Síntese de diversas matérias fiscais de maior relevo ocorridas na 2.ª quinzena de fevereiro de

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Síntese de diversas matérias fiscais de maior relevo ocorridas na 2.ª quinzena de fevereiro de 2015 1"

Transcrição

1 Síntese de diversas matérias fiscais de maior relevo ocorridas na 2.ª quinzena de fevereiro de Defesa das micro, pequenas e médias empresas na Região Autónoma da Madeira: - Resolução da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, n.º 33/2015, de 17 de fevereiro. Resolve apresentar à Assembleia da República a Proposta de Lei em defesa das micro, pequenas e médias empresas na Região Autónoma da Madeira. 2 - Despacho Normativo n.º 17/2014, de 26 de dezembro: - Declaração de retificação n.º 144/2015, de 23 de fevereiro. Retifica o Despacho Normativo n.º 17/2014, de 26 de dezembro, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 249, de 26 de dezembro de Nota: - Na alteração à alínea b) do artigo 3.º do Despacho Normativo nº 18 -A/2010, de 1 de julho, onde se lê: «b) Não se encontrar o sujeito passivo em situação de incumprimento declarativo relativo ao IVA, ao IRS ou ao IRC [ ]» deve ler -se: «b) Não se encontrar o sujeito passivo em situação de incumprimento de pagamentos por conta, de obrigações declarativas ou de comunicações à AT, nomeadamente relativo ao IVA, ao (IRS) ou ao IRC [ ]. 3 - Lei n.º 82-B/20014, de 31 de dezembro-oe: - Declaração de Retificação n.º 5/2015, de 26 de fevereiro. Retifica a Lei n.º 82-B/2014, de 31 de dezembro - Orçamento do Estado para Lei 82-D/2014, de 31 de dezembro: - Declaração de Retificação n.º 6/2015, de 27 de fevereiro. Retifica a Lei n.º 82-D/2014, de 31 de dezembro, que procede à alteração das normas fiscais ambientais nos sectores da energia e emissões, transportes, água, resíduos, ordenamento do território, florestas e biodiversidade, introduzindo ainda um regime de tributação dos sacos de plástico e um regime de incentivo ao abate de veículos em fim de vida, no quadro de uma reforma da fiscalidade ambiental. 5 - Portaria n.º 286-A/2014, de 31 de dezembro: - Declaração de Retificação n.º 7/2015, de 27 de fevereiro. Retifica a Portaria n.º 286-A/2014, de 31 de dezembro, dos Ministérios das Finanças e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, que estabelece as normas de atualização das pensões mínimas do regime geral da 1 Destina-se apenas a que os nossos associados tenham conhecimento, em tempo útil, da existência da norma ou instrução administrativa e fiquem com uma ideia sucinta do seu conteúdo. Não dispensa a leitura cuidada dos próprios documentos, aquando da sua aplicação prática.

2 segurança social para o ano de 2015, publicada no Diário da República n.º 252, 1.ª série, 2.º suplemento, de 31 de dezembro de Convenção relativa à Assistência Administrativa Mútua em Matéria Fiscal: - Aviso n.º 4/2015, do Ministério dos Negócios Estrangeiros, de 17 de Fevereiro. Torna público que a República Portuguesa depositou o seu instrumento de ratificação da Convenção relativa à Assistência Administrativa Mútua em Matéria Fiscal, adotada em Estrasburgo, em 25 de janeiro de 1988, conforme revista pelo Protocolo de Revisão à Convenção relativa à Assistência Mútua em Matéria Fiscal, adotado em Paris, em 27 de maio de Comunicação à AT das faturas emitidas durante o ano de 2014: - Comunicado da Assessoria de Imprensa do Gabinete da Ministra de Estado e das Finanças, de Comunica que o Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, emitiu em , despacho em que determina a prorrogação até 28 de fevereiro de 2015 do prazo para os consumidores finais confirmarem e comunicarem à AT as faturas emitidas com número de contribuinte durante o ano de Nota: - A reforma da faturação estabeleceu um incentivo fiscal para os consumidores finais que solicitem faturas com os respetivos números de contribuinte em determinados sectores de atividade, o qual consiste na dedução de 15% do IVA suportado nas faturas comunicadas. 8 - Redução de taxa do IMI para prédios urbanos destinados à produção de energia a partir de fontes renováveis: - Circular n.º 4/2015, de 25 de fevereiro. Tendo em vista clarificar a aplicação do artigo 44.º-A do Estatuto dos Benefícios Fiscais (EBF), divulga as instruções constantes do despacho n. 26/2 015-XIX, do Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, no sentido de harmonizar os procedimentos da AT. Nota: - A redução da taxa do IMI inicia-se no ano em que se verificar a afetação exclusiva do prédio a produção de energia a partir de fontes renováveis, pelo que, caso esta afetação se verifique em 2015, o benefício abrange o imposto devido com referência ao corrente ano, a liquidar em 2016, sendo o reconhecimento do benefício da iniciativa do sujeito passivo, mediante a apresentação de requerimento devidamente documentado. 9 - Contribuição sobre sacos plásticos leves: - Ofício Circulado n.º 35042, de , da Direção de Serviços dos Impostos Especiais de Consumo e do Imposto sobre Veículos. Transmite instruções sobre a declaração de introdução no consumo (DIC), por parte dos operadores económicos que não sejam sujeitos passivos da contribuição, de acordo com o Despacho n.º 850- A/2015, publicado no D.R. n.º 18, Série II, de Nota: - Sempre que razões atendíveis o justifiquem, podem ser aceites pedidos relativos à declaração voluntária enviados pelos declarantes por correio eletrónico ou por correio Declaração modelo 3 de IRS em vigor a partir de janeiro de 2015: - Ofício Circulado n.º 20174, de

