes

Leia mais

José Francisco da Rocha

José Francisco da Rocha Saudação a Poesia Biografia José Francisco da Rocha, nasceu no dia 04 de janeiro de 1932 em Cedro de São João SE. Filho de José Francisco da Rocha e Antônia Maria de Santana. Casado com Carmelita Souza

Leia mais

CURSO DE TECN OLOGI A DO VÁCUO

CURSO DE TECN OLOGI A DO VÁCUO FATEC-SP CURSO DE TECN OLOGI A DO VÁCUO Prof. Me. Francisco Tadeu Degasperi Janeiro de 2005 Agradeço a colaboração do Tecnólogo Alexandre Cândido de Paulo Foi Auxiliar de Docente do LTV da Fatec-SP Atualmente

Leia mais

O começo da história

O começo da história O começo da história Fotografia: Anastácia de Moura Leonardo Koury Martins O começo da história Todos nós temos um começo, um início, uma primeira vez. O importante é que desde este primeiro passo, possamos

Leia mais

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas

Amor & Sociologia Cultural - Oswaldo Montenegro & Raul Seixas Page 1 of 6 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Sociologia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Amor & Sociologia

Leia mais

Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz. por. Lisandro Gaertner

Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz. por. Lisandro Gaertner Os Quatro Pilares de um Casamento Feliz por Lisandro Gaertner Creative Commons lgaertner@gmail.com Atribuição-Uso lisandrogaertner.net Não-Comercial-Não a obras derivadas 3.0 Unported License INT. NOITE

Leia mais

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de

Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de Às vezes me parece que gosto dele, mas isso não é sempre. Algumas coisas em meu irmão me irritam muito. Quando ele sai, por exemplo, faz questão de sair sozinho. E me chama de pirralho, o que me dá raiva.

Leia mais

Violão Básico. Melodia Harmonia Ritmo Voz Mão Esquerda Mão Direita

Violão Básico. Melodia Harmonia Ritmo Voz Mão Esquerda Mão Direita Violão Básico Música Melodia Harmonia Ritmo Voz Mão squerda Mão ireita Melodia: e o som que da identidade a música, e pode ser executado por um instrumento solo ou pela voz. Harmonia: e o acompanhamento

Leia mais

"ESPELHO, ESPELHO MEU" Roteiro de. Deborah Zaniolli

ESPELHO, ESPELHO MEU Roteiro de. Deborah Zaniolli "ESPELHO, ESPELHO MEU" Roteiro de Deborah Zaniolli Copyright 2016 by Deborah Zaniolli Deborah Zaniolli Todos os direitos reservados contato@deborahzaniolli.com BN: 710355 Roteiro 2011 Piedade- SP 1. "ESPELHO,

Leia mais

QUANDO EU TINHA VOCÊ!

QUANDO EU TINHA VOCÊ! QUANDO EU TINHA VOCÊ! Local: Salvador(BA) Data: 02/02/1997 Estúdio:24/12/10 Estilo:Forró arrastapé Tom: C//(Dó sustenido) QUANDO EU TINHA VOCÊ A VIDA ERA TÃO BOA HOJE QUE TE PERDI VIVO COMO UM À TOA. VOCÊ

Leia mais

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA

A LOIRA DO CEMITÉRIO. Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA A DO CEMITÉRIO Por JULIANO FIGUEIREDO DA SILVA TODOS OS DIREITOS RESERVADOS RUA: ALAMEDA PEDRO II N 718 VENDA DA CRUZ SÃO GONÇALO E-MAIL: jfigueiredo759@gmail.com TEL: (21)92303033 EXT.PRAÇA.DIA Praça

Leia mais

Músicas para missa TSL

Músicas para missa TSL Músicas para missa TSL Músicas antes da entrada Anjos Se acontecer um barulho perto de você é um anjo chegando para receber suas orações e levá-las à Deus. Então abra o coração e comece a louvar, sinta

Leia mais

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc.

como diz a frase: nois é grossa mas no fundo é um amor sempre é assim em cima da hora a pessoa muda numa hora ela fica com raiva, triste, feliz etc. SEGUIR EM FRENTE seguir sempre em frente, nunca desistir dos seus sonhos todos nós temos seu nivel ou seja todos nós temos seu ponto fraco e siga nunca desistir e tentar até voce conseguir seu sonho se

Leia mais

Poemas de um Fantasma. Fantasma Souza

Poemas de um Fantasma. Fantasma Souza 1 2 3 Poemas de um Fantasma Fantasma Souza 2012 4 5 Fantasma Souza Todos os Direitos Reservados TITULO ORIGINAL POEMAS DE UM FANTASMA Projeto Gráfico Midiartes Capa Erisvaldo Correia Edição e Comercialização

Leia mais

Este é um manual de procedimentos básicos padronizados para os Formulários on-line da Coleta Seletiva.

