COMUNICAÇÃO DOS ATOS PROCESSUAIS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMUNICAÇÃO DOS ATOS PROCESSUAIS"

Transcrição

1 COMUNICAÇÃO DOS ATOS PROCESSUAIS (I) Previsão jurídica: CPC, arts. 200 a 240. Para fins do presente estudo, adota-se o gênero comunicação dos atos processuais da qual temos como espécies as cartas (de ordem, precatória e rogatória), as intimações e a citação. Tendo em vista a importância especial do estudo da citação, foi elaborado um capítulo próprio para o estudo deste ponto. (II) Cumprimento dos atos processuais Pela análise do artigo 200 do CPC, nos limites da comarca ou subseção judiciária, os atos processuais são feitos por meio de ordem judicial. O escrivão ou chefe de secretaria, assim como o oficial de justiça devem cumprir as ordens do magistrado (CPC, 141 e 143). 1 Fora dos limites territoriais, a prática dos atos depende da cooperação de outros órgãos judiciais para o cumprimento dos atos processuais. A cooperação entre os órgãos dá-se por meio das cartas. 2 (III) Tipos de comunicação: (a) Cartas (b) Citações (c) Intimações 1. Cartas As cartas são os instrumentos de comunicação pelo qual se valem os órgãos jurisdicionais. Três são as espécies: (a) Carta de ordem: pressupõe o vínculo funcional entre órgão jurisdicional hierarquicamente superior que expede a carta e o juiz que a recebe para cumprimento e prática de ato processual. (b) Carta rogatória (CPC, ): que tem a finalidade de propiciar a cooperação judicial entre autoridades diferentes. 1 MARINONI-MITIDIERO, Código..., p MARINONI-MITIDIERO, idem, ibidem. Citam como exceção do uso das cartas os casos dos artigos 222, 230 e 237, II do CPC.

2 (c) Carta precatória: visa a solicitação da prática de determinado ato processual a serem praticados fora do domínio da comarca ou subseção judiciária. Há uma mesma hierarquia entre os juízos cooperantes. Juízo deprecado: é o executor dos atos, não competindo analisar se é cabível ou não. 3 O CPC, 209 trata das hipóteses de recusa por parte do juiz deprecado. 4 Juízo deprecante: é o órgão jurisdicional que solicita a prática do ato. O advento da lei /06, no seu artigo 7º, salientou que a prática das cartas deve ser feita primordialmente por meio eletrônico. Art. 7 o As cartas precatórias, rogatórias, de ordem e, de um modo geral, todas as comunicações oficiais que transitem entre órgãos do Poder Judiciário, bem como entre os deste e os dos demais Poderes, serão feitas preferentemente por meio eletrônico. 2. Citação e Intimação São atos processuais de comunicação entre o órgão jurisdicional e as partes. (a) Citação (CPC, 213 e ss.): visa cientificar o demandado de que contra ele foi proposta ação 5 ; (b) Intimações (CPC, 234 e ss.): visa cientificar as partes acerca da prática dos demais atos do processo Modalidades de intimação: (i) Publicação no órgão oficial: modo ordinário. (ii) Pelo correio (iii) Por oficial de justiça (iv) Por termo nos autos 2.2. Realização de ofício: 3 STJ CC 13728/SP Rel. Min. Milton Luiz Pereira. Apud MEDINA-WAMBIER, Parte geral..., p Art O juiz recusará cumprimento à carta precatória, devolvendo-a com despacho motivado: I - quando não estiver revestida dos requisitos legais; II - quando carecer de competência em razão da matéria ou da hierarquia; III - quando tiver dúvida acerca de sua autenticidade. 5 Art Citação é o ato pelo qual se chama a juízo o réu ou o interessado a fim de se defender. 6 Art Intimação é o ato pelo qual se dá ciência a alguém dos atos e termos do processo, para que faça ou deixe de fazer alguma coisa.

3 Compete ao diretor de secretaria ou escrivão providenciar a intimação nos processos (CPC, 141, II), independentemente de determinação judicial (CPC, 162, 4º) Ministério público O Ministério Público tem o direito à intimação pessoal e nos autos, seja atuando como fiscal da lei ou como parte (LC, 75/93, art. 18, II, h ). Basta a entrega dos autos do processo ao setor administrativo da instituição responsável pelas intimações. A intimação dá-se com o recebimento dos autos pelo órgão Defensoria pública A Defensoria Pública tem o direito de receber intimação pessoalmente por oficial de justiça (LC, 80/94, art. 89, I) AGU Advocacia Geral da União Tem direito à intimação pessoal por oficial de justiça (LC, 73, art. 38/93). Idem a fazenda pública na execução fiscal (REsp. n /PR) Comarcas do interior - CPC, 237 Se houver órgão de publicação dos atos oficiais, basta a simples publicação. Se não houver órgão de publicação, competirá ao escrivão intimar, de todos os atos do processo, os advogados das partes: (i) Pessoalmente, tendo domicílio na sede do juízo; quando comparecer em juízo o advogado ou por oficial de justiça, por meio de mandado de intimação; (ii) Por carta registrada, com aviso de recebimento quando domiciliado fora do juízo. pelo correio 2.7. Via eletrônica: 7 MARINONI-MITIDIERO, Curso..., p

