EMC VSPEX PARA MICROSOFT EXCHANGE 2013 VIRTUALIZADO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EMC VSPEX PARA MICROSOFT EXCHANGE 2013 VIRTUALIZADO"

Transcrição

1 GUIA DE PROJETO EMC VSPEX PARA MICROSOFT EXCHANGE 2013 VIRTUALIZADO EMC VSPEX Resumo Este descreve como projetar recursos do Microsoft Exchange Server 2013 virtualizado em uma EMC VSPEX Proven Infrastructure com Microsoft Hyper-V ou VMware vsphere, habilitado pela EMC VNX de Última Geração ou EMC VNXe e backup e recuperação da EMC. O guia também ilustra como dimensionar o Exchange, alocar recursos seguindo as práticas recomendadas e aproveitar todos os benefícios que o VSPEX oferece. Novembro de 2013

2 Copyright 2013 EMC Corporation. Todos os direitos reservados. Publicado no Brasil. Publicado em novembro de 2013 A EMC assegura que as informações apresentadas neste documento estão corretas. As informações estão sujeitas a alterações sem prévio aviso. As informações nesta publicação são fornecidas no estado em que se encontram. A EMC Corporation não garante nem representa qualquer tipo de informação contida nesta publicação e especificamente se isenta das garantias implícitas de comercialização ou uso a um propósito específico. O uso, a cópia e a distribuição de qualquer software da EMC descrito nesta publicação exigem uma licença de software. EMC 2, EMC e o logotipo da EMC são marcas registradas ou comerciais da EMC Corporation nos Estados Unidos e em outros países. Todas as outras marcas comerciais aqui utilizadas pertencem a seus respectivos proprietários. Para obter uma lista mais atualizada de produtos da EMC, consulte EMC Corporation Trademarks no site brazil.emc.com. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado Número da peça H EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

3 Índice Índice Capítulo 1 Introdução Objetivo deste guia... 8 Valor comercial... 8 Escopo... 9 Público-alvo... 9 Terminologia Capítulo 2 Antes de Começar Workflow de implementação Leitura essencial Visões gerais da solução VSPEX Guias de Implementação VSPEX Guias da VSPEX Proven Infrastructure Guia de backup e recuperação da EMC para VSPEX EMC Práticas Capítulo 3 Visão geral da solução 15 Visão geral Arquitetura da solução Componentes-chave Introdução Microsoft Exchange Server EMC VSPEX Proven Infrastructures VNX de última geração da EMC EMC VNXe Soluções de backup e recuperação da EMC VMware vsphere Microsoft Windows Server 2012 with Hyper-V MPIO e MCS EMC XtremSW Cache EMC PowerPath Capítulo 4 Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure 29 Visão geral Etapa 1: avaliar o caso de uso do cliente Visão geral Planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Etapa 2: projetar a arquitetura de aplicativos EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 3

4 Índice Visão geral Ferramenta de dimensionamento do VSPEX Etapa 3: escolher a VSPEX Proven Infrastructure apropriada Visão geral Considerações Exemplos Capítulo 5 Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução 43 Visão geral Considerações de projeto de rede Visão geral Práticas recomendadas para projeto de rede Layout de armazenamento e considerações de projeto Visão geral Exemplo de arquitetura com vsphere e VNX Exemplo de arquitetura com Hyper-V e VNXe Práticas recomendadas para projeto de armazenamento Exemplos de layout de armazenamento Práticas recomendadas para projeto do FAST Suite Práticas recomendadas de projeto do XtremSW Cache Considerações de projeto de virtualização Visão geral Práticas recomendadas para projetos de virtualização Considerações sobre projetos de backup e recuperação Capítulo 6 Metodologias de Validação de Solução 61 Visão geral Metodologia de verificação de hardware de linha de base Metodologia de verificação de aplicativos Etapas de alto nível para validação de aplicativos Visão Geral do Jetstress Principais Medidas de Verificação do Jetstress Como determinar a arquitetura para a solução Exchange Server Como construir o ambiente da infraestrutura Usando a ferramenta Jetstress Metodologia de validação de backup e recuperação Capítulo 7 Documentação de Referência 65 Documentação da EMC Outros documentos Links EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

5 Índice Apêndice A Planilha de qualificação 69 Planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Apêndice B Dimensionamento manual do Exchange para VSPEX 71 Visão geral Dimensionamento manual do Exchange 2013 para VSPEX Como usar a planilha de qualificação do VSPEX para Exchange Server 2013 virtualizado Dimensionamento da máquina virtual de referência Dimensionamento de armazenamento para servidor do Exchange Mailbox Seleção da VSPEX Proven Infrastructure apropriada Figuras Figura 1. Arquitetura da infraestrutura validada Figura 2. VSPEX Proven Infrastructure Figura 3. Next-Generation VNX com otimização multi-core Figura 4. Os processadores ativos/ativos melhoram o desempenho, a resiliência e a eficiência Figura 5. Novo Unisphere Management Suite Figura 6. Figura 7. Exemplos de recursos requeridos: VSPEX Proven Infrastructure para organização pequena do Exchange Exemplos de recursos requeridos: VSPEX Proven Infrastructure para organização de médio porte do Exchange Figura 8. Elementos de armazenamento do Exchange 2013 no vsphere 5.1 e plataforma VNX Figura 9. Elementos de armazenamento do Exchange 2013 em plataformas Hyper-V e VNXe Figura 10. Processo de inicialização do banco de dados do Exchange Jetstress Figura 11. Exemplo de layout de armazenamento: Pequena organização do Exchange para VNXe Figura 12. Exemplo de layout de armazenamento: Organização média do Exchange para VNX Figura 13. Planilha de qualificação imprimível EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 5

6 Índice Tabelas Tabela 1. Terminologia Tabela 2. VSPEX para Exchange 2013 virtualizado: Workflow de implementação Tabela 3. Funções do servidor Exchange Tabela 4. Máquina virtual de referência: Características Tabela 5. Suites de software do VNXe Tabela 6. Pacotes de software do VNXe Tabela 7. VSPEX para Exchange 2013 virtualizado: Processo de projeto Tabela 8. Diretrizes da planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Tabela 9. Saída da Ferramenta de dimensionamento do VSPEX Tabela 10. VSPEX Proven Infrastructure: Etapas de seleção Tabela 11. Exemplo de planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Organização pequena do Exchange Tabela 12. Exemplo de recursos necessários: Organização pequena do Exchange Tabela 13. Exemplo de pools de armazenamento adicionais: Organização pequena do Exchange Tabela 14. Exemplo de planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Organização média do Exchange Tabela 15. Exemplo de recursos necessários: Organização média do Exchange Tabela 16. Exemplo de pools de armazenamento adicionais: Organização de médio porte do Exchange Tabela 17. Pools de armazenamento relacionados ao Exchange em VNX Tabela 18. Pools de armazenamento relacionados ao Exchange em VNXe Tabela 19. Pools de armazenamento de dados do Exchange: Organização pequena do Exchange Tabela 20. Pools de armazenamento de dados do Exchange: Organização média do Exchange Tabela 21. Etapas de alto nível para verificação de aplicativos Tabela 22. Principais medidas da verificação do Jetstress Tabela 23. Planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Tabela 24. Exemplo de planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Tabela 25. Procedimento de dimensionamento manual do Exchange Tabela 26. Máquina virtual de referência: Características Tabela 27. Resumo dos recursos de máquinas virtuais de referência Tabela 28. Número de discos necessários para IOPS e capacidade Tabela 29. Configuração do pool de armazenamento de dados do Exchange Tabela 30. Matriz de suporte do modelo de armazenamento do VSPEX Tabela 31. Sistemas e drives de armazenamento EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

7 Capítulo 1: Introdução Capítulo 1 Introdução Este capítulo apresenta os seguintes tópicos: Objetivo deste guia... 8 Valor comercial... 8 Escopo... 9 Público-alvo... 9 Terminologia EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 7

8 Capítulo 1: Introdução Objetivo deste guia A EMC VSPEX Proven Infrastructure é otimizada para a virtualização de aplicativos essenciais aos negócios. O VSPEX permite que os parceiros planejem e projetem os ativos necessários para dar suporte ao Microsoft Exchange em um ambiente virtualizado de uma nuvem privada do VSPEX. O EMC VSPEX para Microsoft Exchange Server 2013 virtualizado apresenta aos parceiros uma EMC Proven Solution, que hospeda o Exchange virtualizado em um nível de desempenho consistente. Esta solução foi testada, ajustada e projetada para ser usada em uma VSPEX Private Cloud existente usando um VMware vsphere ou um Microsoft Windows Server 2012 com uma plataforma de virtualização Hyper- V e a família de sistemas de armazenamento EMC VNX altamente disponíveis. Todas as soluções VSPEX são dimensionadas e testadas com produtos EMC de backup e recuperação. O EMC Avamar e o EMC Data Domain proporcionam backup e recuperação completos de s, aplicativos e infraestrutura, inclusive recursos de recuperação de s específicos. Os componentes de computação e de rede, embora possam ser definidos pelo fornecedor, são projetados para serem redundantes e são suficientemente avançados para manipular as necessidades de processamento e de dados do ambiente de máquina virtual. Este descreve como projetar uma VSPEX Proven Infrastructure para o Exchange Server 2013 virtualizado conforme as práticas recomendadas e como selecionar a VSPEX Proven Infrastructure correta com a ferramenta de dimensionamento do VSPEX da EMC para saber mais sobre dimensionamento. Valor comercial O é uma ferramenta indispensável para a comunicação dentro de sua empresa, além de permitir a conexão com seus clientes, clientes potenciais, parceiros e fornecedores. Os administradores de TI que dão suporte ao Microsoft Exchange Server são desafiados com a manutenção dos mais altos níveis de desempenho e da eficiência de aplicativos. Ao mesmo tempo, a maioria das organizações esforça-se para acompanhar o incessante ritmo do crescimento dos dados enquanto trabalha para superar a redução do orçamento. A administração, a auditoria, a proteção e o gerenciamento de um ambiente do Exchange para uma força de trabalho moderna e geograficamente diversificada são grandes desafios para a maioria dos departamentos de TI. A EMC uniu-se aos provedores de infraestrutura de TI líderes do setor para criar uma solução completa de virtualização que acelera a implementação da nuvem privada e do Microsoft Exchange. O VSPEX permite aos clientes acelerar sua transformação de TI com uma implementação mais rápida, maior simplicidade, mais opções, maior eficiência e menor risco, em contraposição aos desafios, à complexidade e às dificuldades de construir uma infraestrutura de TI por conta própria. A validação do VSPEX pela EMC garante um desempenho previsível e permite aos clientes selecionar a tecnologia que usa sua infraestrutura de TI existente ou recém-adquirida enquanto elimina, ao mesmo tempo, as cargas de planejamento, dimensionamento e configuração que, em geral, estão associadas à implementação de uma nova infraestrutura de TI. O VSPEX oferece infraestruturas do Exchange para clientes que desejam simplificar seus sistemas que é uma característica das infraestruturas realmente convergentes e, ao mesmo tempo, ter mais opções em componentes individuais do pacote de discos. 8 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

9 Capítulo 1: Introdução Escopo Este ajuda os clientes a implementar uma solução Exchange Server 2013 simples, eficaz e flexível em uma VSPEX Proven Infrastructure da maneira mais econômica e orientada a desempenho. Ele descreve como: Dimensionar e projetar a solução Exchange 2013 Alocar recursos de acordo com as práticas recomendadas Escolher a VSPEX Proven Infraestrutura apropriada na qual usar o Exchange 2013 Usar todos os benefícios que o VSPEX oferece A orientação aplica-se à VSPEX Proven Infrastructure virtualizada com VMware vsphere ou Microsoft Hyper-V e implementada nas séries VNX de última geração ou VNXe de storage arrays da EMC. Ela assume que já exista uma VSPEX Proven Infrastructure no ambiente do cliente. As soluções EMC de backup e recuperação para proteção de dados do Exchange são descritas em um documento separado, no e Implementação de Backup e Recuperação da EMC para VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado. Público-alvo Este guia se destina a funcionários internos da EMC e a parceiros EMC VSPEX qualificados. O guia assume que os parceiros VSPEX que pretendem implementar essa solução VSPEX para Exchange 2013 virtualizado sejam: Qualificados pela Microsoft para vender e implementar soluções do Exchange Certificados em Exchange 2013, de preferência com uma ou mais das seguintes certificações MCSE (Microsoft Certified Solutions Expert): Messaging Core Solutions of Microsoft Exchange Server 2013 (Exame: 341) Messaging Advanced Solutions of Microsoft Exchange Server 2013 (Exame: 342) Qualificados pela EMC para vender, instalar e configurar a família VNX de sistemas de armazenamento Certificado para vender VSPEX Proven Infrastructures Qualificado para vender, instalar e configurar os produtos de rede e de servidor necessários para as VSPEX Proven Infrastructures Se você planeja implementar a solução, deve ter também o treinamento técnico e o conhecimento necessários para instalar e configurar: OS (Operating Systems, sistemas operacionais) Microsoft Windows Server 2012 VMware vsphere ou Microsoft Windows Server 2012 com plataformas de virtualização Hyper-V EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 9

10 Capítulo 1: Introdução Microsoft Exchange Server 2013 Produtos EMC de backup e recuperação inclusive Avamar e Data Domain Este guia apresenta referências externas quando aplicável. A EMC recomenda que os parceiros que estão implementando esta solução estejam familiarizados com estes documentos. Para obter detalhes, consulte Leitura essencial e o Capítulo 7: Documentação de Referência. Terminologia A Tabela 1 lista a terminologia usada neste guia. Tabela 1. Terminologia Termo BDM CONTROLADORA DAG Máquina virtual de referência MCS MPIO NLB Períodos de pico RDM RPM Definição Background Database Maintenance (manutenção de banco de dados) Controladora de armazenamento Grupo de Disponibilidade de Banco de Dados Representa uma unidade de medida de uma só máquina virtual para quantificar os recursos de computação em uma VSPEX Proven Infrastructure Multiple Connections per Session (várias conexões por sessão) Microsoft Multipath I/O Balanceamento de carga de rede Dados que são transferidos ou transmitidos em impulsos curtos e irregulares Mapeamento de dispositivo bruto Revolutions Per Minute (revoluções por minuto) 10 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

11 Capítulo 2: Antes de Começar Capítulo 2 Antes de Começar Este capítulo apresenta os seguintes tópicos: Workflow de implementação Leitura essencial EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 11

12 Capítulo 2: Antes de Começar Workflow de implementação Para projetar e implementar sua solução VSPEX para Microsoft Exchange 2013 virtualizado, consulte o fluxo do processo na Tabela 2 1. Tabela 2. VSPEX para Exchange 2013 virtualizado: Workflow de implementação Etapa Action 1 Use a planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado para coletar os requisitos do usuário. Consulte o Apêndice A deste. 2 Use a Ferramenta de dimensionamento do EMC VSPEX para definir a VSPEX Proven Infrastructure recomendada para sua solução Exchange 2013 virtualizado com base nos requisitos do usuário coletados na Etapa 1. Para obter mais informações sobre a Ferramenta de dimensionamento, consulte o portal EMC VSPEX Sizing Tool. Obs.: Se a ferramenta de dimensionamento não estiver disponível, dimensione o aplicativo manualmente usando as diretrizes no Apêndice B. 3 Use este para determinar o projeto final da solução VSPEX. Obs.: Certifique-se de que todos os requisitos de aplicativo sejam considerados, e não apenas os requisitos do Exchange. 4 Escolher e solicitar a infraestrutura comprovada VSPEX apropriada. Consulte o Guia da VSPEX Proven Infrastructure adequada em Leitura essencial para obter orientações. 5 Implemente e teste sua solução VSPEX. Consulte o Guia de Implementação do VSPEX apropriada em Leitura essencial para obter orientações. Leitura essencial A EMC recomenda que você leia os documentos a seguir, os quais estão disponíveis no espaço do VSPEX na EMC Community Network ou em brazil.emc.com ou no portal de parceiros da VSPEX Proven Infrastructure. Visões gerais da solução VSPEX Guias de Implementação VSPEX Consulte os documentos de Visão geral da solução VSPEX a seguir: Virtualização de Servidor do EMC VSPEX para Empresas Midmarket Virtualização de Servidor do EMC VSPEX para Empresas de Pequeno e Médio Portes Consulte os Guias de Implementação do VSPEX a seguir: EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 virtualizado com Microsoft Hyper-V habilitado pelo VNX de última geração da EMC e pelo Backup EMC EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 virtualizado com VMware vsphere habilitado pelo EMC VNX de última geração e Backup EMC 1 Se a solução incluir componentes de backup e recuperação, consulte o e Implementação de Backup e Recuperação da EMC para VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado para obter diretrizes de implementação e dimensionamento. 12 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

13 Capítulo 2: Antes de Começar Guias da VSPEX Proven Infrastructure Guia de backup e recuperação da EMC para VSPEX EMC Práticas Consulte os seguintes Guias de VSPEX Proven Infrastructure: Nuvem Privada do EMC VSPEX: VMware vsphere 5.1 para até 100 Máquinas Virtuais Nuvem Privada do EMC VSPEX: VMware vsphere 5.1 para até Máquinas Virtuais Nuvem Privada do EMC VSPEX: Microsoft Windows Server 2012 com Hyper- V para até 100 Máquinas Virtuais Nuvem Privada do EMC VSPEX: Microsoft Windows Server 2012 com Hyper- V para até Máquinas Virtuais Consulte o guia do VSPEX com backup e recuperação da EMC a seguir: Backup e recuperação da EMC para VSPEX para o Microsoft Exchange 2013 virtualizado Consulte o guias de práticas recomendadas a seguir: Práticas recomendadas e diretrizes de projeto para armazenamento EMC para o Microsoft Exchange Server EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 13

14 Capítulo 2: Antes de Começar 14 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

15 Capítulo 3: Visão geral da solução Capítulo 3 Visão geral da solução Este capítulo apresenta os seguintes tópicos: Visão geral Arquitetura da solução Componentes-chave EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 15

