ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA PLENA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA PLENA"

Transcrição

1 EDIÇÃO ESPECIAL MAIO 2012 RETROSPECTIVA BIÊNIO 2010 / 2011 COMEMORAÇÕES DO DIA DO FARMACÊUTICO pg 05 INAUGURAÇÃO DO HERBÁRIO NO LICEU RIBAMARENSE pg 09 ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA PLENA UMA GRANDE CONQUISTA DO CRF-MA NO BIÊNIO 2010/2011 pg 10 e 11 CRF-MA INVESTE NA CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL DO FARMACÊUTICO pg 12 LEGISLAÇÃO FARMACÊUTICA pg 16 CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA pg 17 RECORD DE FISCALIZAÇÃO - PÁG 18

2 DIRETORIA BIÊNIO 2010 / 2011 Presidente do CRF-MA Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho Vice - Presidente do CRF-MA Dr. Ronaldo Tomaz de Aquino Secretário Geral Dr. Paulo Jessé Silva Gonçalves Tesoureira Drª. Maria José Luna dos Santos da Silva Conselheiros Regionais Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho (Efetivo) Dr. Ronaldo Tomaz de Aquino (Efetivo) Dr. Paulo Jessé Silva Gonçalves (Efetivo) Dra. Maria José Luna dos Santos da Silva (Efetiva) Dr. Wellington Santana da Silva (Efetivo) Dra. Sandra Maria Jansen Cutrim Corrêa (Efetiva) Dr. César Roberto Melo Saraiva (Efetivo) Dr. Marcelo de Carvalho Gonçalves (Efetivo) Dr. Edson Abreu Belfort (Suplente) Dr. Luiz Mário da Silva Silveira (Suplente) Conselheiros Federais Dra. Mary Jane Limeira de Oliveira (efetiva) Dr. Jairo Ribeiro Sousa (Suplente) EXPEDIENTE Jornalista Responsável Lidiane Martins Corrêa MTB/MA: Fotografia Assessoria de Comunicação CRF-MA Diagramação e Arte Final Lucas Mapurunga Impressão Periodicidade/Triagem Edição Especial - Maio exemplares Publicação do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão CRF-MA Sede CRF-MA Rua dos Faveiros, Quadra B, Casa 7, Bairro São Francisco São Luís MA- CEP: Fone: (98) /3851 Site: Seccional: Imperatriz Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa, Nº1163, Sala 01, Centro, Imperatriz MA- CEP: Fone: (99) e

3 EDITORIAL Profissão Farmacêutica no Maranhão Valorização e Fortalecimento da Classe Prezados(as) colegas farmacêuticos(as) maranhenses, Às vésperas do Conselho Regional de Farmácia do Maranhão (CRF-MA) completar 50 anos de existência, a classe farmacêutica tem muito que comemorar. Com uma gestão comprometida e atuante em prol do desenvolvimento e da valorização profissional, a Diretoria do CRF-MA mudou completamente a história da Assistência Farmacêutica em nosso Estado. Nos meses de maio de 2010 e maio de 2011 foi implantada a Assistência Farmacêutica Plena nas Farmácias e Drogarias de São Luís e Imperatriz, respectivamente, destacando ainda mais a relevância das atribuições pertinentes à nossa classe e gerando, aproximadamente, 500 novos postos de trabalho em um segmento onde há pouco tempo prevalecia a ausência do profissional do medicamento que é competência exclusiva do Farmacêutico. Nos últimos anos, firmou-se 20 Termos de Ajustamento de Conduta (TAC s) em diversos municípios maranhenses, intensificaram-se as inspeções realizadas pelo Departamento de Fiscalização do CRF- MA (1.000/mês, em média) e, principalmente, investiu-se na conscientização da população sobre a orientação do uso racional de medicamentos que deve ser feita pelo farmacêutico, justificando assim, a importância da nossa profissão para a sociedade. As Legislações Sanitárias da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e as Legislações Profissionais do Conselho Federal de Farmácia (CFF) que entraram em vigor na última década, afirmam a necessidade da presença do profissional da Farmácia nos estabelecimentos onde existe fluxo de medicamentos. Tudo isto contribuiu para transformar positivamente a imagem do farmacêutico diante da sociedade e para consolidar sua posição de prestador de serviços indispensáveis na área da saúde, auxiliando na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos. Esta realidade auspiciosa decorre também de uma administração dinâmica que foi implantada no CRF-MA com o propósito de fortalecer nosso órgão normativo de classe e ampliar seu campo de atuação, fazendo cumprir sua função institucional de fiscalizar o exercício profissional e proteger a sociedade. Outra marca de nossa gestão tem sido o empenho do CRF-MA em promover o aprimoramento e o desenvolvimento dos farmacêuticos e acadêmicos de farmácia do nosso Estado, a exemplo de seminários, jornadas, fóruns e congressos. Sendo assim, apoiado pelo CFF, temos investido na qualificação profissional firmando vários convênios com Instituições de Ensino Superior, com Sociedades Científicas e realizando cursos de interesse da ciência farmacêutica, inclusive pós-graduações. No momento em que o Conselho Regional de Farmácia do Maranhão se prepara para comemorar seu Jubileu de Ouro ( ), faz-se justo e oportuno agradecer bem como ressaltar que o sucesso progressivo do nosso órgão de classe é fruto do compromisso e do desempenho de seus servidores, dos farmacêuticos inscritos no CRF-MA e dos órgãos parceiros. Finalmente, conclamamos a participação ativa dos colegas farmacêuticos nas atividades disponibilizadas pelo CRF-MA para que, juntos, possamos prosseguir nessa trajetória de lutas que, ao longo dos anos, vem conquistando legítimos méritos para nosso ofício beneficiando a sociedade maranhense. Com a certeza de ter honrado os cargos que assumi quando fui democraticamente eleito por meus pares como Conselheiro Federal de Farmácia, (2001 a 2009), e como Conselheiro Regional e Presidente do CRF-MA, (2010 a 2013), agradeço a todos os farmacêuticos que depositaram confiança em nossa gestão, deixando uma mensagem de otimismo com a proposta de que continuaremos crescendo no conceito da sociedade maranhense e contribuindo para o fortalecimento da nossa profissão. Saudações Farmacêuticas! Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho Presidente do CRF-MA 3

4 A nova Diretoria do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão (CRF-MA) iniciou em 6 de janeiro de 2010 os seus trabalhos. À frente do CRF-MA para o biênio 2010/2011 cargo de Diretor-Presidente; Dr. Ronaldo Tomaz de Aquino, como Diretor Vice-Presidente; Dr. Paulo Jessé Silva Gonçalves, atuando como Diretor-Secretário e a Diretora-Tesoureira Dra. Maria José Luna dos Santos da Silva. Representando os farmacêuticos do Maranhão no Conselho Federal de Farmácia assumiu o cargo a farmacêutica Dra. Mary Jane Limeira de Oliveira (efetiva) e Dr. Jairo Ribeiro Sousa. A eleição foi realizada no dia 13 de novembro de MA, Dr. Ronaldo Pereira, nomeou por meio de Portarias, em 10 de Março de 2010, os membros para compor as seguintes Comissões Assessoras: Comissão de Análises Clínicas: Dra. Silvia Giselle Soares Pinto (Presidente), Drª Conceição de Maria S. da Silva Pinto; Dr. Ítalo Amim Gonçalves; Dr. Leandro de Melo Rubim e Dr.Luís Henrique Bastos Gonçalves. Comissão de Ensino: Dra. Débora Luana Ribeiro Pessoa (Presidente); Dr. Edem Oliveira Milhomem Filho; Dr. Hermínio de Sousa Lima; Dra. Maria Esthér Candeia Valois, Dra. Maria Coeli Pedrosa Fontoura; Dra. Maria José Luna dos Santos da Silva; Dra. Michelle Russo Bendelak; Dr. Rondineli Seba Salomão; Dr. Raimundo Nonato Figueiredo e Silva; Dra. Rita Maria do Amparo Bacelar Palhano e Dra. Valquíria Luzia de Castro. Dr. Wellington Santana da Silva (Presidente); Dra. Clarissa Souza Serra Brasil; Dra. Cristiane Gomes Evangelista; Dr. Luís Marcelo Vieira Rosa; Dr. Robert da Silva Furtado Cutrim e Dra. Vanir Maranhão e Vasconcelos Nóbrega. Comissão de Farmácia Hospitalar: Dra. Iara Antônia Lustosa Nogueira (Presidente); Dra. Alessandra Enes Rocha; Dra. Andrea Martins Melo Fontenele; Dr. Fabrício de Oliveira Torres; Dra. Maria Eliane Moraes Dias; Dra. Marineide Sodré Rodrigues; Dra. Wanderly Barbosa Silva e Dra. Wilkelliny Pinto Pereira. Comissão de Legislação e Indústria: Dra. Yara Magalhães Berto (Presidente); Dra. Ana Silma Rodrigues Moraes; Dr. Luciano Mamede de Freitas Junior; Dr. Marcelo de Carvalho Gonçalves e Dr. Miguel Leda Dourado. Comissão de Tomada de Contas: Dr. Wellington Santana da Silva (Presidente), Dra. Sandra Maria Jansen Cutrim Corrêa e o Dr. Marcelo de Carvalho Gonçalves. Farmacêutico é nomeado Superintendente de Vigilância Sanitária Estadual SUVISA/MA A Diretoria do CRF-MA parabeniza Dr. Paulo Jessé Silva Gonçalves, farmacêutico nomeado Superintendente de Vigilância Sanitária do Estado do Maranhão (SUVISA - MA), no dia 08 de Agosto de 2011, desejando pleno sucesso no exercício desta nobre O Dr. Paulo Jessé possui uma trajetória de trabalho em prol da saúde coletiva e da Dr. Paulo Jessé (Farmacêutico) Supte. da SUVISA de Farmácia-Bioquímica, sendo especialista em Gestão em Saúde Pública. Também atuou como Fiscal Sanitário e como Diretor da Divisão de Produtos da Vigilância Sanitária da SUVISA e possui larga experiência em inspeções sanitárias como funcionário de carreira da Secretaria de Estado da Saúde (SES), sendo ainda credenciado junto à ANVISA como Inspetor Sanitário. No Biênio 2010/2011 exerceu a função de Secretário Geral do CRF-MA e, atualmente é Conselheiro Regional Efetivo (2012/2015). A classe farmacêutica do Maranhão se orgulha em ter um de nossos representantes exercendo um cargo de tamanha relevância para a Saúde Pública do nosso Estado. 4