3 A Portaria n.º 276/2014, de 26 de dezembro, aprovou os novos modelos de impressos da declaração Modelo 3 - Rosto e Anexos B, C, E, F, H, I, J e L, bem como as respetivas instruções de preenchimento, para cumprimento da obrigação declarativa a que se refere o n.º 1 do art. 57.º do CIRS, que entraram em vigor no dia 1 de janeiro de 2015, pelo que o presente Ofício Circulado identifica as principais alterações introduzidas em cada um dos novos modelos de impressos, a sua maioria decorrentes das alterações legislativas ao Código do IRS operadas pela Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro - (Orçamento do Estado para 2014). Nota: - Mantêm-se em vigor os seguintes modelos de impressos, e respetivas instruções de preenchimento: - Anexo A - Trabalho Dependente e/ou Pensões (aprovado pela Portaria n.º 311-A/2011, de 27 de dezembro); - Anexo D - Imputação de Rendimentos de entidades sujeitas ao regime de transparência fiscal e de heranças indivisas (aprovado pela Portaria 365/2013, de 23 de dezembro); - Anexo G - Rendimentos de Mais-Valias (aprovado pela Portaria n.º 421 /2012, de 21 de dezembro); - Anexo G1 - Mais Valias Não Tributáveis (aprovado pela Portaria n" 421/2012, de 21 de dezembro) Benefício fiscal da consignação de quota do IRS: - N.ºs 4 e 6 do artigo 32.º da Lei n.º 16/2001 de 22 de Junho. No Portal da das Finanças, foi publicada a relação das entidades com processo deferido para o ano fiscal de 2014 (dados de ) IVA - Taxas - sumos de frutos e produtos hortícolas, na vertente do setor "healthyfood", transmitidos no âmbito de um serviço de alimentação e bebidas: - Informação Vinculativa Despacho de Processo nº De harmonia com o disposto na verba 1.11 da lista I anexa ao Código do IVA (CIVA), são tributados à taxa reduzida os "sumos e néctares de frutos e produtos hortícolas". Nota: - No entanto, se os sumos forem transmitidos no âmbito de um serviço de alimentação e bebidas a taxa de IVA a aplicar é a normal IVA - Facto gerador e exigibilidade Fatura Entrega que o cooperador faz à Adega Cooperativa, da sua produção de uva, não possuindo qualquer contrato de fornecimento ou de comissão: - Informação Vinculativa Despacho de Processo nº Face ao Despacho n.º 397/ XIX, de , do Senhor Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, e assumindo que existe um contrato entre o viticultor e a adega, ainda que o mesmo tenha a forma oral, pode aplicar-se à situação em apreço, o disposto no n.º 3 do artigo 7.º do Código do IVA. Nota: - Neste caso, o facto gerador do imposto verifica-se no termo do período a que se refere o pagamento, sendo o imposto devido e exigível pelo respetivo montante, devendo nas respetivas faturas ser feita referência ao período a que corresponde a operação, em cumprimento do disposto na alínea f) do n.º 5 do artigo 36.º do CIVA Crime de abuso de confiança contra a Segurança Social - Prazo de prescrição do procedimento criminal: - Acórdão do STJ n.º 2/2015, publicado no D.R. n.º- 325/2015, Série I, de 19 de fevereiro. No crime de abuso de confiança contra a Segurança Social, previsto e punido pelos artigos 107.º, número 1, e 105.º, números 1 e 5, do Regime Geral das Infracções Tributárias (RGIT), o prazo de

4 prescrição do procedimento criminal começa a contar-se no dia imediato ao termo do prazo legalmente estabelecido para a entrega das prestações contributivas devidas, conforme dispõe o artigo 5.º, número 2, do mesmo diploma Código da Insolvência e da Recuperação de Empresas: - Acórdão do Tribunal Constitucional n.º 26/2015, publicado no D.R. n.º 41/41/2015, Série II, de 27 de fevereiro. Não julga inconstitucional a norma, extraída do artigo 255.º, n.º 1, do Código da Insolvência e da Recuperação de Empresas, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 53/2004, de 18 de março, no segmento em que determina a irrecorribilidade da decisão judicial que, considerando altamente improvável que o plano de pagamentos venha a obter aprovação, dá por encerrado o incidente iniciado com a apresentação de tal plano Rede de informação contabilística agrícola sobre os rendimentos e a economia das explorações agrícolas na União Europeia: - Regulamento de Execução (UE) 2015/220 da Comissão, de 3 de fevereiro, publicado no JOUE, n.º L 46, de 19 de fevereiro, na página 1. Estabelece regras de execução do Regulamento (CE) n.º 1217/2009 do Conselho, que cria uma rede de informação contabilística agrícola (RICA) sobre os rendimentos e a economia das explorações agrícolas na União Europeia IVA Sexta Diretiva Regime transitório das trocas entre Estados- -Membros Bens expedidos ou transportados no interior da Comunidade Fraude cometida no Estado-Membro de chegada Tomada em consideração da fraude no Estado-Membro de expedição Recusa dos direitos à dedução, à isenção ou ao reembolso Inexistência de disposições de direito nacional: - Acórdão do TJUE, de Processos apensos C-131/13, C-163/13 e C-164/13, publicado no JOUE n.º C 65, de , a páginas 4. 1) As questões prejudiciais submetidas pelo Hoge Raad der Nederlanden nos processos C-163/13 e C- 164/13 são inadmissíveis. 2) A Sexta Diretiva 77/388/CEE do Conselho, de 17 de maio de 1977, relativa à harmonização das legislações dos Estados Membros respeitantes aos impostos sobre o volume de negócios Sistema comum do imposto sobre o valor acrescentado: matéria coletável uniforme, na redação que lhe foi dada pela Diretiva 95/7/CE do Conselho, de 10 de abril de 1995, deve ser interpretada no sentido de que cabe às autoridades e aos órgãos jurisdicionais nacionais recusar a um sujeito passivo, no âmbito de uma entrega intracomunitária, os direitos à dedução, à isenção ou ao reembolso do IVA, mesmo que não existam disposições de direito nacional que prevejam essa recusa, caso se demonstre, com base em elementos objetivos, que esse sujeito passivo sabia ou devia saber que através da operação invocada para fundamentar o direito em causa participava numa fraude ao IVA cometida no contexto de uma cadeia de entregas. 3) A Sexta Diretiva 77/388, na redação que lhe foi dada pela Diretiva 95/7, deve ser interpretada no sentido de que podem ser recusados os direitos à dedução, à isenção ou ao reembolso do IVA a um sujeito passivo que sabia ou devia saber que, através da operação invocada para fundamentar os referidos direitos, participava numa fraude ao IVA cometida no contexto de uma cadeia de entregas, apesar de essa fraude ter sido cometida num Estado-Membro diferente daquele em que o benefício dos referidos direitos foi pedido e de esse sujeito passivo, neste último Estado-Membro, preencher os requisitos formais previstos pela legislação nacional para beneficiar dos referidos direitos.

5 18 - Lista atualizadas das taxas de IVA em vigor em todos os Estados Membros: - Dá conhecimento da VAT Rates Applied in the Member States of the European Union. Publica, no Portal das Finanças, a Lista atualizadas das taxas de IVA em vigor nos vários Estados Membros da EU, a partir de 1 de janeiro de Arguição de nulidade Conhecimento Sentença: - Acórdão do STA, de Processo n.º 01551/13. I - Está correcto o decidido que relegou para sentença final o conhecimento das ditas nulidades, de falta de citação no processo executivo fiscal e falta de requisitos essenciais do título executivo, arguida pelo revertido que veio deduzir impugnação judicial contra a liquidação, porquanto as mesmas podem ser arguidas até ao trânsito da sentença nos termos as podiam ser arguidas - art. 165.º n.º 4 do C.P.P.T. o que é indicativo de que o seu conhecimento também pode ser efectuado na decisão final e ainda porque, sendo, como se disse supra, o processo de impugnação antecedente ao de execução fiscal o julgamento de ilegalidade da liquidação dos tributos pode arredar a própria existência da execução fiscal tornando inútil a sua existência e bem assim os actos praticados no seu âmbito. II - E, se assim é não ocorre qualquer prejuízo para os interesses do revertido que detém nos presentes autos a qualidade de impugnante e agora recorrente, em ter sido determinado relegar para a sentença final o conhecimento da arguida nulidade, não sendo beliscado o seu direito constitucional a uma tutela jurisdicional efectiva Incompetência em razão da hierarquia Falta - Remessa do requerimento a órgão competente - Extinção da instância: - Acórdão do STA, de Processo n.º 0342/14. I - Nos processos em que seja aplicável o CPPT, no caso de o tribunal ad quem decidir no sentido da sua incompetência em razão da hierarquia, a remessa dos autos ao tribunal que essa decisão considere o competente só se fará mediante requerimento do interessado, que para o efeito dispõe do prazo de 14 dias a contar da notificação da decisão (art. 18.º, n.º 2, do CPPT). II - Caso contrário, a decisão transita em julgado com a consequente extinção da instância e remessa do processo à conta sendo disso caso Oposição à execução fiscal Fundamento CPPT: - Acórdão do STA, de Processo n.º 0292/14. A ilegalidade da liquidação da dívida exequenda apenas constitui fundamento de oposição à execução fiscal quando a lei não assegure meio judicial de impugnação ou recurso contra o acto de liquidação (artigo 204.º, n.º 1, alínea h) do CPPT) Prescrição da obrigação tributária - Efeito suspensivo: - Acórdão do STA, de Processo n.º 077/15. I - A determinação do prazo prescricional aplicável à obrigação tributária nascida na vigência do CPT, a que se sucedeu prazo inferior, fixado pela LGT, faz-se, por força do disposto no art. 5.º, n.º 1, do Decreto-Lei n.º 398/98, de 17 de Dezembro, diploma que aprovou esta Lei, de acordo com a regra do art. 297.º, n.º 1 do CC, nos