16 Capítulo 3: Visão geral da solução Visão geral Arquitetura da solução Este capítulo fornece uma visão geral da VSPEX Proven Infrastructure para Microsoft Exchange 2013 virtualizado e as principais tecnologias utilizadas nesta solução. A solução foi desenvolvida e comprovada pela EMC para ser usada em uma nuvem privada do VSPEX, que oferece recursos de armazenamento, computação, rede e backup. A solução permite aos clientes implementar, de maneira rápida e consistente, e proteger uma organização do Exchange virtualizado na VSPEX Proven Infrastructure. A virtualização da VMware ou do Microsoft Hyper-V e a família VNX de sistemas de armazenamento proporcionam consolidação de hardware de servidor e armazenamento. As soluções EMC de backup e recuperação para proteção de dados do Exchange são descritas em um documento separado, no e Implementação de Backup e Recuperação da EMC para VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado. A Figura 1 mostra a arquitetura que caracteriza a VSPEX Proven Infrastructure validada para o Exchange 2013 virtualizado. Todos os servidores Exchange são implementados como máquinas virtuais no VMware vsphere 5.1 ou no Microsoft Windows Server 2012 com Hyper-V. Usamos 2 a VSPEX Sizing Tool para Exchange a fim de determinar o número de máquinas virtuais Exchange Server e os recursos de computação detalhados para cada função do Exchange Server, bem como o layout de armazenamento recomendado para o Exchange Neste guia, "nós" refere-se à equipe de engenharia do Soluções EMC que validou a solução. 16 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

17 Capítulo 3: Visão geral da solução Figura 1. Arquitetura da infraestrutura validada Componentes-chave Introdução Este capítulo fornece uma visão geral das principais tecnologias utilizadas nesta solução, inclusive: Microsoft Exchange Server 2013 EMC VSPEX Proven Infrastructures VNX de última geração da EMC EMC VNXe EMC Unisphere Soluções de backup e recuperação da EMC VMware vsphere 5.1 Microsoft Windows Server 2012 with Hyper-V EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 17

18 Capítulo 3: Visão geral da solução Microsoft MPIO (Multipath I/O) e MCS (Multiple Connections per Session, várias conexões por sessão) EMC XtremSW Cache EMC PowerPath Microsoft Exchange Server 2013 O Microsoft Exchange Server 2013 é um sistema corporativo de s e comunicações que permite que as empresas e os clientes colaborem e compartilhem informações. A EMC aprimorou o Exchange Server 2013 com uma seleção de plataformas de armazenamento, software e serviços. O Exchange Server 2013 é implementado na arquitetura Exchange Server 2010 e foi reprojetado para proporcionar simplicidade de escala, utilização de hardware e isolamento de falhas. O Exchange 2013 usa DAGs (Database Availability Groups) e cópias de mailbox database, juntamente com outros recursos, como recuperação de itens únicos, políticas de retenção e cópias de banco de dados tardias, para proporcionar alta disponibilidade, capacidade de recuperação de local e proteção de dados nativa do Exchange. A plataforma de alta disponibilidade, o Exchange Information Store e o ESE (Extensible Storage Engine) foram todos aprimorados para oferecer maior disponibilidade, gerenciamento mais fácil e redução de custos. As melhorias com a estrutura de banco de dados de aplicativos e a redução de I/O (input/output) incluem suporte para maior variedade de configurações de disco e de RAID (Redundant Array of Independent Disks), inclusive flash drives de alto desempenho, drives FC (Fibre Channel), drives SAS (Serial-attached SCSI), drives SATA de baixo desempenho e drives NL-SAS (Near-line Serial-attached SCSI). O Exchange 2013 reduz o número de funções de servidor para duas servidor de acesso do cliente e servidor de caixa de correio, conforme descrito na Tabela 3. Tabela 3. Funções do servidor Exchange 2013 Função Servidor de caixa de correio Client Access Server (servidor de acesso do cliente) Função O Servidor de caixa de correio lida com todas as atividades para caixas de correio ativas no servidor. Ela fornece: Client Access protocols (Protocolos de acesso do cliente) Serviço de transporte Mailbox databases Sistema de Mensagens unificado (exceto redirecionamento SIP) A função Servidor de acesso do cliente, um servidor thin e sem estado, fornece: Autenticação Redirecionamento (limitado) Serviços de proxy para HTTP, POP, IMAP e SMTP O servidor não faz processamento de dados e nada é colocado em fila nem armazenado aqui (exceto registro de diagnóstico). 18 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

19 Capítulo 3: Visão geral da solução No momento da publicação, não há disponível uma versão do Exchange 2013 do servidor Edge Transport. Os clientes que precisarem de um servidor Edge Transport podem instalar um servidor Exchange 2007 ou Exchange 2010 Edge Transport na rede de perímetro. EMC VSPEX Proven Infrastructures A VSPEX Proven Infrastructure, conforme mostrado na Figura 2, é uma infraestrutura virtualizada modular validada pela EMC e oferecida pelos parceiros da EMC. O VSPEX inclui camadas de virtualização, servidor e de rede, além do armazenamento e backup EMC, projetados pela EMC para proporcionar um desempenho confiável e previsível. Figura 2. VSPEX Proven Infrastructure O VSPEX permite criar uma solução de virtualização completa usando as tecnologias de rede, servidor e virtualização mais adequadas ao ambiente de um cliente. O VSPEX oferece implementação mais rápida para os clientes dos parceiros da EMC, com mais simplicidade e eficiência, mais opções e menores riscos para os negócios dos clientes. Máquina virtual de referência Para simplificar a discussão sobre infraestrutura virtual, o VSPEX define uma máquina virtual de referência para representar uma unidade de medida a fim de quantificar os recursos de computação na infraestrutura virtual VSPEX. Pela comparação entre o uso real do cliente com essa carga de trabalho de referência, é possível inferir a arquitetura de referência ideal. A máquina virtual de referência é definida como uma só máquina virtual com as características mostradas na Tabela 4. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 19

20 Capítulo 3: Visão geral da solução Tabela 4. Máquina virtual de referência: Características Característica Processadores virtuais por máquina virtual 1 Valor RAM (Random Access Memory, memória de acesso randômico) por máquina virtual Capacidade de armazenamento disponível por máquina virtual IOPS (Input/Output Operations Per Second, operações de input/output por segundo) por máquina virtual Padrão de I/O 2 GB 100 GB 25 Aleatório Proporção leitura:gravação de I/O 2:1 Para obter mais informações sobre a VSPEX Proven Infrastructure e as máquinas virtuais de referência, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure em Leitura essencial. VNX de última geração da EMC Recursos e aprimoramentos A plataforma de armazenamento unificado EMC VNX otimizada para flash oferece inovação e recursos empresariais para armazenamento de arquivos, blocos e objeto em uma solução única dimensionável e fácil de usar. Ideal para cargas de trabalho mistas em ambientes físicos ou virtuais, o VNX combina hardware avançado e flexível com softwares de proteção, gerenciamento e eficiência avançados para atender às exigências dos ambientes de aplicativos virtualizados de hoje. O VNX inclui muitos recursos e aprimoramentos projetados e baseados no sucesso da primeira geração. Esses recursos e aprimoramentos incluem: Maior capacidade com otimização multi-core com Cache, RAID e FAST Cache multi-core (MCx ) Maior eficiência com um array híbrido otimizado para flash Maior proteção pelo aumento da disponibilidade dos aplicativos com ativo/ativo Administração e implementação mais fáceis pelo aumento da produtividade com a nova Unisphere Management Suite O VSPEX é incorporado com a última geração do VNX para proporcionar ainda mais eficiência, desempenho e dimensionamento. Array híbrido otimizado para flash O VNX é um array híbrido otimizado para flash que fornece uma classificação por níveis automatizada para proporcionar um melhor desempenho para seus dados críticos, ao mesmo tempo em que move, com inteligência, dados menos acessados para discos de menor custo. Nessa abordagem híbrida, uma pequena porcentagem de flash drives no sistema como um todo pode fornecer uma alta porcentagem de IOPS geral. O VNX otimizado para flash tira total proveito da baixa latência do flash para proporcionar uma otimização econômica e dimensionamento de alto desempenho. O EMC Fully Automated Storage Tiering Suite (FAST Cache e FAST VP) classifica por nível os block e file data por drives heterogêneos e impulsiona os dados mais ativos para os flash drives, garantindo que os clientes nunca precisem fazer concessões em relação ao custo ou ao desempenho. 20 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

21 Capítulo 3: Visão geral da solução Os dados geralmente são acessados com mais frequência no momento em que são criados, portanto os novos dados são primeiro armazenados em flash drives para fornecer o melhor desempenho. À medida que os dados ficam mais velhos e menos ativos com o passar do tempo, o FAST VP organiza os dados de drives de alto desempenho para drives de alta capacidade automaticamente, com base em políticas definidas pelo cliente. Esse recurso foi aprimorado com uma granularidade quatro vezes melhor e novos SSDs (solid-state disks, discos de estado sólido) FAST VP com base na tecnologia emlc (enterprise multi-level cell, célula de multi-nível corporativa) para reduzir o custo por gigabyte. O FAST Cache absorve dinamicamente picos imprevisíveis nas cargas de trabalho do sistema. Todos os casos de uso do VSPEX se beneficiam de maior eficiência. As VSPEX Proven Infrastructures constituem soluções de aplicativos virtualizados, computação de usuário final e nuvem privada. Com o VNX, os clientes podem obter um maior retorno de seu investimento. O VNX fornece desduplicação baseada em bloco, fora de banda, que pode reduzir drasticamente os custos do nível de flash. Otimização de caminho de código do VNX Intel MCx O advento da tecnologia flash foi um catalisador na mudança total dos requisitos dos sistemas de armazenamento midrange. A EMC reprojetou a plataforma de armazenamento midrange para otimizar, com eficiência, CPUs com vários núcleos e fornecer um sistema de armazenamento do mais alto desempenho ao menor custo do mercado. O MCx distribui todos os serviços de dados do VNX em todos os núcleos (até 32), conforme mostrado na Figura 3. A série VNX com MCx melhorou drasticamente o desempenho dos arquivos para aplicativos transacionais, como bancos de dados ou máquinas virtuais por NAS (network-attached storage). Figura 3. Next-Generation VNX com otimização multi-core Cache multi-core O cache é o ativo mais valioso do subsistema de armazenamento; seu uso eficiente é a chave para a eficiência geral da plataforma ao lidar com cargas de trabalho variáveis e mutáveis. O motor do cache foi modularizado para tirar proveito de todos os núcleos disponíveis no sistema. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 21

22 Capítulo 3: Visão geral da solução RAID multi-core Outra parte importante do novo modelo do MCx é o tratamento da I/O para o armazenamento de back-end permanente HDDs e SSDs. Importantes aprimoramentos de desempenho no VNX se originam da criação de módulos de processamento do gerenciamento de dados de back-end, que permite ao MCx expandir-se facilmente por todos os processadores. Desempenho do VNX Melhorias no desempenho O armazenamento do VNX, habilitado com a arquitetura do MCx, é otimizado para FLASH 1 o e fornece desempenho geral sem precedentes, otimizando o desempenho de transação (custo por IOPS) e o desempenho de largura de banda (custo por GB/s) com baixa latência, além de fornecer eficiência de capacidade ideal (custo por GB). O VNX oferece os seguintes aprimoramentos de desempenho: Até quatro vezes mais transações de arquivos em comparação com arrays de controladoras duplas Desempenho de arquivos para aplicativos transacionais incrementados em até 3 vezes com tempo de resposta 60% melhor Até quatro vezes mais transações OLTP do Oracle e do Microsoft SQL Server Até seis vezes mais máquinas virtuais Processadores de serviços de array ativo/ativo A nova arquitetura do VNX fornece processadores de serviços de array ativo/ativo, conforme mostrado na Figura 4, que eliminam os timeouts dos aplicativos durante o failover de caminho uma vez que os dois caminhos atendem a I/O de forma ativa. Figura 4. Os processadores ativos/ativos melhoram o desempenho, a resiliência e a eficiência O balanceamento de carga também é aprimorado, e os aplicativos podem obter uma melhora de até duas vezes no desempenho. O ativo/ativo para bloco é ideal para aplicativos que requerem os mais altos níveis de disponibilidade e desempenho, mas não exigem classificação por níveis nem serviços de eficiência, como compactação, desduplicação e snapshot. 22 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

23 Capítulo 3: Visão geral da solução Com essa versão do VNX, os clientes do VSPEX podem usar VDMs (Data Movers virtuais) e o VNX Replicator para efetuar migrações de arquivos automatizadas e de alta velocidade entre sistemas. Esse processo migra todos os snapshots e configurações automaticamente e permite que os clientes continuem a trabalhar durante a migração. Obs.: Os processadores ativo/ativo estão disponíveis apenas para LUNs clássicos, não para pool de LUNs. Unisphere Management Suite A nova Unisphere Management Suite amplia a interface fácil de usar do Unisphere para incluir o VNX Monitoring and Reporting para validação do desempenho e previsão de requisitos de capacidade. Conforme mostrado na Figura 5, o pacote também inclui o Unisphere Remote para gerenciamento centralizado de milhares de sistemas VNX e VNXe com um novo suporte para XtremSW Cache. Figura 5. Novo Unisphere Management Suite Gerenciamento da virtualização EMC Virtual Storage Integrator O EMC Virtual Storage Integrator (VSI) é um plug-in gratuito para VMware vcenter que está disponível para todos os usuários do VMware com armazenamento da EMC. Os clientes do VSPEX podem usar o VSI para simplificar o gerenciamento do armazenamento virtualizado. Os administradores da VMware podem obter visibilidade para seu armazenamento da VNX usando a mesma interface familiar do vcenter com a qual estão acostumados. Com o VSI, os administradores de TI podem trabalhar mais, em menos tempo. O EMC Virtual Storage Integrator oferece controle de acesso sem igual que permite gerenciar e delegar tarefas de armazenamento com confiança e eficiência. O VSI permite aos clientes desempenhar tarefas diárias de gerenciamento com até 90% menos cliques e produtividade até 10 vezes mais alta. VMware vsphere Storage APIs for Array Integration O VAAI (VMware vstorage APIs for Array Integration) descarrega as funções relacionadas a armazenamento do VMware do servidor ao sistema de armazenamento, permitindo um uso mais eficiente dos recursos de servidor e de rede, o que proporciona um melhor nível de desempenho e consolidação. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 23

24 Capítulo 3: Visão geral da solução VMware vsphere Storage APIs for Storage Awareness O VASA (VMware vstorage APIs for Storage Awareness) é uma API definida pela VMware que exibe informações sobre armazenamento pelo vcenter. A integração entre a tecnologia VASA e VNX torna o gerenciamento de ambiente de armazenamento virtualizado uma experiência perfeita. EMC Storage Integrator O ESI (EMC Storage Integrator) destina-se ao administrador de aplicativos e Windows. O ESI é fácil de usar, oferece monitoramento completo e independe do hipervisor. Os administradores podem provisionar uma plataforma Windows tanto em ambientes físicos quanto virtuais, bem como solucionar problemas visualizando a topologia de um aplicativo desde o hipervisor subjacente até o armazenamento. Microsoft Hyper-V Com o Windows Server 2012, a Microsoft fornece o Hyper-V 3.0, um hipervisor aperfeiçoado para nuvem privada que pode ser executado em protocolos NAS para proporcionar uma conectividade simplificada. Offloaded Data Transfer do Microsoft Hyper-V O recurso ODX (Offloaded Data Transfer) do Microsoft Hyper-V permite que transferências de dados durante operações de cópia sejam descarregadas no storage array, liberando ciclos do host. Por exemplo, o uso do ODX para uma migração em tempo real de uma máquina virtual do Microsoft SQL Server dobrou o desempenho, acelerou o tempo de migração em 50%, reduziu a CPU no servidor Hyper-V em 20% e eliminou o tráfego de rede. EMC VNXe A série VNXe é otimizada por aplicativos virtuais, oferecendo inovação e recursos empresariais líderes do setor para armazenamento de file, block e object em uma solução dimensionável e fácil de usar. A série VNXe é de uso específico para o gerente de TI em ambientes menores. Recursos do VNXe O VNXe permite o suporte aos seguintes recursos: Armazenamento unificado de última geração, otimizado para aplicativos virtualizados Recursos de otimização de capacidade, inclusive compactação, desduplicação, provisionamento thin e cópias centradas em aplicativos Alta disponibilidade, projetado para oferecer disponibilidade de 99,999% Suporte multiprotocolo para file e block Gerenciamento simplificado com EMC Unisphere para uma só interface de gerenciamento para todas as necessidades de replicação, NAS (Network Attached Storage) e SAN (Storage Area Network) 24 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

25 Suites de software do VNXe Capítulo 3: Visão geral da solução A Tabela 5 lista as suítes de software que estão disponíveis com o VNXe. Tabela 5. Suites de software do VNXe Suite Local Protection Suite Remote Protection Suite Application Protection Suite Security and Compliance Suite Recursos aumenta a produtividade com snapshots de dados de produção protege dados contra falhas, paralisações e desastres em locais específicos automatiza cópias de aplicativos e comprova a conformidade mantém os dados protegidos contra alterações, exclusões e atividades mal-intencionadas Pacotes de software do VNXe A Tabela 6 lista as suítes de software que estão disponíveis com o VNXe. Tabela 6. Pacotes de software do VNXe Pack VNXe3300 Total Protection Pack VNXe3150 Total Value Pack Recursos Inclui as suites de proteção local, remota e de aplicativos Inclui as suítes de proteção remota e de aplicativos, bem como a suíte de conformidade e segurança Soluções de backup e recuperação da EMC As soluções EMC de backup e recuperação EMC Avamar e EMC Data Domain proporcionam a confiança em termos de proteção necessária para acelerar a implementação do Exchange virtualizado. Otimizados para ambientes de aplicativos virtualizados, o backup e a recuperação da EMC reduzem os tempos de backup em até 90 por cento e aumentam as velocidades de recuperação em 30 vezes, até mesmo oferecendo acesso instantâneo da máquina virtual para proteção sem preocupações. Os dispositivos de backup EMC acrescentam uma garantia extra com verificação completa e autocorreção para garantir a recuperação. Para o Exchange, o backup EMC oferece recursos avançados, inclusive recuperação específica de s individuais do Exchange para uma recuperação mais rápida e suporte aos backups dos DAGs (Database Availability Groups), o que garante que os bancos de dados permaneçam protegidos enquanto são movidos. Além disso, recursos, como detecção automática e configuração automática, reduzem a complexidade e economizam tempo, de maneira a garantir que os dados críticos estejam sempre protegidos. As soluções de backup e recuperação da EMC também oferecem grande economia. As soluções de desduplicação reduzem o armazenamento de backup em 10 a 30 vezes, o tempo de gerenciamento de backup em 81%, e a largura de banda em 99% para uma replicação externa eficiente oferecendo um retorno do investimento, em média, em 7 meses. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 25

