CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE E RESPONSABILIDADE CIVIL: A EFETIVIDADE DA LEI DO MOTOTAXISTA NO MUNICÍPIO DE ILHÉUS-BAHIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE E RESPONSABILIDADE CIVIL: A EFETIVIDADE DA LEI DO MOTOTAXISTA NO MUNICÍPIO DE ILHÉUS-BAHIA"

Transcrição

1 1 CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE E RESPONSABILIDADE CIVIL: A EFETIVIDADE DA LEI DO MOTOTAXISTA NO MUNICÍPIO DE ILHÉUS-BAHIA RESUMO Com a sanção da Lei Federal nº , de 29 de julho de 2009, restou normatizado o exercício das atividades do mototaxista em todo território nacional. Com isso, cabe aos municípios estabelecer regras para o exercício do mototaxista como localização da atividade, alvará de funcionamento, preço da tarifa, dentre outros. Assim, o objetivo da pesquisa é expor se a supramencionada foi efetivamente recepcionada pelo município de Ilhéus quanto à atividade profissional do mototaxista. Especificamente reconhecendo o perfil do mototaxista de Ilhéus, qual o mecanismo constitucional de controle normativo para efetivação da lei e se o Poder Público tem responsabilidade civil quantos os danos causados pela omissão regulamentar a classe trabalhador. Para isso, realizou-se nesse estudo uma pesquisa exploratória, amostral-probabilística, de observação direta extensiva com utilização de questionário. Utilizou-se também, a pesquisa documental e bibliográfica, por meio da leitura sistemática, fichamento de livros, artigos, monografias e sites especializados. Com isso, o município de Ilhéus apresenta em sua totalidade de questionados, que exercem a profissão de mototaxista, a não observância das regras do CONTRAN para o exercício da atividade conforme lei infraconstitucional. Assim como, a falta de conhecimento sobre o dispositivo normativo que vigora à 6 (seis) anos e o desconhecimento de iniciativas do Poder Executivo e Legislativo municipal quanto a regulamentação. Por consequência, o munícipio de Ilhéus é passível de Controle de Constitucionalidade, mediante Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO), bem como, ser responsabilizado objetivamente pelos danos causados aos mototaxistas e a terceiros. Palavras-chave: Ação Direta de Inconstitucionalidade, Dano Patrimonial, Omissão. 1 INTRODUÇÃO O transporte público dos municípios brasileiros, tem como peculiaridade indispensável à universalização, sendo este, capaz de transportar todas as pessoas, seja pela idade ou condição física. Somente esse ponto, já demonstra a evidente inconformidade da motocicleta para o transporte público de passageiros. Os usuários são, em sua maioria inexperientes, com o tipo de transporte, onde constitui-se em um grande fator de risco como acidentes físicos e até óbito. Nos municípios do interior brasileiro, onde o exercício de mototaxista ou motoboy aumenta ilegalmente, percebem grandes taxas de mortalidade no trânsito do país. Por isto é necessário a elaboração de regras e leis que protejam e garantam a segurança de condutores e dos pedestres. A categoria dos mototaxistas tem obtido atenção relevante do Legislativo e Executivo Federal na implementação de leis que procuram prevenir atitudes imprudentes no trânsito e desse modo reduzir os acidentes graves e fatais. Com a chegada da Lei Federal nº , de 29 de julho de 2009, restou normatizado o exercício das atividades do mototaxista, motoboy e motofrete em todo território nacional. Assim, a

2 legislação determinou que algumas normas ali contidas devam ser observadas pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) entidade competente regularizadora. Segundo o artigo 30, inciso I e II, da Constituição Federal de 1988, é competência de o município legislar sobre assuntos de interesse local e suplementar a legislação de federal. Com isso, cabe aos municípios estabelecer regras para o exercício do mototaxista como localização da atividade, Alvará de funcionamento, preço da tarifa, dentre outros. Assim, este trabalho justifica-se por sua relevância esclarecedora e fiscalizadora, onde, busca-se através do estudo aprofundado demonstrar que o Poder Público do município de Ilhéus, está omisso quanto à regularização da atividade de mototaxista. Pois, compete ao Poder Público municipal promover tudo que diz respeito ao interesse e ao bem-estar da sua população, cabendolhe legislar sobre assuntos de interesse local como: organização; concessão; permissão ou autorização. A pesquisa tem por objetivo expor se a Lei n de julho de 2009 foi efetivamente recepcionada pelo Poder Público de Ilhéus quanto à atividade profissional do mototaxista. Especificamente reconhecendo: o perfil do mototaxista de Ilhéus; qual o mecanismo constitucional de controle normativo para efetivação da lei do mototaxista; e, se o Poder Público tem responsabilidade civil quantos os danos causados pela omissão. Não obstante, a problemática é que o Município por omissão pode ser, diretamente responsabilizado pela falta de observância de lei superior e aos danos causados a sua população? Para isso, realizou-se nesse estudo uma pesquisa exploratória, amostral-probabilística, de observação direta extensiva com utilização de questionário. Utilizou-se também, a pesquisa documental e bibliográfica, por meio da leitura sistemática, fichamento de livros, artigos, monografias e sites especializados. Por fim, para responder ao problema da pesquisa foram considerados os seguintes parâmetros e procedimentos: aplicação de questionários com resposta de SIM ou NÃO, nos principais bairros do município de Ilhéus como: Centro; Malhado; Nelson Costa; Iguape; Avenida Itabuna; Conquista; Urbis e Teotônio Vilela. O período da aplicação dos questionários foi de 05 junho de 2014 a 05 de junho de 2015, com 530 questionários aplicados a pessoas que exercem a atividade de mototaxista no município. 2 2 O QUE É UMA MOTOCICLETA? A Motocicleta também popularmente conhecida por moto é um veículo composto por duas rodas, com um motor que gera a sua movimentação. Neste caso, é um meio de transporte de baixo consumo de combustível e tem um preço mais acessível. Entretanto, há motos que consomem

3 mais combustível do que muitos automóveis, variando, entre outros fatores, com a potência do motor (ABRAM, 2015). Conforme Motoclube (2015) a criação da motocicleta foi no ano de 1869 e pelo francês Louis Perreaux e do americano Sylvester Roper que, simultaneamente e sem ter contato, tiveram a ideia de criar um tipo de bicicleta equipada com motor a vapor. O veículo foi projetado com um motor a carvão vegetal de dois cilindros, com bielas interligadas a uma manivela na roda traseira. Para a sociedade daquele momento histórico, a criação da moto só aconteceu a partir do momento em que os veículos de duas rodas começaram a transitar com motores de combustão interna. Nessa premissa que, o primeiro a executar com sucesso foi o alemão Gottlieb Daimler que, em conjunto com Wilhelm Maybach, em 1885, instalou um motor a gasolina numa bicicleta de madeira adaptada (MOTOCLUBE, 2015). Segundo Motoclube (2015, p. 1) a primeira fábrica de motos surgiu em 1894 na Alemanha e chamava-se Hildebrand & Wolfmüller. No ano de abertura foram produzidos mais de 200 veículos, o que foi um autêntico sucesso comercial. De acordo com a Abram (2015) há quatro tipos desse veículo: 3 Ciclomotor - veículo de duas ou três rodas, com cilindrada menor ou igual a 50 cc e velocidade máxima de 50km/h, é necessária uma autorização, chamada de "ACC" (que é pouco utilizada pois o procedimento e o custo é o mesmo da habilitação normal), para motos maiores, há que se ter mais de 18 anos, ter habilitação e capacete; Motocicleta - veículo de duas rodas, com ou sem sidecar, no qual o condutor dirige em posição montada; Motoneta - veículo de duas rodas, no qual o condutor dirige em posição sentada; Triciclo - veículo de três rodas (ABRAM, 2015, p. 1). No princípio do século XX observa-se grande crescimento em todo o mundo na produção de motocicletas. Na Europa surgiram cerca de 43 fábricas de motos, ao passo que nos Estados Unidos da América, as primeiras fábricas surgiram em 1900, chegando a 20 empresas em 1910 (MOTOCLUBE, 2015). No Brasil, principalmente observando o mês de junho de 2014 a maio de 2015, a frota de veículos por tipo e com placa (registro do veículo), neste caso, a motocicleta, cresceu significativamente. Essa afirmação é comprovada, quando se observa os números relacionados ao município de Ilhéus. No período supramencionado, a motocicleta, em junho de 2014 teve o número de veículos registrados. Crescendo para motocicletas em maio de 2015 (DENATRAN, 2015). 3 LIBERDADE DE PROFISSÃO A lei maior brasileira propicia a liberdade de exercício de qualquer forma de profissão. Contudo, estas, devem atender as qualificações profissionais que a lei designar. Refere-se, por

