OS COMEDORES DE PALAVRAS I MANGIATORI DI PAROLE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OS COMEDORES DE PALAVRAS I MANGIATORI DI PAROLE"

Transcrição

1 7 settembre 2015 OS COMEDORES DE PALAVRAS I MANGIATORI DI PAROLE Dal libro omonimo di Edimilson de Almeida Pereira e Rosa Margarida de Carvalho Rocha Libero arrangiamento: Cesar Marques e Marcia Zanelato. Livro homônimo de Edimilson de Almeida Pereira e Rosa Margarida de Carvalho Rocha. Livre adaptação: Cesar Marques e Marcia Zanelato

2 OS COMEDORES DE PALAVRAS Spettacolo di musica, danze e racconti di storie liberamente tratto dal libro omonimo di Edimilson de Almeida Pereira e Rosa Margarida de Carvalho Rocha. Spettacolo di musica, danze e racconti di storie liberamente tratto dal libro omonimo di Edimilson de Almeida Pereira e Rosa Margarida de Carvalho Rocha. SER è un associazione nata agli inizi degli anni 90 a Rio de Janeiro per sensibilizzare la società civile e le pubbliche amministrazioni brasiliane sulle condizioni dei meninos da rua, bambini e ragazzi che vivono da soli nelle strade cittadine. L attività realizzata da SER per la tutela dei loro diritti umani, economici, sociali e culturali ed il rafforzamento ha fornito risposte concrete ai sogni e dai bisogni di questi bambini e ragazzi. SER ha svolto un lavoro pionieristico nell introduzione delle tecniche circensi e del concetto di Circo Sociale come strumento di integrazione. Il lavoro svolto nelle strade di Rio, oltre a rafforzare l autonomia ed il protagonismo dei ragazzi, ha creato occasioni concrete di inclusione sociale. La metodologia sviluppata è servita come modello per il programma Sociale del Cirque du Monde, realizzato in collaborazione con il Cirque du Soleil, e l ONG Jeunesse du Monde, che ha diffuso il concetto di Circo Sociale oltre i confini del Brasile. Il Circo Sociale si svolge nei luoghi dove vivono questi ragazzi e dialoga con le rodas di capoeira, con gli artisti di strada, realizzando forum educativi nelle piazze con l obiettivo di rigenerare questi spazi come luoghi di convivenza comunitaria. Così il circo incontra le tradizioni del nordest del Brasile e della popolazione brasiliana afrodiscendente, attraverso musiche, danze e racconti di storie, stabilendo paralleli con la tradizione dei griôts africani. Identità, appartenenza, espressione e trasformazione rappresentano così la dimensione etica ed estetica in cui si sviluppa la concezione dell arte, della cultura e della cittadinanza alla base del Circo Sociale di SER. Il Centro di Sviluppo Creativo - che ha sede nel quartiere carioca di Laranjeiras dove la Regione Umbria ha realizzato nella Favela del Pereirão una storica edizione di Umbria Jazz insieme a Stefano Bollani - è lo spazio di incontro e formazione in cui i giovani, a partire dalla riflessione sulle loro attività, elaborano proposte di politiche per la gioventù a Rio de Janiero. In questa sede- che ha ospitato i lavori dell incontro di coordinamento del programma Brasil Proximo promosso dalla Regione Umbria e da SviluppumbriaSpA in occasioni dell evento finale del progetto Sostegno alla promozione dei processi di democrazia partecipativa e alle politiche sociali organizzato da Regione Marche,CISP, IBASE, SER - i rappresentanti dei territori italiani e brasiliani coinvolti nel Programma hanno avuto la sorpresa ed il piacere di assistere allo spettacolo I Mangiatori di Parole offerto dal gruppo mediadores de leitura di SER. I mediatori di lettura sono giovani che cercano, attraverso la musica, di risvegliare nei bambini e in altri giovani, l amore per la lettura. In noi, protagonisti di Brasil Proximo, ha suscitato l invito a riflettere su quali debbano essere le parole da ricordare e da dimenticare dopo tanto lavoro portato avanti insieme e soprattutto ha suscitato una grande emozione che conserviamo nei nostri cuori e che vogliamo condividere ad Expo 2015!

3 Protagonisti: Jessica da Conceição Nascimento ha appena compiuto 18 anni. Ballerina di danza afro e hip hop; pratica capoeira e ginnastica ritmica; suona la batteria, il clarinetto, la chitarra e le percussioni; attrice e mediatrice di lettura. Dal 2014 è una delle mediatrici di lettura del SER, Se essa Rua Fosse a Minha Joana Roberta Santos Morais ha 16 anni. Ballerina classica e contemporanea, artista circense, attrice e mediatrice di lettura. Dal 2010 ha partecipato a diversi spettacoli come ballerina e dal 2014è una mediatrice di lettura del SER, Se Essa Rua Fosse a Minha. Antonio Cesar Marques da Silva dal 1991 è il Direttore di SER Ha lavorato presso il Governo dello Stato di Rio de Janeiro occupandosi di giovani e cultura. Educatore specializzato in materie artistiche e direttore di spettacoli teatrali, tiene corsi di simulazioni e dinamiche di gruppo, pedagogia dei giochi e sceneggiatura di racconti tratti da libri e leggende per giovani e bambini. Ha riadattato e sceneggiato diversi spettacoli teatrali, molti dei quali legati alla mitologia e alla cultura africana. Assieme a Marcia Zanelato ha adattato lo spettacolo Os comedores de palavras, tratto dal libro omonimo di Edimilson de Almeida Pereira e Rosa Margarida de Carvalho Rocha

4 BRASIL PROXIMO BrasilProximo è il nome di un programma di cooperazione internazionale che si concluderà ad ottobre 2015, cofinanziato dalla Presidenza della Repubblica Federativa del Brasile, dal MAECI- Ministero degli Affari Esteri e della Cooperazione Internazionale Italiano e da 5 Regioni italiane (Umbria - regione capofila - Marche, Toscana, Emilia Romagna e Liguria) con l obiettivo di attivare nel tempo un network di politiche, opportunità ed interventi tesi ad accompagnare processi endogeni di sviluppo locale integrato, equo e sostenibile. Composto da progetti specifici implementati in diversi territori brasiliani, BrasilProximo ha sperimentato metodologie innovative di sviluppo economico locale in aree a diverso tasso di sviluppo identificate dal Governo Brasiliano implementando esperienze innovative sui temi chiave di Expo L interesse brasiliano è nato dalla volontà di apprendere dall esperienza delle Regioni italiane basata sulla programmazione territoriale concertata, sulla diversificazione produttiva e sui servizi finalizzati alla crescita delle PMI, sul cooperativismo e sulle altre forme associative di produzione, sul marketing territoriale e qualificazione delle offerte di beni e servizi regionali nell ambito di progetti di qualità totale e di immagine d eccellenza territoriale, sull economia della cultura e sulla valorizzazione economica delle risorse territoriali in un quadro di sviluppo sostenibile, sul dialogo pubblico-privato, sulla valorizzazione del Terzo Settore e sulla costruzione di sistemi integrati di interventi e servizi sociali. a livello territoriale.