5 COMEMORAÇÃO DO DIA DO FARMACÊUTICO O dia 20 de janeiro foi instituído pelo ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva (Lei nº , de 25 de novembro de 2010) como o Dia Nacional do Farmacêutico. CRF-MA REALIZA AMPLA PROGRAMAÇÃO COMEMORATIVA DO DIA DO FARMACÊUTICO As comemorações alusivas ao Dia do Farmacêutico no Maranhão (20 de janeiro) foram repletas de emoções, homenagens, reencontros e bênçãos. Com uma vasta programação organizada pelo Conselho Regional de Farmácia do Estado, profissionais de diversos municípios foram homenageados pelo seu dia. No dia 20, foram realizadas várias atividades simultâneas nas cidades de Balsas, com uma Ação Social em praça pública promovida pela AFASMA (Associação dos Farmacêuticos do Sul do Maranhão), sendo ressaltada a importância do profissional farmacêutico para a saúde pública, quando os farmacêuticos fizeam aferição da pressão arterial e glicemia capilar e prestaram orientações sobre diabetes, hipertensão e os riscos da automedicação. Em Carolina, a ação foi realizada no dia 22, com amplo trabalho de realização de exames preventivos de câncer do colo uterino. Na cidade de Balsas, no dia 22, e em Imperatriz no dia 23, os farmacêuticos organizaram solenidades comemorativas do Dia do farmacêutico, com substancial participação dos profissionais da região sul do Maranhão. São Luís fechou o calendário de programações com uma ação social na Praça Deodoro, no dia 29 de janeiro, quando os farmacêuticos voluntários realizaram quase 500 atendimentos de aferição da pressão arterial e exames de glicemia capilar. A comemoração era dos farmacêuticos, mas quem ganhou foi a população. No dia 30, os atletas farmacêuticos participaram da manhã esportiva na Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB) e à noite ocorreu a missa em Ação de Graças, bem como a solenidade de entrega da Comenda Medalha do Mérito das Ciências Farmacêuticas Profª Antônia de Arruda Soares. Este ano, os homenageados foram eleitos por voto eletrônico através do sistema de newsletter do CRF-MA. Conquistando a maioria dos votos foram eleitos os seguintes homenageados: Prof. José de Ribamar Santos Gonçalves (pela área acadêmica) e Dr. Paulo de Tasso Costa Ferreira (pelas demais áreas de atuação do farmacêutico). Emocionados, os dois agradeceram a homenagem e se disseram satisfeitos com o reconhecimento da dedicação à profissão. É uma grande homenagem. Fico muito satisfeito por ter sido reconhecido pela classe. Realmente é muito grat i fi c a nt e, disse o professor Gonçalves. Você dedica parte de sua vida a uma profissão, no nosso caso, que atua na área dos medicamentos. É um reconhecimento da classe ao nosso empenho, completou o Dr. Paulo de Tasso. Para homenagear os profissionais e demonstrar a disposição de trabalhar em prol da profissão farmacêutica, o presidente do CRF-MA, Ronaldo Ferreira Pereira Filho, destacou seu compromisso: Temos grandes projetos para serem desenvolvidos em 2010 que será um ano muito importante para nossa profissão. Um deles será o cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta que garante a Assistência Farmacêutica Plena. Temos uma meta de alcançar a marca de 12 mil inspeções. O CRF-MA cumprirá todos os termos assinados e garantirá o espaço do farmacêutico. Em seu discurso o Presidente conclamou a todos para que se unam com o CRF- -MA e com o SINFAR-MA na busca de dias melhores para a profissão farmacêutica no estado do Maranhão. 5

6 PROFª. SANDRA MARIA JANSEN RECEBE COMENDA EM BRASÍLIA Profª. Sandra Correa ladeada por Dr. Ronaldo Pereira e Drª. Mary Jane Oliveira Na noite do dia 20 de janeiro de 2010, a professora Sandra Maria Jansen Cutrim Correa recebeu a maior honraria concedida ao profissional farmacêutico a nível nacional, a Comenda da Ordem do Mérito Farmacêutico. A solenidade foi realizada no Centro de Convenções Brasil 21, em Brasília, para comemorar o Dia do Farmacêutico. O evento reuniu aproximadamente pessoas, entre autoridades políticas e farmacêuticos homenageados com as comendas. Também participaram da cerimônia, a Diretoria do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão (CRF-MA), composta pelo Diretor Presidente, Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho, diretor vice-presidente, Dr. Ronaldo Tomaz Aquino, o Diretor Secretário Geral, Dr. Paulo Jessé Silva Gonçalves e a Diretora Tesoureira, Dra. Maria José Luna dos Santos da Silva, bem como a Conselheira Federal Dra. Mary Jane Limeira de Oliveira. O nome da professora Sandra foi indicado pelo atual presidente do CRF-MA, na época Conselheiro Federal de Farmácia do Maranhão, Dr. Ronaldo Pereira, pelos relevantes serviços prestados pela Dra. Sandra à profissão farmacêutica do Maranhão. AÇÃO SOCIAL CRF-MA participa da 8ª Grande Ação Social da Maçonaria A Comunidade do Miritiua/ Turu e adjacências foram beneficiadas. no dia 08 de Agosto de 2010, com a 8ª Grande Ação Social da Maçonaria, promovida pelo Templo II do Grande Oriente Autônomo do Maranhão (GOAM) em parceria com o CRF-MA e outras instituições públicas e privadas. Estima-se que quase 60 mil pessoas foram atendidas na ação que ofereceu serviços gratuitos na área da saúde, emissão de documentos, noções básicas de segurança pública e atividades lúdicas para as crianças. Profissionais farmacêuticos e enfermeiros foram mobilizados para o atendimento da população nos serviços de aferição da pressão arterial, testes de glicemia e na distribuição medicamentos da farmácia básica. Para Sr. Noê Paulino de Carvalho, Coordenador Geral da 8ª Grande Ação Social da Maçonaria, a participação do CRF-MA foi de grande importância para a consumação desse evento social, visto que, sem a participação desta entidade seria impossível a realização dos atendimentos farmacêuticos. Os farmacêuticos Wesley Serejo, Wellington Farias e Kécia Lisboa destacaram a satisfação pela oportunidade de prestar serviços na orientação farmacêutica à população em mais uma ação social onde o CRF-MA foi parceiro. CRF-MA contrata novo Farmacêutico-Fiscal para a Região Tocantina Dr. Luíz Sanglard Farmacêutico Fiscal Desde o mês de novembro de 2010, as fiscalizações do CRF-MA na cidade de Imperatriz e Região Tocantina está sob a responsabilidade do Farmacêutico-Fiscal, Dr.Luíz Ricardo de Morais Sanglard, contratado pelo Conselho do Maranhão, seguindo a lista de classificação do seletivo realizado em maio de Sanglard foi classificado para o cargo de Farmacêutico Fiscal alcançando a 3ª colocação. Fortalecer o papel da entidade no Estado, fiscalizar a profissão e fazer valer a Assistência Farmacêutica na Região Tocantina são as metas do jovem farmacêutico. 6

7 DIA DO FARMACÊUTICO APRIMORAMENTO PROFISSIONAL, CONFRATERNIZAÇÃO, HOMENAGENS E SOLIDARIEDADE MARCARAM O DIA 20 DE JANEIRO Toda a atividade profissional exercida por farmacêuticos, no Brasil, está sob a jurisdição do Conselho Federal de Farmácia, que regulamenta e disciplina o seu exercício, com base na Lei 3.820, assinada, no dia 11 de novembro de 1960, pelo Presidente Juscelino Kubitschek. Este ano o Dia do Far- macêutico no Maranhão foi comemorado com uma vasta programação realizada pelo Conselho de Farmácia incluindo ações sociais, palestras, missa em ação de graças, jantar de confraternização, fóruns, manhã esportiva e entrega de comendas. É importante notar que estes eventos também fizeram alusão honrosa às comemorações do Jubileu de Ouro da Profissão Farmacêutica, tendo em vista a passagem dos 50 anos de criação do Conselho Federal de Farmácia ( ). Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho, atual presidente do CRF-MA, considera que A classe farmacêutica do Maranhão está de parabéns pelo desempenho que tem feito ascender a importância do farmacêutico no dia-a-dia da saúde de nossa sociedade e destaca que: as festividades relativas ao dia 20 de Janeiro deste ano buscaram prestigiar e envolver a maior quantidade possível de profissionais da área nos eventos que aconteceram em âmbito estadual, a exemplo das atividades realizadas nos municípios de Balsas, Fortaleza dos Nogueiras, Imperatriz e São Luís. Da esquerda para direita: Dr. Natalino Salgado (Reitor UFMA); Dr. José Márcio Leite (Secretário de Saúde do Estado); Dr. Ronaldo Aquino (Vice-presidente CRF-MA); Dra. Mª José Luna (Tesoureira CRF-MA); Dra. Mary Jane Oliveira (Conselheira Federal); Dr. Luiz Aroucha (Homenageado); Dra. Clotilde Martins (Homenageada); Dr. Miguel Dourado (Homenageado); Dr. Gutemberg Araújo (Secretário Municipal da Saúde); Dr. Ronaldo Pereira (Presidente CRF- MA) e Dra. Cristiane Evangelista (Presidente SINFAR). HOMENAGENS O ponto forte das festividades aconteceu no dia 22 de janeiro na solenidade de entrega da Comenda do Mérito Farmacêutico Profª Antônia de Arruda Soares que homenageou os farmacêuticos Dr. Luiz Carlos Aroucha, Dr. Miguel Leda Dourado e Drª Clotilde Oliveira Martins os quais foram tomados por grande emoção pelo reconhecimento de seus relevantes serviços prestados em prol da classe farmacêutica maranhense, emoção essa que foi compartilhada com seus familiares e amigos de profissão presentes no evento. A festa do Farmacêutico contou ainda com a apresentação da cantora e também farmacêutica Luciana Pinheiro que recebeu os convidados com o melhor da música popular brasileira. Para fechar em grande estilo, a banda Forrozão Free Lance colocou o público presente para dançar ao som de ritmos variados. Para Dr. Ronaldo Pereira, a classe festeja os avanços em face do reconhecimento da profissão nos diversos campos de sua atuação, com destaque na área das farmácias e drogarias onde se ressalta a implantação da Assistência Farmacêutica Plena em São Luís, bem como os diversos Termos de Ajustamento de Conduta firmados com outros municípios do Estado. 7

8 EDUCAÇÃO No dia 21 de janeiro, o Fórum de Educação Farmacêutica, realizado no Auditório do Hospital Presidente Dutra, em São Luís (MA), reuniu vários farmacêuticos que participaram atentamente das apresentações de mesas redondas e palestras, com os seguintes temas: Implicações da RDC No. 44/2010 na prática farmacêutica, Visão Multiprofissional dos Erros de Medicação e Análises Clínicas: Avaliação citológica do Líquor. O Fórum contou ainda com a participação de doutores nas ciências farmacêuticas, especialistas em vigilância sanitária, médicos e demais profissionais da saúde. ESPORTE No sábado, 22 de janeiro, os times do CRF-MA, SINFARMA e Instituto Florence entraram em campo para uma animada manhã esportiva. Na disputa de futebol society, o Instituto Florence levou o troféu de campeão do torneio e também conquistou as taças de goleiro menos vazado e artilheiro da competição. Porém, o vice-campeonato da rodada ficou com o time do CRF-MA. Seleção do CRF - MA SOLIDARIEDADE O Dia do Farmacêutico também foi marcado pela solidariedade, proporcionando aos farmacêuticos que compareceram à entrega da Comenda do Mérito Farmacêutico Professora Antônia de Arruda Soares a oportunidade de contribuir com a doação de alimentos não perecíveis para auxiliar os desabrigados das enchentes e deslizamentos de terra da região serrana do Rio de Janeiro, episódio este que comoveu todo o cenário nacional. A ação humanitária foi promovida pelo Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão em apoio à Cruz Vermelha Nacional. No total foram arrecadadas na campanha duas toneladas de alimentos que foram encaminhados aos desabrigados. Com a nossa campanha conseguimos alcançar o objetivo que era tentar minimizar, em parte, o sofrimento daquelas pessoas. Para tanto, o ensejo de nossas comemorações foram úteis na mobilização, em tempo recorde, dos farmacêuticos que puderam ajudar ao próximo, seguindo os princípios éticos da profissão, destacou o presidente do CRF-MA. 8