4 consequência, de norma constitucional de eficácia contida, podendo lei infraconstitucional demarcar o seu alcance, fixando requisitos para o total exercício da profissão (LENZA, 2013). Segundo Duarte e Oliveira (2012) a liberdade de profissão é um direito individual e está adstrita às vocações de cada indivíduo, podendo ser limitada, unicamente, quando se tratar de preceito legal quanto às qualificações profissionais. Tal entendimento está positivado na Constituição Federal Brasileira de 1988 no artigo 5, inciso XIII conforme Brasil (2013, p. 8) com o seguinte texto [...] é livre o exercício de qualquer trabalho, oficio ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer. A liberdade de escolha da profissão é um direito inviolável. Contudo, a liberdade do exercício sofrer restrição pelo Estado. Pois, deve ter por finalidade a proteção da vida, saúde, segurança, educação e à defesa de valores morais. Isto posto, as limitações que a lei poderá estabelecer são baseadas na possível lesividade do exercício de determinada profissão (DUARTE, OLIVEIRA, 2012). De acordo com Lenza (2013) essas limitações legais que são impostas a liberdade de profissão podem ser percebidas quanto ao exercício da advocacia, onde: 4 [...] com o Exame de Ordem (art. 8, IV, da Lei n /94), cuja aprovação é um dos requisitos essenciais para o bacharel em direito possa inscrever-se junto a OAB com advogado e que, inclusive, foi declarado constitucional pelo STF no julgamento do RE [...] (LENZA, 2013, p. 1064). Assim, apesar da liberdade do exercício de qualquer profissão, está fica adstrito a condição legal, que deve observar as qualificações do oficio, onde a norma infraconstitucional regulamentará o exercício pleno da profissão em questão (LENZA, 2013). 4 DO DIREITO AO TRABALHO Em diferentes democracias, é observada a insatisfação de múltiplos ramos da sociedade pela não observância dos seus direitos ou pela reclamação de direitos que consideram ser necessários. O nicho trabalhador que, exerce papel de relevância importância na sociedade brasileira, tem direitos constitucionalmente garantidos, positivados expressamente na relação dos direitos sociais (PESSOA, 2011). De acordo com Lenza (2013) o direito ao trabalho, é sem dúvida, um importante instrumento para implementar e assegurar a todos uma existência digna. Pois, conforme é estabelecido no artigo 170, caput e inciso VIII, observa-se que o direito ao trabalho: Art A ordem econômica, fundada na valorização do trabalho humano e na livre inciativa, tem por fim assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça

5 social, observados os seguintes princípios: [...]; VIII busca do pleno emprego; [...] (BRASIL, 2013, p. 61). 5 A princípio, o direito ao trabalho, surgi na Constituição de 1988 como princípio fundamental da República no art. 1º, inciso IV, segundo os preceitos da justiça social. Conforme Brasil (2013, p 7) a República Federativa do Brasil [...], formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos: [...]; [...] os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; [...]. Além dos dispositivos supracitados, pode-se encontrar o direito ao trabalho na Constituição Federal no artigo 6 ao artigo 11. Onde estão previstos os principais direitos para os trabalhadores que atuam sob a lei brasileira (PESSOA, 2011). Segundo Pessoa (2011) o direito ao trabalho é o ramo do Direito que se forma, pelo conjunto de regras e princípios jurídicos que protege as relações, em principalmente no que tange, a relação de emprego. A Constituição 1988, neste caso, é de grande importância por prever, o trabalho, como o valor social, como fundamento da República e por consolidar vários direitos dispersos no ordenamento jurídicos brasileiro. 5 LEI COMPLEMENTAR DO MOTOTAXISTA As atividades exercidas por pessoas em transportes de passageiros, mototaxista, em entrega de mercadorias e em serviço comunitário de rua, motoboy, com a utilização motocicleta, foi regulamentado pela Lei de junho de 2009, pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (BRASIL, 2013). A lei além de regulamentar a atividade profissional, tem o intuito que os trabalhadores desenvolvam suas atividades com maior segurança. Para tanto, na execução da atividade profissional faz-se necessária os seguintes quesitos: Art. 2º. I ter completado 21 (vinte e um) anos; II possuir habilitação, por pelo menos 2 (dois) anos, na categoria; III ser aprovado em curso especializado, nos termos da regulamentação do CONTRAN; IV estar vestido com colete de segurança dotado de dispositivos retrorrefletivos, nos termos da regulamentação do CONTRAN. Parágrafo único. Do profissional de serviço comunitário de rua serão exigidos ainda os seguintes documentos: I carteira de identidade; II título de eleitor; III cédula de identificação do contribuinte CIC; IV atestado de residência; V certidões negativas das varas criminais; VI identificação da motocicleta utilizada em serviço [...] (BRASIL, 2013, p. 1816). Segundo Melo (2015) com intuito de conferir mais segurança aos profissionais, o artigo 6º, dispôs que a pessoa natural ou jurídica que empregar ou firmar contrato de prestação continuada de

6 serviço é responsável solidária por danos civis advindos do descumprimento das normas relativas ao exercício da atividade. Somando aos dispositivos supramencionados da lei complementar, a resolução de nº 356 do CONTRAN, exigem que os motoboys e os mototaxistas adequem-se as exigências, sob pena de multa e apreensão da motocicleta (MELO, 2015). 6 6 NORMA CONSTITUCIONAL DE EFICÁCIA LIMITADA E CONTIDA As normas de eficácia limitada são aquelas que, no momento em que a Constituição é promulgada, não têm a prerrogativa de fazer todos os seus efeitos, precisando de uma lei integrativa infraconstitucional (LENZA, 2013). Segundo Lenza (2013) as normas de eficácia limitada veiculam: [...] programas a serem implementados pelo Estado, visando a realização de fins sociais conforme os dispositivos constitucionais como: arts. 6.º direito à alimentação; 196 direito à saúde; 205 direito à educação; 215 cultura; 218, caput ciência e tecnologia; 227 proteção da criança [...] (LENZA, 2013, p. 221). A própria constituição utiliza as expressões como: nos termos da lei; na forma da lei; a lei disporá; a lei regulará; e dentre outras. Com o intuito de expor que, algumas de suas normas não possuem aplicabilidade imediata. São chamadas de normas constitucionais de eficácia limitada, incompletas, não bastantes em si, de eficácia relativa, ou de integração completável (MAFRA, 2015). Já as normas constitucionais de eficácia contida têm aplicabilidade direita e imediata, contudo não integral. Pois, mesmo produzindo todos efeitos, poderá a norma infraconstitucional limitar sua abrangência (LENZA, 2013). Conforme Lenza (2013) a restrição da norma constitucional concretiza-se mediante a lei infraconstitucional, como também, pela incidência de normas da própria Constituição. Ou seja, a norma subalterna pode restringir o alcance da norma constitucional por meio de autorização da própria Constituição. Um exemplo já supracitado é o artigo 5º, inciso XIII da CF/88, que assegura a liberdade de profissão e trabalho, sendo atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer. Ou seja, para o livre exercício profissional é necessária uma lei infraconstitucional que regulamente a profissão (CAVALCANTE, 2011). Logo a lei nº /09, lei do mototaxista, é uma norma infraconstitucional que reduz a amplitude do direito constitucionalmente assegurado. Pois, mesmo assegurada a liberada de profissão, trabalho ou oficio pela Constituição Federal Brasileira de 1988, há de se observar que, o exercício da atividade seja regulamentado norma infraconstitucional (CAVALCANTE, 2011).

7 7 7 CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE O legislador constituinte originário elaborou mecanismos de controle dos atos normativos, verificando este, sua adequação aos preceitos previstos na Constituição. Vale ressaltar que, em nosso ordenamento jurídico a existência de uma Constituição rígida e a atribuição de competência a um órgão, para resolver os problemas de constitucionalidade (LENZA, 2012). Segundo Lenza (2012) a ideia de controle, segundo sua rigidez, pressupõe a noção de um escalonamento normativo, ocupando a Constituição a posição maior na relação hierárquica, caracterizando-se como norma de validade e parâmetro, para os demais atos normativos do sistema jurídico. Conforme Almeida (2014) o controle de constitucionalidade, é um exame comparativo entre um ato legislativo, normativo ou administrativo e a Constituição. Caso venha contrariar o texto da Constituição será considerado inconstitucional. Portanto, o controle de constitucionalidade é o ato que protege a Constituição dos atos que a ferem. Logo, são cincos os instrumentos de controle de constitucionalidade concentrado em um único tribunal: a Ação Direta de Inconstitucionalidade Genérica (ADI), artigo 102, inciso I, alínea a ; a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), artigo 102, parágrafo 1º; a Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO), artigo 103, parágrafo 2º; a Representação Interventiva (ADI Interventiva), artigo 36, inciso III, c/c artigo 34, inciso VII; e a, Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC), no artigo 102, inciso I, alínea a, da Constituição Federal de 1988 (LENZA, 2013). 8 RESPONSABILIDADE CIVIL De acordo com Stoco (2007, p.114) a [...] noção da responsabilidade pode ser haurida da própria origem da palavra, que vem do latim respondere, responder a alguma coisa, ou seja, a necessidade que existe de responsabilizar alguém pelos seus atos danosos. Essa percepção do meio regrado, através dos integrantes da sociedade, de impor a todos o dever de responder por seus atos, configura-se na noção de justiça. Denuncia, pois, como algo irremovível da natureza humana (STOCO, 2007). A Responsabilidade civil é um dever jurídico sucessivo que emana para reparar o dano resultante da violação de um dever jurídico originário. Dessa maneira, toda ação de uma pessoa que, que infringi o dever originário, acarreta prejuízo a terceiro (GONÇALVES, 2014). Segundo Brasil (2013) o Código Civil de 2002 preserva o princípio da responsabilidade com alicerce na culpa, como consta no artigo 927 caput e parágrafo único:

