UTILIZAÇÃO DE ANTIOXIDANTES NO COMBATE AOS RADICAIS LIVRES CAUSADORES DE ENVELHECIMENTO CUTÂNEO.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UTILIZAÇÃO DE ANTIOXIDANTES NO COMBATE AOS RADICAIS LIVRES CAUSADORES DE ENVELHECIMENTO CUTÂNEO."

Transcrição

1 UTILIZAÇÃO DE ANTIOXIDANTES NO COMBATE AOS RADICAIS LIVRES CAUSADORES DE ENVELHECIMENTO CUTÂNEO. Adrielly Michely Ferreira - acadêmica do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética - UniFil Mylena Cristina Dornellas da Costa - orientadora e docente do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética - UniFil RESUMO: A pele é um órgão complexo no qual interações celulares e moleculares reguladas de modo preciso governam muitas das agressões provindas do meio ambiente. É constituída por vários tipos de células interdependentes responsáveis pela manutenção da sua estrutura normal. Com o envelhecimento cronológico cutâneo, ocorre à modificação do material genético por meio de enzimas, alterações protéicas e a proliferação celular decrescem. Conseqüentemente, o tecido perde a elasticidade, a capacidade de regular as trocas aquosas e a replicação do tecido se torna menos eficiente. Oxidações químicas e enzimáticas envolvendo a formação de radicais livres (ERO) que aceleram o processo de senescência. A presente pesquisa se fundamenta em explicar como acontece o envelhecimento cutâneo e como atuam os antioxidantes no combate aos radicais livres. PALAVRAS-CHAVE: antioxidantes, envelhecimento cutâneo, radicais livres. A pele é um órgão complexo no qual interações celulares e moleculares reguladas de modo preciso governam muitas das agressões provindas do meio ambiente. É constituída por vários tipos de células interdependentes responsáveis pela manutenção da sua estrutura normal. Com o envelhecimento cronológico cutâneo, ocorre à modificação do material genético por meio de enzimas, alterações protéicas e a proliferação celular decresce conseqüentemente, o tecido perde a elasticidade, a capacidade de regular as trocas aquosas e a replicação do tecido se torna menos eficiente. Oxidações químicas e enzimáticas envolvendo a formação de radicais livres (ERO) aceleram esse fenômeno de envelhecimento. Dentre as reações que ocorrem na pele durante o processo de envelhecimento é possível observar que ela se torna mais fina, pálida seca, ocorrem alterações na pigmentação gerando manchas hipocromicas e hipercromicas, há menos colágeno e fibroblastos e a função da barreira da pele é afetada (HIRATA; SATO; SANTOS, 2004).

2 O envelhecimento cutâneo pode acontecer tanto por fatores endógenos como também pelos exógenos. Rebello (2010) ressalta que o envelhecimento intrínseco pode ser considerado como algo natural que com o passar dos anos deixa o organismo como um todo deficitário em suas funções normais, assim as pessoas ficam mais susceptíveis a patologias. Ressalta também que esse processo pode ser chamado de envelhecimento cronológico, dado a suas características interligadas ao tempo vivido por uma pessoa. De acordo com VIEIRA (2003), o envelhecimento extrínseco do tecido tegumentar é uma resposta de agressões externas submetidas pelo ser humano, dentre as que mais se destacam por colaborar de maneira significativa com essa resposta, pois estão os raios ultravioletas advindos de luz solar, dos quais podem ser responsáveis pelo processo de fotoenvelhecimento. Todos esses fatores que predispõem a pele ao envelhecimento fazem com que aumente a produção de radicais livres. Os EROs são espécies químicas constituídas de um átomo ou associação dos mesmos, possuindo um elétron desemparelhado na sua órbita mais externa. Essa situação implica em alta instabilidade energética e cinética, e para se manterem estáveis precisam doar ou retirar um elétron de outra molécula. A formação dos mesmos desencadeia o processo de estresse oxidativo, no qual estes iniciarão uma cadeia de reações, originando alterações em proteínas extracelulares e a modificações celulares. O termo antioxidantes se refere a compostos que tem a finalidade de reagir diretamente com os agentes oxidantes assim como os radicais livres, esses compostos possuem a capacidade de doar elétrons, provendo uma inativação dos radicais livres. Conforme BAUMANN (2004), de um modo geral, o mecanismo de defesa do corpo desenvolve antioxidantes que protegem a pele dos danos causados pelos radicais livres e estes incluem superoxido desmutase, catalase alfa tocoferol, conhecido como vitamina E, àcido ascórbico (vitamina C), ubiquinona e glutationa. Os antioxidantes presentes em extratos de plantas vêm atraindo cada vez mais a atenção dos consumidores e o uso de plantas com propriedades terapêuticas também chama a atenção dos pesquisadores. Extratos de frutas, cereais, e de diferentes vegetais, e seus produtos derivados, têm mostrado atividades antioxidantes efetivas em diferentes sistemas modelos. A atividade antioxidante de compostos orgânicos é dependente de algumas

3 características estruturais, que incluem, na maioria dos casos, a presença de grupamentos fenólicos. Desta forma, flavonóides, fenilpropanóides e outros compostos aromáticos são os principais alvos da busca por antioxidantes. Como meio de prevenção aos danos que os radicais livres podem causar em nossa pele estudos já comprovaram que os antioxidantes têm grande capacidade de combater os mesmos diminuindo as alterações que os RL causam a pele. Podem ser encontrados em vegetais e outros alimentos que contenham, por exemplo, vitamina C, vitamina E, entre outros (BAUMANN, 2004). REFERÊNCIAS BAUMANN, Leslie. Dermatologia Cosmética: princípios e práticas. Rio de Janeiro: Revinter, HIRATA, L.L; SATO, M. E.O; SANTOS,C. A. M. Radicais Livres e o Envelhecimento Cutâneo. Acta Farm. Bonaerense v.23 n.3, p , RIBEIRO, Cláudio de Jesus. Cosmetologia Aplicada a Dermoestética. São Paulo: Pharmabooks, VIEIRA, Fabiano Nadson Magacho. Mecanismos Moleculares do Envelhecimento Cutâneo: dos cromossomos as rugas. São Paulo: Artes Médicas, 2007.

4 O ESTRESSE RELACIONADO A PATOLOGIAS NA ÁREA ESTÉTICA Aline Batan de Siqueira - acadêmica do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética - UniFil Orientadora: Priscila Taccola - docente do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética - UniFil INTRODUÇÃO: Atualmente o estresse é uma palavra popularmente conhecida. O estresse é quando uma dada situação exige demandas que vão além do que a capacidade de adaptação do indivíduo. Quando se consegue enfrentar essa situação e se adaptar, o processo de estresse se interrompe, caso contrário, o processo se avança. Malagris e Fiorito (2006), a respeito de situações estressantes, dizem que o excesso do trabalho, conflitos na família, as mudanças excessivas ocorridas no âmbito social, entre outras podem dar um aspecto estressante para a vida do indivíduo moderno. As autoras colocam que doenças de alterações psicofisiológicas também podem se desenvolver a partir do estresse excessivo, e que estão associadas às predisposições individuais (apud Lipp & Malagris, 2001), assim como aspectos de sua história de vida e saúde, que incluem idade, condições ambientais, dentre outros. PALAVRAS-CHAVE: Estresse, Patologias de pele, Psicofisiológicas DESENVOLVIMENTO Foi realizada uma Pesquisa Bibliográfica por meio de livros, revistas e artigos científicos que teve como tema do trabalho: O estresse relacionado a patologias na área estética, com objetivo geral de compreender a influência do estresse, no aparecimento e agravamento das patologias de pele afetando à estética. E como objetivo específico de: Identificar sintomas do estresse; Relacionar o estresse e sua influência no aparecimento e desenvolvimento de patologias estéticas; Propor orientações estéticas para prevenção do estresse e assim contribuindo nas patologias como acne, psoríase e vitiligo. É necessário entender que o estresse não pode ser atribuído o papel de causa dessas patologias, mas sim uma ação desencadeadora ou agravante da problemática. (Lipp, Marilda Novaes ORG), Hans Selye, primeiro pesquisador a estudar o estresse em 1926, nomeou como Síndrome de adaptação geral no qual o estresse foi considerado um desgaste geral do organismo normalmente causado por alterações psicofisiológicas, que ocorrem quando o

5 indivíduo precisa enfrentar certas situações mesmo que isso vá perturbar, irritar ou deixá-lo ansioso. Ele dividiu o processo de estresse em três fases, porém em estudos mais recentes Lipp (1998) acrescentou mais uma fase do estresse. Atualmente o processo está dividido das seguintes formas: Fase alarme e alerta; Fase resistência; Fase quase-exaustão; Fase de exaustão. Os sintomas do estresse se diferem de acordo com a vulnerabilidade de cada um, predisposição genética a problemas cardíacos, entre outros. A forma como as pessoas lidam com o estresse é chamada de coping. (Lazarus & Folkman,1984) Coping refere-se à maneira como as pessoas tentam mudar as suas circunstâncias ou as suas interpretações das circunstâncias para torná-las mais favoráveis e menos ameaçadoras. Tudo que cause uma quebra da homeostase interna, que exija alguma adaptação pode ser chamado de um estressor. (Lipp, 1996). A falta de conhecimento e de tratamentos específicos ao stress pode ocasionar resultados desastrosos. Um dos problemas relacionados ao estresse são as patologias de pele. As mais comumente relacionadas ao estresse são a psoríase, acne e o vitiligo. A psoríase é universal e compromete ambos os sexos. Esta doença é caracterizada por placas eritematosas descamativas com tamanhos e formatos diversos, comprometendo principalmente cotovelos e joelhos. O couro cabeludo, as unhas também pode ser afetados. O tratamento da psoríase é complexo e inclui medidas gerais e específicas(cosmetics & Toiletries, p. 36). A acne é uma doença da pele mais comum. Não é contagiosa. Também é chamada de Acne Vulgar ou Juvenil. Trata-se de uma afecção que atinge a unidade pilo-sebácea, afetando normalmente áreas onde estas são maiores e mais numerosas (face, tórax e dorso). Por falta de tratamento, ou tratamentos inadequados podem deixar manchas e cicatrizes inestéticas. A acne é classificada como acne não-inflamatória (sem sinais inflamatório) quando apresenta somente cravos (grau I) e acne inflamatória (graus II, III, IV, V). Para o tratamento deve-se realizar exame dermatológico do paciente o mais completo possível. O vitiligo é um distúrbio comum caracterizado por máculas bem demarcadas e irregulares (poucos a vários centímetros) desprovido de pigmentação. Normalmente são