4 O único do 237 possibilita a intimação dos atos pela forma eletrônica. A disciplina jurídica está prevista nos artigos 4º a 6º da Lei /06. A Lei faculta aos tribunais o poder de criar Diário da Justiça eletrônico, disponibilizado em site da rede mundial de computadores, para publicação de atos judiciais e administrativos próprios e dos órgãos a eles subordinados, bem como comunicações em geral (Art. 4 o ). O site e o conteúdo das publicações deverão ser assinados digitalmente com base em certificado emitido por Autoridade Certificadora credenciada na forma da lei específica ( 1 o ). Feita a publicação eletrônica na forma descrita acima, há a substituição de qualquer outro meio e publicação oficial, para quaisquer efeitos legais, à exceção dos casos que, por lei, exigem intimação ou vista pessoal ( 2 o ). A data da publicação será o primeiro dia útil seguinte ao da disponibilização da informação no Diário da Justiça eletrônico ( 3 o ) e os prazos processuais terão início no primeiro dia útil que seguir ao considerado como data da publicação ( 4 o ). importante previsão consiste na necessidade de ampla divulgação quando da criação do Diário da Justiça eletrônico, impondo ao Judiciário o dever de informar à todos os interessados e o ato administrativo de criação será publicado durante 30 (trinta) dias no diário oficial em uso ( 5 o ). No que tange às intimações, serão feitas por meio eletrônico em portal próprio aos que se cadastrarem na forma do art. 2 o da Lei, dispensando-se a publicação no órgão oficial, inclusive eletrônico (Art. 5 o ). considera-se feita a intimação no dia em que o intimando efetivar a consulta eletrônica ao teor da intimação, certificando-se nos autos a sua realização ( 1 o ). Neste caso, caso a consulta se dê em dia não útil, a intimação será considerada como realizada no primeiro dia útil seguinte ( 2 o ). Entretanto, a Lei prevê um lapso temporal mínimo, ou seja, a consulta em comento deverá ser feita em até 10 (dez) dias corridos contados da data do envio da intimação, sob pena de considerar-se a intimação automaticamente realizada na data do término desse prazo ( 3 o ). É possível que, em caráter informativo, seja efetivada a remessa de correspondência eletrônica ( ) comunicando o envio da intimação e a abertura automática do prazo processual nos termos do 3 o deste artigo, desde que os advogados manifestem interesse por esse serviço ( 4 o ). Previu-se situações de urgência, em que a intimação feita na forma descrita acimaartigo possa causar prejuízo a quaisquer das partes ou nos casos em que for evidenciada qualquer tentativa de burla ao sistema, o ato processual deverá ser realizado por outro meio que atinja a sua finalidade, conforme determinado pelo juiz ( 5 o ).

5 Interessante observar que a Lei criou uma ficção jurídica para todas as intimações feitas na forma eletrônica, inclusive se a parte comunicada for a Fazenda Pública. Neste caso, serão consideradas pessoais para todos os efeitos legais ( 6 o ). Observadas as formas e os cuidados descritos acima (art. 5 o ), as citações, inclusive da Fazenda Pública, poderão ser feitas por meio eletrônico, desde que a íntegra dos autos seja acessível ao citando (Art. 6 o ). Exclui esta possibilidade no âmbito do Direito Processual Penal e Infracional, tendo em vista versar sobre a liberdade do cidadão Regras gerais da intimação Não dispondo a lei de outro modo, as intimações serão feitas às partes, aos seus representantes legais e aos advogados pelo correio ou, se presentes em cartório, diretamente pelo escrivão ou chefe de secretaria (Art. 238). O parágrafo único diz que Presumem-se válidas as comunicações e intimações dirigidas ao endereço residencial ou profissional declinado na inicial, contestação ou embargos, cumprindo às partes atualizar o respectivo endereço sempre que houver modificação temporária ou definitiva Intimação e contagem dos prazos (fluência dos prazos) Para as partes, MP e Fazenda Pública, conta-se os prazos da intimação, exceto se houver disposição expressa em contrário (CPC, 240). Se tiverem ocorrido em dia em que não tenha havido expediente forense, as intimações consideram-se realizadas no primeiro dia útil seguinte. ( Ú). Pela análise do artigo 241, começa a correr (fluir) o prazo a partir dos momentos previstos: (i) Quando a citação ou intimação for pelo correio, da data de juntada aos autos do aviso de recebimento; (ii) Quando a citação ou intimação for por oficial de justiça, da data de juntada aos autos do mandado cumprido; (iii) Quando houver vários réus, da data de juntada aos autos do último aviso de recebimento ou mandado citatório cumprido; (iv) Quando o ato se realizar em cumprimento de carta de ordem, precatória ou rogatória, da data de sua juntada aos autos devidamente cumprida; (v) Quando a citação for por edital, finda a dilação assinada pelo juiz.

6 2.10. Recursos Segundo o art. 242, o prazo para a interposição de recurso conta-se da data, em que os advogados são intimados da decisão, da sentença ou do acórdão Audiência Reputam-se intimados na audiência, quando nesta é publicada a decisão ou a sentença ( 1º do art 242) e havendo antecipação da audiência, o juiz, de ofício ou a requerimento da parte, mandará intimar pessoalmente os advogados para ciência da nova designação. ( 2º do art. 242).

CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 5 COMUNICAÇÃO DOS ATOS PROCESSUAIS. CONTAGEM DOS PRAZOS.

CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 5 COMUNICAÇÃO DOS ATOS PROCESSUAIS. CONTAGEM DOS PRAZOS. CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 5 COMUNICAÇÃO DOS ATOS PROCESSUAIS. CONTAGEM DOS PRAZOS. Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal!

Leia mais

Comunicações Processuais Prof. Gladson Miranda

Comunicações Processuais Prof. Gladson Miranda Comunicações Processuais Prof. Gladson Miranda CITAÇÃO, INTIMAÇÃO E NOTIFICAÇÃO (Arts. 351 ao 372) CITAÇÃO Conceito Finalidade da Citação art. 396 do CPP FORMAS DE CITAÇÃO 1) Citação real realizada por

Leia mais

1) Com relação aos Atos do Escrivão ou do Chefe de Secretaria é INCORRETO afirmar que :

1) Com relação aos Atos do Escrivão ou do Chefe de Secretaria é INCORRETO afirmar que : 1 1) Com relação aos Atos do Escrivão ou do Chefe de Secretaria é INCORRETO afirmar que : a) Os atos e termos do processo serão datilografados ou escritos com tinta escura indelével, assinado-os as pessoas

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Caro Colega.