8 Art Aquele que, por ato ilícito (arts. 186 e 187) 1, causar dano a outrem, fica obrigado a repará-lo. Parágrafo único. Haverá obrigação de reparar o dano, independentemente de culpa, nos casos especificados em lei, ou quando a atividade normalmente desenvolvida pelo autor do dano implicar, por sua natureza, risco para os direitos de outrem (BRASIL, p. 210). 8 Assim, na responsabilidade civil, a importância se dá na lesão do privado. Pois, o prejudicado será capaz de requerer ou não a reparação do dano. Todavia, a responsabilidade civil, é diretamente patrimonial (GONÇALVES, 2014). Conforme Gonçalves (2014) tendo como base o artigo 186 do CC/02, os elementos essenciais da responsabilidade civil são: ação ou omissão; culpa ou dolo do agente; relação de casualidade; e, o dano experimentado pela vítima. 9 RESULTADOS E DISCUSSÕES 9.1 Pesquisa ao Mototaxista do Munícipio de Ilhéus Após aplicação dos questionários, a pesquisa conseguiu os seguintes resultados: 100% dos mototaxistas de Ilhéus questionados são do sexo masculino. Ou seja, o domínio da atividade profissional é de caráter masculino; sendo que, 10% informaram que conseguem com à atividade até um salário mínimo por mês e que, 90% dos questionados conseguem mais que um salário mínimo por mês. Considerando o salário mínimo vigente do pais, à atividade laboral de mototaxista em Ilhéus, movimenta por mês mais de R$ ,00 (Quatrocentos e dezessete mil e seiscentos reais), sendo que, estima-se movimentar por ano mais de R$ ,00 (Cinco milhões e onze mil e seiscentos e oitenta reais) com o exercício de mototaxista. De acordo o Quadro 1, considerando os critérios da Lei nº /2009, cerca de 90% dos mototaxistas questionados são maiores de 21 (vinte e um) anos e tem 2 (dois) anos de habilitação da Categoria A, para condução de motocicletas. Além destes, 100% dos mototaxistas tem carteira de identidade, título de eleitor e cédula de identificação do contribuinte. Ainda, levando em consideração o artigo 2º caput e seu parágrafo único da Lei nº /2009, foi identificado um dado preocupante conseguindo com o questionamento. Cerca de 100% dos mototaxistas, não foram aprovados em curso especializado pelo CONTRAN para o exercício da atividade profissional. Somando-se a este, não dispõem de coletes retrorrefletivos, 1 Art Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito. Art Também comete ato ilícito o titular de um direito que, ao exercê-lo, excede manifestamente os limites impostos pelo seu fim econômico ou social, pela boa-fé ou pelos bons costumes (BRASIL, 2013, p. 169).

9 conforme regulamentação do CONTRAN e suas motocicletas não apresenta qualquer identificação para o exercício da atividade laborativa. 9 Quadro 1 Resumo dos questionários aplicados aos mototaxistas de Ilhéus VALOR ABSOLUTO PERCENTUAL DESCRITIVO SIM NÃO TOTAL SIM NÃO % Tem 21 anos? % 10% 100% Você tem 2 anos de habilitação na categoria A? % 10% 100% Foi aprovado em curso conforme termos do CONTRAN? % 100% 100% Está vestindo colete de segurança conforme CONTRAN? % 100% 100% Tem carteira de identidade? % 0% 100% Tem título de eleitor? % 0% 100% Tem cédula de identificação do Contribuinte (CIC)? % 0% 100% A motocicleta está identificada para a atividade? % 100% 100% Tem licença da Prefeitura para exercer a atividade? % 100% 100% A Prefeitura já regulamentou lei para o exercício da atividade? % 100% 100% Tem informações sobre projeto de lei da Prefeitura para regulamentação da atividade? % 100% 100% Conhece a Lei n /2009? % 100% 100% Sofreu algum acidente exercendo a atividade de mototaxista? % 0% 100% Fonte: elaborado pelo autor. Outro dado relevante é a respeito do Poder Público municipal ilheense. Ao serem questionados sobre o posicionamento Poder Público quanto a profissão de mototaxista, 100% responderam que não há licença (Alvará) para o desenvolvimento da atividade profissional. Não regulamentou lei para o efetivo exercício do trabalho de mototaxista, assim como, não existe ou não estão cientes de qualquer projeto de lei, que esteja tramitando na Câmara de Vereadores de Ilhéus para regularização a atividade de mototaxista. Questionados se conheciam a Lei nº /2009 Lei do Mototaxista, em vigo há 6 (seis) anos, 100% responderam que não conheciam a norma infraconstitucional que regula o exercício das atividades dos profissionais mototaxista em todo país. Por fim, questionados se sofreu algum acidente de trânsito desenvolvendo a atividade de mototaxista, cerca de 100% responderam que já passaram por problemas no trânsito. Acidentes estes que gravitam entre colisões, atropelamentos, danos ao patrimônio e danos físicos com sequelas permanentes. Com os questionamentos realizados e as informações obtidas, observa-se o seguinte quadro: os 530 mototaxistas entrevistados não atendem os critérios estabelecidos na Lei nº /2009, principalmente no que tange as normas do CONTRAN; grande desconhecimento da lei que regulamenta o exercício profissional do mototaxista; expressiva omissão do Poder Público

10 municipal de Ilhéus, em regulamentar a atividade profissional; e, expressivo problema quanto os acidentes de trânsito, que geram danos patrimoniais e físicos aos condutores, usuários e terceiros Controle de Constitucionalidade Observado os dados conseguidos com a aplicação dos questionários aos mototaxistas do município de Ilhéus, um ponto significativo foi exposto: o Poder Público municipal ilheense não regulamentou, ainda, a atividade profissional da classe. Neste caso, o Poder Público municipal além de não observar as regras constitucionais como o artigo 5º, inciso XIII (clausula pétrea) em que remete o livre exercício de qualquer profissão e o artigo 1º, inciso IV (princípio constitucional) que trata dos valores sociais do trabalho e da livre iniciativa, não efetivou a Lei nº /09 que trata da regulamentação da profissão do mototaxista. Assim, o Poder Público de Ilhéus encontra-se na situação de inefetividade das normas constitucionais. Para tanto, faz-se necessário aplicar regramento do Controle Concentrado de Constitucionalidade para tornar efetiva a norma constitucional no município. O regramento à ser aplicado na falta de efetividade da norma constitucional é o remédio chamado de: Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO). Conforme consta no artigo 103, parágrafo 2º, Brasil (2013, p. 42) descreve que declarada [...] a inconstitucionalidade por omissão de medida de medida para tornar efetiva norma constitucional, será dada ciência ao Poder competente para a adoção de providências necessárias [...]. Diante disso, sendo o artigo 5º, inciso XIII, uma norma de eficácia limitada, e a Lei nº /09 uma norma complementar, o remédio constitucional da ADO tem por objetivo tornar efetiva a regulamentação da profissão do mototaxista. Somando-se a este, o Poder Executivo e Legislativo do município de Ilhéus, acaba não cumprindo a norma constitucional por omissão absoluta. Finalmente, percebe-se que o Poder Público de Ilhéus por omissão, não torna efetiva o ordenamento constitucional tornando não efetiva a regularização do trabalho ou profissão do mototaxista no munícipio. De certo, à ADO, sendo proposta pelos legitimados no artigo 103, incisos VII, VIII e IX da CF/88, poder ser apreciada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), desde que, seja reconhecida a omissão total do Poder Público de Ilhéus quanto a regulamentação dos mototaxistas.

11 Responsabilidade Civil do Poder Público Com a pesquisa, percebe-se que o Poder Público municipal de Ilhéus, tem uma bomba relógio prestes a detonar. Prova disso, é a inefetividade do município em regulamentar ou criar normas para classe dos mototaxistas, expressando uma omissão ao fato. Além da possibilidade de se impetrar petição junto ao STF, alegando Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO), por falta de cumprimento de norma constitucional, pode-se responsabilizar o Poder Público de Ilhéus civilmente. Segundo os dados obtidos com os questionamentos, cerca de 100% dos mototaxistas questionados já sofreram algum dano material ou físico pela falta de regulamentação da atividade profissional. Tal entendimento, consta no artigo 37, parágrafo 6º da CF/88 onde, as pessoas jurídicas de direito público responderão pelos danos que seus agentes, causarem a terceiros. Assim, os profissionais mototaxistas e usuários do serviço em Ilhéus que sofreram danos, podem mover ação em desfavor da administração pública municipal, pelo ato omissivo de não regulamentar a atividade profissional. Ou seja, tratando-se de ato omissivo do Poder Público, configura-se a responsabilidade objetiva da administração pelo dano causado direto e imediatamente a pessoa. Um bom exemplo de omissão direta e imediata da administração pública segundo Gonçalves (2014, p. 102) [...] refere-se a acidente ocorrido nas dependências da escola municipal, por omissão da administração em evitar que uma criança, durante o recreio, atingisse o olho da outra, acarretando-lhe a perda total do globo ocular direito 2. Outro exemplo de responsabilidade civil objetivamente conforme Gonçalves (2014, p 103) não ofende o art. 37, 6º, da Constituição Federal acórdão que reconhece o direito de indenizar a mãe do preso assassinado dentro da própria cela por outro detento 3. De fato, a omissão do Executivo e do Legislativo quanto a regulamentação do oficio do mototaxista no município de Ilhéus, já existindo norma constitucional e infraconstitucional vigente, levando ao dano material e físico ao trabalhador e usuário, gera responsabilidade civil para efeito de indenização. Malgrado, a ação indenizatória deve ser movida em desfavor da Fazenda Municipal, pois está, representa os órgãos do poder a nível municipal. 6 CONSIDERAÇÕES FINAIS A não efetividade da Lei nº /2009 (Lei do Mototaxista) no município de Ilhéus é, sem dúvidas, um fato a ser considerado judicialmente. Pois, tem por base a falta de observância do 2 RE RJ. 3 RT, 765/88.

