Seminário conjunto UE - SECTEC 11 de Novembro de Julie Dumont Adida ciêntifica Wallonie-Bruxelles International (WBI)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seminário conjunto UE - SECTEC 11 de Novembro de 2014. Julie Dumont Adida ciêntifica Wallonie-Bruxelles International (WBI)"

Transcrição

1 Seminário conjunto UE - SECTEC 11 de Novembro de 2014 Julie Dumont Adida ciêntifica Wallonie-Bruxelles International (WBI)

2 BELGICA CONTEXTO INSTITUCIONAL No coração da Europa, sede das instituições da UE 3 Comunidades: francesa (Federação Valonia-Bruxelas), flamenga e alemã 3 Regiões: flamenga, vãla e Bruxelas-Capital (bilíngue) Competências em P&D: Comunidades: Educação e pesquisa fundamental Regiões: Economia e pesquisa aplicada

3 WBI Plataforma de Pesquisa Wallonie-Bruxelles International : departamento de relações internacionais de Valonia-Bruxelas Plataforma de pesquisa Adidos de Ligação Ciêntifica sedeados em Universidades parceiras. Identificação de parceiros / financiamentos Workshops, comitivas Acompanhamento tecnologico Agência irmã : AWEX Nucléo de parcerias tecnologicas Rede OWIN parceria Texas A&M (11 universidades, 7 inst. Pesquisa, Agência de TT) Comercialização simultanea / ajuda empresas WB no mercado Areas: ciências da vida, Ing. Mecanica (aero, petroleo, energia, meio ambiente), TIC

4 P&D na Bélgica francofone: parceiros 7 Universidades: media de pesquisadores, excelência, cooperação com as empresas e de transferência de tecnologia e criação de spin offs (250 hoje em dia, maioria em biotec/saude) Centros de pesquisa (rede ACCORD - 22 centros credenciados, centros privados...) Empresas (Solvay, GSK, UCB, Arcelor, AGC, IBA... e PME) Parques ciêntificos-spow : soft landing empresas e relações universidades-empresas Incubadoras (LATINAM, SPOW, universidades) e business parques Poderes públicos (Região Vãla, Comunidade Valonia-Bruxelas, BELSPO)

5 Parceiros e prioridades Blue Growth ROYAL BELGIAN INSTITUTE OF NATURAL SCIENCES Direção operacional do Meio Ambiente Competências nos setores de Biologia aquatica Avaliação biológica Meio Marino : ecosistemas do Mar do Norte, observação do oceano, pesquisa sobre o transporte de sedimentos, modelisação, composição química do mar e poluição, gestão dos navios de pesquisa. BMDC (Belgian Marine Data Centre): fornece ferramentas aos pesquisadores e responsáveis políticos para a recolha, a gestão, o armazenamento e a difusão de dados sobre o meio marino. Contato belga para a Convenção da Diversidade Biologica da UNESCO

6 Parceiros e prioridades Blue Growth BELSPO RBINS e Ministerio da Defesa Navio BELGICA BELSPO, RBINS e Defesa Em função desde 1984 Navio de pesquisa regional Navio de pesquisa multifunções +/- 180 d/ano no mar 16 pesquisadores + 15 tripulantes > research vessel Belgica > Monitoring > the Belgica Acquisição novo navio Avaliação pelo governo Proposta : necessidades dos usuarios Navio de pesquisa regional/sub oceanico Multifunções Ice class I (não quebra gelo) +/- 300 d/ano no mar 24 pesquisadores + 15 tripulantes Custo: +/- 50 M

7 PRIORIDADES NA ÁREA DE INOVAÇÃO PLAN MARSHALL : desenvolvimento da Região Vãla através da inovação e da capacitação: Plataformas de pesquisa : parcerias entre universidades, empresas e centros de pesquisa projetos de pesquisa, capacitação e internacionalização Investimento total de 4,5 biliões para o periodo Em negociação para o periodo 2014/2022 Gerando mais de empregos, financiamentos diretos para empresas, formações tecnológicas e 2500 pesquisadores financiados.

8 PRIORIDADES NA ÁREA DA INCOVAÇÃO Plan Marshall - 6 Polos de competitividade : Ciências da vida (cancer, dc. cerebrais, inflamação) Engenharia mecanica e materiais advançados Aerospacial (novos materiais, composite ) Tecnologias verdes (residuos, CO2, quimica verde) Transporte and Logistica Agribusiness (alimentos saudaveis, packaging )

9 FONTES DE FINANCIAMENTO Para empresas Convênio DG06-FAPESP Projetos de pesquisa inovadora entre PMEs de SP e da WB Areas: todas áreas prioritarias da Região Vãla = privilegiadas] Fundo PERFORMA INVESTIMENTOS Criação start up / aquisição tecnologias Parceiros: BNDES, SFPI, AgeRio, invests privados Área: meio ambiente

10 FONTES DE FINANCIAMENTO Todos pesquisadores Memorandum FAPESPA Wagralim Parceria privilegiada agribusiness Memorandum AEB Centro Espacial de Liège BEWARE FELLOWSHIPS (COFUND / RW) Bolsas de 18 ate 36 meses em: PME (foco em inovação) Centros de pesquisa (foco en inovação - prototipagem) Universidade + empresa madrinha (foco em TT) Pesquisadores com doutorado ou exp. equivalente Bolsa de ate 90K Euros/ano, subsidio de mobilidade e Orientação, seguro saude e responsabilidade civil.

11 Parceiros académicos FONTES DE FINANCIAMENTO Convênio FNRS CNPq Missões de 1 semana-1 mes / projetos de max. 2 anos Pos-doutorado Intercambio, eventos, publicações Áreas: - Ciências aplicadas - Ciências biomédicas - Química - Ciências humanas e sociais - Ciências exatas e físicas - Ciências da terra, oceânicas, atmosféricas e espaciais

12 Convênio WBI-CAPES FONTES DE FINANCIAMENTO Missões de trabalho de 7 ate 20 dias Missões estudos: bolsas de 4 ate 12 meses para estudantes de doutorado ou pós-doutorado (18 se for um Phd sandwich) Projetos de pesquisa, bolsas, eventos, publicações Áreas: Plan Marshall Financia: - bolsas de 1300 Euros / 2100 Euros mensais - passagens - seguro saúde - subsidio para instalação - consumíveis de 10K Euros