APRESENTAÇÃO. Caro Colega. APRESENTAÇÃO Caro Colega. A OAB/RJ oferece uma nova Cartilha com o objetivo de promover a atualização da advocacia frente ao novo Código de Processo Civil. A cartilha digital Lei do Processo Eletrônico

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Citação e Intimação Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal CITAÇÃO E INTIMAÇÃO TÍTULO X Das Citações e Intimações CAPÍTULO I DAS CITAÇÕES

Leia mais

www.momentoarbitragem.com.br www.youtube.com/momentoarbitragem A Jurisprudência do STJ A Reforma da Lei de Arbitragem Lei n. 13.129/2015 CAPÍTULO IV-A Lei 9.307/96 alterada pela Lei 13.129/2015 DAS TUTELAS

Leia mais

O NOVO MODELO DE EXECUÇÃO FISCAL

O NOVO MODELO DE EXECUÇÃO FISCAL O NOVO MODELO DE EXECUÇÃO FISCAL EXECUÇÃO FISCAL Legislação aplicável: Lei 6.830/80 e aplicação subsidiária do CPC. OBJETIVOS DA LEI 6.830/80: Regular a execução judicial para a cobrança da dívida ativa

Leia mais

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo. No módulo 10, tratamos dos recursos. Agora veremos algumas questões sobre a fase executiva.

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo. No módulo 10, tratamos dos recursos. Agora veremos algumas questões sobre a fase executiva. CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 11 EXECUÇÃO Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo.

Leia mais

Processo Eletrônico. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Processo Eletrônico. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Processo Eletrônico Conceito de Processo Eletrônico Uso de meio eletrônico na tramitação de processos judiciais, comunicação de atos e transmissão de peças processuais. Processo Eletrônico refere-se basicamente

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO N.º 003/2016 DAS NOVIDADES DA CONTESTAÇÃO NO NCPC. Da preliminar de incompetência relativa

BOLETIM INFORMATIVO N.º 003/2016 DAS NOVIDADES DA CONTESTAÇÃO NO NCPC. Da preliminar de incompetência relativa BOLETIM INFORMATIVO N.º 003/2016 DAS NOVIDADES DA CONTESTAÇÃO NO NCPC O NCPC seguindo os princípios básicos definidos em seus primeiros artigos visou otimizar a dinâmica dos mecanismos de defesa a serem

Leia mais

DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL E DA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL CAPÍTULO I DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL

DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL E DA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL CAPÍTULO I DOS LIMITES DA JURISDIÇÃO NACIONAL Em virtude do novo Código de Processo Civil (Lei 13.105, de 16.3.15, que entrará em vigor em 17.3.16, passará a vigorar as novas disposições sobre a Competência Internacional, conforme os artigos abaixo

Leia mais

PROVIMENTO Nº 63/02-CGJ

PROVIMENTO Nº 63/02-CGJ PROVIMENTO Nº 63/02-CGJ Dispõe sobre os atos que podem praticados pelos Diretores de Secretaria e Escrivães Cíveis e Criminais de Varas das Comarcas da Capital e do interior do Estado, ou servidores autorizados,

Leia mais

PORTARIA Nº 077/2013-GS/SEMUT NATAL(RN), 25 DE NOVEMBRO DE 2013.

PORTARIA Nº 077/2013-GS/SEMUT NATAL(RN), 25 DE NOVEMBRO DE 2013. Publicado no DOM Nº 2655 de 27/11/2013 PORTARIA Nº 077/2013-GS/SEMUT NATAL(RN), 25 DE NOVEMBRO DE 2013. Disciplina o procedimento de indeferimento de opção e de exclusão de ofício ao Regime Especial Unificado

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC) TÉCNICO TRT s 07 PROVAS 34 QUESTÕES (2012 2010) A apostila contém provas de Direito Processual Civil de concursos da Fundação Carlos Chagas (FCC),

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA REGIONAL PORTARIA Nº T2-PTC-2011/00404 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2011.

PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA REGIONAL PORTARIA Nº T2-PTC-2011/00404 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2011. PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL - 2ª REGIÃO CORREGEDORIA REGIONAL PORTARIA Nº T2-PTC-2011/00404 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2011. O Doutor ANDRÉ FONTES, Corregedor-Regional da Justiça

Leia mais

Plano de Ensino - 2. Do pedido. Modalidades de pedido. Cumulação de pedidos. (arts. 286 a 294)

Plano de Ensino - 2. Do pedido. Modalidades de pedido. Cumulação de pedidos. (arts. 286 a 294) DPRCIV3 Direito Processual Civil III Plano de Ensino - 4. Comunicação dos atos processuais. Cartas. Citação. Intimação. Questões para Fixação - Comunicação dos atos processuais (art. 200 a 242) 1. Quais

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RESOLUÇÃO N. 1 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2010. Regulamenta o processo judicial eletrônico no âmbito do Superior Tribunal de Justiça. O PRESIDENTE DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA, no uso das atribuições que

Leia mais

ATOS, TERMOS E PRAZOS PROCESSUAIS (artigos 770 a 782, CLT) DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

ATOS, TERMOS E PRAZOS PROCESSUAIS (artigos 770 a 782, CLT) DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO Aula 4 Atos, termos e Prazos processuais. Nulidades processuais. Professora: Maria Inês Gerardo Site: Facebook: Maria Inês Gerardo Atos processuais: Conceito Classificação

Leia mais

ANDAMENTO SIGNIFICADO O QUE DEVO FAZER? O processo está na fase inicial, ganhou um número e foi distribuído a um Juiz. Está no início.

ANDAMENTO SIGNIFICADO O QUE DEVO FAZER? O processo está na fase inicial, ganhou um número e foi distribuído a um Juiz. Está no início. ANDAMENTO SIGNIFICADO O QUE DEVO FAZER? Distribuição /Atribuição Ordinária Instantânea Recebimento do Setor de Distribuição Autos Com (conclusão) Juiz Para Ato Ordinatório (Registro Terminal) Expedido/Extraído/Lavrado

Leia mais

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso sétimo módulo. Falaremos da petição inicial, da(s) resposta(s) do réu e do fenômeno da revelia.