6 termos do qual «a lei que estabelecer, para qualquer efeito, um prazo mais curto do que o fixado na lei anterior é também aplicável aos prazos que já estiverem em curso, mas o prazo só se conta a partir da entrada em vigor da nova lei, a não ser que, segundo a lei antiga, falte menos tempo para o prazo se completar». II - A entrada em vigor da LGT não faz cessar o efeito suspensivo do prazo prescricional decorrente, nos termos do n.º 5 do art. 5.º do Decreto-Lei n.º 124/96, de 10 de Agosto, do deferimento em data anterior de pedido de pagamento em prestações ao abrigo do regime previsto nesse diploma legal, efeito que apenas cessa com a decisão de exclusão do devedor desse regime. III - A autorização para pagamento em prestações ao abrigo do regime do Decreto-Lei n.º 124/96, de 10 de Agosto, suspendia a cobrança da dívida sem necessidade da prestação de garantia, como expressamente consagrado, respectivamente, no n.º 10 do art. 14.º e no n.º 1 do art. 6.º, ambos do mesmo diploma legal.

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Fevereiro, 2015. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 2. III Jurisprudência Comunitária 6

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Fevereiro, 2015. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 2. III Jurisprudência Comunitária 6 NEWSLETTER I FISCAL NEWSLETTER FISCAL I Fevereiro, 2015 I Legislação Nacional 2 II Instruções Administrativas 2 III Jurisprudência Comunitária 6 IV Jurisprudência Nacional 8 V Outros 9 NEWSLETTER FISCAL

Leia mais

NOVIDADES E LEMBRANÇAS

NOVIDADES E LEMBRANÇAS NOVIDADES E LEMBRANÇAS Síntese de diversas matérias fiscais de maior relevo ocorridas na 1.ª quinzena de Novembro de 2013 1 2 1 - Regime de renovação extraordinária dos contratos de trabalho: - Lei n.º

Leia mais

BOLETIM FISCAL 1. LEGISLAÇÃO NACIONAL. março de 2014. 1.5. Declaração de retificação n.º 18/2014, de 13 de março

BOLETIM FISCAL 1. LEGISLAÇÃO NACIONAL. março de 2014. 1.5. Declaração de retificação n.º 18/2014, de 13 de março ÍNDICE 1. LEGISLAÇÃO NACIONAL 2. TEMAS DE DIREITO INTERNACIONAL 1. LEGISLAÇÃO NACIONAL 1.1 Portaria n.º 77-A/2014, de 31 de março Regulamenta os critérios de atribuição às Regiões Autónomas da Madeira

Leia mais

DERROGAÇÃO DE SIGILO BANCÁRIO

DERROGAÇÃO DE SIGILO BANCÁRIO Delegação de Viana do Castelo Direcção de Finanças de Viana do Castelo DERROGAÇÃO DE SIGILO BANCÁRIO CONFERÊNCIA jesuinoamartins@gmail.com 04.06.2015 Atribuições da AT No conjunto das actividades desenvolvida

Leia mais

Legislação. Resumo: Regulamenta a contribuição sobre os sacos de plástico leves.

Legislação. Resumo: Regulamenta a contribuição sobre os sacos de plástico leves. Classificação: 060.01.01 Segurança: P ú b l i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma Portaria n.º 286-B/2014, de 31 de dezembro Estado: vigente Resumo:

Leia mais

Novas Regras de Faturação Esclarecimento de dúvidas da sessão do dia 7 de Fevereiro de 2013

Novas Regras de Faturação Esclarecimento de dúvidas da sessão do dia 7 de Fevereiro de 2013 Novas Regras de Faturação Esclarecimento de dúvidas da sessão do dia 7 de Fevereiro de 2013 1.º - Resumo da necessidade de emissão de faturas: A ASSOCIAÇÃO: Pratica exclusivamente operações isentas de

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA 16º; 14º; 1º; 3º; 8º; 23º; 30º - 1º; 2º; 5º; 6º; 20º.

FICHA DOUTRINÁRIA 16º; 14º; 1º; 3º; 8º; 23º; 30º - 1º; 2º; 5º; 6º; 20º. FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: RITI - CIVA 16º; 14º; 1º; 3º; 8º; 23º; 30º - 1º; 2º; 5º; 6º; 20º. Operações Triangulares Falsas Triangulares Localização de operações Aquisições Intracomunitárias

Leia mais

Enquadramento Fiscal dos Advogados em. sede de IRS, IVA e segurança social

Enquadramento Fiscal dos Advogados em. sede de IRS, IVA e segurança social Enquadramento Fiscal dos Advogados em sede de IRS, IVA e segurança social Fiscalidade IVA / IRS / Segurança social Março 2015 1 IAE -Instituto dos Advogados de Empresa da Ordem dos Advogados 1 Formas de

Leia mais

FATURAS E OUTROS DOCUMENTOS COM RELEVÂNCIA FISCAL

FATURAS E OUTROS DOCUMENTOS COM RELEVÂNCIA FISCAL FATURAS E OUTROS DOCUMENTOS COM RELEVÂNCIA FISCAL Controlo da emissão e comunicação Comunicação dos inventários Incentivo fiscal DECRETO-LEI N.º 198/2012, DE 24 DE AGOSTO Estabelece medidas de controlo

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 8/2015, Série I, de 13/01, Páginas 380-386.