6 bilaterais (simétrico), mas pode ser assimétrico, segmentar, circunscrito, universal, congênito, generalizado e ocular. Ocorre em todas as raças, mas as lesões são mais evidentes em pessoas de pele escura. Embora não provoque danos à saúde, é um problema com poucas alternativas de tratamento. CONCLUSÃO Trabalho ainda está em andamento, através das pesquisas bibliográficas dentro de livros, revistas e artigos científicos, para obter um melhor resultado final. REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS BACCARO, A. Vencendo o estresse: como detectá-lo e superá-lo. 5. ed., Petrópolis - RJ: Vozes, COTRAN, R. Fundamentos de Patologia. Rio de Janeiro: Elsevier, LIPP,M. E. N. Stress. São Paulo: Contexto, Lipp, M. E. N. (ORG) Pesquisas sobre stress no Brasil: Saúde, ocupações e grupos de risco. Campinas-SP: Papirus, MALAGRIS, L.E.N.; FIORITO, A.C.C. Avaliação do nível de stress de técnicos da área de saúde. Estudo de Psicologia. Campinas,v.23, n. 4, p , out./dez de 2006.

7 ASPECTOS FISIOPATOLOGICOS DO CÂNCER DE PELE NOVAS ABORDAGENS TERAPÊUTICAS E DE PREVENÇÃO Ana Paula dos Santos Stadler - Centro Universitário Filadélfia UniFil Orientadora Prof.ª Dr.ª Gabriela Gonçalves de Oliveira - Centro Universitário Filadélfia UniFil RESUMO: O câncer de pele é um dos principais cânceres que vem acometendo, de forma crescente, o homem. Este fato está relacionado com a redução da camada de ozônio, pois é essa camada que protege a vida da destruição por radiações, responsáveis pelas mudanças fotocutâneas provocadas na pele. O dano intracelular causado pela radiação UV, com alterações bioquímicas e imunológicas que a radiação induz, pode ser carcinogênica. A evolução dessa doença pode culminar em formas graves e levar o paciente a óbito. Esta pesquisa está sendo feita através de bibliografias e estatísticas do INCA, com objetivo de entender o processo dos cânceres de pele, seu tratamento incluindo novas terapias e as formas básicas de prevenção. PALAVRAS-CHAVE: câncer de pele, radiação uv, melanoma O câncer de pele quando em processo ativo de divisão, as células passam por uma seqüência de eventos denominada ciclo celular, que apresenta as fases: G1 (primeira fase de crescimento celular), G0 (período em que a célula mantém sua taxa metabólica, mas não cresce em tamanho, a não ser que receba sinais extracelulares, portanto é pouco vulnerável aos antineoplásicos), S (síntese de DNA, ou seja, duplicação do material genético), G2 (segunda fase de crescimento, em que está se preparando para se dividir) e M (fase de divisão mitótica). Porém existem alguns fatores como, radiação, fatores ambientais, produtos químicos, que comprometem o ciclo celular alterando o processo de divisão das células normais, levando ao câncer. Em se tratando de câncer de pele, este se distribui nos tipos descritos a seguir: Carcinoma basocelular é o mais freqüente e com o menor potencial de malignidade. Seu crescimento é lento e muito raramente se dissemina à distância, podendo se manifestar de várias maneiras, feridas que não cicatrizam ou lesões que sangram com facilidade devido a pequenos traumatismos, como o roçar da toalha, podem ser um carcinoma basocelular. Carcinoma espinocelular o crescimento mais rápido e é bem menos freqüente que o basocelular, correspondendo a cerca de 20% das neoplasias

8 epiteliais malignas. Acomete mais áreas de mucosa aparente, como a boca ou o lábio, cicatrizes de queimaduras antigas ou áreas que sofreram irradiação (raios X). Além disso, lesões pré-cancerosas decorrentes da exposição prolongada e repetida da pele ao sol são acometidas. Lesões maiores podem gerar metástases, que podem ocorrer após meses ou anos, sendo mais freqüentes nos carcinomas das mucosas, dorso das mãos e cicatrizes das queimaduras. Melanoma cutâneo é o mais agressivo e mortal câncer de pele (não existe o melanoma benigno), com alto potencial de produzir metástases. Pode levar à morte se não houver diagnóstico e tratamento precoces. É mais freqüente em pessoas de pele clara e sensível. Normalmente, inicia-se com uma pinta escura. Felizmente sua incidência é baixa em relação aos outros tipos de câncer de pele. O diagnóstico do melanoma é feito examinando-se as pintas, que podem mostrar sinais como mudança de cor e aspecto. Para examiná-las e constatar alguma irregularidade, usa-se a Regra ABCD, que significa: Assimetria, Bordas irregulares, Cor variável e Diâmetro. A radiação UV é dividida em três categorias: UVC, UVB e UVA. Os raios UVC, que correspondem à faixa entre 100 e 290nm. Comprimentos de ondas maiores, entre 290 e 320nm correspondem aos raios UVB, que possuem intensa atividade fisiopatológica sobre a pele, sendo responsáveis pelas queimaduras solares, fotoenvelhecimento e cânceres cutâneos, mesmo não penetrando profundamente nas camadas da pele e sendo em grande parte absorvidas em cima da derme. Já os raios UVA, entre 320 e 400nm, responsáveis pelo bronzeamento imediato, são menos energéticos, porém estão presentes em proporções constantes durante o ano todo. Penetram profundamente na derme acreditando-se, atualmente, que sejam responsáveis por danos às membranas celulares e DNA, contribuindo assim, nos fenômenos do fotoenvelhecimento e na gênese de determinados cânceres. Protetores solares são agentes que atenuam o efeito da radiação UV ( nm), prevenindo o eritema solar e o efeito carcinogênico por mecanismos de absorção, reflexão e dispersão da radiação. Seu uso é primordial na prevenção do câncer de pele e no envelhecimento cutâneo.

9 Este trabalho encontra-se em andamento, porém o que foi observado é que há a necessidade de mais informações para a população sobre o câncer de pele e divulgação de prevenções em relação à exposição ao sol, diminuindo a incidência da doença. REFERÊNCIAS ALMEIDA, V.L.; LEITÃO, A.; REINA B.L.C.; MONTANARI, C.A.; DONNICI, C.L. Câncer e agentes antineoplásicos ciclo-celular específico e ciclo-celular não específico que interagem com o DNA: Uma introdução. Quim. Nova, v.28, n.1, p , FRANÇA, E.R. Filtros Solares: normas de utilização. An. Bras. Dermatologia. v.73, n.2, p.5-9, ROTTA, Osmar. Guia de dermatologia: clinica cirúrgica e cosmiátrica. São Paulo: Manole, SAMPAIO, S.A.P.; RIVITTI, E.A. Dermatologia. São Paulo: Artes Médicas S.A., SBCD (SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DERMATOLÓGICA)-INCA Ministério da Saúde. Fotoproteção X Câncer de pele. Disponível na Internet em: <http://www.sbcd.org.br>. Acesso em: 01 de outubro de 2011.

10 UTILIZAÇÃO DA CAFEÍNA EM COSMÉTICOS NO TRATAMENTO DA LIPODISTROFIA GINÓIDE Anay Souza Menoia - acadêmica do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética UniFil Orientadora - Mylena Cristina Dornellas da Costa - docente do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética UniFil INTRODUÇÃO: A busca do corpo e da beleza perfeita tem chamado a atenção da indústria cosmética que vem buscando recursos de alta tecnologia para investir na melhoria e qualidade de seus produtos. Dentre os cosméticos mais procurados pelo consumidor estão os cremes para o tratamento do lipodistrofia ginóide (LDG) ou popularmente conhecida como celulite. Na hipoderme, os adipócitos ficam carregados de gordura sob a forma de triglicérides e liberam essa reserva lipídica de acordo com as necessidades metabólicas do organismo ou então os triglicérides são removidos naturalmente através da hidrólise destes em ácidos graxos ou glicerol. Para que ocorra a diminuição seletiva e bem sucedida das células de gordura, por aplicação de produtos tópicos, as substâncias necessitam chegar à camada adiposa onde estão os adipócitos. A permeação dos ativos presentes nos cremes com princípios ativos é feita através da pele que possui a capacidade de penetração de algumas substâncias por sua superfície, onde as camadas da epiderme tendem a aceitar ou não a penetração dos ativos. Em concomitância com o tratamento é muito importante ainda a orientação alimentar, orientação para a prática de exercícios físicos e o controle da ansiedade e estresse. Os produtos cosméticos atuam como coadjuvantes no tratamento da LDG. A substância de uso tópico mais utilizada para o tratamento da LDG é a cafeína que pertence ao grupo de xantinas que tem como característica atividade lipolítica em adipócitos. Ela inibe a fosfodiesterase que dessa forma há uma mobilização de triglicerídeos e estímulo à transformação de excesso de reserva lipídica local em ácidos graxos livres e são eliminados através do sistema linfático. PALAVRAS-CHAVE: lipodistrofia ginóide, cafeína, lipólise, tecnologia. DESENVOLVIMENTO O presente teve como objetivo pesquisar a atuação da cafeína nos cosméticos para o tratamento do LDG e como facilita o processo de lipólise melhorando assim, o aspecto inestético de casca de laranja. A LDG acomete o tecido adiposo formado por adipócitos. Segundo Borges (2006), a lipólise sofre influência por fatores neurais ou hormonais. A noradrenalina que é liberada pelas extremidades das células nervosas do