Este é um manual de procedimentos básicos padronizados para os Formulários on-line da Coleta Seletiva. MANUAL DE PROCEDIMENTOS Formulários on-line SISTEMAS INTEGRADOS MANUAL DE PROCEDI MENTOS PADRÃO Formulários on-line Este é um manual de procedimentos básicos padronizados para os Formulários on-line da

Leia mais

Física Geral e Experimental II Engenharia Ambiental e de Produção. Prof. Dr. Aparecido Edilson Morcelli

Física Geral e Experimental II Engenharia Ambiental e de Produção. Prof. Dr. Aparecido Edilson Morcelli Física Geral e Experimental II Engenharia Ambiental e de Produção Prof. Dr. Aparecido Edilson Morcelli TERMOLOGIA A termologia é uma parte da Física que estuda as diversas manifestações de calor. A parte

Leia mais

Contos Dos Infernos 2012

Contos Dos Infernos 2012 Contos Dos Infernos 2012 Titulo original: Contos Dos Infernos Uma obra de: Donnefar Skedar. Copyright 2012 por Donnefar Skedar Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste livro pode ser utilizada

Leia mais

ALQUIMIA (Batista/Bousada/Córdova) Mesmo o coração mais fechado Possui algumas frestas Por essas pequenas passagens É que o amor inicia a festa

ALQUIMIA (Batista/Bousada/Córdova) Mesmo o coração mais fechado Possui algumas frestas Por essas pequenas passagens É que o amor inicia a festa ALQUIMIA Mesmo o coração mais fechado Possui algumas frestas Por essas pequenas passagens É que o amor inicia a festa Esse coração tão calado Vive escutando a voz da razão Aprenda com os erros passados

Leia mais

O Segredo Do Teu Beijo

O Segredo Do Teu Beijo O Segredo Do Teu Beijo Volume Único Thais Mendonça Copyright 2014 Thais Mendonça All rights reserved. ISBN-13: 978-1500980405 AGRADECIMENTOS Agradeço a Deus porque todos os momentos mesmo difíceis, não

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE CUSTOS Prof. Dr. Constantino de Gaspari Gonçalves Exemplo de Aplicação do ABC

ADMINISTRAÇÃO DE CUSTOS Prof. Dr. Constantino de Gaspari Gonçalves Exemplo de Aplicação do ABC Exemplo de Aplicação do ABC A indústria de Confecções Pano Bom Ltda produz três tipos de produtos: Camisas, Calças, Blusas. O quadro abaixo apresenta as quantidades produzidas e seus respectivos preços.

Leia mais

Fragmentos de Amor Eduardo Baqueiro

Fragmentos de Amor Eduardo Baqueiro Fragmentos de Amor Eduardo Baqueiro Interessante nosso caso! Nosso amor parece ter encontrado a pitada certa O tempero no ponto exato, Pois não é doce demais, tampouco salgado... Ele é algo difícil de

Leia mais

Ela não merecia. Por. Stoff Vieira

Ela não merecia. Por. Stoff Vieira Ela não merecia Por Stoff Vieira (63)9211-3384 CENA 01. INT. QUARTO DE ANDRÉ. DIA Uma garrafa de vodka e um copo no chão. André deitado em uma cama velha bagunçada, ele acorda se espreguiça, coloca a mão

Leia mais

Eu me chamo Mauren, 12 anos, 1,63 de altura e 43 kg. Cabelos ondulados um pouco abaixo dos ombros e castanhos, mas todos mundo insiste em dizer que é

Eu me chamo Mauren, 12 anos, 1,63 de altura e 43 kg. Cabelos ondulados um pouco abaixo dos ombros e castanhos, mas todos mundo insiste em dizer que é Eu Essa sou Eu me chamo Mauren, 12 anos, 1,63 de altura e 43 kg. Cabelos ondulados um pouco abaixo dos ombros e castanhos, mas todos mundo insiste em dizer que é preto. Negra da pele clara, olhos castanhos,

Leia mais

MARÍLIA e PEDRO (têm entre si uma porta de madeira) Cai uma chuva de pedras próximo de PEDRO. MARÍLIA (permanece em silêncio e indiferente)

MARÍLIA e PEDRO (têm entre si uma porta de madeira) Cai uma chuva de pedras próximo de PEDRO. MARÍLIA (permanece em silêncio e indiferente) Fernando Giestas O DIA DEPOIS DA NOITE e (têm entre si uma porta de madeira) (está encharcada, deitada numa cama, vestida e calçada debaixo dos cobertores; tem uma pedra numa mão e um guarda- -chuva aberto

Leia mais

Olá queridos leitores!

