Assunto: Auxílio estatal notificado N 254/2005 Portugal Auxílio à formação a conceder à Blaupunkt Auto - Rádio Portugal, Lda.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Assunto: Auxílio estatal notificado N 254/2005 Portugal Auxílio à formação a conceder à Blaupunkt Auto - Rádio Portugal, Lda."

Transcrição

1 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 08.II.2006 C(2006) 241 final Assunto: Auxílio estatal notificado N 254/2005 Portugal Auxílio à formação a conceder à Blaupunkt Auto - Rádio Portugal, Lda. Excelência, I. Procedimento 1- Por carta de 11 de Maio de 2005, registada pela Comissão em 17 de Maio de 2005, Portugal notificou à Comissão o auxílio à formação a conceder à Blaupunkt Auto-Rádio Portugal, Lda. A Comissão solicitou informações adicionais por cartas de 15 de Junho, 6 de Outubro e 28 de Novembro de Portugal respondeu por cartas de 29 de Julho de 2005, registada em 3 de Agosto de 2005, de 7 de Setembro de 2005, registada em 12 de Setembro de 2005, de 4 de Novembro de 2005, registada em 8 de Novembro de 2005, e de 14 de Dezembro de 2005, registada em 15 de Dezembro de II. Descrição Beneficiário 2- O auxílio será concedido à Blaupunkt Auto-Rádio Portugal, Lda., uma empresa do grupo Blaupunkt/Bosch, que fabrica e vende auto-rádios (a seguir denominada a empresa ). A empresa funciona em Braga, uma região assistida no norte de Portugal e emprega trabalhadores. O seu volume de negócios elevou-se, em 2004, a cerca de 378,3 milhões de euros. Sua Excelência Dr. Diogo FREITAS DO AMARAL Ministro dos Negócios Estrangeiros Largo do Rilvas P Lisboa Commission européenne, B-1049 Bruxelles Belgique Europese Commissie, B-1049 Brussel België Telefone: (0)

2 O projecto 3- A empresa solicitou o auxílio no âmbito de um regime nacional que promove a realização de projectos de formação autónomos Portugal explicou que o projecto de formação da empresa (a seguir denominado o projecto ) prossegue o objectivo geral de aumentar os níveis de qualificação dos trabalhadores da empresa, tendo em vista melhorar o seu desempenho no contexto dos novos desafios do mercado. Destina-se a desenvolver a autonomia e a capacidade de mutação dentro da empresa, juntamente com uma melhor organização e métodos de produção destinados a aumentar a produtividade. Contribuirá para aumentar as qualificações técnicas dos trabalhadores abrangidos, melhorando desta forma o seu grau de empregabilidade numa região elegível para auxílios regionais ao abrigo das Orientações relativas aos auxílios estatais com finalidade regional O projecto é notificado em conformidade com o artigo 5º do Regulamento (CE) nº 68/2001 relativo à aplicação dos artigos 87 e 88 do Tratado CE aos auxílios à formação 3, com a redacção que lhe foi dada pelo Regulamento (CE) n 363/2004 da Comissão, de 25 de Fevereiro de (a seguir denominado o Regulamento ). 6- O projecto é aplicável a todos os trabalhadores da empresa e inclui um total de 145 cursos, abrangendo uma vasta gama de matérias. Estes cursos representam um volume total de formação de horas, das quais cerca de 83,55% foram consideradas por Portugal como proporcionando aos formandos competências gerais, em grande medida transferíveis para outras empresas ou para outros domínios de actividade profissional, na acepção da alínea e) do artigo 2º do Regulamento. 7- São exemplos da formação geral: um módulo sobre matemática, língua e comunicação destinado a melhorar os níveis gerais de conhecimentos dos trabalhadores ( Viver é Saber ) 5 ; engenharia electrónica de base 6 ; técnicas de soldadura; métodos de análise e melhoria do fluxo de produção 7 ; tecnologia informática; desenvolvimento pessoal; logística e organização; metodologia estatística; legislação laboral; normas ambientais e de segurança; cursos de pós-graduação sobre electrónica industrial e telecomunicações. 8- Outros cursos, que representam 16,45% do volume total de formação, foram considerados como proporcionando qualificações relacionadas principalmente com o funcionamento interno e o equipamento da empresa. Incluem a coordenação e a aplicação dos sistemas de produção da empresa ( especialistas Bosch production systems ); transferência de projectos da empresa-mãe, na Alemanha, para a linha de produção da Blaupunkt em Portugal; e integração nos departamentos técnico e de 1 Portaria n 1285/2003, publicada no Diário da República - I Série B, n 266, de 17 de Novembro de Portugal forneceu à Comissão informações sobre este regime por carta de 21 de Outubro de 2004, registada pela Comissão em 26 de Outubro de 2004 XT 86/ JO C 74 de , p JO L 10 de , p JO L 63 de , p Este módulo inclui vários níveis de matemática e de línguas para trabalhadores com baixos níveis de instrução. 6 Exemplo: electrónica analógica e digital, programação de autómatos, sistemas de navegação, GPS/GSM/GPRS, radiofrequências. 7 Exemplos: metodologia 5 S, value stream mapping, 6 Sigma, method time measurement e total productive maintenance. 2

3 vendas. Portugal considerou estes cursos como proporcionando formação específica, na acepção da alínea d) do artigo 2º do Regulamento. 9- O projecto será realizado no período entre 1 de Setembro de 2004 e 21 de Dezembro de A empresa apresentou o pedido de auxílio antes do início do projecto. Auxílio 10- O custo total do projecto ascende a ,99 euros. O projecto de auxílio consiste num subsídio à Blaupunkt Auto-Rádio Portugal Lda. no valor de ,50 euros. O financiamento público provirá de duas fontes distintas: o Fundo Social Europeu ( ,36 euros) e a contribuição pública nacional do orçamento da Segurança Social ( ,14 euros). O montante remanescente de ,49 euros será financiado pela empresa. 11- Os custos respeitantes à formação geral ascendem a ,61 euros e os relativos à formação específica a ,38 euros. 12- As intensidades de auxílio aplicadas por Portugal aos custos acima indicados correspondem às intensidades máximas de auxílio autorizadas quer para a formação geral, quer para a formação específica, ao abrigo dos nº s 2 e 3 do artigo 4º do Regulamento. Além disso, Portugal atendeu ao facto de as instalações da empresa estarem situadas numa zona elegível para auxílios regionais nos termos do nº 3, alínea a), do artigo 87º do Tratado. As intensidades de auxílio aplicadas foram, portanto, majoradas a fim de tomar em consideração os limites máximos de auxílio autorizados pelo Regulamento para projectos numa zona elegível para auxílios regionais, tal como consta do quadro que se segue: Quadro Intensidade do auxílio Formação geral Formação específica Zona Zona abrangida pelo nº 3, alínea a), do artigo 87º Zona abrangida pelo nº 3, alínea a), do artigo 87º Custos Intensidade elegíveis do auxílio ,61 60% (50%+10%) , 38 35% (25%+10%) Montante em , , , ,50 III. Apreciação Existência de auxílio e obrigação de notificação 13- A medida notificada por Portugal a favor da Blaupunkt Auto-Rádio Portugal, Lda. constitui um auxílio estatal, na acepção do nº 1 do artigo 87º do Tratado. De facto, tal medida seria financiada pelo Estado ou mediante recursos estatais. O auxílio é susceptível de falsear a concorrência na Comunidade, ao conferir ao beneficiário uma vantagem em relação aos concorrentes que não beneficiam de qualquer auxílio. Por último, há trocas comerciais importantes entre Estados-Membros no sector em causa, 3

