S E R A L E M A L A M E L A R E S

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "S E R A L E M A L A M E L A R E S"

Transcrição

1 LAMELARES

2 DECANTADORES COM MÓDULOS LAMELARES PARA SEDIMENTAÇÃO ACELARADA Introdução: PROCESSO DE MANUTENÇÃO Os módulos lamelares de PVC, PP, ou outros materiais termoplásticos concebidos de forma hexagonal tipo ninho de abelha, paralelos fechados galão de sargento, quadrados, semicirculares, etc. são, por definição, frágeis, não são como as placas usadas, há não muito tempo, de asbesto cimento, (proibidas em muitos países pelo seu conteúdo em elementos cancerígenos), ou como as placas lisas de PP, PVC (espessura 3 mm) instaladas em paralelo entre perfis de aço e inclusivamente placas em aço inoxidável inclinadas. Portanto devem tratar-se com cuidado para evitar rupturas ou deterioração em alguma parte. Avarias típicas nos decantadores lamelares Lamelar deformado, importante notar que não tem sistema anti-flotação

3 Causas para as obturações dos módulos lamelares A aderência de algas, lamas, etc., nas paredes das lamelas termoplásticas, é comum às vezes devido a vários motivos. - Altas concentrações de sólidos em suspensão. - Reagentes químicos como floculantes, coagulantes - Vertidos descontrolados (hidrocarbonetos, óleos ) - Não ter definido correctamente o tamanho do módulo lamelar em função do tipo de água a tratar. - Canais preferenciais nos lamelares. - Dimensionamento incorrecto do decantador. - Manutenção indevida do módulo lamelar. Este manual explica o procedimento de limpeza durante as paragens técnicas para melhorar o rendimento dos lamelares e permitir uma maior longevidade da instalação. Os lamelares TecnoConverting com uma espessura > 1 mm fabricam-se mediante ultrasons, com esta técnica consegue-se uma grande rigidez nas lamelas o que facilita-se a sua instalação nos decantadores e assegura uma grande durabilidade do equipamento. É importante evitar a colagem das lamelas com colas sejam elas especiais de PVC ou inclusivamente máquinas para soldar eléctricas. Habitualmente este tipo de produto apenas une de maneira temporal, provocando com que o tempo e o contacto com a água despeguem as placas individuais do equipamento.

4 Módulo lamelar soldado SEM ULTRASONS Processo de soldadura correcto com Ultrasons Correcta embalagem dos módulos Lamelares TecnoConverting

5 Manutenção dos módulos lamelares 1º.- Com o decantador cheio de água, começa-se a regar toda a superfície com jacto de água à pressão, recomenda-se uma pressão não superior a 6/8 bares, deve-se ir lavando os módulos de forma continuada, pelo que se recomenda usar mais que um operário para a acção. À medida que se vai lavando a superfície do lamelar, deve-se baixar lentamente o nível de água do sedimentador, sobretudo enquanto essa descida incide no comprimento/altura dos módulos, deve-se também proceder ao fecho de válvulas (por curtos períodos de tempo) para poder assegurar a homogeneidade da lavagem, diluindo a matéria orgânica depositada/aderida nas paredes dos tubos, evitando que a mesma seque e possa reduzir capacidade de deslizamento das partículas, minimizando desta forma a efectividade do processo e inclusivamente a vida útil dos módulos. 2º.- À medida se vá vazando o decantador lamelar e sempre regando água desde a superfície, é muito importante ter o raspador ou o sistema de extracção de lamas em funcionamento, já que a quantidade de lamas recolhida tende a ser elevada, uma perfeita recolha de lamas assegura um maior rendimento das lamelas. 3º.- Quando o decantador está vazio procede-se à inspeção interna dos equipamentos, para aceder ao interior do decantador procede-se à retirada de um dos módulos lamelares para permitir a colocação de uma escada ou outro elemento apropriado para permitir a descida, habitualmente é necessário desarmar parte do sistema anti-flotante para poder retirar o módulo. Partes a rever do decantador lamelar : - Rever a estructura suporte, determinar se ha corrosão ou degradação em caso de que seja em ferro. - Rever que os módulos lamelares se apoiem correctamente sobre a estructura suporte. - Determinar se ha zonas do módulo lamelar que ainda est4ao obstruídas de lama, neste caso é importante saber o motivo, pois é provável que se formem canais preferenciais, o que diminui a eficiência das lamelas. - Rever o raspador de fundo, estado do mesmo, desgaste das rodas ou patins, estado do betão, definir se é necessária a substituição de algum elemento constituinte.

6 4º.- É importante realizar a limpeza dos canais de água clarificada independentemente do material de fabricação, seja ele betão, aço inoxidável, alumínio, poliéster, etc.. Descarregador de águas de um lamelar Remodelação decantador

7 5º.- No processo de enchimento é de vital importância encher lentamente o decantador e assegurar que os módulos lamelares têm sistema anti-flotante, a pressão hidráulica no enchimento é bastante considerável, pelo que às vezes os módulos lamelares podem mover-se de sitio e cair fora da estructura suporte, habitualmente os problemas de movimento nos módulos lamelares só aparecem em três casos. o o o Vazamento do decantador. Enchimento do decantador. Vertido descontrolado que provoca uma maior pressão hidráulica. Recomendações a) Antes de aceder ao interior dos decantadores para a sua inspeção recomendamos assegurar que as vigas suporte das lamelas não cederam. Às vezes quando se dimensionam as estructuras suporte só se contempla o peso do módulo e não se considera o peso da lama, sendo que 1m3 de lamela em vazio pesa 50Kgr, o mesmo com uma carga de 100% de lamas pesa 1300 Kgr. Para a sua segurança recomendamos que assegure bem o estado da estructura suporte antes de aceder ao interior do decantador. b) Os responsáveis de manutenção da estação conhecem a produção de lamas e determinam com segurança quando se deve proceder à limpeza dos decantadores. A TecnoConverting aconselha realizar este procedimento pelo menos uma vez por ano. c) Quando o sedimentador esteja limpo é totalmente necessário voltar a enchê-lo de água, já que a exposição continuada e por muito tempo ao sol poderia trazer problemas na cadeia molecular da matéria prima da lamela ou perfil e produzir-se rupturas a curto prazo. d) Mesmo que os nossos lamelares mantenham uma espessura regular superior a 1mm., e, estando protegidos contra UV pela sua pigmentação em massa efectuada ao produzirse o perfil com negro de fumo e soldados com ultrasons, é recomendável respeitar ao máximo o ponto anterior. e) No caso que os módulos tenham que ficar à intempérie sem estar cubertos por água, durante um período largo de tempo, recomenda-se cubri-los com uma lona para evitar o contacto directo com o sol.