13 FONTES DE FINANCIAMENTO Fundo de mobilidade America Latina - WBI Mobilidade de pessoal de instituições de ensino superior de WB convidados por uma instituição brasileira (passagens) Todas áreas (áreas Plan Marshall privilegiadas) Missões de ensino, pesquisa, eventos ciêntificos Bolsas de excelência da WBI (in e out) Bolsas do FNRS Bolsas universitárias

14 FONTES DE FINANCIAMENTO Bolsas e programas do BELSPO BRAIN-be Belgian Research Action through Interdisciplinary Networks Final de 2012 ate 2017 (fase 1) Objetivos : apoio ciêntifico ao governo federal e instituições de pesquisa federais (RBINS) 6 tématicas, 1 e 2 incluindo tématicas Blue Growth pesquisa marina Eixo 1: Ecossistemas, biodiversidade e evolução Eixo 2: Geossistemas, universo e clima. Eixo 5: Principais desafios societais Orçamento para o programa: 117 MEURO

15 FONTES DE FINANCIAMENTO Bolsas e programas do BELSPO Proximo edital BRAIN-be - lançamento edital novembro de deadline 25 de fevereiro de 2015 (expressão de interesse ate 12 de janeiro de 2015) - inicio dos projetos em outubro de tématica Blue Growth : "Understand the vital role of biodiversity in maintaining the health of marine ecosystems - participação d um parceiro internacional : co-financiamento com base 50/50 with max. 20% do orçamento total para o parceiro internacional.

16 FONTES DE FINANCIAMENTO Bolsas e programas do BELSPO Earth Observation research programme (STEREO III) - Periodo Orçamento : 28,6 M Tématicas prioriárias: Monitoramento global da vegetação e ecossistemas terrestres Monitoramento do meio ambiente nua escala local e regional (hidrovias e oceano, solo, floresta, zonas protegidas e biodiversidade, agricultura, zonas costeiras, zonas urbanas e peri-urbanas. Interacções entre mudanças de ocupação dos solos e mudanças climáticas. Epidemiologia e ajuda humanitaria. Segurança e gestão de riscos

17 DIVERSOS FONTES DE FINANCIAMENTO UE Horizon 2020 Marie Slodowska Curie European Research Council Erasmus mundus BRASIL Ciências sem fronteiras CAPES CNPq FINEP/BNDES

18 PARCERIAS NO SETOR BLUE GROWTH UNIVERSIDADE LIVRE DE BRUXELAS ULB Pr. Jean-Paul Hermand Laboratorio de acústica e Hidroacústica / Politécnica Projeto CANOGA (FNRS-CNPq): desenvolvimento de novas técnicas para a caracterização geoacústica e tomográfica em agua pouca profunda. Parceria UFRJ Pr. Suzana Vinzon Projeto OAEx (FP7 IRSES): Exploração Acústica do Oceano Parceria Coppe-UFRJ, IEAPM (Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira)

19 PARCERIAS NO SETOR BLUE GROWTH UNIVERSIDADE LIVRE DE BRUXELAS ULB Pr. Jean-Paul Hermand Laboratorio de acústica e Hidroacústica / Politécnica Projeto GEOMARGEM (CAPES): estudo da evolução de ambientes de baias costeiras e da plataforma continental durante o Pleitoano Superior Holoceno. Varios eventos RIO ACOUSTICS : técnicas de ponta para investigação da coluna de agua, fundo do mar e sedimentos de surface do oceano e hidrovias. Aplicações: engenharia oceanografica, gerenciamento ambiental e mineração. Parceria UFRJ / Pr. Beatriz Vinzon

20 PARCERIAS NO SETOR BLUE GROWTH UNIVERSIDADE de LIEGE ULg Erasmus Mundus EMSHIP Pr. Philippe RIGO Master em consrução naval : programa interdisciplinar com esquema de mobilidade entre 3 países. Parceiros UE: Bélgica, Alemanha, Polónia, Roménia, Suiça e França Parceiros associados: Brasil (Amazonas), Japão, Nova-Zelandia, Argelia, Estados-Unidos. Laboratorio ANAST Arquitetura naval, engenharia maritima, navegação interior e maritima e analise dos sistemas de transporte Pr. Ph. RIGO Parcerias com a USP, UNESP, IPT.

21 ULg e ULB PARCERIAS NO SETOR BLUE GROWTH Projeto FLUDURAMS Pr. Mario COOLS e Pr. Alassane NDIAYE Desenvolvimento d um centro de competências em construção naval e gestão focado em navegação nas hidrovias e no litoral no Brasil. Objetivo: desenvolvimento sustentável da região, controle do desenvolvimento do transporte fluvial e sua adaptação as condições especificas (meio ambiente), mobilidade das populações e bens, acesso das populações a educação e saude. Parceria : UnB, FURG, UFF e UFAM

22 OBRIGADA! Julie Dumont

BELGICA CONTEXTO INSTITUCIONAL

BELGICA CONTEXTO INSTITUCIONAL Seminário conjunto UE- FAPESC 09 de Outubro de 2014 Julie Dumont Adida ciêntifica Wallonie-Bruxelles International (WBI) BELGICA CONTEXTO INSTITUCIONAL No coração da Europa, sede das instituições da UE

Leia mais

Seminário conjunto UE- FIESP 22 de maio de 2014. Julie Dumont Adida ciêntifica Wallonie-Bruxelles International (WBI)

Seminário conjunto UE- FIESP 22 de maio de 2014. Julie Dumont Adida ciêntifica Wallonie-Bruxelles International (WBI) Seminário conjunto UE- FIESP 22 de maio de 2014 Julie Dumont Adida ciêntifica Wallonie-Bruxelles International (WBI) BELGICA CONTEXTO INSTITUCIONAL No coração da Europa, sede das instituições da UE 3 Comunidades:

Leia mais

O que é HORIZONTE 2020?