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 8/2015, Série I, de 13/01, Páginas 380-386. Classificação: 060.01.01 Segurança: P ú b l i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma Decreto-Lei n.º 7/2015, de 13 de janeiro Estado: vigente. Resumo:

Leia mais

Derrogação do sigilo bancário em matéria fiscal. Samuel Fernandes de Almeida

Derrogação do sigilo bancário em matéria fiscal. Samuel Fernandes de Almeida Derrogação do sigilo bancário em matéria fiscal Samuel Fernandes de Almeida Introdução O problema político da humanidade écombinar três coisas: eficiência económica, justiça social e liberdade individual

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo 1de 10 Acórdãos STA Processo: 0507/07 Data do Acordão: 14-11-2007 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: JORGE LINO Descritores: Sumário: Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo IVA IMPOSTO AUTOMÓVEL Nº Convencional:

Leia mais

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2014. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 3. III Jurisprudência Europeia 4

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2014. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 3. III Jurisprudência Europeia 4 NEWSLETTER I FISCAL NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2014 I Legislação Nacional 2 II Instruções Administrativas 3 III Jurisprudência Europeia 4 IV Jurisprudência Nacional 5 V Outras informações 6 NEWSLETTER

Leia mais

IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS SINGULARES DEDUÇÃO DE PERDAS NA CATEGORIA B

IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS SINGULARES DEDUÇÃO DE PERDAS NA CATEGORIA B ORÇAMENTO DO ESTADO OE2016 O QUE MUDA? parlamento Proposta de Orçamento do Estado para 2016 - Proposta de Lei no. 12/XIII. Apresentamos aqui as principais medidas de natureza fiscal propostas neste diploma.

Leia mais

ALTERAÇÕES AO REGIME DO DESEMPREGO (comparação artigo a artigo) Redacção anterior Nova redação DL 64/2012 Artigo 9.º

ALTERAÇÕES AO REGIME DO DESEMPREGO (comparação artigo a artigo) Redacção anterior Nova redação DL 64/2012 Artigo 9.º ALTERAÇÕES AO REGIME DO DESEMPREGO (comparação artigo a artigo) Artigo 9.º Artigo 9.º Desemprego involuntário Desemprego involuntário 1 - O desemprego considera-se involuntário sempre que a cessação do

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 1º, 2º, 3º e 4º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 1º, 2º, 3º e 4º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 1º, 2º, 3º e 4º Mercado interno do gás e da electricidade Contratos de concessão Taxa de ocupação de solos. Processo: nº 2258, despacho do SDG dos Impostos,

Leia mais

NOVOS PRAZOS. Prazo para confirmação e comunicação pelo consumidor final de faturas no e-fatura

NOVOS PRAZOS. Prazo para confirmação e comunicação pelo consumidor final de faturas no e-fatura NOVOS PRAZOS Prazo para confirmação e comunicação pelo consumidor final de faturas no e-fatura Disponibilização pela AT do valor das despesas e encargos no Portal das Finanças Prazo de reclamação prévia

Leia mais

Freguesia de Requião

Freguesia de Requião Freguesia de Requião Regulamento e Tabela de Taxas e Licenças Ano de 2014 Em conformidade com o disposto nas alíneas d) e f), nº 1 do artigo 9º, conjugada com a alínea h) do nº 1 do artigo 16º, da Lei

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 0831/11 Data do Acordão: 16-11-2011 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: PEDRO DELGADO Descritores: Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo GRADUAÇÃO DE CRÉDITOS IRS IRC HIPOTECA PRIVILÉGIO

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Processo:

FICHA DOUTRINÁRIA. Processo: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: CIVA Artigo: 1º 29º Assunto: Empresa não residente Armazém em Portugal T909 2006018 despacho do SDG dos Impostos, em substituição do Director- Geral, em 24-02-06 Conteúdo: 1.

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA Artigo: 18º

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA Artigo: 18º Diploma: CIVA Artigo: 18º Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Isenções Coop. de Serviços - Impossibilidade de aplicação da al. 21) do art. 9º Processo: nº 4185, por despacho de.., do SDG do IVA, por delegação do

Leia mais

SUBSÍDIO DE DESEMPREGO

SUBSÍDIO DE DESEMPREGO SUBSÍDIO DE DESEMPREGO Recentemente foi publicado o Decreto-Lei n.º 220/2006 de 3 de Novembro, o qual alterou o quadro legal de reparação da eventualidade do desemprego dos trabalhadores por conta de outrem.

Leia mais

Advocacia e Cidadania

Advocacia e Cidadania REGRA GERAL: SUJEIÇÃO TRIBUTÁRIA (Art. 3.º e 48.º CIRC) IPSS não exercem a título principal uma actividade de natureza comercial, industrial ou agrícola Tributadas pelo rendimento global, o qual corresponde

Leia mais

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência PARTE C. Terça-feira, 27 de maio de 2014 Número 101

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência PARTE C. Terça-feira, 27 de maio de 2014 Número 101 II SÉRIE Terça-feira, 27 de maio de 2014 Número 101 ÍNDICE SUPLEMENTO PARTE C Ministério da Educação e Ciência Direção-Geral da Administração Escolar: Aviso n.º 6472-A/2014: Abertura do concurso externo

Leia mais

SUSPENSÃO DO PROCESSO NO DIREITO PENAL TRIBUTÁRIO PORTUGUÊS

SUSPENSÃO DO PROCESSO NO DIREITO PENAL TRIBUTÁRIO PORTUGUÊS SUSPENSÃO DO PROCESSO NO DIREITO PENAL TRIBUTÁRIO PORTUGUÊS No Processo Penal Português está plasmado o princípio da suficiência daquele, o qual, nos termos do disposto no artigo 7.º, n.º 1, CPP, prevê

Leia mais

Tribunal de Contas ANEXO II LEGISLAÇÃO SOBRE BENEFÍCIOS FISCAIS

Tribunal de Contas ANEXO II LEGISLAÇÃO SOBRE BENEFÍCIOS FISCAIS ANEXO II LEGISLAÇÃO SOBRE BENEFÍCIOS FISCAIS LEGISLAÇÃO SOBRE BENEFÍCIOS FISCAIS I COM IMPLICAÇÕES NA RECEITA ESTADUAL A) No âmbito dos impostos directos a. 1) Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares

Leia mais

Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015

Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015 Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015 O NOVO BANCO vem prestar alguns esclarecimentos que considera úteis para o preenchimento da declaração Modelo 3 de IRS, tomando por base a informação

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS 1436 Diário da República, 1.ª série N.º 48 7 de Março de 2008 PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Decreto-Lei n.º 38/2008 de 7 de Março A aprovação da Lei das Finanças Locais, Lei n.º 2/2007, de 15 de

Leia mais

Lei 83-C/2013 ( OE 2014 )

Lei 83-C/2013 ( OE 2014 ) Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção Lei 83-C/2013 ( OE 2014 ) Notas sobre alterações ocorridas ao nível do: Imposto SELO IUC, IMI e IMT LGT, CPPT e RGIT Porto 25 março 2014

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: nº 14 do art. 29º; 36º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: nº 14 do art. 29º; 36º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA nº 14 do art. 29º; 36º Auto Facturação - Facturas elaboradas pelo adquirente dos bens e/ou serviços, em nome e por conta do fornecedor. Processo: nº 2791,