26 Capítulo 3: Visão geral da solução Além disso, para implementações do VSPEX baseadas em VMware com até 50 máquinas virtuais, o VSPEX oferece VDP (VMware vsphere Data Protection, proteção de dados vsphere do VMware) Advanced para Exchange. O VDP Advanced é desenvolvido pela tecnologia EMC Avamar para que você obtenha os benefícios do backup e recuperação em nível de imagem eficientes e rápidos da Avamar combinados com um plug-in específico do SQL que simplifica a proteção de seu ambiente do Exchange. Para obter uma orientação técnica completa, consulte o e Implementação de Backup e Recuperação da EMC para VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado. Esse guia descreve como projetar, dimensionar e implementar soluções de backup e recuperação da EMC para VSPEX Proven Infrastructure para Exchange virtualizado. VMware vsphere 5.1 Microsoft Windows Server 2012 with Hyper-V O VMware vsphere 5.1 transforma os recursos físicos de um computador pela virtualização de CPU, RAM, disco rígido e controladora de rede. Essa transformação cria máquinas virtuais totalmente funcionais que executam sistemas operacionais e aplicativos isolados e encapsulados da mesma forma que computadores físicos. O VMware vsphere HA (High Availability) proporciona uma alta disponibilidade que é econômica e fácil de usar para aplicativos executados em máquinas virtuais. Os recursos do VMware vsphere vmotion e do VMware vsphere Storage vmotion do vsphere 5.1 permitem uma migração perfeita de máquinas virtuais e arquivos armazenados de um vsphere Server para outro com o mínimo impacto, ou nenhum, no desempenho. Em conjunto com o VMware vsphere DRS (Distributed Resource Scheduler, agendador de recurso distribuído) e o VMware vsphere Storage DRS, as máquinas virtuais têm acesso aos recursos apropriados em qualquer ponto no tempo por meio de balanceamento de carga de recursos de computação e armazenamento. O plug-in do VMware Native Multipathing (NMP) é o módulo padrão no vsphere usado para múltiplos caminhos. Ele fornece um algoritmo de seleção de caminho padrão com base no tipo de array. O NMP associa um conjunto de caminhos físicos com um dispositivo de armazenamento específico ou LUN (Logical Unit Number, número de unidade lógica). Os detalhes específicos para lidar com failovers de caminhos de um determinado storage array são delegados a um SATP (Storage Array Type Plug-In). Os detalhes específicos para determinar qual é o caminho físico usado para emitir uma solicitação de I/O para um dispositivo de armazenamento são operados por um PSP (Path Selection Plug-In, plug-in de seleção de caminho). SATPs e PSPs são plug-ins secundários no módulo NMP. O Microsoft Windows Server 2012 with Hyper-V fornece uma plataforma de virtualização completa, que oferece uma maior capacidade de expansão e maior desempenho com uma solução flexível do datacenter até a nuvem. Isso torna mais fácil para as organizações perceberem a economia que a virtualização oferece e otimizarem os investimentos de hardware de servidor. As opções de alta disponibilidade do Windows Server 2012 Hyper-V incluem suporte de backup incremental, melhorias nos ambientes em cluster para dar suporte a adaptadores virtuais dentro da máquina virtual e agrupamento de NICs de entrada. No Hyper-V, a migração em tempo real "sem compartilhamento" permite a migração de uma máquina virtual de um servidor com Hyper-V para outro, sem a necessidade de ambos estarem no mesmo cluster ou para compartilhar o armazenamento. 26 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

27 Capítulo 3: Visão geral da solução MPIO e MCS As soluções de múltiplos caminhos usam componentes de caminho físico redundantes, como adaptadores, cabos e switches, para criar caminhos lógicos entre o servidor e o dispositivo de armazenamento. A arquitetura MPIO aceita conectividade iscsi, FC e SAS SAN com estabelecimento de múltiplas sessões ou conexões com o storage array. Se ocorrer um problema em um ou mais desses componentes, causando uma falha do caminho, a lógica de múltiplos caminhos usa um caminho alternativo para I/O, assim os aplicativos ainda podem acessar seus dados. Cada NIC (no caso de iscsi) ou cada HBA (Host Bus Adapter, adaptador de barramento do host) deve ser conectado por infraestruturas de switches redundantes para oferecer acesso contínuo ao armazenamento em caso de falha em um componente do fabric de armazenamento. O MCS é um recurso do protocolo iscsi que permite a combinação de várias conexões em uma sessão única para fins de desempenho e failover. Obs.: a Microsoft não dá suporte para o uso de conexões MPIO e MCS para o mesmo dispositivo. Use ou o MPIO ou o MCS para gerenciar caminhos para políticas de equilíbrio de armazenamento e de carregamento. EMC XtremSW Cache Caso seu cliente tenha requisitos especiais de desempenho no Exchange Server, considere a utilização do EMC XtremSW Cache como uma solução. O XtremSW Cache (antes conhecido como EMC VFCache) é um software de cache inteligente que usa tecnologia flash baseada em servidor para reduzir a latência e acelerar o throughput, de modo a proporcionar melhorias drásticas no desempenho de aplicativos. O XtremSW Cache acelera as operações de leitura e protege os dados usando um cache de write-through (em que a gravação ocorre no cache e na memória principal) para o armazenamento em rede a fim de oferecer alta disponibilidade, integridade e recuperação de desastres persistentes. Acoplado com o software EMC FAST baseado em array, o XtremSW Cache cria o caminho de I/O mais eficiente e inteligente desde o aplicativo até o datastore. O resultado é uma infraestrutura em rede otimizada dinamicamente para o desempenho, a inteligência e a proteção de ambientes físicos e virtuais. EMC PowerPath A EMC recomenda que o EMC PowerPath seja instalado para recursos avançados de múltiplos caminhos, como testes de caminhos inteligentes e otimização de desempenho. O PowerPath é uma solução de software residente no servidor projetada para melhorar o desempenho e a disponibilidade dos aplicativos. O PowerPath combina recursos de balanceamento automático de carga, failover de caminho e caminhos múltiplos de I/O em um pacote integrado. O EMC PowerPath e o PowerPath/VE para Windows são aplicativos de gerenciamento de caminhos inteligentes especificamente projetados para trabalhar na arquitetura de referência do MPIO. O EMC PowerPath/VE para VMware aceita múltiplos caminhos entre um host vsphere e um dispositivo de armazenamento externo. Múltiplos caminhos permitem que o host acesse um dispositivo de armazenamento, mesmo se um caminho específico não estiver disponível. Múltiplos caminhos também podem compartilhar o tráfego I/O para um dispositivo de armazenamento. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 27

28 Capítulo 3: Visão geral da solução 28 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

29 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Capítulo 4 Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Este capítulo apresenta os seguintes tópicos: Visão geral Etapa 1: avaliar o caso de uso do cliente Etapa 2: projetar a arquitetura de aplicativos Etapa 3: escolher a VSPEX Proven Infrastructure apropriada EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 29

30 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Visão geral Este capítulo descreve como projetar o VSPEX para uma solução do Exchange Server virtualizado e como escolher a VSPEX Proven Infrastructure apropriada na qual implementar o Exchange Server. A Tabela 7 descreve as principais etapas a serem executadas ao selecionar uma VSPEX Proven Infrastructure. Tabela 7. VSPEX para Exchange 2013 virtualizado: Processo de projeto Etapa Action 1 Avaliar a carga de trabalho do Exchange do cliente usando a planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado. Consulte Etapa 1: avaliar o caso de uso do cliente. 2 Determine a infraestrutura, os recursos do Exchange e a arquitetura necessários usando a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX. Consulte aetapa 2: projetar a arquitetura de aplicativos. Obs.: Se a ferramenta de dimensionamento não estiver disponível, dimensione o aplicativo manualmente usando as diretrizes contidas no Apêndice B: Dimensionamento manual do Exchange para VSPEX. 3 Escolha a VSPEX Proven Infrastructure adequada, com base nas recomendações da Etapa 2. Consulte a Etapa 3: escolher a VSPEX Proven Infrastructure apropriada. Etapa 1: avaliar o caso de uso do cliente Visão geral Planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Antes de implementar o VSPEX para Exchange Server 2013 virtualizado, é importante coletar informações sobre o negócio, a infraestrutura e os requisitos de carga de trabalho do cliente, a fim de projetar corretamente o ambiente do Exchange. Para ajudá-lo a entender melhor os requisitos do projeto da infraestrutura do VSPEX, a EMC recomenda que você use a planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado ao avaliar os requisitos de carga de trabalho para a solução VSPEX. A planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado no Apêndice A apresenta uma lista de perguntas simples para ajudar a identificar os requisitos, as características de uso e os conjuntos de dados do cliente. A Tabela 8 oferece uma explicação detalhada da planilha de qualificação e orientação geral sobre como determinar os valores de entrada. Tabela 8. Diretrizes da planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Pergunta Número de caixas de correio? Tamanho máximo da caixa de correio (GB)? Descrição Estime o número total de usuários que terão uma caixa de correio na organização do Exchange. Esse elemento é importante para definir os recursos necessários na solução VSPEX para Exchange virtualizado. Determine o tamanho da caixa de correio de cada usuário. Esse é um elemento importante para dimensionar a capacidade do disco. 30 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

31 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Pergunta Perfil de IOPS da caixa de correio (mensagens enviadas/recebidas por caixa de correio por dia)? Cópias DAG (incluindo cópia ativa)? Janela DIR (Deleted Items Retention, retenção de itens excluídos) (dias)? Tolerância a falhas de backup/truncamento (dias)? Crescimento do número de anos incluído? Taxa de crescimento anual (número de caixas de correio, %)? Descrição Estime o perfil de IOPS da caixa de correio do Exchange. Esse é um elemento importante para dimensionar o armazenamento back-end de modo que atenda aos requisitos de IOPS do Exchange. Se for a primeira vez que você estiver estimando o perfil de IOPS da caixa de correio, consulte o tópico do Microsoft TechNet Sizing Exchange 2013 Deployments para obter informações detalhadas sobre a definição do perfil de IOPS. Defina o requisito de alta disponibilidade dos mailbox databases do Exchange. Esse fator inclui tanto cópias ativas como passivas de cada mailbox database. Especifique o tempo durante o qual os itens permanecerão no armazenamento do Exchange após o usuário esvaziar a pasta Deleted Items. Esse recurso permite que os usuários recuperem itens erroneamente excluídos sem precisar chamar o help desk nem que o administrador do Exchange restaure o banco de dados. Entretanto, esse valor afetará a capacidade do banco de dados ao aumentar o espaço ocupado pela caixa de correio. No Exchange Server 2013, por padrão, o valor desse elemento é 14 dias. Especifique quantos dias você pode deixar de fazer backup que execute truncamento. Backups completos e backups incrementais limpam os registros de transações desde o último backup completo/incremental. Entretanto, se um procedimento de backup falhar, verifique se há capacidade suficiente para restaurar ou continuar o serviço até a próxima janela de backup. Para soluções que usam recursos de proteção de dados nativos no Exchange (capacidade de recuperação da caixa de correio), planeje definir o valor da tolerância a falhas de backup para 3 de modo a assegurar a capacidade adequada para os volumes de registros. O crescimento futuro é uma característica essencial da solução VSPEX. Use esse elemento para definir o crescimento do número de anos que será calculado pela Ferramenta de dimensionamento do VSPEX. Esta resposta ajuda você a entender o plano do cliente para crescimento futuro. A EMC sugere o planejamento para crescimento de pelo menos um ano ao usar a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX. Use esse elemento para definir a taxa de crescimento anual prevista para o número de caixas de correio na organização do Exchange. Informe um número que seja apropriado para seu ambiente. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 31

32 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Etapa 2: projetar a arquitetura de aplicativos Visão geral Após avaliar a carga de trabalho e os requisitos do ambiente do Exchange Server de seu cliente, use a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX para Microsoft Exchange Server a fim de projetar a solução VSPEX para Exchange Server virtualizado. Ferramenta de dimensionamento do VSPEX Princípios e diretrizes As arquiteturas de referência da VSPEX Proven Infrastructure criam um pool de recursos que são suficientes para hospedar uma quantidade desejada de máquinas virtuais de referência com as características relacionadas na Tabela 4. Para obter mais informações sobre uma máquina virtual de referência e suas características, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure em Leitura essencial. Resultado da Ferramenta de dimensionamento do VSPEX: Requisitos e recomendações A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX permite que você insira uma configuração do Exchange a partir das respostas do cliente na planilha de qualificação. Após concluir as entradas na Ferramenta de dimensionamento do VSPEX, a ferramenta gerará uma série de recomendações, conforme listado na Tabela 9. Tabela 9. Saída da Ferramenta de dimensionamento do VSPEX Recomendação da Ferramenta de dimensionamento Máquinas virtuais de referência para cada função de servidor do Exchange Configuração do VSPEX Pools de armazenamento adicionais Descrição Apresenta informações detalhadas, inclusive o número de máquinas virtuais, vcpu, memória, IOPS e a capacidade do volume do sistema operacional para cada função de servidor do Exchange. Resume as máquinas virtuais de referência consumidas na organização do Exchange. Recomenda pools de armazenamento adicionais para dados do Exchange, inclusive bancos de dados e registros de transações do Exchange. Nesta solução, os clientes precisam adicionar mais discos e pools de armazenamento à camada de infraestrutura para atender às necessidades dos negócios a partir de considerações de desempenho e capacidade para organização do Exchange. Para obter mais informações, consulte os exemplos na Etapa 3: escolher a VSPEX Proven Infrastructure apropriada. Para obter mais informações sobre a Ferramenta de dimensionamento, consulte o portal EMC VSPEX Sizing Tool. 32 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

33 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Práticas recomendadas da máquina virtual de referência para Exchange Server 2013 A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX fornece recomendações detalhadas para dimensionar os recursos de máquina virtual de referência necessários para o ambiente do Exchange de seu cliente, com base nos seguintes tipos de recursos básicos para cada função do Exchange Server (estes recursos são um acréscimo ao pool da nuvem privada do VSPEX): Função de servidor Exchange vcpu Memória Capacidade do SO IOPS do SO O Exchange 2013 traz mudanças fundamentais nos componentes de pesquisa e armazenamento e no protocolo responsável por atender a solicitações dos usuários do cliente. Como resultado, a função Servidor de caixa de correio do Exchange 2013 trabalha mais e precisa de mais recursos de CPU e memória em comparação com o Exchange A EMC recomenda que você siga as práticas recomendadas descritas aqui ao usar a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX para projetar o ambiente de seu cliente. Práticas recomendadas de implementação de funções do Exchange Server No Exchange Server 2013, é possível configurar o recurso DAG (Database Availability Group) para alta disponibilidade da mailbox database e habilitar o Windows NLB (Network Load Balancing) para balancear a carga dos Servidores de acesso do cliente. No entanto, não combine as funções Servidor de caixa de correio e Servidor de acesso do cliente na mesma máquina virtual se desejar usar DAGs e o Windows NLB. Os DAGs requerem MSCS (Microsoft Cluster Service), mas a Microsoft não dá suporte à instalação do serviço de cluster e NLB no mesmo computador. Para obter mais informações, consulte o artigo da Base de Dados de Conhecimento da Microsoft Interoperability between MSCS and NLB. Práticas recomendadas para recursos de vcpu Ao dimensionar máquinas virtuais do Exchange Server, siga as mesmas regras para dimensionamento do Exchange em servidores físicos, e sempre dimensione o servidor de caixa de correio do Exchange em primeiro lugar. Acrescente 10% de requisitos de CPU para sobrecarga do hipervisor. A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX mostra o número recomendado para cada função do servidor Exchange e o número equivalente de máquinas virtuais de referência necessárias na infraestrutura virtual. O tipo de CPU deve atender, aos requisitos de modelos de CPU ou de modelos de processador definidos nos Guias da VSPEX Proven Infrastructure listados em Leitura essencial, ou excedê-los. Nós validamos esta solução Exchange Server com um processador atribuído de modo estático e nenhuma superatribuição de CPU virtual para física. Na perspectiva do Servidor de acesso do cliente, ela tem uma relação de núcleos de CPU de 1:4 para o Servidor de caixa de correio. Para obter mais informações sobre considerações de vcpu para Exchange 2013, consulte o tópico do Microsoft TechNet Sizing Exchange 2013 Deployments. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 33

34 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Práticas recomendadas para recursos de memória A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX mostra a memória recomendada e o número equivalente de máquinas virtuais de referência para cada função do Exchange. Nós validamos esta solução VSPEX para Exchange virtualizado com memória atribuída estaticamente, sem superalocação de recursos de memória e swapping ou ballooning de memória. Os valores de memória apresentados na ferramenta não são limites exatos, mas representam o valor que foi testado na solução VSPEX. Em geral, os requisitos de memória do servidor de caixa de correio dependem em grande parte do número de caixas de correio no servidor e do perfil de IOPS da caixa de correio. Para obter informações detalhadas, consulte o tópico do Microsoft TechNet Sizing Exchange 2013 Deployments. Práticas recomendadas de recursos de capacidade do SO A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX mostra o número recomendado para cada função do servidor Exchange e o número equivalente de máquinas virtuais de referência necessárias na infraestrutura virtual. A EMC recomenda que você coloque o volume do SO no pool de nuvem privada do VSPEX nesta solução. Para obter mais informações sobre pool de nuvem privada do VSPEX, consulte os Guias da VXPEX Proven Infrastructure em Leitura essencial. Em organizações de pequeno e médio portes do Exchange, a EMC recomenda calcular os requisitos de armazenamento de transporte no servidor de caixa de correio. Para obter informações detalhadas, consulte o tópico do Microsoft TechNet Sizing Exchange 2013 Deployments. Práticas recomendadas para IOPS do SO A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX mostra o número recomendado para cada função do servidor Exchange e o número equivalente de máquinas virtuais de referência necessárias na infraestrutura virtual. A EMC recomenda que você coloque o volume do SO no pool de nuvem privada do VSPEX. Nesta solução, consideramos mais características de desempenho do ponto de vista do aplicativo do que do ponto de vista do SO. A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX gera sugestões para o número de máquinas virtuais para cada função do Exchange Server. Esses números são calculados com base na necessidade dos negócios, conforme indicado nas respostas da planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado. Outras considerações Ao projetar a organização do Exchange, é importante planejar para o crescimento de modo que o ambiente continue a oferecer uma solução de negócios eficiente. Para manter as metas de desempenho e acomodar o crescimento, a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX permite que os clientes selecionem crescimento de um a três anos. O custo do investimento adicional em hardware é normalmente muito menor que as despesas cumulativas da solução de problemas causados pelo dimensionamento incorreto. 34 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