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso sétimo módulo. Falaremos da petição inicial, da(s) resposta(s) do réu e do fenômeno da revelia. CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 7 PETIÇÃO INICIAL. RESPOSTA DO RÉU. REVELIA. Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos

Leia mais

Processo do Trabalho I Simulados_Corrigidos_UNESA

Processo do Trabalho I Simulados_Corrigidos_UNESA Processo do Trabalho I Simulados_Corrigidos_UNESA SIMULADO 1: 1a Questão: A Consolidação das Leis do Trabalho autoriza que o Direito Processual Comum seja aplicado subsidiariamente ao Direito Processual

Leia mais

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho SUMÁRIO Direito do Trabalho... 05 Direito Processual Civil... 139 Direito Processual do Trabalho... 195 DIREITO DO TRABALHO ÍNDICE CAPÍTULO 01... 7 Fontes e Princípios de Direito do Trabalho... 7 Surgimento

Leia mais

Cumprimento de Sentença e Execução. Ricardo de Carvalho Aprigliano

Cumprimento de Sentença e Execução. Ricardo de Carvalho Aprigliano Cumprimento de Sentença e Execução Ricardo de Carvalho Aprigliano Considerações iniciais Antes da execução Cumprimento de sentença Intimação do devedor pelo DJE na pessoa do seu advogado (art. 513, 2º,I).

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Sumário Capítulo 1 A Situação Concreta... 1 1.1. Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Capítulo 2 Petições Cíveis: Procedimento Comum... 7 2.1. Petição Inicial...7

Leia mais

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ Posição legal Momento processual Necessidade, finalidade, objeto e limites Natureza jurídica Liquidação na pendência de recurso Liquidação concomitante com execução Modalidades Liquidação de sentença Sumário

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.511.655 - MG (2014/0298242-0) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS RECORRENTE : MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RECORRIDO : BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO ADVOGADO : SEM REPRESENTAÇÃO

Leia mais

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - STF Atualizado em 09/11/2016 RESOLUÇÃO Nº 581, DE 8 DE JUNHO DE 2016 Dispõe sobre as Tabelas de Custas e a Tabela de Porte de Remessa e Retorno dos Autos e dá outras providências.

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO AÇÃO DE REPETIÇÃO DE INDÉBITO Prof. Thiago Gomes 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS A ação empregada para o contribuinte recuperar valor já pago indevidamente ou a maior.

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ. Atualizado em 09/11/2016

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ. Atualizado em 09/11/2016 SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA STJ Atualizado em 09/11/2016 RESOLUÇÃO STJ/GP N. 1 DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016. Dispõe sobre o pagamento de custas judiciais e porte de remessa e retorno dos autos no âmbito

Leia mais

RESOLUÇÃO CNSP N 25, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2000.

RESOLUÇÃO CNSP N 25, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2000. RESOLUÇÃO CNSP N 25, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2000. Dispõe sobre escritório de representação, no País, de ressegurador admitido, e dá outras providências. A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP, no

Leia mais

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS

PROCEDIMENTOS ESPECIAIS PROCEDIMENTOS ESPECIAIS SEPARAÇÃO E DIVÓRCIO CONSENSUAL DPC III - Prof. ANA PAULA L. SAKAUIE 1 SEPARAÇÃO/DIVÓRCIO CONSENSUAL CONSIDERAÇÕES INICIAIS REFERÊNCIA LEGISLATIVA: ARTS. 731/734, NCPC HAVENDO LITÍGIO

Leia mais

Ato TRT GP nº 120/2012 Seg, 04 de junho de :51 -

Ato TRT GP nº 120/2012 Seg, 04 de junho de :51 - TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO - 13ª REGIÃO PARAÍBA DOC: ATO NUM: 120 ANO: 2012 DATA: 07-05-2012 DEJT DATA: 08-05-2012 ATO TRT GP Nº 120/2012 João Pessoa, 07 de maio de 2012 Modifica o Projeto Negócio Legal,

Leia mais

CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL. Processo Eletrônico

CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL. Processo Eletrônico CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL Processo Eletrônico Lúcio Melre da Silva STI - CJF Justiça Federal Brasileira Processos em Tramitação na Justiça Federal Período: 2002 a setembro de 2007 Ano TRFs (1) SJs (1)

Leia mais

Carta de Serviços aos Cidadãos. Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul

Carta de Serviços aos Cidadãos. Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul Carta de Serviços aos Cidadãos Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul Missão Garantir a legitimidade do processo eleitoral. Visão Consolidar a credibilidade da Justiça Eleitoral, especialmente

Leia mais

Teoria Geral do Processo

Teoria Geral do Processo Arno Melo Schlichting Teoria Geral do Processo Concreta - Objetiva - Atual Livro 2 3 a Edição SUMÁRIO Apresentação 9 Identificação 11 Natureza... 13 Objetivo... 13 1 Teoria Geral das Ações 15 1.1 Ação,

Leia mais

AULA 3 03/03/11 AS FORMAS DE PROCEDIMENTO E A COMPETÊNCIA

AULA 3 03/03/11 AS FORMAS DE PROCEDIMENTO E A COMPETÊNCIA AULA 3 03/03/11 AS FORMAS DE PROCEDIMENTO E A COMPETÊNCIA 1 AS FORMAS DE PROCEDIMENTO 1.1 QUANTO AO LUGAR Os atos processuais são praticados na sede do juízo, que é o fórum competente para julgar o processo

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DE DESEMBARGADOR

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DE DESEMBARGADOR ( Agravo de Instrumento no. 041.2007.002068-4/001 Relator: Des. José Di Lorenzo Serpa Agravante: Município de Conde, representado por seu Prefeito Adv. Marcos Antônio Leite Ramalho Junior e outros Agravado:

Leia mais

Código de Processo Civil Artigos 200 a 242 MODALIDADES DE CARTAS:

Código de Processo Civil Artigos 200 a 242 MODALIDADES DE CARTAS: DIREITO PROCESSO CIVIL Da comunicação dos atos processuais: cartas, citação e intimação. De outros atos processuais: Do Juizado Especial Federal:princípios e competência. Glauka Archangelo DA COMUNICAÇÃO