5

6 Roberta - Que a água seja refrescante Jessica - Que o caminho seja suave. Roberta - Que a casa seja hospitaleira. Jessica - Que o Mensageiro conduza em paz nossa Palavra Música - Vim de longe muito longe das terras do senhor rei, vim de longe muito longe e minhas historias contei...(bis) Roberta - Vocês sabem o que é um Griôt? É como são chamados na África os contadores de histórias. Jéssica - Eles são considerados sábios e são muito respeitados na comunidade onde vivem. Roberta - Através de suas narrativas, eles passam de geração em geração, as tradições de seus povos. Jéssica - Nas aldeias africanas era costume sentar-se à sombra de uma árvore ou em volta de uma fogueira para, aí, passar horas e horas a fio, ouvindo histórias do fantástico mundo africano transmitidas por estes velhos Griôts Roberta - Ou por essas Griótes. Esta historia que vamos contar fala sobre um contador de historias Jéssica - De um país distante onde árvores falam. De um menino triste. Roberta - E de um tambor encantado. Roberta - No distante País das Árvores que falam vivia um contador de histórias, que andava sempre acompanhado de seu filho. Juntos eles caminhavam, caminhavam, atravessavam rios, montanhas, desertos, savanas. E por onde passavam o contador tocava seu tambor e logo as historias nasciam e sua boca. Suas historias eram vivas como DAM, a serpente do arco-íris. Roberta - Che l acqua sia rinfrescante Jessica - Che il cammino sia leggero Roberta - Che la casa sia ospitale Jessica - Che il Messaggero porti in pace la nostra Parola Musica - Sono venuto da lontano, molto lontano dalle terre del signore re, sono venuto da lontano, molto lontano e ho raccontato le mie storie (ripetere) Roberta - Voi sapete che cosa è un Griôt? E così che in Africa chiamano i narratori di leggende. Jessica - Loro sono considerati saggi e sono molto rispettati nelle comunità in cui vivono. Roberta - Attraverso i loro racconti trasmettono, di generazione in generazione, le tradizioni dei loro popoli. Jessica - Nei villaggi africani si usava sedersi all ombra di un albero o attorno ad un focolare e passare interminabili ore ascoltando storie del fantastico mondo africano, raccontate dai vecchi Griot. Roberta - O da queste Griótes. La storia che vi raccontiamo parla di un narratore. Jessica - Di un paese lontano dove gli alberi parlano. Di un ragazzo triste. Roberta - e di un tamburo incantato. Roberta - Nel lontano Paese degli Alberi che parlano viveva un narratore che camminava sempre con suo figlio. Assieme camminavano, camminavano attraversando fiumi, montagne, deserti, savane. E dove passavano l uomo suonava il suo tamburo e immediatamente dalla sua bocca nascevano storie. Le sue storie erano vive come il DAM, il serpente dell arcobaleno.

7 Griô - (música) vim de longe...vim de longe... Trago palavra boa Salva para encantar Trago memória viva Viva o reino de lá Griô - Guiné,Guiné, Guiné - Dizem na Guiné que a primeira viagem à Lua foi feita pelo Macaquinho de nariz branco. Segundo dizem, certo dia, os macaquinhos de nariz branco resolveram fazer uma viagem à Lua a fim de trazê-la para a Terra. Após tanto tentar subir, sem nenhum sucesso, um deles, dizem que o menor, teve a idéia de subirem uns por cima dos outros, até que um deles conseguiu chegar à Lua. Porém, a pilha de macacos desmoronou e todos caíram, menos o menor, que ficou pendurado na Lua. A lua então se compadeceu deu-lhe a mão e o ajudou a subir. A Lua gostou tanto dele que lhe ofereceu como presente um tamborzinho. O macaquinho foi ficando por lá, até que começou a sentir saudades de casa e resolveu pedir à Lua que o deixasse voltar. A Lua o amarrou ao tamborzinho para descê-lo pela corda, pedindo a ele que não tocasse antes de chegar à Terra e, assim que chegasse, tocasse bem forte para que ela cortasse o fio. O Macaquinho foi descendo feliz da vida, mas na metade do caminho, não resistiu e tocou o tamborzinho. Ao ouvir o som do tambor a Lua pensou que o Macaquinho houvesse chegado à Terra e cortou a corda. O Macaquinho veio caindo, caindo e caiu sobre a terra e, antes de morrer, ainda pode dizer a uma moça que o encontrou, que aquilo que ele tinha era um tamborzinho, que deveria ser entregue aos homens do seu país porque era muito importante belo e trazia a musica do coração. A moça saiu correndo pela floresta indo contar a todos sobre o ocorrido. Vieram pessoas de todo o país e, naquela terra africana, ouviam-se então os primeiros sons de tambor. Griô (música) Minha Missão (Joao Nogueira) Quando eu canto, a morte me percorre, e eu solto um canto da garganta Que a cigarra quando canta morre E a madeira quando morre, canta! Do poder da criação Sou continuação E quero agradecer Foi ouvida minha súplica Griô - (musica) vengo da lontano...vengo da lontano... Porto parole buone Saluto per incantare Porto memorie vive, Viva il regno di là Griô - Guinea, Guinea, Guinea In Guinea si racconta che il primo viaggio verso la Luna sia stato fatto dalla Scimmietta dal naso bianco. Si dice anche che un giorno le scimmiette dal naso bianco decisero di andare sulla Luna per riportarla indietro. Provarono a salire ma, dopo molti tentativi non riusciti, una di loro - la più piccola si dice abbia avuto l idea di montare l uno sull altro fino a raggiungere la Luna. Ma la colonna di scimmie crollò e tutti caddero, eccetto il più piccolo che rimase appeso alla Luna. La Luna ebbe pietà, gli dette la mano per aiutarlo a salire. Alla Luna piacque così tanto che gli dette in regalo un tamburello. La scimmietta rimase lì fino a quando non cominciò ad avere nostalgia di casa e decise così di chiedere alla Luna di lasciarla tornare indietro. La Luna la legò al tamburello per calarla con una corda e le disse di non suonarlo prima di toccare la Terra ma solo al suo arrivo, in modo che lei sapesse quando poter tagliare il filo. La Scimmietta iniziò a scendere felicissima, ma a metà del percorso non riuscì a trattenersi ed cominciò a suonare il tamburello. Sentendo il rumore, la Luna pensò che la Scimmietta fosse arrivata sulla Terra e tagliò la corda. La Scimmietta iniziò a cadere e precipitando toccò la terra dove, prima di morire come ancora può raccontare una ragazza che l ha vista - disse che quello che possedeva era un tamburello che doveva essere consegnato agli uomini del suo paese perché era molto importante, bello e perché portava la musica del cuore. La ragazza corse attraverso la foresta per raccontare a tutti quello che era successo. Arrivarono persone da tutto il paese e, in quella terra africana, iniziarono ad echeggiare i primi suoni di tamburo. Griô - (musica) Minha Missão (Joao Nogueira) Quando canto, la morte mi attraversa, e io lascio uscire Un canto di gola Che la cicala canta quando muore E il legno quando muore, canta! Del potere della creazione Sono la continuazione