35 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Etapa 3: escolher a VSPEX Proven Infrastructure apropriada Visão geral Considerações O programa VSPEX produziu diversas soluções projetadas para simplificar a implementação de uma infraestrutura virtual consolidada usando vsphere, Hyper-V, a família de produtos VNX e VNXe e o backup e recuperação da EMC. Depois de confirmar a arquitetura de aplicativos usando a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX, você poderá escolher a VSPEX Proven Infrastructure adequada com base nos resultados calculados. Embora este seja destinado aos requisitos de organização do Exchange, este pode não ser o único aplicativo destinado à implementação na VSPEX Proven Infrastructure. Para cada aplicativo que o cliente planeja implementar, é necessário considerar atentamente os requisitos do cliente. Se não tiver certeza sobre a VSPEX Proven Infrastructure a ser implementada, consulte a EMC antes de tomar a decisão. Siga as etapas mostradas na Tabela 10 ao escolher uma VSPEX Proven Infrastructure. Tabela 10. VSPEX Proven Infrastructure: Etapas de seleção Etapa Action 1 Use a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX para obter o número total de máquinas virtuais de referência e recomendar qualquer requisito de layout de armazenamento adicional para o Exchange. 2 Use a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX para projetar os requisitos de recursos de outros aplicativos do cliente com base nas necessidades dos negócios. A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX calcula o número total de máquinas virtuais de referência e outros layouts de armazenamento recomendados para o Exchange e outros aplicativos. 3 Discuta com os clientes a utilização máxima da VSPEX Proven Infrastructure que atende às necessidades de seus negócios essa é a utilização máxima tanto do Exchange como de outros aplicativos. Insira a porcentagem de utilização máxima na Ferramenta de dimensionamento do VSPEX. A ferramenta fornece uma recomendação para a oferta de VSPEX Proven Infrastructure. 4 Selecione seu fornecedor de rede e fornecedor de software hipervisor para a oferta de VSPEX Proven Infrastructure recomendada. Para obter mais informações, visite o site da VSPEX Proven Infrastructure. Para obter mais informações sobre as máquinas virtuais de referência necessárias, consulte a seção de dimensionamento relevante nos Guias da VSPEX Proven Infrastructure listados em Leitura essencial. Exemplos Visão geral Esta seção descreve dois exemplos de organizações do Exchange 2013 uma pequena e uma média e demonstra como selecionar a VSPEX Proven Infrastructure ideal para cada uma. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 35

36 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Exemplo 1: Organização pequena do Exchange Nesse cenário, um cliente deseja implementar uma organização de pequeno porte do Exchange em uma VSPEX Proven Infrastructure. O cliente precisa implementar 900 caixas de correio e prevê um crescimento de 11% em um ano no número de caixas de correio. O cliente deseja implementar uma configuração DAG, de modo que cada mailbox database terá uma cópia ativa e uma cópia passiva para alta disponibilidade. O tamanho esperado das caixas de correio é de 1,5 GB e o perfil de IOPS de caixas de correio é 0,101 (ou seja, 150 mensagens enviadas/recebidas por dia). Mensagens de excluídas serão mantidas na área de armazenamento do Exchange por 14 dias e a tolerância de falha de backup necessária é de 3 dias. Não existem outros aplicativos a serem implementados. Após falar com o cliente, preencha a planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado para produção da organização do Exchange 2013, conforme mostrado na Tabela 11. Tabela 11. Exemplo de planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Organização pequena do Exchange Pergunta Número de caixas de correio? 900 Resposta de exemplo Tamanho máximo da caixa de correio (GB)? Perfil de IOPS da caixa de correio (mensagens enviadas/recebidas por caixa de correio por dia)? 1,5 GB IOPS de 0,101 por caixa de correio (150 mensagens enviadas/recebidas por caixa de correio por dia) Cópias DAG (inclusive cópia ativa)? 2 Janela DIR (Deleted Items Retention, retenção de itens excluídos) (dias)? Tolerância a falhas de backup/truncamento (dias)? 14 3 Crescimento do número de anos incluído? 1 Taxa de crescimento anual (número de caixas de correio, %)? 11% Após inserir as respostas da planilha de qualificação na Ferramenta de dimensionamento do VSPEX, a ferramenta gerará uma série de recomendações para os recursos necessários no pool de recursos, como mostrado na Tabela EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

37 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Tabela 12. Exemplo de recursos necessários: Organização pequena do Exchange Função do Exchange Server vcpus Memória Servidor de caixa de correio Client Access Server (servidor de acesso do cliente) Requisitos de recursos Máquinas virtuais de referência equivalentes Requisitos de recursos Máquinas virtuais de referência equivalentes Capacidade de volume do SO 4 36 GB 200 GB IOPS de volume do SO Menos de GB 100 GB Menos de Número de máquinas virtuais Total de máquinas virtuais de referência Número total de máquinas virtuais de referência equivalentes 48 Nesse exemplo, será necessário configurar dois servidores de caixas de correio do Exchange e dois servidores de acesso do cliente combinados para dar suporte aos requisitos do Exchange na planilha de qualificação na Tabela 11. Para determinar o número total de máquinas virtuais de referência necessárias para cada função de servidor do Exchange, selecione o maior dos requisitos de recurso individual (CPU, memória, capacidade ou IOPS) e multiplique pelo número recomendado de máquinas virtuais. Por exemplo, cada servidor de caixa de correio requer 4 vcpus, 36 GB de memória, 200 GB de armazenamento e 25 IOPS. Isso se traduz em: Quatro máquinas virtuais de referência para o requisito de CPU Dezoito máquinas virtuais de referência para o requisito de memória Duas máquinas virtuais de referência para os requisitos de capacidade Uma máquina virtual de referência para os requisitos de IOPS Dessa maneira, cada servidor de caixa de correio precisa dos recursos de 18 máquinas virtuais de referência. Ao multiplicar esse número pela quantidade de máquinas virtuais (duas neste exemplo), o resultado é 36, que é o número total de máquinas virtuais de referência necessárias para a função de servidor de caixa de correio: 18 reference virtual machines x 2 virtual machines = 36 total reference virtual machines Para obter mais detalhes sobre como determinar as máquinas virtuais de referência equivalentes, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure em Leitura essencial. A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX também lista recomendações para o tipo de storage array (VNXe, neste caso) e o layout de armazenamento, como mostrado na Tabela 13. O layout de armazenamento sugerido para dados do Exchange é em adição ao pool de nuvem privada do VSPEX. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 37

38 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Tabela 13. Exemplo de pools de armazenamento adicionais: Organização pequena do Exchange Layout de armazenamento adicional recomendado Nome do pool de armazenamento Pool de armazenamento do Exchange 1 Tipo de RAID Tipo de disco Capacidade do disco RAID 5 (4+1) Discos SAS de RPM 600 GB 10 Número de discos Pool de armazenamento 2 do Exchange RAID 5 (4+1) Discos SAS de RPM 600 GB 10 Neste exemplo, o Exchange é o único aplicativo planejado para implementação na VSPEX Proven Infrastructure. A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX recomenda uma nuvem privada do VSPEX para até 50 máquinas virtuais de referência como a VSPEX Proven Infrastructure que atende melhor aos requisitos do cliente. Para obter mais detalhes, consulte os Guias da Proven Infrastructure: Nuvem Privada do EMC VSPEX: VMware vsphere 5.1 para até 100 Máquinas Virtuais Nuvem Privada do EMC VSPEX: Microsoft Windows Server 2012 com Hyper- V para até 100 Máquinas Virtuais A implementação desta organização reduzida do Exchange em um pool para 50 máquinas virtuais de referência consome os recursos de 48 máquinas virtuais de referência e deixa recursos de duas máquinas de referência para outros aplicativos, conforme mostrado na Figura 6. Figura 6. Exemplos de recursos requeridos: VSPEX Proven Infrastructure para organização pequena do Exchange Nos Guias de Implementação deste VSPEX para a solução virtualizada do Microsoft Exchange 2013, usamos 50 máquinas virtuais como um exemplo de trabalho. 38 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

39 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Obs.: Esta implementação de organização do Exchange 2013 de pequeno porte usa 96% dos recursos da VSPEX Proven Infrastructure selecionada (48% das máquinas virtuais de referência de um total de 50). Isso deixa alguns recursos (duas máquinas virtuais de referência) para crescimento adicional ou outros requisitos de aplicativos. Ao projetar uma solução semelhante para um cliente, recomendamos que você considere um modelo de VSPEX Proven Infrastructure mais recente para dar suporte a requisitos de crescimento em potencial. Exemplo 2: Organização média do Exchange Nesse cenário, um cliente deseja implementar uma organização de médio porte do Exchange em uma VSPEX Proven Infrastructure. O cliente precisa implementar caixas de correio e prevê um crescimento de 11% em um ano no número de caixas de correio. O cliente deseja implementar uma configuração DAG, de modo que cada mailbox database terá uma cópia ativa e uma cópia passiva para alta disponibilidade. O tamanho esperado das caixas de correio é de 1,5 GB e o perfil de IOPS de caixas de correio é 0,101 (ou seja, 150 mensagens enviadas/recebidas por dia). Mensagens de excluídas serão mantidas na área de armazenamento do Exchange por 14 dias e a tolerância de falha de backup necessária é de 3 dias. O cliente também planeja usar outros aplicativos, como Microsoft SharePoint e Microsoft SQL Server, na VSPEX Proven Infrastructure. O cliente gostaria de usar, no máximo, 90% da VSPEX Proven Infrastructure para aplicativos combinados. Após falar com o cliente, preencha a planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado para a produção da organização do Exchange 2013, conforme mostrado na Tabela 14. Tabela 14. Exemplo de planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Organização média do Exchange Pergunta Número de caixas de correio? Resposta de exemplo Tamanho máximo da caixa de correio (GB)? Perfil de IOPS da caixa de correio (mensagens enviadas/recebidas por caixa de correio por dia)? 1,5 GB IOPS de 0,101 por caixa de correio (150 mensagens enviadas/recebidas por caixa de correio por dia) Cópias DAG (inclusive cópia ativa)? 2 Janela DIR (Deleted Items Retention, retenção de itens excluídos) (dias)? Tolerância a falhas de backup/truncamento (dias)? 14 3 Crescimento do número de anos incluído? 1 Taxa de crescimento anual (número de caixas de correio, %)? 11% Após inserir as respostas da planilha de qualificação na Ferramenta de dimensionamento do VSPEX, a ferramenta gerará uma série de recomendações para os recursos necessários no pool de recursos, como mostrado na Tabela 15. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 39

40 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Tabela 15. Exemplo de recursos necessários: Organização média do Exchange Função de servidor Exchange Servidor de caixa de correio Client Access Server (servidor de acesso do cliente) Requisitos de recursos Máquinas virtuais de referência equivalentes Requisitos de recursos Máquinas virtuais de referência equivalentes vcpus Memória (GB) Capacidade de volume do SO GB 300 GB IOPS de volume do SO Menos de GB 100 GB Menos de Número de máquinas virtuais Total de máquinas virtuais de referência Número total de máquinas virtuais de referência equivalentes 312 Nesse exemplo, será necessário configurar oito servidores de caixas de correio do Exchange e quatro servidores de acesso do cliente combinados para dar suporte aos requisitos do Exchange na planilha de qualificação na Tabela 14. Para determinar o número total de máquinas virtuais de referência necessárias para cada função de servidor do Exchange, selecione o maior dos requisitos de recurso individual (CPU, memória, capacidade ou IOPS) e multiplique pelo número recomendado de máquinas virtuais.. Por exemplo, cada servidor de caixa de correio requer 12 vcpus, 68 GB de memória, 300 GB de armazenamento e 25 IOPS. Isso se traduz em: Doze máquinas virtuais de referência para os requisitos de CPU Trinta e quatro máquinas virtuais de referência para os requisitos de memória Três máquinas virtuais de referência para os requisitos de capacidade Uma máquina virtual de referência para os requisitos de IOPS Dessa maneira, cada servidor de caixa de correio precisa dos recursos de 34 máquinas virtuais de referência. Ao multiplicar esse número pela quantidade de máquinas virtuais (oito neste exemplo), o resultado é 272, que é o número total de máquinas virtuais de referência necessárias para a função de servidor de caixa de correio: 34 reference virtual machines x 8 virtual machines = 272 total reference virtual machines Para obter mais detalhes sobre como determinar as máquinas virtuais de referência equivalentes, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure em Leitura essencial. 40 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

41 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure A Ferramenta de dimensionamento do VSPEX também lista recomendações para o tipo de storage array (VNX, neste caso) e o layout de armazenamento, como mostrado na Tabela 16. Para maior eficiência e desempenho, os pools de banco de dados do Exchange usam thin-luns e contêm discos de alto desempenho e alta capacidade, com FAST VP habilitado para camadas de armazenamento. O layout de armazenamento sugerido para dados do Exchange é em adição ao pool de nuvem privada do VSPEX. Tabela 16. Exemplo de pools de armazenamento adicionais: Organização de médio porte do Exchange Nome do pool de armazenamento Pool de banco de dados do Exchange 1 Layout de armazenamento adicional recomendado Tipo de RAID Tipo de disco Capacidade do disco RAID 1/0 (16+16) Discos NL-SAS de RPM Número de discos 3 TB 32 RAID 1 (1+1) SSDs FAST VP 100 GB 2 Pool de banco de dados 2 do Exchange RAID 1/0 (16+16) Discos NL-SAS de RPM 3 TB 32 RAID 1 (1+1) SSDs FAST VP 100 GB 2 Pool de registros do Exchange 1 Pool de registros 2 do Exchange RAID 1/0 (2+2) Discos NL-SAS de RPM RAID 1/0 (2+2) Discos NL-SAS de RPM 3 TB 4 3 TB 4 Como o Exchange não é o único aplicativo para o qual o cliente precisa estabelecer planos, a EMC recomenda que você use a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX para calcular os requisitos de recurso para a carga de trabalho de aplicativos combinados e recomendar a VSPEX Proven Infrastructure mais adequada para esses requisitos. Por exemplo, se o total de aplicativos combinados precisar de 430 máquinas virtuais de referência, e o cliente tiver solicitado, no máximo, 90% de utilização da VSPEX Proven Infrastructure, a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX recomendará uma nuvem privada do VSPEX para até 600 máquinas virtuais de referência como a VSPEX Proven Infrastructure mais adequada aos requisitos do cliente. Para obter mais detalhes, consulte os Guias da Proven Infrastructure: Nuvem Privada do EMC VSPEX: VMware vsphere 5.1 para até Máquinas Virtuais Nuvem Privada do EMC VSPEX: Microsoft Windows Server 2012 com Hyper- V para até Máquinas Virtuais A implementação dessa organização de médio porte do Exchange em um pool de 600 máquinas virtuais de referência consome os recursos de 312 máquinas virtuais de referência e deixa recursos de 288 máquinas virtuais de referência para outros aplicativos, como mostrado na Figura 7. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 41

42 Capítulo 4: Escolhendo uma VSPEX Proven Infrastructure Figura 7. Exemplos de recursos requeridos: VSPEX Proven Infrastructure para organização de médio porte do Exchange Nos Guias de Implementação deste VSPEX para a solução virtualizada do Microsoft Exchange 2013, usamos 600 máquinas virtuais como um exemplo de trabalho. 42 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

43 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Capítulo 5 Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Este capítulo apresenta os seguintes tópicos: Visão geral Considerações de projeto de rede Layout de armazenamento e considerações de projeto Considerações de projeto de virtualização Considerações sobre projetos de backup e recuperação EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 43

44 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Visão geral Este capítulo descreve práticas recomendadas e considerações para projetar a solução VSPEX para Exchange 2013 virtualizado. Ele abrange os seguintes componentes e camadas da infraestrutura VSPEX: Rede Layout do armazenamento Virtualização Para obter informações sobre projeto e as práticas recomendadas para as soluções EMC de backup e recuperação para o seu ambiente do SharePoint, consulte o e Implementação de Backup e Recuperação da EMC para VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado. Considerações de projeto de rede Visão geral O sistema de rede no mundo virtual segue os mesmos conceitos do mundo físico, mas alguns desses conceitos são aplicados no software em vez de usar cabos físicos e switches. Embora muitas das práticas recomendadas que se aplicam ao mundo físico continuam a ser aplicadas no mundo virtual, existem considerações adicionais para segmentação de tráfego, disponibilidade e throughput. Os avançados recursos de sistema de rede da série VNXe e VNX fornecem proteção contra falhas de conexão de rede no array. Entretanto, cada host de hipervisor tem várias conexões com redes Ethernet de usuário e armazenamento para proteger contra falhas de link. Você deve distribuir essas conexões entre vários switches Ethernet para proteção contra falhas de componentes na rede. Para obter mais informações, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure listados em Leitura essencial. Práticas recomendadas para projeto de rede Para esta solução, a EMC recomenda que você considere os seguintes aspectos para o projeto de rede: Tráfego de rede diferente separado Mantenha o tráfego de rede da máquina virtual, armazenamento e vsphere vmotion ou Microsoft Windows Hyper-V Live Migration separados usando segmentação de VLAN. Configurar redundância de rede Uma meta de topologias redundantes é eliminar o tempo de inatividade de rede causado por um só ponto de falha. Todas as redes precisam de redundância para confiabilidade aprimorada. A confiabilidade de rede é obtida por meio de equipamentos confiáveis e projetos de rede que são tolerantes a falhas. As redes devem ser projetadas para se recuperar rapidamente, de modo que a falha seja ignorada. Nesta solução, nós temos dois switches de rede e todas as redes têm seu próprio link de redundância. 44 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