Olá queridos leitores! Poesias de amor Olá queridos leitores! Meu nome é Nagila da Silva ferreira tenho 15 anos e escrevi este livro para vocês que não sabem expressar seus sentimentos facilmente então sempre que puder leia

Leia mais

Instituto Federal do Maranhão PRÓ- REITORIA DE ENSINO

Instituto Federal do Maranhão PRÓ- REITORIA DE ENSINO Instituto Federal do Maranhão PRÓ- REITORIA DE ENSINO QUADRO DE VAGAS PARA OS CURSOS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO IFMA CAMPUS SÃO LUIS MONTE CASTELO Engenharia Elétrica Industrial Engenharia Civil Engenharia

Leia mais

Amarelinho splash não tinha forma. Nem mesmo a forma de uma gema de ovo quando ai! se espalha desastradamente pelo chão da cozinha.

Amarelinho splash não tinha forma. Nem mesmo a forma de uma gema de ovo quando ai! se espalha desastradamente pelo chão da cozinha. Era uma vez um homem que nascera para sábio. Ora, às vezes, tal facto aborrecia o muito. Sempre com o nariz enfiado em livros velhos, sempre a escrevinhar relatórios para enviar aos outros sábios que moravam

Leia mais

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares

A Procura. de Kelly Furlanetto Soares A Procura de Kelly Furlanetto Soares Peça escrita durante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR. Teatro Guaíra, sob orientação de Andrew Knoll, no ano de 2012. 1 Cadeiras dispostas como se

Leia mais

Nada a Perder (03:22) BX-NOF

Nada a Perder (03:22) BX-NOF Nada a Perder Nada a Perder (03:22) BX-NOF-16-00001 Escuta o vento que sopra lá fora e te convida a viver / E quando os pássaros estão indo embora é sua chance de saber / Que nós temos todos os motivos

Leia mais

9 a 12 MESES de idade

9 a 12 MESES de idade Dr(a) Para 9 a 12 MESES de idade ACOMPANHE O DESENVOLVIMENTO DO SEU BEBÊ LINGUAGEM Presta mais atenção ao que se fala. Balbucia com inflexão (como se quizesse falar). Tenta imitar palavras. Entende o não,

Leia mais

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA

PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA A menina PETRA NASCEU COMO TODAS AS CRIANÇAS. ERA UMA menina alegre e muito curiosa. O que a diferenciava das outras crianças é que desde muito pequenina ela passava horas na Floresta do Sol conversando

Leia mais

Mutual

Mutual Mutual 2013 http://astontasvaoaoceu.blogspot.com.br/ Em Lugares Santos Se no escuro andais não vais enxergar quem sois e o que podeis vos tornar. Se de joelhos estais e na luz viveis, onde o Espírito está

Leia mais

Uma vida que floresce

Uma vida que floresce Uma vida que floresce Um gato, um sapato e um susto Feito por : Haylin Certo dia, ao voltar da escola,(quando eu ainda morava com a minha avó), fui correndo para o banheiro e tomei um banho bem gostoso.

Leia mais

O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande

O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande historia de terror O que mais me lembro da minha infância era o grande espelho que havia na sala da casa da minha avó paterna. Estava sempre coberto por um grande lençol negro, o que despertava a minha

Leia mais

A rapariga e o homem da lua

A rapariga e o homem da lua A rapariga e o homem da lua (conto tradicional do povo tchuktchi) Viveu outrora, entre o povo Tchuktchi, um homem que só tinha uma filha. A filha era a melhor das ajudas que o pai podia ter. Passava o

Leia mais

SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO

SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO SER OU NÃO SER, EIS A QUESTÃO Esse livro faz parte de uma história em animação que está lá no nananina.com.br Ele traz o ponto-de-vista de outro personagem. Afinal, existem muitas histórias dentro de cada

Leia mais

Crisálida Vanessa Monique CRISÁLIDA. Crônicas e frases de uma metamorfose ambulante. Vanessa Monique

Crisálida Vanessa Monique CRISÁLIDA. Crônicas e frases de uma metamorfose ambulante. Vanessa Monique CRISÁLIDA Crônicas e frases de uma metamorfose ambulante Vanessa Monique 1 Dedicatória. À Deus Todo Poderoso que me presenteou com o dom de escrever à e todos que algum dia e de alguma forma me incentivaram

Leia mais

Salmo 23.

Salmo 23. Anésio Rodrigues Salmo 23 www.bible.com/pt-br Bondade e Misericórdia me seguirão (Estudo sobre o Salmo 23) Salmo 23 Nova Versão Internacional Salmo 23 O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta. Salmo

Leia mais

METODOLOGIA DE PROJETO

METODOLOGIA DE PROJETO METODOLOGIA DE PROJETO DE INTERIORES AULA 06: PERSPECTIVA LINEAR DE 1 PONTO. MÃO LIVRE Disciplina do Curso Superior em Design de Interiores da UNAES/Anhanguera Educacional Arq. Urb. Octavio F. Loureiro

Leia mais

Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama,

Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama, CAPÍTULO UM Uma pequena mágica Não seria ótimo se você pudesse ir para a cama, aconchegar-se debaixo das suas cobertas, fechar os olhos e adormecer sem nenhuma agitação ou medo? Sem ouvir barulhos ou pensar