11 sistema nervoso simpático inicia uma série de processos metabólicos que levam à ativação da enzima lipase. Esta enzima é sensível a hormônios e uma vez ativada, hidrolisa os triglicerídeos transformando-os em ácidos graxos e glicerol. Os ácidos graxos são transportados paro outros tecidos onde serão utilizados como fonte de energia. Já o glicerol, é captado pelo fígado e reaproveitado. No aspecto histológico, o tecido com LDG encontra-se com aumento de volume de células adiposas, espessamento da e proliferação das fibras colágenas e elásticas provocando um enrijecimento do tecido podendo estrangular a circulação sanguínea e linfática e como conseqüência o tecido é mal oxigenado, desorganizado e sem elasticidade. A LDG pode trazer conseqüências físicas e psicológicas e, sobretudo estéticas que não podem ser desprezadas. Além de ser desagradável aos olhos, sua gravidade pode trazer problemas circulatórios nas áreas acometidas. Pode atrapalhar em simples atividades do dia-dia como caminhada, corrida, subir e descer escadas, abaixar e levantar com facilidade, entre outras. Com isso, os cosméticos têm poder de penetração cutânea de acordo com suas propriedades, obedecendo a permeabilidade da pele. O estrato córneo é a principal barreira para a permeação de substâncias ativas na pele, isso ocorre por porque se trata de uma região que contém muitos lipídios, organizados em camadas lamelares as quais acabam dificultando a difusão dos ativos. Também um dos objetivos será em mostrar a preparação da pele antes da aplicação do ativo sendo ele em creme, gel ou loção e sua interação com outros ativos. A pesquisa foi bibliográfica, sendo realizada em livros dos principais autores do assunto, base de dados, artigos científicos e periódicos a respeito do tema. Enfatizando a cafeína nos cosméticos sendo ela, na forma lipossomada ou em nanotecnologia, como principal princípio ativo utilizado em cosméticos para o tratamento da LDG. Os lipossomas são vesículas globulares microscópicas compostas de moléculas anfifílicas que se organizam e formam uma camada dupla. Os lipossomas são capazes de veicular substâncias hidrofílicas, anfifílicas ou lipofílicas. Possuem a capacidade de proporcionar interações com os lipídios da pele humana quando aplicados topicamente liberando as substâncias que carregam. Na área dermocosmética, os lipossomas vêm sendo

12 utilizados tanto na incorporação de substâncias ativas nas células, quanto veículo para a liberação controlada de princípios ativos na pele. A nanotecnologia consiste na habilidade de manipular a matéria em nanômetros para criar estruturas com uma organização molecular diferenciada. Já o termo nanobiotecnologia refere-se à interface entre a nanotecnologia com a biologia tendo por objetivo a criação de novos materiais e o desenvolvimento de novos produtos e processos baseados na crescente capacidade da tecnologia moderna de ver e manipular átomos e moléculas. CONCLUSÃO Os cosméticos atuam de modo eficaz na regressão da celulite, portanto devem ser utilizados regularmente e associados a outros hábitos saudáveis de vida. A grande busca da tecnologia no mercado cosmético está em melhorar a penetração do produto na pele e ter maior aproveitamento da substância. O exemplo disso são os cosmecêuticos que atuam em nível de hipoderme que tem como base a nanotecnologia que possibilita quase 100% de aproveitamento e os lipossomas que são bem compatíveis com a pele e também se tem grande utilidade. REFERÊNCIAS BELONI, Cláudia R. R. Análise do Perfil Lipídico Sérico em Mulheres Após Terapia por Ultrassom de 3 MHz e Gel Condutor Acrescido de Cafeína a 5 %. 2010, 53 f. Dissertação de Mestrado, Unigran, Brasília, Disponível em: <http://repositorio.bce.unb.br/bitstream/10482/6043/1/2010_claudiareginarodriguesbelo ni.pdf>. Acesso em: 01 de outubro de BORGES, Fábio dos S. Dermato-Funcional: modalidades terapêuticas nas disfunções estéticas. São Paulo: Phorte, COSTA, Elisiê R. R. Lipodistrofia Ginóide: tratamento da celulite. Rio de Janeiro: Revinter, KEDE, Maria P. V.; SABATOVICH, Oleg. Dermatologia Estética, 2. ed., Rio de Janeiro: Atheneu, LEONARDI, Gislaine R. Cosmetologia Aplicada, 2. ed., São Paulo: Santa Isabel, 2008.

13 TECNÓLOGO EM ESTÉTICA A SERVIÇO DA BELEZA NA COMUNIDADE Anay Souza Menoia; Josiane Peixoto; Maiane K. da Costa; Angela Dal-Col; Damiane Apª Lucas; Hemerson Eduardo Davies; Jessica Moreira de Jesus; Elizabeth Schimit - Acadêmicos do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética UniFil Orientadora: Profª. Esp. Mylena Cristina Dornellas da Costa Docente do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética UniFil RESUMO: O projeto de extensão realizado pelos acadêmicos do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética teve intenção de disseminar os conhecimentos e as práticas adquiridas dentro do curso, levando à outras instituições e às pessoas carentes. Entanto, os participantes desenvolveram as seguintes atividades: corte de cabelo, massagem Quick, higienização e hidratação facial, além de reflexologia nas mãos. Suas ações foram desenvolvidas na perspectiva da criação de um cenário privilegiado para a articulação da extensão com as ações de ensino e pesquisa, confirmando a formação dos estudantes participantes e contribuindo para a produção, sistematização e difusão de experiências de trabalho em comunidade, apresentando uma relevância também no desenvolvimento social e na promoção da saúde na comunidade. Se caracterizou pelo grau de interação real das disciplinas em seu interior, em uma relação recíproca, de mutualidade, que possibilitou visões e, então, soluções diferentes para um mesmo problema. Durante todas as atividades desenvolvidas, a interdisciplinaridade sempre se faz presente, a fim de estabelecer uma troca contínua de saberes entre os integrantes do projeto, e destes com a comunidade, provocando questionamentos sobre o sentido e a pertinência das colaborações entre as disciplinas, visando um conhecimento integral do ser humano. PALAVRAS-CHAVE: interdisciplinaridade, projeto de extensão, comunidade. A prática da interdisciplinaridade através dos conhecimentos faz das oportunidades as trocas entre pessoas como exemplo, levando em conta também a transformação. Portanto, a interdisciplinaridade não é somente a interações entre as disciplinas, mas faz o cidadão amplia sua visão rumo ao caminho de transformação. Em nenhum outro momento falou-se tanto em promoção da saúde como na década atual. Em 1986, na 1ª Conferência Internacional de Promoção de Saúde, foi publicada a Carta de Ottawa, que ampliou o significado da concepção de promoção como conjunto de ações voltadas para a prevenção das doenças e riscos individuais para uma visão que considera a influência dos aspectos sociais, econômicos, políticos e culturais

14 sobre as condições de vida e saúde. Assim, a saúde é compreendida enquanto qualidade de vida e não apenas como ausência de doença, determinando que os problemas de saúde sejam enfrentados valendo-se de ações intersetoriais, visto que extrapolam a responsabilidade exclusiva do setor saúde. O conceito de promoção da saúde traz como princípios norteadores um conjunto de valores éticos, como a vida, a solidariedade, a eqüidade e a cidadania, e uma série de estratégias que visam concretizar a cooperação e parcerias. A importância essas, quer sejam em nível internacional ou local, entre diferentes atores e instituições, entre o público e o privado, entre distintos setores, é inquestionável e determinante do êxito da promoção da qualidade de vida das populações. O objetivo do projeto foi praticar a interdisciplinaridade em promoção da saúde, enfatizando sua importância na área da estética e aplicando os conhecimentos adquiridos junto à comunidade, levando aos carentes serviços de beleza. Desta forma conscientizando e orientando aos indivíduos dos cuidados básicos com a pele, cabelo e corpo e elevando sua auto-estima com os serviços prestados. O projeto Tecnólogo em Estética a Serviço da Beleza na Comunidade esteve à disposição das pessoas para melhora da auto-estima, conselhos para a higiene e cuidados de face, foi realizado em um salão paroquial de uma igreja católica e em um asilo, ambos localizados na cidade de Londrina PR, tendo como público alvo mulheres jovens, adultas e idosas participantes de grupos da igreja e idosos acomodados em asilos. Foi oferecido serviços de corte de cabelo, higienização e hidratação facial, design de sobrancelhas, massagem Quick e reflexologia nas mãos. Cada encontro teve a duração de 4 horas sendo realizado das 8:00 horas às 12:00 horas no salão paroquial onde se atendeu 45 pessoas os serviços foram sendo revezados pelos alunos para que todos realizassem as atividades que foram aprendidas na faculdade, e das 14:00 horas às 18:00 horas no asilo sendo atendidos 15 idosos de ambos os sexos, totalizando oito horas. Os encontros foram previamente agendados e avisados à comunidade através de missas e de parentes dos idosos do asilo. Tudo foi registrado e documentado através de fotos e anotações.