45 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Usar agrupamento de NICs Agregue múltiplas conexões de rede em paralelo para aumentar o throughput além do que uma só conexão pode manter e para fornecer redundância no caso de falha de um dos links. Por exemplo, no ambiente de virtualização do VMware, use dois NICs físicos por vswitch e estabeleça o uplink dos NICs físicos com switches físicos separados. Para a configuração do agrupamento de NICs, uma prática recomendada é selecionar não para a opção de failback do agrupamento de NICs. Se existir algum comportamento intermitente na rede, essa configuração impedirá o flip-flop das placas NIC que estão sendo usadas. Ao configurar o VMware HA, é um bom ponto de partida também configurar os timeouts do ESX Server e configurações na guia de configurações avançadas do ESX Server: NFS.HeartbeatFrequency = 12 NFS.HeartbeatTimeout = 5 NFS.HeartbeatMaxFailures = 10 Usar balanceamento de carga de hardware ou Windows NLB O NLB, juntamente com o servidor de acesso do cliente do Exchange 2013, oferece estes benefícios: Reduz o impacto de falha em um só servidor de acesso do cliente em um dos locais do AD (Active Directory). Ajuda a distribuir a carga de maneira uniforme pelos servidores de acesso do cliente. Para obter mais informações sobre a criação de um cluster do Windows NLB e sobre a configuração de servidores de acesso do cliente, consulte os Guias de Implementação do VSPEX listados em Leitura essencial. Desativar adiamento de confirmação em NICs iscsi Na plataforma de virtualização Windows Hyper-V, modifique as configurações de TCP/IP das interfaces de rede que operam tráfegos iscsi em hosts Hyper-V para confirmar imediatamente a entrada de segmentos TCP. Caso contrário, poderá ocorrer baixo desempenho do iscsi. Para obter as etapas detalhadas, consulte o artigo On a Microsoft Windows Server 2008 R2 Fail over cluster with a Hyper-V guest with many pass-through disks, the machine configuration may take some time to come online da dase de dados de conhecimento da Microsoft. Esse artigo também se aplica ao Windows Server Na plataforma de virtualização VMware, desative o ACK (Delayed Acknowledgement, adiamento de confirmação), que pode causar problemas de baixo desempenho do iscsi. Para obter mais informações, consulte o artigo ESX/ESXi hosts might experience read/write performance issues with certain storage arrays na base de conhecimento da VMware. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 45

46 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Configurar rede de replicação para Exchange DAGs Ao implementar DAGs em seu ambiente, embora uma única rede seja aceita, a EMC recomenda que cada DAG tenha pelo menos duas redes: Uma só rede MAPI (Messaging Application Programming Interface), que será usada por outros servidores (como servidores Exchange 2013 e servidores de diretórios) para se comunicar com o membro DAG Uma única rede de replicação, a qual é dedicada a registrar remessas e propagações Isso fornece redundância de rede e permite que o sistema distinga entre uma falha no servidor e uma falha na rede. Para obter etapas detalhadas, consulte o tópico de Microsoft TechNet Implantando a alta disponibilidade e resiliência do site. Para obter outras práticas recomendadas no projeto de rede para a VSPEX Proven Infrastructure, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure listados em Leitura essencial. Layout de armazenamento e considerações de projeto Visão geral Exemplo de arquitetura com vsphere e VNX As práticas recomendadas e as considerações de projeto nesta seção fornecem diretrizes para planejar, de modo efetivo, o armazenamento para diversas necessidades de negócios nos ambientes com Exchange Server Esta seção também abrange as considerações de design do FAST Suite e do XtremSW Cache. AFigura 8 mostra um exemplo de arquitetura de alto nível dos componentes do Exchange e os elementos de armazenamento validados na VSPEX Proven Infrastructure para Exchange 2013 virtualizado em uma plataforma de virtualização vsphere e um storage array VNX. Este exemplo usa mapeamento de dispositivos brutos (RDM) para armazenar todos os volumes de banco de dados e de log do Exchange Server. 46 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

47 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Figura 8. Elementos de armazenamento do Exchange 2013 no vsphere 5.1 e plataforma VNX Obs.: A Microsoft tem políticas de suporte sobre os tipos de armazenamento (protocolos de file ou block) que podem ser usados por máquinas virtuais do Exchange para dados do Exchange. Para obter informações detalhadas, consulte o tópico do Microsoft TechNet Exchange 2013 Virtualization. Além do pool de nuvem privada do VSPEX para máquinas virtuais, a EMC recomenda que sejam usados pools de armazenamento adicionais para armazenar bancos de dados e arquivos de registro do Exchange. Ao projetar pools de armazenamento para implementação do Exchange 2013, podem ser usados diferentes modelos por exemplo, um pool de armazenamento por servidor de caixa de correio do Exchange ou um pool de armazenamento por cópia de banco de dados. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 47

48 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Neste exemplo, o DAG está configurado no Exchange Server 2013 e cada banco de dados tem duas cópias. Configuramos pools de armazenamento dedicados para cada cópia do banco de dados. Isso oferece isolamento da cópia do banco de dados e, em muitos casos, pode minimizar o número de pools necessários para implementação, em comparação com o modelo de um pool de armazenamento por servidor de caixa de correios do Exchange. Também separamos o banco de dados e os arquivos de registro do Exchange em pools de armazenamento diferentes. O pool de nuvem privada do VSPEX e os pools de banco de dados do Exchange usam thin-luns e contêm discos de alto desempenho e alta capacidade, com FAST VP habilitado para camadas de armazenamento. A Tabela 17 detalha o projeto de pool de armazenamento deste exemplo. Tabela 17. Pools de armazenamento relacionados ao Exchange em VNX Nome do pool Finalidade Recomendação de RAID Pool de nuvem privada do VSPEX Pool de banco de dados do Exchange 1 Pool de banco de dados 2 do Exchange Registro do Exchange pool 1 Registro do Exchange pool 2 O pool de infraestruturas onde os volumes de SO de todas as máquinas virtuais residem. Para obter mais informações, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure listados em Leitura essencial. O pool no qual todos os dados de banco de dados do Exchange da primeira cópia do banco de dados residem. O pool no qual todos os dados de banco de dados do Exchange da segunda cópia do banco de dados residem. O pool no qual todos os arquivos de registro do Exchange da primeira cópia do banco de dados residem. O pool no qual todos os arquivos de registro do Exchange da segunda cópia do banco de dados residem. RAID 5 com discos SAS e SSDs do FAST VP RAID 1/0 com discos NL- SAS e RAID 1 com SSDs do FAST VP RAID 1/0 com discos NL- SAS Exemplo de arquitetura com Hyper-V e VNXe Figura 9 mostra um exemplo de arquitetura de alto nível dos componentes do Exchange e elementos de armazenamento validados na VSPEX Proven Infrastructure para Exchange em uma plataforma de virtualização Microsoft Windows Server 2012 Hyper-V com um storage array VNXe. Todos os volumes de inicialização de máquina virtual do Exchange Server são armazenados no novo formato de disco rígido virtual do Hyper-V (VHDX) no CSV (Cluster Shared Volume), e todos os bancos de dados e volumes de registros do Exchange Server são armazenados em discos de passagem. Neste exemplo, um DAG está configurado no Exchange Server 2013, e cada banco de dados tem duas cópias. 48 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

49 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Figura 9. Elementos de armazenamento do Exchange 2013 em plataformas Hyper-V e VNXe Além do pool de nuvem privada do VSPEX para máquinas virtuais, a EMC recomenda que sejam usados pools de armazenamento adicionais para armazenar bancos de dados e arquivos de registro do Exchange. Para organizações do Exchange de pequeno porte, em uma implementação de capacidade de recuperação de caixas de correio, você pode armazenar os arquivos de registro e banco de dados do Exchange de uma cópia DAG no mesmo pool de armazenamento em VNXe isso reduz o número de pools necessários para implementação. A Tabela 18 detalha o projeto de pool de armazenamento deste exemplo. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 49

50 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Tabela 18. Pools de armazenamento relacionados ao Exchange em VNXe Nome do pool Pool de nuvem privada do VSPEX Pool de dados do Exchange 1 Pool de dados do Exchange 2 Finalidade O pool de infraestrutura onde todas as máquinas virtuais se encontram. Para obter mais detalhes, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure listados em Leitura essencial. O pool no qual todos os dados de banco de dados e arquivos de registro do Exchange da primeira cópia do banco de dados residem O pool no qual todos os dados de banco de dados e arquivos de registro do Exchange da segunda cópia do banco de dados residem. Recomendação de RAID RAID 5 com discos SAS O VNXe fornece assistentes amigáveis para provisionamento de armazenamento. Para obter etapas detalhadas sobre o provisionamento de armazenamento VNXe para ambientes Exchange, consulte os Guias de Implementação do VSPEX listados em Leitura essencial. Práticas recomendadas para projeto de armazenamento Nesta VSPEX Proven Infrastructure para Exchange 2013 virtualizado, considere as práticas recomendadas para layout e projeto de armazenamento nas seções a seguir. Seleção de tipo de disco e de RAID para banco de dados e arquivos de registro do Exchange Na plataforma de armazenamento VNXe, discos SAS fornecem alta capacidade com velocidade de I/O moderada, o que os torna altamente adequados para ambientes Exchange Server Use RAID 5 para o pool de armazenamento de dados do Exchange em que o banco de dados e os arquivos de registro do Exchange residem. Isso ocorre porque o RAID 5 fornece utilização de alta capacidade, com bom desempenho de I/O, a um baixo custo para VNXe. Em plataformas de armazenamento VNX, os discos NL-SAS são uma boa opção devido a requisitos de I/O menos exigentes do Exchange Server 2013 em comparação às versões anteriores do Exchange Server. Esses discos aceitam grandes caixas de correio a um custo relativamente baixo. O uso de discos NL- SAS em configuração RAID 1/0 produz um melhor desempenho e um impacto mínimo ou nulo no caso de falha do disco. Considerações sobre layout de disco para Exchange Server 2013 Ao projetar o layout de discos para o Exchange Server 2013: Isole a carga de trabalho do banco de dados do Exchange em um conjunto diferente de spindles de outros aplicativos ou cargas de trabalho de uso intenso de I/O, como o SQL Server. Isso assegura o mais alto nível de desempenho do Exchange e simplifica a solução de problemas em caso de problemas de desempenho do Exchange relacionados a discos. Coloque o armazenamento do Exchange em discos separados do armazenamento físico do SO guest. Se estiver usando DAGs, implemente cada cópia DAG dos mailbox databases do Exchange em seu próprio conjunto de discos físicos. 50 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

51 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Em uma implementação de capacidade de recuperação de caixa de correio, não é necessário colocar os arquivos de banco de dados e registros do banco de dados da mesma mailbox database em diferentes discos físicos. Entretanto, volumes de banco de dados e de registro podem ser separados em diferentes pools de armazenamento ou grupos de RAID para obter o desempenho ideal. Seleção do pool de armazenamento ou grupo de RAID para Exchange Server 2013 Você precisa entender seu aplicativo e os requisitos de negócios ao selecionar a abordagem que melhor atenda às suas necessidades. Se as condições mudarem, você pode usar a migração VNX LUN para migrar entre thin, thick e LUNs clássicos. Use thin-luns baseados em pool para: Aplicativos com requisitos de desempenho moderados Aproveitar os serviços de dados avançados, como FAST VP, VNX Snapshots, compressão e desduplicação Facilidade de configuração e gerenciamento Melhor eficiência no armazenamento Economia de energia e investimentos Aplicativos onde o consumo de espaço é difícil de prever Use thick-luns baseados em pool para: Aplicativos que requerem bom desempenho Aproveitar serviços de dados avançados, como FAST VP e VNX Snapshots Armazenamento atribuído a VNX para arquivo Facilidade de configuração e gerenciamento Use LUNs clássicos para: Aplicativos que requerem desempenho extremo (por exemplo, quando milissegundos de desempenho são críticos) Desempenho mais previsível Colocação de dados precisos em drives físicos e objetos de dados lógicos Separação física dos dados Pools de armazenamento ou grupos de RAID trabalham bem com o Exchange Server Ao usar pools de armazenamento, você pode criar LUNs thick ou thin para o banco de dados e logs do Exchange. Com thick-luns, o espaço físico alocado é igual à capacidade do usuário vista pelo servidor de caixa de correio. Com thin-luns, o espaço físico alocado pode ser menor que a capacidade do usuário vista pelo servidor de caixa de correio. Do ponto de vista do desempenho, tanto thick quanto thin-luns são adequados para qualquer carga de trabalho em sistemas VNX de última geração do Exchange. No entanto, thin-luns podem enfrentar sobrecarga adicional devido ao rastreamento de metadados. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 51

52 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução O uso de thin LUNs pode proporcionar economias de armazenamento significativas na implantação de grandes caixas de correio, porque você pode criar as LUNs com a capacidade do usuário necessária, mas com menos capacidade física no array de armazenamento. Na maioria das implantações do Exchange no VNX, thin LUNs baseados em pool com o FAST VP fornecem um bom equilíbrio entre flexibilidade e desempenho. O uso de thin LUNs para armazenar dados do banco de dados do Exchange melhorara a eficiência do armazenamento. Depois de adicionar SSDs FAST VP, os metadados de thin LUN são promovidos ao nível de desempenho extremo para impulsionar o desempenho. O FAST VP gerencia inteligentemente a realocação dos dados no nível de sub-lun. Use o multiplicador correto para obter o melhor desempenho ao projetar pools de armazenamento: Oito (4+4) drives para pools RAID 1/0 Cinco (4+1) ou nove drives para pools RAID 5 Oito (6+2) ou dezesseis (14 + 2) drives para pools RAID 6 VNX para block É uma prática recomendada deixar o sistema equilibrar as LUNs do pool em ambas as SPs (Storage Processors, controladoras de armazenamento) ao criar as LUNs do pool, o que ele faz por padrão; se for necessário alterar a configuração manualmente, a EMC recomenda que você garanta manualmente o equilíbrio entre SPs. Não altere o proprietário padrão de uma LUN do pool após o provisionamento. Isso pode afetar negativamente o desempenho. Isso altera as estruturas privadas subjacentes para LUNs do pool que o SP original ainda controla. Se for necessário alterar a propriedade da SP após a criação da LUN, use a migração de LUN para migrá-la para uma nova LUN com o proprietário da SP desejada. Em seguida, execute uma operação de troca para a LUN de seu proprietário anterior para o novo. VNX para arquivo Ao criar LUNs em VNX para que datastores NFS contenham volumes de inicialização de máquinas virtuais, considere as seguintes práticas recomendadas (nesta solução, não usamos armazenamento de file para dados do Exchange): Crie aproximadamente uma LUN para cada quatro drives no pool de armazenamento. Crie as LUNs em múltiplos de 10. Números de LUNs = (número de drivers no pool dividido por 4), arredondado até o múltiplo mais próximo de 10. Faça com que todas as LUNs fiquem com o mesmo tamanho. Faça o balanceamento da propriedade da LUN entre SPA e SPB. Para obter mais informações, consulte as Práticas Recomendadas Unificadas do EMC VNX para desempenho e o tópico do Microsoft TechNet Exchange 2013 Virtualization. 52 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

53 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Seleção de disco VMware VMDK ou RDM para Exchange Server 2013 Em ambientes VMware, é possível configurar o VMDK (formato Virtual Machine Disk) ou o RDM para hospedar dados do Exchange Entretanto, se forem usados snapshots de hardware para proteção do Exchange Server, verifique se o armazenamento foi configurado para o banco de dados e os arquivos de registro do Exchange como discos RDM, e não como discos virtuais VMDK. Otimização do pool de armazenamento VNX para carga de trabalho do Exchange Quando o Microsoft Exchange Server Jetstress 2013 cria bancos de dados para validação de armazenamento de pré-implantação, ele cria o primeiro banco de dados e, em seguida, copia-o em paralelo a outros bancos de dados, conforme definido na configuração. Se o seu projeto utilizar um único banco de dados por LUN, o primeiro banco de dados pode ter um desempenho melhor com latências mais baixas do que as outras. Isso ocorre porque mais fatias são alocadas para a primeira LUN (onde o primeiro banco de dados reside) do que para os outros. A Figura 10 mostra como o Exchange Jetstress cria bancos de dados. No exemplo, o Jetstress cria DB1 e depois o copia simultaneamente em outros bancos de dados. Figura 10. Processo de inicialização do banco de dados do Exchange Jetstress Para garantir que todos os bancos de dados que residem em LUNs baseados em pool de armazenamento tenham o mesmo desempenho, use o utilitário EMC ESI for VNX Pool Optimization. Este utilitário otimiza todos os LUNs no pool de armazenamento, aquecendo e pré-alocando as fatias para cada LUN, que permite que os LUNs executem de maneira uniforme. O ESI para otimização do pool do VNX é um utilitário que provisiona e otimiza thick-luns e thin LUNs do pool de armazenamento para desempenho máximo após a criação da LUN e antes do particionamento do disco no Exchange Server. É uma prática recomendada usar esta ferramenta na preparação do ambiente para validação do Jetstress para garantir desempenho uniforme, determinístico, alto desempenho e baixas latências em todos os LUNs em um pool de armazenamento VNX. Para obter mais detalhes, consulte Práticas recomendadas do Microsoft Exchange Server e Diretrizes de projeto para armazenamento da EMC. Tamanho da unidade de alocação de arquivos para volumes de dados do Exchange Formate os volumes NTFS (New Technology File System) do Windows usados para bancos de dados e registros do Exchange com um tamanho de alocação de unidade de 64 KB. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 53

54 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Exemplos de layout de armazenamento Esta seção fornece dois exemplos de layout de armazenamento nesta VSPEX Proven Infrastructure para Exchange 2013 virtualizado uma organização pequena para VNXe e uma organização média para VNX, ambas com base na nuvem privada do VSPEX. Esses dois exemplos seguem as práticas recomendadas e considerações de projeto discutidas anteriormente. Obs.: Esses são apenas dois exemplos de um layout de armazenamento. Para planejar e projetar seus próprios layouts de armazenamento para Exchange em uma nuvem privada do VSPEX, siga as diretrizes na Ferramenta de dimensionamento do VSPEX e as práticas recomendadas na seção de Layout de armazenamento e considerações de projeto deste. Organização de pequeno porte do Exchange em VNXe A Tabela 19 mostra um exemplo de layout de armazenamento para armazenar dados do Exchange para uma organização pequena do Exchange além do pool da nuvem privada do VSPEX. Para obter mais informações sobre o perfil de usuário deste exemplo, consulte o Exemplo 1: Organização pequena do Exchange. Tabela 19. Pools de armazenamento de dados do Exchange: Organização pequena do Exchange Nome do pool de armazenamento Pool de armazenamento do Exchange 1 Layout de armazenamento adicional recomendado Tipo de RAID Tipo de disco Capacidade do disco RAID 5 (4+1) Discos SAS de RPM Número de discos 600 GB 10 Pool de armazenamento 2 do Exchange RAID 5 (4+1) Discos SAS de RPM 600 GB 10 Figura 11 mostra um exemplo de layout de armazenamento para uma organização pequena do Exchange na série VNXe. O número de discos usados no pool de nuvem privada do VSPEX pode variar de acordo com os requisitos do cliente. Para obter informações detalhadas, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure listados em Leitura essencial. 54 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