12 Poder Público municipal na esfera Executiva e Legislativa, assim como, a responsabilidade civil sobre atividade desenvolvida no local sem regulamentação necessária. A base dessa afirmativa é demonstrada com os resultados conseguidos com a pesquisa de campo. Visto que, a atividade do mototaxista gera mais de R$ ,00 (cinco milhões de reais) ao ano na economia municipal. Ora, se consideramos o multiplicador econômico gerado com a receita supracitada da atividade, não regulamentada do município, presume-se uma movimentação na economia local de R$ ,00 (dez milhões de reais) com: combustível; peças de reposição; manutenção da moto; impostos; alimentação; habitação; dentre outros. Apesar dos mototaxistas em Ilhéus disporem de todos documentos necessários para a condução da motocicleta, padecem como demonstrado na pesquisa, de critério vitais para o exercício da atividade. Pois, a totalidade dos pesquisados não dispõem de curso especializado do CONTRAN, assim como, as itens necessários e indicativos desenvolvimento da atividade. Com relação ao Poder Público municipal de Ilhéus, importante destacar que o legislador constituinte, através do artigo 30, inciso I e II da CF/88, positivou as competências legislativas e materiais sobre o interesse público e de suplementação. Neste introito, configura-se que o município se torna omisso quanto a regulamentação da atividade do mototaxista. A pesquisa é denunciadora, quando destaca que 100% dos questionados não tem licença de funcionamento da atividade. Ou seja, o município não regulamentou norma para o exercício da atividade do mototaxista e nem dispõe de Projeto de Lei municipal para a regularização do trabalho. Ademais, a Resolução nº 356/2010 do CONTRAN dispõe que os municípios que regulamentarem a prestação de serviços de mototaxista deverão fazê-lo através de legislação local, direcionando-se pela legislação federal e do CONTRAN, estabelecendo normas complementares, conforme as peculiaridades do lugar. Por essa omissão, seja Legislativa ou Executiva, cabe a Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO). Uma vez que, além da omissão legislativa, também atingi os órgãos administrativos municipais que tem por responsabilidade, editar atos administrativos em geral, necessários a consubstanciar das disposições constitucionais. Deste modo, defronte da inércia ou omissão inconstitucional de um dos poderes municipais de Ilhéus, constituídos como habilitado para agir e efetivar disposições constitucionais, este deve ser confrontado com a ADO. No qual, deve-se dar ciência ao Poder Público municipal para adoção de providências necessárias a regularização da atividade do mototaxista. De certo, a responsabilidade do município de Ilhéus, quanto as consequências da não regulamentação da atividade em questão é o que mais pesa. Dado que, 100% dos pesquisados ter afirmado que já sofreram algum dano material ou físico com acidente envolvendo o exercício irregular da atividade de mototaxista. 12

13 Pacifico no artigo 37, 6º da CF/88, descreve que as pessoas jurídicas de direito público respondem pelos danos que causarem a terceiros. O município de Ilhéus no caso em apenso, pode ser responsabilizado civilmente por danos patrimoniais e extrapatrimoniais aos condutores e usuários do serviço de mototáxi, pelo ato omisso de não regulamentar a atividade profissional. Outrossim, é de fundamental importância à atuação dos interessados quanto a regulamentação do serviço de mototaxista no município de Ilhéus. Legitimados em propor a ADO como o Conselho Federal da Ordem dos Advogados, Partido Político com representação no Congresso Nacional e ou Confederação Sindical ou Entidade de Classe de Âmbito Nacional, descritos no artigo 103, incisos de I a IX da CF/88, devem se manifestarem quanto a situação atual. A iniciativa dos legitimados, pode proporcionar uma reviravolta quanto a situação da classe trabalhadora, que vem sofrendo e se agravando em Ilhéus por falta da observância do Poder municipal. Vale ressaltar que, o município de Itabuna, que dista à 30 quilômetros de Ilhéus, já sancionou a Lei nº de 19 de dezembro de 2013, que institui no município os serviços de mototáxi, em conformidade com a legislação vigente nacional. Inicialmente foram regulamentados 170 mototaxistas, que estão motocicleta e equipamentos de acordo com a lei municipal que autoriza a prestação de serviços. Segundo a Secretária de Transportes municipais, diariamente, cinco novos profissionais atendem os critérios exigidos pela legislação e recebem permissão para atuar. Por fim, o município de Ilhéus deve tomar como parâmetro a postura adotada pelo município vizinho, haja vista, a importância histórica e turística que a cidade tem nacionalmente. Pois, a experiência Executiva, Legislativa e Judiciária, transcorrer mais de 400 anos de emancipação municipal, demonstrando o descaso e omissão dos poderes legalmente constituídos. 13 REFERÊNCIAS CONSULTADAS ALMEIDA, T. R. Direito constitucional: Controle de Constitucionalidade. Ebah. Disponível:< Acesso em: 01 jun ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MOTOCICLETAS (ABRAM). Destaque: o que é uma motocicleta? Disponível em: < Acesso em: 16 mar ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR 6022: informação e documentação: apresentação de publicações periódicas. Rio de Janeiro, NBR 6023: informação e documentação: referências bibliográficas. Rio de Janeiro, 2003.

14 . NBR 6024: informação e documentação: numeração progressiva das seções de um documento. Rio de Janeiro, NBR 6028: informação e documentação: resumos. Rio de Janeiro, NBR 10520: informação e documentação: apresentação de citações em documentos. Rio de Janeiro, BITTENCOURT, Maria Aparecida. Normas técnicas para elaboração de trabalhos acadêmicos. Ilhéus-BA: Editus, p. BRASIL. Constituição Federal 1988, Código Penal, Código de Processo Civil e Lei Complementar n /1998. Organização de textos, notas remissivas e dos textos integrais das Emendas Constitucionais. Vade Mecum: obra coletiva. 15 ed. São Paulo: Saraiva CAVALCANTI, Ricardo. Da eficácia das normas constitucionais. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, XIV, n. 86, mar Disponível em:<http://www.ambitojuridico.com.br/ site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=9194>. Acesso em ago DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO (DENATRAN). Frota de veículos, por tipo e com placa, segundo os Municípios da Federação (JUN/2014 A MAI/2015). Disponível em:<>. Acesso em: DAMIÃO, Regina. Curso de português jurídico. 11 ed. São Paulo: Atlas, DUARTE, Hugo Garcez; OLIVEIRA, Juliana Silva. Uma análise do direito à liberdade de profissão frente ao princípio da dignidade da pessoa humana. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, XV, n. 96, jan Disponível em:<http://www.ambito juridico.com.br/site/index.php?n_ link=revista_artigos_leitura&artigo_id=11053>. Acesso em 06 jul FERRAZ JUNIOR, Tercio. Introdução ao estudo do direito: técnica, decisão, dominação. 6 ed. São Paulo: Atlas, p. GONÇALVES, Carlos. Direito civil esquematizado v.3. São Paulo: Saraiva, p.. Direito civil brasileiro: parte geral. 11 ed. São Paulo: Saraiva, p.. Direito esquematizado: parte geral, obrigações e contratos. São Paulo: Saraiva, p. LAKATOS; Eva; MARCONI, Marina. Fundamentos de metodologia cientifica. 5 ed. São Paulo: Atlas, LENZA, Pedro. Direito constitucional esquematizado. 16 ed. São Paulo: Saraiva, Direito constitucional esquematizado. 16 ed. São Paulo: Saraiva, MAFRA, Francisco. Notas a respeito da eficácia ou aplicabilidade da normal constitucional. Disponível em:< leitura&artigo_id=1128>. Acesso em: 06 jun MELO, Veloso. Novas exigências para o exercício das profissões de Motoboy e Mototaxista. Disponível em:<http://velosodemelo.jusbrasil.com.br/noticias/ /novasexigenciaspara 14

15 15 oexerciciodasprofissoesdemotoboyemototaxista?print=true>. Acesso em: 03 ago MOTOCLUBE. A história da moto. Disponível em: <http://motoclube.com/artigos/historiamoto>. Acesso em: 16 mar NADER, Paulo. Introdução ao estudo do direito. 35 ed. Rio de Janeiro: Forense, p. PESSOA, Eudes Andre. A Constituição Federal e os Direitos Sociais Básicos ao Cidadão Brasileiro. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, XIV, n. 89, jun Disponível em: < juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=9623 >. Acesso em: 05 mar SANTOS, Washington. Dicionário jurídico brasileiro. Belo Horizonte: Del Rey, SIGNIFICADOS. Descubra o que significa, conceito e definições. Disponível em: <http://www.significados.com.br/>. Acesso em: 18 mar STOCO, Rui. Tratado de responsabilidade civil: doutrina e jurisprudência. 7º ed. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2007.