Leia mais

COMO BUSCAR O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO

COMO BUSCAR O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO COMO BUSCAR O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO A Paz do Senhor amados irmãos e queridos leitores... Quero compartilhar com vocês uma grande e única experiência que eu tive com o Espirito Santo e que agora

Leia mais

Eis que chega meu grande amigo, Augusto dos Anjos, ele com seu jeitão calado e sempre triste, me fala que não irá existir palavra alguma para

Eis que chega meu grande amigo, Augusto dos Anjos, ele com seu jeitão calado e sempre triste, me fala que não irá existir palavra alguma para Oceano em Chamas Querida, Tentei em vão, fazer um poema a você, não consegui. Me faltavam palavras para descrever-te, então pedi aos poetas do universo para me ajudarem. O primeiro com quem conversei,

Leia mais

Série criada para: Ciatalgia - piora extensão. Lombar - Sentar no calcanhar com os braços a frente - Alongamento

Série criada para: Ciatalgia - piora extensão. Lombar - Sentar no calcanhar com os braços a frente - Alongamento Lombar - Ponte - Fortalecimento Deitado, vagarosamente eleve os quadris o mais alto possível e mantenha. Dica: Contraia os glúteos e tente diminuir a lordose lombar. Faça 3 série(s) de 25 segundo(s) Lombar

Leia mais

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe Coração de Mãe Coração De Mãe Página 1 Coração De Mãe 1º Edição Agosto de 2013 Página 2 Coração De Mãe 1º Edição È proibida à reprodução total ou parcial desta obra, por Qualquer meio e para qualquer fim

Leia mais

Noções de Morfossintaxe

Noções de Morfossintaxe Noções de Morfossintaxe Orações Substantivas É introduzida pelas conjunções QUE ou SE Aprenda a analisar a oração principal Oração Completiva Nominal Há a orientação de que Há a esperança de que Há o estudo

Leia mais

METAgraphias: letra A de antiarte -ou- viva à vida v.1 n.2 junho Notas sobre me encontrar

METAgraphias: letra A de antiarte -ou- viva à vida v.1 n.2 junho Notas sobre me encontrar Notas sobre me encontrar Usei uma blusa vermelho bordô, um all star vermelho, maquiei-me e passei um batom vermelho nos lábios. Guardei minhas coisas numa bolsa vermelha. Antes de ir para meu estágio passei

Leia mais

Declaração de Renda de Autônomo, Profissional Liberal ou Atividade Informal

Declaração de Renda de Autônomo, Profissional Liberal ou Atividade Informal Declaração de Renda de Autônomo, Profissional Liberal ou Atividade Informal Eu,...,... (membro do grupo familiar que exerce a atividade autônoma ou de profissional liberal) inscrito no CPF sob o nº....,

Leia mais

Série criada para: Ciatalgia - piora flexão. Extensão do corpo de barriga para baixo - ADM Ativa / Mobilização

Série criada para: Ciatalgia - piora flexão. Extensão do corpo de barriga para baixo - ADM Ativa / Mobilização Lombar - Abdômen - Alongamento Em decúbito ventral coloque as mãos ao lado e empurre seu corpo para cima até sentir o alongamento. Extensão do corpo de barriga para baixo - ADM Ativa / Mobilização Deitado

Leia mais

Era uma tarde quente de verão e todos obedeciam à rotina diária. O labrador Mozart, chefe da matilha e cão mais velho, descansa suas pernas

Era uma tarde quente de verão e todos obedeciam à rotina diária. O labrador Mozart, chefe da matilha e cão mais velho, descansa suas pernas Era uma tarde quente de verão e todos obedeciam à rotina diária. O labrador Mozart, chefe da matilha e cão mais velho, descansa suas pernas doloridas, mas permanece atento a tudo o que acontece: ele é

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PLANO DE TRABALHO INDIVIDUAL ATIVIDADES EM DESENVOLVIMENTO ENSINO ORIENTAÇÃO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PLANO DE TRABALHO INDIVIDUAL ATIVIDADES EM DESENVOLVIMENTO ENSINO ORIENTAÇÃO Amilton Giácomo Tomasi DECF 2007/2 EFETIVO Mestre 40 Estatutário Contabilidade Gerencial ADM/Empresarial (vespertino) 2º 4 ESTÁGIO 02 ADM/Empresarial 7º e 8º 02 Secretário de Comunicação Portaria Reitoria

Leia mais

Então Deus disse todas estas palavras:+ 2 Eu sou Jeová, seu Deus, que o tirou da terra do Egito, a terra da escravidão.*+ 3 Não tenha outros deuses