4 motivo pelo qual este auxílio é susceptível de afectar as trocas entre Estados-Membros. 14- O artigo 4º do Regulamento isenta do requisito de notificação previsto no nº 3 do artigo 88º do Tratado os auxílios que satisfaçam todas as condições nele previstas. No entanto, o artigo 5º do Regulamento prevê que esta isenção não se aplica se o auxílio concedido a uma empresa para um único projecto de formação ultrapassar de euros. 15- Neste caso, a Comissão observa que o auxílio proposto ascende a ,50 euros e que o projecto de formação é um projecto único. Por conseguinte, aplica-se ao auxílio proposto o requisito de notificação, que Portugal observou. Compatibilidade 16- Nos termos do nº 1 do artigo 3º do Regulamento, os auxílios individuais são compatíveis com o mercado comum na acepção do nº 3, alínea c), do artigo 87º do Tratado se reunirem todas as condições do Regulamento. 17- O artigo 2º do Regulamento estabelece uma distinção entre acções de formação específica e de formação geral. A alínea d) do artigo 2º define a formação específica como a formação que pressupõe um ensino directo e principalmente vocacionado para a posição actual ou futura do trabalhador na empresa beneficiária e que confere qualificações que não são, ou apenas o são numa medida limitada, transferíveis para outra empresa ou para outro domínio de actividade profissional. 18- A alínea e) do artigo 2º define a formação geral como a formação que pressupõe um ensino não vocacionado exclusiva ou principalmente para a posição actual ou futura do trabalhador na empresa beneficiária, conferindo qualificações em grande medida transferíveis para outras empresas ou para outros domínios de actividade profissional, reforçando consideravelmente, por conseguinte, a empregabilidade do trabalhador. Por exemplo, são consideradas formação geral as acções de formação reconhecidas, certificadas ou validadas pelas autoridades ou por outros organismos ou instituições aos quais o Estado-Membro ou a Comunidade tenham conferido competências na matéria. 19- Portugal apresentou informações pormenorizadas sobre os cursos de formação propostos. Com base nessas informações, a Comissão pôde verificar que a distinção efectuada por Portugal entre formação geral e formação específica está em conformidade com o artigo 2º do Regulamento. 20- Note-se, quanto a este aspecto, que grande parte da formação diz respeito a qualificações de base, susceptíveis de ser utilizadas em quase todos os domínios de actividade profissional, tais como cursos de línguas, tecnologias informáticas, desenvolvimento pessoal, técnicas de gestão e legislação laboral. Do mesmo modo, no que se refere à formação de natureza técnica, considerou-se que correspondia a conceitos utilizados por muitas indústrias, nomeadamente as indústrias da electrónica, das telecomunicações e da metalurgia e que, por conseguinte, proporcionava qualificações com um elevado grau de transferibilidade para outras empresas e domínios de actividade profissional. Além disso, Portugal explicou que a maior parte da formação considerada geral é certificada por autoridades a quem foram conferidas 4

5 competências na matéria, satisfazendo assim as condições previstas na alínea e) do artigo 2º da Regulamento. 21- Do mesmo modo, as acções de formação associadas principalmente à situação dos trabalhadores na empresa, tais como a formação sobre um novo projecto ou a integração num novo departamento foram consideradas formação específica, nos termos da alínea d) do artigo 2º do Regulamento. Considerou-se que estes cursos, administrados principalmente por formadores internos do grupo, proporcionariam qualificações com um grau inferior de transferibilidade para outras empresas. 22- O nº 7 do artigo 4º do Regulamento define os custos elegíveis de um projecto de formação e requer que a informação sobre esses custos seja transparente e discriminada por rubricas. Portugal apresentou à Comissão dados pormenorizados sobre os custos respeitantes ao projecto discriminados por rubricas, de forma que foi possível identificá-los com os custos referidos no nº 7 do artigo 4º do Regulamento. Verificou-se que estas informações estão em conformidade com os requisitos do nº 7 do artigo 4º do Regulamento. Resumo dos custos elegíveis Descrição Custo (euros) a) Custos salariais dos formadores b) Despesas de deslocação dos formandos e dos formadores c) Outras despesas correntes d) Amortizações e) Custos de serviços de consultoria e orientação f) Custos salariais dos participantes nos projectos de formação TOTAL Além disso, tal como indicado anteriormente, verificou-se que as intensidades de auxílio aplicadas por Portugal estão em conformidade com as intensidades máximas autorizadas ao abrigo dos nº s 2 e 3 do artigo 4º do Regulamento. Por conseguinte, as intensidades de auxílio propostas correspondem às autorizadas ao abrigo do Regulamento, respectivamente para a formação específica e para a formação geral, numa grande empresa situada numa região abrangida pelo nº 3, alínea c), do artigo 87º do Tratado. IV. Decisão 24- À luz das considerações precedentes, a Comissão considera que o auxílio à formação no valor de ,50 euros a favor da Blaupunkt Auto-Rádio Portugal, Lda. é compatível com o mercado comum nos termos do Regulamento (CE) nº 68/2001 da 5