8 f) Ha que considerar que a produção de lamas de um lamelar é aproximadamente 4 vezes superior à produção de um sedimentador sem módulos lamelares, a partir de esta premissa, é importante que esteja provido de um perfeito sistema de extração de lamas inferior para evitar que o módulo lamelar se colapse de lamas. Conclusão: A tecnologia lamelar tem demonstrado, ha já muitos anos, o seu correcto funcionamento, conseguindo que estações obsoletas ou com problemas de espaço possam multiplicar o seu caudal de maneira mais eficiente. A desinformação no dimensionamento das lamelas ou falta de profissionalismo nas montagens tem provocado que às vezes apareçam decantadores lamelares com problemas de funcionamento, desde TecnoConverting recomendamos realizar todos os cálculos necessários, considerando também as analises ou amostras de água antes de decidir usar a tecnologia lamelar. É obvio que qualquer instalação precisa de uma manutenção preventiva, desde os compressores que têm que substituir o óleo, aos difusores que têm que se limpos com ácido fórmico. A manutenção das lamelas é igualmente importante, ter umas lamelas correctamente limpas assegura uma durabilidade praticamente ilimitada das mesmas.

v1.8-060312 Separadores de Hidrocarbonetos, tipo ECODEPUR, Gama DEPUROIL Classe 1 de acordo com a Norma EN858

v1.8-060312 Separadores de Hidrocarbonetos, tipo ECODEPUR, Gama DEPUROIL Classe 1 de acordo com a Norma EN858 Separadores de Hidrocarbonetos, tipo ECODEPUR, Gama DEPUROIL Classe 1 de acordo com a Norma EN858 APRESENTAÇÃO Os Separadores de Hidrocarbonetos, tipo ECODEPUR, Gama DEPUROIL, são equipamentos destinados

Leia mais

de limpeza frontal com corrente

de limpeza frontal com corrente GRELHA MECÂNICA DE BARRAS de limpeza frontal com corrente tipo GV ou GSV Aplicações As águas de descarga civis podem conter vários lixos. Tudo o que puder ser deitado no esgoto, e mesmo o que não se puder,

Leia mais

entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR

entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR entidade promotora financiamento GUIA DO INSTALADOR José Maria Almeida Pedro.almeida@ineti.pt Jorge Cruz Costa Cruz.costa@ineti.pt Esquema unifilar utilização 8 INÍCIO Slides 4 a 12 9 7 1 CD 4 5 6 7 7

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Sistema para aquecimento de água sanitária com o aproveitamento de energia solar INSTALACÃO DO TERMOACUMULADOR A Norma respeitante á montagem deste aparelho é a NP 3401. Estes aparelhos

Leia mais

... Altamente eficiente. Fatiadora totalmente automática A 510 da Bizerba com balança integrada

... Altamente eficiente. Fatiadora totalmente automática A 510 da Bizerba com balança integrada ... Altamente eficiente Fatiadora totalmente automática A 510 da Bizerba com balança integrada A nova fatiadora totalmente automática A 510, combina apresentações apelativas de porções de produtos fatiados

Leia mais

ECODEPUR DEPURWASH. Sistema de Tratamento e. Reciclagem de Águas de Lavagem. v1.2-200213

ECODEPUR DEPURWASH. Sistema de Tratamento e. Reciclagem de Águas de Lavagem. v1.2-200213 ECODEPUR DEPURWASH Sistema de Tratamento e v1.2-200213 Reciclagem de Águas de Lavagem ENQUADRAMENTO A água potável é um bem cada vez mais escasso, e deverão ser efectuados todos os esforços para preservar

Leia mais

FICHA DE BOAS PRÁTICAS

FICHA DE BOAS PRÁTICAS Página: 1 10 ENQUADRAMENTO A instalação de redes em polietileno de alta densidade (PE) é uma das formas mais seguras de conseguir assegurar com eficiência, e de forma económica a distribuição domiciliária

Leia mais

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A PLACA DE FOGÃO SUGESTÕES PARA A PROTECÇÃO DO AMBIENTE PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS SUGESTÕES PARA POUPANÇA DE ENERGIA CUIDADOS E MANUTENÇÃO GUIA PARA RESOLUÇÃO

Leia mais

Manual de Operação setembro / 2010

Manual de Operação setembro / 2010 Hid atec Manual de Operação setembro / 2010 Anotações Assistência Técnica 02 Anotações Assistência Técnica Índice PARTIDA 1. Material necessário 2. Descrição das atividades 3. Ações no caso de anormalidade

Leia mais

Manual de Instruções. Tanques e Vasos de Polietileno. Atenção Leia antes da aceitação do material

Manual de Instruções. Tanques e Vasos de Polietileno. Atenção Leia antes da aceitação do material Manual de Instruções Apresentação Recebimento Descarga Instalação Segurança e Prevenção de Acidentes Válvulas Respiro Fixação Manutenção Tanques e Vasos de Polietileno Atenção Leia antes da aceitação do

Leia mais

COBERTURAS AUTOMÁTICAS PARA PISCINAS

COBERTURAS AUTOMÁTICAS PARA PISCINAS COBERTURAS AUTOMÁTICAS PARA PISCINAS Índice Introdução Segurança Sustentabilidade Coberturas Automáticas Submersas Elevadas Lâminas e acessórios Perguntas e respostas 3 4 5 6 7 8 10 11 Coberturas para

Leia mais

INSTALAÇÃO, LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS CORRENTES TRANSPORTADORAS PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DA CORRENTE

INSTALAÇÃO, LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS CORRENTES TRANSPORTADORAS PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DA CORRENTE UNP-130408 1 de 6 INSTALAÇÃO, LUBRIFICAÇÃO E MANUTENÇÃO DAS CORRENTES TRANSPORTADORAS A vida útil das correntes transportadoras e elevadoras está diretamente ligada aos cuidados com a instalação, lubrificação