O que é HORIZONTE 2020? O que é HORIZONTE 2020? Maior Programa Mundial para financiamento da Pesquisa e Inovação 80 bilhões (2014-2020) Responder a crise econômica através de investimentos em empregos, crescimento e inovação

Leia mais

Apoios à Internacionalização e à Inovação. António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014

Apoios à Internacionalização e à Inovação. António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014 Apoios à Internacionalização e à Inovação António Costa da Silva Santarém, 26 de setembro de 2014 ALENTEJO PRIORIDADES PARA UMA ESPECIALIZAÇÃO INTELIGENTE 1. Alimentar e Floresta 2. Recursos Naturais,

Leia mais

Elegibilidade do Brasil no Horizonte 2020 CIÊNCIA DE EXCELÊNCIA

Elegibilidade do Brasil no Horizonte 2020 CIÊNCIA DE EXCELÊNCIA Elegibilidade do Brasil no Horizonte 2020 Horizonte 2020 (H2020) - o Programa Europeu de apoio à Pesquisa, Innovação e Cooperação Internacional - é o maior programa de pesquisa e inovação da União Europeia

Leia mais

Discours Séminaire à Belém Mardi, 23 septembre 2014

Discours Séminaire à Belém Mardi, 23 septembre 2014 Discours Séminaire à Belém Mardi, 23 septembre 2014-1 - Opportunities for Brazilian SMEs, Technological Parks and other Innovation Actors for Cooperation with Europe Cooperação Belgo-Brasileira: do logístico

Leia mais

Ciência sem Fronteiras : O Programa Brasileiro de Mobilidade Científica no CNPq/MCT

Ciência sem Fronteiras : O Programa Brasileiro de Mobilidade Científica no CNPq/MCT Ciência sem Fronteiras : O Programa Brasileiro de Mobilidade Científica no CNPq/MCT Objetivos Avanço da ciência brasileira em tecnologia, inovação e competitividade, através da expansão da mobilidade internacional:

Leia mais

A cooperação Canadá - Brasil: INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A INOVAÇÃO

A cooperação Canadá - Brasil: INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A INOVAÇÃO OUI- IOHE MISSÃO OUI DE UNIVERSIDADES CANADENSES NO BRASIL 28 de novembro a 2 de dezembro de 2011 Programa preliminar A cooperação Canadá - Brasil: INTERNACIONALIZAÇÃO PARA A INOVAÇÃO À luz dos excelentes

Leia mais

HORIZONTE 2020. Aberto para o mundo! O Programa da União Europeia para Pesquisa e Inovação. Dr. Piero Venturi Comissão Europeia DG Pesquisa e Inovação

HORIZONTE 2020. Aberto para o mundo! O Programa da União Europeia para Pesquisa e Inovação. Dr. Piero Venturi Comissão Europeia DG Pesquisa e Inovação HORIZONTE 2020 O Programa da União Europeia para Pesquisa e Inovação Aberto para o mundo! Dr. Piero Venturi Comissão Europeia DG Pesquisa e Inovação A União Europeia 500 milhões de pessoas - 28 países

Leia mais

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015

CTCV. seminários. Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020. Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 23 10 2014 Programas de apoio no novo Quadro Portugal 2020 Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 Victor Francisco Gestão e Promoção da Inovação 21 de outubro

Leia mais

Instituto Francês de Pesquisa em Ciências e Tecnologias da Informação e Comunicação. Hélène Kirchner Diretora das Relações Internacionais

Instituto Francês de Pesquisa em Ciências e Tecnologias da Informação e Comunicação. Hélène Kirchner Diretora das Relações Internacionais Instituto Francês de Pesquisa em Ciências e Tecnologias da Informação e Comunicação Hélène Kirchner Diretora das Relações Internacionais Missões e números chaves PESQUISA DESENVOLVIMENTO DE PESQUISA E

Leia mais

Os desafios de empresas de P&D: o caso da biotecnologia para a saúde humana. José Fernando Perez Diretor Presidente

Os desafios de empresas de P&D: o caso da biotecnologia para a saúde humana. José Fernando Perez Diretor Presidente Os desafios de empresas de P&D: o caso da biotecnologia para a saúde humana José Fernando Perez Diretor Presidente 1 Por que no Brasil? (1) Alavancando vantagens locais Recursos humanos altamente qualificados:

Leia mais

Prof. Ericksson Rocha e Almendra UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO almendra@.superest.ufrj.br

Prof. Ericksson Rocha e Almendra UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO almendra@.superest.ufrj.br ESCOLA POLITÉCNICA COBENGE 2014 (Forum Estudantil) Mobilidade Estudantil Internacional e Nacional Mobilidade Internacional na Escola Politécnica da UFRJ Diretoria Adjunta de Relações Internacionais Cenário

Leia mais

Grupo de trabalho «Inovação»

Grupo de trabalho «Inovação» Comissão Arco Atlântico Grupo de trabalho «Inovação» Projecto de plano da ação para 2015-2016 Objetivo do grupo A Aquitânia deseja mobilizar as Regiões Atlânticas para a questão da inovação na Economia

Leia mais

HORIZONTE 2020. Aberto para o mundo! O Programa da União Europeia para Pesquisa e Inovação. Dr. Piero Venturi Comissão Europeia DG Pesquisa e Inovação

HORIZONTE 2020. Aberto para o mundo! O Programa da União Europeia para Pesquisa e Inovação. Dr. Piero Venturi Comissão Europeia DG Pesquisa e Inovação HORIZONTE 2020 O Programa da União Europeia para Pesquisa e Inovação Aberto para o mundo! Dr. Piero Venturi Comissão Europeia DG Pesquisa e Inovação O que é HORIZONTE 2020? Um programa de financiamento

Leia mais

EURAXESS Portal de Acesso à Pesquisa Europeia. EURAXESS é uma iniciativa da Comissão Europeia

EURAXESS Portal de Acesso à Pesquisa Europeia. EURAXESS é uma iniciativa da Comissão Europeia EURAXESS Portal de Acesso à Pesquisa Europeia EURAXESS é uma iniciativa da Comissão Europeia EURAXESS: Assistindo Pesquisadores Services Rights Jobs EURAXESS Links América do Norte Japão China ASEAN

Leia mais

A NOVA AGENDA DO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL E OS NOVOS INSTRUMENTOS 2014-2020

A NOVA AGENDA DO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL E OS NOVOS INSTRUMENTOS 2014-2020 ENCONTRO TEMÁTICO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL 28 de Fevereiro de 2014, Espaço Jovem, Porto de Mós. Grupo de Trabalho Desenvolvimento Urbano Sustentável A NOVA AGENDA DO DESENVOLVIMENTO URBANO SUSTENTÁVEL

Leia mais

EFIÊNCIA DOS RECURSOS E ESTRATÉGIA ENERGIA E CLIMA

EFIÊNCIA DOS RECURSOS E ESTRATÉGIA ENERGIA E CLIMA INTRODUÇÃO Gostaria de começar por agradecer o amável convite para participar neste debate e felicitar os organizadores pela importância desta iniciativa. Na minha apresentação irei falar brevemente da

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO As ações de pesquisa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas constituem um processo educativo