Leia mais

A Execução Fiscal e o novo CPC. < competência > Prof. Mauro Luís Rocha Lopes

A Execução Fiscal e o novo CPC. < competência > Prof. Mauro Luís Rocha Lopes A Execução Fiscal e o novo CPC < competência > Prof. Mauro Luís Rocha Lopes LEF, art. 5º A competência para processar e julgar a execução da Dívida Ativa da Fazenda Pública exclui a de qualquer outro juízo,

Leia mais

Seção 7 As Cartas Precatórias, Rogatórias e de Ordem

Seção 7 As Cartas Precatórias, Rogatórias e de Ordem Seção 7 As Cartas Precatórias, Rogatórias e de Ordem 2.7.1 - No Estado de Mato Grosso, as cartas precatórias serão recebidas pelo Juiz Diretor do Foro da comarca destinatária, sendo protocoladas, com anotação

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br A teoria da ciência inequivoca no direito processual civil brasileiro Pablo Berger * Ao interpor o recurso de agravo de instrumento diretamente no tribunal competente, deverá o agravante

Leia mais

DOS ÓRGÃOS AUXILIARES DO PODER JUDICIÁRIO TRABALHISTA:

DOS ÓRGÃOS AUXILIARES DO PODER JUDICIÁRIO TRABALHISTA: DOS ÓRGÃOS AUXILIARES DO PODER JUDICIÁRIO TRABALHISTA: São também denominados de órgãos auxiliares do juiz e servem para dar sustentação a todos os órgãos judiciais. Amauri Mascaro Nascimento conclui:

Leia mais

EXTRADIÇÃO HIPÓTESE CORRIDA.

EXTRADIÇÃO HIPÓTESE CORRIDA. EXTRADIÇÃO Caso prático de aplicação da Convenção de Extradição entre os Estados Membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP); Praia, 23.11.2005. De acordo com o Aviso n.º 183/2011, de

Leia mais

www.momentoarbitragem.com.br www.youtube.com/momentoarbitragem REFORMA DA LEI DE ARBITRAGEM Lei 13.129/2015 REFORMA DA LEI DE ARBITRAGEM Lei 13.129/2015 Lei de Arbitragem 9.307/96 Art. 1º As pessoas capazes

Leia mais

LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE 2015 LEI N 5.869, DE 11 DE JANEIRO DE 1973

LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE 2015 LEI N 5.869, DE 11 DE JANEIRO DE 1973 LEI Nº 13.105, DE 16/03/2015 / LEI N 5.869, DE 11/01/1973 NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL COMPARADO LEI Nº 13.105, DE 16 DE MARÇO DE 2015 LEI N 5.869, DE 11 DE JANEIRO DE 1973 PARTE GERAL LIVRO I DAS NORMAS

Leia mais

PORTARIA Nº 092, DE 31 DE MARÇO DE 2016.

PORTARIA Nº 092, DE 31 DE MARÇO DE 2016. PORTARIA Nº 092, DE 31 DE MARÇO DE 2016. Dispõe sobre a obrigatoriedade de recadastramento anual de aposentados e pensionistas que integram a folha de pagamento de pessoal do Instituto de Previdência Social

Leia mais

Questão 1 (FCC TJ-PE - Técnico Judiciário - Área Judiciária - e Administrativa)

Questão 1 (FCC TJ-PE - Técnico Judiciário - Área Judiciária - e Administrativa) CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 10 RECURSOS. Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo módulo. No módulo

Leia mais

Indisponibilidade de Serviços On-line

Indisponibilidade de Serviços On-line Indisponibilidade de Serviços On-line Conforme Comunicado Conjunto nº 2.340/16 (DJE de 19/12/16), das 0 hora do dia 2 à 0 hora do dia 9 de janeiro de 2017 estarão indisponíveis: a) Os Sistemas de Automação

Leia mais

Oficina de Atualização no Sistema PROJUDI

Oficina de Atualização no Sistema PROJUDI Oficina de Atualização no Sistema PROJUDI Objetivo Geral: Discutir entre os participantes as melhores práticas no Sistema PROJUDI para a prestação da atividade jurisdicional. Oficina de Atualização no

Leia mais

Protocolo Judicial de 1º Grau

Protocolo Judicial de 1º Grau PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO 45 Protocolo Judicial de 1º Grau Elaborado por: Ronaldo Gomes Pereira

Leia mais

DECISÃO. (Fundamentação legal: artigo 557, caput, do CPC)

DECISÃO. (Fundamentação legal: artigo 557, caput, do CPC) TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0048175-69.2013.8.19.0000 Agravante: DIBENS LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL (autora) Agravado: JOSÉ LUIS DA SILVA (réu) Relatora: Desembargadora

Leia mais

Preparo efetuado. 1. Data e assinatura.

Preparo efetuado. 1. Data e assinatura. 1. RECEBIMENTO DE PETIÇÃO INICIAL (Rito ordinário) Autos n. Comarca de Preparo efetuado. 1 282). Recebo a petição inicial, por ser a mesma apta (CPC, art. Cite-se o requerido para que, caso queira, apresente

Leia mais

Indisponibilidade de bens, segredo de justiça e a publicidade notarial e registral. Tânia Mara Ahualli

Indisponibilidade de bens, segredo de justiça e a publicidade notarial e registral. Tânia Mara Ahualli , segredo de justiça e a publicidade notarial e registral. Tânia Mara Ahualli Limitação ao direito de propriedade, atingindo um dos seus atributos de maior relevância, que é o direito de dispor da coisa

Leia mais

Estado da Bahia. A DESEMBARGADORA IVETE CALDAS FREITAS SILVA MUNIZ, CORREGEDORA-GERAL DA JUSTIÇA E O DESEMBARGADOR

Estado da Bahia. A DESEMBARGADORA IVETE CALDAS FREITAS SILVA MUNIZ, CORREGEDORA-GERAL DA JUSTIÇA E O DESEMBARGADOR PROVIMENTO CONJUNTO Nº CGJ/CCI-011/2013 Dispõe sobre o Serviço de Protocolo Postal no âmbito do Poder Judiciário do Estado da Bahia. A DESEMBARGADORA IVETE CALDAS FREITAS SILVA MUNIZ, CORREGEDORA-GERAL