Leia mais

ELEVADORES AQUÁTICOS

ELEVADORES AQUÁTICOS A acessibilidade não é apenas uma necessidade para as pessoas com deficiências, mas uma vantagem para todos os cidadãos Os elevadores aquáticos METALU facilitam o acesso à água da piscina às pessoas com

Leia mais

DEPOSITOS HORIZONTAIS / VERTICAIS

DEPOSITOS HORIZONTAIS / VERTICAIS DEPOSITOS HORIZONTAIS / VERTICAIS 1. INTRODUÇÃO A família de produtos Ecoágua foi criada com o objectivo de responder às carências existentes, ao nível de armazenamento de líquidos diversos. Os depósitos

Leia mais

CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO

CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO CASA DE MÁQUINAS MANUAL DE INSTALAÇÃO CASA DE MÁQUINAS Item essencial para qualquer tipo de piscina. É nela que ficam acondicionados o Sistema Filtrante (Filtro e Bomba) registros, válvulas, fios e acionadores.

Leia mais

Evolução Constante MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS PENETRÔMETRO

Evolução Constante MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS PENETRÔMETRO Evolução Constante MANUAL DE INSTRUÇÕES E CATÁLOGO DE PEÇAS PENETRÔMETRO ÍNDICE APRESENTAÇÃO...01 1 - PARTES COMPONENTES...02 2 - MEDIDAS DE SEGURANÇA...02 3 - RECOMENDAÇÕES DE USO DO PENETRÔMETRO...03

Leia mais

RISCOS ESPECIAIS. Obra:" Infraestruturas da AUGI 42 Casal do Sapo Sesimbra

RISCOS ESPECIAIS. Obra: Infraestruturas da AUGI 42 Casal do Sapo Sesimbra Escavação/Abertura de valas Factores de risco - Invasão do espaço do estaleiro por veículos rodoviários - Danificação das paredes da vala devido às cargas exercidas pela passagem dos veículos rodoviários

Leia mais

Alguns conselhos para melhorar a qualidade do polimento

Alguns conselhos para melhorar a qualidade do polimento Alguns conselhos para melhorar a qualidade do polimento Página 1 de 7 Conselhos para melhorar a Qualidade do Polimento INTRODUÇÃO Para conferir um polimento de excelente qualidade às chapas ou ladrilhos

Leia mais

Página 1 de 15 MANUAL TÉCNICO

Página 1 de 15 MANUAL TÉCNICO Página 1 de 15 MANUAL TÉCNICO Antes de iniciar a montagem: Aconselhamos que as tábuas Easydeck sejam desembaladas 48 horas antes de proceder à sua montagem, de forma a permitir que estas se adaptem às

Leia mais

Espresso 3000 - Cod. M0S04159 - Edizione 1H10

Espresso 3000 - Cod. M0S04159 - Edizione 1H10 10 2 3 6 4 5 15 8 7 9 14 16 11 12 1 13 18 17 19 20 Espresso 3000 - Cod. M0S04159 - Edizione 1H10 PORTOGUÊS Espresso 3000 1) Interruptor geral 2) Luz de aviso de funcionamento ON: máquina ligada 3) Luz

Leia mais

Termossifão pressurizado (EA8896) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8896)

Termossifão pressurizado (EA8896) Manual de instruções. Manual de instruções. Termossifão pressurizado (EA8896) Manual de instruções Termossifão pressurizado (EA8896) Índice 1. Aviso... 3 2. Caracteristicas técnicas... 4 3. Princípios da Operação... 4 3.1. Tubos de vácuo... 4 3.2. Heat Pipe... 5 4. Instalação...

Leia mais

MÓDULO 4 4.1 - PROCEDIMENTOS DE ESTOCAGEM E MANUSEIO

MÓDULO 4 4.1 - PROCEDIMENTOS DE ESTOCAGEM E MANUSEIO MÓDULO 4 4.1 - PROCEDIMENTOS DE ESTOCAGEM E MANUSEIO A estocagem e o manuseio de tubos e conexões devem obedecer a preceitos mínimos que assegurem a integridade dos materiais, bem como o desempenho esperado.

Leia mais

MACACO DE TEN- SAR MONOFILAR AUTOMÁTICO

MACACO DE TEN- SAR MONOFILAR AUTOMÁTICO B E T Ã O P R É - E S F O R Ç A D O T E C N O L O G I A MACACO DE TEN- SAR MONOFILAR AUTOMÁTICO Versão de quatro mangueiras hidráulicas pt PAUL-Info B 131.14/21 L I D E R A N Ç A M U N D I A L Mais de

Leia mais

Parabond Zinco. Produto elástico para todo tipo de metais.

Parabond Zinco. Produto elástico para todo tipo de metais. Parabond Zinco Produto elástico para todo tipo de metais. Produto: Parabond Zinco é um elastómero de alta qualidade, de rápido endurecimento, permanentemente elástico, à base de MS polímero com elevada

Leia mais

Lavacontentores. Assim, na concepção e construção deste equipamento teve-se em consideração os seguintes elementos relevantes:

Lavacontentores. Assim, na concepção e construção deste equipamento teve-se em consideração os seguintes elementos relevantes: BASRIO Lavacontentores Introdução Memória descritiva Assunto: Cisterna e Câmara de Lavagem Aspecto geral do Lavacontentores Pontos de interesse especiais: Lavagem interna e externa através de jactos de

Leia mais

Ficha de Segurança. 1. Identificação da preparação e da companhia

Ficha de Segurança. 1. Identificação da preparação e da companhia 1. Identificação da preparação e da companhia Nome do Produto/Preparação Código do produto Uso específico Ver Ficha Técnica do Produto. Métodos de aplicação Ver Ficha Técnica do Produto. Nome da Empresa

Leia mais

com a qualidade e características deste produto, mas recomendados que leia cuidadosamente estas instruções para tirar o melhor partido da sua compra.

com a qualidade e características deste produto, mas recomendados que leia cuidadosamente estas instruções para tirar o melhor partido da sua compra. ÍNDICE 1. Introdução 3. Instruções de segurança 4. Características do produto 5. Instruções de utilização 6. Manutenção 8. Informação de eliminação de pilhas e produto 9. Declaração de conformidade 1.