Leia mais

Gestão do Conhecimento: rotas para Inovação métodos e tipos de pesquisas

Gestão do Conhecimento: rotas para Inovação métodos e tipos de pesquisas Slide Master Gestão do Conhecimento: rotas para Inovação métodos e tipos de pesquisas Dra. Christina Bassani (FAMATH) E-mail: c.bassani@hotmail.com Publicação FAMATH autorizada pelo autor ESTRUTURA E

Leia mais

OCEANOS, CICLO DE CONFERÊNCIAS RIO + 20 FUNDAÇÃO DE SERRALVES, 12 DE JULHO 2012

OCEANOS, CICLO DE CONFERÊNCIAS RIO + 20 FUNDAÇÃO DE SERRALVES, 12 DE JULHO 2012 OCEANOS, CICLO DE CONFERÊNCIAS RIO + 20 FUNDAÇÃO DE SERRALVES, 12 DE JULHO 2012 RUI AZEVEDO II ENCONTRO DOS PARCEIROS DO CLUSTER DO CONHECIMENTO E DA ECONOMIA DO MAR AVEIRO 28 JANEIRO 2011 PONTOS A ABORDAR

Leia mais

C T & I PARA A AMAZÔNIA LEGAL

C T & I PARA A AMAZÔNIA LEGAL C T & I PARA A AMAZÔNIA LEGAL David C. Oren Coordenador de Biodiversidade Coordenação Geral de Gestão de Ecossistemas e Biodiversidade - CGEB Secretaria de Políticas e Programas de Pesquisas e Desenvolvimento

Leia mais

10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC

10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC 10 anos do Parque Tecnológico da UFRJ XV Encontro da Rede de Incubadoras, Parques e Polos Tecnológicos do Estado do Rio de Janeiro ReINC Data: 17 e 18 de setembro de 2013 Local: Parque Tecnológico da UFRJ

Leia mais

2 de março de 2015. Ano 4. Nº 34

2 de março de 2015. Ano 4. Nº 34 2 de março de 2015. Ano 4. Nº 34 Editais curto prazo NACIONAL Orgao CNPq Edital 12º Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica - 2014 Termino 30/3/2015 Direcionado a Premiar bolsistas de Iniciação

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO Jorge Abegão Secretário-Técnico do COMPETE Coimbra, 28 de janeiro de 2015 Estratégia Europa 2020 ESTRATÉGIA EUROPA 2020 CRESCIMENTO INTELIGENTE

Leia mais

Oferecer oportunidade de estudo e estágio a discentes brasileiros em universidades de excelência;

Oferecer oportunidade de estudo e estágio a discentes brasileiros em universidades de excelência; UM PROGRAMA ESPECIAL DE MOBILIDADE INTERNACIONAL EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO Objetivos do Programa Oferecer oportunidade de estudo e estágio a discentes brasileiros em universidades de excelência;

Leia mais

Programa Ciência sem Fronteira

Programa Ciência sem Fronteira Programa Ciência sem Fronteira Graduação Sanduíche Pró-reitoria de Pesquisa Coesão interna para inserção externa Bolsas no país e exterior: número de bolsas-ano concedidas pelas agências federais, 2003-2009

Leia mais

U S P I n o v a ç ã o

U S P I n o v a ç ã o O contexto Nacional e Estadual em prol da Inovação Autonomia Universitária 3º. 4º. 5º. 24º. 25º. 7º. 8º. 9º. 10º. 23º. 21º. 22º. 1º. 2º. 11º. 12º. 13º. 14º. 15º. 16º. 17º. 18º. 19º. 20º. A USP nesse contexto

Leia mais

- ATENÇÃO PESQUISADORES -

- ATENÇÃO PESQUISADORES - - ATENÇÃO PESQUISADORES - Informamos abaixo os últimos editais para fomento à pesquisa divulgados pela FAPESB e CNPQ, para conhecimento e possível envio de propostas de projetos: Órgão Responsável: FAPESP

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Universidade de Évora, 10 de março de 2015 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo Central Alentejo Litoral

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2013

Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Volume 40 Ano base 2012 Guia de leitura Guia de leitura O Guia de Leitura tem o propósito de orientar

Leia mais

EURAXESS Pesquisadores em Movimento. EURAXESS é uma iniciativa da Comissão Europeia

EURAXESS Pesquisadores em Movimento. EURAXESS é uma iniciativa da Comissão Europeia EURAXESS Pesquisadores em Movimento EURAXESS é uma iniciativa da Comissão Europeia EURAXESS: soluções para os pesquisadores Ajuda a promover o desenvolvimento das carreiras Ajuda a remover barreiras para

Leia mais

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30 de julho de 2014 Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 Informações gerais O Acordo de Parceria abrange cinco fundos: Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

Leia mais

UNITWIN/UNESCO Chairs Programme. Educação e Inovação para Cooperação Solidária

UNITWIN/UNESCO Chairs Programme. Educação e Inovação para Cooperação Solidária UNITWIN/UNESCO Chairs Programme Educação e Inovação para Cooperação Solidária O que são as Cátedras UNESCO? O Programa de Cátedras e Redes UNITWIN tem como principal objetivo a capacitação através da troca

Leia mais

VENHA ESTUDAR OU ENSINAR PARA A EUROPA

VENHA ESTUDAR OU ENSINAR PARA A EUROPA VENHA ESTUDAR OU ENSINAR PARA A EUROPA O Erasmus+ é o novo programa da União Europeia para a educação, a formação, a juventude e o desporto para o período de 2014-2020. Proporciona uma vasta gama de oportunidades

Leia mais

CONCEÇÃO PLANEAMENTO OPERACIONALIZAÇÃO

CONCEÇÃO PLANEAMENTO OPERACIONALIZAÇÃO CONCEÇÃO PLANEAMENTO OPERACIONALIZAÇÃO MAR PORTUGAL - Um Mar de Oportunidades MAR PORTUGAL Conectividade intercontinental; Todas as regiões são litorais ou insulares; Mar profundo. MAR PORTUGAL - Um Mar

Leia mais

Programas Europeus. 09 de Julho de 2010 Salão Nobre. Eurodeputada Parlamento Europeu

Programas Europeus. 09 de Julho de 2010 Salão Nobre. Eurodeputada Parlamento Europeu Programas Europeus de Ciência e Inovação 09 de Julho de 2010 Nobre do Instituto Superior Técnico, Lisboa Salão Nobre Maria da Graça Carvalho Eurodeputada Parlamento Europeu ESTRATÉGIA EU2020 CIÊNCIA E