55 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Figura 11. Exemplo de layout de armazenamento: Pequena organização do Exchange para VNXe Organização de médio porte do Exchange em VNX A Tabela 20 mostra um exemplo de um layout de armazenamento para armazenar dados do Exchange para uma organização média do Exchange além do pool de nuvem privada do VSPEX. Para maior eficiência e desempenho, os pools de banco de dados do Exchange usam thin-luns e contêm discos de alto desempenho e alta capacidade, com FAST VP habilitado para camadas de armazenamento. Para mais informações sobre o perfil de usuário neste exemplo, consulte o Exemplo 2: Organização média do Exchange. Tabela 20. Pools de armazenamento de dados do Exchange: Organização média do Exchange Nome do pool de armazenamento Pool de banco de dados do Exchange 1 Layout de armazenamento adicional recomendado Tipo de RAID Tipo de disco Capacidade do disco RAID 1/0 (16+16) Discos NL-SAS de RPM Número de discos 3 TB 32 RAID 1 (1+1) SSDs FAST VP 100 GB 2 Pool de banco de dados 2 do Exchange RAID 1/0 (16+16) Discos NL-SAS de RPM 3 TB 32 RAID 1 (1+1) SSDs FAST VP 100 GB 2 Pool de registros do Exchange 1 Pool de registros 2 do Exchange RAID 1/0 (2+2) Discos NL-SAS de RPM RAID 1/0 (2+2) Discos NL-SAS de RPM 3 TB 4 3 TB 4 Figura 12 mostra um exemplo do layout de armazenamento para uma organização média do Exchange na série VNX. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 55

56 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Figura 12. Exemplo de layout de armazenamento: Organização média do Exchange para VNX O VNX de última geração não exige que você selecione manualmente drives específicos como hot spares. Em vez disso, o VNX considera cada disco não ligado no array esteja disponível como um sobressalente. O VNX sempre seleciona um disco não vinculado que tenha uma correspondência próxima com o tipo de disco, tamanho de disco e local do disco com falha ou com defeito. O número de discos usados no pool de nuvem privada do VSPEX pode variar de acordo com os requisitos do cliente. Para obter informações detalhadas, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure listados em Leitura essencial. Práticas recomendadas para projeto do FAST Suite Visão geral A FAST Suite oferece duas tecnologias essenciais FAST VP e FAST Cache que proporcionam desempenho extremo de maneira automatizada, quando e onde for necessário. Essas tecnologias estão disponíveis com a série VNX. 56 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

57 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução É possível usar o FAST Cache e o FAST VP para obter alto desempenho e reduzir o TCO (Total Cost of Ownership, custo total de propriedade) do sistema de armazenamento. Por exemplo, flash drives podem ser usados para criar FAST Cache, e o FAST VP pode ser usado para pools de armazenamento consistindo em drives de disco SAS e NL-SAS. Pela perspectiva do desempenho, o FAST Cache proporciona um benefício de desempenho imediato a dados de pico, enquanto o FAST VP move os dados mais ativos para drives SAS e os menos ativos para drives NL-SAS. Pela perspectiva do TCO, o FAST Cache pode atender dados ativos com menos flash drives, enquanto o FAST VP otimiza a utilização do disco e aumenta a eficiência com drives SAS e NL-SAS. A tecnologia FAST é uma opção disponível em infraestruturas comprovadas do VSPEX. Para mais informações sobre a FAST Suite para VSPEX Proven Infrastructure, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure listados em Leitura essencial. FAST Cache Ao usar o FAST Cache para beneficiar o desempenho do Exchange, considere as seguintes práticas recomendadas: FAST Cache não é necessário em thick-luns de pools se não forem usados snapshots. Ao usar FAST Cache, separe os arquivos de banco de dados e arquivos de registro do Exchange em pools de armazenamento diferentes e ative o FAST Cache nos pools de armazenamento que hospedam os bancos de dados do Exchange. Não ative o FAST Cache em pools de armazenamento de registros do Exchange. FAST VP Os requisitos do cliente determinarão se o FAST VP será usado com o Exchange Server 2013 no VNX. Em comparação com o FAST Cache, que é um recurso global no array, o FAST VP é usado em um pool de armazenamento dedicado para um aplicativo específico. Para assegurar que o FAST VP se beneficiará do projeto, avalie a configuração atual do Exchange para identificar pontos de acesso. Ao projetar o FAST VP para Exchange 2013 no VNX: Não coloque arquivos de banco de dados e arquivos de registro no mesmo pool de armazenamento, pois os arquivos de registro têm um requisito de I/O menor e não precisam ser movidos para um nível mais alto. Sempre coloque os arquivos de registro em pools de armazenamento separados e sempre use RAID 10. Isso pode reduzir significativamente a SP do VNX, o barramento e a utilização de disco devido à maneira como o ambiente operacional e o cache de gravação do EMC FLARE manipulam com I/Os pequenas e sequenciais. Não coloque cópias DAG do mesmo banco de dados no mesmo pool de armazenamento, nos mesmos discos. Defina a política do FAST para as LUNs do pool participantes como Start High then Auto-Tier (Recommended). Quando thin-luns são usados para armazenar dados do banco de dados do Exchange, o FAST VP ajuda a melhorar o desempenho de forma inteligente, promovendo metadados para a camada de desempenho extrema. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 57

58 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Para obter mais informações sobre o FAST VP, consulte o white paper EMC FAST VP para Unified Storage Systems. Práticas recomendadas de projeto do XtremSW Cache Ao ativar o XtremSW Cache, você tem controle completo e flexível sobre o escopo e a granularidade do cache. Em ambientes físicos, o XtremSW Cache pode ser ativado ou desativado em nível de volume de origem ou em nível de LUN. Em ambientes virtuais, a capacidade do XtremSW Cache pode ser provisionada para uma máquina virtual individual. Em seguida, você pode configurar a capacidade de cache alocada na máquina virtual no nível de disco virtual. Para saber mais sobre o EMC XtremSW Cache, consulte a data sheet do EMC XtremSW Cache. Quando se configura o XtremSW Cache para volumes que hospedam bancos de dados do Exchange, ele acelera as leituras de I/O em bloco que requerem IOPS mais alto, o menor tempo de resposta ou ambas. O software usa uma placa PCIe (Peripheral Component Interconnect Express) como cache dos dados consultados com mais frequência, reduzindo o tempo de acesso ao armazenamento e, ao mesmo tempo, liberando o processamento de I/O do storage array. Por residir no barramento PCIe do servidor, o XtremSW Cache evita a sobrecarga do acesso ao armazenamento em rede, assim reduzindo o tempo de resposta. O XtremSW Cache coloca os dados do Exchange na pilha de I/O do servidor, mais perto do aplicativo, para melhorar drasticamente o desempenho. Nossos testes de validação do XtremSW Cache com Exchange 2013 mostram uma redução significativa nos tempos de resposta do usuário e maior throughput. Se os requisitos de carga de trabalho do Exchange forem muito altos ou extremos, com mais de 250 mensagens por usuário por dia, considere a implementação de uma solução XtremSW Cache. Obs.: O ganho de desempenho e a redução do tempo de resposta variarão com base no uso de do Exchange de cada cliente. A EMC recomenda enfaticamente que seja usado um teste-piloto no ambiente para determinar os benefícios exatos dessa tecnologia. Considerações de projeto de virtualização Visão geral Práticas recomendadas para projetos de virtualização O Exchange Server 2013 é aceito em ambientes virtuais que usam tecnologia Microsoft Hyper-V ou tecnologia VMware vsphere ESXi. Para obter informações adicionais sobre as políticas de suporte da Microsoft para virtualização do Exchange Server 2013, consulte o tópico de Microsoft TechNet Exchange 2013 Virtualization. Nesta solução VSPEX Proven Infrastructure para Exchange 2013 virtualizado, a EMC recomenda que você considere as seguintes práticas recomendadas para virtualização do Exchange Server 2013: Distribua a mesma função do Exchange Server por vários hosts físicos. Por exemplo, podem existir vários servidores de acesso do cliente do Exchange em um ambiente. Neste cenário, por questão de redundância, a EMC recomenda que você distribua esses servidores por vários hosts físicos. 58 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

59 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução Caso seja usado DAG, a distribuição de cópias DAG entre vários hosts físicos pode minimizar possíveis tempos de inatividade no caso de problemas no servidor físico. Equilibre a carga de trabalho combinando as funções do Exchange Server em cada host físico. Por exemplo, máquinas virtuais de servidores de caixas de correio e de acesso do cliente podem ser combinadas em um host físico para equilibrar as cargas de trabalho e evitar que um recurso físico seja sobrecarregado desnecessariamente. Para implementações do Exchange 2013, máquinas virtuais do Exchange Server podem ser combinadas, inclusive máquinas virtuais de caixa de correio do Exchange que fazem parte de um DAG, com clustering de failover baseado em host e tecnologia de migração, desde que as máquinas virtuais sejam configuradas de modo que não salvem e restaurem seu estado em disco quando movidas ou colocadas off-line. Desative o recurso de memória dinâmica em máquinas virtuais do Exchange Server. Monitore regularmente o desempenho de toda a VSPEX Proven Infrastructure. Você pode monitorar o desempenho no nível da máquina virtual e no nível do hipervisor. Por exemplo, quando o hipervisor for ESXi, você poderá usar a ferramenta de monitoramento de desempenho dentro da máquina virtual do Exchange Server para garantir o desempenho da máquina virtual ou do Exchange Server. Enquanto isso, no nível do hipervisor, você pode usar o esxtop para monitorar o desempenho do host. Para obter informações detalhadas sobre as ferramentas de monitoramento de desempenho, consulte os Guias de Implementação do VSPEX listados em Leitura essencial. Considerações sobre projetos de backup e recuperação Todas as soluções VSPEX são dimensionadas e testadas com backup e recuperação da EMC, inclusive Avamar e Data Domain. Se a solução incluir componentes de backup e recuperação, consulte o e Implementação de Backup e Recuperação da EMC para VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado para obter informações detalhadas sobre projeto e implementação da solução de backup e recuperação. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 59

60 Capítulo 5: Práticas Recomendadas e Considerações de Projeto da Solução 60 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

61 Capítulo 6: Metodologias de Validação de Solução Capítulo 6 Metodologias de Validação de Solução Este capítulo apresenta os seguintes tópicos: Visão geral Metodologia de verificação de hardware de linha de base Metodologia de verificação de aplicativos Metodologia de validação de backup e recuperação EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 61

62 Capítulo 6: Metodologias de Validação de Solução Visão geral Este capítulo fornece uma lista de itens que você deve analisar após a configuração da solução. Use a informação deste capítulo para verificar a funcionalidade e o desempenho da solução e de seus componentes, bem como garantir que a configuração dê suporte aos principais requisitos de disponibilidade e desempenho. Metodologia de verificação de hardware de linha de base O hardware é composto pelos recursos físicos do computador como processadores, memória e armazenamento. O hardware também inclui componentes de rede física como NICs, cabos, switches, roteadores e balanceadores de carga de hardware. Você pode evitar muitos problemas de desempenho e capacidade usando o hardware correto para a solução e verificando a redundância dos componentes da solução antes de implementá-la na produção. Para obter as etapas detalhadas sobre a verificação da redundância dos componentes da solução, consulte os Guias da VSPEX Proven Infrastructure listados em Leitura essencial. Metodologia de verificação de aplicativos Etapas de alto nível para validação de aplicativos Depois de verificar o hardware e a redundância dos componentes da solução, a próxima fase crítica é testar e otimizar a aplicação do Exchange. Teste a nova VSPEX Proven Infrastructure antes de implementá-la na produção para confirmar se as arquiteturas que você projetou atingem o desempenho desejado e as metas de capacidade. Isso permite que você identifique e otimize possíveis gargalos antes que eles afetem negativamente os usuários em uma implementação em tempo real. A Tabela 21 descreve as etapas de alto nível a serem concluídas antes de você colocar o ambiente do Exchange em produção. Tabela 21. Etapas de alto nível para verificação de aplicativos Etapa Descrição Referência 1 Noções básicas sobre as ferramentas de testes: Microsoft Jetstress e Load Generator 3 (LoadGen). 2 Entenda as principais medidas para que seu ambiente do Exchange obtenha níveis de desempenho e capacidade que atendam às necessidades dos negócios. Visão Geral do Jetstress Principais Medidas de Verificação do Jetstress 3 No momento da publicação deste, a Microsoft não havia lançado o LoadGen for Exchange Quando o LoadGen for Exchange 2013 estiver disponível, este será atualizado para apresentar mais orientações sobre o uso da ferramenta para verificação da aplicação. 62 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

63 Capítulo 6: Metodologias de Validação de Solução Etapa Descrição Referência 3 Use a Ferramenta de dimensionamento do VSPEX para Exchange a fim de determinar a arquitetura e os recursos de sua VSPEX Proven Infrastructure. Obs.: Se a Ferramenta de dimensionamento não estiver disponível, dimensione manualmente o aplicativo usando as diretrizes de Dimensionamento manual do Exchange para VSPEX no Apêndice B. 4 Construa o ambiente de teste e crie máquinas virtuais do Exchange na VSPEX Proven Infrastructure. 5 Execute a ferramenta Microsoft Jetstress para verificar se o projeto de armazenamento do Exchange atende as métricas de desempenho essenciais. Não é necessário instalar o Exchange Server para executar os testes do Jetstress. site EMC VSPEX Proven Infrastructure Guias de Implementação VSPEX Ferramenta Microsoft Exchange Server Jetstress 2013 Visão Geral do Jetstress É importante verificar o projeto de armazenamento do Exchange 2013 para o IOPS transacional esperado antes de colocá-lo em um ambiente de produção. Para garantir que o ambiente funcione adequadamente, a EMC recomenda o uso da ferramenta Microsoft Exchange Server Jetstress 2013 para verificar o projeto de armazenamento do Exchange. O Jetstress simula o I/O do Exchange em nível de banco de dados interagindo diretamente com a tecnologia de banco de dados ESE (Extensible Storage Engine) sem precisar que o Exchange esteja instalado. Para simular com precisão o I/O do Exchange, o Jetstress usa o mesmo arquivo ESE.dll usado pelo Exchange na produção. Você pode configurar o Jetstress para testar o throughput máximo de I/O disponível para o subsistema de disco dentro das restrições de desempenho necessárias do Exchange. O Jetstress pode aceitar um perfil simulado de contagens de usuários específicas e IOPS por usuário para verificar se todos os componentes de hardware e software no eixo do I/O, do sistema operacional ao drive de disco físico, são capazes de manter um nível de desempenho aceitável. Você pode fazer download do Jetstress 2013 em Ferramenta Microsoft Exchange Server Jetstress Principais Medidas de Verificação do Jetstress Antes de executar o Jetstress, é importante saber quais são as medidas essenciais a serem obtidas e quais são os limites que devem ser alcançados em cada medida durante a execução dos testes. A Tabela 22 lista as principais métricas para a verificação do Jetstress. Tabela 22. Principais medidas da verificação do Jetstress Contadores de desempenho IOPS transacional do Exchange alcançado (leituras/segundo do banco de dados de I/O + gravações/segundo do banco de dados de I/O) Leituras do banco de dados de I/O/s Gravações do banco de dados de I/O/s Valores visados Número de caixas de correio * perfil de IOPS do usuário do Exchange 2013 N/D (para fins de análise) N/D (para fins de análise) EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 63

64 Capítulo 6: Metodologias de Validação de Solução Contadores de desempenho Total de IOPS (leituras do banco de dados de I/O/s + gravações do banco de dados de I/O/s + leituras do BDM/s + leituras de replicação de registro de I/O/s + gravações de registro de I/O/s) Latência média das leituras do banco de dados de I/O (ms) Latência média de gravação do registro de I/O (ms) Valores visados N/D (para fins de análise) Menos de 20 ms Menos de 10 ms Como determinar a arquitetura para a solução Exchange Server Para projetar a solução Exchange 2013 virtualizado na VSPEX Proven Infrastructure, considere todos os fatores descritos anteriormente neste Guia de Projeto por exemplo, layout de armazenamento, balanceamento de carga de rede, sistema de rede etc. A EMC recomenda o uso da Ferramenta de dimensionamento do VSPEX para determinar o número de máquinas virtuais do Exchange Server exigido para a organização do Exchange do cliente e os recursos (como processador, memória etc.) exigidos para cada função do servidor, de acordo com as necessidades dos negócios. Como construir o ambiente da infraestrutura Para construir o ambiente da solução e criar as máquinas virtuais do Exchange em sua VSPEX Proven Infrastructure, consulte os Guias de Implementação do VSPEX listados em Leitura essencial. Obs.: O Exchange Server não precisa estar instalado para os testes do Jetstress. Usando a ferramenta Jetstress O Jetstress pode comparar automaticamente os resultados de desempenho observados frente a um conjunto de valores aceitáveis após cada teste. Esses resultados são então gravados em um relatório HTML. Para obter detalhes sobre como usar a ferramenta Jetstress e interpretar o relatório do Jetstress, consulte o Jetstress Field Guide no site Microsoft Technet. Embora esse white paper dê ênfase ao Jetstress 2010, os conceitos também se aplicam ao Jetstress Metodologia de validação de backup e recuperação Todas as soluções VSPEX são dimensionadas e testadas com backup e recuperação da EMC, inclusive Avamar e Data Domain. Se a solução incluir componentes de backup e recuperação, consulte o e Implementação de Backup e Recuperação da EMC para VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado para obter informações detalhadas sobre a verificação de funcionalidade e desempenho de sua solução de backup e recuperação. 64 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