8 Mensageiro sou da música Quando eu canto É para aliviar meu pranto E o pranto de quem já Tanto sofreu Canto para anunciar o dia Canto para amenizar a noite Canto pra denunciar o açoite Canto também contra a tirania Canto porque numa melodia Acendo no coração do povo A esperança de um mundo novo E a luta para se viver em paz! Dam - Mas um dia da mesma forma que à noite o sol enegrecia e sumia, do mesmo jeito que ao amanhecer a lua embranquecida se escondia. Eis que do meio do nada surge silencioso, faminto e violento O MONSTRO ENGOLIDOR DE GENTES. Dam - O monstro que impiedosamente acreditava ser dono da vida e do tempo levou o contador de histórias, deixando o menino, o tambor e um lamento. O menino ficou triste, mas tão triste que seu cabelo se esqueceu do sol e da chuva. O menino estava só e tão desolado por não saber contar histórias como o seu pai, que o tambor adormeceu de vergonha. A tristeza e a decepção eram tão grandes que o menino decidiu morar NO PAÍS DOS BICHOS COMEDORES DE PALAVRAS! Dam Os Comedores de palavras? Gritaram todos os seres invisíveis da floresta. Menino- No país dos comedores de palavras ninguém vai me pedir para contar historias! E assim eu não sentirei vergonha por não saber conta-las como meu pai. Jéssica - Decidido então ele se embrenhou floresta à dentro: E começou a caminhar, caminhar, correr, descansar e atravessou, rios, montanhas, desertos, savanas... Depois de caminhar por um longo tempo, ele chegou a uma casa cercada de árvores com olhos. Mil olhos e diferentes olhares. Senhora - O que você faz aqui tão longe de sua terra? Menino - Quem é a senhora? Senhora A SENHORA QUE VIU TUDO NESTE MUNDO ORA BOLAS! O que você faz aqui tão longe de sua terra? Menino - Minha terra? Minha terra ficou longe e tão triste que virou saudade. Saudade do tempo que meu pai plantava, colhia e contava histórias para todo mundo. Até que veio o monstro engolidor de gente o levou meu pai para o fundo Voglio ringraziare La mia supplica è stata ascoltata Sono messaggero della musica Quando canto Lo faccio per alleviare il mio pianto Il pianto di chi Ha già sofferto tanto Canto per annunciare il giorno Canto per rendere più piacevole la notte Canto per denunciare la frusta Canto anche contro la tirannia Canto perché con una melodia Accendo il cuore del popolo La speranza di un mondo nuovo E la lotta per vivere in pace Dam - Ma un giorno, come quando al tramonto il sole si scuriva e spariva, nello stesso modo in cui all alba la luna biancastra si nascondeva, proprio lì, dal nulla, apparve silenzioso, affamato e violento il mostro mangiatore di persone. Dam - Il mostro che, senza pietà, era convinto di essere padrone della vita e del tempo portò via il narratore, lasciando il bambino, il tamburo e un lamento. Il bambino divenne triste, così triste che il suo cappello dimenticò il sole e la pioggia. Il bambino era talmente solo e desolato perché non sapeva raccontare storie come suo padre, che il tamburo si addormentò per la vergogna. La tristezza e la delusione erano talmente grandi che il bambino decise di vivere nel paese dei mostri mangiatori di parole. Dam - I mangiatori di parole? Hanno gridato tutti gli esseri invisibili della foresta. Bambino - Nel paese dei mangiatori di parole nessuno mi chiederà di raccontare storie! E così non mi vergognerò di non saperle raccontare come mio padre. Jéssica: Quando fu deciso, si addentrò nella foresta. Iniziò a camminare, camminare, correre, riposarsi attraversando fiumi, montagne, deserti, savane Dopo aver camminato per tanto tempo arrivò ad una casa circondata dagli alberi con gli occhi. Mille occhi e differenti sguardi. Signora - Cosa fai qui, lontano dalla tua terra? Bambino - Lei chi è signora? Signora - Sono LA SIGNORA CHE HA VISTO TUTTO IN QUESTO MONDO! Cosa fai qui tanto lontano dalla tua terra? Bambino - La mia terra? La mia terra è tanto lontana e tanto triste che è diventata nostalgia. Nostalgia di quando mio padre piantava, raccoglieva e raccontava storie per il mondo intero. E poi è arrivato il mostro mangiatore

9 do coração da noite sem lua e me deixou sozinho sem historias, sem memoria e com um tambor que se calou. Senhora -. Ora menino não existe escuridão sem lua, tambor sem som, nem saudades sem memorias. Escute o coração desta velha árvore que já viu de tudo neste mundo. Menino Árvore? Senhora é uma árvore? Senhora - Sim! Uma sumaúma de 750 anos de idade! Mas ainda estou em forma claro. Menino - Uma SAMAUMA!! Senhora - Mas preste atenção: Eu sou apareço assim para quem só pensa coisas boas. É daqui! De dentro e de cima, que sinto tudo neste mundo! Conte-me mais historias. Menino Não sei! O meu destino é ficar mudo e congelado depois que minhas palavras forem engolidas pelos bichos comedores de palavras. Não quero ficar aqui tentando contar histórias que nunca sairão da minha boca, a senhora compreende? Eu nunca serei um Griôt! Até o meu tambor se calou! Senhora - Escuta teu coração menino! O tambor continua batendo no fundo do seu peito como o coração da África. Venha aqui, venha aqui. Esta vendo o sol se pondo Lá no infinito do oceano? Nossa gente veio de lá do colo da terra mãe. Viemos navegando em muitas línguas, muitas luas, muitas lutas, muitas dores... Até aqui, Olocum guardou nossas vidas. Agora nós somos o barco, o remo e os cabelos do mar... Música Estava na beira da praia olhando a ciranda no seu cirandar. O mar estava tão belo e um peixe amarelo eu vi navegar... (bis) Não era peixe não era, era Iemanjá rainha, dançando a ciranda, ciranda na beira do mar.(bis) Menino - Eu preciso saber o caminho para chegar ao País dos Bichos Comedores de Palavras Senhora - caminhante, não existe caminho, só o caminhar. Mas você deve ir até o bosque das cabeças para descobrir onde as pessoas guardam as melhores historias de suas vidas. Você aceita o desafio? Menino Sim. Senhora - Bento que bento é o frade? Menino - Frade! Senhora - Na boca do forno? Menino - Forno! di persone che ha portato mio padre in fondo al cuore della notte senza luna e mi ha lasciato solo, senza storie, senza memoria e con un tamburo muto. Signora - Ora bambino non esiste buio senza luna, tamburo senza suono ne nostalgia senza memoria. Ascolta il cuore di questo vecchio albero che ha già visto tutto in questo mondo. Bambino - Albero? Lei signora è un albero? Signora - Si! Una sumaúma-kapok di 750 anni! Ma sono ancora in forma ovviamente! Bambino - Una sumaùma!! Signora - Ma stai attento. Io appaio così solamente a chi pensa cose buone. È qui, da dentro e da sopra che sento tutto in questo mondo! Raccontami altre storie! Bambino - Non so! Il mio destino è di rimanere muto e congelato dopo che le mie parole saranno ingoiate dai mostri mangiatori di parole. Non voglio stare qui a tentare di raccontare storie che mai usciranno dalla mia bocca. Lei capisce signora? Non sarò mai un Griot! Anche il mio tamburo si è ammutolito! Signora - Ascolta il tuo cuore bambino! Il tamburo continua a suonare in fondo al tuo cuore, come il cuore dell Africa. Vieni qui, vieni qui. Lo vedi il sole che tramonta là, nell infinità dell oceano? La nostra gente è venuta da lì, dalla culla della terra madre. Siamo arrivati navigando tra molte lingue, molte lune, molte lotte, molti dolori fino a qui. Adesso noi siamo la barca, il remo e i capelli del mare. Musica - Stavo in riva al mare, guardavo la cicala e il suo cicalio Il mare era tanto bello e un pesce giallo ho visto navigare... (ripetere) Non era un pesce, non lo era, era la regina Iemanjá, danzando la cicala, cicala in riva al mare (ripetere). Bambino - Ho bisogno di sapere la strada per arrivare al Paese dei Mostri Mangiatori di Parole Signora - Camminatore, non esiste un percorso, devi solo camminare. Devi arrivare fino al bosco delle teste per scoprire dove le persone conservano le migliori storie delle loro vite. Accetti la sfida? Bambino - Si. Signora - Benedetto è quel benedetto che è frate? Bambino - Frate! Signora - Nella bocca del forno? Bambino - Forno!