Leia mais

Empreendedorismo e inovação na economia azul. FORUM DO MAR EXPONOR, 18 de novembro 2015. José Guerreiro, Coordenador Geral da MARE STARTUP

Empreendedorismo e inovação na economia azul. FORUM DO MAR EXPONOR, 18 de novembro 2015. José Guerreiro, Coordenador Geral da MARE STARTUP Empreendedorismo e inovação na economia azul FORUM DO MAR EXPONOR, 18 de novembro 2015 José Guerreiro, Coordenador Geral da MARE STARTUP Rationale As previsões da economia do mar apontam para um crescimento

Leia mais

A Cooperação UE no Estado de São Paulo

A Cooperação UE no Estado de São Paulo A Cooperação UE no Estado de São Paulo Informações gerais: Superficië (km²): 248.209,426 População (IBGE 2012): 41.901.219 Produto Interno Bruto - PIB (2008) em R$ milhões: 1.003.016 Indice de Desenvolvimento

Leia mais

Estratégias do CNPq para a Pesquisa e Inovação

Estratégias do CNPq para a Pesquisa e Inovação Estratégias do CNPq para a Pesquisa e Inovação Dr. Glaucius Oliva Presidente CNPq Publicações Matrículas no Ensino Superior Docentes com Doutorado Orçamento - MCTI Orçamento - CNPq Orçamento - Capes Orçamento

Leia mais

NUCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA - UESC

NUCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA - UESC Boletim 13 Editais / FAPESB Visite nosso blog: / Edital 029/2010 Popularização da Ciência Educação Científica - financiamento de projetos institucionais de educação científica que propiciem a difusão e

Leia mais

Prof. Marcos Aurélio Vasconcelos de Freitas (mfreitas@ivig.coppe.ufrj.br) Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais IVIG/COPPE/UFRJ

Prof. Marcos Aurélio Vasconcelos de Freitas (mfreitas@ivig.coppe.ufrj.br) Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais IVIG/COPPE/UFRJ Formação e Capacitação de Recursos Humanos p/exploração de Recursos Energéticos e Geração de Energia Prof. Marcos Aurélio Vasconcelos de Freitas (mfreitas@ivig.coppe.ufrj.br) Instituto Virtual Internacional

Leia mais

Utilização... 2. Listagem de funcionalidades... 2. Listar arquivos de recursos... 2. Consultar Reserva Técnica... 4. Anexos... 7

Utilização... 2. Listagem de funcionalidades... 2. Listar arquivos de recursos... 2. Consultar Reserva Técnica... 4. Anexos... 7 Sistema para Consulta de Recursos por Instituições CONTEÚDO Utilização... 2 Listagem de funcionalidades... 2 Listar arquivos de recursos... 2 Consultar Reserva Técnica... 4 Anexos... 7 INTRODUÇÃO O Sistema

Leia mais

NO MAR PORTUGUÊS WORKSHOP DE REFLEXÃO ESTRATÉGICA

NO MAR PORTUGUÊS WORKSHOP DE REFLEXÃO ESTRATÉGICA 4 de Novembro, 2013 Escola Superior Náutica Infante D. Henrique GUIA METODOLÓGICO Organização: Co-Financiado: 4 de Novembro, 2013 Escola Superior Náutica Infante D. Henrique 2 1. INTRODUÇÃO A Comissão

Leia mais

EDITAIS ÁREA DE SAÚDE. industrial. Fonte: Finep. Encaminhe. Curtir. Versão CHAMADAS E EDITAIS

EDITAIS ÁREA DE SAÚDE. industrial. Fonte: Finep. Encaminhe. Curtir. Versão CHAMADAS E EDITAIS Versão web Atualizar preferências Desinscrever Curtir Encaminhe Agosto de 2013 CHAMADAS E EDITAIS CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS FRANÇA EVENTOS ENSINO SUPERIOR NOTÍCIAS CHAMADAS E EDITAIS FINEP LANÇA TRÊS EDITAIS

Leia mais

BANCO NACIONAL DE DADOS OCEANOGRÁFICOS

BANCO NACIONAL DE DADOS OCEANOGRÁFICOS BANCO NACIONAL DE DADOS OCEANOGRÁFICOS SUMÁRIO LEGISLAÇÃO DADOS ARMAZENADOS USUÁRIOS ATENDIMENTOS NECESSIDADES AÇÕES EM ANDAMENTO PERSPECTIVAS FUTURAS INFORMAÇÕES E CONTATOS LEGISLAÇÃO DECRETO de 5 de

Leia mais

NOTÍCIAS DA FRANÇA Dezembro de 2007

NOTÍCIAS DA FRANÇA Dezembro de 2007 NOTÍCIAS DA FRANÇA Dezembro de 2007 Bolsas de estudos com inscrições abertas BOLSA EIFFEL Bolsa de excelência oferecida pelo Ministério das Relações Exteriores da França com valor mensal de aproximadamente

Leia mais

Ciência sem Fronteiras: Desafios e Oportunidades

Ciência sem Fronteiras: Desafios e Oportunidades Ciência sem Fronteiras: Desafios e Oportunidades Glaucius Oliva Presidente CNPq Jorge Almeida Guimãrães Presidente da CAPES Brasil em 1950 Pouquíssimos cientistas e pesquisadores Falta de ambiente de pesquisa

Leia mais

Av. Itália, Km8 Campus Carreiros Rio Grande, RS Brasil 96201-900 fone: 53.32336772 e- mail:propesp@furg.br

Av. Itália, Km8 Campus Carreiros Rio Grande, RS Brasil 96201-900 fone: 53.32336772 e- mail:propesp@furg.br As Pró-reitorias de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPESP) e de Graduação (PROGRAD), no uso de suas atribuições, tornam público o edital de seleção interna para o Programa Ciência sem Fronteiras - Graduação

Leia mais

Acção 3 Projectos de Promoção do Ensino Superior Europeu. Leonor Santa Clara DGES Universidade do Algarve, 12 de Abril de 2011

Acção 3 Projectos de Promoção do Ensino Superior Europeu. Leonor Santa Clara DGES Universidade do Algarve, 12 de Abril de 2011 Acção 3 Projectos de Promoção do Ensino Superior Europeu Leonor Santa Clara DGES Universidade do Algarve, 12 de Abril de 2011 Acção 3 Categoria de projectos Projectos para reforçar a atractividade do ensino

Leia mais

HORIZONTE 2020 A INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E A INOVAÇÃO