Leia mais

VarioSynergic 3400 / 4000 / 5000 VarioSynergic 3400-2 / 4000-2 / 5000-2. Soldadura MIG/MAG PERFEIÇÃO EM SOLDADURA

VarioSynergic 3400 / 4000 / 5000 VarioSynergic 3400-2 / 4000-2 / 5000-2. Soldadura MIG/MAG PERFEIÇÃO EM SOLDADURA VarioSynergic 3400 / 4000 / 5000 VarioSynergic 3400-2 / 4000-2 / 5000-2 Soldadura MIG/MAG PERFEIÇÃO EM SOLDADURA Elevado desempenho com todo o conforto GENERALIDADES CAMPO DE APLICAÇÃO Contém todo o equipamento

Leia mais

Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424. Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT

Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424. Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424 Válvula Redutora de Pressão Tipo 2422/2424 Instruções de Montagem e Operação EB 2547 PT Edição de Outubro de 2006 Conteúdo Conteúdo Página 1 Concepção e princípio

Leia mais

SEPARADOR DE GORDURAS ECODEPUR, GORTECH SELF CLEAN

SEPARADOR DE GORDURAS ECODEPUR, GORTECH SELF CLEAN Rev.1_14.10.15 SEPARADOR DE GORDURAS ECODEPUR, GORTECH SELF CLEAN APRESENTAÇÃO Os Separadores de Gorduras, tipo ECODEPUR, modelo GORTECH SELFCLEAN GS 1850-AST são recipientes estanques, destinados à recepção

Leia mais

Construção de varandas e terraços Variantes 1-8

Construção de varandas e terraços Variantes 1-8 Construção de varandas e terraços Variantes 1-8 CONSTRUÇÃO DE VARANDAS E DE TERRAÇOS ESTRUTURA DE CONSTRUÇÃO 1 Construção de pavimentos com Schlüter -DITRA Conjunto impermeável Desacoplamento conjunto

Leia mais

1. Introdução 2. 2. As funções da embalagem 2. 3. Classificação das embalagens 5. 4. Principais características dos materiais de embalagem 6

1. Introdução 2. 2. As funções da embalagem 2. 3. Classificação das embalagens 5. 4. Principais características dos materiais de embalagem 6 Capítulo I CONCEITOS GERAIS SOBRE EMBALAGEM 1. Introdução 2 2. As funções da embalagem 2 3. Classificação das embalagens 5 4. Principais características dos materiais de embalagem 6 5. O ambiente e a embalagem

Leia mais

7F-240 C-FLOOR E240 WB Revestimento epoxi aquoso acetinado para pavimentos e suportes de betão

7F-240 C-FLOOR E240 WB Revestimento epoxi aquoso acetinado para pavimentos e suportes de betão DESCRIÇÃO C-Floor E240 WB é um revestimento epoxi aquoso acetinado para pavimentos e suportes de betão cujas principais propriedades são: Revestimento anti-poeiras para pavimentos de betão e superfícies

Leia mais

PLANO DE TRABALHOS COM RISCOS ESPECIAIS Execução de pinturas

PLANO DE TRABALHOS COM RISCOS ESPECIAIS Execução de pinturas Página 1 de 7 PLANO DE TRABALHOS COM RISCOS ESPECIAIS Execução de pinturas Página 2 de 7 PROCESSO CONSTRUTIVO 1. EECUÇÃO DE PINTURAS Esta actividade consiste nos trabalhos de pinturas nas paredes simples

Leia mais

INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA E INSTALAÇÃO

INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA E INSTALAÇÃO l INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA E INSTALAÇÃO DOCUMENTO TRADUZIDO A PARTIR DO ORIGINAL IMPORTANTE: Deverá ler atentamente todos os documentos antes do armazenamento, da instalação ou da utilização do material

Leia mais

Construção de varandas e terraços. Variantes 1-6

Construção de varandas e terraços. Variantes 1-6 Construção de varandas e terraços Variantes 1-6 IMPERMEABILIZAÇÃO, DESACOPLAMENTO E COMPENSAÇÃO DA PRESSÃO DE VAPOR ESTRUTURA DA CONSTRUÇÃO 1 Construção de varandas com Schlüter -DITRA Conjunto impermeável

Leia mais

ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO

ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO MANUAL DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A PLACA EM VIDRO CERÂMICO INSTALAÇÃO LIGAÇÃO ELÉCTRICA SUGESTÕES PARA POUPANÇA DE ENERGIA SUGESTÕES PARA A PROTECÇÃO DO AMBIENTE PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS

Leia mais

Manual Técnico de Coberturas Metálicas

Manual Técnico de Coberturas Metálicas Manual Técnico de Coberturas Metálicas Coberturas Metálicas Nas últimas décadas, as telhas produzidas a partir de bobinas de aço zincado, revolucionaram de maneira fundamental, a construção civil no Brasil,

Leia mais

L I M P AD O R AU T O - B AS C U L A N T E CARACTERÍSTICAS E MANUAL DE MANUTENÇÃO SÉRIE: DC

L I M P AD O R AU T O - B AS C U L A N T E CARACTERÍSTICAS E MANUAL DE MANUTENÇÃO SÉRIE: DC 29/05/2012 CARACTERÍSTICAS E MANUAL DE MANUTENÇÃO SÉRIE: DC Tel: 902 40 80 50 / Fax 902 40 80 51 / cmo@cmo.es http://www.cmo.es pág. 1 APLICAÇÕES GERAIS Os reservatórios de dilúvio destinam-se a regular

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO. 2.1 Localização do equipamento

1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO. 2.1 Localização do equipamento 1. INTRODUÇÃO A sua bomba de calor OUROTHERM é extremamente eficiente e econômica desenvolvida especificamente para aquecimento de piscinas. O seu projeto e operação são similares ao de um condicionador

Leia mais

Rev. 01 MANUAL TÉCNICO. Kit Porta Pronto

Rev. 01 MANUAL TÉCNICO. Kit Porta Pronto MANUAL TÉCNICO Kit Porta Pronto Carga e Descarga Os produtos são carregados na empresa e preparados de modo a assegurar sua proteção. Durante o transporte até o cliente é imprescindível que sejam mantidas

Leia mais

Composição. Paredes. Cobertura. Parafusos. Fundo. Betonagem da base. Juntas

Composição. Paredes. Cobertura. Parafusos. Fundo. Betonagem da base. Juntas Depósitos em Aço Composição Paredes Chapa de aço galvanizada a quente, ondulada em perfil 18/76-R18 de desenho especial que lhe confere grande resistência e capacidade forte da chapa. Isto deve-se essencialmente

Leia mais

Prezado Cliente, agradecemos a sua confiança e preferência pela nossa enxada mecânica. Temos a certeza de que a utilização desta sua máquina satisfará plenamente as suas exigências. Para que a máquina

Leia mais

Lâminas em PVC-p para selagem de juntas. Isento de chumbo. Isento de plastificantes DOP.