9 Presidente do CRF-MA e Drª Terezinha Rêgo participam da INAUGURAÇÃO DO HERBÁRIO NO LICEU RIBAMARENSE Dra. Terezinha Rêgo e Dr. Ronaldo Pereira Dra. Terezinha Rêgo e Profª. Inailde Pereira Dr. Ronaldo Pereira, presidente do CRF-MA, juntamente com a Dra. Terezinha Rêgo, farmacêutica, pesquisadora e presidente da Comissão de Fitoterapia do CRF-MA foram os convidados de honra da Prefeitura de São José de Ribamar/MA para a inauguração do herbário da Escola Municipal Liceu Ribamarense I que completou, no dia 03 de maio de 2011, seu terceiro ano a serviço da educação de crianças e jovens daquele município. Os convidados foram recebidos com grande estima pelo Prefeito Gil Cutrim; pelo Secretário de Estado Chefe da Casa Civil, Dr. Luís Fernando Silva; Secretários Municipais; Vereadores; Alunos e Professores da Escola. Na oportunidade, a Dra. Terezinha Rêgo plantou uma muda de Noni para selar a inauguração do herbário do Liceu Ribamarense e também para prestigiar o próximo Dia Internacional do Meio Ambiente (05 de junho). A pesquisadora aproveitou o espaço e parabenizou a grande iniciativa da gestão municipal no apoio à pesquisa por meio de plantas medicinais e, principalmente, pelo compromisso com a educação e a preservação do meio ambiente. Por sua vez, Dr. Ronaldo Pereira destacou a importância de comemorar os três anos de existência da primeira escola de tempo integral do Maranhão, assim como a parceria que esta instituição de ensino tem com o Herbário Ático Seabra, dirigido pela ilustre farmacêutica Terezinha Rêgo que é reconhecida, internacionalmente, pelos valiosos serviços prestados à fitoterapia, relembrando que o CRF-MA incentiva todas as ações que prestigiam e dignificam o exercício da profissão farmacêutica em nosso estado. O presidente parabenizou todo o corpo docente da escola, o Prefeito Gil Cutrim, o atual Secretário de Estado da Casa Civil, Dr. Luís Fernando Silva (idealizador e fundador do Liceu Ribamarense) e a Diretora Geral do Liceu Ribamarense, Profa. Inailde Gomes Pereira, pelo sucesso da administração desta que é uma escola de referência para todos os demais municípios do Maranhão. Numa atitude entusiástica, Dra. Terezinha doou para o Herbário do Liceu Ribamarense várias mudas de plantas me- dicinais que são utilizadas em suas pesquisas na Universidade Federal do Maranhão. Para a gestora da escola, Profa Inailde Pereira, essa iniciativa de cultivar plantas no herbário com apoio desta renomada farmacêutica é fundamental para os alunos poderem conhecer e entender que a cura também pode vir da natureza. A professora e doutora Terezinha Rêgo recebeu no ano passado o título de Honoris Causa concedido pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) pela dedicação à pesquisa da flora medicinal maranhense. 9

10 ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA PLENA NAS FARMÁCIAS E DROGARIAS DE SÃO LUÍS COMPLETA UM ANO Mais de 80% dos estabelecimentos possuem farmacêuticos durante o horário de funcionamento ao público. Chegar a uma farmácia ou drogaria de São Luís e ser assistido por um profissional farmacêutico é hoje um procedimento comum para usuários de medicamentos da capital maranhense. Durante muito tempo, a permanência do farmacêutico nesses estabelecimentos era quase que inexistente ou ficava restrita a 8 (oito) horas/dia, conforme previa o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado na Promotoria de Defesa da Saúde da Capital. Entretanto, desde o dia 5 de Maio de 2010, de acordo com o TAC e com a aplicação do que está disposto na Lei Sanitária Federal No /73, em seu parágrafo primeiro do artigo 15, que dispõe que as farmácias e drogarias devem manter farmacêutico durante todo o horário de funcionamento, essa realidade mudou para melhor. O presidente do CRF-MA, Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho, esclarece que a Assistência Farmacêutica Plena assegura à população ludovicense um atendimento diferenciado e qualificado, onde as pessoas são orientadas sobre o uso racional dos medicamentos, contribuindo de forma significativa para uma melhor qualidade de vida dos usuários, evitando os graves problemas decorrentes da automedicação ou do uso abusivo dos medicamentos sem receita médica e sem a orientação adequada que deve ser disponibilizada pelo profissional do medicamento, ou seja, o farmacêutico. Além dessas orientações, o farmacêutico tem por competência prestar outros serviços previstos na legislação profissional (Resolução No. 357/2001 do CFF) e na legislação sanitária (RDC 44/2009 da ANVISA) que facilitam a recuperação e a manutenção da saúde dos usuários de medicamentos. No primeiro ano de funcionamento da Assistência Farmacêutica Plena, os dados do Departamento de Fiscalização do CRF-MA registraram que 80% das farmácias e drogarias de São Luís possuem assistência técnica integral. A estatística é resultado de constantes fiscalizações realizadas nos estabelecimentos da capital pela equipe de Farmacêuticos Fiscais deste órgão que tem cumprido com zelo a função de fiscalizar o exercício profissional. Isto contribuiu de forma significativa para a valorização dos farmacêuticos e teve como consequência imediata a geração de mais de trezentos e cinqüenta novos contratos de trabalho. O objetivo das fiscalizações é proteger a sociedade, realizando inspeções sistemáticas aos estabelecimentos farmacêuticos, propiciando uma assistência de alto nível à população, o que só é possível com farmacêuticos presentes, capacitados e atuantes, servindo aos usuários de medicamentos com dedicação e competência, enfatizou o Farmacêutico-Fiscal e Coordenador de Fiscalização do CRF-MA, Dr. Miguel Leda Dourado. Nas vertentes da assistência farmacêutica, a sociedade é a maior beneficiada, pois é com orientação do profissional especialista no assunto que a automedicação está sendo reduzida através da conscientização sobre os riscos de saúde que podem decorrer desta prática. 10

11 CRF-MA reúne Farmacêuticos Responsáveis Técnicos e Substitutos para tratar da Consolidação da Implantação da Assistência Plena nas Farmácias e Drogarias de São Luís O CRF-MA reuniu em 19 de março de 2009 todos os responsáveis técnicos e farmacêuticos substitutos de Farmácias e Drogarias localizadas em São Luís para participar de uma Reunião Geral sobre Assistência Farmacêutica Plena, medida esta que entrou em vigor no dia cinco de maio de 2010 na capital ludovicense. A reunião foi realizada no Auditório Josué Montello (UNICEUMA I) e contou com a presença de, aproximadamente, duzentos farmacêuticos que discutiram a importância de consolidar a Assistência Plena ou Integral. Durante o evento foram colocadas as posições do CRF-MA, SINFAR-MA e da Vigilância Sanitária Municipal e Estadual, abrindo espaço também para os farmacêuticos opinarem sobre esta nova realidade que beneficiará a sociedade com um todo. O Setor de Fiscalização do CRF-MA vem atuando, desde maio de 2010, em todos os horários de funcionamento das farmácias e drogarias para verificar se a Assistência Farmacêutica está sendo disponibilizada, inclusive nos finais de semana e durante a madrugada, (inédito na história do Conselho), visitando os estabelecimentos que declararam 24 horas de funcionamento no atendimento ao público. Comissão de Ética A formação de uma segunda Comissão de Ética no CRF-MA será efetivada para atuar em Imperatriz, visto que a cidade já possui Assistência Farmacêutica Plena, com grande índice de frequência do profissional (em aproximadamente 85% das farmácias e drogarias locais). Os dados são do setor de fiscalização da Seccional de Imperatriz. Assistência Farmacêutica Plena entra em vigor em Imperatriz Vista parcial do centro da Cidade ( IMPERATRIZ/MA) A segunda cidade maranhense beneficiada com a tência Farmacêutica Plena é Imperatriz onde a presença de Assisfarmacêuticos durante todo o período de atendimento ao público passou a ser assegurada desde o dia 02 de Maio de O CRF-MA buscando orientar os farmacêuticos da região sobre as determinações legais realizou, no dia 19 de Abril de 2011, o Seminário Assistência Farmacêutica Plena, no Auditório da Unidade Regional de Saúde de Imperatriz. Responsáveis Técnicos e Substitutos compareceram ao evento e ficaram informados sobre a legislação vigente, bem como sobre a forma que as fiscalizações serão conduzidas pelo Conselho de classe. Para consolidar essas atividades na cidade de Imperatriz, as discussões ficaram a cargo do presidente do CRF-MA, Dr. Ronaldo Pereira; do vice-presidente, Dr. Ronaldo Aquino; do Diretor da Divisão de Produtos da Vigilância Estadual de Saúde, Dr. Paulo Jessé Silva Gonçalves; do presidente da Comissão de Ética Profissional do CRF-MA, Dr. Wellington Santana da Silva e da Coordenadora da Vigilância Sanitária de Imperatriz, Drª Dinaldete Marques Oliveira da Silva. 11

12 CRF-MA investe na Capacitação Profissional do Farmacêutico O Núcleo de Educação Permanente do Conselho Regional de Farmácia (NEP/CRF-MA), em convênio com instituições de ensino superior e em parceria com sociedades científicas vem contribuindo de forma significativa para a qualificação profissional ao longo dos dois últimos anos, projetando o aperfeiçoamento nas ciências farmacêuticas. Com o aumento progressivo de instituições de ensino superior que oferecem graduação em Farmácia em nosso estado, aproximadamente, duzentos novos farmacêuticos são formados por ano. A inserção desses profissionais no mercado demanda a participação ativa do Conselho de Farmácia que tem investido na promoção do conhecimento e da atualização profissional adequada nas áreas de competência farmacêutica. CFR-MA - CONVÊNIOS E PARCERIAS Instituições de Ensino Superior do Maranhão Universidade Federal do Maranhão (UFMA) Faculdade de Imperatriz (FACIMP) Centro Universitário do Maranhão (UNICEUMA) Instituto Florence de Ensino Superior Faculdade Pitágoras de São Luís Sociedades Científicas Conselho Federal de Farmácia (CFF) Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde (SBRAFH) Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC) Sociedade Brasileira de Citologia Clinica (SBCC) Sociedade Brasileira de Farmácia Comunitária (SBFC) Instituto Brasil de Pós-Graduação, Capacitação e Assessoria (I-BRAS) Instituto Racine Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (SINDUSFARMA) CURSOS E CAPACITAÇÕES REALIZADAS NO BIÊNIO Cursos Pós-Graduação Hematologia Clínica Farmacologia Clínica Manipulação Magistral e Análises Clínicas Cursos de curta duração: Oficina de Diabetes Marketing Farmacêutico Legislação Tributária Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC) Legislações da ANVISA Portaria No. 344/1998 (Aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial). Resolução da Diretoria Colegiada - RDC No. 44/2009 (Dispõe sobre Boas Práticas Farmacêuticas para o controle sanitário do funcionamento, da dispensação e da comercialização de produtos e da prestação de serviços farmacêuticos em farmácias e drogarias e dá outras providências). RDC No. 44/2010 (Dispõe sobre o controle de medicamentos à base de substâncias classificadas como antimicrobianos, de uso sob prescrição médica, isoladas ou em associação e dá outras providências). RDC No. 20/2011 (Trata sobre o controle de antibióticos, trazendo algumas pequenas alterações em relação a RDC 44/2010). SNGPC E AFE FOI TEMA DE SEMINÁRIO EM SÃO LUÍS E IMPERATRIZ O CRF-MA e a ANVISA incentivando mais uma vez o aprimoramento das atividades funcionais da classe farmacêutica do nosso estado realizaram o seminário sobre o Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC) e sobre Autorização de Funcionamento de Empresa (AFE). Em Imperatriz, o Seminário foi realizado nos dias 30 e 31 de agosto de 2010, no Auditório da FACIMP e em São Luís, o evento foi nos dias 02 e 03 de setembro de 2010, no Auditório Josué Montello do UNICEUMA I. Nas duas cidades o Seminário teve recorde de público que aproveitou o espaço e o conhecimento dos palestrantes para esclarecer, especialmente, dúvidas sobre o gerenciamento de produtos controlados. Para Dr. Ronaldo Pereira, (presidente do CRF-MA) este evento vem ratificar e fortalecer o compromisso da atual Diretoria do Conselho em fazer investimentos concretos para o aprimoramento profissional da classe farmacêutica do Maranhão, objetivando que a mesma esteja cada vez mais qualificada e que possa proporcionar um serviço com excelência à população maranhense. 12