6 Comissão 8, com a redacção que lhe foi dada pelo Regulamento (CE) n 363/2004 da Comissão Se a presente carta contiver dados confidenciais que não devam ser divulgados a terceiros, a Comissão deve ser informada desse facto no prazo de quinze dias úteis a contar da data da sua recepção. Se a Comissão não receber um pedido fundamentado nesse sentido no prazo indicado, presumirá que existe acordo quanto à divulgação a terceiros e à publicação do texto integral da carta, na língua que faz fé, no sítio Internet: O referido pedido deve ser enviado por carta registada ou por fax para: Comissão das Comunidades Europeias Direcção-Geral da Concorrência Registo dos auxílios estatais Rue Joseph II, 70 B Bruxelas Fax: Com os melhore cumprimentos, Pela Comissão } Neelie KROES Membro da Comissão 8 Ver nota 3. 9 Ver nota 4. 6

Auxílio estatal n SA.32012 (2010/N) Portugal Alteração do regime de auxílios para a modernização empresarial (SIRME)

Auxílio estatal n SA.32012 (2010/N) Portugal Alteração do regime de auxílios para a modernização empresarial (SIRME) COMISSÃO EUROPEIA Bruselas, 16.11.2011 C(2011)8317 final Assunto: Auxílio estatal n SA.32012 (2010/N) Portugal Alteração do regime de auxílios para a modernização empresarial (SIRME) Excelência, Procedimento

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 11.XII.2007 C(2007) 5979 final

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 11.XII.2007 C(2007) 5979 final COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 11.XII.2007 C(2007) 5979 final Assunto: Auxílio estatal N 471/2007 Portugal Auxílios sociais aos passageiros residentes na Região Autónoma e aos estudantes, nas ligações aéreas

Leia mais

Bruxelas, 25-VIII-2005 C(2005) 3288

Bruxelas, 25-VIII-2005 C(2005) 3288 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 25-VIII-2005 C(2005) 3288 Assunto: Auxílio estatal N 360/2005 Portugal Alteração do regime de auxílios existente Auxílios estatais a favor do desenvolvimento regional dos Açores

Leia mais

Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico.

Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico. COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 26.07.2002 C (2002) 2943 Assunto: Auxílio estatal N 254/2002 Portugal Linha de crédito bonificada a investimentos do sector turístico. Excelência, PROCEDIMENTO Por carta n.º

Leia mais

MERCADO DO SEGURO DE CRÉDITO À EXPORTAÇÃO DE OPERAÇÕES GARANTIDAS A CURTO PRAZO EM PORTUGAL

MERCADO DO SEGURO DE CRÉDITO À EXPORTAÇÃO DE OPERAÇÕES GARANTIDAS A CURTO PRAZO EM PORTUGAL COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 27.10.2010 C(2010)7275 final Na versão publicada da presente decisão foram omitidas algumas informações em conformidade com o disposto nos artigos 24.º e 25.º do Regulamento

Leia mais

1. PROCESSO COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 11.06.2014 C(2014) 3576 final

1. PROCESSO COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 11.06.2014 C(2014) 3576 final COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 11.06.2014 C(2014) 3576 final VERSÃO PÚBLICA O presente documento é um documento interno da Comissão disponível exclusivamente a título informativo. ASSUNTO: AUXÍLIO ESTATAL

Leia mais

Auxílio estatal N 80/2010 Portugal Prorrogação do regime de recapitalização português

Auxílio estatal N 80/2010 Portugal Prorrogação do regime de recapitalização português COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 17.3.2010 C(2010)1733 final Assunto: Auxílio estatal N 80/2010 Portugal Prorrogação do regime de recapitalização português Excelência, I. ASPECTOS PROCESSUAIS 1. Em 20 de Maio

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de 4.5.2015

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de 4.5.2015 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 4.5.2015 C(2015) 2806 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 4.5.2015 que aprova a decisão de Portugal de utilizar mais de 13 do limite máximo nacional anual fixado no anexo

Leia mais

C 188/6 Jornal Oficial da União Europeia 11.8.2009

C 188/6 Jornal Oficial da União Europeia 11.8.2009 C 188/6 Jornal Oficial da União Europeia 11.8.2009 Comunicação da Comissão Critérios para a análise da compatibilidade dos auxílios estatais a favor de trabalhadores desfavorecidos e com deficiência sujeitos

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. Auxílio estatal N 564/2006 Portugal EMS 2002 - Auxílio individual à About the Future

COMISSÃO EUROPEIA. Auxílio estatal N 564/2006 Portugal EMS 2002 - Auxílio individual à About the Future COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 04-IV-2007 C(2007) 1416 final Assunto: Auxílio estatal N 564/2006 Portugal EMS 2002 - Auxílio individual à About the Future Excelência, 1. PROCEDIMENTO (1) Por notificação electrónica

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 25.04.2001 SG (2001) D/ 288171 Assunto: Auxílio estatal N 563/2000 Portugal Sistema de incentivos para o desenvolvimento regional dos Açores (SIDER). Excelência: I. Por carta

Leia mais

RELATÓRIO INTERCALAR (nº 3, do artigo 23º, da Decisão 2004/904/CE)

RELATÓRIO INTERCALAR (nº 3, do artigo 23º, da Decisão 2004/904/CE) (nº 3, do artigo 23º, da Decisão 2004/904/CE) Comissão Europeia Direcção-Geral da Justiça, da Liberdade e da Segurança Unidade B/4 Fundo Europeu para os Refugiados B-1049 Bruxelas Estado-Membro: PORTUGAL

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 20-08-2003 C (2003) 3103 Objecto: Auxílio estatal n.º NN 173/01 - Portugal - Prorrogação do dispositivo de cobertura dos riscos inerentes ao transporte aéreo com a garantia

Leia mais

Proposta de REGULAMENTO (UE) N.º /2010 DO CONSELHO. que impõe medidas restritivas contra o Irão e revoga o Regulamento (CE) n.