HORIZONTE 2020 A INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E A INOVAÇÃO HORIZONTE 2020 A INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E A INOVAÇÃO XX Congresso Nacional da Ordem dos Engenheiros Porto, 17-19 de outubro de 2014 Sebastião Feyo de Azevedo, professor de engenharia química, Reitor da

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2012

Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Volume 39 Ano base 2011 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2010-2011

Leia mais

Programa Antártico Brasileiro

Programa Antártico Brasileiro Audiência Pública Programa Antártico Brasileiro Luiz Antonio Elias Secretário Executivo Brasília, 06.03.2012 1 Sumário 1. PACTI 2007-2010 2. ENCTI 2012-2015 3. Recomendações oriundas de Reunião do Grupo

Leia mais

Economia do Mar em Portugal

Economia do Mar em Portugal Economia do Mar em Portugal Nota Introdutória A estratégia de Portugal para a Economia do Mar encontra-se englobada na Estratégia Nacional (recentemente aprovada), estabelecendo um quadro legal, estável

Leia mais

Programa STIC AmSud/CAPES

Programa STIC AmSud/CAPES Programa STIC AmSud/CAPES PROGRAMA DE COOPERAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO FRANÇA - AMÉRICA DO SUL Edital CGCI n. 002/2008 1. Do programa 1.1 O Programa é uma iniciativa da

Leia mais

GEOPOLÍTICA DO CONHECIMENTO E INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL: COMO CONSOLIDAR UMA INTERNACIONALIZAÇÃO ATIVA?

GEOPOLÍTICA DO CONHECIMENTO E INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL: COMO CONSOLIDAR UMA INTERNACIONALIZAÇÃO ATIVA? GEOPOLÍTICA DO CONHECIMENTO E INTERNACIONALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL: COMO CONSOLIDAR UMA INTERNACIONALIZAÇÃO ATIVA? F A B I O B E T I O L I C O N T E L D E P T O. D E G E O G R A F I A F F

Leia mais

Oportunidades para a PME No 7º PQ de IDT da União Europeia. Virginia Corrêa

Oportunidades para a PME No 7º PQ de IDT da União Europeia. Virginia Corrêa Seventh Research Framework Programme (2007-2013) Oportunidades para a PME No 7º PQ de IDT da União Europeia Virginia Corrêa Gabinete de Promoção do 7º Programa-Quadro de IDT 1 Gabinete de Promoção do 7º

Leia mais

Da Ideia ao Recurso: apoio financeiro para Inovação Tecnológica

Da Ideia ao Recurso: apoio financeiro para Inovação Tecnológica Da Ideia ao Recurso: apoio financeiro para Inovação Tecnológica Christimara Garcia CEO Inventta+bgi São Paulo, 29 de abril de 2015 CONTEXTO BRASILEIRO APOIO DIRETO Captação de Recursos Evolução dos desembolsos

Leia mais

A internacionalização no cenário acadêmico europeu

A internacionalização no cenário acadêmico europeu Seminário de internacionalização da Universidade de São Paulo (USP) : Ambiente acadêmico internacional em uma universidade de classe mundial A internacionalização no cenário acadêmico europeu - Uma visão

Leia mais

3º Relatório Técnico Semestral PLANO BÁSICO AMBIENTAL DA DRAGAGEM DE APROFUNDAMENTO DO PORTO DE SANTOS

3º Relatório Técnico Semestral PLANO BÁSICO AMBIENTAL DA DRAGAGEM DE APROFUNDAMENTO DO PORTO DE SANTOS PLANO BÁSICO AMBIENTAL DA DRAGAGEM DE APROFUNDAMENTO DO PORTO DE SANTOS 3º Relatório Técnico Semestral Programa de Monitoramento Ambiental da Área de Disposição Oceânica de Materiais Dragados da Região

Leia mais

Cooperação Territorial Transnacional: Irlanda - Espanha - França - Portugal - Reino Unido

Cooperação Territorial Transnacional: Irlanda - Espanha - França - Portugal - Reino Unido MEMO/08/79 Bruxelas, 8 de Fevereiro de 2008 Cooperação Territorial Transnacional: Irlanda - Espanha - França - Portugal - Reino Unido 1. O Programa Operacional de Cooperação Transnacional Espaço Atlântico

Leia mais

Este documento apresenta, de forma sucinta, o plano de trabalho. acadêmico para 2012-2013, proposto pela diretoria do IRI à Congregação e aprovado

Este documento apresenta, de forma sucinta, o plano de trabalho. acadêmico para 2012-2013, proposto pela diretoria do IRI à Congregação e aprovado INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS PROGRAMA DE TRABALHO 2012-2013 Este documento apresenta, de forma sucinta, o plano de trabalho acadêmico para 2012-2013, proposto pela diretoria do IRI à Congregação

Leia mais

Portugal 2020. Inovação da Agricultura, Agroindústria. Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt

Portugal 2020. Inovação da Agricultura, Agroindústria. Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt Portugal 2020 Inovação da Agricultura, Agroindústria e Floresta Pedro Cilínio pedro.cilinio@iapmei.pt FEDER 2020 - Prioridades Concentração de investimentos do FEDER Eficiência energética e energias renováveis

Leia mais

CHAMADA DE PROPOSTAS DE PESQUISA Acordo de Cooperação FAPESP-FACEPE

CHAMADA DE PROPOSTAS DE PESQUISA Acordo de Cooperação FAPESP-FACEPE CHAMADA DE PROPOSTAS DE PESQUISA Acordo de Cooperação FAPESP-FACEPE A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo FAPESP e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Pernambuco FACEPE, tornam

Leia mais

EDITAIS AGOSTO 2015 QUEM PODE PROPOR

EDITAIS AGOSTO 2015 QUEM PODE PROPOR DATA LIMITE DE ENVIO OBJETO EDITAL 016/2015 Concurso Ideias Inovadoras 2015 QUEM PODE PROPOR ÓRGÃO FINANCIADOR LINK DO EDITAL 20/8/2015 A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, no âmbito

Leia mais

Subprograma Ação Climática Programa LIFE 2014-2017. Sessão Divulgação: Convocatória 2015

Subprograma Ação Climática Programa LIFE 2014-2017. Sessão Divulgação: Convocatória 2015 Subprograma Ação Climática Programa LIFE 2014-2017 Sessão Divulgação: Convocatória 2015 Cristina Carreiras Pedro Baptista APA, 25-06-2015 LIFE 2014-2020 Áreas Prioritárias Subprograma Ambiente Ambiente