13 A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO PERMANENTE NA ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO Por Débora Luana Ribeiro Pessoa* Profª Débora Pessoa A educação permanente é conceituada como o processo educativo que se baseia na evolução do trabalho, sendo este fonte de conhecimento e ferramenta de transformação, designado, portanto processo educacional em serviço. Neste contexto, tem-se também, a chamada formação continuada que se caracteriza por ser mais centrada em grupos profissionais específicos. O Farmacêutico tem uma ampla formação profissional e conta com setenta e quatro áreas de atuação disponíveis no mercado. Logo, torna-se necessário o desenvolvimento de habilidades para o exercício em cada área de atuação. As ações de Educação Permanente objetivam fornecer conhecimentos técnicos e auxiliar na formação de novas habilidades do profissional para o mercado de trabalho. A cada dia, com o desenvolvimento tecnológico e a implementação de novas políticas públicas, torna-se extremamente necessário que o profissional busque ferramentas para atualização podendo assim, atender às necessidades do mercado. O Ministério da Saúde, por meio da Portaria No. 1996, de 20 de agosto de 2007, determinou as diretrizes para a implementação da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde, destacando ainda, a necessidade de qualificação profissional em ramos específicos dos setores públicos e privados. Desta forma, reforça-se a importância da Educação Permanente (ou continuada) aos Farmacêuticos enquanto recurso de atualização constante. A educação servirá como ferramenta de apoio para o exercício profissional e para fazer com que o profissional adquira conhecimentos mais próximos à realidade da população maranhense. * Farmacêutica, professora universitária, coordenadora do NEP Núcleo de Educação Permanente na sede do CRF-MA. Presidente do CRF-MA profere palestra na Jornada Acadêmica do UNICEUMA O CRF-MA participou da 10ª Jornada Acadêmica de Farmácia, realizada de 6 a 9 de junho de 2011, no Auditório Josué Montello, UNICEUMA, Campus I, em São Luís. Este ano, a Coordenação do Curso de Farmácia desta Universidade organizou uma programação dinâmica incluindo palestras, minicursos, painéis e homenagens. A Jornada contemplou estudantes de farmácia de todas as instituições de ensino superior com graduação em Farmácia. No segundo dia do evento o presidente do CRF-MA, Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho proferiu a palestra Prescrição Farmacêutica, atividade esta que ainda não foi regulamentada pelo Conselho Federal de Farmácia, mas tem sido alvo de discussões entre a classe e o próprio CFF por se tratar de uma função sujeita a várias considerações no âmbito profissional do farmacêutico. A 10ª Jornada Acadêmica de Farmácia contou também com a participação da coordenadora do NEP/CRF-MA, Drª. Débora Luana Ribeiro Pessoa que ministrou o minicurso sobre Interpretação de Exames Laboratoriais, bem como de vários doutores e mestres em Farmácia, Odontologia, Esté- tica e Cosmetologia, Fonoaudiologia, Fisioterapia, Nutrição, Terapia Ocupacional e Medicina que apresentaram temas de grande relevância para a atuação profissional dos futuros farmacêuticos. 13

14 CRF-MA E SINDUSFARMA (SP) promovem a Oficina de Trabalho Aprimoramento em Diabetes Farmacêuticos que atuam em farmácias, drogarias e farmácias hospitalares participaram da Oficina de Trabalho Aprimoramento em Diabetes, promovida pelo Sindicato das Indústrias de Produtos Farmacêuticos do Estado de São Paulo (SINDUSFARMA), com o apoio do Conselho Federal de Farmácia e Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão. A Oficina de Trabalho realizada no dia 07 de Maio de 2011, no Auditório Josué Montello, UNICEUMA I, contou com a participação do Vice-Presidente do SINDUSFARMA, Dr. Lauro Moretto e da equipe de profissionais da saúde especializada no atendimento à pessoa com diabetes formada pelo Dr. José Vanilton de Almeida (Farmacêutico); Drª Érica Penteado (Farmacêutica); Drª Priscila Pandolfo (Enfermeira) e Drª Fernanda Castelo Branco (Nutricionista). Prestigiaram a Oficina o Presidente do CRF-MA, Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho; a Conselheira Federal de Farmácia do Maranhão, Drª Mary Jane Limeira de Oliveira; a Presidente do SINFAR-MA, Drª Cristiane Gomes Evangelista; o Coordenador de Fiscalização do CRF-MA, Dr. Miguel Leda Dourado e os Conselheiros Regionais do CRF-MA, Dr. Marcelo de Carvalho Gonçalves e Dr. Wellington Santana da Silva. A interação entre os farmacêuticos e a equipe de palestrantes da Oficina se processou através da dramatização de cenas do cotidiano dos portadores de diabetes, focalizando a função do farmacêutico na assistência dessas pessoas. Em seguida, procedeu-se a abordagem teórica apresentando os tipos de diabetes, dietas para o paciente, medicamentos e insulinas. Num segundo momento, aconteceu a parte prática quando os farmacêuticos foram treinados sobre como orientar os pacientes diabéticos no ato da aferição da glicemia capilar e como fazer a auto-administração da insulina no caso de pacientes insulinodependentes. De acordo com Dr. Lauro Moretto, o objetivo primordial da Oficina foi capacitar o farmacêutico que atua nas farmácias para orientar a pessoa diabética quanto ao monitoramento da glicemia e a aplicação da insulina, bem como orientar sobre as demais implicações da doença. Ele destacou ainda, o apoio que a ANVISA, o Conselho Federal de Farmácia e os Conselhos Regionais de Farmácia, a exemplo do CRF-MA, estão dando para a concretização das Oficinas de Trabalho Aprimoramento em Diabetes, no país. Temos o objetivo de atingir dois mil farmacêuticos até o final do ciclo das Oficinas nos quinze estados selecionados e, com a conclusão da plataforma eletrônica, esse número deve atingir mais de sessenta mil farmacêuticos, afirmou Dr. Moretto. Para Dr. Ronaldo Pereira esta é mais uma iniciativa do CRF-MA no sentido de aprimorar o conhecimento técnico do farmacêutico maranhense que terá melhores condições para orientar os pacientes diabéticos, contribuindo de forma decisiva para a melhoria da qualidade de vida dessas pessoas, cumprindo assim, sua função social de agente de saúde pública. 14

15 Presidentes do CFF e CRF-MA recebem homenagem de Instituição de Ensino Superior Profª. Sandra Corrêa O Instituto Florence formou sua primeira turma do Curso de Graduação em Farmácia, no dia 27 de Julho de A Solenidade de Colação de Grau contemplou também novos profissionais da Enfermagem numa cerimônia movida por grande emoção que homenageou o corpo docente, os formandos e os parceiros da instituição. O presidente do Conselho Federal de Farmácia, Dr. Jaldo de Souza Santos e o presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão, Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho foram dois dos homenageados da noite, mas, por motivos profissionais não puderam comparecer ao evento e se fizeram representar dignamente pelos Conselheiros Regionais, Drª Sandra Maria Jansen Cutrim Corrêa e Dr. Marcelo de Carvalho Gonçalves, respectivamente. Dr. Marcelo Gonçalves CRF-MA participa do III Seminário de Atualização Farmacêutica da FACIMP O presidente do Conselho Regional de Farmácia do Estado do Maranhão, Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho e a coordenadora da Seccional do CRF-MA, em Imperatriz, Drª Milca Vasconcelos participaram de 27 a 29 de outubro de 2010, do III Seminário de Atualização Farmacêutica da Faculdade de Imperatriz FACIMP, onde o Dr. Ronaldo Pereira proferiu a palestra sobre Ética Profissional no Exercício da Farmácia. O evento foi uma promoção Curso de Farmácia da FACIMP que trouxe como tema anual a Inclusão Social para Integração do Conhecimento. Conselho Regional de Farmácia promove Curso de Aferição da Pressão Arterial Participantes do Curso de Aferição da Pressão Arterial durante o exercício prático. O CRF-MA promoveu em sua sede, no dia 28 de agosto de 2010, o Curso Teórico - Prático de Aferição da Pressão Arterial que foi ministrado pela Profª. Msc. Aline Sharlon Maciel Batista Ramos, enfermeira, docente do UNICEUMA e servidora pública do Hospital Universitário (HUUFMA) nos setores de UTI, centro cirúrgico e obstetrícia. O curso teve duração de quatro horas e na avaliação dos alunos foi de suma importância, visto que a aferição faz parte do trabalho do farmacêutico. De acordo com a Coordenadora do NEP/CRF- -MA, Drª. Débora Pessoa, o principal objetivo desse curso foi aprimorar os conhecimentos dos profissionais em farmácia, em especial, nas atividades que integram o campo da Assistência Farmacêutica. 15