15 O projeto foi patrocinado por Espaço Mulher cedendo uma maca dobrável, pentes, escovas, toalhas, tesouras, espelho. Natália Estética patrocinando pacotes de algodão, gaze, lençol descartável, toucas e luvas descartáveis, pinça, pente de sobrancelha e creme para massagem. Leilagisele Goulart Scandellai e Izabel Maria Garcia de Souza patrocinaram uma maca dobrável e uma cadeira quick. Andréa Bagatin, da Extratos da Terra patrocinou sabonetes de limpeza facial, loção de limpeza, máscara facial. Portanto, a importância do conhecimento e da interação das disciplinas ministradas e suas ligações são fundamentais para o profissional da área da saúde. Tendo em vista que a população se beneficia com isso também e aproveita o momento em que os profissionais se dispõem de por em prática aquilo que aprenderam. A satisfação e o conforto de poder levar à comunidade o trabalho de promoção em saúde em se tratando de estética, principalmente aos idosos que são carentes e querem atenção e carinho. Através do trabalho realizado, pode-se notar o valor agregado à saúde e bem-estar do público atendido. REFERÊNCIAS AERTS, Denise et.al, Promoção de saúde: a convergência entre as propostas da vigilância da saúde e da escola cidadã. Artigo Convergência Entre Vigilância da Saúde e Escola Cidadã, Caderno Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.20, n.4, p , jul/ago de BUSS, Paulo M. Promoção da saúde e qualidade de vida. Artigo Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, FILHO, Enildo J. dos S. et.al, Projeto Educação Popular E Atenção À Saúde Da Família: Importância Da Extensão Na Formação Acadêmica. XI Encontro de Extensão UFPB- PRAC Disponível em: <http://www.prac.ufpb.br/anais/xienexxiienid/enex/trabalho_completo_xi_en EX/6.SAUDE/6CCMDPSPEX01.doc>. Acesso em: 01 de outubro de 2011.

16 VITAMINA C NO COMBATE AO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO Carla Lini Segura - Centro Universitário Filadélfia UniFil Orientador Prof. Esp. Mylena Cristina Dornellas da Costa - Centro Universitário Filadélfia UniFil RESUMO: A pele é considerada um dos órgãos mais complexos, sendo o maior do corpo humano, compreendendo 15% do seu peso total, é principal órgão de comunicação com o meio externo, tendo muitas funções essenciais, como proteção, termorregulação, respostas aos estímulos imunológicos, síntese bioquímica, detecção sensorial e comunicação social e sexual. A pele é único órgão que possui dois tipos de envelhecimento, o intrínseco, comum a todos os órgãos, relacionado com a idade e o extrínseco, onde destacamos o fotoenvelhecimento, causado pela radiação solar. O ácido ascórbico é uma vitamina hidrossolúvel, que age como um antioxidante, detoxificando os radicais livres das células e combatendo os processos oxidativos. Desta forma, é um aliado na prevenção do envelhecimento da pele. Sendo assim, a realização deste trabalho tem o intuito de relatar os benefícios do uso tópico da vitamina C referente à sua ação despigmentante, antioxidante e antiaging. Em decorrência da elevada instabilidade da vitamina C em formulações tópicas, novas estratégias foram propostas. A síntese de derivados da vitamina C constitui uma das alternativas utilizadas, pois estes compostos geralmente possuem eficácia semelhante e são mais estáveis em relação à vitamina C. PALAVRAS-CHAVE: ácido ascórbico, envelhecimento cutâneo, pele. A pele é considerada o maior órgão do corpo humano, constituindo 16% do peso corporal. Além de revestir a superfície externa do corpo, protegendo-o, outras funções são atribuídas a este órgão, como: controle da temperatura, função sensorial, absorção da radiação ultravioleta, síntese da vitamina D e absorção e eliminação de substâncias químicas (HARRIS, 2003). A pele tem um importante papel na auto-estima, nas relações sociais e na qualidade de vida do ser humano. Possuindo uma aparência jovial, saudável e bonita, nos sentimos mais confiantes e seguros para enfrentar a vida cotidiana e também sermos melhores aceitos por toda a sociedade (OLIVEIRA; et al, 2004). A pele possui uma estrutura complexa, sendo formada por três camadas distintas, a epiderme que é dividida em 5 camadas de células (célula basal ou estrato germinativo,

17 espinhosa ou filamentosa de Malpighi, granulosa, clara ou estrado lúcido e córnea), a derme e hipoderme cada uma com sua importância na composição do revestimento cutâneo (OLIVEIRA; et al, 2004, p. 68). O envelhecimento é um processo sistêmico global a que todo ser vivo esta sujeito com o avançar da idade, tendo como conseqüência várias alterações que podem ser perceptíveis ou silenciosas. Entre elas, observam-se várias modificações que comprometem o bom funcionamento do organismo, além do comprometimento da aparência externa, pois a pele sofre alterações visíveis. A pele é único órgão que possui dois tipos de envelhecimento, o intrínseco, comum a todos os órgãos, relacionado com a idade e o extrínseco, onde destacamos o fotoenvelhecimento, causado pela radiação solar. O envelhecimento causado pela idade é mais suave, causando danos estéticos pequenos. Porém o fotoenvelhecimento é o mais agressivo a superfície da pele, estimulando a formação de radicais livres que são instáveis devido às suas características quânticas e reagem com moléculas orgânicas, podendo causar danos e acelerar o processo de envelhecimento (STEINER, 2007, p. 34). Estudos de laboratórios e clínicos indicaram a utilidade das vitaminas aplicadas topicamente no combate à varias doenças de pele, especialmente para ajudar, prevenir, retardar ou impedir certas mudanças degenerativas associadas ao processo de envelhecimento, como a pele seca e escamosa e a formação de rugas (CAMPOS, 2006) O ácido ascórbico é uma vitamina hidrossolúvel, que age como um antioxidante, detoxificando os radicais livres das células e combatendo os processos oxidativos. Desta forma, é um aliado na prevenção do envelhecimento da pele. Este nutriente pode ser fornecido ao organismo de duas maneiras, por via oral, ingerido através de alimentos ou medicamentos que contenham a vitamina e de maneira tópica, sendo aplicado na forma de cremes ou produtos semelhantes (LUNN, 2007) O uso tópico da vitamina C é um dos vários meios utilizados para retardar ou melhorar os problemas adquiridos com o passar dos anos devido à exposição a fatores extrínsecos e a ação involuntária e inevitável dos fatores intrínsecos (STEINER, 2002, p. 28).

18 Como enfatizam MAMBRO et al. (2005, p. 74): aplicação tópica de antioxidantes podem diminuir os danos causados por radicais livres ou EROS por proteger o sistema de defesa endógeno (enzimático e não-enzimático) ou seqüestrar os radicais formados. Segundo Steiner (2006, p. 46) a vitamina C é um poderoso antioxidante, do mesmo modo que aumenta a resistência do organismo ás infecções, protege a pele contra a ação dos radicais livres. Experimentos mostram que a quantidade de ácido ascórbico na epiderme cai após a exposição solar diminuindo os radicais livres produzidos pela agressão dos raios ultravioleta. A vitamina C tem outra grande função antiaging atuando na formação do colágeno, fibra que compõe 80% da derme e garante a firmeza da pele. Além disso, o ácido ascórbico inibe a ação clareadora, ajudando a eliminar manchas. REFERÊNCIAS CAMPOS, P.M.B.G.M. Vitaminas em Cosmeticos. Cosmetics & Toiletries, Ribeirão Preto, v.18, n6, p.52 e 54, nov/dez, DI MAMBRO, V.M; FONSECA, M.J.V. Mudanças por radicais livres e ação tópica de antioxidantes. Cosmetics & Toiletries, São Paulo, v.19, n.5 p.74 e 76, set./out HARRIS, M.I.N. de C. Pele: estrutura, propriedades e envelhecimento, São Paulo: Senac LUNN, J. Nutrição e Envelhecimento Saudável. Nutrição em Pauta, n. 85, p São Paulo. Jul-Ago OLIVEIRA, D.A.G.C. et al. Protetores solares, Radiações e Pele. Cosmetics & Toiletries, São Paulo, v.16, n.2, p.68, mar/abr STEINER, D. Vitaminas Antioxidantes e a Pele. Cosmetics & Toiletries, São Paulo, v.14, n.4, p.28, jul/ago STEINER, D. Envelhecimento Cutâneo e Filtros Solares. Cosmetics & Toiletries, São Paulo, v.19, n.1, p.34, jan/fev

19 FOTOENVELHECIMENTO: PRINCIPAIS ALTERAÇÕES NA PELE, PREVENÇÃO E TRATAMENTO Carolina Vieira Carraro Centro Universitário Filadélfia - UniFil Orientadora: Mylena C. Dornellas da Costa - Centro Universitário Filadélfia - UniFil RESUMO: O conceito de beleza atualmente em vigor e procurado pela grande maioria das pessoas é o da pele jovem, sem manchas ou rugas. Entretanto, com o avanço da idade, a pele começa a sofrer alterações que modificarão seu aspecto gradativamente caracterizando o envelhecimento cutâneo. O envelhecimento extrínseco, ou fotoenvelhecimento é aquele decorrente do efeito da radiação ultra-violeta do sol sobre a pele durante toda a vida. O sol, que propicia momentos de lazer e que dá o bronzeado que aprendemos a considerar como modelo de saúde e beleza, é também o principal responsável pelo envelhecimento cutâneo, pois é a sua ação acumulativa sobre a pele que faz surgirem os sinais da pele envelhecida. Existem várias formas de tratamento, muitas vezes tão simples quanto passar um fotoprotetor regularmente nas áreas comprometidas. Tudo vai depender do grau de fotoenvelhecimento de sua pele, do tempo de que você dispõe para o tratamento, da avaliação de seu especialista e de quais opções são mais adequadas. PALAVRAS-CHAVE: Fotoenvelhecimento, prevenção e tratamento, pele. INTRODUÇÃO O tempo passa para todos e envelhecer é um processo natural. Ao mesmo tempo em que cresce a expectativa de vida, valoriza-se cada vez mais a juventude, o jovem e o belo são cultuados como ideal e as pessoas sofrem muito em decorrência do envelhecimento, que pode ser acelerado ou acentuado com a ação do sol na pele, principalmente com a alta incidência dos raios UVA e UVB, o chamado fotoenvelhecimento. DESENVOLVIMENTO A pele é composta por duas camadas a epiderme, mais externa, composta de células epiteliais intimamente unidas caracterizada por conter cinco camadas, que se reproduzem na mais inferior sendo queratinizadas conforme se afastam até a camada mais externa ajudando na proteção. E a derme, maia profunda, composta de tecido denso e