10 Senhora - Tudo que seu mestre mandar? Menino - Faremos todos! Senhora - E se não fizer? Menino - Levaremos um bolo. Senhora - Então vai daqui, vai daqui até o BOSQUE DAS CABEÇAS e pergunte a todas as pessoas onde guardam as melhores historias de sua vida! Senhor Eu guardo as melhores historias da minha vida nas minhas cabeças é claro! Menino - Nossa! Quantas cabeças! O Senhor vende cabeças? Senhor - É claro que não! Elas são encomendas para pessoas que vão nascer e precisarão ter uma cabeça no lugar. Todo mundo precisa de uma cabeça não é? Até a mula sem cabeças, precisou de uma cabeça, antes de perdêla saltando fogo pelas ventas. Menino - A mula sem cabeças já teve uma cabeça? Senhor É claro! Todo mundo escolhe uma cabeça e uma historia quando nasce! Menino - A minha cabeça não ajuda muito a ser um grande contador de historias como meu pai. Senhor - Hum! Você gostaria de ser um contador de historias! Menino - NÃO! Senhor - Mas para ser um contador de historias não basta ter só uma boa cabeça, tem que ter bons ouvidos, bons olhos e bom coração pra fazer pulsar o tambor. Menino É o senhor que guarda todas as historias na cabeça? Senhor - Na cabeça, nas raízes, nos galhos, nas sementes... Sabe o que é isto? Menino - Sementes! Senhor Não, são baobás! Eu conheço a minha a historia eu reconheço a minha semente. E em cada semente de baobá tem sempre um lindo baobá. Menino - O senhor é um Baobá? Senhor - Em carne e osso! Cabeça, tronco, membros e pescoço! Rimou! Menino - Como a Senhora que viu tudo neste mundo que tinha mil olhos e era cega Senhor - Cega? Menino - Sim. Ela vê tudo do alto e de cima. Ela viu quando nossa gente veio lá do outro lado do oceano trazendo sementes, histórias, gritos de dores, de guerreiros e Deuses que dançam. Música Minha sereia rainha do mar não deixe o meu barco virar (bis) Signora - Tutto quello che il tuo maestro ti dice? Bambino - Lo faremmo tutti! Signora - E se non lo farete? Bambino - Porteremo una torta. Signora - Allora vai via da qui, vai fino al bosco delle teste e chiedi a tutte le persone dove hanno conservato le migliori storie delle loro vite! Signore - Io conservo le migliori storie della mia vita nelle mie teste, ovvio! Bambino - Oddio quante teste! Lei signore vende teste? Signore - No ovviamente! Vengono ordinate per le persone che devono nascere e hanno bisogno di una testa che stia al suo posto. Tutti hanno bisogno di una testa, no? Anche l asina senza testa ha avuto bisogno di averne una, prima di perderla soffiando fiamme dalle narici. Bambino - L asina senza testa una volta ne aveva una? Signore - Ovvio! Tutti scegliamo una testa e una storia quando nasciamo! Bambino - La mia testa non mi aiuta molto nell essere un grande narratore come mio padre. Signore - Ahh! Ti piacerebbe essere un narratore. Bambino - NO! Signore - Ma per essere un narratore non basta avere una buona testa, devi essere un buon ascoltatore, un buon osservatore e devi avere un cuore buono che faccia pulsare il tamburo. Bambino - E Lei signora conserva tutte le storie nella testa? Signore - Nella testa, nelle radici, nei rami, nei semi...sai che cos è questo? Bambino - Semi! Signore - No, sono baobáb! Io conosco la mia storia e riconosco i miei semi. In ogni seme di baobab c è sempre un bel baobab. Bambino - Lei è un baobab? Signore - In carne ed ossa! Testa, tronco, braccia e collo! Ho fatto la rima! Bambino - Come la signora che ha visto tutto in questo mondo che aveva mille occhi ed era cieca. Signore - Cieca? Bambino - Si. Lei vede tutto dall alto e da sopra. Ha visto quando la nostra gente è venuta dall altra parte dell oceano portando sementi, storie, urla di dolore, di guerrieri e Dei che ballano Música - Mia sirena, regina del mare, non far ribaltare la mia barca (ripetere)

11 Senhor - Deuses que Dançam! Você sabe muitas historias hein menino! Menino - Eu não! Mas meu pai era um grande contador de historias, um guardador e encantador de palavras, que sabia ouvir e contar histórias sobre tudo neste mundo. Senhor Vou lhe dizer algo para guardar em sua cabeça; Sempre que estiver perdido ou não souber para onde deve ir, lembre-se sempre de onde você veio. Música Sambalelê está doente Está com a cabeça quebrada Sambalelê precisava é de umas boas palmadadas Samba, samba, samba ô lelê Quebra, quebra, quebra ô lalá Samba, samba, samba ô lelê Está com a cabeça quebrada ô lalá. Senhor - Quer ler o seu destino? Menino - Quero sim. Senhor - Hum! Hum! O seu caminho ainda não pode ser revelado. Menino -. Eu sabia. Isso não vai acabar nunca! Senhor - Nada acontece antes do tempo, garoto! Tempo! Tempo! Tempo! Primeiro você deverá ir ate o vale dos ecos lá conhecerá a senhora que tem alegria de inventar palavras. Gostaria de fazer uma brincadeira antes de ir? Menino sim! Senhor Irei perguntar uma palavra pra ser eternizada e uma para ser esquecida, esta pronto? Menino estou sim. Senhor Uma palavra para ser eternizada Menino - Amor Senhor - Uma palavra para ser esquecida Menino Saudades Senhor Uma palavra para ser eternizada Menino - Alegria Senhor Uma palavra para ser esquecida Menino - Monstro engolidor de gentes (pausa) Uma palavra para ser eternizada? Senhor Esperança. Senhora - tempo Êrererere Tempo ararara Menino - Senhora que tem a grande alegria de inventar palavras, preciso de sua ajuda. Senhora - Pois não. Vamos lá. Diga do que se trata. É coisa que vai por dentro ou por fora? Menino - Coisa que vai por dentro, senhora. Senhora - Quando vem, logo passa ou demora? Signore - Dei che danzano? Tu conosci molte storie bambino! Bambino - Io no! Mio padre era un grande Griot, un custode e ammaliatore, sapeva ascoltare e raccontare storie su tutto in questo mondo. Signore - Ti dico qualcosa che devi conservare nella tua testa: ogni volta che ti sentirai perso o non saprai dove andare, ricordati sempre da dove sei venuto. Musica - Samba lelê è malata Ha la testa rotta Samba lelê aveva bisogno di qualche applauso Samba, samba, samba ô lelê Quebra, quebra, quebra ô lalá Samba, samba, samba ô lelê Ha la testa rotta ô lalá. Signore - Vuoi conoscere il tuo destino? Bambino - Certo che voglio Signore - Hum! Hum! Il tuo futuro ancora non può essere rivelato Bambino - Lo sapevo. Non finirà mai. Signore - Nulla succede prima del tempo, piccolo! Tempo, tempo, tempo! Prima devi andare fino alla valle degli echi dove conoscerai la signora tanto allegra da riuscire ad inventare parole. Ti piacerebbe fare un gioco prima di andartene? Bambino - Si! Signore - Ti chiederò una parola da ricordare per sempre e una da dimenticare, sei pronto? Bambino - Pronto! Signore - Una parola da ricordare per sempre. Bambino - Amore Signore - Una parola da dimenticare Bambino - Nostalgia Signore - Una parola da ricordare per sempre Bambino - Allegria Signore - Una parola da dimenticare Bambino - Mostro che ingoia le persone (pausa) Una parola da ricordare per sempre? Signore - Speranza Signora - Tempo Êrererere Tempo ararara Bambino - Signora che ti diverti tanto ad inventare parole, ho bisogno del tuo aiuto Signora - Perchè no. Su, dai. Dimmi di che si tratta. È qualcosa che va dentro o fuori? Bambino - Qualcosa che va dentro signora. Signora - Quando viene, passa subito o dura tanto?