16 LEGISLAÇÃO FARMACÊUTICA O Conselho Federal de Farmácia regulamenta diversas áreas de atuação do Farmacêutico O CFF editou 16 Resoluções no ano de 2010, dentre elas, várias regulamentando diversas áreas de atuação do Farmacêutico, como a Resolução CFF No. 539 que dispõe sobre o exercício profissional e as atribuições privativas e afins do farmacêutico nos Órgãos de Vigilância Sanitária; a Resolução No. 538 que dispõe sobre as atribuições do Farmacêutico analista de medicamentos, cosméticos, saneantes, alimentos e produtos para a saúde; a No. 530 que dispõe sobre as atribuições e responsabilidade técnica do farmacêutico nas Indústrias de Alimentos. Em 2011, o grande destaque foi para a Resolução No. 542 que constitui uma resposta do CFF à lacuna deixada pela RDC No. 44/10 (ANVISA) que não prevê a prestação dos serviços profissionais que compõem a assistência farmacêutica no momento da dispensação de antimicrobianos, pelo contrário, reserva ao farmacêutico apenas o papel burocrático de escriturário desses medicamentos no SNGPC (Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados). Outro grande destaque foi a publicação da Resolução No. 546 que trata sobre as atribuições do farmacêutico na indicação de plantas medicinais e fitoterápicos isentos de prescrição médica e registro. FARMACÊUTICOS PARTICIPAM DE PALESTRA SOBRE RDC Nº. 44/2009 DA ANVISA Em 2009 mais de 150 pessoas participaram da palestra sobre Boas Práticas Farmacêuticas - Resolução de Diretoria Colegiada No. 44/09 da ANVISA que entrou em vigor em 18 de fevereiro de 2010 e traz, entre suas principais determinações, a limitação dos produtos que podem ser comercializados nos estabelecimentos farmacêuticos. A palestra foi ministrada pela farmacêutica sanitarista Dra. Simone Ribas no Auditório da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (FECOMÉRCIO-MA). Conforme a Drª Simone Ribas, a discussão se tornou necessária pelos próprios dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) que admitem que mais da metade dos medicamentos são prescritos, dispensados ou utilizados de forma inadequada. Em sua fala, ela reforçou a importância do farmacêutico na mediação entre a recomendação médica e o paciente. Os medicamentos envolvem uma série de problemáticas, entre elas: reações adversas, desvio de qualidade, ineficácia terapêutica, interação medicamentosa, erros de medicação, danos por uso inadequado, uso abusivo, intoxicações e ainda roubo, falsificação ou fraude, elencou. Representando o CRF-MA, Dr. Paulo Jessé Gonçalves, Diretor Secretário, relembrou o compromisso dos gestores deste órgão: O CRF-MA vem atuando de forma intensiva para qualificar os profissionais maranhenses. Essa é uma forma de garantir à população a atenção necessária do profissional. Sendo que esta é uma oportunidade indispensável para dirimir as dúvidas sobre a RDC Nº 44/09 que entra em vigor em fevereiro, explicou. O CRF-MA, o SINFAR, assim como as Vigilâncias Sanitárias do Estado e Município foram grandes parceiros na promoção desta atividade que aponta para uma nova realidade nas Farmácias e Drogarias de São Luís. Dr. Ronaldo Pereira, Presidente do CRF-MA, que também se fez presente ao evento, aproveitou a oportunidade da presença de diversos proprietários de farmácias e de vários farmacêuticos responsáveis técnicos para reiterar o compromisso do Conselho em intensificar a fiscalização do exercício profissional e em proporcionar todo o apoio necessário à Vigilância Sanitária de São Luís para fazer cumprir a RDC Nº44/2009. CRF-MA e SUVISA REALIZAM PALESTRA SOBRE RDC Nº. 44/2010 Cerca de duzentos profissionais da área da saúde, na maioria, farmacêuticos, assistiram à palestra explicativa sobre a RDC No. 44/10 (ANVISA), realizada pelo CRF- -MA em parceria com a Superintendência de Vigilância Sanitária (SUVISA) dia 19 de novembro de A interação marcou o evento que proporcionou aos profissionais a oportunidade de esclarecer, diretamente com representantes dos órgãos reguladores, as determinações da resolução que dispõe sobre o uso de medicamentos à base de substâncias classificadas como antimicrobianos, de uso sob prescrição médica, que estarão sujeitas à retenção de uma via nas farmácias e drogarias e que serão controladas pelo Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC). Os farmacêuticos dominaram os questionamentos sobre a No. RDC 44/10, que entrou em vigor, no dia 28 de Outubro de 2010, pois além dos profissionais prescritores (médicos e odontólogos), serão eles os responsáveis pela retenção e dispensação dos antibióticos. Para o Presidente do CRF-MA, Dr. Ronaldo Pereira, a atualização dos farmacêuticos e demais profissionais é de suma importância para o cumprimento dessa resolução. Representantes das Vigilâncias Sanitárias dos Municípios de São Luís, São José de Ribamar, Açailândia, Paulo Ramos, Balsas e Santa Luzia, marcaram presença na palestra. 16

17 CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA Por Dra. Mary Jane Oliveira (Conselheira Federal) Pela Lei Federal No. 3820/60 foram criados os Conselhos Federal e Regionais de Farmácia, dotados de personalidade jurídica de direito público com autonomia administrativa-financeira e com a atribuição de zelar pela fiel observância dos princípios da ética e da disciplina da classe dos que exercem atividades profissionais farmacêuticas no País. Já se passaram mais de 50 anos. De lá pra cá, foram muitas as lutas e conquistas. Com o apoio dos farmacêuticos brasileiros, o CFF teve participação efetiva na melhoria da saúde nacional com a aprovação da Política Nacional de Medicamentos; a Lei dos Genéricos e a implementação das novas Diretrizes Curriculares. São centenas de resoluções profissionais aprovadas pelo Plenário do CFF com o objetivo de fortalecer a Farmácia, assegurar a participação direta em todos os eventos relacionados à saúde e orientar a formação do profissional farmacêutico em todo o País. São atribuições básicas do Conselho Federal de Farmácia e Conselhos Regionais de Farmácia: inscrever e habilitar os profissionais farmacêuticos; expedir resoluções que se tornarem necessárias para a fiel interpretação e execução da lei, definindo ou modificando atribuições e competências dos profissionais farmacêuticos; colaborar com autoridades sanitárias para uma melhor qualidade de vida do cidadão e zelar pela Saúde Pública, promovendo a difusão da assistência farmacêutica no País. Certa vez, disse Monteiro Lobato: O papel do farmacêutico no mundo é tão nobre quanto vital. O farmacêutico representa a ligação entre a medicina e a humanidade sofredora. Nada mais oportuno que usar este espaço para lembrar a importância da profissão. O farmacêutico é um aliado da sociedade e é este profissional que a população busca ao primeiro sinal de enfermidade. Portanto, é preciso aproximar cada vez mais o farmacêutico e a comunidade. Vivemos um momento de expectativas em relação à Saúde no Brasil. Faltam recursos, sobram problemas. Acredito que a assistência farmacêutica na atenção básica resolveria boa parte deles. Faz tempo que o Conselho Federal de Farmácia e os Conselhos Regionais difundem a necessidade do farmacêutico atuar na atenção básica dentro do Sistema Único de Saúde (SUS) e no Programa Saúde da Família (PSF). Não acredito que esteja longe o dia em que uma equipe de saúde será formada pelo médico (o prescritor), o farmacêutico (o dispensador) e o enfermeiro (o administrador de medicamentos). E neste tripé, o farmacêutico é o eixo de sustentação. A presença do farmacêutico nas unidades de saúde, públicas ou privadas, é vital, pois ele é o profissional que garante o acompanhamento terapêutico, é o responsável por orientar o usuário sobre as formas de uso, e com seu conhecimento, é capaz de prevenir interações de risco com medicamentos. Poucos usuários sabem, mas até os medicamentos mais simples que não exigem receita médica na dispensação podem causar efeitos desastrosos. Sem as indicações do farmacêutico, o serviço público pode fazer aquisições equivocadas, gerando desperdício de medicamentos, prejuízos aos cofres públicos, sem contar com o grave risco que os usuários correm ao consumir medicamentos em doses erradas ou que possam provocar interações perigosas. O farmacêutico precisa ser reconhecido por seu valor de guardião de vidas. COMEMORAÇÕES DOS 50 ANOS DE PROMULGAÇÃO DA LEI Nº 3.820/60 QUE CRIOU O CFF E OS CRFs Diretoria do CFF homenageia Conselheiros Federais e Diretorias dos Conselhos Regionais de Farmácia de todo o País Para participar das solenidades festivas das bodas de ouro da promulgação da Lei 3820/60 que criou o Conselho Federal de Farmácia e os Conselhos Regionais, o presidente do CRF-MA, Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho; a Conselheira Federal Drª. Mary Jane Limeira de Oliveira e todos os demais membros da Diretoria do CRF-MA estiveram presentes em Brasília (DF), no dia 11 de novembro de 2010, no Auditório Petrônio Portela, anexo ao Senado Federal. As solenidades foram marcadas por homenagens aos ex-presidentes do CFF; aos Conselheiros Federais e aos atuais Presidentes dos CRFs que receberam medalhas comemorativas. Para Dr. Ronaldo Pereira os 50 anos do Conselho Federal de Farmácia é uma demonstração da legitimidade da entidade na regulamentação e gerência dos destinos da profissão farmacêutica no país. Dr. Ronaldo Pereira, Dra. Mary Jane Oliveira, Dr. Ronaldo Aquino, Dra. Mª José Luna e Dr. Paulo Jessé. 17

18 Record inspeções realizadas em 2011 Dr. Walter Jorge João (CFF) ladeado por Dr. Ronaldo Pereira (CRF-MA) e Dr. Daniel Jackson (CRF-PA). Com o tema Padronizando Ações para Fiscalizar com Qualidade foi realizado nos dias 21 e 22 de junho de 2011, na cidade de Salvador/BA, o Encontro Norte/Nordeste de Fiscalização promovido pela Comissão de Fiscalização do Con- selho Federal de Farmácia (COFISC/CFF) que contou com a participação de representantes e fiscais de 16 Conselhos Regionais. Os conselhos das regiões focalizadas no encontro foram representados por Dr. Daniel Jackson (presidente do CRF- -PA) e por Dr. Ronaldo Pereira (presidente do CRF-MA) que ministrou a palestra Dificuldades na Padronização das Ações de Fiscalização: A importância de buscar a padronização. Os dois representantes de classe elaboraram um relatório pontuando os principais problemas encontrados na fiscalização da profissão farmacêutica nos 16 estados que compreendem o Norte e o Nordeste do Brasil tomando como base as experiências dos fiscais do Pará e do Maranhão para exemplificar o perfil da fiscalização nas duas regiões. A participação do CRF-MA nesse grande evento contou ainda com a presença do Secretário Geral, Dr. Paulo Jessé; do Coordenador de Fiscalização, Dr. Miguel Dourado e dos farmacêuticos fiscais, Dr. Raiflan Matias da Silva e Dr. Luiz Ricardo de Moraes Sanglard. CONSELHEIRA FEDERAL EM AÇÃO Segundo a Presidente da COFISC e Conselheira Federal, Dra. Mary Jane Limeira de Oliveira, os dados obtidos nos debates, bem como os relatórios gerados pelos grupos de trabalho do Norte/ Nordeste serão reunidos com os resultados encontrados no Encontro Regional de Fiscalização das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste (dias 27 e 28 de julho de 2011, em Vitória/ES) com vistas a elaborar um MANUAL NACIONAL DE PROCEDIMENTOS DE FISCALIZAÇÃO que a COFISC pretende publicar em Para o Coordenador do Encontro e Vice-Presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João, esse ciclo de Encontros é um marco na história da atividade farmacêutica brasileira e vem fortalecer todas as áreas de abrangência da Farmácia no território nacional. Fiscalização, salientou Dr. Jorge João. 18