20 irregular, onde se encontram fibras como colágenas, elásticas e reticulares dividida em dias partes a papilar, mais irrigada, maior produtora de colágeno e elastina devido ao maior número de fibroblasto; e reticular que confere mais resistência à pele (GUIRRO, 2002; JUNQUEIRA, 2008). O envelhecimento pode ser classificado em dois tipos. O envelhecimento intrínseco que ocorre devido a um desgaste natural do organismo, é inevitável. E o envelhecimento extrínseco que é causado por fatores externos, que pode ser controlado, como fumo, poluição, radiação ultravioleta (RUV), entre outros. (BATISTELA, 2007; BAUMANN, 2004; GOMES; DAMAZIO, 2009; GUIRRO, 2002; VIEIRA, 2007). A RUV que atinge a superfície terrestre pode ser dividida em três partes: UVA ( nm) representa 95% da radiação que atinge a superfície da terra, a intensidade com que penetra na pele não varia durante o dia nem entre as estações do ano, maior responsável pelo bronzeamento e envelhecimento cutâneo. UVB ( nm) representa 5% da radiação que atinge a terra, sua intensidade é maior durante o verão e no período das 10 às 16 horas. É quem causa maiores danos aos seres humanos, pois, é absorvido pelo DNA, podendo causar câncer, é imunossupressor e causa envelhecimento precoce. UVC ( nm) é totalmente filtrada pela camada de ozônio (BAGATIN; DAVOLOS e CORREA, 2007; OLIVEIRA e TOFETTI,2006; CRUZ, 2009). A pele envelhecida pela radiação UV apresenta características específicas mais predominantemente em lugares desprotegidos, variando sua intensidade de aparição, podendo ser mais amenas ou mais graves (YAAY; GILCHREST, 2011; BAUMANN, 2004). Externamente pele se apresenta seca, devido perda da função de barreira onde ocorre a redução da camada córnea diminuindo a secreção sebácea, favorecendo a perda hídrica. Hipopigmentada ou hiperpigmentada devido à diminuição do número de melanócitos e ao se expor ao sol há a maior ativação de produção de melanina, nos melanócitos restantes, ocasionando manchas. Presença de rugas e flacidez da pele, principal características da pele envelhecida, podendo se apresentar mais agravados quando fotoenvelhecida (BAUMANN, 2004; RIBEIRO, 2010; YAAR; GILCHREST, 2011).

PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO RESUMO

PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO RESUMO PREVENÇÃO DO ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E ATENUAÇÃO DE LINHAS DE EXPRESSÃO PELO AUMENTO DA SÍNTESE DE COLÁGENO MACIEL, D. 1 ; OLIVEIRA, G.G. 2. 1. Acadêmica do 3ºano do Curso Superior Tecnólogo em Estética

Leia mais

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado.

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. Histórico A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. A pele bronzeada tornou-se moda, sinal de status e saúde. Histórico

Leia mais

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções:

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: CUIDADOS COM A PELE A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: Regular a temperatura do nosso corpo; Perceber os estímulos dolorosos e agradáveis; Impedir a entrada

Leia mais

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR INTRODUÇÃO Zeferina Alexandra Trizotti da Silva Talita de Oliveira da Silva A acne é uma das alterações cutâneas mais comuns, sua

Leia mais

RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA E CÂNCER DE PELE

RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA E CÂNCER DE PELE UNIFESP UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIRURGIA PLÁSTICA REPARADORA Coordenadora e Professora Titular: Profa.Dra.Lydia Masako Ferreira RADIAÇÃO

Leia mais

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Gomagem e Esfoliação Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Membrana que recobre toda a superfície corpórea Maior órgão do corpo humano (2m² e 4kg) Resistente e flexível

Leia mais

A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo

A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo A Utilização da Vitamina C e do Peeling de Diamante no Tratamento do Melasma Facial: um estudo comparativo The Use of Vitamin C and Peeling Diamond in the Treatment of Facial Melasma: a comparative study

Leia mais

Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios

Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios Bioafinidade dermo epidérmica para o Clareamento & Controle da pele hiperpigmentada.

Leia mais

Fibro Edema Gelóide. Tecido Tegumentar. Epiderme. Epiderme. Fisiopatologia do FibroEdema Gelóide

Fibro Edema Gelóide. Tecido Tegumentar. Epiderme. Epiderme. Fisiopatologia do FibroEdema Gelóide Lipodistrofia Ginóide Estria Discromia Distúrbios inestéticos O termo "celulite" foi primeiro usado na década de 1920, para descrever uma alteração estética da superfície cutânea (ROSSI & VERGNANINI, 2000)

Leia mais

NANOMATERNITY QUAIS SÃO OS ATIVOS?

NANOMATERNITY QUAIS SÃO OS ATIVOS? NANOMATERNITY QUAIS SÃO OS ATIVOS? Ø Nanomaternity care Óleo de Amêndoas Doce Óleo de Semente de Uva Óleo de Linhaça Vitamina E Ø Colágeno Hidrolisado Ø Plantec Olive Active Ø Óleo de Rosa Mosqueta Ø Manteiga

Leia mais

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos A etnia confere características herdadas que devem ser valorizadas na indicação de procedimentos e tratamentos e na avaliação de

Leia mais

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC Índice de Massa Corporal Classificação quanto a Distribuição de Gordura: Difusa: distribuição generalizada por todo o corpo Androide: relacionada a

Leia mais

-10/11/2009. Nosso cartão de visita A PELE. Epiderme. Derme. Hipoderme

-10/11/2009. Nosso cartão de visita A PELE. Epiderme. Derme. Hipoderme ROSTO Nosso cartão de visita A PELE Epiderme Derme Hipoderme -1 Sem vascularização EPIDERME Várias camadas (última: morta) Renova: 14-30 dias DERME Elasticidade, resistência, flexibilidade e hidratação

Leia mais

ANATOMIA HUMANA II. Roteiro Sistema tegumentar. Enfermagem SISTEMA TEGUMENTAR. Prof. Me. Fabio Milioni. Conceito Estruturas. Pele Anexos.

ANATOMIA HUMANA II. Roteiro Sistema tegumentar. Enfermagem SISTEMA TEGUMENTAR. Prof. Me. Fabio Milioni. Conceito Estruturas. Pele Anexos. ANATOMIA HUMANA II Enfermagem SISTEMA TEGUMENTAR Prof. Me. Fabio Milioni Roteiro Sistema tegumentar Conceito Estruturas Pele Anexos Funções 1 CONCEITO Estudo Microscópico Maior orgão do corpo humano Proporciona

Leia mais

REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera

REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera Revisage3D Você verá nesta aula: Definição Envelhecimento; Sistema Tegumentar; Alterações Envelhecimento; Revisage 3D; Indicações e Contra-Indicações;

Leia mais

APLICAÇÃO DO ULTRASSOM NA ESTÉTICA CORPORAL NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE (FEG).

APLICAÇÃO DO ULTRASSOM NA ESTÉTICA CORPORAL NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE (FEG). APLICAÇÃO DO ULTRASSOM NA ESTÉTICA CORPORAL NO TRATAMENTO DO FIBRO EDEMA GELÓIDE (FEG). Cintia Tosoni Leonardo Ribeiro (*) Monia Luci Pawlowski (*) Tatiane Costa de Sousa (*) (*) Acadêmicas do CST em Estética

Leia mais

PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS

PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS Existem fatores extrínsecos e intrínsecos que predispõem a ocorrência das estrias. O principal fator extrínseco é o trauma mecânico ( estresse mecânico), porém, ainda mais

Leia mais

AA 2-G (Vitamina C estabilizada)

AA 2-G (Vitamina C estabilizada) AA 2-G (Vitamina C estabilizada) INCI NAME: Ácido ascórbico-2-glicosilado CAS Number: 129499-78-1 Descrição: O AA2G (Ácido Ascórbico 2-Glicosídeo) é a vitamina C (ácido ascórbico) estabilizada com glicose.

Leia mais

TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira

TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira MASSAGEM MODELADORA Indicadas para modelar o corpo e reduzir medidas; além de ser importante no combate contra a celulite; TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira MASSAGEM MODELADORA Esta técnica,

Leia mais

THALITAN Bronzeado mais rápido, seguro e duradouro.

THALITAN Bronzeado mais rápido, seguro e duradouro. THALITAN Bronzeado mais rápido, seguro e duradouro. Thalitan é um complexo formado por um oligossacarídeo marinho quelado a moléculas de magnésio e manganês. Esse oligossacarídeo é obtido a partir da despolimerização

Leia mais

ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E RUGAS

ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E RUGAS ENVELHECIMENTO CUTÂNEO E RUGAS BIOTIPOS CUTÂNEOS Pele normal Pele lisa, fina, firme, sólida; Há um equilíbrio das secreções sebáceas e sudoríparas; Elástica e flexível; Ausência visível de lesões ou desconforto.

Leia mais

PROTETORES SOLARES. Priscila Pessoa, bolsista PIBID, IQ-UNICAMP

PROTETORES SOLARES. Priscila Pessoa, bolsista PIBID, IQ-UNICAMP PROTETORES SOLARES Priscila Pessoa, bolsista PIBID, IQ-UNICAMP O sol é uma fonte de energia essencial para a vida na terra pois, direta ou indiretamente a maioria dos ciclos biológicos dependem da radiação

Leia mais

Despigmentantes ou agentes clareadores:

Despigmentantes ou agentes clareadores: Despigmentantes ou agentes clareadores: Na pele os melanócitos estão presentes na camada basal da epiderme,na junção dermoepiderme e são responsáveis pela produção de melanina. Ocorrem numa taxa de aproximadamente

Leia mais

Sistema Tegumentar. Arquitetura do Tegumento. Funções do Sistema Tegumentar Proteção 09/03/2015

Sistema Tegumentar. Arquitetura do Tegumento. Funções do Sistema Tegumentar Proteção 09/03/2015 Sistema Tegumentar Sistema Tegumentar É constituído pela pele, tela subcutânea e seus anexos cutâneos Recobre quase toda superfície do corpo Profa Elaine C. S. Ovalle Arquitetura do Tegumento Funções do

Leia mais

A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele

A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele A cosmetologia atualmente vem ganhando notoriedade,

Leia mais

1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele.