LEI Nº 12.006, DE 29 DE JULHO DE 2009 1

LEI Nº 12.006, DE 29 DE JULHO DE 2009 1 LEI Nº 12.006, DE 29 DE JULHO DE 2009 1 Acrescenta artigos à Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para estabelecer mecanismos para a veiculação de mensagens

Leia mais

PARECER Nº, DE 2009. RELATORA: Senadora ROSALBA CIARLINI

PARECER Nº, DE 2009. RELATORA: Senadora ROSALBA CIARLINI PARECER Nº, DE 2009 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Substitutivo da Câmara dos Deputados ao Projeto de Lei do Senado nº 203, de 2001 (PL. nº 06302, de 2002, na Câmara), que regulamenta o exercício

Leia mais

Prof. Cristiano Lopes

Prof. Cristiano Lopes Prof. Cristiano Lopes CONCEITO: É o procedimento de verificar se uma lei ou ato normativo (norma infraconstitucional) está formalmente e materialmente de acordo com a Constituição. Controlar significa

Leia mais

PARECER Nº, DE 2009. RELATOR: Senador EXPEDITO JÚNIOR I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2009. RELATOR: Senador EXPEDITO JÚNIOR I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2009 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Substitutivo da Câmara dos Deputados ao Projeto de Lei do Senado nº 203, de 2001 (PL. nº 06302, de 2002, na Câmara), que regulamenta

Leia mais

Modelo esquemático de ação direta de inconstitucionalidade genérica EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

Modelo esquemático de ação direta de inconstitucionalidade genérica EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Modelo esquemático de ação direta de inconstitucionalidade genérica EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Legitimidade ativa (Pessoas relacionadas no art. 103 da

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO DESPACHO 2007 N O PROJETO DE LEI Nº 1310/2007 INSTITUI O SERVIÇO E COLETA DE PEQUENAS CARGAS, MEDIANTE UTILIZAÇÃO DE MOTOCICLETAS, NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO, DENOMINADO MOTO-FRETE, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2007. (Do Sr. Homero Pereira) O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI Nº, DE 2007. (Do Sr. Homero Pereira) O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Do Sr. Homero Pereira) Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, e estabelece regras gerais para a regulação dos serviços

Leia mais

SEMINÁRIO POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO

SEMINÁRIO POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO SEMINÁRIO POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO Felipe Espíndola Carmona Brasília 13 de setembro de 2012. RS-2012 Ditado Africanos diz: O homem branco tem relógio mas não tem tempo! Vivemos em um período em

Leia mais

PORTARIA Nº 68, DE 13 DE MARÇO DE 2012 RESOLVE:

PORTARIA Nº 68, DE 13 DE MARÇO DE 2012 RESOLVE: PORTARIA Nº 68, DE 13 DE MARÇO DE 2012 RESOLVE: O PRESIDENTE DA AGÊNCIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO, TRANSPORTES E MOBILIDADE, no uso de suas atribuições legais conferidas pela Lei Complementar n 183, de 19

Leia mais

TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA Nº 001/2013

TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA Nº 001/2013 TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA Nº 001/2013 O MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS, por meio da Procuradoria Distrital dos Direitos do Cidadão e da 2ª Promotoria de Justiça de Delitos de

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2004

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2004 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2004 Dispõe sobre a prestação de serviço público de transporte individual de passageiros por meio de motocicletas e veículos congêneres de aluguel, denominado moto-táxi.

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Com fundamento na recente Lei n. 1.234, do Estado Y, que exclui as entidades de direito privado da Administração Pública do dever de licitar, o banco X (empresa pública

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE Código de Trânsito Brasileiro LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997 e LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR Atualizado até a LEI Nº 12.865, DE 9 DE OUTUBRO DE 2013 A UFIR foi extinta, sendo congelada no valor de R$

Leia mais

AULA 10 CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE NO BRASIL

AULA 10 CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE NO BRASIL Faculdade do Vale do Ipojuca - FAVIP Bacharelado em Direito Autorizado pela Portaria nº 4.018 de 23.12.2003 publicada no D.O.U. no dia 24.12.2003 Curso reconhecido pela Portaria Normativa do MEC nº 40,

Leia mais

ARTIGO: Efeitos (subjetivos e objetivos) do controle de

ARTIGO: Efeitos (subjetivos e objetivos) do controle de ARTIGO: Efeitos (subjetivos e objetivos) do controle de constitucionalidade Luís Fernando de Souza Pastana 1 RESUMO: há diversas modalidades de controle de constitucionalidade previstas no direito brasileiro.

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 5.423, DE 2009 Acrescenta dispositivo à Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, estabelecendo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO CONTROLE INTERNO DO PODER LEGISLATIVO DE POCONÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O Presidente da Câmara Municipal de Poconé,

Leia mais

Controlar a constitucionalidade de lei ou ato normativo significa:

Controlar a constitucionalidade de lei ou ato normativo significa: Conceito Controlar a constitucionalidade de lei ou ato normativo significa: a) impedir a subsistência da eficácia de norma contrária à Constituição (incompatibilidade vertical) b) conferir eficácia plena

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL VII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL VII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL O Estado KWY editou norma determinando a gratuidade dos estacionamentos privados vinculados a estabelecimentos comerciais, como supermercados, hipermercados, shopping

Leia mais

Gabinete do Prefeito Lei nº 120/2009 de 27 de fevereiro de 2009.

Gabinete do Prefeito Lei nº 120/2009 de 27 de fevereiro de 2009. Lei nº 120/2009 de 27 de fevereiro de 2009. Dispõe sobre a utilização de motocicletas no transporte de passageiros no município de Nortelândia, e dá outras providencias. Faço saber que a Câmara Municipal,

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 4.688, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2012.

LEI MUNICIPAL Nº 4.688, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2012. -Disciplina o exercício das atividades dos profissionais de moto-táxi, dispondo sobre regras de segurança na prestação de serviços de transporte remunerado em motocicletas, no município de Tatuí e dá outras

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais LEI Nº. 1.937, DE 10 DE AGOSTO DE 2012. Dispõe sobre o serviço de Mototáxi E Motofrete no Município de São Gotardo e dá outras providências. O Povo do Município de São Gotardo, Estado de Minas Gerais,

Leia mais

DA RELAÇÃO SEGURO/ROUBO DE CARGA NO TRANSPORTE RODOVIÁRIO

DA RELAÇÃO SEGURO/ROUBO DE CARGA NO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DA RELAÇÃO SEGURO/ROUBO DE CARGA NO TRANSPORTE RODOVIÁRIO 1. Até a década de 70 não eram reconhecidos os crimes contra o patrimônio como risco a ser efetivamente protegido no transporte rodoviário de cargas,

Leia mais

EXPERT GROUP MEETING ON SUSTAINABLE URBAN TRANSPORT: MODERNISING AND GREENING TAXI FLEETS IN LATIN AMERICAN CITIES

EXPERT GROUP MEETING ON SUSTAINABLE URBAN TRANSPORT: MODERNISING AND GREENING TAXI FLEETS IN LATIN AMERICAN CITIES EXPERT GROUP MEETING ON SUSTAINABLE URBAN TRANSPORT: MODERNISING AND GREENING TAXI FLEETS IN LATIN AMERICAN CITIES United Nations Department of Economic and Social Affairs (DESA) Rio de Janeiro, 18 e 19

Leia mais

GUIA DE ESTUDOS INSS NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO FÁBIO RAMOS BARBOSA

GUIA DE ESTUDOS INSS NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO FÁBIO RAMOS BARBOSA DIREITO ADMINISTRATIVO Estado, governo e administração pública: conceitos, elementos, poderes e organização; natureza, fins e princípios. Direito Administrativo: conceito, fontes e princípios. Organização

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 (Do Sr. Arthur Oliveira Maia) Altera a redação do art. 3º da Lei nº 8.650, de 20 de abril de 1993, para suprimir qualquer restrição ou preferência legal na contratação de treinador

Leia mais

02579887423 MI 4208 MANDADO DE INJUNÇÃO COLETIVO EXCELENTÍSSIMO SENHOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

02579887423 MI 4208 MANDADO DE INJUNÇÃO COLETIVO EXCELENTÍSSIMO SENHOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR MINISTRO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL A UNIÃO DOS ADVOGADOS PÚBLICOS FEDERAIS DO BRASIL UNAFE, pessoa jurídica de direito privado, sem fins econômicos, associação civil

Leia mais

Estado do Mato Grosso Prefeitura Municipal de Colniza

Estado do Mato Grosso Prefeitura Municipal de Colniza Lei n.º 091-B/2002. Súmula: REGULAMENTA, DISCIPLINA O TRANSPORTE INDIVIDUAL DE PASSAGEIROS EM MOTOCICLETAS DE ALUGUEL MOTO-TÁXI E DETERMINA A LOCALIZAÇÃO DOS PONTOS, BEM COMO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS Eu,

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988...