19 Conselho de Farmácia do Maranhão realiza Reunião Plenária Histórica em dois turnos A Reunião Plenária Ordinária do Conselho Regional de Farmácia do Maranhão realizada em sua sede, no dia 15 de julho de 2011, (auditório Terezinha de Jesus Almeida Silva Rêgo ), contou com a presença de toda a Diretoria, funcionários, assessores e farmacêuticos maranhenses. Porém, esta que seria uma assembleia comum na rotina do CRF-MA, entrou para a história como a primeira reunião realizada por este órgão em dois turnos, tendo em vista a necessidade de fazer cumprir uma pauta mista que foi distribuída nos períodos da manhã e da tarde. Pela manhã, a ordem dos assuntos abordados seguiu os pontos de costume, tais como: aprovações de deliberações; votações de processos de registros de firmas; inscrições de farmacêuticos; baixas de RT (Responsabilidade Técnica); aplicações de multas; discussões de propostas; autorizações para realizar despesas do CRF-MA, entre outros, onde se destacou o julgamento do Processo Administrativo de nº que culminou com a Cassação do Mandato de um Conselheiro Regional por ausência contu- maz às Reuniões Plenárias do Conselho não tendo o mesmo participado de nenhuma reunião desde o início de À tarde, a reunião se tornou secreta em função do Julgamento de 11 (onze) Processos Éticos Disciplinares (PED) que foram concluídos com êxito pelo Plenário ali presente. Este é mais um fato inédito na história do Conselho do Maranhão uma vez que, com a implantação da Assistência Plena na capital, sobressaiu a necessidade de julgar os PEDs até concluí-los, garantindo assim que a atuação do farmacêutico seja respeitada e que a sociedade possa usufruir dos benefícios de uma correta orientação sobre o uso racional de medicamentos tomado consciência, inclusive, dos altos riscos decorrentes da automedicação. Para o Presidente do CRF-MA, Dr. Ronaldo Pereira, os Conselheiros Regionais que estiveram presentes nesta Plenária Histórica estão de parabéns pelo cumprimento dedicado e comprometido de seus mandatos em uma função pública honrosa outorgada e eleita através da classe farmacêutica. SECCIONAL DE IMPERATRIZ PASSA POR PROCESSO DE RENOVAÇÃO DE MOBILIÁRIO Móveis planejados adquiridos pelo CRF-MA oferecem mais comodidade às instalações A Seccional do CRF-MA na cidade de Imperatriz, região sul maranhense, oferece agora uma nova estrutura de móveis planejados para melhor atender aos farmacêuticos e também para proporcionar uma acomodação adequada e prática aos seus funcionários. Com a renovação do mobiliário da Seccional de Imperatriz, a Diretoria do CRF-MA concretiza mais uma ação em favor da classe farmacêutica da região, beneficiando, especialmente, seus colaboradores com melhores condições no ambiente de trabalho, disse o Presidente do CRF-MA, Dr. Ronaldo Ferreira Pereira Filho. Para o Vice-Presidente do CRF-MA, Dr. Ronaldo Tomaz de Aquino, todos os avanços alcançados pela atual gestão só vêm consolidar a imagem do Conselho como uma entidade comprometida com o profissional farmacêutico em todo o estado do Maranhão. Para a cidade de Imperatriz, a maior conquista deste ano foi a implantação da Assistência Farmacêutica Plena nas Farmácias e Drogarias que ampliou o mercado de trabalho na região, dando oportunidade aos recém-formados e, além de tudo, ainda prestigiou a sociedade oferecendo orientação adequada sobre o uso racional de medicamentos, destacou ele complementando que a contratação do Farmacêutico-Fiscal para a região impulsionou as atividades de fiscalização, visto que, em momentos anteriores, os estabelecimentos farmacêuticos funcionavam à revelia pela carência de ações fiscalizadoras. A Seccional de Imperatriz conta com uma equipe de quatro funcionários: 1-Milca Vasconcelos Silva (Farmacêutica e Co- ordenadora da Seccional); 2-Daniela Soares Fernandes (Farmacêutica e Coordenadora do NEP); 3-Raimunda Amorim de Sousa (Assistente Administrativo da Secretaria) e 4-Luiz Ricardo Sanglard (Farmacêutico Fiscal) sob a direção do Vice- -Presidente do CRF-MA, 5-Dr. Ronaldo Tomaz de Aquino que integra efetivamente este grupo

20 I C TI TE O N A E R A P! E P Farmacêuticos(as), Parabéns por contribuir na construção dessa história de lutas e conquistas que valorizam nossa classe profissional, repercutindo beneficamente na melhoria da saúde pública do nosso estado. O JUBILEU DE OURO DO CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO MARANHÃO SERÁ COMEMORADO COM A SEGUINTE PROGRAMAÇÃO: Dia 30 e 31/ago/ Reunião Plenária Nacional Dia 31/ago/ Solenidade dos 50 Anos CRF-MA Dia 31/ago/ Confraternização da Classe Farmacêutica O Conselho Regional de Farmácia do Maranhão convida a população de São Luís e de Imperatriz, bem como dos demais municípios do estado, para exigir o cumprimento de seus direitos assegurados pela Lei Sanitária Federal No /73 que estabelece a obrigatoriedade da presença dos farmacêuticos em horário integral nas farmácias e drogarias para prestar atendimento profissional qualificado. Para denúncias de falta de assistência farmacêutica nestes estabelecimentos o CRF-MA disponibiliza o endereço eletrônico: e os telefones (98) (São Luís) ou (99) (Imperatriz). 20

COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO E PARECERES PARECER n.º 007/2013

COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO E PARECERES PARECER n.º 007/2013 COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO E PARECERES PARECER n.º 007/2013 Aprovado na 523ª Reunião Ordinária de Plenário de 26 de agosto de 2013. 1. Do Fato Assunto: Dispensação de medicamentos pelo Técnico de Enfermagem.

Leia mais

Prescrição Farmacêutica. Aspectos técnicos e legais

Prescrição Farmacêutica. Aspectos técnicos e legais Bem Vindos! Prescrição Farmacêutica Aspectos técnicos e legais Quem sou? Prof. Dr José Henrique Gialongo Gonçales Bomfim Farmacêutico Bioquímico 1998 Mestre em Toxicologia USP 2003 Doutor em Farmacologia

Leia mais

1.5. Dados pessoais que devem constar na receita médica. 1.6. Validade das receitas de medicamentos antimicrobianos

1.5. Dados pessoais que devem constar na receita médica. 1.6. Validade das receitas de medicamentos antimicrobianos Atualizado: 10 / 05 / 2013 FAQ AI 1. Controle de medicamentos antimicrobianos (antibióticos) 1.1. Informações gerais 1.2. Uso contínuo (tratamento prolongado) 1.3. Retenção da segunda via da receita médica

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE. CAPÍTULO I Da Finalidade. CAPÍTULO II Dos Princípios, Objetivos e Metas Seção I Dos Princípios LEI N. 1.343, DE 21 DE JULHO DE 2000 Institui a Política Estadual do Idoso - PEI e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa do Estado

Leia mais

Relatório de Atividades 2014. Comissão de Ética

Relatório de Atividades 2014. Comissão de Ética Comissão de Ética Introdução As ações desenvolvidas pela Comissão de Ética em 2014 foram pautadas nos parâmetros do Questionário de Avaliação da Ética elaborado pela Comissão de Ética Pública (CEP) que

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011 Ementa: Regulamenta o registro, a guarda e o manuseio de informações resultantes da prática da assistência farmacêutica nos serviços de saúde. O Conselho Federal

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2015-2017

PLANO DE GESTÃO 2015-2017 UNIFAL-MG FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS PLANO DE GESTÃO 2015-2017 Profa. Fernanda Borges de Araújo Paula Candidata a Diretora Profa. Cássia Carneiro Avelino Candidata a Vice Diretora Índice Apresentação...

Leia mais

Componente Curricular: Deontologia e Bioética Farmacêutica PLANO DE CURSO

Componente Curricular: Deontologia e Bioética Farmacêutica PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Autorizado pela Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 Componente Curricular: Deontologia e Bioética Farmacêutica Código: FAR - 106 Pré-requisito: - Período

Leia mais

CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL NO MARANHÃO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO: CRIAÇÃO E FUNCIONAMENTO

CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL NO MARANHÃO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO: CRIAÇÃO E FUNCIONAMENTO CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL NO MARANHÃO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO: CRIAÇÃO E FUNCIONAMENTO CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL NO MARANHÃO Presidente Carmen Maria Teixeira Moreira Serra Secretário

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA EM ENFERMAGEM CAPÍTULO I Natureza, Finalidade, Sede e Foro Art. 1º - A Comissão Nacional de Residência em Enfermagem - CONARENF, criada pela Portaria

Leia mais

EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015.

EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. EDITAL Nº001, DE 13 DE JANEIRO DE 2015. A Presidente do no uso de suas atribuições legais e regulamentadas pela Lei Nº 2.750 de 31 de Dezembro publica as normas para o processo eleitoral das entidades

Leia mais

Cartilha para Conselhos. Municipais de Educação

Cartilha para Conselhos. Municipais de Educação Cartilha para Conselhos Municipais de Educação Sistemas de ensino são o conjunto de campos de competências e atribuições voltadas para o desenvolvimento da educação escolar que se materializam em instituições,

Leia mais

Projeto de Ação Conjunta de Inspeções em Distribuidoras de Medicamentos

Projeto de Ação Conjunta de Inspeções em Distribuidoras de Medicamentos Agência Nacional de Vigilância Sanitária Projeto de Ação Conjunta de Inspeções em Distribuidoras de Medicamentos Gerência-Geral de Inspeção e Controle de Medicamentos e Produtos Gerência de Investigação

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

CARTA DE SÃO PAULO 5º CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS E A SEGURANÇA DO PACIENTE

CARTA DE SÃO PAULO 5º CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS E A SEGURANÇA DO PACIENTE CARTA DE SÃO PAULO 5º CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS O USO RACIONAL DE MEDICAMENTOS E A SEGURANÇA DO PACIENTE A realização do I Congresso Brasileiro sobre o Uso Racional de Medicamentos

Leia mais

CAPÍTULO I: DA NATUREZA E FINALIDADE

CAPÍTULO I: DA NATUREZA E FINALIDADE REGULAMENTO DOS NÚLCLEOS DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS E INDÍGENAS (NEABIs) DO IFRS Aprovado pelo Conselho Superior do IFRS, conforme Resolução nº 021, de 25 de fevereiro de 2014. CAPÍTULO I: DA NATUREZA

Leia mais

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO Art. 1º - Corpo Clínico é o conjunto de médicos que se propõe a assumir solidariamente a responsabilidade de prestar atendimento aos usuários que

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009.

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE SAÚDE, CRIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL, DA DIVISÃO DE MEIO-AMBIENTE E

Leia mais

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Família Secretaria Municipal de Saúde CASC - Centro de Atenção a Saúde Coletiva Administração Municipal Horizontina RS Noroeste do Estado Distante 520 Km da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 21/2007

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 21/2007 RESOLUÇÃO Nº 21/2007 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, CONSIDERANDO o que consta do Processo nº 25.154/2007-18 CENTRO DE EDUCAÇÃO (CE); CONSIDERANDO

Leia mais

O Jornal O Imparcial, em sua edição do dia 07 de fevereiro do corrente, publicou uma matéria sobre as críticas do Conselheiro Henrique Liberato

O Jornal O Imparcial, em sua edição do dia 07 de fevereiro do corrente, publicou uma matéria sobre as críticas do Conselheiro Henrique Liberato O Jornal O Imparcial, em sua edição do dia 07 de fevereiro do corrente, publicou uma matéria sobre as críticas do Conselheiro Henrique Liberato Salvador, da Delegacia Regional de P. Prudente do Conselho

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social

RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014. Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social RELATÓRIO ANUAL DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS / 2014 Convênio Municipal Secretaria de Desenvolvimento Social Entidade: Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil Endereço: Rua Antônio Miguel Pereira

Leia mais

I CIPPEB - CONGRESSO INTERNACIONAL DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA RELATO DE EXPERIÊNCIA

I CIPPEB - CONGRESSO INTERNACIONAL DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA RELATO DE EXPERIÊNCIA RELATO DE EXPERIÊNCIA SEMANA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: UMA PRÁTICA PEDAGÓGICA Mestranda Rita Aparecida Nunes de Souza da Luz PROGEPE UNINOVE Resumo O objetivo desse trabalho é relatar a experiência

Leia mais

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 36, DE 25 DE JULHO DE 2013.

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 36, DE 25 DE JULHO DE 2013. ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO DA DIRETORIA COLEGIADA - RDC Nº 36, DE 25 DE JULHO DE

Leia mais

LEI Nº 982 DE 16 DE MAIO DE 2013.