65 Capítulo 7: Documentação de Referência Capítulo 7 Documentação de Referência Este capítulo apresenta os seguintes tópicos: Documentação da EMC Outra documentação Links EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 65

66 Capítulo 7: Documentação de Referência Documentação da EMC Outros documentos Os documentos a seguir, disponíveis no site de Suporte on-line da EMC ou em brazil.emc.com, apresentam mais informações importantes. Caso você não tenha acesso a determinado documento, entre em contato com o representante da EMC. Guia de Instalação do EMC VNXe3150 Série VNXe da EMC Usando um Sistema VNXe com as Pastas Compartilhadas do Sistema de Arquivos de Rede Série EMC VNXe Usando um sistema VNXe com armazenamento iscsi genérico EMC série VNXe usando um sistema EMC VNXe com VMware EMC série VNXe usando um sistema EMC VNXe com Windows Hyper-V Guia de Conectividade de Host do EMC para VMWare ESX Server Guia de conectividade de host da EMC para Windows White Paper EMC FAST VP para Unified Storage Systems Livro técnico: Usando o EMC VNX Storage with VMware vsphere - Livro Técnico Guia de Instalação e Administração do PowerPath/VE para o VMware vsphere Guia de Instalação e Administração do PowerPath Guia de Instalação do EMC XtremSW Cache Guia do Usuário do EMC XtremSW Cache Data sheet do EMC XtremSW Cache EMC VSI para VMware vsphere: Guia do Produto Storage Viewer EMC VSI para VMware vsphere: Guia do Produto Unified Storage Management Para obter a documentação sobre o Microsoft Hyper-V e o Microsoft Exchange, consulte o site da Microsoft. Para obter a documentação sobre o VMware vsphere, consulte o site da VMware. 66 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

67 Capítulo 7: Documentação de Referência Links Use os links a seguir para obter informações adicionais sobre como executar as tarefas apresentadas neste. Obs.: Os links fornecidos aqui estavam funcionando corretamente no momento da publicação. Microsoft TechNet Consulte os seguintes tópicos no site da Microsoft TechNet: Adicionar uma cópia de mailbox database Client Access Server (servidor de acesso do cliente) Implementar um Cluster Hyper-V Como implementar a alta disponibilidade e a adaptabilidade do site Pré-requisitos do Exchange 2013 Virtualização do Exchange 2013 Instalar o Exchange 2013 Usando o Assistente de Instalação Instalação da Função Hyper-V e Configuração de uma Máquina Virtual Guia de campo do Jetstress Como gerenciar grupos de disponibilidade de banco de dados Como gerenciar cópias de mailbox database Ferramenta Microsoft Exchange Server Jetstress 2013 Guia de Implementação de Balanceamento de Carga de Rede Como dimensionar implementações do Exchange 2013 Base de conhecimentos da Microsoft Consulte os seguintes artigos da Base de conhecimentos no site de suporte da Microsoft: Interoperabilidade entre o MSCS e o NLB Em um cluster de failover do Microsoft Windows Server 2008 R2 com guest Hyper-V com muitos discos de passagem, a configuração da máquina pode levar algum tempo para ficar on-line Base de conhecimento do VMware Consulte o seguinte tópico no site da Base de conhecimento do VMware: Os hosts ESX/ESXi podem apresentar problemas de leitura/gravação com certos storage arrays. EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 67

68 Capítulo 7: Documentação de Referência 68 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

69 Apêndice A: Planilha de qualificação Apêndice A Planilha de qualificação Este apêndice apresenta o seguinte tópico: Planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado 69

70 Apêndice A: Planilha de qualificação Planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Antes de dimensionar a solução VSPEX, use a planilha de qualificação para reunir informações sobre as necessidades de negócios do cliente. A Tabela 23 mostra a planilha de qualificação de uma organização virtualizada do Exchange. Tabela 23. Planilha de qualificação do VSPEX para Exchange 2013 virtualizado Pergunta Número de caixas de correio? Resposta Tamanho máximo da caixa de correio (GB)? Perfil de IOPS da caixa de correio (mensagens enviadas/recebidas por caixa de correio por dia)? Cópias DAG (inclusive cópia ativa)? Janela DIR (Deleted Items Retention, retenção de itens excluídos) (dias)? Tolerância a falhas de backup/truncamento (dias)? Crescimento do número de anos incluído? Taxa de crescimento anual (número de caixas de correio, %)? Uma cópia independente da planilha de qualificação está anexa a este documento no formato PDF. Para visualizar e imprimir a planilha: 1. No Adobe Reader, abra o painel Attachments da seguinte forma: Selecione View > Show/Hide > Navigation Panes > Attachments. ou Clique no ícone Attachments, conforme mostrado na Figura 13. Figura 13. Planilha de qualificação imprimível 2. Em Attachments, clique duas vezes no arquivo anexo para abrir e imprimir a planilha de qualificação. 70 EMC VSPEX para Microsoft Exchange 2013 Virtualizado

EMC VSPEX PARA MICROSOFT EXCHANGE 2013 VIRTUALIZADO COM MICROSOFT HYPER-V

EMC VSPEX PARA MICROSOFT EXCHANGE 2013 VIRTUALIZADO COM MICROSOFT HYPER-V GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO EMC VSPEX PARA MICROSOFT EXCHANGE 2013 VIRTUALIZADO COM MICROSOFT HYPER-V EMC VSPEX Resumo Este descreve, em um alto nível, as etapas necessárias para implementar uma organização

Leia mais

EMC VSPEX PARA MICROSOFT EXCHANGE 2013 VIRTUALIZADO COM VMWARE VSPHERE

EMC VSPEX PARA MICROSOFT EXCHANGE 2013 VIRTUALIZADO COM VMWARE VSPHERE GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO EMC VSPEX PARA MICROSOFT EXCHANGE 2013 VIRTUALIZADO COM VMWARE VSPHERE EMC VSPEX Resumo Este descreve, em um alto nível, as etapas necessárias para implementar uma organização do

Leia mais

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO GUIA DE PROJETO EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO EMC VSPEX Resumo Este descreve como projetar recursos do Microsoft SQL Server virtualizado na EMC VSPEX Proven Infrastructure para

Leia mais

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SHAREPOINT 2013 VIRTUALIZADO

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SHAREPOINT 2013 VIRTUALIZADO GUIA DE PROJETO EMC VSPEX PARA MICROSOFT SHAREPOINT 2013 VIRTUALIZADO EMC VSPEX Resumo Este descreve como projetar recursos do Microsoft SharePoint 2013 virtualizado na EMC VSPEX Proven Infrastructure

Leia mais

O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE

O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE White paper O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE EMC XtremSF, EMC XtremCache, EMC VNX, EMC FAST Suite, Oracle Database 11g O XtremCache estende o flash ao servidor O FAST Suite automatiza a inserção do armazenamento

Leia mais

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO COM MICROSOFT HYPER-V

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO COM MICROSOFT HYPER-V GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO COM MICROSOFT HYPER-V EMC VSPEX Resumo Este descreve, em um alto nível, as etapas necessárias para implementar várias instâncias

Leia mais

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO GUIA DE PROJETO EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO EMC VSPEX Resumo Este descreve como projetar recursos do Microsoft SQL Server virtualizado na nuvem privada do EMC VSPEX apropriada

Leia mais

NUVEM PRIVADA DO EMC VSPEX

NUVEM PRIVADA DO EMC VSPEX Proven Infrastructure Guide NUVEM PRIVADA DO EMC VSPEX VMware vsphere 5.5 para até 1.000 Máquinas Virtuais Habilitado por Microsoft Windows Server 2012 R2, série VNX da EMC e EMC Powered Backup EMC VSPEX

Leia mais

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO COM VMWARE VSPHERE

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO COM VMWARE VSPHERE EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO COM VMWARE VSPHERE EMC VSPEX Resumo Este descreve as etapas de alto nível necessárias para implementar um conjunto do Microsoft SQL Server em uma EMC

Leia mais

EMC VSPEX PRIVATE CLOUD

EMC VSPEX PRIVATE CLOUD Infraestrutura comprovada EMC VSPEX PRIVATE CLOUD Microsoft Windows Server 2012 R2 com Hyper-V para até 200 Máquinas Virtuais Habilitado pelo EMC VNXe3200 e pelo EMC Data Protection EMC VSPEX Resumo Este

Leia mais

ACELERANDO A TRANSFORMAÇÃO DA TI COM A SOLUÇÃO EMC DE ARMAZENAMENTO UNIFICADO E BACKUP DE ÚLTIMA GERAÇÃO

ACELERANDO A TRANSFORMAÇÃO DA TI COM A SOLUÇÃO EMC DE ARMAZENAMENTO UNIFICADO E BACKUP DE ÚLTIMA GERAÇÃO ACELERANDO A TRANSFORMAÇÃO DA TI COM A SOLUÇÃO EMC DE ARMAZENAMENTO UNIFICADO E BACKUP DE ÚLTIMA GERAÇÃO A virtualização, em particular, a VMware, transformou a maneira como as empresas encaram suas estratégias

Leia mais

FAMÍLIA EMC VNX. Armazenamento unificado de última geração, otimizado para aplicativos virtualizados

FAMÍLIA EMC VNX. Armazenamento unificado de última geração, otimizado para aplicativos virtualizados FAMÍLIA EMC VNX Armazenamento unificado de última geração, otimizado para aplicativos virtualizados FUNDAMENTOS Armazenamento unificado multiprotocolo para arquivos, blocos e objetos Novas e potentes CPUs

Leia mais

FAMÍLIA EMC VNX. Armazenamento unificado de última geração, otimizado para aplicativos virtualizados PRINCIPAIS BENEFÍCIOS.

FAMÍLIA EMC VNX. Armazenamento unificado de última geração, otimizado para aplicativos virtualizados PRINCIPAIS BENEFÍCIOS. FAMÍLIA EMC VNX Armazenamento unificado de última geração, otimizado para aplicativos virtualizados PRINCIPAIS BENEFÍCIOS Armazenamento unificado para file, block e objetos A otimização de vários núcleos

Leia mais

COMPUTAÇÃO DO USUÁRIO FINAL DO EMC VSPEX

COMPUTAÇÃO DO USUÁRIO FINAL DO EMC VSPEX COMPUTAÇÃO DO USUÁRIO FINAL DO EMC VSPEX Citrix XenDesktop 7 e VMware vsphere 5.1 para até 2.000 Desktops Virtuais Habilitado por EMC VNX de última geração e Backup EMC EMC VSPEX Resumo Este documento

Leia mais

EMC VSPEX PARA ORACLE DATABASE 11g OLTP (Online Transaction Processing, processamento de transações on-line)

EMC VSPEX PARA ORACLE DATABASE 11g OLTP (Online Transaction Processing, processamento de transações on-line) GUIA DE PROJETO EMC VSPEX PARA ORACLE DATABASE 11g OLTP (Online Transaction Processing, processamento de transações on-line) EMC VSPEX Resumo Este descreve como projetar recursos do Oracle Database virtualizado

Leia mais

EMC VSPEX. Guia da Proven Infrastructure

EMC VSPEX. Guia da Proven Infrastructure Guia da Proven Infrastructure NUVEM PRIVADA DO EMC VSPEX Microsoft Windows Server 2012 R2 com Hyper-V para até 1.000 Máquinas Virtuais Habilitado pela série VNX da EMC e pelo EMC Powered Backup EMC VSPEX

Leia mais

EMC VSPEX END-USER COMPUTING

EMC VSPEX END-USER COMPUTING GUIA DE PROJETO EMC VSPEX END-USER COMPUTING Citrix XenDesktop 7.1 e Microsoft Hyper-V Habilitado por EMC VNXe3200 e EMC Powered Backup EMC VSPEX Resumo Este descreve como criar uma solução EMC VSPEX End-User

Leia mais

EMC VSPEX PARA ORACLE DATABASE 11g OLTP VIRTUALIZADO

EMC VSPEX PARA ORACLE DATABASE 11g OLTP VIRTUALIZADO GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO EMC VSPEX PARA ORACLE DATABASE 11g OLTP VIRTUALIZADO EMC VSPEX Resumo Este descreve as etapas de alto nível e as práticas recomendadas necessárias para implementar a EMC VSPEX Proven

Leia mais

EMC VSPEX END-USER COMPUTING

EMC VSPEX END-USER COMPUTING Infraestrutura comprovada do VSPEX EMC VSPEX END-USER COMPUTING Citrix XenDesktop 5.6 com VMware vsphere 5.1 para até 250 Desktops Virtuais Habilitado por EMC VNX e Backup EMC de Última geração EMC VSPEX

Leia mais

EMC VSPEX END-USER COMPUTING

EMC VSPEX END-USER COMPUTING GUIA DE PROJETO EMC VSPEX END-USER COMPUTING VMware Horizon View 6.0 e VMware vsphere para até 500 Desktops Virtuais Habilitado por EMC VNXe3200 e EMC Data Protection EMC VSPEX Resumo Este descreve como

Leia mais

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles FAMÍLIA EMC VPLEX Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles GARANTINDO DISPONIBILIDADE CONTÍNUA E MOBILIDADE DE DADOS PARA APLICATIVOS ESSENCIAIS A infraestrutura de armazenamento

Leia mais

EMC VSPEX PRIVATE CLOUD:

EMC VSPEX PRIVATE CLOUD: EMC VSPEX PRIVATE CLOUD: VMware vsphere e EMC ScaleIO EMC VSPEX Resumo Este documento descreve a solução EMC VSPEX Proven Infrastructure para implementações de nuvem privada com a tecnologia VMware vsphere

Leia mais

ARMAZENAMENTO E COMPUTAÇÃO

ARMAZENAMENTO E COMPUTAÇÃO EMC SCALEIO SAN de servidor convergente definida por software PRINCÍPIOS BÁSICOS Apenas software Arquitetura convergida de camada única Capacidade de expansão linear Desempenho e capacidade sob demanda

Leia mais

COMPUTAÇÃO DO USUÁRIO FINAL DO EMC VSPEX

COMPUTAÇÃO DO USUÁRIO FINAL DO EMC VSPEX Guia da VSPEX Proven Infrastructure COMPUTAÇÃO DO USUÁRIO FINAL DO EMC VSPEX Citrix XenDesktop 7 e Microsoft Hyper-V Server 2012 para até 2.000 Desktops Virtuais Habilitado por EMC VNX de última geração

Leia mais

EMC VSPEX END-USER COMPUTING

EMC VSPEX END-USER COMPUTING GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO EMC VSPEX END-USER COMPUTING VMware Horizon View 6.0 e VMware vsphere para até 500 desktops virtuais Habilitado por EMC VNXe3200 e EMC Data Protection EMC VSPEX Resumo Este descreve

Leia mais

AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3

AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3 AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3 PRINCÍPIOS BÁSICOS DE MISSÃO CRÍTICA Avançado Armazenamento híbrido com níveis de serviço com desempenho otimizado por flash em escala para cargas de trabalho

Leia mais

Clique. Microsoft. Simples.

Clique. Microsoft. Simples. ARMAZENAMENTO UNIFICADO EMC PARA APLICATIVOS MICROSOFT VIRTUALIZADOS Clique. Microsoft. Simples. Microsoft SQL Server Os bancos de dados do Microsoft SQL Server alimentam os aplicativos essenciais de sua

Leia mais

EMC VSPEX PRIVATE CLOUD

EMC VSPEX PRIVATE CLOUD Guia de Infraestrutura Comprovada EMC VSPEX PRIVATE CLOUD Microsoft Windows Server 2012 R2 com Hyper-V para até 700 máquinas Virtuais Habilitado por EMC XtremIO e EMC Data Protection EMC VSPEX Resumo Este

Leia mais

Família Dell PowerVault MD. Armazenamento. modular. A família de storage Dell PowerVault MD

Família Dell PowerVault MD. Armazenamento. modular. A família de storage Dell PowerVault MD Família Dell PowerVault MD Armazenamento modular A família de storage Dell PowerVault MD Família Dell PowerVault MD A escolha acessível A família Dell PowerVault MD é uma escolha de armazenamento acessível

Leia mais

TRANSFORME SUA INFRAESTRUTURA DE BANCO DE DADOS

TRANSFORME SUA INFRAESTRUTURA DE BANCO DE DADOS TRANSFORME SUA INFRAESTRUTURA DE BANCO DE DADOS Bancos de dados como Oracle e SQL Server demandam latência consistentemente baixa e um desempenho excepcional de I/O para responder instantaneamente a consultas/transações

Leia mais

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Relatório elaborado sob contrato com a EMC Corporation Introdução A EMC Corporation contratou a Demartek para realizar uma avaliação prática do novo

Leia mais

FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT

FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT Solução econômica para proteção de dados e recuperação de desastres local e remota FUNDAMENTOS Maximize a proteção de dados de aplicativos e a recuperação de desastres Proteja

Leia mais

EMC VSPEX END-USER COMPUTING

EMC VSPEX END-USER COMPUTING GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO EMC VSPEX END-USER COMPUTING VMware Horizon View 6.0 e VMware vsphere com EMC XtremIO Habilitado por EMC Isilon, EMC VNX e EMC Data Protection EMC VSPEX Resumo Este descreve as etapas

Leia mais

NUVEM PRIVADA DO EMC VSPEX

NUVEM PRIVADA DO EMC VSPEX Guia de Proven Infrastructure NUVEM PRIVADA DO EMC VSPEX VMware vsphere5.5 para até 100 máquinas virtuais Habilitado por Microsoft Windows Server 2012, EMC VNXe e EMC Powered Backup EMC VSPEX Resumo Este

Leia mais

SOLUÇÃO EMC VSPEX PARA INFRAESTRUTURA COMO SERVIÇO COM O VMWARE VCLOUD SUITE

SOLUÇÃO EMC VSPEX PARA INFRAESTRUTURA COMO SERVIÇO COM O VMWARE VCLOUD SUITE GUIA DE PROJETO E IMPLEMENTAÇÃO SOLUÇÃO EMC VSPEX PARA INFRAESTRUTURA COMO SERVIÇO COM O VMWARE VCLOUD SUITE EMC VSPEX Resumo Este descreve como desenvolver recursos do VMware vcloud Suite virtualizado

Leia mais

EMC VSPEX END-USER COMPUTING Citrix XenDesktop 7.5 e VMware vsphere com EMC XtremIO