Proposta de REGULAMENTO (UE) N.º /2010 DO CONSELHO. que impõe medidas restritivas contra o Irão e revoga o Regulamento (CE) n. PT PT PT COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 31.8.2010 COM(2010) 459 final 2010/0240 (NLE) Proposta de REGULAMENTO (UE) N.º /2010 DO CONSELHO que impõe medidas restritivas contra o Irão e revoga o Regulamento

Leia mais

Auxílio estatal N 467/2008 Portugal Programa AWARE P "Advanced water asset rehabilitation in Portugal"

Auxílio estatal N 467/2008 Portugal Programa AWARE P Advanced water asset rehabilitation in Portugal COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 28.1.2009 C(2009) 211 final Assunto: Auxílio estatal N 467/2008 Portugal Programa AWARE P "Advanced water asset rehabilitation in Portugal" Excelência: A Comissão tem a honra

Leia mais

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO

COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO relativa a um procedimento simplificado de tratamento de certas operações de concentração nos termos do Regulamento (CEE) n 4064/89 do Conselho (Texto relevante para efeitos do

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Apoio a iniciativas voluntárias de promoção da gestão de diversidade no local de trabalho na UE 2014/S 039-063712

Bélgica-Bruxelas: Apoio a iniciativas voluntárias de promoção da gestão de diversidade no local de trabalho na UE 2014/S 039-063712 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:63712-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apoio a iniciativas voluntárias de promoção da gestão de diversidade no local

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:286241-2015:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:286241-2015:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:286241-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Estudo sobre o Certificado Sucessório Europeu eletrónico, os registos nacionais

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 19.06.2013 C(2013) 3546 final. Auxílio estatal SA.36197 (N/2013) Portugal Privatização da ANA Aeroportos de Portugal

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 19.06.2013 C(2013) 3546 final. Auxílio estatal SA.36197 (N/2013) Portugal Privatização da ANA Aeroportos de Portugal COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 19.06.2013 C(2013) 3546 final Na versão publicada da presente decisão foram omitidas algumas informações em conformidade com o disposto nos artigos 24.º e 25.º do Regulamento

Leia mais

Jornal oficial no. L 024 de 30/01/1998 P. 0001-0008

Jornal oficial no. L 024 de 30/01/1998 P. 0001-0008 Jornal oficial no. L 024 de 30/01/1998 P. 0001-0008 DIRECTIVA 97/66/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 15 de Dezembro de 1997 relativa ao tratamento de dados pessoais e à protecção da privacidade

Leia mais

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO

TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO TURISMO DE PORTUGAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO GERAL DA FORMAÇÃO INDICE 1 NOTA PRÉVIA 3 2 LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA 4 3 PLANO DE FORMAÇÃO 4 4 FREQUÊNCIA DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO 6

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 66 3 de Abril de 2009 2121

Diário da República, 1.ª série N.º 66 3 de Abril de 2009 2121 Diário da República, 1.ª série N.º 66 3 de Abril de 2009 2121 Portaria n.º 346/2009 O Regulamento (CE) n.º 1698/2005, do Conselho, de 20 de Setembro, relativo ao apoio ao desenvolvimento rural pelo Fundo

Leia mais

ENQUADRAMENTO COMUNITÁRIO DOS AUXÍLIOS ESTATAIS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO E À INOVAÇÃO

ENQUADRAMENTO COMUNITÁRIO DOS AUXÍLIOS ESTATAIS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO E À INOVAÇÃO 30.12.2006 PT Jornal Oficial da União Europeia C 323/1 I (Comunicações) COMISSÃO ENQUADRAMENTO COMUNITÁRIO DOS AUXÍLIOS ESTATAIS À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO E À INOVAÇÃO (2006/C 323/01) Página 1.

Leia mais

É um sistema específico de incentivos fiscais ao investimento realizado pelo sujeito passivo de IRC.

É um sistema específico de incentivos fiscais ao investimento realizado pelo sujeito passivo de IRC. O presente resumo não dispensa a consulta dos respectivos diplomas legais, referentes a cada um dos programas. A sua leitura e análise é essencial para o devido enquadramento de cada caso específico. RFAI

Leia mais

Sistemas de garantia para os seguros: ponto de situação e orientação para os trabalhos no futuro (Documento de discussão)

Sistemas de garantia para os seguros: ponto de situação e orientação para os trabalhos no futuro (Documento de discussão) COMISSÃO EUROPEIA DG Mercado Interno INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS Seguros MARKT/2517/02 PT Orig. EN Sistemas de garantia para os seguros: ponto de situação e orientação para os trabalhos no futuro (Documento

Leia mais

ACORDO QUE INSTITUI O LABORATÓRIO EUROPEU DE BIOLOGIA MOLECULARA

ACORDO QUE INSTITUI O LABORATÓRIO EUROPEU DE BIOLOGIA MOLECULARA Resolução da Assembleia da República n.º 31/98 Acordo Que Institui o Laboratório Europeu de Biologia Molecular, concluído em Genebra em 10 de Maio de 1973, no âmbito do Acordo Relativo à Criação da Conferência

Leia mais

Acesso à informação, participação do público e acesso à justiça em matéria de ambiente a nível comunitário um Guia Prático

Acesso à informação, participação do público e acesso à justiça em matéria de ambiente a nível comunitário um Guia Prático Acesso à informação, participação do público e acesso à justiça em matéria de ambiente a nível comunitário um Guia Prático O acesso à informação, a participação do público no processo de tomada de decisão

Leia mais

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, nomeadamente o artigo 127. o, n. o artigo 132. o,

Tendo em conta o Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia, nomeadamente o artigo 127. o, n. o artigo 132. o, L 314/66 1.12.2015 DECISÃO (UE) 2015/2218 DO BANCO CENTRAL EUROPEU de 20 de novembro de 2015 relativa ao procedimento para excluir membros do pessoal da aplicação da presunção de que as suas atividades

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 09.03.2001 COM(2001) 128 final 2001/0067 (ACC) VOLUME IV Proposta de DECISÃO DO CONSELHO Relativa à posição da Comunidade no Conselho de Associação sobre a

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 19.05.2004 COM(2004)385 final 2004/0121(CNS). Proposta de DECISÃO DO CONSELHO que concede uma garantia da Comunidade ao Banco Europeu de Investimento em caso

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia ORIENTAÇÕES RELATIVAS AOS AUXÍLIOS ESTATAIS COM FINALIDADE REGIONAL PARA O PERÍODO 2007-2013 (2006/C 54/08)

Jornal Oficial da União Europeia ORIENTAÇÕES RELATIVAS AOS AUXÍLIOS ESTATAIS COM FINALIDADE REGIONAL PARA O PERÍODO 2007-2013 (2006/C 54/08) 4.3.2006 C 54/13 ORIENTAÇÕES RELATIVAS AOS AUXÍLIOS ESTATAIS COM FINALIDADE REGIONAL PARA O PERÍODO 2007-2013 (2006/C 54/08) (Texto relevante para efeitos do EEE) 1. Introdução 1. Com base nas alíneas

Leia mais

Anúncio de concurso. Fornecimentos

Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/9 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:297835-2015:text:pt:html Itália-Ispra: Fornecimento, manutenção e serviços conexos de antenas, recetor de ensaio, gerador

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia

Jornal Oficial da União Europeia 6.2.2003 L 31/3 REGULAMENTO (CE) N. o 223/2003 DA COMISSÃO de 5 de Fevereiro de 2003 que diz respeito aos requisitos em matéria de rotulagem relacionados com o modo de produção biológico aplicáveis aos