LEI Nº 982 DE 16 DE MAIO DE 2013. LEI Nº 982 DE 16 DE MAIO DE 2013. Dispõe sobre a criação, composição, competência e funcionamento do Conselho Municipal de Esporte e Lazer CMEL. O Povo do Município de Turvolândia Estado de Minas Gerais,

Leia mais

Formação de Recursos Humanos na área de fármacos e medicamentos

Formação de Recursos Humanos na área de fármacos e medicamentos Formação de Recursos Humanos na área de fármacos e medicamentos A formação em Farmácia Seminário do BNDES 7 de maio de 2003 Por que RH para Fármacos e Medicamentos? Fármacos e Medicamentos como campo estratégico

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 044/2015, DE 13 DE ABRIL DE 2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 044/2015, DE 13 DE ABRIL DE 2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 044/2015, DE 13 DE ABRIL DE 2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

PROPOSTAS PARA A ESTRUTURAÇÃO DA ÁREA FARMACÊUTICA EM PERNAMBUCO

PROPOSTAS PARA A ESTRUTURAÇÃO DA ÁREA FARMACÊUTICA EM PERNAMBUCO PROPOSTAS PARA A ESTRUTURAÇÃO DA ÁREA FARMACÊUTICA EM PERNAMBUCO Documento elaborado a partir das discussões do Fórum Pernambucano de Valorização da Profissão Farmacêutica RECIFE/PE, AGOSTO DE 2014 Propostas

Leia mais

EDUCAÇÃO E CIDADANIA: OFICINAS DE DIREITOS HUMANOS COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES NA ESCOLA

EDUCAÇÃO E CIDADANIA: OFICINAS DE DIREITOS HUMANOS COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES NA ESCOLA EDUCAÇÃO E CIDADANIA: OFICINAS DE DIREITOS HUMANOS COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES NA ESCOLA Autores: FIGUEIREDO 1, Maria do Amparo Caetano de LIMA 2, Luana Rodrigues de LIMA 3, Thalita Silva Centro de Educação/

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades complementares que compõem o currículo pleno dos

Leia mais

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS

NORMAS REGULADORAS DO PROCESSO SELETIVO Edital Nº 17/2014-SEDIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTOS DOS CONSELHOS ESCOLARES PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO CENTRO DE EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

GOVERNO DO MUNICIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE GABINETE DO PREFEITO

GOVERNO DO MUNICIPIO DE CONSELHEIRO LAFAIETE GABINETE DO PREFEITO LEI N o 5.641, DE 23 DE JUNHO DE 2014. RECONHECE A PESSOA COM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA COMO PORTADORA DE DEFICIÊNCIA PARA OS FINS DE FRUIÇÃO DOS DIREITOS ASSEGURADOS PELA LEI ORGÂNICA E PELAS DEMAIS

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação da Faculdade Barretos Art. 1º - O presente Regulamento tem por finalidade definir normas e critérios para a seleção

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E FINALIDADE

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E FINALIDADE REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E FINALIDADE Art. 1º - O Conselho Municipal do Idoso CMI de Carlos Barbosa, criado pela Lei Municipal nº 1754,

Leia mais

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004

LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 LEI N 1.892/2008 Dá nova redação a Lei nº 1.580/2004 Povo do Município de Viçosa, por seus representantes legais, aprovou e eu, em seu nome, sanciono e promulgo a seguinte Lei: Das disposições Gerais Art.

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

Farmácia Universitária

Farmácia Universitária Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG Faculdade de Ciências Farmacêuticas Farmácia Universitária Regimento Interno Título I Da Farmácia Universitária Art. 1o A Farmácia Universitária da UNIFAL-MG,

Leia mais

A temática Sistema Nacional de Educação foi dissertada pela Profa. Flávia Maria Barros Nogueira Diretora da SASE.

A temática Sistema Nacional de Educação foi dissertada pela Profa. Flávia Maria Barros Nogueira Diretora da SASE. CARTA DE RECIFE O Fórum Nacional de Conselhos Estaduais de Educação realizou em Recife, no período de 16 a 18 de setembro a Reunião Plenária da Região Nordeste, com a participação dos Conselhos Estaduais

Leia mais

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente?

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente? O tema Segurança do Paciente vem sendo desenvolvido sistematicamente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desde sua criação, cooperando com a missão da Vigilância Sanitária de proteger

Leia mais

o artigo 13, VIII do Estatuto da UEPG;

o artigo 13, VIII do Estatuto da UEPG; Certifico que a presente Resolução foi disponibilizada neste local no dia 05/12/2014 Graziela de Fátima Rocha Secretaria da Reitoria RESOLUÇÃO UNIV. N o 43, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2014. Aprova o Regimento

Leia mais

REGIMENTO DO CENTRO DE PESQUISA - CEPESq PROF. PASQUALE CASCINO

REGIMENTO DO CENTRO DE PESQUISA - CEPESq PROF. PASQUALE CASCINO REGIMENTO DO CENTRO DE PESQUISA - CEPESq CAPÍTULO I DA SEDE E FORO Artigo 1º - O CENTRO DE ENSINO E PESQUISA CEPESq PROF. PASQUALE CASCINO com sede e foro na cidade de São Paulo, à Avenida João Dias, 2046

Leia mais

NORIEL VIANA PEREIRA Candidato a Diretor ESTES

NORIEL VIANA PEREIRA Candidato a Diretor ESTES NORIEL VIANA PEREIRA Candidato a Diretor ESTES CHAPA: InterAÇÃO: Equidade e Responsabilidade Propostas para a Gestão Junho/2013 a Junho/2017 UBERLÂNDIA 2013 1.0 APRESENTAÇÃO DO CANDIDATO Bacharel e Licenciado

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 2-CADCAM/C/UNICENTRO, DE 04 DE MAIO DE 2015. Aprova o Regulamento da Farmácia Escola do Campus Cedeteg, UNICENTRO-PR. O PRESIDENTE DO CONSELHO ADMINISTRATIVO DO CAMPUS CEDETEG, UNIDADE UNIVERSITÁRIA

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA

PROJETO DE REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA PROJETO DE REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA Em conformidade com os poderes regulamentares que lhes são atribuídos pelo artigo 241.º, da Lei Constitucional, devem os municípios

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB) CAPÍTULO I - DO NEPEC E SEUS OBJETIVOS Artigo 1º - O presente Regulamento disciplina as atribuições,

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt1559_01_08_2008.html

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt1559_01_08_2008.html Página 1 de 5 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.559, DE 1º DE AGOSTO DE 2008 Institui a Política Nacional

Leia mais

O papel dos conselhos na afirmação do Pacto pela Saúde

O papel dos conselhos na afirmação do Pacto pela Saúde Informativo interativo eletrônico do CNS aos conselhos de Saúde Brasília, junho de 2006 Editorial O papel dos conselhos na afirmação do Pacto pela Saúde A aprovação unânime do Pacto pela Saúde na reunião

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS Art. 1 o. O Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia - NITTEC é um Órgão Executivo

Leia mais

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 Modelo 2: resumo expandido de relato de experiência Resumo expandido O Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão. Quadriênio 2016-2019. Candidata

PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão. Quadriênio 2016-2019. Candidata PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão Quadriênio 2016-2019 Candidata Franciele Ani Caovilla Follador Slogan: CCS em ação! 1 INTRODUÇÃO Em 1991,

Leia mais

A Faculdade de Ciências Farmacêuticas no uso de suas atribuições legais e regimentais;

A Faculdade de Ciências Farmacêuticas no uso de suas atribuições legais e regimentais; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas MG. CEP 37130-000 Fone (35)3299-1350 A Faculdade de Ciências Farmacêuticas

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE ESPORTES E SAÚDE - LIES Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A Liga Acadêmica de Esportes e Saúde é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob

Leia mais

RESOLUÇÃO CSA N.º 03, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015

RESOLUÇÃO CSA N.º 03, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 RESOLUÇÃO CSA N.º 03, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o regulamento do Núcleo de Direitos Humanos das Faculdades Ponta Grossa. A Presidente do Conselho Superior de Administração das Faculdades Ponta

Leia mais

NOTA TÉCNICA SOBRE A RDC Nº

NOTA TÉCNICA SOBRE A RDC Nº NOTA TÉCNICA SOBRE A RDC Nº 20/2011 Orientações de procedimentos relativos ao controle de medicamentos à base de substâncias classificadas como antimicrobianos, de uso sob prescrição isoladas ou em associação.

Leia mais

Resolução nº 492 de 26 de novembro de 2008

Resolução nº 492 de 26 de novembro de 2008 Resolução nº 492 de 26 de novembro de 2008 Ementa: Regulamenta o exercício profissional nos serviços de atendimento pré-hospitalar, na farmácia hospitalar e em outros serviços de saúde, de natureza pública

Leia mais

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto?

Projetos Sociais da Faculdade Campo Real CIDADANIA REAL 1. O que é o projeto? 2. Em que consistem as atividades do projeto? Projetos Sociais da Faculdade Campo Real A promoção da cidadania é qualidade de toda instituição de ensino consciente de sua relevância e capacidade de atuação social. Considerando a importância da Faculdade

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 16/2014 Cria o Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão em Economia Solidária e Educação Popular NUPLAR,

Leia mais

Regulamento da CPA Comissão Própria de Avaliação DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE VISCONDE DO RIO BRANCO CAPÍTULO I

Regulamento da CPA Comissão Própria de Avaliação DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE VISCONDE DO RIO BRANCO CAPÍTULO I Regulamento da CPA Comissão Própria de Avaliação DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE VISCONDE DO RIO BRANCO CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1 - O presente Regulamento disciplina a organização,

Leia mais

Fiscalizar, orientando Orientar, fiscalizando

Fiscalizar, orientando Orientar, fiscalizando Fiscalizar, orientando Orientar, fiscalizando O CFF e os CRFs estão implantando uma nova filosofia para a fiscalização farmacêutica. Pelo jornalista Aloísio Brandão, Editor desta revista. O Presidente

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS LEI Nº 14.830, de 11 de agosto de 2009 Dispõe sobre a criação do Conselho Estadual do Artesanato e da Economia Solidária - CEAES, e adota outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PLANO DE TRABALHO. CHAPA: Um CAU para os Arquitetos. Eleições 2014. Página1de 8 CHAPA - UM CAU PARA OS ARQUITETOS.