Leia mais

Nota introdutória. Glossário

Nota introdutória. Glossário Nota introdutória Este documento propõe-se ser uma ferramenta com instruções e informação, que permitam aos beneficiários, conhecer os encargos que foram apurados para a declaração de IRS, no seguimento

Leia mais

I - Regime de contabilidade de caixa. 1. Âmbito de aplicação. (artigo 1º do regime)

I - Regime de contabilidade de caixa. 1. Âmbito de aplicação. (artigo 1º do regime) Classificação: 020.01.10 Segurança: Processo: 2013 004333 ÁREA DE GESTÃO TRIBUTÁRIA DO IVA - GABINETE DO Of.Circulado N.º: 30150/2013 2013-08-30 Entrada Geral: N.º Identificação Fiscal (NIF): 770 004 407

Leia mais

Supremo Tribunal Administrativo:

Supremo Tribunal Administrativo: Acórdãos STA Processo: 01241/09 Data do Acordão: 24-03-2010 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO DULCE NETO IRS MAIS VALIAS REINVESTIMENTO EMPRÉSTIMO

Leia mais

8-(4) Diário da República, 1.ª série N.º 1 3 de Janeiro de 2011

8-(4) Diário da República, 1.ª série N.º 1 3 de Janeiro de 2011 8-(4) Diário da República, 1.ª série N.º 1 3 de Janeiro de 2011 Decreto Regulamentar n.º 1-A/2011 de 3 de Janeiro O Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social, aprovado

Leia mais

OBRIGAÇÕES PARA DIA 1 DE JANEIRO DE 2013

OBRIGAÇÕES PARA DIA 1 DE JANEIRO DE 2013 WORKSHOP NOVAS REGRAS DE FACTURAÇÃO OBRIGAÇÕES PARA DIA 1 DE JANEIRO DE 2013 Marco Rodrigues Servicontabil Serviços de Contabilidade e Informática, Lda Ricardo Rodrigues Espaço Digital Informática e Serviços,

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 0715/09 Data do Acordão: 18-11-2009 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO JORGE LINO PENHORA GARANTIA REAL REGISTO TERCEIRO

Leia mais

Enquadramento Fiscal

Enquadramento Fiscal Organizações Sem Fins Lucrativos Enquadramento Fiscal Ponte da Barca, 14 de Maio de 2013 Organizações Sem Fins Lucrativos Os principais tipos de entidades sem fins lucrativos em Portugal são as associações,

Leia mais

Penhoras por meios electrónicos

Penhoras por meios electrónicos Penhoras por meios electrónicos nicos Pedro Amorim pedro.amorim@lusolegal.pt Conferência da CTOC 13 e 14 de Julho de 2007 Enquadramento A função da penhora Sumário Ordem dos bens penhoráveis Formalismos

Leia mais

O NOVO CÓDIGO DO PROCESSO CIVIL

O NOVO CÓDIGO DO PROCESSO CIVIL Nº 52 Setembro de 2013 Direcção: Pedro Costa Azevedo Colaboração: Rui Ferreira d Apresentação Sara Félix No início deste mês, entrou em vigor o novo Código do Processo Civil, diploma estrutural da vida

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 21 de janeiro de 2014. Série. Número 14

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 21 de janeiro de 2014. Série. Número 14 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 21 de janeiro de 2014 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DO PLANO E FINANÇAS Despacho n.º 8/2014 Aprova as tabelas de retenção na fonte em sede de

Leia mais

E os consumidores economicamente vulneráveis? O que lhes acontece?

E os consumidores economicamente vulneráveis? O que lhes acontece? " opte pela melhor proposta não esquecendo de analisar, também, as condições contratuais apresentadas; " celebre o contrato com o novo comercializador que deverá tratar de todas as formalidades relativas

Leia mais

Regime de IVA de caixa DL n.º 71/2013, de 30 de maio. Teoria / Aplicações práticas. Formação: Departamento técnico Carcavelos,11 de setembro de 2013

Regime de IVA de caixa DL n.º 71/2013, de 30 de maio. Teoria / Aplicações práticas. Formação: Departamento técnico Carcavelos,11 de setembro de 2013 DL n.º 71/2013, de 30 de maio Teoria / Aplicações práticas Formação: Departamento técnico Carcavelos,11 de setembro de 2013 SEDE AVª General Eduardo Galhardo, Edificio Nucase, 115 2775-564 Carcavelos tel.

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: alínea c) do n.º 1 do artigo 18.º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: alínea c) do n.º 1 do artigo 18.º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA alínea c) do n.º 1 do artigo 18.º Operações imobiliárias - Aplicação do modelo contratual de "Office Centre" Processo: nº 3778, despacho do SDG dos Impostos,

Leia mais

Newsletter 07-08/2012 julho/agosto de 2012

Newsletter 07-08/2012 julho/agosto de 2012 Legislação fiscal Ratificações do Presidente da república (Convenções para evitar a dupla tributação e prevenir a evasão fiscal em matéria de impostos sobre o rendimento). Republica Democrática de Timor

Leia mais

OBRIGAÇÕES DECLARATIVAS 2016

OBRIGAÇÕES DECLARATIVAS 2016 OBRIGAÇÕES DECLARATIVAS 2016 Última atualização: janeiro 2016 IRS ATÉ AO DIA 11 Entrega da Declaração Mensal de Remunerações, por transmissão eletrónica de dados, pelas entidades devedoras de rendimentos

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições gerais

CAPÍTULO I Disposições gerais ESTATUTOS DO CONSELHO DAS FINANÇAS PÚBLICAS Aprovados pela Lei n.º 54/2011, de 19 de outubro, com as alterações introduzidas pelo artigo 187.º da Lei n.º 82-B/2014, de 31 de dezembro (Grafia adaptada em

Leia mais

30 Novembro 2012. Especial Tax News Flash - OE 2013 Medidas que fazem diferença

30 Novembro 2012. Especial Tax News Flash - OE 2013 Medidas que fazem diferença 30 Novembro 2012 Especial Tax News Flash - OE 2013 Medidas que fazem diferença Índice Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) 4 Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) 5 Imposto do selo

Leia mais

Síntese de diversas matérias fiscais de maior relevo ocorridas na 2.ª quinzena de julho de 2015 1

Síntese de diversas matérias fiscais de maior relevo ocorridas na 2.ª quinzena de julho de 2015 1 Síntese de diversas matérias fiscais de maior relevo ocorridas na 2.ª quinzena de julho de 2015 1 1 - Estatuto das Instituições Particulares de Solidariedade Social: - Lei n.º 76/2015 de 28 de julho. Primeira

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 6º; 14º; Decreto-Lei n.º 347/85, de 23/08; Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 6º; 14º; Decreto-Lei n.º 347/85, de 23/08; Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 6º; 14º; Decreto-Lei n.º 347/85, de 23/08; Localização de operações - Transportes terrestres, operações de armazenagem e distribuição Continente RA s -

Leia mais

Sumários de Acórdãos do

Sumários de Acórdãos do 2014 Sumários de Acórdãos do Tribunal Constitucional Publicados em Diário da República Centro Informático 2015 ADVERTÊNCIA Textos recolhidos por pesquisa no sitio do Diário da República. Descritores da