12 Menino - Poucas vezes logo passa. A maioria demora. Senhora - Quando sente, ri ou chora? Menino - Rio quando estou perto dos outros. Mas quando sozinho, choro. Senhora - Trata de mandurindegua!. Menino - Mandurindegua?? Outra coisa senhora: Senhora -. Fale menino, fale. Quem sabe você tem aí mais uma palavrinha para eu inventar! Menino -. Meu bom paizinho era um Griô muito conhecido. Todos amavam vê-lo contar, cantar, tocar... Senhora - Sim, um nome para cantar, contar e tocar ao mesmo tempo! Vejamos... Batakitar! Lindo, não é mesmo? Menino - Muito lindo sim senhora. Mas não é bem isso que eu preciso. Senhora - Ótimo, prossiga! Menino Ele foi engolido pelo Monstro Comedor de Gentes e antes de ir para sua barriga pediu para que eu ficasse com o tambor. Senhora - O nome disso, meu menino, é dor, somente dor. Menino -. Sim, eu sei senhora. Preciso de outra coisa antes de ir embora. Senhora - Pois não, sigamos. Menino - Não sei contar histórias e é somente isso o que esperam de mim. Resolvi morar com os comedores de palavras outro caminho para mim não há. Senhora - Garoto, você está louco? Menino - Só preciso saber como chegar lá. O senhor que guarda todas as historias na cabeça andou que eu viesse aqui para me informar. Senhora - O nome disso ninguém precisa inventar. Pare de pirraça e volta para sua casa já. Menino - Não voltarei, senhora. Se não puder me dar o endereço, vou a esmo Senhora - Que coragem mais inútil. Entregar suas próprias palavras para aquele bicho fútil! Menino (musica) A benção papai, a benção mamãe também. Eu não sou malcriado pra ninguém (bis) Eu não, eu não! Eu não sou malcriado pra ninguém (bis) Menino -A senhora vai me dizer? Senhora Que menino insistente? Primeiro vou te devolver seu verdadeiro nome. Babatunuji. Babatunuji o pai retorna novamente. Agora de três voltas na árvore gritando seu nome. Bambino - Qualche volta passa presto. La maggior parte delle volte dura. Signora - E quando lo senti, ridi o piangi? Bambino -Rido quando sto vicino agli altri, ma quando sono solo piango. Signora - Allora si tratta di mandurindegua!. Bambino - Mandurindegua?? Un altra cosa signora... Signora - Dimmi bambino, dimmi. Magari c è ancora una parolina che posso inventare? Bambino - Il mio papino era un Griot molto conosciuto. Tutti adoravano vederlo raccontare, cantare, suonare. Signora - Siiii, un nome per cantare, raccontare e suonare allo stesso tempo! Vediamo... Batakitar! Bello, no? Bambino - Molto bello signora, ma non è proprio questo ciò di cui ho bisogno. Signora - Perfetto! Vai avanti... Bambino - Lui è stato ingoiato dal Mostro Mangiatore di Persone e prima di essere ingoiato mi ha chiesto di tenere il suo tamburo. Signora - Questo si chiama dolore bambino mio, semplicemente dolore Bambino - Si, lo so signora. Ho bisogno di un altra cosa prima di andare via Signora - Certo, dimmi Bambino - Non so raccontare storie ed è questo che si aspettano da me. Ho deciso di vivere con i mangiatori di parole, per me non c è altra soluzione. Signora - Ragazzino, sei matto? Bambino - Ho solo bisogno di sapere come arrivare là. Il signore che conserva tutte le storie nella testa mi ha detto che dovevo venire qui per chiedere informazioni. Signora - questo è un nome che nessuno ha bisogno di inventare. Smettila con queste assurdità e torna a casa immediatamente. Bambino - Non ci tornerò signora. Se non mi può dare l indirizzo ci andrò a naso. Signora - Che coraggio inutile. Consegnare le proprie parole a quel mostro inutile! Bambino - (musica) La benedizione papà, anche la tua benedizione mamma Non sono maleducato (ripetere) Io no, io no! Io non sono maleducato (ripetere) Bambino - Cosa mi dice Signora? Signora - Che bambino insistente! Per prima cosa ti rendo il tuo vero nome: Babatunuji. Babatunuji, il papà ritorna. Ora gira tre volte attorno all albero e grida il suo nome.

13 Menino A senhora também é uma árvore! Qual árvore? Senhora Irôko.! Tempo,! Tempo! tempo! Anda logo menino, pois Terás que andar sete luas sem abrigo para ver se não se arrepende. E na última lua cheia, o tal deserto estará na sua frente. Já que é isso que você quer, quando chegar a hora, seja forte e seja valente. Senão para enfrentar o bicho comilão, mas para ouvir seu próprio coração. Jéssica - Então o menino, caminhou, caminhou, correu, descansou, atravessou rios, montanhas, desertos, savanas... Depois de sete luas crescentes, avistou uma terra deserta. Seu coração estremeceu de medo. Mas ele avançou. Chegando a um portão de gelo, foi detido por vários bichos comedores de palavras. O mais terrível deles falou: Bichos Moleque de alma fugidia Que rasgou o coração da floresta Tentando fugir do passado Correndo feito um cachorro Atrás do seu próprio rabo O rei não gosta de meninos falantes Que brincam de inventar pensamentos Comeremos todas as suas palavras E queimara nos jardins de silêncios Ou decifra-me ou devoro-te Comendo sem dó sua historia e sua língua Diga-me agora quem tu és E teu ser vai do axé a míngua. Jéssica - Então, o menino que viu tudo neste mundo, que guardava histórias na cabeça e tinha alegria de inventar palavras começou a contar suas aventuras. Os bichos comiam, comiam, comiam, comiam palavras. Elas eram de todas as formas e de todas as cores. Os bichos não podiam mais comer. Estavam plenos de palavras! Mas o menino continuava a criar histórias. Por fim os bichos gritaram: Bichos - Quem tirou os freios desta língua? Que inventa e conta mais histórias Do que somos capazes de comer! Você não pode entrar nosso país garoto falador! Agora tire a pele do seu medo Para reencantar seu tambor. Suma já do nosso país Seu menino herdeiro Griôôôôô Jéssica - O menino estava novamente triste. Não havia lugar para ele no mundo. Nem no PAÍS DOS BICHOS COMEDORES DE PALAVRAS! Então ele caminhou sem direção até encontrar uma velha que cuidava das árvores na beira da estrada. E Pediu-lhe água e comida. A velha disse: Bambino - Anche lei signora è un albero? Che albero? Signora -Irôko.! Tempo,! Tempo! Tempo! Sbrigati ragazzino, devi camminare sotto sette lune senza riparo per essere sicuro di non pentirti. E quanto arriva l ultima luna piena ti troverai davanti il deserto. Se è questo quello che vuoi, quando arriverà il momento, sii forte e fatti valere non tanto per affrontare il mostro mangiatore ma per sentire il tuo cuore. Jéssica - E allora il bambino camminò, camminò, corse, si riposò, attraversò fiumi, montagne, deserti, savane. Dopo sette lune crescenti avvistò una terra deserta. Il suo cuore tremò per la paura. Ma andò avanti. Arrivato ad un portone gelato venne fatto prigioniero da vari mostri mangiatori di parole. Il più terribile gli disse: Mostri - Ragazzino dallo spirito fuggitivo Che ha squarciato il cuore della foresta Tentando di fuggire dal passato Correndo come un cane che si morde la coda Al re non piacciono i bambini che parlano Che giocano inventando pensieri Mangeremo tutte le sue parole Che bruceranno nei giardini del silenzio. O mi racconti o ti divoro Mangiando senza dolore la tua storia e la tua lingua. Ora dimmi chi tu sei O tu andrai a finire male. Jéssica - Allora, il ragazzino che aveva visto tutto di questo mondo, che conservava le storie nella testa ed era così allegro da riuscire ad inventare parole iniziò a raccontare le sue avventure. I mostri mangiavano, mangiavano, mangiavano le parole che erano di tutte le forme e di tutti i colori. I mostri non potevano più mangiare, erano sazi di parole! E il bambino continuava ad inventare storie, tanto che alla fine i mostri gridarono: Mostri - Chi è che ha tolto il freno a questa lingua Che inventa e racconta più storie Di quante siamo in grado di mangiare! Tu non puoi entrare nel nostro paese ragazzino parlante! Adesso vinci le tue paure E incanta ancora il tuo tamburo. Sparisci dal nostro paese Ragazzino erede dei Griôt. Jéssica - Il bambino tornò di nuovo triste. Non c era posto per lui nel mondo, neanche nel paese dei mostri mangiatori di parole. Allora iniziò a camminare senza meta fino a che non incontrò una vecchia che si prendeva cura degli alberi sul ciglio della strada. Le chiese acqua e cibo. La vecchia gli disse:

14 Velha - Posso lhe dar o que me pede se você me der em troca este tambor. Jéssica - Sim - concordou o menino. E passou as mãos no tambor para limpar a poeira que estava sobre ele. Ao mesmo tempo, começou a contar como viu tudo neste mundo e como venceu os bichos comedores de palavras. Logo as pessoas se ajuntaram para escutá-lo. A velha, então, falou: Velha- Não posso ficar com o tambor. Você é um contador de historias e precisa dele para alegrar as pessoas. Menino - Pisca, Pisca, Voa, Voa... Em uma noite vários vagalumes passeavam pela floresta, até que surge uma serpente e começa a perseguir um deles. O vagalume é claro já estava incomodado, ele fugia, fugia, mas a serpente continuava a persegui-lo. Então ele parou e perguntou: - Por acaso eu faço parte da sua cadeia alimentar? - Não. - Então a senhora tem algo contra mim? -Também não. - Então porque me persegues? - É porque eu não suporto ver você brilhar. Musica: Ô Lua nova cadê a lua cheia Ô Lua nova cadê a lua cheia As crianças já brincaram E vão deixar rastros na areia Vecchia - Ti darò quello che mi chiedi in cambio di questo tamburo. Jéssica - Si, disse il bambino. Passò le mani sul tamburo per togliere la polvere che aveva sopra e contemporaneamente iniziò a raccontare di come aveva visto tutto in questo mondo e aveva sconfitto i mostri mangiatori di parole. In poco tempo le persone si raccolsero per ascoltarlo. La vecchia disse: Vecchia - Non posso tenermi il tamburo. Tu sei un Griòt e ne hai bisogno per rallegrare le persone. Bambino - Pisca, Pisca, Voa, Voa Quella notte molte lucciole passeggiavano nella foresta, fino a che non arrivò il serpente che ha iniziato a tormentare una di loro. La lucciola si era già scocciata, fuggiva, fuggiva ed il serpente continuava a seguirla. Allora lei si fermò e chiese: - Per caso faccio parte della tua catena alimentare? - No. - Allora hai qualche problema con me? - Neanche. - Allora perchè mi sta perseguitando? - Perchè non sopporto di vederti brillare Musica: O luna nuova, dov è la luna piena O luna nuova, dov è la luna piena I bambini hanno finito di giocare E lasceranno le tracce nella sabbia.

15 Pubblicazione realizzata a cura di Segretariato Operativo Brasil Proximo, Sviluppumbria Spa Redazione testi a cura di Sviluppumbria Spa Progetto grafico a cura di Accademia di Belle Arti Perugia

16

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Canti, versi, mantras. Orixàs

Canti, versi, mantras. Orixàs Canti, versi, mantras degli Orixàs Liberare l anima Mantra degli Orixàs Oi vamos saravà Ogun (guerriero, metallo) oi vamos saravà Oxum (acqua dolce) Iansà (aria) Oxossi (vegetale) Iemanjà (acqua salata)

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Laranja-fogo. Cor-de-céu

Laranja-fogo. Cor-de-céu Laranja-fogo. Cor-de-céu Talita Baldin Eu. Você. Não. Quero. Ter. Nome. Voz. Quero ter voz. Não. Não quero ter voz. Correram pela escada. Correram pelo corredor. Espiando na porta. Olho de vidro para quem

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

A.C. Ilustrações jordana germano

A.C. Ilustrações jordana germano A.C. Ilustrações jordana germano 2013, O autor 2013, Instituto Elo Projeto gráfico, capa, ilustração e diagramação: Jordana Germano C736 Quero-porque-quero!! Autor: Alexandre Compart. Belo Horizonte: Instituto

Leia mais

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava

O menino e o pássaro. Rosângela Trajano. Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava O menino e o pássaro Era uma vez um menino que criava um pássaro. Todos os dias ele colocava comida, água e limpava a gaiola do pássaro. O menino esperava o pássaro cantar enquanto contava histórias para

Leia mais

Luís Norberto Pascoal

Luís Norberto Pascoal Viver com felicidade é sucesso com harmonia e humildade. Luís Norberto Pascoal Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-131-6 9 788576 941316 Era uma vez um pássaro que

Leia mais

01- NA CACHOEIRA. Eu vi Mamãe Oxum na Cachoeira, Sentada na beira do rio! (bis)

01- NA CACHOEIRA. Eu vi Mamãe Oxum na Cachoeira, Sentada na beira do rio! (bis) 01- NA CACHOEIRA Eu vi Mamãe Oxum na Cachoeira, Sentada na beira do rio! (bis) Colhendo lírio, lírio ê... Colhendo lírio, lírio a... Colhendo lírios, P'ra enfeitar nosso congá. (bis) 02- BRADO DE MAMÃE

Leia mais

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens Arthur de Carvalho Jaldim e Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.

Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri. Tia Pri Didáticos Educação Cristã PROIBIDA REPRODUÇÃO,CÓPIA OU DISTRIBUIÇÃO POR QUALQUER MEIO tiapri@tiapri.com (47) 3365-4077 www.tiapri.com Página 1 1. HISTÓRIA SUNAMITA 2. TEXTO BÍBLICO II Reis 4 3.

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15

KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 KIT CÉLULA PARA CRIANÇAS: 28/10/15 A mentira não agrada a Deus Principio: Quando mentimos servimos o Diabo o Pai da mentira. Versículo: O caminho para vida é de quem guarda o ensino, mas o que abandona

Leia mais

"A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste"

A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste "A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste" John Ruskin "O Instituto WCF-Brasil trabalha para promover e defender os direitos das crianças e

Leia mais

Vamos adorar a Deus. Jesus salva (Aleluia)

Vamos adorar a Deus. Jesus salva (Aleluia) Vamos adorar a Deus //: SI LA SOL LA SI SI SI LA LA LA SI SI SI SI LA SOL LA SI SI SI LA LA SI LA SOOL SOOL :// Vamos adorar a Deus, Meu Senhor e Salvador Vamos adorar a Deus, com o nosso louvor. B I S

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU

MULHER SOLTEIRA. Marcos O BILAU MULHER SOLTEIRA REFRÃO: Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir Ei, quem tá aí Se tem mulher solteira dá um grito que eu quero ouvir (Essa música foi feita só prás mulheres

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

CD UM NOVO DIA. Um Novo Dia Autor: Paulo Cezar

CD UM NOVO DIA. Um Novo Dia Autor: Paulo Cezar CD UM NOVO DIA Um Novo Dia Autor: Paulo Cezar Quantos momentos da vida. Me fazem ver. O que aqui dentro existe. Ouvi dizer. Luto pra conseguir, corro só pra fugir, faço o que posso, mas já não sou vencedor,

Leia mais

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. www.hinarios.org. Glauco Villas Boas 1 01 HÓSPEDE

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. www.hinarios.org. Glauco Villas Boas 1 01 HÓSPEDE HINÁRIO O CHAVEIRÃO Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii Glauco Glauco Villas Boas 1 www.hinarios.org 2 01 HÓSPEDE Padrinho Eduardo - Marcha Eu convidei no meu sonho Meu mestre vamos passear

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

SAMUEL, O PROFETA Lição 54. 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil.

SAMUEL, O PROFETA Lição 54. 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil. SAMUEL, O PROFETA Lição 54 1 1. Objetivos: Ensinar que Deus quer que nós falemos a verdade, mesmo quando não é fácil. 2. Lição Bíblica: 1 Samuel 1 a 3 (Base bíblica para a história o professor) Versículo

Leia mais

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012.

MALDITO. de Kelly Furlanetto Soares. Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. MALDITO de Kelly Furlanetto Soares Peça escritadurante a Oficina Regular do Núcleo de Dramaturgia SESI PR.Teatro Guaíra, no ano de 2012. 1 Em uma praça ao lado de uma universidade está sentado um pai a

Leia mais

TRANSCRIÇÃO SAMBA DE QUADRA

TRANSCRIÇÃO SAMBA DE QUADRA TRANSCRIÇÃO SAMBA DE QUADRA letreiro 1: Sem o modernismo dos tempos atuais, o samba sertanejo era uma espécie de baile rústico, que ia noite à dentro até o raiar do dia, com seus matutos dançando e entoando

Leia mais

Índios Legião Urbana Composição: Renato Russo

Índios Legião Urbana Composição: Renato Russo Nome: Nº: Turma: Português 2º ano Índios João J. Mai/09 Índios Legião Urbana Composição: Renato Russo Ter de volta todo o ouro Que entreguei a quem Conseguiu me convencer Que era prova de amizade Se alguém

Leia mais

Amar Dói. Livro De Poesia

Amar Dói. Livro De Poesia Amar Dói Livro De Poesia 1 Dedicatória Para a minha ex-professora de português, Lúcia. 2 Uma Carta Para Lúcia Querida professora, o tempo passou, mas meus sonhos não morreram. Você foi uma pessoa muito

Leia mais

Viaggi di studio di Tor Vergata in Brasile. Un approccio di extensão.