EMC VSPEX END-USER COMPUTING Citrix XenDesktop 7.5 e VMware vsphere com EMC XtremIO GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO EMC VSPEX END-USER COMPUTING Citrix XenDesktop 7.5 e VMware vsphere com EMC XtremIO Habilitado por EMC VNX e EMC Data Protection EMC VSPEX Resumo Este descreve as etapas de alto nível

Leia mais

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Storage O subsistema de armazenamento de dados deverá ser do tipo bloco, disponibilizando nativamente componentes de hardware para armazenamento baseado em bloco, com

Leia mais

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões Symantec 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões O 7 permite a padronização das operações de backup e recuperação em ambientes físicos e virtuais com menos recursos e menos riscos, pois oferece

Leia mais

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

EMC VSPEX COM EMC XTREMSF E EMC XTREMCACHE

EMC VSPEX COM EMC XTREMSF E EMC XTREMCACHE GUIA DE PROJETO EMC VSPEX COM EMC XTREMSF E EMC XTREMCACHE EMC VSPEX Resumo Este guia de projeto descreve como usar o EMC XtremSF e o EMC XtremCache em um ambiente virtualizado com EMC VSPEX Proven Infrastructure

Leia mais

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS)

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Hoje é fundamental para as empresas poder contar com recursos de comunicação, mobilidade, flexibilidade

Leia mais

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

EMC SYMMETRIX VMAX 10K

EMC SYMMETRIX VMAX 10K EMC SYMMETRIX VMAX 10K Avançado, confiável, inteligente e eficiente O MAIS ACESSÍVEL ARMAZENAMENTO TIER-1 O sistema de armazenamento EMC Symmetrix VMAX 10K é uma nova classe de armazenamento corporativo

Leia mais

Resumo da solução de virtualização

Resumo da solução de virtualização Resumo da solução de virtualização A virtualização de servidores e desktops se tornou muito difundida na maioria das organizações, e não apenas nas maiores. Todos concordam que a virtualização de servidores

Leia mais

EMC VSPEX PARA O ORACLE DATABASE 11g OLTP VIRTUALIZADO

EMC VSPEX PARA O ORACLE DATABASE 11g OLTP VIRTUALIZADO GUIA DE PROJETO EMC VSPEX PARA O ORACLE DATABASE 11g OLTP VIRTUALIZADO EMC VSPEX Resumo Este descreve como projetar recursos do Oracle Database virtualizado na EMC VSPEX Proven Infrastructure apropriada

Leia mais

Backup e recuperação para ambientes VMware com o EMC Avamar 6.0

Backup e recuperação para ambientes VMware com o EMC Avamar 6.0 White paper Backup e recuperação para ambientes VMware com o EMC Avamar 6.0 Análise detalhada Resumo Com o ritmo sempre crescente dos ambientes virtuais implantados na nuvem, os requisitos de proteção

Leia mais

EMC VSPEX END-USER COMPUTING Citrix XenDesktop 7.6 e VMware vsphere com EMC XtremIO

EMC VSPEX END-USER COMPUTING Citrix XenDesktop 7.6 e VMware vsphere com EMC XtremIO GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO EMC VSPEX END-USER COMPUTING Citrix XenDesktop 7.6 e VMware vsphere com EMC XtremIO Habilitado por EMC Isilon, EMC VNX e EMC Data Protection EMC VSPEX Resumo Este descreve as etapas

Leia mais

Symmetrix VMAX: Nova arquitetura de storage high-end para data centers virtualizados

Symmetrix VMAX: Nova arquitetura de storage high-end para data centers virtualizados Symmetrix VMAX: Nova arquitetura de storage high-end para data centers virtualizados Gerson Freire Consultor Técnico EMC 1 Precoupações do CIO no momento atual da economia 1 Reduce Physical Infrastructure

Leia mais

Veritas Storage Foundation da Symantec

Veritas Storage Foundation da Symantec Veritas Storage Foundation da Symantec Gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line O Veritas Storage Foundation oferece uma solução completa para o gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line.

Leia mais

GUIA DE DESCRIÇÃO DO PRODUTO

GUIA DE DESCRIÇÃO DO PRODUTO GUIA DE DESCRIÇÃO DO PRODUTO EMC CLOUDARRAY INTRODUÇÃO Atualmente, os departamentos de TI enfrentam dois desafios de armazenamento de dados críticos: o crescimento exponencial dos dados e uma necessidade

Leia mais

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura maneiras

Leia mais

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Possuir capacidade instalada, livre para uso, de pelo menos 5.2 (cinco ponto dois) TB líquidos em discos SAS/FC de no máximo 600GB 15.000RPM utilizando RAID 5 (com no

Leia mais

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização Hoje a virtualização de servidores e desktops é uma realidade não só nas empresas, mas em todos os tipos de negócios. Todos concordam

Leia mais

EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER

EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER EMC UNIFIED INFRASTRUCTURE MANAGER Facilite a transição para uma infraestrutura em nuvem privada ou híbrida nos Vblock Systems Crie um ambiente único e virtualizado Provisione como uma só infraestrutura

Leia mais

R E S U M O E X E C U T I V O. Oferecido por: EMC. Laura DuBois Agosto de 2013

R E S U M O E X E C U T I V O. Oferecido por: EMC. Laura DuBois Agosto de 2013 Matriz global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: +1 508-872-8200 Fax: +1 508-935-4015 www.idc.com B O L E T I M I N F O R M A T I V O R e v e l a n d o o p o d e r d o f l a s h c o m o V N

Leia mais

Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20

Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20 Avaliação da plataforma de armazenamento multiprotocolo EMC Celerra NS20 Relatório elaborado sob contrato com a EMC Corporation Introdução A EMC Corporation contratou a Demartek para realizar uma avaliação

Leia mais

O Datacenter Virtualizado e Definido por Software. Thiago Bessa Senior Systems Engineer tbessa@vmware.com

O Datacenter Virtualizado e Definido por Software. Thiago Bessa Senior Systems Engineer tbessa@vmware.com O Datacenter Virtualizado e Definido por Software Thiago Bessa Senior Systems Engineer tbessa@vmware.com Desafios de uma nova era Eras da tecnologia de TI Mainframe Cliente-servidor Nuvem-móvel Expectativas

Leia mais

Symantec Backup Exec 2012

Symantec Backup Exec 2012 Melhor Backup para todos Data Sheet: Backup e recuperação após desastres Visão geral O é um produto integrado que protege ambientes físicos e virtuais, simplifica o backup e a recuperação após desastres

Leia mais

EMC VSPEX END-USER COMPUTING

EMC VSPEX END-USER COMPUTING GUIA DE PROJETO EMC VSPEX END-USER COMPUTING Habilitado por EMC VNX e EMC Data Protection EMC VSPEX Resumo Este descreve como criar uma solução EMC VSPEX End-User Computing para Citrix XenDesktop 7.5.

Leia mais

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO

UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO arcserve UDP Impulsionadas pelo aumento no volume dos dados e os avanços da tecnologia como a virtualização, as arquiteturas atuais para proteção dos dados deixam

Leia mais

Symantec NetBackup for VMware

Symantec NetBackup for VMware Visão geral A virtualização de servidor é a maior tendência modificadora na área de TI atual. Os departamentos de TI, que dependem do orçamento, estão se apressando para aderir à virtualização por vários

Leia mais

White. paper. Otimizando o data center virtual com pools de caminho de dados. EMC PowerPath/VE. Fevereiro de 2011

White. paper. Otimizando o data center virtual com pools de caminho de dados. EMC PowerPath/VE. Fevereiro de 2011 White paper Otimizando o data center virtual com pools de caminho de dados EMC PowerPath/VE Bob Laliberte Fevereiro de 2011 Este white paper do ESG foi encomendado pela EMC e é distribuído sob licença

Leia mais

EMC ENTERPRISE PRIVATE CLOUD

EMC ENTERPRISE PRIVATE CLOUD Arquitetura de referência EMC ENTERPRISE PRIVATE CLOUD Infraestrutura como serviço Provisionamento e monitoramento automatizados Operações de TI orientadas a serviços Soluções EMC Janeiro de 2014 Copyright

Leia mais

Copyright 2012 EMC Corporation. Todos os direitos reservados.

Copyright 2012 EMC Corporation. Todos os direitos reservados. Transformando TI Armazenamento Um Overview do Portifólio EMC Marcos Lhobregat Sr. Technology Consultant NO ANO 2000, O MUNDO GEROU DOIS EXABYTES DE NOVAS INFORMAÇÕES Fonte: "How Much Information?" Peter

Leia mais

DÊ A SEUS DBAs ORACLE OS BACKUPS QUE ELES REALMENTE QUEREM

DÊ A SEUS DBAs ORACLE OS BACKUPS QUE ELES REALMENTE QUEREM Por que a série Data Domain DÊ A SEUS DBAs ORACLE OS BACKUPS QUE ELES REALMENTE QUEREM Por que você deve ler este artigo Acelerar os backups (os sistemas Data Domain são 3 vezes mais rápidos que o concorrente

Leia mais

EMC VSPEX END-USER COMPUTING

EMC VSPEX END-USER COMPUTING GUIA DE PROJETO EMC VSPEX END-USER COMPUTING VMware Horizon View 6.0 e VMware vsphere Habilitado por EMC Isilon, EMC VNX e EMC Data Protection EMC VSPEX Resumo Este descreve como criar uma solução EMC

Leia mais

EMC DATA DOMAIN OPERATING SYSTEM

EMC DATA DOMAIN OPERATING SYSTEM EMC DATA DOMAIN OPERATING SYSTEM Potencializando o armazenamento de proteção da EMC PRINCÍPIOS BÁSICOS Desduplicação dimensionável e de alta velocidade Desempenho de até 58,7 TB/h Reduz de 10 a 30 vezes

Leia mais

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Há diversos motivos para as empresas de hoje enxergarem o valor de um serviço de nuvem, seja uma nuvem privada oferecida por

Leia mais

SolarWinds Virtualization Manager

SolarWinds Virtualization Manager SolarWinds Virtualization Manager Gerenciamento potente e unificado da virtualização que não ultrapassa seu orçamento! A SolarWinds aprimorou a forma pela qual profissionais de TI de todo o mundo gerenciam

Leia mais

Backup da EMC para SAP HANA pronto para datacenter. EMC Data Domain com DD Boost

Backup da EMC para SAP HANA pronto para datacenter. EMC Data Domain com DD Boost da EMC para SAP HANA pronto para datacenter EMC Data Domain com DD Boost 1 Informações corporativas big data Informações do parceiro Informações "públicas" Informações estruturadas em bancos de dados relacionais

Leia mais

Documento técnico de negócios

Documento técnico de negócios Documento técnico de negócios Manual de proteção de dados para armazenamento totalmente em flash Principais considerações para o comprador de armazenamento com experiência em tecnologia Documento técnico

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL EMC ISILON ONEFS Capacitação do armazenamento scale-out para cargas de trabalho de big data e object atuais e futuras

SISTEMA OPERACIONAL EMC ISILON ONEFS Capacitação do armazenamento scale-out para cargas de trabalho de big data e object atuais e futuras SISTEMA OPERACIONAL EMC ISILON ONEFS Capacitação do armazenamento scale-out para cargas de trabalho de big data e object atuais e futuras PRINCÍPIOS BÁSICOS Arquitetura fácil de usar, com um só volume

Leia mais

O Melhor aproveitamento do Armazenamento é um Requisito Essencial para TI em Escritórios Remotos, Pequenas e Médias Empresas

O Melhor aproveitamento do Armazenamento é um Requisito Essencial para TI em Escritórios Remotos, Pequenas e Médias Empresas Sede global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: +1 508-872-8200 Fax: +1 508-935-4015 www.idc.com W H I T E P A P E R O Melhor aproveitamento do Armazenamento é um Requisito Essencial para TI

Leia mais

Guia de Introdução ao Symantec Protection Center. Versão 2.0

Guia de Introdução ao Symantec Protection Center. Versão 2.0 Guia de Introdução ao Symantec Protection Center Versão 2.0 Guia de Introdução ao Symantec Protection Center O software descrito neste documento é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado

Leia mais

Visão geral do produto EMC Data Domain

Visão geral do produto EMC Data Domain DATA SHEET Visão geral do produto EMC Data Domain com desduplicação para backup e recuperação de última geração Panorama dimensionável com desduplicação Desduplicação rápida e em linha Retenção ampliada

Leia mais

Symantec NetBackup 7.1 Clients and Agents Complete protection for your information-driven enterprise

Symantec NetBackup 7.1 Clients and Agents Complete protection for your information-driven enterprise Complete protection for your information-driven enterprise Visão geral O Symantec NetBackup oferece uma seleção simples e abrangente de clientes e agentes inovadores para otimizar a performance e a eficiência

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

A Cisco no seu data center. A infraestrutura ideal para os ambientes e aplicativos da Microsoft

A Cisco no seu data center. A infraestrutura ideal para os ambientes e aplicativos da Microsoft A Cisco no seu data center A infraestrutura ideal para os ambientes e aplicativos da Microsoft Simplifique a TI... Modernize sua empresa DATA CENTER Desafios Eficiência da equipe de TI Interrupção não

Leia mais

Seja dentro da empresa ou na nuvem

Seja dentro da empresa ou na nuvem Arquitetura de próxima geração para recuperação garantida Seja dentro da empresa ou na nuvem PROVEDORES DE SERVIÇOS GERENCIADOS RESUMO DA SOLUÇÃO A plataforma de serviços Assured Recovery O mundo da proteção

Leia mais

PROPOSIÇÃO DE VALOR:

PROPOSIÇÃO DE VALOR: Caro Cliente, Na economia atual, você não pode permitir ineficiências ou sobreprovisionamento de nenhum recurso - recursos inativos custam dinheiro, recursos mal utilizados custam oportunidades. Você precisa

Leia mais

Informe técnico: Archiving Symantec Enterprise Vault Armazena, gerencia e descobre informações essenciais da empresa

Informe técnico: Archiving Symantec Enterprise Vault Armazena, gerencia e descobre informações essenciais da empresa Armazena, gerencia e descobre informações essenciais da empresa Gerenciando milhões de caixas de correio de milhares de clientes em todo o mundo, o Enterprise Vault, líder do mercado em archiving de e-mail

Leia mais

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Phil Maynard UNIDADE DE SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE DADOS PARA O CLIENTE FEVEREIRO DE 2012 Introdução Em todos os lugares, o volume de

Leia mais

IBM System Storage DCS3700

IBM System Storage DCS3700 DCS3700 Maximiza o desempenho, a escalabilidade e a densidade de armazenamento a um preço acessível Destaques Ganhar recursos de armazenamento denso altamente disponíveis e rápidos a um preço acessível

Leia mais

PROTEÇÃO DE MÁQUINA VIRTUAL VMWARE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

PROTEÇÃO DE MÁQUINA VIRTUAL VMWARE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC PROTEÇÃO DE MÁQUINA VIRTUAL VMWARE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC O PowerVault DL2000 baseado na tecnologia da Symantec Backup Exec oferece a única solução de backup em disco totalmente

Leia mais

Por que os administradores de sistema devem estar atentos ao desempenho de virtualização e armazenamento

Por que os administradores de sistema devem estar atentos ao desempenho de virtualização e armazenamento Por que os administradores de sistema devem estar atentos ao desempenho de virtualização e armazenamento 2013, SolarWinds Worldwide, LLC. Todos os direitos reservados. É importante que os administradores

Leia mais

Veritas Storage Foundation da Symantec

Veritas Storage Foundation da Symantec Maximize a eficiência, a disponibilidade, a agilidade e o desempenho do armazenamento Data Sheet: Gerenciamento do armazenamento Visão geral O maximiza a eficiência do armazenamento, a disponibilidade

Leia mais

Soluções econômicas de armazenamento para VMware View 4.5 habilitadas pelo EMC Unified Storage

Soluções econômicas de armazenamento para VMware View 4.5 habilitadas pelo EMC Unified Storage Soluções econômicas de armazenamento para VMware View 4.5 habilitadas pelo EMC Unified Soluções EMC para infraestrutura de informações Resumo As infraestruturas de desktop virtual apresentam uma nova maneira

Leia mais

Apresentação resumida

Apresentação resumida New Generation Data Protection Powered by AnyData Technology Apresentação resumida Para obter apresentação completa ou mais informações ligue (11) 3441 0989 ou encaminhe e-mail para vendas@dealerse.com.br

Leia mais

Backup e recuperação EMC Avamar para ambientes VMware

Backup e recuperação EMC Avamar para ambientes VMware Backup e recuperação EMC Avamar para ambientes VMware Resumo Este white paper descreve componentes das soluções VMware vsphere e VMware View e discute as opções de proteção desses ambientes usando o EMC

Leia mais

EMC VSPEX PRIVATE CLOUD:

EMC VSPEX PRIVATE CLOUD: EMC VSPEX PRIVATE CLOUD: EMC VSPEX Resumo Este documento descreve a solução EMC VSPEX Proven Infrastructure para implementações de nuvem privada com as tecnologias Microsoft Hyper-V e EMC ScaleIO. Junho

Leia mais

Nova solução da VMware: vsphere with Operations Management (vsom)

Nova solução da VMware: vsphere with Operations Management (vsom) Nova solução da VMware: with Operations Management (vsom) Tiago Baeta System Manager Brazil 2013 VMware Inc. All rights reserved Objetivos desta sessão Conhecer a oferta mais recente da VMware, o VMware

Leia mais

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Sumário Introdução... 3 Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3 Live Migration... 3 Volumes compartilhados do Cluster... 3 Modo de Compatibilidade de Processador...

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

Backup e recuperação para VMware usando o armazenamento EMC Data Domain com desduplicação

Backup e recuperação para VMware usando o armazenamento EMC Data Domain com desduplicação Backup e recuperação para VMware usando o armazenamento EMC Data Domain com desduplicação Planejamento de práticas recomendadas Resumo O método VMware oferece benefícios extraordinários, mas que podem

Leia mais

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition Visão geral O Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition destina-se a clientes que possuem sistemas total ou parcialmente virtualizados, ou seja, que moveram os servidores de arquivos, servidores de impressão,

Leia mais

EMC Data Domain Boost para Oracle Recovery Manager (RMAN)

EMC Data Domain Boost para Oracle Recovery Manager (RMAN) White paper EMC Data Domain Boost para Oracle Recovery Manager (RMAN) Resumo A EMC oferece aos DBAs (Database Administrators, administradores de banco de dados) controle total de backup, recuperação e

Leia mais