Então Deus disse todas estas palavras:+ 2 Eu sou Jeová, seu Deus, que o tirou da terra do Egito, a terra da escravidão.*+ 3 Não tenha outros deuses Então Deus disse todas estas palavras:+ 2 Eu sou Jeová, seu Deus, que o tirou da terra do Egito, a terra da escravidão.*+ 3 Não tenha outros deuses além de mim.*+ 4 Não faça para você imagem esculpida,

Leia mais

Portugal, Destino de Golfe

Portugal, Destino de Golfe Um olhar pelo golfe mundial Os principais problemas da indústria Propostas de acção Um olhar pelo golfe mundial O golfe é o desporto organizado que se joga há mais tempo em todo o mundo. Primeiro Clube

Leia mais

História de uma Baleia

História de uma Baleia SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 03 / / 0 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Era domingo e o céu estava mais

Era domingo e o céu estava mais Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Era domingo e o céu estava mais azul que o azul mais azul que se possa imaginar. O sol de maio deixava o dia ainda mais bonito

Leia mais

História de Carmem Biancho Flores

História de Carmem Biancho Flores História de Carmem Biancho Flores Nascimento: 14 de julho de 1953 Falecimento: 6 de outubro de 2013 Foi no dia 14 de julho de 1953 que Valdemar e Alda Biancho tiveram sua filha Carmen, que passou muitas

Leia mais

Você já encontrou alguém que fez seu coração disparar? Ou até mesmo pulsar mais lento que o normal, provavelmente sim. Nessa vida existem tantos

Você já encontrou alguém que fez seu coração disparar? Ou até mesmo pulsar mais lento que o normal, provavelmente sim. Nessa vida existem tantos Sem Eu Te Amo Você já encontrou alguém que fez seu coração disparar? Ou até mesmo pulsar mais lento que o normal, provavelmente sim. Nessa vida existem tantos amores, o do Ônibus, aquele vizinho (a), ou

Leia mais

1 von :36

1 von :36 1 von 22 24.05.2006 16:36 2 von 22 24.05.2006 16:36 Era uma vez, numa aldeia pequenina, uma menininha linda como uma flor; sua mãe gostava muito dela, e sua vovozinha ainda mais. 3 von 22 24.05.2006 16:36

Leia mais

COLÉGIOO NOSSA SENHORA DE SION. O reizinho mandão

COLÉGIOO NOSSA SENHORA DE SION. O reizinho mandão COLÉGIOO NOSSA SENHORA DE SION Troca do livro Segunda-feira Curitiba, 5 de maio de 2014. Leia o texto abaixo: Lições de Língua Portuguesa, História e Vivência Religiosa- 4º ano Eu vou contar pra vocês

Leia mais

Como eu desenho um retrato realista a lápis. Trazido a você por Carlos Damasceno

Como eu desenho um retrato realista a lápis. Trazido a você por Carlos Damasceno 1 Como eu desenho um retrato realista a lápis Trazido a você por Carlos Damasceno 2 Limites de Responsabilidade / Isenção de Garantia / Direitos Autorais Este livro é protegido pelas leis internacionais

Leia mais

ALONGAMENTOS FLEXIBILIDADE. Rui Silva. Novembro 2009

ALONGAMENTOS FLEXIBILIDADE. Rui Silva. Novembro 2009 ALONGAMENTOS FLEXIBILIDADE Novembro 2009 Rui Silva ALONGAMENTOS NO BASQUETEBOL Na generalidade, os alongamentos devem ser feitos durante 20-30 segundos. De seguida, apresentam-se uma série de exercícios

Leia mais

Suspeitas. por. Ton Freitas

Suspeitas. por. Ton Freitas Suspeitas por Ton Freitas Registo F.B.N.: 661025 Contato: ton.freitas@hotmail.com INT. CAPELA - DIA Está ocorrendo um velório. No caixão ao centro está MARIA LUIZA, bonita, jovem. Em volta estão sentadas

Leia mais

1º Edição

1º Edição Sensações 1º Edição WWW.Perse.com.br Página 1 Codinome: Tabrao Email: Tania_morenagata@hotmail.com Nasceu no dia 09 de Agosto de 1984 Natural da cidade de Lapa - PR Reside a Rua Francisco Veloso, 282 Ponta

Leia mais

Exercicio Facial. Tenha um rosto sempre lindo e jovial com simples exercicios diarios. Exercicio Facial 1

Exercicio Facial. Tenha um rosto sempre lindo e jovial com simples exercicios diarios. Exercicio Facial 1 Exercicio Facial Tenha um rosto sempre lindo e jovial com simples exercicios diarios. Exercicio Facial 1 Sumario 1 - Levantar Sobrancelhas caídas:... 3 2 - Diminuir linhas profundas da testa... 4 3 - Levantar

Leia mais

Suas pernas para pedalar, escalar, levantar da cama, ir aonde

Suas pernas para pedalar, escalar, levantar da cama, ir aonde Use-se Post (0043) No que se referem os adultos, todo mundo sabe mais ou menos onde está se metendo, ninguém é totalmente inocente. Se nos usam, algum consentimento a gente deu, mesmo sem termos assinado