Viaggi di studio di Tor Vergata in Brasile. Un approccio di extensão. Viaggi di studio di Tor Vergata in Brasile. Un approccio di extensão. O que é Extensão De acordo com o Plano Nacional de Extensão brasileiro, publicado em 1999, essa prática acadêmica é entendida como:

Leia mais

Contexto Espiritual.

Contexto Espiritual. Contexto Espiritual. Senisio Antonio 2 Contexto Espiritual Contexto Espiritual. 3 Senisio Antonio Projeto Força de Ler Senisio Antonio. 37980-000 Cássia MG Responsabilidade pela revisão: Maria Aparecida

Leia mais

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira?

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira? HISTÓRIA DE LINS EE PROF.PE. EDUARDO R. de CARVALHO Alunos: Maria Luana Lino da Silva Rafaela Alves de Almeida Estefanny Mayra S. Pereira Agnes K. Bernardes História 1 Unidas Venceremos É a história de

Leia mais

A Sociedade dos Espiões Invisíveis

A Sociedade dos Espiões Invisíveis A Sociedade dos Espiões Invisíveis Tem dias em que tudo o que mais quero é embarcar na minha rede mágica e viajar para bem longe! Talvez, em algum outro lugar, não me sinta tão, tão... diferente! Eu sei

Leia mais

1 3Vicino a te non ho paura

1 3Vicino a te non ho paura 1 3Vicino a te non ho paura romanzo 1 3Quando hai un segreto che ti costringe ad andare via. Quando il tuo passato entra con violenza nel presente. Quanto tutto sembra perduto l unico posto dove puoi andare

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal.

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal. -...eu nem te conto! - Conta, vai, conta! - Está bem! Mas você promete não contar para mais ninguém? - Prometo. Juro que não conto! Se eu contar quero morrer sequinha na mesma hora... - Não precisa exagerar!

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

«Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais

«Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais Letras Álbum Amanhecer João da Ilha (2011) «Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais Já sei que és buliçoso Trazes

Leia mais

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. Glauco Villas Boas. Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. Glauco Villas Boas. Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii HINÁRIO O CHAVEIRÃO Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii Glauco Glauco Villas Boas 1 www.hinarios.org 2 01 HÓSPEDE Padrinho Eduardo - Marcha Eu convidei no meu sonho Meu mestre vamos passear

Leia mais

A CURA DE UM MENINO Lição 31

A CURA DE UM MENINO Lição 31 A CURA DE UM MENINO Lição 31 1 1. Objetivos: Mostrar o poder da fé. Mostrar que Deus tem todo o poder. 2. Lição Bíblica: Mateus 17.14-21; Marcos 9.14-29; Lucas 9.37-43 (Leitura bíblica para o professor)

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:...

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:... ALEGRIA PERSONAGENS: Duas amigas entre idades adolescentes. ALEGRIA:... TATY:... Peça infanto-juvenil, em um só ato com quatro personagens sendo as mesmas atrizes, mostrando a vida de duas meninas, no

Leia mais

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura.

Palavras do autor. Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Palavras do autor Escrever para jovens é uma grande alegria e, por que não dizer, uma gostosa aventura. Durante três anos, tornei-me um leitor voraz de histórias juvenis da literatura nacional, mergulhei

Leia mais

LIVRO DE CIFRAS Página 1 colodedeus.com.br

LIVRO DE CIFRAS Página 1 colodedeus.com.br LIVRO DE CIFRAS Página 1 Página 2 Página 3 ACENDE A CHAMA AUTOR: HUGO SANTOS Intro: A F#m D A F#m D A F#m D Quero Te ver, acende a Chama em mim Bm F#m A Vem com Teu Fogo, vem queimar meu coração Bm F#m

Leia mais

FILOSOFIA DE VIDA Atos 13.36

FILOSOFIA DE VIDA Atos 13.36 FILOSOFIA DE VIDA Atos 13.36 Tendo, pois, Davi servido ao propósito de Deus em sua geração, adormeceu, foi sepultado com os seus antepassados e seu corpo se decompôs. Não são todos que têm o privilégio

Leia mais

Matteo: Bene, sono felice di vederti ancora. Ma dimmi, dove vai? Bem, estou feliz por te encontrar novamente. Mas, me diga, aonde vai?

Matteo: Bene, sono felice di vederti ancora. Ma dimmi, dove vai? Bem, estou feliz por te encontrar novamente. Mas, me diga, aonde vai? Reino da Itália Instituto Cultural Vinzenzo Bellini (ICVB) Mini Curso Livre de Língua Italiana Lição 03 Matteo: Ciao, Giuliana, come va? Oi, Giuliana, como vai? Tchiau, Djiuliana, come vá? Giuliana: Molto

Leia mais

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento

Meninas Nhe nhe. Eu Aff Chegando lá. Eu Gente estou com um mau pressentimento Eu e umas amigas íamos viajar. Um dia antes dessa viagem convidei minhas amigas para dormir na minha casa. Nós íamos para uma floresta que aparentava ser a floresta do Slender-Man mas ninguém acreditava

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

Carcará composição: João do Vale/José Cândido

Carcará composição: João do Vale/José Cândido 104 A FLOR E O CARCARÁ Carcará Lá no sertão É um bicho que avoa que nem avião É um pássaro malvado Tem o bico volteado que nem gavião... trecho da canção Carcará composição: João do Vale/José Cândido Ana?

Leia mais

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Bíblia para crianças apresenta AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da

Leia mais

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor.

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor. Capítulo 2 Ela representa um desafio. O simbolismo existe nas imagens coloridas. As pessoas apaixonam-se e desapaixonam-se. Vão onde os corações se abrem. É previsível. Mereces um lugar no meu baloiço.

Leia mais

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015

1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 1º Domingo de Agosto Primeiros Passos 02/08/2015 JESUS ESTÁ COMIGO QUANDO SOU DESAFIADO A CRESCER! OBJETIVO - Saber que sempre que são desafiados a crescer ou assumir responsabilidades, Jesus está com

Leia mais

Ficha Técnica Texto e Edição: Daniela Costa Ilustração: Vera Guedes Impressão: Colorshow. www.biografiasporencomenda.com

Ficha Técnica Texto e Edição: Daniela Costa Ilustração: Vera Guedes Impressão: Colorshow. www.biografiasporencomenda.com O balão. Ficha Técnica Texto e Edição: Daniela Costa Ilustração: Vera Guedes Impressão: Colorshow www.biografiasporencomenda.com O Balão Ainda não tinhas nascido quando recebeste o teu primeiro presente.

Leia mais

Iracema estava na brinquedoteca

Iracema estava na brinquedoteca Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Iracema estava na brinquedoteca com toda a turma quando recebeu a notícia de que seu sonho se realizaria. Era felicidade que

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

-Olhe por onde anda, Peixe-Boi! -disse a Tartaruga do Mar-. Você trombou em mim.

-Olhe por onde anda, Peixe-Boi! -disse a Tartaruga do Mar-. Você trombou em mim. Pof! Manny o Peixe-Boi bateu com a cabeça. -Olhe por onde anda, Peixe-Boi! -disse a Tartaruga do Mar-. Você trombou em mim. -Como posso olhar por onde vou? -reclamou Manny-. Não posso ver nada nesta água

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Músicas Para Casamento

Músicas Para Casamento Músicas Para Casamento 01. Você e Eu - Eliana Ribeiro 7M 7M C#m7 F#7/5+ F#7 Bm7 Quero estar com você, / Lembrar de cada momento bom; C#m7 m7 C#m7 #m7 Em7 7/9 Reviver a nossa história, nosso amor. 7M #m7/5-

Leia mais

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais)

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Tempo para tudo (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da

Leia mais

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

A ovelhinha que veio para o jantar

A ovelhinha que veio para o jantar A ovelhinha que veio para o jantar Oh não! OUTRA VEZ sopa de legumes! queixou-se o lobo, que já era velhinho. Quem me dera ter uma ovelhinha aqui à mesa. Fazia já um belo ensopado de borrego! Eis senão

Leia mais

Ap. Ozenir Correia TEMA: OPERAÇÃO JERICÓ X OPERAÇÃO LAVA JATO.