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988... CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO VII DA ORDEM SOCIAL CAPÍTULO VIII DOS ÍNDIOS Art. 231. São reconhecidos aos índios sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições,

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 067, DE 2011

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 067, DE 2011 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 067, DE 2011 Regulamenta o exercício das profissões de transcritor e de revisor de textos em braille. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Na produção de textos no sistema

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO PROJETO DE LEI Nº 3.124, DE 1997

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO PROJETO DE LEI Nº 3.124, DE 1997 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO PROJETO DE LEI Nº 3.124, DE 1997 Dispõe sobre a regulamentação da profissão de Psicopedagogo, cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicopedagogia

Leia mais

PARECER Nº, DE 2015. RELATORA: Senadora ANA AMÉLIA

PARECER Nº, DE 2015. RELATORA: Senadora ANA AMÉLIA PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o PLS nº 407, de 2012, do Senador Eduardo Amorim, que altera a Lei nº 11.442, de 5 de janeiro de 2007, que dispõe sobre o transporte rodoviário

Leia mais

I - Apresentar Carteira Nacional de Habilitação, categoria A, em validade, expedida há pelo menos dois anos;

I - Apresentar Carteira Nacional de Habilitação, categoria A, em validade, expedida há pelo menos dois anos; CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 10 - O presente regulamento dispõe sobre o serviço de transporte de carga, na modalidade denominada motoentrega, consiste no serviço de entrega e coleta de

Leia mais

Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008

Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Ética e Legislação em Publicidade e Propaganda Profª. Cláudia Holder Nova Lei de Estágio (Lei nº 11.788/08) Lei

Leia mais

Responsabilidade dos bancos por riscos/danos ambientais Demarest & Almeida Advogados Associados

Responsabilidade dos bancos por riscos/danos ambientais Demarest & Almeida Advogados Associados Responsabilidade dos bancos por riscos/danos ambientais Demarest & Almeida Advogados Associados São Paulo, 17 de maio de 2012 I. Apresentação II. Legislação Federal Básica III. Responsabilidade Ambiental

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB PADRÃO DE RESPOSTAS PEÇA PROFISSIONAL : Fábio é universitário, domiciliado no Estado K e pretende ingressar no ensino superior através de nota obtida pelo Exame Nacional, organizado pelo Ministério da

Leia mais

ESCOLA DE FORMAÇÃO 2007 ESTUDO DIRIGIDO. Liberdade de profissão

ESCOLA DE FORMAÇÃO 2007 ESTUDO DIRIGIDO. Liberdade de profissão ESCOLA DE FORMAÇÃO 2007 ESTUDO DIRIGIDO Liberdade de profissão Preparado por Carolina Cutrupi Ferreira (Escola de Formação, 2007) MATERIAL DE LEITURA PRÉVIA: 1) Opinião Consultiva n. 5/85 da Corte Interamericana

Leia mais

PARECER JURÍDICO Sistema de Registro De Preços

PARECER JURÍDICO Sistema de Registro De Preços PARECER JURÍDICO Sistema de Registro De Preços PARECER JURIDICO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS, LEGALIDADE, CARONA, ADESÃO, VIGÊNCIA, VALIDADE, CONSEQUENCIAS JURÍDICAS. RELATÓRIO Trata-se o expediente os seguintes

Leia mais

REPARTIÇÃO DE COMPETÊNCIAS E NORMAS GERAIS DE DIREITO URBANÍSTICO

REPARTIÇÃO DE COMPETÊNCIAS E NORMAS GERAIS DE DIREITO URBANÍSTICO REPARTIÇÃO DE COMPETÊNCIAS E NORMAS GERAIS DE DIREITO URBANÍSTICO O Desenvolvimento Urbano e a Constituição Federal AS COMPETÊNCIAS DA UNIÃO Art. 21. Compete à União: XX - instituir diretrizes para o desenvolvimento

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2006

PROJETO DE LEI Nº, DE 2006 PROJETO DE LEI Nº, DE 2006 (Do Sr. Átila Lira) Altera dispositivos da Lei n 4.769, de 9 de setembro de 1965, que dispõe sobre o exercício da profissão de Administrador. O Congresso Nacional decreta: Art.

Leia mais

Ato Normativo nº. 473-CPJ, de 27 de julho de 2006. (pt. nº. 3.556/06)

Ato Normativo nº. 473-CPJ, de 27 de julho de 2006. (pt. nº. 3.556/06) Ato Normativo nº. 473-CPJ, de 27 de julho de 2006 (pt. nº. 3.556/06) Constitui, na comarca da Capital, o Grupo de Atuação Especial de Inclusão Social, e dá providências correlatas. O Colégio de Procuradores

Leia mais

A RESPONSABILIDADE DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA EM MATÉRIA DE POLÍTICA INTERNACIONAL. Fábio Konder Comparato *

A RESPONSABILIDADE DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA EM MATÉRIA DE POLÍTICA INTERNACIONAL. Fábio Konder Comparato * A RESPONSABILIDADE DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA EM MATÉRIA DE POLÍTICA INTERNACIONAL Fábio Konder Comparato * Dispõe a Constituição em vigor, segundo o modelo por nós copiado dos Estados Unidos, competir

Leia mais

Direito Constitucional Dra. Vânia Hack de Ameida

Direito Constitucional Dra. Vânia Hack de Ameida 1 Controle da Constitucionalidade 1. Sobre o sistema brasileiro de controle de constitucionalidade, é correto afirmar que: a) compete a qualquer juiz ou tribunal, no primeiro caso desde que inexista pronunciamento

Leia mais

Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana. Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian

Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana. Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian Planos Municipais de Mobilidade Urbana e Acessibilidade e o papel do TCE-RS na sua implementação Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian SUPORTE

Leia mais

LEI Nº 12.997/14 ADICIONAL DE PERICULOSIDADE EMPREGADOS QUE UTILIZAM MOTOCICLETA PARA TRABALHAR PASSAM A TER DIREITO AO ADICIONAL.

LEI Nº 12.997/14 ADICIONAL DE PERICULOSIDADE EMPREGADOS QUE UTILIZAM MOTOCICLETA PARA TRABALHAR PASSAM A TER DIREITO AO ADICIONAL. LEI Nº 12.997/14 ADICIONAL DE PERICULOSIDADE EMPREGADOS QUE UTILIZAM MOTOCICLETA PARA TRABALHAR PASSAM A TER DIREITO AO ADICIONAL. Orlando José de Almeida Sócio do Homero Costa Advogados Natália Cristina

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS DO EMPREGADO A LUZ DAS NORMAS DO REGIMENTO GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RGPS

CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS DO EMPREGADO A LUZ DAS NORMAS DO REGIMENTO GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RGPS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS DO EMPREGADO A LUZ DAS NORMAS DO REGIMENTO GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL RGPS Ricardo Benevenuti Santolini 1 Resumo: A norma jurídica possui como princípio basilar regulamentar a conduta

Leia mais

O O CONFLITO ENTRE O PODER DE DIREÇÃO DA EMPRESA E A INTIMIDADE/PRIVACIDADE DO EMPREGADO NO AMBIENTE DE TRABALHO. Adriana Calvo

O O CONFLITO ENTRE O PODER DE DIREÇÃO DA EMPRESA E A INTIMIDADE/PRIVACIDADE DO EMPREGADO NO AMBIENTE DE TRABALHO. Adriana Calvo O O CONFLITO ENTRE O PODER DE DIREÇÃO DA EMPRESA E A INTIMIDADE/PRIVACIDADE DO EMPREGADO NO AMBIENTE DE TRABALHO Adriana Calvo Professora de Direito do Trabalho do Curso Preparatório para carreiras públicas

Leia mais

RESPONSABILIDADE CIVIL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

RESPONSABILIDADE CIVIL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA RESPONSABILIDADE CIVIL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 Suponha se que Maria estivesse conduzindo o seu veículo quando sofreu um acidente de trânsito causado por um ônibus da concessionária do serviço público

Leia mais

Ementa: Apresentação da declaração de bens e rendas. Lei 8.730/93. Lei 8.429/92. Instrução Normativa do TCU nº 65, de 20 de abril de 2011.

Ementa: Apresentação da declaração de bens e rendas. Lei 8.730/93. Lei 8.429/92. Instrução Normativa do TCU nº 65, de 20 de abril de 2011. Nota Técnica n 01/2011 Ementa: Apresentação da declaração de bens e rendas. Lei 8.730/93. Lei 8.429/92. Instrução Normativa do TCU nº 65, de 20 de abril de 2011. Obrigatoriedade. 1. No dia 03.05.2011 o

Leia mais

A responsabilidade civil do engenheiro eletricista na atualidade

A responsabilidade civil do engenheiro eletricista na atualidade A responsabilidade civil do engenheiro eletricista na atualidade Acimarney Correia Silva Freitas¹, Celton Ribeiro Barbosa², Rafael Santos Andrade 3, Hortência G. de Brito Souza 4 ¹Orientador deste Artigo

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015.

LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015. LEI MUNICIPAL Nº 1191/2015, de 28-04-2015. DISPÕE SOBRE O SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DO MUNICÍPIO DE MORMAÇO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LUÍS CARLOS MACHADO PREFEITO MUNICIPAL DE MORMAÇO, Estado do Rio

Leia mais

MUNICÍPIO DE GUARANIAÇU Estado do Paraná CNPJ 76.208.818/0001-66

MUNICÍPIO DE GUARANIAÇU Estado do Paraná CNPJ 76.208.818/0001-66 LEI N.º 809/2014 SÚMULA: Disciplina procedimentos de controle da frota e transporte municipal e da outras providências. aprovou, e eu, Prefeito Municipal sanciono a seguinte A Câmara Municipal de Guaraniaçu,,

Leia mais

Estado de Mato Grosso do Sul A Pequena Cativante LEIN 1.195/2001

Estado de Mato Grosso do Sul A Pequena Cativante LEIN 1.195/2001 LEIN 1.195/2001 Institui o Serviço de Transporte Individual de Passageiros em Motocicletas de aluguel (Mototáxi) O Prefeito Municipal de Rio Brilhante, Estado de Mato Grosso do Sul, faz saber que a Câmara

Leia mais

FIXAÇÃO DO NÚMERO DE VEREADORES PELOS MUNICÍPIOS MÁRCIO SILVA FERNANDES

FIXAÇÃO DO NÚMERO DE VEREADORES PELOS MUNICÍPIOS MÁRCIO SILVA FERNANDES FIXAÇÃO DO NÚMERO DE VEREADORES PELOS MUNICÍPIOS MÁRCIO SILVA FERNANDES Consultor Legislativo da Área I Direito Constitucional, Eleitoral, Municipal, Administrativo, Processo Legislativo e Poder Judiciário

Leia mais

RESOLUÇÃO N 427, DE 20 DE ABRIL DE 2010

RESOLUÇÃO N 427, DE 20 DE ABRIL DE 2010 Publicada no DJE/STF, n. 72, p. 1-2 em 26/4/2010 RESOLUÇÃO N 427, DE 20 DE ABRIL DE 2010 Regulamenta o processo eletrônico no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras providências. O PRESIDENTE DO

Leia mais

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015)

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015) ( 2015) 1 Art. 24. Compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios, no âmbito de sua circunscrição: Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro,

Leia mais

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA A 1 CNPJ 04.214.41910001-05 DECRETO N 3.091, DE 05 DE JANEIRO DE 2014. "Dispõe sobre a estrutura organizacional da Procuradoria Geral do Município ". O PREFEITO MUNICIPAL DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES,, no

Leia mais

NOVOS INSTRUMENTOS PERMITEM CONCRETIZAR DIREITOS HUMANOS NO STF E STJ

NOVOS INSTRUMENTOS PERMITEM CONCRETIZAR DIREITOS HUMANOS NO STF E STJ NOVOS INSTRUMENTOS PERMITEM CONCRETIZAR DIREITOS HUMANOS NO STF E STJ (Conjur, 10/12/2014) Alexandre de Moraes Na luta pela concretização da plena eficácia universal dos direitos humanos o Brasil, mais

Leia mais

I sob o enfoque contábil: Modelo de Projeto de Lei de Controle Interno Controladoria e Auditoria

I sob o enfoque contábil: Modelo de Projeto de Lei de Controle Interno Controladoria e Auditoria Modelo de Projeto de Lei de Controle Interno Controladoria e Auditoria Dispõe sobre a organização e a atuação do Sistema de Controle Interno no Município e dá outras providências. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

DECRETO Nº 4.702, DE 21 DE MAIO DE 2003. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VIII, da Constituição,

DECRETO Nº 4.702, DE 21 DE MAIO DE 2003. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso VIII, da Constituição, DECRETO Nº 4.702, DE 21 DE MAIO DE 2003. Promulga o Acordo entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo dos Estados Unidos da América Relativo à Cooperação entre suas Autoridades de Defesa

Leia mais

Assunto: RECOMENDAÇÃO CONJUNTA MPC/MPE/MPF Portais da Transparência.

Assunto: RECOMENDAÇÃO CONJUNTA MPC/MPE/MPF Portais da Transparência. Ofício PG N.º /2014 Maceió, 22 de julho de 2014. Assunto: RECOMENDAÇÃO CONJUNTA MPC/MPE/MPF Portais da Transparência. Senhor Gestor, 1. O Ministério Público de Contas, o Ministério Público Estadual e o

Leia mais

PARECER. 1 Gasparini, Diogenes. Direito Administrativo. 5ed. São Paulo: Saraiva, 2000. Pág.237.

PARECER. 1 Gasparini, Diogenes. Direito Administrativo. 5ed. São Paulo: Saraiva, 2000. Pág.237. PARECER Trata-se de parecer em resposta à consulta formulada pela Presidência da Câmara Municipal de sobre a constitucionalidade do instituto do acesso a cargo público. Em sua solicitação, o Presidente

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO TÉCNICO PUBLICADO NO DOU DE 03/08/12 Alterada pela Res. Contran n. 414, de 2012. RESOLUÇÃO Nº 410, DE 2 DE AGOSTO DE 2012

NÚCLEO DE APOIO TÉCNICO PUBLICADO NO DOU DE 03/08/12 Alterada pela Res. Contran n. 414, de 2012. RESOLUÇÃO Nº 410, DE 2 DE AGOSTO DE 2012 NÚCLEO DE APOIO TÉCNICO PUBLICADO NO DOU DE 03/08/12 Alterada pela Res. Contran n. 414, de 2012. RESOLUÇÃO Nº 410, DE 2 DE AGOSTO DE 2012 Regulamenta os cursos especializados obrigatórios destinados a

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, de 2010. (Do Sr. Dr. Marcelo Itagiba)

PROJETO DE LEI Nº, de 2010. (Do Sr. Dr. Marcelo Itagiba) PROJETO DE LEI Nº, de 2010. (Do Sr. Dr. Marcelo Itagiba) Regulamenta a profissão de taxista transformando os motoristas auxiliares de veículos de aluguel a taxímetro em empregados ou em permissionários

Leia mais

Hierarquia Constitucional dos Tratados Internacionais de Direitos Humanos e EC 45 - tese em favor da incidência do tempus regit actum

Hierarquia Constitucional dos Tratados Internacionais de Direitos Humanos e EC 45 - tese em favor da incidência do tempus regit actum Hierarquia Constitucional dos Tratados Internacionais de Direitos Humanos e EC 45 - tese em favor da incidência do tempus regit actum Paulo Ricardo Schier As teorias do direito internacional e constitucional,

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.461, DE 04 DE MARÇO DE 2011.

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.461, DE 04 DE MARÇO DE 2011. RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.461, DE 04 DE MARÇO DE 2011. Dispõe sobre a simplificação do atendimento público prestado ao cidadão, ratifica a dispensa do reconhecimento de firma em documentos produzidos

Leia mais

*Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012.

*Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012. *Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012. O Prefeito Municipal de Chapecó, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

COMUNICADO nº 033/2013. Aos: Senhores prefeitos, secretários dos municípios e executivos de Associações de Municípios.

COMUNICADO nº 033/2013. Aos: Senhores prefeitos, secretários dos municípios e executivos de Associações de Municípios. COMUNICADO nº 033/2013 Aos: Senhores prefeitos, secretários dos municípios e executivos de Associações de Municípios. Referente: Contribuição Sindical. A na busca de auxiliar os gestores públicos municipais

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 23.364 INSTRUÇÃO Nº 1161-56.2011.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO Nº 23.364 INSTRUÇÃO Nº 1161-56.2011.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº 23.364 INSTRUÇÃO Nº 1161-56.2011.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Arnaldo Versiani Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe sobre pesquisas eleitorais

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 169, de 17 de MARÇO de 2005.