Leia mais

PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS

PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS PRÁTICA DE ENSINO: JOGOS INTERATIVOS Livro digital recontando a história A Bonequinha preta da autora Alaíde Lisboa de Oliveira, livro escrito no ano de 1930, porém só foi publicado no ano de 2004 BELO

Leia mais

Manual de Uso APARELHO DE GI NÁSTI CA TOTAL GYM 1000 -------------------------------------------------------DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Manual de Uso APARELHO DE GI NÁSTI CA TOTAL GYM 1000 -------------------------------------------------------DESCRIÇÃO DO PRODUTO Manual de Uso APARELHO DE GI NÁSTI CA TOTAL GYM 1000 -------------------------------------------------------DESCRIÇÃO DO PRODUTO ATENÇÃO Mantenha cabelo, dedos, roupa, animais de estimação e crianças longe

Leia mais

Dicas para fazer esboços da natureza. adriaans.com/on- painting/

Dicas para fazer esboços da natureza.  adriaans.com/on- painting/ Dicas para fazer esboços da natureza. http://www.pieter- adriaans.com/on- painting/ geral Sempre Obrigue- se a trabalhar para e na natureza. Nunca copiar imagens, especialmente desenhos de outros. Estudá-

Leia mais

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos.

Aos Poetas. Que vem trazer esperança a um povo tristonho, Fazendo os acreditar que ainda existem os sonhos. Aos Poetas Venho prestar homenagem a uma grande nação, Que são os nossos poetas que escrevem com dedicação, Os poemas mais lindos e que por todos são bemvindos, Que vem trazer esperança a um povo tristonho,

Leia mais

REVISTA ACADÊMICA DA FACULDADE FERNÃO DIAS

REVISTA ACADÊMICA DA FACULDADE FERNÃO DIAS COLETÂNEA DE POESIAS: SER CRIANÇA, SONHAR, SER PROFESSOR, LEMBRANÇAS Maria Cecília Ribeiro Santana (FAFE) * É poder brincar livremente Escolher as brincadeiras E estar sempre contente. É ser feliz Da pontinha

Leia mais

Ah, se já perdemos a noção da hora Se juntos já jogamos tudo fora Me conta agora como hei de partir

Ah, se já perdemos a noção da hora Se juntos já jogamos tudo fora Me conta agora como hei de partir Poesias De Amor EU TE AMOR Ah, se já perdemos a noção da hora Se juntos já jogamos tudo fora Me conta agora como hei de partir Se, ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios Rompi com o mundo,

Leia mais

Ficção Brasileira Contemporânea SEXO COM AMOR. André Sant Anna

Ficção Brasileira Contemporânea SEXO COM AMOR. André Sant Anna SEXO COM AMOR André Sant Anna Ele lá, folheando a revista pornográfica, olhando para aqueles cacetes enormes penetrando vulvas depiladas, pensando na colega de escola com a vulva depilada, sonhando em

Leia mais

Quebra Cabeça das Ligações Químicas Autora: Karine Nantes da Silva Veronez Introdução. O jogo

Quebra Cabeça das Ligações Químicas Autora: Karine Nantes da Silva Veronez Introdução. O jogo Quebra Cabeça das Ligações Químicas Autora: Karine Nantes da Silva Veronez Introdução A química estuda as substâncias e suas transformações químicas. Essas substâncias são formadas de átomos de elementos

Leia mais

Cânticos de Acolhimento

Cânticos de Acolhimento 13 JUNTO AO MAR Junto ao mar, eu ouvi hoje, Senhor, Tua voz que me chamou e me pediu que me entregasse a meu irmão. Essa voz me transformou, a minha vida ela mudou e só penso agora, Senhor, em repetir-te:

Leia mais

EU SOBRE A PAISAGEM

EU SOBRE A PAISAGEM www.perse.com.br Gonzaga Filho Página 1 Gonzaga Filho Página 2 Gonzaga Filho EU, SOBRE A PAISAGEM Primeira Edição São Paulo 2015 Gonzaga Filho Página 3 Gonzaga Filho Página 4 Gonzaga Filho Página 5 Gonzaga

Leia mais

Lista de Eletromagnetismo. 1 Analise as afirmativas seguintes e marque a opção correta.