1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele. 1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele. 4. São preparações cosméticas que aceleram a descamação natural dos corneócitos

Leia mais

38 Por que o sol queima a nossa pele?

38 Por que o sol queima a nossa pele? A U A UL LA Por que o sol queima a nossa pele? Férias, verão e muito sol... Vamos à praia! Não importa se vai haver congestionamento nas estradas, muita gente na areia, nem mesmo se está faltando água

Leia mais

PEELING ORAL FOTOENVELHECIMENTO DA PELE EFÉLIDES HIPERCROMIAS 13/3/2014. Cloasma ou Melasma. Efélides ou Sardas

PEELING ORAL FOTOENVELHECIMENTO DA PELE EFÉLIDES HIPERCROMIAS 13/3/2014. Cloasma ou Melasma. Efélides ou Sardas FOTOENVELHECIMENTO DA PELE Mudanças do fotoenvelhecimento da pele incluem pigmentação irregular, rugas e perda de elasticidade. (Rendon et al., 2010) Profª Luisa Amábile Wolpe Simas DISCROMIAS HIPERCROMIAS

Leia mais

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico FICHA RESUMO Hiperpigmentação da Pele Condições-chave Hiperpigmentação da pele: Excesso

Leia mais

Conceito InflammAging

Conceito InflammAging Conceito InflammAging Em cosméticos, inflamação e envelhecimento normalmente são tratados separadamente. Pesquisas recentes tem mostrado que o envelhecer está acompanhado por um pequeno grau de inflamação

Leia mais

D E R M A T I T E S HISTÓRIA

D E R M A T I T E S HISTÓRIA D E R M A T I T E S As dermatoses ocupacionais, conhecidas como dermatites de contato, manifestam-se através de alterações da pele e decorrem direta ou indiretamente de certas atividades profissionais.

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). A PELE CONHECENDO

Leia mais

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista Um novo conceito em peeling sequencial Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista O QUE É O PEELING 3D? Método diferenciado e patenteado de peeling superficial sequencial

Leia mais

TÓPICOS DESSA APRESENTAÇÃO:

TÓPICOS DESSA APRESENTAÇÃO: APRESENTAÇÃO Lilian Wesendonck Bióloga e Farmacêutica Membro da Associação Brasileira de Cosmetologia Ministrante de Palestras e Cursos de Aperfeiçoamento em Cosméticos TÓPICOS DESSA APRESENTAÇÃO: INTRODUÇÃO:

Leia mais

FISIOTERAPIA DERMATO FUNCIONAL ESTRIAS

FISIOTERAPIA DERMATO FUNCIONAL ESTRIAS FISIOTERAPIA DERMATO FUNCIONAL ESTRIAS ESTRIA DEFINI DEFINIÇÃO ÃO Atrofia tegumentar adquirida, de aspecto linear Dispõem-se paralelamente umas as outras perpendicularmente às linhas de fenda da pele Desequilíbrio

Leia mais

DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO. Claudia de Lima Witzel

DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO. Claudia de Lima Witzel DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO Claudia de Lima Witzel SISTEMA MUSCULAR O tecido muscular é de origem mesodérmica (camada média, das três camadas germinativas primárias do embrião, da qual derivam

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC no 433 de 21/10/11 DOU de 24/10/11

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC no 433 de 21/10/11 DOU de 24/10/11 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC no 433 de 21/10/11 DOU de 24/10/11 Componente Curricular: Estética Facial Código: -- Pré-requisito: -- Período Letivo:

Leia mais

Prática Nutrição Externa

Prática Nutrição Externa Prática Nutrição Externa Demonstração prática de uso dos produtos de nutrição externa e seus efeitos imediatos. Como a pele é o maior órgão do corpo os produtos são recomendados tanto para homens quanto

Leia mais

TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS

TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS TREINAMENTO TÉCNICO PONTEIRAS DIAMANTADAS BIOSET Indústria de Tecnologia Eletrônica Ltda. EPP Av. 55, 1212 -Jardim Kennedy - Rio Claro SP - CEP 13501-540 SAC: (19) 3534-3693 www.bioset.com.br CNPJ: 68.099.431/0001-90

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 COMPONENTE CURRICULAR: Fisioterapia em Dermatologia CÓDIGO: Fisio 227 CH TOTAL: 60hs PRÉ-REQUISITO: -----

Leia mais

RADIAÇÃO UV E SAÚDE HUMANA 1

RADIAÇÃO UV E SAÚDE HUMANA 1 RADIAÇÃO UV E SAÚDE HUMANA 1 O presente documento apresenta os seguintes tópicos relacionados à radiação UV e Saúde humana: - Efeitos da R-UV sobre a Pele - Examinando sua pele - Tipos de pele - Efeitos

Leia mais

Câncer de Pele. Os sinais de aviso de Câncer de Pele. Lesões pré câncerigenas. Melanoma. Melanoma. Carcinoma Basocelular. PEC SOGAB Júlia Käfer

Câncer de Pele. Os sinais de aviso de Câncer de Pele. Lesões pré câncerigenas. Melanoma. Melanoma. Carcinoma Basocelular. PEC SOGAB Júlia Käfer Lesões pré câncerigenas Os sinais de aviso de Câncer de Pele Câncer de Pele PEC SOGAB Júlia Käfer Lesões pré-cancerosas, incluindo melanoma, carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular. Estas lesões

Leia mais

UVA e UVB. quais são alguns dos BENEFÍCIOS 21/10/2015. QUAL O PROBLEMA então? por que se fala tanto em FOTOPROTEÇÃO? Δ e E Fotossíntese Vitamina D

UVA e UVB. quais são alguns dos BENEFÍCIOS 21/10/2015. QUAL O PROBLEMA então? por que se fala tanto em FOTOPROTEÇÃO? Δ e E Fotossíntese Vitamina D espectro de ondas eletromagnéticas 21/10/2015 FILTRO SOLAR como escolher corretamente seu AMIGO de todos os dias quais são alguns dos BENEFÍCIOS do SOL? Δ e E Fotossíntese Vitamina D QUAL O PROBLEMA então?

Leia mais

Proteção Solar na Infância. Cláudia Márcia de Resende Silva (1) Luciana Baptista Pereira(1) Bernardo Gontijo(1, 2) Maria Ester Massara Café(1)

Proteção Solar na Infância. Cláudia Márcia de Resende Silva (1) Luciana Baptista Pereira(1) Bernardo Gontijo(1, 2) Maria Ester Massara Café(1) Proteção Solar na Infância Cláudia Márcia de Resende Silva (1) Luciana Baptista Pereira(1) Bernardo Gontijo(1, 2) Maria Ester Massara Café(1) O sol emite um amplo espectro de radiações eletromagnéticas

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Protetor Solar, Fotoproteção, Câncer de Pele.

PALAVRAS-CHAVE: Protetor Solar, Fotoproteção, Câncer de Pele. PROTEÇÃO SOLAR PARA ESTETICISTAS, EDUCADORES FÍSICOS E PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA. 1. BARBOSA DA SILVA. Samara Cristina; 2. MORO. Rafael; 3. RODRIGUES DE FREITAS. Lígia; 4. OLIVEIRA. Aide Angélica

Leia mais

2. Da fundamentação e análise

2. Da fundamentação e análise PARECER COREN-SP 001/2013 CT PRCI n 100.546 e Ticket n 256.298 Assunto: Manuseio de equipamento de fototerapia em dermatologia por Auxiliar de Enfermagem. 1. Do fato A profissional questiona se o Auxiliar

Leia mais

HYDROPOM Licopeno Bioliquefeito

HYDROPOM Licopeno Bioliquefeito HYDROPOM Licopeno Bioliquefeito INCI: hydrolyzed Tomato Skin Contém: Polifenóis Açúcares Naturais Licopeno Aquoso Microdispersível 1. Introdução HYDROPOM é o primeiro produto aquoso que contém licopeno

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTÉTICA - LATO SENSU CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÓDULO I - ESTÉTICA FACIAL

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTÉTICA - LATO SENSU CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÓDULO I - ESTÉTICA FACIAL CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTÉTICA - LATO SENSU CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÓDULO I - ESTÉTICA FACIAL DISCIPLINA: Anatomia e Fisiologia de Cabeça e Pescoço 10 horas Sistema Tegumentar Epiderme: suas características,

Leia mais

Celulite. O que é? LIPO = relativo a gordura DISTROFIA = demonstra desordem nas trocas metabólicas do tecido. GINÓIDE = gino = mulher Oide = forma de

Celulite. O que é? LIPO = relativo a gordura DISTROFIA = demonstra desordem nas trocas metabólicas do tecido. GINÓIDE = gino = mulher Oide = forma de MOISKIN Corporal O que é? Celulite Conjunto de alterações no tecido conjuntivo subcutâneo em conjunto com alterações na microcirculação e consequentemente aumento do tecido fibroso. Conhecida como lipodistrofia

Leia mais

ACADEMIA DE PRODUTOS. Linha Even Complexion

ACADEMIA DE PRODUTOS. Linha Even Complexion ACADEMIA DE PRODUTOS Linha Even Complexion Tipos de Manchas É definida pelo agente produtor daquela mancha: 1. Melasma O melasma é o tipo mais comum de mancha na pele, manifestando-se como pequenas manchas

Leia mais

Os cuidados com. A sua pele

Os cuidados com. A sua pele Os cuidados com A sua pele Supervisão editorial: Dr. Gilberto Ururahy UNIDADE BOTAFOGO Rua Lauro Müller, 116-34º Andar Torre Rio Sul CEP 22290-160 Botafogo Rio de Janeiro RJ Tel.: (21) 2546.3000 UNIDADE

Leia mais

FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO

FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO FACULDADE IPIRANGA TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA ANDREZA DUTRA GOMES DA SILVA LILIANA DE OLIVEIRA MARINHO A IMPORTÂNCIA DOS TRATAMENTOS ESTÉTICOS NO PRÉ E PÓS- OPERATÓRIO DE CIRURGIA DO CONTORNO CORPORAL

Leia mais

Praticamente todo absorvido pelo ozônio. Pouquíssimo ou nada chegam à biosfera.