Lâminas em PVC-p para selagem de juntas. Isento de chumbo. Isento de plastificantes DOP. Ficha de Produto Edição de janeiro de 2015 Nº de identificação: 07.201 Versão nº 3 Lâminas em PVC-p para selagem de juntas Descrição do produto Lâminas flexíveis em PVC-p, produzidas em perfis específicos

Leia mais

A segurança de se sentir bem.

A segurança de se sentir bem. Catálogo de Cores Wetroom A segurança de se sentir bem. Crédito Equipotel 2010 - Arquiteta Jorgina Nello Eclipse Aquasafe (cor 036), Aquarelle Wall HFS (cor 025) Recomendado para os segmentos: SAÚDE Hotelaria

Leia mais

PREDIAL AQUATHERM CATÁLOGO TÉCNICO

PREDIAL AQUATHERM CATÁLOGO TÉCNICO PREDIAL AQUATHERM CATÁLOGO TÉCNICO Qualidade Confiança Tradição Inovação Tecnologia ÍNDICE Por que a TIGRE escolheu o Sistema Aquatherm para o Brasil? 05 Características técnicas 06 Instruções de instalação

Leia mais

O que precisa de saber sobre. Lentes de Contacto

O que precisa de saber sobre. Lentes de Contacto O que precisa de saber sobre Lentes de Contacto Descubra as vantagens em usar Lentes de Contacto + Liberte-se do uso da armação. + Experimente um campo de visão sem limitações. + Escolha os óculos de sol

Leia mais

C e n t ro O p e r a t i vo e d e Te c n o l o g i a d e R e ga d i o. Laboratório de Testes de Equipamentos de Rega

C e n t ro O p e r a t i vo e d e Te c n o l o g i a d e R e ga d i o. Laboratório de Testes de Equipamentos de Rega C e n t ro O p e r a t i vo e d e Te c n o l o g i a d e R e ga d i o Laboratório de Testes de Equipamentos de Rega C e n t r o O p e r a t i v o e d e T e c n o l o g i a d e R e g a d i o 1 Introdução

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES VERSÃO REDUZIDA (a versão completa segue em papel dentro do equipamento) CERTIFICADO DE CONFORMIDADE O Fabricante declara por sua responsabilidade que todos os modelos descritos estão

Leia mais

NORMAS TÉCNICAS PARA OS SISTEMAS DE DEPOSIÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS EM EDIFICAÇÕES NO CONCELHO DO PORTO

NORMAS TÉCNICAS PARA OS SISTEMAS DE DEPOSIÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS EM EDIFICAÇÕES NO CONCELHO DO PORTO 1. Disposições gerais 1.1. De acordo com o Art.º 12 do Regulamento Municipal de Resíduos Sólidos Urbanos e Limpeza Pública, publicado no Diário da República de 17 de Setembro de 1999 e no Edital Camarário

Leia mais

Axkid Manual de Instruções Kidzone

Axkid Manual de Instruções Kidzone Axkid Manual de Instruções Kidzone segurança Voltada para frente com cinto de 9-18kg Voltada para trás com cinto de segurança Voltada para frente com 9-25 Kg o cinto de segurança do adulto 15-25 kg Testado

Leia mais

Tanque vertical. Reservatório vertical em filamento contínuo. Manual de Instalação, Manutenção e Garantia

Tanque vertical. Reservatório vertical em filamento contínuo. Manual de Instalação, Manutenção e Garantia Tanque vertical Reservatório vertical em filamento contínuo Manual de Instalação, Manutenção e Garantia 1 - Descrição do equipamento Tanque vertical fabricado em PRFV (poliéster reforçado com fibra de

Leia mais

essa resistência através de ensaios realizados com modelos de cisternas comparáveis, não é necessário proceder aos ensaios.

essa resistência através de ensaios realizados com modelos de cisternas comparáveis, não é necessário proceder aos ensaios. CAPÍTULO 6.9 PRESCRIÇÕES RELATIVAS À CONCEPÇÃO, AO FABRICO, AOS EQUIPAMENTOS, À APROVAÇÃO DE TIPO, AOS ENSAIOS E À MARCAÇÃO DAS CISTERNAS FIXAS (VEÍCULOS-CISTERNAS), CISTERNAS DESMONTÁVEIS, CONTENTORES-CISTERNAS

Leia mais

DIMENSÃO MÁXIMA PLACAS CERÂMICAS E PORCELANATOS. 45 x 45 cm. 45 x 45 cm. 60 x 60 cm. 60x 60 cm

DIMENSÃO MÁXIMA PLACAS CERÂMICAS E PORCELANATOS. 45 x 45 cm. 45 x 45 cm. 60 x 60 cm. 60x 60 cm 01 DESCRIÇÃO: Argamassa leve de excelente trabalhabilidade, ideal para assentamento de revestimentos cerâmicos, porcelanatos, pedras rústicas em áreas internas e externas em pisos e paredes; Aplicação

Leia mais

Escoamento. Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta

Escoamento. Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta Schlüter -KERDI-DRAIN Escoamento 8.2 Escoamentos de água no solo para a impermeabilização conjunta Aplicação e funcionamento Schlüter -KERDI-DRAIN é um sistema de escoamento de águas no solo destinado

Leia mais

Solius 61 Manual de Instruções

Solius 61 Manual de Instruções Zona Industrial de Avintes, nº 103 4430 930 Avintes, V. N. de Gaia web: www.cirelius.pt e-mail: info@cirelius.pt tel: 227 843 817 fax: 227 843 819 Controlador Solar Solius 61 O controlador Solius 61 dispõe