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade)

Jornal Oficial da União Europeia. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) 17.2.2004 L 46/1 I (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) REGULAMENTO (CE) N. o 261/2004 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 11 de Fevereiro de 2004 que estabelece regras comuns

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE ATRIBUIÇÃO DE APOIOS FINANCEIROS A PESSOAS COLECTIVAS PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS PROGRAMA MODELAR

MINUTA DE CONTRATO DE ATRIBUIÇÃO DE APOIOS FINANCEIROS A PESSOAS COLECTIVAS PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS PROGRAMA MODELAR MINUTA DE CONTRATO DE ATRIBUIÇÃO DE APOIOS FINANCEIROS A PESSOAS COLECTIVAS PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS PROGRAMA MODELAR Entre O Primeiro Outorgante, A Administração Regional de Saúde de. IP, adiante

Leia mais

TERMO DE ACEITAÇÃO DA DECISÃO DE APROVAÇÃO

TERMO DE ACEITAÇÃO DA DECISÃO DE APROVAÇÃO DA DECISÃO DE APROVAÇÃO Entidade Beneficiária Principal: Acrónimo e Designação do Projecto: Referência PAD 2003-2006: Considerando que, por despacho do Ministro Adjunto do Primeiro-Ministro, foi aprovada

Leia mais

Ministro de Estado, das Actividades Económicas e do Trabalho, Ministro de Estado e da Presidência e Ministra Ciência e Ensino Superior

Ministro de Estado, das Actividades Económicas e do Trabalho, Ministro de Estado e da Presidência e Ministra Ciência e Ensino Superior DESPACHO CONJUNTO Ministro de Estado, das Actividades Económicas e do Trabalho, Ministro de Estado e da Presidência e Ministra Ciência e Ensino Superior Considerando a Decisão da Comissão nº C (2004) 5735,

Leia mais

(Apenas fazem fé os textos nas línguas alemã, dinamarquesa, espanhola, grega, inglesa, italiana, letã, neerlandesa, portuguesa, romena e sueca)

(Apenas fazem fé os textos nas línguas alemã, dinamarquesa, espanhola, grega, inglesa, italiana, letã, neerlandesa, portuguesa, romena e sueca) L 336/42 Jornal Oficial da União Europeia 18.12.2009 DECISÃO DA COMISSÃO de 16 de Dezembro de 2009 relativa a uma contribuição financeira comunitária, para 2009, para as despesas efectuadas pelos Estados-Membros

Leia mais

Regulamento de Acesso à Medida 7.1 - Desenvolvimento de Centros de Competências em TIC" Programa Operacional Sociedade do Conhecimento

Regulamento de Acesso à Medida 7.1 - Desenvolvimento de Centros de Competências em TIC Programa Operacional Sociedade do Conhecimento Regulamento de Acesso à Medida 7.1 - Desenvolvimento de Centros de Competências em TIC" Programa Operacional Sociedade do Conhecimento PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Despacho Sob proposta do Gestor

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:351310-2012:text:pt:html GR-Tessalónica: Prestação de serviços por parte de um organizador profissional de conferências

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Recomendação de PARECER DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Recomendação de PARECER DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 13.2.2007 SEC(2007) 190 final Recomendação de PARECER DO CONSELHO em conformidade com o n.º 3 do artigo 9º do Regulamento (CE) n.º 1466/97 do Conselho, de 7

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Contratos-quadro relativos a serviços de organização de reuniões, conferências e outros eventos 2015/S 160-293155

Bélgica-Bruxelas: Contratos-quadro relativos a serviços de organização de reuniões, conferências e outros eventos 2015/S 160-293155 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:293155-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Contratos-quadro relativos a serviços de organização de reuniões, conferências

Leia mais

Auxílio estatal SA.32022 (2012/NN) Portugal Auxílio alegadamente ilegal e incompatível à Embraer

Auxílio estatal SA.32022 (2012/NN) Portugal Auxílio alegadamente ilegal e incompatível à Embraer COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 04.04.2012 C(2012) 2073 final cor Na versão publicada da presente decisão foram omitidas algumas informações em conformidade com o disposto nos artigos 24.º e 25.º do Regulamento

Leia mais

DIRECTIVA 2002/30/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO

DIRECTIVA 2002/30/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO L 85/40 DIRECTIVA 2002/30/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 26 de Março de 2002 relativa ao estabelecimento de regras e procedimentos para a introdução de restrições de operação relacionadascom

Leia mais

4. Este processo insere-se no contexto da restruturação da TAP e da primeira fase de reprivatização interrompida em 2000.

4. Este processo insere-se no contexto da restruturação da TAP e da primeira fase de reprivatização interrompida em 2000. COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 14.XII.2004 C (2004)4749 fin Assunto: Auxílio estatal NN 63/2004 (ex N 472/2003) Portugal Reprivatização (primeira fase) dos serviços de assistência em escala da TAP Excelência,

Leia mais

CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS COMERCIAIS

CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS COMERCIAIS CÓDIGO DE BOAS PRÁTICAS COMERCIAIS DIRECTRIZES DA APORMED AOS SEUS ASSOCIADOS SOBRE AS INTERACÇÕES COM OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE E O MERCADO DE PRODUTOS DE SAÚDE Documento aprovado na Assembleia-Geral

Leia mais

Processo n COMP/M. 6773 - CANON/ IRIS. REGULAMENTO (CE) n. 139/2004 SOBRE AS FUSÕES. Artigo 22(3) data: 26.11.2013

Processo n COMP/M. 6773 - CANON/ IRIS. REGULAMENTO (CE) n. 139/2004 SOBRE AS FUSÕES. Artigo 22(3) data: 26.11.2013 PT Processo n COMP/M. 6773 - CANON/ IRIS O texto em língua portuguesa é o único disponível e que faz fé. REGULAMENTO (CE) n. 139/2004 SOBRE AS FUSÕES Artigo 22(3) data: 26.11.2013 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas,

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:293146-2015:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:293146-2015:text:pt:html 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:293146-2015:text:pt:html Grécia-Tessalónica: Desenvolvimento de tecnologias de informação e informações sobre o mercado

Leia mais

Registo central de apoios de minimis

Registo central de apoios de minimis Registo central de apoios de minimis 1. NOÇÃO DE AUXÍLIO DE ESTADO 2. OS AUXÍLIOS DE ESTADO OBJECTO DE COFINANCIAMENTO 3. O REGISTO CENTRAL DE AJUDAS DE MINIMIS 4. A aplicação das disposições do Reg. 69/2001,

Leia mais

Assunto: Auxílio estatal N 228/04 - Portugal Modificação do sistema de incentivos a produtos turísticos de vocação estratégica (SIVETUR).