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL 1. APRESENTAÇÃO A Pós-Graduação em Direito Processual Civil da FAACZ visa à conjugação das referidas áreas em meio à atualização da legislação em vigor,

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo ATUALIZADO EM JUSTIÇA ESTADUAL. Lei nº /2003

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo ATUALIZADO EM JUSTIÇA ESTADUAL. Lei nº /2003 ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Seção de São Paulo ATUALIZADO EM 09.11.2016 JUSTIÇA ESTADUAL Lei nº 11.608/2003 DESPESAS COM PORTE DE REMESSA E RETORNO DE AUTOS Descrição Valor Recolhimento Porte de Remessa

Leia mais

T R I B U N A L D E J U S T I Ç A

T R I B U N A L D E J U S T I Ç A RESOLUÇÃO Nº 94 de 21 de outubro de 2013. Dispõe sobre a suspensão do expediente forense no período de 20.12.2013 a 06.01.2014. O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, por seu colendo Órgão Especial,

Leia mais

Inscrição em Dívida Ativa da União de Créditos do Simples Nacional

Inscrição em Dívida Ativa da União de Créditos do Simples Nacional Inscrição em Dívida Ativa da União de Créditos do Simples Nacional Inscrição em DAU Fundamento Legal: art. 41, 2º, da LC 123/2006. 2º Os créditos tributários oriundos da aplicação desta Lei Complementar

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO Direito Processual do Trabalho Profª. Ms. Tatiana Riemann DISSÍDIO COLETIVO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS FACULDADE DE DIREITO Direito Processual do Trabalho Profª. Ms. Tatiana Riemann DISSÍDIO COLETIVO DISSÍDIO COLETIVO 1. Conceito - Dissídio coletivo é o processo que vai dirimir os conflitos coletivos do trabalho, por meio do pronunciamento do Poder Judiciário, criando ou modificando condições de trabalho

Leia mais

AULA ) Competência de 1 Grau para exame da Tutela Provisória. 12.8) Natureza Jurídica da Decisão da Tutela Provisória

AULA ) Competência de 1 Grau para exame da Tutela Provisória. 12.8) Natureza Jurídica da Decisão da Tutela Provisória Turma e Ano: Master A (2015) 06/07/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 23 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol CONTEÚDO DA AULA: Tutela provisória : AULA 23 12.7) Competência

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA DE COLINAS DO TOCANTINS Comissão Permanente de Licitação

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA DE COLINAS DO TOCANTINS Comissão Permanente de Licitação EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA CADASTRO DE FORNECEDORES O Município de Colinas do Tocantins, Estado do Tocantins, com fundamento nos artigos 34 a 37 da Lei nº 8.666/93 e demais alterações, torna público

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 4.840, DE 2016 (Do Sr. Alberto Fraga)

PROJETO DE LEI N.º 4.840, DE 2016 (Do Sr. Alberto Fraga) *C0059067A* C0059067A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 4.840, DE 2016 (Do Sr. Alberto Fraga) Estabelece normas de atuação dos advogados das instituições de ensino superior que mantenham atendimento

Leia mais

Estágio Supervisionado I

Estágio Supervisionado I Estágio Supervisionado I 5ª etapa TRABALHO Nº 01 Ativ. Acomp. e Obs. em Órgãos Públicos Ministério Público Estadual ou Federal TRABALHO Nº 02 Ativ. Acomp. e Obs. em Órgãos Públicos Advocacia Geral da União

Leia mais

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial.

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial. Direito Processual Civil I EXERCÍCIOS - 2º BIMESTRE Professor: Francisco Henrique J. M. Bomfim 1. a) Explique como ocorre a formação da relação jurídica processual: R. Início do Processo: Por iniciativa

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO ANEXO I (Anexo ao Regulamento Portaria JFES-POR-2014/00073) LISTA DE VERIFICAÇÃO PARA BAIXA DEFINITIVA DE AUTOS Órgão Julgador/Vara Processo

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO Prática Processual Civil Programa I CONSULTA JURÍDICA 1.1 Consulta jurídica 1.2 Tentativa de resolução amigável 1.3 Gestão do cliente e seu processo II PATROCÍNIO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA DECRETO Nº 16406, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 PUBLICADO NO DOE Nº 1876, DE 15 DE DEZEMBRO 2011

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA DECRETO Nº 16406, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 PUBLICADO NO DOE Nº 1876, DE 15 DE DEZEMBRO 2011 DECRETO Nº 16406, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2011 PUBLICADO NO DOE Nº 1876, DE 15 DE DEZEMBRO 2011 CONSOLIDADO ALTERADO PELO DECRETO: 16753 DOE Nº 1977, de 17.05.12 Dispõe sobre a exclusão do Simples Nacional.

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças Sumário Capítulo 1 Prazos 1.1. Forma de contagem: somente em dias úteis 1.2. Prática do ato processual antes da publicação 1.3. Uniformização dos prazos para recursos 1.4. Prazos para os pronunciamentos

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA OFICINA DO NOVO CPC EMBARGOS DE DECLARAÇÃO

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA OFICINA DO NOVO CPC EMBARGOS DE DECLARAÇÃO OFICINA DO NOVO CPC EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Artigos 1.022 a 1.026 do Código de Processo Civil 1. Conceito Os embargos declaratórios são opostos contra qualquer decisão que contenha obscuridade, omissão,

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para verificar e atualizar cálculos.

Estabelecer critérios e procedimentos para verificar e atualizar cálculos. Proposto por: Diretores de Secretaria de Vara do Trabalho Analisado por: Diretor Geral de Coordenação Judiciária Aprovado por: Presidente TRT/RJ ATENÇÃO: Cópias impressas não são controladas. 1 OBJETIVO

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo III. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo III. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo III Aula 01 1 INTRODUÇÃO O 3º módulo correspondente ao Direito Processual do Trabalho que trata de alguns mecanismos processuais dentro da Justiça do Trabalho. Estudaremos ainda,

Leia mais

2º O advogado dativo será nomeado para prestar assistência até o final do processo, salvo nos casos fundamentadamente justificados pelo juiz.