RESOLUÇÃO Nº 169, de 17 de MARÇO de 2005. RESOLUÇÃO Nº 169, de 17 de MARÇO de 2005. Altera a Resolução nº 168/04, de 14 de dezembro de 2004, publicada no Diário Oficial da União nº 245, Secção I, Página 73, de 22 de dezembro de 2004. O CONSELHO

Leia mais

Guia para contratação de Transporte Intermunicipal de Passageiros sob regime de FRETAMENTO

Guia para contratação de Transporte Intermunicipal de Passageiros sob regime de FRETAMENTO Guia para contratação de Transporte Intermunicipal de Passageiros sob regime de FRETAMENTO 100 95 75 25 5 0 Introdução A Artesp tem a finalidade de regulamentar e fiscalizar todas as modalidades de serviços

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO Atualizado até 13/10/2015 RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO NOÇÕES INTRODUTÓRIAS Quando se fala em responsabilidade, quer-se dizer que alguém deverá

Leia mais

PROPOSTA DE PROJETO DE LEI SOBRE O PISO SALARIAL NACIONAL DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO ESCOLAR PÚBLICA

PROPOSTA DE PROJETO DE LEI SOBRE O PISO SALARIAL NACIONAL DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO ESCOLAR PÚBLICA PROPOSTA DE PROJETO DE LEI SOBRE O PISO SALARIAL NACIONAL DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO ESCOLAR PÚBLICA Regulamenta o inciso VIII do artigo 206 da Constituição Federal, para instituir o piso salarial profissional

Leia mais

DO MINISTÉRIO PÚBLICO art.170 a art175

DO MINISTÉRIO PÚBLICO art.170 a art175 CONSTITUIÇÃO FEDERAL 88 DO MINISTÉRIO PÚBLICO art.127 a art.130- A Art. 127. O Ministério Público é instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a defesa da ordem

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI N o 2.865, DE 2011 Altera o caput do art. 193 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº 5452, de 1º

Leia mais

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de 2006 - D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal DEPARTAMENTO DE DIREITO DO ESTADO 2015

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de 2006 - D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal DEPARTAMENTO DE DIREITO DO ESTADO 2015 DE DIREITO DO ESTADO 2015 EMENTA O Direito Constitucional é a referência axiológica para a aplicação de todos os ramos do Direito. Nesse sentido, este curso de Prática Jurídica Constitucional possibilita

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 1.006, DE 2015 (Do Sr. Takayama)

PROJETO DE LEI N.º 1.006, DE 2015 (Do Sr. Takayama) *C0052306A* C0052306A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 1.006, DE 2015 (Do Sr. Takayama) Estabelece a obrigatoriedade de que todo o transporte escolar no território nacional seja feito mediante a

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Do Sr. Marco Tebaldi) Dispõe sobre o Programa de agendamento de consultas e entrega domiciliar de medicamentos de uso contínuo às pessoas portadoras de necessidades especiais

Leia mais

7. Tópicos Especiais em Responsabilidade Civil. Tópicos Especiais em Direito Civil

7. Tópicos Especiais em Responsabilidade Civil. Tópicos Especiais em Direito Civil 7. Tópicos Especiais em Responsabilidade Civil Tópicos Especiais em Direito Civil Introdução A Responsabilidade Civil surge em face de um descumprimento obrigacional pela desobediência de uma regra estabelecida

Leia mais

Considerando que incumbe ao Ministério Público a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses socias (art.

Considerando que incumbe ao Ministério Público a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses socias (art. TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA Na data de na data de 12 de maio de 2011, no gabinete da Promotoria de Justiça de Crixás, o MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS, por intermédio do Promotor de Justiça

Leia mais

Procedimento Preparatório Nº 000382.2010.19.000/8 REPRESENTADO: JOSÉ CARLOS GOMES DE FREITAS (FREITAS REVENDEDORES)

Procedimento Preparatório Nº 000382.2010.19.000/8 REPRESENTADO: JOSÉ CARLOS GOMES DE FREITAS (FREITAS REVENDEDORES) Procedimento Preparatório Nº 000382.2010.19.000/8 REPRESENTADO: JOSÉ CARLOS GOMES DE FREITAS (FREITAS REVENDEDORES) TERMO DE AJUSTE DE CONDUTA nº 585/2010 CONSIDERANDO o disposto no art. 6º, XX c/c 84,

Leia mais

RECOMENDAÇÃO Nº 001/2015/4OFCIVEL/PR/AM

RECOMENDAÇÃO Nº 001/2015/4OFCIVEL/PR/AM RECOMENDAÇÃO Nº 001/2015/4OFCIVEL/PR/AM O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pelo Procurador da República subscrito, no uso de suas atribuições legais, em especial o disposto no art. 6º, XX, da Lei Complementar

Leia mais

RESOLUÇÃO N 396 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO N 396 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 RESOLUÇÃO N 396 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 Dispõe sobre requisitos técnicos mínimos para a fiscalização da velocidade de veículos automotores, reboques e semirreboques, conforme o Código de Trânsito Brasileiro.

Leia mais

O Dano Moral no Direito do Trabalho

O Dano Moral no Direito do Trabalho 1 O Dano Moral no Direito do Trabalho 1 - O Dano moral no Direito do Trabalho 1.1 Introdução 1.2 Objetivo 1.3 - O Dano moral nas relações de trabalho 1.4 - A competência para julgamento 1.5 - Fundamentação

Leia mais

VOTO EM SEPARADO DA DEPUTADA ANDRÉIA ZITO

VOTO EM SEPARADO DA DEPUTADA ANDRÉIA ZITO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 6.708, DE 2009. Acrescenta Capítulo III-A ao Título V da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº

Leia mais

A legitimidade da CNseg

A legitimidade da CNseg 18 A legitimidade da CNseg Para provocar o controle abstrato de constitucionalidade pelo Supremo Tribunal Federal FELIPE MONNERAT 19 A Constituição Federal de 1988 prevê mecanismos de controle da compatibilidade

Leia mais

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. PROJETO DE LEI N o 6.125, DE 2013 I - RELATÓRIO

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. PROJETO DE LEI N o 6.125, DE 2013 I - RELATÓRIO COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR PROJETO DE LEI N o 6.125, DE 2013 Dispõe sobre a obrigatoriedade de conservação e manutenção de elevadores elétricos, esteiras e escadas rolantes instalados em edifícios

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL O Tribunal de Justiça do Estado J julgou improcedente ação direta de inconstitucionalidade proposta pelo Prefeito do município W, tendo o acórdão declarado constitucional

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO VII DA ORDEM ECONÔMICA E FINANCEIRA CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS DA ATIVIDADE ECONÔMICA Art. 170. A ordem econômica, fundada na valorização

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997.

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. CAPÍTULOXV DAS INFRAÇÕES Art. 161. Constitui infração de trânsito a inobservância de qualquer preceito deste Código, da legislação complementar ou das resoluções

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO COM PROPÓSITO ESPECÍFICO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO COM PROPÓSITO ESPECÍFICO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO COM PROPÓSITO ESPECÍFICO Art. 1º Esta Lei dispõe sobre a negociação coletiva e o Acordo Coletivo de Trabalho com Propósito Específico. Art. 2º Para os fins desta Lei considera-se:

Leia mais

ARTIGO: O direito à saúde e a judicialização da política

ARTIGO: O direito à saúde e a judicialização da política ARTIGO: O direito à saúde e a judicialização da política Carlos Roberto Pegoretti Júnior 1 RESUMO: Os entes políticos, por vezes, encontram-se no pólo passivo de demandas judiciais referentes à entrega

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo)

PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo) Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para dispor sobre Treinamento

Leia mais

ASPECTOS IMPORTANTES SOBRE A MODALIDADE DE INTERVENÇÃO DE TERCEIROS: DENUNCIAÇÃO DA LIDE

ASPECTOS IMPORTANTES SOBRE A MODALIDADE DE INTERVENÇÃO DE TERCEIROS: DENUNCIAÇÃO DA LIDE II ANAIS DO CURSO DE EXTENSÃO EM TEORIA DO DIREITO: A Tríplice perspectiva do Direito e a relação teórica, prática e ética. Cáceres: Unemat Editora, Vol.1. n. 01 (2013). ISSN 2317-3478 ASPECTOS IMPORTANTES

Leia mais

Manifesta apelo no sentido da regulamentação em nível municipal da atividade entrega de mercadorias por motos (motofrete)

Manifesta apelo no sentido da regulamentação em nível municipal da atividade entrega de mercadorias por motos (motofrete) Sr. Presidente, Srs.Vereadores, Sras. Vereadoras: MOÇÃO DE APELO Manifesta apelo no sentido da regulamentação em nível municipal da atividade entrega de mercadorias por motos (motofrete) Considerando que

Leia mais

LEI Nº 124/95. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 124/95. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: Alterado pela Lei 495/01, 656/04 e 782/07. LEI Nº 124/95 Dispõe sobre o serviço de transporte de passageiros em veiculos automóveis de aluguel - táxi, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS,

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL O Presidente da República editou o Decreto nº 5555, estabelecendo a obrigatoriedade, como exigência à obtenção do diploma de graduação em engenharia, de um elevado

Leia mais

Maratona Fiscal ISS Direito tributário

Maratona Fiscal ISS Direito tributário Maratona Fiscal ISS Direito tributário 1. São tributos de competência municipal: (A) imposto sobre a transmissão causa mortis de bens imóveis, imposto sobre a prestação de serviço de comunicação e imposto

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 8.662, DE 7 DE JUNHO DE 1993. (Mensagem de veto). Dispõe sobre a profissão de Assistente Social e dá outras providências O

Leia mais

OS ASPECTOS LEGAIS E A VALIDADE DA CLÁUSULA DE NÃO-CONCORRÊNCIA NO BRASIL

OS ASPECTOS LEGAIS E A VALIDADE DA CLÁUSULA DE NÃO-CONCORRÊNCIA NO BRASIL OS ASPECTOS LEGAIS E A VALIDADE DA CLÁUSULA DE NÃO-CONCORRÊNCIA NO BRASIL DRA. ADRIANA C. CALVO Mestranda da PUC/SP e coordenadora da área trabalhista do escritório rio Stuber Advogados Associados 1 ROTEIRO

Leia mais