Assunto: Auxílio estatal N 228/04 - Portugal Modificação do sistema de incentivos a produtos turísticos de vocação estratégica (SIVETUR). COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 26.07.2004 C (2004) 2950 Assunto: Auxílio estatal N 228/04 - Portugal Modificação do sistema de incentivos a produtos turísticos de vocação estratégica (SIVETUR). Excelência:

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA DESENVOLVIMENTO DE NOVOS MERCADOS SECÇÃO I

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA DESENVOLVIMENTO DE NOVOS MERCADOS SECÇÃO I REGIÃO AUTÓNOMA DOS FORMULÁRIO DE CANDIDATURA DESENVOLVIMENTO DE NOVOS MERCADOS SECRETARIA REGIONAL DO AMBIENTE E DO MAR E CAMPANHAS PROMOCIONAIS GABINETE DO SUBSECRETÁRIO REGIONAL DAS PESCAS SECÇÃO I

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Formação e sensibilização social para o aumento da doação de órgãos na União Europeia e nos países vizinhos 2015/S 228-414313

Bélgica-Bruxelas: Formação e sensibilização social para o aumento da doação de órgãos na União Europeia e nos países vizinhos 2015/S 228-414313 1 / 5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:414313-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Formação e sensibilização social para o aumento da doação de órgãos na União

Leia mais

Países Baixos-Haia: Agente de viagens para serviços de viagens de negócios 2015/S 187-337652. Anúncio de concurso. Serviços

Países Baixos-Haia: Agente de viagens para serviços de viagens de negócios 2015/S 187-337652. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:337652-2015:text:pt:html Países Baixos-Haia: Agente de viagens para serviços de viagens de negócios 2015/S 187-337652

Leia mais

CONTRATO DERIVADO Bolsas Marie Curie de acolhimento em empresas

CONTRATO DERIVADO Bolsas Marie Curie de acolhimento em empresas CONTRATO DERIVADO Bolsas Marie Curie de acolhimento em empresas -1- CONTRATO Nº A [Comunidade Europeia][Comunidade Europeia da Energia Atómica] (a seguir designada «a Comunidade»), representada pela Comissão

Leia mais

PROPOSTA ALTERNATIVA

PROPOSTA ALTERNATIVA PROJECTO DECRETO LEI SOBRE O EXERCÍCIO DA COORDENAÇÃO EM MATÉRIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NA ACTIVIDADE DE, PREVISTA NO DECRETO LEI N.º 273/2003, DE 29 DE OUTUBRO, BEM COMO O RECONHECIMENTO DOS RESPECTIVOS

Leia mais

Versão Consolidada. Portaria n.º 964/2009 de 25 de Agosto

Versão Consolidada. Portaria n.º 964/2009 de 25 de Agosto Portaria n.º 964/2009 de 25 de Agosto O Regulamento (CE) n.º 1698/2005, do Conselho, de 20 de Setembro, relativo ao apoio ao desenvolvimento rural pelo Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER),

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1 / 8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:102558-2016:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Serviços de subscrição de periódicos, publicações informativas, bases de

Leia mais

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia, nomeadamente o terceiro parágrafo do artigo 159º,

Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia, nomeadamente o terceiro parágrafo do artigo 159º, REGULAMENTO (CE) Nº 1082/2006 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 5 de Julho de 2006 relativo aos agrupamentos europeus de cooperação territorial (AECT) O PARLAMENTO EUROPEU E O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA,

Leia mais

B-Geel: Fornecimento, instalação e manutenção de um instrumento de contagem de vírus 2013/S 093-157517. Anúncio de concurso.

B-Geel: Fornecimento, instalação e manutenção de um instrumento de contagem de vírus 2013/S 093-157517. Anúncio de concurso. 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:157517-2013:text:pt:html B-Geel: Fornecimento, instalação e manutenção de um instrumento de contagem de vírus 2013/S

Leia mais

Versão Consolidada. Portaria n.º 482/2009, de 6 de Maio

Versão Consolidada. Portaria n.º 482/2009, de 6 de Maio Portaria n.º 482/2009, de 6 de Maio O Regulamento (CE) n.º 1698/2005, do Conselho, de 20 de Setembro, relativo ao apoio ao desenvolvimento rural pelo Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER),

Leia mais

Diário da República, 1.ª série N.º 41 1 de Março de 2010 575. Artigo 25.º. Artigo 20.º

Diário da República, 1.ª série N.º 41 1 de Março de 2010 575. Artigo 25.º. Artigo 20.º Diário da República, 1.ª série N.º 41 1 de Março de 2010 575 Artigo 20.º Oferta formativa e monitorização 1 A oferta formativa destinada aos activos desempregados é assegurada através de cursos de educação

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: Fornecimento de cadeiras de braços para as salas de audiência do Tribunal de Justiça da União Europeia 2015/S 144-265077

Luxemburgo-Luxemburgo: Fornecimento de cadeiras de braços para as salas de audiência do Tribunal de Justiça da União Europeia 2015/S 144-265077 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:265077-2015:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: Fornecimento de cadeiras de braços para as salas de audiência do Tribunal

Leia mais

DOCUMENTO DE CONSULTA PÚBLICA. Projecto de Norma Regulamentar - Financiamento de Planos de Benefícios de Saúde através de Fundos de Pensões

DOCUMENTO DE CONSULTA PÚBLICA. Projecto de Norma Regulamentar - Financiamento de Planos de Benefícios de Saúde através de Fundos de Pensões DOCUMENTO DE CONSULTA PÚBLICA N.º 4/2010 Projecto de Norma Regulamentar - Financiamento de Planos de Benefícios de Saúde através de Fundos de Pensões 26 de Maio de 2010 1. INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO O

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 06.03.2013 C(2013) 1164 final. Auxílio estatal SA.32817 (2011/N) Portugal Aquiseguro. Excelência, 1.