Praticamente todo absorvido pelo ozônio. Pouquíssimo ou nada chegam à biosfera. RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA A radiação ultravioleta (UV) é uma pequena porção da radiação total recebida do sol. Foi descoberta em 1801 pelo físico alemão Johann Wilhelm Ritter (1776-1810). Tornou-se um tópico

Leia mais

PROTETOR SOLAR. Priscila Pessoa, bolsista PIBID, Licenciatura em Química, IQ-UNICAMP

PROTETOR SOLAR. Priscila Pessoa, bolsista PIBID, Licenciatura em Química, IQ-UNICAMP PROTETOR SOLAR Priscila Pessoa, bolsista PIBID, Licenciatura em Química, IQ-UNICAMP É a fonte de energia essencial para a vida na terra e muitos são os benefícios trazidos pela luz solar para os seres

Leia mais

Phycojuvenine INCI Name: Introdução: O processo de senescência Mitocôndrias O Centro Energético Celular

Phycojuvenine INCI Name: Introdução: O processo de senescência Mitocôndrias O Centro Energético Celular Phycojuvenine INCI Name: Water (and) Laminaria Digitata Extract. Introdução: O processo de senescência Diferente das outras partes do corpo quando a pele envelhece é visível externamente. A regeneração

Leia mais

ELIX-IRTM O ELIX-IR TM da Juventude

ELIX-IRTM O ELIX-IR TM da Juventude INCI NAME: Water (and) Glycerin (and) Polygonum aviculare Extract Number CAS: 7732-18-5 / 56-81-5 / 84604-04-6 Introdução O envelhecimento da pele é causado por dois processos principais: Envelhecimento

Leia mais

AQUAPORINAs - 3 ª GERAÇÃO DE HIDRATANTES. LLepiscopo

AQUAPORINAs - 3 ª GERAÇÃO DE HIDRATANTES. LLepiscopo AQUAPORINAs - 3 ª GERAÇÃO DE HIDRATANTES ÁGUA: ORIGEM DA VIDA A vida se iniciou nos oceanos, onde se originaram os primeiros espécimes Necessária a todos os organismos; Fonte renovável, porém preciosa.

Leia mais

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio

MENOPAUSA E PELE. Dra Cintia Lima Procopio MENOPAUSA E PELE Dra Cintia Lima Procopio Graduação em Medicina pela Universidade de Cuiabá- UNIC. Pós-graduação em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro- UFRJ Titulo de Especialista

Leia mais

Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS:

Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS: Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS: As mamas (ou seios) são glândulas e sua função principal é a produção de leite. Elas são compostas de lobos que se dividem em porções menores, os lóbulos, e ductos, que

Leia mais

Envelhecimento Cutâneo e Uso de Antioxidantes

Envelhecimento Cutâneo e Uso de Antioxidantes Envelhecimento Cutâneo e Uso de Antioxidantes Nutr. Ana Luísa Kremer Faller Doutora em Ciências Nutricionais - UFRJ Profª Adjunto Departamento de Nutrição e Dietética Instituto de Nutrição Josué de Castro

Leia mais

Pollyanna Pereira Nascimento 1, 3 ; Andréia Juliana Leite Rodrigues 2,3.

Pollyanna Pereira Nascimento 1, 3 ; Andréia Juliana Leite Rodrigues 2,3. CONHECIMENTO ESPECÍFICO SOBRE O CÂNCER NÃO AUMENTA CONSCIENTIZAÇÃO. Pollyanna Pereira Nascimento 1, 3 ; Andréia Juliana Leite Rodrigues 2,3. 1 Voluntária Iniciação Científica PVIC/UEG 2 Pesquisadora Orientadora

Leia mais

Uso do ácido glicólico em produtos cosméticos para tratamento tópico da acne

Uso do ácido glicólico em produtos cosméticos para tratamento tópico da acne Uso do ácido glicólico em produtos cosméticos para tratamento tópico da acne 1 Ana Paula Wippel - Acadêmica do Curso de Tecnologia em Cosmetologia e Estética, da Universidade do Vale do Itajaí, Balneário

Leia mais

uriosidades O que é Radiação Ultravioleta? Tipos de Radiação Ultravioleta

uriosidades O que é Radiação Ultravioleta? Tipos de Radiação Ultravioleta C uriosidades Índice de Radiação Ultravioleta e Saúde: Proteja-se! V ocê saberia dizer quais o perigos ao se expor diariamente ao Sol? Quais os efeitos causados pela radiação solar ultravioleta à nossa

Leia mais

Sejam bem-vindas a nossa Terça do Conhecimento!

Sejam bem-vindas a nossa Terça do Conhecimento! Sejam bem-vindas a nossa Terça do Conhecimento! Tema: Linha solar Mary Kay Pele A pele é o maior órgão do corpo humano, Tem a função de proteger o corpo contra o calor, a luz e as infecções é responsável

Leia mais

Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica

Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica Prof. Paschoal Rossetti Filho Março/2012 Fatores que influenciam na profundidade e conseqüente a classificação do peeling: 1. Escolha do agente queratolítico

Leia mais

Papilomavírus Humano HPV

Papilomavírus Humano HPV Papilomavírus Humano HPV -BIOLOGIA- Alunos: André Aroeira, Antonio Lopes, Carlos Eduardo Rozário, João Marcos Fagundes, João Paulo Sobral e Hélio Gastão Prof.: Fragoso 1º Ano E.M. T. 13 Agente Causador

Leia mais

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi)

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi) Ficha técnica CHÁ VERDE COM CÓLAGENO, VITAMINA C E POLIDEXTROSE Pó para Preparo de Bebida a Base de Chá Verde, com Colágeno hidrolisado, vitamina C e polidextrose Sabor Abacaxi e frutas vermelhas REGISTRO:

Leia mais

Anatomia da pele. Prof. Dr. Marcos Roberto de Oliveira. marcos.oliveira@fadergs.edu.br

Anatomia da pele. Prof. Dr. Marcos Roberto de Oliveira. marcos.oliveira@fadergs.edu.br Anatomia da pele Prof. Dr. Marcos Roberto de Oliveira marcos.oliveira@fadergs.edu.br SISTEMA TEGUMENTAR: PELE E FÁSCIA Funções: proteção regulação térmica sensibilidade Sua espessura varia de 0.5mm nas

Leia mais

28-02-2015. Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 23/02/2015

28-02-2015. Sumário. Atmosfera da Terra. Interação Radiação-Matéria 23/02/2015 Sumário Na : Radiação, Matéria e Estrutura Unidade temática 2. O ozono como filtro protetor da Terra. Formação e decomposição do ozono na atmosfera. Filtros solares. Alternativas aos CFC. Como se mede

Leia mais

Clarifique Dermo Radiance

Clarifique Dermo Radiance Clareia e uniformiza o tom da pele Minimiza manchas Ilumina o rosto Protege Hidrata e nutre Treinamento Clareamento 100% seguro Resultados comprovados em 14 dias Clarifique Dermo Radiance é pura paixão

Leia mais

O que é Radiação Ultravioleta (R-UV)?

O que é Radiação Ultravioleta (R-UV)? O que é Radiação Ultravioleta (R-UV)? A radiação solar mais conhecida é a faixa do visível. No entanto, outras duas faixas muito importantes são as do ultravioleta (UV) e do infravermelho (IV). A faixa

Leia mais

COSMÉTICA E NUTRIÇÃO. Dra. Adriana Vilarinho

COSMÉTICA E NUTRIÇÃO. Dra. Adriana Vilarinho COSMÉTICA E NUTRIÇÃO Dra. Adriana Vilarinho Envelhecimento A preocupação com a imagem e com o aparecimento de rugas não são privilégios das mulheres modernas. Desde que o homem pisou no mundo, representantes

Leia mais

24/03/2014. Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos

24/03/2014. Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos Marcela Altvater canaldoprofissional@buonavita.com.br ENZIMOCOSMÉTICA NA RENOVAÇÃO CELULAR Para

Leia mais

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele

Peeling Diamante. Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Auxiliando no rejuvenescimento e na limpeza de pele Promove o rejuvenescimento da pele Atenua rugas e linhas finas Eficaz no tratamento de estrias Altamente indicado no tratamento de cicatrizes de acne

Leia mais

Envelhecimento. O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular

Envelhecimento. O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular Envelhecimento O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular Dr. Efrain Olszewer Envelhecimento Intrínseco Esperado,

Leia mais

Limpeza de Pele. Limpeza de Pele. Etapas da Limpeza de Pele 09/03/2015. Indicada para todos os tipos de pele. Remove todos os tipos de impurezas

Limpeza de Pele. Limpeza de Pele. Etapas da Limpeza de Pele 09/03/2015. Indicada para todos os tipos de pele. Remove todos os tipos de impurezas Limpeza de Pele Indicada para todos os tipos de pele Remove todos os tipos de impurezas Tonifica, hidrata e nutri a pele, facilitando assim uma maior absorção de princípios ativos Ft. Elaine C. S. Ovalle

Leia mais

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética.