Leia mais

Lei dos Formulários dos Diplomas

Lei dos Formulários dos Diplomas CÓDIGOS ELECTRÓNICOS DATAJURIS DATAJURIS é uma marca registada no INPI sob o nº 350529 Lei dos Formulários dos Diplomas (1998) Todos os direitos reservados à DATAJURIS, Direito e Informática, Lda. É expressamente

Leia mais

SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS Novo regime

SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS Novo regime SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS Novo regime Lisboa, 2014 www.bportugal.pt http://clientebancario.bportugal.pt SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS 3.ª reedição, janeiro de 2016 Banco de Portugal Av. Almirante Reis, 71

Leia mais

Afacturação electrónica mais não é do que

Afacturação electrónica mais não é do que Facturação electrónica É possível a disponibilização da referência ou da legislação relativa à aprovação legal do envio de facturas por correio electrónico em formato PDF ou idêntico? Afacturação electrónica

Leia mais

IVA transmissão de estabelecimento

IVA transmissão de estabelecimento IVA transmissão de estabelecimento É possível, ao abrigo do artigo 3.º, n.º 4 do CIVA transmitir um estabelecimento (isto é, todo o seu activo) de uma sociedade para um empresário em nome individual no

Leia mais

Uma das áreas que tem merecido

Uma das áreas que tem merecido 36 Fiscalidade O actual enquadramento fiscal dos rendimentos derivados de prestações de serviços por parte de sociedades não residentes, bem como as formalidades a cumprir de forma a legitimar a aplicação

Leia mais

Profissão de advogado na União Européia. Directiva 98/5/CE 08-05-2002

Profissão de advogado na União Européia. Directiva 98/5/CE 08-05-2002 Profissão de advogado na União Européia Directiva 98/5/CE 08-05-2002 tendente a facilitar o exercício permanente da profissão de advogado num Estado-membro diferente daquele em que foi adquirida a qua

Leia mais

A empresa Branco & Lima Contabilidade e Consultoria, Lda presta serviços de contabilidade, fiscalidade, consultoria, gestão e serviços complementares.

A empresa Branco & Lima Contabilidade e Consultoria, Lda presta serviços de contabilidade, fiscalidade, consultoria, gestão e serviços complementares. A empresa Branco & Lima Contabilidade e Consultoria, Lda presta serviços de contabilidade, fiscalidade, consultoria, gestão e serviços complementares. Estamos à sua disposição para o aconselhar em questões

Leia mais

Legislação MINISTÉRIO DAS FINANÇAS - GABINETE DO SECRETÁRIO DE ESTADO DOS ASSUNTOS FISCAIS. Despacho normativo n.º 17/2014, de 26 de dezembro

Legislação MINISTÉRIO DAS FINANÇAS - GABINETE DO SECRETÁRIO DE ESTADO DOS ASSUNTOS FISCAIS. Despacho normativo n.º 17/2014, de 26 de dezembro Legislação Diploma Despacho normativo n.º 17/2014, de 26 de dezembro Estado: vigente Resumo: Despacho Normativo que altera o Despacho Normativo nº 18-A/2010, de 1 de julho. Publicação: Diário da República

Leia mais

FUNDO DE EMERGÊNCIA SOCIAL DE LISBOA. Câmara Municipal de Lisboa

FUNDO DE EMERGÊNCIA SOCIAL DE LISBOA. Câmara Municipal de Lisboa FUNDO DE EMERGÊNCIA SOCIAL DE LISBOA Câmara Municipal de Lisboa FUNDO DE EMERGÊNCIA SOCIAL DE LISBOA O que é o Fundo de Emergência Social de Lisboa (FES)? É um programa municipal criado em 2012 e que se

Leia mais

RERD. Regime Excecional de Regularização de Dívidas Fiscais e à Segurança Social FAQS

RERD. Regime Excecional de Regularização de Dívidas Fiscais e à Segurança Social FAQS RERD Regime Excecional de Regularização de Dívidas Fiscais e à Segurança Social FAQS Nota: As questões e respostas aqui indicadas destinam-se a exemplificar a aplicação prática do regime excecional de

Leia mais

DESPESAS CONFIDENCIAIS DESPESAS NÃO DOCUMENTADAS

DESPESAS CONFIDENCIAIS DESPESAS NÃO DOCUMENTADAS Acórdãos STA Processo: 0371/07 Data do Acordão: 17/10/2007 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: JORGE LINO Descritores: Sumário: Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo IRC DESPESAS CONFIDENCIAIS DESPESAS NÃO

Leia mais

Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social

Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social 2012 3ª Edição Actualização nº 1 CÓDIGO DOS REGIMES CONTRIBUTIVOS DO SISTEMA PREVIDENCIAL DE SEGURANÇA SOCIAL Actualização nº

Leia mais

REAL PPR Condições Gerais

REAL PPR Condições Gerais Entre a, adiante designada por Segurador, e o Tomador do Seguro identificado nas Condições Particulares, estabelece-se o presente contrato de seguro que se regula pelas Condições Particulares e desta apólice,

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo. Acordam na Secção do Contencioso Tributário do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo. Acordam na Secção do Contencioso Tributário do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Processo: 0252/14 Data do Acordão: 23-04-2014 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: PEDRO DELGADO Descritores: Sumário: GRADUAÇÃO DE CRÉDITOS IRS HIPOTECA

Leia mais

Pedido de reembolso do IVA e inscrição no regime mensal Despacho normativo n.º 18-A/2010, de 1 de julho

Pedido de reembolso do IVA e inscrição no regime mensal Despacho normativo n.º 18-A/2010, de 1 de julho www.pwc.pt/inforfisco Pedido de reembolso do IVA e inscrição no regime mensal Despacho normativo n.º 18-A/2010, de 1 de julho Índice DESPACHO NORMATIVO N.º 18-A/2010, DE 1 DE JULHO... 3 CAPÍTULO I Disposições

Leia mais

Processo: R-4559/98 (A2) Assunto: Tributação com recurso a presunções e métodos indiciários. Dever de fundamentação. O caso concreto de M...

Processo: R-4559/98 (A2) Assunto: Tributação com recurso a presunções e métodos indiciários. Dever de fundamentação. O caso concreto de M... Processo: R-4559/98 (A2) Assunto: Tributação com recurso a presunções e métodos indiciários. Dever de fundamentação. O caso concreto de M... Decisão: A situação objecto de queixa foi pelo Provedor de Justiça

Leia mais

TRINTA PROPOSTAS DE ALTERAÇÃO À PROPOSTA DE LEI DO ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2007

TRINTA PROPOSTAS DE ALTERAÇÃO À PROPOSTA DE LEI DO ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2007 TRINTA PROPOSTAS DE ALTERAÇÃO À PROPOSTA DE LEI DO ORÇAMENTO DE ESTADO PARA 2007 O Bloco de Esquerda apresentou um conjunto de propostas sobre a política fiscal, que permitiriam gerar 960 milhões de euros

Leia mais

NEWSLETTER FISCAL Nº 58 Novembro 2015

NEWSLETTER FISCAL Nº 58 Novembro 2015 Nº 58 Novembro 2015 IRC Informação Vinculativa Despacho de 17 de abril 1 Processo 750/2015 Tributação autónoma dos encargos com viaturas ligeiras de mercadorias referidas na alínea b) do n.º 1 do artigo