PLANO DE TRABALHO PLANO DE TRABALHO. CHAPA: Um CAU para os Arquitetos. Eleições 2014. Página1de 8 CHAPA - UM CAU PARA OS ARQUITETOS. PLANO DE TRABALHO CHAPA: Um CAU para os Arquitetos Página1de 8 SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO...3 2 CONSELHEIROS...3 3 GESTÃO...4 4 INSTITUCIONAIS...5 5 PRÁTICAS PROFISSIONAIS...6 6 FISCALIZAÇÃO...7 7 ENSINO...8

Leia mais

NOTA TÉCNICA No 1/2011

NOTA TÉCNICA No 1/2011 Agência Nacional de Vigilância Sanitária NOTA TÉCNICA No 1/2011 Esclarecimentos e orientações sobre o funcionamento de instituições que prestem serviços de atenção a pessoas com transtornos decorrentes

Leia mais

Faculdade Escola Paulista de Direito

Faculdade Escola Paulista de Direito REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO São Paulo 2014 ESCOLA PAULISTA DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades

Leia mais

LEI Nº 6.583, DE 20 DE OUTUBRO DE 1978

LEI Nº 6.583, DE 20 DE OUTUBRO DE 1978 LEI Nº 6.583, DE 20 DE OUTUBRO DE 1978 Cria os Conselhos Federal e Regionais de Nutricionistas, regula o seu funcionamento, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso

Leia mais

FORUM PERMANENTE DA AGENDA 21 LOCAL DE SAQUAREMA REGIMENTO INTERNO. CAPITULO 1-Da natureza, sede, finalidade, princípios e atribuições:

FORUM PERMANENTE DA AGENDA 21 LOCAL DE SAQUAREMA REGIMENTO INTERNO. CAPITULO 1-Da natureza, sede, finalidade, princípios e atribuições: FORUM PERMANENTE DA AGENDA 21 LOCAL DE SAQUAREMA REGIMENTO INTERNO CAPITULO 1-Da natureza, sede, finalidade, princípios e atribuições: Artigo I: O Fórum Permanente da Agenda 21 de Saquarema, criado pelo

Leia mais

FENEIS FEDERAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS SURDOS

FENEIS FEDERAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS SURDOS FENEIS FEDERAÇÃO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E INTEGRAÇÃO DOS SURDOS Dia dos Surdos 2009 Apresentação No dia 26 de setembro, a Comunidade Surda Brasileira comemora o Dia Nacional do Surdo, data em que são relembradas

Leia mais

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES

SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES SITUAÇÃO DOS RECURSOS HUMANOS DA ÁREA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS IFES Introdução A questão dos recursos humanos na área de Tecnologia da Informação é assunto de preocupação permanente no Colégio de

Leia mais

MINAS GERAIS 12/04/2008. Diário do Judiciário. Portaria 2.176/2008

MINAS GERAIS 12/04/2008. Diário do Judiciário. Portaria 2.176/2008 MINAS GERAIS 12/04/2008 Diário do Judiciário Chefe de Gabinete: Dalmar Morais Duarte 11/04/2008 PRESIDÊNCIA Portaria 2.176/2008 Institucionaliza o Programa Conhecendo o Judiciário do Tribunal de Justiça.

Leia mais

RESOLUÇÃO CRM-PR N º 150/2007 (Publicado no Diário Oficial da União, Seção 1, de 24/04/2007 p. 86) (Revogada pela Resolução CRMPR 181/2011)

RESOLUÇÃO CRM-PR N º 150/2007 (Publicado no Diário Oficial da União, Seção 1, de 24/04/2007 p. 86) (Revogada pela Resolução CRMPR 181/2011) CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO PARANÁ RUA VICTÓRIO VIEZZER. 84 - CAIXA POSTAL 2.208 - CEP 80810-340 - CURITIBA - PR FONE: (41) 3240-4000 - FAX: (41) 3240-4001 - SITE: www.crmpr.org.br - E-MAIL: protocolo@crmpr.org.br

Leia mais

RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015

RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015 RESOLUÇÃO CONEPE Nº 001/2015 Estabelece regras para o funcionamento dos cursos de pós-graduação lato sensu da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul Uergs. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

Leia mais

Profa. Dra. Sheila Rodrigues de Sousa Porta PLANO DE AÇÃO 2013-2017

Profa. Dra. Sheila Rodrigues de Sousa Porta PLANO DE AÇÃO 2013-2017 UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Escola Técnica de Saúde Profa. Dra. Sheila Rodrigues de Sousa Porta PLANO DE AÇÃO 2013-2017 Proposta de trabalho apresentada como pré-requisito para inscrição no processo

Leia mais

DECRETO Nº 55.867, DE 23 DE JANEIRO DE 2015

DECRETO Nº 55.867, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Secretaria Geral Parlamentar Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo DECRETO Nº 55.867, DE 23 DE JANEIRO DE 2015 Confere nova regulamentação ao Conselho Municipal de Segurança

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA RESOLUÇÃO CFFa nº 467, de 24 de abril de 2015. Dispõe sobre as atribuições e competências relativas ao profissional fonoaudiólogo Especialista em Fonoaudiologia do Trabalho, e dá outras providências. O

Leia mais

Faculdades Integradas de Taquara

Faculdades Integradas de Taquara CONSELHO SUPERIOR ACADÊMICO E ADMINISTRATIVO RESOLUÇÃO CSAA N 04/2015 Regulamenta as Atividades Complementares dos Cursos de Graduação das Faculdades Integradas de Taquara. O Presidente do Conselho Superior

Leia mais

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA PROFISSIONAL NÍVEL SUPERIOR CONTEUDISTA (MESTRE) PARA O CURSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA, COM UTILIZAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE GESTÃO DA

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA GERIATRIA E GERONTOLOGIA - LIG Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A LIGA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob a supervisão

Leia mais

II Encontro de Disfagia: a utilização de protocolos na prática fonoaudiológica

II Encontro de Disfagia: a utilização de protocolos na prática fonoaudiológica II Encontro de Disfagia: a utilização de protocolos na prática fonoaudiológica O que vamos conversar? Sobre o Conselho Atividades da Fiscalização Código de Ética e Legislações relacionadas à Disfagia Discussão

Leia mais

PLANO DE AÇÃO - 2014

PLANO DE AÇÃO - 2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE QUIXADÁ SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO PEDAGÓGICO PLANO DE AÇÃO - 2014 MISSÃO Assessorar as Regionais Educacionais, fortalecendo o processo

Leia mais

Formulário para envio de contribuições em Consulta Pública. Apresentação e orientações

Formulário para envio de contribuições em Consulta Pública. Apresentação e orientações Formulário para envio de contribuições em Consulta Pública FORMULÁRIO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES EM CONSULTA PÚBLICA Apresentação e orientações Este Formulário possui a finalidade de enviar contribuições

Leia mais

Câmara Municipal de Barueri. Conheça a Norma SA8000. Você faz parte!

Câmara Municipal de Barueri. Conheça a Norma SA8000. Você faz parte! Câmara Municipal de Barueri Conheça a Norma SA8000 Você faz parte! O que é a Norma SA 8000? A SA 8000 é uma norma internacional que visa aprimorar as condições do ambiente de trabalho e das relações da

Leia mais

MOVIMENTO CASCAVEL ROSA - NA LUTA CONTRA O CÂNCER

MOVIMENTO CASCAVEL ROSA - NA LUTA CONTRA O CÂNCER MOVIMENTO CASCAVEL ROSA - NA LUTA CONTRA O CÂNCER Área Temática: Saúde Adriane de Castro Martinez Martins 1 (Coordenadora) Claudecir Delfino Verli 2 Aline Maria de Almeida Lara 3 Modalidade: Comunicação

Leia mais

CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO-CONSEPE

CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO-CONSEPE CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO-CONSEPE RESOLUÇÃO Nº 14/2008, DE 25 DE JULHO DE 2008 Regulamenta o planejamento, acompanhamento e registro das Atividades Complementares, necessárias à integralização

Leia mais

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense

PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense PROJETO Educação de Qualidade: direito de todo maranhense 1. DISCRIMINAÇÃO DO PROJETO Título do Projeto Educação de Qualidade: direito de todo maranhense Início Janeiro de 2015 Período de Execução Término

Leia mais

PROJETO MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA: CONVIVÊNCIA, CIDADANIA, SAÚDE E LAZER

PROJETO MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA: CONVIVÊNCIA, CIDADANIA, SAÚDE E LAZER SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA AGROTÉCNICA FEDERAL DE UBERLÂNDIA Fazenda Sobradinho, s/ nº, Município de Uberlândia, CEP: 38.400-974, telefone: (34) 3233-8800 Fax: (34) 3233-8833,

Leia mais

CRA Departamento de Comunicação e Marketing Ata de Reunião 23.10.2008

CRA Departamento de Comunicação e Marketing Ata de Reunião 23.10.2008 CRA Departamento de Comunicação e Marketing Ata de Reunião 23.10.2008 I. Chamada de Ordem Adm. Glaucia Pascoaleto Araujo Conselho Regional dos Administradores de São Paulo. Reunião com Coordenadores dos

Leia mais

REFORMA UNIVERSITÁRIA: contribuições da FENAJ, FNPJ e SBPJor. Brasília, outubro de 2004

REFORMA UNIVERSITÁRIA: contribuições da FENAJ, FNPJ e SBPJor. Brasília, outubro de 2004 REFORMA UNIVERSITÁRIA: contribuições da FENAJ, FNPJ e SBPJor Brasília, outubro de 2004 FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS FENAJ http://www.fenaj.org.br FÓRUM NACIONAL DOS PROFESSORES DE JORNALISMO - FNPJ

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2009/2012

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2009/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 018 /2011/CSCI Versão: 01 Aprovação em: 17 de novembro de 2011 Ato de Aprovação: 018/2011 Unidades Responsáveis: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social DISPÕE SOBRE PROCEDIMENTOS

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

PARECER COREN-SP 028/2014 CT PRCI n 100.954 Ticket n 280.428, 282.601, 283.300, 283.647, 284.499, 287.181, 290.827, 299.421

PARECER COREN-SP 028/2014 CT PRCI n 100.954 Ticket n 280.428, 282.601, 283.300, 283.647, 284.499, 287.181, 290.827, 299.421 PARECER COREN-SP 028/2014 CT PRCI n 100.954 Ticket n 280.428, 282.601, 283.300, 283.647, 284.499, 287.181, 290.827, 299.421 Ementa: Realização de treinamentos, palestras, cursos e aulas por profissionais

Leia mais

Audiência Pública no Senado Federal

Audiência Pública no Senado Federal Audiência Pública no Senado Federal Comissão de Educação, Cultura e Esporte Brasília DF, 7 de maio de 2008 1 Audiência Pública Instruir o PLS n o 026 de 2007, que Altera a Lei n o 7.498, de 25 de junho

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05 Aprova a NBC T 11.8 Supervisão e Controle de Qualidade. O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Considerando que as Normas

Leia mais

Plano de Ação. Colégio Estadual Ana Teixeira. Caculé - Bahia Abril, 2009.

Plano de Ação. Colégio Estadual Ana Teixeira. Caculé - Bahia Abril, 2009. Plano de Ação Colégio Estadual Ana Teixeira Caculé - Bahia Abril, 2009. IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAR Unidade Escolar: Colégio Estadual Ana Teixeira Endereço: Av. Antônio Coutinho nº 247 bairro São

Leia mais

CME BOA VISTA ESTADO DE RORAIMA PREFEITURA MUNIPAL DE BOA VISTA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

CME BOA VISTA ESTADO DE RORAIMA PREFEITURA MUNIPAL DE BOA VISTA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CME BOA VISTA ESTADO DE RORAIMA PREFEITURA MUNIPAL DE BOA VISTA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO RELATO DE EXPERIÊNCIAS ENCONTRO DE CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS

Leia mais

Institui o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

Institui o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO DOU de 05/10/2015 (nº 190, Seção 1, pág. 669) Institui o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições

Leia mais

RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 040/2007

RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 040/2007 RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 040/2007 Aprova a Reformulação do Regimento da Educação a Distância O Reitor da Universidade do Contestado, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 25 do Estatuto da Universidade

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA NIT

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA NIT RESOLUÇÃO CONSU Nº. 33/21 DE 3 DE AGOSTO DE 21. A Presidente do Conselho Superior Universitário da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, no uso de suas atribuições regimentais, e consequente

Leia mais

ICKBio MMA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE

ICKBio MMA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE ICKBio INSTRUÇÃO NORMATIVA No- 11, DE 8 DE JUNHO DE 2010 Disciplina as diretrizes, normas e procedimentos para a formação e funcionamento de Conselhos Consultivos em unidades de conservação federais. O

Leia mais