2º O advogado dativo será nomeado para prestar assistência até o final do processo, salvo nos casos fundamentadamente justificados pelo juiz. LEI N. 3.165, DE 2 DE SETEMBRO DE 2016 Estabelece critérios para a nomeação, remuneração e pagamento de advogados dativos nos processos que não puderem ser assistidos pela Defensoria Pública do Estado

Leia mais

Capítulo II (Alterado em 14/07/2016) FEITOS CÍVEIS E ADMINISTRATIVOS

Capítulo II (Alterado em 14/07/2016) FEITOS CÍVEIS E ADMINISTRATIVOS Capítulo II (Alterado em 14/07/2016) FEITOS CÍVEIS E ADMINISTRATIVOS Seção I CITAÇÃO/INTIMAÇÃO/NOTIFICAÇÃO Subseção I CITAÇÃO 1 1. Para a validade do processo é indispensável a citação válida do réu ou

Leia mais

ACESSANDO O PORTAL E-SAJ

ACESSANDO O PORTAL E-SAJ ACESSANDO O PORTAL E-SAJ Para efetuar o cadastro como advogado, acesse o sítio do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (www.tjms.jus.br) e clique no banner Portal de Serviços e-saj, conforme demonstrado

Leia mais

CAPÍTULO VII PRAZOS PROCESSUAIS

CAPÍTULO VII PRAZOS PROCESSUAIS Aula 03: Prazos processuais: disposições gerais; contagem; preclusão; prescrição; penalidades (pelo descumprimento). Cartas: precatória, de ordem e rogatória. Intercâmbio processual: citação, intimação

Leia mais

RESOLUÇÃO CFESS Nº 548, de 23 de março de 2009

RESOLUÇÃO CFESS Nº 548, de 23 de março de 2009 RESOLUÇÃO CFESS Nº 548, de 23 de março de 2009 EMENTA: Institui procedimentos que deverão ser adotados no processamento das denúncias éticas que forem objeto de DESAFORAMENTO, conforme previsão do artigo

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO EDITAL Nº 003/2016

PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO EDITAL Nº 003/2016 PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO EDITAL Nº 003/2016 O DEFENSOR PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ, no exercício de suas atribuições legais, promove a abertura de

Leia mais

Inovações legislativas e aspectos práticos no uso da Mediação em Propriedade Intelectual. Daniela Monteiro Gabbay

Inovações legislativas e aspectos práticos no uso da Mediação em Propriedade Intelectual. Daniela Monteiro Gabbay Inovações legislativas e aspectos práticos no uso da Mediação em Propriedade Intelectual Daniela Monteiro Gabbay 30.08.2016 Escolha da mediação: arte ou ciência? Como escolher a porta mais adequada de

Leia mais

COMPETÊNCIA INTERNACIONAL

COMPETÊNCIA INTERNACIONAL COMPETÊNCIA INTERNACIONAL ANTIGO CPC NOVO CPC REGIMENTO INTERNO STJ COMENTÁRIOS Art. 88. É competente a autoridade judiciária brasileira quando: I - o réu, qualquer que seja a sua nacionalidade, estiver

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 548, DE 6 DE MAIO DE 2014

INSTRUÇÃO CVM Nº 548, DE 6 DE MAIO DE 2014 Altera, acrescenta e revoga dispositivos da Instrução CVM nº 400, de 29 de dezembro de 2003. O PRESIDENTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS - CVM torna público que o Colegiado, em reunião realizada em

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL PEÇA PROFISSIONAL Trata-se de contestação ou defesa, que deve trazer em seu bojo tópico próprio relativamente à prescrição quinquenal de que trata o art. 7.º, XXIX, da Constituição Federal, por meio do

Leia mais

MANUAL DO AGRAVO DE INSTRUMENTO

MANUAL DO AGRAVO DE INSTRUMENTO MANUAL DO AGRAVO DE INSTRUMENTO (2ª Edição Revisada e Atualizada) Roberto Ignácio dos Santos Seção Judiciária do Rio de Janeiro Hylton Pereira Assessor da Coordenação-Geral do Conselho da Justiça Federal

Leia mais

QUESTÕES COMENTADAS DE PROCESSO DO TRABALHO PARTE 1 TEORIA GERAL DO PROCESSO.

QUESTÕES COMENTADAS DE PROCESSO DO TRABALHO PARTE 1 TEORIA GERAL DO PROCESSO. www.brunoklippel.com.br QUESTÕES COMENTADAS DE PROCESSO DO TRABALHO PARTE 1 TEORIA GERAL DO PROCESSO. 1. MEUS CURSOS NO ESTRATÉGIA CONCURSOS: Estão disponíveis no site do Estratégia Concursos (www.estrategiaconcursos.com.br),

Leia mais

Capítulo II FEITOS CÍVEIS E ADMINISTRATIVOS

Capítulo II FEITOS CÍVEIS E ADMINISTRATIVOS Capítulo II FEITOS CÍVEIS E ADMINISTRATIVOS Seção I CITAÇÃO/NOTIFICAÇÃO 1 1. Para a validade do processo é indispensável a citação válida do réu 2. 2. Em regra, a citação será feita pessoalmente à parte,

Leia mais

Petição Inicial - Conceito

Petição Inicial - Conceito Petição Inicial - Conceito A Petição Inicial é um documento escrito (ou digital) elaborado pelo advogado para defender e reivindicar os direitos de um cidadão ou instituição perante o Poder Judiciário,

Leia mais

Tânia Maria Françosi Santhias Professora e Advogada

Tânia Maria Françosi Santhias Professora e Advogada Tânia Maria Françosi Santhias Professora e Advogada Conceito Processo X Procedimento Processo Tributário Administrativo X Processo Tributário Judicial Legalidade Oficialidade Devido Processo Legal Formalismo

Leia mais

MANUAL DO DOMICÍLIO TRIBUTÁRIO ELETRÔNICO DO SIMPLES NACIONAL DTE-SN

MANUAL DO DOMICÍLIO TRIBUTÁRIO ELETRÔNICO DO SIMPLES NACIONAL DTE-SN MANUAL DO DOMICÍLIO TRIBUTÁRIO ELETRÔNICO DO SIMPLES NACIONAL DTE-SN Versão Setembro/2016 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 03 2- REQUISITOS TECNOLÓGICOS... 03 3- ACESSO... 04 3.1 Sistema Alerta... 05 4- GERENCIAR