Leia mais

COMPONENTES PARA ANDAIMES PROFISSIONAIS

COMPONENTES PARA ANDAIMES PROFISSIONAIS Bastidores das Torres Rolantes Disponíveis em 2 larguras (0,75 e 1,35 m) de 4 degraus (1 m) e 7 degraus (2 m) Os degraus possuem uma superfície estriada antideslizante e a distância entre degraus é de

Leia mais

MANUAL DE FUNCIONAMENTO

MANUAL DE FUNCIONAMENTO MANUAL DE FUNCIONAMENTO Prezado cliente, Nossas embaladoras são desenvolvidas para oferecer economia e, melhoria na apresentação de seus produtos, levando aos consumidores garantia de maior durabilidade

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO FICHA TÉCNICA DO PRODUTO TOPECA, Lda Rua do Mosqueiro 2490 115 Cercal Ourém PORTUGAL Tel.: 00 351 249 580 070 Fax.: 00 351 249 580 079 geral@ topeca. pt www.topeca.pt topeca floor OUT Pág. 2 incolor ou

Leia mais

CN890F(CE) PISTOLA PNEUMÁTICA DE PREGOS EM BOBINA

CN890F(CE) PISTOLA PNEUMÁTICA DE PREGOS EM BOBINA CN890F(CE) PISTOLA PNEUMÁTICA DE PREGOS EM BOBINA MANUAL DE OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO PORTUGUÊS ANTES DE UTILIZAR ESTA FERRAMENTA, ESTUDE ESTE MANUAL PARA CONHECER AS INSTRUÇÕES E OS S DE SEGURANÇA. GUARDE

Leia mais

Manual de instruções do produto Sistema de Laminação Frente e Verso Matrix MX-530 DP

Manual de instruções do produto Sistema de Laminação Frente e Verso Matrix MX-530 DP Manual de instruções do produto Sistema de Laminação Frente e Verso Matrix MX-530 DP O Matrix foi concebido para ser de fácil utilização, no entanto recomendamos vivamente que tome alguns minutos para

Leia mais

Informações Finais. O Irrigâmetro não contém componentes mecânicos, Capítulo. Cuidados com o Irrigâmetro e sua manutenção

Informações Finais. O Irrigâmetro não contém componentes mecânicos, Capítulo. Cuidados com o Irrigâmetro e sua manutenção Capítulo 6 Informações Finais Cuidados com o Irrigâmetro e sua manutenção O Irrigâmetro não contém componentes mecânicos, elétricos ou eletrônicos exigindo, portanto, baixa manutenção. No entanto, alguns

Leia mais

Sumário Serra Fita FAM

Sumário Serra Fita FAM Sumário Serra Fita FAM 1 Componentes... 1 Painel de controle... 1 Sensores de segurança... 2 Especificações... 2 Instalação... 3 Condições Gerais do Local... 3 Rede Elétrica... 3 Instalação da Tomada...

Leia mais

Código: CHCB.PI..EST.01 Edição: 1 Revisão: 0 Páginas:1 de 12. 1. Objectivo. 2. Aplicação

Código: CHCB.PI..EST.01 Edição: 1 Revisão: 0 Páginas:1 de 12. 1. Objectivo. 2. Aplicação Código: CHCB.PI..EST.01 Edição: 1 Revisão: 0 Páginas:1 de 12 1. Objectivo o Estabelecer normas para o processamento dos dispositivos médicos, baseadas em padrões de qualidade. o Estabelecer condições de

Leia mais

PROTECÇÃO ANTICORROSIVA DE ESTRUTURAS DE AÇO

PROTECÇÃO ANTICORROSIVA DE ESTRUTURAS DE AÇO PROTECÇÃO ANTICORROSIVA DE ESTRUTURAS DE AÇO 1. Introdução A parte 5 da norma EN ISO 12944 descreve os diferentes tipos de pintura, esquemas mais utilizados na protecção anticorrosiva de estruturas de

Leia mais

Plataforma móvel de trabalho em altura Manual de Instruções

Plataforma móvel de trabalho em altura Manual de Instruções Spot Picker V 0.1 Plataforma móvel de trabalho em altura Manual de Instruções SPOT JET Serviços de Manutenção Industrial, Lda Rua D. Luís de Noronha n.º 22, 4 Dto. 1050-072 Lisboa Portugal Tel. (+351)

Leia mais

Material Safety Data Sheet OP9011 TROWELABLE FAIRING COMPOUND CURING AGENT Version No: 2 Revision Date: 18/02/2003

Material Safety Data Sheet OP9011 TROWELABLE FAIRING COMPOUND CURING AGENT Version No: 2 Revision Date: 18/02/2003 1. Identificação da preparação e da companhia Nome do Produto/Preparação Código do produto Uso específico Ver Ficha Técnica do Produto. Só para uso profissional Métodos de aplicação Ver Ficha Técnica do

Leia mais

CONFORTO EM ÁGUA QUENTE

CONFORTO EM ÁGUA QUENTE CONFORTO EM ÁGUA QUENTE 2 TERMOACUMULADORES ELÉCTRICOS Rigorosamente testado A fiabilidade dos termoacumuladores da Gorenje é garantida pelo controlo rigoroso de qualidade: % Testado sobre pressão; % Testado

Leia mais

Compactos Fossas/Filtro, tipo ECODEPUR, Gama BIOFIX Digestores com Filtro Biológico (Fossa Biológicas)

Compactos Fossas/Filtro, tipo ECODEPUR, Gama BIOFIX Digestores com Filtro Biológico (Fossa Biológicas) v1.2-130312 0 Compactos Fossas/Filtro, tipo ECODEPUR, Gama BIOFIX Digestores com Filtro Biológico (Fossa Biológicas) APRESENTAÇÃO Os equipamentos Compactos Fossa/Filtro (Fossa Biológica), tipo ECODEPUR,

Leia mais

TR 400 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia.