Lista de Eletromagnetismo. 1 Analise as afirmativas seguintes e marque a opção correta. Lista de Eletromagnetismo 1 Analise as afirmativas seguintes e marque a opção correta. I. Se duas barras de ferro sempre se atraem, podemos concluir que uma das duas não está magnetizada. II. Para conseguirmos

Leia mais

Centro de Ensino Médio 02 do Gama Professor: Cirenio Soares

Centro de Ensino Médio 02 do Gama Professor: Cirenio Soares Centro de Ensino Médio 02 do Gama Professor: Cirenio Soares TIPOS DE DISCURSO DISCURSO DIRETO = REPRODUÇÃO O próprio personagem fala. Paulo disse a ele: _ Venha cá. DISCURSO INDIRETO = TRADUÇÃO O autor

Leia mais

Apresentação. Atuando em diversos ramos do direito, nosso Escritório tem como meta oferecer. O Escritório

Apresentação. Atuando em diversos ramos do direito, nosso Escritório tem como meta oferecer. O Escritório Um Escritório de Advocacia, atualmente, tem que estar preparado para atender as mais diversas situações do mundo moderno. Para tanto, focalizamos como nossos preceitos, que os serviços oferecidos sejam:

Leia mais

Te encontro lá! Blake Miller.

Te encontro lá! Blake Miller. Eu já deveria ter me acostumado com a personalidade daquele carrasco, mas era um pouco impossível engolir toda aquela arrogância e prepotência. Porém, o que eu podia fazer? Blake era simplesmente irresistível.

Leia mais

COMO FOI QUE O MESTRE CEREJA, CARPINTEIRO,

COMO FOI QUE O MESTRE CEREJA, CARPINTEIRO, Pinóquio 20/9/12 10:52 Página 7 I. COMO FOI QUE O MESTRE CEREJA, CARPINTEIRO, ACHOU UM PEDAÇO DE MADEIRA QUE CHORAVA E RIA COMO UMA CRIANÇA. Era uma vez «Um rei!», dirão imediatamente os meus pequenos

Leia mais

MANUAL DE CADASTRO DE PROJETOS DO ESCOLA DE FÁBRICA

MANUAL DE CADASTRO DE PROJETOS DO ESCOLA DE FÁBRICA MANUAL DE CADASTRO DE PROJETOS DO ESCOLA DE FÁBRICA 2 ÍNDICE 1. Acessando o Sistema...03 2. Cadastrando da Unidade Gestora...05 2.1. Adicionando Curso ao Projeto...07 2.2. Montando a Infra-Estrutura do

Leia mais

DEIXA-ME SENTIR TUA ALMA ATRAVÉS DO TEU CALOROSO ABRAÇO

DEIXA-ME SENTIR TUA ALMA ATRAVÉS DO TEU CALOROSO ABRAÇO EU AMO VOCÊ: DEIXA-ME SENTIR TUA ALMA ATRAVÉS DO TEU CALOROSO ABRAÇO Cleber Chaves da Costa 1 O amor é paciente, o amor é benigno, não é invejoso; o amor não é orgulhoso, não se envaidece; não é descortês,

Leia mais

PRA TE LOUVAR. Como é precioso viver o seu amor Sentir a alegria que vem do Senhor É maravilhoso poder te louvar E saber que ao meu lado sempre está

PRA TE LOUVAR. Como é precioso viver o seu amor Sentir a alegria que vem do Senhor É maravilhoso poder te louvar E saber que ao meu lado sempre está PRA TE LOUVAR Como é precioso viver o seu amor Sentir a alegria que vem do Senhor É maravilhoso poder te louvar E saber que ao meu lado sempre está Tudo que eu preciso é estar bem junto a ti Viver a alegria

Leia mais

TESTANDO A EFICIÊNCIA DO HÚMUS DE MINHOCA COMO ADUBO

TESTANDO A EFICIÊNCIA DO HÚMUS DE MINHOCA COMO ADUBO TESTANDO A EFICIÊNCIA DO HÚMUS DE MINHOCA COMO ADUBO FATO OBSERVADO: A capacidade da minhoca de produzir húmus, que é considerado um ótimo adubo para as plantas. SITUAÇÃO PROBLEMA: 1-FASE I: Qual é o melhor

Leia mais

Uma lição de vida. Graziele Gonçalves Rodrigues

Uma lição de vida. Graziele Gonçalves Rodrigues Uma lição de vida Graziele Gonçalves Rodrigues Ele: Sente sua falta hoje na escola, por que você não foi? Ela: É, eu tive que ir ao médico. Ele: Ah, mesmo? Por que? Ela: Ah, nada. Consultas anuais, só

Leia mais

ponto 29/1/16 16:29 Página 9 A água e o fogo

ponto 29/1/16 16:29 Página 9 A água e o fogo ponto 29/1/16 16:29 Página 9 A água e o fogo E quando ficou sozinha em casa, todos os fantasmas vieram ao seu encontro. Sempre gostei de histórias de duplos: as de Edgar Poe, Hoffmann, Henry James, Dostoievski,

Leia mais

Amanhecer parte 2 Capitulo VIII

Amanhecer parte 2 Capitulo VIII Amanhecer parte 2 Capitulo VIII Meu coração acelerou novamente. A sensação de poder causar nele sensações remotamente pareciadas com as que ele me causava era viciante; eu não conseguia pensar em parar.