Leia mais

ESTRATÉGIA REGIONAL DE ESPECIALIZAÇÃO INTELIGENTE: ATELIÊ DOS RECURSOS DO MAR E ECONOMIA

ESTRATÉGIA REGIONAL DE ESPECIALIZAÇÃO INTELIGENTE: ATELIÊ DOS RECURSOS DO MAR E ECONOMIA ESTRATÉGIA REGIONAL DE ESPECIALIZAÇÃO INTELIGENTE: ATELIÊ DOS RECURSOS DO MAR E ECONOMIA ccdr-n.pt/norte2020 24 DE MAIO DE 2013 VIANA DO CASTELO Principais Conceitos A competitividade das regiões deve

Leia mais

O Futuro dos Programas Europeus de Ciência e Inovação Maria da Graça a Carvalho

O Futuro dos Programas Europeus de Ciência e Inovação Maria da Graça a Carvalho O Futuro dos Programas Europeus de Ciência e Inovação Maria da Graça a Carvalho Workshop sobre Políticas de Investigação no Ensino Superior Universidade da Beira Interior 2 Junho 2011 Índice Estratégia

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2015

Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2015 Volume 42 Ano base 2014 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2013-2014

Leia mais

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015 Desafios da Internacionalização O papel da AICEP APAT 10 de Outubro, 2015 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora 38º PORTUGAL TEM MELHORADO A SUA COMPETITIVIDADE

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS MARIA THEREZA E PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE

FACULDADES INTEGRADAS MARIA THEREZA E PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE FACULDADES INTEGRADAS MARIA THEREZA E PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE O PROGRAMA: Ciência sem Fronteiras é um programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização

Leia mais

O INESC TEC NO BRASIL: uma aliança transatlântica. Dia da Informação Concurso EU Brasil na Área das TIC Marta Barbas (marta.barbas@inescporto.

O INESC TEC NO BRASIL: uma aliança transatlântica. Dia da Informação Concurso EU Brasil na Área das TIC Marta Barbas (marta.barbas@inescporto. O INESC TEC NO BRASIL: uma aliança transatlântica Dia da Informação Concurso EU Brasil na Área das TIC Marta Barbas (marta.barbas@inescporto.pt) INESC TEC: privado, sem fins lucrativos, utilidade pública

Leia mais

Desenvolvimento Local nos Territórios Rurais: desafios para 2014-2020

Desenvolvimento Local nos Territórios Rurais: desafios para 2014-2020 Desenvolvimento Local nos Territórios Rurais: desafios para 2014-2020 Seminário Turismo Sustentável no Espaço Rural: Experiências de Sucesso em Portugal e na Europa Castro Verde - 06 de Março 2013 Joaquim

Leia mais

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização

Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Portugal 2020: Investigação e Inovação no domínio da Competitividade e Internacionalização Duarte Rodrigues Vogal da Agência para o Desenvolvimento e Coesão Lisboa, 17 de dezembro de 2014 Tópicos: 1. Portugal

Leia mais

Auxílios à Participação Individual em Eventos Científicos (APE) - FAPERGS

Auxílios à Participação Individual em Eventos Científicos (APE) - FAPERGS Auxílios à Participação Individual em Eventos Científicos (APE) - FAPERGS Objetivo Esta modalidade de auxílio destina-se a apoiar pesquisadores doutores, com expressiva produção científica, tecnológica,

Leia mais

Ciência sem Fronteiras Acordo CNPq CISB Saab. Bruno Rondani CEO

Ciência sem Fronteiras Acordo CNPq CISB Saab. Bruno Rondani CEO Ciência sem Fronteiras Acordo CNPq CISB Saab Bruno Rondani CEO Sobre o CISB Sobre o CISB Programas e projetos: Microgrid (Energia Desenvolvimento Urbano) Polynol (Energia) Sede em São Bernardo do Campo,

Leia mais

Proteção e Uso Sustentável das Florestas Tropicais

Proteção e Uso Sustentável das Florestas Tropicais Proteção e Uso Sustentável das Florestas Tropicais Estado Atual e perspectivas Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável Contribuições para políticas públicas Seminário Nacional Diálogos sobre

Leia mais

Programa de Apoio a Projetos de Cooperação Internacional da UFMG Propostas de Consolidação e de Contrapartida Fundo para Internacionalização da UFMG

Programa de Apoio a Projetos de Cooperação Internacional da UFMG Propostas de Consolidação e de Contrapartida Fundo para Internacionalização da UFMG Programa de Apoio a Projetos de Cooperação Internacional da UFMG Propostas de Consolidação e de Contrapartida Fundo para Internacionalização da UFMG Edital de Seleção 006-2013 O Diretor de Relações Internacionais

Leia mais

CHAMADAS FEVEREIRO DE 2015 Países em destaque:

CHAMADAS FEVEREIRO DE 2015 Países em destaque: CHAMADAS FEVEREIRO DE 2015 Países em destaque: UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI Av. Tenente Raimundo Rocha, S/N, Cidade Universitária Juazeiro do Norte CE DIRETORIA DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL DCI Sala 45,

Leia mais

2 de fevereiro de 2015. Ano 4. Nº 33. Editais curto prazo

2 de fevereiro de 2015. Ano 4. Nº 33. Editais curto prazo 2 de fevereiro de 2015. Ano 4. Nº 33 NACIONAL Editais curto prazo Orgao CNPq Edital Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia Termino 23/2/2015 Direcionado a Reconhecer e premiar os melhores trabalhos de

Leia mais

Oportunidades para as PME no Horizonte 2020

Oportunidades para as PME no Horizonte 2020 Oportunidades para as PME no Horizonte 2020 Marta Candeias Ponto de Contato Nacional NMP e PME PME, empreendedores, inovação no centro da Estratégia EU2020 Horizonte 2020 COSME Fundos Regionais H2020 (2014-2020)

Leia mais

EDITAIS FEVEREIRO 2015 OBJETO QUEM PODE PROPOR ÓRGÃO FINANCIADOR

EDITAIS FEVEREIRO 2015 OBJETO QUEM PODE PROPOR ÓRGÃO FINANCIADOR DATA LIMITE DE ENVIO OBJETO QUEM PODE PROPOR ÓRGÃO FINANCIADOR LINK DO EDITAL 21/2/2015 Chamada Pública DPMRQ/MDA nº 006/2014 - Seleção de Entidades Executoras de Assistência Técnica e Extensão Rural para