Leia mais

INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 28/2013. Retenções na fonte a rendimentos obtidos por não residentes Lei n.º 55/2013, de 08.08, e obrigações declarativas

INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 28/2013. Retenções na fonte a rendimentos obtidos por não residentes Lei n.º 55/2013, de 08.08, e obrigações declarativas INFORMAÇÃO TÉCNICA N.º 28/2013 Retenções na fonte a rendimentos obtidos por não residentes Lei n.º 55/2013, de 08.08, e obrigações declarativas A presente informação técnica substitui a informação 27/2008,

Leia mais

BOLETIM FISCAL 1. LEGISLAÇÃO NACIONAL 2. TEMAS COMUNITÁRIOS. novembro de 2013 Nº8/2013

BOLETIM FISCAL 1. LEGISLAÇÃO NACIONAL 2. TEMAS COMUNITÁRIOS. novembro de 2013 Nº8/2013 ÍNDICE 1. LEGISLAÇÃO NACIONAL 2. TEMAS COMUNITÁRIOS 3. TEMAS DE DIREITO 1. LEGISLAÇÃO NACIONAL 1.1 Aviso n.º 102/2013, de 1 de novembro Torna público terem sido cumpridas as formalidades constitucionais

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 9º. Enquadramento - Concessão do Direito de Construção, Gestão e Exploração Comercial, em Regime de Serviço Público, da Plataforma Logística. Processo:

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 0210/12 Data do Acordão: 21-11-2012 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: PEDRO DELGADO Descritores: Sumário: RECLAMAÇÃO GRACIOSA IMPUGNAÇÃO TEMPESTIVIDADE NULIDADE DIREITO DE AUDIÇÃO Nº Convencional:

Leia mais

Decreto-Lei n.º 111/2005, de 08/07

Decreto-Lei n.º 111/2005, de 08/07 Contém as alterações dos seguintes diplomas: DL n.º 33/2011, de 07/03 DL n.º 99/2010, de 02/09 DL n.º 247-B/2008, de 30/12 DL n.º 318/2007, de 26/09 DL n.º 125/2006, de 29/06 DL n.º 76-A/2006, de 29/03

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Diário da República, 1. a série 4765 da CPLP, incluindo a República de Angola, tenham depositado na sede da CPLP, junto ao seu Secretariado Executivo, os respectivos instrumentos de ratificação ou documentos

Leia mais

Fiscalidade. Fundos de Pensões. Obrigações Declarativas dos Participantes algumas questões pertinentes (Parte II)

Fiscalidade. Fundos de Pensões. Obrigações Declarativas dos Participantes algumas questões pertinentes (Parte II) Fiscalidade Fundos de Pensões Obrigações Declarativas dos Participantes algumas questões pertinentes (Parte II) 54 Tiago dos Santos Matias Advogado João Pedro A. Luís Consultor e Auditor Fiscal Fiscalidade

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO TRANSPORTE PÚBLICO DE ALUGUER EM VEÍCULOS AUTOMÓVEIS LIGEIROS TRANSPORTES EM TÁXI - DO MUNICÍPIO DE MIRANDELA

REGULAMENTO MUNICIPAL DO TRANSPORTE PÚBLICO DE ALUGUER EM VEÍCULOS AUTOMÓVEIS LIGEIROS TRANSPORTES EM TÁXI - DO MUNICÍPIO DE MIRANDELA REGULAMENTO MUNICIPAL DO TRANSPORTE PÚBLICO DE ALUGUER EM VEÍCULOS AUTOMÓVEIS LIGEIROS TRANSPORTES EM TÁXI - DO MUNICÍPIO DE MIRANDELA Nota justificativa (artigo 116.º do CPA) Em 22 de Dezembro de 2006,

Leia mais

ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS CAPÍTULO X. Benefícios fiscais relativos ao mecenato. Artigo 61.º. Noção de donativo. Artigo 62.º

ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS CAPÍTULO X. Benefícios fiscais relativos ao mecenato. Artigo 61.º. Noção de donativo. Artigo 62.º ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS CAPÍTULO X Benefícios fiscais relativos ao mecenato Artigo 61.º Noção de donativo Para efeitos fiscais, os donativos constituem entregas em dinheiro ou em espécie, concedidos,

Leia mais

APROVADO PELA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SINTRA EM 24 DE JUNHO DE

APROVADO PELA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SINTRA EM 24 DE JUNHO DE REGULAMENTO DO LICENCIAMENTO DO EXERCÍCIO E DA FISCALIZAÇÃO DA ACTIVIDADE DE EXPLORAÇÃO DE MÁQUINAS AUTOMÁTICAS, MECÂNICAS, ELÉCTRICAS E ELECTRÓNICAS DE DIVERSÃO NO MUNICÍPIO DE SINTRA ( com as alterações

Leia mais

Republicação do Despacho Normativo n. 18 -A/2010, de 1 de julho CAPÍTULO I. Disposições comuns. Artigo 1. Objeto. Artigo 2.

Republicação do Despacho Normativo n. 18 -A/2010, de 1 de julho CAPÍTULO I. Disposições comuns. Artigo 1. Objeto. Artigo 2. Republicação do Despacho Normativo n. 18 -A/2010, de 1 de julho CAPÍTULO I Disposições comuns Artigo 1. Objeto O presente despacho normativo regulamenta os pedidos de reembolso de imposto sobre o valor

Leia mais

TEXTO FINAL DOS PROJECTOS DE LEI N.ºS 486/X e 509/X ALTERAÇÕES AO REGIME JURÍDICO DO DIVÓRCIO. Artigo 1.º Alteração ao Código Civil

TEXTO FINAL DOS PROJECTOS DE LEI N.ºS 486/X e 509/X ALTERAÇÕES AO REGIME JURÍDICO DO DIVÓRCIO. Artigo 1.º Alteração ao Código Civil TEXTO FINAL DOS PROJECTOS DE LEI N.ºS 486/X e 509/X ALTERAÇÕES AO REGIME JURÍDICO DO DIVÓRCIO Artigo 1.º Alteração ao Código Civil Os artigos 1585.º, 1676.º, 1773.º, 1774.º, 1775.º, 1776.º, 1778.º, 1778.º-A,1779.º,

Leia mais

GUIA PRÁTICO INSCRIÇÃO/ALTERAÇÃO MEMBROS ÓRGÃOS ESTATUTÁRIOS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO INSCRIÇÃO/ALTERAÇÃO MEMBROS ÓRGÃOS ESTATUTÁRIOS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO INSCRIÇÃO/ALTERAÇÃO MEMBROS ÓRGÃOS ESTATUTÁRIOS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÈCNICA TÍTULO Guia Prático - Inscrição/Alteração Membros dos Órgãos Estatutários (MOE) (1008 V5.13)

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 23º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 23º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 23º Pessoa coletiva de utilidade pública, sem fins lucrativos - Métodos de dedução relativa a bens de utilização mista Processo: nº 2975, despacho do SDG