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.215.895 - MT (2010/0183418-1) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS RECORRENTE : ESTADO DE MATO GROSSO PROCURADOR : ANA CRISTINA COSTA DE ALMEIDA B TEIXEIRA E OUTRO(S) RECORRIDO : TRANSPORTES

Leia mais

Teoria Geral dos Recursos

Teoria Geral dos Recursos Componente Curricular: Direito Processual Civil II Professor: Rodrigo Reül 1) Recurso - Conceito: é uma espécie de remédio processual que a lei coloca à disposição das partes para impugnação das decisões

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal Ementa e Acórdão Inteiro Teor do Acórdão - Página 1 de 9 28/10/2016 PRIMEIRA TURMA AG.REG. EM MANDADO DE SEGURANÇA 33.625 DISTRITO FEDERAL RELATOR AGTE.(S) ADV.(A/S) AGDO.(A/S) ADV.(A/S) LIT.PAS.(A/S)

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis Coordenadoria de Benefícios REGULAMENTAÇÃO DO PROGRAMA AUXÍLIO PRÉ-ESCOLAR

Universidade Federal de Pelotas Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis Coordenadoria de Benefícios REGULAMENTAÇÃO DO PROGRAMA AUXÍLIO PRÉ-ESCOLAR Universidade Federal de Pelotas Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis Coordenadoria de Benefícios REGULAMENTAÇÃO DO PROGRAMA AUXÍLIO PRÉ-ESCOLAR CAPÍTULO I DO PROGRAMA Art. 1º. O Programa Auxílio Pré-Escolar

Leia mais

ARBITRAGEM NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 2015 (LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE 2015)

ARBITRAGEM NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 2015 (LEI Nº , DE 16 DE MARÇO DE 2015) ARBITRAGEM NO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 2015 (LEI Nº 13.105, DE 16 DE MARÇO DE 2015) PARTE GERAL LIVRO I DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS TÍTULO ÚNICO DAS NORMAS FUNDAMENTAIS E DA APLICAÇÃO DAS NORMAS PROCESSUAIS

Leia mais

ESCOLA DE DIREITO CURSO DE DIREITO ROBERTO FREIRE CURSO DE DIREITO FLORIANO PEIXOTO

ESCOLA DE DIREITO CURSO DE DIREITO ROBERTO FREIRE CURSO DE DIREITO FLORIANO PEIXOTO 3ª. Série 06 09 21 22 25 38 CONHECIMENTOS GERAIS DIR. ADMINISTRATIVO DIR. PENAL DIR. PENAL DIR. PENAL DIR. (conteúdo cumulado) A questão trata da temática do Êxodo, decorrente de infortúnios provisórios,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010.

PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. PODER JUDICIÁRIO ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 27, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. EMENTA: Regulamenta a concessão e o pagamento de auxílio funeral no

Leia mais

ANEXO D - REGULAMENTO DE AAC (ATIVIDADE ACADÊMICA COMPLEMENTAR)

ANEXO D - REGULAMENTO DE AAC (ATIVIDADE ACADÊMICA COMPLEMENTAR) ANEXO D - REGULAMENTO DE AAC (ATIVIDADE ACADÊMICA COMPLEMENTAR) REGIMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - SEMESTRAL DA FACULDADE DE APUCARANA-FAP

Leia mais

RESOLUÇÃO n o 002, de 28 de fevereiro de 2000

RESOLUÇÃO n o 002, de 28 de fevereiro de 2000 RESOLUÇÃO n o 002, de 28 de fevereiro de 2000 Aprova Regimento da Assessoria Jurídica da FUNREI ASJUR O Presidente do Conselho Deliberativo Superior da Fundação de Ensino Superior de São João del-rei FUNREI,

Leia mais

aprovação do pleno, ocorrida na sessão ordinária de 7 de outubro de 2014;

aprovação do pleno, ocorrida na sessão ordinária de 7 de outubro de 2014; 1 RESOLUÇÃO CONSU Nº. 13/2014, DE 10 DE OUTUBRO DE 2014. Regulamenta o processo de revalidação de diploma de cursos de graduação em Medicina obtido em instituição estrangeira de ensino superior. A Presidente

Leia mais

PORTARIA Nº 2.087/CGJ/2012 (Alterada pelas Portarias nº 2.124/CGJ/2012 e nº 2.222/CGJ/2012)

PORTARIA Nº 2.087/CGJ/2012 (Alterada pelas Portarias nº 2.124/CGJ/2012 e nº 2.222/CGJ/2012) PORTARIA Nº 2.087/CGJ/2012 (Alterada pelas Portarias nº 2.124/CGJ/2012 e nº 2.222/CGJ/2012) Institui o Banco Estadual de Mandados de Prisão BEMP na Justiça de Primeira Instância do Estado de Minas Gerais

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES SOBRE O SISTEMA DE CONTROLE DA ARRECADAÇÃO DAS CUSTAS JUDICIAIS - SICAJUD

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES SOBRE O SISTEMA DE CONTROLE DA ARRECADAÇÃO DAS CUSTAS JUDICIAIS - SICAJUD PERGUNTAS MAIS FREQUENTES SOBRE O SISTEMA DE CONTROLE DA ARRECADAÇÃO DAS CUSTAS JUDICIAIS - SICAJUD O que é e como funciona o Sistema de Controle da Arrecadação das Custas Judiciais (SICAJUD)? O Sistema

Leia mais

RESOLUÇÃO N XXXXXXX INSTRUÇÃO N xxx-xx.20xx CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL.

RESOLUÇÃO N XXXXXXX INSTRUÇÃO N xxx-xx.20xx CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL. RESOLUÇÃO N XXXXXXX INSTRUÇÃO N xxx-xx.20xx6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Dias Toffoli. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. Dispõe sobre a apuração de crimes

Leia mais