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética. Acne e Hidratação. Objetivo da Escolha do Tema A hidratação da pele é de fundamental importância para a manutenção dos mecanismos fisiológicos e bioquímicos da pele como os mecanismos celulares de proteção

Leia mais

Despigmentantes: Informação e aconselhamento para uma correcta utilização

Despigmentantes: Informação e aconselhamento para uma correcta utilização Despigmentantes: Informação e aconselhamento para uma correcta utilização Pele e suas Funções A pele é um órgão multifuncional, complexo, resistente e flexível, que reveste o corpo e o protege contra as

Leia mais

COMPLETE R. Redução da Celulite. Informações Técnicas

COMPLETE R. Redução da Celulite. Informações Técnicas Informações Técnicas COMPLETE R Redução da Celulite INCI NAME: Water, Propylene Glycol, Caffeine, L-Carnitine, Imidazolidinyl Urea, Methylparaben and Propylparaben. INTRODUÇÃO A celulite é uma deformação

Leia mais

Antes de falar sobre protetor solar vamos falar um pouco sobre a Radiação Solar.

Antes de falar sobre protetor solar vamos falar um pouco sobre a Radiação Solar. Proteção Solar PERFECT*SUN Antes de falar sobre protetor solar vamos falar um pouco sobre a Radiação Solar. A Radiação Solar é composta por diversos raios, com diferentes comprimentos de onda, conforme

Leia mais

Treinamento da Unidade Divina Vitória e das Unidades Descendentes

Treinamento da Unidade Divina Vitória e das Unidades Descendentes Treinamento da Unidade Divina Vitória e das Unidades Descendentes 800 Nossos Pilares Filosofia 1.Deus 2. Família 3. Trabalho Espírito de Ajuda Ajudar sem querer nada em troca Regra de Ouro Trate os outros

Leia mais

TRATAMENTO COM ELETROLIPOFORESE PARA FIBRO EDEMA GELÓIDE EM REGIÃO GLÚTEA

TRATAMENTO COM ELETROLIPOFORESE PARA FIBRO EDEMA GELÓIDE EM REGIÃO GLÚTEA TRATAMENTO COM ELETROLIPOFORESE PARA FIBRO EDEMA GELÓIDE EM REGIÃO GLÚTEA RINALDI, C. L.W.; SPESSATO, L. C. Resumo: O objetivo do presente estudo foi avaliar o benefício da eletrolipoforese no tratamento

Leia mais

Cuidar da região do pescoço evita o envelhecimento precoce Seg, 24 de Junho de 2013 17:52 - Última atualização Ter, 25 de Junho de 2013 11:46

Cuidar da região do pescoço evita o envelhecimento precoce Seg, 24 de Junho de 2013 17:52 - Última atualização Ter, 25 de Junho de 2013 11:46 Se nós, mulheres, cuidássemos do pescoço com a mesma disciplina que dedicamos ao rosto, essa área seria menos vulnerável aos danos do tempo e à falta de cuidados diários. "De fato, é uma região quase sempre

Leia mais

SINERGIA DE TRATAMENTO PRÓ-LIFTING COM NEURO PEPTÍDEO BIOMIMÉTICO: tratamento completo para os sinais do envelhecimento

SINERGIA DE TRATAMENTO PRÓ-LIFTING COM NEURO PEPTÍDEO BIOMIMÉTICO: tratamento completo para os sinais do envelhecimento SINERGIA DE TRATAMENTO PRÓ-LIFTING COM NEURO PEPTÍDEO BIOMIMÉTICO: tratamento completo para os sinais do envelhecimento Isabel Luiza Piatti isabel@buonavita.com.br Cuidados com o rosto Divisão por segmento

Leia mais

Semissólidos ERIKA LIZ

Semissólidos ERIKA LIZ Semissólidos ERIKA LIZ Ação As preparações são aplicadas à pele por seus efeitos físicos, ou seja, sua capacidade de agir como protetores, lubrificantes, emolientes, secantes, ou devido ao efeito específico

Leia mais

Disciplina: Patologia Oral 4 e 5º períodos CÂNCER BUCAL. http://lucinei.wikispaces.com. Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira

Disciplina: Patologia Oral 4 e 5º períodos CÂNCER BUCAL. http://lucinei.wikispaces.com. Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira Disciplina: Patologia Oral 4 e 5º períodos CÂNCER BUCAL http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 Sigmund Freud ( 1856-1939, 83 anos ) durante 59 anos, mais de 20 charutos/dia

Leia mais

(SPCFar), referiu que os problemas

(SPCFar), referiu que os problemas Envelhecerem beleza Já diz o velho ditado que «mais vale prevenir do que remediar». A palavra "prevenção" ganha preponderância quando abordamos o tema da pele, aquele que é somente o nosso órgão mais extenso,

Leia mais

A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade.

A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade. A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade. Cremes, loções, preenchimento, peelings, máscaras e lasers

Leia mais

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0

MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA. Manual do Usuário. Versão 1.0 MOLIOR TECNOLOGIA MÉDICA LTDA Manual do Usuário Versão 1.0 1 Sumário 1. DIREITOS AUTORAIS... 3 2. INTRODUÇÃO... 4 3. TRATAMENTOS... 5 4. UTILIZAÇÃO... 5 5. ESCOLHA DO TAMANHO IDEAL... 6 6. CUIDADOS APÓS

Leia mais

Direcção-Geral da Saúde

Direcção-Geral da Saúde Assunto: PLANO DE CONTINGÊNCIA PARA AS ONDAS DE CALOR 2008 RECOMENDAÇÕES SOBRE VESTUÁRIO APROPRIADO EM PERÍODOS DE TEMPERATURAS ELEVADAS Nº: 21/DA DATA: 07/08/08 Para: Contacto na DGS: Todos os Estabelecimentos

Leia mais

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%. Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO: Cada grama de VITACID

Leia mais

Avaliação e Conscientização Quanto a Prevenção do Câncer de Pele

Avaliação e Conscientização Quanto a Prevenção do Câncer de Pele Avaliação e Conscientização Quanto a Prevenção do Câncer de Pele Liliane de Sousa Silva¹, Valéria Rodrigues de Sousa¹, Naiara Maria de Sousa¹, Rosilane Fernanda de Faria¹, Elisângela Gomes Queiroz de Sá¹,

Leia mais

Radiação UV e fotodano cutâneo. Luis Fernando Tovo

Radiação UV e fotodano cutâneo. Luis Fernando Tovo Radiação UV e fotodano cutâneo Luis Fernando Tovo EXPECTRO DA RADIAÇÃO SOLAR FOTO-ENVELHECIMENTO X FOTODANO FOTO-ENVELHECIMENTO: superposição do dano crônico do sol sobre processo de envelhecimento intrínseco

Leia mais

Brasília Patrimônio Cultural da Humanidade SEPN 511, Bloco C, Edifício Bittar, 4º andar, Asa Norte, Brasília/DF, CEP: 70.750-543 Telefone: (61)

Brasília Patrimônio Cultural da Humanidade SEPN 511, Bloco C, Edifício Bittar, 4º andar, Asa Norte, Brasília/DF, CEP: 70.750-543 Telefone: (61) 2 Telefone: (61) 3214-5602 (Ramal: 5729) PROGRAMA DE PROTEÇÃO À RADIAÇÃO SOLAR NO DISTRITO FEDERAL Plano de Gestão Integrada da Qualidade Ambiental no Distrito Federal Subsecretaria de Saúde Ambiental

Leia mais

Um encontro com o futuro

Um encontro com o futuro Um encontro com o futuro Catálogo de Produtos - ESTÉTICA Elite O Elite é a solução mais completa de fototerapia mundial com excelente performance no tratamento de acne, manchas na pele, olheiras, marcas

Leia mais

MICROAGULHAMENTO COMO AGENTE POTENCIALIZADOR DA PERMEAÇÃO DE PRINCÍPIOS ATIVOS CORPORAIS NO TRATAMENTO DE LIPODISTROFIA LOCALIZADA: ESTUDO DE CASOS

MICROAGULHAMENTO COMO AGENTE POTENCIALIZADOR DA PERMEAÇÃO DE PRINCÍPIOS ATIVOS CORPORAIS NO TRATAMENTO DE LIPODISTROFIA LOCALIZADA: ESTUDO DE CASOS MICROAGULHAMENTO COMO AGENTE POTENCIALIZADOR DA PERMEAÇÃO DE PRINCÍPIOS ATIVOS CORPORAIS NO TRATAMENTO DE LIPODISTROFIA LOCALIZADA: ESTUDO DE CASOS Aline Prando Klayn 1 ; Mirieli Denardi Limana 2, Lilian

Leia mais

Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS. HISTOLOGIA = estudo dos tecidos

Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS. HISTOLOGIA = estudo dos tecidos Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS HISTOLOGIA = estudo dos tecidos TECIDOS Grupos de células especializadas, semelhantes ou diferentes entre si, e que desempenham funções específicas. Num

Leia mais

SEGREDOS DO MUNDO DA QUÍMICA: OS MISTERIOSOS RADICAIS LIVRES

SEGREDOS DO MUNDO DA QUÍMICA: OS MISTERIOSOS RADICAIS LIVRES Universidade de Évora Departamento de Química Vânia Pais Aluna do Curso de Mestrado em Química Aplicada SEGREDOS DO MUNDO DA QUÍMICA: OS MISTERIOSOS RADICAIS LIVRES Com o passar dos anos, o aumento da

Leia mais

Introdução à cosmetologia. Prof. Msc. Mayara Peron Pereira

Introdução à cosmetologia. Prof. Msc. Mayara Peron Pereira Introdução à cosmetologia Prof. Msc. Mayara Peron Pereira Cosmetologia Conceitos e definições Ciência que serve de suporte à fabricação de produtos voltados à arte do cuidado e melhoria das condições estéticas

Leia mais