TR 400 ATENÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO. A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. ATENÇÃO A Turbo Roda se utilizada fora das condições citadas nas tabelas técnicas, perderá a garantia. A TURBO RODA BETTA é um equipamento patenteado, PATENTE n MU 736-4 qualquer violação contra os direitos

Leia mais

LINHA P600 Manual de Orientação para Manutenção Preventiva e Corretiva

LINHA P600 Manual de Orientação para Manutenção Preventiva e Corretiva LINHA P600 Manual de Orientação para Manutenção Preventiva e Corretiva Prefácio O sistema de revestimento argamassado cimentício de alta resistência, da LINHA P600, foi desenvolvido com a mais alta tecnologia,

Leia mais

MÁQUINA DE LAVAR DUAS CUBAS

MÁQUINA DE LAVAR DUAS CUBAS MÁQUINA DE LAVAR DUAS CUBAS INV-MSA-2C10 O manual De usuário Por favor leia este manual cuidadosamente antes da utilização. Conserve-o para a futura refer ncia. Conteúdos Nomes das partes -- - - - - -

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SOPRADORES TIPO ROOTS DOSITEC SÉRIE Cutes - CR

MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SOPRADORES TIPO ROOTS DOSITEC SÉRIE Cutes - CR MANUAL DE INSTALAÇÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO SOPRADORES TIPO ROOTS DOSITEC SÉRIE Cutes - CR Parabéns por adquirir sopradores roots Dositec, série Cutes - CR, os quais são o resultado de avançado projeto

Leia mais

Primário de base epoxi e ligante para argamassas de reparação

Primário de base epoxi e ligante para argamassas de reparação Ficha de Produto Edição de Abril de 2011 Nº de identificação: 07.502 Versão nº 1 Sikagard 186 Primário de base epoxi e ligante para argamassas de reparação Construction Descrição do produto Utilizações

Leia mais

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS PP. 1/7 FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA GRUAS TORRE 2 DESCRIÇÃO As gruas torre são máquinas utilizadas para elevação de cargas (por meio de um cabo), e transporte dentro de um raio

Leia mais

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE PISCINA

SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE PISCINA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE AQUECIMENTO SOLAR DE PISCINA INTRODUÇÃO Parabéns por adquirir um Sistema de Aquecimento Solar de Piscina KOMECO, desenvolvido para oferecer maior conforto e bem estar com

Leia mais

Os encaixes e tubos upvc são normalmente utilizados nas seguintes circunstâncias:

Os encaixes e tubos upvc são normalmente utilizados nas seguintes circunstâncias: Informações técnicas Os encaixes e tubos upvc (policloreto de vinilo não plastificado) apresentam uma excelente resistência a ambientes agressivos que ocorram naturalmente e como resultado da actividade

Leia mais

Válvula da ilustração: MONOVAR DN2000 (80 )

Válvula da ilustração: MONOVAR DN2000 (80 ) SAPAG MONOVAR é a válvula de dissipação de energia. Características Design extremamente simples (patenteado) Características de cavitação excelentes Regulação de caudal ou de pressão muito precisos Controlo

Leia mais

Ilhas Chaminés Extra-planos Horizontais Integráveis. Exaustores

Ilhas Chaminés Extra-planos Horizontais Integráveis. Exaustores 128 Exaustores Ilhas Chaminés Extra-planos Horizontais Integráveis Exaustores 129 Exaustores Balay: ampla gama, design e coordenação A Balay abre as suas portas ao mais elevado e cuidado design e à tecnologia

Leia mais

Produtos Devcon. Guia do Usuário. Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo

Produtos Devcon. Guia do Usuário. Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo 1 Produtos Devcon Guia do Usuário Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo 2 Guia do Usuário Kit Devcon para reparo de vazamentos em transformadores a óieo Prefácio 3 Preparação da

Leia mais

CONCENTRADO DE ANTICONGELANTE FWF-K/MISTURA PRONTA DE ANTICONGELANTE FWF-F

CONCENTRADO DE ANTICONGELANTE FWF-K/MISTURA PRONTA DE ANTICONGELANTE FWF-F O concentrado de anticongelante FWF-K e a mistura pronta de anticongelante FWF-F são anticongelantes ecológicos de longa duração à base de monopropilenoglicol. Evitam o congelamento em sistemas solares

Leia mais

Equipamento para o fabrico de Betões celulares técnicos. BETÕES CELULARES DOSIFICADORES. garcía fernández. Catálogo

Equipamento para o fabrico de Betões celulares técnicos. BETÕES CELULARES DOSIFICADORES. garcía fernández. Catálogo Equipamento para o fabrico de Betões celulares técnicos. garcía fernández DOSIFICADORES R BETÕES CELULARES Catálogo Cada cliente recebe o melhor e sempre o deve exigir O Betão Celular fabricado no local

Leia mais

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO

INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO ANTES DE UTILIZAR A MÁQUINA DE LAVAR LOIÇA/LIGAÇÕES CUIDADOS E SUGESTÕES GERAIS COMO ENCHER O DEPÓSITO DO SAL COMO ENCHER O DISTRIBUIDOR DO ABRILHANTADOR COMO ENCHER O DISTRIBUIDOR

Leia mais

Colagem de Cerâmica e Rochas Ornamentais

Colagem de Cerâmica e Rochas Ornamentais Colagem de Cerâmica e Rochas Ornamentais Luís Silva Dina Frade Nelson Moreira Associação Portuguesa de Fabricantes de Argamassas e ETICS Colagem de Cerâmica e Rochas Ornamentais AICCOPN, Porto, 2014.03.13

Leia mais

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água 2 Conteúdos 1 Boas Práticas de Utilização... 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água... 1.2 Normas de Segurança... 1.3 Recomendações de Ergonomia... 1.4 Normas de Utilização... 2 Resolução de

Leia mais

TUBO DE CRISTAL PARA USO ALIMENTAR (série 1500)

TUBO DE CRISTAL PARA USO ALIMENTAR (série 1500) TUBO DE CRISTAL PARA USO ALIMENTAR (série 1500) MEDIDA mm METROS ROLO 2x4 100 3x5 100 4x6 100 5x8 100 5x9 50 6x8 50 6x8 25 6x9 50 6x10 50 7x10 50 7x12 50 8x10 50 8x11 50 8x12 50 9x12 50 9x15 50 10x12 50