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE AMBIENTES DE INOVAÇÃO GUILHERME ARY PLONSKI

INTERNACIONALIZAÇÃO DE AMBIENTES DE INOVAÇÃO GUILHERME ARY PLONSKI INTERNACIONALIZAÇÃO DE AMBIENTES DE INOVAÇÃO GUILHERME ARY PLONSKI Dêem-me um lugar onde me apoiar e moverei o mundo ~260 a.e.c. 2 Onde se apoiar para alavancar a competitividade (empresarial, setorial,

Leia mais

3 de novembro de 2015. Ano 4. Nº 42. Editais curto prazo

3 de novembro de 2015. Ano 4. Nº 42. Editais curto prazo 3 de novembro de 2015. Ano 4. Nº 42 ESPIRITO SANTO Editais curto prazo Orgao FAPES Edital EDITAL FAPES nº 01/2015 COOPERAÇÃO VALE/FAPES/FAPERJ PARA Termino 30/11/2015 APOIO À PESQUISA EM LOGÍSTICA, MEIO

Leia mais

Impacto do Fundo Social na Ciência e Tecnologia e Política Industrial

Impacto do Fundo Social na Ciência e Tecnologia e Política Industrial Impacto do Fundo Social na Ciência e Tecnologia e Política Industrial Ronaldo Mota Secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Comissão Especial Pré-Sal / Fundo Social Câmara dos Deputados 6 de

Leia mais

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas.

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas. Extensão ETENSÃO A implementação da politica de Extensão, no Instituto Federal do Amazonas reafirma a missão deste Instituto e seu comprometimento com o desenvolvimento local e regional promovendo a integração

Leia mais

2.5. Cooperação com universidades alemãs consolida área de Ecologia da UFRGS

2.5. Cooperação com universidades alemãs consolida área de Ecologia da UFRGS 2.5. Cooperação com universidades alemãs consolida área de Ecologia da UFRGS Heinrich Hasenack UFRGS IB Centro de Ecologia A preocupação mundial com o meio ambiente teve eco no Brasil, onde as primeiras

Leia mais

PERNAMBUCO SECRETARIA EXECUTIVA DE ARTICULAÇÃO INTERNACIONAL

PERNAMBUCO SECRETARIA EXECUTIVA DE ARTICULAÇÃO INTERNACIONAL PERNAMBUCO SECRETARIA EXECUTIVA DE ARTICULAÇÃO INTERNACIONAL Localização Estratégica Localização Estratégica 350 km 4 capitais de estado 3 aeroportos internacionais 2 aeroportos regionais 4 portos internacionais

Leia mais

Institutional Skills Development. Diretrizes para Propostas

Institutional Skills Development. Diretrizes para Propostas Institutional Skills Development Sumário da chamada Público-alvo: instituições públicas e da sociedade civil brasileira, museus de ciência e jardins botânicos Prazo para envio de propostas: 20 de janeiro

Leia mais

Mudança Climática Global CHAMADA DE PROPOSTAS DE PESQUISA Acordos de Cooperação FAPESP-FACEPE-ANR

Mudança Climática Global CHAMADA DE PROPOSTAS DE PESQUISA Acordos de Cooperação FAPESP-FACEPE-ANR Mudança Climática Global CHAMADA DE PROPOSTAS DE PESQUISA Acordos de Cooperação FAPESP-FACEPE-ANR A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo FAPESP e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado

Leia mais

Compromisso. Desafios, Oportunidades e Algumas Reflexões. Rafaela de Saldanha Matos. Lisboa, LNEC, 26 de março de 2012

Compromisso. Desafios, Oportunidades e Algumas Reflexões. Rafaela de Saldanha Matos. Lisboa, LNEC, 26 de março de 2012 Compromisso Inovar 2012-2016 Desafios, Oportunidades e Algumas Reflexões Rafaela de Saldanha Matos Lisboa, LNEC, 26 de março de 2012 TÓPICOS > Inovação na Europa : Onde estamos e para onde vamos? > European

Leia mais

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS Resumo da Agenda 21 CAPÍTULO 1 - Preâmbulo Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS CAPÍTULO 2 - Cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento e políticas

Leia mais

EIXO III CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO E DE CADA UM DE SEUS CURSOS

EIXO III CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO E DE CADA UM DE SEUS CURSOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA EIXO III CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO E DE CADA UM DE SEUS CURSOS EIXO III - CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO

Leia mais

PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa?

PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa? PORTUGAL 2020: Como financiar a sua empresa? QUAL O MONTANTE DE APOIOS COMUNITÁRIOS ATRIBUÍDOS A PORTUGAL? 25 Mil Milhões de Euros. Outros Programas* Este é o montante que Portugal vai receber em fundos

Leia mais

A OceanPact é uma empresa brasileira especializada no gerenciamento e resposta a emergências nos ambientes marinho e costeiro.

A OceanPact é uma empresa brasileira especializada no gerenciamento e resposta a emergências nos ambientes marinho e costeiro. comprometimento A OceanPact é uma empresa brasileira especializada no gerenciamento e resposta a emergências nos ambientes marinho e costeiro. Oferecemos todo tipo de serviços e soluções associados à preparação

Leia mais

Brasil e Alemanha: Ciências e Pesquisa - fomentos, mobilidade, co-operação científica -

Brasil e Alemanha: Ciências e Pesquisa - fomentos, mobilidade, co-operação científica - Christian Müller, DAAD Rio de Janeiro Brasil e Alemanha: Ciências e Pesquisa - fomentos, mobilidade, co-operação científica - Rio de Janeiro, 29/11/2010 Papel e atuação do DAAD 229 Universidades membros

Leia mais

O QUE ABORDAMOS, EM PARTICULAR, NESTE EU REPORT?

O QUE ABORDAMOS, EM PARTICULAR, NESTE EU REPORT? Cosme 1 O QUE ABORDAMOS, EM PARTICULAR, NESTE EU REPORT? Neste EU Report abordamos, em particular, o COSME, o novo programa quadro europeu para a competitividade das Empresas e das PME (pequenas e médias

Leia mais

EDITAL 1/2014 DE SELEÇÃO INTERNA DE CANDIDATOS AO PROGRAMA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NO ÂMBITO DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CNPq/CAPES

EDITAL 1/2014 DE SELEÇÃO INTERNA DE CANDIDATOS AO PROGRAMA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NO ÂMBITO DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CNPq/CAPES EDITAL 1/2014 DE SELEÇÃO INTERNA DE CANDIDATOS AO PROGRAMA GRADUAÇÃO SANDUÍCHE NO ÂMBITO DO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS CNPq/CAPES A Universidade Católica de Brasília é participante do Programa Ciência

Leia mais