COMISSÃO EUROPEIA. Bruxelas, 06.03.2013 C(2013) 1164 final. Auxílio estatal SA.32817 (2011/N) Portugal Aquiseguro. Excelência, 1. COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 06.03.2013 C(2013) 1164 final Assunto: Auxílio estatal SA.32817 (2011/N) Portugal Aquiseguro Excelência, 1. PROCEDIMENTO (1) Por ofício de 4 de abril de 2011, as autoridades

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Cartografia costeira MARE/2014/10 2014/S 152-272371. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Cartografia costeira MARE/2014/10 2014/S 152-272371. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:272371-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Cartografia costeira MARE/2014/10 2014/S 152-272371 Anúncio de concurso Serviços

Leia mais

23.11.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 305/23

23.11.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 305/23 23.11.2011 Jornal Oficial da União Europeia L 305/23 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 1206/2011 DA COMISSÃO de 22 de Novembro de 2011 que estabelece os requisitos aplicáveis à identificação das aeronaves

Leia mais

Princalculo Contabilidade e Gestão. Comércio Investe"

Princalculo Contabilidade e Gestão. Comércio Investe Comércio Investe" A medida "Comércio Investe", estruturada no âmbito do Fundo de Modernização do Comércio, representa uma nova fase de apoio à atividade comercial, marcada pela Simplificação de processos

Leia mais

(JO P 36 de 6.3.1965, p. 533)

(JO P 36 de 6.3.1965, p. 533) 1965R0019 PT 01.05.2004 006.001 1 Este documento constitui um instrumento de documentação e não vincula as instituições BREGULAMENTO N. o 19/65/CEE DO CONSELHO de 2 de Março de 1965 relativo à aplicação

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE APOIOS PELO MUNÍCIPIO DE MORA. Nota justificativa

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE APOIOS PELO MUNÍCIPIO DE MORA. Nota justificativa REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE APOIOS PELO MUNÍCIPIO DE MORA Nota justificativa A prossecução do interesse público municipal concretizado, designadamente através de políticas de desenvolvimento cultural,

Leia mais

***I PROJECTO DE RELATÓRIO

***I PROJECTO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão do Ambiente, da Saúde Pública e da Segurança Alimentar 19.5.2011 2010/0377(COD) ***I PROJECTO DE RELATÓRIO sobre a proposta de directiva do Parlamento Europeu e do

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS DECISÃO DA COMISSÃO. de 15-IX-2008

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS DECISÃO DA COMISSÃO. de 15-IX-2008 COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 15-IX-2008 C(2008)5215 NÃO SE DESTINA A PUBLICAÇÃO DECISÃO DA COMISSÃO de 15-IX-2008 que concede a autorização de introdução no mercado, ao abrigo do Regulamento

Leia mais

CONTRATO-MODELO. Reembolso dos custos. para projectos de demonstração (CE) (Versão montante fixo)

CONTRATO-MODELO. Reembolso dos custos. para projectos de demonstração (CE) (Versão montante fixo) CONTRATO-MODELO Reembolso dos custos para projectos de demonstração (CE) (Versão montante fixo) NB: O presente contrato é utilizado quando a contribuição comunitária consiste num montante fixo. A contribuição

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: UCA-PRQ 002/15 Aluguer a curto prazo de veículos rodoviários blindados de tipo berlina/limusina sem motorista 2015/S 030-049827

Bélgica-Bruxelas: UCA-PRQ 002/15 Aluguer a curto prazo de veículos rodoviários blindados de tipo berlina/limusina sem motorista 2015/S 030-049827 1/10 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:49827-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: UCA-PRQ 002/15 Aluguer a curto prazo de veículos rodoviários blindados de

Leia mais

Decreto - executivo nº 6/96 de 2 de Fevereiro

Decreto - executivo nº 6/96 de 2 de Fevereiro Decreto - executivo nº 6/96 de 2 de Fevereiro O Decreto nº 31/94, de 5 de Agosto, estabelece no ponto 2 do artigo 18º, a obrigatoriedade da criação e organização de Serviços de Segurança e Higiene no Trabalho

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:169283-2012:text:pt:html LV-Riga: Prestação de serviços de ligação à Internet, correio electrónico, telefonia por IP

Leia mais

Alemanha-Karlsruhe: Organização de cursos de formação em línguas para o ITU 2015/S 188-340301. Anúncio de concurso. Serviços

Alemanha-Karlsruhe: Organização de cursos de formação em línguas para o ITU 2015/S 188-340301. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:340301-2015:text:pt:html Alemanha-Karlsruhe: Organização de cursos de formação em línguas para o ITU 2015/S 188-340301

Leia mais

PROCESSO AC-I-CCENT. 46/2003 CTT/PAYSHOP

PROCESSO AC-I-CCENT. 46/2003 CTT/PAYSHOP Decisão do Conselho da Autoridade da Concorrência PROCESSO AC-I-CCENT. 46/2003 CTT/PAYSHOP INTRODUÇÃO Em 26 DE Novembro de 2003, os CTT CORREIOS DE PORTUGAL, SA, notificaram à Autoridade da Concorrência,

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho O n.º 1 do artigo 117.º do Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de Maio, na última redacção que lhe foi

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: AO 10559 Serviços logísticos integrados 2013/S 234-405266. Anúncio de concurso. Serviços

Luxemburgo-Luxemburgo: AO 10559 Serviços logísticos integrados 2013/S 234-405266. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:405266-2013:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: AO 10559 Serviços logísticos integrados 2013/S 234-405266 Anúncio de

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Serviços de catering para o evento «Empreendedores sociais: dê a sua opinião!», Estrasburgo, 16 e 17.1.2014 2013/S 189-325050

Bélgica-Bruxelas: Serviços de catering para o evento «Empreendedores sociais: dê a sua opinião!», Estrasburgo, 16 e 17.1.2014 2013/S 189-325050 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:325050-2013:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Serviços de catering para o evento «Empreendedores sociais: dê a sua opinião!»,

Leia mais

Decreto - executivo nº 6/96 de 2 de Fevereiro

Decreto - executivo nº 6/96 de 2 de Fevereiro Decreto - executivo nº 6/96 de 2 de Fevereiro O Decreto nº 31/94, de 5 de Agosto, estabelece no ponto 2 do artigo 18º, a obrigatoriedade da criação e organização de Serviços de Segurança e Higiene no Trabalho

Leia mais

Jornal Oficial da União Europeia 30.4.2004

Jornal Oficial da União Europeia 30.4.2004 L 150/12 PT Jornal Oficial da União Europeia 30.4.2004 REGULAMENTO (CE) N.º 812/2004 DO CONSELHO de 26.4.2004 que estabelece medidas relativas às capturas acidentais de cetáceos no exercício das actividades

Leia mais

Medidas específicas para as PME Concessão de verbas na fase exploratória (Etapa 1)