Leia mais

CONCEPÇÃO DE REDES INTERIORES DE ÁGUAS E ESGOTOS EM EDIFÍCIOS PRINCÍPIOS GERAIS ORIENTADORES NOTA TÉCNICA

CONCEPÇÃO DE REDES INTERIORES DE ÁGUAS E ESGOTOS EM EDIFÍCIOS PRINCÍPIOS GERAIS ORIENTADORES NOTA TÉCNICA CONCEPÇÃO DE REDES INTERIORES DE ÁGUAS E ESGOTOS EM EDIFÍCIOS PRINCÍPIOS GERAIS ORIENTADORES NOTA TÉCNICA 1. ÂMBITO DA NOTA TÉCNICA A presente nota técnica diz respeito aos princípios gerais orientadores

Leia mais

mobimaster 12 V~DC 24 V~DC 230 V~AC 89 830 A401 P

mobimaster 12 V~DC 24 V~DC 230 V~AC 89 830 A401 P mobimaster 12 V~DC 24 V~DC 230 V~AC 89 830 A401 P P Instruções de operação mobimaster Índice 1. Aplicação 2 2. Dados técnicos e acabamento 2 3. Operação 4 4. Equipamento dos veículos de transporte 5 5.

Leia mais

Cola de endurecimento rápido para ancoragens. Aspecto / Cor Componente A: branco. Componente B: preto. Mistura (A+B): cinzento claro.

Cola de endurecimento rápido para ancoragens. Aspecto / Cor Componente A: branco. Componente B: preto. Mistura (A+B): cinzento claro. Ficha de Produto Edição de Setembro de 2012 Nº de identificação: 04.201 Versão nº 3 Sika AnchorFix -1 Cola de endurecimento rápido para ancoragens Descrição do produto Cola para ancoragens em dois componentes,

Leia mais

Atenção o gás deve ser ligado pelo técnico credenciado Muita atenção. (Ligação gás com lira de inox)

Atenção o gás deve ser ligado pelo técnico credenciado Muita atenção. (Ligação gás com lira de inox) Chamas da Vida Fogões, Lda Manual de Instruções Atenção o gás deve ser ligado pelo técnico credenciado Muita atenção. (Ligação gás com lira de inox) Legenda A Fornalha A-1 Gaveta Cinzas B Forno C Tampo

Leia mais

BK 45 BK 45U. Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U

BK 45 BK 45U. Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U BK 45 BK 45U Manual de Instruções 810734-01 Purgador de Condensado BK 45, BK 45U 1 Indíce Advertências Importantes Página Aplicação...6 Segurança...6 Perigo...6 Classificação de acordo com artigo 9 da

Leia mais

SOLUÇÔES INTEGRAIS 1

SOLUÇÔES INTEGRAIS 1 SOLUÇÔES INTEGRAIS 111 Sistema estrutural de alumínio Perfis e acessórios Série MICRO Tipo... Liga... Estado... Tolerâncias dimensionais... Terminação... Sistema modular de perfis de alumínio e seus acessórios

Leia mais

no sentido da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a

no sentido da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a no sentido da marcha Manual de utilização ECE R44 04 Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a 1 Obrigado por escolher Besafe izi Comfort. A BeSafe desenvolveu esta cadeira com muito cuidado, para proteger a sua

Leia mais

CAR SERVICE DIESEL CENTER ATENÇÃO!! Instrucções a seguir para a substituição de um turbocompressor

CAR SERVICE DIESEL CENTER ATENÇÃO!! Instrucções a seguir para a substituição de um turbocompressor ATENÇÃO!! A experiência tem-nos demonstrado que a origem da avaria de um turbocompressor deve ao seu envolvente. Por isso, é fundamental conhecer a causa que provocou a avaria, para corrigi-la e não tornar

Leia mais

ALTERAÇÃO DE VIAS. Distribuidor circular giratório. Tipo: MWW

ALTERAÇÃO DE VIAS. Distribuidor circular giratório. Tipo: MWW ALTERAÇÃO DE VIAS Distribuidor circular giratório Tipo: MWW Aplicação Os distribuidores circulares do tipo MWW-M foram concebidos para o transporte pneumático do produto desde uma única tubagem de entrada

Leia mais

SEPARADORES DE GORDURAS TUBOFURO NATUR-GREASE

SEPARADORES DE GORDURAS TUBOFURO NATUR-GREASE SEPARADORES DE GORDURAS TUBOFURO EN 109 Km 160,3 2425-737 Ortigosa Leiria ; Telf, 244616073 / Fax: 244616074 E-mail: geo@tubofuro,pt www.tubofuro.pt Apresentação Os Separadores de Gorduras são construídos

Leia mais

soluções inteligentes isolamento

soluções inteligentes isolamento soluções inteligentes Isolamento com película Óptima resistência à deformação Não contém freon o gás freon é altamente nocivo para o meio ambiente visto que destrói a camada de ozono. Temperatura de utilização

Leia mais

Manual de instruções. Misturador de bar duplo V1/1013

Manual de instruções. Misturador de bar duplo V1/1013 P Manual de instruções Misturador de bar duplo 135101 V1/1013 PORTUGUÊS Tradução do manual de instruções original Antes de iniciar a utilização deve ler o manual de instruções e seguidamente guardá-lo

Leia mais

8.1 Verificações Prévias 11 8.2 Instalação da válvula 13

8.1 Verificações Prévias 11 8.2 Instalação da válvula 13 MÁQUINA DE ALTA FREQÜÊNCIA FREQUENCY 3 ÍNDICE 1. Apresentação 03 2. Introdução 04 3. Características Técnicas 05 4. Inspeção de Recebimento 06 5. Transporte 08 6. Abrindo a Embalagem 09 7. Identificação

Leia mais

2. ORIENTAÇÕES DE SEGURANÇA

2. ORIENTAÇÕES DE SEGURANÇA MANUAL DE INSTRUÇÕES COMPRESSOR DE AR ÍNDICE 1. PREPARAÇÃO 2. ORIENTAÇÕES DE SEGURANÇA 3. PRECAUÇÕES 4. DESCRIÇÃO BREVE 5. VISÃO GERAL E COMPONENTES PRINCIPAIS 6. PRINCIPAIS PARÂMETROS TÉCNICOS 7. VISÃO

Leia mais