Ap. Ozenir Correia TEMA: OPERAÇÃO JERICÓ X OPERAÇÃO LAVA JATO. Ap. Ozenir Correia TEMA: OPERAÇÃO JERICÓ X OPERAÇÃO LAVA JATO. TEXTO: 1 Entrando em Jericó, atravessava Jesus a cidade. 2 Eis que um homem, chamado Zaqueu, maioral dos publicanos e rico, 3 procurava ver

Leia mais

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria

A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria A Cura de Naamã - O Comandante do Exército da Síria Samaria: Era a Capital do Reino de Israel O Reino do Norte, era formado pelas 10 tribos de Israel, 10 filhos de Jacó. Samaria ficava a 67 KM de Jerusalém,

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa O PASTOR AMOROSO Alberto Caeiro Fernando Pessoa Este texto foi digitado por Eduardo Lopes de Oliveira e Silva, no Rio de Janeiro, em maio de 2006. Manteve-se a ortografia vigente em Portugal. 2 SUMÁRIO

Leia mais

LOUVOR DOS PEQUENINOS Cânticos Cifrados

LOUVOR DOS PEQUENINOS Cânticos Cifrados 2015 LOUVOR DOS PQUNINOS Cânticos Cifrados Louvai ao Senhor todos os povos! Conteúdo arca de Noé... 2 CD MOMNTO... 2 MIGO... 3 Barquinho... 3 BOM DI... 3 Cantai Cantai... 4 Dê a sua vida para Jesus...

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 No dia em que Iracema e Lipe voltaram para visitar a Gê, estava o maior rebuliço no hospital. As duas crianças ficaram logo

Leia mais

Ana. e o e o. Jardim de Flores

Ana. e o e o. Jardim de Flores Ana e o e o Jardim de Flores Era uma vez um grande rei que morava em um lindo castelo rodeado de pequenos vilarejos. O rei amava muito o seu povo, e o povo também o amava. Ele visitava frequentemente os

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ JESUS E TENTADO NO DESERTO Volume 4 Escola: Nome : Professor (a): Data : / / 11 7) PERGUNTAS: 1. Depois de ser batizado, onde Jesus foi guiado pelo espírito? 2. Quem

Leia mais

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos.

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos. Contos Místicos 1 Contos luca mac doiss Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12 Prefácio A história: esta história foi contada por um velho pescador de Mongaguá conhecido como vô Erson. A origem:

Leia mais

Tenda de Umbanda Caboclo Ubirajara e Vovó Tereza PONTOS CANTADOS DE YORI COSME E DAMIÃO

Tenda de Umbanda Caboclo Ubirajara e Vovó Tereza PONTOS CANTADOS DE YORI COSME E DAMIÃO PONTOS CANTADOS DE YORI COSME E DAMIÃO 2012 Saravá Cosme, Damião e Doum! Amibejá PONTOS CANTADOS DE YORI Têm festa na rua e no coração; Crianças correndo com balas na mão; Daí me sua graça e devoção; É

Leia mais

CEGO, SURDO E MUDO (porque nao?) LETRA: Ricardo Oliveira e Mário F.

CEGO, SURDO E MUDO (porque nao?) LETRA: Ricardo Oliveira e Mário F. FRUTO PROIBIDO FRUTO PROIBIDO 1 Cego, surdo e mudo (porque não?) 2 Mundo inteiro 3 Acordo a tempo 4 Contradição 5 A água não mata a fome 6 Quem és é quanto basta 7 Nascer de novo (és capaz de me encontrar)

Leia mais

DEUS INFINITO Autor: Marília Mello Intro: F C/E B/D Db C F C/E B/D Db C F

DEUS INFINITO Autor: Marília Mello Intro: F C/E B/D Db C F C/E B/D Db C F DUS INFINITO utor: Marília Mello Intro: F / /D Db F / /D Db F m b F Senhor eu te apresento o meu coração m b F u coloco toda minha vida em tuas mãos b /b m Dm Porque sei que tudo sabes de mim, Senhor b

Leia mais

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque Fantasmas da noite Uma peça de Hayaldo Copque Peça encenada dentro de um automóvel na Praça Roosevelt, em São Paulo-SP, nos dias 11 e 12 de novembro de 2011, no projeto AutoPeças, das Satyrianas. Direção:

Leia mais

Vamos falar de amor? Amornizando!

Vamos falar de amor? Amornizando! Vamos falar de amor? Amornizando! Personagens 1) Neide Tymus (Regente); 2) Sérgio Tymus (Marido Neide); 3) Nelida (Filha da Neide); 4) Primeiro Coralista; 5) Segundo Coralista; 6) Terceiro Coralista; 7)

Leia mais

GANHADO O MUNDO SEM PERDER A FAMILIA

GANHADO O MUNDO SEM PERDER A FAMILIA TEXTO: 1 SAMUEL CAPITULO 3 HOJE NÃO É SOBRE SAMUEL QUE VAMOS CONHECER, SABEMOS QUE SAMUEL foi o último dos juízes e o primeiro dos profetas. Ele foi comissionado para ungir asaul, o primeiro rei, e a David,

Leia mais

#93r. 11.7 O Apocalipse X Mateus 24

#93r. 11.7 O Apocalipse X Mateus 24 11.7 O Apocalipse X Mateus 24 #93r Há uma grande semelhança entre a sequência dos acontecimentos do período da Tribulação, descritos no livro do Apocalipse, com relação a Mateus 24. Vamos hoje, analisar

Leia mais

PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público

PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público PEDRO, TIAGO E JOÃO NO BARQUINHO ISRC BR MKP 1300330 Domínio Público Pedro, Tiago, João no barquinho Os três no barquinho no mar da Galiléia Jogaram a rede Mas não pegaram nada Tentaram outra vez E nada

Leia mais

Saudades. Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti!

Saudades. Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti! Durante as aulas de Português da turma 10.º 3, foi lançado o desafio aos alunos de escolherem poemas e tentarem conceber todo um enquadramento para os mesmos, o que passava por fazer ligeiras alterações

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

Mais um ano está começando... Tempo de pensar no que passou Avaliar. Tempo de pensar no que virá Planejar

Mais um ano está começando... Tempo de pensar no que passou Avaliar. Tempo de pensar no que virá Planejar Mais um ano está começando... Tempo de pensar no que passou Avaliar Tempo de pensar no que virá Planejar Hámomentos em nossa vida em que temos duas opções: Desistir Recomeçar Quando a VIDA decepciona João

Leia mais

HINÁRIO NOVA DIMENSÃO

HINÁRIO NOVA DIMENSÃO HINÁRIO NOVA DIMENSÃO Tema 2012: Flora Brasileira Rabo de Galo (Worsleya rayneri) Padrinho Alfredo Alfredo Gregório de Melo 1 www.hinarios.org 2 01 BRILHANTES PEDRAS FINAS Marcha - Valsa Ao pai eterno

Leia mais

APÊNDICE A - Músicas

APÊNDICE A - Músicas APÊNDICE A - Músicas Músicas 1 GUT GUT SEM PARAR Adaptação ao meio líquido Bebeu a água da piscina toda Fui ver quem era, era o João Ele bebia a água da piscina Ele fazia gut gut gut gut gut sem parar

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

O Boneco de Neve Bonifácio e o Presente de Natal Perfeito

O Boneco de Neve Bonifácio e o Presente de Natal Perfeito O Boneco de Neve Bonifácio e o Presente de Natal Perfeito Era uma vez um boneco de neve chamado Bonifácio, que vivia numa terra distante onde fazia muito frio. Ele era um boneco especial, porque podia

Leia mais