Medidas específicas para as PME Concessão de verbas na fase exploratória (Etapa 1) Comissão Europeia Investigação Comunitária Brochura informativa QUINTO PROGRAMA-QUADRO DE ACÇÕES DA COMUNIDADE EUROPEIA EM MATÉRIA DE INVESTIGAÇÃO, DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E DE DEMONSTRAÇÃO PROPOSTA

Leia mais

Parte III. 12.j PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS DE QUALIDADE

Parte III. 12.j PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS DE QUALIDADE Parte III. 12.j PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS DE QUALIDADE Esta ficha de informações complementares (FIC) deve ser utilizada para a notificação de qualquer medida destinada a incentivar

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Âmbito de aplicação do regulamento O presente regulamento estabelece as condições de acesso e as regras gerais de atribuição de co-financiamento comunitário do Fundo

Leia mais

França-Angers: Sistema de gestão de conteúdos Web e atualização de sítio Web 2015/S 233-422700. Anúncio de concurso. Serviços

França-Angers: Sistema de gestão de conteúdos Web e atualização de sítio Web 2015/S 233-422700. Anúncio de concurso. Serviços 1 / 5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:422700-2015:text:pt:html França-Angers: Sistema de gestão de conteúdos Web e atualização de sítio Web 2015/S 233-422700

Leia mais

L 201/8 Jornal Oficial da União Europeia 30.7.2008

L 201/8 Jornal Oficial da União Europeia 30.7.2008 L 201/8 Jornal Oficial da União Europeia 30.7.2008 REGULAMENTO (CE) N. o 734/2008 DO CONSELHO de 15 de Julho de 2008 relativo à protecção dos ecossistemas marinhos vulneráveis do alto mar contra os efeitos

Leia mais

Artigo 33.º * Zona Franca da Madeira e Zona Franca da ilha de Santa Maria

Artigo 33.º * Zona Franca da Madeira e Zona Franca da ilha de Santa Maria ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS CAPÍTULO IV Benefícios fiscais às zonas francas Artigo 33.º * Zona Franca da Madeira e Zona Franca da ilha de Santa Maria 1- (Revogado pela Lei 64-B/2011, de 30 de Dezembro)

Leia mais

E-Bilbau: Serviços de comunicação pan-europeus 2013/S 112-190326. Anúncio de concurso. Serviços

E-Bilbau: Serviços de comunicação pan-europeus 2013/S 112-190326. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:190326-2013:text:pt:html E-Bilbau: Serviços de comunicação pan-europeus 2013/S 112-190326 Anúncio de concurso Serviços

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de REGULAMENTO DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Proposta de REGULAMENTO DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 3.4.2003 COM(2003) 162 final Proposta de REGULAMENTO DO CONSELHO que altera o Regulamento (CE) nº 393/98 do Conselho, de 16 de Fevereiro de 1998, que cria um

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS NA GESTÃO CULTURAL E DAS ARTES. Guia de Candidatura

PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS NA GESTÃO CULTURAL E DAS ARTES. Guia de Candidatura 2015 PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS NA GESTÃO CULTURAL E DAS ARTES Guia de Candidatura 1. Objectivos Os objectivos deste Programa são como auxílio às associações locais de arte e cultura a criarem

Leia mais

Versão Pública. DECISÃO DE NÃO OPOSIÇÃO DO CONSELHO DA AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA Ccent. 28/2005 Mailtec / Equipreste 1

Versão Pública. DECISÃO DE NÃO OPOSIÇÃO DO CONSELHO DA AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA Ccent. 28/2005 Mailtec / Equipreste 1 DECISÃO DE NÃO OPOSIÇÃO DO CONSELHO DA AUTORIDADE DA CONCORRÊNCIA Ccent. 28/2005 Mailtec / Equipreste 1 I INTRODUÇÃO 1. Em 12 de Abril de 2005, a Autoridade da Concorrência recebeu uma notificação relativa

Leia mais

PROJECTO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE APOIOS FINANCEIROS E NÃO FINANCEIROS. Nota justificativa

PROJECTO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE APOIOS FINANCEIROS E NÃO FINANCEIROS. Nota justificativa PROJECTO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE APOIOS FINANCEIROS E NÃO FINANCEIROS Nota justificativa A prossecução do interesse público municipal nas áreas da cultura, da acção social, das actividades

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:87482-2014:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:87482-2014:text:pt:html 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:87482-2014:text:pt:html Grécia-Tessalónica: Criação de uma nova experiência ao nível do utilizador para o portal Web

Leia mais

BRIEFING. Europeu e Concorrência

BRIEFING. Europeu e Concorrência SETEMBRO 2009 01 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DECIDE: LEGISLAÇÃO PORTUGUESA APLICÁVEL AOS JOGOS SOCIAIS DO ESTADO É COMPATÍVEL COM O DIREITO COMUNITÁRIO Em Portugal, os jogos de fortuna ou azar estão sujeitos a

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Despacho Nº4724/2005 Sob proposta do Gestor do Programa Operacional Sociedade do Conhecimento e nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 29º do Decreto-Lei n.º 54-A/2000,

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:299833-2013:text:pt:html Espanha-Alicante: Serviços de consultoria geral, auditoria, gestão de projetos e estudos 2013/S

Leia mais

ASSUNTO: Reservas Mínimas do SEBC a partir de 1/01/1999

ASSUNTO: Reservas Mínimas do SEBC a partir de 1/01/1999 Banco de Portugal Carta-Circular nº 1 /99/DDE/DOC, de 07-01-1999 ASSUNTO: Reservas Mínimas do SEBC a partir de 1/01/1999 Como foi oportunamente divulgado está essa instituição sujeita, a partir de 1 de

Leia mais

Aplicação do Direito da Concorrência Europeu na UE

Aplicação do Direito da Concorrência Europeu na UE Aplicação do Direito da Concorrência Europeu na UE Manuel Sebastião Brasília 21 de Maio de 2009 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. MODERNIZAÇÃO DAS REGRAS ARTIGOS 81 e 82 3. O CONTROLO DE CONCENTRAÇÕES 4. CONCLUSÕES

Leia mais

Tendo em vista: Que as Partes desejam criar uma nova estrutura de cooperação, mais ampla, em benefício dos Países Beneficiários;

Tendo em vista: Que as Partes desejam criar uma nova estrutura de cooperação, mais ampla, em benefício dos Países Beneficiários; Decreto n.º 13/99 Convénio entre o Governo de Portugal e o Banco Interamericano de Desenvolvimento com o Propósito de Estabelecer Um Fundo Português de Cooperação Técnica, assinado em Washington, em 5

Leia mais