Leia mais

INFORMAÇÕES DO PROGRAMA

INFORMAÇÕES DO PROGRAMA De 1 mês e 0 dia até 2 meses e 30 dias Questionário para 2 Meses Por favor, preencha o formulário abaixo. Use caneta preta ou azul e escreva em letra de forma. Data do preenchimento: D D M M A A A A Dados

Leia mais

Encarte

Encarte Encarte e letras disponíveis em Encarte www.encartedigitalmk.com.br e letras disponíveis em Conheça mais esta inovação da MK Music. Uma empresa que pensa no futuro www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA I EMI 1º ANO. Prof. Andriza

LÍNGUA PORTUGUESA I EMI 1º ANO. Prof. Andriza LÍNGUA PORTUGUESA I EMI 1º ANO Prof. Andriza andriza.becker@luzerna.ifc.edu.br Ementa da disciplina: Revisão da gramática aplicada ao texto oral e escrito: Fonética; regras de acentuação, ortografia (Novo

Leia mais

coleção Conversas #21 - ABRIL e t m o se? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #21 - ABRIL e t m o se? Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. Sou bem que ele mais v coleção Conversas #21 - ABRIL 2015 - m o c está l e g i o h a que e l apenas por in e t. er e s se? Será Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

Leia mais

Agradecimentos. Aos meus pais que se encontram em outra dimensão e que foram importantes nos meus ensinamentos;

Agradecimentos. Aos meus pais que se encontram em outra dimensão e que foram importantes nos meus ensinamentos; Índice 01 Índice; 02 Agradecimentos; 03 Senhor... 04 Sigmund Freud; 05 Para Tânia; 06 DEUS sobre todas as coisas; 07 Eu Conto Com Medo de Contar; 08 Um baile à fantasia; 13 Desorganização; 16 Caso inusitado;

Leia mais

MOMENTOS POÉTICOS. Ademilson B dos Santos

MOMENTOS POÉTICOS. Ademilson B dos Santos MOMENTOS POÉTICOS Ademilson B dos Santos Momentos Poéticos A Ademilson Batista dos Santos Bairro: Parque dos Estados Rua: Curitiba 163 Louveira SP Segredos Segredos são segredos, Não se podem revelar.

Leia mais

É Preciso Saber Viver

É Preciso Saber Viver É Preciso Saber Viver Quem espera que a vida Seja feita de ilusão Pode até ficar maluco Ou morrer na solidão É preciso ter cuidado Pra mais tarde não sofrer É preciso saber viver Toda pedra no caminho

Leia mais

Deus ouve orações A História de Hagar e Ismael

Deus ouve orações A História de Hagar e Ismael Deus ouve orações A História de Hagar e Ismael Anésio Rodrigues Ora, Sarai, mulher de Abrão, não lhe dera nenhum filho. Como tinha uma serva egípcia, chamada Hagar, Gênesis 16:1-15 Disse a Abrão: Já que

Leia mais

OS FILHOS DE CEVA Lição 66

OS FILHOS DE CEVA Lição 66 OS FILHOS DE CEVA Lição 66 1 1. Objetivos: Ensinar que os feiticeiros, ao verem o poder de Jesus, se arrependeram e queimaram os livros de feitiçaria. Isto queria dizer que nunca mais iam praticar a feitiçaria

Leia mais

Que Nevão! Teresa Dangerfield

Que Nevão! Teresa Dangerfield Que Nevão! Teresa Dangerfield Que Nevão! Teresa Dangerfield Mamã, Mamã, está tudo branquinho lá fora! gritou o Tomás muito contente assim que se levantou e espreitou pela janela. Mariana, vem ver depressa!

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 3 Data: 18/10/2010 Hora: 19h00 Duração: 22:25 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: 1 OBSERVE SUA SALA E SEUS COLEGAS E PINTE OS QUADRADINHOS:

ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: 1 OBSERVE SUA SALA E SEUS COLEGAS E PINTE OS QUADRADINHOS: ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: 1 OBSERVE SUA SALA E SEUS COLEGAS E PINTE OS QUADRADINHOS: CONTE QUANTAS MENINAS TEM NA SUA SALA DE AULA. PINTE OS QUADRADINHOS. QUANTAS MENINAS SÃO?

Leia mais

Rio de Janeiro, Subúrbio.

Rio de Janeiro, Subúrbio. Rio de Janeiro, Subúrbio. No subúrbio, a correria era total, caixotes eram revirados, alimentos jogados por todos os lados. Um fugitivo corria da polícia com pressa, assustada estava Helena, que tinha

Leia mais

Meditação Shinsokan para realizar as quatro virtudes infinitas

Meditação Shinsokan para realizar as quatro virtudes infinitas Meditação Shinsokan para realizar as quatro virtudes infinitas Reverências (realizar apenas se tiver Quadro do Jisso) Duas reverências, duas palmas, uma leve curvatura. (Sentar-se voltado para o público)

Leia mais