Leia mais

Acórdão do Tribunal Central Administrativo Sul Processo: 01438/06

Acórdão do Tribunal Central Administrativo Sul Processo: 01438/06 Página Web 1 de 9 Acórdãos TCAS Acórdão do Tribunal Central Administrativo Sul Processo: 01438/06 Secção: CT - 2.º JUÍZO Data do Acordão: 21-11-2006 Relator: JOSÉ CORREIA Descritores: IMPUGNAÇÃO DE IVA

Leia mais

Trabalhadores Independentes Atualizado em: 30-04-2015

Trabalhadores Independentes Atualizado em: 30-04-2015 SEGURANÇA SOCIAL Trabalhadores Independentes Atualizado em: 30-04-2015 Esta informação destina-se a que cidadãos Trabalhadores independentes Cálculo das contribuições O montante das contribuições é calculado,

Leia mais

Tudo o que precisa de saber

Tudo o que precisa de saber Pág. 1 de 10 Com a publicação, no passado mês de Agosto, dos Decretos-Lei n. os 197/2012 e 198/2012, várias e (bastante) substanciais foram as alterações introduzidas em matéria de regras a observar ao

Leia mais

Decreto-Lei n.º 29/2008, de 25 de Fevereiro I série nº39

Decreto-Lei n.º 29/2008, de 25 de Fevereiro I série nº39 Estabelece deveres de comunicação, informação e esclarecimento à administração tributária para prevenir e combater o planeamento fiscal abusivo O presente decreto-lei, na sequência da autorização legislativa

Leia mais

Cisão. (Resposta redigida em Abril de 2006) Deste modo, do ponto de vista estritamente contabilístico, atendendo a que todo o projecto foi

Cisão. (Resposta redigida em Abril de 2006) Deste modo, do ponto de vista estritamente contabilístico, atendendo a que todo o projecto foi 60 Consultório Técnico Cisão Uma sociedade anónima concretizou em 31 de Outubro de 2005 uma cisão simples, daí resultando uma outra sociedade por quotas. Sucede que a sociedade cindida tinha na sua contabilidade

Leia mais

P.º R. P. 301/04 DSJ-CT

P.º R. P. 301/04 DSJ-CT P.º R. P. 301/04 DSJ-CT - Registo de hipoteca legal por dívidas à Segurança Social sobre bens dos gerentes da sociedade devedora. Documentos instrutórios : certidão comprovativa da dívida e cópia autenticada

Leia mais

DELIBERAÇÃO. Do despacho de recusa foi interposto recurso hierárquico, cujos termos aqui se dão por integralmente reproduzidos.

DELIBERAÇÃO. Do despacho de recusa foi interposto recurso hierárquico, cujos termos aqui se dão por integralmente reproduzidos. Pº R.P. 16/2008 SJC-CT- Registo de hipoteca legal nos termos do artº 195º do CPPT Título Suficiência Despacho do Chefe de Serviço de Finanças competente que a requerimento do executado autorize a substituição

Leia mais

Legislação de Consumo - fevereiro de 2015

Legislação de Consumo - fevereiro de 2015 Legislação de Consumo - fevereiro de 2015 Decreto-Lei n.º 17/2015 - Diário da República n.º 22/2015, Série I de 2015-02-02 Ministério da Economia Procede à terceira alteração ao Decreto-Lei n.º109/2010,

Leia mais

Os rendimentos prediais em sede de IRS e. os recibos de renda eletrónicos

Os rendimentos prediais em sede de IRS e. os recibos de renda eletrónicos Os rendimentos prediais em sede de IRS e os recibos de renda eletrónicos A reforma do IRS, aprovada pela Lei n.º 82-E/2014, de 31 de dezembro, instituiu no artigo 115.º do Código do IRS a obrigatoriedade

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DA LOUSÃ

CÂMARA MUNICIPAL DA LOUSÃ CÂMARA MUNICIPAL DA LOUSÃ Regulamento das Taxas e Preços Municipais Nota justificativa A disciplina legal atinente à matéria das taxas a cobrar pelas autarquias locais encontra-se plasmada na Lei que estabelece

Leia mais

Nos termos da alínea a) do Nº 1 do artigo 198º da Constituição, o Governo decreta o seguinte:

Nos termos da alínea a) do Nº 1 do artigo 198º da Constituição, o Governo decreta o seguinte: Das neue Gesetzesdekret über das Sofortunternehmen Decreto-Lei Nº 111/2005 de 8 de Julho O desenvolvimento da competitividade da economia portuguesa é uma prioridade fundamental do XVII Governo Constitucional.

Leia mais

Legislação MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

Legislação MINISTÉRIO DAS FINANÇAS Diploma Decreto-Lei n.º 62/2005 11/03 Estado: Vigente Legislação Resumo: Transpõe para a ordem jurídica interna a Directiva n.º 2003/48/CE, do Conselho, de 3 de Junho, relativa à tributação dos rendimentos

Leia mais

newsletter Nº 84 JANEIRO / 2014

newsletter Nº 84 JANEIRO / 2014 newsletter Nº 84 JANEIRO / 2014 Assuntos em Destaque Resumo Fiscal/Legal Dezembro de 2013 2 O Porquê do Retrocesso na Nova Diretiva de Contabilidade 4 Revisores e Auditores 6 LEGISLAÇÃO FISCAL/LEGAL Ministérios

Leia mais

SENTENÇA N.º 51/2013-2ª SECÇÃO

SENTENÇA N.º 51/2013-2ª SECÇÃO Transitada em julgado Proc. n.º 70/2013 - PAM 2ª Secção SENTENÇA N.º 51/2013-2ª SECÇÃO I. Relatório 1 Nos presentes autos vai o presidente da Assembleia Distrital da Guarda, Júlio José Saraiva Sarmento,

Leia mais

REGIME FISCAL DOS RENDIMENTOS OBTIDOS PELOS ÁRBITROS

REGIME FISCAL DOS RENDIMENTOS OBTIDOS PELOS ÁRBITROS REGIME FISCAL DOS RENDIMENTOS OBTIDOS PELOS ÁRBITROS 1. Qual é a natureza das importâncias atribuídas aos árbitros pela Federação Portuguesa de Futebol? As importâncias em causa são consideradas rendimentos

Leia mais

Regime de Contabilidade de Caixa em Sede de IVA

Regime de Contabilidade de Caixa em Sede de IVA Regime de Contabilidade de Caixa em Sede de IVA Legislação: Decreto-Lei n.º 71/2013 de 30 de Maio Data de entrada em vigência: 1 de Outubro de 2013 Aplicação: o regime de IVA de caixa aplica-se a todas

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho O n.º 1 do artigo 117.º do Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de Maio, na última redacção que lhe foi

Leia mais

Araújo, João Ferreira, Direito à reforma antecipada. A. Resumo

Araújo, João Ferreira, Direito à reforma antecipada. A. Resumo Araújo, João Ferreira, Direito à reforma antecipada A. Introdução. B. Direito à Reforma. C. Origem do direito à antecipação da Reforma. D. Pedido de reforma por velhice de acordo com o regime atual. D.

Leia mais